diversidade e desigualdade na escola

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "diversidade e desigualdade na escola"

Transcrição

1 Fórum de Pesquisas CIES dez Pedro Abrantes e João Sebastião colaboração de Ana Raquel Matias, Joana Campos, Susana Martins e Teresa Seabra diversidade e desigualdade na escola síntese de pesquisas CIES

2 Padrões de escolaridade em mudança Dimensões de produção d as trajectórias escolares População com anos em 1981, com em 1991 e com em 2001 Controlo do contexto Gestão do percurso Experiência da socialização Confronto com o saber 4,5 4 3,5 3 2,5 2 Sebastião, João e Sónia Vladimira (2005), Geração de 90: Políticas de educação básica, desigualdades sociais e trajectórias escolares, CIES, Relatório Final de Pesquisa. 96/97 99/00 1º ciclo 2º ciclo 3º ciclo 1º ciclo 2º ciclo 3º ciclo Progressão 88,1 87,1 82,7 89,6 87,8 84,2 Retenção 11,9 12,9 17,3 10,4 12,2 15,8 1,5 1 0, (10-14 anos) 1991 (20-24 anos) 2001 (30-34 anos) 1¼ Ciclo2¼ Ciclo3¼ CicloSecund rio Superior Democratização em questão A expansão acelerada dos níveis de escolaridade coexiste com a persistência de um insucesso massivo e socialmente selectivo

3 Recomposições Socioeducacionais na União Europeia Alemanha Reino Unido Suécia Dinamarca Áustria Finlândia Irlanda Holanda França Luxemburgo Bélgica Grécia Itália Espanha Portugal Topo Consolidação Acompanhamento Correcção Contraste % de adultos com escolaridade secundária ou superior em 3 faixas etárias In Martins, Susana (2005), Portugal, um lugar de fronteira na Europa, Sociologia, Problemas e Práticas, 49.

4 Assimetrias profundas nos percursos de escolaridade Jovens nascidos nos anos 70 na região de Lisboa (histórias de vida) In Guerreiro, Maria das Dores e Pedro Abrantes (2005), Transições Incertas, Lisboa, CITE. o insucesso e o abandono no Básico continuam a ser muito significativos em contextos operários e/ou de exclusão o Ensino Profissional é entendido como último recurso mas gera a reconstrução de projectos de vida já a trabalhar, muitos jovens tentar aumentar a sua escolaridade, mas o sucesso no Ensino Recorrente é praticamente nulo o Secundário como uma no man s land: preparação para o superior e sala de espera para o mercado de trabalho Eu larguei a escola porque os meus pais não tinham mais eu queria ir para qualquer lugar e não tinha dinheiro. A única coisa que a escola nos ensinava é que, nos testes, tínhamos que ter aquele determinado valor para poder passar de ano. Eu gosto muito de estudar, não sei viver sem estudar, estudar para mim é uma forma de vida. (excertos de entrevistas)

5 Contra a tese da alienação fácil integração nas redes de sociabilidade entre pares e com professores Reforço das desigualdades de classe Distância e transição entre ciclos de ensino Estudo com alunos e professores do 7º ano (1º ESO), em Madrid mais dificuldade Insucesso massivo e selectivo 30% repetem o 7º ano (1º da ESO) - valor 6x mais elevado do que na primaria mais desinteresse descida de notas Classe social de origem Profissionais e empresários 67% 16% 27% Empregados 75% 18% 47% Sub-empregados 77% 23% 44% Modelo mais académico no 7º ano (1º da ESO), há um reforço das aulas expositivas e do trabalho individualizado Abrantes, Pedro (2006), Individualização e exclusão: a transição para o ensino secundário no centro de Madrid, Working Paper CIES, 14.

6 Geração de 90: políticas, origens e trajectórias Sebastião, João e Sónia Vladimira (2005), Geração de 90: Politicas de educação basica, desigualdades sociais e trajectórias escolares, CIES, Relatório Final de Pesquisa. Relação escola-familia As estratégias escolares de homogeneização das práticas educativas (e valores) das familias Desigualdade como resultado de multi-micro-causalidades Origens sociais, políticas urbanas, zonas de recrutamento, políticas das escolas, estratégias e práticas familiares, relação professor-aluno Escolas Equipamentos Origem social da maioria dos alunos alunos que nunca reprovaram alunos que reprovaram uma vez alunos que reprovaram mais de 1vez I (Básica 2+3) bons, novos profissionais e dirigentes 82% 11% 7% II (Básica 2+3) degradados operários e empregados 33% 18% 49% III (Básica 2+3) excelentes, novos operários e empregados 41% 22% 37% IV (3ºciclo+Sec.) razoáveis profissionais e empregados 63% 24% 13% Inquérito realizado ao universo dos alunos em idade de conclusão da escolaridade obrigatória (15 anos)

7 Dinâmicas urbanas, dinâmicas escolares EB 23 num bairro desfavorecido da periferia de Lisboa (estudo de caso) Contexto socio-espacial fortemente dividido com fronteiras simbólicas sociais, culturais e étnicas entre as populações Fabricação das turmas turma A: alunos de classe média - trajectórias de excelência turma Z: alunos de um bairro social - trajectórias de fracasso (duas turmas que nunca se encontram, devido a horários muito distintos) Universos profissionais de referência ampliados, nas redes de sociabilidade escolar interclassistas restritos, nos alunos de turmas de origens sociais homogéneas Campos, Joana, Sandra Mateus (2001) "A nossa escola, o meu bairro: uma perspectiva das sociabilidades escolares e de bairro centrada nos universos profissionais in M. Pinheiro e L. Baptista (orgs.), Cidade e Metrópole: Centralidades e Marginalidades, Oeiras, Celta. coincidência entre as dinâmicas urbanas e as dinâmicas escolares

8 Origens sociais, práticas culturais, percursos escolares Inquérito aos alunos de 5 escolas de Madrid - distrito centro Filhos de profissionais práticas culturais eruditas frequência a colégios nunca reprovaram notas elevadas Abrantes, Pedro (2006), Individualização e exclusão: a transição para o ensino secundário no centro de Madrid, Working Paper CIES, 14. Filhos de empregados práticas culturais conviviais mais estudo notas razoáveis Filhos de sub-empregados ausência de livros em casa escolas públicas reprovações frequentes notas baixas

9 Diversidade étnica e desigualdades sociais Básico (33.6) Nível de ensino atingido Secundário (48.1) Superior (18.3) Reprovações Sim (68,0) Não (32,0) padrões de escolaridade intermédios Sexo Homens 39,6 43,6 16,9 74,2 25,8 Mulheres 27,5 52,7 19,8 61,9 38,1 Classe social de origem Classes populares 39,4 51,3 9,3 72,9 27,1 Classes média e alta 11,6 36,2 52,2 49,5 50,5 êxito feminino vs. fracasso masculino forte efeito da classe social de origem Origem Étnico-Social Luso-angolanos 29,6 53,6 16,8 66,5 33,5 Luso-cabo-verdianos 34,9 46,0 19,1 69,2 30,8 Luso-guineenses 45,7 36,2 18,1 73,0 37,0 Luso-são-tomenses 38,2 42,1 19,7 71,1 28,9 Luso-moçambicanos 19,4 59,7 21,0 56,5 43,5 influência dos contrastes culturais Machado, Fernando Luís, Ana Raquel Matias e Sofia Leal (2005), Desigualdades sociais e diferenças culturais: os resultados escolares dos filhos de imigrantes africanos, Análise Social, 176.

10 Experiência escolar dos descendentes de imigrantes Inquérito a 837 alunos de 8 escolas com 2º ciclo nos concelhos de Loures e Lisboa Alunos que nunca Descendentes de Total Autóctones reprovaram (%) imigrantes Sexo Masculino Feminino Escolaridade de pai e mãe Nenhum ou 1º ciclo º ou 3º ciclos Secundário/Superior Classe social Classes populares Classes média e alta TOTAL Persistente relação entre diferenças sociais e desigualdades escolares Melhores resultados das raparigas, alunos de familias escolarizadas e de profissionais técnicos e de enquadramento Resultados equivalentes entre alunos autóctones e descendentes de imigrantes Seabra, Teresa (2005), Condições e Processos de Integração ou Exclusão dos Descendentes de Imigrantes na Escola: o Caso dos Caboverdianos e dos Indianos em Portugal, CIES, Relatório Final de Pesquisa.

11 Condições e processos de integração/exclusão escolar [o caso dos indianos e dos cabo-verdianos] Com reprovações Classes populares Classes média e alta Pai e mãe Š 6º ano Pai e mãe 9º ano Não fala Português em casa com amigos Só fala Português em casa com amigos Domínio do Português escrito Asc. Caboverdiana Asc. Indiana Pai Mãe Insucesso escolar Os alunos indianos têm melhores resultados, incluso que os autóctones, para igual escolaridade dos pais ou condição de classe Factor linguístico Os alunos indianos, bem como os seus pais, falam menos Português e têm pior dominio escrito da língua Seabra, Teresa e Sandra Mateus (2004), Etnicidade e Excelência Escolar Caboverdianos e indianos na AML, Actas do V Congresso Português de Sociologia: Sociedades Contemporâneas, Reflexividade e Acção.

12 Mitos e realidades da violência escolar Análise de dados estatísticos e de estudos de caso Sebastião, João, Mariana Gaio Alves e Joana Campos (2003), A violência na escola: das políticas aos quotidianos, Sociologia, Problemas e Práticas, 41. Hiato entre discurso mediático e realidade escolar dados quantitativos e qualitativos não confirmam que as situações de violência em meio escolar tenham assumido nos últimos anos uma dimensão que possa ser considerada como se encontrando fora de controlo Naturalização da violência de baixa intensidade as situações de violência grave são raras, contudo repetem-se situações de violência de reduzida gravidade Refutação do argumento da ameaça externa a violência na escola não está associada especificamente a indivíduos de bairros pobres e/ou com percursos escolares marcados pelo insucesso escolar A importância do factor escola existem variáveis ligadas como a qualidade do espaço físico e as modalidades de organização das actividades escolares que potenciam ou minimizar a violência

Projectos e Trajectos

Projectos e Trajectos PROCESSOS DE RECOMPOSIÇÃO SOCIAL E RECONFIGURAÇÃO CULTURAL Projectos e Trajectos Jovens descendentes de imigrantes Jovens com baixa qualificação e experiência profissional Imigrantes profissionais JOVENS

Leia mais

TRABALHO, EMPRESAS E QUALIDADE DE VIDA. Maria das Dores Guerreiro, Eduardo Rodrigues e Ana Isabel Couto

TRABALHO, EMPRESAS E QUALIDADE DE VIDA. Maria das Dores Guerreiro, Eduardo Rodrigues e Ana Isabel Couto TRABALHO, EMPRESAS E QUALIDADE DE VIDA Maria das Dores Guerreiro, Eduardo Rodrigues e Ana Isabel Couto TRABALHO, EMPRESAS E QUALIDADE DE VIDA Estudos desenvolvidos nos últimos anos no domínio de investigação

Leia mais

Educação e competências na Europa

Educação e competências na Europa Fórum Pesquisas 2013 A EUROPA EM ANÁLISE Instituições e processos em Portugal e no Contexto Europeu Educação e competências na Europa Patrícia Ávila e Susana da Cruz Martins 13 de Dezembro de 2013 Europa

Leia mais

O bairro. A urbanização

O bairro. A urbanização Trabalho e desemprego entre jovens de um bairro social Alexandre Silva - Novembro de 2009 O bairro A urbanização Casal da Boba é uma urbanização criada por iniciativa da C.M. Amadora com o objectivo de

Leia mais

Seminário> Família: realidades e desafios 18 e 19 de Novembro de 2004 Homens e Mulheres entre Família e Trabalho

Seminário> Família: realidades e desafios 18 e 19 de Novembro de 2004 Homens e Mulheres entre Família e Trabalho Seminário> Família: realidades e desafios 18 e 19 de Novembro de 2004 Homens e Mulheres entre Família e Trabalho Anália Cardoso Torres Quatro ideias fundamentais. Grande valorização da família em todos

Leia mais

Título da comunicação: As comunidades de origem imigrante e a escola 1 Tema: Migrações Sub-Tema: Migrações e Sistema de Ensino

Título da comunicação: As comunidades de origem imigrante e a escola 1 Tema: Migrações Sub-Tema: Migrações e Sistema de Ensino 1 II CONGRESSO PORTUGUÊS DE DEMOGRAFIA 27 a 29 Setembro 2004 Nome: Instituição: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade Nova de Lisboa Departamento de investigação: SociNova/Migration Título

Leia mais

Fórum de Pesquisas CIES 2008. e Estilos de Vida

Fórum de Pesquisas CIES 2008. e Estilos de Vida Fórum de Pesquisas CIES 2008 Classes Sociais e Estilos de Vida Classes Sociais e Estilos de Vida A Modernização das Estruturas Sociais, João Ferreira de Almeida, 2000 Os Estudantes Universitários e a Sociedade

Leia mais

Informação diagnóstico

Informação diagnóstico Informação diagnóstico O declínio demográfico da cidade de Lisboa e a periferização da área metropolitana Evolução Comparada das Populações de Portugal, da Área Metropolitana de Lisboa e do Concelho de

Leia mais

Trabalhar no feminino

Trabalhar no feminino 07 de Março de 2013 8 de Março: Dia Internacional da Mulher Trabalhar no feminino Numa sociedade que aposta na igualdade entre homens e mulheres, incentiva a participação feminina na vida ativa e promove

Leia mais

Pesquisa. A participação dos pais na Educação de seus filhos

Pesquisa. A participação dos pais na Educação de seus filhos Pesquisa A participação dos pais na Educação de seus filhos 1 Objetivos do movimento Todos Pela Educação Ampliar os conhecimentos do Todos Pela Educação, da Fundação SM, de nossos parceiros e da sociedade

Leia mais

Diagnóstico Social Santo Tirso Referências bibliográficas 426

Diagnóstico Social Santo Tirso Referências bibliográficas 426 Diagnóstico Social Santo Tirso Referências bibliográficas 425 Referências Bibliográficas Diagnóstico Social Santo Tirso Referências bibliográficas 426 Diagnóstico Social Santo Tirso Referências bibliográficas

Leia mais

Psicologia Educacional I. Violência nas escolas

Psicologia Educacional I. Violência nas escolas Psicologia Educacional I Violência nas escolas Objectivos Analisar algumas das causas que levam à violência nas escolas. Analisar a forma como esta se manifesta, nomeadamente nas relações professor/aluno,

Leia mais

O IDOSO EM QUESTÃO: ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MOSTRAM SUA VISÃO SOBRE O QUE É SER IDOSO NA ATUALIDADE

O IDOSO EM QUESTÃO: ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MOSTRAM SUA VISÃO SOBRE O QUE É SER IDOSO NA ATUALIDADE ISSN: 1981-3031 O IDOSO EM QUESTÃO: ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MOSTRAM SUA VISÃO SOBRE O QUE É SER IDOSO NA ATUALIDADE Eva Pauliana da Silva Gomes 1. Givanildo da Silva 2. Resumo O presente

Leia mais

Educação, crescimento, equidade Não temos espaço para errar

Educação, crescimento, equidade Não temos espaço para errar Educação, crescimento, equidade Não temos espaço para errar Desafios da Educação O PNE Quantidade Qualidade Equidade Diversidade Inovação Quantidade www.observatoriodopne.org.br 1 - Educação Infantil Universalizar,

Leia mais

Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português

Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português Ana Madeira Joana Teixeira Fernanda Botelho João Costa Sofia Deus Alexandra

Leia mais

JOVENS NO PÓS SECUNDÁRIO 2011

JOVENS NO PÓS SECUNDÁRIO 2011 JOVENS NO PÓS SECUNDÁRIO 2011 Ficha Técnica Título Jovens no Pós 2011 Autoria Centro de Investigação e Estudos em Sociologia Instituto Universitário de Lisboa Fernando Luís Machado (coord.); David Nóvoas;

Leia mais

Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04

Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04 Índice de Quadros, Gráficos, Imagens, Figuras e Diagramas Introdução 01 Figura 1: Processo de implementação da Rede Social. 04 Parte I: Enquadramentos da Intervenção Social no Concelho de Bragança 08 Quadro

Leia mais

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO. José Matias Alves

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO. José Matias Alves Seminário NORTE 2015 O Desenvolvimento Regional no Novo Horizonte Europeu: O caso do Norte de Portugal 25.Maio.2005 EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO José Matias Alves Norte Continente População 25-64 com 12º ano 22

Leia mais

Trabalho infantil e adolescente_. Impactos econômicos e os desafios para a inserção de jovens no mercado de trabalho no Cone Sul

Trabalho infantil e adolescente_. Impactos econômicos e os desafios para a inserção de jovens no mercado de trabalho no Cone Sul Trabalho infantil e adolescente_ Impactos econômicos e os desafios para a inserção de jovens no mercado de trabalho no Cone Sul A Convenção n o 182 da OIT de 1973 determina como idade mínima para iniciar

Leia mais

emocional e social do indivíduo por um longo período, inclusive até a idade adulta.

emocional e social do indivíduo por um longo período, inclusive até a idade adulta. Crescimento e Desenvolvimento das Crianças em Contextos Migratórios: Cabo-Verdianos e Descendentes de Cabo- Verdianos no Bairro da Cova da Moura O crescimento e desenvolvimento de um indivíduo são fortemente

Leia mais

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL META Refletir sobre as características da população brasileira como fundamento para a compreensão da organização do território e das políticas de planejamento e desenvolvimento

Leia mais

SAÚDE MENTAL E MAL ESTAR FÍSICO NA IDADE ESCOLAR

SAÚDE MENTAL E MAL ESTAR FÍSICO NA IDADE ESCOLAR SAÚDE ENTAL E AL ESTAR ÍSICO NA IDADE ESCOLAR Tema 3, Nº 1 Setembro 2001 argarida Gaspar de atos e Susana onseca Carvalhosa Equipa do Aventura Social e Saúde Estudo realizado em co-financiamento pela aculdade

Leia mais

ESTATÍSTICAS DA IMIGRAÇÃO 2009

ESTATÍSTICAS DA IMIGRAÇÃO 2009 ESTATÍSTICAS DA IMIGRAÇÃO 2009 Entrada e Permanência I. FONTES OFICIAIS NACIONAIS... 3 Vistos de Estada Temporária (VET) e de Residência (VR), emitidos em 2009, por Tipo de Visto... 4 Vistos de Estada

Leia mais

Relação Escola Família - Comunidade

Relação Escola Família - Comunidade Relação Escola Família - Comunidade Profª Manuela Matos (*) Cabe-me abordar o tema relação escola - família comunidade. Tentarei, para o efeito, mobilizar a minha experiência profissional (como educadora

Leia mais

SOCIOLOGIA, PROBLEMAS E PRÁTICAS, LISBOA, CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E ESTUDOS DE SOCIOLOGIA

SOCIOLOGIA, PROBLEMAS E PRÁTICAS, LISBOA, CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E ESTUDOS DE SOCIOLOGIA SOCIOLOGIA, PROBLEMAS E PRÁTICAS, LISBOA, CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E ESTUDOS DE SOCIOLOGIA ACESSO AOS TEXTOS INTEGRAIS DOS N.º 34-54 (http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_issues&pid=0873-6529&lng=pt&nrm=iso)

Leia mais

Investigar a relação de crianças e adolescentes com a internet numa perspetiva comparada

Investigar a relação de crianças e adolescentes com a internet numa perspetiva comparada Cristina Ponte - CIMJ/FCSH, Universidade Nova de Lisboa Investigar a relação de crianças e adolescentes com a internet numa perspetiva comparada II Congresso Internacional Comunicação e Consumo ESPM Escola

Leia mais

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS BRASÍLIA ECHARDT VIEIRA (CENTRO DE ATIVIDADES COMUNITÁRIAS DE SÃO JOÃO DE MERITI - CAC). Resumo Na Baixada Fluminense, uma professora que não está atuando no magistério,

Leia mais

OS DESAFIOS DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI

OS DESAFIOS DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI OS DESAFIOS DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI Maria de Lurdes Rodrigues Em matéria de educação, em quase todo o mundo, foram definidas regras que consagram o objetivo de proporcionar a todas as crianças

Leia mais

Problemas Sociais Urbanos

Problemas Sociais Urbanos Problemas Sociais Urbanos Segundo a ONU, 30% da população das cidades vivem na absoluta pobreza. Entre 20 e 40 milhões de famílias não tem onde morar e cerca de 920 milhões vivem em favelas ou áreas irregulares.

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 3ª Ano Tema da aula: Crescimento populacional: tendências e dilemas Objetivo da aula: contextualizar

Leia mais

Síntese Curricular Maria de Fátima Paiva Santos Coelho (Fátima Paiva Coelho) Habilitações. Domínios de Especialização. fatimapaivacoelho@kie.

Síntese Curricular Maria de Fátima Paiva Santos Coelho (Fátima Paiva Coelho) Habilitações. Domínios de Especialização. fatimapaivacoelho@kie. Síntese Curricular Maria de Fátima Paiva Santos Coelho (Fátima Paiva Coelho) e-mail fatimapaivacoelho@kie.pt Habilitações 2012 Doutoramento em Intervenção Psicopedagógica e Educação Especial da Universidade

Leia mais

Grupo Cultural AfroReggae

Grupo Cultural AfroReggae Grupo Cultural AfroReggae JULHO / 2013 O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a

Leia mais

Avanços e retrocessos na área da saúde mental dos imigrantes em Portugal: a perspectiva do GIS

Avanços e retrocessos na área da saúde mental dos imigrantes em Portugal: a perspectiva do GIS Iolanda Évora Avanços e retrocessos na área da saúde mental dos imigrantes em Portugal: a perspectiva do GIS Apresentado no 9º Encontro de Saúde Mental de Cascais a 14 de Novembro de 2008 O CEsA não confirma

Leia mais

EMPREGO E DESEMPREGO NO NORTE DE PORTUGAL

EMPREGO E DESEMPREGO NO NORTE DE PORTUGAL Seminário NORTE 2015 O Desenvolvimento Regional no Novo Horizonte Europeu: O caso do Norte de Portugal 25.Maio.2005 EMPREGO E DESEMPREGO NO NORTE DE PORTUGAL JOSÉ M. VAREJÃO Enquadramento Trajectória desfavorável

Leia mais

Promoção da igualdade de género em contexto escolar. Alice Mendonça Universidade da Madeira

Promoção da igualdade de género em contexto escolar. Alice Mendonça Universidade da Madeira Promoção da igualdade de género em contexto escolar Alice Mendonça Universidade da Madeira 1 Introdução: Compatibilidade Aluno ideal o perfil feminino. Será que a escola ao tratar todos de igual modo,

Leia mais

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA 1 de Abril de 2004 População e Sociedade Educação e Formação 2003 (Dados provisórios) APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA No último ano, mais de um milhão e meio de indivíduos com 15 ou mais anos, ou seja, 18,7,

Leia mais

A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português. Albino Maria

A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português. Albino Maria A coerência dos normativos com as reais necessidades do desporto português Albino Maria O ASSOCIATIVISMO NOS DIAS DE HOJE DO MODELO DE EXCLUSÃO AO MODELO DE INCLUSÃO DO LEMA MAIS FORTE, MAIS ALTO, MAIS

Leia mais

A QUESTÃO DA EDUCAÇÃO ENTRE OS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NO NORDESTE DO BRASIL

A QUESTÃO DA EDUCAÇÃO ENTRE OS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NO NORDESTE DO BRASIL A QUESTÃO DA EDUCAÇÃO ENTRE OS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NO NORDESTE DO BRASIL Anderson Paulino da Silva 1 André Augusto P. Brandão 2 Salete da Dalt 3 Resumo: Este trabalho examina a relação

Leia mais

Posição sobre o Ensino Qualificante

Posição sobre o Ensino Qualificante Posição sobre o Ensino Qualificante Índice Índice... 1 Introdução... 2 Educação e Formação Profissional de Dupla Certificação... 3 Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF)... 3 Cursos Tecnológicos...

Leia mais

i) que não se conseguem adaptar às normas das escolas;

i) que não se conseguem adaptar às normas das escolas; INSUCESSO ESCOLAR FENÓMENO QUALITATIVO Segundo Chansou e Mannoni existem dois tipos de insucesso escolar: o insucesso parcial ou selectivo, referente apenas a uma ou mais disciplinas, mas sempre circunscrito

Leia mais

GÉNERO NO CONTEXTO DO SISTEMA EDUCATIVO EM ANGOLA (2º Forum Lusófono de Mulheres em Postos de Decisão) Francisca Espírito Santo 15 de Julho de 2002

GÉNERO NO CONTEXTO DO SISTEMA EDUCATIVO EM ANGOLA (2º Forum Lusófono de Mulheres em Postos de Decisão) Francisca Espírito Santo 15 de Julho de 2002 GÉNERO NO CONTEXTO DO SISTEMA EDUCATIVO EM ANGOLA (2º Forum Lusófono de Mulheres em Postos de Decisão) Francisca Espírito Santo 15 de Julho de 2002 1 Caracterização da situação A educação é um direito

Leia mais

CESUMAR: Transformação pelo Conhecimento Missão, Qualidade e Comprometimento Educacional. Prof. Wilson de Matos Silva Reitor

CESUMAR: Transformação pelo Conhecimento Missão, Qualidade e Comprometimento Educacional. Prof. Wilson de Matos Silva Reitor CESUMAR: Transformação pelo Conhecimento Missão, Qualidade e Comprometimento Educacional Prof. Wilson de Matos Silva Reitor NOSSA MISSÃO: Promover a educação de qualidade nas diferentes áreas do conhecimento,

Leia mais

ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2011/2012

ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2011/2012 ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2011/2012 Ficha Técnica Título Estudantes à Saída do Secundário 2011/2012 Autoria Susana Fernandes, David Nóvoas, Joana Duarte Participação Tiago Pereira Edição Direção-Geral

Leia mais

Apresentação do GIS - Grupo Imigração e Saúde / Parte 2: a utilidade do GIS para os imigrantes

Apresentação do GIS - Grupo Imigração e Saúde / Parte 2: a utilidade do GIS para os imigrantes Iolanda Évora Apresentação do GIS - Grupo Imigração e Saúde / Parte 2: a utilidade do GIS para os imigrantes Apresentado no II Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis Viana do Castelo25-26 de Outubro

Leia mais

OS SENTIDOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA CONTEMPORANEIDADE Amanda Sampaio França

OS SENTIDOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA CONTEMPORANEIDADE Amanda Sampaio França OS SENTIDOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA CONTEMPORANEIDADE Amanda Sampaio França amandi'a_07@hotmail.com Jaqueline dos Santos Costa santoscosta_jaqueline@hotmail.com Mirsa Gabriela gabiflorosa@hotmail.com

Leia mais

Setembro, 2008. Fátima Barbosa

Setembro, 2008. Fátima Barbosa Uma nova realidade, um novo desafio Setembro, 2008. História de um Cuidador Tenho 65 anos, fui emigrante na França e na Alemanha e cá em Portugal trabalhei em várias zonas. Sempre gostei da vida! Reformei-me

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

POR UMA ESCOLA DE QUALIDADE: O DESFAZER DOS MITOS

POR UMA ESCOLA DE QUALIDADE: O DESFAZER DOS MITOS POR UMA ESCOLA DE QUALIDADE: O DESFAZER DOS MITOS Ramiro Marques Portugal tem conhecido, nos últimos 25 anos, um conjunto de inovações educativas de carácter contraditório mas que têm em comum, além de

Leia mais

Para ti Se não faltares

Para ti Se não faltares Para ti Se não faltares Capacitação de crianças e jovens em risco 19NOV12 Seminário A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL APA 1. Emprego 75% de pessoas 20-64 anos empregadas

Leia mais

Socializações de Gênero e Repercussões na Escola

Socializações de Gênero e Repercussões na Escola Socializações de Gênero e Repercussões na Escola Quando a violência quebra o tabu pneves@usp.br 14/11/2015 Conceito de Gênero Gênero = Estudo de mulheres Construído em oposição ao conceito de sexo Fugir

Leia mais

A Rede Social no Contexto da RAA 2013. A Reconfiguração do Território da Amadora

A Rede Social no Contexto da RAA 2013. A Reconfiguração do Território da Amadora A Rede Social no Contexto da RAA 2013 A Reconfiguração do Território da Amadora 1. Reorganização Administrativa 2. Reconfiguração Gestão Territorial 3. Retrato Social Municipal 4. Rede Social Novas Freguesias

Leia mais

À CONVERSA COM UMA PROFISSIONAL

À CONVERSA COM UMA PROFISSIONAL À CONVERSA COM UMA PROFISSIONAL A 12 de março de 2012 foi realizada uma entrevista a uma profissional previamente elaborada pelos alunos da turma 2ºD, do curso profissional de Animador Sociocultural, durante

Leia mais

Multiculturalidade na Escola: (Re)conhecer para integrar

Multiculturalidade na Escola: (Re)conhecer para integrar Agrupamento de Escolas Viseu Sul 24 de Abril de 2015-21h Multiculturalidade na Escola: (Re)conhecer para integrar Maria José Casa-Nova Departamento de Ciências Sociais da Educação, Instituto de Educação,

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO c E v I CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO MÓDULO:Equipa do Projecto/Equipa Empresarial Maria José Aguilar Madeira Silva Professora Auxiliar do DGE UBI CEVI - CURSO DE EMPREENDEDORISMO

Leia mais

International Migration Outlook 2012. Perspectivas sobre a Imigração para 2012. Summary in Portuguese. Sumário em Português

International Migration Outlook 2012. Perspectivas sobre a Imigração para 2012. Summary in Portuguese. Sumário em Português International Migration Outlook 2012 Summary in Portuguese Leia todo o livro em: 10.1787/migr_outlook-2012-en Perspectivas sobre a Imigração para 2012 Sumário em Português O abrandamento dos fluxos migratórios

Leia mais

Gráfico de Barras. Página 3 de 21 30/06/2014 11:12:02. A renda total mensal de sua família se situa na faixa: A menos de 01 salário mínimo (R$ 678,00)

Gráfico de Barras. Página 3 de 21 30/06/2014 11:12:02. A renda total mensal de sua família se situa na faixa: A menos de 01 salário mínimo (R$ 678,00) Questão: 1 Qual o nível de instrução do seu pai? Página 1 de 21 30/06/2014 11:11:58 A Sem Escolaridade 421 B Nível fundamental incompleto (1º Grau) 2996 C Nível fundamental completo (1º Grau) 1226 D Nível

Leia mais

INTEGRAÇÃO DO ENSINO MÉDIO E TÉCNICO: PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO IFPA (CAMPUS CASTANHAL/PA) Ana Maria Raiol da Costa UFPA Agência Financiadora: SEDUC/PA

INTEGRAÇÃO DO ENSINO MÉDIO E TÉCNICO: PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO IFPA (CAMPUS CASTANHAL/PA) Ana Maria Raiol da Costa UFPA Agência Financiadora: SEDUC/PA INTEGRAÇÃO DO ENSINO MÉDIO E TÉCNICO: PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO IFPA (CAMPUS CASTANHAL/PA) Ana Maria Raiol da Costa UFPA Agência Financiadora: SEDUC/PA A aprovação do Decreto Nº 5.154/2004 autoriza a oferta

Leia mais

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA I N S T I T U T O P O L I T É C N I C O D E C A S T E L O B R A N C O ENGENHARIA INFORMÁTICA Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Jovens Empresários de Sucesso e Tendências

Leia mais

XIX Encontro Regional de História da ANPUH São Paulo

XIX Encontro Regional de História da ANPUH São Paulo XIX Encontro Regional de História da ANPUH São Paulo Autor: Profa Dra Sandra Leila de Paula Título do Trabalho: Análise Sociológica de Desenhos Infantis: uma nova perspectiva de análise para grupos de

Leia mais

3.4. EDUCAÇÃO. Problemas Sociais Identificados. Problemas Sociais Priorizados. 3.4.1. Educação: Enquadramento: Alunos sem projecto de vida

3.4. EDUCAÇÃO. Problemas Sociais Identificados. Problemas Sociais Priorizados. 3.4.1. Educação: Enquadramento: Alunos sem projecto de vida 3.4. EDUCAÇÃO Problemas Sociais Identificados Insucesso escolar Falta de expectativas socioprofissionais Alunos sem projecto de vida Expectativas inadequadas para famílias Problemas Sociais Priorizados

Leia mais

XVII CONGRESSO INFAD ZAMORA 2010

XVII CONGRESSO INFAD ZAMORA 2010 XVII CONGRESSO INFAD ZAMORA 2010 A INCLUSÃO DA DIVERSIDADE LINGUÍSTICA NO INTERIOR RURAL DE Um estudo de caso Prof. ª Cristina Serra Prof.ª Drª Isabel Fialho 23 de Abril de 2010 Não há, não, duas folhas

Leia mais

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes Imagens de professores e alunos Andréa Becker Narvaes Inicio este texto sem certeza de poder concluí-lo de imediato e no intuito de, ao apresentá-lo no evento, poder ouvir coisas que contribuam para continuidade

Leia mais

Anexo 2 - Avaliação de necessidades de formação em H.S.T.

Anexo 2 - Avaliação de necessidades de formação em H.S.T. Anexo 2 - Avaliação de necessidades de formação em H.S.T. 54 3Inquérito às necessidades de formação profissional em higiene e segurança do trabalho 59 Inquérito às necessidades de formação profissional

Leia mais

mudanças e a alterar realidade dos Censos

mudanças e a alterar realidade dos Censos Crise está a acelerar mudanças e a alterar realidade dos Censos RESULTADOS Menos de dois anos depois, a crise já contribuiu para desatualizar alguns números dos últimos Censos, apresentados ontem. ATUAL

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

TRAFICO DE PESSOAS Subsídios para proposição de ações e políticas de segurança pública

TRAFICO DE PESSOAS Subsídios para proposição de ações e políticas de segurança pública TRAFICO DE PESSOAS Subsídios para proposição de ações e políticas de segurança pública Documento enviado ao Conselho de Segurança do Estado do Pará (Consep) Belém, outubro de 2013. Redação: Jaqueline Almeida

Leia mais

Principais causas de estresse

Principais causas de estresse Principais causas de estresse Pesquisa global GfK Novembro 2015 1 Pesquisa global GfK: Principais causas de estresse 1 Metodologia 2 Resultado Global 3 Resultado Brasil 2 Metodologia 3 Abrangência, metodologia

Leia mais

MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico (IST)

MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico (IST) PERFIL DO ALUNO UNIVERSITÁRIO DO MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico () 1. Introdução Esta comunicação faz uma caracterização do

Leia mais

TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID.

TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID. TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID. Resumo Alcenir Amorim de Sousa 1 1 Instituto Federal de educação

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto. Orquestra Geração

Ficha de Caracterização de Projecto. Orquestra Geração Ficha de Caracterização de Projecto Orquestra Geração 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto(s) Orquestras Sinfónicas Juvenis - Orquestra Geração Sigla Orquestra Geração Morada Rua dos Caetanos

Leia mais

VIOLÊNCIA NA ESCOLA: OS EQUÍVOCOS MAIS FREQUENTES

VIOLÊNCIA NA ESCOLA: OS EQUÍVOCOS MAIS FREQUENTES VIOLÊNCIA NA ESCOLA: OS EQUÍVOCOS MAIS FREQUENTES SEBASTIÃO, João ESES/CIES ALVES, Mariana Gaio (mga@fct.unl.pt) FCT-UNL/CIES CAMPOS, Joana (j.campos@netvisao.pt) ESES/CIES CORREIA, Sónia Vladimira CIES

Leia mais

RELATÓRIO GLOBAL DE ESCOLA DO QUESTIONÁRIO ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2012/13 I - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO

RELATÓRIO GLOBAL DE ESCOLA DO QUESTIONÁRIO ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2012/13 I - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO Estudantes à Saída do Secundário 12/13 RELATÓRIO GLOBAL DE ESCOLA DO QUESTIONÁRIO ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 12/13 Código da Escola OTES1213 N.º de respostas 41658 I - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTUDANTES

Leia mais

A Responsabilidade Social da Universidade como Ferramenta de Desenvolvimento Local: o caso da Universidade de Fortaleza

A Responsabilidade Social da Universidade como Ferramenta de Desenvolvimento Local: o caso da Universidade de Fortaleza A Responsabilidade Social da Universidade como Ferramenta de Desenvolvimento Local: o caso da Universidade de Fortaleza Carla Susana da Encanação Marques UTAD Portugal Randal Martins Pompeu UNIFOR Brasil

Leia mais

EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL TEMAS EM DISCUSSÃO

EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL TEMAS EM DISCUSSÃO EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL TEMAS EM DISCUSSÃO José Francisco Soares Presidente do Inep Brasília-DF maio 2015 SUMÁRIO Fórum Educacional Mundial Direito à educação: PNE Aprendizado: Base Nacional Comum Financiamento

Leia mais

Educação do Campo: Um olhar panorâmico

Educação do Campo: Um olhar panorâmico Educação do Campo: Um olhar panorâmico Eliene Novaes Rocha (1) Joana Célia dos Passos ( 2) Raquel Alves de Carvalho (3) 1) Contextualização histórica do debate da Educação do Campo Embora o Brasil sendo

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO.

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO. CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO. Por Cassiano Zeferino de Carvalho Neto O Pisa - Programa Internacional de Avaliação de Alunos 1 é uma avaliação internacional que mede o nível

Leia mais

As empresas que quiserem ser competitivas terão de se rodear dos melhores gestores globais

As empresas que quiserem ser competitivas terão de se rodear dos melhores gestores globais Ana Resendes Vera Amaral As empresas que quiserem ser competitivas terão de se rodear dos melhores gestores globais Karl Moore Negócios Internacionais 2 Objectivos do Capítulo Ilustrar a importância dos

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Suelda de Albuquerque Ferreira Teresa Sofia Teixeira XVI Conferência Internacional Metrópolis Açores, 12 a 16 de Setembro de 2011

Suelda de Albuquerque Ferreira Teresa Sofia Teixeira XVI Conferência Internacional Metrópolis Açores, 12 a 16 de Setembro de 2011 Empreendedorismo Feminino e Retorno na Imigração Brasileira de Portugal Suelda de Albuquerque Ferreira Teresa Sofia Teixeira XVI Conferência Internacional Metrópolis Açores, 12 a 16 de Setembro de 2011

Leia mais

Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20

Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20 1 Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20 Relatório 2014 ACEGIS Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social 8 de março de 2014 Dia Internacional

Leia mais

Sistema Interno de Garantia da Qualidade

Sistema Interno de Garantia da Qualidade ISEL Sistema Interno de Garantia da Qualidade RELATÓRIO Inquérito Novos Alunos Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Gabinete de Avaliação e Qualidade Janeiro 2014 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 4 1.1

Leia mais

FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO EMPRETEC

FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO EMPRETEC FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO EMPRETEC PROGRAMA PARA EMPREENDEDORES DADOS PESSOAIS E DA EMPRESA (Interesse do Sebrae) PONTUAÇÃO: DATA DA ENTREVISTA: / / 1. NOME COMPLETO: E-mail: 2. SEXO: ( ) MASCULINO ( )

Leia mais

Biodanza. Para Crianças e Jovens. Manuela Mestre Robert

Biodanza. Para Crianças e Jovens. Manuela Mestre Robert Biodanza Para Crianças e Jovens Manuela Mestre Robert FICHA TÉCNICA: TÍTULO Biodanza para Crianças e Jovens AUTORIA Manuela Mestre Robert Manuela Mestre Robert, 2008 CAPA Crianças do 1º ciclo do Ensino

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação

UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação Ano Letivo 2014-2015 Designação do Curso Mestrado em Educação Social Unidade Curricular «Racismo e Etnicidade» Área Científica Sociologia

Leia mais

Orientações políticas e atitudes face à imigração dos portugueses: uma análise longitudinal (2002-2010)

Orientações políticas e atitudes face à imigração dos portugueses: uma análise longitudinal (2002-2010) VII Congresso da APS 19 a 22 de Junho 2012 Orientações políticas e atitudes face à imigração dos portugueses: uma análise longitudinal (2002-2010) Sofia Gaspar CIES-IUL sofia.gaspar@iscte.pt Joana Azevedo

Leia mais

INQUÉRITO SOBRE EMPREGO, QUALIFICAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL RELATÓRIO SÍNTESE

INQUÉRITO SOBRE EMPREGO, QUALIFICAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL RELATÓRIO SÍNTESE INQUÉRITO SOBRE EMPREGO, QUALIFICAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL RELATÓRIO SÍNTESE MARÇO 2013 Índice 1. RESUMO EXECUTIVO... 3 2. INQUÉRITO AOS AGREGADOS FAMILIARES... 11 2.1. Descrição do trabalho realizado...

Leia mais

PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO

PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO OBJETIVOS QUALIDADE NAS ESCOLAS Mapear percepções de Professores, Pais e Alunos de São Paulo sobre o que

Leia mais

SUCESSO ESCOLAR Da compreensão do fenómeno às estratégias para o alcançar

SUCESSO ESCOLAR Da compreensão do fenómeno às estratégias para o alcançar SUCESSO ESCOLAR Da compreensão do fenómeno às estratégias para o alcançar Luisa Veloso e Pedro Abrantes (organizadores) SUCESSO ESCOLAR DA COMPREENSÃO DO FENÓMENO ÀS ESTRATÉGIAS PARA O ALCANÇAR LISBOA,

Leia mais

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2010 16 de Fevereiro de 2011 A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2010 foi de 11,1%. Este

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS PT PT PT COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 27.2.2009 COM(2009) 77 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO CONSELHO, AO PARLAMENTO EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES

Leia mais

Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE. Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014

Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE. Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014 Conheça as 20 metas aprovadas para o Plano Nacional da Educação _PNE Decênio 2011 a 2021. Aprovado 29/05/2014 Meta 1 Educação Infantil Universalizar, até 2016, o atendimento escolar da população de 4 e

Leia mais

Portugal. 2. Quadro institucional e jurídico 2.1 Legislação

Portugal. 2. Quadro institucional e jurídico 2.1 Legislação Portugal 1. Informações gerais Em finais dos anos 90, algumas organizações não-governamentais começaram a detectar mudanças na prostituição de rua no norte de Portugal. Novos projectos tentaram identificar

Leia mais

3. IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL: DA HERANÇA COLONIAL À INTEGRAÇÃO NAS REDES INTERNACIONAIS DE RECRUTAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MÃO-DE-OBRA

3. IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL: DA HERANÇA COLONIAL À INTEGRAÇÃO NAS REDES INTERNACIONAIS DE RECRUTAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MÃO-DE-OBRA 3. IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL: DA HERANÇA COLONIAL À INTEGRAÇÃO NAS REDES INTERNACIONAIS DE RECRUTAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MÃO-DE-OBRA A experiência de Portugal como país de imigração, é um fenómeno ainda recente.

Leia mais

ERRADICAR O ANALFABETISMO FUNCIONAL PARA ACABAR COM A EXTREMA POBREZA E A FOME.

ERRADICAR O ANALFABETISMO FUNCIONAL PARA ACABAR COM A EXTREMA POBREZA E A FOME. ERRADICAR O ANALFABETISMO FUNCIONAL PARA ACABAR COM A EXTREMA POBREZA E A FOME. Adriane Abrantes Lazarotti 1 Gisele Rogelin Prass ¹ Pedrinho Roman 2 RESUMO A educação está buscando soluções para problemas

Leia mais

TRÁFICO DE PESSOAS. Ana Paula BREDA 1 Monique Barbosa MATHIUZZI 2 Poliana de Jesus PRADO 3 Tiago Grazziotti da SILVA 4 Vinicius Manara SILVA 5

TRÁFICO DE PESSOAS. Ana Paula BREDA 1 Monique Barbosa MATHIUZZI 2 Poliana de Jesus PRADO 3 Tiago Grazziotti da SILVA 4 Vinicius Manara SILVA 5 TRÁFICO DE PESSOAS Ana Paula BREDA 1 Monique Barbosa MATHIUZZI 2 Poliana de Jesus PRADO 3 Tiago Grazziotti da SILVA 4 Vinicius Manara SILVA 5 RESUMO: O presente artigo tem como objetivo apresentar o tráfico

Leia mais

A mediação intercultural e a construção de diálogos entre diferentes: notas soltas para reflexão

A mediação intercultural e a construção de diálogos entre diferentes: notas soltas para reflexão A mediação intercultural e a construção de diálogos entre diferentes: notas soltas para reflexão (Comentário ao Painel: Mediação Intercultural) Maria José Casa-Nova Instituto de Educação, Universidade

Leia mais

DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS MATEMÁTICAS Marineusa Gazzetta *

DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS MATEMÁTICAS Marineusa Gazzetta * DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS MATEMÁTICAS Marineusa Gazzetta * RESUMO: Neste texto apresento algumas considerações sobre as competências e habilidades matemáticas a serem desenvolvidas no Ensino Fundamental,

Leia mais