Atenção Integral ao Paciente Crônico: Desafios e Estratégias

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Atenção Integral ao Paciente Crônico: Desafios e Estratégias"

Transcrição

1 Atenção Integral ao Paciente Crônico: Desafios e Estratégias O Impacto da "Gestão de Crônicos e Case Management no Controle de Custos Assistenciais Fábio Abreu 26/03/2013

2 Agenda 1.Resultado em Saúde 2.Evolução do Disease Management e Case Management 3.Desafio Atual Gestão de Saúde Populacional 4.Conclusão 2

3 A AXISMED É PIONEIRA NO BRASIL 3 anos em série entre as PME que mais crescem no Brasil 10 anos de experiência em gestão integral da saúde Full Member da Care Continuum Alliance Mais de 300 colaboradores: 80% envolvidos diretamente no monitoramento vidas expostas aos nossos serviços Infra-estrutura tecnológica robusta e de última geração Cobertura nacional Mais de 1 milhão de contatos ativos / ano de monitoramento (telefônico, visitas e outros) 9 milhões de vidas analisadas 450 milhões de procedimentos avaliados Pertence a grupo empresarial que está entre 100 maiores do mundo 3

4 01 Resultado em Saúde

5 Resultado em Saúde Resultado na saúde significa uma ação conjunta, simultânea e equilibrada em quatro dimensões: Qualidade assistencial (segurança, no momento certo e resultado clínico esperado) Aplicação efetiva de recursos (nem menos nem em excesso) Experiência Boa e Digna A experiência do paciente no processo é percebida como boa e digna por ele (atenção é focada nele) Qualidade Assistencial Resultado na Saúde Efetividade em Custos Garantia que a aplicação dos Eqüidade recursos atinja a maior parcela da população (compromisso moral) 5

6 02 Evolução do Disease e do Case Management

7 Histórico de Gerenciamento de Doentes Crônicos GDC como extensão do Case Management (85 95 USA / Br): No auge do Managed Care surge o questionamento: Se Case Management é coordenação de cuidados para alta complexidade, por que não aplicar aos pacientes Crônicos? Foco: Oferecer uma atenção de alta qualidade ao paciente crônico de alto risco Players: Clínicas especializadas em Crônicos (criadas por Planos de Saúde) e empresas de home care Principais problemas (aprendizados): Foco na assistência médica e não na capacitação do paciente em desenvolver o auto controle de sua saúde Disputam o mercado com a rede credenciada em vez de suportá-la o paciente crônico ao receber a comunicação sobre o serviço, em ato contínuo, liga ou vai ao seu médico-assistente perguntar o que ele acha.. Não é escalável Limitação geográfica Excessivo foco na prescrição em detrimento a prevenção e a mudança de hábitos Nenhum modelo de apuração de resultados populacionais Resultado: Fracasso no mercado americano, solução sem impacto populacional e de uso restrito 7

8 Case Management X Disease Management Case Management Disease Management Resultados Individuais Populacionais Perfil Paciente Intervenção Educação Ação Clínica Suporte Social e Comunitário Conhecimento e Informação Ação Recursos Principais Alto Risco para Custos e para Evolução Adversa (Sem equilíbrio / Vulnerável) Episódico foco no ponto focal imediato e rapidez de resposta Suporte - personalizada, dirigida a todos envolvidos, intervir para reversão da situação Coordenação e Gerenciamento de todos Importante. Parte significativa da intervenção Profissionais capacitados: julgamento pessoal é chave Integrado com família, Plano Saúde e subordinação dos prestadores Plano de Saúde, família, comunidade e prestadores Doentes Doenças com padrões de trat. definidos e aceitos MBE Contínuo (permite alta) foco estabilização e educação do paciente visão holística Crítica - padronizada com adequações dirigidas para o controle da condição pelo próprio paciente Não há - orientação para utilização adequada da rede, buscar o médico assistente e fortalecer a relação Incentivado Profissionais e pacientes possuem conhecimentos complementares e foco MBE Padrões MBE Construção de um vínculo de confiança e metas claras TI, técnicas de mudança pessoal e envolvimento do médico 8

9 Histórico de Gerenciamento de Doentes Crônicos GDC como uma solução Stand Alone (96 07 USA / 03 Presente Br): Fortemente baseado em tecnologia da informação e profissionais de saúde que atuam por diversos meios de contato: telefone, visita, material impresso, , sms etc. Mantra: high tech, high touch Foco: Estabilizar o paciente de alto risco. Capacitar os pacientes de riscos menores à auto gerenciar sua condição de saúde. Desenvolver modelos com ampla abrangência geográfica e impacto populacional. Sua principal vantagem é não disputar espaço com o médico assistente, ao contrário. Players: empresas especializadas Apuração de Resultados: evoluiu e hoje utiliza três critérios para apuração do ROI no Brasil (além de outras dimensões de análise): pre x pos (com ajuste inflacionário); linha de tendência (serie histórica de utilização; comparação com população controle. 9

10 Experiência Real Sistel 10

11 Histórico de Gerenciamento de Doentes Crônicos GDC como uma solução Stand Alone (96 07 USA / 03 Presente Br): Principais problemas no Brasil (aprendizados): Programa stand alone com pouca integração com os outros players e médicos talvez pelo fato de seu principal contratante ser os Planos de Saúde) Soluções híbridas no mercado brasileiro geram desconfiança do modelo Baixo investimento das empresas atuantes em evoluir seus modelos Resultado Brasil: Crescimento em torno de 25% ao ano, abaixo do esperado Principais problemas no USA (aprendizados): Por muito tempo focaram excessivamente uma única condição de saúde (efeito MBE), não observando o paciente de forma completa, reduzindo o efeito em pacientes com mais de uma doença e/ou com comorbidades. Modelo de receita agressivos por capitation, levaram a perda de credibilidade Modelos de apuração de resultados frágeis Excessivo foco em tecnologia: high tech = low touch Fracasso do piloto com CMS (Centers for Medicare and Medicaid Services) no USA Pouca integração com o médico Resultado USA: Forte recuo do mercado e internalização pelos planos de saúde. Mercado estagnou para fornecedores de solução completa enquanto departamentos de DM florescem nos planos de saúde. 11

12 Histórico de Gerenciamento de Doentes Crônicos Momento Atual: Não há mais questionamentos sobre a necessidade do GDC ou sobre seus resultados. Seu impacto é significativo para a sociedade, pois os crônicos representam 75% dos custos com saúde ou mais. Se dúvidas persistem no Brasil, os motivos são outros. Atualmente os resultados são medidos em diversas dimensões Grandes Planos de saúde americanos estão acelerando a inovação no conceito. A Comunidade Europeia está com vários planos em desenvolvimento. Várias iniciativas estão sendo desenvolvidas na China, India e em diversos países A visão total da população leva a criação de novos modelos e colocam os conceitos como GDC e Case Management dentro de uma visão maior: Gestão de Saúde Populacional (Health Population Management) Forte crescimento do GSP no mercado corporativo (pagador) Novas tecnologias estão levando o conceito para outro patamar, destacando: Mobile health: o Celular o Smartphones o Wearable devices Home monitoring: o Equipamento de captura de dados o Teleconferencia / teleconsultas (via tabletes) 12 Gastos com saúde das pessoas sem doenças crônicas (22%) Source: Medical Expenditure Panel Survey, Gastos com saúde das pessoas com doenças crônicas (78%)

13 03 Desafio Atual Gestão de Saúde Populacional

14 Embora a RESPONSABILIDADE seja do médico, o sucesso para saúde (e tratamento) muda de mãos O novo papel do paciente (crônico) é atuar sobre sua rotina diária e garantir: Mudar hábitos (sedentarismo, estilo de vida etc.) Aderir a medicamentos (no longo prazo) Entender o que afeta sua condição de saúde Fazer exames Tomar vacinas Controlar sua alimentação Acompanhar sinais de controle Saber o que fazer na crise Passar em consulta 4 vezes por ano Ao longo de 1 ano: horas de cuidados 2 horas de supervisão médica Utilizar de forma racional os recursos disponibilizados na assistência médica (inclusive o médico) Novo papel do médico é supervisionar doentes crônicos (Christensen) De: Médico Doente Para: Medico Saúde Paciente 14

15 Gestão de Saúde Populacional GSP Adaptado de material da ASAP Aliança para Saúde Populacional Fonte: Adaptado do CCA Outcome Guidelines #5, P.19 e IFTF. Centers for Disease Control and Prevention 15

16 A objetivo final do Gestão de Saúde Populacional Casos Catastróficos Crônicos de Alta Complexidade Instáveis Doentes Crônicos Severos Pacientes em tratamento ou recém diagnosticados (crônicos ou não) Q (% Vidas) $ (% Custo) 0,1% 10% 0,3% 15% 3% 20% 15% 20% Oferecer o recurso correto......no momento certo......adequado ao risco de saúde pré identificado Fator de Risco Presente Saudáveis ou Risco não Identificado 30% 20% 51,6% 15% Para uma população cada vez mais consciente de sua saúde 16

17 Gestão de Saúde Populacional GSP Adaptado de material da ASAP Aliança para Saúde Populacional Patient Center Medical Home Biometric Screening Health Risk Assessment Workplace Wellness Mobile Health Intensive Case Management Web Based Solutions Palliative Care Care Coordination HIT Solutions Inpatient support Data Screening (claims, PBM etc.) Triage / Nurse Line Physician Collaboration Fonte: Adaptado do CCA Outcome Guidelines #5, P.19 e IFTF. Centers for Disease Control and Prevention Health Coaching Home Monitoring Awareness Comm. Chronic Condition Management Assistência Médica Tradicional 17

18 04 Conclusão

19 Resultado em Saúde Não há dúvidas quanto sobre se GDC e CM dá resultados A (r)evolução da percepção do que é qualidade em saúde pela sociedade, vai evoluir rapidamente a medida que o conceito de Gestão de Saúde Populacional (GSP) avança. Talvez GSP seja a maior contribuição prática recente para o sistema de saúde verdadeiramente entregar Resultado em saúde. Não subestimem o impacto do mobile health no sistema de saúde. Em breve veremos coisas que são impensáveis hoje Qualidade Assistencial Experiência Boa e Digna Resultado na Saúde Efetividade em Custos Eqüidade 19

20 PALESTRA INTERNACIONAL Atenção Integral ao Paciente Crônico: Desafios e Estratégias O B R I G A D O Fábio Abreu axismed.com.br

Saúde Ativa Gestão de Saúde: Bem Estar, Doenças / Alto Risco e Casos Complexos

Saúde Ativa Gestão de Saúde: Bem Estar, Doenças / Alto Risco e Casos Complexos 1 Saúde Ativa Gestão de Saúde: Bem Estar, Doenças / Alto Risco e Casos Complexos Resultados A SulAmérica e o Saúde Ativa Ações para Adesão Nova fase Adesão e Engajamento Experiência da SulAmérica Programas

Leia mais

Sobre o curso Value-Based Health Care Delivery. Ana Maria Malik 11/02/09 Apresentação EAESP

Sobre o curso Value-Based Health Care Delivery. Ana Maria Malik 11/02/09 Apresentação EAESP Sobre o curso Value-Based Health Care Delivery Ana Maria Malik 11/02/09 Apresentação EAESP 1 Um pouquinho de teoria Cobertura e acesso universais são essenciais mas não suficientes Valor: patient health

Leia mais

Qualihosp. T e c n o l o g i a e i n o v a ç ã o e m s a ú d e. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais

Qualihosp. T e c n o l o g i a e i n o v a ç ã o e m s a ú d e. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais Qualihosp T e c n o l o g i a e i n o v a ç ã o e m s a ú d e Estamos evoluindo para um mundo digital Número de dispositivos Em 2020, serão 10 dispositivos por pessoa, somando 50 bilhões de dispositivos

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

SOlUçõES PARA O CAPItAl HUMANO de SUA EMPRESA

SOlUçõES PARA O CAPItAl HUMANO de SUA EMPRESA SOlUçõES PARA O CAPItAl HUMANO de SUA EMPRESA fundada em 1986 É precursora na implementação de serviços especializados em mapeamentos de competências humanas. Empresa de pesquisa aplicada especializada

Leia mais

O desafio é A Segurança do Paciente

O desafio é A Segurança do Paciente O desafio é A Segurança do Paciente CAISM - Fevereiro de 2011: Implantação do Segundo Desafio Global Cirurgias Seguras Salvam Vidas Profª Drª Roseli Calil Enfº Adilton Dorival Leite Conhecendo um pouco

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Web2Doctors: Saúde Fora da Caixa

Web2Doctors: Saúde Fora da Caixa Com uma interface intuitiva feita com recursos da Web 2.0, pela qual se acessa um Prontuário Eletrônico do Paciente configurável com um workflow para todos os departamentos de uma clínica ou hospital,

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

Abra as portas da sua empresa para a saúde entrar. Programa Viva Melhor

Abra as portas da sua empresa para a saúde entrar. Programa Viva Melhor Abra as portas da sua empresa para a saúde entrar. Programa Viva Melhor Apresentação Diferente das operadoras que seguem o modelo assistencial predominante no mercado de planos de saúde e focam a assistência

Leia mais

Modelo Domiciliar de. Assistência ao Doente. Crônico

Modelo Domiciliar de. Assistência ao Doente. Crônico Modelo Domiciliar de Modelos Assistenciais Assistência ao Doente Alternativos Crônico Panorama da Saúde no Brasil Aumento do poder aquisitivo Mudanças no Estilo de Vida Crescimento da População com Planos

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias Operadora Consultoria Técnica em OPME Auditorias,

Leia mais

BUSINESS COACHING. A solução que faltava para sua empresa.

BUSINESS COACHING. A solução que faltava para sua empresa. A solução que faltava para sua empresa. Quem é a Net Profit? Com know-how de mais de 10 anos treinando e desenvolvendo pessoas, a Net Profit Brasil se tornou referência de empresa especializada no desenvolvimento

Leia mais

Adicionando valor na produção

Adicionando valor na produção Adicionando valor na produção Em um mercado global altamente competitivo e em constantes transformações, a otimização do resultado dos processos de produção é fundamental. Pressões ambientais e de custo,

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

Superintendência Médica Bradesco Saúde Dra. Maristela Duarte Rodrigues

Superintendência Médica Bradesco Saúde Dra. Maristela Duarte Rodrigues Superintendência Médica Bradesco Saúde Dra. Maristela Duarte Rodrigues Destaques Presença nacional Operadora líder do mercado brasileiro de saúde suplementar, em faturamento e em vidas 12,4% de Market

Leia mais

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 1 Mercado de Planos de Saúde Impactado por 5 Tendências E o Mercado? Continuará a Crescer? 5 Usuário

Leia mais

Parte 1: Sistemas de Informação em Saúde I

Parte 1: Sistemas de Informação em Saúde I Curso: Sistemas de Informação para Gestão da Saúde Parte 1: Sistemas de Informação em Saúde I Beatriz de Faria Leão, MD, PhD http://www.pep.com.br/unidasabril2006 São Paulo, 6 a 7 de abril de 2006 As 4

Leia mais

O sistema de saúde que queremos ter em 10 anos: único, complementar ou suplementar?

O sistema de saúde que queremos ter em 10 anos: único, complementar ou suplementar? O sistema de saúde que queremos ter em 10 anos: único, complementar ou suplementar? O conceito básico de valor na perspectiva do cliente é a relação entre os benefícios percebidos pelo cliente e o esforço

Leia mais

Unidades de Negócios

Unidades de Negócios Grupo Clivale Como surgiu? História Tudo começou com a iniciativa de Raphael Serravalle ao perceber a carência de um serviço médico especializado na cidade do Salvador, calçada, induziu dois de seus filhos:

Leia mais

AGENDA A CONFIRMAR* Minneapolis - MN. OptumLabs https://www.optum.com/optumlabs.html. University of Minnesota - School of Public Health

AGENDA A CONFIRMAR* Minneapolis - MN. OptumLabs https://www.optum.com/optumlabs.html. University of Minnesota - School of Public Health Minneapolis - MN OptumLabs https://www.optum.com/optumlabs.html AGENDA A CONFIRMAR* OptumLabs é o primeiro centro aberto e colaborativo de pesquisa e inovação da indústria de Healthcare. Através dos mais

Leia mais

Gerenciamento da Desospitalizaçãode Pacientes Crônicos. Palestrante: Enfª Patricia Silveira Rodrigues

Gerenciamento da Desospitalizaçãode Pacientes Crônicos. Palestrante: Enfª Patricia Silveira Rodrigues Gerenciamento da Desospitalizaçãode Pacientes Crônicos Palestrante: Enfª Patricia Silveira Rodrigues WHO Agence de Santé Publique du Canada Preventing Chronic Diseases a vital investment. As doenças crônicas

Leia mais

Elevação dos custos do setor saúde

Elevação dos custos do setor saúde Elevação dos custos do setor saúde Envelhecimento da população: Diminuição da taxa de fecundidade Aumento da expectativa de vida Aumento da demanda por serviços de saúde. Transição epidemiológica: Aumento

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

Junho 2013 1. O custo da saúde

Junho 2013 1. O custo da saúde Junho 2013 1 O custo da saúde Os custos cada vez mais crescentes no setor de saúde, decorrentes das inovações tecnológicas, do advento de novos procedimentos, do desenvolvimento de novos medicamentos,

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

Market Access e a nova modelagem de Negócios da Indústria Farmacêutica no Brasil.

Market Access e a nova modelagem de Negócios da Indústria Farmacêutica no Brasil. Market Access e a nova modelagem de Negócios da Indústria O fortalecimento do pagador institucional de medicamentos, seja ele público ou privado, estabelece uma nova dinâmica nos negócios da indústria,

Leia mais

Prezados Associados,

Prezados Associados, Prezados Associados, Para facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o FISCO SAÚDE traz agora guias de procedimentos por assunto. O conteúdo está distribuído

Leia mais

PwC HealthCast 2020: creating a Substainable Future

PwC HealthCast 2020: creating a Substainable Future Há evidência crescente de que o atual sistema de saúde de todas as nações vai se tornar insustentável se algo não mudar nos próximos 15 anos. Globalmente, a assistência tem sido ameaçada por uma confluência

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES Introdução A questão dos recursos humanos na área de Tecnologia da Informação é assunto de preocupação permanente no Colégio de

Leia mais

PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam desejo

PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam desejo PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam o desejo de participação social direciona as ações para a estruturação de um processo construtivo para melhoria

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos.

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos. CONHEÇA A VALECARD Soluções completas e integradas para a gestão de benefícios, gestão financeira e de frotas. Cartões aceitos em todo território nacional, por meio da Redecard, Cielo e ValeNet, o que

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Impactos da nova regulação de meios de pagamento para o setor supermercadista Em 3 aspectos principais: aceitação, emissor e empregador

Impactos da nova regulação de meios de pagamento para o setor supermercadista Em 3 aspectos principais: aceitação, emissor e empregador Impactos da nova regulação de meios de pagamento para o setor supermercadista Em 3 aspectos principais: aceitação, emissor e empregador 25 de Abril de 2014 1 Somos uma consultoria especializada em Varejo

Leia mais

Segurança e privacidade na era da mobilidade: riscos e desafios. Aldo Albuquerque aldo@tempest.com.br

Segurança e privacidade na era da mobilidade: riscos e desafios. Aldo Albuquerque aldo@tempest.com.br Segurança e privacidade na era da mobilidade: riscos e desafios Aldo Albuquerque aldo@tempest.com.br Aldo Albuquerque 20 anos de experiência na área de TI, 15 deles relacionados à segurança da informação

Leia mais

Pesquisa Clínica Intercâmbio de Conhecimento e Fator Gerador de Riquezas. Dr. Mário Bochembuzio Merck Sharp Dohme

Pesquisa Clínica Intercâmbio de Conhecimento e Fator Gerador de Riquezas. Dr. Mário Bochembuzio Merck Sharp Dohme Pesquisa Clínica Intercâmbio de Conhecimento e Fator Gerador de Riquezas Dr. Mário Bochembuzio Merck Sharp Dohme Agenda Cadeia de valor e inovação em saúde Desafios e oportunidades Investimentos em P &

Leia mais

Experiências Inovadoras em AD na perspectiva de tomadores e Provedores de Serviços

Experiências Inovadoras em AD na perspectiva de tomadores e Provedores de Serviços Experiências Inovadoras em AD na perspectiva de tomadores e Provedores de Serviços Conceitos INTRODUÇÃO Organizações de vários setores estão cada vez mais envolvidas na contínua busca contínua pela competitividade

Leia mais

Temas Simultâneos: Acolhimento da Demanda. A Experiência do Centro de Saúde da Vila Ipê. Haydée Lima Julho/ Agosto 2012

Temas Simultâneos: Acolhimento da Demanda. A Experiência do Centro de Saúde da Vila Ipê. Haydée Lima Julho/ Agosto 2012 6º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA Temas Simultâneos: Acolhimento da Demanda Espontânea na Atenção Básica em Saúde: A Experiência do Centro de Saúde da Vila Ipê Haydée Lima Julho/ Agosto 2012

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

ENCONTROS DE SAUDE CORPORATIVA ESC III

ENCONTROS DE SAUDE CORPORATIVA ESC III ENCONTROS DE SAUDE CORPORATIVA ESC III PESQUISA SOBRE SAÚDE CORPORATIVA EFETUADA POR UM CONSORCIO DE EMPRESAS DA ÁREA DE SAUDE CONSTATAÇÕES E IMPLICAÇÕES Duração: 4 semanas 44 respondentes Respondentes

Leia mais

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO Introdução Escopo A Carta de Bangkok identifica ações, compromissos e promessas necessários para abordar os determinantes da saúde em

Leia mais

Sustentabilidade em saúde. Dr. Reynaldo A. Brandt

Sustentabilidade em saúde. Dr. Reynaldo A. Brandt Sustentabilidade em saúde Dr. Reynaldo A. Brandt Definição Sustentabilidade é prover o melhor para as pessoas e para o ambiente tanto agora como para um futuro indefinido. É suprir as necessidades da geração

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N Robert Young Gerente de pesquisas de software para gerenciamento de sistemas empresariais C o m o r e p e n s a r o gerenciamento de ativo s d e T I n a e ra da "Internet

Leia mais

"Criatividade e Inovação para o Aprendizado de Resultados" Apresentado por Jorge Pinheiro

Criatividade e Inovação para o Aprendizado de Resultados Apresentado por Jorge Pinheiro "Criatividade e Inovação para o Aprendizado de Resultados" Apresentado por Jorge Pinheiro Pessoal Relacional Organizacional = Equilibrado, Maduro e Responsável = Amigo, Atencioso, Excelente ouvinte = Desalinhado

Leia mais

ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014

ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014 ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014 Cenário 1) Nas últimas décadas, os países da América Latina e Caribe vêm enfrentando uma mudança

Leia mais

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro.

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. www.accenture.com.br/carreiras www.facebook.com/accenturecarreiras www.twitter.com/accenture_vagas Quem somos A Accenture é uma

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

InSight* Soluções no Gerenciamento do Conhecimento. Descrição e Uso. Boletim Técnico de Produto

InSight* Soluções no Gerenciamento do Conhecimento. Descrição e Uso. Boletim Técnico de Produto Boletim Técnico de Produto InSight* Soluções no Gerenciamento do Conhecimento As aplicações de água e processo geram ou afetam diretamente grandes quantidades de dados operacionais, que podem ser de natureza

Leia mais

AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DA ATENÇÃO NUTRICIONAL À DESNUTRIÇÃO INFANTIL

AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DA ATENÇÃO NUTRICIONAL À DESNUTRIÇÃO INFANTIL MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DA ATENÇÃO NUTRICIONAL À DESNUTRIÇÃO INFANTIL Cenário

Leia mais

Eficiência Operacional. Maximizar os relacionamentos. Foco estratégico. Novo foco estratégico

Eficiência Operacional. Maximizar os relacionamentos. Foco estratégico. Novo foco estratégico Estratégias de Relacionamento com clientes Marcelo Amorim Panorama Atual Agenda Tendências, Desafios e Globalização Sindrome da caixa de água Relacionamento com Clientes Gerenciamento de Riscos Novas tendências

Leia mais

EZO Soluções Interativas

EZO Soluções Interativas EZO Soluções Interativas 01. Conceito sobre a EZO A EZO Soluções Interativas surgiu no ano de 2006 com o foco no desenvolvimento de soluções e tecnologias que aproximassem as pessoas. Em 08 anos conseguimos

Leia mais

PERFIL E COMPETÊNCIA DO ENFERMEIRO DE CENTRO CIRÚRGICO. Maria da Conceição Muniz Ribeiro

PERFIL E COMPETÊNCIA DO ENFERMEIRO DE CENTRO CIRÚRGICO. Maria da Conceição Muniz Ribeiro PERFIL E COMPETÊNCIA DO ENFERMEIRO DE CENTRO CIRÚRGICO Maria da Conceição Muniz Ribeiro I - CENTRO CIRÚRGICO CONJUNTO DE ELEMENTOS DESTINADOS AS ATIVIDADES CIRÚRGICAS, BEM COMO À RECUPERAÇÃO PÓS ANESTÉSICA

Leia mais

Diretrizes Standards Nacionais para Educação em Auto-Gerenciamento do Diabetes

Diretrizes Standards Nacionais para Educação em Auto-Gerenciamento do Diabetes Diretrizes Standards Nacionais para Educação em Auto-Gerenciamento do Diabetes Diabetes Care January 2010 33:S89-S96; doi:10.2337/ dc10-s089 A Educação em Auto-Gerenciamento do Diabetes - DSME (Diabetes

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB)

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB) A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação Maio de 2014 O novo comprador de tecnologia e a mentalidade de aquisição Existe hoje um novo comprador de tecnologia da informação Esse comprador

Leia mais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais Produtos ehealth Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais 1 Participação da Telefônica Vivo nas Instituições de Saúde TIC TIC TIC TIC Telemedicina TIC Telemedicina Desenvolvimento de

Leia mais

Prof. MS. Ellen H. Magedanz

Prof. MS. Ellen H. Magedanz Prof. MS. Ellen H. Magedanz As transformações nos padrões de saúde/doença constituíram-se em uma das características do último século, estão associadas às mudanças na estrutura etária populacional. América

Leia mais

João Telles Corrêa Filho Março de 2010

João Telles Corrêa Filho Março de 2010 Administrar é medir. Esta frase dá bem a medida da importância de contarmos com bons indicadores. Mas, afinal, o que são e porque usar medidas de desempenho? Estas medidas, também chamadas de indicadores

Leia mais

DATASUS e Software Livre

DATASUS e Software Livre DATASUS e Software Livre Moacyr Esteves Perche Coordenador Geral de Gestão de Projetos CGGP/DATASUS/SGEP/MS 09/07/2015 1 Informação em Saúde O Brasil tem longa tradição no uso de Sistemas de Informação

Leia mais

Uso de Dispositivos Móveis na Saúde Mental de Idosos

Uso de Dispositivos Móveis na Saúde Mental de Idosos Painel Aplicações móveis na área da saúde: m-health Uso de Dispositivos Móveis na Saúde Mental de Idosos Profa. Magdala de Araújo Novaes Núcleo de Telessaúde, Hospital das Clínicas, Departamento de Medicina

Leia mais

5 Análise dos resultados

5 Análise dos resultados 5 Análise dos resultados Neste capitulo será feita a análise dos resultados coletados pelos questionários que foram apresentados no Capítulo 4. Isso ocorrerá através de análises global e específica. A

Leia mais

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você.

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você. Somos uma empresa inovadora, que através de uma metodologia vencedora proporciona a nossos clientes um ambiente favorável ao desenvolvimento de capacidades, para que seus profissionais alcancem o melhor

Leia mais

Redes de Atenção à Saúde coordenadas pela APS: resposta aos desafios da crise global dos sistemas de saúde

Redes de Atenção à Saúde coordenadas pela APS: resposta aos desafios da crise global dos sistemas de saúde Redes de Atenção à Saúde coordenadas pela APS: resposta aos desafios da crise global dos sistemas de saúde Renato Tasca, OPS/OMS Brasil Belo Horizonte, 18 de outubro de 2011 Cenário global de crise dos

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

Índice. Empresa Soluções Parceiros Porque SEVEN? Contatos. Rua Artur Saboia, 367 Cj 61 São Paulo (Brasil)

Índice. Empresa Soluções Parceiros Porque SEVEN? Contatos. Rua Artur Saboia, 367 Cj 61 São Paulo (Brasil) Company Profile Índice Empresa Soluções Parceiros Porque SEVEN? Contatos Rua Artur Saboia, 367 Cj 61 São Paulo (Brasil) Missão A SEVEN Consultoria Tecnologia è uma empresa na área da Tecnologia e Informação

Leia mais

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart Organização e a Terceirização da área de TI Profa. Reane Franco Goulart Como surgiu? A terceirização é uma ideia consolidada logo após a Segunda Guerra Mundial, com as indústrias bélicas americanas, as

Leia mais

Modelos Assistenciais em Saúde

Modelos Assistenciais em Saúde 6 Modelos Assistenciais em Saúde Telma Terezinha Ribeiro da Silva Especialista em Gestão de Saúde A análise do desenvolvimento das políticas de saúde e das suas repercussões sobre modos de intervenção

Leia mais

GUIA PRÁTICO: COMO USAR A BIOMETRIA DE VOZ PARA REDUZIR CUSTOS SERVICE DESK. Volume II Redução de custos em IT Service Desk com Reset de senha Vocal

GUIA PRÁTICO: COMO USAR A BIOMETRIA DE VOZ PARA REDUZIR CUSTOS SERVICE DESK. Volume II Redução de custos em IT Service Desk com Reset de senha Vocal GUIA PRÁTICO: COMO USAR A BIOMETRIA DE VOZ PARA REDUZIR CUSTOS SERVICE DESK Volume II Redução de custos em IT Service Desk com Reset de senha Vocal Introdução O IT Service Desk cuida de serviços importantes

Leia mais

Marketing Visão 360º. O nosso objetivo é ter uma visão ampla dos temas de Marketing, abordando os seguintes tópicos.

Marketing Visão 360º. O nosso objetivo é ter uma visão ampla dos temas de Marketing, abordando os seguintes tópicos. Marketing Visão 360º O Mundo do Marketing em parceria com a TNS Research International está realizando pesquisas mensais com profissionais da área de marketing para investigar temas relacionados ao dia-a-dia

Leia mais

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino Escolher o Sponte Educacional é escolher inteligente Sistema web para gerenciamento de instituições

Leia mais

E-learning: O Ontem, o Hoje e o Amanhã Fábio Fernandes

E-learning: O Ontem, o Hoje e o Amanhã Fábio Fernandes E-learning: O Ontem, o Hoje e o Amanhã Fábio Fernandes A primeira onda de e-learning Em 1997 o primeiro artigo sobre treinamento através da internet foi publicado na revista Training Magazine. Neste mesmo

Leia mais

Towers Watson. Pública

Towers Watson. Pública Towers Watson Pública Gestão Estratégica da Saúde Corporativa 2012 3ª edição Seminário Anual de Saúde 2012 A Nova Era da Gestão de Saúde nas Empresas Dividindo responsabilidades, otimizando resultados

Leia mais

www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa?

www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa? www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa? Como melhorar a gestão da sua empresa? Melhorar a gestão significa aumentar a capacidade das empresas de solucionar problemas. Acreditamos que, para

Leia mais

Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH. CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde

Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH. CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde Inovação em serviços de saúde: experiência da Unimed-BH CISS Congresso Internacional de Serviços de Saúde Quem somos Por que inovar Qualificação da rede Adoção do DRG Acreditação da Operadora Inovação

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

Comunicação diferenciada e relacionamento efetivo. Um novo enfoque de RI para um novo mercado

Comunicação diferenciada e relacionamento efetivo. Um novo enfoque de RI para um novo mercado + Comunicação diferenciada e relacionamento efetivo Um novo enfoque de RI para um novo mercado + Menu Cenário Menu + + Cenário RI hoje: uma operação indiferenciada Comunicação muito limitada com foco quase

Leia mais

oportunidades de investimento 9 de abril

oportunidades de investimento 9 de abril oportunidades de investimento Fórum 2015 da ASAP 9 de abril 1 QUEM SOMOS A Aliança para a Saúde Populacional - ASAP, é uma entidade sem fins econômicos, cuja meta é estimular ações de Gestão de Saúde Populacional

Leia mais

Assessments. Peak Performance, Powerful Questions and Stretch Goals. Rational Coaching. Stress & Adversity Coaching. Emotional Intelligence

Assessments. Peak Performance, Powerful Questions and Stretch Goals. Rational Coaching. Stress & Adversity Coaching. Emotional Intelligence SALOMON, AZZI wcoaching t A Salomon, Azzi Coaching atua em serviços de coaching profissional e pessoal no universo jurídico e financeiro e utiliza o modelo do Coaching Integrado ICI Integrated Coaching

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. BANCO TOPÁZIO FORTALECE MONITORAMENTO E CONQUISTA MAIOR CREDIBILIDADE DOS CLIENTES

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. BANCO TOPÁZIO FORTALECE MONITORAMENTO E CONQUISTA MAIOR CREDIBILIDADE DOS CLIENTES Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. BANCO TOPÁZIO FORTALECE MONITORAMENTO E CONQUISTA MAIOR CREDIBILIDADE DOS CLIENTES Perfil O Banco Topázio é parte de um grupo empresarial que atua

Leia mais

m co m. calco vo www. 1

m co m. calco vo www. 1 1 Social Contact Center Connecting to Customers Conduza seu Contact Center para o Mundo Social Julien Mazerolle Director Global Services & Support j.mazerolle@vocalcom.com 05 de setembro de 2012 Líder

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning.

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. Autor(a): Gliner Dias Alencar Coautor(es): Joaquim Nogueira Ferraz Filho, Marcelo Ferreira de Lima, Lucas Correia de Andrade, Alessandra

Leia mais

Ram Charan. Escritor e consultor de negócios. 1967 - Harvard Business School. Outros livros do autor: Execução. Pipeline de Liderança

Ram Charan. Escritor e consultor de negócios. 1967 - Harvard Business School. Outros livros do autor: Execução. Pipeline de Liderança Ram Charan Nascimento: Ocupação: Doutorado: 1939 Índia Escritor e consultor de negócios 1967 - Harvard Business School Outros livros do autor: Execução Pipeline de Liderança A Arte de Cultivar Líderes

Leia mais

A Integração de Remuneração, Reconhecimento e Recompensa. Luiz Edmundo Rosa São Paulo, 26.03.09

A Integração de Remuneração, Reconhecimento e Recompensa. Luiz Edmundo Rosa São Paulo, 26.03.09 A Integração de Remuneração, Reconhecimento e Recompensa Luiz Edmundo Rosa São Paulo, 26.03.09 AGENDA 1. Posicionando a Remuneração e Reconhecimento 2. Tendências e impactos na Gestão 3. Melhores Práticas:

Leia mais

Em 2009, as despesas com medicamentos, público e privada, representavam 22,3% dos gastos totais com saúde.

Em 2009, as despesas com medicamentos, público e privada, representavam 22,3% dos gastos totais com saúde. Seguros para a Cobertura de Medicamentos Principais Desafios e Experiências 1. Contexto 2 No Brasil: 38,8 milhões de brasileiros (20% da população) utilizam medicamentos contínuos; desses, 12,4 milhões

Leia mais

A VERTICALIZAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO: VIABILIDADE, PROBLEMAS E IMPLICAÇÕES

A VERTICALIZAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO: VIABILIDADE, PROBLEMAS E IMPLICAÇÕES A VERTICALIZAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO: VIABILIDADE, PROBLEMAS E IMPLICAÇÕES FÁBIO SINISGALLI MEMBRO DO CONSELHO DELIBERATIVO DA ANAHP ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE HOSPITAIS PRIVADOS Verticalização como

Leia mais

CONSULTORIA MUDAR NEM SEMPRE É FÁCIL, MAS AS VEZES É NECESSÁRIO

CONSULTORIA MUDAR NEM SEMPRE É FÁCIL, MAS AS VEZES É NECESSÁRIO MUDAR NEM SEMPRE É FÁCIL, MAS AS VEZES É NECESSÁRIO CONTEÚDO 1 APRESENTAÇÃO 2 PÁGINA 4 3 4 PÁGINA 9 PÁGINA 5 PÁGINA 3 APRESENTAÇÃO 1 O cenário de inovação e incertezas do século 21 posiciona o trabalho

Leia mais

A Sustentabilidade no HSL. Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social

A Sustentabilidade no HSL. Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social A Sustentabilidade no HSL Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social Sustentabilidade HSL Panorama Geral Desequilíbrio do processo econômico Fonte: New Scientist (18 October 2008, p 40). Legenda:

Leia mais

Soluções de Output LRS

Soluções de Output LRS Soluções de Output LRS Enormes economias de custo estão aguardando L O G O A B A I X O D A S U P E R F Í C I E Organizações de todos os tamanhos enfrentam um desafio singular: reduzir dramaticamente os

Leia mais

TI em Números Como identificar e mostrar o real valor da TI

TI em Números Como identificar e mostrar o real valor da TI TI em Números Como identificar e mostrar o real valor da TI João Maldonado / Victor Costa 15, Outubro de 2013 Agenda Sobre os Palestrantes Sobre a SOLVIX Contextualização Drivers de Custo Modelo de Invenstimento

Leia mais

Como tudo começou...

Como tudo começou... Gestão Estratégica 7 Implementação da Estratégica - BSC Prof. Dr. Marco Antonio Pereira pereira@marco.eng.br Como tudo começou... 1982 In Search of Excellence (Vencendo a Crise) vendeu 1.000.000 de livros

Leia mais

Práticas de Home Office na Ticket Brasil. Arnaldo Moral Gerente de RH

Práticas de Home Office na Ticket Brasil. Arnaldo Moral Gerente de RH Práticas de Home Office na Ticket Brasil Arnaldo Moral Gerente de RH Perfil Edenred Market Share Líder nos principais segmentos de atuação 41 países Sendo 59% de volume em países emergentes + 6.000 Colaboradores

Leia mais

Empresas Transnacionais e a Educação Corporativa Caso DATASUL A Universidade DATASUL e a Disseminação do Conhecimento

Empresas Transnacionais e a Educação Corporativa Caso DATASUL A Universidade DATASUL e a Disseminação do Conhecimento Actas do 1º Encontro de Educação Corporativa Brasil/Europa pp. 105-109 105 Empresas Transnacionais e a Educação Corporativa Caso DATASUL A Universidade DATASUL e a Disseminação do Conhecimento Giovani

Leia mais