Contrato de Usuário Final da Aspect para Produtos Microsoft (Rev 3.0)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contrato de Usuário Final da Aspect para Produtos Microsoft (Rev 3.0)"

Transcrição

1 Favr Salvar u Imprimir para Seus Arquivs Cntrat de Usuári Final da Aspect para Prduts Micrsft (Rev 3.0) Inclui: Cntrat de Licença de Usuári Final da Aspect Referente a Micrsft SQL Server 2008 R2 Standard Cntrat de Licença de Usuári Final da Aspect Referente a Micrsft Lync Server 2010 Standard Editin Avis apenas as Canais Aspect: Se vcê fr um Canal da Aspect revendend s Prduts Aspect, vcê deverá incluir a seguinte cláusula em sua ctaçã/pedid a ser assinada pr seu cliente para licenciament de quaisquer ds prduts prevists neste instrument: Os Prduts e Serviçs prevists nesta ctaçã/pedid serã regids pels terms e cndições d cntrat d Cliente cm [Canal] e Cntrat de Usuári Final da Aspect para Prduts Micrsft (Rev 3.0) dispnível n endereç e celebrad entre a Aspect e Cliente. A assinatura d Cliente nesta ctaçã/pedid indica que Cliente leu, entende e cncrda cm Cntat de Usuári Final da Aspect para Prduts Micrsft (Rev 3.0). Se vcê fr um Canal da Aspect autrizad a usar s Prduts Aspect para frnecer Serviçs de Aplicativs a clientes ( Canal ASP ), s Cntrats de Licença de Usuári Final da Aspect prevists neste instrument nã se aplicarã a vcê u a seus clientes. Seu us ds Prduts Micrsft frnecids em u cm tais Prduts Aspect é regulad pel Cntrat de Licença de Frnecedr de Serviç celebrad entre vcê e a Micrsft, cnfrme previst n Aditiv ASP a seu Cntrat de Vendas pr Canal.

2 CONTRATO DE LICENÇA DE USUÁRIO FINAL DA ASPECT REFERENTE AO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 STANDARD Estes terms se aplicam a sua licença ds seguintes pduts da Aspect, incluind quaisquer licenças ad-n d(s) seguinte(s) prdut(s) Aspect: Aspect Cntact, Aspect Unified IP, Aspect Seamless Custmer Service, Aspect Streamlined Cllectins, Aspect Blended Interactins, Aspect Advanced List Management, Unified Cmmand e Cntrl-Administratin Para Cntat Aspect Para tds s utrs Prduts Aspect listads acima Licenças de Servidr: 1 Licenças de Prcessadr: 1 Licenças especificadas na Ctaçã da Aspect Estes terms de licença representam um acrd firmad entre a Aspect Sftware, Inc. u qualquer subsidiária lcal da qual vcê tenha adquirid a licença d sftware da Micrsft descrita neste instrument ( Aspect ) e vcê ( cliente usuári-final). Leia-s atentamente. Eles se aplicam a sftware acima identificad, que inclui, se huver, a mídia na qual ele está cntid, excet qualquer sftware exclusiv da Aspect u de terceirs (salv sftware Micrsft descrit neste instrument) licenciad em cnjunt cm tal sftware exclusiv da Aspect (cletivamente denminad Prdut Aspect ), que é licenciad a vcê sb um cntrat separad entre vcê e a Aspect. Os terms deste cntrat também se aplicam a quaisquer atualizações deste sftware que é frnecid a vcê pela Aspect, salv se utrs terms acmpanharem s referids itens. Nesse cas, aplicar-se-ã seus respectivs terms. Além destas atualizações, que sã frnecidas a vcê sb s terms aplicáveis a prduts de terceirs incrprads nas plíticas de serviçs de suprte e dcumentaçã de prcediments assciadas a(s) prdut(s) Aspect em que sftware esteja incrprad, a Aspect nã prestará quaisquer serviçs a vcê sb estes terms de licença; quaisquer serviçs Aspect sã frnecids e regids pr um cntrat separad entre vcê e a Aspect. AO USAR O SOFTWARE, VOCÊ ESTARÁ ACEITANDO OS PRESENTES TERMOS. SE NÃO ACEITÁ-LOS, NÃO USE O SOFTWARE. EM VEZ DISSO, DEVOLVA-O À ASPECT PARA QUE a ASPECT DETERMINE SUA POLÍTICA DE DEVOLUÇÃO. A Micrsft Crpratin, u uma de suas afiliadas (cletivamente, Micrsft ) licenciu sftware para a Aspect. Esses terms substituem quaisquer terms eletrônics que pssam estar cntids n sftware. Se quaisquer terms cntids n sftware estiverem em cnflit cm s presentes terms, estes prevalecerã. *** SE CUMPRIR COM ESTES TERMOS DE LICENÇA, VOCÊ TERÁ OS DIREITOS A SEGUIR PARA CADA SERVIDOR DEVIDAMENTE LICENCIADO. 1. VISÃO GERAL. a. Sftware. O sftware inclui sftware de servidr e sftware adicinal que pde ser usad apenas cm sftware de servidr, direta u indiretamente, pr mei de utrs sftwares. b. Mdel de Licença. O sftware é licenciad cm base n Mdel Licença Pr Prcessadr númer de prcessadres físics e virtuais usads pels ambientes de sistema peracinal ns quais vcê executa as instâncias d sftware de servidr. c. Terminlgia de Licenciament. Instância. Vcê cria uma instância d sftware executand prcediment de cnfiguraçã u instalaçã d sftware. Uma instância d sftware também pde ser criada pr mei da duplicaçã de uma instância existente. As referências a sftware neste cntrat incluem as instâncias d sftware.

3 Execuçã de uma Instância. Vcê executa uma instância d sftware, carregand-a na memória e executand uma u mais de suas instruções. Depis que estiver send executada, uma instância será cnsiderada em execuçã (independentemente de suas instruções cntinuarem u nã a ser executadas) até ela ser remvida da memória. Ambiente de Sistema Operacinal. Um ambiente de sistema peracinal é uma instância ttal u parcial de sistema peracinal u uma instância ttal u parcial de sistema peracinal virtual (u emulad) que permite separar a identidade da máquina (nme d cmputadr principal u identificadr exclusiv similar) u s direits administrativs e instâncias de aplicativs, se huver, cnfiguradas para serem executadas na instância de sistema peracinal u nas partes identificadas acima. Existem dis tips de ambientes de sistema peracinal: físic e virtual. Um ambiente de sistema peracinal físic é cnfigurad para ser executad diretamente em um sistema de hardware físic. A instância de sistema peracinal usada para executar sftware de virtualizaçã de hardware (pr exempl, Micrsft Virtual Server u tecnlgias similares) u para frnecer serviçs de virtualizaçã de hardware (pr exempl, a tecnlgia de virtualizaçã da Micrsft u tecnlgias similares) é cnsiderada parte d ambiente de sistema peracinal físic. Um ambiente de sistema peracinal virtual é cnfigurad para ser executad em um sistema de hardware virtual (u emulad). Um sistema de hardware físic pde ter um ds itens abaix u ambs: um ambiente de sistema peracinal físic um u mais ambientes de sistema peracinal virtuais. Servidr. Um servidr é um sistema de hardware físic capaz de executar um sftware de servidr. Cnsidera-se uma partiçã de hardware u um blade cm um sistema de hardware físic separad. Prcessadres Físics e Virtuais. Um prcessadr físic é um prcessadr em um sistema de hardware físic. Os ambientes físics de sistema peracinal usam prcessadres físics. Um prcessadr virtual é um prcessadr em um sistema de hardware virtual (u, de utra maneira, emulad). Ambientes virtuais de sistema peracinal usam prcessadres virtuais. Cnsidera-se que um prcessadr virtual tenha mesm númer de threads e núcles que cada prcessadr físic d sistema de hardware físic básic. Cnsignaçã de uma Licença. Atribuir uma licença significa simplesmente designar essa licença para um servidr, dispsitiv u usuári. 2. TERMOS ESPECÍFICOS DO MODELO LICENÇA POR PROCESSADOR. a. Licenciament de um Servidr. Antes de executar instâncias d sftware de servidr em um servidr, númer necessári de licenças de sftware deverá ser atribuíd a esse servidr, cnfrme descrit a seguir. A Aspect atribuiu númer necessári de licenças de sftware e atribuiu estas licenças a servidr n qual sftware e s Prduts Aspect estã instalads i. Determinaçã d Númer de Licenças Necessári. O númer ttal de licenças de sftware necessárias para um servidr é igual à sma das licenças de sftware necessárias de acrd cm s itens (A) e (B) abaix. (A) Para executar instâncias d sftware de servidr n ambiente de sistema peracinal físic em um servidr, será necessária uma licença de sftware para cada prcessadr físic usad pel ambiente de sistema peracinal físic. (B) Para executar instâncias d sftware de servidr n ambiente de sistema peracinal virtual em um servidr, será necessária uma licença de sftware para cada prcessadr virtual usad pr cada ambiente de sistema peracinal virtual. Se um ambiente de sistema peracinal virtual usar uma fraçã de um prcessadr virtual, essa fraçã será cntada cm um prcessadr virtual cmplet. b. Atribuiçã d Númer de Licenças Necessárias a Servidr. Após númer de licenças de sftware necessárias em um servidr ter sid determinad, este númer deverá ser atribuíd àquele servidr, que será servidr licenciad para tdas essas licenças. Uma mesma licença nã pderá ser atribuída a mais de um servidr. Uma partiçã de hardware u blade é cnsiderad cm um servidr separad. c. Execuçã de Instâncias d Sftware de Servidr. Para cada servidr a qual tenha sid atribuíd númer necessári de licenças de sftware, será pssível executar n servidr licenciad, a qualquer mment, qualquer númer de instâncias d sftware de servidr em ambientes de sistema peracinal físics e virtuais. Entretant númer ttal de prcessadres físics e virtuais usads pr esses

4 ambientes de sistema peracinal nã pde ser mair que númer de licenças de sftware atribuídas a esse servidr. d. Nenhuma Licença de Acess para Cliente (CAL) É Necessária a Acess. Sb este Mdel de Licença Pr Prcessadr, nã é necessári ter CALs de utrs dispsitivs para acessar suas instâncias d sftware de servidr. 3. DIREITOS DE USO E/OU REQUISITOS DE LICENCIAMENTO ADICIONAIS. a. Instâncias Máximas. O sftware u hardware pde limitar númer de instâncias d sftware de servidr que pdem ser executadas em ambientes de sistema peracinal físics u virtuais n servidr. b. Multiplexaçã. O hardware u sftware usad pr vcê para reunir cnexões, reencaminhar infrmações u reduzir númer de dispsitivs u usuáris que acessam u usam sftware diretamente (algumas vezes chamad de multiplexaçã u pling ), nã reduz númer de licenças de qualquer tip necessárias. c. Sem Separaçã d Sftware para Servidres. Nã é permitid separar sftware de servidr para us em mais de um ambiente de sistema peracinal sb uma única licença, a nã ser que expressamente especificad. Iss se aplica mesm que s ambientes de sistema peracinal estejam n mesm sistema de hardware físic. d. Servidr de Failver. Em qualquer ambiente de sistema peracinal n qual vcê executa instâncias d sftware de servidr, é pssível executar, n máxim, mesm númer de instâncias de failver passivas em um ambiente de sistema peracinal separad para suprte temprári. Se vcê tiver licenciad sftware de servidr cm base n mdel de licenciament Pr Prcessadr, númer de prcessadres usads nesse ambiente de sistema peracinal separad nã deverá exceder númer de prcessadres usads n ambiente de sistema peracinal crrespndente em que as instâncias ativas estã send executadas. Vcê pderá executar instâncias de failver passivas em um servidr que nã seja servidr licenciad. e. Funcinalidade Adicinal. A Micrsft pderá ferecer funcinalidade adicinal para sftware. Outrs terms de licença e custs adicinais pderã ser aplicads. f. Prgramas Micrsft Incluíds. O sftware cntém utrs prgramas Micrsft. Em alguns cass, esses prgramas e s terms da licença que se aplicam a us destes feit pr vcê sã abrdads especificamente nesses terms da licença. Para tds s utrs prgramas da Micrsft incluíds, s terms de licença desses prgramas regerã seu us. 4. TESTE DE BENCHMARK. Vcê deverá bter prévi cnsentiment pr escrit da Micrsft para divulgar a terceirs s resultads de qualquer teste de benchmark d sftware. N entant, iss nã se aplica a Micrsft.NET Framewrk (veja abaix). 5. TESTE DE BENCHMARK DO MICROSOFT.NET FRAMEWORK. O sftware inclui um u mais cmpnentes d.net Framewrk ( Cmpnentes d.net ). Vcê pderá realizar testes de benchmark interns desses cmpnentes. Vcê pderá divulgar s resultads de qualquer teste de benchmark desses cmpnentes, cntant que esteja em cnfrmidade cm as cndições estabelecidas n site g.micrsft.cm/fwlink/?linkid= Nã bstante qualquer utr cntrat que vcê pssa ter firmad cm a Micrsft, se divulgar s resultads desse teste de benchmark, a Micrsft terá direit de divulgar s resultads ds testes de benchmark que realizar ns prduts cncrrentes d Cmpnente d.net aplicável, respeitadas as mesmas cndições estabelecidas n site g.micrsft.cm/fwlink/?linkid= ESCOPO DA LICENÇA. O sftware é licenciad, e nã vendid. O presente cntrat simplesmente cnfere a vcê alguns direits de us d sftware. A Aspect e a Micrsft se reservam tds s utrs direits. Salv quand a lei aplicável cnferir utrs direits, nã bstante a presente limitaçã, sftware deve ser usad cnfrme expressamente permitid n presente cntrat. Assim, devem ser respeitadas tdas e quaisquer limitações técnicas d sftware que restrinjam seu us. É vedad: cntrnar quaisquer limitações técnicas d sftware; efetuar engenharia reversa, descmpilaçã u desmntagem d sftware, salv quand essa atividade fr expressamente permitida pela lei aplicável, ns limites desta, nã bstante a presente limitaçã; remver, minimizar, blquear u mdificar lgtips, marcas cmerciais, direits autrais, marcas d água digitais u utras ntificações da Micrsft u de seus frnecedres cntids n sftware, incluind qualquer cnteúd dispnibilizad para vcê pr mei d sftware;

5 prduzir mais cópias d sftware d que especificad n presente cntrat u permitid pela lei aplicável, nã bstante a presente limitaçã; publicar sftware, incluind qualquer interface de prgramaçã d aplicativ incluíd n sftware, para que utrs cpiem; cmpartilhar u, de utra maneira, distribuir dcuments, texts u imagens criads usand s recurss de Serviçs de Mapeament de Dads d sftware; alugar, arrendar u emprestar sftware u usar sftware para serviçs de hspedagem de sftware cmercial. 7. Os direits de acess a sftware em qualquer dispsitiv nã cncedem a vcê direit de implementar patentes da Micrsft u utras prpriedades intelectuais da Micrsft em sftwares u dispsitivs que acessam esse dispsitiv.software NÃO DESTINADO À REVENDA. Vcê nã pderá vender sftware marcad cm Nã Destinad à Revenda. 8. RESTRIÇÕES DE EXPORTAÇÃO. O sftware está sujeit às leis e as regulaments de exprtaçã ds Estads Unids. Devem ser bservadas e cumpridas tdas as leis e s regulaments de exprtaçã nacinais e internacinais aplicáveis a sftware. As referidas leis e nrmas incluem restrições a destins, usuáris finais e us final. Para bter infrmações adicinais, acesse site 9. ACORDO INTEGRAL. O presente cntrat quaisquer terms frnecids em separad a vcê pela Micrsft referentes as suplements e/u atualizações e cntrat separad entre vcê e a Aspect regend us ds prduts exclusivs da Aspect e de terceirs que vcê tenha adquirid da Aspect, cnstituem acrd integral referente a sftware. 10. EFEITO LEGAL. O presente cntrat descreve determinads direits legais. Vcê pderá ter utrs direits de acrd cm as leis d seu Estad u país. Vcê também pderá exercer direits em relaçã à Aspect de quem adquiriu sftware. O presente cntrat nã altera s seus direits prevists em leis d seu estad u país cas estas príbam tal alteraçã. 11. TOLERÂNCIA/PROTEÇÃO A FALHAS. O SOFTWARE NÃO É TOLERANTE A FALHAS. A ASPECT DETERMINOU, DE FORMA INDEPENDENTE, COMO USAR O SOFTWARE NO SOFTWARE APLICATIVO INTEGRADO OU NO CONJUNTO DE APLICATIVOS QUE ESTÁ SENDO LICENCIADO PARA VOCÊ. ADEMAIS, A MICROSOFT CONFIOU NA ASPECT PARA REALIZAR OS TESTES APROPRIADOS A FIM DE DETERMINAR QUE O SOFTWARE SEJA ADEQUADO PARA TAL USO. 12. ISENÇÃO DE GARANTIAS PELA A MICROSOFT E A ASPECT. VOCÊ CONCORDA QEU O SOFTWARE É FORNECIDO A VOCE NO ESTADO EM QUE SE ENCONTRA SEM QUAISQUER GARANTIAS DE QUALQUER TIPO PELA MICROSOFT OU PELA ASPECT, INCLUINDO, SEM LIMITAÇÃO, TODAS AS DECLARAÇÕES E GARANTIAS DE QUALQUER APLICÁVEIS, EXPRESSAS OU IMPLÍCITAS, VERBAIS OU ESCRITAS, RELATIVAS AO SOFTWARE, INCLUINDO, MAS NÃO SE LIMITANDO AO USO, SUFICIÊNCIA, OU PRECISÃO DO SOFTWARE OU A QUALQUER DADO SOBRE NÚMERO DE TELEFONE/FUSO HORÁRIO FORNECIDO COM O SOFTWARE, E EXPRESSAMENTE EXCLUI QUALQUER GARANTIA IMPLÍCITA DE COMERCIABILIDADE OU ADEQUAÇÃO A UMA FINALIDADE ESPECÍFICA, QUALQUER GARANTIA DE NÃO-VIOLAÇÃO, OU QUALQUER GARANTIA DE QUE A OPERAÇÃO DO SOFTWARE SERÁ ININTERRUPTA E ISENTA DE ERROS 13. ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE DA MICROSOFT OU DA ASPECT POR DETERMINADOS DANOS. NA EXTENSÃO MÁXIMA PERMITIDA PELA LEI APLICÁVEL, A MICROSOFT NÃO ASSUMIRÁ NENHUMA RESPONSABILIDADE POR DANOS INDIRETOS, ESPECIAIS, CONSEQUENCIAIS OU INCIDENTAIS DECORRENTES OU ASSOCIADOS AO USO OU DESEMPENHO DO SOFTWARE, DO SOFTWARE APLICATIVO OU DO CONJUNTO DE APLICATIVOS COM O QUAL VOCÊ ADQUIRIU O SOFTWARE, INCLUINDO SEM LIMITAÇÃO, PENALIDADES IMPOSTAS PELO GOVERNO. ESSA LIMITAÇÃO SERÁ APLICÁVEL MESMO QUE QUALQUER RECURSO DEIXE DE CUMPRIR O PROPÓSITO PRETENDIDO. EM HIPÓTESE ALGUMA, A MICROSOFT OU A ASPECT SE RESPONSABILIZARÁ POR QUALQUER QUANTIA QUE ULTRAPASSE DUZENTOS E CINQUENTA DÓLARES (US$ 250,00). Micrsft e SQL Server sã marcas registradas da Micrsft Crpratin ns Estads Unids e/u em utrs países.

6 CONTRATO DE LICENÇA DE USUÁRIO FINAL DA ASPECT REFERENTE AO MICROSOFT LYNC SERVER 2010 STANDARD EDITION Estes terms se aplicam as suas licenças e quaisquer licenças ad-n d Micrsft Lync Server 2010 Standard Editin pela Aspect. Estes terms de licença representam um acrd firmad entre a Aspect Sftware, Inc. u qualquer subsidiária lcal da qual vcê tenha licenciad sftware da Micrsft (cnfrme denminada Aspect) e vcê ( cliente usuári-final). Leia-s atentamente. Eles se aplicam a sftware acima identificad, incluind, se huver, a mídia na qual ele está inserid, excet qualquer sftware exclusiv da Aspect u de terceirs (salv sftware Micrsft descrit neste instrument) licenciad em cnjunt cm tal sftware exclusiv da Aspect (cletivamente denminad Prdut Aspect ), que é licenciad a vcê sb um cntrat separad entre vcê e a Aspect. Os terms deste cntrat também se aplicam a quaisquer ds seguintes itens da Micrsft: atualizações, suplements e serviçs de Internet relacinads a sftware escp d presente cntrat, qual vcê pderá ptar pr adquirir diretamente da Micrsft, salv se utrs terms acmpanharem s referids itens. Nesse cas, aplicar-se-ã seus respectivs terms. A Aspect nã frnecerá quaisquer atualizações, suplements, serviçs baseads na Internet u utrs serviçs para vcê sb estes terms de licença; quaisquer serviçs da Aspect serã prestads e regids pr um cntrat em separad entre vcê e a Aspect. Esses terms substituem quaisquer terms eletrônics que pssam estar cntids n sftware. Se quaisquer terms cntids n sftware estiverem em cnflit cm s presentes terms, estes prevalecerã. Vcê pderá usar númer de (1) Licenças de Servidr e (2) Licenças de Acess de Cliente Usuári ( CALs ) especificadas na ctaçã u utr dcument de cmpra entre vcê e a Aspect sb qual vcê bteve sftware da Micrsft descrit neste instrument. A Micrsft Crpratin u uma de suas afiliadas (cletivamente Micrsft ) licenciu sftware para a Aspect. O us d sftware representa a sua aceitaçã desses terms. Se vcê nã aceitá-ls, nã use sftware. Em vez diss, devlva- para a Aspect para que a Aspect determine sua plítica de devluçã. Se vcê cumprir s presentes terms de licença, ser-lhe-ã cnferids s direits abaix para cada licença de sftware adquirida. 1. VISÃO GERAL. a. Sftware. O sftware inclui sftware de servidr e sftware adicinal que pde ser usad apenas cm sftware de servidr, direta u indiretamente, pr mei de utrs sftwares. b. Mdel de Licença. O sftware é licenciad cm base n númer de instâncias d sftware de servidr executad e númer de dispsitivs e usuáris que acessam as instâncias d sftware de servidr. c. Terms de Licença para Us cm Servidr Virtual e Outras Tecnlgias Similares. Instância. Vcê cria uma instância d sftware executand prcediment de cnfiguraçã u instalaçã d sftware. Uma instância d sftware também pde ser criada pr mei da duplicaçã de uma instância existente. As referências a sftware neste cntrat incluem as instâncias d sftware. Execuçã de uma Instância. Vcê executa uma instância d sftware, carregand-a na memória e executand uma u mais de suas instruções. Depis que estiver send executada, uma

7 instância será cnsiderada em execuçã (independentemente de suas instruções cntinuarem u nã a ser executadas) até ela ser remvida da memória. Ambiente de Sistema Operacinal. Um ambiente de sistema peracinal é uma instância ttal u parcial de sistema peracinal u uma instância ttal u parcial de sistema peracinal virtual (u emulad) que permite separar a identidade da máquina (nme d cmputadr principal u identificadr exclusiv similar) u s direits administrativs e instâncias de aplicativs, se huver, cnfiguradas para serem executadas na instância de sistema peracinal u nas partes identificadas acima. Existem dis tips de ambientes de sistema peracinal: físic e virtual. Um ambiente de sistema peracinal físic é cnfigurad para ser executad diretamente em um sistema de hardware físic. A instância de sistema peracinal usada para executar sftware de virtualizaçã de hardware (pr exempl, Micrsft Virtual Server u tecnlgias similares) u para frnecer serviçs de virtualizaçã de hardware (pr exempl, a tecnlgia de virtualizaçã da Micrsft u tecnlgias similares) é cnsiderada parte d ambiente de sistema peracinal físic. Um ambiente de sistema peracinal virtual é cnfigurad para ser executad em um sistema de hardware virtual (u emulad). Um sistema de hardware físic pde ter um ds itens abaix u ambs: um ambiente de sistema peracinal físic um u mais ambientes de sistema peracinal virtuais. Servidr. Um servidr é um sistema de hardware físic capaz de executar um sftware de servidr. Cnsidera-se uma partiçã de hardware u um blade cm um sistema de hardware físic separad. Cnsignaçã de uma Licença. Cnsignar uma licença de sftware significa simplesmente designar essa licença a um dispsitiv u usuári. 2. DIREITOS DE USO. a. Cnsignaçã da Licença a Servidr. b. Antes de executar qualquer instância d sftware de servidr sb uma licença de sftware, essa licença deverá ser atribuída a um ds servidres, que será servidr licenciad para essa licença específica. A Aspect atribuiu tal licença a servidr em que sftware da Micrsft descrit neste instrument está instalad. Execuçã de Instâncias d Sftware de Servidr. Vcê pde executar, em um dad mment, uma instância d sftware de servidr em um ambiente de sistema peracinal físic u virtual n servidr licenciad. c. Execuçã de Instâncias ds Sftwares Adicinais. Vcê pderá executar u usar qualquer númer de instâncias ds sftwares adicinais listads a seguir em ambientes de sistema peracinal físics u virtuais em qualquer númer de dispsitivs. É permitid usar um sftware adicinal apenas cm sftware de servidr, direta u indiretamente, pr mei de utrs sftwares. Micrsft Lync Server 2010 Implantad em: Funçã Servidr de Arquivament e Mnitring Server Funçã Servidr de Áudi/videcnferência Funçã Servidr Central de Gerenciament Funçã Servidr Lync Web Applicatin Funçã Directr Funçã Servidr de Brda Funçã Servidr de Chat de Grup Funçã Servidr de Mediaçã Funçã Servidr de Cmpartilhament de Aplicativs Reach Funçã Aparelh de Filial Persistente Funçã Servidr de Aplicativs de Cmunicações Unificadas Funçã Servidr de Webcnferência Painel de Cntrle d Micrsft Lync Server 2010 Plug-in Web App d Micrsft Lync Server 2010 Ferramenta de Administraçã de Chat de Grup d Micrsft Lync Server 2010

8 Micrsft Lync 2010 em UISuppressinMde Integradr de Tplgias Ferramentas Administrativas Snap-In Micrsft PwerShell d. Criaçã e Armazenament de Instâncias ns Servidres e em Mídia de Armazenament. Vcê terá s seguintes direits adicinais para cada licença de sftware adquirida: Pderá criar quantas instâncias d sftware de servidr e ds sftwares adicinais frem desejadas. Pderá armazenar instâncias d sftware de servidr e de sftwares adicinais em qualquer servidr u mídia de armazenament. Pderá criar e armazenar instâncias d sftware de servidr e de sftwares adicinais exclusivamente para exercer seu direit de executar instâncias d sftware de servidr sb quaisquer licenças de sftware cnfrme descrit (pr exempl, vcê nã pde distribuir instâncias a terceirs). e. Prgramas Micrsft Incluíds. O sftware cntém utrs prgramas Micrsft. Em alguns cass, esses prgramas e s terms da licença que se aplicam a us destes feit pr vcê sã abrdads especificamente nesses terms da licença. Para tds s utrs prgramas da Micrsft incluíds, term de licença que acmpanham esses prgramas regerã seu us. 3. DIREITOS DE USO E/OU REQUISITOS DE LICENCIAMENTO ADICIONAIS. a. Sftware de Us Restrit a Temp de Execuçã. Este é um sftware de Us Restrit a Temp de Execuçã e, cm tal, só pderá ser usad para executar sftware aplicativ integrad u cnjunt de aplicativs frnecid pala Aspect (a Sluçã Unificada ) exclusivamente cm parte da Sluçã Unificada. O sftware nã pderá ser usad (i) para desenvlviment e/u (ii) em cnjunt cm nvs aplicativs que nã sejam s cntids na Sluçã Unificada. A dispsiçã acima, n entant, nã príbe us de um ambiente de cnfiguraçã que faça parte da Sluçã Unificada para cnfigurar tal Sluçã Unificada. b. Licenças de Acess para Cliente (CALs). i. Vcê deve adquirir e atribuir a CAL aprpriada a cada dispsitiv u usuári que acesse as instâncias d sftware de servidr direta u indiretamente. Uma partiçã de hardware u um blade é cnsiderad cm um dispsitiv separad. A Aspect cedeu númer e tip de CALs para seu us licenciad d sftware de servidr, cnfrme especificad n iníci deste cntrat. ii. Nã é necessári ter CALs para nenhum ds seus servidres licenciads a fim de executar instâncias d sftware de servidr. Nã é necessári ter CALs para até dis dispsitivs u usuáris a fim de acessar as instâncias d sftware de servidr unicamente cm bjetiv de administrá-las. As CALs permitem acess às instâncias de versões anterires, mas nã de versões psterires, d sftware de servidr. Se vcê estiver acessand instâncias de uma versã anterir, também pderá usar CALs crrespndentes a essa versã. Tips de CALs. Existem dis tips de CALs: uma para dispsitivs e utra para usuáris. Cada dispsitiv CAL permite que um dispsitiv, usad pr qualquer usuári, acesse instâncias d sftware de servidr ns servidres licenciads. Cada CAL de usuári permite que um usuári, que esteja usand qualquer dispsitiv, acesse instâncias d sftware de servidr ns servidres licenciads. iii. Transferência de CALs. É permitid: realcar permanentemente uma CAL de usuári de um usuári para utr; u realcar temprariamente uma CAL de usuári para um funcinári temprári durante a ausência d usuári. iv. CAL d Micrsft Lync Server 2010 Enterprise e CAL d Plus. Além de precisar de uma CAL Padrã d Micrsft Lync Server 2010, vcê precisará de uma CAL Empresarial d Micrsft Lync Server 2010 u de uma CAL d Micrsft Lync Server 2010 Plus para cada usuári u dispsitiv que acessa direta u indiretamente as seguintes funcinalidades: CAL Empresarial d Micrsft Lync Server 2010: funcinalidades de Audicnferência, Videcnferência e Webcnferência e, também, de Cmpartilhament de Área de Trabalh.

9 CAL d Micrsft Lync Server 2010 Plus: funcinalidades de Telefnia e Gerenciament de Chamadas. c. Multiplexaçã. O hardware u sftware usad pr vcê para reunir cnexões, reencaminhar infrmações e reduzir númer de dispsitivs u usuáris que acessam u usam sftware diretamente (algumas vezes chamad de multiplexaçã u pling ), nã reduz númer de licenças de qualquer tip necessárias. d. Sem Separaçã d Sftware para Servidres. Nã é permitid separar sftware de servidr para us em mais de um ambiente de sistema peracinal sb uma única licença, a nã ser que expressamente especificad. Iss se aplica mesm que s ambientes de sistema peracinal estejam n mesm sistema de hardware físic. e. Micrsft Lync 2010 em UISuppressinMde. Este sftware inclui Micrsft Lync 2010 cnfigurad pela Aspect para execuçã em um md suprimid ( UISuppressinMde ). Iss significa que sftware Micrsft Lync 2010 está instalad e em execuçã, mas a interface d usuári crrespndente está desativada, fazend cm que ele seja executad smente pr mei da interface d usuári da Sluçã Unificada. Esses terms de licença também se aplicam a Micrsft Lync 2010 em UISuppressinMde. É necessári ter uma licença separada para acessar e usar tda a funcinalidade d Micrsft Lync f. Funcinalidade Adicinal. A Micrsft e/u a Aspect pderá ferecer funcinalidade adicinal para sftware. Outrs terms de licença e custs adicinais pderã ser aplicads. g. Para Lync Server 2010 Standard e Enterprise Editins. Vcê nã precisa de CALs para nenhum usuári u dispsitiv que acesse suas instâncias d sftware de servidr sem ser direta u indiretamente autenticad pel Active Directry u pel Lync Server. h. External Cnnectr Licenses. Se vcê adquirir um External Cnnectr License da Micrsft u qualquer terceir para us juntamente cm sftware de servidr, vcê deverá atribuir cada licença adquirida a um servidr licenciad para que pssa executar uma u mais instâncias d sftware de servidr. Uma partiçã de hardware u blade é cnsiderad cm um servidr separad. Cada External Cnnectr License atribuída a um servidr permite que qualquer númer de usuáris externs acesse instâncias d sftware de servidr nesse servidr. Esses usuáris nã precisam de CALs. Usuáris externs refere-se a usuáris que nã sã: (i) funcináris seus u de suas afiliadas, u (ii) prestadres de serviçs u representantes lcais seus u de suas afiliadas. A External Cnnectr License aprpriada para cada prdut está listada na tabela a seguir: As External Cnnectr Licenses permitem acess às instâncias de versões anterires, mas nã de versões psterires, d sftware de servidr, a mens que indicad na tabela a seguir. Se vcê estiver acessand instâncias de uma versã anterir, também pderá usar uma External Cnnectr License crrespndente a essa versã. Se ptar pr licenciar acess sb esse tip de licença, bserve que td acess a sftware de servidr exige licenças básicas e que algumas funcinalidades d sftware de servidr também exigem licenças aditivas. Ambs s tips estã listads na tabela a seguir. Ambas as External Cnnectr Licenses básicas e aditivas d prdut sã necessárias para acessar as funcinalidades listadas pr nme a seguir. Prdut u Funcinalidade Lync Server 2010 Standard e Enterprise Editins Lync Server 2010 Standard e Enterprise Editins Webcnferência, Audicnferência e Videcnferência Cmpartilhament de Área de Trabalh Lync Server 2010 Standard e Enterprise Editins Telefnia Lista de External Cnnectr Licenses External Cnnectr d Lync Server 2010 Standard External Cnnectr d Lync Server 2010 Enterprise External Cnnectr d Lync Server 2010 Plus

10 Prdut u Funcinalidade Gerenciament de Chamadas Lista de External Cnnectr Licenses i Reatribuiçã de External Cnnectr Licenses. Vcê pderá realcar uma External Cnnectr License, mas nã a curt praz (u seja, nã dentr de 90 dias após a última atribuiçã). Será pssível reatribuir uma External Cnnectr License mais ced se vcê desativar servidr a qual ela estava atribuída em decrrência de uma falha permanente de hardware. 4. SERVIÇOS DE INTERNET. A Micrsft frnece serviçs de Internet cm sftware e pderá alterá-ls u cancelá-ls a qualquer mment. 5. SOFTWARE.NET FRAMEWORK. O sftware cntém Micrsft.NET Framewrk. Esse aplicativ é parte d Windws. Os terms de licença para Windws se aplicam a us d.net Framewrk. 6. TESTE DE BENCHMARK. Vcê deverá bter prévi cnsentiment pr escrit da Micrsft para divulgar a terceirs s resultads de qualquer teste de benchmark d sftware. 7. ESCOPO DA LICENÇA. O sftware é licenciad, e nã vendid. O presente cntrat simplesmente cnfere a vcê alguns direits de us d sftware. A Aspect e a Micrsft se reservam tds s utrs direits. Salv quand a lei aplicável cnferir utrs direits, nã bstante a presente limitaçã, sftware deve ser usad cnfrme expressamente permitid n presente cntrat. Assim, devem ser respeitadas tdas e quaisquer limitações técnicas d sftware que restrinjam seu us. É vedad: cntrnar quaisquer limitações técnicas d sftware; efetuar engenharia reversa, descmpilaçã u desmntagem d sftware, salv quand essa atividade fr expressamente permitida pela lei aplicável, ns limites desta, nã bstante a presente limitaçã; prduzir mais cópias d sftware d que especificad n presente cntrat u permitid pela lei aplicável, nã bstante a presente limitaçã; publicar sftware para que terceirs cpiem; alugar, arrendar u emprestar sftware u usar sftware para serviçs de hspedagem de sftware cmercial. Os direits de acess a sftware em qualquer dispsitiv nã cncedem a vcê direit de implementar patentes da Micrsft u utras prpriedades intelectuais da Micrsft em sftwares u dispsitivs que acessam esse dispsitiv. 8. VERSÕES ALTERNATIVAS. O sftware pde incluir mais de uma versã, cm a de 32 bits e a de 64 bits. Vcê pderá usar apenas uma versã pr vez. 9. CÓPIA DE BACKUP. É permitid fazer uma cópia de backup da mídia d sftware. Vcê pderá usá-la smente para criar instâncias d sftware. 10. DOCUMENTAÇÃO. Qualquer pessa que tenha acess válid a seu cmputadr u à sua rede interna pde cpiar e usar a dcumentaçã para fins de referência interna. 11. SOFTWARE NÃO DESTINADO À REVENDA. Vcê nã pderá vender sftware marcad cm Nã Destinad à Revenda. 12. SOFTWARE DE EDIÇÃO ACADÊMICA. Vcê deve ser um Usuári Educacinal Qualificad para usar um sftware marcad cm Academic Editin u AE. Cas nã saiba se vcê é um Usuári Educacinal Qualificad, cnsulte site u cntate a afiliada Micrsft que atende a seu país. 13. NOTIFICAÇÃO DE REGISTRO. As leis de algumas jurisdições exigem a ntificaçã u a autrizaçã ds usuáris antes da interceptaçã, d mnitrament e/u d registr de suas cmunicações e/u a restriçã de cleta, armazenament e us de infrmações de identificaçã d usuári. Vcê cncrda em cumprir cm tdas as leis aplicáveis e bter tds s cnsentiments necessáris, bem cm fazer tdas as divulgações necessárias antes de usar serviç nline e/u (s) recurs(s) de gravaçã. 14. AVISO SOBRE O PADRÃO VISUAL VC-1. Este sftware pde incluir a tecnlgia de decdificaçã visual VC-1. A MPEG LA, L.L.C. requer este avis: ESTE PRODUTO ESTÁ LICENCIADO DE ACORDO COM AS LICENÇAS DE PORTFÓLIO DA PATENTE VC-1 PARA USO PESSOAL E NÃO COMERCIAL DE UM CLIENTE PARA (A) CODIFICAR VÍDEO EM CONFORMIDADE COM O PADRÃO VC-1 ( VÍDEO VC-1 ) OU (B) DECODIFICAR VÍDEO VC-1 QUE TENHA SIDO CODIFICADO POR UM CLIENTE ENVOLVIDO EM UMA ATIVIDADE PESSOAL E NÃO COMERCIAL E/OU OBTIDO DE UM FORNECEDOR DE VÍDEO LICENCIADO PARA OFERECER O VÍDEO VC-1. NÃO SERÁ CONCEDIDA NEM ESTARÁ IMPLÍCITA NENHUMA LICENÇA PARA QUALQUER OUTRO USO. Cas vcê tenha dúvidas em relaçã a Padrã Visual VC-1, cntate a MPEG LA, L.L.C., 250 Steele Street,

11 Suite 300, Denver, Clrad 80206; 15. RESTRIÇÕES DE EXPORTAÇÃO. O sftware está sujeit às leis e as regulaments de exprtaçã ds Estads Unids. Devem ser bservadas e cumpridas tdas as leis e s regulaments de exprtaçã nacinais e internacinais aplicáveis a sftware. As referidas leis e nrmas incluem restrições a destins, usuáris finais e us final. Para bter infrmações adicinais, acesse site 16. ACORDO INTEGRAL. O presente cntrat, quaisquer terms frnecids em separad a vcê pela Micrsft referentes a suplements, atualizações e/u serviçs baseads na Internet que vcê adquirir diretamente da Micrsft e cntrat separad entre vcê e a Aspect reguland us ds prduts exclusiv da Aspect e de terceirs que vcê licenciu da Aspect, cnstituem acrd integral referente a sftware. 17. EFEITO LEGAL. O presente cntrat descreve determinads direits legais. Vcê pderá ter utrs direits de acrd cm as leis d seu Estad u país. Vcê também pderá exercer direits em relaçã à Aspect de quem adquiriu sftware. O presente cntrat nã altera s seus direits prevists em leis d seu estad u país cas estas príbam tal alteraçã. 18. TOLERÂNCIA/PROTEÇÃO A FALHAS. O SOFTWARE NÃO É TOLERANTE A FALHAS. O LICENCIANTE DETERMINOU, DE FORMA INDEPENDENTE, COMO USAR O SOFTWARE NO SOFTWARE APLICATIVO INTEGRADO OU NO CONJUNTO DE APLICATIVOS QUE ESTÁ SENDO LICENCIADO PARA VOCÊ. ADEMAIS, A MICROSOFT CONFIOU NO LICENCIANTE PARA REALIZAR OS TESTES APROPRIADOS A FIM DE DETERMINAR QUE O SOFTWARE SEJA ADEQUADO PARA TAL USO. 19. INEXISTÊNCIA DE OUTRAS GARANTIAS DA MICROSOFT OU DA ASPECT. VOCÊ CONCORDA QUE, O SOFTWARE DESCRITO NESTE INSTRUMENTO É LICENCIADO A VOCÊ "NO ESTADO EM QUE SE ENCONTRA", SEM GARANTIAS DE QUALQUER ESPÉCIE DA MICROSOFT OU DA ASPECT, INCLUINDO, SEM LIMITAÇÃO, TODAS AS DECLARAÇÕES E GARANTIAS DE QUALQUER FORMA APLICÁVEIS, EXPRESSAS OU IMPLÍCITAS, VERBAIS OU ESCRITAS, RELATIVAS AO SOFTWARE, INCLUINDO, SEM LIMITAÇÃO, SOBRE O USO, SUFICIÊNCIA OU PRECISÃO DO SOFTWARE OU QUALQUER DADO SOBRE NÚMERO DE TELEFONE/FUSO HORÁRIO FORNECIDO COM O SOFTWARE, E EXPRESSAMENTE EXCLUEM QUALQUER GARANTIA IMPLÍCITA DE COMERCIABILIDADE OU ADEQUAÇÃO A UMA FINALIDADE ESPECÍFICA, QUALQUER GARANTIA DE NÃO-VIOLAÇÃO, OU QUALQUER GARANTIA DE QUE A OPERAÇÃO DO SOFTWARE SERÁ ININTERRUPTA E ISENTA DE ERROS.. ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE DA MICROSOFT OU DA ASPECT POR DETERMINADOS DANOS. NA EXTENSÃOMÁXIMA PERMITIDA PELA LEI APLICÁVEL, A MICROSOFT NÃO ASSUMIRÁ NENHUMA RESPONSABILIDADE POR DANOS INDIRETOS, ESPECIAIS, CONSEQUENCIAIS OU INCIDENTAIS DECORRENTES OU ASSOCIADOS AO USO OU DESEMPENHO DO SOFTWARE, DO SOFTWARE APLICATIVO OU DO CONJUNTO DE APLICATIVOS COM O QUAL VOCÊ ADQUIRIU O SOFTWARE, INCLUINDO SEM LIMITAÇÃO, PENALIDADES IMPOSTAS PELO GOVERNO. ESSA LIMITAÇÃO SERÁ APLICÁVEL MESMO QUE QUALQUER RECURSO DEIXE DE CUMPRIR O PROPÓSITO PRETENDIDO. EM HIPÓTESE ALGUMA, A MICROSOFT OU A ASPECT SE RESPONSABILIZARÁ POR QUALQUER QUANTIA QUE ULTRAPASSE DUZENTOS E CINQUENTA DÓLARES (US$ 250,00). Micrsft e Lync Server sã marcas registradas da Micrsft Crpratin ns Estads Unids e / u utrs países.

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

Software Development Kit (SDK) do Microsoft Kinect para Windows

Software Development Kit (SDK) do Microsoft Kinect para Windows Sftware Develpment Kit (SDK) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licenciament cnstituem um cntrat entre a Micrsft Crpratin (u dependend d país em que reside uma das respetivas empresas afiliadas)

Leia mais

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE DA MICROSOFT MICROSOFT DYNAMICS AX 2012 R2

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE DA MICROSOFT MICROSOFT DYNAMICS AX 2012 R2 TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE DA MICROSOFT MICROSOFT DYNAMICS AX 2012 R2 Estes terms de licença representam um cntrat ( cntrat ) entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d seu lcal de dmicíli, uma de suas

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

Windows Server 2012 R2 Folheto de licenciamento

Windows Server 2012 R2 Folheto de licenciamento Windws Server 2012 R2 Flhet de licenciament Visã geral d prdut O Windws Server 2012 R2 captura a experiência da Micrsft na entrega de serviçs em nuvem em escala mundial, ferecend um servidr de us empresarial

Leia mais

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE MICROSOFT MICROSOFT CRM 3.0 PROFESSIONAL

TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE MICROSOFT MICROSOFT CRM 3.0 PROFESSIONAL TERMOS DE LICENÇA PARA SOFTWARE MICROSOFT MICROSOFT CRM 3.0 PROFESSIONAL Estes termos de licença são um acordo entre a Microsoft Corporation (ou, de acordo com o local onde você reside, uma de suas afiliadas)

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Pnt Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Acess Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

Contrato de Licença do Usuário Final do Software e instrução de Garantia Limitada de Hardware para o Sistema de Rede HP

Contrato de Licença do Usuário Final do Software e instrução de Garantia Limitada de Hardware para o Sistema de Rede HP Cntrat de Licença d Usuári Final d Sftware e instruçã de Garantia Limitada de Hardware para Sistema de Rede HP Este dcument cntém infrmações de prpriedade, que sã prtegidas pr direits autrais. Nenhuma

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

Política de Privacidade Qrush Cards

Política de Privacidade Qrush Cards Plítica de Privacidade Qrush Cards Última atualizaçã em 21/09/2013 A Qrush Tecnlgia e Serviçs Ltda repeita a privacidade de seus clientes e usuáris e desenvlveu esta Plítica de Privacidade para demnstrar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Manual de Us (Para Detentres de Bens) Infrmações adicinais n Prtal da Crdenaçã de Patrimôni: www.cpa.unir.br 2013 Cnteúd O que papel Detentr de Bem pde fazer?... 2 Objetiv...

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager!

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager! WEB MANAGER Cnhecend Web Manager! O Web Manager é uma pdersa ferramenta para gestã de Sites, prtais, intranets, extranets e htsites. Cm ela é pssível gerenciar ttalmente seus ambientes web. Integrad ttalmente

Leia mais

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação Definições Relacinadas à Plítica de Segurança da Infrmaçã Área respnsável Versã Data de emissã Data de revisã Data de vigência Infrmática Crprativa - Segurança 1.2 20/08/2009 30/10/2013 01/02/2014 Objetiv

Leia mais

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro Pdems definir Wrkflw cm: Wrkflw Jsé Palazz Mreira de Oliveira Mirella Mura Mr "Qualquer tarefa executada em série u em paralel pr dis u mais membrs de um grup de trabalh (wrkgrup) visand um bjetiv cmum".

Leia mais

PRINCIPAIS REQUISITOS: Regra final sobre Programas de Verificação do Fornecedor Estrangeiro Em resumo

PRINCIPAIS REQUISITOS: Regra final sobre Programas de Verificação do Fornecedor Estrangeiro Em resumo O FDA ferece esta traduçã cm um serviç para um grande públic internacinal. Esperams que vcê a ache útil. Embra a agência tenha tentad bter uma traduçã mais fiel pssível à versã em inglês, recnhecems que

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION

WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION SUMÁRIO ISVs e cmputaçã em nuvem... 2 Breve visã geral d Windws Azure...

Leia mais

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas SGCT - Sistema de Gerenciament de Cnferências Tecnlógicas Versã 1.0 09 de Setembr de 2009 Institut de Cmputaçã - UNICAMP Grup 02 Andre Petris Esteve - 070168 Henrique Baggi - 071139 Rafael Ghussn Can -

Leia mais

Universidade Luterana do Brasil Faculdade de Informática. Disciplina de Engenharia de Software Professor Luís Fernando Garcia www.garcia.pro.

Universidade Luterana do Brasil Faculdade de Informática. Disciplina de Engenharia de Software Professor Luís Fernando Garcia www.garcia.pro. Universidade Luterana d Brasil Faculdade de Infrmática Disciplina de Engenharia de Sftware Prfessr Luís Fernand Garcia www.garcia.pr.br EVOLUÇÃO EM ENGENHARIA DE SOFTWARE 10 Sistemas Legads O investiment

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras FKcrreisg2_cp1 - Cmplement Transprtadras Instalaçã d módul Faça dwnlad d arquiv FKcrreisg2_cp1.zip, salvand- em uma pasta em seu cmputadr. Entre na área administrativa de sua lja: Entre n menu Móduls/Móduls.

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Guia d Prcess de Sftware d MAPA Metdlgia de Desenvlviment de Sistemas Versã 1.0 Dcument cnfidencial e prprietári Versã d mdel: 1.1 Históric das Revisões Data Versã Descriçã Autr 24/03/2008 1.0 Iníci da

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO C e n t r d e I n f r m á t i c a NORMAS DE UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA A FMUP dispõe de salas e labratóris de infrmática gerids pel Centr

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE Flha 1 de 8 Rev. Data Cnteúd Elabrad pr Aprvad pr 0 16/06/2004 Emissã inicial englband a parte técnica d GEN PSE 004 Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade 1 31/01/2006 Revisã geral Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade

Leia mais

SMART Document Camera-

SMART Document Camera- Especificações SMART Dcument Camera- Mdel SDC-450 Especificações físicas Tamanh Dbrada Instalada Pes Tamanh para remessa Pes para remessa 25,4 cm L 7 cm A 30,5 cm P (10" L 2 3/4" A 12" P) 20,3 cm L 55

Leia mais

Termos de Licença de Software da Microsoft para:

Termos de Licença de Software da Microsoft para: Termos de Licença de Software da Microsoft para: Windows Embedded For Point of Service 1.0 Estes termos de licença são um acordo entre você e a [OEM]. Por favor, leia-os. Eles aplicam-se ao software incluído

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Suprte técnic O serviç de suprte técnic tem pr bjetiv frnecer atendiment as usuáris de prduts e serviçs de infrmática da Defensria Pública. Este serviç é prvid

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador Unidade 1: Fundaments 1 - Intrduçã a Cmputadr Cnceits básics e Terminlgias O cmputadr é uma máquina eletrônica capaz de realizar uma grande variedade de tarefas cm alta velcidade e precisã, desde que receba

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS 1 Os Estads-Membrs devem garantir que tdas as cndições u restrições relativas

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador Reprts Relatóris à sua Medida Reprts Cpyright 1999-2006 GrupPIE Prtugal, S.A. Reprts 1. WinREST Reprts...5 1.1. Licença...6 1.2. Linguagem...7 1.3. Lgin...7 1.4. Página Web...8 2. Empresas...9 2.1. Cm

Leia mais

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco Orientações e Recmendações Orientações relativas à infrmaçã periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de ntaçã de risc 23/06/15 ESMA/2015/609 Índice 1 Âmbit de aplicaçã... 3 2 Definições... 3 3 Objetiv

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

Principais Informações

Principais Informações Principais Infrmações Quem é Benefix Sistemas? Frmada pr ex-executivs e equipe de tecnlgia da Xerx d Brasil, que desenvlvem e suprtam sluções e estratégias invadras para setr públic, especializada dcuments

Leia mais

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento Aliança Estratégica cm a Delta Dezembr, 2011 Uma Cnsistente História de Investiment 1 Agenda Resum da Operaçã 1 Benefícis da Operaçã 2 2 Disclaimer O material a seguir é uma apresentaçã cnfidencial cntend

Leia mais

ERRATA Nº 04 PREGÃO PRESENCIAL N 03/2015

ERRATA Nº 04 PREGÃO PRESENCIAL N 03/2015 ERRATA Nº 04 PREGÃO PRESENCIAL N 03/205 A Presidente d Cnselh Reginal de Enfermagem de Sergipe (Cren/SE) trna públic que Edital de Pregã Presencial n 03/205, cuj bjet é a AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS, SISTEMAS

Leia mais

Guia do Usuário. Avigilon Control Center Mobile Versão 2.2 para Android

Guia do Usuário. Avigilon Control Center Mobile Versão 2.2 para Android Guia d Usuári Avigiln Cntrl Center Mbile Versã 2.2 para Andrid 2011-2015, Avigiln Crpratin. Tds s direits reservads. A mens que seja expressamente cncedida pr escrit, nenhuma licença será dada cm relaçã

Leia mais

Mensagem do atendimento ao cliente

Mensagem do atendimento ao cliente ASSUNTO: Cisc WebEx: Patch padrã a ser aplicad em [[DATA]] para [[WEBEXURL]] Cisc WebEx: Patch padrã em [[DATA]] A Cisc WebEx está enviand esta mensagem para s principais cntats de negóci em https://[[webexurl]]

Leia mais

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição Julh 2010 Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids à EDP Distribuiçã DGF/Departament Gestã de Materiais e Equipaments Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids

Leia mais

REQUISITOS PRINCIPAIS: Regulamentação final sobre controles preventivos de alimentos para consumo humano Visão rápida

REQUISITOS PRINCIPAIS: Regulamentação final sobre controles preventivos de alimentos para consumo humano Visão rápida O FDA ferece esta traduçã cm um serviç para um grande públic internacinal. Esperams que vcê a ache útil. Embra a agência tenha tentad bter uma traduçã mais fiel pssível à versã em inglês, recnhecems que

Leia mais

Shavlik Patch para Microsoft System Center

Shavlik Patch para Microsoft System Center Shavlik Patch para Micrsft System Center Guia d Usuári Para us cm Micrsft System Center Cnfiguratin Manager 2012 Cpyright e Marcas cmerciais Cpyright Cpyright 2014 Shavlik. Tds s direits reservads. Este

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Data: 17-09-2008 Data: Aprvad: Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Events.dc

Leia mais

Fundamentos de Informática 1ºSemestre

Fundamentos de Informática 1ºSemestre Fundaments de Infrmática 1ºSemestre Aula 4 Prf. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Descrevend Sistemas de um Cmputadr

Leia mais

MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE

MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE DAVID CHAPPELL OUTUBRO DE 2010 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION SUMÁRIO Pr que criar um nv mdel de prgramaçã?... 3 Três regras d mdel de prgramaçã d Windws

Leia mais

ANEXO TÉCNICO DE SERVIÇOS BEMATECH CLOUD GEMCO ANYWHERE

ANEXO TÉCNICO DE SERVIÇOS BEMATECH CLOUD GEMCO ANYWHERE 1. Definições ANEXO TÉCNICO DE SERVIÇOS BEMATECH CLOUD GEMCO ANYWHERE Este dcument cntém as especificações técnicas e requisits ds serviçs de Clud Cmputing da Bematech para Sistema Gemc Anywhere. Estes

Leia mais

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Plan de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Escla Clégi Eng Juarez Wanderley Prfessr Fernand Nishimura de Aragã Disciplina Infrmática Objetivs Cnstruçã de um website pessal para publicaçã de atividades

Leia mais

Roteiro de Implantação Estoque

Roteiro de Implantação Estoque Rteir de Implantaçã Estque Revisã: 23/07/2004 Abrangência Versã 7.10 Cadastrs Básics Dicas: Explique a necessidade d preenchiment ds brigatóris (camps na cr azul). Verifique se cliente necessita que mais

Leia mais

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO R.M. Infrmática Cmérci e Serviç Ltda CNPJ: 04.831.742/0001-10 Av. Rdrig Otávi, 1866, Módul 22 Distrit Industrial - Manaus - AM Tel./Fax (92) 3216-3884 http://www.amaznit.cm.br e-mail: amaznit@amaznit.cm.br

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N 379, DE 19 DE OUTUBRO DE 2006 Cria e regulamenta sistema de dads e infrmações sbre a gestã flrestal n âmbit d Sistema Nacinal

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

Especificações. O Atmos G3-Dense-480 oferece os seguintes recursos e capacidades. Arquitetura de nós densos. Nós de 60 discos

Especificações. O Atmos G3-Dense-480 oferece os seguintes recursos e capacidades. Arquitetura de nós densos. Nós de 60 discos EMC ATMOS SÉRIE G3 A série G3 d Atms apresenta Atms G3-Dense-480 e G3-Flex-240. Essa série ferece várias pções de cnfiguraçã, inclusive suprte a diferentes capacidades de disc e sluções baseadas em rack

Leia mais

Por favor, considere a proteção ao meio ambiente antes de imprimir esse documento

Por favor, considere a proteção ao meio ambiente antes de imprimir esse documento Interbrs Tecnlgia e Sluções de Internet Ltda. Rua Dr. Guilherme Bannitz, 126 2º andar Cnj. 21 /179 Itaim Bibi - Sã Paul- SP - 04532-060 Fne: 55 11 9209-3717 / 55 11 8162-0161 Pr favr, cnsidere a prteçã

Leia mais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais 53 3 Frmulaçã da Metdlgia 3.1. Cnsiderações Iniciais O presente capítul tem cm finalidade prpr e descrever um mdel de referencia para gerenciament de prjets de sftware que pssa ser mensurável e repetível,

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março)

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Curss Prfissinais de Nível Secundári (Decret-Lei n.º 74/2004, de 26 de Març) Família Prfissinal: 07 - Infrmática 1. QUALIFICAÇÕES / SAÍDAS PROFISSIONAIS As qualificações de nível

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS REALIZAR MANUTENÇÃO PREDIAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS REALIZAR MANUTENÇÃO PREDIAL Códig: MAP-DILOG-002 Versã: 00 Data de Emissã: 01/01/2013 Elabrad pr: Gerência de Instalações Aprvad pr: Diretria de Lgística 1 OBJETIVO Estabelecer cicl d prcess para a manutençã predial crretiva e preventiva,

Leia mais

Operação Metalose orientações básicas à população

Operação Metalose orientações básicas à população Operaçã Metalse rientações básicas à ppulaçã 1. Quem é respnsável pel reclhiment de prduts adulterads? As empresas fabricantes e distribuidras. O Sistema Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa e Vigilâncias

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica Médica - Aplicaçã Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã de Prescriçã Eletrónica Médica

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO POLÍTICA SOBRE PRESENTESE ENTRETENIMENTO Oferecer u receber presentes cmerciais e entreteniment é frequentemente uma frma aprpriada

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI. HI Tecnologia. Documento de acesso público Ntas de Aplicaçã Utilizaçã d cnversr RS232/RS485 (PMC712) cm cntrladres HI HI Tecnlgia Dcument de acess públic ENA.00034 Versã 1.00 setembr-2010 HI Tecnlgia Utilizaçã d cnversr RS232/RS485 (PMC712) cm

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Manual de Prcediments Prcediments para Submissã de Prjets de MDL à Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Secretaria Executiva Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Prcediments para

Leia mais

PDF Livre com o Ghostscript

PDF Livre com o Ghostscript PDF Livre cm Ghstscript Um tutrial para criaçã de um geradr de arquivs PDF em Windws, basead em ferramentas gratuitas. Márci d'ávila, 05 de mai de 2004. Revisã 8, 20 de setembr de 2007. Categria: Text

Leia mais

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS Manual d Usuári Elabrad pela W3 Autmaçã e Sistemas Infrmaçã de Prpriedade d Grup Jmóveis Este dcument, cm tdas as infrmações nele cntidas, é cnfidencial e de prpriedade d Grup Jmóveis,

Leia mais

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo Descriçã d serviç Cpilt Optimize CAA-1000 Visã geral d serviç Esta Descriçã d serviç ( Descriçã d serviç ) é firmada pr vcê, cliente, ( vcê u Cliente ) e a entidade da Dell identificada na fatura de cmpra

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS, CONTEÚDO E PROCESSOS GED/ECM. Solução de Gestão Eletrônica de Documentos Acadêmicos

GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS, CONTEÚDO E PROCESSOS GED/ECM. Solução de Gestão Eletrônica de Documentos Acadêmicos GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS, CONTEÚDO E PROCESSOS GED/ECM Sluçã de Gestã Eletrônica de Dcuments Acadêmics OBJETIVOS DA SOLUÇÃO BENEFÍCIOS GERAIS A Sluçã ECMDOC de Gestã de Dcuments Acadêmics, tem cm principais

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 DISPOSIÇÕES GERAIS A campanha d Dia Mundial de Cmbate à Plimielite (também cnhecida cm paralisia infantil), celebrad n dia 24 de utubr,

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - RFQ

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - RFQ SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - RFQ Ref.: 0084/24 (Favr referir-se a este númer em tdas as crrespndências) Esta empresa está cnvidada a apresentar prpsta à UNESCO de Elabraçã de Prgrama Editrial para Institut

Leia mais

NORMATIVA ADMINISTRATIVA

NORMATIVA ADMINISTRATIVA Assunt: DIRETRIZES PARA COMPRA E APROVEITAMENTO DE Data de Emissã: Data de Revisã: De: 18/12/2013 Assunts Estratégics Tdas as áreas d 1. OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Estabelecer regras e parâmetrs que

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Cnteúd prgramátic CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Este é cnteúd prgramátic d curs preparatóri n nv prgrama CDO-0001 para a certificaçã CmpTIA CDIA+. CONCEITUAL ECM Apresentaçã ds cnceits envlvids

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

Excluídas as seguintes definições:

Excluídas as seguintes definições: Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Entre PM AM.08 APLICAÇÃO DE PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE CONTRATAÇÃO E PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE LASTRO DE VENDA & PdC AM.10 MONITORAMENTO DE INFRAÇÃO

Leia mais

Processo/Instruções de Pagamento para Aplicação no Programa de Sustentabilidade de Pequenas Empresas

Processo/Instruções de Pagamento para Aplicação no Programa de Sustentabilidade de Pequenas Empresas Prcess/Instruções de Pagament para Aplicaçã n Prgrama de Sustentabilidade de Pequenas Empresas Requisits de Elegibilidade 1. A empresa deve estar lcalizada em znas de cnstruçã activa na Alum Rck Avenue

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell

SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell LEIA ESTE CONTRATO COM ATENÇÃO. AO INSTALAR OU DE QUALQUER OUTRA FORMA UTILIZAR O SOFTWARE (INCLUINDO SEUS COMPONENTES),

Leia mais

GESTÃO DE LABORATÓRIOS

GESTÃO DE LABORATÓRIOS Seminári Luanda, 26,27,28,29 e 30 de Mai de 2014 - Htel **** Guia Prática GESTÃO DE LABORATÓRIOS Finanças Assegure uma gestã eficaz de tdas as áreas 40 hras de Frmaçã Especializada Cnceits ecnómic-financeirs

Leia mais