GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL 9 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP

2 FINALIDADE: Estudar dois movimentos ocorridos na Europa no início dos tempos modernos : - o Renascimento; - as Reformas Religiosas. OBJETIVOS: - conceituar Humanismo e Renascimento; - identificar as características principais do Renascimento; - identificar os fatores do Renascimento; - identificar as principais manifestações do Renascimento; - identificar os fatores da Reforma Protestante ; - estabelecer as diferenças entre o luteranismo e o calvinismo; - estabelecer o significado de Contra-Reforma; - identificar os instrumentos adotados pela Contra-Reforma para conter a expansão do protestantismo; - descrever as repercussões da Reforma-Protestante; - caracterizar o Antigo Regime. LOCALIZANDO Nesta UE continuaremos o estudo da Época Moderna. Como você viu anteriormente, a Época Moderna foi marcada por mudanças em todos os setores da vida européia. Essas mudanças, que você já conhece, são: - as mudanças políticas, com a formação dos Estados Nacionais e absolutistas, e a criação da política mercantilista como instrumento de poder do Estado; - as mudanças econômicas, com a expansão comercial européia pelo Oceano Atlântico, e o início da colonização das Américas; - as mudanças sociais, com a ascensão de uma nova camada social: a burguesia. A partir de agora, você estudará dois movimentos ocorridos na Europa no início da Época Moderna e relacionados com as mudanças políticas, econômicas e sociais desse mesmo período. Esses dois movimentos foram: - o Renascimento Cultural; - as Reformas Religiosas. 2

3 O RENASCIMENTO A mentalidade medieval estava rigidamente centrada no teocentrismo (Deus era o centro de todas as atenções) e não mais correspondia aos anseios da sociedade européia dos fins da Idade Média. Por volta do séc. XIV, houve um grupo de intelectuais, os HUMANISTAS, que passaram a adotar uma nova concepção do homem e do mundo. Esses intelectuais romperam com os valores medievais: o homem passou a ser o centro de todas as atenções intelectuais. A fonte de todas as inspirações humanistas foram as obras dos antigos gregos e romanos. Portanto, o Humanismo foi um movimento cultural oposto à mentalidade medieval. Seu objetivo era a glorificação do humano, e ele era inspirado nas obras dos antigos clássicos (gregos e romanos). A concepção de vida dos humanistas gerou um movimento de renovação cultural na Europa, o RENASCIMENTO. Renascimento foi um termo empregado para expressar o movimento humanista nas artes, literatura, filosofia, ocorrido na Europa entre os sécs. XIV e XVI aproximadamente, que revitalizou os estudos dos antigos clássicos. CARACTERÍSTICAS DO RENASCIMENTO - Antropocentrismo (o homem como centro do universo) em oposição ao teocentrismo medieval. - Racionalismo: rejeitava-se a fé e adotava-se apenas a razão humana como forma de conhecimento. A solução dos problemas do mundo estava no emprego da razão, e não na fé religiosa. - Individualismo, em rejeição ao espírito medieval de associação. Essa valorização do indivíduo é consequência do desenvolvimento comercial, que estimulava a concorrência e a competição entre os seres humanos. Na arte, o espírito individualista do Renascimento manifesta-se através dos inúmeros retratos pintados pelos artistas. - Naturalismo, que significou a aceitação da natureza em geral O naturalismo torna-se evidente através das pinturas e esculturas de corpos nus. FATORES DO RENASCIMENTO É importante destacar que o desenvolvimento comercial foi fundamental para o início do movimento renascentista. Com efeito, esse fato permitiu: - o aparecimento de pessoas interessadas em financiar as grandes obras culturais (os mecenas); - a transformação de algumas cidades, em importantes centros de contato e difusão cultural; - o restabelecimento do contato com a cultura antiga, sobrevivente no Império Bizantino. 3

4 Tanto para os reis, como para a burguesia, o fato de financiar e divulgar as obras humanistas era uma forma de opor-se aos valores medievais impostos pela Igreja e pela nobreza feudal. O RENASCIMENTO ITALIANO A Itália foi o foco inicial do movimento renascentista. Além de vantagens econômicas, é importante lembrar que a Itália foi, no passado, o centro da civilização romana: os vestígios das antigas construções romanas serviram de modelo para as criações dos artistas do Renascimento. No renascimento literário italiano, podemos destacar entre vários outros: - DANTE: em sua obra A Divina Comédia, descreveu o inferno, o purgatório e o paraíso e fez uma crítica à Igreja; - BOCCACCIO: em sua obra Decameron, ele criticava o egoísmo e a covardia da sociedade diante da peste; - MAQUIAVEL e sua obra, O Príncipe. No renascimento artístico italiano, há vários nomes importantes, como: - LEONARDO DA VINCI, autor do famoso quadro Mona Lisa (retrato). Além de pintor, ele foi também escultor, engenheiro, inventor, filósofo, arquiteto. Para ele, o artista deveria atingir todos os campos do conhecimento. - MIGUEL ÂNGELO, escultor e pintor. Seu trabalho mais famoso foi a pintura monumental da Capela SISTINA. Deixou no teto, cenas magníficas, entre elas Deus criando o mundo e Juízo Final. Essas pinturas representavam símbolos da nova visão do Renascimento, segundo a qual o homem é apresentado como principal componente do universo. O renascimento científico foi fruto da nova mentalidade voltada para a crítica e para o racionalismo. O homem renascentista passava a crer somente naquilo que pudesse ser provado. Nesse campo da ciência italiana destacou-se Galileu Galilei, considerado o fundador da Física moderna. O RENASCIMENTO FORA DA ITÁLIA O Renascimento não foi um fenômeno exclusivamente italiano. Ele espelhou-se por diversos países europeus, onde se adaptou às características locais. Na Holanda, grandes nomes retrataram os costumes da sociedade. Como pintores, destacaram-se: Rembrandt e Rubens. Na literatura, merece destaque Erasmo de Rotterdan, com o Elogio da Loucura, na qual ele criticou a sociedade da época. 4

5 Na Península Ibérica, a expansão marítima colocou os portugueses e espanhóis em contato com os italianos. Em Portugal, o tema das grandes obras literárias foi a glorificação das realizações náuticas portuguesas e, assim, a obra literária mais importante do Renascimento português são Os Lusíadas. Essa obra, de autoria de Luís de Camões, narra a descoberta do caminho marítimo para as Índias por Vasco da Gama. Na Espanha, destacou-se Miguel de Cervantes, com D. Quixote, que contém uma crítica aos costumes medievais. Na Europa Central sobressaíram-se, principalmente no campo científico, o polonês Copérnico e o alemão Kepller, que defenderam a tese do heliocentrismo, pela qual o Sol ocupava o centro do sistema planetário. Entre os ingleses, Shakespeare, que escreveu mais de quarenta peças de teatro, como Romeu e Julieta, Hamlet, Macbeth. Também na literatura destacou-se Thomas Morus com a obra Utopia, na qual criticou a sociedade e os costumes da época e idealizou uma cidade onde não existiriam diferenças sociais. Na ciência temos Francis Bacon com a obra Novum Organum, onde ele desenvolveu o método de experimentação, que veio contribuir para o progresso da ciência A REFORMA PROTESTANTE As transformações que ocorreram no início da Época Moderna também provocaram mudanças na vida religiosa. A cristandade ocidental, até então, representada apenas pela Igreja Católica Romana, sofreu uma divisão que deu origem ao movimento da Reforma Protestante. A Reforma Protestante foi um movimento religioso que ocorreu na Europa, por volta do séc. XVI. Esse movimento provocou o rompimento da unidade cristã ocidental dando origem a várias Igrejas Protestantes. Como fatores da Reforma podemos citar: a- o desenvolvimento do comércio e da burguesia levou essa camada social a apoiar novas igrejas que justificassem a livre empresa e o acúmulo de riquezas pois a Igreja Católica condenava tais concepções; b- a formação de Estados Nacionais teve relação com a Reforma Protestante na medida em que, a religião oficial de um país não sendo mais a católica, o Papa não interferiria mais nos negócios internos do reino ; c- influência do humanismo e do renascimento, onde foram relidos textos religiosos antigos cujas idéias centrais estão na salvação através da fé, levando a críticas pelo comportamento da Igreja Católica, principalmente em relação a sua riqueza e ostentação; d- a Igreja Católica sofria profunda crise em sua organização e disciplina. Muitos membros do clero não possuíam formação moral, intelectual e nem mesmo religiosa, pois ocupavam seus cargos graças ao pagamento de vultosas quantias. Além disso, a Igreja cobrava o dízimo, comercializava objetos religiosos (simonia) e a absolvição de pecados (indulgências). 5

6 A REFORMA NA ALEMANHA A Reforma Protestante surgiu na Alemanha e representou uma forma de atender à crise de espiritualidade, diante da total corrupção da Igreja Católica. O reformista foi o monge Lutero. Baseado na justificação pela fé ele condenava e dispensava a atuação da Igreja para a salvação das almas dos fiéis. Lutero favoreceu os senhores feudais e apoiou o pequeno comerciante, contudo condenou o grande comércio. A EXPANSÃO DA REFORMA PROTESTANTE O movimento reformista espalhou-se por vários países europeus. Entre eles: - a Suiça, através de Zwinglio, que pregou a doutrina luterana, e com Calvino cuja doutrina passou a ser adotada pela maioria dos membros da burguesia; - a Inglaterra, com a formação da Igreja Anglicana, onde se adotou princípios da doutrina de Calvino e manteve certos elementos da doutrina católica. Dessa forma, a Reforma Protestante serviu para fortalecer os sentimentos nacionais. A CONTRA-REFORMA O avanço do protestantismo levou a Igreja Católica a reorganizar-se. Essa reorganização interna foi chamada de Contra-Reforma, cuja manifestação principal foi o Concílio de Trento ( ), que: - reafirmou os princípios da doutrina católica como o culto aos santos, o celibato clerical, os sacramentos, a autoridade papal e a necessidade da prática das boas ações para a salvação; - adotou medidas disciplinares em relação ao clero. Os instrumentos para a realização da Contra-Reforma foram: - a Inquisição, que teve a incumbência de reprimir as heresias e julgar cristãos acusados de não seguirem a doutrina católica; - a Congregação do Index, para censurar os livros contrários à doutrina católica; - a Companhia de Jesus, criada em 1524 por Inácio de Loyola, cujo lema era Lutar por Deus e pela Cruz. No Brasil, os jesuítas desempenharam papel de grande importância na penetração para o interior, na fundação das missões e na divulgação cultural. Toda a organização escolar dos tempos coloniais esteve sob a orientação dos jesuítas. Além do exposto acima, podemos afirmar que a Reforma Protestante abriu espaço para traduções em línguas nacionais e a livre interpretação da Bíblia, favoreceu o poder de diversos reis e o nacionalismo em detrimento do internacionalismo do Papa, e fortaleceu a burguesia frente a Igreja Católica e a nobreza feudal. 6

7 O ANTIGO REGIME Para concluir nossos estudos dessa época, foram se consolidando determinadas características que resultaram em um regime de vida denominado Antigo Regime. Nesse novo regime a burguesia, apesar de poderosa economicamente, ainda não conseguiu conquistar direitos políticos. Houve uma centralização de poder nas mãos dos reis, que manteve privilégios da nobreza e do clero, mas esses não mais interferiam como antes. Esse regime onde o poder dos reis foi muito centralizado recebeu o nome de Absolutismo, que em muitos países se dizia ser de Direito Divino, ou seja, o poder dos reis era concedido por Deus. 7

8 EXERCÍCIOS FAÇA OS EXERCÍCIO NO CADERNO E APRESENTE AO PROFESSOR ANTES DA AVALIÇÃO 1- Em que se baseava a concepção Humanista? 2- O que foi o Humanismo? 3- Estabeleça relações entre o Humanismo e o Renascimento. 4- Preencha as lacunas: a) A fonte de inspiração dos humanistas foram as obras dos antigos... e... b) A mentalidade medieval baseava-se no... c) O termo renascimento é inadequado porque, na realidade, a cultura clássica foi preservada durante a Idade Média nos...e Escreva em seu caderno as quatro características principais do Renascimento. 6- Explique o espírito racionalista do Renascimento. 7- Cite os fatores que favoreceram o movimento renascentista. 8- Quem eram os mecenas? 9- Explique por que a burguesia estava interessada no movimento renascentista. 10-Cite duas condições que favoreceram o movimento renascentista na Itália. 11-Podemos afirmar que a Renascença foi um movimento exclusivamente italiano? Justifique. 12-O que foi a Reforma Protestante do séc. XVI? 13-Explique por que o desenvolvimento do comércio e a ascensão da burguesia favoreceram a Reforma Protestante. 14-Descreva a crise da Igreja Católica, com base nas práticas abusivas adotadas por ela. 15-Em que se baseava a doutrina de Lutero? 16-O que foi a Contra-Reforma? 17-Qual foi o papel desempenhado pelos jesuítas no Brasil? 18-Cite os instrumentos utilizados pela Contra-Reforma para conter a expansão do protestantismo. 19-Descreva o Antigo Regime. BIBLIOGRAFIA AQUINO, Rubim Santos Leal de, e outros. História das sociedades: das sociedades modernas às sociedades atuais. Rio de Janeiro. Ao livro Técnico. ARRUDA, Jobson. História Moderna e Contemporânea. São Paulo, Ed. Ática. BARBEIRO, Heródoto. História Geral. São Paulo, Ed. Moderna. BARBEIRO, Heródoto. História do Brasil. São Paulo, Ed. Moderna. CÁCERES, Florival. História da América. São Paulo, Ed. Moderna. FARIA, Ricardo de Moura e. Nova História. Belo Horizonte, Ed. Lê. NADAI, Elza. História das Américas. São Paulo, Ed. Saraiva. SANTOS, Maria Januária Vilela. História do Brasil. 5ª, S. Paulo, Ed. Ática. TEIXEIRA, Francisco M.P. História das América. S. Paulo, Ed. Ática. 8

Unidade III Conceitos sobre Era Medieval e Feudalismo. Aula 12.1 Conteúdo: Renascimento na Europa.

Unidade III Conceitos sobre Era Medieval e Feudalismo. Aula 12.1 Conteúdo: Renascimento na Europa. Unidade III Conceitos sobre Era Medieval e Feudalismo. Aula 12.1 Conteúdo: Renascimento na Europa. Habilidade: Identificar os elementos que caracterizaram as transformações sociais e científicas na Europa

Leia mais

RENASCIMENTO E HUMANISMO Profª Erô Cirqueira

RENASCIMENTO E HUMANISMO Profª Erô Cirqueira RENASCIMENTO E HUMANISMO Profª Erô Cirqueira Definição: Movimento científico e científico ocorrido na Europa durante a transição entre as idades Média e Moderna. Fatores: A expansão marítima e o renascimento

Leia mais

Renascimento Cultural

Renascimento Cultural Renascimento Cultural Séculos XIV ao XVII Prof. Dieikson de Carvalho Renascimento Cultural Contexto histórico Transição da Idade Média para Idade Moderna. Século XIV ao XVII. Resultado do Renascimento

Leia mais

Aula 23- Renascimento cultural

Aula 23- Renascimento cultural FB MED, M3, 3 ANO e ANUAL. Aula 23- Renascimento cultural DeOlhoNoEnem H1 - Interpretar historicamente e/ou geograficamente fontes documentais acerca de aspectos da cultura. H3 - Associar as manifestações

Leia mais

Renascimento Cultural

Renascimento Cultural Renascimento Cultural Conceito: O Renascimento foi um movimento importante, de renovação cultural e artística que se originou na Itália no séc. XIV e marcou a mudança da idade Média para a idade Moderna.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL 6 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP UNIDADE DE ESTUDO 06 OBJETIVOS - Localizar, na História, a Idade Média;

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. Ano: 7º Turma: 7.1

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. Ano: 7º Turma: 7.1 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: HISTORIA Professor (a): RODRIGO CUNHA Ano: 7º Turma: 7.1 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Assinale a alternativa que NÃO tem característica(s) do Renascimento:

Assinale a alternativa que NÃO tem característica(s) do Renascimento: Questão 01) Leia a definição de renascença. 1. Ato ou efeito de renascer; renascimento 2. Qualquer movimento caracterizado pela ideia de renovação, de restauração; retorno 3. Nova vida, nova existência.

Leia mais

SIMULADO 4 JORNAL EXTRA ESCOLAS TÉCNICAS HISTÓRIA

SIMULADO 4 JORNAL EXTRA ESCOLAS TÉCNICAS HISTÓRIA SIMULADO 4 JORNAL EXTRA ESCOLAS TÉCNICAS HISTÓRIA QUESTÃO 01 De uma forma inteiramente inédita, os humanistas, entre os séculos XV e XVI, criaram uma nova forma de entender a realidade. Magia e ciência,

Leia mais

O Renascimento Cultural

O Renascimento Cultural O Renascimento Cultural Antecedentes Renascimento comercial e urbano; Ascensão social da burguesia (lucro e sucesso individual) Mecenato; Expansão Marítima e Comercial; Novas descobertas científicas; Conquista

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 1ª SÉRIE

Leia mais

Estudo Dirigido - RECUPERAÇÃO FINAL

Estudo Dirigido - RECUPERAÇÃO FINAL Educador: Luciola Santos C. Curricular: História Data: / /2013 Estudante: 7 Ano Estudo Dirigido - RECUPERAÇÃO FINAL 7º Ano Cap 1e 2 Feudalismo e Francos Cap 6 Mudanças no feudalismo Cap 7 Fortalecimento

Leia mais

RENASCIMENTO CULTURAL PROFESSOR JR. SOARES

RENASCIMENTO CULTURAL PROFESSOR JR. SOARES RENASCIMENTO CULTURAL PROFESSOR JR. SOARES RENASCIMENTO Definição: movimento cultural e artístico que rompeu com o padrão de pensamento vigente no mundo medieval, introduzindo a cultura laica (não religiosa);

Leia mais

IDADE MODERNA (1453 1789)

IDADE MODERNA (1453 1789) IDADE MODERNA (1453 1789) RENASCIMENTO Definição: movimento cultural e artístico que rompeu com o padrão de pensamento vigente no mundo medieval, introduzindo a cultura laica (não religiosa); Quando: entre

Leia mais

EXPANSÃO MARÍTIMA REFORMA RELIGIOSA RENASCIMENTO. Expansão Marítima

EXPANSÃO MARÍTIMA REFORMA RELIGIOSA RENASCIMENTO. Expansão Marítima EXPANSÃO MARÍTIMA REFORMA RELIGIOSA RENASCIMENTO Expansão Marítima Muitas expedições europeias não retornavam. Isto alimentava o imaginário dos europeus de que o oceano estaria repleto de criaturas místicas,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL 5 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP ROTEIRO DA UNIDADE 05 FINALIDADE: Com esta UE você terminará de estudar

Leia mais

Reformas Religiosas Monique Bilk

Reformas Religiosas Monique Bilk Reformas Religiosas Monique Bilk Contexto Início da Idade Moderna O Renascimento estimula a crítica e o livre-pensar A burguesia tem projetos que esbarram nos obstáculos que a Igreja coloca... (doutrina

Leia mais

COLÉGIO COOPEMIG. Disciplina: História TRABALHO EM GRUPO Valor: 04 Pontos Turma: 101 Professor: Edley Reis de Oliveira Data: 20/02/2014

COLÉGIO COOPEMIG. Disciplina: História TRABALHO EM GRUPO Valor: 04 Pontos Turma: 101 Professor: Edley Reis de Oliveira Data: 20/02/2014 COLÉGIO COOPEMIG Disciplina: História TRABALHO EM GRUPO Valor: 04 Pontos Turma: 101 Professor: Edley Reis de Oliveira Data: 20/02/2014 ROTEIRO DE ANÁLISE DO DOCUMENTÁRIO O MUNDO DE DA VINCI ETAPAS DO TRABALHO:

Leia mais

História - Claudiomar

História - Claudiomar RENASCIMENTO CULTURAL O Renascimento foi um movimento cultural e artístico que rompeu com o padrão de pensamento vigente no mundo medieval, introduzindo a cultura laica. PERÍODO: entre os séculos XIV e

Leia mais

Reformas Religiosas: Reforma e Contra-Reforma

Reformas Religiosas: Reforma e Contra-Reforma Ano Lectivo 2010/2011 HISTÓRIA Agrupamento de Escolas de Fronteira Escola Básica Integrada Frei Manuel Cardoso 8º Ano Apresentação nº 10 Renascimento e Reforma Reformas Religiosas: Reforma e Contra-Reforma

Leia mais

Prof.: Thiago Oliveira

Prof.: Thiago Oliveira Prof.: Thiago Oliveira O Renascimento foi um conjunto de transformações (Sociais, Econômicas, Políticas, Religiosas, Científicas e Artísticas) ocorridas na Europa a partir do Séc. XI, tendo seu auge durante

Leia mais

O Renascimento Cultural. 1. O Renascimento

O Renascimento Cultural. 1. O Renascimento 1. O Renascimento O Renascimento Cultural Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, muda-se o ser, muda-se a confiança; todo o mundo é composto de mudança, tomando sempre novas qualidades. (Luís Vaz de

Leia mais

História. Cultura Renascentista

História. Cultura Renascentista Cultura Renascentista Índice Clique sobre tema desejado: Origem e conceito Origem e conceito Origem Itália Crise feudal (séc. XIV-XVI) Florença Centro do renascimento Conceito Movimento de renovação cultural,

Leia mais

História da Educação I. Prof. Fernando Roberto Campos

História da Educação I. Prof. Fernando Roberto Campos História da Educação I Prof. Fernando Roberto Campos Reflexão A torneira seca (mas pior: a falta de sede). a luz apagada (mas pior: o gosto do escuro). a porta fechada (mas pior: a chave por dentro). José

Leia mais

IDADE MODERNA O RENASCIMENTO CULTURAL

IDADE MODERNA O RENASCIMENTO CULTURAL Definição: Movimento cultural, artístico, filosófico, científico que rompeu com o padrão de pensamento vigente no mundo medieval, introduzindo a cultura laica (não religiosa); Quando: séculos XIV e XVI;

Leia mais

Definição: movimento cultural, artístico e científico ocorrido na Europa durante a transição entre as idades Média e Moderna. Rompeu com o padrão de

Definição: movimento cultural, artístico e científico ocorrido na Europa durante a transição entre as idades Média e Moderna. Rompeu com o padrão de Definição: movimento cultural, artístico e científico ocorrido na Europa durante a transição entre as idades Média e Moderna. Rompeu com o padrão de pensamento vigente no mundo medieval, introduzindo a

Leia mais

REFORMA PROTESTANTE E CONTRARREFORMA CATÓLICA. Professor: Eduardo C. Ferreira

REFORMA PROTESTANTE E CONTRARREFORMA CATÓLICA. Professor: Eduardo C. Ferreira REFORMA PROTESTANTE E CONTRARREFORMA CATÓLICA Professor: Eduardo C. Ferreira REFORMA PROTESTANTE MOVIMENTO DE CONTESTAÇÃO AOS DOGMAS DA IGREJA CATÓLICA, APÓS SÉCULOS DE FORTE PODER INFLUÊNCIA NA EUROPA.

Leia mais

O RENASCIMENTO FOI UM MOVIMENTO CULTURAL, OCORRIDO NO INÍCIO DA IDADE MODERNA E QUE FEZ RENASCER A CULTURA GRECO-ROMANA

O RENASCIMENTO FOI UM MOVIMENTO CULTURAL, OCORRIDO NO INÍCIO DA IDADE MODERNA E QUE FEZ RENASCER A CULTURA GRECO-ROMANA O RENASCIMENTO FOI UM MOVIMENTO CULTURAL, OCORRIDO NO INÍCIO DA IDADE MODERNA E QUE FEZ RENASCER A CULTURA GRECO-ROMANA IDADE ANTIGA CULTURA GRECO-ROMANA ANTROPOCÊNTRICA ANTROPO = Homem CÊNTRICA = centro

Leia mais

As reformas religiosas do século XVI

As reformas religiosas do século XVI As reformas religiosas do século XVI Crise na Igreja: a contestação e a ruptura Prof. Nilson Urias Crises religiosas na Europa No início do século XVI, a Igreja vivia uma época de profunda crise. Século

Leia mais

3º bimestre 2009_1ª série Era Moderna XV/XVIII Renascimento Cultural. Cap. 23. Roberson de Oliveira

3º bimestre 2009_1ª série Era Moderna XV/XVIII Renascimento Cultural. Cap. 23. Roberson de Oliveira 3º bimestre 2009_1ª série Era Moderna XV/XVIII Renascimento Cultural. Cap. 23 Condições propiciadoras séculos XIV, XV e XVI 1. A influência árabe: novas tecnologias, cálculo matemático, filosofia aristotélica.

Leia mais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO.

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. ENSINO MÉDIO Conteúdos da 1ª Série 1º/2º Bimestre 2014 Trabalho de Dependência Nome: N. o : Turma: Professor(a): Yann/Lamarão Data: / /2014 Unidade: Cascadura Mananciais Méier Taquara História Resultado

Leia mais

REFORMA E CONTRARREFORMA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista de Montes Claros

REFORMA E CONTRARREFORMA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista de Montes Claros REFORMA E CONTRARREFORMA Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista de Montes Claros INTRODUÇÃO A Reforma Religiosa e o Renascimento ocorreram na mesma época e expressam a grande renovação de ideias

Leia mais

HISTÓRIA. Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo.

HISTÓRIA. Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo. HISTÓRIA 37 Associe as civilizações da Antigüidade Oriental, listadas na Coluna A, às características políticas que as identificam, indicadas na Coluna B. 1 2 3 4 COLUNA A Mesopotâmica Fenícia Egípcia

Leia mais

RENASCIMENTO ITALIANO

RENASCIMENTO ITALIANO ARTES / 2º ANO PROF.MÍLTON COELHO RENASCIMENTO ITALIANO Contexto histórico O termo significa reviver os ideais greco-romanos; na verdade o Renascimento foi mais amplo, pois aumentou a herança recebida

Leia mais

Aula 24 Reforma e contrarreforma

Aula 24 Reforma e contrarreforma FB MED, M3, 3 ANO e ANUAL. Aula 24 Reforma e contrarreforma DeOlhoNoEnem H3 - Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos.(análise das diversas práticas protestantes)

Leia mais

IDADE MODERNA I Renascimento Cultural Absolutismo Reforma Expansão Marítima. Prof.ª. Maria Auxiliadora

IDADE MODERNA I Renascimento Cultural Absolutismo Reforma Expansão Marítima. Prof.ª. Maria Auxiliadora IDADE MODERNA I Renascimento Cultural Absolutismo Reforma Expansão Marítima Prof.ª. Maria Auxiliadora Mudanças no final da Idade Média Política - Nobreza e Clero perdem o poder - Rei centraliza o poder

Leia mais

Lista de Exercício de História - 1ª Série do Ensino Médio/ II trim

Lista de Exercício de História - 1ª Série do Ensino Médio/ II trim Lista de Exercício de História - 1ª Série do Ensino Médio/ II trim 1. Qual das alternativas abaixo apresenta características do Renascimento Cultural? A - Teocentrismo; valorização da cultura egípcia;

Leia mais

O Renascimento PROF. THIAGO

O Renascimento PROF. THIAGO O Renascimento PROF. THIAGO Que obra de arte é o homem: tão nobre no raciocínio; tão vário na capacidade; em forma e movimento, tão preciso e admirável, na ação é como um anjo; no entendimento é como um

Leia mais

Sugestão de Atividade / História / 6ª Série (7º Ano)

Sugestão de Atividade / História / 6ª Série (7º Ano) Sugestão de Atividade / História / 6ª Série (7º Ano) COMPONENTE CURRICULAR: História SÉRIE/ANO: 6ª SÉRIE (7º Ano) INTERDISCIPLINARIDADE: Artes CONTEÚDO: Renascimento Cultural Eixo Temático I de Artes:

Leia mais

Divisão clássica da História da humanidade

Divisão clássica da História da humanidade 6. Idade Moderna Séc. XVII: A Química como Ciência Independente 1 Divisão clássica da História da humanidade História Moderna: entre o final do século XV - início das grandes navegações - conquista de

Leia mais

O RENASCIMENTO. A pintura do Renascimento confirma as três conquistas que os artistas do último período gótico HISTORICISMO

O RENASCIMENTO. A pintura do Renascimento confirma as três conquistas que os artistas do último período gótico HISTORICISMO HISTORICISMO 1308 Dante Alighieri começa a escrever A Divina Comédia. 1333 Simoni de Martini pinta O Anjo e a Anunciação. 1415 Navegadores portugueses chegam a Ceuta. 1448 Gutenberg inventa a imprensa.

Leia mais

OBJETIVOS. FEB EADE Livro I - Módulo II Roteiro 25 A reforma protestante

OBJETIVOS. FEB EADE Livro I - Módulo II Roteiro 25 A reforma protestante OBJETIVOS Elaborar uma linha histórica que retrate os marcos significativos da Reforma Protestante. Citar dados biográficos dos principais reformadores. Explicar a importância da Reforma Protestante no

Leia mais

Aula 6 A Expansão Ultramarina Européia

Aula 6 A Expansão Ultramarina Européia Aula 6 A Expansão Ultramarina Européia A Crise Européia dos Séculos XIV e XV - fatores - econômicos - monopólio do comércio Veneza / falta de metais - políticos - Guerra dos Cem Anos - naturais - peste

Leia mais

Renascimento. Renascimento 05/09/2012 DEFINIÇÃO: uma nova visão de mundo FATORES GERADORES

Renascimento. Renascimento 05/09/2012 DEFINIÇÃO: uma nova visão de mundo FATORES GERADORES DEFINIÇÃO: uma nova visão de mundo movimento artístico-cultural, ocorrido na Europa Ocidental entre os séculos XV e XVI; manifestações artístico-intelectuaiscientíficas : transição da Idade Média para

Leia mais

Reforma Religiosa. Contra-Reforma. Crise da Igreja no séc. XVI. Crise da Igreja no séc. XVI. O Movimento Reformista - Início 30/01/2015

Reforma Religiosa. Contra-Reforma. Crise da Igreja no séc. XVI. Crise da Igreja no séc. XVI. O Movimento Reformista - Início 30/01/2015 Crise da Igreja no séc. XVI Reforma Religiosa e Contra-Reforma Muitos Humanistas criticaram a Igreja de então devido ao comportamento dos seus membros: Os Papas estavam mais interessados no luxo e no seu

Leia mais

Itália berço do Renascimento

Itália berço do Renascimento RENASCIMENTO CULTURAL XIV e XVI Itália berço do Renascimento How does Late Linha Gothic art create do the tempo bridge between Byzantine and Renaissance art? Bizantino Virgin and Child Gótico Virgin and

Leia mais

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Índice Clique sobre tema desejado: A origem dos Estados Nacionais Contexto Histórico: crise feudal (séc. XIV-XVI) Idade Média Idade Moderna transição Sociedade

Leia mais

a. Na Idade Média, a principal riqueza que um homem poderia possuir era a terra. No texto, identifique

a. Na Idade Média, a principal riqueza que um homem poderia possuir era a terra. No texto, identifique Atividade extra Vivendo a vida do seu jeito Questão 1 A agricultura para consumo era, no feudalismo, a atividade principal. O comércio, muito reduzido. As terras não tinham valor de troca, de mercado,

Leia mais

Conteúdo para recuperação do I Semestre. 7º ANO Feudalismo; A crise do sistema feudal.

Conteúdo para recuperação do I Semestre. 7º ANO Feudalismo; A crise do sistema feudal. Conteúdo para recuperação do I Semestre I Bimestre II Bimestre 7º ANO Feudalismo; A crise do sistema feudal. As Reformas Religiosas; A África. Feudalismo; Sistema político, econômico e social que se formou

Leia mais

HISTÓRIA 7ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

HISTÓRIA 7ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES Capítulo 6 RENASCIMENTO CULTURAL 1. O Renascimento surgiu primeiro na região onde hoje é a Itália. Sobre as razões para que o movimento renascentista europeu se iniciasse na Península Itálica afirmamos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA PROVA FINAL/2015

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA PROVA FINAL/2015 ESCOLA ADVENTISTA SANTA EFIGÊNIA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Rua Prof Guilherme Butler, 792 - Barreirinha - CEP 82.700-000 - Curitiba/PR Fone: (41) 3053-8636 - e-mail: ease.acp@adventistas.org.br

Leia mais

A INFLUÊNCIA DE LUTERO NA EDUCAÇÃO DE SUA ÉPOCA Gilson Hoffmann

A INFLUÊNCIA DE LUTERO NA EDUCAÇÃO DE SUA ÉPOCA Gilson Hoffmann A INFLUÊNCIA DE LUTERO NA EDUCAÇÃO DE SUA ÉPOCA Gilson Hoffmann 1 DELIMITAÇÃO Ao abordarmos sobre as razões para ser um professor numa escola e falar sobre o amor de Deus, encontramos algumas respostas

Leia mais

Buridan. Teoria do impetus. Astronomia. Astronomia. Jean Buridan (1300-1358) 3 - A Ciência no Renascimento. História e Epistemologia da Física

Buridan. Teoria do impetus. Astronomia. Astronomia. Jean Buridan (1300-1358) 3 - A Ciência no Renascimento. História e Epistemologia da Física 3 - A Ciência no Renascimento Jean Buridan (1300-1358) História e Epistemologia da Física 12-fev-2014 www.fisica-interessante.com 1/84 12-fev-2014 www.fisica-interessante.com 2/84 Buridan sacerdote francês

Leia mais

Concurso Vestibular 2003 PROVA DE HISTÓRIA

Concurso Vestibular 2003 PROVA DE HISTÓRIA Concurso Vestibular 2003 PROVA DE HISTÓRIA 11- O casal de cientistas Ethel e Julius Rosemberg foi acusado de revelar segredos sobre a bomba atômica para a União Soviética e, assim, colaborar com os comunistas.

Leia mais

VERIFICAÇÃO GLOBAL 4 HISTÓRIA 2ª ETAPA 7 a SÉRIE OLÍMPICA ENSINO FUNDAMENTAL

VERIFICAÇÃO GLOBAL 4 HISTÓRIA 2ª ETAPA 7 a SÉRIE OLÍMPICA ENSINO FUNDAMENTAL 1. Analise os quesitos a seguir e assinale, nos itens I e II, a única opção correta: (1,0 ponto) I. Observe a tirinha do Hagar e o texto de Alberto Caeiro: Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode

Leia mais

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa:

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa: Neoclassicismo Questão 01 De acordo com a tendência neoclássica, uma obra de arte só seria perfeitamente bela na medida em que imitasse não as formas da natureza, mas as que os artistas clássicos gregos

Leia mais

HUMANISMO 1434-1527. Gil Vicente

HUMANISMO 1434-1527. Gil Vicente HUMANISMO 1434-1527 Gil Vicente HUMANISMO É UMA ÉPOCA DE TRANSIÇÃO DA IDADE MÉDIA PARA O RENASCIMENTO. CONTEXTO HISTÓRICO (SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIV) FEUDALISMO ENTRA EM DECLÍNIO CRESCIMENTO DO COMÉRCIO

Leia mais

Gravura 5. 26. Para responder a esta questão, primeiro observe as seguintes gravuras. Gravura 1

Gravura 5. 26. Para responder a esta questão, primeiro observe as seguintes gravuras. Gravura 1 Gravura 5 26. Para responder a esta questão, primeiro observe as seguintes gravuras. Gravura 1 Considerando as gravuras acima, quais das afirmativas abaixo estão corretas? Gravura 2 Gravura 3 I. Considerando

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO TEXTO O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse

Leia mais

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO MAX WEBER é a ÉTICA PROTESTANTE Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir 2013 A Importância da teoria sociológica de Max Weber A obra do sociólogo alemão Max Weber para análise

Leia mais

QUEM FOI LEONARDO DA VINCI?

QUEM FOI LEONARDO DA VINCI? LEONARDO DA VINCI QUEM FOI LEONARDO DA VINCI? Leonardo di ser Piero nascido em Vinci - Florença Cientista responsável por surpreendentes descobertas, mas nunca as publicou Foi o maior pintor da Renascença

Leia mais

NEJAD EXAME SUPLETIVO 2016 ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA DE ARTE

NEJAD EXAME SUPLETIVO 2016 ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA DE ARTE NEJAD EXAME SUPLETIVO 2016 ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA DE ARTE ARTE RUPESTRE Arte rupestre é o nome da mais antiga representação artística da história do homem. Os mais antigos indícios dessa arte são

Leia mais

A Arte do Renascimento

A Arte do Renascimento A Arte do Renascimento Estas duas pinturas têm o mesmo tema mas são muito diferentes. Porquê? Nossa Senhora e Criança (Idade Média) Nossa Senhora e Criança (Renascimento) Surgiu em Itália: Séc. XV (Quattrocento)

Leia mais

ALTA IDADE MÉDIA 1. FORMAÇÃO DOS REINOS CRISTÃOS-BÁRBAROS

ALTA IDADE MÉDIA 1. FORMAÇÃO DOS REINOS CRISTÃOS-BÁRBAROS ALTA IDADE MÉDIA É costume dividir o período medieval em duas grandes fases: a Alta Idade Média, que se estende do século V ao século XI e a Baixa Idade Média, do século XII ao século XV. A primeira fase

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO - HISTÓRIA SURGIMENTO DO MUNDO MODERNO

EXERCÍCIOS DE REVISÃO - HISTÓRIA SURGIMENTO DO MUNDO MODERNO EXERCÍCIOS DE REVISÃO - HISTÓRIA SURGIMENTO DO MUNDO MODERNO 01) O Estado moderno, que representou o fim das concepções políticas medievais, encontrou vários teóricos. Entre eles merecem destaque Maquiavel,

Leia mais

Reformas religiosas Reforma protestante

Reformas religiosas Reforma protestante Reformas religiosas Reforma protestante Durante a Idade Média, o poder tanto político quanto econômico estava nas mãos da Igreja Católica. Contrariando alguns ensinamentos do cristianismo tradicional,

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO ENSINO NO BRASIL: PERÍODO COLONIAL

ORGANIZAÇÃO DO ENSINO NO BRASIL: PERÍODO COLONIAL Aula ORGANIZAÇÃO DO ENSINO NO BRASIL: PERÍODO COLONIAL META Apresentar as razões da expansão da pedagogia (ensino) jesuítica no Brasil-colônia e, posteriormente, a sua expulsão motivada pela reforma da

Leia mais

Os pontos principais e a resolução das questões formam um roteiro a ser seguido.

Os pontos principais e a resolução das questões formam um roteiro a ser seguido. Orientação de Estudos Os pontos principais e a resolução das questões formam um roteiro a ser seguido. Porém, a leitura do livro texto é indispensável para compreensão e fixação do conteúdo. 3EM - Antiguidade

Leia mais

TÁCIUS FERNANDES PROFESSOR. Itália berço do Renascimento

TÁCIUS FERNANDES PROFESSOR. Itália berço do Renascimento RENASCIMENTO CULTURAL XIV e XVI TÁCIUS FERNANDES PROFESSOR Itália berço do Renascimento Renascimento Antropocentrismo Racionalismo Humanismo e individualismo Em oposição à cultura feudal, o Renascimento

Leia mais

C o l é g i o D r u m m o n d

C o l é g i o D r u m m o n d MATERIAL DE LITERATURA PROF.: MELTON C o l é g i o D r u m m o n d Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular 476 a 1453 1453 a 1580(1601) 1601 a 1768 1768 a 1808 IDADE ANTIGA IDADE

Leia mais

(Perry Anderson, Linhagens do Estado absolutista. p. 18 e 39. Adaptado)

(Perry Anderson, Linhagens do Estado absolutista. p. 18 e 39. Adaptado) 1. (Fgv 2014) O paradoxo aparente do absolutismo na Europa ocidental era que ele representava fundamentalmente um aparelho de proteção da propriedade dos privilégios aristocráticos, embora, ao mesmo tempo,

Leia mais

O barroco O caso Francês e o barroco no mundo

O barroco O caso Francês e o barroco no mundo O barroco O caso Francês e o barroco no mundo O caso Francês Em França, as concepções renascentistas permaneceram até mais tarde, pois houve uma grande resistência ao Barroco por parte das academias. Quando

Leia mais

Renascimento. Prof. Adriano Portela

Renascimento. Prof. Adriano Portela Renascimento Prof. Adriano Portela O que é o Renascimento? Dados Início: século 14 Local: Península Itálica Se estendeu até o século 17 por toda Europa. Artistas, escritores e pensadores exprimiam em suas

Leia mais

A CRISE DO SISTEMA FEUDAL

A CRISE DO SISTEMA FEUDAL A CRISE DO SISTEMA FEUDAL O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA FEUDAL NA EUROPA OCIDENTAL O apogeu do feudalismo ocorre entre os séculos IX e XIII; 4. CAUSAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO FEUDALISMO Fim das invasões

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ---- 1. Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto.

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ---- 1. Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto. Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA História PROFESSOR(A) Magela ANO SEMESTRE DATA 7º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Procure e marque, no diagrama de letras, as

Leia mais

Curso Política e Cidadania - Básico SENADOR RODRIGO ROLLEMBERG - PSB/DF. Básico volume

Curso Política e Cidadania - Básico SENADOR RODRIGO ROLLEMBERG - PSB/DF. Básico volume Curso Política e Cidadania - Básico 61 SENADOR RODRIGO ROLLEMBERG - PSB/DF Básico volume Gabinete do Senador Rodrigo Rollemberg 2 Curso Política e Cidadania - Básico CURSO POLÍTICA E CIDADANIA VOL.6 CIÊNCIA

Leia mais

SEÇÃO RESENHAS / RESUMOS. ResenhaAcadêmica, por *Afonso de Sousa Cavalcanti

SEÇÃO RESENHAS / RESUMOS. ResenhaAcadêmica, por *Afonso de Sousa Cavalcanti SEÇÃO RESENHAS / RESUMOS ResenhaAcadêmica, por *Afonso de Sousa Cavalcanti WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. 4. ed. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1985. Maximilian Carl

Leia mais

FO F RMA M ÇÃ Ç O DA D S S MO M NARQUIAS A NACI C ONAIS França e Inglaterra

FO F RMA M ÇÃ Ç O DA D S S MO M NARQUIAS A NACI C ONAIS França e Inglaterra FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS NACIONAIS França e Inglaterra Contexto: Cruzadas O Poder Real Ganha Força Burguesia Renascimentos Comercial e Urbano Aliança Rei-Burguesia versus Senhores Feudais e Igreja Os senhores

Leia mais

História Ilustrada da Arte volume 1. Marcos Faber www.historialivre.com

História Ilustrada da Arte volume 1. Marcos Faber www.historialivre.com História Ilustrada da Arte volume 1 Marcos Faber www.historialivre.com O Renascimento foi um movimento intelectual e cultural que iniciou na Itália, por volta do século XIV, como resultado das relações

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA Análise das diferentes abordagens historiográficas acerca da transição das sociedades medievais européias ao capitalismo. Formação do Antigo Regime e surgimento do paradigma do homem moderno:

Leia mais

Prova Escrita de História da Cultura e das Artes

Prova Escrita de História da Cultura e das Artes EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de História da Cultura e das Artes 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 724/1.ª Fase 15 Páginas Duração da Prova:

Leia mais

Curso: Estudos Sociais Habilitação em História. Ementas das disciplinas: 1º Semestre

Curso: Estudos Sociais Habilitação em História. Ementas das disciplinas: 1º Semestre Curso: Estudos Sociais Habilitação em História Ementas das disciplinas: 1º Semestre Disciplina: Introdução aos estudos históricos Carga horária semestral: 80 h Ementa: O conceito de História, seus objetivos

Leia mais

FEUDALISMO PROF. OTTO TERRA

FEUDALISMO PROF. OTTO TERRA FEUDALISMO DIVISÃO HISTÓRICA ALTA IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA Inicia-se no século V até o século X; Inicia-se no século XI até o século XV; Acentua-se as principais características do feudalismo; Apresenta

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - ÁRABES E BIZANTINOS

LISTA DE EXERCÍCIOS - ÁRABES E BIZANTINOS 1. (Uftm 2012) Observe a fotografia de 31 de outubro de 2010 que registrou peregrinos no círculo da Caaba na Grande Mesquita, em Meca, Arábia Saudita. 3. (Espm 2012) Observe a imagem, leia o texto e responda:

Leia mais

TODOS COLÉGIOS SIMULADO 2ª SÉRIE

TODOS COLÉGIOS SIMULADO 2ª SÉRIE TODOS COLÉGIOS SIMULADO 2ª SÉRIE 1.Analise as afirmativas abaixo referentes ao Iluminismo: 01 - Muitas das idéias propostas pelos filósofos iluministas são, hoje, elementos essenciais da identidade da

Leia mais

A RENASCENÇA (sécs. XIII-XVI)

A RENASCENÇA (sécs. XIII-XVI) A RENASCENÇA (sécs. XIII-XVI) 1) Definição de Renascença 1.1. O que foi a Renascença? * Período entre o fim da Idade Média e as Reformas * Recuperação do Pensamento Clássico Greco-Romano * Transformação

Leia mais

Guia de exploração pedagógico-didático dos PowerPoint (amostra)

Guia de exploração pedagógico-didático dos PowerPoint (amostra) Guia de exploração pedagógico-didático dos PowerPoint (amostra) Apresentamos um conjunto de 8 PowerPoint que abordam todos os conteúdos programáticos e das Metas Curriculares do 8.º ano. Estes obedecem

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS BARROCO BARROCO Originou-se na Itália, no século XVII e irradiouse pela Europa, adquirindo peculiaridades; Pode ser compreendido como a arte da Contra- Reforma Concílio de Trento (1545-1563); Igreja será

Leia mais

Unidade III HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. Profa. Maria Teresa Papa Nabão

Unidade III HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. Profa. Maria Teresa Papa Nabão Unidade III HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Profa. Maria Teresa Papa Nabão Educação, sociedade e cultura na idade média e no renascimento A Idade Média foi um período da história européia que durou aproximadamente

Leia mais

O surgimento do Mundo Moderno

O surgimento do Mundo Moderno Módulo 2 Unidade 4 O surgimento do Mundo Moderno Para início de conversa... Você já viu ou ouviu propagandas que atribuem a qualidade de moderno para um produto ou serviço? Um supermercado moderno e eficiente,

Leia mais

Lista de Exercícios História MODERNA Profº. Bruno Nichel 06/05/2013

Lista de Exercícios História MODERNA Profº. Bruno Nichel 06/05/2013 Lista de Exercícios História MODERNA Profº. Bruno Nichel 06/05/2013 1. O Renascimento, amplo movimento artístico, literário e científico, expandiu-se da Península Itálica por quase toda a Europa, provocando

Leia mais

História da arte. Um breve relato - vida e obra 10 artistas que mudaram o mundo

História da arte. Um breve relato - vida e obra 10 artistas que mudaram o mundo História da arte Um breve relato - vida e obra 10 artistas que mudaram o mundo 1.Praxíteles (390?-330 a.c) 2.Giotto (1266/677-1337) 3.Jan Eyck (1390?-1441) 4.Hugo Van Der Goes (1440?-1482) 5.Botticelli

Leia mais

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO A FORMAÇÃO DO CURRÍCULO DA REDE O solicitou-nos uma base para colocar em discussão com os professores de história da rede de São Roque. O ponto de partida foi a grade curricular formulada em 2008 pelos

Leia mais

Reforma Religiosa. Reforma Religiosa. Reforma Religiosa. Reforma Religiosa 05/09/2012

Reforma Religiosa. Reforma Religiosa. Reforma Religiosa. Reforma Religiosa 05/09/2012 Rompimento da Unidade da Igreja Católica devido ao surgimento de novas religiões. ORIGEM Martinho Lutero, em 1517, rompeu com o Papa Leão X por causa da venda das indulgências. Publicou as 95 Teses em

Leia mais

O Renascimento foi um importante movimento de ordem artística, cultural e científica que se deflagrou na passagem da Idade Média para a Moderna.

O Renascimento foi um importante movimento de ordem artística, cultural e científica que se deflagrou na passagem da Idade Média para a Moderna. O Renascimento foi um importante movimento de ordem artística, cultural e científica que se deflagrou na passagem da Idade Média para a Moderna. Os seus elementos principais foram a redescoberta da arte

Leia mais

TRANSIÇÃO DA ANTIGUIDADE PARA A IDADE MÉDIA NA EUROPA

TRANSIÇÃO DA ANTIGUIDADE PARA A IDADE MÉDIA NA EUROPA TRANSIÇÃO DA ANTIGUIDADE PARA A IDADE MÉDIA NA EUROPA O processo de transição Fim do Império Romano do Ocidente: diversos fatores; Cultura dos povos bárbaros + cultura dos povos romanos = base para as

Leia mais

Renascimento, Principais Representantes e Análise de Obras

Renascimento, Principais Representantes e Análise de Obras Renascimento, Principais Representantes e Análise de Obras Pedro Tadeu Schimidt Mantovani, 32 Maio, 2013 Introdução Ao Renascimento Surgido durante os séculos XV e XVI, o Renascimento Cultural tem, como

Leia mais

5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA

5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA 1 5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA A História da Filosofia A História da Filosofia não é apenas um relato histórico, mas as transformações do pensamento humano ocidental, ou seja, o percurso

Leia mais

REFORMAS RELIGIOSAS LISTA DE EXERCÍCIOS

REFORMAS RELIGIOSAS LISTA DE EXERCÍCIOS 1. (Fgvrj 2013) A Reforma, a despeito de sua hostilidade à magia, estimulara o espírito de profecia. A abolição dos intermediários entre o homem e a divindade, bem como a ênfase na consciência individual,

Leia mais

HISTÓRIA Resolução OBJETIVO 2001

HISTÓRIA Resolução OBJETIVO 2001 1 Tito Lívio, em História de Roma, referindo-se às lutas entre patrícios e plebeus que se estenderam do século V ao IV a.c., escreveu: "... apesar da oposição da nobreza, houve eleições consulares em que

Leia mais