BPM DAY POA Uso do BPM para melhoria do processo de orçamento da Sulmaq Microfusão. José Luís de Freitas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BPM DAY POA 2013. Uso do BPM para melhoria do processo de orçamento da Sulmaq Microfusão. José Luís de Freitas"

Transcrição

1 BPM DAY POA 2013 Uso do BPM para melhoria do processo de orçamento da Sulmaq Microfusão José Luís de Freitas

2 Histórico Empresa familiar situada em Guaporé Desde 2010 aporte Fundo CRP 40 anos de atuação 1972 Sulmaq Equipamentos 1989 Sulmaq Microfusão Faturamento 2013 (Previsão) R$ 100 mi (75% - 25%) 400 funcionários

3 Atuação

4 ESTRUTURA TI Diretoria Admin Gerência TI Superv Infraestrutura Gestão de Processos Redes e Servidores Suporte usuários Analista Assistente

5 Gestão de Processos na Sulmaq 1995 Troca ERP e ISO Certificação ISO 9001/ Troca ERP 2002 Planejamento Estratégico 2003 Criação TI e Gestão de Processos 2004 Sistema de Custeio 2006 ISO TS /2009 Troca ERP 2011/2012 ERP na Produção 2012/2013 Projeto Orçamento

6 BPM na Sulmaq

7 BPM 27 Abril 2012 Evento POA Maio 2012 Estudo do tema, Bizagi, BPMN, etc Junho 2012 Mapeamento do Processo Agosto 2012 Início CFGP Otimiza

8 Processo de Orçamento Processo Escolhido Motivos Orçamento realizado totalmente em Excel Dependente da TI e Consultoria Externa Dificuldades para revisões de orçamentos Diferença da sistemática orçada e a apuração contábil Processo baseado em papel (S.O.) Desde 2012 engenharia e produção no FoccoERP Necessidade de agilidade para novas vendas

9 Componentes Pessoas Ferramentas Métodos

10 PESSOAS Envolvimento dos gestores das áreas Engenharia Produção Comercial PCP Melhoria Contínua Qualidade TI Contabilidade RH

11 MÉTODO AS IS TO BE TO DO

12 Ferramentas AS IS TO BE TO DO Bizagi Bizagi A3 (Lean) FoccoERP

13 AS IS Bizagi

14 Modelagem AS IS Como não fazer!

15 Modelagem AS IS Como não fazer!

16 Modelagem AS IS (Pós CFGP)

17 Modelagem AS IS (Pós CFGP)

18 TO BE Bizagi A3 (Lean)

19 Principais resultados da Análise Migração do processo de orçamentação de planilha Excel para FOCCOERP Adoção de similaridade para orçamentos não prioritários Eliminação do formulário de Orçamento Papel (SO) Aprovações via ERP (ao invés de papel) Controle via ERP (ao invés de Excel) Racionalização de atividades que não agregam valor (muitas aprovações parciais) Troca da Sistemática de Custeio

20 TO BE Como não fazer

21 TO BE Como não fazer

22 TO BE (Pós CFGP)

23 TO BE (Pós CFGP)

24 TO BE A3 Sulmaq

25 Implementação TO DO FoccoERP

26 Como era feito o orçamento DADOS DO PRODUTO 1 codigo 63 Custo Total 5,444 R$ / Pç 85 Preço Com Margem Sem Impostos R$ 10,86 2 Aço Descrição Valor Por Peça Obs Valor Base 86 Margem de Venda 20,00% 3 Nome e código da peça 65 Cera 0,366 $ / Peça R$ 5,05 87 Custo Financeiro 1,60% 4 Número do desenho da peça e Revisão 66 Cera Solúvel 0,000 $ / Peça R$ 9,51 88 Percentual de Comissão 5,00% 5 Nome do cliente 67 Casca cerâmica 0,917 $ / Peça R$ 0,80 89 Percentual de Frete Nacional 3,00% 6 UF do cliente RS 68 Liga metálica 0,476 $ / Peça R$ 1,07 90 ICMS 17,00% 7 Código do representante 21 - RLM Matriz/Dispositivos Diluída na Peça 0,000 $ / Peça R$ - 91 PIS/COFINS/IR 11,25% 8 Código do representante 2 70 Específicos 0,000 $ / Peça R$ - 92 BH 6,18% 9 Total de Peças Faturadas/ano Serviços 0,000 $ / Peça R$ - Produtividade 0% 10 Média de Notas Fiscais por mês 1, Soma dos Custos Variáveis 1,759 $ / Peça Número de reduções anuais - 11 Média de Pedidos por mês 1, UEP 2,747 $ / Peça R$ 3,60 12 Média de Títulos por nota 1 74 Soma dos Custos Diretos 4, Preço de Venda R$ 15,13 13 Média de Títulos em atraso por mês 0 75 Soma dos Custos Indiretos 0, Número de Itens do cliente 1 76 PCP 0,268 $/OF R$ 90,00 95 Preço de Venda Praticado R$ 15,13 15 Previsão Peças Faturadas por lote Eng 0,320 peça R$ 0,32 96 Diferença 0,00% 16 Média de Peso Faturado por mês ,00 78 GQ 0,100 peça R$ 0,10 97 Preço líquido R$ 8,47 17 Média de Peças por pedido MZ ind 0,000 mz R$ 120,00 98 Margem Real (abs) R$ 3,03 18 Percentual médio de perda 15 0,100 Peça R$ 0,10 99 Margem Real (rel) 20,00% 19 Média de Prod Peças por mês COM 0,002 Pedido R$ 84, MG Real R$ ,09 20 Peças por OF 336 0,007 Cliente R$ 360, Margem Fábrica (abs) R$ 3,96 21 Média de OF's por mês 161,21 81 ADM MAT 0,100 Qtde R$ 0, Margem Fábrica (rel) 26,19% 22 Peso da Peça em cera com canal (Kg) 0,0630 0,041 Peso R$ 0, Margem Contribuição (abs) R$ 6,71 23 Peso da Peça em cera sem canal (Kg) 0,0540 0,000 NF R$ 8, Margem Contribuição (rel) 44,35% 24 Peso do cacho completo em cera (Kg) 1, Faturamento 0,000 Fat - NF R$ 20, Margem Contribuição total R$ ,49 25 Tipo de montagem CANAL 2 VARETAS L 0,000 Fat - Pedido R$ - 26 Quantidade de peças por cacho Financeiro 0,000 Fin - Título R$ 9, Incidência Impostos 4 27 Peso do macho de cera solúvel 0,000 Fin - T atraso R$ 94,00 28 Meses de diluição da matriz 0 84 OUTROS (bh) Outros ZERO OBSERVAÇÕES DO ORÇAMENTO 29 Número de cavidades da matriz 8 Preço "Meta" do Cliente 0,00 30 Peças por Bandeja (Contração) 130 DEMONSTRATIVO DA UEP Margens com base neste preço? 2 31 Injetora AUTOMÁTICA Descrição UEP R$ Soma Fixos 117 Simulação para volume: (pçs/ano) Tempo de Injeção (Seg/peça) 40 F MOD 0,180 R$ 0,747 Custo da usinagem / pç: (Lote orçado) Tempo de Injeção Macho de Cera Solúvel (Seg/peça) F MOI 0,033 R$ 0,138 R$ 1,44 (Fornecedor) 34 Peso da Peça em aço (Kg) 0,405 F Depreciação 0,034 R$ 0,141 Custo Trat. Térmico (R$/Kg) Peso do cacho completo em aço (Kg) 14,46 F/V Energia Elétrica 0,137 R$ 0,569 Soma Variav (Tipo, Fornecedor) R$ - 36 Rendimento Metálico 45% V Manutenção 0,013 R$ 0,053 Custo do Trat. Superficial: (R$/Kg) Qtde Banhos 1a Lama 2 V Material de consumo 0,195 R$ 0,808 R$ 1,31 (Tipo, Fornecedor) R$ - 38 Qtde Banhos 2a Lama 5 F/V Utilidades 0,070 R$ 0,291 Custo da passivação: (R$/Kg) Cachos por prateleira (revestimento) 140 Soma 0,664 R$ 2,747 R$ 2,747 (Fornecedor) R$ - 40 Cachos/Carrinho 36 Custo teste Estanqueidade: (Lote orçado) Peças por cesto (soda) 197 CUSTOS DE INVESTIMENTOS: (R$/peça) R$ - 42 Jato Manual Bauxita 0 Descrição Fornecedor: R$ Custo teste Sujidade / pç: (Lote orçado) Jato Manual Areia Custo da ferramenta molde de cera: (Fornecedor) $ / unidade R$ - (Fornecedor) R$ - 44 Jato Manual Microesfera Custo da ferramenta p/ canal especial: (Fornecedor) $ / unidade R$ - Custo Raio-X / pç: (Lote orçado) Jato Rotativo Inox 0 Custo da ferramenta para (Fornecedor) R$ Jato Rotativo Carbono 3 macho cera solúvel: (Fornecedor) $ / unidade R$ - Custo Embalagem: (R$/pç) (Lote orçado) Quantidade de Peças por operação em Jato Rotativo Dispositivo para gravação: (Fornecedor) $ / unidade R$ - (Nr. RE) R$ - 48 Informe o tipo de tratamento térmico interno Dispositivo de calibração: (Fornecedor) $ / unidade R$ - Outros ( ): (Lote orçado) Tempo de Tratamento Térmico Interno Dispositivo de desempeno: (Fornecedor) $ / unidade R$ - (Tipo, Fornecedor) R$ - 50 Quantidade de Peças forno Shally Dispositivo de controle: (Fornecedor) $ / unidade R$ - Custo de Montagem: (Lote orçado) Tratamento Externo (S/n) Dispositivo de estanqueidade: (Fornecedor) $ / unidade R$ - (Tipo) R$ - 52 Passa na Soda Dispositivo de usinagem: (Fornecedor) $ / unidade R$ - Custo Frete Internacional: (R$/pç) (Lote orçado) Tempo de Soda Alteração ferramenta molde de cera: (Fornecedor) $ / unidade R$ - (Nr. RE) R$ - 54 Desempeno? Outros ( ): (Fornecedor) $ / unidade R$ R$/ 55 Tipo de Desempeno (frio ou quente) TOTAL Investimentos: R$ - R$ 2,40 56 Percentual Médio de Peças Soldadas 5,0% 130 R$/US$ 57 Operação de gravação? 1 a)na soma da parte fixa está considerado um acréscimo, que corresponde a 45% do custo das R$ 1,80 58 Ensaio de Dureza? 1 Obs: utilidades. b) Na soma da parte variável está considerado um decréscimo, que corresponde a 55% do 59 Ensaio Metalográfico? 2 custo das utilidades. Motivo: as utilidades têm 45% dos custos fixos e 55% dos custos variáveis. OBS: 60 Ensaio de Tração? 2 a) Na soma da parte fixa está considerado um acréscimo, que corresponde a 50% do custo da energia 61 Medição Tridimensional? 2 62 Operação Magnaflux? 2 Cálculo dos Custos elétrica. b) Na soma da parte variável está considerado um decréscimo, que corresponde a 50% do Obs: custo da energia elétrica. Motivo: a energia elétrica tem 50% dos custos fixos e a 50% dos custos variáveis. A parte fixa inclui as instalações e a demanda contratada. 93 Cálculo das Margens

27 Como substituir? Solução: Uso do Configurador de Produtos do FoccoERP

28 Configurador de Produtos

29 Configurador de Produtos

30 Configurador de Produtos

31 Configurador de Produtos

32 Configurador de Produtos

33 Configurador de Produtos

34 Orçamento Impresso

35 Orçamento Impresso

36 Controle do Processo CG REV REPR CLIENTE NOME PEÇA / DESENHO SERVIÇOS TERCEIROS (S/N) PROJETO (S/N) DATA ENTRADA 828 GDS PARKER RA-1 S N 08/01/ RLM NEOBUS Guia Pino Porta N N 15/01/09 PRAZO SOLICITADO CLIENTE LIBERAÇÃO VENDAS FORMULAÇÃO PREÇO DATA ENVIO CLIENTE / REPRESENTANTE MÊS ENVIO CLIENTE / REPRESENTA NTE LEAD TIME TOTAL STATUS (NO PRAZO/FORA DO PRAZO) ATENDENTE 08/01/09 29/01/11 29/01/ FORA DO PRAZO Silvana 16/01/09 09/02/09 11/02/ FORA DO PRAZO Renan R$ UNITÁRIO MRG 20% R$ UNITÁRIO PASSADO CLIENTE MRG R$ UNITÁRIO PASSADO AO CLIENTE VOLUME ANUAL R$ FATURAMENTO ANUAL STATUS OBSERVAÇÕES 4, ,00 RV 7, ,00 R Perdemos para CLC Preço MOTIVO REPROVAÇÃO: PREÇO; PRAZO; PREÇO E PRAZO; NEGOCIAÇÃO FOLLOW-UP

37 Controle do Processo Instâncias de processo

38 Controle do Processo

39 ANÁLISE DOS RESULTADOS

40 Sugestões da Análise Migração do processo de orçamentação de planilha Excel para FOCCOERP Adoção de similaridade para orçamentos não prioritários Eliminação do formulário de Orçamento Papel (SO) Aprovações via ERP (ao invés de papel) Controle via ERP (ao invés de Excel) Racionalização de atividades que não agregam valor (muitas aprovações parciais) Troca da Sistemática de Custeio Todas atendidas!

41 Resultados Implementação em Janeiro de 2013 Customização do layout do orçamento Desenvolvimento Interno Etapas Controle de Processo Atualmente aproximadamente 450 instâncias de processo (Total 2012: 956 instâncias)

42 Resultados Item Antes Depois Revisão de Orçamento Nova Digitação Completa 30 minutos Altera somente necessário 2 minutos

43 Resultados Item Antes Depois Alteração de dados do item orçamento Via TI 2 dias Dono do Processo No momento

44 Resultados Item Antes Depois Atualização de Base de Dados Via TI Quadrim Dono do Processo Semanal e Mensal

45 Resultados Item Antes Depois Fluxo do Processo de Orçamento Papel Excel Instância de Processo Banco

46 Resultados Item Antes Depois Relatório de Margens Via TI 30 dias Dono do Processo 30 minutos

47 Resultados Item Antes Depois Orçado x Realizado Orçado UEP e ABC Realizado Absorção Orçado Absorção Orçado Absorção

48 Recursos Focco ERP -> Oracle Visual Studio (C#) Bizagi Consultorias Otimiza MAC / mmhg Silva e Lazaron

49 Agradecimentos SULMAQ MICROFUSÃO SOLUÇÕES EM APLICAÇÕES COM MICROFUSÃO SOLUTIONS WITH INVESTMENT CASTING APPLICATION José Luís de Freitas Gerente de TI Guaporé RS

ÍNDICE. Aplicativos TOTVS Smart Analytics. Comercial. Controladoria. Financeiro. Materiais. Produção. Recursos Humanos

ÍNDICE. Aplicativos TOTVS Smart Analytics. Comercial. Controladoria. Financeiro. Materiais. Produção. Recursos Humanos ÍNDICE Aplicativos TOTVS Smart Analytics 03 Controladoria 07 Financeiro 10 Materiais 11 Produção 15 Recursos Humanos 18 App Avaliação de Crédito Vl Limite Crédito Vl Limite Crédito Disponível Indica o

Leia mais

Guia de Recursos e Funcionalidades

Guia de Recursos e Funcionalidades Guia de Recursos e Funcionalidades Sobre o Treasy O Treasy é uma solução completa para Planejamento e Controladoria, com o melhor custo x benefício do mercado. Confira alguns dos recursos disponíveis para

Leia mais

Caderno de Encargos de Ferramental

Caderno de Encargos de Ferramental Caderno de Encargos de Ferramental TEV-MM-TLL 09.2009 Página 1 de 11 Índice 1. Objetivo 3 2. Procedimento 3 3. Escopo 3 4. Condições 4 5. Custos 4 6. Protótipo da ferramenta 4 7. Construção da ferramenta

Leia mais

Tecnonews Fev-2012. 4. Webmeetings programados: Inteligência Competitiva em Vendas, Gestão Estratégica de Custos, Otimizador de Mix de Vendas;

Tecnonews Fev-2012. 4. Webmeetings programados: Inteligência Competitiva em Vendas, Gestão Estratégica de Custos, Otimizador de Mix de Vendas; Tecnonews Fev-2012 1. Artigo - RKW X UEP : Comprovação matemática de como o modelo tradicional de custeio (RKW, método utilizado pelos ERP s) induz sua empresa a perder resultado sem que seja possível

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA PRODUÇÃO E SUPRIMENTOS ÁREA FISCAL

Leia mais

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP

Sistema de gestão. Sistema de Gestão ERP Sistema de gestão ERP Módulo MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. COMERCIAL ADMINISTRATIVA FINANCEIRA PEDIDOS EXPORTAÇÃO CONTAS A RECEBER TELEMARKETING

Leia mais

Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL

Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL DISCIPLINA Aplicações de Sistemas de Prof. Wagner Däumichen Barrella Aplicações de Sistemas de Vínculo Administração-Tecnologia Administração e Tecnologia Revolução

Leia mais

Sistema de gestão ERP. erp

Sistema de gestão ERP. erp Sistema de gestão ERP erp Módulos e Clientes Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. erp área comercial área administrativa financeira área produção e suprimentos área

Leia mais

GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA NA INDÚSTRIA

GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA NA INDÚSTRIA GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA NA INDÚSTRIA Sobre o curso: O curso apresentará como controlar e adequar a estrutura de custos e preços de venda, apresentando ferramentas, modelos, instrumentos

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 2. Finanças 2.1 Orçamento anual integrado Objetivo: Melhorar

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

MANUAL FORNECEDORES. Santo Ângelo (RS) 16/09/2015 REV.02

MANUAL FORNECEDORES. Santo Ângelo (RS) 16/09/2015 REV.02 Santo Ângelo (RS) 16/09/2015 REV.02 MANUAL FORNECEDORES A Fundimisa Fundição e Usinagem Ltda pretende com este Manual aprimorar a relação com seus fornecedores e padronizar informações entre as partes.

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

QUEM SOMOS? O QUE FAZEMOS? A REALIDADE ATUAL DOS NEGÓCIOS: ONTEM: Custo+ Lucro= Preço de Venda. HOJE: Preço de venda= Custo+ Lucro

QUEM SOMOS? O QUE FAZEMOS? A REALIDADE ATUAL DOS NEGÓCIOS: ONTEM: Custo+ Lucro= Preço de Venda. HOJE: Preço de venda= Custo+ Lucro A REALIDADE ATUAL DOS NEGÓCIOS: QUEM SOMOS? O QUE FAZEMOS? ONTEM: Custo+ Lucro= Preço de Venda HOJE: Preço de venda= Custo+ Lucro Somos uma empresa especializada em consultoria de FÁBRICA e CUSTOS. QUEM

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Noções de Engenharia de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Noções de Engenharia de Produção Curso de Engenharia de Produção Noções de Engenharia de Produção - Era mercantilista: Receita (-) Custo das mercadorias vendidas (comprada de artesãos) = Lucro Bruto (-) Despesas = Lucro Líquido - Empresas

Leia mais

Introdução ao Sistema ERP

Introdução ao Sistema ERP Introdução ao Sistema ERP Parte 1- Introdução ao ERP - Benefícios básicos de um sistema ERP - Dificuldades de implantação - ERP e a realidade da pequena empresa brasileira Parte 2 Sistema Genesis-ERP da

Leia mais

Software para Gerenciamento de Sistemas de Gestão

Software para Gerenciamento de Sistemas de Gestão Software para Gerenciamento de Sistemas de Gestão Sabemos que implementar e monitorar um Sistema de Gestão é um grande desafio, pois temos que planejar, controlar e verificar muitos registros, papéis,

Leia mais

O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros.

O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros. 7 Conclusão O último capítulo desta dissertação visa tecer conclusões a respeito do trabalho e sugerir algumas recomendações para estudos futuros. A presente dissertação, conforme exposto no Capítulo 1,

Leia mais

Manual da Qualidade Fornecedores 2007

Manual da Qualidade Fornecedores 2007 Manual da Qualidade Fornecedores 2007 www.metalurgicanunes.com.br 2 ÍNDICE 01 Introdução. 3 02 Filosofia da Qualidade 3 03 Políticas da Metalúrgica Nunes 4 04 Requisitos de Qualidade para fornecimento

Leia mais

Sistema de gestão ERP. erp

Sistema de gestão ERP. erp Sistema de gestão ERP erp Módulos e Clientes Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. erp área comercial área administrativa financeira área produção e suprimentos área

Leia mais

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO SELECIONA: Farmacêutico Descrição: Para responder tecnicamente pela distribuição dos medicamentos, auxiliar os representantes nas orientações necessárias, auxiliar os clientes, fornecer treinamentos quanto

Leia mais

Caso de uma Central de distribuição

Caso de uma Central de distribuição Max-Prod SIMULADORES DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DE ALTA PERFORMANCE OTIMIZAÇÃO NO SEQUENCIAMENTO DE OP S E CARGA DE MÁQUINAS OTIMIZAÇÃO NA ESCOLHA DE MATERIAS DE PRODUTOS E COMPONENTES OTIMIZAÇÃO NA

Leia mais

ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO

ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO Materiais e estoques ORÇAMENTO DE MATERIAIS E ESTOQUES É a segunda etapa do processo Orçamentário, é orçamentação dos gastos determinados pelos volume de produção pretendidos e os

Leia mais

Sistema para Gestão de Empreendimentos SGE. Módulo de Gestão de Custos -1-

Sistema para Gestão de Empreendimentos SGE. Módulo de Gestão de Custos -1- Módulo de Gestão de Custos -1- A crescente necessidade das empresas, em melhorar o desempenho dos seus projetos, leva automaticamente a uma melhor gestão dos processos de Controle de Custo. O vem para

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS INTHEGRA TALENTOS HUMANOS OPORTUNIDADES DE TRABALHO Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br RUA GENERAL OSORIO, 97 FUNDINHO 34-3234-6400 Analista Contábil (ITH 3173): Cursando Superior em Ciências

Leia mais

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY A DEAK Sistemas define como Treinamentos Básicos In Company a apresentação dos diversos módulos que compõem o ERP aos usuários. O Objetivo é apresentar cada módulo do ERP através de suas telas, campos

Leia mais

INTERRUPTORES E SENSORES AUTOMOTIVOS

INTERRUPTORES E SENSORES AUTOMOTIVOS INTERRUPTORES E SENSORES AUTOMOTIVOS Fundada em 1970, a 3RHO Interruptores Automotivos tem como principal objetivo, atender o mercado de reposição (Aftermarket), oferecendo aos seus clientes produtos com

Leia mais

Sistema de gestão ERP. Sistema de Gestão GESTÃO RASTREABILIDADE RESULTADO

Sistema de gestão ERP. Sistema de Gestão GESTÃO RASTREABILIDADE RESULTADO Sistema de gestão ERP GESTÃO RASTREABILIDADE RESULTADO MÓDULOS E CLIENTES Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. ÁREA COMERCIAL ÁREA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA ÁREA

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS Pedro Schubert

SISTEMAS INTEGRADOS Pedro Schubert SISTEMAS INTEGRADOS Pedro Schubert Vamos abordar os tópicos para a implantação da contabilidade moderna nas empresas. A contabilidade é legalmente utilizada nas empresas para atender aos enfoques legal

Leia mais

Custos Logísticos. Não basta somente realizar tarefas, é preciso ser assertivo.

Custos Logísticos. Não basta somente realizar tarefas, é preciso ser assertivo. É todo custo gerado por operações logística em uma empresa, visando atender as necessidades dos clientes de qualidade custo e principalmente prazo. Não basta somente realizar tarefas, é preciso ser assertivo.

Leia mais

Conteúdo programático: Formação Gestão de Materiais

Conteúdo programático: Formação Gestão de Materiais Conteúdo programático: Formação Gestão de Materiais Informações gerais Família de Gestão: Gestão de Materiais Carga Horária: 172 horas (96 horas presencial + 76 horas e-learning) Objetivo: Proporcionar

Leia mais

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software NeXT ERP Manual do usuário Resumo das principais funcionalidades Dezembro/2009 NeXT Software Página 1 de 33 Índice Iniciando NeXT ERP...3 Tela inicial...3 Interface padrão do NeXT ERP...3 Interface - Cadastro

Leia mais

TREINAMENTO E SUPORTE ONLINE SEM CUSTO CONTRATAÇÃO POR MÓDULOS

TREINAMENTO E SUPORTE ONLINE SEM CUSTO CONTRATAÇÃO POR MÓDULOS Gestão de Pessoas OTIMIZA O ATENDIMENTO ÀS NORMAS ISO, ONA, OHSAS, TS, AS, PBQP-h, ABNT, NR, ANVISA, entre outras, além de se adaptar aos requisitos internos da empresa. TREINAMENTO E SUPORTE ONLINE SEM

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES

MANUAL DA QUALIDADE DE FORNECEDORES MANUAL DA QUALIDADE DE DOALPLASTIC INDUSTRIA E COMÉRCIO LTDA. MATRIZ: AVENIDA DIRCEU DIAS CARNEIRO, 151 DISTRITO INDUSTRIAL II - CEP 13457-198 SANTA BÁRBARA D' OESTE - SP - BRASIL FILIAL: AVENIDA MAESTRO

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br PEDIDO ARQUIVO > VENDAS > PEDIDO REALIZAÇÃO E IMPRESSÃO PEDIDOS SOLICITADOS POR CLIENTES. 1. S PRINCIPAIS: a) SAIR: Sai da tela; b) LIMPAR TELA: Limpa a tela para realizar um novo pedido; c) SALVAR: Salva

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL CLIENTES DIVERSOS

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL CLIENTES DIVERSOS 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística dos de recebimento, armazenagem e expedição. 2. REGRAS/CONSIDERAÇÕES GERAIS

Leia mais

Informe afill Tecnologia. afill Export

Informe afill Tecnologia. afill Export Informe afill Tecnologia afill Export 1 Objetivo Prezado(a), O objetivo e demonstrar de forma simples as funcionalidades que compõe a personalização de controle de exportação utilizando o módulo de Faturamento

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!!

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!! INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!! Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br OPERADORA DE CAIXA (Loja) - ITH 3390: Ensino Médio Completo Informática: Word e Excel Atividades: Operar caixa,

Leia mais

Apresentação... 1. 1.Cadastrar Produto... 2. 2.Realizar Pedido de Venda... 8. 3.Montar Carga... 10. 4.Separar Pedido... 21

Apresentação... 1. 1.Cadastrar Produto... 2. 2.Realizar Pedido de Venda... 8. 3.Montar Carga... 10. 4.Separar Pedido... 21 Sumário Apresentação... 1 1.Cadastrar Produto... 2 2.Realizar Pedido de Venda... 8 3.Montar Carga... 10 4.Separar Pedido... 21 5.Alterar quantidade de produtos frios... 23... 30 Apresentação Este tutorial

Leia mais

O custeio ABC e sua utilização para estudar o preço de venda de produtos em uma empresa alimentícia e outra de bem durável na cidade de Uberlândia

O custeio ABC e sua utilização para estudar o preço de venda de produtos em uma empresa alimentícia e outra de bem durável na cidade de Uberlândia O custeio ABC e sua utilização para estudar o preço de venda de produtos em uma empresa alimentícia e outra de bem durável na cidade de Uberlândia Elaine Gomes Assis (UNIMINAS) elainega@uniminas.br Luciane

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão de Manufatura

Sistema Integrado de Gestão de Manufatura O Conceito Competitiva. Rentável. Produtiva. Não é assim que você quer ver a sua empresa? Nós também. A SIGMA SERVICES sabe que o sucesso da sua empresa depende basicamente das decisões que você toma e

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Processo: Vender Produto

Processo: Vender Produto Pág. 1/5 Nome da Empresa Cliente: Acme Computadores Responsável Cliente: Dono do Projeto Consultor: Nome Consultor Data: Nome do Projeto: Processo de Venda de Produtos Entrevistados Perfil Consultores

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

Agenda. 1. Empresa; 4. Quick Wins. 2. BPM Unicasa; 3. Projetos em Andamento;

Agenda. 1. Empresa; 4. Quick Wins. 2. BPM Unicasa; 3. Projetos em Andamento; BPM Agenda 1. Empresa; 2. BPM Unicasa; 3. Projetos em Andamento; 4. Quick Wins. Empresa Empresa 832 Lojas Exclusivas; 3.684 PDVs; Exporta para 13 países; 6 Lojas Próprias: **5 SP - - - - 1 Manaus**; 1.050

Leia mais

Sistema de gestão ERP. erp mcm

Sistema de gestão ERP. erp mcm Sistema de gestão ERP Sistema de gestão ERP Módulos Clientes Módulos e Clientes Os módulos podem ser adquiridos separadamente, conforme a sua necessidade. área comercial área administrativa financeira

Leia mais

ORÇAMENTO ESTÁTICO x ORÇAMENTO FLEXÍVEL ORÇAMENTO

ORÇAMENTO ESTÁTICO x ORÇAMENTO FLEXÍVEL ORÇAMENTO ORÇAMENTO ESTÁTICO x ORÇAMENTO FLEXÍVEL ORÇAMENTO É a etapa do processo do planejamento estratégico em que se estima (projeta) e determina a melhor relação entre resultados e despesas para atender às necessidades

Leia mais

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP COMO PROCEDER PARA FAZER BACKUP S

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP COMO PROCEDER PARA FAZER BACKUP S CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP Atualmente, a DpComp, visando ampliar a capacidade corporativa de seus clientes, acompanha a evolução tecnológica e trabalha hoje com o banco de dados MySQL, um dos bancos

Leia mais

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais.

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais. Fenícia Gestão ERP Introdução O FENÍCIA GESTÃO ERP é uma solução integrada, personalizável, de gerenciamento corporativo, que se destaca pela sua robustez aliada ao alto grau de tecnologia e conhecimento

Leia mais

Programa de Remuneração Variável 2015

Programa de Remuneração Variável 2015 Programa de Remuneração Variável 2015 APRESENTAÇÃO A Remuneração Variável é parte representativa nas práticas de gestão de pessoas. O modelo tradicional de pagamento através de salário fixo, tornou-se

Leia mais

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING Historico / Conceito Lean : década de 80 James Womack (MIT) Projeto de pesquisa: fabricantes de motores automotivos; ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II Lean Production é um programa corporativo composto por

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Estoque...2 Controlando a Garantia - Honda Motocicletas...2 Controlando a Boutique...6 Entrada de Peças no Estoque...7 Entrada de Mercadorias...7 Importação do Faturamento

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Conteúdo programático: Formação Controladoria

Conteúdo programático: Formação Controladoria Conteúdo programático: Formação Controladoria Informações gerais Família de Gestão: Controladoria Carga Horária: 172 horas (96 horas presencial + 76 horas e-learning) Objetivo: Proporcionar ao mercado

Leia mais

Análise e Avaliação Financeira de Investimentos

Análise e Avaliação Financeira de Investimentos 1 Análise e Avaliação Financeira de Investimentos O objetivo desse tópico é apresentar uma das metodologias de análise e avaliação financeira de investimentos. A análise de investimentos depende do ramo

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro 2005

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro 2005 OCUPAÇÃO 0 5 DESCRITIVO TÉCNICO MECÂNICO - CAD DESENHO Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro 2005 A Comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina,

Leia mais

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Envio de Boleto Automático

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Envio de Boleto Automático CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Envio de Boleto Automático Objetivo do projeto Gerar boletos automaticamente a partir da console de notas fiscais de saída eletrônicas. Escopo Este projeto englobará os requisitos

Leia mais

Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office

Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office Gestão e-commerce São 3 cenários possíveis: 1º SIGNUS ERP Back-office integrado a sua loja virtual 2º SIGNUS B2B e-commerce on-line 3º SIGNUS B2C e-commerce on-line Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office Integração

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 21/05/2013. 1 Semestre de 2013

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 21/05/2013. 1 Semestre de 2013 Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 21/05/2013 1 Semestre de 2013 1. Por favor, respondam o teste (4 perguntas) do site http://inspiira.org/ 2. Enviem seus resultados para o meu e-mail Possíveis

Leia mais

Prova de Valor (SIB) Instruções e exemplos para o planejamento e especificação

Prova de Valor (SIB) Instruções e exemplos para o planejamento e especificação Prova de Valor (SIB) Instruções e exemplos para o planejamento e especificação 1. CLIENTE Neste item serão fornecidas informações gerais sobre o cliente, tais como, nome, setor de atuação, local e período

Leia mais

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor.

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Módulo 6 Módulo 6 Desenvolvimento do projeto com foco no negócio BPM, Análise e desenvolvimento, Benefícios, Detalhamento da metodologia de modelagem do fluxo de trabalho EPMA. Todos os direitos de cópia

Leia mais

Sequência de apresentação Módulos Egis

Sequência de apresentação Módulos Egis Sequência de apresentação Módulos Egis GBS Egis Cadastramento Geral Administração do Sistema Parametrização Arquivos Magnéticos Workflow Financeiro Contas a pagar Contas a receber Gestão de Caixa Contabilidade

Leia mais

especificamente para facilitar o trabalho de escritórios contábeis e/ou consultorias tributárias, auxiliando na escolha da melhor forma de tributação

especificamente para facilitar o trabalho de escritórios contábeis e/ou consultorias tributárias, auxiliando na escolha da melhor forma de tributação Programa desenvolvido especificamente para facilitar o trabalho de escritórios contábeis e/ou consultorias tributárias, auxiliando na escolha da melhor forma de tributação (Simples/Presumido/Real) para

Leia mais

FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS - FMU PROJETO INTEGRADO II

FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS - FMU PROJETO INTEGRADO II FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS - FMU PROJETO INTEGRADO II Termo de Abertura do Projeto Danilo Silva Francilaine Florencio Renan Rodrigues Ricardo Issao Kitahara Aluno da FMU - Centro das Faculdades Metropolitanas

Leia mais

INÍCIO. Definição da Operação de Entrada ou Saída. Cadastro do Tipo de Movimento. Gera Financeiro? Vai Contabilizar? Vai ter Centros de Custos?

INÍCIO. Definição da Operação de Entrada ou Saída. Cadastro do Tipo de Movimento. Gera Financeiro? Vai Contabilizar? Vai ter Centros de Custos? INÍCIO Toda Operação a Ser Criada ou Modificada no Atak Precisa Ser Registrada no Suporte do Atak Redmine. Definição da Operação de Entrada ou Saída Cadastro do Tipo de Movimento Contabilidade Cria o Movimento

Leia mais

relatórios do sistema http://www.luminait.com.br Lumina@LuminaIT.com.br +55 11 3996 4275

relatórios do sistema http://www.luminait.com.br Lumina@LuminaIT.com.br +55 11 3996 4275 relatórios do sistema RELATÓRIOS DO SISTEMA Antes de detalharmos alguns dos relatórios do sistema, vale lembrar que o Lumina ERP trabalha com quatro visões da WBS (EAP). A partir destas visões nascem as

Leia mais

Gerenciamento da Construção Civil

Gerenciamento da Construção Civil Gerenciamento da Construção Civil FSP - Faculdade Sudoeste Paulista Departamento. Engenharia Civil ENGª. M.Sc. Ana Lúcia de Oliveira Daré Ref.:Orçamento: BDI Benefícios e Despesas Indiretas BDI Benefícios

Leia mais

Vitória, 22 de Julho de 2014.

Vitória, 22 de Julho de 2014. Vitória, 22 de Julho de 2014. A Selecta, empresa de Recrutamento e Seleção, divulga as vagas de emprego em aberto, com destaque para: Analista de Dados, Analista de Desenvolvimento, Enfermeiro (a) do Trabalho;

Leia mais

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

Relatório de Auditoria Dinatec Industria e Comercio Ltda

Relatório de Auditoria Dinatec Industria e Comercio Ltda Dinatec Industria e Comercio Ltda Autor do relatório Francois Andre Martinot Data de Inicio da Auditoria 04/03/2011 Introdução Relatório de Auditoria Este relatório foi compilado por Francois Andre Martinot

Leia mais

NOTA FISCAL PAULISTA PHOENIX

NOTA FISCAL PAULISTA PHOENIX NOTA FISCAL PAULISTA PHOENIX ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 INSTRUÇÕES INICIAIS... 3 CADASTROS... 4 CADASTRO DAS EMPRESAS... 4 CADASTRO DOS CLIENTES... 4 CADASTRO DE SOFTWARE HOUSE... 5 Histórico de Versão do

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ERP NO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO E-COMMERCE

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ERP NO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO E-COMMERCE A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ERP NO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES Gerente de Produtos e-commerce na Millennium Network. Professor no Grupo CETEC (ETEP, BILAC, FAATESP e IBTA). Especialista

Leia mais

Manual Módulo de Custos

Manual Módulo de Custos Manual Módulo de Custos Emissão: 24/01/2014 Revisão: 20/05/2015 Revisado por: Juliana shp group 1 Alameda dos Jurupis, 452 Cj 73 Moema Conteúdo Introdução...... 3 I - TIPOS DE CUSTOS QUE O ERP JAD POSSUI.......

Leia mais

PriceOne Consultoria Empresarial

PriceOne Consultoria Empresarial PriceOne Consultoria Empresarial A PriceOne desenvolveu o primeiro sistema de gerenciamento comercial e pricing para empresas de outsourcing no segmento de CALL CENTER e CONTACT CENTER e é especializada

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP. PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk

Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP. PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk 1 Conteúdo Introdução:... 3 CAMINHO:... 4 Inclusão e inicio do PEDIDO DE VENDAS... 5 DETALHES

Leia mais

NF-e (Sefaz) Contabilidade

NF-e (Sefaz) Contabilidade EDI Programas de Produção Custos / Preços Gestão de Contratos Orçamentos Comerciais Contas a Receber Gestão de Vendas Força de Vendas Pocket PC Controle de Estoques Escrita Fiscal Representantes / Vendedores

Leia mais

Gerenciamento de Processos de Negócio

Gerenciamento de Processos de Negócio Gestão por Processos By Alan Lopes +55 22-99202-0433 alopes.campos@mail.com http://prof-alan-lopes.weebly.com Gerenciamento de Processos de Negócio - Conceitos e fundamentos - Modelagem de processo - Análise

Leia mais

Loja: www.equipanet.com.br

Loja: www.equipanet.com.br (17)3237-1146 9 9722-5456 9 9269-2590 9 8183-5612 SKYPE: flaviofordelone e-mail: sistemas@fnetwork.com.br Site: www.fnetwork.com.br Loja: www.equipanet.com.br Softwares e equipamentos p/ automação comercial

Leia mais

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Materiais: Controle de Estoque, Compras Gerencia necessidades de compra para reposição de estoque ou para atender à necessidade de um Centro de Custo. Envolve

Leia mais

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA Como tudo começou GIDEONI SILVA CONSULTOR BI & CRM Analista de Sistemas e Green Belt Six Sigma Experiência de 15 anos em projetos executados de Business

Leia mais

Softmatic Sistemas Integrados de Informática

Softmatic Sistemas Integrados de Informática Softmatic Sistemas Integrados de Informática Nota Fiscal Paulista Phoenix Rua Padre Estevão Pernet 215 Tatuapé Manual de Utilização ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 INSTRUÇÕES INICIAIS...3 CADASTROS...4 CADASTRO

Leia mais

Mecânica de acumulação Grau de absorção

Mecânica de acumulação Grau de absorção ADM - 033 ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS - II Prof. Luiz Guilherme Azevedo Mauad, Dr. mauad@unifei.edu.br 2010 Classificação dos sistemas de custeio Característica Mecânica de acumulação Grau de absorção Momento

Leia mais

A Controladoria e a Contabilidade Gerencial na Era da Globalização. apresent19

A Controladoria e a Contabilidade Gerencial na Era da Globalização. apresent19 A Controladoria e a Contabilidade Gerencial na Era da Globalização apresent19 A Globalização e suas Perspectivas Empresa / Ambiente Competitividade globalização Velocidade das Mudanças Gestão Adaptatividade

Leia mais

Solução SGI (ERP) Sistema de Gestão Integrado

Solução SGI (ERP) Sistema de Gestão Integrado 2014 Solução SGI (ERP) Sistema de Gestão Integrado SOLUÇÃO SGI Sistema de Gestão Integrado (ERP), é um sistema WEB voltado para empresas que necessitam controlar e realizar a gestão de seus principais

Leia mais

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil Competência Sistemas para Transportadoras e Soluções Você e sua Empresa em perfeita sintonia Excelência Recursos Tms EXPERIÊNCIA O sistema é composto por módulos que controlam e integram os processos operacionais

Leia mais

Valter Venturelli Controller Zen. www.otm.com.br

Valter Venturelli Controller Zen. www.otm.com.br Valter Venturelli Controller Zen Local: Brusque Santa Catarina Brasil Infraestrutura: 32.000 m² 1.100 empregados (jan.2012) Produção: 20,1 milhões de produtos e componentes (2011) Transformar metais em

Leia mais

GTI Governança de TI

GTI Governança de TI GTI Governança de TI Planejamento, implantação e gerenciamento da Governança de TI Governança de TI FERNANDES & ABREU, cap. 5 1 Implantação empreendimento de longo prazo. Requisitos básicos: Liderança

Leia mais

S E M P R E E.R.P. Sistema de Gestão Empresarial. Angel Brasil Sistemas +55 14 8147-0493 - +55 14 3221-0840. www.angelbrasilsistemas.com.

S E M P R E E.R.P. Sistema de Gestão Empresarial. Angel Brasil Sistemas +55 14 8147-0493 - +55 14 3221-0840. www.angelbrasilsistemas.com. S E M P R E Sistema de Gestão Empresarial E.R.P. +55 14 8147-0493 - +55 14 3221-0840 www.angelbrasilsistemas.com.br O SEMPRE É UM E.R.P. Enterprise Resource Planning Definição de ERP Sistemas Integrados

Leia mais

Como Configurar Tabelas Básicas do OASIS (Informações Básicas)

Como Configurar Tabelas Básicas do OASIS (Informações Básicas) Como Configurar Tabelas Básicas do OASIS (Informações Básicas) O OASIS foi desenvolvido de forma parametrizada para poder atender às diversas particularidades de cada usuário. No OASIS também, foi estabelecido

Leia mais

CATÁLOGO INSTITUCIONAL SET. 2008 CATÁLOGO INSTITUCIONAL MEGAFORT INDUSTRIAL HIDRÁULICA LTDA. CILINDROS HIDRÁULICOS

CATÁLOGO INSTITUCIONAL SET. 2008 CATÁLOGO INSTITUCIONAL MEGAFORT INDUSTRIAL HIDRÁULICA LTDA. CILINDROS HIDRÁULICOS CATÁLOGO INSTITUCIONAL SET. 2008 CATÁLOGO INSTITUCIONAL MEGAFORT INDUSTRIAL HIDRÁULICA LTDA. CILINDROS HIDRÁULICOS Em processo de certificação ISO-9001/2000 A EMPRESA Estamos apresentando a MEGAFORT INDUSTRIAL

Leia mais

Rua Santa Catarina, 338 2º andar Centro - Poços de Caldas MG CEP: 37.701-015 Tel.: (35) 3714-7233 - contato@consultoriaexcelencia.com.

Rua Santa Catarina, 338 2º andar Centro - Poços de Caldas MG CEP: 37.701-015 Tel.: (35) 3714-7233 - contato@consultoriaexcelencia.com. Clientes Excelência APRESENTAÇÃO GERENCIADOR DE RECURSOS FISCAIS O Gerenciador de Recursos Fiscais tem como objetivo gerenciar as Notas Fiscais em XML. Gerenciando desde a busca em algum diretório ou e-mail

Leia mais

Transformação e Otimização de Processos

Transformação e Otimização de Processos Treinamentos em Gestão por Processos Transformação e Otimização de Processos Inovando processos através das melhores práticas em análise e melhoria, simulação e avaliação do retorno do investimento na

Leia mais

GESTÃO DE CUSTOS PARA REDUÇÃO DA INEFICIÊNCIA OPERACIONAL

GESTÃO DE CUSTOS PARA REDUÇÃO DA INEFICIÊNCIA OPERACIONAL GESTÃO DE CUSTOS PARA REDUÇÃO DA INEFICIÊNCIA OPERACIONAL GESTÃO DE CUSTOS PARA REDUÇÃO DA INEFICIÊNCIA OPERACIONAL Não tenho que ser perfeito, mas errar menos que os meus concorrentes. Márcio Rodrigues

Leia mais