NOVABOARD. Portfolio de Palestras e Treinamentos Estratégia Gestão Carreira RH Liderança Pessoas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOVABOARD. Portfolio de Palestras e Treinamentos - 2013. Estratégia Gestão Carreira RH Liderança Pessoas"

Transcrição

1 Portfolio de Palestras e Treinamentos Estratégia Gestão Carreira RH Liderança Pessoas Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 1

2 Arthur Lavieri Liderança e Carreira por quem vive as experiências e desafios na prática Engenheiro Eletricista formando pela POLI-USP (1992), pós-graduado em Administração Industrial pela FCAV-USP (1994), especialização em Administração pela Siemens/Duke Fuqua School of Business (2000), MBA pela Fundação Dom Cabral (2002), post-mba pela FDC/Kellogg School of Business (2007). Atualmente: Sócio-Diretor da Consultoria Membro do Conselho Supervisório Global da SUZLON Wind Membro do Conselho da ANACE Associação Nacional dos Consumidores de Energia Vice-presidente do Conselho da GREENABLE do Brasil Arthur Lavieri atua desde 1991 no mercado de infraestrutura e energia elétrica. Iniciou carreira na SIEMENS, onde trabalhou em diversas áreas relacionadas a produtos, sistemas e projetos de transmissão e distribuição de energia no Brasil e Mercosul. Atuou em áreas de aplicação técnica, marketing, projetos e vendas na Alemanha, entre 1996 e Entre 1998 e 2001, foi gerente de marketing, vendas e gerente-geral no Brasil e Mercosul, quando então se mudou para os Estados Unidos e atuou como gerente-geral e vice-presidente da divisão de Distribuição de Energia da SIEMENS na América do Norte, até Entre os anos 2005 e 2008 foi diretor da divisão de Transformadores (TUSA) da SIEMENS para o Mercosul, quando então aceitou o convite para assumir a presidência executiva do grupo ítalo-francês SEVES (Santana, Electrovidro e SGB) para o Brasil e depois América Latina. Em 2009 assumiu também a presidência do Conselho de Administração na região. Em meados de 2010 assumiu a presidência da SUZLON Energia Eólica do Brasil, empresa responsável por projetar, instalar e operar mais de 1/3 de toda geração de energia eólica do Brasil. A SUZLON é a quinta maior empresa do setor no mundo, havendo instalado mais de MW em 32 países, suficiente para alimentar com energia limpa mais de 70 milhões de pessoas. Em 2012, a empresa no Brasil atingiu a marca de R$ 1,5 Bilhão em negócios e está construindo 14 parques eólicos, empregando 1300 pessoas direta e indiretamente. Ao final de 2012, assumiu a vice-presidência do Conselho da GREENABLE do Brasil, uma das mais inovadoras empresas do mundo na área de Softwares dedicados à automação e eficiência energética. Neste mesmo período, fundou a Consultoria, especializada em Estratégia e Suporte à Gestão Empresarial. Em 2013, aceitou convite do Conselho da SUZLON global e passou a integrar o conselho Supervisório Global da empresa, dedicado às atividades de avaliação estratégica de novos mercados, investimentos, produtos e parcerias, com foco na América Latina. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 2

3 PALESTRAS e DEBATES Como um dos mais jovens executivos globais formados pela Siemens e com base numa carreira internacional bem sucedida, Arthur Lavieri tem sido convidado a participar de fóruns e debates, além de ministrar palestras nas áreas de liderança, gestão e carreira. Citamos alguns: - Energia Renovável Distribuída e seus impactos FIEE (Feira Internacional de Eletroeletrônica 2013) - Carreira e Causa na Economia Verde- Fórum CIEE Nacional em São Paulo (2012) - Semana de Engenharia da UNICAMP: (2006 e 2012) - A Relação CEO e RH GHRUS, Campinas (2012) - Sustainable Cities Rio+20 (2012) - Wind Power Contribution to Sustainability Rio+20 (2012) - Tendências e Perspectivas da Energia Eólica Debate Wind Fórum Brasil (2012) - Trajetória de Carreira e Gestão Velasco Campinas Sustainability Economic Forum Rio de Janeiro CEOs Wind Forum Debate na Wind Power Conference Economia Verde Debate Semana do Meio-Ambiente do Congresso Nacional (2011) - Engenharia e Carreira Encontro Nacional CIEE (2004) Segue o descritivo de alguns temas abordados em várias palestras e debates. Todas as sessões são customizadas à plateia / empresa, conforme análise e discussões prévias. Em geral, a palestra tem duração de 2 a 3 horas, com debate ou sessão de Perguntas & Respostas de 30 a 60 minutos, na sequência. Em geral, grupos de 15 a 100 pessoas. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 3

4 PALESTRAS 1. Estratégia de Negócios (Business Strategy). Aqui são apresentadas e discutidas as razões que levam à necessidade de se desenvolver uma estratégia para cada negócio. São abordados os temas: mercado, empresa, competidores, fontes de informação, oportunidades, ameaças, análise do potencial da empresa, alavancas para o crescimento, alinhamento organizacional, comunicação, estabelecimento de objetivos, criação de métricas, planos de incentivo, formas de monitoramento e resultados. Exemplos de análise de potencial de empresas, gaps de desempenho e estratégias em mercados maduros são apresentados. Os participantes passam a compreender e questionar a estratégia empresarial (ou a falta dela) e percebem que comunicação e engajamento colaborador - empresa são fundamentais. O enfoque é dado à prática. Ao longo do trabalho, diversos exemplos reais são utilizados, evitando que a discussão caia no teórico. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 4

5 2. PESSOAS Nesta palestra ou debate, apresenta-se e discute-se a importância de REALMENTE (e não só no papel) dedicar uma política clara às PESSOAS. Entre outros temas, debate-se aqui: a importância da causa, motivação e automotivação, desempenho, treinamento, a importância da fixação metas e do feedback, o papel da liderança e das políticas imparciais de RH, a comunicação de duas vias e o porquê de se preparar gestores e não gerentes de RH. Entre outros temas, aborda-se: como gerir a mudança dentro e fora dos momentos de crise, a razão contratação ser uma das fases mais importantes, como influenciar a cultura organizacional. Todos estes temas são discutidos do ponto de vista da prática e não da teoria. Por já ter gerido empresas com mais de colaboradores, Arthur Lavieri dispõe de uma grande quantidade de exemplos e experiências a partilhar com os participantes. Esta sessão tem trazido grande valor no debate de ideias com novos gestores e profissionais em fase ascendente de carreira. Em muitos casos, dinâmicas de trabalho são criadas de forma a permitir que estas sessões se tornem oportunidades para que os gestores discutam temas dolorosos de seus departamentos e encontrem um ambiente propício ao debate. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 5

6 3. LIDERANÇA Muito se fala sobre liderança. E muito se escreve. Mas nesta palestra, aborda-se aquilo que se pratica ou se deixa de praticar. E aí reside toda a diferença. A liderança falada ou escrita tem pouco ou nenhum valor senão praticada, colocada como exemplos e partilhada, causando impactos positivos mais rápidos e duradouros. Como estabelecer credibilidade? Como cercar-se de líderes competentes? Como garantir que os melhores sejam reconhecidos e incentivados? Quais são os desafios do novo líder? Como angariar o respeito da equipe? E como perdê-lo? Discutem-se exemplos de liderança em momentos críticos: de rápido crescimento organizacional às crises agudas que demandaram cortes drásticos nos custos e na estrutura da empresa. Como manter a moral? Qual é o poder da cultura e da lealdade? Finalmente, discute-se como a liderança estabelece a causa, a comunicação, o feedback e os necessários ajustes na comunicação. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 6

7 4. CARREIRA Nesta palestra, Arthur Lavieri partilha com a plateia a trajetória de estagiário no começo década de 90 a gerente-geral e diretor em menos de 10 anos, passando a vice-presidência e presidência de multinacionais na década seguinte. Tendo trabalhado e residido em países do MERCOSUL, no Brasil, na Alemanha e nos Estados Unidos, traça-se aqui um paralelo entre os desafios culturais e profissionais, os erros e acertos, os cuidados e as recomendações. O que faz uma carreira ser bem sucedida? Existe planejamento de carreira? Até onde vai a responsabilidade da empresa sobre o seu destino? Testemunhos de quem viveu uma rápida e contínua ascensão na carreira. Os problemas pessoais e familiares. A reação dos colegas de trabalho e vários outros temas espinhosos que lembram que subir na carreira é muito mais escalar do que voar. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 7

8 5. RECURSOS HUMANOS Discute-se o papel do RH dentro da empresa e dos negócios. A área é realmente estratégica? É tratada como tal? E como ela se trata? Qual é o relacionamento com o CEO (presidente) e o conselho de administração? Dentro desta perspectiva, aborda-se a importância do equilíbrio do RH em seus trabalhos com processos e na sua atuação como parceiro estratégico, antecipando mudanças e propondo-as. Como contribuem os processos de RH? E os custos? Como os processos afetam desempenho e resultados? O que é um RH Estratégico? Como sê-lo? Tendo sido responsável por grandes unidades de negócios e empresas com seus próprios departamentos de RH desde 2001, Arthur Lavieri aborda estes pontos sob a ótica do CEO e do conselho de administração, proporcionando aos profissionais de RH uma nova perspectiva para a crítica e autocrítica. Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 8

9 6. CARREIRA NA ECONOMIA SUSTENTÁVEL Tendo liderando uma das maiores empresas de energia realmente limpa e renovável do Brasil e do mundo, Arthur Lavieri apresenta aqui os aspectos mais relevantes de uma carreira na área energia sustentável e mesmo dentro da economia verde. Como causa e motivação podem se apoiar? Qual é o poder do legado que estas empresas podem deixar? Quais são os desafios de uma nova indústria e de um mercado que cresce mais rápido do que se formam profissionais para atual ali? Como a contribuição empresarial na economia sustentável beneficia sociedade e profissionais? Como fazer disso um ciclo virtuoso? Quais são as armadilhas de uma indústria sexy e nascente? Descritivo Palestras e mini CV atualizado 06Abr2013 Pg 9

A Sustentabilidade e a Inovação na formação dos Engenheiros Brasileiros. Prof.Dr. Marco Antônio Dias CEETEPS

A Sustentabilidade e a Inovação na formação dos Engenheiros Brasileiros. Prof.Dr. Marco Antônio Dias CEETEPS A Sustentabilidade e a Inovação na formação dos Engenheiros Brasileiros Prof.Dr. Marco Antônio Dias CEETEPS O PAPEL DA FORMAÇÃO ACADÊMICA Segundo diversos autores que dominam e escrevem a respeito do tema,

Leia mais

COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS?

COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS? UM OLHAR DA INVENTTA: COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS? Rafael Augusto, Marina Loures e Vitor Bohnenberger 1. INTRODUÇÃO As empresas sempre nos perguntam Como obter recursos para desenvolver projetos

Leia mais

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso

7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso 7 etapas para construir um Projeto Integrado de Negócios Sustentáveis de sucesso Saiba como colocar o PINS em prática no agronegócio e explore suas melhores opções de atuação em rede. Quando uma empresa

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas 14.1. Treinamento é investimento O subsistema de desenvolver pessoas é uma das áreas estratégicas do Gerenciamento de Pessoas, entretanto em algumas organizações

Leia mais

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE Apresentação A Academia de Lideranças tem foco prático no desenvolvimento das competências essenciais dos líderes de pessoas, processos e metas. As competências técnicas e

Leia mais

Ajudando você a fazer a diferença!

Ajudando você a fazer a diferença! Diretores da Lannes Consulting Luciano Lannes Consultor Organizacional e Palestrante com foco no Trabalho em Equipe e o processo de aprendizagem organizacional, visa o desenvolvimento empresarial e a educação

Leia mais

Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável

Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável O BCSD Portugal Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável é uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública,

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Organizações Nenhuma organização existe

Leia mais

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL Por quê o lado humano dos negócios está emergindo como uma indispensável vantagem competitiva? Era Industrial Taylor e Fayol Era do Conhecimento Tecnologia

Leia mais

VALUE BASED MANAGEMENT (Gerenciamento Baseado no Valor - GBV) - PARTE ll

VALUE BASED MANAGEMENT (Gerenciamento Baseado no Valor - GBV) - PARTE ll VALUE BASED MANAGEMENT (Gerenciamento Baseado no Valor - GBV) - PARTE ll! Como implantar com sucesso?! Quais os passos para sua implantação?! O foco na criação de valor para o acionista. Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal PrimeGlobal PGBR Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos Somos uma empresa de auditoria, consultoria e impostos, criada á partir da junção de importantes empresas nacionais,

Leia mais

INTRODUÇÃO. Entendemos por risco a probabilidade de ocorrer um dano como resultado à exposição de um agente químico, físico o biológico.

INTRODUÇÃO. Entendemos por risco a probabilidade de ocorrer um dano como resultado à exposição de um agente químico, físico o biológico. INTRODUÇÃO No nosso dia-a-dia enfrentamos diferentes tipos de riscos aos quais atribuímos valor de acordo com a percepção que temos de cada um deles. Estamos tão familiarizados com alguns riscos que chegamos

Leia mais

Administração de Vendas Organização - Vendas

Administração de Vendas Organização - Vendas Organização - Vendas O que vamos ver Bases Estruturas Organização por Território Organização por Clientes Organização por Produtos Realidade Brasileira Situação Dificuldades Principais Vantagens Perspectivas

Leia mais

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL INTRODUÇÃO Não importa qual o tamanho da empresa: ela precisa saber aonde quer chegar. Para isso é preciso traçar um caminho e a melhor

Leia mais

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade 1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade Curitiba 30 de outubro de 2012 Agenda Sustentabilidade: Várias Visões do Empresariado Desenvolvimento sustentável;

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

Copyright 2012 1. Innoscience. Artigo publicado no Blog de Inovação 3M, em 24 de maio de 2012

Copyright 2012 1. Innoscience. Artigo publicado no Blog de Inovação 3M, em 24 de maio de 2012 Artigo Os primeiros 90 dias do CEO Inovador Parte I Por Maximiliano Carlomagno 1 Copyright 2012 1. Innoscience Artigo publicado no Blog de Inovação 3M, em 24 de maio de 2012 2 Os primeiros 90 dias do CEO

Leia mais

Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve

Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve 6 PLANO DE NEGÓCIOS (PN): UMA VISÃO GERAL. O QUE É E PARA QUE SERVE Objetivo específico - Ao concluir este módulo, você vai ser capaz de

Leia mais

Financial Services. Precisão competitiva. Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros

Financial Services. Precisão competitiva. Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros Financial Services Precisão competitiva Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros Nossa experiência na indústria de seguros A indústria de seguros vem enfrentando

Leia mais

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br 03 a 05 Agosto 2015 São Paulo Brasil connectedsmartcities.com.br Por que Connected Smart Cities? As grandes e modernas cidades são, talvez, as mais importantes realizações do homem, por serem responsáveis,

Leia mais

REVIE a Rede de Valor para Inteligência Empresarial. Este é o 1º dos artigos da série sobre o Método REVIE que foi publicado no portal Meta Análise.

REVIE a Rede de Valor para Inteligência Empresarial. Este é o 1º dos artigos da série sobre o Método REVIE que foi publicado no portal Meta Análise. REVIE a Rede de Valor para Inteligência Empresarial Daniela Ramos Teixeira Este é o 1º dos artigos da série sobre o Método REVIE que foi publicado no portal Meta Análise. Vamos começar apresentando o Método

Leia mais

CURSO IN COMPANY. Realização

CURSO IN COMPANY. Realização CURSO IN COMPANY Realização FORMAÇÃO EMPREENDEDORA A ECN acredita em uma formação empreendedora e autônoma, pautada em ações educacionais inovadoras. Empresas, gestores e colaboradores reconhecem a necessidade

Leia mais

A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS

A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS Juliana da Silva, RIBEIRO 1 Roberta Cavalcante, GOMES 2 Resumo: Como a cultura organizacional pode influenciar no processo de agregar

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 10 ÍNDICE DO PORTFOLIO Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 3 Consultoria...

Leia mais

Caro(a)s voluntário(a)s. é

Caro(a)s voluntário(a)s. é Os Caro(a)s voluntário(a)s. é com satisfação que apresentamos cinco na temática do empreendedorismo que vocês poderão implementar junto aos alunos das escolas parceiras: Introdução ao Mundo dos Negócios,

Leia mais

Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva?

Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva? Portfólio 2015 IP Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva? Como fazer com que as pessoas trabalhem mais e felizes? Como implantar um modelo de gestão de vanguarda?

Leia mais

SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO

SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO SETE SEMANAS PARA O SUCESSO DE UM ESCRITÓRIO - ETAPAS BÁSICAS PARA IMPLANTAÇÃO DO MARKETING JURÍDICO Ari Lima É possível implantar um plano prático e funcional de marketing jurídico com ótimas chances

Leia mais

FORMAÇÃO OFICIAL EM PERSONAL AND PERFORMANCE COACHING

FORMAÇÃO OFICIAL EM PERSONAL AND PERFORMANCE COACHING FORMAÇÃO OFICIAL EM PERSONAL AND PERFORMANCE COACHING A INTERVIEW OFFICIAL COACHING A Interview Coaching, empresa pioneira na Formação e Certificação Oficial em coaching na região norte, tem como objetivo

Leia mais

Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004

Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004 Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004 Por Zilda Knoploch, presidente da Enfoque Pesquisa de Marketing Este material foi elaborado pela Enfoque Pesquisa de Marketing, empresa

Leia mais

www.gartcapote.com www.abpmp br.org Livros Guia para Formação de Analistas de Processos Contribuições Modelagem de Processos com BPMN

www.gartcapote.com www.abpmp br.org Livros Guia para Formação de Analistas de Processos Contribuições Modelagem de Processos com BPMN Gart Capote International Certified Business Process Professional (CBPP ) Presidente da ABPMP no Brasil - Association of Business Process Management Professionals (Chicago-EUA) Autor, Instrutor e Consultor

Leia mais

Build to Last Negócios Familiares que Atravessam Gerações Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Build to Last Negócios Familiares que Atravessam Gerações Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Marketing Pessoal. aumentem de valor.

Marketing Pessoal. aumentem de valor. P U B L I C A Ç Ã O N º 3 2 3 D E Z E M B R O 2 0 0 9 Marketing Pessoal PONTOS DE INTERESSE: Conceito Na Prática Definir Objectivos Marca Pessoal Marketing Pessoal pode ser definido como o processo de

Leia mais

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) O PMBoK diz que: O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar

Leia mais

Análise SWOT seguindo a metodologia do BMG

Análise SWOT seguindo a metodologia do BMG Análise SWOT seguindo a metodologia do BMG Análise SWOT (abreviatura das palavras em inglês Strong, Weakness, Opportunities e Threats) é uma análise ambiental que consiste em levantar pontos internos e

Leia mais

Gestão em Sistemas de Saúde

Gestão em Sistemas de Saúde INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão em Sistemas de Saúde Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia XX/XX/2013 Pró diretoria de

Leia mais

Gestão de Instrumentos Financeiros Porque Educação Executiva Insper Sobre o Instituto Educacional BM&FBOVESPA

Gestão de Instrumentos Financeiros Porque Educação Executiva Insper Sobre o Instituto Educacional BM&FBOVESPA 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Diversidade: inclusão ou estratégia?

Diversidade: inclusão ou estratégia? 86 Harvard Business Review Outubro 2015 edição brasil Fernanda Borin, Priscila Fieno e Bernardo Sampaio são consultores do Hay Group Diversidade: inclusão ou estratégia? A presença de pessoas com diferentes

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

Portfólio de Produtos

Portfólio de Produtos Portfólio de Produtos 2014 Quem somos: A Focus Educação Corporativa nasceu da necessidade identificada no interior do estado de Minas Gerais, que carece de Consultorias especializadas em pequenas e médias

Leia mais

CFO Program Para uma carreira em constante transformação

CFO Program Para uma carreira em constante transformação CFO Program Para uma carreira em constante transformação Contatos Para mais informações sobre o CFO Program da Deloitte, visite nosso website www.cfoprogram.com.br Othon Almeida Sócio-líder, CFO Program

Leia mais

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br .:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Definições Treinamento e Qualificação: não dependem de políticas de Educação Corporativa,

Leia mais

1ºAgroMarketing O ALINHAMENTO DO PLANEJAMENTO DE MARKETING AO BUSINESS-PLAN DE EMPRESAS DO AGRONEGÓCIO. Mauricio Sampaio

1ºAgroMarketing O ALINHAMENTO DO PLANEJAMENTO DE MARKETING AO BUSINESS-PLAN DE EMPRESAS DO AGRONEGÓCIO. Mauricio Sampaio 1ºAgroMarketing O ALINHAMENTO DO PLANEJAMENTO DE MARKETING AO BUSINESS-PLAN DE EMPRESAS DO AGRONEGÓCIO Mauricio Sampaio Definições e Conceitos Visão Missão Administração Estratégica Planejamento Estratégico

Leia mais

Disponível em http://www.noticenter.com.br/?modulo=noticias&caderno=gestao&noticia=01370-4-razoes-que-explicam-osucesso-da-weg-no-exterior

Disponível em http://www.noticenter.com.br/?modulo=noticias&caderno=gestao&noticia=01370-4-razoes-que-explicam-osucesso-da-weg-no-exterior TG Trabalho em grupo Professor: Flavio Celso Muller Martin Este TG aborda uma empresa brasileira que é frequentemente citada como exemplo de internacionalização. A WEG S.A. é uma empresa brasileira com

Leia mais

Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários.

Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários. Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários. Módulo 3: Etapa 1 Treinamento e qualificação O Processo de Qualificação / Treinamento e Desenvolvimento Até agora

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO E O NOVO PERFIL DO ENGENHEIRO BRASILEIRO

MERCADO DE TRABALHO E O NOVO PERFIL DO ENGENHEIRO BRASILEIRO MERCADO DE TRABALHO E O NOVO PERFIL DO ENGENHEIRO BRASILEIRO Jefferson Teixeira Bessa 1 RESUMO Este artigo apresenta a nova configuração de mercado para engenheiros civis brasileiros assim como apresenta

Leia mais

Inovação aberta na indústria de software: Avaliação do perfil de inovação de empresas

Inovação aberta na indústria de software: Avaliação do perfil de inovação de empresas : Avaliação do perfil de inovação de empresas Prof. Paulo Henrique S. Bermejo, Dr. Prof. André Luiz Zambalde, Dr. Adriano Olímpio Tonelli, MSc. Pamela A. Santos Priscila Rosa LabGTI Laboratório de Governança

Leia mais

Conselho de Tecnologia ABIMAQ. GT Da Porta pra Dentro

Conselho de Tecnologia ABIMAQ. GT Da Porta pra Dentro Conselho de Tecnologia ABIMAQ GT Da Porta pra Dentro 10/08/2015 Premissas para uma POLÍTICA INDUSTRIAL Permitir o crescimento contínuo e sustentado do investimento produtivo do país. Política macroeconômica

Leia mais

ANÁLISE DAS MELHORIAS OCORRIDAS COM A IMPLANTAÇÃO DO SETOR DE GESTÃO DE PESSOAS NA NOVA ONDA EM ARACATI CE

ANÁLISE DAS MELHORIAS OCORRIDAS COM A IMPLANTAÇÃO DO SETOR DE GESTÃO DE PESSOAS NA NOVA ONDA EM ARACATI CE ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ANÁLISE DAS MELHORIAS OCORRIDAS COM A IMPLANTAÇÃO DO SETOR DE GESTÃO DE PESSOAS NA NOVA ONDA EM ARACATI

Leia mais

Proposta de Plano de Desenvolvimento Local para a região do AHE Jirau

Proposta de Plano de Desenvolvimento Local para a região do AHE Jirau Proposta de Plano de Desenvolvimento Local para a região do AHE Jirau Fundação Getulio Vargas, Abril de 2011 REGIÃO PODE TER LEGADO COMPATÍVEL COM DESENVOLVIMENTO INOVADOR E SUSTENTÁVEL Deixar um legado

Leia mais

Roteiro do Plano de Negócio

Roteiro do Plano de Negócio Roteiro do Plano de Negócio 1. Componentes do Plano de Negócios a) Resumo Executivo b) A organização Visão estratégica/modelo de negócio c) Análise de mercado d) Planejamento de marketing - produto ou

Leia mais

EDITAL CHAMADA DE CASOS PARA PARTICIPAÇÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS INICIATIVAS INOVADORAS PARA SUSTENTABILIDADE EM DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA

EDITAL CHAMADA DE CASOS PARA PARTICIPAÇÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS INICIATIVAS INOVADORAS PARA SUSTENTABILIDADE EM DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA EDITAL CHAMADA DE CASOS PARA PARTICIPAÇÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS INICIATIVAS INOVADORAS PARA SUSTENTABILIDADE EM DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA O Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio

Leia mais

Quem vai liderar sua empresa?

Quem vai liderar sua empresa? Quem vai liderar sua empresa? Uma pesquisa exclusiva realizada pela Heidrick & Struggles mostra que os executivos estão ficando cada vez menos tempo em cada emprego o que compromete a sucessão em cargos-chave

Leia mais

A evolução da liderança

A evolução da liderança A evolução da liderança De Chefe a Líder Ao longo da história identificamos diferentes tipos de chefes ou líderes. De autoritários, paternalistas, manipuladores, servidores... a verdadeiros líderes. A

Leia mais

Estudo especial Hay Group Retenção

Estudo especial Hay Group Retenção Estudo especial Hay Group Retenção 1 Agenda Por que está tão crítico reter profissionais? A pesquisa Sumário executivo Análise de estratos Próxima pesquisa de retenção 2 01 Por que está tão crítico reter

Leia mais

TAM: o espírito de servir no SAC 2.0

TAM: o espírito de servir no SAC 2.0 TAM: o espírito de servir no SAC 2.0 Os primeiros passos do SAC 2.0 da TAM A trajetória da TAM sempre foi guiada pela disponibilidade de servir seus clientes; nas redes sociais, essa filosofia não poderia

Leia mais

Great Place to Work - Missão Construir uma sociedade melhor, ajudando empresas a transformar seu ambiente de trabalho

Great Place to Work - Missão Construir uma sociedade melhor, ajudando empresas a transformar seu ambiente de trabalho Great Place to Work - Missão Construir uma sociedade melhor, ajudando empresas a transformar seu ambiente de trabalho 1 As Melhores 2009 O que os funcionários mais valorizam? 6% 4% 23% 44% 23% 44% - Oportunidade

Leia mais

Transformando o Big Data em resultados de Marketing e Customer Experience

Transformando o Big Data em resultados de Marketing e Customer Experience Transformando o Big Data em resultados de Marketing e Customer Experience Desafios e oportunidades para o mercado de Crédito, Cobrança e Consumo com Rafael Igual (Espanha) Bem-vindo à CMS Convidamos você

Leia mais

Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania

Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania 1. A EMPRESA A ELETROSUL Centrais Elétricas S.A. é uma empresa subsidiária de Centrais Elétricas do Brasil S.A. - ELETROBRAS, vinculada

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Wal-Mart Brasil Informações sobre

Leia mais

Profissional Técnico de Nível Médio. Profissional de Nível Médio. Curitiba PR 45 1745 687 988 323 3788. Interior do Paraná 94 3042 1311 139 155 4741

Profissional Técnico de Nível Médio. Profissional de Nível Médio. Curitiba PR 45 1745 687 988 323 3788. Interior do Paraná 94 3042 1311 139 155 4741 Força de Trabalho Os 8.592 empregados do quadro próprio estão distribuídos em três carreiras: profissional de nível médio (5.044 empregados), profissional técnico de nível médio (2.060 empregados) e profissional

Leia mais

No capítulo 3 estão concentrados todos os assuntos relacionados à metodologia utilizada nesse trabalho de pesquisa. Ou seja, tipo de pesquisa, método

No capítulo 3 estão concentrados todos os assuntos relacionados à metodologia utilizada nesse trabalho de pesquisa. Ou seja, tipo de pesquisa, método 14 1 Introdução Este estudo visa identificar os atributos e seus respectivos níveis mais importantes na definição da contratação de serviços de consultoria estratégica pelas operadoras de telecomunicações.

Leia mais

Análise Estratégica. BA Brazil - palestra

Análise Estratégica. BA Brazil - palestra Análise Estratégica 12 novembro 2015 Fundação Vanzolini Ruy Aguiar da Silva Leme (1925-1997) Engenheiro civil pela Poli-USP - Professor-assistente (1949-1953) e interino (1953) - Primeiro chefe do Departamento

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP Versão 1.6.4 Setembro 2009 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 2ª Edição (a publicar) Autor: Darci

Leia mais

Marketing Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Marketing Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos.

Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos. Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos. 9.1 Explicações iniciais A avaliação é algo que faz parte de nossas vidas, mesmo antes de nascermos, se não

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL 2010/2014 RESUMO

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL 2010/2014 RESUMO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO APL 2010/2014 RESUMO 1. INTRODUÇÃO A indústria moveleira na região norte do Espírito Santo iniciou com o surgimento de grupos populacionais próximos da região de Colatina. Esse

Leia mais

Respostas Dinâmica CRI Minas 10/05/12. Monitoramento de concorrentes/ fornecedor/ cliente/ internizar tecnologia de outros setores;

Respostas Dinâmica CRI Minas 10/05/12. Monitoramento de concorrentes/ fornecedor/ cliente/ internizar tecnologia de outros setores; Respostas Dinâmica CRI Minas 10/05/12 Abaixo estão as respostas das perguntas postas aos participantes do CRI Minas no dia 10 de maio que tratou do tema Inteligência Tecnológica. Cada mesa possuía uma

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo - Pesquisa

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo - Pesquisa PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo - Pesquisa 1 Apresentação O CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço, no ano em que completa 10 anos de atividades, e a ABCEM Associação

Leia mais

4 Metodologia e estratégia de abordagem

4 Metodologia e estratégia de abordagem 50 4 Metodologia e estratégia de abordagem O problema de diagnóstico para melhoria da qualidade percebida pelos clientes é abordado a partir da identificação de diferenças (gaps) significativas entre o

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

Governança de TI. Governança da TI. Visão Geral. Autor: João Cardoso 1

Governança de TI. Governança da TI. Visão Geral. Autor: João Cardoso 1 Autor: João Cardoso 1 Governança de TI Visão Geral A Forrester Business Technographics 2 realizou uma pesquisa em Novembro de 2004 nos Estados Unidos nas pequenas e médias empresas e identificou que estas

Leia mais

Texto para discussão. Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG

Texto para discussão. Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG 1 Introdução Texto para discussão Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG Como resultado da coleta de subsídios para aperfeiçoamento da gestão da carreira de Especialista em Políticas

Leia mais

Together We Create Value

Together We Create Value Together We Create Value APRESENTAÇÃO DA MUNDISERVIÇOS LISBOA 2015 A história da MundiServiços carateriza-se por um percurso de inovação e de investimento na excelência dos seus serviços, assim como por

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011

REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011 REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011 AS EMPRESAS Mapa Estratégico Menos níveis hierárquicos Foco no Cliente Novas Lideranças Gestão por processos O RH parceiro da estratégia Terceirizações Foco no core

Leia mais

Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015]

Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015] Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015] Introdução As Organizações da Aliança Global Wycliffe desejam expressar a unidade e a diversidade do Corpo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie 1 INTRODUÇÃO 1.1 ORGANIZAÇÃO E PROCESSOS A administração está diretamente ligada às organizações e aos processos existentes nas mesmas. Portanto, para a melhor compreensão da Administração e sua importância

Leia mais

Sumário. 14.1 Case 1 Exportação...69 14.2 Case 2 Importação...75

Sumário. 14.1 Case 1 Exportação...69 14.2 Case 2 Importação...75 Sumário Prefácio...IX Apresentação...XI Capítulo 1 O Comércio internacional no pós-guerra...1 Capítulo 2 O Departamento de comércio exterior...5 Capítulo 3 Métodos de comércio exterior...7 Capítulo 4 Agentes

Leia mais

Gestão de Ambientes de Saúde

Gestão de Ambientes de Saúde Gestão de Ambientes de Saúde É sempre tempo de melhorar a performance do seu ambiente de saúde Não adianta você ter um avião rápido e seguro se não dispõe de um piloto capacitado para viajar. O mesmo ocorre

Leia mais

Módulo 5. Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios

Módulo 5. Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios Módulo 5 Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios Implementando BSC para um negócio específico O BSC é uma estrutura para desenvolvimento

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Dezembro 2013

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Dezembro 2013 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Dezembro 2013 PROPOSTA DE ESTRUTURA PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE REVITALIZAÇÃO URBANA Núcleo de Real Estate, Mestrado, Mariana

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MOIZES LOBO DA CUNHA

CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MOIZES LOBO DA CUNHA CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MOIZES LOBO DA CUNHA PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL: A PRODUÇÃO DE BIODIESEL PROPORCIONOU

Leia mais

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA POLÍTICA DE INTENSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL EM PORTUGAL E POTENCIAÇÃO DOS SEUS RESULTADOS 0. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Leia mais

PLANO DO PROJETO. Início: 18/11/10 Término: 16/12/10. Projeto: Treinamento em Gerenciamento de Projetos

PLANO DO PROJETO. Início: 18/11/10 Término: 16/12/10. Projeto: Treinamento em Gerenciamento de Projetos PLANO DO PROJETO : Treinamento em Gerenciamento de s : Carlos Magno da Silva Xavier Início: 18/11/10 Término: 16/12/10 Versão: 01 1 Introdução 1.1. Justificativa No momento atual, em que várias organizações

Leia mais

Apresentação do Manual de Gestão de IDI

Apresentação do Manual de Gestão de IDI Seminário Final do Projeto IDI&DNP Coimbra 31 de março Miguel Carnide - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. OVERVIEW DO MANUAL 3. A NORMA NP 4457:2007 4. A

Leia mais

Administração e Finanças

Administração e Finanças Estrutura do Plano de Negócio Profa. Fernanda Pereira Caetano Trabalho pesado é geralmente a acumulação de tarefas pequenas que não foram feitas a tempo. (Henry Cooke) Não existe uma estrutura rígida e

Leia mais

BASES DO PRÊMIO. MIT Technology Review Inovadores com menos de 35 anos Brasil 2014. 1. Introdução. 2. Áreas de Trabalho

BASES DO PRÊMIO. MIT Technology Review Inovadores com menos de 35 anos Brasil 2014. 1. Introdução. 2. Áreas de Trabalho BASES DO PRÊMIO MIT Technology Review Inovadores com menos de 35 anos Brasil 2014 1. Introdução O premio MIT Technology Review Inovadores com menos de 35 anos é uma iniciativa da revista do Instituto Tecnológico

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O executivo Rafael Navarro discute a inovação do ponto de vista de uma grande empresa brasileira altamente inovadora. Rafael Navarro é o

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Empreendedorismo Administração A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de etapas,

Leia mais

Etapas para a preparação de um plano de negócios

Etapas para a preparação de um plano de negócios 1 Centro Ensino Superior do Amapá Curso de Administração Disciplina: EMPREENDEDORISMO Turma: 5 ADN Professor: NAZARÉ DA SILVA DIAS FERRÃO Aluno: O PLANO DE NEGÓCIO A necessidade de um plano de negócio

Leia mais

análisederisco empresarial

análisederisco empresarial análisederisco empresarial Ca da vez mais, a administração torna-se uma arte, sendo que os administradores aprendem a cada dia novas articulações, para poder dar continuidade a seus negócios. Muitas vezes,

Leia mais

FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS

FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS FORMAÇÃO DE TRADERS E NEGOCIADORES INTERNACIONAIS Objetivo O objetivo deste curso é dotar o participante das competências necessárias para atuar com sucesso no competitivo mercado global, desenvolvendo

Leia mais

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes Brayan Christian B. de Oliveira Abril 2012 Introdução

Leia mais

CO-ALOCADO COM: PARTE DO: 6ª EDIÇÃO 6 E 7 DE JUNHO DE 2016 HOTEL MAKSOUD PLAZA - SÃO PAULO - SP REALIZAÇÃO:

CO-ALOCADO COM: PARTE DO: 6ª EDIÇÃO 6 E 7 DE JUNHO DE 2016 HOTEL MAKSOUD PLAZA - SÃO PAULO - SP REALIZAÇÃO: CO-ALOCADO COM: PARTE DO: 6ª EDIÇÃO 6 E 7 DE JUNHO DE 2016 HOTEL MAKSOUD PLAZA - SÃO PAULO - SP REALIZAÇÃO: Espaço ideal para troca de informações, tendências e estratégias tecnológicas para auxiliar os

Leia mais

O Novo Modelo de Vendas para Resultado. Palestra de Vendas. Realização. www.lampsi.net.br. www.juliusassessoria.wordpress.com

O Novo Modelo de Vendas para Resultado. Palestra de Vendas. Realização. www.lampsi.net.br. www.juliusassessoria.wordpress.com O Novo Modelo de Vendas para Resultado Palestra de Vendas Realização www.lampsi.net.br www.juliusassessoria.wordpress.com O que estou fazendo aqui? Procuro respostas! O que aconteceu com minhas Vendas???

Leia mais

Sobre o Professor e os Discentes

Sobre o Professor e os Discentes FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, AMBIENTE ORGANIZACIONAL E RESULTADOS FINANCEIROS Edição 2015 Prof. Hugo Ferreira Braga Tadeu e Diogo de Lacerda Santos 2015

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, AMBIENTE ORGANIZACIONAL E RESULTADOS FINANCEIROS Edição 2015 Prof. Hugo Ferreira Braga Tadeu e Diogo de Lacerda Santos 2015 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, AMBIENTE ORGANIZACIONAL E RESULTADOS FINANCEIROS Edição 2015 Prof. Hugo Ferreira Braga Tadeu e Diogo de Lacerda Santos 2015 SOBRE OS AUTORES Hugo Ferreira Braga Tadeu é Professor

Leia mais