Protocolo n.º 11/001894

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Protocolo n.º 11/001894"

Transcrição

1 O SESI/PR Srviço Social da Indústria, adiant dsignado simplsmnt SESI/PR, com sd na Rua Cândido d Abru, nº. 200, nsta Capital, torna público o prsnt rgulamnto d crdnciamnto para laboração do documnto bas do programa d prvnção d riscos ambintais (PPRA) laboração do documnto bas do programa d control médico d saúd ocupacional (PCMSO), com obsrvância às condiçõs stablcidas nst Rgulamnto. 1. OBJETO DO REGULAMENTO 1.1 O prsnt rgulamnto tm por objto o crdnciamnto d mprsas prstadoras d srviço d laboração do documnto bas do programa d prvnção d riscos ambintais d laboração do documnto bas do programa d control médico d saúd ocupacional, nas caractrísticas xigidas nst rgulamnto sus Anxos. 1.2 O prsnt crdnciamnto tm por scopo suprir as ncssidads d atndimnto d srviço d programa d prvnção d riscos ambintais d srviço d programa d control médico d saúd ocupacional, conform o scopo do objto. Escopo do atndimnto d sgurança no trabalho: Elaboração do documnto bas do programa d prvnção d riscos ambintais (PPRA) Srá ralizado por CNPJ, contndo rlatório d rconhcimnto avaliação qualitativa dos riscos ocupacionais no ambint d trabalho, visando idntificar prigos avaliar os riscos xistnts para qu os msmos sjam liminados ou controlados. Sua laboração srá com bas no Modlo SESI m SST, atndndo a Norma Rgulamntadora 9 do Ministério do Trabalho Emprgo. Escopo do atndimnto d saúd ocupacional: Elaboração do documnto bas do programa d control médico saúd ocupacional (PCMSO) Srá ralizado por CNPJ, contndo procdimntos condutas a srm adotados plas mprsas m função dos riscos ocupacionais aos quais os mprgados s xpõm no ambint d trabalho visando monitorar a xposição prvnir agravos a saúd. Sua laboração srá com bas no Modlo SESI m SST, atndndo a Norma Rgulamntadora 7 do Ministério do Trabalho Emprgo o anxo I (do Quadro II) dsta msma norma para as mprsas com trabalhadors xpostos a nívis d prssão sonora lvados. O prsnt rgulamnto trá por abrangência os municípios do Estado do Paraná constants no Anxo IX dst Rgulamnto, conform tablas qu constitum o apêndic dst instrumnto. 1

2 2. PEDIDO DE CREDENCIAMENTO 2.1 A mprsa intrssada dvrá aprsntar os documntos rlacionados no itm 3.2 dst Rgulamnto, dvidamnt acondicionados m nvlop próprio, na Coordnação d Compras do SESI/PR, m Curitiba Pr, sito à Av. Candido d Abru, n.º 20, Cntro Cívico. 2.2 Após a anális da documntação stando sta m conformidad com os rquisitos stipulados nst rgulamnto, o SESI/PR forncrá à mprsa Trmo d Crdnciamnto (Anxo V). Em caso d indfrimnto do pdido, o intrssado podrá intrpor rcurso, no prazo d 05 (cinco) dias útis, contados da notificação d indfrimnto. 2.3 A mprsa crdnciada fica obrigada a mantr as msmas condiçõs d cadastro durant a xcução do crdnciamnto. 2.4 O crdnciamnto podrá sr ralizado para a prstação imdiata dos srviços crdnciados ou somnt para formalizar rlação para futura prstação d srviços, mdiant solicitação do SESI/PR. 2.5 O SESI/PR não stá obrigado a solicitar os srviços da mprsa crdnciada m caso d ausência d dmanda qu o justifiqu. 2.6 A scolha da mprsa crdnciada srá fita plo usuário do srviço, a qual srá comunicada por scrito ao SESI/PR. 3. REQUISITOS PARA O CREDENCIAMENTO 3.1 A mprsa qu manifstar intrss m crdnciar-s, dvrá ntrar vrificar st Edital vntuais sclarcimntos no sit ou m caso d dúvida ncaminhar -mail para Podrá também o intrssado ntrar m contato com o SESI/PR d su Município, nos ndrços indicados no Anxo IX, no ntanto dvrá aprsntar documntação conform itm 2.1 do rfrido Rgulamnto. 3.2 Documntação aprsntada pla mprsa a sr crdnciada a) Enviar Solicitação d Crdnciamnto (conform scopo da mprsa modlo Anxo III assinada por rprsntant lgal, na qual sja solicitado su crdnciamnto, indicando o srviço qu podrá prstar m quais os Municípios do Estado do PR, rlacionados no Anxo IX, b) Comprovant d Inscrição no CNPJ; c) Crtidão Conjunta Ngativa d Débitos rlativa a Tributos Contribuiçõs Fdrais à Dívida Ativa da União; d) Crtidão Ngativa d Débito d Tributos Estaduais, da sd da mprsa; 2

3 ) Crtidão Ngativa d Débito d Tributos Municipais, da sd da mprsa; f) Crtidão Ngativa d Débito do INSS (CND); g) Crtidão d Rgularidad do FGTS (CRF); h) Rgistro Comrcial, no caso d mprsa individual; i) Ato constitutivo, statuto social m vigor, dvidamnt rgistrado, m s tratando d socidads comrciais,, no caso d socidads por açõs, acompanhado d documntos d lição d sus administradors; j) Inscrição do ato constitutivo, no caso d socidads civis, acompanhada d prova d dirtoria m xrcício; k) Crtidão ngativa d pdidos d falência ou concordata, xpdida por distribuidor judicial, da sd da mprsa, com antcdência máxima d 60 (sssnta) dias da data d aprsntação. l) Balanço patrimonial dmonstraçõs contábis rfrnts ao último xrcício social, ou balanço d abrtura no caso d mprsa rcém-constituída, qu comprovm a situação financira da mprsa. Podrá sr atualizados por índics oficiais quando ncrrado há mais d 03 mss da data d aprsntação dvidamnt assinado plo rsponsávl lgal da mprsa por contador habilitado. m) Rgistro ou inscrição do stablcimnto no Conslho Rgional d Mdicina no Conslho Rgional d Engnharia, bm como, comprovant d pagamnto da anuidad no msmo. n) Rlação d rcursos humanos, com rspctivos rgistros profissionais, Trmos d Crdnciamntos d trabalho ou Trmo d Crdnciamnto d prstação d srviços para profissionais autônomos, Crtidão Ngativa d Débito junto ao Conslho, m caso d sócio, Trmo d Crdnciamnto social. Os profissionais dvrão tr xpriência mínima d 02 (dois) anos na ára d atuação star dvidamnt inscritos rgulars junto ao Conslho Rgional d sua catgoria profissional, dvndo a mprsa comprovar sta situação; o) Comprovant d concssão d Licnça Sanitária; p) Comprovant d Alvará d funcionamnto da mprsa; q) Comprovant d acrvo técnico do ngnhiro d sgurança, xpdida por órgão comptnt, sujita à confrência do SESI/PR; r) Comprovant da spcialidad médica do profissional m Mdicina do Trabalho do Engnhiro d Sgurança, xpdida por órgão comptnt, sujita à confrência do SESI/PR; s) Inscrição no Cadastro Nacional d Establcimnto d Saúd (CNES), m s tratando d mprsas prstadoras d srviços d saúd. t) Rlação spcificando os srviços qu a mprsa stá apta a ralizar, disponibilidad dos horários, tipo d intrnt, capacidad instalada do computador, quipamntos d mdição, quip d sgurança saúd para atndimnto prazo d ntrga da dmanda SESI/PR, 3

4 u) Dclaração da mprsa d qu stá m conformidad com o disposto nas NR s do Ministério do Trabalho Emprgo. v) Trmo d Dclaração (Anxo IV) dvidamnt prnchido assinado plo rprsntant lgal da mprsa. 3.3 Aprovação d conformidad técnica Após sr confrida a documntação, stando sta m conformidad com o Itm 3.2 (alínas a a v ) O SESI/PR agndará ralizará visita técnica, por mio d sus profissionais da ára d sgurança saúd ocupacional, às dpndências da crdnciada; para vrificação das instalaçõs físicas, dos matriais/quipamntos utilizados, do cumprimnto das normas da vigilância sanitária, as condiçõs d dsinfcção strilização, xcução dos srviços, grnciamnto d rsíduos, bm como da validad dos alvarás d funcionamnto. O prossguimnto do procsso d crdnciamnto stará condicionado à aprovação da conformidad técnica (Anxos l, l- A, I- B I- C) A vrificação da conformidad técnica, srá ralizada plo profissional d sgurança (para PPRA) plo (a) Enfrmiro (a) da Unidad ( para PCMSO) ou na sua ausência por outro profissional da ára d SST Na vrificação técnica, os qusitos avaliados rcbrão pontuação 0 (não cumpr), 1 (cumpr parcialmnt) ou 2 (cumpr intgralmnt). Para fito d aprovação, a mprsa dvrá rcbr pontuação 2 m todos os qusitos. Em sndo aprovado, o SESI/PR mitirá um CERTIFICADO DE QUALIFICAÇÃO SESI/PR, habilitando a mprsa ao crdnciamnto (Anxo II) Em não sndo aprovada, a intrssada podrá intrpor rcurso, no prazo d 05 (cinco) dias útis, contados da notificação d indfrimnto O intrssado podrá solicitar nova visita técnica para vrificação dos itns antriormnt não aprovados. 4. OBRIGAÇÕES DAS EMPRESAS CREDENCIADAS a) Atndr aos clints do SESI/PR, conform clbrados nos Acordos d Nívis d Srviços (ANEXOS VII VIII); b) Prstar srviços nas mprsas dpndências da crdnciada, conform ncssidad d dmanda indicada plo SESI/PR; c) Emitir rlatório mnsal d produção conform modlo (Anxo VI), ants da cobrança plos srviços prstados, stando o pagamnto condicionado à aprovação dos msmos plos profissionais d SST do SESI/PR a ntrga do (s) documnto (s) do PPRA PCMSO ao clint do SESI/PR solicitant do(s) srviço(s); o ncaminhamnto a ntrga do PPRA, PCMSO PPPA (quando aplicávl) à mprsa clint do SESI/PR srá fita pla crdnciada; 4

5 d) Emitir nota fiscal mnsal, spcificando a Unidad do SESI/PR gradora do srviço, conform citado no objto, itm 1.2, com o rspctivo CNPJ, nos trmos da Instrução Normativa MPS/SRP 03 /2005, cláusula I, indicando númro d procdimntos/rlatórios, pormnorizadamnt; ) Assumir o pagamnto d todos os tributos, taxas, contribuiçõs prvidnciárias, trabalhistas, inclusiv ART (Anotação d Rsponsabilidad Técnica) para a ára d Engnharia d Sgurança no Trabalho. f) Assumir as dspsas d dslocamnto, hospdagm alimntação do su pssoal, quando ncssário; bm como, as dspsas d matrial d consumo, ncssários ao cumprimnto dst crdnciamnto, g) ntrgar, ao SESI/PR no ato da ralização do Crdnciamnto mnsalmnt, juntamnt com a fatura mnsal, os documntos prvistos no itm 3.2 c, d,, f g, bm como cópias das guias d rcolhimnto d FGTS do pssoal contratado plo rgim cltista, qu prst srviço ao SESI/PR, o comprovant d pagamnto d sus prstadors d srviços as rspctivas rtnçõs tributárias. Dvrá aprsntar ainda, comprovant d quitação junto ao INSS. A ausência d aprsntação d qualqur um dos documntos rfridos nsta alína acarrta na rtnção do pagamnto, plo SESI/PR, até rgularização da documntação. h) As rsponsabilidads m torno das qustõs ligadas a rcursos humanos pagamntos, rlativos a obrigaçõs trabalhistas prvidnciárias dos profissionais prstadors dos srviços, qualidad do matrial, quipamntos utilizados nos srviços d SST manutnção/consrto dos quipamntos utilizados para a ralização dos srviços, srão xclusivas do crdnciado; i) O SESI/PR não s rsponsabilizará plo crdnciado no transport nnhum tipo d dano qu possa ocorrr m unidads, quipamntos mobiliários d trciros; j) Tr m suas instalaçõs condiçõs d acsso à intrnt banda larga computador com capacidad acima d 1 GB(giga byts) imprssora colorida; k) Utilizar os Procdimntos Instruçõs d Trabalho do Modlo SESI m SST para laboração dos srviços d PPRA, PCMSO PPPA (quando aplicávl) contratados utilizando o Sistma SESI d Sgurança Saúd no Trabalho Softwar d Gstão S4; l) Ants do início da prstação d srviços, a crdnciada dvrá aprsntar ao SESI / PR, na ocasião da visita d conformidad técnica, crtificado d calibração dos quipamntos utilizados (dosímtro, dciblímtro, luxímtro, tc), bm como, as dmais libraçõs d uso xigidas lgalmnt, plos órgãos comptnts; m) A mprsa dvrá informar à Unidad do SESI/PR na qual stivr crdnciada, todo dia 21 (vint um) d cada mês, a rlação d atndimntos com os valors rfrnts aos srviços prstados no príodo d 21 do mês antrior a 20 do mês corrnt. Após o SESI/PR aprovar o valor cobrado plos srviços, qu dvrá ocorrr m até 2 (dois) dias útis após o rcbimnto da informação do 5

6 faturamnto, dvrá sr mitida ntrgu a Nota Fiscal d Prstação d Srviço até o dia 25 d cada mês, o pagamnto ocorrrá 15 dias após o rcbimnto do documnto fiscal na Unidad do SESI/PR. n) Forncr aos sus funcionários dsignados para atndr ao SESI/PR os quipamntos matriais ncssários a ralização dos srviços, inclusiv EPIs; o) Participar d trinamntos técnicos/opracionais quando solicitado plo SESI/PR. 5. OBRIGAÇÕES DO SESI/PR a) Analisar aprovar os rlatórios d faturamnto mitidos plas crdnciadas no prazo máximo d 2 (dois) dias útis, após su rcbimnto, obsrvando-s o prazo stipulado no tópico 4, ltra "m",do rspctivo trmo d crdnciamnto. b) Pagar às CREDENCIADAS os valors spcificados no ANEXO XI dst rgulamnto, até o décimo quinto dia do mês subsqünt após a aprsntação d nota fiscal, rlatório idntificando os procdimntos ralizados aprsntação dos documntos prvistos no itm 3.2 c, d,, f g, bm como cópias das guias d rcolhimnto d FGTS do pssoal contratado plo rgim cltista, qu porvntura prst srviço ao SESI/PR. A mprsa dvrá aprsntar, mnsalmnt, o comprovant d pagamnto d sus prstadors d srviços, bm como as rspctivas rtnçõs tributárias. Dvrá aprsntar, ainda, comprovant d quitação junto ao INSS. A ausência d aprsntação d qualqur um dos documntos rfridos nsta alína acarrta na rtnção do pagamnto, plo SESI/PR, até rgularização da documntação. c) Forncr trinamnto suport técnico no Modlo SESI SST aos crdnciados trinamnto técnico opracional na utilização do softwar d gstão S4, mdiant libração d snha d acsso ao softwar. d) A crdnciada qu, a pdido do SESI/PR, prstar sus srviços nas dpndências das mprsas, ou sja, in company, cujo local d atndimnto stivr situado a mais d 30 km da Unidad do SESI/PR solicitant, srá rssarcida no valor d R$ 0,90 (novnta cntavos) por km xcdnt dos 30km, considrando, xclusivamnt, a distância ntr a unidad do SESI/PR o local d atndimnto, havndo também rssarcimnto d valors rlativos à pdágios. ) Monitorar a ntrga dos documntos do PPRA rlatório d anális global, laborados plos crdnciados aos clints indústria, via dvolutiva no sistma S4. 6. PRAZO DE VIGENCIA 6.1 O prsnt rgulamnto ntra m vigor na data d sua publicação vigorará por 12 mss, podndo qualqur mprsa do ramo do prsnt Rgulamnto, durant st prazo, dsd qu 6

7 cumpra os rquisitos prvistos nst instrumnto, solicitar su crdnciamnto. O prazo d vigência do Rgulamnto podrá sr prorrogado, a critério do SESI/PR, dsd qu haja a dvida publicação dsta prorrogação. As consqünts vntuais prorrogaçõs dos instrumntos contratuais d crdnciamnto srão objto d Trmo Aditivo. 7. INCIDÊNCIAS FISCAIS E DEMAIS ÔNUS 7.1 Dos valors dvidos à CONTRATADA srão dscontados os ncargos sujitos, por disposição lgal, à rtnção na font, quais sjam: a) INSS rtnção d 11% sobr o total da nota fiscal d prstação d srviço, conform dtrminado na Instrução Normativa 971 d 13 d novmbro Caso a crdnciada atnda ao disposto no artigo 120 da rspctiva Instrução Normativa quanto à dispnsa da rtnção do INSS, a msma dvrá ncaminhar, a cada nota fiscal d prstação d srviço, uma dclaração mncionando a bas lgal da dispnsa da rspctiva rtnção na font, dvidamnt assinada pla rprsntant lgal, (a assinatura dvrá star idntificada com nom CPF do rsponsávl) b) IR rtnção d 1,5% conform Dcrto n 3000/99, artigo 647; c) PIS/COFINS/CSLL rtnção d 4,65% conform Instrução Normativa n 459, d 18/10/2004, artigo 1, suas rspctivas altraçõ s. 8. HIPÓTESES DE DESCREDENCIAMENTO E DE APLICAÇÃO DE SANÇÕES: 8.1. A mprsa srá dscrdnciada nas sguints hipótss: a) Dscumprimnto das xigências prvistas nst rgulamnto no Trmo d Crdnciamnto, oportunizada dfsa prévia; b) Ngligência, imprudência ou imprícia comprovada dos profissionais das mprsas crdnciadas; 8.2. A inxcução total ou parcial do Trmo d Crdnciamnto sujitará a CREDENCIADA, garantida a prévia dfsa, às sguints pnalidads: multa, rscisão suspnsão do dirito d licitar ou contratar com o Sistma FIEP por prazo não suprior a 2 (dois) anos, nas formas adiant spcificadas. a) Srá cabívl pna d multa no prcntual d 10% (dz por cnto) da importância apurada durant os três últimos mss d vigência do Trmo d Crdnciamnto, no caso d dscumprimnto total ou parcial do Trmo d Crdnciamnto, nsjando, a critério do SESI/PR, a rscisão do ajust. 7

8 b) S a mprsa stivr crdnciada há mnos d três mss da ocorrência do dscumprimnto contratual total ou parcial justificador da aplicação da pnalidad, srá aplicada multa d 5% (cinco por cnto) da importância apurada no príodo d vigência contratual, nsjando, a critério do SESI/PR, a rscisão do ajust. 8.3 A multa podrá sr aplicada isolada ou cumulativamnt com as dmais sançõs. 8.4 Cabrá a pnalidad d suspnsão do dirito d licitar, plo prazo máximo d 2 (dois) anos, contados a partir d sua aplicação, nos casos d inxcução total ou parcial d qu dcorra rscisão contratual, a critério do SESI/PR ; 8.5 Fica facultada a dfsa prévia da contratada, no caso d dscrdnciamnto ou aplicação d pnalidads, no prazo d 05 (cinco) dias útis, contados da notificação. 9. DAS HIPÓTESES DE RESCISÃO CONTRATUAL 9.1. O Trmo d Crdnciamnto podrá sr rscindido por qualqur uma das parts, mdiant notificação, com 30 (trinta) dias d antcdência. 9.2 O Trmo d Crdnciamnto podrá sr rscindido, nas hipótss d su dscumprimnto, nos trmos do itm 8 dst Rgulamnto. 9.3 Quando a prstação d srviço ocorrr m unidads próprias do SESI, o prazo também podrá sr altrado, por notificação, com 30 dias d antcdência m razão do procsso licitatório. 10. DISPOSIÇÕES GERAIS 10.1 O proponnt/crdnciado dvrá, obrigatoriamnt, aprsntar os documntos xigidos, m original ou cópia autnticada, sndo qu as Crtidõs aprsntadas dvrão star m condiçõs d acitabilidad quanto ao prazo d validad. Caso as validads das Crtidõs não stjam xprssas, srá considrado o prazo d validad d 60 (sssnta) dias da missão da Crtidão O SESI/PR podrá altrar ou rvogar o prsnt rgulamnto, a qualqur tmpo, dsd qu justificado O Trmo d Crdnciamnto qu srá firmado não implica nnhum vínculo trabalhista ou prvidnciário, tndo a CREDENCIADA rsponsabilidad única, xclusiva total plos srviços prstados, m nada corrlacionado com o SESI/PR Os rcursos orçamntários para as dspsas dcorrnts dst Rgulamnto stão prvistos m conta própria da dotação orçamntária do SESI/PR para o ano m curso. 8

9 10.5 Dvrá sr xigido plas Unidads do SESI/PR, dos sus crdnciados, o uso d uniform /ou idntificação funcional (crachá) plos prstadors d srviço da crdnciada, no qual const xprssamnt o trmo a srviço do SESI/PR O SESI/PR rsrva-s ao dirito d, a qualqur tmpo, ftuar visitas técnicas /ou administrativas nas dpndências das crdnciadas, grar rlatórios sucintos dstas visitas, qu dvrão tr o visto da crdnciada, atstando, dsta forma, conhcimnto do tor dos msmos O Trmo d Crdnciamnto não xclui /ou substitui a ncssidad d laboração d Acordos d Nívis d Srviços (Anxo VIII), os quais têm a finalidad d ajustar as condiçõs spcíficas para a prstação dos srviços contratados, conform o caso, individualmnt com cada forncdor Qualqur sclarcimnto ou informação complmntar rfrnt ao prsnt Edital dvrá sr solicitada por -mail no sguint ndrço: cujas rspostas srão postadas no sit Fica lito o Foro da cidad d Curitiba-PR para dirimir dúvidas rlativas aos trmos d crdnciamnto Os srviços crdnciados podrão sr objto d cssão, subcontratação ou transfrência, no todo ou m part. 11. DOS EFEITOS DO PRESENTE REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO Os fitos dst Crdnciamnto, d n.º 303/2011, com as dvidas altraçõs, contam-s a partir d sua publicação. Curitiba, 16 d junho d JOSÉ ANTONIO FARES Dirtor Suprintndnt do SESI/PR 9

10 ANEXO I - FORMULÁRIO DE VISITA DE CONFORMIDADE TÉCNICA Rgulamnto d Crdnciamnto nº /20 UNIDADE SESI Rua Cidad - Paraná Fon ( ) *Emprsa visitada para crdnciamnto: (Razão Social) Endrço: Fon: *Data da visita: *Hora: Srviços a srm prstados: *Rsponsávl da mprsa qu acompanhou a visita: *Rsponsávis p/ visita d conformidad técnica: Outras considraçõs: Exmplo: visita ralizada com 100 % conformidad Equip Técnica Equip Técnica 10

11 ANEXO - I - A MODELO DE VERIFICAÇÃO DE CONFORMIDADE TECNICA para laboração do programa d - prvnção d riscos ambintais (PPRA) Itns vrificados Qustionamnto 1. Documnto Bas do PPRA do stablcimnto crdnciado. 2. Rsponsávl técnico do PPRA do stablcimnto: CREA: 3. Local com ambint adquado para trabalhar (sala) 4. Ponto intrnt banda larga 5. Acsso à intrnt banda larga computador com capacidad acima d 1 GB (giga byts para utilização do S4): 6. Imprssora colorida. N.A Obsrvaçõs do Profissional 7. Equipamnto multimídia 8. Viculo com fabricação acima d 2000 m boas condiçõs d uso. 9. Disponibilidad para trinamnto na mtodologia softwar S4, 16 h, dois dias m Curitiba. 10. Disponibilidad para utilizar softwar do SESI/PR para xcução dos rlatórios. 11. Possui quipamntos d sgurança ( calçado/prottor auricular/óculos /capact/máscara) m boas condiçõs para ng téc. Sg. 12. Possui Dosímtro d acordo com a spcificação técnica no anxo I-a 13. Possui Dciblímtro d acordo com a spcificação no anxo I-a. 14. Possui Luxímtro d acordo com a spcificação técnica no anxo I-a 15. Possui Mdidor d Strss Térmico d acordo com spcificação no anxo I-a. * Vr OBS. Abaixo. 16. Os quipamntos stão com os crtificados d calibração m dia. 17. Dimnsionamnto d horas técnicas atnd o scopo comprovados por rg. cartiras /ou contratos. 18. O acrvo técnico comprova a xpriência para o scopo. * Obs. O quipamnto utilizado podrá sr alugado por ocasião das mdiçõs. 11

12 ANEXO I B ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS - PPRA MEDIDOR DE PRESSÃO SONORA DECIBELÍMETRO TIPO 2- DOSÍMETRO DE RUÍDO (AUDIODOSÍMETRO) Display digital d cristal liquido d 3 ½ dígitos Tipo: 2 conform norma IEC Escala: 30 a 140 db Prcisão: + 1,5 db Rsolução: 0,1 db Intrinsicamnt sguro; Garantia d 12 mss ou mais Trinamnto opracional do quipamnto; Assistência técnica prmannt Crtificado d calibração mitido por laboratório rastrávl plo INMETRO Microfon: capacitivo ou ltrolítico condnsado Escala: A C Rsposta: lnta rápida Alimntação: batria d 9V Acssórios: calibrador acústico compatívl com o quipamnto Display digital d cristal liquido d 3 ½ dígitos Intrinscamnt sguro Tipo 1 ou 2 conform norma ANSI S1.4 ANSI S1.25 Escala: 40 a 140 db Prcisão: + 1,5 db Curva: A C Rsposta: lnta rápida Manual d opração m português Softwar para laboração d rlatórios gráficos Cabo para imprssora srial ou paralla Acssórios: calibrador acústico compatívl com o quipamnto Taxa d duplicação d dos: 3 5 simultanamnt. Capacidad d armaznamnto imprssão dos dados Trinamnto opracional do quipamnto Malta para transport Assistência técnica prmannt Garantia d 12 mss ou mais Crtificado d calibração mitido por laboratório rastrávl plo INMETRO 12

13 MEDIDOR DE STRESS TÉRMICO LUXÍMETRO TERMO-HIGRO- ANEMOMETRO Display d cristal liquido d 3 ½ dígitos Escala: - 50 ºC a <100 ºC Rsolução: 0,1 ºC Prcisão: + 0,1 ºC Alimntação: batria alcalina rcarrgávl Faixa d trabalho: 0 a 60 ºC Modulo snsor globo: sfra d cobr d 6 polgadas Modulo snsor bulbo úmido: hast com copo cordão d pano Modulo snsor bulbo sco: hast para tmpratura ambint Acssórios: Frasco com água dstilada, cordão d pano para bulbo úmido, tripé com rgulagm d altura, malta spcial para transport, manual d instruçõs m português, cabo d xtnsão. display d cristal líquido d 3 ½ dígitos scala: 0 a Lux ( 3 Faixas ) prcisão: + 5% + 2 dígitos Snsor: foto diodo d silício Indicação d batria fraca Alimntação: batria d 9V Acssórios: Estojo, batria manual d instruçõs m português Tmpratura d opração: 0 a 50oC Display d cristal liquido d 4 dígitos Escala para umidad rlativa: 5 a 95% Escala para tmpratura: - 20º a +100ºC Prcisão para fluxo d ar: : + 1% d litura Escalas: para fluxo d ar: 0,20 a 30 MPS Prcisão para umidad rlativa: : + 2 d litura Prcisão para tmpratura: : + 0,3 ºC d litura Rsoluçõs: 0,01 MPS para fluxo d ar / 0,1 % para umidad rlativa / 0,1 ºC para tmpratura Faixa d trabalho: - 20 a +100 ºC Alimntação: batria alcalina 9V Saída d dados padrão RS232C 01 pça Ponta d Fluxo d Ar/Tmpratura 01 pça Ponta d Umidad/Tmpratura Acssórios: Cabo com saída RS232C, Barras d xtnsão para até 1 mtro, Cabo d conxão, malta spcial para transport, manual d instruçõs m português, cabo d xtnsão. Crtificado d calibração mitido por laboratório rastrávl plo INMETRO 13

14 ANEXO I C MODELO DE VERIFICAÇÃO DE CONFORMIDADE TECNICA para laboração do programa d control médico d saúd ocupacional (PCMSO) Itns Vrificados Qustionamnto 1. Local com ambint adquado para trabalhar (sala) Pontuação NA Obsrvaçõs do Profissional 2. Documnto Bas do PCMSO Rlatório Anual do PCMSO do stablcimnto crdnciado. 3. Rsponsávl técnico do PCMSO do stablcimnto: 4. CRM: 5. Acsso à intrnt banda larga computador com capacidad acima d 1 GB (giga byts para utilização do S4): 6. Disponibilidad para trinamnto na mtodologia softwar S4, 16 h, dois dias m Curitiba. 7. Disponibilidad para utilizar softwar do SESI/PR para xcução dos rlatórios. 8. Crtificado d spcialista /ou título d spcialista dos médicos do trabalho qu irão laborar o documnto bas coordnar o PCMSO. 9. CRM: 10. Médicos do trabalho para laboração do documnto bas coordnação do PCMSO compatívl com o númro d vidas plo qual srão rsponsávis. Parâmtro 850 vidas por hora trabalhada. 11. Equip para convocação monitoramnto dos atndimntos dos trabalhadors. 12. Equip para cadastramnto informatizado dos trabalhadors. 13. O acrvo técnico comprova a xpriência para o scopo. 14

15 ANEXO I D PONTUAÇÃO DA CONFORMIDADE TECNICA Para laboração do Documnto Bas do PPRA laboração do Documnto Bas Coordnação do PCMSO Srviços Itns vrificados Obsrvaçõs do Profissional Pontuação NA Pontuação Não s aplica Inadquado Parcialmnt adquado Adquado Avaliação final Prazo para adquação Prazo para adquação Aprovação dirta 15

16 ANEXO II MODELO DE CERTIFICAÇÃO SESI CERTIFICADO DE QUALIFICAÇÃO SESI/P R Crdnciamnto m Srviços d Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) Crtificamos qu a mprsa stá qualificada tcnicamnt para prstar srviços d ao SESI/PR, uma vz qu atnd a todos os rquisitos vrificados m visita técnica ralizada nsta data, d acordo com o Anxo constant do rgulamnto para Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais(PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico Saúd Ocupacional (PCMSO) n /20., d d... Técnico/ rsponsávl - SESI/PR Grnt da Unidad SESI/PR 16

17 ANEXO III MODELO DE SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO AO SETOR DE COMPRAS DO SESI/PR A, com sd foro na (rua, bairro, tc) da cidad d, Estado por su (cargo) Sr(a)., qu a sta subscrv, vm solicitar su crdnciamnto para prstação d srviços d Elaboração do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) no(s) município(s) d. Concordamos m nos submtr a todas às disposiçõs constants do Rgulamnto d Crdnciamnto para Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) nº. / 20, sus anxos ao Apêndic do Rgulamnto d Crdnciamnto para Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) nº /20. Atnciosamnt, Curitiba, d d... NOME E ASSINATURA DE REPRESENTANTE LEGAL 17

18 ANEXO IV TERMO DE DECLARAÇÃO AO SETOR DE COMPRAS DO SESI/PR Rf.: Crdnciamnto para Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) N /20 A Emprsa, inscrita no CNPJ sob n.º, Inscrição Estadual n.º propõ a ssa ntidad o crdnciamnto para prstação d srviços d laboração do documnto bas do programa d prvnção d riscos ocupacionais laboração do documnto bas coordnação do programa d control médico d saúd ocupacional, acima rfrnciado. DECLARAMOS QUE: I) nos srviços ofrcidos stão incluídas todas as dspsas com matrial d consumo, instrumntais, ncargos sociais, sguros, taxas, tributos contribuiçõs d qualqur naturza ou spéci, salários, dslocamntos, hospdagm, alimntação quaisqur outros ncargos ncssários à prfita xcução do objto do crdnciamnto; II) qu os prços/taxa d administração contratados são justos crtos, podndo sofrr rajust apnas nas hipótss condiçõs prvistas no instrumnto contratual, cuja minuta conhcmos; III) stamos cints d acordo qu os pagamntos plos srviços prstados srão rsultants d: valors brutos constants nas tablas constants do Apêndic do Rgulamnto Anxo XI qu rg st Crdnciamnto dduzidos os ncargos lgais nls prvistos IV) xaminamos cuidadosamnt o Rgulamnto do Crdnciamnto sus anxos nos intiramos d todos os sus dtalhs com ls concordamos, bm como todas as dúvidas /ou qustionamntos formulados foram dvidamnt sclarcidos. Estamos cints acitamos todas as condiçõs do Rgulamnto do Crdnciamnto a las dsd já nos submtmos. V) qu todas as cópias d documntos aprsntados são fiéis aos originais. d d Assinatura do Rprsntant Lgal da Emprsa Nom lgívl 18

19 ANEXO V - MINUTA DO TERMO DE CREDENCIAMENTO para Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) TERMO DE CREDENCIAMENTO REFERENTE AO REGULAMENTO Nº /20XX PROCESSO Nº. /20XX (numração do protocolo com os documntos do crdnciado) Plo prsnt instrumnto d Trmo d Crdnciamnto, d um lado, como CREDENCIANTE, o SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, DEPARTAMENTO REGIONAL DO PARANÁ, inscrito no CNPJ sob nº /, com sd m, Paraná, sito à Rua, nº.,, d outro, como CREDENCIADA,, inscrita no CNPJ nº., com sd na Rua, ambos por sus rprsntants lgais ao final assinados, têm justo acordado o adiant xposto, m cláusulas condiçõs. CLÁUSULA PRIMEIRA OBJETO I O objto do prsnt Trmo d Crdnciamnto rfr-s à prstação d srviços d Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) srviços d Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO), constants no Rgulamnto d Crdnciamnto nº. /20, spcificamnt no(s) município(s) d. II É part intgrant dst Trmo d Crdnciamnto o Rgulamnto d Crdnciamnto nº. /20 sus Anxos o Apêndic do Rgulamnto d Crdnciamnto d Srviços d Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) d Srviços d Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional - PCMSO nº /20 (Anxo XI), qu contém as tablas d prços dos srviços, objto do rfrido Rgulamnto. III Em havndo conflito ntr os trmos do Rgulamnto dst Trmo d Crdnciamnto, prvalc o primiro. Parágrafo único: Est crdnciamnto trá como gstor, portador do CPF nº, plo SESI. CLÁUSULA SEGUNDA: FORMA I O prsnt Trmo d Crdnciamnto, no concrnnt a su objto dmais implicaçõs, foi autorizado plo Dirtor Suprintndnt do SESI/PR, no Procsso Intrno nº. /20, consoant documntação rspctiva, intgrant dst. CLÁUSULA TERCEIRA OBRIGAÇÕES DAS PARTES 19

20 São obrigaçõs da CREDENCIADA: a) Atndr aos clints do SESI/PR, conform clbrados nos Acordos d Nívis d Srviços (Anxo VIII); b) Prstar srviços nas mprsas dpndências da crdnciada, conform ncssidad d dmanda indicada plo SESI/PR; c) Emitir rlatório mnsal d produção conform modlo (Anxo VII), ants da cobrança plos srviços prstados, stando o pagamnto condicionado à aprovação dos msmos plos profissionais d SST do SESI/PR a ntrga do(s) documnto(s) do PPRA, PCMSO PPPA (quando aplicávl) ao SESI/PR; o ncaminhamnto do PPRA PCMSO/PPPA à mprsa clint do SESI/PR srá fita plos profissionais d SST do SESI/PR; d) Emitir nota fiscal mnsal, spcificando a Unidad do SESI/PR gradora do srviço, conform citado no objto, itm 1.2, com o rspctivo CNPJ, nos trmos da Instrução Normativa MPS/SRP 03 /2005, cláusula I, indicando númro d procdimntos/rlatórios, pormnorizadamnt; ) Assumir o pagamnto d todos os tributos, taxas, contribuiçõs prvidnciárias, trabalhistas inclusiv ART (Anotação d Rsponsabilidad Técnica) para a ára d Engnharia d Sgurança no Trabalho; f) Assumir as dspsas d dslocamnto, hospdagm alimntação do su pssoal, quando ncssário; bm como, as dspsas d matrial d consumo, ncssários ao cumprimnto dst crdnciamnto, g) Entrgar, mnsalmnt, ao SESI/PR, juntamnt com a fatura mnsal, os documntos prvistos no itm 3.2 c, d,, f g, bm como cópias das guias d rcolhimnto d FGTS do pssoal contratado plo rgim cltista, qu porvntura prst srviço ao SESI/PR, o comprovant d pagamnto d sus prstadors d srviços, bm como as rspctivas rtnçõs tributárias. Dvrá aprsntar ainda, comprovant d quitação junto ao INSS. A ausência d aprsntação d qualqur um dos documntos rfridos nsta alína acarrta na rtnção do pagamnto, plo SESI/PR, até rgularização da documntação. h) As rsponsabilidads m torno das qustõs ligadas a rcursos humanos pagamntos, rlativos a obrigaçõs trabalhistas prvidnciárias dos profissionais prstadors dos srviços, qualidad do matrial, quipamntos utilizados nos srviços d Elaboração do documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional (PCMSO) manutnção/consrto dos quipamntos utilizados para a ralização dos srviços, srão xclusivas do crdnciado; i) O SESI/PR não s rsponsabilizará plo crdnciado no transport nnhum tipo d dano qu possa ocorrr m unidads, quipamntos mobiliários d trciros; j) Tr m suas instalaçõs condiçõs d acsso à intrnt banda larga computador com capacidad acima d 1 GB(giga byts) imprssora colorida; k) Utilizar os Procdimntos Instruçõs d Trabalho do Modlo SESI d SST o Sistma SESI d Sgurança Saúd no Trabalho S4 softwar d gstão indicado plo SESI/PR, quando assim solicitado plo SESI/PR; l) Ants do início da prstação d srviços, a crdnciada dvrá aprsntar ao SESI/PR, na ocasião da visita d conformidad técnica, crtificado d calibração dos quipamntos utilizados ( dosímtro, dciblímtro, luxímtro, tc), bm como, as dmais libraçõs d uso xigidas lgalmnt, plos órgãos comptnts; 20

21 m) A mprsa dvrá informar à Unidad do SESI/PR na qual stivr crdnciada, todo dia 21 (vint um) d cada mês, a rlação d atndimntos com os valors rfrnts aos srviços prstados no príodo d 21 do mês antrior a 20 do mês corrnt. Após o SESI/PR aprovar o valor cobrado plos srviços, qu dvrá ocorrr m até 2 (dois) dias útis após o rcbimnto da informação do faturamnto, dvrá sr mitida ntrgu a Nota Fiscal d Prstação d Srviço até o dia 25 d cada mês, o pagamnto ocorrrá 15 dias após o rcbimnto do documnto fiscal na Unidad do SESI/PR. n) Forncr aos sus funcionários dsignados para atndr ao SESI/PR os quipamntos matriais ncssários a ralização dos srviços, inclusiv EPIs; o) Participar d trinamntos técnicos/opracionais quando solicitado plo SESI/PR. São obrigaçõs do CONTRATANTE: a) Analisar aprovar os rlatórios d faturamnto mitido pla crdnciada no prazo máximo d 2 (dois) dias útis, após su rcbimnto, obsrvando-s o prazo stipulado no tópico 4, ltra "m",do rspctivo trmo d crdnciamnto. b) Pagar às CREDENCIADAS os valors spcificados no Apêndic dst rgulamnto d nº /20 (Anxo XI) até o décimo quinto dia do mês subsqünt após a aprsntação d nota fiscal, rlatório idntificando os procdimntos ralizados aprsntação dos documntos prvistos no itm 3.2 c, d,, f g, bm como cópias das guias d rcolhimnto d FGTS do pssoal contratado plo rgim cltista, qu porvntura prst srviço ao SESI/PR. A mprsa dvrá aprsntar, mnsalmnt, o comprovant d pagamnto d sus prstadors d srviços, bm como as rspctivas rtnçõs tributárias. Dvrá aprsntar, ainda, comprovant d quitação junto ao INSS. A ausência d aprsntação d qualqur um dos documntos rfridos nsta alína acarrta na rtnção do pagamnto, plo SESI/PR, até rgularização da documntação. c) Forncr trinamnto suport técnico no Modlo SESI SST aos crdnciados trinamnto técnico opracional na utilização do softwar d gstão S4, mdiant libração d snha d acsso ao softwar. d) A crdnciada qu, a pdido do SESI/PR, prstar sus srviços nas dpndências das mprsas, ou sja, in company, cujo local d atndimnto stivr situado a mais d 30 km da Unidad do SESI/PR solicitant, srá rssarcida no valor d R$ 0,90 (novnta cntavos) por km xcdnt dos 30km, considrando, xclusivamnt, a distância ntr a unidad do SESI/PR o local d atndimnto, havndo também rssarcimnto d valors rlativos à pdágios. ) Entrgar os documntos do PPRA, PCMSO/PPPA (quando aplicávl), rlatório anual do PCMSO, rlatório anual do PPPA (quando aplicávl) laborados plos crdnciados aos clints indústria. CLÁUSULA QUARTA - PRAZO DE VIGÊNCIA O prsnt rgulamnto ntra m vigor na data d sua publicação vigorará por 12 mss, podndo qualqur mprsa do ramo, durant st prazo, dsd qu cumpra os rquisitos prvistos nst instrumnto, solicitar su crdnciamnto. O prazo d vigência do Rgulamnto podrá sr prorrogado, a critério do SESI/PR, dsd 21

22 qu haja a dvida publicação dsta prorrogação. As consqünts vntuais prorrogaçõs dos instrumntos contratuais d crdnciamnto srão objto d Trmo Aditivo. CLÁUSULA QUINTA PREÇO I A mprsa crdnciada srá paga proporcionalmnt aos srviços ftivamnt prstados, m conformidad com o constant no Apêndic do Edital n /20 do Rgulamnto d Crd nciamnto d Srviços d Elaboração do Documnto Bas do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA) d Elaboração do Documnto Bas Coordnação do Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional nº /20 (Anxo XI), part intgrant dst Trmo d Crdnciamnto. CLÁUSULA SEXTA- PENALIDADES I - A inxcução total ou parcial do Trmo d Crdnciamnto sujitará a CREDENCIADA, garantida a prévia dfsa, às sguints pnalidads: multa, rscisão suspnsão do dirito d licitar ou contratar com o Sistma FIEP por prazo não suprior a 2 (dois) anos, nas formas adiant spcificadas: a) Srá cabívl pna d multa no prcntual d 10% (dz por cnto) da importância apurada durant os três últimos mss d vigência do Trmo d Crdnciamnto, no caso d dscumprimnto total ou parcial do Trmo d Crdnciamnto, nsjando, a critério do SESI/PR, a rscisão do ajust. b) S a mprsa stivr crdnciada há mnos d três mss da ocorrência do dscumprimnto contratual total ou parcial justificador da aplicação da pnalidad, srá aplicada multa d 5% (cinco por cnto) da importância apurada no príodo d vigência contratual, nsjando, a critério do SESI/PR, a rscisão do ajust. II - A multa podrá sr aplicada isolada ou cumulativamnt com as dmais sançõs. III - Cabrá a pnalidad d suspnsão do dirito d licitar, plo prazo máximo d 2 (dois) anos, contados a partir d sua aplicação, nos casos d inxcução total ou parcial d qu dcorra rscisão contratual, a critério do SESI/PR ; IV Fica facultada a dfsa prévia da contratada, no caso d dscrdnciamnto ou aplicação d pnalidads, no prazo d 05 (cinco) dias útis, contados da notificação. CLÁUSULA SÉTIMA RESCISÃO I O prsnt Trmo d Crdnciamnto podrá sr rscindido, por qualqur uma das parts, bastando para tanto a notificação à part contraria com antcdência d 30 (trinta) dias. II O prsnt trmo d crdnciamnto podrá sr rscindido nas hipótss d su dscumprimnto, nos trmos do itm 8 do rgulamnto. III Os casos d rscisão contratual srão formalmnt motivados nos autos do Procsso, assgurada a prévia ampla dfsa. IV A rscisão motivada por inadimplmnto d uma das parts acarrtará a sta a aplicação das pnalidads prvistas na cláusula antrior. 22

23 CLÁUSULA OITAVA DA CESSÃO OU TRANSFERÊNCIA I Os srviços crdnciados podrão sr objto d cssão, subcontratação ou transfrência, no todo ou m part. CLÁUSULA NONA - DAS RESPONSABILIDADES I Est Trmo d Crdnciamnto não implica nnhum vínculo trabalhista ou prvidnciário, tndo a CREDENCIADA rsponsabilidad única, xclusiva total plos srviços prstados, m nada corrlacionado com o SESI/PR. II O SESI/PR não rspondrá por quaisqur ônus, diritos ou obrigaçõs vinculados à lgislação tributária, trabalhista, prvidnciária, scuritária dcorrnts da xcução do prsnt Trmo d Crdnciamnto, cujo cumprimnto rsponsabilidad cabrão, xclusivamnt, à CREDENCIADA. III A CREDENCIADA mantrá, durant toda a xcução do Trmo d Crdnciamnto, as condiçõs d habilitação qualificação qu lh foram xigidas para o crdnciamnto. CLÁUSULA DÉCIMA FORO I As parts lgm o Foro d Curitiba-PR para dirimir qualqur dúvida oriunda dst Trmo d Crdnciamnto. E, por starm d acordo com as cláusulas condiçõs stipuladas nst instrumnto, assinam o prsnt m 02 (duas) vias d igual tor forma, na prsnça d duas tstmunhas, para qu surtam todos os fitos lgais. DATA: / / CONTRATANTE: (nom cargo do gstor do contrato) CREDENCIADA: (nom cargo do gstor do contrato) TESTEMUNHAS: Nom : CPF: Nom : CPF: 23

24 ANEXO VI A - RELATORIO MENSAL DE PRODUÇÃO PPRA Planilha d Control para PPRA EMPRESA CREDENCIADA: (1) Engnhiro d Sgurança: (2) Técnicod Sgurança: Mês/Ano: N.º CNPJ Emprsa Município Data do início Crdnciamnto N.º d Funcionários N GAS Grau d Risco Data ntrga OBS.:... 24

25 ANEXO VI B - RELATORIO MENSAL DE PRODUÇÃO PCMSO Planilha d control para PCMSO EMPRESA CONTRATADA: (1) Médico do Trabalho Coordnador: (2) Técnico / Auxiliar d Enfrmagm: Mês/Ano: N.º CNPJ Emprsa Município Data do início do Trmo d Crdnciamnto N.º d Funcionários Grau d Risco CNAE PPPA mitido Distância (km) Tmpo (min) Total 25

26 ANEXO VII - ACORDO DE NÍVEIS DE SERVIÇOS PPRA DESCRIÇÃO DO SERVIÇO: Elaboração do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA)... na (nom da mprsa Clint do SESI) ACORDO DE NIVEIS DE SERVIÇO Rsponsabilidad da (nom da mprsa Crdnciada): - a) Disponibilizar ngnhiro d sgurança técnico d sgurança habilitados para laborar os Programas d Prvnção d Riscos Ambintais(PPRA) participar do trinamnto técnico / opracional nos procdimntos do modlo SESI SST softwar d gstão S4. b) Os técnicos, munidos dos quipamntos, dvm aprsntar-s na mprsa (nom da mprsa Clint SESI), portando quipamntos d sgurança individual (EPI) idntificado com su nom a inscrição à srviço do SESI/PR, RG. c) Cab aos técnicos ralizarm as avaliaçõs na mprsa fazr a ntrga do PPRA ao SESI, dvidamnt assinado plos profissionais, m até (trinta) dias da visita inicial na mprsa. d) Disponibilizar Engnhiro d Sgurança para ntrgar, protocolar aprsntar duas cópias do PPRA ao SESI para postrior ntrga d uma das cópias à ( nom da mprsa clint do SESI) arquivamnto da outra cópia na Unidad do SESI. ) Disponibilizar ngnhiro técnico d sgurança para analisar PPRA vignt do clint SESI adaptar à mtodologia SESI para insrção d dados no S4. f) Assumir a rsponsabilidad plas informaçõs ncssárias ou solicitadas por autoridads rfrnts aos srviços atndimntos da ( nom da mprsa clint do SESI). Rsponsabilidads do SESI: a) Monitorar o cadastramnto das mprsas trabalhadors no Sistma S4. b) Rcbr da (nom da mprsa Crdnciada) validar o documnto bas do PPRA. c) Entrgar, protocolar aprsntar PPRA rlatórios à (nom da mprsa Clint SESI), d) Acompanhar monitorar os rlatórios laborados plos crdnciados para os clints do SESI via dvolutiva no sistma S4. Rsponsabilidads da Emprsa clint SESI: a) Forncr ao crdnciado a rlação nominal dos trabalhadors, imdiatamnt após a assinatura da proposta comrcial, contndo obrigatoriamnt as sguints informaçõs do trabalhador( nom complto; RG; data d nascimnto; sxo; município; stado civil; NIT (PIS/PASEP); data d admissão; stor; cargo com o código brasiliro d ocupação (CBO/MTE); função). Estas informaçõs são ncssárias para qu a (nom da mprsa Crdnciada) labor o PPRA. b) Forncr ao crdnciado o PPRA vignt prmitindo insrção d dados no S4 para laboração do PPRA no modlo SESI. 26

27 (Caso haja mais algum dtalh, por mnor qu sja, dvrá constar nas rsponsabilidads). Est acordo firmado ntr as parts tm validad a partir d sua data d assinatura até a finalização do srviço dscrito nst acordo. Está m conformidad com o Trmo d Crdnciamnto númro /20XX já stablcido ntr as parts rprsnta o acordo comum ntr las para rgr o nívl d ficiência dos srviços crdnciados. A mínima altração m ficiência, uso ou qualqur outra informação somnt trá validad após a altração assinatura, dst acordo ntr as parts d comum acordo. As parts abaixo assinadas acitam os trmos aqui dscritos ofrcidos, como rgra d forncimnto, acitando sts indicadors como validadors para pnalidads multa m caso d falhas no forncimnto, prvistas no rgulamnto para o crdnciamnto d prstadors d Srviços d Elaboração do Programa d Prvnção d Riscos Ambintais (PPRA). Assinatura do Crdnciado Assinatura do SESI/PR 27

28 ANEXO VIII - ACORDO DE NÍVEIS DE SERVIÇOS PCMSO DESCRIÇÃO DO SERVIÇO: PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL (nom da mprsa Clint do SESI) Rsponsabilidad da (nom da mprsa Crdnciada crdnciamnto xtrno ou intrno): a) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador habilitado a laborar o Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional para trinamnto suport técnico nos procdimntos instruçõs d trabalho do Modlo SESI SST trinamnto técnico opracional na utilização do Sistma SESI d Sgurança Saúd no Trabalho softwar d gstão S4. b) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador para analisar documntos do PCMSO/PPPA/PPRA/PCMAT antriors xistnts na mprsa. c) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador para ralizar visita técnica d idntificação d prigos/fators d risco xistnts no ambint d trabalho da mprsa Clint SESI d possívis impactos à saúd dos trabalhadors. O Médico do Trabalho Coordnador dv aprsntar-s na mprsa (nom da mprsa Clint SESI) na Rua, nº, Bairro, na Cidad d, às horas do dia ( dia/mês/ano ), portando jalco com crachá idntificando com su nom, com a inscrição: à srviço do SESI/PR. d) Mantr contato com quip d sgurança da crdnciada para ngociar a laboração dos GAS nos casos da (nom da mprsa Clint SESI) solicitar somnt xcução do PCMSO, quando a Unidad do SESI não pudr absorvr sta dmanda. ) Disponibilizar Médico do Trabalho para laborar o PCMSO da (nom da mprsa Clint SESI), d acordo com a lgislação vignt, spcificamnt a Portaria nº , d , do Ministério do Trabalho Emprgo Norma Rgulamntadora nº. 7 o anxo I (do Quadro II) dsta msma norma para as mprsas com trabalhadors xpostos a nívis d prssão sonora lvados atndndo os procdimntos instruçõs d trabalho do Modlo SESI m Sgurança Saúd no Trabalho. f) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador para dtrminar os xams d auxílio diagnóstico rlacionados aos riscos/prigos dfinir a grad d xams médicos ocupacionais para cada GAS no S4 (tomar como rfrência as tablas d índics biológicos d xposição para agnts químicos (ACGIH NR7 Quadro I II) Tabla d corrlação CID/CNAE, Dcrto nº d 09 d stmbro d g) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador para dtrminar os xams d qualidad d vida dfinidos m conjunto com a mprsa. Tomar como rfrência os fators d risco para donças não transmissívis para o prfil dos trabalhadors da mprsa, como também os CID dfinidos como rlacionados com o CNAE da mprsa Lista C CID/CNAE, Dcrto Nº , d 9 d stmbro d 2009, disponibilizado no S4. h) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador para ntrgar, protocolar aprsntar o documnto bas do PCMSO documnto bas do PPPA (quando aplicávl) à (nom da mprsa Clint SESI). i) Disponibilizar Médico do Trabalho Coordnador Equip d Enfrmagm para acompanhamnto monitoramnto das açõs dcorrnts do PCMSO/PPPA à (nom da mprsa Clint SESI). j) Disponibilizar Médico do Trabalho da (nom da mprsa Crdnciada) para laborar rlatório anual do 28

29 PCMSO rlatório anual do PPPA (quando aplicávl) no final da vigência do programa, analisando fazndo comntários ants d ntrgá-lo à (nom da mprsa Clint SESI). k) Assumir a rsponsabilidad plas informaçõs ncssárias ou solicitadas por autoridads constituídas rfrnts aos srviços atndimntos da (nom da mprsa Clint SESI), l) Informar via dvolutiva no sistma S4 a ntrga dos documntos PCMSO/PPPA, rlatório anual do PCMSO do PPPA, rlatório pidmiológico laborados plos crdnciados aos clints indústria. Rsponsabilidads do SESI: a) Monitorar o cadastramnto das mprsas trabalhadors no Sistma S4. b) Monitorar a ntrga, protocolo, aprsntação do documnto bas do PCMSO documnto bas do PPPA à (nom da mprsa Clint SESI), c) Monitorar a ntrga, protocolo, aprsntação do rlatório anual do PCMSO rlatório anual do PPPA à (nom da mprsa Clint SESI). ) Vrificar o acompanhamnto monitoramnto dos rlatórios laborados plos crdnciados para clints indústria via dvolutiva no sistma S4. Rsponsabilidad da Emprsa clint SESI: a) Forncr para (nom da mprsa Crdnciada) a rlação nominal dos trabalhadors, imdiatamnt após a assinatura da proposta comrcial, contndo obrigatoriamnt as sguints informaçõs: nom complto; RG; data d nascimnto; sxo; município; stado civil; númro d inscrição do trabalhador NIT (PIS/PASEP); data d admissão; stor; cargo com o código brasiliro d ocupação (CBO/MTE); função. Estas informaçõs são ncssárias para qu a (nom da mprsa Crdnciada) labor o PCMSO/PPPA (quando aplicávl). b) Forncr ao Médico do Trabalho Coordnador da (nom da mprsa Crdnciada) para anális, os documntos do PCMSO/PPPA/PPRA/PCMAT antriors xistnts na mprsa. c) Forncr para (nom da mprsa Crdnciada) o PPRA vignt prmitindo insrção d dados no S4 para laboração do PCMSO/PPPA. Est acordo firmado ntr as parts tm validad a partir d sua data d assinatura até finalização do srviço dscrito nst Acordo, stá m conformidad com o Trmo d Crdnciamnto númro /20 já stablcido ntr as parts, rprsnta o acordo comum ntr las para rgr o nívl d ficiência dos srviços crdnciados. A mínima altração m ficiência, uso ou qualqur outra informação somnt trá validad após a altração, assinatura, dst acordo ntr as parts d comum acordo. As parts abaixo assinadas acitam os trmos aqui dscritos ofrcidos, como rgra d forncimnto, acitando sts indicadors como validadors para pnalidads multa m caso d falhas no forncimnto, prvistas no rgulamnto para o crdnciamnto d prstadors d Srviço d Programa d Control Médico d Saúd Ocupacional - PCMSO númro 303/2011, do SESI/PR. Assinatura do Crdnciado Assinatura do SESI/PR DATA: 29

30 ANEXO IX ENDEREÇOS DAS UNIDADES DO SESI CIDADE ENDEREÇO DAS UNIDADES DDD TELEFONE CTBA/REGIÃO METROPOLITANA CIC Rua Snador Accioly Filho, 250 CIC CEP: Campo Largo Rua Rui Barbosa, 868 Cntro CEP: Rio Ngro Rua Svro d Almida, 954 Bom Jsus CEP: Quatro Barras Avnida Dom Pdro II, 740 Cntro CEP: São José dos Pinhais Rua Maria Hlna, 707 Vila Hitor CEP: Araucária Rodovia do Xisto, Marginal, Estação BR 476 N CEP: Rio Branco do Sul Avnida Santos Dumont, s/nº Tacaniça CEP: CAMPOS GERAIS Ponta Grossa Avnida João Manol dos Santos Ribas, 405 Cntro CEP: Guarapuava Rua Coronl Lustosa, 1736 Batl CEP: Irati Rua Coronl Emílio Goms, 03 Cntro CEP: Tlêmaco Borba Rua Vidal d Ngriros, 225 Cntro CEP: União da Vitória Rua Marchal Dodoro, 70 Cntro CEP: São Matus do Sul Avnida Ozi Mndonça Dlina, 1186 Cntro CEP: NORTE Arapongas Avnida Maracanã, 3260 Vila Araponguinha CEP: Apucarana Avnida Aviação, 1851 Jardim Aroporto CEP: Bandirants Rodovia BR 369 KM 57 CEP: Londrina Rua Dputado Frnando Frrari, 160 Jardim Bancários CEP: Sto Antonio da Platina Rodovia BR 153 KM 40 CEP: NOROESTE Cianort Travssa 1, 63 Parqu Industrial CEP: Umuarama Rodovia PR 489, N 1400, Jardim Univrsitá rio CEP: Campo Mourão Rodovia BR 272, KM 01 Parqu Industrial CEP: Maringá Rua Antonio Carnil, 499 Zona 5 CEP: OESTE/SUDOESTE Cascavl R Doutor Hitor Stoclr d França, 160 Jd Maria Luiza CEP Toldo Rua do Cdro, 873 Vila Oprária CEP: M. Cândido Rondon Avnida Rio Grand do Sul, 3133 Parqu Industrial CEP: Pato Branco Rua Xingú, 833 Amadori CEP: Francisco Bltrão Rua União da Vitória, 66 Miniguaçu CEP: Foz do Iguaçu Rua Araucária, 58 Vila A CEP: Trra Roxa Rua Ricardo França Trichs, 293 Cntro CEP

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo.

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo. Atualiza o Manual d Instruçõs Grais (MIG) Cadastro. A Dirtoria Excutiva da Confdração Nacional das Cooprativas do Sicoob Ltda. Sicoob Confdração, com fulcro no art. 58 do Estatuto Social, basado na strutura

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Ants da MP nº 665/14 Art. 2o-B. Em carátr xcpcional plo prazo d sis mss, os trabalhadors qu stjam m situação d dsmprgo involuntário plo príodo comprndido ntr doz dzoito mss, inintrruptos, qu já tnham sido

Leia mais

Protocolo n.º 10/007041. REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO n.º 076/2011 PARA ELABORAÇÃO DO PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA

Protocolo n.º 10/007041. REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO n.º 076/2011 PARA ELABORAÇÃO DO PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA O SESI/PR Serviço Social da Indústria, adiante designado simplesmente SESI/PR, com sede na Rua Cândido de Abreu, nº. 200, nesta Capital, torna público o presente REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso d suas atribuiçõs lgais statutárias, torna público st Edital

Leia mais

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Campus d Ilha Soltira PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Aos dz (10) dias do mês d stmbro (09) do ano d dois mil doz (2012), na Sala d Runiõs da Congrgação, as parts abaio nomadas tomaram ciência do

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS Fundo Municipal Sd cr Saúd ta- Comissão ria dprmannt Sa d RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição d Kit HIV Hpatit (Rgistro d Prços). RETIFICA-SE através

Leia mais

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha Esta é uma Mdida só para 2012, ou vai continuar? Não stá prvisto na lgislação um príodo d vigência. Uma ntidad mprgadora com mnos d cinco (5) trabalhadors pod candidatar s ao Estímulo 2012? Sim. Nst caso,

Leia mais

DELIBERAÇÃO N.º 793/2012

DELIBERAÇÃO N.º 793/2012 DELIBERAÇÃO N.º 793/2012 Parágrafo único Nos casos m qu o afastamnto s stndr por tmpo suprior ao prvisto, dsd qu autorizada sua prorrogação, fará jus, às diárias corrspondnts ao príodo prorrogado. Art.

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015

EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015 EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015 ÁS 11:00H, NA PREFEITURA d TURUÇU RS, à BR 116 KM 482 s/n TURUÇU- RS. PLANILHA DE BENS PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU RS. AO FINAL ESTÃO

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014 F i n a l i d a d O r i n t a r o u s u á r i o p a r a q u s t o b t PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Vrsão: 27/08/2014 Atualizado m: 27/08/2014

Leia mais

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 d Agosto d 2007 Diplomas altrados CAPÍTULO I Disposiçõs grais Administração local autárquica (A) Municípios Frgusias Dcrto-Li n.º 17/2007, d 22 d Janiro, qu criou o rgim xcpcional

Leia mais

Edital. V Mostra LEME de Fotografia e Filme Etnográficos e II Mostra LEME de Etnografia Sonora

Edital. V Mostra LEME de Fotografia e Filme Etnográficos e II Mostra LEME de Etnografia Sonora Edital V Mostra LEME d Fotografia Film Etnográficos 5º SEMINÁRIO DO LABORATÓRIO DE ESTUDOS EM MOVIMENTOS ÉTNICOS - LEME 19 a 21 d stmbro d 2012 Univrsidad Fdral do Rcôncavo da Bahia Cachoira-BA O 5º Sminário

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA

SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA Nº 95, quinta-fira, 17 d maio d 2012 1 ISSN 1677-7042 67 Considrando os ntndimntos mantidos com os Prsidnts das Juntas d Rcursos com os dirignts da Coordnação Gral d Logística do Instituto Nacional do

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DE CURSOS TÉCNICOS E TECNOLÓGICOS ESTRANGEIROS DE ENSINO, PELO INSITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA- IFB. 1. DA ABERTURA 1.1

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE RJ-BIE-2011/00060 Publicação Diária - Data: 31/03/2011 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIA Nº RJ-PGD-2011/00012 d 28 d março d 2011 PORTARIAS PGD O JUIZ FEDERAL - DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE DOS

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 48 ISSN 1677-7069 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL EXTRATO DE CONTRATO Nº 195/2013 - UASG 154054 Nº Procsso: 23104006021201307. PREGÃO SRP Nº 124/2013. Contratant: FUNDACAO UNIVER- SIDADE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD A Pró-Ritoria d Graduação Educação Profissional (PROGRAD)

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. EDITAL Nº. 005, de 30 de janeiro de 2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. EDITAL Nº. 005, de 30 de janeiro de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS EDITAL Nº. 005, d 30 d janiro d 2009. A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS torna público para conhcimnto dos intrssados qu ralizará CONCURSO

Leia mais

MANUAL DE NORMAS AGENTE DE CÁLCULO E ACELERADOR

MANUAL DE NORMAS AGENTE DE CÁLCULO E ACELERADOR MANUAL DE NORMAS AGENTE DE CÁLCULO E ACELERADOR VERSÃO: 14/12/2011 Manual d Normas Agnt d Cálculo Aclrador 2 / 12 MANUAL DE NORMAS AGENTE DE CÁLCULO E ACELERADOR ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3

Leia mais

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado.

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado. PSICROMETRIA 1 1. O QUE É? É a quantificação do vapor d água no ar d um ambint, abrto ou fchado. 2. PARA QUE SERVE? A importância da quantificação da umidad atmosférica pod sr prcbida quando s qur, dntr

Leia mais

Nº 61, segunda-feira, 31 de março de 2014 3 ISSN 1677-7069 COLÉGIO PEDRO II CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

Nº 61, segunda-feira, 31 de março de 2014 3 ISSN 1677-7069 COLÉGIO PEDRO II CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Nº 61, sgunda-fira, 31 d março d 2014 3 ISSN 1677-7069 25 3. A REMUNERAÇÃO REGIME E TRABALHO CLASSE NÍVEL VB RT ESPECIALIZAÇÃO MESTRAO O U TO R A O 20 horas I 1 1.966,67 152,35 428,07 785,93 40 horas I

Leia mais

Estado de Santa Catarina Município de NAVEGANTES Edital n.º 001/2015 de CONCURSO PÚBLICO

Estado de Santa Catarina Município de NAVEGANTES Edital n.º 001/2015 de CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 DE CONCURSO PÚBLICO Abr inscriçõs dfin normas para o Concurso Público, dstinado a provimnto d vagas tmporárias formação d cadastro d rsrva do Quadro d Pssoal da Administração Dirta do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO Quadra 109 Nort, AV. NS -15, ALCNO 14 Plano Dirtor Nort 77001-970 Palmas/TO (63) 3232-8545 www.uft.du.br cops@uft.du.br EDITAL N 003/2015

Leia mais

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO CRONOGRAMA ÍNDICE FASES DATAS APURAMENTOS LOCAL 4 alunos por scola 1. Introdução...2 1ª fas Escolas 2ª fas Distrital Até 11 d Janiro 1 ou 2 d Fvriro 2 do sxo fminino

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO Quadra 109 Nort, AV. NS -15, ALCNO 14 Plano Dirtor Nort 77001-970 Palmas/TO (63) 3232-8545 www.uft.du.br cops@uft.du.br EDITAL N 001/2016

Leia mais

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01 1 APROVAÇÃO DO DOCUMENTO Rsponsávl plo Procsso Validação Função Nom Razão para a nova vrsão Coord. CTCO José Pirs dos Ris Não - vrsão inicial Pró-Prsidnt para a Qualidad João Lal Aprovação Prsidnt IPBja

Leia mais

Ministério da Justiça

Ministério da Justiça Nº 193, quinta-fira, 8 d outubro d 2015 1 ISSN 1677-7042 31 I - fatos rlacionados às atividads das socidads sguradoras d capitalização; ntidads abrtas d prvidência complmntar; socidads cooprativas, nas

Leia mais

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO 8 Expriência n 1 Lvantamnto da Curva Caractrística da Bomba Cntrífuga Radial HERO 1. Objtivo: A prsnt xpriência tm por objtivo a familiarização do aluno com o lvantamnto d uma CCB (Curva Caractrística

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 14/2011 PRAC SELEÇÃO PÚBLICA A Pró-Ritoria Acadêmica da Univrsidad Católica d Plotas torna pública a abrtura d SELEÇÃO DOCENTE, como sgu:

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO CRH-009/2007

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO CRH-009/2007 EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO CRH-009/2007 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS PARA PREENCHIMENTO DE EMPREGOS NO QUADRO DE PESSOAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE POÇOS DE CALDAS (MG). A Prfitura Municipal d Poços d Caldas

Leia mais

Informamos ainda que estamos à disposição para elucidar eventuais dúvidas. Atenciosamente, Natan Schiper Diretor Secretário

Informamos ainda que estamos à disposição para elucidar eventuais dúvidas. Atenciosamente, Natan Schiper Diretor Secretário Rio d Janiro, 22 d outubro d 2012 Of. Circ. Nº 425/12 Snhor Prsidnt, Foram publicadas no Diário Oficial do Estado do Rio d Janiro no dia 18 d outubro d 2012 as Rsoluçõs SES/RJ Nºs 453, 454, 457 458, todas

Leia mais

PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA

PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA I Aos quinz dias d mês d maio d 2014, ntr Autoridad Para

Leia mais

Atualizado em, 28/02/2012 Páginas:27, 28 e 41. Página 1 de 43

Atualizado em, 28/02/2012 Páginas:27, 28 e 41. Página 1 de 43 Atualizado m, 28/02/2012 Páginas:27, 28 41. Página 1 d 43 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O CARGO DE PROFESSOR TEMPORÁRIO 2012.2 EDITAL Nº 022, DE 27 DE

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 06 ISSN 677-7042 Nº 22, quarta-fira, 3 d novmbro d 203 PORTARIA Nº 2.72, DE 2 DE NOVEMBRO DE 203 Rdfin o rgulamnto técnico d procdimntos hmotrápicos. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso da atribuição

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Atualizado m, 24/09/2010 Páginas: 01; 05; 07; 08; 33 34. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS/UFT CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE AUXILIAR DE ENSINO, PROFESSOR ASSISTENTE

Leia mais

CADERNO 1 - DIÁRIO DO EXECUTIVO/LEGISLATIVO

CADERNO 1 - DIÁRIO DO EXECUTIVO/LEGISLATIVO QUARTA-FEIRA, 17 DE JUNHO DE 2015 -- DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO MONTES CLAROS-MG - ANO 3 - Nº 397 SUMÁRIO DIÁRIO DO EXECUTIVO/LEGISLATIVO Administração Dirta...1 a 5 Administração Indirta...3 Município

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

32 ISSN 1677-7042. Ministério da Previdência Social. Nº 15, quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

32 ISSN 1677-7042. Ministério da Previdência Social. Nº 15, quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 32 ISSN 677-7042 Nº 5, quinta-fira, 22 d janiro d 205 Procsso Nº 08000.00890/204-92 - GEORGE RAYMOND SHEEHAN, até 30/2/205 Procsso Nº 08000.0095/204-58 - JORGE LUIS LOPEZ GARCIA, até 02/02/206 Procsso

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas IAS 17 (1) NORMA INTERNACIONAL DE CONTABILIDADE IAS 17 Locaçõs ÍNDICE Parágrafos Objctivo 1 Âmbito 2-3 Dfiniçõs 4-6 Classificação d locaçõs 7-19 Locaçõs nas dmonstraçõs financiras d locatários 20-35 Locaçõs

Leia mais

Empresa Elétrica Bragantina S.A

Empresa Elétrica Bragantina S.A Emprsa Elétrica Bragantina S.A Programa Anual d Psquisa Dsnvolvimnto - P&D Ciclo 2006-2007 COMUNICADO 002/2007 A Emprsa Elétrica Bragantina S.A, concssionária d srviço público d distribuição d nrgia létrica,

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2004R0854 PT 01.07.2013 009.001 1 Est documnto constitui um instrumnto d documntação não vincula as instituiçõs B C2 REGULAMENTO (CE) N. o 854/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO d 29 d Abril d 2004

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG SUMÁRIO PARTE I BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA 1 - NOÇÕES SOBRE O BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

Legislação Mineira NORMA: LEI 20591. LEI 20591 de 28/12/2012 - Texto Atualizado

Legislação Mineira NORMA: LEI 20591. LEI 20591 de 28/12/2012 - Texto Atualizado Lgislação Minira NORMA: LEI 20591 LEI 20591 d 28/12/2012 - Txto Atualizado Institui a Gratificação d Incntivo à Psquisa à Docência a Gratificação d Função d Psquisa Ensino Gipd, no âmbito da Fundação João

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL Nº 52, DE 30 DE JULHO DE 2013 A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT, nst ato rprsntada plo su ritor, Márcio Silvira, dsignado

Leia mais

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO E L U C I D Á R I O do SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO (Principais Qustõs, Esclarcimntos Rspostas) 1. O qu é o SIM Sistma d Imposto Mínimo? É uma nova forma d pagar IRPS ou IRPC a qu passam a ficar obrigados

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO O Município d Duartina, Estado d São Paulo, no uso d suas atribuiçõs lgais, torna público o Edital d Prorrogação das Inscriçõs,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Quadro 1 - Das Especificações dos Empregos Públicos, Especialidades e Outros Dados: ESCOLARIDADE/ REQUISITOS. - Ensino Fundamental*

Quadro 1 - Das Especificações dos Empregos Públicos, Especialidades e Outros Dados: ESCOLARIDADE/ REQUISITOS. - Ensino Fundamental* PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE EMPREGOS PÚBLICOS PARA O SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU 192 - CISTRI MACRORREGIÃO TRIÂNGULO DO NORTE - EDITAL Nº 001, DE 20/11/2015

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - .

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - . 4 ISSN 677-7042 Nº 96, quarta-fira, 2 d maio d 2008 608, DE 20 DE MAIO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso d suas atribuiçõs lgais tndo m vista o disposto na Portaria MP n o 450,

Leia mais

Indeferir o Requerimento de Anistia post mortem de MA- NOEL SOARES NASCIMENTO, filho de JUSTINA SOARES DO N A S C I M E N TO. JOSÉ EDUARDO CARDOZO

Indeferir o Requerimento de Anistia post mortem de MA- NOEL SOARES NASCIMENTO, filho de JUSTINA SOARES DO N A S C I M E N TO. JOSÉ EDUARDO CARDOZO Nº 138, quarta-fira, 22 d julho d 2015 1 ISSN 1677-7042 25 N o - Município 1 Alvorada 2 Bagé 3 Barra do Guarita 4 Barra do Quaraí 5 Cachoira do Sul 6 Cachoirinha 7 Crro Grand 8 Esprança do Sul 9 Estio

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europu PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA A prnchr plo IEFP, I. P. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Cntro d Emprgo Data d Rcpção - - Númro do Procsso

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

Protocolo n.º 11/001894

Protocolo n.º 11/001894 O SESI/PR Srviço Social da Indústria, adiant dsignado simplsmnt SESI/PR, com sd na Rua Cândido d Abru, nº. 200, nsta Capital, torna público o prsnt rgulamnto d crdnciamnto para laboração do programa d

Leia mais

PLUGUES E TOMADAS. Padrão NBR 14.136. Painel Setorial INMETRO 11 abr 2006

PLUGUES E TOMADAS. Padrão NBR 14.136. Painel Setorial INMETRO 11 abr 2006 PLUGUES E TOMADAS Padrão NBR 14.136 Painl Storial INMETRO 11 abr 2006 1 NBR para (P&T) 2 ABNT NBR NM 60884-1 tomadas para uso doméstico análogo Part 1: Rquisitos grais - Fixa as condiçõs xigívis para P&T

Leia mais

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis.

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. 18/05/12 Anvisa - Lgislação - Portarias Lgislação Para vrificar a atualização dsta norma, como rvogaçõs ou altraçõs, acss o Visalgis. Portaria n º 27, d 13 d janiro d 1998 A Scrtária d Vigilância Sanitária,

Leia mais

14 ISSN 1677-7069. Ministério da Cultura. Nº 185, quinta-feira, 25 de setembro de 2014 SECRETARIA EXECUTIVA

14 ISSN 1677-7069. Ministério da Cultura. Nº 185, quinta-feira, 25 de setembro de 2014 SECRETARIA EXECUTIVA 14 ISSN 1677-7069 Nº 185, quinta-fira, 25 d stmbro d 2014. Ministério da Cultura SECRETARIA EXECUTIVA EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 1/2014 A SECRETÁRIA-EXECUTIVA, SUBSTITUTA, DO MI- NISTÉRIO DA CULTURA,

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

3 Proposição de fórmula

3 Proposição de fórmula 3 Proposição fórmula A substituição os inos plos juros sobr capital próprio po sr um important instrumnto planjamnto tributário, sno uma rução lgal a tributação sobr o lucro. Nos últimos anos, a utilização

Leia mais

ISSN 1677-7042 SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

ISSN 1677-7042 SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Nº 91, sxta-fira, 14 d maio d 2010 1 199 SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO PORTARIA N o - 183, DE 11 DE MAIO DE 2010 Aprova o Anxo II (Plataformas Instalaçõs

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação Fundação de Apoio a Escola Técnica

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação Fundação de Apoio a Escola Técnica PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO NA FORMA DE ORGANIZAÇÃO: SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO NA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE TEATRO MARTINS PENA. EDITAL 2016.1-07 O

Leia mais

Confirmação dos dados cadastrais + Alerta de Documentos + Confirmação do telefone

Confirmação dos dados cadastrais + Alerta de Documentos + Confirmação do telefone Tabla d Prços C PRODUTO Dscritivo Insumos Consultas d Balcão Consulta com imprssão d xtrato simplificado d rgistros, com composição idêntica à Dclaração Consumidor SóChqu Confirm PJ Confirmação dos dados

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

com efeitos financeiros a contar da competência julho/2004. JORGE SOLLA O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

com efeitos financeiros a contar da competência julho/2004. JORGE SOLLA O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO-RE PORTARIA PORTARIA PORTARIA Nº 135, quinta-fira, 15 d julho d 2004 1 81 FABRICANTE : OLYMPUS LATIN AMERICA CO. - ESTADOS UNIDOS BML-1Q.A/B;

Leia mais

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br Tabla d Tarifas Pssoa Física Divulgada m 01/08/013 Vigência a partir d: 01/09/013 Rlação dos srviços tarifados rspctivos valors vignts. Os valors máximos foram stablcidos pla Cooprativa, obsrvada a rsolução

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO POR BENEFICIÁRIOS DE PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO A prnchr plo IEFP, I.

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA

CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA INSCRIÇÕES LIMITADAS INSCREVA-SE ATÉ ÁS 23:min DO DIA 19/09 OU ENQUANTO HOUVER INSCRIÇÕES NÃO DEIXE PARA ÚLTIMA HORA! Valor Público Gral (Corrida caminhada):

Leia mais

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores.

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores. Est Plano d Curso podrá sofrr altraçõs a critério do profssor / ou da Coordnação. PLANO DE CURSO 2011 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Excução civil, tutlas d urgência procdimntos spciais. PROFESSOR:

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

Caro usuário, Atenciosamente, Equipe de Documentação. Intelbras S/A 03/06

Caro usuário, Atenciosamente, Equipe de Documentação. Intelbras S/A 03/06 Caro usuário, Você acaba d adquirir um produto dsnvolvido pla Intlbras, mprsa lídr na fabricação d trminais cntrais tlfônicas da América Latina. O tlfon sm fio ISF 900 TEL ID possui um dsign qu agrga conforto

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA DA VIGÊNCIA DA ATA 3.1. A presente Ata de Registro de Preços terá vigência de 12 (doze) meses, a contar da data de sua assinatura.

CLÁUSULA TERCEIRA DA VIGÊNCIA DA ATA 3.1. A presente Ata de Registro de Preços terá vigência de 12 (doze) meses, a contar da data de sua assinatura. Dpartamnto d Licitaçõs Contratos ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 052/2015. PREGÃO PRESENCIAL Nº 021/2015 REGISTRO DE PREÇOS. PROCESSO Nº 352/2015. VALIDADE: 12 (DOZE) MESES Aos dznov dias do mês d maio do

Leia mais

mediadores de seguros, bem como as regras do seguro autom el obrigat io5;

mediadores de seguros, bem como as regras do seguro autom el obrigat io5; PN 960.021: Ag. TC. Amarant; Ag.2: ; Ag.os: Em confr 麩 cia, no Tribunal da Rla 鈬 o do Po rto 1. A Ag. n 縊 s conformou com o dspacho plo qual foram havidos como parts ilg 咜 imas (por consguint, absolvidos

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

documento de identidade original

documento de identidade original PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 5.ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO EDITAL N.º 18/2007 TRT/5.ª REGIÃO, DE 4 DE JUNHO DE 2007 O

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO CEDRO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO CEDRO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015 ABRE INSCRIÇÕES E BAIXA NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVODE PROFESSORES HABILITADOS, PROFESSORES NÃO HABILITADOS, PROFESSORES COM MAGISTERIO, AUXILIAR DE SERVIÇOS

Leia mais

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício OFICINA 9-2ºSmntr / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Profssors: Edu Vicnt / Gabrila / Ulício 1. (Enm 2012) As curvas d ofrta d dmanda d um produto rprsntam, rspctivamnt, as quantidads qu vnddors

Leia mais

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem PSI-2432: Projto Implmntação d Filtros Digitais Projto Proposto: Convrsor d taxas d amostragm Migul Arjona Ramírz 3 d novmbro d 2005 Est projto consist m implmntar no MATLAB um sistma para troca d taxa

Leia mais

TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE.

TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE. TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI AUTOR(ES):

Leia mais

PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES

PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES Rodrigo Sousa Frrira 1, João Paulo Viira Bonifácio 1, Daian Rznd Carrijo 1, Marcos Frnando Mnzs Villa 1, Clarissa Valadars Machado 1, Sbastião Camargo

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional Plano Dirtor d Tcnologia da Informação 2012-2013 88 Anxo 2 Projtos idntificados no Plano d Dsnvolvimnto Institucional Cód Projto/Programa (Ncssidad) 1 Espaço Cinma I II Equipar salas com datashow, room

Leia mais

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO?

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? Luís Augusto Chavs Frir, UNIOESTE 01. Introdução. Esta é uma psquisa introdutória qu foi concrtizada como um studo piloto d campo,

Leia mais

RETIFICAÇÃO II - EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 011/2013

RETIFICAÇÃO II - EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 011/2013 Fundo Municipal S cr Saú ta- Comissão RETIFICAÇÃO II - EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 011/2013 OBJETO: Contratação Emprsa Espcializada m Prstação Srviço Solução Imprssão Dpartamntal (Outsourcing Imprssão)

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE MIMOSO DO SUL

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PREFEITURA MUNICIPAL DE MIMOSO DO SUL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 077/2015. PREGÃO PRESENCIAL Nº 035/2015 REGISTRO DE PREÇOS. PROCESSO Nº 613/2015. VALIDADE: 12 (DOZE) MESES Aos st (07) dias do mês d Julho (07) do ano d dois mil quinz (2015),

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES O Município de Não-Me-Toque comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO no horário das 8:15 às 11:33h e das

Leia mais

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009 Cartão o d Crédito: Custos das Opraçõ çõs no Brasil Audiência Pública Câmara dos Dputados CFT dzmbro d 2009 Instrumntos d Pagamnto Quantidad d transaçõ çõs Evoluçã ção Milhõs d transaçõ çõs 2 Intrbancários

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia d Configuração do Monitoramnto do srvidor Cisco UCS cisco_ucs séri 2.1 Avisos lgais Copyright 2013, CA. Todos os diritos rsrvados. Garantia O matrial contido nst documnto é

Leia mais

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS ANEXO III CATÁLOGO DE S Tndo m vista a ncssidad do Plano d Cargos, Carriras Salários - PCCS prvr os cargos xistnts dntro do CREA- TO, aprsnta st Catálogo d Dscrição d Cargos quais srão as atribuiçõs qu

Leia mais

~ ~ ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA FAZENDA CONSELHO DE RECURSOS TRIBUTÁRIOS

~ ~ ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA FAZENDA CONSELHO DE RECURSOS TRIBUTÁRIOS .".,....,. RESOLUÇÃO N 2007 1a CÂMARA DE JULGAMENTO 51 a SESSÃO ORDINÁRIA EM: 20.03.2007 PROCESSO N. 2/5023/2005 AUTO DE INFRAÇÃO N 2/200520854 RECORRENTE: ERALDO MARINHO DA SILVA. RECORRIDO: CÉLULA DE

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais