ESTÁGIO CURRICULAR I PROJETO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE FUSION ECM SUITE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTÁGIO CURRICULAR I PROJETO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE FUSION ECM SUITE"

Transcrição

1 LUCAS GUSTAVO AMARAL FERNANDES ESTÁGIO CURRICULAR I PROJETO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE FUSION ECM SUITE EMPRESA: NEOMIND SOLUTIONS INFORMÁTICA LTDA. SETOR: DESENVOLVIMENTO SUPERVISOR: REINALDO BESEN ORIENTADOR: GIAN RICARDO BERKENBROK CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGIAS - CCT UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC JOINVILLE SANTA CATARINA - BRASIL NOVEMBRO DE 2011

2 2

3 APROVADO EM / / Gian Ricardo Berkenbrock Dr. em Eng. Eletrônica e Computação Professor Orientador Kariston Pereira Dr. em Eng. e Gestão do Conhecimento Wesley dos Reis Bezerra Mestre Reinaldo Besen Supervisor da Concedente 3

4 CRONOGRAMA FÍSICO E REAL PERÍODO (20 horas) ATIVIDADES Estudo funcional das soluções PR P R P Estudo das tecnologias envolvidas na solução R P Desenvolvimento de melhorias e novas funções R P Auditoria de testes de funções R P Elaboração e aplicação de repasse interno R

5 AGRADECIMENTOS Agradeço à minha família, principalmente minha mãe, por estarem sempre do meu lado. À família Webster que, ajudou a moldar o homem que sou hoje e que, apesar da distância, continuam a me apoiar. Aos meus amigos, pois tenho certeza que sem suas ajudas não chegaria tão longe. Aos professores da UDESC, principalmente meu orientador, Gian Ricardo Berkenbrock, pelos ensinamentos e orientações. À Neomind Solutions, principalmente à equipe de desenvolvimento Willian, Juliano e Kaio e ao gerente Reinaldo. 2

6 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS...4 LISTA DE ABREVIATURAS...5 RESUMO INTRODUÇÃO OBJETIVOS Geral Específicos JUSTIFICATIVA ORGANIZAÇÃO DO ESTUDO A EMPRESA HISTÓRICO Fusion Workflow/BPM Fusion BPA/BI Fusion GED Fusion Capturing Fusion Portal FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ENTERPRISE CONTENT MANAGEMENT ECM JAVA ENTERPRISE EDITION JAVAEE SERVLETS JAVASERVER PAGES HYPERTEXT MARKUP LANGUAGE (HTML) JAVASCRIPT INTERNACIONALIZAÇÃO I18N ATIVIDADES DESENVOLVIDAS ESTUDO FUNCIONAL DA SOLUÇÕES EXISTENTES ESTUDO DAS TECNOLOGIAS UTILIZADAS NO FUSION INTERNACIONALIZAÇÃO DO FUSION AUDITORIA E TESTE CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

7 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Logomarca da Neomind Solutions Ltda Figura 2 - Exemplo de fluxo de trabalho modelado utilizando o Fusion Designer Figura 4 - Exemplo das visões das despesas empenhadas utilizando o Fusion BPA/BI 11 Figura 5 - Exemplo da hierarquia de arquivos e pastas do Fusion GED Figura 6 - Exemplo de documento digitalizado utilizando o Fusion Capturing Figura 7 - Exemplo de uma página na Internet utilizando a o Fusion Portal Figura 8 - Divisão de áreas na Neomind Solutions Figura 9 - Fusion sem textos traduzidos Figura 10 - Código estático no Fusion Figura 11 - Textos substituídos de forma dinâmica Figura 12 - Fusion com os textos traduzidos Figura 13 - Repositório com as traduções Figura 14 - Tradução de texto em código Java Figura 15 - Tradução em código JSP feito com Taglib Figura 16 - Tradução em código JSP feito com método Java Figura 17 - Código do repositório passado diretamente à Taglib Figura 18 - Forma como label é traduzido Figura 19 - Fusion traduzido

8 LISTA DE ABREVIATURAS API BI ECM GED HTML JSP Application Programming Interface Business Intelligence ou Inteligência de negócios. Enterprise Content Management ou Gerenciamento do Conteúdo Empresarial. Gerenciador Eletrônico de Documentos. HyperText Markup Language JavaServer Pages. 5

9 RESUMO Este relatório de estágio descreve as atividades realizadas na empresa Neomind Solution Informática Ltda. referentes à internacionalização da ferramenta Fusion ECM Suite. Para isto, são estudados as tecnologias e soluções utilizadas na empresa como, JavaEE, JSP, JavaScript, ECM, HTML, I18N. Foram descritos exemplos de como essa internacionalização foi realizada, quais as dificuldades foram encontradas e quais ações foram tomadas para superá-las. Estas atividades permitiram alcançar o objetivo geral do período de estágio. 6

10 1. INTRODUÇÃO Este relatório tem como objetivo expor as atividades desenvolvidas no estágio curricular que foi realizado na empresa Neomind Solutions Ltda., na cidade de Joinville - SC, durante o segundo semestre de Empresa esta, que atua na área de automatização e gerenciamento de processos de negócios e de informações para tomada de decisões. O projeto proposto pela empresa envolvida foi o desenvolvimento de melhorias e novas funções para as soluções que compõem o Neomind Fusion ECM Suite, suíte de produtos desenvolvidos pela Neomind, bem como a internacionalização do produto, traduzindo e removendo textos fixos dos códigos que compõem o produto OBJETIVOS Neste capítulo são apresentados os objetivos geral e específicos de relatório Geral O plano do estágio tinha como principal objetivo: atuar na área de desenvolvimento de melhorias e novas funções para as soluções que compõem a suíte de produtos da Neomind e a internacionalização deste Específicos Objetivos mais específicos foram colocados como meta com o desenvolvimento do estágio e cada um dos objetivos está relacionado com uma atividade descrita no plano de estágio: Estudo funcional das soluções existentes como: fluxo de trabalho, gerenciador eletrônico de documentos e formulários eletrônicos; Estudo das tecnologias utilizadas nas soluções como: JAVA EE, JSP, JavaScript, Servlets e Portlets; 7

11 Desenvolvimentos de melhorias e novas funções para o conjunto de ferramentas que compõem o suíte de soluções da Neomind e internacionalização da ferramenta; Realizar auditoria e testes das funções desenvolvidas; Realizar repasse interno dos itens desenvolvidos para as demais pessoas da empresa; 1.2. JUSTIFICATIVA Com o crescimento da Neomind Solutions Informática Ltda. e a projeção internacional obtida nos últimos anos, houve a necessidade de internacionalizar o Fusion ECM Suite, traduzindo-o em diferentes línguas. Dessa forma, todos os textos e etiquetas estáticas da ferramenta devem ser trocadas de acordo com a região ou país onde a ferramenta esteja em uso ORGANIZAÇÃO DO ESTUDO Este relatório de estágio está divido em cinco capítulos: introdução, histórico da empresa, fundamentação teórica, atividades desenvolvidas e as considerações finais. O relatório de estágio tem início com uma introdução da empresa, descrevendo quais são os principais produtos e principais clientes. Em seguida, os principais conceitos das tecnologias utilizados no suíte de aplicações da empresa são apresentados. No próximo capítulo as atividades desenvolvidas, principais dificuldades e exemplos de como as dificuldades foram superadas são apresentadas. Finalizando, as considerações finais do acadêmico sobre o estágio são apresentadas. 8

12 2. A EMPRESA 2.1. HISTÓRICO A Neomind Solutions foi criada em 2006 a partir da iniciativa de seuss sócios que tinham o objetivo de implantar no mercado uma solução inovadora da área de ECM (Enterprise Content Management gerenciamento de conteúdo empresarial). Para isso foi desenvolvido o Neomind Fusion ECM Suite que apresenta diversas soluções para gerenciar documentos, registros, automatizar processos, capturar e armazenar as informações com segurança, proporcionar o gerenciamento de projetos e digitalizar documentos, tendo em vista o auxílio no planejamento estratégico do cliente com tecnologia de qualidade e segurança. Figura 1 - Logomarca da Neomind Solutions Ltda. As soluções da empresa são desenvolvidas em Java EE, principalmente as ferramentas destinadas à Web como: JSP, Servlets, Portlets, entre outras. Também são utilizadas linguagens como HTML e JavaScript. O banco de dados utilizado é o MySQL, garantindo estabilidade, agilidade, praticidade e segurança nas operações técnicas e na administração das empresas clientes PRINCIPAIS PRODUTOS A Neomind oferece uma suíte de produtos. O Neomind Fusion ECM Suite é disponibilizado em diversos módulos que abrangem funções específicas para suprir as necessidades do cliente. Os principais módulos são: Fusion Workflow/BPM, Fusion BPA/BI, Fusion GED, Fusion Capturing e Fusion Portal que, serão descritos nos próximos capítulos (NEOMIND, 2011).

13 Fusion Workflow/BPM O Fusion Workflow/BPM, figura 2, é um produto que cria, simula, executa e otimiza processos de negócios. Esta ferramenta propicia uma fácil interação com as pessoas, documentos, equipamentos e sistemas. O fluxo de trabalho criado através desta ferramenta, torna a organização mais ágil, eficiente e garante o cumprimento de prazos que são estabelecidos por lei e até mesmo, prazos estipulados internamente (NEOMIND, 2011). Figura 2 - Exemplo de fluxo de trabalho modelado utilizando o Fusion Designer Fusion BPA/BI O Fusion BPA/BI, figura4 é uma ferramenta que tem como principal objetivo o fornecimento e criação de informações dos processos da organização. que aumenta a eficácia e a velocidade nas tomadas de decisões. Ele proporciona visualizações dos resultados no nível operacional, tático e estratégico. Ou seja, é possível ter um quadro 10

14 geral da organização em uma interface agradável e, por ela, fazer análises de desempenho e até mesmo buscar soluções ou manter políticas administrativas de resultados positivos (NEOMIND, 2011). Figura 3 - Exemplo das visões das despesas empenhadas utilizando o Fusion BPA/BI Fusion GED O Fusion GED 1, figura 5 é uma ferramenta para gerenciar e integrar as informações contidas em documentos eletrônicos (textos, planilhas, apresentações, etc.) aos sistemas de gestão. Essa ferramenta possibilita a convergência e disponibiliza as informações com segurança na internet (NEOMIND, 2011). 1 Gerenciamento Eletrônico de Documentos 11

15 Figura 4 - Exemplo da hierarquia de arquivos e pastas do Fusion GED Fusion Capturing Esta ferramenta, figura 6, serve para digitalizar documentos físicos. O Fusion Capturing utiliza a tecnologia da linha Ascent, com isso, possibilita a transformação de documentos físicos em documentos digitais. Através de reconhecimento textual, os dados coletados são inseridos diretamente nos sistemas de gerenciamento (NEOMIND, 2011). Figura 5 - Exemplo de documento digitalizado utilizando o Fusion Capturing 12

16 Fusion Portal O Fusion Portal é uma ferramenta para a exibição de páginas web. Ela conecta todos os repositórios de informação da organização e auxilia no trabalho de distribuição. Este produto tem como objetivo aumentar a produtividade no desenvolvimento dos portais da organização, reduzir custo e automatizar os processos de distribuição de conteúdo (NEOMIND, 2011). Figura 6 - Exemplo de uma página na Internet utilizando a o Fusion Portal 2.3. PRINCIPAIS CLIENTES Dentre seus clientes, podemos citar: Procuradoria Geral do Município (PGM) do Rio de Janeiro, Golden Cross, Fundação Banco do Brasil e Grupo Casvig, AMAE - Agência Municipal de Regulação dos Serviços de Água e Esgotos de Joinville/SC, AkzoNobel e Companhia Águas de Joinville. 13

17 2.4. CONSIDERAÇÕES GERAIS A Neomind Solutions é uma empresa de pequeno porte, e hoje conta com cerca de 22 colaboradores dispostos nas áreas de serviços, produto e desenvolvimento, suporte e expedição, comercial, inteligência de mercado e administrativo, conforme pode ser visto na figura 7. Apesar de ser uma empresa nova no mercado, a Neomind possui uma gama considerável de clientes distribuídos em várias regiões do Brasil. Figura 7 - Divisão de áreas na Neomind Solutions 14

18 3. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Este capítulo apresenta os fundamentos teóricos, as tecnologias e principais técnicas utilizados ao decorrer do estágio curricular. São abordados neste capítulo: Enterprise Content Management (ECM), tecnologias Java como, Java Enterprise Edition (JavaEE), Servlets, JavaServer Pages (JSP), internacionalização (i18n) e as linguagens de desenvolvimento para internet utilizadas no decorrer do estágio, HTML e JavaScript ENTERPRISE CONTENT MANAGEMENT - ECM ECM são as estratégias, métodos e ferramentas usadas para capturar, gerenciar, armazenar, preservar e disponibilizar conteúdo e documentos relacionados com processos organizacionais. Essas ferramentas e estratégias permitem o gerenciamento das informações estruturadas de uma organização, seja ela onde estiver [AIIM, 2011]. Segundo Jenkins (2004), para uma empresa obter sucesso, é necessário que ela saiba como utilizar a informação e conteúdo dentro e ao redor da organização e que, sabendo disso, as empresas utilizam o ECM como uma forma de organizar a informação gerada e captada pela empresa. Uma vez implementado o ECM na empresa, essa obtém melhoras significativas de tempo que, posteriormente é revertido em lucro JAVA ENTERPRISE EDITION - JAVAEE O JavaEE é a plataforma de desenvolvimento padrão da indústria, no contexto de computação Java empresarial (Java 2 EE at a Glance, 2011). Essa plataforma, composta dos elementos que constituem o Java Development Kit (JDK) da edição padrão, contém também uma série de bibliotecas que estende suas funcionalidades. Segundo Mukhar (2006), para um desenvolvedor de aplicações empresariais, JavaEE é essencial como eletricidade e água. Com as bibliotecas que essa tecnologia 15

19 disponibiliza, aumenta-se as opções de conexões entre os diferentes tipos de sistemas diferentes em uma empresa SERVLETS A tecnologia de servlets Java provê aos desenvolvedores web mecanismos simples e consistentes para estender as funcionalidades dos servidores web e para acessar sistemas de negócios existentes. Uma servlet pode ser vista com uma applet que roda no servidor. Na verdade, a Application Programming Interface (API) de servlet de Java oferece mecanismos adequados à adaptação, qualquer servidor baseado em requisições e respostas, mas é em aplicações Web que servlets têm sido mais utilizados (RICARTE, 2002). Uma servlet funciona da seguinte forma: ela recebe uma requisição de um cliente, processa essa informação (no servidor) e devolve ao cliente a resposta JAVASERVER PAGES A tecnologia JavaServer Pages (JSP) provê uma maneira simplificada e rápida de criar conteúdo web dinâmico. Essa tecnologia auxilia o desenvolvimento de aplicações que são independentes de servidores e de plataforma (ORACLE, 2010.A). Por ser uma tecnologia Java, os códigos desenvolvidos em JSP, além de poderem usar marcações HyperText Markup Language (HTML) e outras linguagens de desenvolvimento web, também é possível a utilização de Taglibs ( classes Java que são utilizadas na forma de marcações) e trechos de código em Java dentro de marcações próprias chamadas de scriptlets. Essa característica da linguagem JSP possibilita a reutilização de métodos e classes desenvolvidas em projetos Java. Dentro dessa scriptlet é possível: declarar variáveis, escrever expressões, fórmulas, laços de repetição, etc. (SUN, 2002). 16

20 3.5. HYPERTEXT MARKUP LANGUAGE (HTML) HTML é uma linguagem para especificar a estrutura de documentos eletrônicos acessados por programas de navegação da World Wide Web [WHAT IS HTML, 2011]. O princípio dessa linguagem é se preocupar com a estrutura e não com a aparência, tornando-a reutilizável e deixando para o navegador do cliente a interpretação das imagens e aparência das páginas JAVASCRIPT JavaScript é a linguagem de programação da web mais utilizada; a grande maioria das páginas modernas usam essa tecnologia e todos os navegadores da Internet nos computadores de mesa, consoles de jogos, tablets, e smart phones incluem interpretadores JavaScript, tornando-a a linguagem de programação mais ubíqua da história (FLANAGAN, 2011). Essa linguagem funciona como pequenos programas que são carregados na máquina do usuário e que executam ações em uma página HTML INTERNACIONALIZAÇÃO I18N Segundo ORACLE (2011B), a internacionalização, i18n, é o processo de modelar uma aplicação de forma que essa possa ser adaptada para vários idiomas e regiões sem que exista a necessidade de grandes mudanças no código. O processo de tradução e adaptação do software a uma determinada região é chamado de localização e pode ser abreviado como l10n. Um programa internacionalizado possui as seguintes características (ORACLE, 2011B): Com a adição dos dados da localização, o mesmo executável pode ser rodado em todo o mundo; Elementos textuais, como mensagens de estado e as etiquetas do GUI não estão codificadas como frases estáticas no programa. Ao invés disso, elas estão armazenadas fora do código fonte e são recuperadas dinamicamente; Suporta novas línguas sem requerer compilação; 17

21 Dados dependentes da cultura, como datas e moeda, aparecem no formato da região e língua do usuário; Pode ser localizado rapidamente. 18

22 4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Neste capítulo são apresentadas as atividades que foram desenvolvidas durante o período de estágio na empresa Neomind Solution, são estas: estudo funcional das soluções existentes, estudo das tecnologias utilizadas nas soluções, desenvolvimento de melhorias e novas funções, auditoria e teste das funções desenvolvidas repasse interno dos itens ao supervisor ESTUDO FUNCIONAL DA SOLUÇÕES EXISTENTES Nos primeiros dias do estágio, após o período de ambientação e configuração de ambiente, foram estudados os vários conceitos das soluções que o suíte do Fusion utiliza. Os conceitos de fluxo de trabalho, inteligência de negócio, gerenciamento de processos de negócio, gerenciamento eletrônico de arquivos, enfim, alguns dos componentes de ECM que o Fusion implementa em suas soluções foram estudados. Além disso, o conceito de formulários eletrônicos dinâmicos que, é um dos principais focos da ferramenta foi abordado durante o processo de familiarização das ferramentas. A primeira tarefa designada, foi avaliar as vídeo-aulas feitas para ensinar os clientes a utilizarem a ferramenta. Nessa tarefa foi possível muito um melhor entendimento sobre o sistema a ser adaptado. Ao final, um relatório dos pontos fracos e melhorias foi entregue ao supervisor ESTUDO DAS TECNOLOGIAS UTILIZADAS NO FUSION Nesta etapa do estágio, foram estudadas as principais tecnologias que são utilizadas para implementar o Fusion. Foram revistos os conceitos de Java, HTML e JavaScript, além disso, foi necessário o estudo de novas linguagens como JSP e novos conceitos como servlets e portlets. Por orientação do supervisor, a questão de banco de 19

23 dados foi vista superficialmente, pois o Fusion utiliza o arcabouço chamado Hibernate para persistir os dados INTERNACIONALIZAÇÃO DO FUSION Como estratégia para o futuro da Neomind, foi decidido que a ferramenta deveria funcionar em várias línguas diferentes e recentemente, a empresa fechou contrato com um cliente que exige que a ferramenta esteja em inglês. Por estes motivos, se faz necessária a tradução de todo o projeto do Fusion. Para realizar tal tarefa, foi desenvolvida uma biblioteca Java com métodos que fazem a tradução de códigos em frases. Esses códigos e frases estão em um repositório e toda vez que o método de tradução é chamado passando um código, é retornado a frase correspondente que está no repositório. Essa biblioteca já estava implementada. A tarefa designada foi a de substituir as etiquetas e mensagens de estado. Textos que podem aparecer ao usuário serão adaptados para uma chamada da função que consultará no repositório de códigos os textos correspondentes. A figura 8 ilustra como era uma tela antes da tradução. O trecho de código da figura 9 ilustra o texto estático. A substituição dos textos pelas funções dinâmicas, são apresentados na figura 10. Na figura 11 são demonstradas como ficaram os textos traduzidos no navegador. Cada vez que um código é recuperado do repositório de tradução, é adicionado a ele um código (##) para ter certeza da tradução e para verificar quais as etiquetas ainda não haviam sido traduzidas. A figura 12 ilustra o repositório com as traduções. 20

24 Figura 8 - Fusion sem textos traduzidos Figura 9 - Código estático no Fusion Figura 10 - Textos substituídos de forma dinâmica 21

25 Figura 11 - Fusion com os textos traduzidos Figura 12 - Repositório com as traduções O processo escolhido para traduzir a ferramenta foi o seguinte: fazer testes de tela; utilizando as funcionalidades do Fusion para encontrar textos ainda não traduzidos; ao encontra-los, abrir o código fonte correspondente e traduzi-lo por completo; após esta etapa, abrir cada código JSP e traduzir os textos ainda não traduzidos; e repetir o processo para os códigos Java. Existem duas maneiras de traduzir os textos no Fusion: utilizando a biblioteca Java ou as Taglibs caso o texto esteja dentro de um JSP. A figura 13 mostra um texto no código Java que necessita de tradução. 22

26 Figura 13 - Tradução de texto em código Java Dentro de códigos JSP, podem ser utilizadas funções da Taglib ou o método da biblioteca do i18n Java dentro de um Scriptlet. As figuras 14 e 15 demonstram exemplos de uma tradução com Taglib e com Scriptlet respectivamente. Figura 14 - Tradução em código JSP feito com Taglib Figura 15 - Tradução em código JSP feito com método Java 23

27 Algumas Taglibs possuem etiquetas que devem ser traduzidas internamente, por isso, devem ser passados os códigos diretamente como parâmetros. A figura 16 mostra como isso ocorre e a figura 17, como esse código é traduzido. O que ocorre é que dentro da definição da Taglib o atributo label é traduzido chamando a função da biblioteca Java. Figura 16 - Código do repositório passado diretamente à Taglib Figura 17 - Forma como label é traduzido A figura 18 mostra o resultado final da área de trabalho do Fusion completamente traduzida. 24

28 Figura 18 - Fusion traduzido A maior dificuldade encontrada na internacionalização do Fusion foi encontrar algumas etiquetas. Porque as páginas são dinamicamente montadas com JSP. A tarefa de tradução das etiquetas e textos estáticos demanda muito tempo. Por este motivo, durante o período de estágio, somente foi possível a realização dessa melhoria na ferramenta AUDITORIA E TESTE A realização da tarefa de internacionalização obtinha resultados frequentes. E para verificar as traduções, o período de testes do Fusion foi praticamente o mesmo do período de desenvolvimento, pois o projeto apresenta em torno de dois mil arquivos de códigos-fonte potencialmente afetados pela internacionalização. Dessa forma, o desenvolvimento, os testes e a auditoria eram atividades concorrentes. 25

29 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS Este relatório apresentou as atividades desenvolvidas durante o período em que se realizou o estágio na empresa Neomind Solutions Ltda. O principal objetivo foi de desenvolver melhorias e novas funções, bem como a internacionalização do conjunto de programas que compõem o portfólio da empresa. Para tal, foram estudadas as seguintes tecnologias: Java EE, JSP, JavaScript, Servlets, Portlets, HTML e o I18N que, é padrão de internacionalização utilizado pelas ferramentas. As atividades desenvolvidas durante o período de trabalho foram: estudo funcional das soluções existentes, estudo das tecnologias aplicados na ferramenta e a internacionalização desta, utilizando o formato I18N. De forma que foram substituídos os textos em português que estavam no código de forma fixa, para o código a ser comparado com o repositório de traduções. Após a tradução, foram feitos testes para verificar se as alterações ocorreram de forma desejada. O período de estágio complementou a formação acadêmica, pois foi possível colocar em prática o aprendizado obtido na universidade. Em adição, contatos com outros profissionais foram feitos. 26

30 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS NEOMIND Solutions. Disponível em: <http://www.neomind.com.br/>. Acesso em: 03/10/2011. AIIM - ASSOCIATION FOR INFORMATION AND IMAGE MANAGEMENT. What is ECM Enterprise Content Management. Disponível em: <http://www.aiim.org/what-is-ecm-enterprise-content-management>. Acesso em: 03/10/2011. JENKINS, Tom. Enterprise Content Management Open Text Corporation. Waterloo, Canadá. Disponível em: < 20Trilogy/Book%202%20-%20ECM%20Trilogy%20-%20Technology.pdf>. Acesso em: 02/10/2011. JAVA 2 EE AT A GLANCE. Disponível em <http://www.oracle.com/technetwork/ java/javaee/overview/index.html>. Acesso em outubro MUKHAR, K. et al. Beginning Java EE 5: from novice to professional. Apress: Nova Iorque, EUA. RICARTE, I. L. M. Introdução a Servlets. Disponível em:< Acesso em: 29/09/2011. ORACLE (A). JavaServer Pages Technology. Disponível em <http://www.orac le.com/technetwork/java/javaee/jsp/index.html>, Acesso em: 04/10/2011. SUN MYCROSYSTEMS. Scriptlets. Disponível em:< jsp/tags/12/syntaxref127.html>, Acesso em: 03/10/

31 WHAT IS HTML. Disponível em < Acesso em: 05/10/2011. FLANAGAN, D. JavaScript: the Definitive Guide. O Reilly Media, ORACLE (B). Lesson: Introduction. Disponível em < se/tutorial/i18n/intro/index.html>, Acesso em: 05/10/

Introdução a Servlets

Introdução a Servlets Linguagem de Programação para Web Introdução a Servlets Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando o Java. Apresentaremos nesta aula os

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES Alexandre Egleilton Araújo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil araujo.ale01@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

157.78 9.467.2 568.036.8

157.78 9.467.2 568.036.8 class Sisloc { class Sisloc { Nos últimos anos, o mundo tem passado por profundas e aceleradas transformações sociais, econômicas e culturais influenciadas, principalmente, pelas conseqüências da globalização

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I e II

ESTÁGIO CURRICULAR I e II DAINA PEREIRA DE SOUZA ESTÁGIO CURRICULAR I e II PROJETO FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL: IMPLEMENTAÇÃO DE NOVAS FUNCIONALIDADES NO SOFTWARE FUSION CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGIAS

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb TiposdeSites ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br TiposdeSites Índice 1 Sites... 2 2 Tipos de Sites... 2 a) Site

Leia mais

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2 ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 Definição de uma tecnologia de implementação e do repositório de dados para a criação da ferramenta

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

GED / ECM / EIM. Gerenciamento Eletrônico de Documentos ou Gestão Eletrônica de Documentos. Por: Marcelo Vasconcelos Fatudo

GED / ECM / EIM. Gerenciamento Eletrônico de Documentos ou Gestão Eletrônica de Documentos. Por: Marcelo Vasconcelos Fatudo Gerenciamento Eletrônico de Documentos ou Gestão Eletrônica de Documentos Por: Marcelo Vasconcelos Fatudo OBJETIVOS: GERAR ARMAZENAR CONTROLAR COMPARTILHAR RECUPERAR DADOS E/OU INFORMAÇÕES DADO / INFORMAÇÃO

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS

INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS Cilene Loisa Assmann (UNISC) cilenea@unisc.br Este estudo de caso tem como objetivo trazer a experiência de implantação

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

Tecnologias para Virtualização de Documentos e Processos. Julho de 2012

Tecnologias para Virtualização de Documentos e Processos. Julho de 2012 Tecnologias para Virtualização de Documentos e Processos Julho de 2012 Conceitos de ECM/BPM ECM Enterprise Content Management Gestão de Documentos (GED) BPM Business Process Management Gestão de Processos

Leia mais

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais.

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Tales Henrique José MOREIRA 1 ; Gabriel da SILVA 2 ; 1 Estudante de Tecnologia em Sistemas para

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Gestão eletrônica do cadastro de corretora de valores

Gestão eletrônica do cadastro de corretora de valores Gestão eletrônica do cadastro de corretora de valores 1. INTRODUÇÃO As corretoras de valores devem armazenar todos os documentos cadastrais de seus clientes para ter acesso a esse material quando necessário.

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO Marcelo Karpinski Brambila 1, Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 1 Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação da ULBRA Guaíba < mkbrambila@terra.com.br

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo Prefeitura de Belo Horizonte Sistema de Controle de Protocolo Relatório apresentado para concorrer ao 2º Prêmio Inovar BH conforme Edital SMARH nº 001/2014 Belo Horizonte Julho de 2014 Resumo Sendo grande

Leia mais

Capítulo 2 Introdução à ferramenta Flash

Capítulo 2 Introdução à ferramenta Flash Capítulo 2 Introdução à ferramenta Flash Índice 1. O uso da ferramenta Flash no projeto RIVED.... 1 2. História do Flash... 4 1. O uso da ferramenta Flash no projeto RIVED. É importante, antes de iniciarmos

Leia mais

marcio@dsc.ufcg.edu.br priscillakmv@gmail.com

marcio@dsc.ufcg.edu.br priscillakmv@gmail.com DSC/CEEI/UFCG marcio@dsc.ufcg.edu.br priscillakmv@gmail.com 1 Realiza atividades com ênfase em Ensino, Pesquisa e Extensão (Ensino) 2 Configurando o projeto Adicionando código ao arquivo com o código-fonte

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Projeto 4D: Gerenciamento e Simulação de projetos industriais com o Autodesk Navisworks

Projeto 4D: Gerenciamento e Simulação de projetos industriais com o Autodesk Navisworks Projeto 4D: Gerenciamento e Simulação de projetos industriais com o Autodesk Navisworks Diego de Oliveira Potapczuk teewe Serão apresentadas as soluções desenvolvidas pela teewe sobre a plataforma do Navisworks,

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Thalita Moraes PPGI Novembro 2007

Thalita Moraes PPGI Novembro 2007 Thalita Moraes PPGI Novembro 2007 A capacidade dos portais corporativos em capturar, organizar e compartilhar informação e conhecimento explícito é interessante especialmente para empresas intensivas

Leia mais

Programação de Computadores II: Java. / NT Editora. -- Brasília: 2014. 82p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Programação de Computadores II: Java. / NT Editora. -- Brasília: 2014. 82p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor José Jesse Gonçalves Graduado em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de São Paulo - UNESP, de Presidente Prudente (1995), com especialização em Análise de Sistemas (1999) e mestrado

Leia mais

Fundamentos de Java. Prof. Marcelo Cohen. 1. Histórico

Fundamentos de Java. Prof. Marcelo Cohen. 1. Histórico Fundamentos de Java Prof. Marcelo Cohen 1. Histórico 1990 linguagem Oak; desenvolvimento de software embutido para eletrodomésticos S.O. para o controle de uma rede de eletrodomésticos o surgimento da

Leia mais

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Por Edilberto Souza Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Agenda Introdução a alguns conceitos de ERP; Noções sobre o mercado de ERP; Arquitetura do Microsiga Protheus; Visão geral do ambiente

Leia mais

Portfolio. Conheça um pouco mais sobre a Estatcamp. Estatcamp - Consultoria Estatística em Qualidade

Portfolio. Conheça um pouco mais sobre a Estatcamp. Estatcamp - Consultoria Estatística em Qualidade Estatcamp - Consultoria Estatística em Qualidade Adolfo Catani, 682 CEP: 13560-470 Jardim Macarengo, São Carlos - SP Telefone: (16) 3376-2047 E-mail: estatistica@estatcamp.com.br Portfolio Conheça um pouco

Leia mais

Ferramenta Colaborativa para Groupware

Ferramenta Colaborativa para Groupware Ferramenta Colaborativa para Groupware Rodolpho Brock UFSC Universidade Federal de Santa Catarina INE Deparrtamento de Informática e Estatística Curso de Graduação em Sistema de Informação rbrock@inf.ufsc.br

Leia mais

Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO. Curso: Gestão da Tecnologia da Informação. Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS

Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO. Curso: Gestão da Tecnologia da Informação. Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO Curso: Gestão da Tecnologia da Informação Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS ORGANOGRAMA FUNCIANOGRAMA DESENHO DE CARGO E TAREFAS DO DESENVOLVEDOR

Leia mais

Sociedade do Conhecimento

Sociedade do Conhecimento Gerenciamento (Gestão) Eletrônico de Documentos GED Introdução Gerenciamento Eletrônico de Documentos - GED Sociedade do Conhecimento Nunca se produziu tanto documento e se precisou de tanta velocidade

Leia mais

4 Um Exemplo de Implementação

4 Um Exemplo de Implementação 4 Um Exemplo de Implementação Neste capítulo será discutida uma implementação baseada na arquitetura proposta. Para tanto, será explicado como a arquitetura proposta se casa com as necessidades da aplicação

Leia mais

Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação

Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação O SoftExpert ECM Suite provê as tecnologias utilizadas para criar, capturar, gerenciar, armazenar, preservar e distribuir todos os

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF Guilherme Macedo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil guilhermemacedo28@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel A linguagem JAVA A linguagem Java O inicio: A Sun Microsystems, em 1991, deu inicio ao Green Project chefiado por James Gosling. Projeto que apostava

Leia mais

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding Unindo a estratégia às operações com sucesso Visão Geral O Scorecarding oferece uma abordagem comprovada para comunicar a estratégia de negócios por toda a

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

Engenharia de Software Aplicações de Internet

Engenharia de Software Aplicações de Internet Engenharia de Software Aplicações de Internet Eduardo Santos eduardo.edusantos@gmail.com eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Histórico Por que existe a Internet? Por que existe

Leia mais

Alfresco Content Management

Alfresco Content Management Alfresco Content Management Alfresco é um sistema ECM (Enterprise Content Management) também conhecido como GED (Gestão Eletrônica de Documentos) em nosso mercado de porte corporativo para atender a empresas

Leia mais

Justificativa do uso da Linguagem XML no Projeto RIVED

Justificativa do uso da Linguagem XML no Projeto RIVED Justificativa do uso da Linguagem XML no Projeto RIVED Índice Introdução... 1 Sobre a linguagem XML... 2 O que é XML (extensible Markup Language)?... 2 Características da Linguagem...3 Sobre o seu uso...

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://blog.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Conteúdo Programático Instalação e configuração básica do Eclipse Indigo e do

Leia mais

Tecnologias de GED Simone de Abreu

Tecnologias de GED Simone de Abreu Tecnologias de GED Simone de Abreu A rapidez na localização da informação contida no documento é hoje a prioridade das empresas e organizações, já que 95% das informações relevantes para o processo de

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

Service Oriented Architecture (SOA)

Service Oriented Architecture (SOA) São Paulo, 2011 Universidade Paulista (UNIP) Service Oriented Architecture (SOA) Prof. MSc. Vladimir Camelo vladimir.professor@gmail.com 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com 1 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala Programação para a Internet Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala A plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068) Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

Treinamento em Alfresco Open Source Enterprise Content Management ( ECM ) - GED Gestão Eletrônica de Documentos

Treinamento em Alfresco Open Source Enterprise Content Management ( ECM ) - GED Gestão Eletrônica de Documentos Treinamento em Alfresco Open Source Enterprise Content Management ( ECM ) - GED Gestão Eletrônica de Documentos Sobre o treinamento Este é um curso para quem precisa conhecer o essencial do produto o Alfresco

Leia mais

Introdução. à Linguagem JAVA. Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação. Laboratório de Visão Computacional

Introdução. à Linguagem JAVA. Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação. Laboratório de Visão Computacional Introdução à Linguagem JAVA Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação Laboratório de Visão Computacional Vantagens do Java Independência de plataforma; Sintaxe semelhante às linguagens

Leia mais

Orientada a serviços: JAX-WS SOAP API

Orientada a serviços: JAX-WS SOAP API Orientadaa apresentação: uma aplicação webde apresentação orientada gera páginas webinterativascom vários tipos de linguagem de marcação (HTML, XML, e assim por diante) e conteúdo dinâmico em resposta

Leia mais

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Software cliente: browser e outros Protocolo HTTP Infraestrutura de transporte

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Geral Executiva Nome da Hotel Urbano Indústria Turismo Produtos e Serviços Comercialização online de pacotes

Leia mais

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart.

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Versão 1.6 15/08/2013 Visão Resumida Data Criação 15/08/2013 Versão Documento 1.6 Projeto Responsáveis

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA

APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA APLICATIVO WEB PARA O SETOR DE EXTENSÃO IFC VIDEIRA Autores: Claudiléia Gaio BANDT; Tiago HEINECK; Patrick KOCHAN; Leila Lisiane ROSSI; Angela Maria Crotti da ROSA Identificação autores: Aluna do Curso

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

Reuso. Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior

Reuso. Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Reuso Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Reutilização de Software Na maioria das áreas de engenharia de software, sistemas são desenvolvidos

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug & Play Options Integrating Systems Flávio De Nadai Desenvolvimento de Negócios Utilities & Telecom

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB Marcelo Rodrigo da Silva Ribeiro 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil marcelo.rodrigo@live.com,

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Visão Geral 1 2 3 4 Apresentação Programação Servidor? O que é Java? Grupos de Trabalho Apresentação Quem é o professor?

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Ana Paula Carrion 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1, Jaime Willian Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil anapaulacarrion@hotmail.com,

Leia mais

Aplicação Prática de Lua para Web

Aplicação Prática de Lua para Web Aplicação Prática de Lua para Web Aluno: Diego Malone Orientador: Sérgio Lifschitz Introdução A linguagem Lua vem sendo desenvolvida desde 1993 por pesquisadores do Departamento de Informática da PUC-Rio

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional O conteúdo deste documento tem por objetivo apresentar uma visão geral

Leia mais

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS Este anexo apresenta uma visão geral das seguintes plataformas: 1. Plataforma Microsoft.NET - VB.NET e C#; 2. Plataforma JAVA; 3. Plataforma Android, ios e Windows

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Arquitetura de uma Webapp

Arquitetura de uma Webapp Arquitetura de uma Webapp Arquitetura J2EE Containers e componentes MVC: introdução Frederico Costa Guedes Pereira 2006 fredguedespereira@gmail.com Plataforma J2EE World Wide Web e a Economia da Informação

Leia mais

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Ciências da Computação e Estatística Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP André

Leia mais

Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12

Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12 Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12 NÓS CUIDAMOS DOS PROCESSOS. VOCÊ CUIDA DOS NEGÓCIOS. NÓS CUIDAMOS DOS PROCESSOS. Mais de 10 anos de atuação. Empresa mais premiada do setor. Consolidada e com experiência

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Histórico e Características Índice 1 JAVASCRIPT... 2 1.1 Histórico... 2 1.2 Aplicações de JavaScript... 2 a) Interatividade... 2 b) Validação de formulários... 2

Leia mais

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP)

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP) Hardware (Nível 0) Organização O AS/400 isola os usuários das características do hardware através de uma arquitetura de camadas. Vários modelos da família AS/400 de computadores de médio porte estão disponíveis,

Leia mais

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS.

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Clara Aben-Athar B. Fernandes¹, Carlos Alberto P. Araújo¹ 1 Centro Universitário Luterano de Santarém Comunidade Evangélica Luterana (CEULS/ULBRA)

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P06.002 Revisão v. 2014 Plataformas Web 2. PUBLICAÇÃO Recursos Tecnológicos Versão Data para adoção Publicação v. 2014 23 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 225 de

Leia mais

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE.

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE. CURSOS OFERECIDOS Access 2007 Aproximadamente 20 horas O aluno aprenderá criar Banco de Dados de forma inteligente, trabalhar com estoques, número de funcionários, clientes etc. Conhecerá ferramentas aprimoradas

Leia mais

Criação de um site sobre Comunicação

Criação de um site sobre Comunicação Luciano Conceição Martins Criação de um site sobre Comunicação UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução: Um site é um conjunto de arquivos feitos através de códigos de programação. E, estes

Leia mais