Drogaria São Paulo já iniciou Programa de Gerenciamento de Resíduos Domiciliares

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Drogaria São Paulo já iniciou Programa de Gerenciamento de Resíduos Domiciliares"

Transcrição

1 Ano V Nº Distribuição Gratuita Tiragem: exemplares Logística da Santa Cruz faz a diferença Uma pequena farmácia criada em 1955 no Paraná, por Gilberto e Hieda Mayer, transformou-se em uma das maiores distribuidoras do varejo farmacêutico no Brasil. Hoje, a Santa Cruz atende cerca de 72% do mercado brasileiro. Veja como a logística da empresa é determinante para o seu sucesso. Página 3 Escolha de seringa e agulha adequadas para aplicação de injetáveis Página 4 Drogaria São Paulo já iniciou Programa de Gerenciamento de Resíduos Domiciliares A Drogaria São Paulo é mais uma grande rede no Brasil a firmar parceria com a BD para a implantação do Programa de Gerenciamento de Resíduos Domiciliares- PGRD. O objetivo é prevenir riscos de acidentes com perfurantes, cortantes e demais materiais biológicos usados no tratamento do diabetes, além de reduzir o impacto destes descartáveis no meio ambiente. Página 5 Ginástica Laboral Mais saúde e bom humor no trabalho Exercícios físicos simples que podem ser feitos no próprio trabalho atuam de forma preventiva e terapêutica no combate de lesões e doenças ocupacionais. A Ginástica Laboral também ajuda no desempenho profissional e melhora o bom humor no trabalho. Confira na página 7 Vale Sul inova atendimento com Programa Home Care A distribuidora desenvolve estratégias para estimular em farmácias e drogarias a venda de produtos para tratamento domiciliar. Página 6 *Fotos dos prêmios meramente ilustrativas Veja na última página como participar!

2

3 Santa Cruz chega aos 50 anos como sinônimo de excelência em logística e distribuição Q uando o casal Gilberto e Hieda Mayer, ambos farmacêuticos, em 1955 inauguraram em Laranjeiras do Sul a Farmácia Santa Cruz, talvez não imaginassem que o estabelecimento se tornaria uma das grandes forças no Brasil em logística e distribuição de medicamentos e produtos pessoais. A evolução da empresa como distribuidora começou em 1970, quando o segundo depósito foi inaugurado em Cascavel para atender o Oeste do Paraná e de Santa Catarina. Em 1983, a distribuição de medicamentos tornou-se o ramo principal da empresa. Dois anos depois, transferiuse para Curitiba, onde foi inaugurado um grande Centro de Distribuição, que passou a ser a sede da organização. Segundo o gerente de Logística da distribuidora, Cláudio Monteiro, a empresa atende atualmente a cerca de 72% do mercado brasileiro. A Santa Cruz mantém uma grande estrutura e equipe integrada, cuja missão é assegurar a disponibilidade e a qualidade dos produtos solicitados pelo varejo e entregá-los de forma rápida e segura. Logística e distribuição que fazem a diferença A seguir, Cláudio Monteiro explica as ferramentas e estratégias logísticas que permeiam todo o processo de distribuição da Santa Cruz. Servidores Próprios - Da captação do pedido à transmissão interna de dados, todas as áreas da Santa Cruz são informatizadas e passam por uma estrutura própria de servidores. Isto garante integridade, segurança e rapidez de toda a informação que chega e circula internamente na empresa. Tecnologia no atendimento - Em busca de qualidade no relacionamento com o cliente, a equipe de televendas utiliza uma plataforma de recuperação de ligações abandonadas, o que permite retorno a todas as chamadas telefônicas recebidas. A empresa utiliza também um programa de pedido eletrônico bastante efetivo que atende a mais de 60% do faturamento total da empresa. Conferência eletrônica de carga - Todos os pedidos são conferidos por modernos sistemas eletrônicos. Dessa forma, a mercadoria chega com exatidão ao cliente, no local de entrega determinado. Sistema de rastreamento de carga - Os veículos de transporte da Santa Cruz são monitorados por satélite. Uma central de vigilância coleta dados GPS (Sistema de Posicionamento Global) em 100% do trajeto. O que garante a segurança e o controle do tempo das entregas. Controle de estoque - Os Centros de Distribuição passam por inspeções rigorosas e constantes, visando a qualidade Cláudio Monteiro Gerente de Logística da Santa Cruz e a disponibilidade de estoque no atendimento à demanda do mercado. Depósitos qualificados - A Santa Cruz garante a integridade da mercadoria. Os Centros de Distribuição possuem instalações climatizadas e cada produto é armazenado segundo as especificações de qualidade recomendadas pelos fabricantes. Velocidade - Da separação, acondicionamento e conferência total ao embarque, uma logística eficiente garante a entrega das mercadorias, em pouco tempo, após o pedido efetuado. A Santa Cruz tem tradição e ética em todas as etapas de seus processos, o que gera um elo de confiança entre a indústria e o varejo, finaliza Monteiro. Central de Distribuição em Curitiba-PR Jornal BD Mão Boa 3

4 Escolha da seringa e agulha adequadas para aplicação de injetáveis Por: Monise Vicente - Consultora Farmacêutica BD P ara que o tratamento com injetáveis tenha o efeito terapêutico desejável, é necessário um bom conhecimento técnico na escolha do material a ser utilizado pelo profissional. Há muitos tipos de agulhas, seringas e técnicas diferentes. É importante escolher o material cuidadosamente de acordo com o tipo de injetável a ser aplicado no cliente. O calibre, o comprimento da agulha e o tipo da seringa devem ser compatíveis com a via de aplicação, característica física do medicamento, volume do medicamento, características físicas e idade do cliente. Escolha da agulha Diâmetro externo: A escolha da agulha depende da característica física do medicamento. Para medicamentos com alta viscosidade ou apresentados sob forma de suspensão, usa-se uma agulha de diâmetro maior, por ex. 0,8mm; quando é aquoso (homogêneo), usa-se um calibre de menor diâmetro, por ex. 0,7mm. O calibre inadequado da agulha pode causar dificuldade na aspiração e aplicação. Comprimento: A escolha do comprimento da agulha depende da via de aplicação. Se a aplicação for num tecido mais profundo em relação a pele, usa-se uma agulha com comprimento maior para que o medicamento atinja o tecido; o contrário é válido se a aplicação for em um tecido mais superficial. As características físicas e idade do cliente também devem ser observadas. A agulha com comprimento inadequado pode alcançar o tecido inapropriado, acelerando ou retardando a absorção do medicamento prejudicando assim a terapia e ainda a agulha pode tocar o osso do cliente/ paciente, deixando o bisel rombudo e causando mais dor no momento da retirada da agulha. Medidas das Agulhas Escolha da seringa A escolha da seringa depende do volume do medicamento. Para minimizar erros de dosagem e perda de medicamento, utiliza-se uma seringa com capacidade um pouco maior que a quantidade de medicamento a ser aplicada. Ex: ampola com 3 ml de medicamento é necessária uma seringa com capacidade de 5 ml. Para aumentar a precisão é importante ter atenção na linha de aferição de dosagem e a graduação da seringa que pode ser em ml para as seringas hipodérmicas ou em unidades para as seringas de insulina. Linha de aferição de dosagem Como vimos, é necessário estabelecer critérios de escolha das seringas e agulhas para uma boa aplicação de injetáveis. Feito isto, prepare o medicamento usando produtos de boa qualidade, com todo cuidado, atenção e boa aplicação. O tratamento será um sucesso! TABELA DE MEDIDAS DE AGULHAS Métrico (mm) 0,80 x 25 0,80 x 30 0,80 x 40 0,70 x 25 0,70 x 30 Gauge e Polegadas 21G 1 21G 1¼ 21G 1½ 22G 1 22G 1¼ COR DO CANHÃO A cor do canhão define o diâmetro da agulha Verde Preto Indica o comprimento da cânula em mm 0,55 x 20 24G ¾ Violeta 30 mm 0,45 x 13 26G ½ Castanho Indica o diâmetro externo da cânula em mm 0,80 mm 0,38 x G ½ Cinza 4 Jornal BD Mão Boa

5 N PGRD-Drogaria São Paulo em ação no descarte seguro de resíduos domiciliares o mundo todo cresce a preocupação com os problemas ambientais. Entre estes, estão os resíduos de origem industrial, biológico e doméstico. Incluem-se aí os resíduos perfurantes, cortantes e infectantes gerados em domicílio. Devemos ficar atentos à questão pois, no Brasil, anualmente são consumidas milhões de seringas de insulina. A maioria destas, em uso domiciliar de auto-aplicação. Invariavelmente, estes resíduos são descartados em lixo comum. O impacto dos resíduos de serviços de saúde e resíduos domiciliares de saúde no meio ambiente exige que profissionais de saúde como farmacêuticos, trabalhadores de empresas de serviços sanitários e das indústrias química e de artigos médico-hospitalares, planejem estratégias para reduzir a ação nociva do material biológico potencialmente infectante. Diante da questão a BD vem trabalhando o PGRD Gerenciamento de Resíduos Domiciliares para o cliente com diabetes. A iniciativa visa à conscientização de toda a sociedade para que sejam adotados hábitos e procedimentos no descarte seguro e o gerenciamento responsável de perfurantes, cortantes e resíduos biológicos domiciliares. Prevenir acidentes Em dezembro de 2006, a Drogaria São Paulo iniciou a implantação do PGRD. Segundo o Diretor Comercial da rede, Samuel Reis Bigão, a iniciativa ajuda na prevenção de acidentes aos clientes que fazem aplicação de insulina, assim como às pessoas que lidam ou tenham acesso aos resíduos infectantes. Ele também observa que o programa contribui com a preservação do Os profissionais da Drogaria São Paulo orientam os clientes durante o atendimento Agora, podemos mudar esta situação, recomendando e orientando os procedimentos corretos e o coletor adequado, no caso o BD Descartex de 1,5L meio ambiente, evitando contaminações. Adotamos o Programa porque a Drogaria São Paulo sempre se preocupa com o bem estar dos clientes, funcionários e meio ambiente, afirma Bigão. O diretor da rede comenta também que para implantação do PGRD-DSP os profissionais foram treinados para atender portadores de diabetes ou cuidadores destes clientes, para dar informações sobre o procedimento correto e completo no descarte e destino do material usado em aplicações e testes de glicemia. Ações voltadas à biossegurança fazem parte da política da Drogaria São Paulo. Um exemplo: a rede foi uma das primeiras a aceitar a devolução de pilhas e baterias usadas, para serem encaminhadas ao destino final seguro e adequado. Outra iniciativa que a empresa desenvolve, também em parceria com a BD, são as palestras mensais sobre Biossegurança e Aplicação de Injetáveis aos profissionais da rede que fazem o atendimento nas lojas. Os temas vão desde práticas corretas na aplicação de injetáveis, gerenciamento de resíduos de saúde e outras questões envolvidas nos serviços das drogarias. Nossos farmacêuticos responsáveis técnicos atuam efetivamente na supervisão e orientação dos funcionários que fazem as aplicações, garante. Ele avalia que, de certa forma, boa parte das pessoas com diabetes já se preocupava com o destino das seringas, agulhas, lancetas e outros materiais usados em domicílio. Porém, não havia orientação e um coletor adequado para indicação do procedimento de descarte correto. Acredito que alguns clientes, anteriormente, gostariam trazer este material às drogarias para um destino final. Mas como os recipientes de armazenamento eram inadequados, como por exemplo, sacos plásticos, a coleta tornava-se perigosa e inviável, observa. Bigão salienta que este processo pode representar risco tanto para o cliente com diabetes durante o transporte dos resíduos domiciliares de saúde, como para os funcionários no balcão. Agora, podemos mudar esta situação, recomendando e orientando os procedimentos corretos e o coletor adequado, no caso o BD Descartex de 1,5L. Esperamos por parte dos clientes, a satisfação de serem atendidos por uma empresa séria e preocupada em oferecer dispositivos para descartar os resíduos domiciliares de saúde com segurança, finaliza. Jornal BD Mão Boa 5

6 Home Care da Distribuidora Vale Sul abre novas oportunidades para redes do RJ C om forte atuação nos últimos anos na distribuição de produtos farmacêuticos, a Vale Sul vem fortalecendo novas estratégias voltadas ao tratamento domiciliar de saúde através do Home Care, dirigido a profissionais de farmácia da região nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. O objetivo da distribuidora é proporcionar a seus clientes ferramentas de marketing para atrair os consumidores não habituados a comprar, em farmácias e drogarias, produtos usados no tratamento domiciliar, como artigos da linha ortopédica, aparelhos de monitoração de pressão arterial, dispositivos para o tratamento de diabetes, entre outros materiais, aparelhos e acessórios. A idéia do Home Care desenvolveuse a partir do contato diário da Vale Sul com o varejo farmacêutico. Segundo o diretor comercial da distribuidora, Gustavo Hilário, notou-se a necessidade das pessoas idosas e pacientes com saúde debilitada, devido às seqüelas de doenças como acidente vascular cerebral (AVC), ou que necessitam de cuidados pós-operatórios, em encontrar em um só local todos os materiais e equipamentos para o tratamento em casa. Queremos oferecer conforto, facilidade e comodidade a estes pacientes, com benefícios em redução de custos e deslocamentos, explica Hilário. As Redes Moderna e Rede Drogarias Povão são algumas empresas do varejo farmacêutico fluminense que implanta- Home Care da Rede de Drogarias Povão rem o projeto com o apoio da Vale Sul. Ambas as redes estão instalando em suas unidades o Espaço Home Care. Trata-se de uma determinada área no interior da farmácia ou drogaria onde, além dos medicamentos, o consumidor encontra desde seringas e agulhas para canetas BD Ultra-Fine usadas em aplicações de insulina, coletores de perfurantes-cortantes BD Descartex de 1,5 litro, além de cadeiras de rodas, colchões d água, bengalas e aparelhos auditivos, entre inúmeros outros produtos para a saúde. Treinamento para orientar os consumidores O Home Care não se restringe à venda destes produtos. A Vale Sul também disponibiliza para os clientes que aderem ao programa, um treinamento aos gerentes, farmacêuticos, responsáveis técnicos e balconistas, para que possam explorar melhor os conceitos de tratamento domiciliar e, assim, orientar os consumidores sobre indicações e utilização adequadas dos produtos oferecidos no Espaço Home Care. Estes treinamentos são ministrados pelo publicitário e consultor de gestão de negócios, Cicero Balbi, contratado pela Vale Sul para proferir palestras sobre o programa. Em suas apresentações, Balbi dá destaque a uma das ferramentas do programa, o Catálogo Home Care e aborda conceitos de marketing além de temas como oportunidades, comportamento do consumidor e qualidade no atendimento. Segundo o consultor, os treinamentos estimulam os profissionais das redes a descobrirem as diversas possibilidades de vendas e prestação de serviços viáveis ao tratamento e atendimento domiciliar. Os gerentes das Redes Moderna e Povão ficaram tão empolgados com as oportunidades de retorno que o Home Care oferece, que nos solicitam treinamentos para desenvolvimento de novas estratégias, comenta Balbi. Home Care da Rede Moderna Parceria com a BD Segundo Gustavo Hilário, a Vale Sul conta com a colaboração da BD no desenvolvimento da iniciativa. A BD está contribuindo com material educacional do Programa de Gerenciamento de Resíduo Domiciliar PGRS. A proposta deste programa é fazer com que os profissionais de estabelecimentos farmacêuticos orientem os consumidores de produtos para o tratamento do diabetes (seringas, agulhas, lancetas e fitas de glicemia) a descartarem corretamente esse material em coletores apropriados e encaminhá-los ao destino adequado e seguro, isto é, de forma que não ofereçam risco de acidente biológico e contaminação do meio ambiente. Para o diretor da distribuidora, o PGRD casa perfeitamente com o Programa Home Care da Vale Sul. São idéias que vieram para somar, beneficiando a saúde dos pacientes e facilitando a vida de seus familiares, pois com praticidade, comodidade e segurança no tratamento domiciliar, é possível esclarecer e educar o paciente, finaliza. 6 Jornal BD Mão Boa

7 O Por: Igor Mariano Nuevo Profissional de Educação Fisica e Auxiliar BD de Educação em Diabetes que são Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Lesões por Traumas Cumulativos (LTC)? São grupos de doenças causadas pelo uso excessivo de determinada articulação, principalmente envolvendo as mãos, os punhos, cotovelos, ombros e joelhos. Por serem doenças que envolvem certas profissões, elas são conside- Agora é hora de relaxar... radas doenças do trabalho e muitas vezes levam o paciente à perda de dias de trabalho, bem como afetam o andamento das empresas. Isso sem mencionar o stress, as cardiopatias e o sedentarismo criando um clima de insegurança desfavorável no ambiente de trabalho. Vamos apresentar aqui o programa da tão falada Ginástica Laboral. Trata-se da prática de exercícios realizados no próprio local de trabalho e que atuam de forma preventiva e terapêutica nos casos de LER, LTC e também DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). São exercícios de curta duração e que atuam no alongamento e na compensação das estruturas musculares envolvidas nas tarefas operacionais diárias. Série 1: Movimentos direcionados para a região do pescoço. Faça cada movimento lentamente, procurando sentir os pontos de tensão. Série 2: Exercícios para os braços e as costas. Podem ser feitos em pé ou sentado corretamente em uma cadeira. Estenda bem o corpo e permaneça em cada posição por 10 segundos. Série 3: Estes exercícios beneficiam a região do punho. Faça-os conforme as figuras abaixo. Em cada exercício mantenha a postura durante 10 segundos. Repita a série 3 vezes. Dicas: Transforme pequenos intervalos do seu dia em minutos de momentos saudáveis. Dê pausas ativas para alongar a musculatura, evitando lesões por esforços repetitivos e, principalmente, melhorar o humor. Entre um atendimento e outro, uma aplicação e outra, estique-se, desligue-se, respire fundo e solte bem devagar o ar. Isso fará com que você recarregue seu corpo de novos ares e reanime seu ânimo para seguir adiante. Para saber mais, consulte: e O Jornal BD Mão Boa é uma publicação da Becton Dickinson Indústrias Cirúrgicas Ltda. Rua Alexandre Dumas, CEP , Chácara Santo Antônio - São Paulo-SP CRC Coordenadora da Publicação: Gilcleia Fontes Consultoras Educacionais: Beatriz Lott, Soraia Salla e Monise Vicente Jornalista Responsável: Milton Nespatti (MTB SP) Revisão: Sérgio Cides Projeto Gráfico e Diagramação: As matérias desta publicação podem ser reproduzidas desde que citada a fonte. As opiniões e conceitos publicados são de responsabilidade dos entrevistados e colaboradores dos artigos. Jornal BD Mão Boa 7

8 *Fotos dos prêmios meramente ilustrativas COMO PARTICIPAR Envie uma carta com os seguintes dados: nome da Farmácia/Drogaria, Razão social, CNPJ, endereço completo, inclusive o CEP, nome do representante legal do estabelecimento*, e telefone para contato, junte 6 etiquetas das caixas das seringas da promoção (Seringas BD Plastipak TM agulhadas de 100 unidades), responda a pergunta: Qual a empresa que vende as melhores seringas do Brasil? e envie para a Rua Alexandre Dumas, 1976 CEP São Paulo SP. Aos cuidados de Maria Lúcia Ferreira / Mkt. Serão válidas as inscrições recebidas até 05 de março de *Desta forma, será comprovada a não participação de funcionários/parentes da empresa BD. PERÍODO DO CONCURSO O concurso acontecerá de 01 de janeiro a 15 de março de parágrafo 3º do artigo 2º da Portaria 184/2006, 06 inscrições, na seguinte ordem: 1ª e 2ª - TV Philco 29" 3ª e 4ª - ipod Shuffle 5ª- Camera Digital Sony 6ª- Mountain Bike 18 veloc. Os prêmios serão entregues, sem ônus, às Farmácias/Drogarias contempladas, no prazo máximo de 30 (trinta) dias a contar da respectiva apuração. A caducidade dos prêmios é de 180 dias contados da data de apuração do resultado do concurso. AS ETIQUETAS aceitas etiquetas originais. Não serão aceitas cópias xerox das mesmas. SERINGAS DA PROMOÇÃO Embora não haja limite de participação, cada Farmácia/Drogaria participante poderá ser contemplada apenas uma vez, tendo direito apenas ao prêmio de maior valor. Os interessados poderão obter maiores informações da promoção pela Internet: onde estará o Regulamento Oficial completo do concurso. O resultado deste concurso, com os nomes dos ganhadores, será divulgado na edição 21 do jornal Mão Boa no início de abril. Becton Dicksinson Indústrias Cirúrgicas Ltda, av. Juscelino Kubtschek 273, Bairro Industrial, Juiz de Fora-MG, CEP , CNPJ: / SERINGAS AGULHADAS PARTICIPANTES O SORTEIO Em 15/03/2007, às 11h00, serão As etiquetas enviadas devem conter todas as informações obrigatórias Seringa BD Plastipak TM 3 ml - 0,70 x 25 Seringa BD Plastipak TM 3 ml - 0,70 x Seringa BD Plastipak sorteadas, aleatória e manualmente, (Código de Barras, Nome e Descrição 5 ml - 0,70 x Seringa BD Plastipak por uma das pessoas presentes, em do Produto, Lote, Registro ANVISA, 5 ml - 0,70 x Seringa BD Plastipak conformidade com que determina o Data Fabricação e Validade). Só serão 5 ml - 0,80 x 25

Aplicação de injetáveis. Hotoniel Drumond

Aplicação de injetáveis. Hotoniel Drumond Aplicação de injetáveis Hotoniel Drumond Resolução CFF 499/2008 Dispõe sobre a prestação de serviços farmacêuticos, em farmácias e drogarias Seção V Da aplicação de injetáveis: Art 21 ao 24 Outras legislações

Leia mais

A Droga Raia no Programa de Gerenciamento de Resíduos Domiciliares

A Droga Raia no Programa de Gerenciamento de Resíduos Domiciliares Ano V Nº 19 2006 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil Lavagem das Mãos: detalhes fazem diferença Quando aplicamos injetáveis, devemos usar materiais adequados de qualidade

Leia mais

Qualidade de vida laboral

Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral INTRODUÇÃO: Prevenir doenças ocupacionais (DORT Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho / LER Lesões por Esforços Repetitivos) decorrentes

Leia mais

LESÕES OSTEOMUSCULARES

LESÕES OSTEOMUSCULARES LESÕES OSTEOMUSCULARES E aí galera do hand mades é com muito orgulho que eu estou escrevendo este texto a respeito de um assunto muito importante e que muitas vezes está fora do conhecimento de vocês Músicos.

Leia mais

Inovação garante a segurança

Inovação garante a segurança Ano V Nº 22 2007 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil BD apóia entidade carente de São Paulo Suportes de coletores de perfurantes e cortantes doados pela BD foram transformados

Leia mais

A importância do farmacêutico nas aplicações de injetáveis

A importância do farmacêutico nas aplicações de injetáveis Ano VI Nº 25 2008 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil Por dentro da seringa BD SoloMed TM Quando se trata de aplicações de injetáveis em farmácia, a BD SoloMed proporciona

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR.

A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR. A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR. Márcia Maria Maia Advogada, pós-graduada em Direito Público e pós-graduanda em Direito e

Leia mais

brasil_licitacoes@bd.com Página 1 de 7

brasil_licitacoes@bd.com Página 1 de 7 165/2014 PROCESSO 10.969.211.438 REGISTRO DE S CONSIGNADO EM ATA PARA AQUISIÇÃO DE AGULHAS E SERINGAS PARA ATENDER A DEMANDA DE FORMA CONTÍNUA DO HOB Becton Dickinson Indústrias Cirúrgicas Ltda. SEGURANÇA,

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 NR 17 - ERGONOMIA Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

Manual de Relacionamento com Fornecedor

Manual de Relacionamento com Fornecedor 1 Manual de Relacionamento com Fornecedor 2 I Introdução... 3 1. Missão, visão e valores... 4 II Relacionamento com Fornecedor... 5 1. Qualificação... 6 2. Transporte... 6 3. Veículo... 6 4. Entrega/Recebimento...

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A ELABORAÇÃO DE PLANOS DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PGRS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A ELABORAÇÃO DE PLANOS DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PGRS TERMO DE REFERÊNCIA PARA A ELABORAÇÃO DE PLANOS DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PGRS 1. JUSTIFICATIVA O presente Termo de Referência tem por fim orientar a elaboração do PGRS conforme previsto no

Leia mais

Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto

Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto 01 Pesquisa de mercado em busca das melhores opções de acordo com o perfil e realidade de sua empresa, apresentando as melhores companhias de Seguros e Empresas

Leia mais

A Empresa Recursos Humanos, Administração de Empresas e Seguros

A Empresa Recursos Humanos, Administração de Empresas e Seguros A Empresa A POLLO Consultoria de Benefícios e Corretora de Seguros é uma empresa, com 14 anos de mercado, especializada em planejar, elaborar, implantar e administrar projetos voltados para as áreas da

Leia mais

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE PROCEDIMENTOS Objetivo Orientar funcionários, corpo clínico e pacientes do IEDE sobre o funcionamento do Serviço de Farmácia e os documentos necessários para cada tipo de atendimento.

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto OFICINA PRÁTICA Aprenda a ministrar aulas de ginástica laboral GINÁSTICA LABORAL - Objetivos e benefícios do programa - Formas de aplicação atualmente - Periodização

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva.

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Entender os benefícios

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

TRABALHADOR NA APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS

TRABALHADOR NA APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS TRABALHADOR NA APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS CONSELHO DELIBERATIVO DO SENAR Presidente do Conselho Deliberativo João Martins da Silva Júnior Secretário Executivo Daniel Klüppel Carrara Chefe do Departamento

Leia mais

Programa de Ginástica Laboral

Programa de Ginástica Laboral Programa de Ginástica Laboral 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Programa de Ginástica Laboral (PGL) Promoção e Organização: Centro de Educação Física, Esportes e Recreação Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE TERMO DE REFERÊNCIA PARA APRESENTAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE CURITIBA

Leia mais

somos fortes Todos juntos A distribuidora é um elo importante entre a indústria e o seu negócio, não importa o tamanho que ele tenha.

somos fortes Todos juntos A distribuidora é um elo importante entre a indústria e o seu negócio, não importa o tamanho que ele tenha. Todos juntos somos fortes A distribuidora é um elo importante entre a indústria e o seu negócio, não importa o tamanho que ele tenha. O compromisso da Andorinha é trazer as melhores oportunidades para

Leia mais

FÁBRICA ABERTA. destaque pág.02. sumário PROGRAMA DE PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

FÁBRICA ABERTA. destaque pág.02. sumário PROGRAMA DE PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA Criando caminhos. ed. 04 - fevereiro março 2012 destaque pág.02 PROGRAMA DE PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA sumário 02 03 03 04 05 07 07 07 08 Editorial Aniversariantes do Mês Dia Internacional

Leia mais

Sintomas da LER- DORT

Sintomas da LER- DORT LER-DORT A LER e DORT são as siglas para Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteo-musculares Relacionados ao Trabalho. Os termos LER/DORT são usados para determinar as afecções que podem lesar

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL...

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL... Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. Baseado na NR 32 Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde Portaria N 1.748 de 30 de Agosto de 2011. HOSPITAL... Validade

Leia mais

http://saudenocorpo.com/

http://saudenocorpo.com/ Este material é gratuito e foi distribuído no site saudenocorpo.com, onde você encontra Dicas de saúde, nutrição, atividade física, esporte, bem estar, saúde emocional, alimentação. AVISO IMPORTANTE Este

Leia mais

MEDICAMENTOS. CAPACITAÇÃO EM FARMACOLOGIA PARA AS EQUIPES DE SAÚDE BUCAL Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal 2015

MEDICAMENTOS. CAPACITAÇÃO EM FARMACOLOGIA PARA AS EQUIPES DE SAÚDE BUCAL Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal 2015 MEDICAMENTOS CAPACITAÇÃO EM FARMACOLOGIA PARA AS EQUIPES DE SAÚDE BUCAL Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal 2015 Parceria: Farmácia Escola da UFRGS - Programa Farmácia Popular Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Compromisso com a Educação em Diabetes

Compromisso com a Educação em Diabetes Ano VI Nº 29 2009 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil Aconselhamento é fundamental para conquistar clientes Compromisso com a Educação em Diabetes Há mais de 20 anos o Centro

Leia mais

Manual do Fornecedor. Hospital Ana Nery Santa Cruz do Sul

Manual do Fornecedor. Hospital Ana Nery Santa Cruz do Sul Manual do Fornecedor Hospital Ana Nery Santa Cruz do Sul FILOSOFIA EMPRESARIAL Negócio Saúde e conforto. Visão Ser reconhecido pela excelência na prestação de serviços em saúde no interior do Estado, pela

Leia mais

PROBLEMAS SANITÁRIOS NA PRÁTICA

PROBLEMAS SANITÁRIOS NA PRÁTICA PROBLEMAS SANITÁRIOS NA PRÁTICA Dr. Alessandro Vieira De Martino Farmacêutico Bioquímico CRF 33754 Formado no curso de Farmácia e Bioquímica pela Universidade Bandeirante de São Paulo UNIBAN Pós-Graduado

Leia mais

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO SELECIONA: Farmacêutico Descrição: Para responder tecnicamente pela distribuição dos medicamentos, auxiliar os representantes nas orientações necessárias, auxiliar os clientes, fornecer treinamentos quanto

Leia mais

BD em parceria com SBD e ANAD pelo descarte e gerenciamento responsável de resíduos domiciliares

BD em parceria com SBD e ANAD pelo descarte e gerenciamento responsável de resíduos domiciliares Ano V Nº 18 2006 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil CRF-PE consolida programa de educação continuada O CRF-PE adotou o Seminário TAI - Técnicas de Aplicação de Injetáveis

Leia mais

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria²

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria² V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 7 CONTRIBUIÇÕES DA GINÁSTICA LABORAL PARA A MELHORIA DA CONDIÇÃO FÍSICA DOS ORIENTADORES DE ESTACIONAMENTO REGULAMENTADO

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE MODELO SIMPLIFICADO PGRSS - ANEXO I

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE MODELO SIMPLIFICADO PGRSS - ANEXO I Prefeitura Municipal de Curitiba Secretaria Municipal do Meio Ambiente Secretaria Municipal da Saúde PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE MODELO SIMPLIFICADO PGRSS - ANEXO I SIGLAS UTILIZADAS:

Leia mais

Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles, M.Sc.

Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles, M.Sc. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles,

Leia mais

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL Junior, A. C. de J. Sebastião, J. S. Pimentel, E. S. Moreira, R. S. T.. RESUMO A área da ginástica laboral vem crescendo bastante

Leia mais

Punção Venosa Periférica CONCEITO

Punção Venosa Periférica CONCEITO Punção Venosa Periférica CONCEITO É a criação de um acesso venoso periférico a fim de administrar soluções ou drogas diretamente na corrente sanguínea, para se obter uma ação imediata do medicamento. Preparar

Leia mais

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos.

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos. por Christian Haensell A flexibilidade do corpo e das juntas é controlada por vários fatores: estrutura óssea, massa muscular, tendões, ligamentos, e patologias (deformações, artroses, artrites, acidentes,

Leia mais

NOME COMERCIAL: APLIC SERINGA DESCARTÁVEL RETRÁTIL COM AGULHA

NOME COMERCIAL: APLIC SERINGA DESCARTÁVEL RETRÁTIL COM AGULHA NOME COMERCIAL: APLIC SERINGA DESCARTÁVEL RETRÁTIL COM AGULHA 1.1. Descrição detalhada do produto médico, incluindo os fundamentos de seu funcionamento e sua ação: A Aplic Seringa Descartável Retrátil

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 QUESTÃO 31 Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, obedecendo ao Quadro II da NR- 4, subitem 4.4, com redação dada pela Portaria nº

Leia mais

Use a agulha correta na aplicação intramuscular

Use a agulha correta na aplicação intramuscular Ano VII Nº 31 2010 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil Qualidade BD melhora a saúde das pessoas A Responsável Técnica da fábrica da BD em Curitiba, farmacêutica Simone Dalmutt,

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SAÚDE LABORAL

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SAÚDE LABORAL OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SAÚDE LABORAL 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

Administração de Medicamentos Condutas de Enfermagem

Administração de Medicamentos Condutas de Enfermagem Administração de Medicamentos Condutas de Enfermagem SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SAÚDE Cap BMQOS/Enf/02 Vívian Marinho

Leia mais

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 1 Índice Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 A Empresa Informações sobre a empresa, farmacêuticas responsáveis, instalações, diferenciais

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS NO CENTRO- OESTE DO ESTADO PARANÁ

LEVANTAMENTO DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS NO CENTRO- OESTE DO ESTADO PARANÁ LEVANTAMENTO DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS NO CENTRO- OESTE DO ESTADO PARANÁ Guilherme Viero, Marlise Shoenhals, Franciele A.C. Follador, Darlan Clóvis Vettorello Rech,

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R O QUE SÃO AS LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS LER são doenças do trabalho provocadas pelo uso inadequado e excessivo do

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA

PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA RESUMO *Luciano Leal Loureiro ** Jésica Finguer O presente texto busca explicar o que é o projeto

Leia mais

Processamento de Pedidos na Mira Transportes

Processamento de Pedidos na Mira Transportes Processamento de Pedidos na Mira Transportes Sumário 1 Apresentação da empresa... 3 1.1 Histórico... 3 1.2 Diferenciais... 3 2 Processamento de pedidos: revisão teórica... 4 2.1 Preparação... 4 2.2 Transmissão...

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO

A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO Wagner Hauer Argenton 1 Rafael Godoy Cancelli Evandete Mitue Centro Universitário Positivo, Curitiba, PR Resumo:

Leia mais

SIMPÓSIO BD RISCO BIOLÓGICO AO PACIENTE E AO ANESTESIOLOGISTA

SIMPÓSIO BD RISCO BIOLÓGICO AO PACIENTE E AO ANESTESIOLOGISTA 1 SIMPÓSIO BD RISCO BIOLÓGICO AO PACIENTE E AO ANESTESIOLOGISTA Perguntas da platéia aos palestrantes: Dr. Pedro Paulo Tanaka Dr. Rogério Luiz da Rocha Videira Dra. Cristiane Rapparini Pergunta da platéia

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1

GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1 GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1 1 Professor(a) Departamento de Educação Física, UFPI d.emerito@uol.com.br RESUMO A Ginástica

Leia mais

Faculdade de Ilhéus INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA. Profª MSc Priscilla Céo

Faculdade de Ilhéus INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA. Profª MSc Priscilla Céo Faculdade de Ilhéus INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA Profª MSc Priscilla Céo BIOSSEGURANÇA É o conjunto de ações voltadas para a prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às atividades de pesquisa,

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

Resíduo Hospitalar: uma questão de saúde pública e ambiental

Resíduo Hospitalar: uma questão de saúde pública e ambiental ISSN 1984-9354 Resíduo Hospitalar: uma questão de saúde pública e ambiental Gabriel Marreiros Ribas Fernandes (LATEC/UFF) Resumo: O trabalho vem demonstrar a importância do manuseio correto, da coleta

Leia mais

A relação trabalho, fábricas, máquinas, homens e(m) movimento há alguns

A relação trabalho, fábricas, máquinas, homens e(m) movimento há alguns TÍTULO:PROMOVENDO E RECUPERANDO A SAÚDE DO TRABALHADOR NA EMPRESA: GINÁSTICA LABORAL E CORREÇÃO FUNCIONAL NA ELECTROLUX DO BRASIL. AUTORES: DUARTE, A. C. G. O.; OLIVEIRA, S. B.; ARRUDA, E. A. B.; VENÂNCIO,

Leia mais

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO.

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. A Revista Motoboy Magazine tem o prazer de realizar o Prêmio Motoboy Magazine Top Motofrete 2013, a fim de prestigiar o trabalho de empresas em prestação

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (PGRSS)

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (PGRSS) Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária Rio Grande do Norte PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (PGRSS) Drogarias Modelo Simplificado 0 RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA

Leia mais

Estrutura da Área de Sustentabilidade

Estrutura da Área de Sustentabilidade Estrutura da Área de Sustentabilidade Presidência QSMSS Sustentabilidade Assistente de Qualidade de Vida Sustentabilidade Corporativa Qualidade de Vida Responsabilidade Social Serviço Social Sustentabilidade

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão (POP) Assistência de Enfermagem Título. Preparo e Administração de Medicação por Via Subcutânea

Procedimento Operacional Padrão (POP) Assistência de Enfermagem Título. Preparo e Administração de Medicação por Via Subcutânea Procedimento Operacional Padrão (POP) POP NEPEN/DE/HU Assistência de Enfermagem Título Preparo e Administração de Medicação por Via Subcutânea Versão: 01 Próxima revisão: 2016 Elaborado por: Lícia Mara

Leia mais

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte LER/DORT Dr. Rodrigo Rodarte Há dois lados em todas as questões (Pitágoras, 410 445 a.c.) Definição: As L.E.R. são Lesões por Esforços Repetitivos (definição mais antiga) A D.O.R.T. (conhecidas como doenças

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Diabetes mellitus. Insulina. Acompanhamento farmacoterapêutico.

PALAVRAS-CHAVE Diabetes mellitus. Insulina. Acompanhamento farmacoterapêutico. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO 2.1 A PROMOÇÃO VOCÊ EM DIA COM A SORTE NACIONAL FUNERÁRIA

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO 2.1 A PROMOÇÃO VOCÊ EM DIA COM A SORTE NACIONAL FUNERÁRIA REGULAMENTO DA PROMOÇÃO COMERCIAL MODALIDADE INCENTIVO NOME PROMOÇÃO: VOCÊ EM DIA COM A SORTE NACIONAL FUNERÁRIA PERÍODO DE VIGÊNCIA: 01/08/2013 à 29/11/2013 O objetivo desta Promoção Comercial é fomentar

Leia mais

Ethamolin. oleato de monoetanolamina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Ethamolin. oleato de monoetanolamina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Ethamolin oleato de monoetanolamina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: ETHAMOLIN consiste em uma solução aquosa de oleato de monoetanolamina a 5% para uso injetável apresentado em caixas contendo 6 ampolas

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais

CARTILHA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DOS PROFISSIONAIS DA VOZ E DA AUDIÇÃO

CARTILHA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DOS PROFISSIONAIS DA VOZ E DA AUDIÇÃO Superintendência de Saúde Segurança e Ambiente do Trabalho CARTILHA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DOS PROFISSIONAIS DA VOZ E DA AUDIÇÃO - Saúde Vocal - Ginástica Compensatória - Saúde Auditiva SINTTEL-Rio CARTILHA

Leia mais

Câmara de Dirigentes Lojistas de Viçosa - CDL

Câmara de Dirigentes Lojistas de Viçosa - CDL REGULAMENTO DA CAMPANHA DE NATAL 2012 A SER AFIXADO NAS EMPRESAS PARTICIPANTES E NA SEDE DA CDL VIÇOSA. O Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Viçosa, no uso das atribuições conferidas pelo Estatuto

Leia mais

Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Cleonice B. dos Santos nice.highosp@hcnet.usp.br

Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Cleonice B. dos Santos nice.highosp@hcnet.usp.br Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Cleonice B. dos Santos nice.highosp@hcnet.usp.br A relação do homem com o lixo que produz. O desafio será a mudança de atitude

Leia mais

Termo de aceitação e condições de Uso do Site DAMYLLER.COM.BR

Termo de aceitação e condições de Uso do Site DAMYLLER.COM.BR Termo de aceitação e condições de Uso do Site DAMYLLER.COM.BR Bem-vindo a Damyller! Convidamos você a ler as informações abaixo mencionadas, a fim de lhe permitir obter maior conhecimento em relação a

Leia mais

Higiene do Trabalho. Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA. Programa de Higiene do Trabalho GESTÃO DE PESSOAS. 3o bimestre / 2013

Higiene do Trabalho. Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA. Programa de Higiene do Trabalho GESTÃO DE PESSOAS. 3o bimestre / 2013 GESTÃO DE PESSOAS CEFET-MG / DIVINÓPOLIS 3o bimestre / 2013 Prof. MSc. Antônio Guimarães Campos Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho Higiene do Trabalho Conjunto de normas e procedimentos que visa

Leia mais

Farmacêutica Fernanda Mendes Castilho, da Farmácia UNICOM de Brasília, realizando Atenção Farmacêutica

Farmacêutica Fernanda Mendes Castilho, da Farmácia UNICOM de Brasília, realizando Atenção Farmacêutica Ano VII Nº 30 2010 Distribuição Gratuita Tiragem: 35.000 exemplares www.bd.com/brasil Confira com rigor a prescrição de injetável Os 5 Certos da Administração de Medicamentos: medicação certa dose certa

Leia mais

Adaptação do trabalho às pessoas.

Adaptação do trabalho às pessoas. NR- 17 Estabelece parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho

Leia mais

ENTREGAS RÁPIDAS, EFICIENTES E COM QUALIDADE. O diferencial que sua empresa busca para os negócios

ENTREGAS RÁPIDAS, EFICIENTES E COM QUALIDADE. O diferencial que sua empresa busca para os negócios ENTREGAS RÁPIDAS, EFICIENTES E COM QUALIDADE O diferencial que sua empresa busca para os negócios Índice APRESENTAÇÃO 03 CAPÍTULO 1 MOTIVOS DE SOBRA PARA TERCERIZAR SUA FROTA! 05 CAPÍTULO 2 POR QUE A TRANSMIT?

Leia mais

Campanha Sementes da Sorte Edição 2015, na modalidade de sorteio entre associados, com participação gratuita

Campanha Sementes da Sorte Edição 2015, na modalidade de sorteio entre associados, com participação gratuita Campanha Sementes da Sorte Edição 2015, na modalidade de sorteio entre associados, com participação gratuita 1 IDENTIFICAÇÃO Regulamento a. Nome: Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Empregados

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO

INSTRUÇÃO DE TRABALHO Pg.: 1 de Elaboração Verificação Aprovação Janaina Bacci Data: Data: Data: Título da Atividade: Procedimentos para descarte de Resíduos Quimioterápicos Executante: Colaboradores envolvidos na manipulação

Leia mais

ERGONOMIA: CONSIDERAÇÕES RELEVANTES PARA O TRABALHO DE ENFERMAGEM

ERGONOMIA: CONSIDERAÇÕES RELEVANTES PARA O TRABALHO DE ENFERMAGEM ERGONOMIA: CONSIDERAÇÕES RELEVANTES PARA O TRABALHO DE ENFERMAGEM ROSÂNGELA MARION DA SILVA 1 LUCIMARA ROCHA 2 JULIANA PETRI TAVARES 3 O presente estudo, uma pesquisa descritiva bibliográfica, tem por

Leia mais

Técnico de Segurança do Trabalho

Técnico de Segurança do Trabalho SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos Concurso Público para Técnico-Administrativo em Educação 02

Leia mais

MEDIDAS PREVENTIVAS PARA REDUÇÃO DE ACIDENTES

MEDIDAS PREVENTIVAS PARA REDUÇÃO DE ACIDENTES MEDIDAS PREVENTIVAS PARA REDUÇÃO DE ACIDENTES Autores Antônio Alexandre Franco Thomaz Élson Lourenço Bomfim Inaldo Nóbrega da Cunha Filho PREMIUM CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO LTDA RESUMO No setor elétrico,

Leia mais

SAÚDE Transformar Laramara Convergys Projeto PAI Pronto Atendimento Itinerante Globalstar listagem oficial de todos os medicamentos gené- ricos

SAÚDE Transformar Laramara Convergys Projeto PAI Pronto Atendimento Itinerante Globalstar listagem oficial de todos os medicamentos gené- ricos Há cinco anos no Brasil, a Convergys elegeu a inclusão de portadores de deficiência como causa. Mundialmente, são mais de 125 projetos apoiados pela Convergys. Desde 2002, incentivamos ações que tenham

Leia mais

Procedimento Institucional Gestão de EPI

Procedimento Institucional Gestão de EPI Tipo de Documento Procedimento Institucional Título do Documento Equipamento de Proteção Individual Elaborado por Paulo Sérgio Bigoni Área Relacionada Saúde e Segurança do Trabalhador Processo ESTRUTURAÇÃO

Leia mais

A reprodução desse conteúdo, em parte ou na íntegra, não é permitida sem autorização prévia da Allen.

A reprodução desse conteúdo, em parte ou na íntegra, não é permitida sem autorização prévia da Allen. Investimento contínuo para oferecer educação de qualidade UNIGRANRIO aposta na atualização e padronização de seu parque computacional a fim de propiciar aos alunos as melhores condições de ensino em pé

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM REABILITAÇÃO AQUÁTICA

Leia mais

CLIENTE MAL ATENDIDO, DE QUEM É A CULPA?

CLIENTE MAL ATENDIDO, DE QUEM É A CULPA? CLIENTE MAL ATENDIDO, DE QUEM É A CULPA? Por: Roberto Pessoa Madruga Todos nós sabemos o quanto as empresas estão preocupadas em atender seus clientes de maneira mais profissional e prioritária. Na estrada

Leia mais

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES N REQUISITOS OBSERVAÇÕES 01 02 03 04 05 06 07 A - MANUTENÇÃO E SUPORTE A empresa fornece produto de software com Verificar se a empresa fornece manual do produto (instalação), documentação de suporte ao

Leia mais

REGULAMENTO Promoção A sua faculdade a gente paga

REGULAMENTO Promoção A sua faculdade a gente paga REGULAMENTO Promoção A sua faculdade a gente paga Indústria de Móveis Bartira Ltda. Av. Dos Estados, 2060, Centro São Caetano do Sul/SP CEP: 09520-150 CNPJ MF 59.105.825/0001-13 Via Varejo S/A Rua João

Leia mais

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES NO BALCÃO DA FARMÁCIA

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES NO BALCÃO DA FARMÁCIA DÚVIDAS MAIS FREQUENTES NO BALCÃO DA FARMÁCIA Neste módulo vamos tratar de situações que envolvem dúvidas quanto à melhor maneira de agir e as práticas permitidas ou não pela legislação, mas que, comumente,

Leia mais

Prepare-se para vender mais

Prepare-se para vender mais Prepare-se para vender mais Segunda, 16 Julho 2012 09:18 Acessos: 5458 Conheça algumas estratégias de gestão e marketing que podem ajudar a aumentar as vendas dessa categoria de produtos As vendas de correlatos

Leia mais

O que faz um Responsável Técnico em Restaurantes comerciais

O que faz um Responsável Técnico em Restaurantes comerciais O que faz um Responsável Técnico em Restaurantes comerciais O Impacto de se alimentar fora do lar Alimentação fora do lar Investimento do consumidor no ultimo ano 17% para 30% Hábito de almoçar fora do

Leia mais

HumaPen SAVVIO CANETA PARA APLICAÇÃO DE INSULINA MANUAL DO USUÁRIO

HumaPen SAVVIO CANETA PARA APLICAÇÃO DE INSULINA MANUAL DO USUÁRIO CM28SET12 MASTER TRUTH COPY HumaPen SAVVIO INTRODUÇÃO CANETA PARA APLICAÇÃO DE INSULINA MANUAL DO USUÁRIO A caneta HumaPen SAVVIO está projetada para maior facilidade de uso. Você pode aplicar de 1 a 60

Leia mais

TRABALHADOR NA ORDENHA MANUAL

TRABALHADOR NA ORDENHA MANUAL TRABALHADOR NA ORDENHA MANUAL CONSELHO DELIBERATIVO DO SENAR Presidente do Conselho Deliberativo João Martins da Silva Júnior Secretário Executivo Daniel Klüppel Carrara Chefe do Departamento de Educação

Leia mais