O PODER DA MARCA RESUMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O PODER DA MARCA RESUMO"

Transcrição

1 O PODER DA MARCA Ana Claudia dos Santos - Ana Elisa Guimarães - RESUMO A cada dia uma nova marca surge no mercado, e o consumidor que está atento vai determinar qual será a marca que terá mais importância e crescerá no mercado. O presente artigo tem o objetivo de mostrar a importância e o poder que a marca tem sobre um determinado produto, e o caminho que esse produto pode percorrer, até ficar conhecido ou não; de como uma grande marca é criada e tornam-se grandes mundialmente. No atual mundo globalizado, onde a cada dia muda uma perspectiva e com isso mudam também as exigências feitas por quem vai adquirir esse produto, é importante que uma marca esteja atenta a todas as mudanças e atenda as exigências e mude assim como a sociedade tem mudado. Para se tornar uma grande marca, não basta somente ter uma marca, é necessário um trabalho de marketing e propaganda, vários profissionais envolvidos com o intuito de levar a idéia principal da marca e para que o consumidor possa entender a influência que uma marca tem no momento de compra. Palavras-chave: Marcas, consumidor, Coca-Cola. 1 INTRODUÇÃO O objetivo geral desse artigo científico foi o de analisar a importância que uma marca tem para uma empresa. Buscou-se, analisar também, o caminho pelo qual uma marca nova no mercado nova no mercado tem que percorrer e quais estratégias usar para se tornar uma marca consumida mundialmente. A metodologia usada foi por meio de pesquisas em livros e sites. Atualmente observa-se uma variedade enorme de marcas espalhadas por todo o mundo, algumas mais conhecidas e com prestigio em todo o mundo, outras nem tão conhecidas. No entanto, a quantidade de marcas e opções dadas ao consumidor é muito grande e o tanto que uma marca é famosa ou não, influencia direta e indiretamente na escolha feita por eles. Em vista disso, é importante demonstrar o poder que uma marca tem sobre o mercado, os consumidores e sobre outras marcas menores; como é criada uma 1/10

2 marca e qual o caminho percorrido para que ela chegue a ser conhecida por todos; a importância de se fazer o registro, garantido o direito do não uso indevido, ou seja, toda a influência exercida pela marca. O trabalho de grandes profissionais por detrás de uma idéia simples fazê-la se tornar uma potência, como levar a idéia central de criação ao mercado e passá-la de maneira correta ao consumidor, que será o principal condutor da marca ao sucesso. As dificuldades de se manter uma marca no mercado, estando sempre atenta as mudanças feitas pela sociedade, e exigências estabelecidas com a globalização sem que perca a essência da marca, é trabalhoso e exige profissionais atentos àquilo que está mudando, e preparados para continuar com o trabalho. Uma grande marca não se faz sozinha se manter no topo requer ajustes constantes e grandes investimentos. Algumas marcas conseguem a proeza de fazer um produto se vende por si só, tornando-o sinônimo de qualidade. E outras que são tão famosas que se difundem apenas com o produto propriamente dito. Vale demonstrar como um simples símbolo, uma escrita diferenciada, um desenho mais elaborado, transforma-se em uma marca valorizada, pois a sua representação pode ser feita tanto por um desses elementos isoladamente, como por uma combinação de alguns desses elementos. A grande maioria das marcas, hoje mundialmente conhecidas, começaram pequenas, entretanto, com os investimentos corretos, um bom trabalho de divulgação, e como seus proprietários souberam dar o devido valor a elas, fizeram ser lembradas todas as vezes que o produto, a qual a marca representa, fosse mencionado, uma vez que esta é justamente a função de uma marca. Uma boa marca consegue levar o produto representado ao topo, e conseqüentemente permanecer na memória do consumidor que lembrará e comprará o produto, tornando-se a marca cada mais conhecida, e estabelecendo parâmetros para as novas marcas. Desta forma, é inevitável que se uma marca quer alcançar o sucesso, é preciso firmá-la constantemente, afim de ganhar espaço no mercado e confiança do consumidor, entretanto, como uma marca pode simplesmente tornar-se desconhecida ou extinta por um simples, por perder a credibilidade ou por erro de seus produtores, ou seja, não basta somente se tornar grande e poderosa, é preciso trabalho e dedicação para que a marca permaneça grande. 2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 2.1 O poder e a importância das marcas Atualmente, tem-se falado muito em marcas e qual a sua importância no mercado consumidor e empresarial, muitas dessas marcas valem mais do que suas próprias empresas. Isso tem ocorrido por causa do grande crescimento no meio empresarial e o aumento do nível competitivo entre as empresas, aliado a um consumidor mais critico aos produtos apresentados a ele, fez com que as empresas se esforçassem para se diferenciarem cada vez mais entre as demais. Nesse contexto encontram-se as marcas, que são, segundo a definição da AMA American Marketing Association (AMA), marca é um nome, termo, sinal, símbolo ou desenho, ou uma combinação deles, com o objetivo de identificar bens ou serviços de um vendedor ou grupo e diferenciá-los da concorrência, ou seja, 2/10

3 marca é toda e qualquer imagem ou desenho usado para definir uma empresa ou produto, e diferenciá-lo entre os demais. A marca é bem mais do que apenas uma representação gráfica, visual ou não, que chega para aos clientes, ela vai mais além quando determina qual será o produto mais vendido e consumido, qual para os clientes é o melhor, entretanto é necessário que se entenda que a marca por si só não tem o poder total de impressionar aos seus destinatários. Do ponto de vista econômico, a marca facilita as transações, pois torna mais rápida a interpretação e processamento das informações pelo cliente em relação a determinada experiência com o produto, aciona ou não suas expectativas de confiança, identificação, ética, satisfação e auto-expressão, servindo como critério de redução de risco na decisão de compra. Para as empresas, a marca forte melhora a eficiência dos programas de Marketing, permite o desenvolvimento de programas de relacionamento e fidelidade, fornece uma diferenciação protegida por lei (marca registrada), facilita o processamento de pedidos, deixa uma base para a comunicação da imagem corporativa, delimita um valor de ativo intangível no caso de venda e uma fonte de segmentação eficaz, possibilita obter maiores retornos e maior alavancagem comercial, e ainda dá margem para futuras expansões de marca. É necessário que se alie uma marca há uma idéia de propagando que leve aos clientes à vontade e o desejo de se consumir tal produto. Um bom trabalho de marketing e propaganda ajuda e muito a colocar uma marca no topo. A marca de uma empresa irá dizer muito sobre o seu crescimento perante o mercado, ou seja, uma boa marca pode aumentar o valor de mercado da empresa, e com isso a valorizar no mercado. 2.2 Registro da marca Quando uma nova marca é criada, tem-se que se fazer o seu registro, não é obrigatório que uma marca seja registrada, mas é necessário para que seu criador tenha direitos sobre ela. Há no Brasil, um órgão especifico para que se faça o registro de uma marca, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) é responsável por registrar todas as novas marcas e garantir os direitos e deveres de quem o criou. Se uma pessoa cria uma marca e não registra, essa marca cai em domínio publico, ou seja, qualquer pessoa ou empresa pode utilizá-la como sendo seu real proprietário e pode fazer seu registro como sendo o criador da marca. Nesse sentido, o INPI auxilia para que, ao ser feito o registro de uma marca, nenhuma outra pessoa ou empresa pode utilizar sem ser seu dono. Também garante a proteção contra o uso indevido, a concorrência desleal e a má fé dos demais empresários. Diante da competitividade no mercado, registrar uma marca é o primeiro passo para garantir seus direitos no mercado, e é mais fácil para os concorrentes imitar uma marca do que reproduzir seu serviço ou produto. 3/10

4 Algumas pessoas confundem a patente com a marca, a marca não é patenteada, ou seja, não existe patente de marca e sim registro de marca. Portanto, marca não é patente. 2.3 Marcas de alto renome e marcas notoriamente e reconhecidas Há também as marcas de alto renome e a notoriamente reconhecida, apesar de parecerem semelhantes elas não são completamente diferentes. A marca de alto renome é aquela marca que é conhecida por consumidores pertencentes a diversos segmentos de mercados diferentes daquele mercado que corresponde aos produtos ou serviços protegidos por esta marca. Além desta característica, a marca de alto renome possui o goodwill, ou seja, esta marca ganhou um grande reconhecimento e goza de boa reputação perante os consumidores, pois estes reconhecem que os produtos ou serviços identificados pela marca são de excelente qualidade. O Instituto da marca de alto renome foi criado para proteger contra terceiros aquela marca que se tornou conhecida e que goza de excelente reputação e prestígio por todo o público consumidor. Já a notoriedade da marca é uma qualidade presente em marcas que auferem um expressivo conhecimento público é a capacidade que um comprador potencial tem de reconhecer ou se recordar de uma marca como integrante de uma certa categoria de produtos. A notoriedade da marca é a conquista de grande reconhecimento pelo público, do serviço que essa marca protege. O Instituto da marca notoriamente conhecida foi criado para proteger contra terceiros aquela marca que se tornou conhecida como sinal distintivo de um determinado produto ou serviço, evitando que terceiros tirassem proveito do reconhecimento desta marca pelo público consumidor. (PORTO,2009). Ambas as marcas possuem maior proteção por serem consideradas de grande impacto no mercado, e apresentarem, de certa forma, perigo para os concorrentes. Essas marcas também alcançam proteção de forma internacional, pois são reconhecidas não somente no mercado nacional, mas mundialmente. Existem marcas que são notoriamente reconhecidas não somente no território brasileiro, por isso não ganham somente proteção no Brasil, mas sim, proteção aonde sua notoriedade for alcançada, como exemplo podemos citar a Coca-Cola, que é uma marca tanto de alto renome como notoriamente conhecida, com isso ela tem proteção em quase todo o mundo. 4/10

5 2.4 Marcas, logomarcas e logotipos É possível observarmos que quase, ou todas as marcas são caracterizadas por desenhos, símbolos ou mesmo uma escrita diferenciada, que a torna única no mercado empresarial e consumidor. A marca vai além de sua própria representação gráfica, o símbolo ou desenho utilizado apenas demonstra o conceito que a essência de uma marca quer transmitir. Nesse sentido encontramos as logomarcas e os logotipos, que podem ter o mesmo significado para alguns e bem diferentes para outros. A confusão nasce quando se cruza os conceitos de marca e logotipo, criandose assim a logomarca, que nada mais é do que o logotipo utilizado para definir uma marca, ou seja, a representação gráfica, simbológica ou o desenho que a marca vai ter. Na verdade tanto o logotipo como a logomarca representa a mesma coisa, fazer com que tenha uma associação da marca o consumidor, e isso ocorre por conta do logotipo ou logomarca. Pensar que uma marca já nasce grande e conhecida é um erro, a marca nasce de uma idéia, que depois de estudada é lançada ao consumidor, através de um logotipo que o vai caracterizar o produto da idéia central. Entretanto, não se limita apenas a se criar uma marca e um logotipo para representá-la, é feito um trabalho de marketing, para que este produto chegue ao publico alvo, e este possa conhecê-lo e adquiri-lo, campanhas publicitárias ajudam e auxiliam para que a marca se fixe com mais precisão na mente do consumidor, e muitos depois irão associar a marca não à sua idéia principal, mas sim ao logotipo criado para representá-la, essa será a sua principal característica. Claro que isso só não é o bastante, todo trabalho de uma marca não termina com a sua apresentação ao público, ou com o trabalho de marketing; toda marca possui um conjunto de valores, e como se pretende comunicar esses valores. Uma marca vai muito além do que uma idéia, logotipo ou logomarca, um bom trabalho de marketing e propaganda, mas sim aos valores que ela vai representar e demonstrar ao consumidor, que fará com que ela cresça e se torne conhecida em todo seu território. 2.5 Marcas:sucesso ou fracasso Uma marca pode levar muitos anos para ser construída, e para se tornar conhecida, entretanto pode-se também levar pouco tempo para cometer erros graves, perder a credibilidade ou até mesmo ser extinta. Isso acontece, em alguns casos, por não conseguir manter o padrão de qualidade, não conseguir atender as mudanças e exigências do mercado, ou simplesmente não investir de forma correta propagandas e divulgação, fazendo com que a marca não se expande. Com o passar dos anos, é inevitável que mudanças vão ocorrer e que marcas vão se perder, entretanto quando algumas marcas percebem que estão perdendo o prestigio e espaço no mercado, elas investem em estratégias para tirá-las daquela situação, realizando adaptações que a fazem voltar ao mercado atendendo as mudanças exigidas no momento. 5/10

6 Há também marcas que passam por mudanças mais drásticas, que após conflitos e problemas, tende a submeter-se a grandes mudanças para voltar ao mercado, com isso podem mudar de nome (logotipo), sem perder a sua idéia principal, apenas para ressurgir de forma inovadora. A marca para ter sucesso precisa ser repetida pelas pessoas para se tornar reconhecida e aparecer, o boca-a-boca de um consumidor ao outro faz com que a marca apareça e cresça. Uma boa marca não se faz sozinha, e basta grandes profissionais por detrás dela se ao chegar ao publico, ela cause um grande impacto ou não satisfaça as exigências do momento. Há também as marcas que possuem as patentes de outras menores, como a Coca-Cola, que detém o controle das marcas Guaraná Kuat, Fanta, entre outras; a Coca-Cola também pode ser exemplo de uma marca que deu certo e é sucesso, desde a sua criação, e que atende as necessidades do mercado em todas as situações. 2.6 Coca cola : marca mundial Quando se pensa em uma marca que tenha alcançado prestigio e sucesso em 99,9% da população mundial, se pensa logo na coca-cola. A marca que está em quase, senão todos os lugares do planeta, e acessível a todos os públicos e níveis sociais e econômicos do mundo. Segundo Graciolli (2009), a bebida que nasceu de uma formula farmacêutica para combater dor de cabeça, e vendida inicialmente em uma farmácia por apenas US$ 0,05, e batizada como Coca-Cola, se tornaria a marca dos Estados Unidos e uma bebida mundialmente conhecida. Foi em 1886, quando John Styth Pemberton criou o refrigerante, ou como chamou na época tônico para o cérebro, e se tornou a bebida mais consumida nos Estados Unidos, Frank Mason Robinson, que era contador de Pemberton, foi quem batizou o tônico de Coca-Cola e desenhou o logotipo a mão. Assim estava criada a marca Coca-Cola, que cinco anos após ser criado, Pemberton vendeu os direitos de comercialização da coca-cola para Asa Griggs Candler, um empresário, que foi o grande responsável pela popularização do refrigerante por todo o mundo, através de táticas agressivas de marketing. Mesmo assim, Candler não foi o mentor da venda do refrigerante em garrafas, até então o refrigerante era vendidos em copos abertos de 237 mililitros e em pontos comerciais, a idéia de vender em garrafas partiu de um comerciante, Joseph Biedenharn, que também registrou a marca em 31 de janeiro de 1893, após comprar os direitos de engarrafamento de Pemberton por apenas 1 dólar. Após a morte de Candler, seus filhos venderam as fábricas para um grupo de empresários liderados por Ernest Woodruff, e cinco anos mais tarde seu filho Robert Woodruff assume as empresas e então populariza a marca Coca-Cola por todo o mundo Vedete de uma marca Segundo Castro (2007), famosa garrafa contour, embalagem de vidro de 237 ml da Coca-Cola, foi lançada em Mas é uma celebridade até hoje por simbolizar a autenticidade de Coca-Cola com o seu formato mundialmente 6/10

7 identificado como marca registrada do centenário refrigerante: ela cabe perfeitamente na mão, faz um som único quando é aberta e oferece um sabor e refrescância que só podem ser de Coca-Cola. O desenho curvilíneo da garrafa contour foi baseado em um conceito original sugerido pelo soprador de vidro sueco, Alexander Samuelson, funcionário da Root Glass Company, de Indiana. A ideia era criar uma garrafa única e especial, que pudesse ser instantaneamente reconhecida até mesmo no escuro. O conceito da garrafa foi proposto em 1913 e patenteado no United States Patent Office em 16 de novembro de A garrafa foi colocada em uso em 1916, com algumas modificações. E devido às suas curvas, foi apelidada de Mae West, famosa atriz de cinema, conhecida na época por sua sensualidade. Entre 1951 e 1960, a garrafa passou a ser protegida pela Lei de Direitos Comuns como um símbolo de identificação da Coca-Cola. Em 1960, o U.S. Patent and Trademark Office concedeu à garrafa o status legal de Marca Registrada, uma honra conferida a poucas embalagens. Fonte: Site Oficial da Coca-Cola Brasil Marketing da coca - cola,woodruff investiu em propaganda e em marketing, tudo isso ajudou a espalhar a marca por todo o mundo, mas suas táticas eram bem incisivas, assim como Candler. Uma de suas táticas era de espalhar a marca em todos os eventos possíveis, assim mais pessoas ficariam conhecendo e seriam adeptas do refrigerante, em uma de suas campanhas, ele enviou representantes da empresas de porta em porta para que eles instalassem, gratuitamente, abridores de garrafas de parede em cada residência. A chegada da bebida ao Brasil tem muito a ver com essa ousadia de Woodruff, durante a Segunda Guerra Mundial, ele garantiu que qualquer soldado americano, em qualquer lugar do mundo poderia comprar uma coca-cola pelo preço que pagaria nos Estados Unidos. Com a instalação da base americana em Recife, a bebida veio ao Brasil, para que se cumprisse a palavra de Woodruff. (Azambuja, 2004) Coca-cola no Brasil 7/10

8 Em 1942 foi instalada a primeira fábrica de Coca-Cola em nosso país, na cidade do Rio de Janeiro. Três anos depois nascia a primeira franquia, dada à Industrial de Refrescos, do Rio Grande do Sul, para fabricação de Coca-Cola em Porto Alegre. O contrato de fabricação permitia, àquela empresa, total exclusividade de produção e comercialização no território de sua franquia. Valendo-se das melhores técnicas de vendas que já conhecia, nas quais se incluíam promoções de todas as espécies, Coca-Cola sai às ruas do Rio, com vontade de vencer. E para um produto novo, com tantas questões em torno de si, registrou em um mês a venda de caixas, volume inexpressivo, mas que serviu de estímulo para que se redobrassem os esforços. De 1945 até hoje, as franquias da Coca-Cola espalharam-se por todo o Brasil, existindo em nosso país, atualmente, 18 grupos de Fabricantes que operam 38 fábricas e 141 linhas de produção. Esses Fabricantes congregam-se na Associação dos Fabricantes Brasileiros de Coca-Cola, fundada em A Coca- Cola Indústrias Ltda., que representa, no Brasil, a The Coca-Cola Company, proprietária da marca, dá assistência aos Fabricantes nas áreas de produção, marketing, promoção e em muitas outras relacionadas ao bom andamento dos seus negócios. Daqueles distantes dias, quando a Coca-Cola passou a ser distribuída em garrafas nos Estados Unidos, até hoje, muita coisa evolui. Para melhor, é claro. As lentas carroças e, mais tarde, os primitivos caminhões deram lugar a frotas de modernos veículos de toda ordem, que cruzam mais de 200 países, levando Coca- Cola às regiões mais longínquas do planeta. No Brasil, os consumidores bebem anualmente 6,2 bilhões de litros, que são transportados através de uma frota com mais de veículos. O sistema Coca-Cola no Brasil gera 26 mil empregos diretos e mais de 200 mil indiretos, atendendo a cerca de de pontos-de-venda. O Brasil ocupa a 3ª posição no ranking mundial de vendas dos produtos Coca-Cola, estando atrás apenas dos Estados Unidos e do México. No Brasil o Sistema Coca-Cola detém mais de 50% do mercado total de refrigerantes. (Texto oficial do Departamento de Comunicação da Coca-Cola no Brasil) CONCLUSÃO Para que uma marca seja lançada, primeiramente é preciso uma boa idéia, e depois necessário um trabalho incessante para que essa idéia se transforme em uma marca, e muito mais trabalho, pesquisas, elaboração, dentre muitos outros fatores, para que essa marca alcance sucesso e permaneça no topo. Passado o período inicial de inserção de uma marca no mercado, é preciso ser minuciosamente cuidado e atentar aos detalhes que podem fazer a diferença para manter a marca no mercado. É relevante e muito importante a associação da marca a um produto, junto com uma imagem ou símbolo, o que vai facilitar ainda mais o entendimento de seus significados mais profundos e permanentes, ao se lançar um produto, a marca que o acompanha pode fazer com que o produto seja muito mais vendido e aceito no mercado. Entretanto sabe-se que pode levar anos para se criar uma marca e colocá-la no mercado, mas não é preciso muito tempo e nem esforço para que a marca perca sua essência e seja esquecida ou até mesmo extinta do mercado. Quando isso 8/10

9 acontece, ou a empresa faz uma mudança radical na marca e a lança novamente no mercado ou apenas deixa que ela se extingue. Uma grande marca não é feita do dia para a noite, e por detrás de uma marca tem muitos e excelentes profissionais investindo tempo e dinheiro para deixar a marca sempre com uma nova roupagem, sem fazer grandes mudanças. Não se faz uma marca de sucesso sem trabalho e dedicação, e não se mantém uma marca no topo sem trabalho e dedicação extra. Os produtos podem até ser parecidos ou iguais, mas a marca é sempre única. REFERÊNCIAS AZAMBUJA, César. Isso sim é real. Rio de Janeiro: Clio Editora, 2004 DEOS, Luciano. Afinal, o que é marca? Disponível em: <http://www.sinprorp.org.br/clipping/2008/142.htm>. Acesso em: 16 Mai COCA-COLA BRASIL. Disponível em: <http://www.cocacolabrasil.com.br/>. Acesso em: 21 Mai CASTRO, Thiago. Marketing Estratégico: A Força Da Marca Coca-cola Company. Disponível em: <http://artigos.netsaber.com.br/resumo_artigo_5644/artigo_sobre_marketing_estrate gico:_a_forca_da_marca_coca-cola_company>. Acesso em 29 maio de 2011 FURRIER, Marcio Tadeu. Para que serve uma marca, afinal? Disponível em: <http://www.portaldomarketing.com.br/artigos/para%20que%20serve%20uma%20m arca,%20afinal.htm>. Acesso em: 16 Mai 2011 GRACIOLI, Marcelo. História das marcas: como surgiu a Coca-Cola, Disponível em: <http://www.marcelograciolli.com/tag/brainds/ >. Acesso em: 29 de maio de MUNDO DAS MARCAS. Coca-Cola Disponível em: <http://mundodasmarcas.blogspot.com/2006/05/coca-cola-always.html>. Acesso em: 19 Mai de NICHOLAS, Eduardo. Historia das marcas: como surgiu a Coca-Cola Disponível em <http://webinsider.uol.com.br/2009/08/07/historia-das-marcas-comosurgiu-e-cresceu-a-coca-cola/>. Acesso em: 18 Mai de PINHO, José Bendito. O poder das marcas. São Paulo: Summus, PORTO, Patrícia Carvalho da Rocha. A marca de alto renome e a marca notoriamente conhecida. Disponível em: <http://www.nbb.com.br/pub/propriedade20.pdf>. Acesso em: 16 Mai /10

10 INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial. O que é marca? Disponível em: <http://www.inpi.gov.br/menu-esquerdo/marcas/oculto/dirma_oqueemarca4>. Acesso em: 17 Mai STODIECK, Walter. O que é marca? Disponível em: <http://walterstodieck.blogspot.com/2007/08/o-que-marca.html>. Acesso em: 15 Maio /10

ória ia da Coca-Cola no Mundo

ória ia da Coca-Cola no Mundo A Histór ória ia da Coca-Cola no Mundo 1886 1892 Em 1886, enquanto a Estátua da Liberdade é erguida em Nova Iorque, John Pemberton, um farmacêutico de Atlanta, cria uma bebida que se tornaria outro grande

Leia mais

IADE-Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing. Licenciatura em Design. História da Arte e da Técnica. Pepsi Vs Coca-Cola

IADE-Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing. Licenciatura em Design. História da Arte e da Técnica. Pepsi Vs Coca-Cola IADE-Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing Licenciatura em Design História da Arte e da Técnica Pepsi Vs Coca-Cola tanacara-comunicacao.blogspot.com Luis Filipe Gomes Tavares 1º E1 20090465 2011/2012

Leia mais

APARECIDA LIBERATO E BETO JUNQUEYRA &CIA. CRIE A SUA! A verdadeira energia de marcas e nomes vencedores

APARECIDA LIBERATO E BETO JUNQUEYRA &CIA. CRIE A SUA! A verdadeira energia de marcas e nomes vencedores APARECIDA LIBERATO E BETO JUNQUEYRA CRIE A SUA! &CIA. A verdadeira energia de marcas e nomes vencedores Rio de Janeiro 2014 A maior energia de um Nome e de uma grande Marca! F im do século XIX. Em Atlanta,

Leia mais

MARC A PROTEGER PARA NÃO PERDER

MARC A PROTEGER PARA NÃO PERDER MARC A PROTEGER PARA NÃO PERDER Caro leitor! Nós, da Tavares Propriedade Intelectual, resolvemos desenvolver este material educativo com o propósito de alertar empresários e executivos da necessidade de

Leia mais

1- O que é um Plano de Marketing?

1- O que é um Plano de Marketing? 1- O que é um Plano de Marketing? 2.1-1ª etapa: Planejamento Um Plano de Marketing é um documento que detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de marketing, adaptando-se a mudanças

Leia mais

TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS TÍTULO: NEUROMARKETING: UMA NOVA FORMA DE FAZER PROPAGANDA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO AUTOR(ES): FELIPE

Leia mais

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR KOTLER, 2006 AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR. OS CANAIS AFETAM TODAS AS OUTRAS DECISÕES DE MARKETING Desenhando a estratégia

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

Tome a decisão mais importante do seu negócio REGISTRE SUA MARCA

Tome a decisão mais importante do seu negócio REGISTRE SUA MARCA Tome a decisão mais importante do seu negócio EGISTE SUA MACA marcas & patentes O QUE É UMA MACA? Quando falamos marca temos uma definição natural do que vem a ser esse vocábulo. Essa idéia, do senso comum,nos

Leia mais

PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL

PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL SEMINÁRIO - SIAC 23174 (PI) ÉVORA 30-04-2014 PORTUGAL ANGOLA CABO CABO VERDE VERDE MACAU MOÇAMBIQUE SÃO SÃO TOMÉE PRÍNCIPE TIMOR PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL Economia

Leia mais

Marketing. - Fatos históricos.

Marketing. - Fatos históricos. Marketing - Fatos históricos. Escambo. Produção e consumo baixos. Crescimento do consumo. Crescimento da produção = paridade. Explosão da produção. Marketing é o desempenho das atividades de negócios que

Leia mais

Gestão do capital intelectual por Eudes L. de Castro

Gestão do capital intelectual por Eudes L. de Castro Gestão das Informações Organizacionais105 capítulo 6 Gestão do capital intelectual por Eudes L. de Castro Objetivos Ao término deste capítulo o leitor deve estar capacitado a: a) - conceituar capital intelectual,

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL Introdução: O marketing verde já não é tendência. Ele se tornou uma realidade e as empresas o enxergam como uma oportunidade para atrair

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS:

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: O QUE É PRECISO PARA SER UM CORRETOR DE SUCESSO gerenciador e site imobiliário Introdução O perfil do corretor de imóveis de sucesso Aprimorando os pontos fracos Conclusão

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Trabalho T.G.I. Aluno: Guilherme Thiago da Silva. CURSO: Administração 1 Termo D. Matéria: Econômia. Professor: Carlos Mazza. Instituição: Uniesp

Trabalho T.G.I. Aluno: Guilherme Thiago da Silva. CURSO: Administração 1 Termo D. Matéria: Econômia. Professor: Carlos Mazza. Instituição: Uniesp Trabalho T.G.I Aluno: Guilherme Thiago da Silva CURSO: Administração 1 Termo D Matéria: Econômia Professor: Carlos Mazza Instituição: Uniesp Coca-Cola: Uma das maiores marcas do Planeta Breve introdução

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Fábio Pires 1, Wyllian Fressatti 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil pires_fabin@hotmail.com wyllian@unipar.br RESUMO. O projeto destaca-se

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

Marketing de Causas Sociais

Marketing de Causas Sociais Marketing de Causas Sociais Denilson Motta denilson.motta@yahoo.com.br AEDB Lúcia Maria Aparecido Vieira lucivie3@hotmail.com UBM Vanderléia Duarte potter_van@yahoo.com.br AEDB Rayanna Mattos Viana rayannamviana@gmail.com

Leia mais

ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA

ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA ESTUDO DE CASO: BRAHMA: NOVA LATA VERMELHA Carlos Eduardo Carvalho Cruz Eduardo Borges Ferreira Rudiney Cordeiro Cardoso 1 Resumo: O presente trabalho trata de um estudo de caso com foco na campanha da

Leia mais

GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I. Professora: Bárbara Ribeiro

GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I. Professora: Bárbara Ribeiro GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I Professora: Bárbara Ribeiro B-RIBEIRO.COM Aula 07: 15-Junho DIFERENCIAIS NO SERVIÇO JÁ OFERECIDO... Melhorar o que já

Leia mais

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto Módulo 6. O Produto Para os consumidores a existência de uma multiplicidade de produtos expostos no mercado, cheio de características e adicionais, é de encher os olhos. A livre concorrência possibilita

Leia mais

Ponto de Venda para Vender FERRAMENTAS DE MARKETING - DIREITOS RESERVADOS

Ponto de Venda para Vender FERRAMENTAS DE MARKETING - DIREITOS RESERVADOS Ponto de Venda para Vender FERRAMENTAS DE MARKETING - DIREITOS RESERVADOS Como marca, fachada e merchandising podem se ajudar O DESAFIO Competindo com Competência Todos sabem que a competitividade do mercado

Leia mais

Bens duráveis: duram muito tempo como, por exemplo, casas, carros, etc.

Bens duráveis: duram muito tempo como, por exemplo, casas, carros, etc. A3 - Produto e Preço O que é produto? Produto é o conjunto de benefícios que satisfaz o desejo e/ou a necessidade do consumidor, pelo qual ele está predisposto a pagar em função da sua disponibilidade

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

Teste Cego Comprova: A Importância da Marca na Tomada de Decisão de Consumo de Refrigerante Sabor Guaraná 1

Teste Cego Comprova: A Importância da Marca na Tomada de Decisão de Consumo de Refrigerante Sabor Guaraná 1 Teste Cego Comprova: A Importância da Marca na Tomada de Decisão de Consumo de Refrigerante Sabor Guaraná 1 Camila Menezes TORRES² Bruna Fonseca KASTRUP³ Maxuell Cardoso PORTO 4 Tânia Maria Bassetti de

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? e as oficinas têm de se adaptar às novas

COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? e as oficinas têm de se adaptar às novas COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? 1 1 Com esta crise, já não há filas à porta das oficinas, nem listas de marcações com vários dias de espera. Era bom, era, mas já foi! Os tempos são de mudança

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 DO MARKETING À COMUNICAÇÃO Conceitualmente, Marketing é definido por Kotler

Leia mais

A atividade de Relações Públicas como suporte para a gestão socialmente responsável

A atividade de Relações Públicas como suporte para a gestão socialmente responsável A atividade de Relações Públicas como suporte para a gestão socialmente responsável Felipe de Oliveira Fernandes Vivemos em um mundo que está constantemente se modificando. O desenvolvimento de novas tecnologias

Leia mais

Introdução...3. O que é marca?...4. Marcas x produtos...4. Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5

Introdução...3. O que é marca?...4. Marcas x produtos...4. Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5 Marcas Marcas Introdução...3 O que é marca?...4 Marcas x produtos...4 Kotler apresenta cinco níveis para um produto:...5 Exemplo de diferentes níveis de produto...6 Desafios do branding...8 Conceito de

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria. elisapivetta@hotmail.com

Universidade Federal de Santa Maria. elisapivetta@hotmail.com Universidade Federal de Santa Maria Colégio agrícola de Frederico Westphalen Elisa Maria Pivetta Cantarelli elisapivetta@hotmail.com Refere-se à forma particular como o nome da marca é representado graficamente,

Leia mais

A l e x a n d r a P a u l o

A l e x a n d r a P a u l o A l e x a n d r a P a u l o ESCOLA SECUNDÁRIA SERAFIM LEITE TRABALHO FINAL TÉCNICAS DE VENDA Alexandra Paulo 11ºI Nº 21160 Disciplina: Comercializar e vender Prof: João Mesquita 20-12-2012 2012-2013 1

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Introdução ao Mundo da Embalagem

Introdução ao Mundo da Embalagem Introdução ao Mundo da Embalagem Desenhar embalagens que realmente contribuam para o sucesso do produto na competição de mercado não é uma tarefa fácil. A embalagem é hoje um importante componente da atividade

Leia mais

Marketing para academias. www.holusmarketing.com.br

Marketing para academias. www.holusmarketing.com.br Marketing para academias Mas afinal de contas, o que é marketing? A meta do marketing é conhecer e entender o consumidor tão bem, que o produto ou serviço se molde a ele e se venda sozinho. Peter Drucker

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE COMUNICAÇÃO, DECLARAÇÕES E UTILIZAÇÃO DA MARCA MEB PELOS MEMBROS

PROCEDIMENTOS DE COMUNICAÇÃO, DECLARAÇÕES E UTILIZAÇÃO DA MARCA MEB PELOS MEMBROS PROCEDIMENTOS DE COMUNICAÇÃO, DECLARAÇÕES E UTILIZAÇÃO DA MARCA MEB PELOS MEMBROS O presente procedimento apresenta as declarações que os participantes MEB- Brasil poderão fazer na qualidade de membros.

Leia mais

PREÇO. Administração Mercadológica I

PREÇO. Administração Mercadológica I PREÇO Administração Mercadológica I PREÇO DE RETORNO-ALVO Na determinação de preço de retorno-alvo, a empresa determina o preço que renderia sua taxa-alvo de ROI; Esse método é utilizado por empresas de

Leia mais

Princípios e Conceitos de Marketing. Prof. Felipe A. Pires

Princípios e Conceitos de Marketing. Prof. Felipe A. Pires Princípios e Conceitos de Marketing Prof. Felipe A. Pires O que é Marketing? É a execução de um conjunto de atividades comerciais, tendo como objetivo final a troca de produtos ou serviços entre produtores

Leia mais

MARKETING AMBIENTAL: UMA FERRAMENTA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA

MARKETING AMBIENTAL: UMA FERRAMENTA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA 1 MARKETING AMBIENTAL: UMA FERRAMENTA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA Felipe Rogério Pereira (UniSALESIANO Araçatuba/SP) HerculesFarnesi Cunha ( Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas- AEMS e UniSALESIANO

Leia mais

Inspire Inove Faça Diferente

Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Inspire Inove Faça Diferente Se eu tivesse um único dolar investiria em propaganda. - Henry Ford (Fundador da Motor Ford) As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer

Leia mais

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul O segredo do sucesso da sua empresa é conhecer e entender o que entra e o que sai do caixa durante um dia, um mês ou um ano. 1 Fluxo de caixa: organize

Leia mais

Vantagens Competitivas (de Michael Porter)

Vantagens Competitivas (de Michael Porter) Vantagens Competitivas (de Michael Porter) CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio Exterior FONTE: SOARES, Claudio César. Introdução ao Comércio Exterior Fundamentos Teóricos do Comércio Internacional.

Leia mais

Os 4 P s. P de PRODUTO

Os 4 P s. P de PRODUTO Os 4 P s P de PRODUTO O que é um Produto? Produto é algo que possa ser oferecido a um mercado para aquisição, uso ou consumo e que possa satisfazer a um desejo ou necessidade. Os produtos vão além de bens

Leia mais

Aulas de 08 a 18/03/13

Aulas de 08 a 18/03/13 Aulas de 08 a 18/03/13 6. Nome Empresarial 6.1. Alteração do nome empresarial O nome empresarial pode ser alterado a qualquer momento, respeitados os requisitos citados acima. Assim, o nome empresarial

Leia mais

Bolsa do Empreendedorismo Dia da Europa. PROPRIEDADE INDUSTRIAL O que é? Para que serve? Teresa Colaço

Bolsa do Empreendedorismo Dia da Europa. PROPRIEDADE INDUSTRIAL O que é? Para que serve? Teresa Colaço Bolsa do Empreendedorismo Dia da Europa PROPRIEDADE INDUSTRIAL O que é? Para que serve? Teresa Colaço Departamento de Informação e Promoção da Inovação Lisboa 9 Maio 2012 O que é a Propriedade Industrial?

Leia mais

Segmentação Inteligente: como utilizá-la

Segmentação Inteligente: como utilizá-la Segmentação Inteligente: como utilizá-la SEGMENTAÇÃO INTELIGENTE: COMO UTILIZÁ-LA O que você acha de chegar a uma loja e ter todos os produtos que mais deseja separados exclusivamente para você, com todas

Leia mais

O Valor Ideológico na Propaganda de Cerveja 1

O Valor Ideológico na Propaganda de Cerveja 1 O Valor Ideológico na Propaganda de Cerveja 1 Nathália Sene GARIERI/ Licenciada em História Aline Rafaela Portílio LEMES Aline Aparecida SILVA Samuel Douglas Farias COSTA RESUMO A propaganda ocupa um largo

Leia mais

Fluxo Ampliado de Marketing

Fluxo Ampliado de Marketing Fluxo Ampliado de Marketing No estudo deste fluxo ampliado de marketing, chega-se a conclusão da importância de um composto mercadológico mais intenso e realmente voltado ao atendimento das necessidades

Leia mais

DEPARTAMENTO DE HELP DESK DA DIXIE TOGA MELHORA METAS COM PRÁTICAS DE ITIL

DEPARTAMENTO DE HELP DESK DA DIXIE TOGA MELHORA METAS COM PRÁTICAS DE ITIL agosto/2012 Case de Sucesso DEPARTAMENTO DE HELP DESK DA DIXIE TOGA MELHORA METAS COM PRÁTICAS DE ITIL Para publicar um case no Portal IT4CIO, entre em contato pelo e-mail comunicacao@it4cio.com. PERFIL

Leia mais

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 14

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 14 GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 14 Índice 1. A gestão de marcas e patentes...3 2. Monitoração ambiental...5 2.1 Monitoração ambiental: conceito e importância... 5 2.2 Monitoração da estratégia

Leia mais

A MARCA DE ALTO RENOME E A MARCA NOTORIAMENTE CONHECIDA Patricia Carvalho da Rocha Porto[1]

A MARCA DE ALTO RENOME E A MARCA NOTORIAMENTE CONHECIDA Patricia Carvalho da Rocha Porto[1] A MARCA DE ALTO RENOME E A MARCA NOTORIAMENTE CONHECIDA Patricia Carvalho da Rocha Porto[1] O presente estudo versa sobre o significado e a importância da marca de alto renome e da marca notoriamente conhecida;

Leia mais

Módulo 12 Segmentando mercados

Módulo 12 Segmentando mercados Módulo 12 Segmentando mercados Há alguns anos que os profissionais de marketing perceberam que não se pode atender todo o mercado com um único composto de produto. Nem todos os consumidores querem um carro

Leia mais

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Prof. Me. Dennys Eduardo Rossetto. Objetivos da Aula 1. O composto de marketing. 2. Administração do P

Leia mais

O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1

O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1 O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1 Evelyn Nascimento Bastos 2 Palavras-chaves: Meios de Comunicação; Imagem Empresarial;

Leia mais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais JUNIOR, M.E.F.O 1 LIMA, M.S 2 FREDERICO, V.M 3 LACERDA, T.A 4 RAMOS, C.P. 5 SANTOS, F.A.A 6 RESUMO Esse artigo abordará a crescente

Leia mais

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> O que é a nota fiscal eletrônica?... 6 >> O que muda com esse novo modelo de documento fiscal?... 8 >> O DANFE - Documento Acessório

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Marketing de serviços

Marketing de serviços Marketing de serviços O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica

Leia mais

COREMA Consultoria em Registro de Marca

COREMA Consultoria em Registro de Marca Quando você decidiu abrir um empreendimento, além de pensar em como desenvolver seu trabalho de forma única e exemplar provavelmente surgiu também a dúvida em relação ao nome de sua empresa: Tenho que

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Segurança a da Informação Aula 02. Aula 02

Segurança a da Informação Aula 02. Aula 02 Segurança a da Informação 26/9/2004 Prof. Rossoni, Farias 1 Segurança a da Informação é: Cultura, Cidadania, Desenvolvimento pessoal e social, Competitividade, Influência e poder, Imprescindível para a

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

COMO ABRIR SUA EMPRESA

COMO ABRIR SUA EMPRESA COMO ABRIR SUA EMPRESA Hoje, ter o próprio negócio é algo muito comum. Flexibilidade, possibilidade de aumentar a renda e instabilidade como funcionário são os principais motivos para se empreender. É

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DA QUALIDADE Profa. Adriana Roseli Wünsch Takahashi

GESTÃO ESTRATÉGICA DA QUALIDADE Profa. Adriana Roseli Wünsch Takahashi UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE GESTÃO ESTRATÉGICA DA QUALIDADE Profa. Adriana Roseli Wünsch Takahashi MARÇO/2010

Leia mais

ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL

ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL Art. 1142, CC Considera-se estabelecimento todo complexo de bens organizados, para exercicio da empresa, por empresário ou por sociedade empresária. - Trata-se de ELEMENTO ESSENCIAL

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.ribeiraopretoonline.com.br Data: 09-11-2010 Imagem Corporativa Exposição de rótulos de cervejas reúne empresários e imprensa em Ribeirão Preto Exposição do designer Randy

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Canais de marketing. Trade Marketing. Trade Marketing. Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis:

Canais de marketing. Trade Marketing. Trade Marketing. Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis: Canais de marketing Prof. Ricardo Basílio ricardobmv@gmail.com Trade Marketing Trade Marketing Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis: Distribuidores; Clientes; Ponto de venda.

Leia mais

http://crayonstock.com/19707 Zoonar 12 SEGREDOS PARA CONQUISTAR CLIENTES COM IMAGENS

http://crayonstock.com/19707 Zoonar 12 SEGREDOS PARA CONQUISTAR CLIENTES COM IMAGENS http://crayonstock.com/19707 Zoonar 12 SEGREDOS PARA CONQUISTAR CLIENTES COM IMAGENS Constantemente, somos bombardeados por incontáveis conteúdos visuais. Imagens ilustram websites, redes sociais, folders,

Leia mais

Como fazer marketing de relacionamento

Como fazer marketing de relacionamento Como fazer marketing de relacionamento O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma

Leia mais

1 Briefing de Criação

1 Briefing de Criação 1 Briefing de Criação Antecedentes do processo de criação Para se criar uma campanha ou mesmo uma única peça é imprescindível que antes seja feito um briefing para orientar o trabalho do planejamento,

Leia mais

marketing de conteúdo como atrair novos alunos usando estratégias de conteúdo produzido por

marketing de conteúdo como atrair novos alunos usando estratégias de conteúdo produzido por marketing de conteúdo para EAD como atrair novos alunos usando estratégias de conteúdo produzido por índice 03 introdução 06 como fazer: passo a passo 06 1. mapear personas 08 12 2. Organizando o conteúdo

Leia mais

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição BP COMO VENDER A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição PRODUTOS EDUCACIONAIS MULTIVERSO Avenida Batel, 1750 Batel CEP 80420-090 Curitiba/PR Fone: (41) 4062-5554 Editor:

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

Marcas: a criação das identidades visuais

Marcas: a criação das identidades visuais Marcas: a criação das identidades visuais marca A natureza das marcas e o papel que desempenham atualmente nas organizações comerciais podem ser melhor compreendidos pela análise das suas origens. origem

Leia mais

Desenvolvimento do Mix de Marketing

Desenvolvimento do Mix de Marketing Desenvolvimento do Mix de Marketing Mix de Marketing O composto de marketing é conhecido no escopo mercadológico como os 4Ps denominados por Jeronme Mc Carthy como: product, price, place e promotion. Na

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Desenvolvimento de Marcas Fortes. Criação de Brand Equity

Desenvolvimento de Marcas Fortes. Criação de Brand Equity Desenvolvimento de Marcas Fortes Criação de Brand Equity 1. O que é brand equity? Equity significa valor/patrimônio. Brand equity = valor da marca/patrimônio de marca. A American Marketing Association

Leia mais

Posicionamento Estratégico de Compras Por Vitor Hugo De Castro Cunha

Posicionamento Estratégico de Compras Por Vitor Hugo De Castro Cunha Posicionamento Estratégico de Compras Por Vitor Hugo De Castro Cunha Todos os dias falamos em globalização e internet. O mundo ficou pequeno e as distâncias não são mais vistas como antigamente. A comunicação

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 15 Aula 15 Tópicos Especiais I Sistemas de Informação Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Conceitos sobre Sistemas

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE

ATENDIMENTO AO CLIENTE ATENDIMENTO AO CLIENTE Tópicos a serem apresentados: O que é? Para que serve? Objetivos do Curso. Conteúdo Programático. Empresa As Pessoas O Produto O serviço Atendimento Competitividade Tipos de Clientes

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

Kodak Evolução Histórica do Logotipo

Kodak Evolução Histórica do Logotipo IADE Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing Escola Superior de Design Licenciatura em Design História da Arte e da Técnica 1º Ano 1º Semestre 1907 1935 1960 1971 1987 1996 >2006 - Logotipo Actual

Leia mais

Esperamos que sua empresa faça bom aproveito!

Esperamos que sua empresa faça bom aproveito! À medida que mais e mais empresas aderem ao marketing de conteúdo, notamos que as expectativas são por vezes incompatíveis com a realidade quando se trata de um Blog Corporativo B2B. A maioria dos profissionais

Leia mais

Varejo: será que o foco está mesmo no cliente?

Varejo: será que o foco está mesmo no cliente? Revista da ESPM -101 Varejo: será que o foco está mesmo no cliente? FÁTIMA MOTTA Graduada em Administração de Empresas (FMU) e Comunicação (ECA/USP) Pós -Graduada em Administração de Empresas (PUC/SP)

Leia mais

O Varejo. Distinguir entre varejo com loja e sem loja. Definir as categorias básicas de varejistas.

O Varejo. Distinguir entre varejo com loja e sem loja. Definir as categorias básicas de varejistas. O Varejo 16 Aula 16/5/2008 Objetivos da aula Explicar como os varejistas podem contribuir para o processo de criar valor. Distinguir entre varejo com loja e sem loja. Definir as categorias básicas de varejistas.

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

AS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO E MARCAS COLETIVAS COMO INSTRUMENTO DE INOVAÇÃO NAS EMPRESAS NACIONAIS. Patrícia Carvalho da Rocha Porto

AS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO E MARCAS COLETIVAS COMO INSTRUMENTO DE INOVAÇÃO NAS EMPRESAS NACIONAIS. Patrícia Carvalho da Rocha Porto AS MARCAS DE CERTIFICAÇÃO E MARCAS COLETIVAS COMO INSTRUMENTO DE INOVAÇÃO NAS EMPRESAS NACIONAIS Patrícia Carvalho da Rocha Porto 1 INTRODUÇÃO As marcas são importantes instrumento de marketing e valiosos

Leia mais