EndoWorld OMFS 8-1-PT/ Conjunto HANNOVER para o aumento da crista alveolar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EndoWorld OMFS 8-1-PT/02-2010. Conjunto HANNOVER para o aumento da crista alveolar"

Transcrição

1 EndoWorld OMFS 8-1-PT/ Conjunto HANNOVER para o aumento da crista alveolar

2 Novos métodos e técnicas do aumento biologicamente adequado da crista alveolar Transplante ósseo exacto, minimamente invasivo, através da utilização dos transplantes da crista zigomatico-alveolar A alteração do apoio do implante no que diz respeito à qualidade e à dimensão do osso, mas também ao tecido mole envolvente, tem uma importância crescente na selecção diferenciada do conceito de tratamento implantológico. O objectivo comum de todos os métodos de tratamento é a criação de um apoio de implante biologicamente adequado, bem vascularizado, e logo vital, que permita o posicionamento correcto do implante para poder obter posteriormente um resultado estético satisfatório. Assim, além do volume, são decisivos também a forma e sobretudo o contorno exterior do transplante ósseo. Para poder atingir bons resultados estéticos e funcionais, é necessário definir a nível pré-implantológico a posição protesicamente correcta do implante, primeiro sem considerar eventuais defeitos a nível do tecido duro, e considerar a relação tridimensional entre osso e implante. Com base no diagnóstico pré-implantológico, a decisão deve recair sobre uma estrutura óssea local. Uma reconstrução da crista alveolar deficiente pode ser executada com diferentes técnicas e/ou materiais. Além do osso autógeno, são também utilizados materiais aloplásticos. Só se o implante estiver rodeado de osso vital suficiente, ou seja, se o apoio do implante for biologicamente adequado, é que o processo da osseointegração poderá decorrer por completo no mais curto espaço de tempo. Como área dadora podem ser consideradas várias áreas do corpo. Para reconstruir defeitos da crista alveolar são, geralmente, retirados blocos ósseos e/ou tecido esponjoso da pélvis ou do crânio da face, em conformidade com o tamanho da perda de substância. A remoção de transplantes ósseos intraorais é realizada a partir da área do túber da maxila, da região da sínfise mentoniana, do bordo exterior ou da região retromolar da mandíbula. Além das áreas dadoras intraorais supra mencionadas, pretende-se apresentar e discutir aqui mais uma possível região para a remoção de um transplante ósseo cortical de formato anatómico que apresente um elevado potencial, sobretudo no que diz respeito a uma morbilidade reduzida da zona dadora e um formato vantajoso: a crista zigomatico-alveolar.

3 2 3 A danificação primária ou secundária (por exemplo devido a trauma ou inflamação) da crista alveolar na área frontal e lateral dos dentes pode originar a perda da projecção óssea que confere o contorno (Fig. 1). Resulta daqui a questão da reconstrução adequada que deverá ocorrer a nível pré-implantológico. Com base nestas considerações, foi ponderada como área dadora a região da crista zigomatico-alveolar para o aumento de dente individual: através de um transplante ósseo (parcialmente) circular pretende-se obter um perfil ósseo tão perfeito quanto possível que satisfaça as mais elevadas exigências estéticas, sem ter de realizar alterações adicionais na projecção da cobertura da mucosa através de implantes de tecido conjuntivo ou materiais de substituição de ossos. Na clínica dos autores, a colocação de um transplante da crista zigomatico-alveolar representa entretanto o padrão para aumentos ósseos de dentes individuais na área frontal e lateral dos dentes. Após anestesia local do nervo palatino e nervo infraorbital, expõe-se a crista zigomaticoalveolar por meio de uma preparação subperiostal (Fig. 1). Depois da osteotomia é possível soltar o transplante cuidadosamente da mucosa da cavidade mandibular (Fig. 2). Para preencher a distância entre o osso de apoio e o transplante, que existe devido ao abaulamento convexo natural do transplante, são retirados adicionalmente fragmentos ósseos da região da crista zigomatico-alveolar. O transplante ósseo é fixado no osso de apoio com a ajuda de dois parafusos de osteossíntese de 1,3 mm ou Fig. 1 Fig. 2 Fig. 3

4 Fig. 4 Fig. 5 1,5 mm no âmbito de uma osteossíntese com parafusos de fixação (Fig. 3). Para o alisamento dos bordos e também para a preparação dos furos deslizantes é utilizado o bloco de preparação de ossos da KARL STORZ (Fig. 4). O espaço entre o transplante e o osso de apoio é agora preenchido com os fragmentos ósseos obtidos (Fig. 5). Após a incisão do retalho mucoperiósteo, o transplante é coberto com uma membrana de colagénio reabsorvível, o retalho mucoperiósteo é reposto e a incisão é fechada com uma sutura reabsorvível com duas camadas de forma estanque à saliva. O tempo de adaptação do transplante é de 10 a 12 semanas. Devido à estrutura cortical do transplante, não ocorre a nível macroscópico uma reabsorção do osso. Depois de removidos os parafusos de osteossíntese, sairá bastante sangue dos furos dos parafusos. Esta hiperemia deve ser considerada como um sinal seguro de que o transplante ósseo se adaptou. Segue-se simultaneamente a inserção do implante que pode agora ser inserido de forma protesicamente correcta num osso biologicamente adequado. Na nossa clínica já foram tratados mais de setenta pacientes com um ou vários transplantes da crista zigomatico-alveolar. Os métodos aqui descritos para a obtenção de transplantes ósseos com as formas ideais requerem, de uma forma geral, pouco tempo, têm poucas complicações e podem ser executados sem problemas sob anestesia local. Dr. Kai-Hendrik BORMANN Prof. Dr. Nils-Claudius GELLRICH Clínica de cirurgia oral e maxilofacial Escola Superior de Medicina de Hannover

5 4 5 Bloco de preparação de ossos seg. GELLRICH O bloco de preparação de ossos seg. GELLRICH permite a fixação segura de transplantes ósseos obtidos e o seu processamento, como por exemplo alisamento dos bordos ou a preparação de furos deslizantes com minimização simultânea dos riscos de lesão para quem faz a preparação. Através da calha embutida na placa de base é garantida a aspiração simples do líquido de refrigeração G Bloco de preparação de ossos seg. GELLRICH, para a preparação de cartilagens e ossos na cirurgia dentária, largura 7 cm, comprimento 12,5 cm Instrumento de posicionamento seg. BORMANN A estabilização do transplante ósseo no osso de apoio para a fixação com parafusos de osteossíntese é frequentemente uma dificuldade devido às superfícies irregulares. O apoio de três pontos do instrumento de posicionamento segundo BORMANN permite a estabilização segura do transplante em superfícies irregulares Instrumento de posicionamento seg. BORMANN, 3 dentes, recto/curvado, comprimento 20 cm

6 Conjunto HANNOVER para o aumento da crista alveolar q w e r t z u i o p a s d f g h j k l # y x c v b n m,. -! "

7 6 7 Conjunto HANNOVER para o aumento da crista alveolar Punho de bisturi Fig. 7, para lâminas , Retractor, maciço, recto, tamanho mm, comprimento 21,5 cm Retractor, maciço, recto, tamanho mm, comprimento 21,5 cm Retractor seg. MIDDELDORPF, com pega tipo grade, tamanho 1, pequeno, 15 mm 15 mm, comprimento 20 cm Raspador seg. COTTLE, comprimento 19,5 cm, 8 mm de largura, ligeiramente curvado BRG 1 Raspador seg. WILLIGER, largura 6 mm, comprimento 16 cm K 1 Gancho para tártaro dentário, curvado para cima, com afiação bilateral, comprimento 15 cm OD 1 Raspador, para mobilização da mucosa no caso de defeitos do palato e de cirurgia de fenda palatina, ponta dupla, curvatura acentuada, afiado/rombo, 20,5 cm Pinça, anatómica, mordentes em metal duro, 1,8 mm de largura, comprimento 18 cm Pinça cirúrgica seg. GILLIES, estriada, 1 2 dentes, comprimento 15,5 cm q Pinça, angulada, estriada, comprimento 15 cm w OM 1 Cinzel, plano, com afiação bilateral, largura 3 mm, comprimento 15,5 cm e OM 1 Cinzel, plano, com afiação bilateral, largura 4 mm, comprimento 15,5 cm r OM 1 Cinzel, plano, com afiação bilateral, largura 7 mm, comprimento 15,5 cm t Martelo metálico seg. COTTLE, comprimento 18 cm z Tubo de lavagem, LUER-Lock, curvatura longa, com oliva, sem chapa de manuseamento, diâmetro exterior 2,0 mm, comprimento 9 cm u Sonda para canais excretores das glândulas salivares seg. BOWMAN, comprimento 13 cm, tamanho 1 2 i G 1 Pega para espelho bucal, comprimento 12,5 cm, para utilizar com ES ES 1 Espelho bucal, diâmetro 22 mm, não amplia. Para utilizar com G o Instrumento de posicionamento seg. BORMANN, 3 dentes, recto/curvado, comprimento 20 cm p SC 1 Elevador para elevação do seio, ponta dupla, comprimento 19,5 cm, rombo/rombo, em forma de S, curvatura curta/longa a SB 1 Elevador para elevação do seio, ponta dupla, comprimento 19,5 cm, afiado/afiado, curvatura dupla esquerda/direita s SD 1 Elevador para elevação do seio, ponta dupla, comprimento 19,5 cm, rombo/rombo, em forma de baioneta, curto/comprido d E 1 Escavador, ponta dupla, Fig.19, comprimento 17,5 cm f Espátula seg. HEIDEMANN, comprimento 17 cm g Aplicador de tampões seg. LUNIATSCHEK, comprimento 18 cm, tamanho 2 h Colher dentária seg. HEMINGWAY, comprimento 17 cm, tamanho 1 j SS 1 Sonda de exploração, com escala, comprimento 17 cm k Gancho, com um dente, comprimento 17 cm, curva leve l LS 1 Raspador, de dupla face, afiado/afiado, comprimento 17 cm # Pinça de campo seg. BACKHAUS, comprimento 8 cm y Porta-agulhas, empunhadura com mola, curva, sem trava, 16 cm x Pinça para artérias seg. OCHSNER-KOCHER, 1 x 2 dentes, recta, comprimento 14 cm c Porta-agulhas, mordentes em metal duro, comprimento 15 cm v Tesoura seg. MAYO, curvada, comprimento 15 cm b Tesoura para gengiva seg. LOCKLIN, 16 cm, dentada n Pinça para ossos seg. LUER-RUSKIN, curvada, 2 mm, comprimento 15 cm m Pinça para medicação seg. DUPLAY, curvada, com trava, comprimento 21 cm, E 1 Cabo de alta frequência bipolar para coagulador da KARL STORZ B/C/D, C/B/D, B/C/D, B/C/D, B/C/D série AUTOCON (50, 200, 350) e coagulador da Erbe para pinças de coagulação bipolares da KARL STORZ, comprimento 300 cm Pinça de coagulação bipolar com isolamento exterior, angulada à frente, romba, ponta 2 mm, comprimento 19 cm Bandeja de metal para preparação de ossos e cartilagens, com ilhó para pinça de compressas, 10 cm x 15 cm! Taça metálica, 200 ccm, altura 50 mm, 100 mm Ø " Taça metálica, 200 ccm, altura 50 mm, 100 mm Ø Taça metálica, 400 ccm, altura 65 mm, 130 mm Ø

8 EndoWorld Karl Storz GmbH & Co. KG Mittelstraße 8, Tuttlingen, Alemanha Postfach 230, Tuttlingen, Alemanha Telefon: Telefax: EW OMFS-8-1-PT/

EndoWorld OMFS 9-1-PT/02-2010. Conjunto HANNOVER para a cirurgia orbital reconstrutiva

EndoWorld OMFS 9-1-PT/02-2010. Conjunto HANNOVER para a cirurgia orbital reconstrutiva EndoWorld OMFS 9-1-PT/02-2010 Conjunto HANNOVER para a cirurgia orbital reconstrutiva A cirurgia reconstrutiva da órbita e da área periorbital A cirurgia reconstrutiva da órbita e da área periorbital abrange

Leia mais

Multi-Retractor de SCHÖLLHORN

Multi-Retractor de SCHÖLLHORN EndoWorld CARDIO-VAS 3-2-PT/04-2010 Multi-Retractor de SCHÖLLHORN o sistema modular de retractores para a cirurgia cardíaca moderna Multi-Retractor de SCHÖLLHORN o sistema modular de retractores para a

Leia mais

A série E da KARL STORz:

A série E da KARL STORz: EndoWorld UNITS 3-2-PT/07-2011 A série E da KARL STORz: Ergonómica Elegante Eficiente Carro para monitores TROLL-E O novo carro para monitores da KARL STORz oferece-lhe toda a liberdade para deslocar e

Leia mais

EndoWorld THOR 7-PT/06-2011. MediaFIT. A nova geração de pinças desmontáveis para a mediastinoscopia

EndoWorld THOR 7-PT/06-2011. MediaFIT. A nova geração de pinças desmontáveis para a mediastinoscopia EndoWorld THOR 7-PT/06-2011 MediaFIT A nova geração de pinças desmontáveis para a mediastinoscopia MediaFIT mais ergonomia e maior facilidade de uso O design ergonômico das novas pinças MediaFIT facilita

Leia mais

Levantamento do assoalho do seio maxilar assistido Endoscopicamente

Levantamento do assoalho do seio maxilar assistido Endoscopicamente OMFS 10 1.0 02/2015-PT Levantamento do assoalho do seio maxilar assistido Endoscopicamente (EIS Endoscopically Assisted Internal Sinus Lift) Conjunto recomendado pelo Dr. Peter SCHLEIER Levantamento do

Leia mais

Medartis Visão Geral do Produto MODUS

Medartis Visão Geral do Produto MODUS Medartis Visão Geral do Produto MODUS Índice 3 Benefícios Clínicos MODUS 4 5 Tecnologia 6 Sistema de clipagem 7 0.9 / 1.2, Trauma 0.9 / 1.2 8 1.5, Trauma 1.5 9 Sistema de Deposição Orbital OPS 1.5 9 Neuro

Leia mais

ORL 88 8.0 06/2015-PT CLEARVISION II. Para a limpeza intra-operatória da lente frontal

ORL 88 8.0 06/2015-PT CLEARVISION II. Para a limpeza intra-operatória da lente frontal ORL 88 8.0 06/2015-PT CLEARVISION II Para a limpeza intra-operatória da lente frontal Sistema CLEARVISION II: Para a limpeza intra-operatória da lente frontal Realiza o seu diagnóstico ou cirurgia de forma

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

Úmero Proximal. Sistema de Placa Úmero Proximal

Úmero Proximal. Sistema de Placa Úmero Proximal Indicações Fraturas de 2, 3 e 4 fragmentos. Fraturas reconstituíveis da cabeça do úmero. Fraturas Patológicas. Indicações especiais tais como Pseudo-artroses e Osteotomias de correção. 1 Propriedades do

Leia mais

Pedus. Técnica Cirúrgica

Pedus. Técnica Cirúrgica Técnica Cirúrgica com cunha 1. Características do produto Estabilidade angular. Orifícios de combinação. Isto torna possível usar parafusos com e sem estabilidade angular. Parafusos e placas de titânio.

Leia mais

EndoWorld DOK/LK 28-3-PT/04-2006. Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis

EndoWorld DOK/LK 28-3-PT/04-2006. Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis EndoWorld DOK/LK 28-3-PT/04-2006 Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis Quanto mais quente melhor Cabeças de câmara TRICAM e TELECAM Parfocal Zoom autoclaváveis As novas cabeças

Leia mais

GYN 37-1 08/2012-PT TROPHYSCOPE. de CAMPO

GYN 37-1 08/2012-PT TROPHYSCOPE. de CAMPO GYN 37-1 08/2012-PT TROPHYSCOPE de CAMPO TROPHYSCOPE de CAMPO Prefácio O novo histeroscópio compacto TROPHYSCOPE foi desenvolvido especialmente para histeroscopias no consultório e no ambulatório. Ele

Leia mais

A nova alça renal da KARL STORZ

A nova alça renal da KARL STORZ URO 39 4.0 03/2015-PT A nova alça renal da KARL STORZ Um passo decisivo contra a isquemia quente na ressecção laparoscópica parcial do rim A nova alça renal da KARL STORZ - Um passo decisivo contra a isquemia

Leia mais

Invólucros estéreis para os rinofaringolaringoscópios flexíveis KARL STORZ ORL 138 2.0 05/2016-PT

Invólucros estéreis para os rinofaringolaringoscópios flexíveis KARL STORZ ORL 138 2.0 05/2016-PT Invólucros estéreis para os rinofaringolaringoscópios flexíveis KARL STORZ ORL 138 2.0 05/2016-PT Os invólucros estéreis podem ser utilizados com o rinofaringolaringoscópio flexível em exames endoscópicos

Leia mais

Endoscopia em animais exóticos de pequeno porte

Endoscopia em animais exóticos de pequeno porte VET 23 7.0 08/2015-PT Endoscopia em animais exóticos de pequeno porte Conjunto para aves, répteis, anfíbios, pequenos animais domésticos e peixes Endoscopia um método indispensável no consultório de espécies

Leia mais

Endoscópio veterinário para inseminação artificial e histeroscopia VET 33 7.1 03/2016-PT

Endoscópio veterinário para inseminação artificial e histeroscopia VET 33 7.1 03/2016-PT Endoscópio veterinário para inseminação artificial e histeroscopia VET 33 7.1 03/2016-PT Uma revolução na inseminação artificial A endoscopia é o melhor método para o diagnóstico e tratamento do trato

Leia mais

Simulador cirúrgico da KARL STORZ

Simulador cirúrgico da KARL STORZ NEURO 27 4.0 02/2016-PT Simulador cirúrgico da KARL STORZ para o treinamento de técnicas neurocirúrgicas endoscópicas In house Training Solutions da KARL STORZ Treinamento do uso de endoscópios diretamente

Leia mais

Manipulador uterino seg. TINTARA

Manipulador uterino seg. TINTARA GYN 23 3.0 02/2015-PT Manipulador uterino seg. TINTARA Prof. Hatern Tintara Manipulador uterino seg. TINTARA O manipulador uterino é indispensável para a laparoscopia ginecológica. O manipulador uterino

Leia mais

Regeneração Membranas de Colagénio

Regeneração Membranas de Colagénio Regeneração Membranas de Colagénio Membrana Dentária Colagénio A Membrana Dentária GT-Medical é fabricada com Atelo-colagénio de tipo I, sem ligações cruzadas adicionais e com uma matriz semi-translúcida,

Leia mais

Radiografia Panorâmica

Radiografia Panorâmica Unidade Clínica I Radiografia Panorâmica 18.10.2012 1 Introdução A radiografia panorâmica (também chamada de ortopantomografia) produz uma só imagem, tomográfica, das estruturas da face, incluindo as arcadas

Leia mais

Kit de Teste GrandTEC

Kit de Teste GrandTEC Kit de Teste GrandTEC Cara Utilizadora, Caro Utilizador, Este Kit de Teste foi criado para que possa experimentar num modelo a aplicação das tiras GrandTEC, confeccionadas em fibra de vidro impregnadas

Leia mais

SPS Secure Portal System

SPS Secure Portal System ART 21 10.0 07/2015-PT SPS Secure Portal System Sistema de portais na artroscopia do ombro SPS Secure Portal System O sistema de portal seguro (SPS) simplifica o posicionamento de portais na artroscopia

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Nome técnico: IMPLANTES DENTÁRIOS (OSSEOINTEGRÁVEL) Nome comercial: IMPLANTE DENTÁRIO Modelo comercial: Ver lista abaixo.

INSTRUÇÕES DE USO. Nome técnico: IMPLANTES DENTÁRIOS (OSSEOINTEGRÁVEL) Nome comercial: IMPLANTE DENTÁRIO Modelo comercial: Ver lista abaixo. INSTRUÇÕES DE USO Produto: Nome técnico: IMPLANTES DENTÁRIOS (OSSEOINTEGRÁVEL) Nome comercial: IMPLANTE DENTÁRIO Modelo comercial: Ver lista abaixo. PROSS CILÍNDRICO HE SS Ø5,0 PROSS CILÍNDRICO HE Ø5,0

Leia mais

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS Anestesia em anestésico o mais próximo possível do ápice do dente a ser anestesiado. Objetivo : Propiciar o conhecimento das técnicas anestésicas, principalmente as utilizadas

Leia mais

Circular 0160/2000 São Paulo, 18 de Maio de 2000.

Circular 0160/2000 São Paulo, 18 de Maio de 2000. [fesehf/cabecalho.htm] Circular 0160/2000 São Paulo, 18 de Maio de 2000. Plano de Saúde Assunto: Rol de Procedimentos Odontológicos para Plano de Saúde Prezado (a) Senhor (a), A Agência Nacional de Saúde

Leia mais

Laringoscópio para operação seg. DEDO ORL 125 2.0 02/2015-PT

Laringoscópio para operação seg. DEDO ORL 125 2.0 02/2015-PT Laringoscópio para operação seg. DEDO ORL 125 2.0 02/2015-PT Laringoscópio para operação seg. DEDO A característica especial do laringoscópio seg. DEDO é o formato da extremidade proximal em forma de uma

Leia mais

veneza Armário de automação IP 55

veneza Armário de automação IP 55 Armário de automação IP 55 Armário de automação IP 55 veneza A solução flexível para compor A oferta da Hager acaba de ser ampliada com a nova série veneza, a solução ideal para realizar armários de automação,

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

BCPP TUBE PLATE 95 O. Técnica Cirúrgica. 51.30 - Placa Tubo BCPP - 95 o

BCPP TUBE PLATE 95 O. Técnica Cirúrgica. 51.30 - Placa Tubo BCPP - 95 o BCPP TUBE PLATE 95 O Técnica Cirúrgica 51.30 - BCPP Tube Plate Materiais Titânio - Ti 6Al 4V ELI ASTM F-136 ISO 5832-3 Aço Inoxidável ASTM F-138 ISO 5832-1 Indicações A é indicada para as seguintes fraturas

Leia mais

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral

Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Sinonímia Alterações Herdadas e Congênitas Defeitos de Desenvolvimento da Região Maxilofacial e Oral Doença Hereditária: é um desvio da normalidade transmitidos por genes e que podem estar presentes ou

Leia mais

Highlights 2016. Edição do 2 trimestre de 2016. Otorrinolaringologia

Highlights 2016. Edição do 2 trimestre de 2016. Otorrinolaringologia Highlights 2016 Edição do 2 trimestre de 2016 Otorrinolaringologia O novo TIPCAM 1 S 3D ORL Uma dimensão à frente Ótica 3D com 4 mm de diâmetro Através de uma extraordinária exibição em três dimensões

Leia mais

C I R U R G I A C O M J A T O D E Á G U A. Uma nova dimensão em cirurgia com jato de água:

C I R U R G I A C O M J A T O D E Á G U A. Uma nova dimensão em cirurgia com jato de água: C I R U R G I A C O M J A T O D E Á G U A E r b E J E T 2 Uma nova dimensão em cirurgia com jato de água: o ERBEJET 2 no sistema VIO cirurgia com jato de água O procedimento suave no centro cirúrgico.

Leia mais

Macro porta-agulhas de KOH LAP 63 3.0 02/2015-PT

Macro porta-agulhas de KOH LAP 63 3.0 02/2015-PT Macro porta-agulhas de KOH LAP 63 3.0 02/2015-PT Qualidade insuperável macro porta-agulhas de KOH Os macro porta-agulhas de KOH, com 5 mm de diâmetro, combinam um excelente rendimento a uma ampla gama

Leia mais

Instrumentos RoBi NOVO. Pinças de apreensão e tesouras bipolares rotativas nos tamanhos 3,5 mm e 5 mm. RoBi agora. também com 3,5 mm de Ø

Instrumentos RoBi NOVO. Pinças de apreensão e tesouras bipolares rotativas nos tamanhos 3,5 mm e 5 mm. RoBi agora. também com 3,5 mm de Ø LAP 45 16.0 08/2015-PT Instrumentos RoBi Pinças de apreensão e tesouras bipolares rotativas nos tamanhos 3,5 mm e 5 mm NOVO RoBi agora também com 3,5 mm de Ø Instrumentos bipolares rotativos de 3,5 mm

Leia mais

CLIPPER DE LA COURONNE

CLIPPER DE LA COURONNE Gebruiksaanwijzing Instructions for use Mode d emploi Anleitung Instrucciones de Uso Istruzioni d uso Bruksanvisning Brugsanvisning Bruksanvisning Käyttöohje Instruções de utilização TYPE 535409 V1 CLIPPER

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Schlüter -KERDI-DRAIN Escoamento 8.2 Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Aplicação e funcionamento Schlüter -KERDI-DRAIN é um sistema de escoamento de águas no solo destinado

Leia mais

Discectomia endoscópica percutânea lombar (DEPL) e outras intervenções na coluna torácica e lombar com o sistema SpineTIP

Discectomia endoscópica percutânea lombar (DEPL) e outras intervenções na coluna torácica e lombar com o sistema SpineTIP CV 17 3.0 10/2015-PT Discectomia endoscópica percutânea lombar (DEPL) e outras intervenções na coluna torácica e lombar com o sistema SpineTIP Dr. med. Thomas Lübbers, Departamento de Neurocirurgia, Centro

Leia mais

IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO

IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO 1 IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS PORQUE PODEM SER COLOCADOS QUANDO PODEM SER COLOCADOS COMO

Leia mais

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( )

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( ) 01. CONSULTA Consulta (exame clínico) 39,00 Consulta (exame clínico "Check-up" sem tratamentos) 29,00 02. MEDICINA DENTÁRIA PREVENTIVA Aplicação tópica de fluor c/ moldeiras 10,00 Selante de fissuras p/dente

Leia mais

Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão

Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão Roteiro para Instrumentação da Técnica de Parafuso de Compressão O tipo de compressão gerada por um parafuso é designado compressão interfragmentária

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

Telha TopSteel. Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência.

Telha TopSteel. Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência. Telha TopSteel Telhas termoacústicas. Leveza e conforto aliados à eficiência. Telha TopSteel Leveza e conforto aliados à eficiência. As novas telhas termoacústicas TopSteel da Brasilit são de fácil transporte

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO Descrição: O Sistema de Estação de Trabalho e Montagem - S.A.M. - apresenta soluções refinadas e flexíveis, com ótima relação de custo benefício que se adequa perfeitamente às necessidades de sua empresa.

Leia mais

TBM220. Instruções de Serviço

TBM220. Instruções de Serviço Instruções de Serviço PT CARO CLIENTE! O berbequim de mesa PROXXON TBM 220 é uma máquina precisa e potente. As presentes instruções contêm: instruções de segurança manuseamento e manutenção lista de peças

Leia mais

Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT

Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT Instrumentos para a reconstrução do LCP ART 40 7.0 09/2015-PT Instrumentos para a reconstrução do LCP Para a reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) é necessário um instrumental especial. Para

Leia mais

Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Esqueleto axial. Sistema Esquelético Humano.

Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Esqueleto axial. Sistema Esquelético Humano. Anatomia Humana Sistema Esquelético Ed. Física Prof. Cláudio Costa Osteologia: É o estudo dos ossos. Composição do Sistema Ósseo: 206 peças duras, resistentes e flexíveis chamadas ossos, pelas cartilagens

Leia mais

Rosqueadeiras. Manual de Instruções

Rosqueadeiras. Manual de Instruções Manual de Instruções 2 NOMAQ Roscar/Cortar/Escarear Modelos para tubos de ½ a 6 Modelo NQ-R2 NQ-R2A NQ-R4 NQ-R6 Roscas Tubos 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2, 2.1/2, 4 2.1/2, 4, 5, 6 Roscas

Leia mais

CAVIDADE BUCAL. Anatomia Aplicada à Odontologia. Prof. Peter Reher, CD, CD, MSc, MSc, PhD PhD

CAVIDADE BUCAL. Anatomia Aplicada à Odontologia. Prof. Peter Reher, CD, CD, MSc, MSc, PhD PhD CAVIDADE BUCAL Anatomia Aplicada à Odontologia CAVIDADE BUCAL Dr. Peter Reher, CD, CD, MSc, PhD PhD Especialista e Mestre em Cirurgia Bucomaxilofacial - UFPel-RS Doutor (PhD) em Cirurgia Maxilofacial -

Leia mais

UNIDRIVE S III NEURO. A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna Vertebral NEURO 28 6.0 01/2016-PT

UNIDRIVE S III NEURO. A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna Vertebral NEURO 28 6.0 01/2016-PT UNIDRIVE S III NEURO A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna Vertebral NEURO 28 6.0 01/2016-PT UNIDRIVE S III NEURO A solução completa para Neurocirurgia e para Cirurgia da Coluna

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

VET 36 3.0 01/2016-PT TELE PACK VET X LED. Sistema de vídeo completo para documentação endoscópica ambulatorial

VET 36 3.0 01/2016-PT TELE PACK VET X LED. Sistema de vídeo completo para documentação endoscópica ambulatorial VET 36 3.0 01/2016-PT TELE PACK VET X LED Sistema de vídeo completo para documentação endoscópica ambulatorial Cinco aparelhos, um O TELE PACK VET X LED da KARL STORZ é um sistema único, compacto e portátil,

Leia mais

Implantes Dentários. Qualquer paciente pode receber implantes?

Implantes Dentários. Qualquer paciente pode receber implantes? Implantes Dentários O que são implantes ósseos integrados? São uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 6O, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade pela comunidade científica

Leia mais

Professora: Edilene biologolena@yahoo.com.br O SISTEMA DIGESTÓRIO

Professora: Edilene biologolena@yahoo.com.br O SISTEMA DIGESTÓRIO Professora: Edilene biologolena@yahoo.com.br O SISTEMA DIGESTÓRIO O SISTEMA DIGESTÓRIO A DIGESTÃO A digestão é o conjunto das transformações, mecânicos e químicos, que os alimentos orgânicos sofrem ao

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 56/2012 PROCESSO: 23066.040825/12-97 UASG: 153038 Vigência: 17/04/2013 até 17/04/2014

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 56/2012 PROCESSO: 23066.040825/12-97 UASG: 153038 Vigência: 17/04/2013 até 17/04/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 56/2012 PROCESSO: 23066.040825/12-97 UASG: 153038 Vigência: 17/04/2013 até 17/04/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DIVISÃO DE MATERIAL DIM Maria Edite Jesus Brandão DIVISÃO DE MATERIAL

Leia mais

Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos VET 22 3.0 06/2015-PT

Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos VET 22 3.0 06/2015-PT Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos VET 22 3.0 06/2015-PT Laparoscopia e toracoscopia no consultório veterinário de equinos Os métodos minimamente invasivos em equinos, quando

Leia mais

Rinoplastia em perfeição

Rinoplastia em perfeição ORL 132 3.0 09/2015-PT Rinoplastia em perfeição Conjunto de Rinoplastia do Prof. G. J. Nolst Trenité Rinoplastia em perfeição Conjunto de Rinoplastia do Prof. G. J. Nolst Trenité 2 Para rinoplastia moderna,

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS GUIAS DE ENCAMINHAMENTO ODONTOLÓGICO PROGEO 1 1. PROPÓSITO Efetuar controle da Guias de Encaminhamentos Odontológicos em conformidade com a Circular 006/2007 da DSM e DGPM-401

Leia mais

Crescimento guiado para correção de joelhos unidos e pernas arqueadas em crianças

Crescimento guiado para correção de joelhos unidos e pernas arqueadas em crianças INFORMAÇÃO AO PACIENTE Crescimento guiado para correção de joelhos unidos e pernas arqueadas em crianças O sistema de crescimento guiado eight-plate quad-plate INTRODUÇÃO As crianças necessitam de orientação

Leia mais

Instruções complementares. Centragem. para VEGAFLEX Série 80. Document ID: 44967

Instruções complementares. Centragem. para VEGAFLEX Série 80. Document ID: 44967 Instruções complementares Centragem para VEGAFLEX Série 80 Document ID: 44967 Índice Índice 1 Descrição do produto 1.1 Vista geral... 3 1.2 Centragens... 3 2 Montagem 2.1 Informações gerais... 10 2.2 Estrelas

Leia mais

Construção de varandas e terraços Variantes 1-8

Construção de varandas e terraços Variantes 1-8 Construção de varandas e terraços Variantes 1-8 CONSTRUÇÃO DE VARANDAS E DE TERRAÇOS ESTRUTURA DE CONSTRUÇÃO 1 Construção de pavimentos com Schlüter -DITRA Conjunto impermeável Desacoplamento conjunto

Leia mais

KNIPEX NOVIDADES 2015

KNIPEX NOVIDADES 2015 KNIPEX NOVIDADES 2015 2 KNIPEX Pinça para sifões e conectores Para sifões, tubos de plástico e conectores até Ø 80 mm Ajuste de precisão para adaptar-se de forma ideal aos mais variados diâmetros Robusta,

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo.

Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo. Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo. A Dentoflex vai ainda mais longe A Dentoflex está no mercado odontológico há mais de 30 anos e não para de se reiventar. Para ser

Leia mais

3M Littmann Estetoscópios. Para especialistas. à escuta

3M Littmann Estetoscópios. Para especialistas. à escuta s Para especialistas à escuta s Littmann é a marca que garante uma qualidade inquestionável. É reconhecida mundialmente pela precisão, superioridade acústica, design inovador e excepcional performance.

Leia mais

NAV 3 1.0 12/2015-PT KARL STORZ. NAV1 optical

NAV 3 1.0 12/2015-PT KARL STORZ. NAV1 optical NAV 3 1.0 12/2015-PT KARL STORZ NAV1 optical KARL STORZ NAV1 optical Integração com economia de espaço em qualquer sala de cirurgia Com o NAV1 optical, você se beneficia de uma solução de navegação de

Leia mais

LAP 61 4.1 06/2015-PT. Sistema D-LIGHT P. Para a avaliação por perfusão de fluorescência em anastomoses colorretais

LAP 61 4.1 06/2015-PT. Sistema D-LIGHT P. Para a avaliação por perfusão de fluorescência em anastomoses colorretais LAP 61 4.1 06/2015-PT Sistema D-LIGHT P Para a avaliação por perfusão de fluorescência em anastomoses colorretais Introdução Para visualizar alterações no corpo humano que não são perceptíveis através

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

Ressectoscópios bipolares GYN 21 12.0 07/2015-PT

Ressectoscópios bipolares GYN 21 12.0 07/2015-PT Ressectoscópios bipolares GYN 21 12.0 07/2015-PT Ressecção bipolar: Cirurgia intrauterina de alta frequência mais segura e eficaz Os ressectoscópios bipolares são equipados com um eletrodo de trabalho

Leia mais

Construção de varandas e terraços. Variantes 1-6

Construção de varandas e terraços. Variantes 1-6 Construção de varandas e terraços Variantes 1-6 IMPERMEABILIZAÇÃO, DESACOPLAMENTO E COMPENSAÇÃO DA PRESSÃO DE VAPOR ESTRUTURA DA CONSTRUÇÃO 1 Construção de varandas com Schlüter -DITRA Conjunto impermeável

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. )

BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. ) EW GYN 34-6 07-2012-PT BETTOCCHI Integrated Office Hysteroscope (B.I.O.H. ) Para a histeroscopia diagnóstica e cirúrgica 2 3 "Exceda as expectativas" Em 1996 revolucionámos o mundo da histeroscopia, ao

Leia mais

Vídeo-endoscópios para animais de grande porte VET 28 3.0 08/2015-PT

Vídeo-endoscópios para animais de grande porte VET 28 3.0 08/2015-PT Vídeo-endoscópios para animais de grande porte VET 28 3.0 08/2015-PT Vídeo-endoscópios para a medicina veterinária da KARL STORZ um novo critério para a qualidade da imagem e a versatilidade Com os novos

Leia mais

Instruções de Montagem e Utilização

Instruções de Montagem e Utilização Instruções de Montagem e Utilização Estação externa de aço inoxidável do vídeo 2551 20, 2552 20, 2553 20 2554 20, 2556 20, 2558 20 2559 20, 2560 20, 2562 20 Índice Descrição do aparelho...3 Funções e características

Leia mais

VET 30-5 07/2014-PT. Minilaparoscopia. Para animais com um peso inferior a 10 kg

VET 30-5 07/2014-PT. Minilaparoscopia. Para animais com um peso inferior a 10 kg VET 30-5 07/2014-PT Minilaparoscopia Para animais com um peso inferior a 10 kg Morbilidade e mortalidade reduzidas Recuperação e cicatrização mais rápidas Um conjunto básico de instrumentos para veterinários

Leia mais

A estrutura patenteada

A estrutura patenteada Placas DSI Placas DSI em plástico (conforme a norma DIN) A estrutura patenteada As placas de sinalização DSI em plástico colorido são resistentes às intempéries, a riscos, a choques e não perdem a cor,

Leia mais

MANUTENÇÃO TUBOS - EXTRACTORES

MANUTENÇÃO TUBOS - EXTRACTORES MANUTENÇÃO TUBOS - EXTRACTORES...204 MANUTENÇÃO...208 FERRAMENTAS DE TUBOS...2 EXTRACÇÃO 203 MANUTENÇÃO - TUBOS - EXTRACTORES MANUTENÇÃO MALA DE MANUTENÇÃO - Para manutenção móvel. - 24 ferramentas. E034806

Leia mais

Artroscopia do Cotovelo

Artroscopia do Cotovelo Artroscopia do Cotovelo Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo Artroscopia é uma procedimento usado pelos ortopedistas para avaliar, diagnosticar e reparar problemas dentro

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00070/2013-000 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00070/2013-000 SRP 522 - COMANDO DO EXERCITO 60322 - HOSPITAL CENTRAL DO EXERCITO/RJ RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00070/203-000 SRP - Itens da Licitação - MATERIAL DE SOCORRO. CENTRAL DE MONITORIZAÇÃO: COM CAPACIDADE

Leia mais

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Técnica inovadora Somente aplicando os mais modernos materiais da técnica adesiva, o clínico

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Colectores planos Suporte de instalação 6 720 643 442 (2010/03) PT 6720616592.00-1.SD Indice Indice 1 Esclarecimento dos símbolos e indicações de segurança...............................

Leia mais

O Nosso Corpo Volume XXIV O Ouvido Parte 2

O Nosso Corpo Volume XXIV O Ouvido Parte 2 O Nosso Corpo Volume XXIV um Guia de O Portal Saúde Outubro de 2010 O Portal Saúde Rua Braancamp, 52-4º 1250-051 Lisboa Tel. 212476500 geral@oportalsaude.com Copyright O Portal Saúde, todos os direitos

Leia mais

ANEXO I - DA ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA

ANEXO I - DA ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA ANEXO I - DA DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA GRANDES FRAGMENTOS 1 Parafuso cortical em aço inoxidável antimagnético, diâmetro da rosca de 4,5mm, diâmetro do núcleo de 3,0mm, hexágono interno de 3,5mm

Leia mais

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS Informações ao paciente Contém: 1. Explicação geral sobre cirurgias ortognáticas, 2. Perguntas e respostas, A cirurgia ortognática, também chamada de ortodontia cirúrgica, é um tipo

Leia mais

ORL /2016-PT. Coagulação bipolar. Pinças de coagulação com ponta de prata

ORL /2016-PT. Coagulação bipolar. Pinças de coagulação com ponta de prata ORL 130 2.0 02/2016-PT Coagulação bipolar Pinças de coagulação com ponta de prata Coagulação bipolar Situação inicial Durante a coagulação de tecidos é importante estancar hemorragias rapidamente e de

Leia mais

Manual de utilização. No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1. Peso 0-18 kg. Idade 6m-4a

Manual de utilização. No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1. Peso 0-18 kg. Idade 6m-4a 1 26 27 34 35 16 2 4 3 Manual de utilização 5 6 8 9 7 10 11 12 13 14 15 28 29 36 31 17 30 37 No sentido inverso ao da marcha e no sentido da marcha Grupo 0+ - 1 19 20 21 23 Peso 0-18 kg 18 22 38 39 Idade

Leia mais

Endoscopia dos seios maxilares para implantodontistas

Endoscopia dos seios maxilares para implantodontistas OMFS 13 3.0 08/2015-PT Endoscopia dos seios maxilares para implantodontistas Prof. Dr. Hans Behrbohm, Priv.-Doz. Dr. Dr. Steffen Köhler, ZÄ Wibke Behrbohm 1. 1. Introdução do conjunto para acesso pela

Leia mais

Fraturas do Terço Médio da Face

Fraturas do Terço Médio da Face Fraturas do Terço Médio da Face Epidemiologia: Pico de incidência entre 15 e 30 anos Homens correspondem a 60-80% As principais causas são acidente automobilístico, agressão, esportes radicais e quedas

Leia mais

Highlights 2016. Edição do 2. trimestre de 2016. Cirurgia Odontológica e Bucomaxilofacial

Highlights 2016. Edição do 2. trimestre de 2016. Cirurgia Odontológica e Bucomaxilofacial Highlights 2016 Edição do 2. trimestre de 2016 Cirurgia Odontológica e Bucomaxilofacial Sialendoscópio ALL IN ONE Características especiais: Endoscópios em miniatura semiflexíveis para exploração dos ductos

Leia mais

CARROS DE REBOQUE. Compre Produtos Certificados. Na Equipleva todos os equipamentos cumprem com as diretivas da CE.

CARROS DE REBOQUE. Compre Produtos Certificados. Na Equipleva todos os equipamentos cumprem com as diretivas da CE. Carros de Mão Carros Ligeiros com Carros para Cargas Médias/Elevadas Carros Armário com e sem Prateleiras Carros com Banca de Trabalho Carros de Apoio à Industria Carros de Reboque Carros para Escritóio

Leia mais

MANUAL DE MANUTENÇÃO E REPOSIÇÃO DE PEÇAS PARA CAIXAS DE DESCARGA

MANUAL DE MANUTENÇÃO E REPOSIÇÃO DE PEÇAS PARA CAIXAS DE DESCARGA MANUAL DE MANUTENÇÃO E REPOSIÇÃO DE PEÇAS PARA CAIXAS DE DESCARGA CAP 1 MANUTENÇÃO E REPOSIÇÃO D EPEÇAS PARA CAIXA DE DESCARGA DE EMBUTIR - M9000 M9000 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Ø40 mm Ø0 mm VOLUME DE ÁGUA

Leia mais

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a

No sentido inverso ao da marcha. Altura 61-105 cm. Peso máximo 18 kg. UN regulation no. R129 i-size. Idade 6m-4a 1 23 2 4 3 Manual de utilização 5 6 7 24 26 8 9 10 11 12 13 14 No sentido inverso ao da marcha Altura 61-105 cm 16 17 18 20 25 Peso máximo 18 kg 15 19 Idade 6m-4a UN regulation no. R129 i-size 21 22 27

Leia mais

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Buco Maxilo Facial Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Sistema de Buco Maxilo Facial Os princípios biomecânicos da osteossíntese com placas aplicável a mandíbula culminou

Leia mais

Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral

Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral Técnicas Anestésicas Aplicadas à Cirurgia Oral Anestesias Locais 1. Periférica, tópica ou de superfície 2. Infiltrativa terminal 3. Troncular, regional ou bloqueio de condução Aula de cirurgia Anestesia

Leia mais

PROTOCOLO DE DESCONTAMINAÇÃO ORAL

PROTOCOLO DE DESCONTAMINAÇÃO ORAL PROTOCOLO DE DESCONTAMINAÇÃO ORAL (PARA ADULTOS) Adaptado para utilização de escova dental + boneca de gaze Versão 1.6 Dr. Eduardo Esber Odontologista CROMG 16393 CNI 16495 "O que acontece na boca não

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO URBANO

TRANSPORTE COLETIVO URBANO TRANSPORTE COLETIVO URBANO ABRIGOS PARA PONTOS DE PARADA PROJETO ARQUITETÔNICO Julho 2007 PARADAS DE ÔNIBUS Memorial Justificativo A proposta é a construção de mobiliário urbano para abrigo da população

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA abr/2006 1 de 6 COBERTURAS DIRETORIA DE ENGENHARIA. Edificações. Coberturas. PR 010979/18/DE/2006 ET-DE-K00/005

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA abr/2006 1 de 6 COBERTURAS DIRETORIA DE ENGENHARIA. Edificações. Coberturas. PR 010979/18/DE/2006 ET-DE-K00/005 ESPECIFICÇÃO TÉCNIC abr/2006 1 de 6 TÍTULO COBERTURS ÓRGÃO DIRETORI DE ENGENHRI PLVRS-CHVE Edificações. Coberturas. PROVÇÃO PROCESSO PR 010979/18/DE/2006 DOCUMENTOS DE REFERÊNCI SEP Secretaria de Estado

Leia mais

UNITS 10 1.0 02/2015-PT COR. A peça central na sala de cirurgia

UNITS 10 1.0 02/2015-PT COR. A peça central na sala de cirurgia UNITS 10 1.0 02/2015-PT COR A peça central na sala de cirurgia COR A peça central para sua sala de cirurgia! Em qualquer sala de cirurgia na qual são realizadas intervenções, a unidade móvel com todos

Leia mais

Instrumental básico para Artroscopia da Articulação da Mão ART /2016-PT

Instrumental básico para Artroscopia da Articulação da Mão ART /2016-PT Instrumental básico para Artroscopia da Articulação da Mão ART 62 1.0 05/2016-PT Instrumental básico para Artroscopia da Articulação da Mão 2 Estabeleça as bases para uma operação precisa e eficiente na

Leia mais