Introdução Guia de Consulta Guia de Serviço / Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia Guia de Solicitação de Internação...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução... 3. Guia de Consulta... 4. Guia de Serviço / Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia... 6. Guia de Solicitação de Internação..."

Transcrição

1

2 Sumário Introdução... 3 GUIAS PADRÃO TISS 3.01 Guia de Consulta... 4 Guia de Serviço / Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia... 6 Guia de Solicitação de Internação Guia de Solicitação de Prorrogação de Internação ou Complementação do Tratamento (NOVO) Anexo de Solicitação de Quimioterapia (NOVO) Anexo de Solicitação de Radioterapia (NOVO) Anexo de Solicitação de Órteses, Próteses e Materiais Especiais - OPME (NOVO) Guia de Resumo de Internação Guia de Honorários (somente para pacientes internados) Anexo de Outras Despesas Demonstrativo de Pagamento Demonstrativo de Contas Médicas Tabelas de Domínios ANEXOS FORMULÁRIOS COMPLEMENTARES UNIMED JUIZ DE FORA Capa de Lote de Consultas e Exames de Beneficiários de Juiz de Fora Capa de Lote de Consultas e Exames de Beneficiários de Intercâmbio Justificativa de Segunda Consulta Formulário de Procedimentos Padronizados Formulário de Procedimentos Padronizados em Obstetrícia

3 Introdução A Resolução Normativa nº 305 e à Instrução Normativa 51 da ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar (publicadas em 10 de outubro de 2012), instituem o Padrão obrigatório para Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS, que tem por definição a Troca de dados sobre o atendimento prestado aos beneficiários entre as operadoras de planos privados de assistência à saúde e a rede prestadora de serviços, com a finalidade de: Padronizar as ações de verificação, solicitação, autorização, cobrança, demonstrativos de pagamento e recursos de glosa; Subsidiar as ações da ANS de avaliação e monitoramento econômico, financeiro e assistencial das operadoras; e Compor o registro eletrônico dos atendimentos prestados aos beneficiários de planos privados de assistência à saúde. Este manual apresenta as mudanças implantadas pela versão do padrão TISS. Novas guias foram estabelecidas, assim como novos processos foram abordados, para que a troca de informação seja padronizada e eletrônica, além das ocorrências de mudanças estruturais nas guias existentes. Nesta nova versão do padrão TISS, as guias não possuem mais legendas e alguns campos deverão ser preenchidos com um código especificado em uma tabela de valores conforme foram definidos pela ANS. As tabelas de domínio da versão 3.01 estão disponíveis no final deste documento (pags.:). Resoluções e Instruções Normativas que estabelecem a TISS: RN nº 305 de 9 de outubro de 2012; IN nº 51 de 9 de outubro de

4 Guia de Consulta A guia física de consulta só deve ser utilizada em caso de contingência na indisponibilidade de acesso ao sistema de autorização. O que mudou na Guia de Consulta? Campos excluídos: 3-Data de Emissão da Guia 5-Plano 12-T.L Logradouro, Número, Complemento 16-Município 17-UF 18-Código IBG 19-CEP 25-Tipo Doença 26-Tempo Doença 28-CID 10 Principal 29-CID 10 (2) 30-CID 10 (3) 31-CID 10 (4) 38-Data da Assinatura do Médico 39-Data da Assinatura do Beneficiário ou responsável 4

5 Campos novos: 3-Número da Guia atribuído pela Operadora 6-Atendimento a RN (Sim ou Não) 22-Valor do Procedimento Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: O campo 6 Atendimento a RN é um campo obrigatório e deverá ser preenchido com S caso o atendimento seja do recém-nato e o beneficiário informado na guia seja o responsável e "N" - não - quando o atendimento for do próprio beneficiário. O campo 22 Valor do procedimento é obrigatório e deverá ser preenchido com zero. O valor do procedimento será calculado pelo sistema conforme tabela adotada pela Cooperativa. Os campos na Guia de Consulta que utilizará para preenchimento as tabelas de domínio são: Campo 13: Conselho Profissional Tabela de domínio 26 Campo 15: UF Tabela de domínio 59 Campo 17: Indicação de acidente (acidente ou doença relacionada) Tabela de domínio 36 Campo 19: Tipo de Consulta Tabela de domínio 52 Campo 20: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo 5

6 Guia de SP/SADT Guia comprobatória de atendimento aos serviços auxiliares de diagnóstico e terapia, como exames simples, fisioterapia, tomografia, dentre outros. Inclusive exames realizados em pacientes internados. A Unimed Juiz de Fora utilizará para efetuar o pagamento aos cooperados e credenciados, de acordo com normas internas e as estabelecidas pela Agência Nacional de Saúde. Esta guia será usada para solicitação dos exames e para a cobrança. Quando a cobrança for realizada via Autorizador Eletrônico, não será obrigatório o preenchimento manual da parte de cobrança, na guia. Somente deverá ser usada para cobrança na impossibilidade de acesso via Autorizador Eletrônico disponível na área restrita do cooperado e do prestador no site da Unimed Juiz de Fora 6

7 O que mudou na Guia de SP/SADT? Campos excluídos: 7-Data de emissão da guia 9-Plano 15-Código CNES do solicitante 21-A informação de hora do campo Data Solicitação 23-CID T.L Logradouro, Número, Complemento 36-Município 37-UF 38-Código IBGE 39-CEP 40a Profissional Executante Complementar 48-Tipo de Saída 49-Tipo de Doença 50-Tempo de Doença 69-Total de Diárias 86-Data da assinatura do solicitante OPM solicitados: 72-Tabela; 73-Código do OPM; 74-Descrição do OPM; 75-Qtde; 76-Fabricante; 77-Valor Unitário 80-Descrição do OPM 81-Qtde 82-Fabricante 83-Valor Unitário R$ 84-Valor total R$ 85-Total OPM R$ Campos novos: 7-Número da Guia Atribuído pela Operadora 12-Atendimento a RN (Sim ou Não) 34-Tipo de consulta 35-Motivo de Encerramento do Atendimento 62-Total de OPME (R$) e nova seção Identificação dos profissionais executantes, campos 49 ao 53 7

8 Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: O campo Assinatura do Solicitante mudou de posição na nova guia e está localizado no campo 20 Assinatura do Profissional Solicitante, no bloco Dados do solicitante. Os campos relacionados à OPM foram removidos, pois foi criada a guia de Anexo de Solicitação de OPME na nova versão da TISS. O campo relacionado ao Profissional Executante Complementar foi excluído. Na nova versão o Profissional Executante deverá ser informado nos campos das posições 48 até 55, que estão em forma de lista e devem ser preenchidos sempre que: Os dados do contratado executante (campos 29 ao 31) se referir a um prestador jurídico, ou O procedimento contemplar divisão de honorário. Neste caso, deve ser preenchido com o médico que receberá a parte do honorário da divisão, ou Houverem cobranças de procedimento ambulatorial realizado em equipe. O campo 12 Atendimento a RN é um campo obrigatório e deverá ser preenchido com S caso o atendimento seja do recém-nato e o beneficiário informado na guia seja o responsável e "N" - não - quando o atendimento for do próprio beneficiário. O campo 35 Motivo de Encerramento do Atendimento possui uma tabela de domínio. Em caso de óbito, esse campo torna-se obrigatório. O campo 62 Total de OPME (R$), assim como os campos de totalização, são obrigatórios para apresentação de cobrança, quando houver o tipo de item referenciado pelo campo. Os seguintes campos na guia de SP/SADT utilizam tabela de domínio: Campo 16: Conselho Profissional Tabela de domínio 26 Campo 18: UF Tabela de domínio 59 Campo 19: CBO Tabela de domínio 24 Campo 21: Caráter do Atendimento Tabela de domínio 23 Campo 24: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo Campo 32: Tipo de Atendimento Tabela de domínio 50 Campo 33: Indicação de acidente (acidente ou doença relacionada) Tabela de domínio 36 Campo 34: Tipo de Consulta Tabela de domínio 52 Campo 35: Motivo do Encerramento do Atendimento Tabela de domínio 39 8

9 Campo 39: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo Campo 43: Via Tabela de domínio 61 Campo 44: Tec Tabela de domínio 48 Campo 49: Grau Part Tabela de domínio 35 Campo 52: Conselho Profissional Tabela de domínio 26 Campo 54: UF Tabela de domínio 59 Campo 55: CBO Tabela de domínio 24 9

10 Guia de Solicitação de Internação A Guia de Solicitação de Internação é utilizada para solicitação de autorização de internação em regime hospitalar e hospital-dia. A Unimed Juiz de Fora utilizará para emitir a guia de autorização da internação, de acordo com as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Saúde. 10

11 Campos excluídos: 6-Data de Emissão da Guia 8-Plano 14-Código CNES (referente ao solicitante) 27-Tipo de Doença 28-Tempo Doença Referida pelo Paciente OPM solicitados: Campos 39 ao Data da Assinatura do Responsável pela Autorização 53-Data da Assinatura do Beneficiário ou Responsável Prorrogação: Campos 55 ao 71 Campos novos: 6-Número da Guia Atribuído pela Operadora 9-Atendimento a RN 21-Data Sugerida para Internação 26-Previsão de Uso de OPME 27-Previsão de Uso Quimioterápico 46-Data da Solicitação Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: Há uma mudança estrutural em dois blocos em foram convertidos em duas novas guias o bloco de Prorrogações deu origem a Guia de Solicitação de Prorrogação ou Complementação do Tratamento, e o bloco OPM Solicitados deu origem à Guia Anexo de Solicitação de OPME. O processo de solicitação de internação deve iniciar com o preenchimento de uma Guia de Solicitação de Internação. Caso a internação necessite de OPME, a solicitação de OPME deverá ser feita pela guia de Anexo de OPME. O relacionamento entre as duas guias é feito pelo campo 3 Número da Guia Principal existente no Anexo de OPME. O campo 3 Número da Guia Principal deve ser preenchido com o número da guia de Solicitação de Internação (campo 2 Número da Guia no Prestador). O mesmo mecanismo de relacionamento vale para a guia de Prorrogação ou Complementação do Tratamento que deverá ser utilizada sempre quando houver necessidade de prorrogação de diárias ou procedimentos complementares. O campo 9 Atendimento a RN é um campo obrigatório e deverá ser preenchido com S caso o atendimento seja do recém-nato e o beneficiário informado na guia seja o responsável e "N" - não - quando o atendimento for do próprio beneficiário. 11

12 O campo 14 Nome do Profissional Solicitante deve ser preenchido quando o prestador informado no campo 13 Nome do Contratado for pessoa jurídica. O campo 21 Data Sugerida para Internação é obrigatório e seu preenchimento poderá auxiliar no processo de auditoria das guias. Os campos 26 Previsão de Uso de OPME e 27 Previsão de Uso Quimioterápico são obrigatórios e devem ser preenchidos com S sempre que houver probabilidade de uso de OPME ou Quimioterápico, respectivamente, durante a internação. O campo 28 Indicação clínica deve ser preenchido com informações relevantes ao quadro clínico do paciente de forma que possa contribuir para a análise da solicitação por parte da auditoria da Cooperativa. Os seguintes campos na Guia de Internação utilizam de tabela de domínio para serem preenchimentos: Campo 15: Conselho Profissional Tabela de domínio 26 Campo 17: UF Tabela de domínio 59 Campo 18: CBO Tabela de domínio 24 Campo 22: Caráter do Atendimento Tabela de domínio 23 Campo 23: Tipo de Internação Tabela de domínio 57 Campo 24: Regime de Internação Tabela 41 Campo 33: Indicação de acidente (acidente ou doença relacionada) Tabela de domínio 36 Campo 34: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo Campo 41: Tipo de Acomodação Autorizada Tabela de domínio 49 12

13 Guia de Solicitação de Prorrogação de Internação ou Complementação do Tratamento (NOVO) A Guia de Solicitação de Prorrogação deve ser utilizada para solicitação de diárias em caso de prorrogação da internação, para solicitação de novos procedimentos durante o período de internação ou para mudança de acomodação. Não deve ser utilizada para solicitação de quimioterapia, radioterapia ou OPME, durante o processo da internação. Para estes casos existem guias específicas. A solicitação de procedimentos utilizando a guia de Prorrogação é aplicada em casos de mudança do procedimento principal já autorizado ou com necessidade de realização de procedimento complementar. Os exames realizados durante a internação permanecem sendo solicitados na guia de SP/SADT. 13

14 Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: A guia de Solicitação de Prorrogação deve sempre estar vinculada à guia principal de solicitação de internação. A vinculação é feita pelo campo 3 Número da Guia de Solicitação de Internação. Se autorizado, a senha de autorização será preenchida no campo 5 Senha. No bloco, Dados do Contratado Executante o campo 11 Nome do Profissional Solicitante deverá ser preenchido somente se o campo 10 Nome do Contratado for pessoa jurídica. O campo 17 Tipo de Acomodação Solicitada deve ser preenchido somente se houver alteração de acomodação da internação. O campo 18 Indicação clínica deve ser preenchido com informações relevantes ao quadro clínico do paciente de forma que possa contribuir para a análise da solicitação por parte da auditoria da Cooperativa. O bloco Procedimentos ou Itens Assistenciais adicionais solicitados deve ser preenchido quando a solicitação refere-se a necessidade de tratamento complementar. O campo 23 Qtde Aut é de preenchimento da Cooperativa e deve ser preenchido com zero caso o procedimento ou item assistencial não seja autorizado. Nos casos de prorrogação de internação clínica, além do preenchimento do campo 16 Qtde adicionais de diárias solicitadas, o bloco de Procedimentos deve ser preenchido com o procedimento de visita ou plantão de UTI. O bloco Dados da Autorização é de preenchimento da Cooperativa em relação a quantidade de diárias autorizadas (campo 24) e tipo de acomodação autorizada (campo 25). Se o tipo de acomodação solicitada não for autorizada, o campo 25 Tipo de Acomodação Autorizada deverá ser preenchido com outro tipo de acomodação de acordo com a cobertura contratual do beneficiário. Caso necessário a Cooperativa utilizará o campo 26 Justificativa da Operadora para explicar mais detalhes sobre a autorização realizada. A data da solicitação está localizada no final da guia no campo 28 Data da Solicitação ao lado dos campos de assinaturas. Os seguintes campos na Guia de Solicitação de Prorrogação de Internação ou Complementação do Tratamento utilizam tabela de domínio para serem preenchidos: Campo 12: Conselho Profissional Tabela de domínio 26 Campo 14: UF Tabela de domínio 59 Campo 15: CBO Tabela de domínio 24 Campo 17: Tipo de Acomodação Solicitada Tabela de domínio 49 14

15 Campo 19: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo Campo 20: Código do Procedimento ou Item Assistencial Conforme tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora Campo 25: Tipo de Acomodação Autorizada Tabela de domínio 49 15

16 Anexo de Solicitação de Quimioterapia (NOVO) A Guia de Anexo de Solicitação de Quimioterapia é utilizada no processo de solicitação de autorização independente de ser paciente internado ou não. A partir da nova versão da TISS o Anexo de Solicitação de Quimioterapia substitui integralmente o FORMULÁRIO COMPLEMENTAR DE QUIMIOTERAPIA/RADIOTERAPIA. O Anexo de Solicitação de Quimioterapia é de preenchimento obrigatório em casos de solicitação de quimioterapia para que o procedimento seja analisado e liberado. O anexo possui campos obrigatórios com dados importantes para análise/liberação do tratamento quimioterápico. Observação importante: A guia física do anexo deverá ser utilizada somente em caso de impossibilidade de acesso ao sistema de autorização, como contingência para o atendimento. Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: O anexo para solicitação de quimioterapia estará vinculado a uma Guia de Solicitação de SP/SADT ou a uma Guia de Solicitação de Internação. Para fazer o vínculo das guias o campo 3 Número da Guia Referenciada do Anexo de Quimioterapia deve constar o número do campo 2 Nº Guia no Prestador da Guia de SP/SADT ou Solicitação de Internação, mas esse vínculo já é feito automaticamente pelo sistema. 16

17 O campo 4 Senha e 5 Data de Autorização serão preenchidos somente se a Operadora autorizar a guia. No bloco Dados do Beneficiário todos os campos são de preenchimento obrigatório pelo profissional solicitante. Os campos novos neste bloco são: 9 Peso, 10 Altura, 11 Superfície Corporal, 12 Idade e 13 Sexo (o campo 13 deverá ser preenchido conforme tabela de domínio 43). No bloco dos Dados do Profissional Solicitante, os campos 14 Nome do Profissional Solicitante e 15 Telefone são de preenchimento obrigatório. Já o campo 16 deverá ser preenchido se o solicitante possuir endereço de . A solicitação via sistema preencherá esses campos a partir do cadastro do médico solicitante no sistema da Cooperativa. Será possível alterar esses dados para cada guia solicitada caso seja necessário. No bloco Diagnóstico Oncológico, devem ser preenchidos os dados de diagnóstico da patologia: 17 Data do Diagnóstico: Campo opcional, mas deve ser preenchido caso o profissional solicitante tenha conhecimento da informação; 18 a 21 CID: Campos de preenchimento opcional; 22 Estadiamento: Campo de preenchimento obrigatório e seu valor deve seguir a tabela 31 (disponível no final deste documento); 23 Tipo de Quimioterapia: Campo de preenchimento obrigatório e seu valor deve seguir a tabela 58 (disponível no final deste documento); 24 Finalidade: Campo de preenchimento obrigatório e seu valor deve seguir a tabela 33 (disponível no final deste documento); 25 ECOG: É a Escala de Capacidade Funcional do paciente portador de doença oncológica e seu preenchimento é obrigatório, conforme a tabela 30 (disponível no final deste documento); 26 Plano Terapêutico: Campo de preenchimento obrigatório e de livre digitação; 27 Diagnóstico Cito/Histopatológico: Campo texto de livre digitação; 28 Informações Relevantes: Deverá ser preenchido caso o profissional solicitante tenha mais informações relevantes que possam contribuir para o entendimento do caso. No bloco Medicamentos e drogas solicitadas todos os campos são obrigatórios: 29 Data Prevista para Administração: Deverá ser preenchido com a data prevista para administração do quimioterápico no beneficiário; 31 Código do Medicamento: Deverá ser preenchido conforme tabela vigente na Unimed Juiz de Fora; 33 Doses: Refere-se à dose total utilizada no tratamento por dia; 34 Via Adm: Trata-se da via de administração do medicamento e deve ser preenchido conforme tabela 62 (disponível no final deste documento); 17

18 35 Frequência: Refere-se à quantidade de doses do medicamento a ser administrado por dia. Dentro do bloco Tratamentos Anteriores, o campo 36 Cirurgia deve ser preenchido com a descrição do procedimento cirúrgico, relacionado à patologia atual, a qual o beneficiário foi submetido anteriormente. Caso seja informado o procedimento cirúrgico no campo 36, o campo 37 Data de Realização deve ser preenchido com a data em que o procedimento foi realizado e nos campos 38 Área Irradiada e 39 Data da Aplicação quando aplicável informar sobre a radioterapia anterior. O campo 40 Observação/Justificativa pode ser utilizado pelo profissional solicitante para complementar a guia com informações relevantes. Os campos 41, 42 e 43 referem-se respectivamente a previsão e número atual de ciclos a ser atendido, assim como, a quantidade de dias entre os ciclos de tratamento. A data de solicitação deve ser preenchida no campo 44 Data da Solicitação, localizada no final do formulário, ao lado dos campos de assinaturas. Os seguintes campos na Guia de Anexo de Quimioterapia utilizam tabela de domínio para serem preenchidos: Campo 13: Sexo Tabela de domínio 49 Campo 22: Estadiamento Tabela de domínio 31 Campo 23: Tipo de Quimioterapia Tabela de domínio 58 Campo 24: Finalidade Tabela de domínio 33 Campo 25: ECOG Tabela de domínio 30 Campo 30: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo Campo 34: Via Adm Tabela de domínio 62 18

19 Anexo de Solicitação de Radioterapia (NOVO) A Guia de Anexo de Solicitação de Radioterapia é utilizada no processo de solicitação de autorização sempre que houver necessidade de solicitação de radioterapia, independente de ser paciente internado ou não. A partir da nova versão da TISS o Anexo de Solicitação de Radioterapia substitui integralmente o FORMULÁRIO COMPLEMENTAR DE QUIMIOTERAPIA/RADIOTERAPIA. Observação importante: A guia física do anexo deverá ser utilizada somente em caso de impossibilidade de acesso ao sistema de autorização, como contingência para o atendimento. Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: O Anexo Radioterapia estará vinculado a uma Guia de Solicitação de SP/SADT ou a uma Guia de Solicitação de Internação. Para fazer o vínculo das guias o campo 3 Número da Guia Referenciada do Anexo de Radioterapia com o valor do campo 2 Nº Guia no Prestador da Guia de SP/SADT ou Solicitação de Internação, mas esse vínculo já é feito automaticamente pelo sistema. Os campos 4 Senha e 5 Data de Autorização serão preenchidos somente se a Operadora autorizar a guia. 19

20 No bloco Dados do Beneficiário todos os campos são de preenchimento obrigatório e via sistema serão preenchidos automaticamente a partir da informação do número do cartão do beneficiário. No bloco dos Dados do Profissional Solicitante, os campos 11 Nome do Profissional Solicitante e 12 Telefone são de preenchimento obrigatório. Já o campo 16 deverá ser preenchido se o solicitante possuir endereço de . A solicitação via sistema preencherá esses campos a partir do cadastro do médico solicitante no sistema da Cooperativa. Será possível alterar esses dados para cada guia solicitada caso seja necessário. No bloco Diagnóstico Oncológico, devem ser preenchidos os dados de diagnóstico da patologia nos campos: 14 Data do Diagnóstico: Campo opcional, mas deve ser preenchido caso o profissional solicitante tenha conhecimento da informação; 15 ao 18 CID: Campos de preenchimento opcional; 19 Diagnóstico por Imagem: Deve ser preenchido caso tenha sido utilizada alguma tecnologia por imagem no diagnóstico da patologia conforme tabela 29; 20 Estadiamento: Campo de preenchimento obrigatório e seu valor deve seguir a tabela 31 (disponível no final deste documento); 21 ECOG: É a Escala de Capacidade Funcional do paciente portador de doença oncológica e seu preenchimento é obrigatório, conforme a tabela 30 (disponível no final deste documento); 22 Finalidade: Campo de preenchimento obrigatório e seu valor deve seguir a tabela 33 (disponível no final deste documento); 24 Informações Relevantes: Deverá ser preenchido caso o profissional solicitante tenha mais informações relevantes que possam contribuir para o entendimento do caso. Dentro do bloco Tratamentos Anteriores, o campo 25 Cirurgia deve ser preenchido com a descrição do procedimento cirúrgico, relacionado à patologia atual, a qual o beneficiário foi submetido anteriormente. Caso seja informado o procedimento cirúrgico no campo 25, o campo 26 Data de Realização deve ser preenchido com a data em que o procedimento foi realizado. No campo 27 Quimioterapia deve ser informada a quimioterapia utilizada anteriormente para a mesma patologia. Caso seja informada a quimioterapia anterior, o campo 28 Data da Aplicação deve ser preenchido com a data em que foi realizada a quimioterapia anterior. No bloco Procedimentos Complementares todos os campos são de preenchimento obrigatório: 29 Data Prevista: Deve ser informada a data prevista para a aplicação da radioterapia; 30 Tabela: Deve ser informada a tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo. A solicitação da guia pelo sistema faz o preenchimento automático deste campo ao selecionar o item assistencial. 20

21 31 Código do procedimento: Deve ser preenchido conforme tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora 32 Descrição do Procedimento: Deve ser preenchido com a descrição do procedimento solicitado; 33 Qtde: Deve ser preenchido com a quantidade solicitada do procedimento informado; 34 Número de Campos: Deve ser preenchido com o número de campos de irradiação; 35 Dose por dia: Deve ser preenchido com a dose de radioterápico, expressa em Gy, por dia de tratamento; 36 Dose Total: Deve ser preenchido com a dose total, expressa em Gy, a ser utilizada considerando o número de dias e dosagem diária; 37 Número de dias: Deve ser preenchido com o número de dias de tratamento previstos pelo profissional solicitante.; 38 Data Prevista para Início da Administração: Deve ser preenchido com a data prevista para início da administração da radioterapia. No campo 39 Observação/Justificativa, o preenchimento é opcional e é utilizado para adicionar qualquer informação sobre o atendimento ou justificar a solicitação, caso seja necessário. O campo 40 Data da Solicitação é de preenchimento obrigatório e quando a solicitação é feita via sistema será preenchido automaticamente com a data do dia em que a solicitação for digitada. Os campos 41 Assinatura do Profissional Solicitante e 42 Assinatura do Responsável pela Autorização são obrigatórios em caso de utilização da guia física. Os seguintes campos na Guia de Anexo de Solicitação de Radioterapia utilizam de tabela de domínio para serem preenchidos: Campo 10: Sexo Tabela de domínio 49 Campo 19: Diagnóstico por Imagem Tabela de domínio 29 Campo 20: Estadiamento Tabela de domínio 31 Campo 21: ECOG Tabela de domínio 30 Campo 22: Finalidade Tabela de domínio 33 Campo 30: Tabela Conforme tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo 21

22 Anexo de Solicitação de Órteses, Próteses e Materiais Especiais - OPME (NOVO) O Anexo de Solicitação de OPME é utilizado na solicitação de autorização para utilização de órteses, próteses e materiais especiais. A partir da nova versão da TISS o Anexo de Solicitação de OPME substitui integralmente o FORMULÁRIO COMPLEMENTAR DE ENDOPRÓTESES, IMPLANTES, MATERIAIS ESPECIAIS E VIDEOENDOSCÓPICOS. Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: Os campos 4 Senha, 5 Data da Autorização e 6 Número da Guia Atribuído pela Operadora, são preenchidos pela Operadora, sendo que, os campos 4 Senha e 5 Data da Autorização serão preenchidos somente se a guia for autorizada. No bloco dos Dados do Profissional Solicitante, os campos 9 Nome do Profissional Solicitante e 10 Telefone são de preenchimento obrigatório. O campo 11 deverá ser preenchido se o solicitante possuir endereço de . O campo 12 Justificativa Técnica deverá ser preenchido com o embasamento profissional da solicitação e com explicação das razões sobre a utilização dos materiais solicitados. 22

23 No bloco OPME solicitadas devem ser informados os materiais solicitados conforme codificação da tabela disponibilizada pela Unimed. O campo 13 Tabela, refere-se a tabela do material solicitado e os campos 14 Código do Material e 15 Descrição referem-se respectivamente do código do material solicitado e sua descrição. O campo 16 Opção é um campo numérico e deve indicar a preferência do profissional solicitante entre as opções de materiais solicitados. Quanto menor o valor do campo 16 Opção maior a preferência pelo item. O campo 18 Valor Unitário Solicitado deve ser preenchido com 0 (zero). Os campos 19 Qtde Autorizada e 20 Valor Unitário Autorizado são de preenchimento da Operadora e serão preenchidos se o item solicitado for autorizado. O campo 20 Valor Unitário Autorizado será sempre preenchido com 0 (zero). Os campos 21 Registro da ANVISA do Material e 22 Referência do Material no fabricante só devem ser preenchidos caso o material ainda não exista cadastrado na Tabela vigente na Unimed Juiz de Fora. O campo 23 Nº Autorização de Funcionamento só é preenchido caso a compra da órtese, prótese e materiais seja feito pelo solicitante. Lembrando que a compra somente poderá ser feita pelo solicitante, quando autorizado pelo setor de CMM (Central de Materiais e Medicamentos) da Unimed Juiz de Fora, conforme contrato com o prestador. O campo 24 Especificação do Material deve ser preenchido caso o solicitante tenha alguma informação sobre o material solicitado que seja importante para o processo de autorização e compra. 23

24 Guia de Resumo de Internação A Guia de Resumo de Internação deve ser utilizada somente no processo de cobrança de internação das utilizações que serão pagas diretamente ao hospital ou clínicas. A guia de Resumo pode ser referenciada pela guia de Outras Despesas. A Unimed Juiz de Fora utilizará essa guia para análise das cobranças e para pagamento aos credenciados (hospitais e clínicas). Os sistemas de gestão hospitalar deverão continuar a emitir esta guia. O que mudou na Guia de Resumo de Internação? Campos excluídos: 9 Plano; 16 TL; Logradouro /Nº / Complemento; 20 Município; 21 UF; 22 Código IBGE; 23 CEP; 25 Tipo de Acomodação Autorizada; 30 Internação Obstétrica; 31 Se óbito em mulher; 32 Se óbito neonatal; 34 Qtde de nascido vivo a termo; 35 Qtde de nascido morto; 36 Qtde de nascido vivo prematuro; 64 CPF. 24

25 Campos novos: 7 Número da guia atribuído pela Operadora; 12 Atendimento a RN; 33 Indicador D.O. de RN; 53 Código CBO; 57 Total de Materiais; 58 Total OPME. Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: A Guia de Resumo de Internação está sempre vinculada a uma guia de Solicitação de Internação. O vínculo é realizado informando no campo 3 Número da Guia de Solicitação de Internação, o número da guia da Solicitação de Internação (2 Nº da guia no prestador) que originou a cobrança. Os campos 4 Data da Autorização, 5 Senha, 6 Data de validade da senha referem-se à guia de Solicitação de Internação que gerou a cobrança. No bloco Dados d Beneficiário os campos 8 Número da carteira, 10 Nome do beneficiário e 12 Atendimento a RN são de preenchimento obrigatório. O bloco Dados do Contratado Executante foi simplificado e possui apenas 3 campos, todos obrigatórios: 13 Código na operadora, 14 Nome do contratado, 16 Código CNES. No bloco Dados da Internação, a maioria dos campos utilizam tabela de domínio para serem preenchidos. O campo 16 Caráter do Atendimento é obrigatório e deve ser preenchido conforme tabela de domínio 23. O campo 17 Tipo de faturamento é obrigatório e indica se é faturamento total ou não e deve ser preenchido conforme tabela de domínio 55. Os campos 18 Data do início do faturamento, 19 Hora do início do faturamento, 20 Data fim do faturamento e 21 Hora do fim do faturamento representam o intervalo de realização dos itens que estão na cobrança e são de preenchimento obrigatório. O campo 22 Tipo de Internação é obrigatório e deve ser preenchido conforme tabela de domínio 57. O campo 23 Regime de Internação é obrigatório e deve ser preenchido conforme a tabela de domínio 41. Os campos 24 ao 27 são destinados à informação de CID e são opcionais. O campo 28 Indicação de acidente é obrigatório e indica se o atendimento é devido a acidente ocorrido com o beneficiário ou doença relacionada. Deve ser preenchido conforme tabela de domínio 36. O campo 29 Motivo de Encerramento da Internação é obrigatório e deve ser preenchido conforme tabela de domínio

26 O campo 30 Número da declaração de nascido vivo deve ser preenchido sempre que a conta referir-se à internação obstétrica e tenha a ocorrência de nascido vivo. O campo 31 CID10 Óbito é opcional e seu preenchimento é aplicável em caso de óbito. O campo 32 Número da declaração de óbito deve ser preenchido sempre que o campo 29 Motivo de Encerramento for informado com o valor 41 Óbito com declaração fornecida pelo médico assistente. O campo 33 Indicador D.O. de RN indica se a declaração de óbito é do recém-nato durante a internação da mãe. Este indicador é obrigatório sempre que o campo 32 Número da declaração de óbito for preenchido. Deve ser preenchido com S sim caso a declaração informada seja do recém-nato; e com N não caso a declaração informada seja da mãe. No bloco Procedimentos e Exames Realizados a maioria dos campos são de preenchimento obrigatório. Os campos 35 Hora inicial e 36 Hora final são obrigatórios em caso de atendimentos de urgência ou emergência. O campo 37 Tabela é obrigatório e deve ser preenchido conforme a tabela 87. O campo 45 Valor total corresponde ao valor calculado a partir da quantidade, via de acesso e fator de redução/acréscimo aplicados sobre o valor unitário. Deve ser informado com 0,00 em caso de cobrança de honorários médicos. No bloco Identificação da Equipe a maioria dos campos são de preenchimento obrigatório. Este bloco funciona agregado ao bloco de Procedimentos e Exames Realizados. Uma ou mais linhas do bloco de equipe faz referência a uma linha do bloco de procedimento, indicando assim, quais médicos realizaram determinado procedimento. Esta referência é feita por meio do campo 46 Ref Seq que representa o número da linha do procedimento. Este campo é usado apenas no processo de contingência. Em meio eletrônico, não é preenchido. 26

27 Guia de Honorários (Somente para pacientes internados) A Guia de Honorários é utilizada para cobrança de honorários médicos, somente nas internações em hospital, hospital-dia e domiciliar. Esta guia deverá ser utilizada exclusivamente para cobrança de honorários médicos de cooperados e deverá ser enviada posteriormente, quando da cobrança, junto com a Guia de Resumo de Internação. O que mudou na Guia de Resumo de Internação? Campos excluídos: 6 Plano 16 Tipo de Acomodação Autorizada 22 CPF Campos novos: 5 Número da guia atribuído pela Operadora; 8 Atendimento a RN 15 Data do Início do Faturamento 16 Data do Fim do Faturamento 36 Código CBO 27

28 Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: Nesta nova versão da TISS, a cobrança dos honorários de diferentes cooperados, poderá ser realizada na guia de Honorários, não sendo mais necessário uma guia por cooperado como na versão anterior. Isso se deve ao bloco Identificação do(s) Profissional(is) Executante(s), onde será permitido a cobrança de mais de um cooperado por guia. A Guia de Honorários deverá estar vinculada a uma guia de Solicitação de Internação. O vínculo é realizado informando no campo 3 Número da Guia de Solicitação de Internação, o número da guia da Solicitação de Internação (2 Nº da guia no prestador) que originou a cobrança. O campo 4 Senha refere-se à guia de Solicitação de Internação que gerou a cobrança. No bloco Dados d Beneficiário os campos 6 Número da carteira, 7 Nome e 8 Atendimento a RN são de preenchimento obrigatório. O bloco Dados do Contratado (onde foi realizado o procedimento) todos os campos são obrigatórios: 9 Código na operadora, 10 Nome do Hospital/Local e 11 Código CNES. O bloco Dados do Contratado Executante foi simplificado e possui apenas 3 campos, todos obrigatórios: 12 Código na operadora, 13 Nome do contratado, 14 Código CNES. No bloco Dados da Internação, os campos 15 Data do início do faturamento e 16 Data fim do faturamento representam o intervalo de realização dos itens que estão na cobrança e são de preenchimento obrigatório. No bloco Procedimentos Realizados a maioria dos campos são de preenchimento obrigatório. Os campos 18 Hora inicial e 19 Hora final são obrigatórios em caso de atendimentos de urgência ou emergência. O campo 20 Tabela é obrigatório e deve ser preenchido conforme a tabela 87. O campo 28 Valor total corresponde ao valor calculado a partir da quantidade, via de acesso e fator de redução/acréscimo aplicados sobre o valor unitário. Deve ser informado com 0,00 em caso de cobrança de honorários médicos. No bloco Identificação do(s) Profissional(is) Executante(s) os campos são de preenchimento obrigatório. Este bloco funciona agregado ao bloco de Procedimentos Realizados. Uma ou mais linhas do bloco de equipe faz referência a uma linha do bloco de procedimento, indicando assim, quais médicos realizaram determinado procedimento. Esta referência é feita por meio do campo 46 Ref Seq que representa o número da linha do procedimento. Este campo é usado apenas no processo de contingência. Em meio eletrônico, não é preenchido. 28

29 Anexo de Outras Despesas A Guia de Anexo de Outras Despesas deve ser utilizada somente no processo de cobrança e deve sempre estar vinculada a uma guia de SP/SADT ou a guia de Resumo de Internação. Orientações importantes sobre a versão 3.01 da TISS: Os itens solicitados e autorizados nas guias de Radioterapia, Quimioterapia e OPME deverão ser apresentados para cobrança na Guia de Outras Despesas. No bloco Dados do Contratado Executante, os campos 3 Código na Operadora, 4 Nome do Contratado e 5 CNES são de preenchimento obrigatório. Quando a guia é preenchida via sistema esses campos são preenchidos automaticamente. No bloco Despesas Realizadas a maioria dos campos são obrigatórios com preenchimento condicional: 6 CD é obrigatório e representa o código da natureza de despesa e deve ser preenchido conforme a tabela vigente na Unimed Juiz de Fora. 7 Data é obrigatório e deve ser preenchido com a data de realização da despesa. 8 Hora Inicial e 9 Hora Final são condicionados e devem ser preenchidos sempre que o item de despesa admitir cobrança mensurável em horas. 29

30 10 Tabela é obrigatório e deve ser preenchido de acordo com o tipo de tabela disponível na tabela de Códigos e Procedimentos vigentes na Unimed Juiz de Fora de acordo com a versão do arquivo. 11 Código do Item é obrigatório e representa o código do item de despesa assistencial que está sendo cobrado. 12 Qtde é obrigatório e representa a quantidade cobrada do item assistencial utilizado. 13 Unidade de medida é condicionado e deve ser preenchido quando o item assistencial cobrado possuir unidade de medida conforme tabela de domínio Fator Red/Acrésc representa o fator de redução ou acréscimo a ser aplicado sobre o valor unitário. Caso não seja acréscimo ou redução, o campo deve ser preenchido com Valor Unitário é obrigatório e deve ser diferente de zero. 16 Valor total é obrigatório e calculado considerando a quantidade, o fator de redução/acréscimo e o valor unitário. 17 Registro ANVISA do material e 18 Referência do material no fabricante são campos condicionados e devem ser preenchidos caso o item cobrado não exista cadastrado na Tabela vigente na Unimed Juiz de Fora. 19 Nº autorização de Funcionamento da empresa só é preenchido caso a compra da órtese, prótese e materiais seja feito pelo solicitante. Lembrando que a compra somente poderá ser feita pelo solicitante, quando autorizado pelo setor de CMM (Central de Materiais e Medicamentos) da Unimed Juiz de Fora, conforme contrato com o prestador. 20 Descrição é de preenchimento obrigatório e representa o nome do item assistencial cobrado. Os campos de Totais, do campo 21 ao 27, são de preenchimento obrigatório. Caso não haja cobrança do tipo de item classificado no campo de totalização, o campo deve ser preenchido com 0,00. 30

31 Demonstrativo de Pagamento O Demonstrativo de Pagamento é o documento disponibilizado pela operadora para o prestador com a finalidade de fornecer extrato das contas da produção apresentadas nas guias, com as justificativas detalhadas de cada item em questão e seu pagamento ou não. Este demonstrativo estará disponível no site da Unimed Juiz de Fora, na Área Restrita do Prestador e Cooperado. Demonstrativo de Análise de Contas É o documento disponibilizado pela operadora para o prestador com a finalidade de fornecer informações detalhadas sobre o processamento do lote de guias de faturamento enviado pelo prestador, item a item. A partir deste demonstrativo, é possível ao prestador fazer uma previsão das contas a serem pagas pela operadora e solicitar revisão de possíveis glosas baseado nos detalhes do processamento das guias. Este demonstrativo estará disponível no site da Unimed Juiz de Fora, na Área Restrita do Prestador e Cooperado. 31

32 TABELAS DE DOMÍNIO 32

33 TABELAS DE DOMÍNIO Relação das tabelas de domínio, conforme padrão TISS e algumas regras de relacionamento da Unimed Juiz de Fora Tabela 23 Terminologia de caráter do atendimento Código do 1 Eletivo 2 Urgência/Emergência Tabela 24 Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Código do Geneticista Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas Físico médico Biólogo Cirurgião dentista - auditor Cirurgião dentista - clínico geral Cirurgião dentista - endodontista Cirurgião dentista - epidemiologista Cirurgião dentista - estomatologista Cirurgião dentista - implantodontista Cirurgião dentista - odontogeriatra Cirurgião dentista - odontologista legal Cirurgião dentista - odontopediatra Cirurgião dentista - ortopedista e ortodontista Cirurgião dentista - patologista bucal Cirurgião dentista - periodontista Cirurgião dentista - protesiólogo bucomaxilofacial Cirurgião dentista - protesista Cirurgião dentista - radiologista Cirurgião dentista - reabilitador oral Cirurgião dentista - traumatologista bucomaxilofacial Cirurgião dentista de saúde coletiva Cirurgião dentista - odontologia do trabalho Cirurgião dentista - dentística Cirurgião dentista - disfunção temporomandibular e dor orofacial Cirurgião dentista - odontologia para pacientes com necessidades especiais Cirurgião-dentista da estratégia de saúde da família Enfermeiro Fisioterapeuta geral Nutricionista 33

34 Fonoaudiólogo Terapeuta ocupacional Ortoptista Médico infectologista Médico acupunturista Médico legista Médico Nefrologista Médico alergista e imunologista Médico neurologista Médico angiologista Médico nutrologista Médico cardiologista Médico oncologista clínico Médico cancerologista pediátrico Médico pediatra Médico clínico Médico pneumologista Médico de família e comunidade Médico psiquiatra Médico dermatologista Médico reumatologista Médico sanitarista Médico do trabalho Médico da estratégia de saúde da família Médico em medicina de tráfego Médico anatomopatologista Médico em medicina intensiva Médico anestesiologista Médico endocrinologista e metabologista Médico fisiatra Médico gastroenterologista Médico generalista Médico geneticista Médico geriatra Médico Hematologista Médico Homeopata Médico em cirurgia vascular Médico cirurgião cardiovascular Médico cirurgião de cabeça e pescoço Médico cirurgião do aparelho digestivo Médico cirurgião geral Médico cirurgião pediátrico Médico cirurgião plástico Médico cirurgião torácico Médico ginecologista e obstetra Médico Mastologista Médico neurocirurgião Médico oftalmologista Médico ortopedista e traumatologista 34

35 Médico otorrinolaringologista Médico proctologista Médico urologista Médico cancerologista cirúrgico Médico cirurgião da mão Médico citopatologista Médico em endoscopia Médico em medicina nuclear Médico em radiologia e diagnóstico por imagem Médico patologista Médico radioterapeuta Médico patologista clínico / medicina laboratorial Médico hemoterapeuta Médico hiperbarista Médico neurofisiologista Psicopedagogo Psicólogo clínico Neuropsicólogo Psicanalista Assistente social Técnico de enfermagem Técnico de enfermagem psiquiátrica Instrumentador cirúrgico Auxiliar de enfermagem Cuidador de idosos CBO desconhecido ou não informado pelo solicitante Tabela 26 Terminologia de conselho profissional Código do 01 Conselho Regional de Assistência Social (CRAS) 02 Conselho Regional de Enfermagem (COREN) 03 Conselho Regional de Farmácia (CRF) 04 Conselho Regional de Fonoaudiologia (CRFA) 05 Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO) 06 Conselho Regional de Medicina (CRM) 07 Conselho Regional de Nutrição (CRN) 08 Conselho Regional de Odontologia (CRO) 09 Conselho Regional de Psicologia (CRP) 10 Outros Conselhos 35

36 Tabela 29 Terminologia de diagnóstico por imagem Código do 1 Tomografia 2 Ressonância Magnética 3 Raios-X 4 Outras 5 Ultrassonografia 6 PET Tabela 30 Terminologia de escala de capacidade funcional (ECOG - Escala de Zubrod) Código do Totalmente ativo capaz de exercer, sem restrições, todas as atividades que exercia antes do diagnóstico. Não exerce atividade física extenuante, porém é capaz de realizar um trabalho leve em casa ou no escritório. Caminha e é capaz de exercer as atividades de autocuidado, mas é incapaz de realizar qualquer atividade de trabalho. Permanece fora do leito mais de 50% das horas de vigília. Capacidade de autocuidado limitada. Permanece no leito ou cadeira mais de 50% das horas de vigília. Completamente dependente. Não é capaz de exercer qualquer atividade de autocuidado. Totalmente confinado à cama ou cadeira. Tabela 31 Terminologia de estadiamento do tumor Código do 1 I 2 II 3 III 4 IV 5 Não se aplica 36

37 Tabela 33 Terminologia de finalidade do tratamento Código do 1 Curativa 2 Neoadjuvante 3 Adjuvante 4 Paliativa 5 Controle Tabela 35 Terminologia de grau de participação Código do 00 Cirurgião 01 Primeiro Auxiliar 02 Segundo Auxiliar 03 Terceiro Auxiliar 04 Quarto Auxiliar 05 Instrumentador 06 Anestesista 07 Auxiliar de Anestesista 08 Consultor 09 Perfusionista 10 Pediatra na sala de parto 11 Auxiliar SADT 12 Clínico 13 Intensivista Tabela 36 Terminologia de Indicador de Acidente Código do 0 Trabalho 1 Trânsito 2 Outros 9 Não Acidente 37

38 Tabela 39 Terminologia de motivo de encerramento Código do 11 Alta Curado 12 Alta Melhorado 14 Alta a pedido 15 Alta com previsão de retorno para acompanhamento do paciente 16 Alta por Evasão 18 Alta por outros motivos 19 Alta de Paciente Agudo em Psiquiatria 21 Permanência, por características próprias da doença 22 Permanência, por intercorrência 23 Permanência, por impossibilidade sócio-familiar 24 Permanência, por Processo de doação de órgãos, tecidos e células - doador vivo 25 Permanência, por Processo de doação de órgãos, tecidos e células - doador morto 26 Permanência, por mudança de Procedimento 27 Permanência, por reoperação 28 Permanência, outros motivos 31 Transferido para outro estabelecimento 32 Transferência para Internação Domiciliar 41 Óbito com declaração de óbito fornecida pelo médico assistente 42 Óbito com declaração de Óbito fornecida pelo Instituto Médico Legal - IML 43 Óbito com declaração de Óbito fornecida pelo Serviço de Verificação de Óbito - SVO. 51 Encerramento Administrativo 61 Alta da mãe/puérpera e do recém-nascido 62 Alta da mãe/puérpera e permanência do recém-nascido 63 Alta da mãe/puérpera e óbito do recém-nascido 64 Alta da mãe/puérpera com óbito fetal 65 Óbito da gestante e do concepto 66 Óbito da mãe/puérpera e alta do recém-nascido 67 Óbito da mãe/puérpera e permanência do recém-nascido Tabela 41 Terminologia de Regime de Internação Código do 1 Hospitalar 2 Hospital dia 3 Domiciliar 38

39 Tabela 43 Sexo Código do 1 Masculino 3 Feminino Tabela 48 Terminologia de técnica utilizada Código do 1 Convencional 2 Video 3 Robótica Tabela 49 Terminologia de Tipo de Acomodação Código do 2 Quarto privativo / particular 9 Apartamento de luxo da maternidade 10 Apartamento de luxo de psiquiatria 11 Apartamento de luxo 12 Apartamento simples 13 Apartamento standard 14 Apartamento suíte 15 Apartamento com alojamento conjunto 16 Apartamento para paciente com obesidade mórbida 17 Apartamento simples da maternidade 18 Apartamento simples de psiquiatria 19 Apartamento suíte da maternidade 20 Apartamento suíte de psiquiatria 21 Berçário normal 22 Berçário patológico / prematuro 25 Enfermaria de 3 leitos da maternidade 26 Enfermaria de 4 ou mais leitos da maternidade 27 Hospital dia apartamento 28 Hospital dia enfermaria 29 Hospital dia psiquiatria 30 Quarto coletivo de 2 leitos da maternidade 31 Enfermaria de 3 leitos 32 Enfermaria de 4 ou mais leitos 33 Enfermaria com alojamento conjunto 36 Quarto privativo / particular da maternidade 39

40 37 Quarto privativo / particular de psiquiatria 38 Semi uti adulto geral 39 Semi uti coronariana 40 Semi uti neonatal 41 Quarto coletivo de 2 leitos 43 Quarto com alojamento conjunto 44 Semi uti neurológica 45 Semi uti infantil/pediátrica 46 Semi uti queimados 47 Unidade de transplante de medula óssea 48 Unidade de transplante em geral 49 Apartamento standard da maternidade 50 Apartamento standard de psiquiatria 51 Uti adulto geral 52 Uti infantil/pediátrica 53 Uti neonatal 56 Unidade para tratamento radioativo 57 Uti coronariana 58 Uti neurológica 59 Uti queimados Tabela 50 Terminologia de Tipo de Atendimento Código do 01 Remoção 02 Pequena Cirurgia 03 Outras Terapias 04 Consulta 05 Exame Ambulatorial 06 Atendimento Domiciliar 07 Internação 08 Quimioterapia 09 Radioterapia 10 Terapia Renal Substitutiva (TRS) 11 Pronto Socorro 12 Ocupacional 13 Pequeno atendimento (sutura, gesso e outros) 14 Saúde Ocupacional - Admissional 15 Saúde Ocupacional - Demissional 16 Saúde Ocupacional - Periódico 17 Saúde Ocupacional - Retorno ao trabalho 18 Saúde Ocupacional - Mudança de função 19 Saúde Ocupacional - Promoção a saúde 20 Saúde Ocupacional - Beneficiário novo 21 Saúde Ocupacional - Assistência a demitidos 40

41 Tabela 52 Terminologia de tipo de consulta Código do 1 Primeira Consulta 2 Retorno 3 Pré-natal 4 Por encaminhamento Tabela 55 Terminologia de tipo de faturamento Código do 1 Parcial 2 Final 3 Complementar 4 Total Tabela 57 Terminologia de tipo de internação Código do 1 Clínica 2 Cirúrgica 3 Obstétrica 4 Pediátrica 5 Psiquiátrica Tabela 58 Terminologia de tipo de quimioterapia Código do 1 1 a linha 2 2 a linha 3 3 a linha 4 Outras linhas 41

42 Tabela 59 Terminologia de unidades da federação Código do Sigla 11 Rondônia RO 12 Acre AC 13 Amazonas AM 14 Roraima RR 15 Pará PA 16 Amapá AP 17 Tocantins TO 21 Maranhão MA 22 Piauí PI 23 Ceará CE 24 Rio Grande do Norte RN 25 Paraíba PB 26 Pernambuco PE 27 Alagoas AL 28 Sergipe SE 29 Bahia BA 31 Minas Gerais MG 32 Espírito Santo ES 33 Rio de Janeiro RJ 35 São Paulo SP 41 Paraná PR 42 Santa Catarina SC 43 Rio Grande do Sul RS 50 Mato Grosso do Sul MS 51 Mato Grosso MT 52 Goiás GO 53 Distrito Federal DF 98 Países Estrangeiros EX Tabela 61 Terminologia de via de acesso Código do 1 Única 2 Mesma via 3 Diferentes vias 42

43 Tabela 62 Terminologia de via de administração Código do 01 Bucal 02 Capilar 03 Dermatológica 04 Epidural 05 Gastrostomia/jejunostomia 06 Inalatória 07 Intra- Óssea 08 Intra-arterial 09 Intra-articular 10 Intracardíaca 11 Intradérmica 12 Intralesional 13 Intramuscular 14 Intraperitonial 15 Intrapleural 16 Intratecal 17 Intratraqueal 18 Intrauterina 19 Intravenosa 20 Intravesical 21 Intravítrea 22 Irrigação 23 Nasal 24 Oftálmica 25 Oral 26 Otológica 27 Retal 28 Sonda enteral 29 Sonda gástrica 30 Subcutânea 31 Sublingual 32 Transdérmica 33 Uretral 34 Vaginal 35 Outras 43

44 FORMULÁRIOS COMPLEMENTARES UNIMED JUIZ DE FORA São formulários complementares às guias do padrão TISS, usados para controle e para programas de promoção à saúde e prevenção de riscos e doenças da Unimed Juiz de Fora 44

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008 de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

Sumário NOVA VERSÃO TISS... 4 GUIA RÁPIDO SISTEMA DE ATENDIMENTO UNIMED VTRP... 5 Tela Execução de consulta... 6 Tela Solicitação de Procedimentos e

Sumário NOVA VERSÃO TISS... 4 GUIA RÁPIDO SISTEMA DE ATENDIMENTO UNIMED VTRP... 5 Tela Execução de consulta... 6 Tela Solicitação de Procedimentos e 1 Sumário NOVA VERSÃO TISS... 4 GUIA RÁPIDO SISTEMA DE ATENDIMENTO UNIMED VTRP... 5 Tela Execução de consulta... 6 Tela Solicitação de Procedimentos e Exames (SP/SADT)... 7 GUIA RÁPIDO GUIAS TISS EM PAPEL...

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Novembro 203 PADRÃO TISS Versão 3.00.0 Troca de Informações na Saúde Suplementar Este manual explicativo objetiva auxiliar o

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.02.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Rio. Manual Completo TISS 3.0

Rio. Manual Completo TISS 3.0 Rio Manual Completo cooperado TISS 3.0 2 Manual Completo tiss 3.0.2 Manual Completo tiss 3.0.2 3 sumário Guia de Consulta 04 Guia de Comprovante Presencial 10 Guia SADt 15 Prezado Cooperado, Este manual

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00

ÍNDICE. - 1 Guia Padrão TISS Versão 3.01.00 ÍNDICE TÓPICO PAG. 1 Apresentação... 2 2 Definição do Padrão TISS... 3 3 Objetivo do Padrão TISS... 3 4 Guias (formulários) do Padrão TISS... 3 5 Preenchimento das Guias do Padrão TISS... 4 Guia de Consulta...

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS

Manual de Preenchimento da TISS Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Novembro 2013 www.unimedfs.com.br E-mail: helpdesk@unimedfs.com.br Pag. 1 PADRÃO TISS Versão 3.00.01 Troca de Informações na

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 43 - PADRÃO TISS

CONSULTA PÚBLICA Nº 43 - PADRÃO TISS CONSULTA PÚBLICA Nº 43 - PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA GUIAS, ANEXOS, DEMONSTRATIVOS E MONITORAMENTO DO PADRÃO TISS Indice Guia de Consulta 4 Legenda da Guia de Consulta 5 Guia Comprovante

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS

Manual de Preenchimento da TISS Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Maio 2014 unimed@unimedbirigui.com.br www.unimedbirigui.com.br 1/51 SUMÁRIO PADRÃO TISS Versão 3.01.00 - Troca de Informações

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

1 de 68 ANS 30688-6. Obs.: Manual elaborado com base nas Resoluções e Instruções Normativas da ANS.

1 de 68 ANS 30688-6. Obs.: Manual elaborado com base nas Resoluções e Instruções Normativas da ANS. 1 de 68 Manual de Guias e Formulários Versão 1.1 Guias conforme padrão TISS Troca de Informação em Saúde Suplementar estabelecido pela ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar e Formulários - Unimed Juiz

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DAS GUIAS VERSÃO TISS 3.02 Tipos de Guias Guias Existentes Guia de Consulta; Guia SADT; Guia de Solicitação de Internação; Guia de Resumo de Internação; Guia de

Leia mais

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3 TISS Manual de Instruções Manual de Instruções Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 1. INTRODUÇÃO 2. ORIENTAÇÕES GERAIS 2.1 Entrega de guias SUMÁRIO......... 2.2 Numeração de guias Pacotes...

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

Manual de Orientação TISS

Manual de Orientação TISS Manual de Orientação TISS Prezado Prestador, De forma a atender a Resolução Normativa 114 de 26/10/05 publicada pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, a Marítima Saúde Seguros S/A está disponibilizando

Leia mais

MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS

MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS MANUAL Troca de Informações em Saúde Suplementar TISS Plano de Auto-Gestão em Saúde da CERON - PAGSC Porto Velho ago/2007 1 APRESENTAÇÃO A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar

Leia mais

SAÚDE CONNECT 3.001 FATURAMENTO

SAÚDE CONNECT 3.001 FATURAMENTO SAÚDE CONNECT 3.001 FATURAMENTO FATURAMENTO - PRESTADOR... 3 1. DIGITAR GUIAS... 3 1.1 GUIA DE CONSULTA... 3 1.2 GUIA DE SP/SADT... 8 1.3 GUIA DE HONORÁRIOS... 17 1.4 RESUMO DE INTERNAÇÃO... 23 1.5 GUIA

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições INFORME CBO Considerando a publicação da Portaria SAS/MS n 203/2011, que inclui no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) o registro obrigatório da competência de realização de todos os procedimentos realizados

Leia mais

Manual de Instruções Maio 2007

Manual de Instruções Maio 2007 Manual de Instruções Maio 2007 SUMÁRIO 1. Introdução 03 2. Orientações Gerais 04 2.1 Entrega de guias 04 2.2 Numeração de guias 04 2.3 Pacotes Autorização e cobrança 04 3. Identificação do Beneficiário

Leia mais

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS CARTILHA TISS 3.01.00 2. Material TISS 3.01.00 3. Componentes da TISS 3.01.00 4. Rotina Operacional Central de Atendimento Autorização 5. Rotina Operacional Contas Médicas

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Junho/09 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Orientações Gerais 2.1 Entrega de guias 2.2 Numeração de guias 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança 3. Identificação do Beneficiário 3.1 Modelo do

Leia mais

TREINAMENTO TISS. Apresentação:

TREINAMENTO TISS. Apresentação: TREINAMENTO TISS Apresentação: A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para troca de dados entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores

Leia mais

Legenda da Guia de solicitação e realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e terapia (SP / SADT)

Legenda da Guia de solicitação e realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e terapia (SP / SADT) Legenda da Guia de solicitação e realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e terapia (SP / SADT) Núm. do Nome do campo Descrição Campo Dados da autorização Registro da operadora

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS. Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS.

RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS. Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS. 1 RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS. Estamos

Leia mais

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica 1.25. CBO-S (especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços

Leia mais

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.24. Status do protocolo Código Descrição 1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.25. CBOS (especialidade) Código

Leia mais

Especialidade. Descrição. Código

Especialidade. Descrição. Código 1311.20 Gerente de serviços sociais 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços médicos 1312.05 Diretor de unidade assistencial 1312.05 Diretor de

Leia mais

Em ambiente hospitalar, sempre que não se tratar de consulta eletiva, deve ser usada a Guia de SP/SADT (consultas de urgência/emergência).

Em ambiente hospitalar, sempre que não se tratar de consulta eletiva, deve ser usada a Guia de SP/SADT (consultas de urgência/emergência). SOBRE AS GUIAS 1. Quais são as guias estabelecidas pelo Padrão TISS? As guias do padrão TISS são os modelos formais e obrigatórios de representação e descrição documental sobre os eventos assistenciais

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

Índice. Fátima Saúde - Treinamento TISS

Índice. Fátima Saúde - Treinamento TISS Índice Introdução 3 O que é a TISS? 3 Implementação da TISS 3 Guias 4 Orientações Gerais 4 Legislação 4 Mais Informações 4 Preenchimento das Guias 5 Guia da Consulta 5 Guia de Solicitação de Serviços Profissionais/Serviços

Leia mais

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22 IESUS Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS Anexo 1 Instrumentos do Sistema de Informação Hospitalar Laudo Médico para Emissão de AIH O Laudo Médico é o instrumento para solicitação

Leia mais

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. novembro 2013

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. novembro 2013 PADRÃO TISS conteúdo & estrutura novembro 2013 Índice Parte I - Lista das mensagens padronizadas 5 Parte II - Mensagens entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores de serviços

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4. Pesquisar Beneficiário... 5. Elegibilidade Beneficiário... 6. Nova Guia Consulta Eletiva... 7. Nova Guia SP/SADT...

INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4. Pesquisar Beneficiário... 5. Elegibilidade Beneficiário... 6. Nova Guia Consulta Eletiva... 7. Nova Guia SP/SADT... INTRODUÇÃO 2 AUTORIZADOR WEB 4 Pesquisar Beneficiário... 5 Elegibilidade Beneficiário... 6 Nova Guia Consulta Eletiva... 7 Nova Guia SP/SADT... 10 Nova Guia Anexo de Radioterapia... 14 Nova Guia Anexo

Leia mais

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. maio 2014

PADRÃO TISS conteúdo & estrutura. maio 2014 PADRÃO TISS conteúdo & estrutura maio 2014 Índice Parte I - Lista das mensagens padronizadas 5 Parte II - Mensagens entre operadoras de planos privados de assistência à saúde e prestadores de serviços

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

SAÚDE CONNECT 3.001 AUTORIZAÇÃO

SAÚDE CONNECT 3.001 AUTORIZAÇÃO SAÚDE CONNECT 3.001 AUTORIZAÇÃO SUMÁRIO ATENDIMENTO / AUTORIZAÇÃO... 2 1. GUIA DE CONSULTA... 2 2. GUIA DE SP/SADT... 10 3. ANEXO SOLICITAÇÃO OPME... 18 4. ANEXO DE QUIMIOTERAPIA... 22 5. ANEXO DE RADIOTERAPIA...

Leia mais

Legenda da guia de solicitação e de realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e Terapia (SP/SADT)

Legenda da guia de solicitação e de realização de serviço profissional / serviço auxiliar diagnóstico e Terapia (SP/SADT) Legenda da guia de solicitação e de realização de serviço / serviço auxiliar diagnóstico e Terapia (SP/SADT) Núm. do Dados da autorização 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS String (6) 2 Número

Leia mais

CBO-S (Códigos de Especialidade)

CBO-S (Códigos de Especialidade) CBO-S (Códigos de Especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor

Leia mais

PREZADO REFERENCIADO. Esta mensagem traduz formalmente a nossa satisfação pelo seu ingresso na Rede Referenciada Golden Cross.

PREZADO REFERENCIADO. Esta mensagem traduz formalmente a nossa satisfação pelo seu ingresso na Rede Referenciada Golden Cross. PREZADO REFERENCIADO Esta mensagem traduz formalmente a nossa satisfação pelo seu ingresso na Rede Referenciada Golden Cross. Com o plano médico-hospitalar, nossa parceria será desenvolvida de forma simplificada,

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

TABELA DE TERMINOLOGIAS

TABELA DE TERMINOLOGIAS Configurações necessárias para envio do arquivo XML: TABELA DE TERMINOLOGIAS O componente de representação de conceitos de saúde é composto pelas tabelas abaixo listadas com seus respectivos s de identificação

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

Nome do campo Descrição Obrigatório. Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. Número da guia de solicitação.

Nome do campo Descrição Obrigatório. Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. Número da guia de solicitação. Legenda da Guia de solicitação de internação Núm. do Campo Nome do campo Descrição 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. 2 Número da guia Número da guia de solicitação. Já consta

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO Í nicio Caro Credenciado, Seja bem vindo! Nós, da São Francisco Clínicas, estamos muito satisfeitos por tê-lo como parceiro. Pensando em auxiliá-lo nas tarefas diárias, criamos o

Leia mais

DIAMANTE V11.00.03 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 11 do PRODOCTOR)

DIAMANTE V11.00.03 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 11 do PRODOCTOR) DIAMANTE V11.00.03 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 11 do PRODOCTOR) SERVIDOR ATENÇÃO Esta operação só poderá ser efetuada no servidor, e com todas as estações do PRODOCTOR DESLIGADAS.

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS AOS CREDENCIADOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS AOS CREDENCIADOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E ADMINISTRATIVAS AOS CREDENCIADOS MÉDICO E HOSPITALAR Missão Life Empresarial Saúde: Cuidar da qualidade de vida de seus clientes, beneficiários e funcionários, provendo

Leia mais

DIAMANTE V7.2.2 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 9 do PRODOCTOR) Primeira instalação do DIAMANTE

DIAMANTE V7.2.2 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 9 do PRODOCTOR) Primeira instalação do DIAMANTE SERVIDOR DIAMANTE V7.2.2 www.pacotediamante.com.br (Compatível com a versão 9 do PRODOCTOR) Primeira instalação do DIAMANTE Opção A O Prodoctor foi instalado de forma padrão, no disco C do servidor. C:\Prodoctor9

Leia mais

Webplan Webplan Belo Horizonte 2014

Webplan Webplan Belo Horizonte 2014 Webplan Webplan Belo Horizonte 2014 Sumário Objetivo... 3 Funcionalidades... 3 Iniciando o Webplan... 3 Guia Rápido: Autorizando Procedimentos... 5 Guia de Consulta... 7 Descrição dos Campos... 8 Resumo

Leia mais

DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP)

DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP) DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP) Esta orientação é para clientes que vão iniciar a utilização do DIAMANTE PLUS CORP. SERVIDOR Acesse o site www.pacotediamante.com.br.

Leia mais

Padrão de Preenchimento de Guias - TISS. Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS

Padrão de Preenchimento de Guias - TISS. Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS Manual de Preenchimento de Guias Padrão TISS Este manual foi desenvolvido com o intuito de auxiliar o usuário no preenchimento das guias de consulta, SADT, Internação, Honorário Individual conforme regras

Leia mais

Instruções de Preenchimento das Guias Padrão TISS

Instruções de Preenchimento das Guias Padrão TISS Instruções de Preenchimento das Guias Padrão TISS Revisão 2011 1 1. INSTRUÇÕES GERAIS Este manual foi elaborado pelo Setor de Gestão do Plano de Saúde, da Eletrosul Centrais Elétricas, a fim de uniformizar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA MANUAL DE PREENCHIMENTO DE GUIAS PADRÃO TISS Belo Horizonte, Agosto de 2007. A COPASA Companhia de Saneamento de Minas Gerais e a AECO Associação

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO NOME DO FORMULÁRIO: GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO CONCEITO: A GUIA DE RESUMO DE INTERNAÇÃO É O FORMULÁRIO PADRÃO A SER UTILIZADO PARA A FINALIZAÇÃO

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO I nício Caro Credenciado, Seja bem vindo! Nós, da São Francisco Saúde, estamos muito satisfeitos por tê-lo como parceiro. Pensando em auxiliá-lo nas tarefas diárias, criamos o Manual

Leia mais

ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DOS DEMONSTRATIVOS

ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DOS DEMONSTRATIVOS ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DOS DEMONSTRATIVOS 1. Documentos preenchidos pelos prestadores e encaminhados às operadoras 1.1. Guia de Consulta Padrão TISS versão 2.1 Página 2-94 1.1.1.

Leia mais

Nomenclatura dos Produtos

Nomenclatura dos Produtos Nomenclatura dos Produtos Características Cobertura Global Abrange Consultas Médicas, Serviços Auxiliares de Diagnose e Terapia, Atendimentos Ambulatoriais, Internações Hospitalares e Parto. Cobertura

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1663, DE 02 DE JULHO DE 2012. Aprova o detalhamento das funções/especialidades dos cargos do Quadro Permanente da Função Saúde da Administração Pública

Leia mais

Número do Cartão Nacional de Saúde do beneficiário. Código na operadora ou CNPJ ou String (14)

Número do Cartão Nacional de Saúde do beneficiário. Código na operadora ou CNPJ ou String (14) Legenda da guia de resumo internação Núm. do 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS String (6) 2 Número da guia Número da guia String (20) 3 Nº Guia Solicitação Número da guia de solicitação. String

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 Médico Alergia

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, n. 81, 29 abr.2002. Seção 1, p. 265-66 Alterada pela Resolução CFM nº 1666/03 (Anexo II) O CONSELHO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CABERGS PARA USO DO PADRÃO TISS/ANS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CABERGS PARA USO DO PADRÃO TISS/ANS MANUAL DE INSTRUÇÕES CABERGS PARA USO DO PADRÃO TISS/ANS Julho/2008 SUMÁRIO 1. Introdução... 03 2. Guias... 04 Guias de Consulta... 05 Guia de Serviço Profissional / Serviço Auxiliar Diagnóstico e Terapia

Leia mais

Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan

Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan Manual de Autorizações Médicas/ Hospitalares na Webplan 1 Iniciando o Webplan - Acesso pelo portal: www.faceb.com.br (menu de acesso PRESTADORES, localizado na parte superior direita da página inicial).

Leia mais

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE AGOSTO/2014 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Orientações Gerais... 4 2.1 Entrega de guias... 4 2.2 Numeração de guias... 4 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança...

Leia mais

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01

TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01 TREINAMENTO DO PADRÃO TISS 3.00.01 Coordenadoras TISS: Elisandra Baldissera e Roseli Fistarol Colaboradores: Cesar Paz, Denise Bertoldo e Patrique Hedlund 1 Organização do evento Os slides estão disponíveis

Leia mais

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR EDITAL NÍVEL SUPERIOR Quantidade de empregos por ocupação Concurso 25 Fundasus Emprego Público de Nível Superior Médico 100h 200h Médico Acupuntura 02 - em Saúde Anestesiologia 02 - Angiologia 03 - Antroposofia

Leia mais

MANUAL DO REFERENCIADO TISS

MANUAL DO REFERENCIADO TISS MANUAL DO REFERENCIADO TISS Prezado Referenciado, As instruções contidas neste Manual têm como principal objetivo, servir como guia para que os agentes integrantes do processo de faturamento e conciliação

Leia mais

SELEÇÃO PARA COOPERAÇÃO DE MÉDICOS Edital n. 01/2009. ACUPUNTURA Código 101. Gabarito

SELEÇÃO PARA COOPERAÇÃO DE MÉDICOS Edital n. 01/2009. ACUPUNTURA Código 101. Gabarito ACUPUNTURA Código 101 Questão 01: D Questão 19: B Questão 37: D Questão 55: D Questão 02: D Questão 20: D Questão 38: B Questão 56: B Questão 03: D Questão 21: A Questão 39: C Questão 57: A Questão 04:

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre o Conselho Federal de Medicina CFM, a Associação

Leia mais

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais.

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais. ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Cód. Cargo 1 Ajudante de Carga e Descarga Vagas Vagas Reservadas Deficientes Vencimento Inicial

Leia mais

Manual Específico Unimed-Rio - TISS

Manual Específico Unimed-Rio - TISS UNIME D-RIO Manual Específico Unimed-Rio - TISS Área de Relacionamento com Hospitais Rio 2 PADRONIZAÇÃO DOS NOVOS FORMULÁRIOS QUE SERÃO UTILIZADOS PELOS PRESTADORES PARA ENVIO PARA A UNIMED-RIO. Estes documentos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DO DEMONSTRATIVO DE RETORNO

ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DO DEMONSTRATIVO DE RETORNO ANEXO I ESTRUTURA FÍSICA DOS CAMPOS DAS GUIAS E DO DEMONSTRATIVO DE RETORNO 1. Documentos preenchidos pelos prestadores e encaminhados às operadoras 1.1. Guia de Consulta Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA

Leia mais

Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 381

Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 381 Logo da Empresa ANEXO DE SOLICITAÇÃO DE RADIOTERAPIA 2- Nº Guia no Prestador 12345678901234567890 1 - Registro ANS 3 - Número da Guia Referenciada 4 -Senha 5 - Data da Autorização 6 - Número da Guia Atribuído

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 802 Médico Alergia e

Leia mais

1 O que é a TISS 3.02.00?

1 O que é a TISS 3.02.00? 1 O que é a TISS 3.02.00? O Padrão TISS possui padrão obrigatório para trocas eletrônicas de dados de atenção à saúde dos beneficiários de planos, entre os agentes da Saúde Suplementar. Tem por finalidade

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ Gabarito Preliminar CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ MÉDICO - ALERGIA E IMUNOLOGIA D A B E C D D C A B C C E A E E B B E B D A C D A MÉDICO

Leia mais

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental).

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). 1 de 9 ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). CARGO PERFIL PRÉ REQUISITO NÍVEL SUPERIOR Administrador Curso Superior

Leia mais

ANEXO I (VAGAS E REQUISITOS) QUADRO SETORIAL DA SAÚDE

ANEXO I (VAGAS E REQUISITOS) QUADRO SETORIAL DA SAÚDE ANEXO I (VAGAS E REQUISITOS) QUADRO SETORIAL DA SAÚDE CARGO CÓDIGO REQUISITOS VAGAS VAGA DEFICIENTE Curso Superior, em nível de graduação, em Enfermagem, ENFERMEIRO DO TRABALHO SE-503 registro profissional

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

Padrão TISS - Troca de Informações em Saúde Suplementar

Padrão TISS - Troca de Informações em Saúde Suplementar Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar - Troca de Informações em Saúde Suplementar para preenchimento das Guias Odontológicas Índice O que é TISS 3 Como utilizar esse manual 4 Instruções

Leia mais

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.

Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02. Versão 1.0 MANUAL PRÁTICO TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Taubaté/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 SUMÁRIO 1. Divulgação 3.02.00 - Unimed Taubaté/ANS...2 3.2.1. Guias

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

UNIMED-BH. Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico

UNIMED-BH. Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico UNIMED-BH Instruções para geração dos arquivos de faturamento eletrônico Versão TISS 3.00.01 Maio/2013 Índice Pág. Instruções gerais sobre o leiaute de faturamento UNIMED-BH padrão TISS 3 Instruções Técnicas

Leia mais

ROTEIRO. Normatização - RN 305. Plano de Trabalho FUNDAFFEMG. Estudo de caso FUNDAFFEMG.

ROTEIRO. Normatização - RN 305. Plano de Trabalho FUNDAFFEMG. Estudo de caso FUNDAFFEMG. ROTEIRO Normatização - RN 305. Plano de Trabalho FUNDAFFEMG. Estudo de caso FUNDAFFEMG. Resolução Normativa nº 305, de 09/10/2012 Encontra-se em vigência, desde 01 de maio de 2013 a versão 3.00.01 que

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Consulta... 06 IV Anexos......

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 AUTORIZAÇÃO

SAÚDE CONNECT 03.010 AUTORIZAÇÃO SAÚDE CONNECT 03.010 AUTORIZAÇÃO AUTORIZAÇÃO... 2 1. INFORMAÇÕES COMUNS DAS GUIAS AUTORIZAÇÃO.... 2 2. GUIA DE CONSULTA... 7 3. GUIA DE SP/SADT... 9 4. PRÉ-AUTORIZAÇÃO DE SP/SADT... 13 5. ANEXO SOLICITAÇÃO

Leia mais

Termo. 1 Eletivo 10/10/2012 2 Urgência/Emergência 10/10/2012. Termo

Termo. 1 Eletivo 10/10/2012 2 Urgência/Emergência 10/10/2012. Termo Tabela 23 - Terminologia de caráter do atendimento Código do início de 1 Eletivo 10/10/2012 2 Urgência/Emergência 10/10/2012 Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Código do início

Leia mais

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica Especialidade Médico - Acupuntura Médico - Alergia e Imunologia Médico - Anestesiologia Médico - Cancerologia Clínica Médico - Cancerologia Médico - Cardiologia Médico - Cardiologia - Eletrofisiologia

Leia mais

Faturamento ECONOMUS Ver 1B_Jun-08.doc. Manual de Faturamento

Faturamento ECONOMUS Ver 1B_Jun-08.doc. Manual de Faturamento Manual de Faturamento 1 ÍNDICE CARO FATURISTA, LEIA COM ATENÇÃO!...3 MOVIMENTO MANUAL... 3 DOCUMENTAÇÃO COMPLEMENTAR... 3 CONSULTAS TISS COM COBRANÇA DE MATERIAL E/OU MEDICAMENTOS... 3 COBRANÇA DE MATERIAL

Leia mais