As razões por que Portugal atrai empresas tecnológicas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As razões por que Portugal atrai empresas tecnológicas"

Transcrição

1 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6058 DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Quem é quem nas TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO A DESTACAR Balança da oferta e procura de emprego na área das TI vai estar mais desequilibrada PÁGINAS 6 E 7 As tendências que vão marcar o futuro nas tecnologias de informação e comunicação. PÁGINAS 8 A 13 Como o digital está a mudar o sector do retalho em Portugal PÁGINA 14 Empresas não estão preparadas para ciber-ataques PÁGINA 14 Quem é Quem nas Tecnologias de Informação PÁGINAS 16 A 22 As razões por que Portugal atrai empresas tecnológicas Paula Nunes Várias multinacionais escolheram Portugal para instalar os seus centros de suporte tecnológico. Saiba que razões têm elas para essa escolha e que outras potencialidades pode Portugal ainda desenvolver.

2 II Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO No Centro Cloud de Suporte Internacional da Microsoft no Parque das Nações trabalham pessoas com mais de sete nacionalidades. As empresas que escolheram Portugal para colocar os seus centros nearshore Paula Nunes Nível de satisfação dos centros de nearshoring de tecnológicas em Portugal é superior ao dos outros países. IRINA MARCELINO Que vantagens pode ter Portugal para uma empresa tecnológica internacional? Foi a essa pergunta que várias empresas como presença no país, como a Microsoft, a Altran, a CGI, a HP, a SAP e, também, a portuguesa Novabase, responderam na semana passada, durante o debate sobre nearshoring integrado no 24º Congresso das Comunicações da Associação para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC). Portugal não fica no centro da Europa e não é tão barato como a Índia. Mas tem vantagens competitivas em relação a muitos outros países. Os níveis de produtividade e de satisfação dos clientes são duas claras vantagens apontadas pelos intervenientes. A estrutura de custos é mais cara que na Europa de Leste. Mas o nível de satisfação de clientes é cinco a dez pontos melhor que no Leste europeu, revela João Couto, CEO da Microsoft Portugal a propósito do hub tecnológico que tem em Lisboa e que dá apoio a vários países europeus e do Norte de África. O índice de produtividade do centro de suporte, que tem pessoas de sete nacionalidades, é outro dos factores apontados. Portugal não fica no centro da Europa, mas tem vantagens competitivas em relação a muitos países. O nível de satisfação é também referido pela HP, que tem em Portugal um centro de suporte técnico a uma grande empresa que trabalha em todos os fusos horários. Face aos nossos concorrentes, a linha de custos está mais ou menos alinhada. Mas a satisfação é muito maior, referiu José Correia, CEO da HP Portugal. Portugal pode, então, ser vantajoso para as empresas tecnológicas internacionais. Mas Célia Reis, da Altran, que inaugurou este ano um centro nearshore no Fundão, contando vir a aumentar a sua capacidade ate 2016, acredita que o país terá de fazer um salto qualitativo nesta aposta. Temos de comunicar melhor. Falamos de shared services mas devemos falar de plataformas tecnológicas para a Europa. Não devemos ser só call centers mas também R&D. No campo da investigação Portugal não tem, por exemplo, a nível fiscal, vantagens para as empresas. Quando se deslocaliza o R&D para Portugal estamos a concorrer com países que têm um nível muito diferente. E para potenciar esta área, subindo na cadeia de valor, defende, há que agilizar a componente fiscal e o discurso. A fiscalidade portuguesa pode, então, ser um entrave à competitividade do país. Portugal tem boas condições para concorrer com Espanha, Irlanda ou a Europa de Leste e não está em desvantagem no preço. Mas os incentivos fiscais que há nestes países não são comparáveis, confirma José Correia. Outro dos pontos que Célia Reis considera essenciais para potenciar o país é a formação e os recursos humanos. Uma ideia, aliás, generalizada no painel. Hojem, existem cinco mil ofertas de emprego por preencher na área das TI, revelou João Couto. Há quatro meses eram as mesmas cinco mil, sendo que 40% delas são de tecnologia Microsoft. A falta de profissionais que preencham essas vagas é, já, um problema, e este problema poderá piorar se nada for feito e se as universidades não começarem a trabalhar em áreas de futuro como a cloud, o big data, a mobilidade ou a analytics, acredita Couto.

3 Terça-feira 25 Novembro 2014 Diário Económico III As apostas das empresas JOSÉ CARLOS GONÇALVES CGI PAULO CARVALHO, SAP CÉLIA REIS Altran JOÃO COUTO Microsoft LUIS PAULO SALVADO Novabase QUALIDADE DE VIDA Para receber quem vem trabalhar para os centros de suporte internacionais instalados em Portugal, o país deve apostar na qualidade de vida, nas infraestruturas, nas comunicações e na mobilidade, defendeu José Carlos Gonçalves, vice-presidente para a Europa do Sul da CGI. O responsável, que moderou o debate também enquanto presidente da Associação Portugal Outsourcing - integrada agora na APDC - revelou que a CGI conseguiu captar para Portugal dois investimentos importantes: um centro global na área das utilities que estava na Ucrânia e um centro de serviços partilhados para os países nórdicos. ÁREAS COMO ANALÍTICA Portugal é um destino dos melhores do mundo para os serviços onshore, considera Paulo Carvalho, da SAP. O responsável revelou que foi difícil ganhar e instalar o centro de serviços em Portugal que a SAP inugaurou em A empresa já criou, desde a altura, 300 postos de trabalho líquidos e investiu 17 milhões de euros. Estamos a cumprir aquilo a que nos tínhamos proposto, afirma. Grande parte do seu crescimento vem do que a SAP está a fazer para fora em áreas como a cloud, a analítica e a experiência do utilizador. A partir de Portugal a SAP trabalha em empresas como a KingFisher, a McLarenouaNespresso. MAIS FORMAÇÃO Célia Reis considera que Portugal deve trabalhar para ser uma plataforma tecnológica da Europa e não apenas um call center. A responsável da Altran considera que para que isto suceda, o país deve mudar a sua linguagem, comunicando melhor, e apostar na formação dos seus recursos humanos. A aposta na Matemática, a coordenação entre empresas e universidades e, ainda, a colaboração com os institutos politécnicos, que fornecem profissionais que também integram a cadeia de valor são algumas das apostas que faria. A Altran abriu este ano um centro nearshore no Fundão e pretende reforçar essa aposta. TECNOLOGIA MICROSOFT O CEO da Microsoft em Portugal diz que começa a haver um défice de qualidade e também de quantidade de profissionais das TI em Portugal, havendo cinco mil vagas de trabalho sempre por preencher, sendo que 40% são vagas relacionadas com tecnologia Microsoft. Daí que a empresa tenha lançado o programa Activar Portugal (ver texto na página 6). No que respeita a centros nearshore, a gigante norte americana tem um centro de suporte em Portugal que fornece serviços a vários países da Europa e do Norte de África. No campo da I&D, a empresa tem ainda um núcleo com 35 investigadores a trabalhar em Portugal em áreas como o reconhecimento de voz. MAIS INCENTIVOS Cerca de 30% do negócio internacional da Novabase incorpora muito delivery remoto,disse Luís Paulo Salvado na conferência da APDC. Hoje, 40% do negócio da Novabase é internacional, o que representa 85 milhões em negócio feito fora do país. A sua maioria, no entanto, é produzido a partir de Portugal. Temos colaboradores, dos quais têm base em Portugal, afirma o responsável, que conclui: 90% da nossa força de trabalho está baseada em Portugal. O responsável considera ainda que para que para dobrar ou triplicar as exportações desta área, são necessários incentivos fiscais e universidades mais bem preparadas. PUB

4 IV Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Quatro exemplos de centros de serviços tecnológicos em Portugal Gigantes da tecnologia, como Altran, Microsoft, SAP ou CGI escolhem Portugal para sediar centros de nearshore. Foto cedida pela Altran Conheça três projectos de centros de serviços tecnológicos em Portugal. Altran investe 6,9 milhões em centro de nearshore O projecto do Fundão foi inaugurado este ano e já criou mais de 120 postos de trabalho naquela cidade do interior português. A segunda fase do investimento ainda está em cima da mesa e prevê a criação de mais 200 postos até A experiência, diz Célia Reis, tem sido muito positiva. O valor total do investimento no centro de nearshore da Altran no Fundão foi de 6,9 milhões de euros, num investimento conjunto grupo Altran e o governo português, através da AICEP Portugal Global Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal. A assinatura do acordo entre a Altran e a AICEP aconteceu a 16 de maio de 2013, em Lisboa, na sede da AICEP. O centro no Fundão entrou em funcionamento em abril de E se no início eram 30 pessoas, hoje são 120. No centro de negócios e serviços da Altran, localizado a mais de 260 quilómetros da capital portuguesa mas numa região servida pelos licenciados da Universidade da Beira Interioro, são desenvolvidos vários projectos, entre os quais um multi-techno para uma das maiores operadores de telecomunicações de França, e que tem como objetivo assegurar a evolução dos sistemas de provisioning. Outro dos projectos é composto por testes funcionais para as aplicações usadas na relação cliente/banco de um banco online pertencente a um dos principais grupos do setor financeiro O centro de serviços da Altran no Fundão. Foto cedida pela SAP O Centro Internacional de Serviços da SAP foi inaugurado em A escolha de Portugal está relacionada com a localização privilegiada do país e pelo elevado nível de competência dos seus técnicos. francês. E existe ainda um projecto de serviço de testes de dispositivos móveis, com enfoque em dispositivos android e Apple. CGI com centro na área das utilities Lisboa foi a localização escolhida pela CGI para o centro de competências na área das utilities e a partir da qual a CGI gere o centro nearshore integrado no seu modelo de global delivery e distribuído por quatro localizações físicas na Península Ibérica, designadamente, Lisboa, Porto, Málaga e Madrid, disse fonte oficial da empresa ao Diário Económico. Lisboa beneficiou da instabilidade política na Ucrânia, onde tinha um centro de entrega. A primeira fase da transferência deste serviço teve início em Outubro com uma equipa de 10 membros, que deverá, no entanto, duplicar já durante o próximo ano. A capital portuguesa foi escolhida para localizar um centro nearshore pelas suas características únicas, nomeadamente a nível financeiro, pelo elevado nível de competência dos seus técnicos e pela experiência em serviços similares, afirma a mesma fonte. A partir deste centro disponibilizam-se serviços para clientes em várias geografias na Europa, como é o caso de países como a Dinamarca, a AlemanhaeoReinoUnidoeaindaaAméricado Norte, onde se incluem o Canadá e os Estados Unidos. O factor principal desta escolha deve-se sobretudo ao elevado nível de competência associado a um custo competitivo, revela a CGI. SAP com centro internacional de serviços Foi em 2012 que a SAP inaugurou um Centro Internacional de Serviços que se dedica à exportação de serviços de consultoria a clientes da SAP na Europa, Médio Oriente e África. Entre as vantagens apontadas por Portugal está a localização próxima dos mercados-alvo e a disponibilidade de talento em diversas áreas de competência. A partir de Portugal são hoje entregues serviços de implementação de soluções tecnológicas e de processos de negócio em sectores como o financeiro, a analítica de gestão, a gestão de recursos humanos, a gestão de transportes, a mobilidade, a logística, entre outros. Os clientes representam 90% na exportação de serviços. A empresa considera que, além de uma aposta clara nas competências profissionais dos recursos humanos portugueses, a SAP está a qualificar igualmente quadros para a prestação de serviços e implementação de projectos em novas áreas tecnológicas, como a mobilidade empresarial, a informação analítica de negócio, cloud computing e em tecnologia de processamento em memória. Microsoft cria 200 empregos até 2015 No final de 2013 a Microsoft conquistou para o País a instalação do suporte remoto em tecnologia cloud para os mercados Europeu, Africano e Médio Oriente. Actualmente, o centro conta com 150 técnicos, mas a tecnológica, que assinou um memorando de entendimento com a AICEP, em Outubro passado, compromete-se a alargar o centro, esperando que no final de 2015 tenha um total de 200 profissionais altamente especializados. Com este centro, a Microsoft Portugal quer reforça o seu compromisso em tornar Portugal como um futuros líderes da economia digital. Isso mesmo garantiu João Couto, diretor geral da Microsoft Portugal, aquando da assinatura do memorando. Estamos muito satisfeitos com mais este passo agora dado, que reforça o posicionamento de Portugal na economia digital, e que coloca o País como uma alternativa credível para a atração de investimento altamente qualificado com base na qualidade do nosso capital humano e das condições regulatórias criadas para facilitar a atração de futuros novos investimentos.

5 PUB

6 VI Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Emprego em TI pode crescer 10% até 2017 Paulo Alexandre Coelho Em 2015, défice de profissionais de TI pode chegar aos em Portugal. RAQUEL CARVALHO Portal gerador de emprego O emprego na indústria nacional das TI vai aumentar 10% entre 2015 a 2017, um acréscimo de quase 20 mil contratações aos 66 mil empregos existentes. A taxa de crescimento será mais acentuada nas pequenas empresas e 51% da procura será por programadores. Estas são as três grandes conclusões do estudo Necessidades Específicas para o sector TI Reconversão de Desempregados, realizado pela Associação Nacional das Empresas das Tecnologias de Informação e Electrónica (ANETIE) em parceria com a Universidade Portucalense e apresentado a semana passada. O estudo envolveu uma amostra de 49 empresas tecnológicas de Lisboa e no Porto e concluiu que, além de programador, na lista das profissões mais procuradas estará a de consultor de sistemas de informação/tecnologias de informação, técnico de hardware / software, técnico de helpdesk e gestor de projecto e comercial. A análise da ANETIE propõe um plano de reconversão de desempregados, aconselhando a criação de sete cursos de reconversão que têm por base os profissionais mais necessários no sector das tecnologias, sendo identificado para cada curso o tipo de profissão de origem, tendo em conta as possibilidades efectivas de reconversão e as estatísticas do desemprego. Se os resultados do estudo se efectivarem, pode ser possível travar o fosso que existe actualmente no sector, entre a oferta eaprocura. É que, segundo o estudo E-Skills in Europe de Janeiro de 2014, se em 2012 faltavam em Portugal, profissionais nesta área, em 2015, o défice de especialistas pode atingir os 8.100, Sector debateu tema em Lisboa Com o objectivo de debater a questão dos recursos humanos nas TI, decorreu no final de Outubro, em Lisboa, a conferência Cimeira Grand Coligation for Digital Jobs com diversos especialistas e empresários do sector. A iniciativa, que teve o apoio da Comissão Europeia, surgiu na sequência de medidas concretas que serãopostasempráticaem Portugal pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e pela delegação portuguesa da CIOnet, a maior rede europeia de directores de TI da Europa. Uma das principais conclusões do evento foi o facto de os profissionais de TI terem uma reentrada no mercado de trabalho que é 19,7% mais rápida que a média, estimando-se que sejam necessários menos 2,4 meses menos para encontrarem trabalho que os profissionais de outras áreas. sendo que em 2020 haverá 15 mil postos de trabalho por preencher. Porém, Arlindo Ribeiro, director do Instituto Superior Técnico (IST), lembra que o problema da falta de profissionais nesta área não é exclusivo de Portugal, existindo também uma grande escassez de profissionais ao nível europeu e mundial. Uma escassez que, acredita, resulta de alterações tecnológicas noutros sectores, que causaram uma redução na quantidade de mão de obra necessária para sustentar a sua operação, o aumento progressivo da importância da componente das tecnologias de informaçãoe comunicação (TIC) na economia nacional, europeia e mundial, e a estagnação ou mesmo a redução da fracção de jovens que escolhem as áreas científicas e tecnológicas como áreas de estudo. Na sua opinião, a nível nacional, europeu e mundial continuará a existir grande falta de profissionais competentes, e a competição internacional pelos melhores talentos será ainda mais forte do que agora. Arlindo Ribeiro crê ainda que a progressiva virtualizaçãodaeconomiaeaprogressivaautomação de toda a área de serviços irá diminuir a oferta de empregos noutras áreas, e aumentar a procura na área das TIC, afirmando não ter dúvidas que as novas tecnologias irão criar uma ainda maior necessidade de peritos em TIC para o desenvolvimento de novas aplicações e serviços. Como consequência, a escassez de recursos na área da TIC só terá tendência a agudizar-se, a menos que sejam tomadas já medidas muito eficazes para atacar este problema, que podem começar, frisa, pela alteração dos programas educacionais nesta área no ensino básico e secundário. Através do Activar Portugal, Microsoft preencheu duas mil vagas. Em Maio, quando a Microsoft Portugal apresentou o Activar Portugal, um portal de emprego, formação e certificação profissional, havia cinco mil ofertas de emprego disponíveisemportugalnaáreadeti,eduasmilvagas para profissionais especializados em tecnologias Microsoft. Com esta iniciativa, até ao fim do ano, a empresa vai conseguir colmatar essa lacuna e preencher as duas mil vagas. O Activar Portugal surge como resposta às dificuldades em encontrar profissionais com as competências necessárias e visa reforçar o papel do sector das TI como motor de crescimento económico e posicionar o país como um polo de inovação e competência europeu e mundial. Formar e certificar dez mil pessoas em tecnologia Microsoft até final de 2017 são as grandes metas do projecto, que conta com o apoio de mais de 150 empresas parceiras, entre as quais a Accenture, a Agap2, Bee Engineering, Gfi, Iten, KCS IT, Quidgest, Randstad e Unisys e empresas na área da formação como a Actual Training, Alphappl, Galileu, GTI e Rumos, entre outras empresas da rede de parceiros Microsoft. No âmbito desta iniciativa, a Microsoft e o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) assinaram um Acordo de Cooperação, através do qual o IEFP adere ao programa Microsoft IT Academy para desenvolver competências no âmbito da economia digital. Além disso, o Activar Portugal fará parte da oferta disponível nos 30 centros de emprego e formação profissional do IEFP. R.C.

7 Terça-feira 25 Novembro 2014 Diário Económico VII PUB 3 PERGUNTAS A ARLINDO OLIVEIRA, DIRECTOR DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO (IST) Empresas devem oferecer empregos atractivos A enorme tendência de saída de jovens licenciados deve ser contrariada. A procura por profissionais de TIC vai continuar a aumentar, defende Arlindo Oliveira, director do Instituto Superior Técnico (IST), em entrevista ao Diário Econónimico. O que pode Portugal fazer para colmatar o fosso entre a oferta e a procura de emprego nas TI? É fundamental clarificar que a procura de profissionais nestas áreas vai continuar a aumentar e que as oportunidades de emprego, salários e desenvolvimento pessoal serão muito atraentes. E são tão variadas que o desenvolvimento de capacidades representa um investimento seguro para qualquer pessoa. Não só os jovens deverão considerar esta área como promissora, como todos os profissionais que, na sua área, não tenham oportunidades, deverão pensar numa formação na área, ao nível mais adequado às suas competências. O que está a fazer o IST para incentivar mais jovens a enveredar por este sector? O IST tem desenvolvido significativamente a oferta de formação nesta área. Os cursos e as numerosas ofertas de emprego têm sido amplamanete divulgados. Temos colaborado com empresas e instituições na disponibilização de dados sobre graduados, que são muito procurados por empresas nacionais e internacionais, sendo que estas últimas pagam salários muito superiores aos praticados em Portugal. Temos estimulado a criação de novas empresas, por alunos e professores, o que tem criado novas oportunidades para fixar profissionais das TIC em Portugal, contrariando a enorme tendência de saída, criada pelas ofertas muito atractivas que são feitas por empresas internacionais, especialmente do Norte da Europa. Que papel têm as empresas para contrariar isto? A competição é inevitável, por isso, a única solução é oferecerem aos graduados mais qualificados, empregos mais bem remunerados, atractivos e com claras possibilidades de progressão na carreira. Deverão acarinhar projectos de desenvolvimento de tecnologias no país que atraiam os jovens, dado que estes são tão motivados pelos salários, como pelos desafios das tecnologias a desenvolver. A progressiva evolução das grandes empresas no sentido de comprar ao exterior tecnologias já desenvolvidas torna-as menos atractivas para os talentos nacionais, que estão interessados em aplicar as suas competências no desenvolvimento de novas ideias, produtos e serviços. R.C. Arlindo Oliveira, que assumiu a direcção do IST em Janeiro de 2012, nasceu em 1963, tendo feito a licenciatura e o mestrado naquele instituto, em 1986 e 1989, respectivamente. Em 1989 recebeu uma bolsa Fulbright para prosseguir estudos de pós-graduação nos Estados Unidos, onde se doutorou, pela Universidade da California em Berkeley, em O professor catedrático sublinha a excelente formação nesta área em Portugal, mas frisa ser insuficiente, em número, para as necessidades do mercado.

8 VIII Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Ter toda a informação na nuvem é fundamental para aceder a essa mesma informação através de qualquer dispositivo. Fabrizio Bensch / Reuters Partilha de informação na cloud e serviços agregados são o futuro Especialistas defendem mais investimento em redes de comunicação e na cloud RAQUEL CARVALHO Partilha de informação, colaboração, acesso na cloud, mobile, inteligence network foram os termos mais utilizados por José Delgado, da Nokia, Guive Chafai, da Alcatel e Philippe Roggeband, da Cisco, três dos oradores de um dos painéis sobre inovação tecnológica, no 24ª Congresso de Telecomunicações organizado pela ação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC). Philippe Roggeband, Sales Business Development Manager da CISCO, frisou ser determinante investir em sistemas que se centrem na conectividade da base de dados. Falou da importância da virtualização e da aposta no acesso a toda a informação a partir da cloud. Guive Chavai, responsável de markleting e comunicação da Alcatel-Lucent em Portugal, enfatizou o crescimento das redes de comunicação, considerando que estas são os pilares para o sucesso de um mundo conectado por quatro mil milhões de pessoas. Disse que Agregação de conteúdos Para se ter sucesso no sector de media é preciso apostar na agregação de conteúdos, investir no digital, na área mobile e no desenvolvimento de aplicações e ferramentas que promovam a interacção com os telespectadores. É isso que TVI, RTP e SIC têm vindo a fazer na luta pelas audiências. Os responsáveis pelas três empresas, que foram falar da inovação tecnológica na área dos conteúdos, frisaram isso mesmo nas suas intervenções. estas redes têm vindo a ter uma grande evolução mas que é preciso torná-las mais dinâmicas, e mais ágeis, sendo para isso importante apostar nos IP Networks e na cloud. José Delgado, Head do Centro Tecnológico da Nokia em Portugal lembrou que as redes vão ter que suportar até mil vezes mais capacidade, sendo por isso preciso optimizar e melhorar a largura de banda, maximizar e agilizar a informação, e tornar a operação mais simples. Falando da inovação, mas mais virada para o cliente e serviço, Luís Silva, da Ericsson referiu a necessidade de uma cobertura mais optimizada e de conteúdos premium, e da importância de se desenvolver ferramentas que nos permitam controlar as nossas acções. A importância do eixo convergência, mobilidade e personalização foi também destacada pelo responsável, que garante que os clientes privilegiam o facto de poderem aceder a toda a informação em qualquer lugar. Pedro Ferreira, Vice Country Director da Huawei Portugal sublinhou o crescimento exponencial que os smartphones têm tido e que os mesmos são muito utilizados para aceder a toda a informação. Frisou que a penetração vai continuar a aumentar, até porque em Portugal 33% da população tem estes dispositivos. E na Europa a média é de 45%. Neste painel, foi ainda abordada a importância do serviço ao cliente para se conseguir a fidelização dos mesmos. Os responsáveis pela NOS, Vodafone e PT assumiram o foco no cliente, sendo para tal importante garantir a oferta de serviços complexos e agregados. Daí que todos ofereçam pacotes onde a mais valia é a disponibilização de serviços de televisão, internet, móvel e fixo, e onde os dispositivos móveis ganham grande importância por permitem um acesso fácil a toda a informação em qualquer lado.

9 PUB

10 X Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Clientes privilegiam resposta em tempo real Empresas devem apostar em aplicações que disponibilizam informação em qualquer lado. RAQUEL CARVALHO Garantir a segurança dos dados na cloud é fundamental para que a mais-valia de se poder aceder a toda a informação em qualquer lugar não se torne numa dor de cabeça. A actriz Jennifer Lawrence soube-o da pior fotla, tendo visto imagens privadas que tinha guardado na nuvem espalhadas pelo mundo virtual devido a um ataque de um hacker. O tema da segurança da cloud foi abordado pelos especialistas na conferência da APDC. A inovação é a palavra de ordem no mundo das tecnologias de informação (TI). A criação de valor é um dos factores de sucesso das empresas que actuam nesta área e as empresas que possibilitam aos clientes controlar todas as acções à distância ganham pontos. Um desses exemplos foi dado por João Carvalho, Principal Value Engineering da SAP, durante o painel do 24º congresso das comunicações organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimenro das Comunicações (APDC) que discutiu a inovação tecnológica nas aplicações. O responsável referiu a eficiência obtida pelo Porto de Hamburgo, ao conseguir, através da montagem de sensores, controlar todo o tráfego e assim evitar as horas de ponta e dobrar a capacidade de resposta no mesmo espaço físico. O especialista enfatizou ainda que, no mundo actual, é determinante apostar em aplicações que trabalhem em tempo real e referiu que o big data tem ainda um espaço enorme para crescer. Além do big data, o futuro também passa pela cloud. Porém, apesar de ser vantajoso ter toda a informação disponível, há que ter cuidado com a segurança da informação, sendo esta uma das preocupações apontadas pelos responsáveis presentes no congresso. O mesmo foi referido por José Manuel Paraíso, adminsitrador da IBM, que abordou a importância de se reduzir os erros a zero, mas sem prejudicar a disponibilização do maior número de informação, no menor espaço de tempo possível. O responsável garantiu ainda que a tecnologia é um dos factores com mais influência nas organizações. Manuel Maria Correia, responsável pela área de negócio de Enterprise Services da HP Portugal, defendeu por seu turno que o futuro passa pela integração. e lembrou que uma das tendências actuais é o facto do consumidor estar no centro do universo, pelo que acredita ser fracturante desenvolver aplicações que antecipem as necessidades das pessoas. As apps são a armas competitivas e a forma como as empresas se vão diferenciar entre si no futuro, afirmou. Criar plataformas que criem valor deve ser a grande preocupação das empresas tecnológicas. Matthieu Joosten, marketing e sales operations e infranstructure da SAS segue o mesmo pensamento, afirmando que as empresas têm que pensar a aplicação na visão do cliente. Quanto ao futuro, defendeu o big data. Já Nuno Santos, managing director da Gfi Portugal sublinhou a qualidade de interacção com as aplicações, lembrando que 80,8% das pessoas estão permanentemente conectadas. Uma realidade que tem impacto significativo em todas as fases da vida das pessoas. Por isso, acredita, o futuro passa por desenvolver aplicações que respondam não a uma ou outra questão concreta, mas a todas, antecipando as necessidades dos clientes. Nuno Santos passou ainda a ideia de que a colaboração é uma evolução natural do mercado, mas referiu ser importante disponibilizar este tipo de ferramentas a preços competitivos, tendo falado ainda sobre a importância da mobilidade e do desenvolvimento de apps que reúnam toda a informação que as pessoas necessitam. Paula Panarra, directora de comunicação e de operações da Microsoft, corrobora com a ideia, lembrando que o desenvolvimento de aplicações deve ter sempre em mente a ideia de permitir às pessoas usufruir da melhor tecnologia em todas as fases da sua vida, podendo aceder à informação no telemóvel, PC, etc. em qualquer lado. A tecnologia evoluiu para não obedecer apenas ao que faço, mas antecipar o que devemos fazer a seguir, disse, defendendo, ainda a importância da monitorização em tempo real. Mario Anzuoni / Reuters

11 Terça-feira 25 Novembro 2014 Diário Económico XI OPINIÃO Desbloquear o poder do mundo digital Como criar organizações bem sucedidas usando o analytics na transformação do negócio. Em todas as indústrias e geografias, o Analytics é uma capacidade que permite às organizações tomar melhores decisões e consequentemente tornarem-se mais robustas e competitivas no mercado onde operam. Para obterem os ganhos potenciais resultantes do Analytics, as organizações devem em primeiro lugar definir a sua abordagem ao tema, sendo necessário levar em consideração quais os objectivos estratégicos da organização e quais as capacidades que deverão existir para assegurar a sua concretização. Assim, poderíamos resumir esta actividade em quatro questões fulcrais a considerar no processo de integração de Analytics: Em primeiro lugar deve-se assegurar o nível certo de sponsoring interno, preferencialmente a nível dos cargos administração. Sendo que o objectivo final de um sponsor é acelerar a adopção em toda a PEDRO MATOS SARMENTO Manager da Accenture Digital na área de Analytics O líder deve ter uma visão alargada das mais- -valias do Analytics para o negócio, incentivando as pessoas a realizar este potencial e responsabilizá-las pelos resultados. organização, a fim de aumentar a percepção de valor. Outro factor é a importância da liderança. O líder deve ter uma visão alargada das mais- -valias do Analytics para o negócio, incentivando as pessoas a realizar este potencial e responsabilizá-las pelos resultados. Actualmente, verificamos que várias organizações têm cargos como Chief Analytics Officer (CAO) ou Senior Vice- -President for Enterprise Analytics (SVPEA). O Chief Analytics Officer terá a responsabilidade definir a estratégia analítica, bem como articular e agilizar o alinhamento entre os objectivos de negócio nas mais diferentes áreas da organização com as capacidades tecnológicas, humanas e de conhecimento analítico de modo a assegurar a geração de valor. Depois, deve desenvolver-se a temática do financiamento para a implementação de Analytics, em proporção com a prioridade de negócio atribuída, embora no ponto de vista da Accenture o modelo de financiamento deva ser um modelo de pay-to-play. Existem muitos modelos de financiamento diferentes e a abordagem ideal dependerá realmente da cultura e do contexto de cada organização. De modo a assegurar a relevância do Analytics para a organização deverá ser definido o modelo de governance, que tipicamente é composto por três eixos: a transformação de dados em informação ( Dados - Informação ), o enriquecimento da informação e respectiva geração de conhecimento ( Informação - Conhecimento ), e a activação do conhecimento para a obtenção de resultados ( Conhecimento - Resultados ). O Analytics é o combustível das organizações, ao garantir conhecimento único para apoiar a tomada de decisão e desbloquear o poder do mundo digital. PUB

12 XII Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO As tendências tecnológicas segundo o CTO da Microsoft Nuvem e mobilidade são as grandes tendências apontadas pelo especialista. IRINA MARCELINO Cloud first, mobile first. O lema estratégico damicrosoftresumeoqueéasuaestratégia nos próximos anos: a aposta na cloud, ou serviços de armazenamento virtuais, e no mobile, ou seja, no acesso através dos mais diversos dispositivos a toda a informação e respectivas aplicações. No evento Driving the Future with Technology: Past Lessons and Upcoming Trends, organizado pela Gfi, multinacional na área da consultoria, outsourcing e integração de sistemas em tecnologias da informação, a estrela foi o Chief Technology Officer da Microsoft, Miguel Caldas. Num tom informal, Caldas fez um resumo do que preocupa a gigante norte-americana a nível de tendências. Dentro da Microsoft há quem se preocupe com isto, em aproveitar o futuro mais cedo que os outros, disse a uma audiência composta por profissionais especializados em tecnologias Microsoft. E a forma como a empresa quer aproveitar este futuro é apostando em áreas que considera essenciais: a cloud e o mobile. Nada do que se passa passará fora disto, afirmou, apesar se saber que prever comportamentos é impossível, sendo que as previsões não são baseadas no futuro. Já as necessidades do segmento empresarial são mais simples de antever. Até porque há muitos estudos e números que as atestam. A Microsoft resumiu em quatro as áreas a que vai estar atenta. São elas a dynamic workspace ; o big data e insights ; o mobile e modern business process e app device ; e, finalmente, do hybrid cloud infrastructure. São estas as áreas que vão dar à Microsoft e às outras tecnológicas milhares de milhões de dólares nos próximos anos. Concrectamente, 198,8 mil milhões de dólares em oportunidades de negócio do qual todos querem uma fatia. Espaço de trabalho dinâmico E do que se tratam, então, as áreas que vão merecer toda a atenção das tecnológicas que actuam no mercado empresarial? A primeira, MIGUEL CALDAS CTO da Microsoft Portugal As empresas grandes e boas podem passar mal se não forem visionárias. A Microsoft não foi visionária no search e estamos a pagar por isso. As pessoas estão disponíveis para abdicar da sua privacidade por causa de um software giro. Um estudo diz mesmo que para ler o número médio de license agreements a que dizemos sim seriam precisos 27 anos. Factos 1 O novo CEO da gigante tecnológica Microsoft, Satya Nadella, vem de um gigante emergente: a Índia. 2 Em apenas nove meses, o chat do Facebook destruiu por completo o chat mais utilizado - até então - do mundo. O messenger. Miguel Caldas deu este exemplo como aviso às tecnológicas Empresas, preparem-se, porque de repente vem um tsunami e acaba com 600 milhões de clientes. 3 Os s gratuitos lêem os nossos s para poder fazer publicidade direccionada. É assim que ganham dinheiro. dynamic workspace, tem a ver com a possibilidade dos trabalhadores levarem para a empresa os seus próprios computadores, tablets e telemóveis e acederem, a partir daí, a informações empresariais. Nesta área de negócio, que também é conhecida por BYOD, ou bring your own device, colocam-se questões como a segurança dos dados ou a autenticação. Mas não só. Miguel Caldas acha que é aqui que pertencem questões como a possibilidade dos colaboradores colocarem ao serviço da empresa as suas capacidades de relacionamento com as redes sociais, por exemplo, ou, quem sabe, de criarem as suas próprias aplicações. A propósito das aplicações, mais um número a que a Microsoft teve acesso: 80% das organizações dizem que dentro de cinco anos terão cinco ou mais aplicações feitas internamente e para consumo interno. A criação de apps móveis é fundamental, afirma. E as empresas, neste campo, precisam de aplicações resilientes. O que fazer com a informação A área do big data e insights, por seu turno, tem a ver com informação. Tem havido um crescimento absurdo de dados desde há seis anos, afirmou. Um crescimento que foi também potenciado pela cloud, ou armazenamento virtual, já que há muitos dados que são esquecidos na nuvem. Mas a criação de dados, dizem as estimativas da Microsoft, vão continuar a crescer. O número avançado é de 44% na próxima década. Para as empresas falta saber o que podem fazer com esses dados e como podem utilizá-los na sua definição de estratégias empresariais. E é aí que entra o big data (como transformar dados em informações?), o business intelligence (que decisões estratégicas tomar com base no big data?) e, um dia, quem sabe, o machine learning, uma área que Miguel considera a esoteria do big data. Para o CTO da Microsoft em Portugal, uma coisa é certa: data scientist, ou cientista de dados, vai ser uma profissão sexy no futuro. Uma nuvem híbrida Finalmente, no que respeita à cloud, Miguel Caldas acredita que nas empresas a tendência vai ser a opção por uma armazenameto híbrido. Ou seja, parte em cloud, parte na pró-

13 Terça-feira 25 Novembro 2014 Diário Económico XIII PUB Os comentários de Abílio Mendes, CEO da Gfi. O receio pela segurança Abílio Mendes, CEO da Gfi, considera que o receio mais presente nas empresas que pensam em adoptar soluções como cloud é o da segurança da informação. Um receio que é, para Abílio Mendes, ultrapassável e que está a desvanecer-se gradualmente, traduzido na adopção de soluções de cloud híbridas, sendo que muitas das startups estão a optar diretamente por soluções de cloud pública, considera. Cloud e mobilidade potenciam a produtividade e o nível dos serviços prestado pelas empresas e contribuem para a redução de custos, por exemplo, na gestão e manutenção de infraestruturas. pria empresa. Um dos dados a que tiveram acesso garante mesmo que 80% das duas mil maiores empresas mundiais querem continuar a ter mais de 70% do seu armazenamento on site. Nós achamos que vai ter de se conciliar casa e cloud. Os nossos clientes não querem deitar tudo o que têm for, refere, acrescentando: a cloud híbrida é importantíssima. Mas há mais: 84% de quem quer apostar na nuvem quer ter um parceiro de confiança nesta área. No final da sua apresentação à plateia de profissionais das tecnologias, Miguel Caldas disse ao Diário Económico que as organizações têm de olhar para as tendências por si apresentadas - com o possível acrescentar do social - e definir como cada uma delas aterra na sua estratégia empresarial. E garante: em geral, as empresas vão rever-se em pelo menos dois dos temas de que falei. E exemplifcou: para uma PME, que tem força de vendas na rua, a mobilidade pode ser fundamental. Mas talvez o big data não seja. Tudo isto depende do perfil e da vontade de aderir a estas tecnologias, concluiu. Thomas Peter / Reuters. O potencial do big data No que respeita às principais tendências que as empresas podem aproveitar, o CEO da Gfi destaca, então, a curto prazo, a cloud e, a médio e longo prazo, o Big Data. Esta será uma tendência que evoluirá aceleradamente ao longo dos próximos anos. O potencial de soluções que nos permitam, enquanto gestores, analisar uma elevada quantidade de dados e retirar o verdadeiro conhecimento sobre os dados e processos de negócio, potenciará e acelerará a atuação e a criatividade das empresas.

14 XIV Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Como o digital está a mudar o retalho No sector do retalho, o consumidor digital está ao leme, garante Manuela Vaz, especialista da área de retalho da consultora Accenture. Se antes a conveniência era ir a uma loja aberta durante a noite, hoje é encomendar o que quero, quando quero e onde quero, sendo que o preço continua a assumir uma dimensão muito importante, disse, numa apresentação sobre a influência do digital no sector retalhista na 24ª edição do Congresso das Comunicações, organizado pela APDC (Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações). A especialista garantiu ainda que sete em cada dez consumidores estão disponíveis a dar informação para que as empresas o conheçam, informem e tornem o processo fácil e cativante. Entre as ferramentas que poderão ter uma palavra a dizer, o big data surge como fundamental. Tiago Simões, da Wells, garantiu que o Continente já tira partido do big data através do cartão Continente. 90% das famílias portuguesas tem cartão Continente. A tecnologia muda a forma como servimos os clientes, seja através do computador, bases de dados ou algoritmos complexos. A tecnologia é um enabler que permite fazer muitas coisas, afirmou. Sobre as tendências que relacionam o consumidor com o mundo digital, referidos por quase todos os oradores, que vinham de empresas tão diversas como a Auchan, a Fnac ou a Inditex, Cláudia Silva, da Fnac, garantiu que o consumidor, constantemente on e activo, acede ao site da empresa especialmente à noite, ou seja, quando a loja está fechada. Curioso é o facto de 30% das compras online serem levantadas na própria loja. Sobre a Zara, Ana Paula Moutela, directora geral da Inditex Portugal, revela que por cá o nível de compras online é marginal mas o de consultas muito grande, havendo uma explicação para o facto: as novas gerações são avessas ao cartão de crédito. Comentando o facto de muitos utilizadores do online preferirem ir à loja levantar as encomendas e usar o online, por exemplo para comparações de preços ou produtos, Tiago Simões ressalvou o facto das tendências previstas por estudos internacionais nem sempre se adequarem aos casos portugueses. O dinamismo do online no retalho tem muito a ver com a nossa geografia. Daí que os modelos norte-americanos, por exemplo, não possam servir para os portugueses. Sobre o tema do pagamento mobile, Cláudia Silva, da Fnac, lança uma novidade: numa loja que a Fnac vai abrir em breve, o ponto de venda (POS) vai ser desmaterializado. O operador pega num tablet e pode fazer o pagamento onde quer que esteja. Américo Ribeiro, director geral da Auchan, defendeu por seu turno que na área dos pagamentos somos um sector maduro e não podemos andar a fazer experiências. Há várias tecnologias que ainda não estão cá, mas não estamos atrasados. E no que respeita à relação do sector com as tecnologias, o responsável afirmou: há 25 anos fizemos a verdadeira revolução tecnológica com a implementação de coisas agora banais e que foram verdadeiros saltos de ruptura. I.M. 37% das empresas não conseguem combater ciber-crimes PawelKopczynski(/Reuters Organizações devem antecipar os ataques ao seu ambiente de trabalho. Mais de um terço das organizações (37%) não dispõe de informação em tempo real sobre riscos de segurança de informação, nem orçamento ou competências para combater o ciber-crime. Esta é uma das conclusões do estudo anual EY Global Information Security Survey, Get Ahead of Cybercrime, apresentado na semana passada e que este ano entrevistou empresas de 60 países. Apesar disso, 43% dos entrevistados refere que o orçamento de segurança de informação da sua empresa não vai sofrer actualização nos próximos 12 meses, uma melhoria marginal face a 2013, quando 46% dos entrevistados admitiu que não não iria alterar orçamentos. O mesmo estudo dá conta que a principal vulnerabilidade advém da falta de sensibilização e de descuido por parte dos próprios colaboradores, falhas admitidas por 38% dos entrevistados, sendo a principal ameaça o furto de informação financeira, de acordo com 28% das empresas entrevistadas, seguida da possível perturbação ou ameaça da imagem da organização, apontada por 25% dos inquiridos, e do roubo de propriedade intelectual ou dados, referida por 20% das empresas inquiridas. Como segunda e terceira principais falhas, o estudo indica os mecanismos de controlo de segurança de informação desactualizados e/oi ineficazes (35%) e os novos riscos resultantes do recurso à Cloud (17%). A análise refere que as empresas não estão preparadas para para abordar de forma eficaz ataques informáticos, sendo que a falta de recursos é apontada por 53% dos entrevistados como um dos principais desafios para o seu programa de segurança de informação. Apenas 5% tem uma equipa dedicada a evitar estes ataques. De acordo com as conclusões, torna-se evidente que as organizações necessitam de fazer um melhor trabalho na antecipação aos ataques ao seu ambiente. R.C. Infografia: Mario Malhão

15 PUB

16 XVI Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Esri Portugal F5IT - Tecnologias de Informação RUI SABINO Director Executivo da Esri Portugal Todososdias,maisdeummilhão de pessoas em todo o mundo usam a tecnologia Esri nas suas actividades de negócio. A Esri Portugal é líder no desenvolvimento e fornecimento de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) e a distribuidora única, para Portugal, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, da tecnologia ArcGIS da Esri. Tendo sempre como foco primordial o êxito dos seus utilizadores, a Esri Portugal oferece serviços de Consultoria, Concepção, Desenvolvimento e Integração de Sistemas, Formação e Suporte. Áreas de actuação Sistemas de Informação Geográfica (SIG) Big Data & Analytics; Business Process Management; Software as a Service (SaaS) Cloud Computing; Content Management; Data Management & Integration Direcção Director Executivo Rui Sabino Director de Negócios Nuno Pereira Leite Director de Controlo e Gestão de Operações Miguel Machado Directora de Marketing SofiaLopesDias Morada: Rua Julieta Ferrão, nº 10 10º Lisboa Tel.: JOÃO MARÇAL CEO Administradores João Marçal Jaime Lopes Luis Lopes Paulo Loureiro Áreas de atuação/serviços Implementação de sistemas de informação SAGE X3 Desenvolvimento de APPs Consultoria Prémios Sage Mid-Market Platinum Partner; Parceiro do ano 2014; 2013; 2012; Parceiro Inovação Internacional 2012; Parceiro Inovação Portugal 2012 A F5IT é um dos parceiros de referência de SAGE X3. A operar desde 2006, conta com diversas implementações das soluções SAGE em diversossectoresdeatividade. AF5IT TecnologiasdeInformação, procura incessantemente alargar a sua oferta de produtos e serviços, para isso apresenta-se sempre na procura de parceiros estratégicos por forma a complementar as soluçõescomercializadas,trazendoum elevadograudeinovaçãoeverticalizando as soluções para áreas de negócio importantes no mercado ondeopera,comoobjetivodefacilitaremelhorarasprodutividadedos seusclientes. Recentemente, foi reconhecida pelainovaçãoquetrouxeaomercado de soluções móveis, com o desenvolvimento de diversas aplicações,levandoosutilizadoresdassoluçõessagex3paraumnovopatamardeorganizaçãoegestãodoseu negócio. Morada: Av. do Atlântico, Parque das Nações, Edifício Panoramic, Lote A 7º Piso Escritório 9 e Lisboa Tel.: (+351) Site: Fujitsu Technology Solutions Gatewit CARLOS BARROS Director Geral Directores Director Geral Carlos Barros Director Financeiro Alexandre Ferreira Director de Canal Antonio Capela Directora de Marketing edaunidadedeprodutos Susana Soares Director de Recursos Humanos e Qualidade Pedro Rocha Pires Directora de Serviços Sofia Sarmento Director da Unidade de Soluções José Pinto Responsável da Unidade de Manutenção António Enes Morada: Edifício Colombo, Torre Oriente Av. Colégio Militar Nº 37F 3º Piso Lisboa Tel.: Site: PEDRO VAZ PAULO Presidente/Director Geral Administradores Pedro Vaz Paulo Fernando Branco Áreas de actuação: Gatewit é uma tecnológica portuguesa com presençaem8paísesemaisde25mil clientesemtodoomundo. Líder de mercado no sector das compras electrónicas, especialistaseme-procurement,doseuportefólio fazem parte soluções como Sourcing, Auctions, Contract Management, Purchasing, Supplier RelationshipManagement,Cataloge,Invoice,entreoutras. Desenhamos, desenvolvemos e implementamos soluções web alojadasnacloud quedãorespostaa todo o ciclo de compras. As soluções Gatewit são 100% portuguesas e desenvolvidas in-house, desta forma são completamente flexíveis e adaptadas às necessidades dos nossos clientes. Simplificamos todo o processo de compras com objectivo de reduzir custos e aumentarocontrolosobreadespesa. Prémios Deloitte Technology Fast 500: 3ª posição em Portugal, 145 Posição EMEA Gartner: Top 3 Public Procurement Vendors Great Place to Work: 1º Lugar Excelência no Trabalho 1º Lugar na categoria de TI e Médias Empresas; Melhores Empresas para Trabalhar - 7ª posição no ranking global e 2ª na categoria das TI Prémio Desenvolvimento Sustentável - Heidrick & Struggles Masters do Capital Humano - Melhor estratégia na Monitorização e Gestão da Performance PME Líder 2014 Rede COTEC PME Inovação Tel.: Site:

17 Terça-feira 25 Novembro 2014 Diário Económico XVII ITEN Link JORGE QUEIROZ MACHADO CEO Perfil: ITEN Solutions é uma empresa portuguesa de tecnologias de informação, focada na criação de soluções tecnológicasintegradasefuncionais. Criada em 2013, produto da fusão entre duas das maiores e mais antigas empresas de TI em Portugal, a ITEN tem vindo a consolidar a sua presença tanto em Portugal como nos mercados internacionais, como aeuropa,américadonorteemédio Oriente. O portfólio da ITEN cobre um vasto leque de serviços de TI que permite a execução de soluções 360, que crescem e se adaptam às necessidadesdosclientes. Para acompanhar os padrões cada vez mais elevados do mercado, as metodologias da ITEN estão alinhadascomasmelhorespráticasdaindústria, certificadas segundo as normasiso9001eiso Prémio Outstanding performance Platinum Partner HP 2013 Oferta Implementação, gestão e manutenção de soluções de Datacenters, Cloud e Network Security Consultoria Desenvolvimento aplicacional e mobile Soluções integradas de gestão e manutenção de parque informáticos Dynamics NAV Lead Partner Nearshore Lisboa Rua das Quintinhas, nº Carnaxide Tel.: Fax: Porto Rua Costa Cabral, Porto Tel.: Fax: Site: JOSÉ ALVES MARQUES Presidente do Conselho de Administração Áreas de Actuação Consultoria e desenvolvimento de soluções de negócio baseadas em tecnologias de informação, incluindo infraestruturas de rede e sistemas de informação. SOLUÇÕES Vertical Business solutions edoclink BankOnBox Claims system FATCA Enterprise Architecture Management System eclicnicaldoc SISP Sistema Gestão Transporte Doentes eurban Link Citizen Platform SmartTicketing PRÉMIOS Microsoft Gold Certifed Partner Oracle EMEA WebCenter & BPM partner Community Forum, 2014 Parceiro Português DELL, 2014 PME Líder 2014 SERVIÇOS BPM & SOA CRM Dynamics NAV Portais ECM Ticketing & SmartCrads Fábrica de Testes Consulting Business Intelligence Managed Infrastructure Av. Duque D Ávila, Lisboa Portugal Tel.: Site: Com escritórios no Porto, Madrid, Barcelona, Luanda e São Paulo LMSIS Sistemas Informáticos, Lda. Milestone Consulting S.A LUIS MATEUS Director Geral Áreas de actuação Segurança de TI Monitorização de processos e serviços de negócio TI Alta disponibilidade e continuidade do negócio Gestão de Património Consultoria aplicacional Consultoria de sistemas Parcerias com certificação IBM Traders (alta disponibilidade) Tango/04 (monitorização e segurança) A LMsis é uma empresa tecnológica integralmente portuguesa. Criada em 1994, tem vindo a disponibilizar um leque alargado de soluções e serviços de software, tanto na vertente tecnológica como na aplicacional, prioritariamente nas áreas de alta disponibilidade, monitorização de serviços de negócios e segurança de TI multiplataforma. Na vertente software aplicacional, a LMsis dispõe de soluções integradasparaaáreadegestão de Património/Activos (Compras, Fornecedores, Imobilizado, Economato, Equipamentos, Contratos e Orçamentação), para além de desenvolver soluçõesàmedidaparadiferentestipos de negócio e áreas funcionais. Parceira de negócios IBM desde 1995, e empresa tem nos produtos e serviços para a plataforma IBM Power / iseries a sua maior especialização e volume de negócios. Morada: Rua Aquiles Machado, 20 A, LISBOA Tel.: Site: NUNO ALMEIDA Administrador MIGUEL GUERRA MACHADO Administrador Áreas de actuação/ services: Business consulting Microsoft Consulting SAP Consulting SAP Outsourcing Business Technology Prémios SAP Service Partner Microsoft Gold Application Development Partner IBM Premier Business Partner Redwood Partner Qlik Partner Software AG Partner Control Panel GRC Partner Morada: Estrada de Alfragide, Lote 107, Edif. A2 Piso Amadora Tel.: Site:

18 XVIII Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Primavera Projecttime* JORGE BATISTA Co-CEO JOSÉ DIONÍSIO Co-CEO Co-CEO Jorge Batista José Dionísio Vice-President David Afonso Ângela Brandão Country Manager José Gonçalves Azevedo A PRIMAVERA Business Software Solutions dedica-se ao desenvolvimento e comercialização de soluções de gestão e plataformas para integração de processos empresariais num mercado global, disponibilizando soluções para as Pequenas, Médias, Grandes Organizações e Administração Pública. Com cerca de 40 mil empresas clientes, a PRIMAVERA BSS está presente em Portugal, Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Emirados Árabes Unidos, sendo líder de mercado em muitos destes países. Morada: Edifício PRIMAVERA Lamaçães Braga Tel.: (+351) Fax: (+351) Site: GILNEY BARACHO CEO -Sul LICINIO GRADE CEO Norte * Distribuição de equipamentos electrónicos, Lda A Projecttime é uma empresa especializada no controlo e na gestão de tempo, espaços e pessoas. Fundada em 2004, tem vindo a desenvolver soluções de softwareedehardware,nasáreasdo controlo e gestão de assiduidade e de acessos, gestão e emissão de bilhética, gestão de espaços desportivos, gestão de filas de espera, gestão de parques de estacionamento, controlo e gestão de rondas, controlo e gestão de serviços externos, entre outras soluções. Nos últimos anos, desenvolveu a sua rede de parceiros, permitindo implementar as suas soluções em vários países, com grande incidência nos PALOP s. Atualmente conta com mais de sistemas implementados no território nacional e mais de 200 parceiros em Portugal e mais de 100 em contexto internacional. A grande disponibilidade para desenvolver integrações com softwares de recursos humanos (exemplo, Primavera, AIRC, Medidata, PHC, Sage, entre outros) e de outros desenvolvimentos à medida das necessidades do cliente, têm sido de grande importância para o constante crescimento que a Projecttime apresenta neste ano de 2014 e para o crescimento previsto, nos próximos anos. LISBOA Morada: Park Charal Estrada nacional 247, km 64,5 Armazém Terrugem Sintra PORTO Morada: RuaJosédeMoura Coutinho, nº. 608, 1º Muto (Trofa) Tel.: Site: Risa T.I., Lda Sage JOÃO ARTUR ROSA Presidente Administradores: João Artur Rosa Ricardo Rosa Sara Rosa Diretor Executivo: Pedro Gomes Nunes Diretores Comerciais: João Sá Rodrigues Afonso Eloy Diretor Técnico: Fernando Bento A RISA é uma empresa de consultoria de gestão e informática commaisde37anosdeexperiência no apoio em consultoria a empresas nacionais e internacionais, que se dedica à consultoria informática, consultoria de gestão e elaboração de projetos de investimento e de candidaturas a fundos comunitários. A vertente de Consultoria Informática e Desenvolvimento de Software engloba a implementaçãodesoftwaredegestão SAP (multinacional Alemã Líder Mundial), Primavera (principal produtor nacional) e marca própria RISA. Em 2003 a RISA tornou-se Business Partner da SAP, sendo Parceiro GOLD desde Prémios Recentes SAP EMEA Partner Excellence Award 2014 SAP HANA Heroes Award 2013 (Mundial) #1 SAP Partner B #1 SAP Partner B PME Excelência 2010 Morada: Rua 24 de Junho nº 2103, Apartado Vila Moreira Tel.: Fax: s: Site: JORGE SANTOS CARNEIRO Chairman na Sage Portugal & CEO da Sage Brasil MARIA ANTÓNIA COSTA Country Manager da Sage Portugal Sobre a Sage Portugal: A Sage Portugal integra o Grupo Sage, líder mundial no desenvolvimento de software de gestão e serviços para pequenas e médias empresas. Na Sage, disponibilizamos uma gama de serviços e software de gestão empresarial fácil de usar, seguro e eficiente - desde simples soluções de contabilidade e faturação, a soluções de CRM e ERPs. Temos uma rede de especialistas global, que presta apoio local e continuo aos nossos clientes, dando-lhes toda a confiança e liberdade para alcançar o sucesso do seu negócio. Áreas de Atuação/ Serviços Software Gestão Serviços TI Prémios Considerada uma marca que marca em 2013 (Estudo realizado pela QSP e publicado no DE) Marca eleita Escolha dos Profissionais 2015 pela empresa Escolha do Consumidor na categoria Software de Gestão Morada: Ed. Olympus II, Av D. Afonso Henriques, 1462, 2º Matosinhos Tel.: Site:

19 Terça-feira 25 Novembro 2014 Diário Económico XIX MANUEL CHAVES Responsável Comercial Portugal e Angola 3M PORTUGAL, LDA. Telef: Site: AASTRA TELECOM PORTUGAL Telef: Site: ABACO CONSULTORES, S.A. Telef: Site: ACCENTURE PORTUGAL - CONSULTORES DE GESTÃO, S.A. Telef: Site: ACER COMPUTER IBÉRICA Telef: Site: ACITEL - SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES, S.A. Telef: Site: ACLSI - ANDRÉ, CARVALHO E LOBATO - SIST.INFORMAÇÃO, LDA Telef: / Site: ADP DEALER SERVICES PORTUGAL Telef: Site: ADVANTIS SOLUTIONS - TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Telef: Site: AGAP2-HIQ CONSULTING, SA Telef: Software AG Portugal Lda Sobre a Software AG A Software AG ajuda as organizações a atingirem seus objectivos mais rapidamente. A companhia possui dados, integração e processos corporativos com tecnologias que possibilitam aos clientes realizar operações com eficiência, modernizar os sistemas e optimizar os processos com o objectivo de melhorar os serviços. Apoiada por mais de 40 anos de inovação centrada no cliente, a companhia é considerada líder em catorze categorias, movida por produtos core da família Adabas-Natural, ARIS, Alfabet, Apama, Terracotta and web- Methods. A Software AG tem mais de funcionários em 70 países. Teve revenue superior a 973 milhões de euros em Site: AITEC, SGPS, SA Telef: Site: ALERT LIFE SCIENCES COMPUTING, S.A. Telef: /1 Site: ALIDATA SOLUÇÕES INFORMÁTICAS Telef: Site: ALL2IT - INFOCOMUNICAÇÕES, S.A. Telef: Site: ALTITUDE SOFTWARE Telef: Site: ALTRAN Telef: Site: ALVO - TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, LDA Telef: Site: AMBIDATA DIGITAL INNOVATION SOLUTIONS & CONSULTING, LDA Telef: Site: AMBISIG, S.A. Telef: Site: AMEN PORTUGAL Telef: Site: Prémios Apontado pelos analistas como Lider de Mercado em 14 categorias nomeadamente BPM, SOA, Busines Process Analysis, Integração e Arquitectura Empresarial (EA) Mais informação em Morada: Campo Grande, 28-1 D Lisboa Portugal Tel.: Fax: Site: AMI - TECNOLOGIAS PARA TRANSPORTES, S.A. Telef: Site: ANUBISNETWORKS Telef: Site: APC BY SCHNEIDER ELECTRIC Telef: Site: APDC - ASS.PORTUGUESA P/O DESENVOLVIM. DAS COMUNICAÇÕES Telef: Site: APDSI-ASS.P/ PROMOÇÃO E DESENVOLVIM. DA SOC. INFORMAÇÃO Telef: Site: ARSOFT - SISTEMA DE INFORMAÇÃO, LDA Telef: Site: ARTSOFT - BUSINESS SOFTWARE Telef: Site: ASSISTIMO, LDA Telef: ASUS PORTUGAL Telef: Site: ATENAT,SA Telef: Site: ATM INFORMÁTICA - SOLUÇÕES E SISTEMAS, SA Telef: Site: ATX SOFTWARE, SA Telef: Site: AUDATEX PORTUGAL, S.A. Telef: Site: AUDAXYS SOFTWARE E SISTEMAS, SA Telef: Site: AVETEL TELECOMUNICAÇÕES, SA Telef: Site: AVILA BUSINESS CENTERS / MYOFFICE Telef: Site: AVIQUIPO / COMSTORE Telef: Site: BASE2 - INFORMÁTICA E TELECOMUNICAÇÕES, LDA Telef: Site: BEE ENGINEERING Telef: Site: BETTERTECH - ANALISE E IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS, LDA Telef: Site: BI4ALL CONSULTORES DE GESTÃO, LDA. Telef: Site: BIZDIRECT DIGITMARKET SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, S.A. Telef: Site: BLOOMIDEA, LDA Telef: Site: bloomidea.com BOLD INTERNATIONAL Telef: Site: BURÓTICA, SA Telef: Site: BWIN.ON ENGINEERING, LDA. Telef: Site: BYSIDE Telef: Site: CA INFORMÁTICA - SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO, SA Telef: Site: CA TECHNOLOGIES PORTUGAL Telef: Site: CAIXA MÁGICA SOFTWARE, LDA Telef: Site: CANON PORTUGAL, S.A. Telef: Site: CAPGEMINI PORTUGAL Telef: Site: CESCE SI, SOLUÇOES INFORMATICAS, SA Telef: Site: CGI Telef: Site: CHIEF SECURITY OFFICERS, SA Telef: Site: CIL CENTRO DE INFORMÁTICA, SA Telef: Site: CILNET - COMUNICAÇÕES E PROJECTOS ESPECIAIS, SA Telef: Site: CISCO SYSTEMS PORTUGAL Telef: Site: CLAIMS EFFECTIVE INTERNATIONAL, LDA Telef: Site: CLARANET TELECOMUNICAÇÕES, SA Telef: Site: CNOTINFOR-CENTRO DE NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, LDA Telef: Site: COMPTA - EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA, S.A. Telef: Site: COMPUWARE Telef: Site: COMSTORE PORTUGAL Telef: Site: CONEXUS WORLD Telef: Site: CONTACTUS, S.A. Telef: Site: CONTISYSTEMS - TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, SA Telef: Site: CONVEX - CONSULTORIA E INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS, LDA. Telef: Site: COR&FJA Telef: Site: CORTEC TELECOMUNICAÇÕES, SA Telef: Site: CPCDI Telef: Site: CPCIS, SA,COMPANHIA PORTUGUESA COMP. INF. SIST. INF.SA Telef: Site:

20 XX Diário Económico Terça-feira 25 Novembro 2014 QUEM É QUEM NAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO CREATIVESYSTEMS Telef: Site: CRITICAL SOFTWARE, S.A. Telef: Site: CROSSJOIN SOLUTIONS Telef: Site: CSC COMPUTER SCIENCES PORTUGAL (LDA) Telef: Site: CSIN - CONSTRUÇÃO DE SOFTWARE E AUT. NA INDÚSTRIA, LDA Telef: Site: DASHBOARD TECHNOLOGIES, LDA Telef: Site: DATA RECOVER CENTER Telef: Site: DATABASE Telef: Site: DATABOX INFORMÁTICA, SA Telef: Site: DATACOMP SISTEMAS DE INFORMÁTICA, SA Telef: Site: DATALAB Telef: Site: DATINFOR, SA Telef: Site: DELL PORTUGAL Telef: Site: DIEBOLD PORTUGAL - SOLUÇÕES AUTOMATIZAÇÃO, LDA Telef: Site: DIGIDOC Telef: Site: DIGITAL ENABLED, TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Telef: Site: DISTRILOGIE PORTUGAL-SOC. UNIPESSOAL, LDA Telef: Site: DRI Telef: Site: DYNASYS - ENGENHARIA E TELECOMUNICAÇÕES, S.A. Telef: Site: E. LIFE, LDA Telef: Site: E-CHIRON - GESTÃO DE APLICAÇÕES DE SOFTWARE, S.A Telef: Site: EDIGMA.COM - GESTÃO DE PROJECTOS DIGITAIS, S.A Telef: Site: EDISOFT-EMPR.DE SERV. E DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE,SA Telef: Site: EGAPI-EQUIPAMENTOS E GESTÃO PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS, LDA Telef: Site: EPSON IBÉRICA S.A - SUCURSAL EM PORTUGAL Telef: Site: ERICSSON Telef: Site: ESRI PORTUGAL Rua Julieta Ferrão, 10-10º A Lisboa Telef: Site: ETHERNET SOLUÇÕES INFORMÁTICAS, LDA Telef: Site: ETICADATA SOFTWARE LDA Telef: Site: EUROTELECOM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES, LDA. Telef: Site: EVERIS PORTUGAL Telef: Site: EXABYTE Telef: Site: EXITOS SA Telef: Site: F5IT - TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Av. do Atlântico, Parque das Nações, Edifício Panoramic, Lote A 7º Piso Escritório 9 e Lisboa Telef: Site: FACTIS - ENGENHARIA E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Telef: Site: FCA - EDITORA DE INFORMÁTICA LDA Telef: Site: FILOSOFT SOLUÇÕES INFORMÁTICAS, LDA Telef: Site: FIN-PRISMA-SERVIÇOS DE TERCIÁRIO AVANÇADO LDA Telef: FIRST SOLUTIONS, S.A. Telef: Site: FROTCOM LUSITANA Telef: Site: FUJITSU TECHNOLOGY SOLUTIONS Edifício Colombo, Torre Oriente Av. Colégio Militar Nº 37f 3º Piso Lisboa Telef: Site: FULL IT - CONSULTORIA EM NOVAS TECNOLOGIAS LDA Telef: Site: FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA - FCT Telef: Site: FUNDAÇÃO PARA A COMPUTAÇÃO CIENTÍFICA NACIONAL, F.C.C.N. Telef: Site: GALILEU SA Telef: Site: GATEWIT Av. Da Liberdade, Nº 136, Pisos 4º, 5 E 6º Lisboa Telef: Site: GENERIX GROUP PORTUGAL Telef: Site: GEOGLOBAL. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA LDA Telef: Site: GESTWARE COMÉRCIO DE SOFTWARE, LDA Telef: Site: GFI PORTUGAL Telef: Site: GLINTT - GLOBAL INTELLIGENT TECNOLOGIES SA Telef: Site: GLOBALSOFT BUSINESS SOFTWARE CONSULTING Telef: Site: GMTEL - SERVIÇOS EM TECONOLOGIAS DE INFORMAÇÃO LDA Telef: Site: GMVIS SKYSOFT, S.A. Telef: Site: GROUPVISION DISTRIBUTION SERVICES - SUCURSAL PORTUGAL Telef: Site: GRUPO SOFT Telef: Site: GRUPOSISTEMAS - SISTEMAS E SOLUÇÕES INFORMÁTICAS LDA Telef: Site: GSTEP Telef: Site: GTI SOFTWARE & NETWORKING SA Telef: Site: HAKKEN SA Telef: Site: HEWLETT-PACKARD PORTUGAL, LDA Telef: Site: HIGHER FUNCTIONS - SIST.INFORMÁT.INTELIGENTES (PCMEDIC) Telef: / Site: HITACHI CONSULTING PORTUGAL, S.A. Telef: Site: I2S INFORMÁTICA - SISTEMAS E SERVIÇOS, S.A. Telef: Site: IBM PORTUGUESA Telef: Site: IBS PORTUGAL II-SOLUÇÕES INFORMÁTICAS, SA Telef: Site: IDC PORTUGAL Telef: Site: IDW - CONSULTORIA EM SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO, LDA. Telef: Site: IG IBERICA Telef: Site: IKAROS HEMERA Telef: Site: IMEDIATA, SISTEMAS DE MULTIMÉDIA,S.A Telef: Site: IN4TOOLS - TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, LDA. Telef: Site: INCENTEA, S.A. Telef: Site: INDRA SISTEMAS PORTUGAL, S.A. Alfrapark - Edifício C - Piso 2 Estrada do Seminário, 4 - Alfragide Amadora Telef: Site: INFINITE BUSINESS SOLUTIONS Telef: Site: INFOPORTUGAL, SA Rua Conselheiro Costa Braga, Nº Matosinhos Telef: Site: INFORAP-APLICAÇÕES DE INFORMÁTICA, LDA Telef: Site: INFORMANTEM - INFORMÁTICA E MANUTENÇÃO, SA Telef: Site: INFORMÁTICA CORPORATION Telef: Site: INFORMÁTICA EL CORTE INGLÊS, SA Telef: Site: INFORMATION BUILDERS IBERIA Telef: Site: INFOR-SOC. PORTUGUESA DE ESTUDOS E INFORMÁTICA, LDA Telef: Site: INFOS-INFORMÁTICA E SERVIÇOS,SA Telef: Site: INFOSISTEMA - SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, S.A. Telef: Site: INGENICO Av. Jose Malhoa, 14-5º A Lisboa Telef: Site: INM-INFORMAÇÃO PARA NEGÓCIOS E MARKETING, LDA Telef: Site: INNOWAVE TECHNOLOGIES, S.A. Telef: Site: INOK CONSULTING, S.A. Telef: Site: INOSAT-CONSULTORIA INFORMÁTICA, SA Telef: Site: INPAR- IN PARTNERSHIP BUSINESS CONSULTING Telef: Site: INTEGRITY Telef: Site: INTERPONTO-COMERCIO INT.DE EQUIP.DE INFORMÁTICA, LDA Telef: Site: INTSIS-INTEGRAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS, LDA Telef: /5

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal

> outsourcing > > consulting > > training > > engineering & systems integration > > business solutions > > payment solutions > Portugal > outsourcing > > consulting > > training > > business solutions > > engineering & systems integration > > payment solutions > Portugal Há sempre um melhor caminho para cada empresa. Competências Outsourcing

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

O nosso desafio é o seu sucesso!

O nosso desafio é o seu sucesso! O nosso desafio é o seu sucesso! Clien tes de Refe rên cia Distribuição Construção Civil Industria Tecnologias Potenciamos o seu negócio A Empre sa. Somos uma empresa especializada na prestação de serviços

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

Helping your business grow faster

Helping your business grow faster Helping your business grow faster Espírito de Inovação TECNOLOGIA E INOVAÇÃO A FAVOR DAS EMPRESAS Fundada em 1995, a NOESIS é uma consultora portuguesa que fornece soluções para aumentar a competitividade,

Leia mais

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 New Standards for Business SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 Quem Somos A SCORE INNOVATION é uma empresa que tem como objecto social a prestação de serviços em consultoria,

Leia mais

IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted

IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted Microsoft Dynamics CRM Online Customer Solution Case Study IDC Portugal IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted Sumário País Portugal

Leia mais

FERRAMENTAS? a alterar, em muitas organizações, um. instrumento tão abrangente como um orçamento

FERRAMENTAS? a alterar, em muitas organizações, um. instrumento tão abrangente como um orçamento O QUE É IMPRESCINDÍVEL NUMA SOLUÇÃO DE ORÇAMENTAÇÃO E PREVISÃO? Flexibilidade para acomodar mudanças rápidas; Usabilidade; Capacidade de integração com as aplicações a montante e a jusante; Garantir acesso

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

Apresentação corporativa. Dez 2010

Apresentação corporativa. Dez 2010 Apresentação corporativa do Grupo Reditus Dez 2010 Índice A. Apresentação do grupo Reditus B. A nossa oferta de serviços C. Os nossos clientes D. Projecto na Defesa 2 Índice A. Apresentação do grupo Reditus

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

Fórum 2014 Porto Casa da Música. www.it4legal.org

Fórum 2014 Porto Casa da Música. www.it4legal.org Porto Casa da Música www.it4legal.org Porto Casa da Música IT4Legal Quem Somos IT4Legal é um grupo informal dedicado à partilha e divulgação de informação acerca de sistemas de informação nas sociedades

Leia mais

RELATÓRIO DO EVENTO. IDC Portugal

RELATÓRIO DO EVENTO. IDC Portugal RELATÓRIO DO EVENTO IDC Portugal PATROCINADORES DIAMOND PLATINUM GOLD+ GOLD SILVER PARCEIRO TECNOLÓGICO APOIO PUBLIC RELATIONS PARTNER AGENDA 09h10 Boas-vindas 09h15 Estudo IDC Cloud Computing: Como criar

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CONFERÊNCIA "MERCADO DE ESCRITÓRIOS - SUSTENTABILIDADE, GESTÃO DE ESPAÇOS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO" A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UM ARGUMENTO DE VENDAS I ltrapassada a crise, a reabilitação urbana - até

Leia mais

MOBILIDADE NO CENTRO DA MUDANÇA DOMINA FUTURO E CRESCIMENTO ECONÓMICO

MOBILIDADE NO CENTRO DA MUDANÇA DOMINA FUTURO E CRESCIMENTO ECONÓMICO MOBILIDADE NO CENTRO DA MUDANÇA DOMINA FUTURO E CRESCIMENTO ECONÓMICO Lisboa, 10 de Julho de 2014 A ACEPI e a APDC, as duas associações de referência do setor das TIC em Portugal, e a MMA- Mobile Marketing

Leia mais

Premier. Quando os últimos são os Primeiros

Premier. Quando os últimos são os Primeiros Premier Quando os últimos são os Primeiros Fundada em 1997 Especializada no desenvolvimento de soluções informáticas de apoio à Gestão e consultoria em Tecnologias de Informação. C3im tem como principais

Leia mais

Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos

Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos CENTRO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA Investigação & Desenvolvimento Tecnológico Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos Ana Alice Batista, Ana Lima, Isabel C. Viana, Nuno Soares,

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

PUB. Interface. Banca &Seguros

PUB. Interface. Banca &Seguros Interface Banca &Seguros PUB DOSSIER Marketing Bancário: focos em tempo de crise RADAR Sistema financeiro no triângulo estratégico DOSSIER Tecnologias de informação e gestão de fraude Tendências Mobilidade

Leia mais

Business analytics conquista terreno

Business analytics conquista terreno Business analytics conquista terreno Surge como uma evolução natural do business inteliigence e alimenta-se da necessidade de as empresas obterem respostas cada vez mais exactas. O business analytics acaba

Leia mais

Colaboradores sempre ligados. Para uma melhor conectividade e maior envolvimento dos colaboradores. Vodafone Power to you

Colaboradores sempre ligados. Para uma melhor conectividade e maior envolvimento dos colaboradores. Vodafone Power to you Colaboradores sempre ligados Para uma melhor conectividade e maior envolvimento dos colaboradores Vodafone Power to you 02 37% da força de trabalho global (1,3 mil milhões de pessoas) serão trabalhadores

Leia mais

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Desenhado em função do seu negócio e concebido para ajudá-lo a ser competitivo num mercado em transformação De que necessita

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA 2015

DOSSIER DE IMPRENSA 2015 DOSSIER DE IMPRENSA 2015 A Empresa A Empresa A 2VG é uma empresa tecnológica portuguesa criada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP

A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP Conteúdos A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP... 3 PREPARA-SE PARA UMA MAIOR MOBILIDADE... 4 O IMPACTO DOS ERP NO MOBILE... 5 CONCLUSÕES...

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

Shared Services Center Get the global picture. Estudo de implementação de plataforma de desenvolvimento de centros de serviços partilhados ( CSP )

Shared Services Center Get the global picture. Estudo de implementação de plataforma de desenvolvimento de centros de serviços partilhados ( CSP ) Shared Services Center Get the global picture Estudo de implementação de plataforma de desenvolvimento de centros de serviços partilhados ( CSP ) Enquadramento Shared Services Center: Get the global picture

Leia mais

Mudança Empresários portugueses ainda têm défice de informação sobre vantagens do cloud computing. PME mais. competitivas com a 'nuvem'

Mudança Empresários portugueses ainda têm défice de informação sobre vantagens do cloud computing. PME mais. competitivas com a 'nuvem' Mudança Empresários portugueses ainda têm défice de informação sobre vantagens do cloud computing PME mais competitivas com a 'nuvem' Textos JOÃO RAMOS e NICOLAU SANTOS Fotos ALBERTO FRIAS *S^ sector das

Leia mais

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Além da poupança na infra-estrutura física dos servidores e do preço das licenças, há reduções de custos

Leia mais

RESUMO DO EVENTO CLOUD COMPUTING & SAAS 23-03-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA

RESUMO DO EVENTO CLOUD COMPUTING & SAAS 23-03-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA RESUMO DO EVENTO CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA PATROCINADORES DIAMOND PLATINUM KEYNOTE PLATINUM GOLD+ SILVER PARCEIRO TECNOLÓGICO MEDIA PARTNER AGENDA 09:15 Sessão de Boas-Vindas 09:20 Policy implications

Leia mais

Uma marca da Leadership Business Consulting

Uma marca da Leadership Business Consulting Uma marca da Leadership Business Consulting 1 Sequence e Business Process Management O Sequence é a plataforma líder em ibpm & Workflow. É um software de BPM simples e intuitivo, com programação por meio

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

IDC CLOUD LEADERSHIP FORUM

IDC CLOUD LEADERSHIP FORUM IDC CLOUD LEADERSHIP FORUM 12 de Março 2013 Reitoria da Universidade Nova de Lisboa RESUMO DO EVENTO PATROCINADORES O EVENTO FOI ORGANIZADO PELA E PATROCINADO PELAS SEGUINTES EMPRESAS: PLATINUM KEYNOTE

Leia mais

ORADORES. 25 junho 2014 CCB BOAS VINDAS 09:20 CLOUD: DO POTENCIAL À REALIDADE 09:30 CLOUD: DESAFIOS LEGAIS E REGULATÓRIOS 09:50

ORADORES. 25 junho 2014 CCB BOAS VINDAS 09:20 CLOUD: DO POTENCIAL À REALIDADE 09:30 CLOUD: DESAFIOS LEGAIS E REGULATÓRIOS 09:50 ORADORES 25 junho 2014 CCB BOAS VINDAS 09:20 ROGÉRIO CARAPUÇA É Presidente da APDC desde Janeiro de 2013 e Presidente do Conselho de Administração da Novabase desde 1998. Entre 1998 e 2009, acumulou as

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

Apresentação institucional. Paulo Pereira Director Operacional All rights reserved by Alvo www.alvo.com

Apresentação institucional. Paulo Pereira Director Operacional All rights reserved by Alvo www.alvo.com Apresentação institucional tecnologias para o seu sucesso missão da Alvo Ser a empresa portuguesa por excelência no mercado empresarial do software de gestão e tecnologias de informação, indispensável

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Plano tecnológico? Ou nem tanto?

Plano tecnológico? Ou nem tanto? Plano tecnológico? Ou nem tanto? WEB: ÉDEN?APOCALIPSE? OU NEM TANTO? Plano Tecnológico Mas, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, além deste Contrato, o Novo Contrato para a Confiança, o nosso

Leia mais

ganham espaço virtualizados Desktops virtualizados, ou seja, 100% dos existentes no espaço. PÁG. 12

ganham espaço virtualizados Desktops virtualizados, ou seja, 100% dos existentes no espaço. PÁG. 12 Desktops virtualizados ganham espaço Apesar de não ser ainda prática comum, são já várias as empresas que começam a optar por trabalhar co-n desktops v\rtua\\zaàos. A escolha parte essencialmente de sectores

Leia mais

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL 21º Congresso Quantificar o Futuro Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL Programa Data Hora Actividade 23/Nov. 11:30 Inauguração Oficial Innovation Lounge Visita efectuada ao Venture Lounge por Sua

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

MINI MBA EM GESTÃO. Luanda UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA

MINI MBA EM GESTÃO. Luanda UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA MINI Luanda 6ª Edição MBA EM UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA GESTÃO MINI MBA EM GESTÃO Um programa conciso e único Na linha das anteriores edições, merecedoras de Novas

Leia mais

Os Desafios do Novo Paradigma Tecnológico Mobilidade, Consumerização das TI, Cloud, Social Business e Big Data

Os Desafios do Novo Paradigma Tecnológico Mobilidade, Consumerização das TI, Cloud, Social Business e Big Data Os Desafios do Novo Paradigma Tecnológico Mobilidade, Consumerização das TI, Cloud, Social Business e Big Data Gabriel Coimbra Country Manager, IDC Portugal Copyright 2011 IDC. Reproduction is forbidden

Leia mais

RESUMO DO EVENTO BUSINESS OPTIMIZATION: BI, BPM & SOA 06-04-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA

RESUMO DO EVENTO BUSINESS OPTIMIZATION: BI, BPM & SOA 06-04-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA RESUMO DO EVENTO BUSINESS OPTIMIZATION: BI, BPM & SOA 06-04-2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM, LISBOA PATROCINADORES DIAMOND PLATINUM GOLD+ SILVER PARTICIPAÇÃO ESPECIAL PARCEIRO TECNOLÓGICO MEDIA PARTNER BUSINESS

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

A nossa equipa para hoje

A nossa equipa para hoje A nossa equipa para hoje Miguel Raposo, a trabalhar na Novabase desde 2010 MEIC 2003-2010 Consultor CRM com percurso na área de Telecomunicações com principal foco em projectos no âmbito de CRM empresarial.

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital Carlos Brazão Fernando Resina da Silva 28-06-2012 1 Quem somos? Uma plataforma das associações e players de referência das TIC, juntos por uma missão para

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

RESUMO DO EVENTO. CLOUD COMPUTING & SaaS O Papel do Cloud Computing nos Negócios 29 MARÇO 2012 HOTEL SANA LISBOA

RESUMO DO EVENTO. CLOUD COMPUTING & SaaS O Papel do Cloud Computing nos Negócios 29 MARÇO 2012 HOTEL SANA LISBOA RESUMO DO EVENTO O Papel do Cloud Computing nos Negócios 29 MARÇO 2012 HOTEL SANA LISBOA PATROCINADORES PLATINUM GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção dos participantes

Leia mais

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo 1. Resumo Executivo As empresas de todas as dimensões estão cada vez mais dependentes dos seus sistemas de TI para fazerem o seu trabalho. Consequentemente, são também mais sensíveis às vulnerabilidades

Leia mais

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director Marcos N. Lessa Global Document Outsourcing Director Managed Print Services: Serviço de valor acrescentado Managed Print Services (MPS) é um serviço que envolve a gestão de todos os equipamentos de impressão,

Leia mais

tecnologias para o seu sucesso tecnologias de informação

tecnologias para o seu sucesso tecnologias de informação tecnologias para o seu sucesso tecnologias de informação A experiência ao serviço do sucesso. A Alvo é uma empresa tecnológica nacional líder na implementação e suporte de soluções inovadoras de software

Leia mais

o Empresa Internacional de Executive Search e Consultoria em Gestão Estratégica de Recursos Humanos.

o Empresa Internacional de Executive Search e Consultoria em Gestão Estratégica de Recursos Humanos. o Empresa Internacional de Executive Search e Consultoria em Gestão Estratégica de Recursos Humanos. o Formada por uma Equipa de Consultores com uma consolidada e diversificada experiência, quer na área

Leia mais

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Coimbra, 18 de Março de 2004 As métricas O Projecto TIM, globalmente,

Leia mais

Os sistemas que ajudam a pensar o negócio

Os sistemas que ajudam a pensar o negócio ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 5931 DE 27 DE MAIO DE 2014 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE PUB Software de GESTÃO Chris Ratcliffe/Bloomberg Aceder à empresa onde quer que

Leia mais

Software de gestão para pequenos negócios com grande dinamismo

Software de gestão para pequenos negócios com grande dinamismo Software de gestão para pequenos negócios com grande dinamismo Nas soluções PRIMAVERA Starter tem tudo o que precisa para começar já a faturar Instalar e Usar Atualizações Automáticas Suporte Técnico Incluído

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RELATÓRIO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais

ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais Patrocinado por: Microsoft Versão Preliminar - Março 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO IDC Portugal:

Leia mais

Seminário TIC Lisboa, 11 Outubro de 2011

Seminário TIC Lisboa, 11 Outubro de 2011 Seminário TIC Lisboa, 11 Outubro de 2011 As TIC, PILARES DO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO um evento organizado pela câmara de comércio e indústria luso-francesa EM COLABORAÇÃO COM A CÂMARA DE COMÉRCIO LUSO-SUECA

Leia mais

Id: 36360 (40 years)

Id: 36360 (40 years) Foto não disponível Id: 36360 (40 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Feminino Data de nascimento: 15/01/1975 País: Mozambique, Região: Maputo, Cidade: Maputo Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Objectivo:

Leia mais

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas?

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas? Que Private Label na Era das Marcas? Vila Nova de Famalicão, 26 de Novembro de 2008 Manuel Sousa Lopes Teixeira 1 2 INTELIGÊNCIA TÊXTIL O Sector Têxtil e Vestuário Português e o seu enquadramento na Economia

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

TENDÊNCIAS DE PROJECTOS DE IT EM PORTUGAL

TENDÊNCIAS DE PROJECTOS DE IT EM PORTUGAL TENDÊNCIAS DE PROJECTOS DE IT EM PORTUGAL Estudo Infosistema 4º trimestre de 2014 OBJECTIVO DO ESTUDO Objectivo: Analisar as tendências de projectos de IT em Portugal Período em análise: 4º Trimestre de

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa INICIATIVA INSERIDA NA EVENTO 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO APOIOS UMA PUBLICAÇÃO ALTO PATROCÍNIO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da

Leia mais

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem:

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem: Descrição de Serviços Serviços de Planeamento e Empresarial Os Serviços de Planeamento e Empresarial fornecem serviços de consultoria e prototipagem para facilitar a agenda do Licenciado relativa à inovação

Leia mais

Apresentação Resultados 2005

Apresentação Resultados 2005 Apresentação Resultados 2005 Lisboa 15 de Março de 2006 Agenda Overview 2005 40 Anos de Reditus Áreas de Actividade Principais Clientes Corporate Governance Reditus no Mercado Bolsista Indicadores Quantitativos

Leia mais

Mais de 30 anos ao serviço das PME s

Mais de 30 anos ao serviço das PME s Mais de 30 anos ao serviço das PME s Historial 1977 Fundação da RISA pelo seu actual Chairman João Artur Rosa 1977 Área de negócio inicial: consultoria em contabilidade e fiscalidade 1984 Criação de um

Leia mais

Finanças para Não Financeiros

Finanças para Não Financeiros www.pwc.pt/academy Finanças para Não Financeiros Academia da PwC Este curso permite-lhe compreender melhor as demonstrações financeiras, os termos utilizados e interpretar os principais indicadores sobre

Leia mais

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RESUMO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Inscrições e pedido de informações: acege@acege.pt ou 217 941 323

Inscrições e pedido de informações: acege@acege.pt ou 217 941 323 Portugal tem futuro! Liderar com responsabilidade Introdução: A ACEGE em parceria com a CIP e o IAPMEI está a desenvolver o programa Liderar com Responsabilidade, que quer potenciar a acção dos líderes

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

10:00 O CIO e o Enterprise Business Assurance na gestão de grandes empresas Rui Paiva, Administrador da SSI Angola

10:00 O CIO e o Enterprise Business Assurance na gestão de grandes empresas Rui Paiva, Administrador da SSI Angola RESUMO DO EVENTO AGENDA AGENDA 09:00 Abertura e boas-vindas 09:10 Tech Market Trends em Angola e no Mundo Gabriel Coimbra, Director Geral da IDC 09:35 Visão da Economia em Angola Carlos Rosado de Carvalho,

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha:

Projecto GTBC. leading excellence 1. Portugal: Espanha: Projecto GTBC Portugal: Edifício Taurus Campo Pequeno, 48 2º 1000-081 Lisboa Tel.: +351 217 921 920 Fax: +351 217 921 929 www.gtbc.pt info@gtbc.pt Espanha: CalleAtocha, 20, 2ªIzq 28012 Madrid Tel.: +34

Leia mais

Tecnologias de Informação

Tecnologias de Informação Sistemas Empresariais Enterprise Resource Planning (ERP): Sistema que armazena, processa e organiza todos os dados e processos da empresa de um forma integrada e automatizada Os ERP tem progressivamente

Leia mais

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A.

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A. 1 Reunir várias entidades do sector óptico nacional e discutir o futuro do sector bem como os temas cruciais para os empresários e intervenientes da área foram os objectivos do evento Visão de Futuro 2010,

Leia mais

RESUMO DO EVENTO Em colaboração com

RESUMO DO EVENTO Em colaboração com RESUMO DO EVENTO E Em colaboração com RRE PATROCINADORES ORGANIZAÇÃO EM COLABORAÇÃO COM PLATINUM GOLD SILVER MEDIA PARTNER AGENDA AGENDA 08:30 Recepção dos convidados e café de acolhimento 09:00 Abertura

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 COMMERCIAL & MARKETING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

A Estratégia de Lisboa. Plano Tecnológico. e o. Évora, SI@P 17 de Outubro de 2008

A Estratégia de Lisboa. Plano Tecnológico. e o. Évora, SI@P 17 de Outubro de 2008 A Estratégia de Lisboa e o Plano Tecnológico Évora, SI@P 17 de Outubro de 2008 1. Estratégia de Lisboa Estratégia de Lisboa : uma resposta a novos desafios A Globalização e a emergência de novas potências

Leia mais

e.newsletter Abril_2014 .01 .02 .03 .calendário de Formação GS1 CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora

e.newsletter Abril_2014 .01 .02 .03 .calendário de Formação GS1 CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora.01 A GS1 Portugal vai realizar este ano a segunda edição do seu Congresso Nacional será no dia 23 de outubro, no Museu do Oriente, em Lisboa.

Leia mais

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Michael Page lança Barómetro de TI 90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Lisboa, 21 de Julho de 2015 A Michael Page, empresa líder em recrutamento de quadros médios e superiores,

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

ARQUITETURA CORPORATIVA PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE GOVERNANÇA DE TI SUSTENTÁVEL. Março 2013

ARQUITETURA CORPORATIVA PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE GOVERNANÇA DE TI SUSTENTÁVEL. Março 2013 ARQUITETURA CORPORATIVA PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA DE GOVERNANÇA DE TI SUSTENTÁVEL Março 2013 Aitec Brasil Apresentação Institucional Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo

Leia mais

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 -

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 - AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015-1 2 INBOUNDWARE Somos uma Agência de Marketing de Conteúdos. Ajudamos as marcas a comunicar através de ferramentas online e offline. A nossa

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

Triana. Nossa visão: ser uma empresa líder em tecnologias de informação, com os melhores profissionais e com reconhecimento a nível Internacional.

Triana. Nossa visão: ser uma empresa líder em tecnologias de informação, com os melhores profissionais e com reconhecimento a nível Internacional. ÍNDICE 1 Triana Triana: uma empresa Moçambicana líder nacional no fornecimento de soluções de Tecnologias de Informação e Comunicação. O enfoque da nossa actuação é orientar e encontrar as melhores soluções

Leia mais

Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações. Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri

Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações. Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri Big Data Num futuro próximo, toda a informação vai ser Big Data. Já não existe pouca

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Inovar para Ganhar Paulo Nordeste Portugal tem apresentado nos últimos anos casos de sucesso em inovação; como novos produtos, serviços e modelos de

Leia mais