Conheça os professores estrangeiros da JPR 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conheça os professores estrangeiros da JPR 2014"

Transcrição

1 Março de 2014 Edição 427 JPR 2014 Conheça os professores estrangeiros da JPR 2014 O evento já conta com mais de 2000 inscritos, e trará professores de diferentes nacionalidades. Conheça mais sobre eles e os principais aspectos de suas aulas. Páginas 6 e 7 EVENTOS SPR Germe 2014: auditório lotado A quarta edição do Curso Avançado do Grupo de Estudos de Radiologia Musculoesquelética (Germe), realizado em 22 e 23 de fevereiro, foi um sucesso. Veja as fotos e o balanço do evento na visão dos coordenadores. Página 12 POLÍTICAS EM SAÚDE Entidades divulgam nota de repúdio Alerta: acesso aos exames de prevenção ao câncer de mama no SUS está restrito pelo Ministério da Saúde, deixando milhões de brasileiras com menos de 50 anos em risco de um diagnóstico tardio. Página 18 ENTREVISTA O deputado federal Eleuses Paiva (PSD-SP) faz um balanço do ano passado e fala sobre os projetos para 2014, dentre os quais a Proposta de Emenda à Constituição que cria a carreira de médico do Estado. Página 4 Informativo da Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem twitter.com/spradiologia facebook.com/sociedadepaulistaderadiologia

2 OPINIÃO Educação médica continuada durante a Residência Aquele que aprende está unicamente interessado em continuar a aprender. Carl Rogers O processo educacional em Diagnóstico por Imagem se estabelece sobre três pilares: o teórico ou informativo, o da prática ou habilidade, e o comportamental. Este último é norteado pela busca da competência para que possamos atingir o nosso maior objetivo: ajudar o paciente. O termo educação continuada nos impõe um pré-requisito, o conhecimento básico. Atualmente a Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem consiste de três anos obrigatórios, um quarto ano praticamente essencial e ainda um quinto ano opcional, normalmente em uma área específica ou superespecialidade. A obtenção do título de especialista após o período da residência dá a impressão da conclusão de um processo, mas apenas representa uma etapa vencida de uma longa jornada. E a maneira como estes anos foram conduzidos, certamente, fará diferença no restante da sua vida profissional. O universo do conhecimento em Radiologia é muito amplo, o que cria muita demanda por radiologistas, principalmente nos grandes centros. Isso faz com que muitos residentes restrinjam ou direcionem sua formação, muitas vezes precocemente, às superespecialidades, limitando o conhecimento básico ao mínimo necessário para passar na prova de título. Essa é uma situação que merece atenção, já que vivemos numa era em que os exames de imagem se tornaram uma extensão do exame físico, com poucas condutas sendo adotadas sem o seu respaldo. Nossa interpretação e opinião sobre determinada situação fica registrada e assinada num relatório, perpetuando os acertos e equívocos, transferindo ao radiologista uma enorme responsabilidade no processo do diagnóstico. Quanto mais nos aprofundamos no universo da radiologia, mais temos noção da sua extensão e das nossas próprias limitações. Diante disso, fica claro a importância da educação continuada para a boa formação profissional. No estado de São Paulo, o residente ou especializando em DI tem acesso a diversas atividades extracurriculares, muitas delas proporcionadas pela SPR. Exemplos são os Grupos de Estudo, o Clube Manoel de Abreu, o Clube Roentgen, o Curso de Radiologia para Residentes e o Curso de Atualização em Radiologia (Feres Secaf), Dr. Pablo Rydz Pinheiro Santana, presidente do Clube Roentgen e coordenador do Curso de Radiologia além do maior evento de Radiologia da América Latina, a Jornada Paulista de Radiologia. Com tantas opções, é inadmissível que alguém que se proponha a uma boa formação em Radiologia não utilize estes benefícios. Para cumprir sua missão precípua de educação continuada e aprimorar suas atividades educacionais, além de se dedicar a todos esses eventos citados, a SPR também mantém um compromisso de inovação e renovação. Foi refletindo sobre isso que se percebeu a necessidade de rever e adaptar o formato do Curso de Radiologia para Residentes a uma nova realidade educacional. A partir de 2014, estenderemos a duração do Curso para três anos, alteração que permitirá ao Curso abranger todas as áreas do conhecimento básico em Radiologia, oferecendo a todos a oportunidade de uma formação sólida, de acordo com os melhores programas de Residência da nossa especialidade. Outro diferencial do curso é que as aulas são ministradas por professores com título de especialista pelo CBR, oriundos de diversos serviços do estado, possibilitando ao residente um contato informal com colegas de diversos serviços, com outra casuística/ experiência, ampliando sua formação e diversificando seu aprendizado. A atual diretoria está trabalhando em outras mudanças na atividade. Estamos discutindo um projeto para levar o Curso de Radiologia da SPR a todos os residentes do estado de SP, se possível, de maneira plena já no ano de A SPR tem o compromisso com seus associados de buscar permanentemente novos métodos úteis ao ensino e ao aprendizado, reduzindo as distâncias entre o conhecimento e todos os radiologistas interessados em aprender continuamente. O Curso do Residente e o Clube Roentgen tem sido fóruns prestigiados nesta incansável luta e muitas novidades surgirão em breve. Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Av. Paulista, 491 3º andar CEP São Paulo SP Tel. (11) Fax (11) Filiada ao Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Departamento de Diagnóstico por Imagem da APM Diretoria para o biênio 2013/2015 Dr. Antônio José da Rocha Presidente Dr. Antônio Soares Souza Vice-Presidente Dr. Mauro José Brandão da Costa Secretário-Geral Dr. César Higa Nomura 1º Secretário Dr. Arilton José dos Santos Carvalhal 2º Secretário Dr. Rubens Prado Schwartz Tesoureiro-Geral Dr. Décio Roveda Jr. 1º Tesoureiro Dra. Eloísa M. de Mello S. Gebrim 2ª Tesoureira Dr. Renato Adam Mendonça Diretor Científico Dr. Jaime Ribeiro Barbosa Diretor de Defesa Profissional Dr. Cyro Padilha Balsimelli Diretor de Patrimônio Dr. Carlos Homsi Diretor de Assuntos Culturais Dr. Marcelo de Maria Félix Diretor de Tecnologia da Informação Dr. Pablo Rydz Pinheiro Santana Presidente do Clube Roentgen Dr. Marcus Vinicius Nascimento Valentin Presidente do Clube Manoel de Abreu Dr. Gustavo Kalaf Presidente SPR Jr. Dr. Ricardo Emile Baaklini Presidente do Conselho Consultivo CONSELHO CONSULTIVO Dr. Ricardo Emile Baaklini Dr. Tufik Bauab Jr. Dr. Marcelo D Andrea Rossi Dr. André Scatigno Dr. Adelson André Martins Dr. Renato Adam Mendonça Dr. Celso Hiram de Araújo Freitas Dr. Aldemir Humberto Soares Dr. Nestor de Barros Dr. Jaime Ribeiro Barbosa Dr. Luiz Antônio Nunes de Oliveira Dr. Giovanni Guido Cerri Dr. José Michel Kalaf Diretores do Jornal da Imagem Dr. Aldemir Humberto Soares Dr. Celso Hiram de A. Freitas Dr. Cássio Ruas de Moraes Editores da Revista da Imagem Dr. Jacob Szejnfeld Dr. Tufik Bauab Jr. Edição Priscila Zanolini Figueiredo Mtb SP Reportagem Carolina Carone Marketing Mayra Leal Projeto Gráfico e Editoração Marco Murta Farol Editora Impressão Gráfica Regente Maringá, PR Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião da SPR. 2

3 PALAVRA DO PRESIDENTE À margem do rio Dr. Antônio José da Rocha, presidente da Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR) Do rio que tudo arrasta, diz-se que é violento. Mas não chamam violentas às margens que o oprimem. (Berthold Brecht ) Não tenho qualquer simpatia pelo neofascismo que tem nos visitado travestido de povo pelo Brasil afora, agredindo tudo e todos, pessoas e instituições, ferindo de morte uma jovem de pouco amparo chamada Democracia. Às vésperas do mundial de futebol, maior evento para o povo brasileiro, tem sido aventada a hipótese de se proibir o povo de ser povo. Por quê? Quando os políticos decidem que a política não é a via preferencial para se fazer o jogo, é hora do homem comum colocar as barbas de molho... Se o povo deixar de ser o que é (bem ou mal) e se a jovem sucumbir, todos sairemos derrotados. As leis existem desde há muito. Não Matarás! Esta é uma das palavras da Lei Mosaica lavrada na pedra pelo próprio Deus e dada aos homens. Mesmo quem duvida disso não terá argumento plausível para crer que necessitamos de mais um conjunto de leis específicas para regulamentar baderna ou quebra-quebra. Os limites já foram definidos pelas leis dos homens, lavrados à tinta, impressos e divulgados para o cumprimento de todos, conforme preconiza o estado de direito. Ah Brazil, por que sempre preferes o surreal, o imaginário fantástico, afastando-se das mazelas do país real? Insisto em vislumbrar o futuro pela janela da história. Pelas ventanas o que vejo não me agrada A quem interessa a arruaça? Talvez àqueles que pretendem proibi-la. Às vezes tenho a impressão de estar vendo a realidade por trás de uma cortina de fumaça. Desde quando o povo precisa de máscara para ir às ruas para vibrar, para protestar ou, simplesmente, para ser o que é, transeunte da história. Ouvi dizer que a história é a janela para se mirar o futuro. Talvez seja. Temo que alguns não queiram acessar suas ventanas más cercanas, parecem ser frágeis. Talvez de vidro. Pobre do homem comum, pelo menos na ficção houve refúgio. Guimarães Rosa o levou para a terceira margem do rio (Primeiras Estórias 1962). Ainda bem que houve um seu filho, também homem comum, mas com menor sensibilidade, que tratou de provê-lo, pelo menos satisfazendo as necessidades fisiológicas da existência de seu pai recluso. O homem cumpridor, ordeiro, positivo, não resistiu à vida cotidiana e preferiu o silêncio em busca de si e de sua existência. A canoa fez-se refúgio essencial à reflexão existencial. Aquela foi uma decisão pessoal, sua opção, e permitiu ao filho narrador compreender à sua maneira os motivos do pai, sentido até a ambição passageira de tomar seu lugar. No momento em que o mundo nos vê e julga parece haver receio de que o Brasil seja reconhecido pelo que é. Parece que estamos no Império e faremos um evento para inglês ver. Parece que almejamos uma realidade fantástica ou fantasiosa através da qual todos nos respeitam e admiram, os países ricos, os pobres, o conselho de segurança da ONU nos quer ouvir, o fórum econômico mundial de Davos faz questão de admirar as pérolas que temos para lançar aos homens e até aos porcos. Muitos crêem nesse mundo surreal e querem convencer os demais que as mulheres passaram a ter uma única mama. Querem convencer a todos que o câncer fora dominado, não pela ciência e seus limites, mas pelas normas e seus disparates. Por definição, mamografia unilateral ou restrita às mulheres acima de 50 anos é querer regulamentar o acaso ou a doença, por normas ou decretos. No realismo fantástico talvez isso funcione, mas é uma pena que a vida real seja um tanto mais irrefutável. Os médicos, para que médicos? Tragam-nos da ilha da fantasia, o povo não mais adoecerá. A fantasia e as normas são seus placebos. A lei? Para que haveria lei? No mundo surreal apenas nos caberá admirar os trajes do rei, mesmo que este esteja despido. Ah Brazil, por que sempre preferes o surreal, o imaginário fantástico, afastando-se das mazelas do país real? Insisto em vislumbrar o futuro pela janela da história. Pelas ventanas o que vejo não me agrada, pelo menos na história moderna dos modelos mais recentes de fantasia e dissimulação vigentes em alguns vizinhos e que insistimos em reproduzir. Se é isso que teremos como futuro próximo pelo menos que haja canoa sem furo para quem pretender calar-se, mergulhar no seu eu para buscar de alguma forma voluntária sua existência. Pior será se o homem comum vir-se envolto na fumaça ou no encantamento do rio, emudecido de forma involuntária para não se ver admoestado ou engasgado pelas pérolas que atiradas a esmo. Pior será se o filho não tiver a alternativa de tomar o lugar de seu pai e ir ter com ele na margem do rio que mais assente à escolha de ambos. Canal do leitor O Jornal da Imagem é um espaço aberto aos sócios da SPR. Todos podem enviar sugestões, críticas quanto ao jornal, artigos científicos e crônicas para o da redação do veículo Edição 427 Março de

4 ENTREVISTA Para Eleuses Paiva, PEC 454/09 pode ser resposta ao Mais Médicos À frente de uma série de projeto voltados à melhoria da saúde pública brasileira, o deputado Eleuses Paiva (PSD-SP), é um dos mais atuantes do País, conforme ranking recente divulgado pela revista Veja. Um deles é a Proposta de Emenda à Constituição que cria a carreira de médico do Estado, que deve ajudar a melhorar o processo de distribuição de profissionais pelo País Qual o balanço que o senhor faz do setor de saúde em 2013? Dep. Eleuses Paiva Foi um ano de avanços e retrocessos. Destaco como muito positiva a mobilização da sociedade em torno do projeto de iniciativa popular que, junto com um projeto de minha autoria, propõe a destinação de 10% da arrecadação bruta do País para a saúde pública. O projeto de iniciativa popular precisava de 1,5 milhão de assinaturas para ser acolhido no Congresso e reuniu mais de 3 milhões de assinaturas. A proposta encontra enorme resistência no governo federal e na base aliada, mas é preciso agitar essa bandeira até que o governo se renda aos clamores da população. Ao mesmo tempo, 2013 foi um ano de enormes decepções. O ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, conseguiu transformar um ano cheio de boas propostas, em um ano de decepções. A falácia do Mais Médicos fez de 2013 o ano da vergonha, o ano em que o Brasil adotou a semiescravidão para o trabalho médico. O ministro, em vez de assumir e corrigir a sua incompetência resolveu demonizar os médicos brasileiros, culpando-os pela situação da saúde pública, e trazendo médicos de fora, sem se preocupar nem sequer com o nível de formação deles. Além da vergonhosa relação trabalhista que ofende os tratados internacionais, há o problema do nível de formação deles. O grande absurdo é que o próprio governo criou o Revalida e, agora, afirma que o exame não é necessário e que deve ocorrer revalidação automática do diploma. Por que os médicos se opõem tanto ao programa que deve ser uma das principais bandeiras na campanha de reeleição da presidente Dilma? Dep. Eleuses Paiva O Mais Médicos nada mais é do que a demonização dos médicos brasileiros. Coloca sobre os médicos a responsabilidade do péssimo serviço que existe e do qual os médicos também são vítimas. Ao analisar o programa, confrontando-o com a Constituição do Brasil, o jurista e pensador brasileiro Ives Gandra Martins acaba de confirmar, em artigo na Folha de S. Paulo, que o Mais Médicos esconde a mais dramática violação de direitos humanos de trabalhadores de que se tem notícia. É incompreensível, inaceitável, que o Brasil, após assinar todos os tratados internacionais de respeito aos direitos trabalhistas, permita regime de semiescravidão praticado pelo Mais Médicos com os colegas cubanos. Quais serão os desafios para 2014? Dep. Eleuses Paiva Vai ser um ano difícil e, por ser ano de eleição, é muito provável que os principais debates sejam esvaziados pela ausência dos deputados que vão priorizar suas campanhas eleitorais. De minha parte, em linhas gerais, vou manter o empenho para aprovarmos o meu Projeto de Lei (PL) 124/2012 que determina que a União aplique anualmente, em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo, o montante equivalente a 10% de suas receitas correntes brutas. Vou tentar aprovar ainda o PL 6.939/13, também de minha autoria, que regulamenta a propaganda oficial dos três níveis de governo, para evitar autopromoção político- -partidária, antes e durante as campanhas eleitorais. Da mesma forma, vou insistir na aprovação do meu PL 4.638/13, que responsabiliza as escolas de medicina pela formação dos seus alunos, e do PL 2.818/11 que obriga a realização do teste do coraçãozinho em recém-nascidos, para detectar precocemente doenças cardíacas que podem colocar em risco a vida do bebê. Pretendo, com meu projeto, que o exame seja realizado ainda no berçário, depois das primeiras 24 horas de vida da criança e antes da alta hospitalar. O que o senhor espera do novo ministro, Arthur Chioro? Dep. Eleuses Paiva Espero que faça política de saúde, e não política na saúde, como o ministro anterior. Um dos principais problemas brasileiros é a má distribuição dos profissionais de saúde pelo País. Como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 454/09 pode ajudar a resolver esta questão? Dep. Eleuses Paiva Está mais do que claro que não há falta de médicos e sim falta de infraestrutura e de recursos que atraiam profissionais para todos os pontos do País. Sou o relator dessa PEC que já passou por todas as comissões, incluindo a comissão especial, onde meu relatório foi aprovado. Está pronta para ser votada em plenário. Pretendo apresentá-la em regime de urgência para ser votada ainda este ano. É proposta semelhante à que instituiu a carreira de estado para a magistratura e o ministério público. Os juízes e promotores de justiça aprovados em concurso são encaminhados às regiões carentes. Iniciam lá suas carreiras. Assim também acontecerá com os médicos a partir da aprovação dessa PEC. Talvez seja esta a grande resposta que temos ao Mais Médicos. Vale frisar, sempre, que o problema do Brasil não é falta de médicos, mas falta de política pública e de recursos humanos para fixar o profissional no sistema público de saúde. Por que o senhor vem reiteradamente conclamando os cidadãos a entrarem na política? Dep. Eleuses Paiva As pessoas reclamam muito dos políticos, e com razão, mas as reclamações só têm sentido se ajudarem a mudar a situação. Há de fato uma banda podre em todos os níveis da política e isso só permanece pela omissão dos bons. Como dizia Martin Luther King, o que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons. O único jeito de vencer a banda podre é opor a ela gente qualificada, capaz de rastelar para fora do Legislativo e do Executivo aqueles que se apropriam dos cargos em busca de benefícios particulares. (Por: Oldair de Oliveira) 4

5 DEFESA PROFISSIONAL Remuneração, dignidade e cidadania Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) - de aponta a carreira médica como a de melhor remuneração entre 48 analisadas em todo o país. De acordo com o trabalho, a média mensal dos salários fica em R$ 6.940, com taxa de empregabilidade altíssima (em torno de 92%). Neste cenário, apontado como promissor para a área, a Radiologia aparece como uma especialidade que sintetiza os sonhos de futuros profissionais: não teria rotina tão estressante, estaria sempre em contato com as inovações em tecnologia (com perspectivas de aprendizado contínuo) e, como meio de ganhar a vida, traria o conforto da possibilidade do ganho certo e dos múltiplos vínculos. Bem, isso é o que pensam os jornalistas, conforme perfil da especialidade pintado pela Folha de São Paulo, em reportagem publicada em setembro passado. Reconhece-se que o mercado para o profissional de radiologia é amplo, com diversas possibilidades, em diferentes áreas e locais de atuação. No entanto, apenas isto é indicativo de um cenário tão positivo quanto o propagado? A resposta exigida está longe de ser simples. Com acesso a métodos de diagnósticos por imagem que permitem oferecer ao paciente o que há de melhor, o radiologista está numa encruzilhada, na qual poucos são os profissionais que podem se considerar confortáveis, restando à maioria permanecer sob permanente estado de tensão entre um presente inadequado e um futuro incerto. Neste sentido, o calvário do radiologista, como da grande parte dos médicos de qualquer especialidade, tem dois inquisidores: de um lado, os planos de saúde, cada vez mais ávidos pelo lucro fácil e indiferentes aos pleitos da categoria médica para revisão das tabelas de consultas e procedimentos; do outro, a gestão da rede pública, que exala incompetência na condução de suas políticas voltadas ao setor de recursos humanos. Na saúde suplementar, incomodam os números defasados de remuneração de consultas e outros procedimentos. Ao contrário do setor, que prospera quase de forma geométrica em termos de lucratividade e volume de clientes, os valores dos honorários médicos têm progressão lenta. Em termos nacionais, estima-se que os reajustes das mensalidades dos planos de saúde superaram o acumulado da inflação nos últimos anos, sendo quase duas vezes mais elevados que os repasses aos preços pagos aos prestadores de serviços. A lógica prevalente é a do lucro, em detrimento do respeito aos médicos e outros profissionais e da própria observação dos deveres das empresas junto aos seus clientes. Não é à toa que outro problema que afeta o setor é o da glosa indevida de procedimentos, o qual priva os pacientes da plenitude das possibilidades de diagnóstico e de tratamento. Na esfera do Sistema Único de Saúde (SUS), a remuneração inadequada também constitui uma grande dificuldade para estimular o ingresso e a permanência na rede pública. A baixa remuneração oferecida e a precarização dos contratos de trabalho têm assustado os médicos, em geral, e estão entre os gargalos nas políticas públicas de trabalho que fazem com que milhares de médicos recusem a possibilidade de atuação no SUS. Parcela significativa dos profissionais prefere manter consultórios próprios ou estar na rede suplementar, mesmo com os honorários baixos. Enquanto isso, os médicos que são servidores concursados das Secretarias de Saúde reclamam que os salários estão defasados e não correspondem à responsabilidade, à dedicação e ao preparo exigidos. Em 2012, um levantamento informal feito pelas entidades médicas mostrou que a média do salário-base (sem gratificações ou outros tipos de adicionais) pago ao profissional com contrato de 20 horas semanais fica em R$ 1.946,91. Os valores oscilavam de R$ 723,81 a R$ 4.143,67 e ficam aquém do piso para a categoria estabelecido pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam) que é de R$ Na comparação direta, o salário-base mais baixo da Desiré Carlos Callegari, é 1º secretário e representante de São Paulo no CFM A baixa remuneração oferecida e a precarização dos contratos de trabalho têm assustado os médicos, em geral, e estão entre os gargalos nas políticas públicas de trabalho que fazem com que milhares de médicos recusem a possibilidade de atuação no SUS relação é 15 vezes menor que o mínimo defendido pela entidade. O problema decorre da falta de uma política de recursos humanos que abre espaço para a desigualdade na atenção dada aos médicos e outros profissionais da saúde. De forma complementar, a remuneração dos serviços médicos pela Tabela SUS também sofre com problemas. Sem atualização há vários anos, os procedimentos elencados têm valores defasados e contribuem para o desestímulo dos médicos e também dos serviços conveniados onde trabalham. Em síntese, o caso dos profissionais da Radiologia não é diferente da triste realidade imposta aos médicos brasileiros. Não há na esfera do SUS e da Saúde Suplementar, o reconhecimento da defasagem por que passa a especialidade em função do custo elevado dos equipamentos e do aprimoramento técnico necessário ao profissional da área. Isso tem propiciado, inclusive, a mercantilização do segmento e a formação de conglomerados econômico-financeiros para prestação de serviços. Diante de tais contextos, estamos seguros de que avanços na saúde suplementar e na rede pública passam, entre outros pontos, pela valorização dos médicos. Assim, duas saídas se impõem: a primeira afeta o setor privado é que se baseia na criação de normas para a contratualização dos serviços médicos junto aos planos de saúde, assegurando aos profissionais a periodicidade e indicadores para o reajuste de procedimentos que contemplem as perdas. Os embates que têm sido capitaneados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e outras entidades médicas mostram que a pressão pode dar resultados. Em 7 abril, quando a categoria deverá fazer nova mobilização nacional em prol de suas reinvindicações no setor da saúde suplementar, é preciso estar atento. Por sua vez, já no SUS, espera-se ampliar a revisão imediata da Tabela SUS, assim como a criação de uma carreira de Estado para o médico, dando como garantia remuneração adequada, condições de trabalho/ atendimento, progressão funcional e acesso à educação continuada. O ano de 2014 está apenas em seu início e, pela análise do contexto feita até o momento, há fortes indícios de que será um tempo de sucessivos embates da categoria com os setores público e privado. No entanto, bom salientar que essas lutas, que beneficiarão também o paciente (objetivo fim da assistência), dependem do engajamento de todos os médicos para que suas metas sejam superadas. Queremos, assim, resgatar a credibilidade e o reconhecimento de nossa profissão, fazendo com que sejam mais que os comentários impressos em matérias de jornal. Edição 427 Março de

6 EVENTOS SPR Conheça os professores estrangeiros da JPR 2014 Damos inicio a uma nova série de matérias no Jornal da Imagem que visa apresentar aos futuros congressistas os professores estrangeiros que virão para a 44ª Jornada Paulista de Radiologia. Aqui cada professor teve oportunidade de destacar as suas principais qualificações e importantes aspectos de suas palestras durante a JPR Dra. Mary C. Mahoney É radiologista especializada em Imagens da Mama certificada pela American Board of Radiology. É professora de Radiologia, Vice-Presidente de Pesquisa e Diretora de Imagem de Mama no Barrett Cancer Center, University of Cincinnati Medical Center, University Pointe Imaging Center e West Chester Hospital. Conduz o centro de mama desde 2001, com grande reconhecimento pela experiência em biópsia e ressonância magnética de mama. Possui ensaios clínicos multi-institucionais sobre mamografia digital, ressonância magnética da mama, ultrassom e triagem, no momento investiga o uso de MR Espectroscopia na determinação do câncer de mama através de uma subvenção concedida pela Sociedade Radiológica da América do Norte. Na JPR 2014 Meus tópicos incluem RM de mama e Tomosíntese, tecnologias interessantes que estão promovendo avanços em nossa capacidade de detectar e diagnosticar o câncer de mama. Dra.Vijay M. Rao É graduada pelo All India Institute of Medical Sciences, com residência médica no Thomas Jefferson University Hospital, onde permaneceu por anos, atingindo o posto de Professora de Radiologia. Em 2002, foi nomeada presidente do Departamento de Radiologia do Thomas Jefferson University Hospital, sendo a primeira mulher presidente de um departamento clínico da história da instituição. Dra. Rao é reconhecida como uma das principais especialistas em imagem da cabeça e pescoço, com mais de 250 apresentações em reuniões nacionais de radiologia e palestras em outras instituições. Em 2011, ela foi nomeada para o Conselho RSNA. Na JPR 2014 Darei quatro palestras - duas em cabeça e pescoço e dois em Profissionalismo. Em imagem de cabeça e pescoço, a primeira é sobre PET / CT. A palestra vai destacar armadilhas em imagens PET e novos isótopos para PET no horizonte. A segunda é sobre as doenças inflamatórias dos seios da face, buscando fornecer uma revisão da fisiopatologia das doenças inflamatórias dos seios, resultados em TC e RM de doenças agudas e crônicas, e pistas de imagem que podem ajudar na gestão do paciente. Em profissionalismo vou falar sobre as mudanças no sistema de saúde norte-americano para a gestão de qualidade e métricas, e também sobre o grande aumento de exames de imagem e custos para o sistema de saúde, o que pode ser uma das ameaças iminentes no futuro da Radiologia. Dr.Harold Litt É Professor Associado de Radiologia e Medicina e Chefe da Seção de Imagem Cardiovascular do Departamento de Radiologia da Perelman School of Medicine da University Of Pennsylvania School Of Medicine. Após o treinamento de graduação e pós-graduação em física, ele recebeu um MD e PhD em Biofísica; seu tema de dissertação foi modelagem não-linear de registro de imagens médicas. Sua formação clínica é radiodiagnóstico e radiologia cardiotorácica. Seus interesses clínicos e de pesquisa incluem o desenvolvimento e aplicação de novos métodos cardíacos TC e RM. Atualmente, ele é investigador principal de um esforço multicêntrico para avaliar métodos para a redução da dose CT, financiado pelo Departamento de Saúde da Pensilvânia. Na JPR 2014 Vou dar quatro palestras: duas serão revisões de conceitos e ideias importantes sobre o estado da arte em imagens de síndromes aórticas agudas e o uso de MDI para avaliar cardiomiopatia. São projetados para fornecer um conhecimento prático dos temas que o praticante pode não encontrar todos os dias, mas quer continuar atualizado. As outras duas palestras estão mais focadas em temas de interesse atual, incluindo como configurar um programa para a tomografia computadorizada de pacientes do departamento de emergência com dor torácica, e uma apresentação da mais recente tecnologia CT com uma avaliação objetiva da sua utilidade, incluindo tópicos: como a reconstrução interativa e de dupla energia / espectral CT. Espero que os congressistas possam se capacitar a utilizar essas informações ao tomar decisões para suas práticas ao longo dos próximos anos. Dr. Peter M. Doubilet É Professor de Radiologia da Harvard Medical School e Vice-Presidente Sênior de Radiologia do Brighan and Women s Hospital. Sua especialidade clínica é ultrassom, com foco em Ecografia Obstétrica, crescimento fetal, 6

7 PROGRAMAÇÃO Leia o QR code ou acesse: complicações da gravidez primeiro trimestre, e abordagens matemáticas para a tomada de decisão médica. Ele já escreveu mais de 100 artigos científicos e ministrou aulas sobre Obstétrica Ecografia nos Estados Unidos e em diversos países, tendo recebido prêmios e honrarias como a Medalha de Ouro Anne Molson em Matemática e Filosofia Natural na Universidade de McGill, sendo eleito para Fellowship na Sociedade de Radiologistas em ultrassom e do Instituto Americano de Ultrassonografia em Medicina. Na JPR 2014 Em minha palestra vou falar a respeito do quanto o diagnóstico preciso no primeiro trimestre da gravidez é importante para a saúde da mãe e para o resultado da gravidez. Falarei sobre os principais erros a evitar, que incluem: má interpretação de uma gravidez intrauterina muito cedo como uma gravidez ectópica; incorretamente diagnosticar aborto espontâneo (perda gestacional precoce); diagnóstico de uma gravidez ectópica tubária, cervical, ou cornual. Quando uma gravidez ectópica cervical ou cornual é diagnosticada, aq injeção guiada por ultrassom de cloreto de potássio ou metotrexato no saco gestacional é um tratamento seguro e eficaz. Em mulheres que não estão grávidas,o ultrassom pode diagnosticar com precisão uma série de anomalias uterinas, e que desempenha um papel importante na avaliação de mulheres com sangramento pós-menopausa. Dr. Andrej Lyshchik É Professor assistente de Radiologia da Divisão de Diagnóstico por ultrassom no Departamento de Radiologia do Thomas Jefferson University Hospital na Filadélfia, EUA. Suas áreas de interesse incluem o ultrassom com contraste, câncer e MSK ultrassom. Ele é o autor de mais de 40 publicações, membro de conselhos editoriais da Ultrasound in Medicine and Biology e Journal of Ultrasound in Medicine. Na JPR 2014 Vou apresentar uma palestra sobre novas técnicas de imagem de ultrassom, como elastografia e monitoramento da resposta ao tratamento do tumor com ultrassom com contraste. Mais coordenadores do RSNA falam sobre a programação da JPR 2014 Agora os médicos responsáveis pelas áreas de Cardiologia Vascular, Imagem da Mama e Profissionalismo dão seu depoimento sobre a preparação do evento promovido em conjunto com a SPR Estamos finalizando a série iniciada no Jornal da Imagem com os depoimentos dos coordenadores do RSNA que estão desenvolvendo, em conjunto com coordenadores brasileiros da SPR, o programa Dr. Harold Litt Coordenador do RSNA para Radiologia Cardiovascular A parceria entre a SPR e a RSNA é um passo muito importante para ambas as sociedades, e reconhece a crescente importância de países como o Brasil no mundo, especificamente na assistência e na pesquisa médica. A junção dos conhecimentos dos profissionais envolvidos no planejamento dará a vantagem ao congressista de ser exposto a diferentes pontos de vista, diferentes processos de trabalho em sistemas de saúde diversos. Eu já estava bem familiarizado com o Dr. César Nomura quando fomos designados para planejar o programa juntos, então foi uma parceria muito natural. Escolhemos alguns temas em imagem cardiovascular que vão desde princípios mais básicos para radiologistas, clínicos e especialistas em medicina cardíaca. Nós vamos abordar a tecnologia mais recente, mas dar também bases para que o médico julgue se ela se aplica a sua realidade. Teremos também revisões das mais recentes aplicações de imagens cardíacas, bem como alguns debates sobre temas como o serviço de urgência do paciente com dor torácica. O programa parece ser bastante abrangente, e eu estou ansioso para aprender com diferentes pontos de vista. das aulas e as atividades da JPR 2014, que acontecerá de 1º a 4 de maio. Confira a opinião dos coordenadores do RSNA de Radiologia Cardiovascular e sobre o evento e seu planejamento: Dr. Valerie Jackson Coordenadora do RSNA para os cursos de Imagens de Mama e Profissionalismo A SPR e RSNA são líderes mundiais de educação em radiologia. A parceria para este congresso promove grande sinergia para tornar o encontro um dos melhores do mundo. Eu gostei muito de trabalhar com colegas do Brasil para planejar um excelente programa com grandes palestrantes do Brasil e dos EUA. Mais importante, os participantes irão ouvir os pontos de vista de duas grandes associações, terão múltiplas oportunidades de networking, e construir pontes entre nossas nações. O programa de mama terá o espectro completo de imagem da mama, incluindo técnicas e interpretação da mamografia, ultrassonografia, ressonância magnética e a realização de procedimentos intervencionistas. Sobre o curso de Profissionalismo, ele está sendo baseado na bem-sucedida iniciativa desenvolvida pelo RSNA há vários anos. Ele vai cobrir uma variedade de questões externas à interpretação da imagem que são necessárias para a prática ideal de radiologia, incluindo a melhoria da qualidade, questões de formação, ameaças e oportunidades para as práticas de radiologia, e problemas comuns em liderança e gestão. Edição 427 Março de

8 EVENTOS SPR Sala América Latina na JPR 2014 debaterá Imagem Abdominal Sala terá discussões de casos interativos em espanhol para atrair radiologistas latinos Pensando em promover maior integração entre os médicos visitantes da JPR 2014 cujo idioma nativo é o espanhol, a SPR, em conjunto com o Vice-presidente da Sociedade Chilena de Radiologia, Dr. Pablo Soffia, desenvolveu o projeto de aulas da Sala América Latina. As discussões de casos serão realizadas na tarde do dia 1º de maio, na sala I, em espanhol (mas haverá tradução para português aos interessados). De acordo com o Dr. Pablo Soffia, a expectativa é bem alta. Teremos palestrantes do Equador, Peru, Chile e Argentina, além do Brasil, todos com expertise comprovada Inicio Final Título em Português Função Nome Cidade País 14h 15h10 Discussão de Casos Moderador Dr. Pablo Soffia Santiago Chile Moderador Dr. Tufik Bauab Jr. São José do Rio Preto Brasil 14h 14h35 Fígado e Vias Biliares Professor Dra. Elizabeth Zamora Quito Equador 14h35 15h10 Tubo Digestivo, Mesentério e Peritôneo Professor Dr. Diego Aguirre Bogotá Colombia 15h15 15h50 Vias Urinárias e Retroperitôneo Professor Dr. Jeremy Carpio Lima Peru 15h50 16h30 Coffee Break 16h30 18h10 Discussão de Casos Moderador Dr. Diego Aguirre Bogotá Colombia Moderador Dr. Tufik Bauab Jr. São José do Rio Preto Brasil 16h30 17h10 Pâncreas Professor Dr. Gustavo Raichholz Santa Fe Argentina 17h10 17h50 Pélvis Femenina e Masculina Professor Dr. Pablo Soffia Santiago Chile em suas áreas de atuação ressalta. O tópico central será imagem do abdome, com cada apresentador exibindo quatro ou cinco casos de radiologia do abdome de forma interativa, e então os participantes poderão votar no diagnóstico correto. Após a votação, haverá uma breve discussão dos casos exibidos. Gene visita a JPR 2014 Grupo de Neurorradiologia da SPR leva sua reunião mensal para a jornada em maio e convoca residentes e jovens neurorradiologistas a trazer casos para discussão As novidades na JPR 2014 serão muitas, sem dúvida. A participação do Grupo de Estudos de Neurorradiologia (Gene) em sua programação é uma delas, sendo a primeira vez que um grupo regular de estudos se expande para o maior evento de radiologia da América Latina. Coordenado pelos Drs. Antônio José da Rocha (SPR) e Luiz Antônio Pezzi Portela (SBNRDT), o Gene foi criado em 2007, e conta com o apoio da Sociedade Brasileira de Neurorradiologia Diagnóstica Terapêutica (SBNRDT). De forma semelhante aos demais Grupos de Estudos da SPR, o Gene procura proporcionar a troca de informações e disseminar o conhecimento das diversas escolas e lideranças na área de Neurorradiologia, além de estreitar o relacionamento entre os médicos das diversas instituições envolvidas no Grupo, frequentadores assíduos das reuniões promovidas na segunda quinta feira do mês, às 20 horas, no Hotel Paulista Plaza (Al. Santos, 85). Programada para a manhã de domingo, dia 4 de maio, a reunião do Gene na JPR 2014 será coordenada pelo Dr. Lázaro Amaral e pelo Dr. Antônio Rocha, e abrirá espaço para os inscritos no congresso apresentarem seus casos, em um modelo bem semelhante ao já praticado nas tradicionais reuniões do grupo. Como já temos bastante experiência com a realização do Gene há aproximadamente sete anos, as expectativas para essa aula na JPR 2014 são as melhores possíveis, confirma o Dr. Lázaro Amaral. Para participar do Gene na JPR, o congressista deve trazer um caso concluído para apresentação em 10 minutos (máximo de 15 slides). Nele deve constar a história, os exames complementares e as imagens em boa resolução. Haverá uma breve discussão a seguir, com participação dos espectadores sobre o mesmo. Os casos interessantes são alguns casos raros, mas didáticos, que possam realmente ensinar a plateia. Alguns casos de patologias comuns com apresentação atípica também são materiais muito enriquecedores acrescenta Dr. Lázaro Amaral. Os dois melhores casos apresentados receberão como prêmio a inscrição gratuita para participação no Curso de Atualização em Imagem Prof. Dr. Feres Secaf, de 1 a 3 de agosto de 2014 em São Paulo. O prazo para inscrição de casos é até ao meio-dia do sábado, 3 de maio. Os casos serão inicialmente apresentados ao Dr. Lázaro Amaral, que realizará a moderação dos mesmos. 8

9 EVENTOS SPR Brasil x Argentina: convocados para a Copa do Mundo de Radiologia 2014! Disputa entre os times será realizada na JPR 2014 e terá direito a troféu e uniformes Foi dado o apito inicial para a partida entre Brasil e Argentina! Antecipação da Copa do Mundo? Bem, na JPR 2014 sim! Durante o evento os times dos dois países, grandes rivais nos campos de futebol, se reunirão para uma disputa renhida na gincana da radiologia que antecipará a possível batalha nos campos da Copa do Mundo de Futebol. Em jogo estão os conhecimentos dos times sobre as áreas de neurorradiologia, musculoesquelético, abdominal e pediatria. As questões científicas estarão misturadas às informações gerais e mais descontraídas sobre os países integrantes do jogo. Vale garantir desde já as suas entradas que o espetáculo vai ocorrer no dia e hora marcados, e com grande disputa pelos lugares na arquibancada. Como coordenador geral, apresentador e juiz, a partida terá o imparcial Dr. George Bisset. Já os técnicos foram escalados por sua ampla experiência nos campos da radiologia, sendo o time brasileiro coordenado pelo Dr. Tufik Bauab Jr. e La Albiceleste de Radiologia, liderada pelo Dr. Alejandro Rolón. Os dois já estão preparando os qualificados times, cuja escalação é a seguinte: ARGENTINA ESCALAÇÃO BRASIL TÉCNICO: Dr. Alejandro Ulises Rolón Especialista em Diagnóstico por Imagem pela Universidade de Buenos Aires, docente da Associação Argentina de Artroscopia e da Associação Argentina de Traumatologia Desportiva, sendo também médico da Seleção Argentina de Futebol. TÉCNICO: Dr. Tufik Bauab Jr. Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (1974) e Doutor em Medicina pela Universidade de São Paulo (1997). Atualmente é docente da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, coordenador do Instituto de Radiodiagnóstico Rio Preto, e membro da diretoria da Sociedade Paulista de Radiologia. RADIOLOGIA ABDOMINAL: Dr. Alberto Antonio Marangoni Professor Doutor em Medicina e especialista em Diagnóstico por Imagem pela Universidade Nacional de Córdoba, é tesoureiro da FAARDIT e editor associado da Revista Imagens da mesma associação. RADIOLOGIA ABDOMINAL: Dr. Adilson Prando Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, realizou Fellowship In Diagnostic Radiology no MDAnderson Cancer Institute, Texas Universtity, USA. É membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia e da Society of Uroradiology USA, além de chefe do Departamento de Radiologia do Hospital Vera Cruz, em Campinas,SP. RADIOLOGIA MUSCULOESQUELÉTICA: Dr. Alejandro José Rasumoff Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Buenos Aires, sendo esponsável pela área de imagens musculoesqueléticas e coordenador da residência de imagens no Hospital Italiano Maipú de Buenos Aires, além de Membro do Conselho da SAR. RADIOLOGIA MUSCULOESQUELÉTICA: Dr. Mauro Brandão Formado pela Universidade Federal do Pará com residência médica em Radiologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Especialista e Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem da Associação Médica Brasileira, orienta a residência médica em radiologia em Ribeirão Preto. NEURORRADIOLOGIA: Dr. Sergio Julio Moguillansky Especialista em Diagnóstico por Imagem com certificação pela Academia Nacional de Medicina, sendo diretor de residência e professor de radiologia na Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nacional de Comahue. Ex- -presidente da FAARDIT (Federação Argentina de Radiologia, Radioterapia e Diagnóstico por Imagem). NEURORRADIOLOGIA: Dr. Antonio José da Rocha Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo e Doutor em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo. É professor de Radiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP e atua há 20 anos como Neurorradiologista do Fleury (SP) e da Santa Casa de SP. Atualmente é presidente da SPR e editor da série CBR do livro Encéfalo. RADIOLOGIA PEDIÁTRICA: Dr. José Ernesto Lipsich Especialista em Diagnóstico por Imagem da Universidade de Buenos Aires e em Pediatria pelo Ministério da Saúde Pública, com passagem pelo Collège de Medecine des Hopitaux de Paris em Radiologia Intervencionista Pediátrica e ex-professor assistente da Universidade de Montreal, sendo coordenador de Radiologia Pediátrica na Sociedade Argentina de Radiologia (SAR). RADIOLOGIA PEDIÁTRICA: Dr. Antônio Soares Souza Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (1977) e doutor em Radiologia pela Universidade de São Paulo (2002). É Professor Adjunto do Departamento de Imagem e Chefe da Disciplina de Radiologia da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), Radiologista Pediátrico e Diretor Clínico do Instituto de Radiodiagnóstico Rio Preto (Ultra-X) e Membro da Comissão Científica da SPR. Edição 427 Março de

10

11 EVENTOS SPR JPR 2014 terá mais de 500 trabalhos expostos em PA e TL A Comissão de Painéis e Temas Livres da Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR) recebeu em janeiro cerca de 700 resumos de trabalhos para avaliação, visando promover a apresentação dos mesmos durante a Jornada Paulista de Radiologia de Os aprovados pela Comissão Julgadora mais de 550 resumos ao todo, sendo 339 para Painéis Digitais, 171 para Painéis Impressos e 55 Temas Livres já foram notificados e deverão, agora ter ao menos um dos autores inscritos no evento. Confira algumas orientações fundamentais sobre a entrega dos trabalhos aprovados para a JPR 2014: Sobre a entrega do trabalho: 1. Os autores de todos os Painéis e Temas Livres selecionados devem obrigatoriamente enviar à SPR (Av. Paulista, 491, conj. 41/42, CEP , São Paulo, SP) até o dia 21 de março de 2014 um CD/DVD, contendo uma versão do trabalho em PowerPoint. Esse CD/DVD deve estar claramente identificado, no disco e na capa do disco, com o número do trabalho, área (Medicina Interna, Neuro, Pediatria...), tipo (Painel Impresso, Painel Digital, Tema Livre), título, nome completo e contato do responsável. A ausência da identificação poderá desclassificar o trabalho. 2. O envio também deverá ser efetuado via internet, por meio do site pelo sistema de upload. Para esse modo de envio, o arquivo em PowerPoint do trabalho deve ter no máximo 30 Megabytes. Lembramos que este recurso estará disponível a partir de 21 de março de Não será possível a troca dos arquivos após envio à SPR. 3. A apresentação em Powerpoint não possui número mínimo de slides, mas deve conter no máximo 30 slides. O conteúdo deve ser elaborado de forma que os participantes possam ler as apresentações, estudá-las, compreendê- -las e aprender com isso de forma independente, durante a Jornada ou posteriormente. 4. No caso de Painéis Impressos, o último slide do arquivo PowerPoint deve ser uma imagem panorâmica do caso (layout similar do painel pronto). Sobre a apresentação durante o evento: 5. Conforme a inscrição realizada pelo autor e a seleção da Comissão de Painéis e Temas Livres, os trabalhos poderão ser apresentados numa dentre as quatro modalidades abaixo: Painéis Impressos: trabalhos selecionados para apresentação em papel (pôster) na Seção de Painéis, na área física do evento. Também estarão disponíveis para acesso nos computadores da Seção de Painéis Digitais durante a JPR. A medida desse painel é 0,90 m de altura por 1,90 m de largura e deve ser fixado no espaço destinado no primeiro dia de evento, das 8h ao meio-dia. É importante mencionar também que os trabalhos de qualidade que não obtiverem vaga para exibição na área física do evento podem ser convidados para apresentação exclusiva em computador. Painéis Digitais: trabalhos inscritos ou remanejados para apresentação exclusivamente digital. Esses arquivos devem ser confeccionados em Power Point. Painéis Comentados: os melhores trabalhos entre Painéis Impressos e Painéis Digitais serão selecionados para apresentação comentada, desde que o(s) autor(es) concorde(m) com isso. O apresentador do painel comentado não precisa ser o primeiro autor, mas deve estar inscrito na JPR. Temas Livres: apresentações orais realizadas entre as aulas oficiais da JPR Cada apresentação será de 8 minutos, seguidos de 2 minutos para discussão e esclarecimentos (exceto nos casos em que o coordenador de curso altera o tempo previamente). O tempo de apresentação é improrrogável. O apresentador não precisa necessariamente ser o primeiro autor; porém, é necessário que esteja inscrito na JPR É importante mencionar ainda que os trabalhos de qualidade que não obtiverem vaga para apresentação oral podem ser convidados para apresentação em outros formatos. Caso tenha alguma dúvida, confira o regulamento completo no site trabalhos-cientificos/#modal-regulamento Edição 427 Março de

12 EVENTOS SPR Germe 2014: sucesso de público nos dois dias de evento Clima informal e de integração marcou a quarta edição do curso temático sobre Coluna Vertebral O Curso Temático promovido pelo Grupo de Estudos de Radiologia Musculoesquelética da SPR (Germe) firmou-se ao longo desses quatro anos de existência como uma atividade de referência na área. As aulas dinâmicas, de cerca de 10 minutos de duração divididas em seis blocos, seguem a proposta dinâmica do Grupo de Estudos realizados todos os meses na SPR, e tiveram seu conteúdo temático abordado por médicos de renome, reunindo aproximadamente 450 congressistas durante os dois dias de evento, 22 e 23 de fevereiro, no auditório do Maksoud Plaza, em São Paulo. As aulas desta edição foram relacionadas à coluna vertebral, e proporcionaram, por meio das palestras, a integração de radiologistas, clínicos e cirurgiões da coluna a respeito dos temas debatidos. De acordo com o radiologista e palestrante Dr. Conrado Furtado de Albuquerque Cavalcante, a interação para com os ortopedistas é considerada essencial, pois isso define o que o radiologista deve ter como parâmetros de orientação em seus relatos para o ortopedista. Já o ortopedista e palestrante Dr. Alexandre Sadao Iutaka, afirma ser fundamental haver iniciativas como esta do curso, pois simula o que é realizado na vida prática. Não atendemos os pacientes de forma isolada, e muitas vezes ocorrem dúvidas nos Auditório do evento, que recebeu aproximadamente 450 congressistas Drs. André Yamada, Xavier Stump e Michel Crema, coordenadores do evento resultados de imagem. Nestes casos recorremos aos radiologistas, e a interação da percepção de imagem dada por eles com o conhecimento clínico do ortopedista nos ajuda a ter um diagnóstico mais preciso completa o médico. Coffee break promoveu o encontro entre médicos de diversas localidades Vários questionamentos foram expressos no tempo destinado às perguntas, com participações ativas dos participantes e palestrantes sobre as aulas ministradas e assistidas. O balanço do evento não poderia ser mais positivo. Os co- ordenadores do curso, Drs. André Yamada, Michel Daoud Crema e Xavier Stump se disseram satisfeitos com a abordagem rica dos temas realizada pelos palestrantes ainda que em curto tempo, e com a atenção e participação dos ouvintes que encheram o auditório. A principal característica do Grupo de Estudos foi mantida neste evento, proporcionando a oportunidade de compartilhar experiências, emitir opiniões em casos de dúvidas e transmitir dicas práticas na realização e interpretação de exames. Para a edição de 2015, o Curso Temático do Germe abordará as patologias das enteses, dos tendões e dos músculos. Professores das aulas moderadas pelos Drs. Marcelo Bordalo e Michel Crema Professores da seção moderada pelos Drs. Carlos Homsi e André Yamada Professores dos módulos de domingo, moderados pelos Drs. Xavier Stump e Arthur Fernandes 12

13 EVENTOS SPR Curso de Radiologia dá início à programação de 2014 Dr. Osvaldo de Domenicis Jr. conduz a primeira aula do ano na 21ª edição do curso para residentes e aperfeiçoandos No dia 19 de fevereiro às 20h30, no Hotel Paulista Plaza, em São Paulo, a SPR iniciou as aulas do Curso de Radiologia para residentes e especializandos, promovido há mais de 20 anos pela entidade. A primeira aula do ano teve as boas vindas aos alunos dada pelo Coordenador do Curso, Dr. Pablo Rydz, e foi conduzida em seguida pelo Dr. Osvaldo de Domenicis Jr, com o tema Radiologia do Esôfago, Estômago e Dueodeno. A aula faz parte de uma série de temas ligados ao abdome, que será explorado neste primeiro semestre de Segundo o professor da noite, Dr. Osvaldo, é cada vez mais importante que cursos complementares à residência médica, como o Curso de Radiologia da SPR abordem temas base que muitas vezes ficam em segundo plano no programa da residência convencional. A radiologia convencional e a contrastada são a base do conhecimento do radiologista para o futuro. Esse tipo de ensino tem recebido menor atenção, já que as tecnologias de ponta ocuparam o mercado e os hospitais das grandes capitais. Porém, para o médico em formação, é importante saber a teoria e trabalhar com as mais recentes tecnologias, mas também desenvolver um olhar aguçado sobre a radiologia de recursos mais Dr. Pablo Rydz e participantes do curso tradicionais, ainda muito presentes ainda nas cidades interioranas e hospitais de algumas capitais brasileiras, sendo um excelente meio de diagnóstico com um baixo custo, completa o médico. Inscrições abertas Ainda é possível efetuar sua inscrição para o curso. Não perca tempo; as vagas são limitadas! Para se inscrever, acesse o site da entidade: org.br/curso-de-radiologia/. Alunos que fizeram o curso em 2013 e pretendem continuá-lo em 2014 terão suas carteirinhas revalidadas basta apresentá-la na entrada da aula, depois de já ter feito a inscrição. Já os novos alunos receberão a carteirinha pelos correios. A SPR reafirma a importância de apresentá-la na porta da sala de aula para obter presença durante o curso. Para receber o certificado no fim do ano, é preciso ter o mínimo de 75% de presença. Edição 427 Março de

14 Este ano, os brasileiros vão passar por for tes emoções. Esteja preparado. US de mão para carregar o bandeirão. US abdominal para os comes e bebes durante o jogo. Ecoc ardiograf ia para aguent ar uma eventual decisão por pênaltis. US de joelho para pular fe i t o lo u c o n a h o ra do g o l. ACCUVIX XG O Accuvix XG proporciona imagens nítidas de forma rápida, oferecendo exames ginecológicos e obstétricos precisos. Poderosas ferramentas VSI, SmoothCut, FAD e SF VI para as imagens 3D/4D. UGEO H60 Sua tecnologia TGC Digital suporta até 4 programações. A Beam Steering produz extrema definição de imagem em bloqueios, exames vasculares e de musculoesqueléticas. O seu rápido processamento agiliza os exames, produzindo imagens nítidas e trazendo tranquilidade para diagnósticos seguros e precisos.

15 EVENTOS SPR Grupos de Estudos da SPR já iniciaram as atividades deste ano Em fevereiro as primeiras reuniões dos Grupos de Estudos tiveram grande número de frequentadores. Durante o mês de março já estão programadas as reuniões de sete Grupos de Estudos da entidade Os grupos de mama (Gema), abdome (Gera), musculoesquelético (Germe), neurorradiologia (Gene), radiologia cardíaca (Cardio), ultrassonografia (Geus) e pediatria (Geped) estão com seus encontros agendados para este mês e a participação nos encontros é sempre gratuita. As reuniões são sempre realizadas às 20h, no Hotel Paulista Plaza ou na sede da SPR (no caso dos grupos de Cardio, Geus e Geped). Para apresentar seu caso, basta chegar com antecedência e procurar os coordenadores de cada grupo, apresentados no site da SPR. Germe Gecape Gera Geto Gema Gene Transmissões via web são acompanhadas por equipes externas Algumas reuniões dos Grupos de Estudos são transmitidas via web, em parceria com Pixeon. Na primeira reunião deste ano do Grupo de Estudos de Tórax a primeira com transmissão em 2014 a residência da USP de Ribeirão Preto reuniu seus médicos para acompanhar a discussão dos casos do Dr. Marcel Koniger. Outras residências que desejarem podem se reunir ao Grupo de Estudos para participar on-line. O Dr. Marcus Vinicius Valentin também esteve acompanhando a reunião remotamente e contribuiu com a discussão. Confira a tabela com os dias de transmissão e os links de acesso para participar das reuniões. Todas as informações sobre configuração e resolução de problemas são encontradas no endereço cursos-via-web/. Dia Grupo Local 6 Calendário das próximas reuniões dos Grupos de Estudos da SPR: Gema Hotel Paulista Plaza Al. Santos, 85 Gera 13 Cardio* Sede SPR Av. Paulista, 491, cj. 41 (estacionamento na R. Manoel da Nóbrega, 88) Gene Hotel Paulista Plaza Al. Santos, 85 Germe 18 Geus* Sede SPR 25 Geped* Sede SPR Os eventos marcados com * serão transmitidos via web Clube Roentgen volta a se reunir este mês Hospital das Clínicas conduz a mini-ccrp Após o recesso de fim de ano, o tradicional Clube Roentgen retorna à sua programação no dia 12 de março, às 20h, no Hotel Paulista Plaza, em São Paulo, com a aula do Dr. Rubens Chojniak sobre Métodos de Imagem na Detecção Precoce do Câncer. Em seguida, profissionais convidados debaterão os casos oferecidos pelos residentes do HC-FMUSP coordenados pelo Dr. André Scatigno Neto. Os encontros completam, neste mês, 48 anos de história, mantendo vivo seu principal objetivo, o de promover a troca de conhecimento científico entre os profissionais de diferentes serviços de São Paulo. A entrada é gratuita e quem não estiver na capital paulista pode acompanhar a transmissão feita pela Pixeon Medical Systems, via internet. Veja as configurações necessárias para acompanhar a transmissão no site da SPR Edição 427 Março de

16

17 EVENTOS SPR Cidade de Marília recebe o Clube Manoel de Abreu neste mês Encontro promove a atualização científica no interior de São Paulo, sendo este o primeiro do ano Está tudo pronto para a reunião do Clube Manoel de Abreu, que será realizado de 28 a 30 de março no município de Marília, interior de São Paulo. A estrutura contará com quatro salas de aulas simultâneas montadas no Sun Valley Park Hotel (Rua Aimorés, 501 Bairro Salgado Filho), com destaque para os temas Neurorradiologia, coordenado pelos Drs. Antônio José da Rocha e Lázaro Luiz Faria do Amaral; Ultrassonografia, coordenado pela Dra. M. Cristina Chammas, e Curso BI-RADS TM, que é organizado pelo Dr. Nestor de Barros. A programação social deste primeiro encontro de 2014 do CMA também será muito animada, com happy hour de boas vindas, jantar de integração, trucochope e futechope. Com a coordenação geral do Dr. Ricardo Emile Baaklini, o evento se encerrará no domingo ao meio-dia, após a apresentação e discussão de casos selecionados e o almoço de encerramento. Para realizar a inscrição prévia para participação no BI-RADS TM que pode contar pontos para renovação do título de especialista caso o médico registre essa opção na inscrição acesse o site da SPR e confira o banner no final da página. Para a programação geral do encontro e dicas de hospedagem em Marília, consultar o link disponível na página do Clube Manoel de Abreu: Campos do Jordão será a próxima cidade Com o tema chave Medicina Esportiva a reunião do CMA na cidade já começou a receber reservas A segunda edição deste ano do Clube Manoel de Abreu acontecerá de 30 de maio a 1 de junho na charmosa cidade de Campos do Jordão, em São Paulo. Com organização da Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR) em parceria com a Sociedade de Radiologia do Rio de Janeiro (SRad-RJ) e a Sociedade Paulista de Medicina do Exercício e do Esporte (SPAMDE), o evento terá a coordenação geral dos Drs. Frederico Náder Bernardes, José Carlos Silva e Arilton José Carvalhal, sendo a coordenação científica realizada pelo Dr. Mauro Brandão. A estrutura será montada no Hotel Serra da Estrela, localizado na área mais nobre de Campos do Jordão (Rua Mário Otoni Rezende, 160 Vila Capivari) que foi reservado exclusivamente para receber o evento. As reservas devem ser Hotel Serra da Estrela será sede do encontro de maio do CMA realizadas diretamente com a Levita Tur br/congresso-de-radiologia/hoteis, (11) ou com certa antecedência para maior comodidade. Para a programação geral que ainda não foi divulgada, fique atento à página da programação do Clube Manoel de Abreu: -abreu/programacao. EMPRESAS PARCEIRAS Confira os contatos destas empresas na página 30 desta edição Edição 427 Março de

18 POLÍTICAS EM SAÚDE Entidades contestam Governo sobre critérios de mamografia no SUS Edição de portaria 1253/13 dificulta o acesso ao exame para as mulheres com menos de 50 anos e provoca reação de entidades médicas Por conta das medidas adotadas pelo Ministério da Saúde, o acesso aos exames de prevenção ao câncer de mama dentro do Sistema Único de Saúde (SUS), está restrito. As quatro maiores entidades médicas do país dedicadas ao tema Conselho Federal de Medicina (CFM), Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) aproveitaram o Dia Nacional da Mamografia (5 de fevereiro) para divulgar uma nota pública de repúdio à decisão e chamar a atenção do Governo e da sociedade para o problema. Segundo a nota, as entidades pedem que os médicos e a população continuem com a prevenção precoce desta doença, independentemente de restrições impostas como a resultante da edição da Portaria 1.253/2013, pela qual o Governo excluiu o direito de mulheres de até 49 anos de realizarem mamografia diagnóstica no SUS, o que, segundo a nota, é ilegal por ser contrária a outra lei na qual o SUS deve assegurar a realização de exame Com a publicação da Portaria, pode-se interpretar que é possível realizar a mamografia unilateral. Mas não há como selecionar um dos lados a examinar sendo que a lesão procurada muitas vezes não é palpável mamográfico a todas as mulheres a partir dos 40 anos de idade. Com a portaria do Ministério da Saúde, o governo federal diminuiu o repasse de verbas da União aos municípios para realização de mamografias, restringindo a ação aos exames feitos pelas pacientes na faixa etária de 50 a 69 anos. No entendimento das entidades, a Portaria nº 1.253/13 estabelece que os municípios realizem um procedimento condenável: a meia mamografia, denominada mamografia unilateral. Segundo a nota de repúdio, a mamografia é um exame que exige a comparação das duas mamas. Com a publicação da Portaria, pode-se interpretar que é possível realizar a mamografia unilateral. Mas não há como selecionar um dos lados a examinar sendo que a lesão procurada muitas vezes não é palpável. Tampouco se pode admitir a espera de que o tumor cresça para se examinar a mama com maior chance de câncer. Além disso, a chamada mamografia unilateral reduziria pela metade o número de casos diagnosticados. Se este impropério continuar, será inevitável o aumento de mortes e de retirada de seios (mastectomias) que poderiam ser evitadas ressalta o texto. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) o câncer de mama é o tipo que provoca mais mortes entres as mulheres no Brasil. Estima-se que 57 mil novos casos sejam diagnosticados no país em Para a Comissão Nacional de Mamografia do Colégio Brasileiro de Radiologia, estudos revelam a grande incidência desse tipo de câncer em mulheres de 40 a 49 anos, reforçando o argumento de defesa ao exame. No documento divulgado, a incidência global do câncer de mama aumenta progressivamente. De casos, em 1980, passou para , em 2010, sendo responsável por 27% dos novos casos de câncer diagnosticados em mulheres. Desse total, cerca de dois terços ocorreram em mulheres acima de 50 anos, principalmente nos países desenvolvidos. Já nas mulheres abaixo dos 50 anos (entre 15 e 49 anos), a incidência de câncer de mama foi duas vezes maior nos países em desenvolvimento, conforme dados da Comissão Nacional de Mamografia. Estando o Brasil no grupo de países em desenvolvimento, a população abaixo dos 50 anos está ainda mais exposta ao risco. No Brasil, a mamografia e o exame clínico das mamas (ECM) são os métodos indicados para o rastreamento rotineiro da saúde da mulher. O Instituto de Câncer (Inca) recomenda que o exame seja feito a cada dois anos ou segundo recomendação médica. Se diagnosticado e tratado precocemente, a perspectiva de recuperação é razoavelmente boa e para isso as duas mamas devem ser analisadas. As consequências da lacuna deixada pelo procedimento nessa faixa etária poderão custar muitos procedimentos radicais a mais, como as mastectomias, ou até mesmo vidas avisaram as entidades. CFM entra na Justiça contra a União por restrição no acesso à mamografia Diante da não revogação da medida proposta pelo governo federal após a nota de repúdio, o Conselho Federal de Medicina (CFM) ingressou ainda em fevereiro com uma ação civil pública com pedido de tutela antecipada contra a União em defesa da ampliação do acesso das mulheres aos exames de prevenção e de diagnóstico do câncer de mama. Por meio da concessão da tutela antecipada, o CFM espera que a Justiça determine à União que garanta o acesso ao exame de mamografia bilateral em todos os estados às pessoas a partir dos 40 anos de idade por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a ação, o texto aprovado pelo Congresso dispõe sobre a efetivação de ações de saúde conflitantes com as determinações da lei nº , de 29 de abril de 2008, que asseguram a prevenção, a detecção, o tratamento e o seguimento dos cânceres do colo uterino e de mama, no âmbito do SUS. No entendimento do CFM, o Ministério da Saúde expôs as mulheres mais jovens à situação de risco e contrariou a lei, limitando o acesso à mamografia bilateral, que é considerada ideal para um diagnóstico preciso. 18

19 O QUE VEM POR AÍ Tomossíntese é candidata para entrar na rotina médica Evolução da mamografia digital permite a obtenção de imagens tridimensionais da mama, resultando em exames mais precisos, detecção precoce de tumores menores e, consequentemente, redução da mortalidade A revolução na mamografia alcançada no início dos anos 2000 com o surgimento dos modelos digitais deu um novo salto com o advento dos equipamentos que permitem a obtenção de imagens tomográficas e, consequentemente, a avaliação tridimensional das mamas. Neste tipo de procedimento, que é conhecido simplesmente como tomossíntese, é feita uma varredura da mama comprimida, resultando daí o registro de imagens 2D em diversos ângulos que, com a ajuda de um software, são processadas e reconstruídas em 3D. Assim é possível revelar detalhes que ficariam ocultos no padrão 2D, com o qual as imagens ficam sobrepostas. Com a mamografia tomográfica fica mais fácil a identificação de tumores, principalmente os de mamas mais densas, impedindo, por exemplo, que tais massas sejam confundidas com simples sobreposições de estruturas glandulares normais. Além de descomplicar e oferecer maior precisão na investigação diagnóstica, a técnica viabiliza a detecção de tumores menores e de forma mais precoce, o que implica na redução da mortalidade. No Brasil, o primeiro aparelho só chegou recentemente, em 2010, e foi instalado nas dependências da unidade da CDB-Premium, na capital paulista. Esse processo foi conduzido pelo Dr. Aron Jakub Belfer, a quem coube o pioneirismo no uso da tomossíntese mamária em toda a América do Sul. Depois da CBD foi a vez da Clínica da Mama, de Brasília, sendo seguida pela MamaImagem, de São José do Rio Preto, que tem como diretora clínica a Dra. Selma de Pace Bauab. De acordo com a Dra. Selma Bauab, a tomossíntese funciona com a obtenção de radiografias com baixa dose em diversos A tomossíntese ainda é uma tecnologia em desenvolvimento. Mas, a técnica encontrase em um estágio avançado, que já permite seu uso clínico, caminhando também a passos largos para entrar na rotina médica ângulos, que variam de 15 a 50 graus, conforme o fabricante do aparelho. Imediatamente após a emissão dos raios X, com o uso do computador, as imagens são reconstruídas em cortes de 1mm. Assim, a mama pode ser melhor estudada, pois se reduzem muito os artefatos de sobreposição de imagens, orienta. Segundo ela, conforme se consolida o uso deste exame, observa-se aumento da detecção do câncer invasivo, de todos os graus e em todas as densidades mamárias, na ordem de 40%, além de reduzir os número de casos falsos positivos, levando a uma queda de 40% do número de incidências adicionais/reconvocações. Tanto a mamografia digital quanto a tomossíntese são feitas em um mesmo equipamento, sendo o tempo de compressão da mama para a aquisição de imagens 3D levemente superior. De acordo com o Dr. Aron, atualmente utiliza-se um modo combinado (mamografia + tomossíntese), sendo que a duração do exame aumenta apenas entre um e dois minutos. Já o tempo de aquisição do estudo combinado vai de 13 a 30 segundos, dependendo do fabricante do equipamento. Quanto à dose de radiação neste modo, é quase o dobro da mamografia digital, estando entretanto dentro dos parâmetros exigidos pelo Food and Drug Administration (FDA), afirma. Ainda assim, na opinião da Dra. Selma Bauab, as vantagens apresentadas pelo formato 3D excedem em muito o risco. Atualmente, já está no mercado a C-view, já aprovada pelo FDA, que é a mamografia sintetizada a partir da tomossíntese, evitando a dupla radiação e fornecendo imagem de ótima qualidade. Este é o primeiro avanço da tomossíntese, que já chegou, destaca a médica. O único problema é que o C-view ainda não é viável financeiramente, só existindo um exemplar no Brasil. A despeito de seu início promissor, o Dr. Luciano Fernandes Chala lembra que a tomossíntese ainda é uma tecnologia em desenvolvimento. Mas, conforme destaca o médico do Instituto de Radiologia do HC-FMUSP, a técnica encontra-se em um estágio avançado, que já permite seu uso clínico, caminhando também a passos largos para entrar na rotina médica. O progresso tecnológico da tomossíntese tem sido muito rápido e imagens 2D sintéticas a partir das imagens obtidas na tomossíntese já são uma realidade. Essas imagens 2D sintéticas têm potencial para substituir a mamografia 2D no futuro. Se isso ocorrer, a tomossíntese pode substituir integralmente a mamografia, assegura. Outra vantagem da mamografia 3D está relacionada ao impacto econômico que desencadeia, uma vez que, ao reduzir as reconvoca- Serviço ções, também diminui a necessidade de exames adicionais (como ultrassonografia e ressonância magnética) e biópsias. Por outro lado, e ainda no aspecto financeiro, o equipamento tridimensional custa duas vezes mais que uma mamografia digital, ao passo que, na maioria dos centros, o valor cobrado pelo exame 3D da mama é cerca de 30% superior quando comparado ao 2D. Mas, pesando prós e contras, o Dr. Luciano Chala vê um futuro promissor para a mamografia tomográfica. Os estudos atuais têm se concentrado em validar a tomossíntese como técnica de rastreamento do câncer de mama, como uma forma de reduzir reconvocações, falso- -positivos e falso-negativos. No entanto, seu papel clínico está na infância: vai crescer!, prognostica. E crescerá muito mais a partir do momento que passar a ser coberta pelas empresas de planos de saúde. Trata-se apenas de uma questão de tempo, uma vez que o procedimento já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e já dispõe de código junto à Terminologia Unificada em Saúde Suplementar (Tuss), podendo ser averbado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), conforme acredita a Dra. Selma Bauab, até Alguns poucos planos já passaram a cobrir a tecnologia, mas, por enquanto, são exceções. O pioneirismo é um árduo caminho, mas quando a tecnologia é boa, ela se impõe por si só, finaliza Dr. Selma Bauab. (Por: Oldair de Oliveira) O custo do equipamento com tomossíntese varia de US$ 500 a US$ 700 conforme consulta junto às empresas Sul Imagem (representante da Hologic) e Siemens. Segundo a GE seu aparelho ainda não está disponível para venda no Brasil, aguardando aprovação. Edição 427 Março de

20

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTADO DA ARTE EM DIAGNÓSTICO

Leia mais

Processo Seletivo Público para Complementação Especializada

Processo Seletivo Público para Complementação Especializada Processo Seletivo Público para Complementação Especializada Convocação para provas do processo seletivo para a função-atividade de Médico para o Departamento de Radiologia e Oncologia da Faculdade de Medicina

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO. 1- PERÍODO DE INSCRIÇÃO: De 8/10/2015 à 04/11/2016.

EDITAL DE INSCRIÇÃO. 1- PERÍODO DE INSCRIÇÃO: De 8/10/2015 à 04/11/2016. EDITAL DE INSCRIÇÃO II Processo Seletivo do Curso de Capacitação Médica em Ultrassonografia Geral para o ano de 2016 no ITR- Instituto Tomovale de Radiologia. Este curso se destina a médicos graduados.

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 7. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 7. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 4 5 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 7 Matrícula 9 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

Leia mais

Escola de Imagem. www.escolacaliper.com.br

Escola de Imagem. www.escolacaliper.com.br Escola de Imagem www.escolacaliper.com.br PRAZER, SOMOS A CALIPER ESCOLA DE IMAGEM NOSSA ESTRUTURA A CALIPER OFERECE ESTRUTURA COMPLETA PARA OS ALUNOS E PACIENTES: Duas salas de aula teórica com capacidade

Leia mais

SOCIEDADE PAULISTA DE RADIOLOGIA E DIAGNOSTICO POR IMAGEM

SOCIEDADE PAULISTA DE RADIOLOGIA E DIAGNOSTICO POR IMAGEM 48 SOCIEDADE PAULISTA DE RADIOLOGIA E DIAGNOSTICO POR IMAGEM. CD.o ~ g C.N.P.J NO49.410.145/0001-50 REGIMENTO ELEITORAL Artigo 1 - As eleições para a Diretoria da Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico

Leia mais

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CURSO... 3 3. PRÉ-REQUISITOS... 4 4. INSCRIÇÃO... 4 5.

Leia mais

Ultramedical recebe visita de autoridade mundial em ultrassonografia

Ultramedical recebe visita de autoridade mundial em ultrassonografia Ultramedical recebe visita de autoridade mundial em ultrassonografia O professor Luiz Antônio Bailão, uma das maiores autoridades mundiais em ultrassonografia, esteve nesta quinta-feira (7) em Campo Grande,

Leia mais

Processo Seletivo Público para Complementação Especializada

Processo Seletivo Público para Complementação Especializada Processo Seletivo Público para Complementação Especializada Convocação para provas do processo seletivo para a função-atividade de Médico para o Departamento de Radiologia da Faculdade de Medicina da Universidade

Leia mais

Uma vida dedicada. do ensino médico?

Uma vida dedicada. do ensino médico? E ntrevista Gilson Soares Feitosa O entrevistado desta edição é o cardiologista e professr Gilson Feitosa, que é coordenador da Residência em Cardiologia e diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital do Hospital

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEURORRADIOLOGIA E CABEÇA E PESCOÇO 2014-2015

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEURORRADIOLOGIA E CABEÇA E PESCOÇO 2014-2015 EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEURORRADIOLOGIA E CABEÇA E PESCOÇO 2014-2015 O Serviço de Diagnóstico por Imagem da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo ISCMSP faz saber que estarão

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento Médico em Radiologia e Diagnóstico por Imagem Subespecialidades para níveis 4 e 5

Curso de Aperfeiçoamento Médico em Radiologia e Diagnóstico por Imagem Subespecialidades para níveis 4 e 5 1. Coordenador: Dr. Douglas J. Racy 2. Para Médicos Radiologistas: 2.1 Pré-requisitos: Graduação no curso de medicina realizado no Brasil e Residência médica credenciada ou estágio de no mínimo 3 anos

Leia mais

Boletim Informativo SIERJ. Continuação da Programação do I Congresso. de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro

Boletim Informativo SIERJ. Continuação da Programação do I Congresso. de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro Ano 07 Nº 20 Out/Nov/Dez de 2006 Boletim Informativo SIERJ Continuação da Programação do I Congresso de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro 04 Congresso promove atualização e troca de experiência

Leia mais

Programas de pós-graduação do médico estrangeiro - Resolução: 1669 de 13/6//2003 *****

Programas de pós-graduação do médico estrangeiro - Resolução: 1669 de 13/6//2003 ***** Programas de pós-graduação do médico estrangeiro - Resolução: 1669 de 13/6//2003 ***** Dispõe sobre o exercício profissional e os programas de pós-graduação no Brasil do médico estrangeiro e do médico

Leia mais

PROGRAMAs de. estudantil

PROGRAMAs de. estudantil PROGRAMAs de empreendedorismo e protagonismo estudantil Ciclo de Palestras MAGNUM Vale do Silício App Store Contatos Calendário Fotos Safari Cumprindo sua missão de oferecer uma educação inovadora e de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE CONCURSO PARA CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA

ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE CONCURSO PARA CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA ASSOCIAÇÃO EDUCADORA SÃO CARLOS HOSPITAL MÃE DE DEUS EDITAL DE CONCURSO PARA CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA 1. INTRODUÇÃO A Comissão de Ensino do Curso de Especialização em Cardiologia do Hospital

Leia mais

Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP

Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP Conteúdo DISPOSIÇÕES GERAIS 3 APOIO AO APRIMORAMENTO DE RECURSOS HUMANOS 4 Participação em congressos e eventos científicos

Leia mais

FAQs Editais VRERI 2015

FAQs Editais VRERI 2015 FAQs Editais VRERI 2015 As perguntas a seguir estão agrupadas por público alvo dos editais VRERI 2015, em ordem dos que mais encaminharam questões. FUNCIONÁRIO - Sou funcionário e gostaria de me candidatar

Leia mais

Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição.

Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição. EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CURSO DE ESPECIALIAZAÇÃO EM CANCEROLOGIA CLÍNICA HOSPITAL BENEFICÊNCIA PORTUGUESA E CENTRO DE ONCOLOGIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO PARA ANO DE 2014. Atenção: Recomenda-se a leitura

Leia mais

Programa de Especialização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (R4)

Programa de Especialização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (R4) SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL INFANTIL JOANA DE GUSMÃO Florianópolis SERVIÇO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Programa de Especialização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (R4) Florianópolis,

Leia mais

Ultramedical realiza solenidade de lançamento do curso. de Pós-Graduação

Ultramedical realiza solenidade de lançamento do curso. de Pós-Graduação Ultramedical realiza solenidade de lançamento do curso de Pós-Graduação A Ultramedical realizou nessa última quinta-feira, 11, uma solenidade de lançamento da Pós-Graduação em Ultrassonografia, que terá

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1- O QUE É UMA LIGA ACADÊMICA? As Ligas Acadêmicas são entidades sem fins lucrativos. As Ligas Acadêmicas

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

Regulamento do Padi 1. OBJETIVO

Regulamento do Padi 1. OBJETIVO 1 de 10 1. OBJETIVO Este regulamento tem como objetivo definir as regras que regem o Programa de Acreditação em Diagnóstico por Imagem (Padi) e os principais conceitos aplicáveis aos processos de auditoria

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, SECRETARIA DA CULTURA E MUSEU DA CASA BRASILEIRA APRESENTAM REGULAMENTO PARA CONCURSO DO CARTAZ

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, SECRETARIA DA CULTURA E MUSEU DA CASA BRASILEIRA APRESENTAM REGULAMENTO PARA CONCURSO DO CARTAZ GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, SECRETARIA DA CULTURA E MUSEU DA CASA BRASILEIRA APRESENTAM PRÊMIO DESIGN MUSEU DA CASA 28º BRASILEIRA REGULAMENTO PARA CONCURSO DO CARTAZ 2014 atualizado em 28 de abril

Leia mais

EDITAL CURSO DE APERFEIÇOAMENTO - 2013

EDITAL CURSO DE APERFEIÇOAMENTO - 2013 EDITAL CURSO DE APERFEIÇOAMENTO - 2013 O Servido de Diagnóstico por Imagem da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo ISCMSP faz saber que estarão abertas as inscrições para a realização do

Leia mais

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS)

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS) Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 05/08/2014. HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

REGULAMENTO. Prêmio INCA - Ary Frauzino de Jornalismo

REGULAMENTO. Prêmio INCA - Ary Frauzino de Jornalismo REGULAMENTO Prêmio INCA - Ary Frauzino de Jornalismo O Prêmio INCA Ary Frauzino de Jornalismo 2007 será regido pelo presente Regulamento que se encontra arquivado no Cartório de Registro de Títulos e Documentos

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS A Fundace Fundação para Pesquisa do Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia, fundação de apoio formada pelos professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade FEA/

Leia mais

Cursos de Aperfeiçoamento Médico - Subespecialidades para níveis 4 e 5 Radiologia e Diagnóstico por Imagem / Ultrassonografia / Medicina Nuclear

Cursos de Aperfeiçoamento Médico - Subespecialidades para níveis 4 e 5 Radiologia e Diagnóstico por Imagem / Ultrassonografia / Medicina Nuclear 1. Coordenador: Dr. Douglas J. Racy 2. Para Médicos Radiologistas: 2.1 Pré-requisitos: Graduação no curso de medicina realizado no Brasil e Residência médica credenciada ou estágio de no mínimo 3 anos

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 40 Discurso na cerimónia comemorativa

Leia mais

Escolas comunicadoras

Escolas comunicadoras Comunicação e Cultura Local de atuação: Ceará, Pernambuco, Pará e Bahia Data de fundação: 1996 Escolas comunicadoras No Ceará, quase quinhentas mil crianças da rede pública estudam em escolas que unem

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2009 HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE JUIZ DE FORA

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2009 HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE JUIZ DE FORA EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2009 HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE JUIZ DE FORA O Coordenador Geral da Comissão de Residência Médica - COREME, Dr. Cícero de Lima Rena, o Provedor Dr. José Carlos

Leia mais

Processo Seletivo 2015.1

Processo Seletivo 2015.1 Processo Seletivo 2015.1 Edital 1. O Curso 2. Hospitais Sedes 3. Das Inscrições 4. Das vagas e seleção 5. Prova escrita / Entrevista 6. Apresentação do Programa 7. Requesitos para inscrição 8. Cronograma

Leia mais

ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DE PERNAMBUCO DISCIPLINA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DA UFPE

ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DE PERNAMBUCO DISCIPLINA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DA UFPE ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DE PERNAMBUCO DISCIPLINA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DA UFPE Capítulo I - Da liga e seus fins Art. 1 - A Liga de Cirurgia Pediátrica, a seguir designada LACIPE,

Leia mais

O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado. caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi

O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado. caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado Ministro Cezar Peluso, senhoras e senhores. Inicialmente, quero dizer ao meu caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi uma convocação.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA PLENA ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS O Curso de Ciências Biológicas, através

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

A Comunicação Interna Perante as Instituições: Um Recorte da Literatura 1

A Comunicação Interna Perante as Instituições: Um Recorte da Literatura 1 A Comunicação Interna Perante as Instituições: Um Recorte da Literatura 1 Cláudio Henrique DOERNER 2 Katyanne Karinne KRULL 3 Valeska dos Santos Dias FRONZA 4 André MUNZLINGER 5 Centro Universitário para

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA 1- IDENTIFICAÇÃO 1.1- Hospital: Rubens de Souza Bento Hospital Geral de Roraima. 1.2- Entidade Mantenedora: Secretaria Estadual de Saúde/SESAU-RR 1.3- Curso:

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

O valor da educação Um aprendizado para a vida. Relatório do Brasil

O valor da educação Um aprendizado para a vida. Relatório do Brasil O valor da educação Um aprendizado para a vida Relatório do Brasil A pesquisa O valor da educação é uma pesquisa do consumidor independente sobre tendências globais de educação realizada para o HSBC. O

Leia mais

Câmara Municipal de Caçapava CIDADE SIMPATIA - ESTADO DE SÃO PAULO

Câmara Municipal de Caçapava CIDADE SIMPATIA - ESTADO DE SÃO PAULO PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 18 /2015. Concede o Título de Cidadão Caçapavense ao Drº Suélio Marinho de Queiroz. Art.1º - Fica concedido o Título de Cidadão Caçapavense ao Drº Suélio Marinho de Queiroz.

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

REGULAMENTO DO SIMULADO FOLHA - ENEM 2013

REGULAMENTO DO SIMULADO FOLHA - ENEM 2013 REGULAMENTO DO SIMULADO FOLHA - ENEM 2013 1. Da Organização O Simulado Folha Enem 2013 é fruto da parceria entre o jornal Folha de S.Paulo e a Adaptativa Inteligência Educacional e tem como objetivo a

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ESPECIALIZAÇÃO MÉDICA 2008 SANTA CASA SÃO JOSÉ MATER DEI IMEDE

PROCESSO SELETIVO ESPECIALIZAÇÃO MÉDICA 2008 SANTA CASA SÃO JOSÉ MATER DEI IMEDE FUNDAÇÃO EDUCACIONAL LUCAS MACHADO FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS Alameda Ezequiel Dias, 275 Centro Belo Horizonte MG CEP: 30130-110 Tel: (31) 3248-7124/3248-7125 Fax: 3248-7190 e-mail:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO GOIANA DE INTEGRALIZAÇÃO E REABILITAÇÃO CENTRO DE REABILITAÇÃO E READAPTAÇÃO DR. HENRIQUE SANTILLO

ASSOCIAÇÃO GOIANA DE INTEGRALIZAÇÃO E REABILITAÇÃO CENTRO DE REABILITAÇÃO E READAPTAÇÃO DR. HENRIQUE SANTILLO ASSOCIAÇÃO GOIANA DE INTEGRALIZAÇÃO E REABILITAÇÃO CENTRO DE REABILITAÇÃO E READAPTAÇÃO DR. HENRIQUE SANTILLO CENTRO DE ESTUDOS CENE/CRER COMISSÃO DE ENSINO E TREINAMENTO CETO/CRER EDITAL DE SELEÇÃO PARA

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA

QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA INSTITUIÇÃO ENDEREÇO CIDADE ESTADO CEP TELEFONE ( ) FAX ( ) E-MAIL: SITE: CNPJ: INSCRIÇÃO ESTADUAL: INSCRIÇÃO

Leia mais

Pacto Nacional pela Saúde. Mais hospitais e unidades de saúde Mais Médicos Mais Formação

Pacto Nacional pela Saúde. Mais hospitais e unidades de saúde Mais Médicos Mais Formação Pacto Nacional pela Saúde Mais hospitais e unidades de saúde Mais Médicos Mais Formação 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Conheça mais: Programa Mais Médicos Faltam médicos no Brasil De 2003 a 2011, o número de postos

Leia mais

PROJETOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PROJETOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA 2.1 PROGRAMA BOLSA ESCOLA DA FAMILIA (*) As Faculdades da UNIESP, em parceria com o Governo do Estado de São

Leia mais

Manual do Professor versão 2.0. FTD Sistema de Ensino

Manual do Professor versão 2.0. FTD Sistema de Ensino Manual do Professor versão 2.0 FTD Sistema de Ensino Plataforma Digital do FTD Sistema de Ensino Concepção Fernando Moraes Fonseca Jr Arquitetura e coordenação de desenvolvimento Rodrigo Orellana Arquitetura,

Leia mais

EDUCAÇÃO GRUPO POSITIVO

EDUCAÇÃO GRUPO POSITIVO EDUCAÇÃO 38 GRUPO POSITIVO Contribuição para o desenvolvimento Positivo trabalha para que sua contribuição ao ensino de O qualidade extrapole suas unidades e alcance de forma construtiva toda a sociedade.

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM HISTÓRICO DO PROGRAMA O programa de Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem da Rede D Or foi o primeiro da instituição

Leia mais

Global Citizens of Tomorrow

Global Citizens of Tomorrow Global Citizens of Tomorrow O programa Global Citizens of Tomorrow é uma parceria do AFS Intercultural Programs e da British Petroleum, que oferecerá oito bolsas de estudos para um ano letivo nos Estados

Leia mais

I Prêmio Novo Nordisk de Sustentabilidade

I Prêmio Novo Nordisk de Sustentabilidade I Prêmio Novo Nordisk de Sustentabilidade Apresentação Para a Novo Nordisk, responsabilidade social vai além do cuidado com as pessoas e com o meio ambiente. Nosso objetivo é propiciar um ambiente sustentável

Leia mais

EDITAL N o 01/2012 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ESPECIALIZAÇÕES EM FISICA MÉDICA 2º SEMESTRE DE 2012

EDITAL N o 01/2012 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ESPECIALIZAÇÕES EM FISICA MÉDICA 2º SEMESTRE DE 2012 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS Transformada em Universidade pela Lei n 6.660 de 28 de dezembro de 2005 Campus Governador Lamenha Filho Rua Jorge de Lima, 113, Trapiche da Barra,

Leia mais

REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos!

REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos! REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos! 2013 é um ano significativo para o Instituto Embraer: estamos comemorando 10 anos do Programa Parceria Social! Ao longo desses anos o Instituto Embraer pôde,

Leia mais

mais inclusivos painel: negócios de impacto CONGRESSOFNQ EXCELÊNCIA EM GESTÃO

mais inclusivos painel: negócios de impacto CONGRESSOFNQ EXCELÊNCIA EM GESTÃO CONGRESSOFNQ painel: negócios de impacto Como canalizar forças para fins mais inclusivos e sustentáveis? EXCELÊNCIA EM GESTÃO André conti Da esq. p/a dir.: Gilberto Ribeiro, da Vox Capital, Julia Maggion,

Leia mais

Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia CREMEB III Fórum de Publicidade Médica 24 de agosto de 2012 Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia CREMEB Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos

Leia mais

Pós-Graduação Empresarial em Comunicação e Mídias Digitais. Manual do Curso

Pós-Graduação Empresarial em Comunicação e Mídias Digitais. Manual do Curso Pós-Graduação Empresarial em Comunicação e Mídias Digitais Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2015 Apresentação A Pós-Graduação Empresarial em Comunicação e Mídias Digitais é um curso destinado

Leia mais

EDITAL 3/2010 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA

EDITAL 3/2010 CONCURSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA INSTITUTO DE CARDIOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE CARDIOLOGIA Hospital credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica/ Ministério da Educação e do Desporto (CNRM/MEC) conforme

Leia mais

Parceria faculdade-empresa na área de jornalismo

Parceria faculdade-empresa na área de jornalismo Parceria faculdade-empresa na área de jornalismo ANA EUGÊNIA NUNES DE ANDRADE Jornalista, professora do Curso de Comunicação Social habilitação em Jornalismo, da Universidade do Vale do Sapucaí (Univás)

Leia mais

MBA em Finanças e Controladoria

MBA em Finanças e Controladoria Curso de Pós-Graduação em São Carlos Matrículas abertas até 30/Março/2013 MBA em Finanças e Controladoria Carga Horária: 360 horas Aulas exclusivamente aos sábados Curso válido e reconhecido em todo o

Leia mais

PROGRAMA PEDAGÓGICO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO E RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA

PROGRAMA PEDAGÓGICO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO E RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA PROGRAMA PEDAGÓGICO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO E RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA 1- IDENTIFICAÇÃO 1.1- Hospital: Rubens de Souza Bento Hospital Geral de Roraima. 1.2- Entidade Mantenedora: Secretaria

Leia mais

Regulamento II PRÊMIO PROFESSOR PADRE GERALDO MAGELA TEIXEIRA PRÁTICAS PARA UMA EDUCAÇÃO INOVADORA

Regulamento II PRÊMIO PROFESSOR PADRE GERALDO MAGELA TEIXEIRA PRÁTICAS PARA UMA EDUCAÇÃO INOVADORA Regulamento II PRÊMIO PROFESSOR PADRE GERALDO MAGELA TEIXEIRA PRÁTICAS PARA UMA EDUCAÇÃO INOVADORA 1. Do Prêmio 1.1 O II Prêmio Professor Padre Geraldo Magela Teixeira é uma iniciativa da Ănima Educação

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM (SUBESPECIALIZAÇÃO) EM NÍVEL A4

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM (SUBESPECIALIZAÇÃO) EM NÍVEL A4 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM (SUBESPECIALIZAÇÃO) EM NÍVEL A4 A Clínica Radiológica da Cidade de Passo Fundo Clínica Kozma, com sede na

Leia mais

Programa Módulo Internacional Andrés Bello CHILE 2011

Programa Módulo Internacional Andrés Bello CHILE 2011 Programa Módulo Internacional Andrés Bello CHILE 2011 Módulo Internacional no Chile Módulo Internacional no Chile Em parceria com a Universidad Andrés Bello e a Universidade Anhembi Morumbi, o UniRitter/Esade

Leia mais

Centro Cochrane Brasil

Centro Cochrane Brasil Centro Cochrane Brasil ENTIDADE SEM FINS LUCRATIVOS SEM FINANCIAMENTOS DE EMPRESAS NACIONAIS OU INTERNACIONAIS Representante no Brasil da Cochrane Collaboration Internacional Membro da Assembléia Mundial

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM CARDIOLOGIA PARA MÉDICOS

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA

EDITAL DE SELEÇÃO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE CAMPO GRANDE SANTA CASA COREME A. B. C. G FUNDAÇÃO CENTRO DE ESTUDOS DA SANTA CASA DR. WILLIAM MAKSOUD EDITAL DE SELEÇÃO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 Rua Eduardo Santos

Leia mais

Art. 2 A Liga possui estatuto, gestão e gerenciamento próprios, tendo a sua Diretoria direitos e deveres para exercer suas funções em estatuto.

Art. 2 A Liga possui estatuto, gestão e gerenciamento próprios, tendo a sua Diretoria direitos e deveres para exercer suas funções em estatuto. Estatuto da Liga de Cirurgia da Universidade Federal de São Carlos. 08/05/2013 Da Disposição Geral Sobre a Liga de Cirurgia da UFSCar Art. 1 - A Liga de Cirurgia da UFSCar é uma instituição acadêmica,

Leia mais

1.2 A inscrição dar-se-á mediante a entrega dos documentos listados abaixo:

1.2 A inscrição dar-se-á mediante a entrega dos documentos listados abaixo: Universidade Federal de Pelotas Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Faculdade de Arquitetura e Urbanismo PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, nível de

Leia mais

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Comunicação empresarial eficiente: Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Sumário 01 Introdução 02 02 03 A comunicação dentro das empresas nos dias de hoje Como garantir uma comunicação

Leia mais

4 O Projeto: Estudo de caso LED / IBC

4 O Projeto: Estudo de caso LED / IBC 45 4 O Projeto: Estudo de caso LED / IBC A tecnologia ligada à acessibilidade ajuda a minimizar as dificuldades encontradas entre pessoas com deficiências ao acesso a diversos formatos de informação. Do

Leia mais

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link:

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link: O Centro Universitário Estácio de Brasília Estácio Brasília divulga processo seletivo para formação de cadastro de reserva para o cargo de Professor para o(s) curso(s) de graduação e/ou graduação tecnológica.

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO Hospital São Francisco de Ribeirão Preto Instituto de Cirurgia de Ribeirão Preto COMISSÃO DE PROVA DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL EDITAL E NORMAS DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL

PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE RECURSOS HUMANOS O PROGRAMA O Programa Municipal de Voluntariado

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EXECUTIVO EM MARKETING E GESTÃO DE EQUIPES

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EXECUTIVO EM MARKETING E GESTÃO DE EQUIPES CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EXECUTIVO EM MARKETING E GESTÃO DE EQUIPES ÁREA DO CONHECIMENTO Educação. NOME DO CURSO Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em MBA Executivo e Marketing e Gestão

Leia mais

COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA

COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA EDITAL Nº 019/2013 - COREME A Comissão de Residência Médica (COREME) da Associação Beneficente Bom Samaritano, torna público que no período de 15 de Outubro de 2013 a 25 de Novembro de 2013, das 08h às

Leia mais

V JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA. Escola de Enfermagem da UFMG Av. Alfredo Balena, 190 CEP 30130-100 - BH / MG

V JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA. Escola de Enfermagem da UFMG Av. Alfredo Balena, 190 CEP 30130-100 - BH / MG V JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA Escola de Enfermagem da UFMG Av. Alfredo Balena, 190 CEP 30130-100 - BH / MG Índice 1. DO OBJETIVO 2. JORNADA ACADÊMICA DE NUTRIÇÃO CLÍNICA 3. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link:

2.1. As inscrições deverão ser realizadas através do preenchimento do formulário de inscrição previsto no seguinte link: A FACULDADE ESTÁCIO DA AMAZÔNIA ESTÁCIO ATUAL, campus Boa Vista divulga processo seletivo para formação de cadastro de reserva para o cargo de Professor para o(s) curso(s) de graduação e/ou graduação tecnológica.

Leia mais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais Índice 1. Agradecimentos... 03 2. A EMPEC... 04 3. UPDATE... 04 4. Disposições Gerais... 04 5. Critérios de Participação... 05 6. Regulamento... 06 7. Inscrições... 06 8. Pagamento... 07 9. Etapas do Concurso...

Leia mais

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA TECNOLOGIA EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA II

PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA TECNOLOGIA EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA II PLANO DE TRABALHO: DISCIPLINA TECNOLOGIA EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA II 1 O SEMESTRE DE 2015 PROFESSORES: Andréa de Lima Bastos Giovanni Antônio Paiva de Oliveira 1. EMENTA: Procedimentos, Protocolos,

Leia mais

Sociedade de Educação e Cultura de Goiás Rua 18 n 81 - Centro - Goiânia/Go Fone: (62) 3224.8829 www.faculdadearaguaia.edu.br

Sociedade de Educação e Cultura de Goiás Rua 18 n 81 - Centro - Goiânia/Go Fone: (62) 3224.8829 www.faculdadearaguaia.edu.br REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DOCÊNCIA UNIVERSITÁRIA A Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade Araguaia, considera o Estágio Supervisionado como um período de aprendizagem

Leia mais

Autor: Vereador Carlo Caiado

Autor: Vereador Carlo Caiado DESPACHO 2007 N O Página 1 de 9 Projeto de Decreto Legislativo nº173/2007 Concede o Título de Cidadão Honorário do Município do Rio de Janeiro ao Doutor Adelso de Miranda Costa - Médico Radiologista. Autor:

Leia mais

Ser voluntário #issomudaomundo. Voluntariado. Cabe na sua vida. NOTÍCIAS. Ciclos fortalecidos em 2014 e novos ciclos que virão

Ser voluntário #issomudaomundo. Voluntariado. Cabe na sua vida. NOTÍCIAS. Ciclos fortalecidos em 2014 e novos ciclos que virão NOTÍCIAS Ciclos fortalecidos em 2014 e novos ciclos que virão Mobilizar e ampliar de forma estruturada. Esse foi o propósito da ação voluntária Estudar Vale a Pena, que em cinco anos de atuação impactou

Leia mais

MESTRADO EM ECONOMIA E CIÊNCIAS POLÍTICAS ÊNFASE EM MEDIAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE CONFLITOS

MESTRADO EM ECONOMIA E CIÊNCIAS POLÍTICAS ÊNFASE EM MEDIAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE CONFLITOS PROGRAMA INTERNACIONAL pós-graduação stricto sensu MESTRADO EM ECONOMIA E CIÊNCIAS POLÍTICAS ÊNFASE EM MEDIAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE CONFLITOS Programa Internacional PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais

SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais AUDIÊNCIA PÚBLICA REALIZADA NA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS EM 28 DE JUNHO DE 2006 PARA INSTRUIR O PROJETO DE LEI DO SENADO Nº25, DE 2002, QUE DISPÕE SOBRE O

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus São Luís Centro Histórico, no uso de suas atribuições, torna público que estarão abertas no período de 24/07/2014

Leia mais

Por que defender o Sistema Único de Saúde?

Por que defender o Sistema Único de Saúde? Por que defender o Sistema Único de Saúde? Diferenças entre Direito Universal e Cobertura Universal de Saúde Cebes 1 Direito universal à saúde diz respeito à possibilidade de todos os brasileiros homens

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA COMPLEXO HOSPITALAR OURO VERDE

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA COMPLEXO HOSPITALAR OURO VERDE O Complexo Hospitalar Ouro Verde - CHOV torna público que realizará processo seletivo para preenchimento de vagas de médicos residentes de 1º ano (R-1), de seu programa de residência em MEDICINA DE FAMÍLIA

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais