GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR. Prof. Dra. Luciana Maria de Hollanda

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR. Prof. Dra. Luciana Maria de Hollanda"

Transcrição

1

2 GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR Prof. Dra. Luciana Maria de Hollanda

3 Quem é vc Professora? A primeira dúvida que surge Quando a gente inicia um semestre é

4 Eu sou o que sou! Sou o capitão da minha alma e o mestre do meu destino!! Graduação: Licenciatura em Ciências Biológicas (UNICAMP) Mestrado: Genética e Biologia Molecular em Procariotos, no Departamento de Genética, Evolução e Biopatógenos (Conceito 7 CAPES) Doutorado: Genética e Biologia Molecular de Eucariotos, no Hemocentro vinculado ao HC-UNICAMP (Conceito 7 CAPES) Pós-Doutorado UNICAMP Biologia Molecular, Biotecnologia, Nanoncologia.

5

6 Antes de iniciar a aula Vamos aos...

7

8 Aulas Teóricas Com o emprego de metodologias ativas Todas as aulas ministradas as Terças-Feiras Bloco C Sala 53 Das 20:35 as 22:15 Lista de Presença como chamada

9 Na semana anterior a PROVA será realizada um estudo dirigido, ou Host, da matéria da prova. Questões respondidas em grupo (Grupos de 5 alunos) Valor da ME = 2 pontos

10

11 PROFESSORA... E COMO SERÁ A PROVA? QUANTAS SERÃO? QUANTO VALE?

12 Duas Avaliações: Uma Avaliação ao final da Unidade Programática 1 (UP1) Cairá somente o conteúdo da UP1 Provas contextualizadas (PC) com questões a luz do ENADE e, terão 8 questões Cada questão valendo 1 ponto PC = 8.0 pontos

13 Uma Avaliação ao final da Unidade Programática 2 (UP2) Cairá o conteúdo de toda a disciplina As Provas serão contextualizadas (PC2) e terão 8 questões Cada questão valendo 1 ponto PC2 = 8.0 pontos

14 Como será calculada a Média Final (MF) MF = (UP1 x 4) + (UP2 x 6) 10 MF 6,00 (aluno aprovado) MF 4,0 e 5,99 (aluno Prova Final)

15 HbF Como será a Prova Final (PF)?? CAIRÁ TODA MATÉRIA DO SEMESTRE PROVA COM 10 QUESTÕES CADA QUESTÃO VALENDO 1 PONTO Prova Final

16 Albert Einstein Marie Curie

17

18 Todo material destas aulas

19 Profa. Como a gente te acha para perguntar sobre a matéria antes da prova com

20

21

22 E porque?

23

24 Porque toda a origem de......todos os animais do planeta

25

26 Além disso......o aparecimento de algumas doenças...

27

28 Mas Professora... Genética o que Estuda?

29 Em outras palavras BM e Genética... BM = Estuda as principais moléculas (DNA, RNA e Proteína que fazem parte da vida, e cujo a qual sem elas a vida não existiria! Genética = E como essa informação genética é transmitida para os seus descendentes. "Uma vida não questionada não merece ser vivida." (Platão)

30

31 Ciclo da Vida

32 #tátudobematéaqui? #algumadúvida?

33

34

35 A genética é o ramo da biologia responsável pelo estudo da hereditariedade e de tudo o que esteja relacionado com a mesma. O objeto de estudo da genética são os padrões de hereditariedade, isto é, o modo com os traços e as características se transmitem dos pais para os filhos.

36 CLÁSSICA OU MENDELIANA Populações ou Evolutiva Que se centra no estudo dos cromossomas e dos genes Comportamento de Genes no meio de uma população e como estes interferem na evolução e na forma como são herdados de geração em geração Desenvolvimento Quantitativa a forma como os genes controlam o desenvolvimento dos organismos analisa o impacto de múltiplos genes sobre o fenótipo Molecular Estuda a composição e sequencia do DNA, RNA e Proteínas e como estas interferem no fenótipo

37 Estuda a Sequencia do DNA Como essa sequencia interfere na tradução deste DNA RNA mensageiro e como este RNA mensageiro É traduzido em Proteína

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48 Publica os primeiros desenhos de células de cortiça observadas ao microscópio.

49 Descoberta do núcleo celular Estudando partes das plantas ao microscópio descobre o núcleo das células.

50 Herança Mendeliana Cruzou Ervilhas (Pisum sativum) Por muitas gerações Descobriu que os descendentes obedeciam um padrão que se assemelhava ao parental.

51 Isolado o DNA Bioquímico alemão Miescher. Ele queria determinar os componentes químicos do núcleo celular e utilizava glóbulos brancos provenientes do pus em sua pesquisa.

52 Fósforo Ácido NitrogÊnio

53 Das Bases Nitrogenadas ao Ácido Nucléico O pesquisador alemão Albrecht Kossel, demonstrou que a nucleína continha bases nitrogenadas em sua estrutura, explicando o fato da nucleína ser rica em nitrogênio.

54 Nove anos depois, Richard Altmann, que era aluno de Miescher, obteve a nucleína com alto grau de pureza, comprovando sua natureza ácida e dando-lhe, então, o nome de ácido nucléico.

55 Descoberta dos Cromossomos O alemão Walter Flemming descobriu corpos com formato de bastão dentro do núcleo das células, que denominou "cromossomos".

56

57 Partículas da hereditariedade O norte-americano Walter Sutton e o alemão Theodor Boveri deram início à teoria cromossômica da hereditariedade (as "partículas" da hereditariedade estariam localizadas nos cromossomos)

58 Genótipo e Fenótipo O dinamarquês Wilhelm Johannes introduziu o termo "gene" para descrever a unidade mendeliana da hereditariedade. Ele também utilizou os termos "genótipo" e "fenótipo" para diferenciar as características genéticas de um indivíduo de sua aparência externa (fenótipo).

59 Dos Ácidos Nucléicos aos Nucleotídeos Concluíram os componentes básico dos ácidos nucléicos, denominando como nucleotídeo. Onde o ácido nucléico, é composto por vários nucleotídeos unidos entre si.

60 Comprovação do DNA como responsável pela transmissão das características.

61 Descobre, entre outras características, que os grupos fosfatos do DNA estão situados na parte externa da molécula e que esta é formada por cadeias antiparalelas, por difração dos raios x. Estas informações oferecem fortes indícios de qual seria a conformação espacial da estrutura da molécula de DNA.

62 Desvendam a estrutura tridimensional da molécula de DNA, constituída por uma dupla hélice.

63 Grupos de pesquisa liderados por Marshall Nirenberg e pelo indiano Har Gobind Khorana decifram o código genético.

64 DNA Recombinante: O norte-americano Paul Berg obteve as primeiras moléculas de DNA recombinante, unindo DNA de diferentes espécies e inserindo esse DNA híbrido em uma célula hospedeira. Recebeu o Nobel de Química em 1980.

65 Criada a primeira companhia de engenharia genética, a Genentech. Produz a primeira proteína humana em uma bactéria geneticamente modificada e, em 1982, comercializa a primeira droga recombinante, insulina humana.

66 Começa a era do sequenciamento Elabora uma técnica capaz de determinar a ordem das bases nitrogenadas do DNA de qualquer organismo vivo.

67 É obtido o primeiro animal transgênico (um camundongo).

68 É criada a técnica conhecida como impressão digital por DNA, a qual permitiu a identificação precisa das pessoas, contribuindo para a elucidação de vários crimes e para o desenvolvimento dos testes de paternidade pelo DNA.

69 Publicado artigo do norteamericano Kary Mullis que descreve o método PCR (reação em cadeia de polimerase, em inglês), que possibilita a obtenção rápida de bilhões de cópias de um segmento específico de DNA. Mullis ganhou o Nobel em Química em 1993.

70 Criação nos EUA do Instituto Nacional para Pesquisa do Genoma Humano (NHGRI), chefiado por James Watson, para determinar toda a sequência do DNA que compõe os cromossomos humanos. Em 1990 dá-se inicio o Projeto do Genoma Humano.

71 Craig Venter, Smith e companheiros publicam, pela primeira vez o genoma completo de um organismo não viral, a bactéria Haemophilus influenzae.

72 Nascimento da ovelha Dolly, primeiro mamífero clonado a partir de uma célula de um animal adulto pelo Instituto Roslin (Escócia) e pela empresa PPL Therapeutics. Só em fevereiro do ano seguinte o feito foi divulgado. Dolly morreria de envelhecimento precoce em fevereiro de 2003.

73 Pesquisadores do consórcio público Projeto Genoma Humano e da empresa privada norte-americana Celera anunciam o rascunho do genoma humano, que seria publicado em fevereiro de 2001.

74 No Brasil, pesquisadores paulistas anunciam o sequenciamento do genoma da bactéria Xylella fastidiosa, a causadora da doença do amarelinho em cítricos. O artigo foi destacado na capa da revista "Nature".

75

76

77

Estudando partes das plantas ao microscópio descobre o núcleo das células.

Estudando partes das plantas ao microscópio descobre o núcleo das células. Linha do Tempo e Gabarito. 1665 Robert Hooke Publica os primeiros desenhos de células observadas ao microscópio: células mortas de cortiça. 1831 Robert Brown Estudando partes das plantas ao microscópio

Leia mais

1. O QUE É A ENGENHARIA GENÉTICA?

1. O QUE É A ENGENHARIA GENÉTICA? 1. O QUE É A ENGENHARIA GENÉTICA? Termos sinónimos: Manipulação genética, clonagem de genes, tecnologia do DNA recombinante, modificação genética, nova genética. Áreas de acção: Investigação básica - função

Leia mais

DESVENDANDO O GENOMA HUMANO

DESVENDANDO O GENOMA HUMANO 2º EM Biologia Professor João DESVENDANDO O GENOMA HUMANO Um breve histórico da Genética Hereditariedade (1865); Localização dos genes nos cromossomos (1911); É proposta a molécula helicoidal de DNA (1953);

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre

Clique para editar o estilo do título mestre sub 23/07/2014 1 23/07/2014 1 AU09 Estrutura título e Função mestre do Material Genético Nalini subtítulo Drieli Josviak mestre Doutorado drinaly@gmail.com 23/07/2014 2 23/07/2014 2 Material Genético:

Leia mais

Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição

Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

Cap. 1: Genética A ciência da hereditariedade. Equipe de Biologia

Cap. 1: Genética A ciência da hereditariedade. Equipe de Biologia Cap. 1: Genética A ciência da hereditariedade Equipe de Biologia Por que a Mônica é baixinha, dentuça e gorducha? Disponível em: . Acesso em: 04 Fev. 2012 Obrigatoriamente,

Leia mais

A CÉLULA 1. Introdução: Uma Visão Geral da Célula

A CÉLULA 1. Introdução: Uma Visão Geral da Célula A CÉLULA 1. Introdução: Uma Visão Geral da Célula O que são? Tipos? Estrutura? São unidades estruturais e funcionais dos organismos vivos Há muitos tipos diferentes de células, que variam enormemente em

Leia mais

Disciplina : Biologia Molecular: conceitos e Técnicas. Professora. Dra. Andrea Soares da Costa Fuentes

Disciplina : Biologia Molecular: conceitos e Técnicas. Professora. Dra. Andrea Soares da Costa Fuentes Disciplina : Biologia Molecular: conceitos e Técnicas Professora. Dra. Andrea Soares da Costa Fuentes Revisão Geral Sumário História da Genética Molecular DNA e RNA Dogma Central Replicação Transcrição

Leia mais

UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO

UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.1.1.Transmissão das Características Hereditárias (1ªParte) Genética Mendeliana Biologia 12º ano UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO

Leia mais

a) Baseando-se nos resultados acima, qual é a sequência mais provável desses 4 genes no cromossomo, a partir do gene A? b) Justifique sua resposta.

a) Baseando-se nos resultados acima, qual é a sequência mais provável desses 4 genes no cromossomo, a partir do gene A? b) Justifique sua resposta. CAP. 08: HERANÇA QUANTITATIVA OU POLIGENICA CAP. 09: MAPAS DE LIGAÇÃO GÊNICA - LINKAGE CAP. 10: O MATERIAL GENÉTICO E A GENÉTICA DO FUNCIONAMENTO DOS GENES 1. Considere dois genes e seus respectivos alelos:

Leia mais

Bases e aplicações. da tecnologia do DNA recombinante

Bases e aplicações. da tecnologia do DNA recombinante Bases e aplicações da tecnologia do DNA recombinante Por quê entender a Tecnologia do DNA recombinante? y y Doenças: diagnóstico, prognóstico e tratamento Compreensão dos mecanismos biológicos y y y organismos

Leia mais

Perguntas para o roteiro de aula. 1) Descreva as principais características estruturais gerais das moléculas de DNA e

Perguntas para o roteiro de aula. 1) Descreva as principais características estruturais gerais das moléculas de DNA e Perguntas para o roteiro de aula Professora: Drª Marilda S. Gonçalves Propriedades físico-químicas dos ácidos nucléicos 1) Descreva as principais características estruturais gerais das moléculas de DNA

Leia mais

Segregação Monogênica: 1 a Lei de Mendel. Profa. Vanessa Kava

Segregação Monogênica: 1 a Lei de Mendel. Profa. Vanessa Kava Segregação Monogênica: 1 a Lei de Mendel Profa. Vanessa Kava 1a Lei de Mendel VOCÊ JÁ SABE QUE Os cromossomos situam-se no núcleo das células 1 cromossomo 1 molécula de DNA 1molécula de DNA vários genes

Leia mais

SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Média de Qualidade de cada Aspecto por ano/semestre

SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Média de Qualidade de cada Aspecto por ano/semestre 1º Semestre de 2007 03/08/16 17:03 Pagina 1 de19 2º Semestre de 2007 03/08/16 17:03 Pagina 2 de19 1º Semestre de 2008 03/08/16 17:03 Pagina 3 de19 2º Semestre de 2008 03/08/16 17:03 Pagina 4 de19 1º Semestre

Leia mais

Profa. Leila Larisa Medeiros Marques

Profa. Leila Larisa Medeiros Marques Profa. Leila Larisa Medeiros Marques Processo de fazer cópias exatas de um organismo ou de qualquer elemento.» Clonagem celular;» Clonagem molecular. Clonagem celular Vitória em 2011: Clonagem celular

Leia mais

Histórico e introdução ao sequenciamento

Histórico e introdução ao sequenciamento Histórico e introdução ao sequenciamento Disciplina: Biologia Molecular 6855 T1 e T2 Ciências Biológicas Watson e Crick modelo molecular de DNA 1953 Science Museum - Exhibition Road, South Kensington,

Leia mais

Introdução a Biologia Molecular: DNA Genética Humana

Introdução a Biologia Molecular: DNA Genética Humana Introdução a Biologia Molecular: DNA Genética Humana Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto JAN/2012 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA Genética Bacteriana Disciplina: Biologia de Microrganismos Professora: Alessandra Machado Genética Bacteriana

Leia mais

ÁCIDOS NUCLÉICOS 15/6/2010. Universidade Federal de Mato Grosso Disciplina de Bioquímica. - Desoxirribose, presente no DNA; - Ribose, presente no RNA.

ÁCIDOS NUCLÉICOS 15/6/2010. Universidade Federal de Mato Grosso Disciplina de Bioquímica. - Desoxirribose, presente no DNA; - Ribose, presente no RNA. Universidade Federal de Mato Grosso Disciplina de Bioquímica ÁCIDOS NUCLÉICOS Prof. Msc. Reginaldo Vicente Ribeiro Cuiabá Maio de 2010 São as biomoléculas com a função de armazenamento e expressão da informação

Leia mais

Licenciatura em Biologia. Biologia Celular 2º Período

Licenciatura em Biologia. Biologia Celular 2º Período Licenciatura em Biologia Biologia Celular 2º Período Apresentação Introdução: Estrutura, funções e evoluções das células Cap. 01 (Junqueira e Carneiro) ..\Material\Videos\A Vida no interior da célula.mp4

Leia mais

Aula: Genética I. (1ª e 2ª leis de Mendel e Polialelia).

Aula: Genética I. (1ª e 2ª leis de Mendel e Polialelia). Aula: Genética I (1ª e 2ª leis de Mendel e Polialelia). PROFESSOR: Brenda Braga DATA:26/06/2014 Conceitos Básicos A genética básica estuda os princípios da hereditariedade ou herança biológica. Gene =

Leia mais

EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL

EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL 1ª série Ens. Médio 1. A figura a seguir refere-se à hereditariedade: a) EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL b) Explique de que forma a molécula de DNA atua no fenômeno da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ LUCILEI BODANEZE ROSSASI ABORDAGEM DA GENÉTICA MOLECULAR NOS LIVROS DIDÁTICOS PARA O ENSINO MÉDIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ LUCILEI BODANEZE ROSSASI ABORDAGEM DA GENÉTICA MOLECULAR NOS LIVROS DIDÁTICOS PARA O ENSINO MÉDIO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ LUCILEI BODANEZE ROSSASI ABORDAGEM DA GENÉTICA MOLECULAR NOS LIVROS DIDÁTICOS PARA O ENSINO MÉDIO FOZ DO IGUAÇU/PR. 2014 LUCILEI BODANEZE ROSSASI ABORDAGEM DA GENÉTICA MOLECULAR

Leia mais

Armazenamento da informação genética

Armazenamento da informação genética Universidade Federal do Pampa Curso de Nutrição Biologia celular e molecular Armazenamento da informação genética Profª Ms. Vanessa Retamoso Prof Ms. Vanessa Retamoso NÚCLEO INTERFÁSICO: é o núcleo da

Leia mais

Conceitos Básicos de Genética. Relação Fenótipo-Genótipo

Conceitos Básicos de Genética. Relação Fenótipo-Genótipo Conceitos Básicos de Genética Relação Fenótipo-Genótipo Genética É a disciplina dentro da Biologia que estuda os mecanismos da hereditariedade. O que é genética? É o estudo dos genes e de sua transmissão

Leia mais

Introdução à Bioquímica Celular

Introdução à Bioquímica Celular Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Introdução à Bioquímica Celular Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves mackswendhell@gmail.com O que é Biologia Celular? É o ramo da ciência

Leia mais

Genética. 1865, Versuche über Pflanzen. c Frequenta a Universidade de Viena, onde estuda : Hybride (Tratado sobre híbridos de plantas)

Genética. 1865, Versuche über Pflanzen. c Frequenta a Universidade de Viena, onde estuda : Hybride (Tratado sobre híbridos de plantas) Genética Gregor Johann Mendel (1822 1884) Frade Agostinho em Brno, Morávia c.1850. Frequenta a Universidade de Viena, onde estuda : De volta ao mosteiro Evolução Citologia (com Franz Unger) Hibridação

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades Resoluções das atividades Aula 8 Ácidos nucleicos Atividades para sala 01 D 02 B No DNA, ocorrem duas fitas de polinucleotídios. As duas fitas são unidas por pontes de hidrogênio estabelecidas entre os

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR DBI05366 CAMPUS: Centro de Ciências Agrárias CURSO: Ciências Biológicas HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências

Leia mais

Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia. Aula 3.1 Bactérias

Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia. Aula 3.1 Bactérias Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia Aula 3.1 Bactérias CLASSIFICAÇÃO: Bactérias Quanto a respiração: Aeróbicas: crescem apenas na presença de O 2. Anaeróbicas: crescem em ausência

Leia mais

Prof. Sérgio Carvalho GENÉTICA E HEREDITARIEDADE

Prof. Sérgio Carvalho GENÉTICA E HEREDITARIEDADE Prof. Sérgio Carvalho GENÉTICA E HEREDITARIEDADE NOÇÕES BÁSICAS DE HEREDITARIEDADE Os indivíduos de uma determinada espécie apresentam diferenças entre si, apesar de serem muito semelhantes. O QUE É A

Leia mais

ESTRUTURA E FUNÇÃO DOS GENES E CROMOSSOMOS

ESTRUTURA E FUNÇÃO DOS GENES E CROMOSSOMOS Faculdade Ciência da Vida Disciplina: Genética Básica Aula 2 ESTRUTURA E FUNÇÃO DOS GENES E CROMOSSOMOS PROFESSORA: Fernanda Guimarães E-MAIL: guimaraes.biologia@gmail.com NÚCLEO Abriga do material genético

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÃMPUS JATAÍ PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÃMPUS JATAÍ PLANO DE ENSINO Página 1 de 5 PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica: Câmpus Jataí Curso:Biomedicina Disciplina:Biologia Molecular Carga horária semestral:64 Teórica: 48 Prática: 16 Semestre/ano:1/2013 Turma/turno:

Leia mais

Introdução a Bioinformática Curso de Verão Nivelamento na área de Biológicas

Introdução a Bioinformática Curso de Verão Nivelamento na área de Biológicas Introdução a Bioinformática Curso de Verão 2011 Nivelamento na área de Biológicas 1 O que é genoma? Um genoma é o DNA completo de um organismo, incluindo os genes. Os genes levam a informação para produzir

Leia mais

Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética!

Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética! Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética! Mais uma vez vais vestir a tua bata de cientista e investigador e preparar o teu dia a dia no laboratório. Hoje é um dia especial, vais receber a

Leia mais

Introdução à Bioquímica

Introdução à Bioquímica Introdução à Bioquímica Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP São José do Rio Preto - SP. Genoma! O genoma de um organismo

Leia mais

Como é constituído o nosso corpo?

Como é constituído o nosso corpo? Clonagem Clonagem O que é a informação genética? Onde se localiza a informação genética? O que é a clonagem? A primeira clonagem. Vantagens e desvantagens da clonagem. A clonagem Humana. Como é constituído

Leia mais

Estágio Docência. Vanessa Veltrini Abril Doutoranda em. Março de 2007

Estágio Docência. Vanessa Veltrini Abril Doutoranda em. Março de 2007 Ação Gênica Estágio Docência Vanessa Veltrini Abril Doutoranda em Genética e Melhoramento Animal Março de 2007 Qual é a função do DNA? Como a informação genética é transportada? Genes TRANSFERÊNCIA DE

Leia mais

A g r u p a m e n t o d e E s c o l a s A n t ó n i o A l v e s A m o r i m

A g r u p a m e n t o d e E s c o l a s A n t ó n i o A l v e s A m o r i m A g r u p a m e n t o d e E s c o l a s A n t ó n i o A l v e s A m o r i m L o u r o s a CIÊNCIAS NATURAIS 9º ano FICHA DE AVALIAÇÃO Ano Letivo 2011/2012 Classificação: Professora: Enc. Educação: Nome:

Leia mais

T12 INTERAÇÃO GÊNICA APARECIDA MARIA FONTES

T12 INTERAÇÃO GÊNICA APARECIDA MARIA FONTES T12 INTERAÇÃO GÊNICA APARECIDA MARIA FONTES 31 de Março de 2017 CONCEITOS ASSOCIADOS COM INTERAÇÃO GÊNICA GENE EPISTASIA INTERAÇÃO GÊNICA CARACTERÍSTICAS COMPLEXAS DEFINIÇÕES O Que é Gene? (27/03) q Região

Leia mais

GENÉTICA E HEREDITARIEDADE

GENÉTICA E HEREDITARIEDADE GENÉTICA E HEREDITARIEDADE NOÇÕES BÁSICAS DE HEREDITARIEDADE Os indivíduos de uma determinada espécie apresentam diferenças entre si, apesar de serem muito semelhantes. O QUE É A HEREDITARIEDADE E A GENÉTICA?

Leia mais

APÊNDICE. Ciências. Moleculares. Ciências Moleculares. e Celulares

APÊNDICE. Ciências. Moleculares. Ciências Moleculares. e Celulares APÊNDICE UNIDADE 1 Ciências Moleculares Ciências e Celulares Moleculares Apêndice Gabaritos comentados com resposta-padrão Ciências Moleculares e Celulares: UNIDADE 1 1. RESPOSTA: Célula é a unidade fundamental

Leia mais

NOME: N CADERNO DE RECUPERAÇÃO DE BIOLOGIA EM TURMA 212 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE RECUPERAÇÃO DE BIOLOGIA EM TURMA 212 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2017 92 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CADERNO DE RECUPERAÇÃO DE BIOLOGIA EM TURMA 212 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE

Leia mais

Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi

Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi ORGANIZAÇÃO E FUNCIONALIDADE DO GENOMA HUMANO Departamento de Genética Nilce M. Martinez Rossi Fenótipo = GENÓTIPO + Ambiente O que é o genoma? Projetos Genoma Genoma: sequencia de DNA de todos os cromossomos

Leia mais

GENÉTICA DNA AMINOÁCIDOS PROTEÍNAS TRADUÇÃO TRANSCRIÇÃO MRNA

GENÉTICA DNA AMINOÁCIDOS PROTEÍNAS TRADUÇÃO TRANSCRIÇÃO MRNA GENÉTICA É a ciência que estuda a hereditariedade Estuda os gens, como eles transportam informações, são replicados e passados para as gerações subseqüentes de células ou transmitidos entre organismos

Leia mais

Prof. João Carlos Setubal

Prof. João Carlos Setubal Prof. João Carlos Setubal QBQ 102 Aula 3 (biomol) Transcrição e tradução Replicação Dogma Central da Biologia Molecular Transcrição RNA mensageiro Usa Uracila ao invés de Timina Tradução de mrnas Ocorre

Leia mais

FML/IST. Visão Geral da Célula. Engenharia Biomédica. Cadeira de Histologia e Anatomia. Teresa Carvalho Set 2007

FML/IST. Visão Geral da Célula. Engenharia Biomédica. Cadeira de Histologia e Anatomia. Teresa Carvalho Set 2007 FML/IST Engenharia Biomédica Cadeira de Histologia e Anatomia Visão Geral da Célula Teresa Carvalho Set 2007 Biologia Molecular da Célula Instituto de Medicina Molecular A Célula Organização Celular Célula

Leia mais

- Ácidos Nucleicos e Síntese Proteica - Profª Samara

- Ácidos Nucleicos e Síntese Proteica - Profª Samara - Ácidos Nucleicos e Síntese Proteica - Profª Samara A verdade por trás da descoberta da estrutura do DNA Rosalind Franklin Mãe do DNA (1920-1958) Erwin Chargaff (1905-2002) FOTO 51 1953 James Watson e

Leia mais

Vírus - Caracterização Geral

Vírus - Caracterização Geral Noções de Vírus By Profª. Cynthia Vírus - Caracterização Geral Vírus = veneno ou fluído venenoso (Latim) Acelulares/ Partículas Infecciosas Composição química de nucleoproteínas (DNA ou RNA+Proteínas)

Leia mais

Transcrição do DNA. Dogma central. O fluxo da informação é unidirecional. Refutação definitiva da herança dos caracteres adquiridos 26/04/2015

Transcrição do DNA. Dogma central. O fluxo da informação é unidirecional. Refutação definitiva da herança dos caracteres adquiridos 26/04/2015 Transcrição do DNA José Francisco Diogo da Silva Junior Mestrando CMANS/UECE Dogma central O fluxo da informação é unidirecional Refutação definitiva da herança dos caracteres adquiridos 1 A iniciação

Leia mais

Anabolismo Nuclear e Divisão Celular

Anabolismo Nuclear e Divisão Celular 1. (UFRN) Uma proteína X codificada pelo gene Xp é sintetizada nos ribossomos, a partir de um RNAm. Para que a síntese aconteça, é necessário que ocorram, no núcleo e no citoplasma, respectivamente, as

Leia mais

INTRODUÇÃO METODOLOGIA

INTRODUÇÃO METODOLOGIA A CONSTRUÇÃO DE UMA LINHA DO TEMPO DA BIOLOGIA: A DINÂMICA DA HISTÓRIA DA CIÊNCIA Claudia Luciani Klein (clklein@bol.com.br); Universidade Regional do Estado do Rio Grande do Sul UNIJUI. Ana Paula Dutra

Leia mais

Características Gerais dos Vírus

Características Gerais dos Vírus Características Gerais dos Vírus Vírus Agentes causadores de infecções no homem, outros animais, vegetais e bactérias. São desprovidos de organelas e sem metabolismo próprio. Parasitas intracelulares obrigatórios.

Leia mais

Descoberta da Estrutura do DNA

Descoberta da Estrutura do DNA DNA Estrutura Descoberta da Estrutura do DNA James Watson (geneticista americano) Francis Crick (físico inglês) Esclareceram a estrutura do DNA em 1953 O que se sabia sobre os genes Fatores hereditários

Leia mais

Antivirais. Profa Dra Mônica Santos de Freitas Sunday, December 2, 12

Antivirais. Profa Dra Mônica Santos de Freitas Sunday, December 2, 12 Antivirais Profa Dra Mônica Santos de Freitas 21.11.2012 As vacinas são ótimas na prevenção de doenças O que acontece quando o indivíduo esta doente? A vacina é o melhor tratamento? Existem aproximadamente

Leia mais

1. Projeto realizado pelos alunos da EEEFM Profª Filomena Quitiba. 2. Alunos 9º V01 da EEEFM Profª Filomena Quitiba Piúma-ES

1. Projeto realizado pelos alunos da EEEFM Profª Filomena Quitiba. 2. Alunos 9º V01 da EEEFM Profª Filomena Quitiba Piúma-ES EXPERIÊNCIA COM DNA DAS FRUTAS: CIÊNCIA EM CASA 1 Andressa Pereira 2 Habyner Nascimento 2 Jordana Miranda 2 Lavínia Isabella 2 Raissa Oliveira 2 Robson Oliver 2 Talis Andrade 2 Tahiná Martins 2 Vinicíus

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 3º EM Biologia A Marli / Pedro Av. Mensal 04/06/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Organização do genoma e variação individual

Organização do genoma e variação individual Organização do genoma e variação individual José Francisco Diogo da Silva Junior Mestrando CMANS/UECE PLASTICIDADE CELULAR 1 PLASTICIDADE CELULAR PLASTICIDADE CELULAR 2 COMPOSIÇÃO DO DNA ESTRUTURA DO DNA

Leia mais

Engenharia Agronômica. Biologia Celular 1º Período

Engenharia Agronômica. Biologia Celular 1º Período Engenharia Agronômica Biologia Celular 1º Período Apresentação Introdução: Estrutura, funções e evoluções das células Cap. 01 (Junqueira e Carneiro) e Biologia das células (Amabis e Martho, UFRJ) videos\a

Leia mais

((lambda (h q) (list h (list q h) (list q q))) (quote (lambda (h q) (list h (list q h) (list q q)))) (quote quote))

((lambda (h q) (list h (list q h) (list q q))) (quote (lambda (h q) (list h (list q h) (list q q)))) (quote quote)) The depressing truth Ultimately, it all comes down to 3 facts: 1.All things eventually disappear. 2.Making copies can delay this. 3.With limited resources, what is left is that which makes good copies

Leia mais

PROAC / COSEAC - Gabarito. 1 a Questão: (1,0 ponto) 2 a Questão: (1,0 ponto)

PROAC / COSEAC - Gabarito. 1 a Questão: (1,0 ponto) 2 a Questão: (1,0 ponto) 1 a Questão: (1,0 ponto) Através de uma associação natural entre bactérias e plantas leguminosas, os cientistas estão desenvolvendo mudas de plantas mais resistentes às condições adversas causadas pelo

Leia mais

Resolução de Questões de Provas Específicas Recentes

Resolução de Questões de Provas Específicas Recentes Resolução de Questões de Provas Específicas Recentes Resolução de Questões de Provas Específicas Recentes 1. (FUVEST) Determinada planta do cerrado abriga formigas, cigarrinhas, predadores e parasitas

Leia mais

Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos

Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL Programa de Aperfeiçoamento de Ensino - PAE Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos Angela da Silva Machado Súmula da aula... Estrutura e função dos

Leia mais

AU10. Princípios Básicos de Genética Molecular 2: Regulação da Expressão Gênica. Juliana da Silveira Schauren

AU10. Princípios Básicos de Genética Molecular 2: Regulação da Expressão Gênica. Juliana da Silveira Schauren AU10 Princípios Básicos de Genética Molecular 2: Regulação da Expressão Gênica Juliana da Silveira Schauren Doutoranda PPG-GEN julianaschauren@gmail.com Resumo Introdução: revisão transcrição e tradução

Leia mais

Que caracteres são herdados de geração em geração?

Que caracteres são herdados de geração em geração? Músculos Cor dos olhos Membro amputado Cor do cabelo Que caracteres são herdados de geração em geração? Existem características que são transmitidas de geração em geração caracteres hereditários. Ex.:

Leia mais

2 vertical: 5 letras, plural. 1 vertical: 11 letras

2 vertical: 5 letras, plural. 1 vertical: 11 letras 1 vertical: 11 letras São organismos originados da alteração molecular do DNA. 2 vertical: 5 letras, plural Fatores que condicionam as características genéticas de um organismo, sendo um proveniente do

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Genética Clássica 1. Conceito: É a ciência voltada para o estudo da hereditariedade, bem como da estrutura e função dos genes. Características Fundamentais

Leia mais

Biologia A Pedro / Marli Av. Mensal 02/10/13 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Biologia A Pedro / Marli Av. Mensal 02/10/13 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 2º EM Biologia A Pedro / Marli Av. Mensal 02/10/13 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Regulação da Expressão Gênica em Eucariotos

Regulação da Expressão Gênica em Eucariotos Regulação da Expressão Gênica em Eucariotos Regulação da Expressão Gênica Trajetória da expressão de um gene Principal ponto de regulação Núcleo Citoplasma mrna inativo DNA RNA transcrito mrna mrna PROTEÍNA

Leia mais

Regulação da expressão gênica em Procariotos. John Wiley & Sons, Inc.

Regulação da expressão gênica em Procariotos. John Wiley & Sons, Inc. Regulação da expressão gênica em Procariotos Cada célula tem todos os genes, mas em um tecido apenas parte deles está ativa REGULAÇÃO DA EXPRESSÃO GÊNICA Diferenciação celular: diferentes tipos celulares

Leia mais

MONERA A PROTISTA B EUCARIOTA D PLURICELULAR F HETERÓTROFA H

MONERA A PROTISTA B EUCARIOTA D PLURICELULAR F HETERÓTROFA H 21 b REINO MONERA A PROTISTA B TIPO DE CÉLULA PROCARIOTA C EUCARIOTA D ORGANIZAÇÃO UNICELULAR E PLURICELULAR F NUTRIÇÃO AUTÓTROFA G HETERÓTROFA H Observando o quadro acima, considere as afirmações I, II,

Leia mais

Número de genes versus número de proteínas em eucariotos

Número de genes versus número de proteínas em eucariotos Número de genes versus número de proteínas em eucariotos Bioquímica II SQM0416 Júlia Assirati Tomie Kuriyama Victória Montenegro de Campos Resumo Introdução Características do genoma humano Como foram

Leia mais

Vírus. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Vírus. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Vírus Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Virologia Virologia. Ramo da Biologia que estuda os vírus e suas propriedades. Vírus é totalmente inerte fora da sua célula hospedeira; Dependem totalmente da

Leia mais

Noções de Genética: COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE CURSINHO PRÉ-ENEM PROFESSORA: MSc MONYKE LUCENA

Noções de Genética: COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE CURSINHO PRÉ-ENEM PROFESSORA: MSc MONYKE LUCENA Noções de Genética: COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE CURSINHO PRÉ-ENEM PROFESSORA: MSc MONYKE LUCENA Noções de Genética: Genética: É o estudo da hereditariedade. Hereditariedade: fenômeno que explica as semelhanças

Leia mais

Transcrição em Eucariotos. Prof. Doutor Júlio César Borges Disciplina: Bioquímica II Lenita P. Altoé Paula B. Perroni Rhaissa M.

Transcrição em Eucariotos. Prof. Doutor Júlio César Borges Disciplina: Bioquímica II Lenita P. Altoé Paula B. Perroni Rhaissa M. Transcrição em Eucariotos Prof. Doutor Júlio César Borges Disciplina: Bioquímica II Lenita P. Altoé Paula B. Perroni Rhaissa M. Bontempi _sumário _sumário Transcrição Dogma central Considerações iniciais

Leia mais

Introdução à Biologia Molecular. Prof. Leonardo Crema

Introdução à Biologia Molecular. Prof. Leonardo Crema Introdução à Biologia Molecular Prof. Leonardo Crema HISTÓRICO 1865 - GREGOR MENDEL Estudou cruzamento entre diferentes tipos de ervilhas demonstrando que certas características físicas dessas plantas

Leia mais

Síntese de Proteínas, Divisão Celular e Embriologia

Síntese de Proteínas, Divisão Celular e Embriologia Síntese de Proteínas, Divisão Celular e Embriologia 1. Em um segmento de cadeia ativa de DNA, que servirá de molde para a fita de RNA mensageiro, há 30 timinas e 20 guaninas. No segmento correspondente

Leia mais

Revisão para Prova 2017

Revisão para Prova 2017 Revisão para Prova 2017 Confira questões resolvidas sobre a 1ª Lei de Mendel: 1) (UFMG) - Representação esquemática do núcleo de uma célula em meiose. A segregação dos alelos, descoberta por Mendel, ocorre

Leia mais

Introdução. Informação Complementar. Doenças Genéticas. Causadas por alteração em genes ou cromossomas

Introdução. Informação Complementar. Doenças Genéticas. Causadas por alteração em genes ou cromossomas Informação Complementar Aula TP 1º ano Ano lectivo 2014/2015 Introdução Doenças Genéticas Causadas por alteração em genes ou cromossomas Maioria são: Crónicas De início precoce Associadas a défice cognitivo

Leia mais

GENÉTICA MENDELIANA TRANSMISSÃO DE CARACTERÍSTICAS HEREDITÁRIAS

GENÉTICA MENDELIANA TRANSMISSÃO DE CARACTERÍSTICAS HEREDITÁRIAS GENÉTICA MENDELIANA TRANSMISSÃO DE CARACTERÍSTICAS HEREDITÁRIAS Unidade 2 - PATRIMÓNIO GENÉTICO Situação Problemática Que desafios se colocam à genética no melhoramento da qualidade de vida? Cap. 1.1 Transmissão

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Fred. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Fred. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Fred DISCIPLINA: Biologia SÉRIE: 1º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 07 ÁCIDOS NUCLEICOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 07 ÁCIDOS NUCLEICOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 07 ÁCIDOS NUCLEICOS Nome do Nucleotídeo Adenina Guanina Timina Citosina Base Adenina (A) Guanina (G) Timina (T) Citosina (C) Purina / Pirimidina Purin Purina Pirimidina Pirimidina

Leia mais

Biologia. Unicelulares e Multicelulares / Vírus. Professor Enrico Blota.

Biologia. Unicelulares e Multicelulares / Vírus. Professor Enrico Blota. Biologia Unicelulares e Multicelulares / Vírus Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia ATÓTROFOS, HETERÓTROFOS, UNICELULARES, MULTICELULARES E VÍRUS Os seres vivos podem ser classificados

Leia mais

Biologia Celular. Profa Cristina L S Petrarolha Silva

Biologia Celular. Profa Cristina L S Petrarolha Silva Biologia Celular Visão Geral das Células Profa Cristina L S Petrarolha Silva Vírus não são células: partículas intracelulares obrigatórias Propagação dos vírus com lise da célula hospedeira. Fonte: http://www.brasilescola.com/biologia/virus.htm

Leia mais

Genética Molecular. Tema 1: Genética Molecular. Prof. Leandro Parussolo

Genética Molecular. Tema 1: Genética Molecular. Prof. Leandro Parussolo Instituto Federal de Santa Catarina Câmpus Florianópolis Unidade Curricular: Biologia I Tema 1: Genética Molecular Genética Molecular Prof. Leandro Parussolo leandro.parussolo@ifsc.edu.br Genética Estuda

Leia mais

Engenharia Genética e Biotecnologia

Engenharia Genética e Biotecnologia Engenharia Genética e Biotecnologia Engenharia Genética e Biotecnologia 1. (UEFS) A biologia molecular deu mais um passo extraordinário na última semana, ao produzir o que vem sendo chamado de primeira

Leia mais

Transcrição: Síntese de RNA Tradução: Síntese Proteica

Transcrição: Síntese de RNA Tradução: Síntese Proteica Transcrição: Síntese de RNA Tradução: Síntese Proteica A estrutura química da molécula de RNA apresenta pequenas diferenças em relação ao DNA. http://www.nature.com/scitable/learning-path/theelaboration-of-the-central-dogma-701886#url

Leia mais

Nucleotídeos e Ácidos Nucleicos. Maiara Paparele dos Santos

Nucleotídeos e Ácidos Nucleicos. Maiara Paparele dos Santos Nucleotídeos e Ácidos Nucleicos Maiara Paparele dos Santos Conceito Ácidos nucleicos sequência de nucleotídeos o moedas energéticas; o Componentes de cofatores enzimáticos o DNA (ácido desoxirribonucleico)

Leia mais

IFSC Campus Lages. Transcrição. Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri

IFSC Campus Lages. Transcrição. Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri IFSC Campus Lages Transcrição Biologia Molecular Prof. Silmar Primieri RNA - estrutura Semelhante ao DNA, com ribose como glicídio e uracila como base nitrogenada, no lugar da timina do DNA. RNA é unifilamentar

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. Componente Curricular: Biologia Geral Código: --- Pré-requisito: --- Período Letivo:

Leia mais

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume.

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume. 01. Analise a figura a seguir, que representa um determinado experimento: 1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 2. Introdução do DNA em célula de tabaco. 3. Multiplicação

Leia mais

15/08/2014. Evidências de doenças virais nas civilizações egípcias e grecoromanas

15/08/2014. Evidências de doenças virais nas civilizações egípcias e grecoromanas Evidências de doenças virais nas civilizações egípcias e grecoromanas Obra Ilíada : pesonalidade raivosa de Heitor Faraó Ramsés V: Sequelas de varíola na face Cidadão do povo com sequelas poliomielite

Leia mais

Núcleo. Vera Andrade Robert Brown (1833) descreveu o núcleo celular

Núcleo. Vera Andrade  Robert Brown (1833) descreveu o núcleo celular Vera Andrade http://histologiavvargas.wordpress.com/ Núcleo Robert Brown (1833) descreveu o núcleo celular Nux (grego) = semente, por ser considerado tão importante para a célula quanto a semente é para

Leia mais

Introdução à Bioquímica

Introdução à Bioquímica Introdução à Bioquímica Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos Dra. Fernanda Canduri Laboratório de Sistemas BioMoleculares. Departamento de Física.. UNESP São José do Rio Preto - SP. Tópicos! Estrutura e função

Leia mais

Organização de Genomas e Estrutura Fina dos Genes

Organização de Genomas e Estrutura Fina dos Genes Organização de Genomas e Estrutura Fina dos Genes Genoma Humano Genoma nuclear Genoma mitocondrial 3 bilhões pb 16,6Kb ~19000 genes 37 genes Genes e seqüências relacionadas DNA extragênico 2 genes de rrna

Leia mais

GENÉTICA Profº Júlio César Arrué dos Santos

GENÉTICA Profº Júlio César Arrué dos Santos FONTE: www.klickeducacao.com.br GENÉTICA Profº Júlio César Arrué dos Santos História Mentor Gregor Mendel (1822 a 1884); Formação Matemática e Ciências Naturais; Pesquisa Variabilidade genética de plantas

Leia mais

Ficha de estudo Biologia

Ficha de estudo Biologia Unidade 2 Património genético Transmissão de características hereditárias Ficha de estudo Biologia 12º ANO DE ESCOLARIDADE MÓDULO 1 Mendel, segundo filho de uma família de agricultores, nasceu em 1822,

Leia mais

TEORIA CROMOSSÓMICA DA HEREDITARIEDADE

TEORIA CROMOSSÓMICA DA HEREDITARIEDADE Recapitulando... Walter Sutton ( 1877-1916 ) Theodor Boveri ( 1862-1915 ) Cientista americano Biólogo alemão TEORIA CROMOSSÓMICA DA HEREDITARIEDADE TEORIA CROMOSSÓMICA DA HEREDITARIEDADE CONCLUSÕES Os

Leia mais

Introdução às Tecnologias de Sequeciamento: Sanger e Nova Geração (NGS)

Introdução às Tecnologias de Sequeciamento: Sanger e Nova Geração (NGS) Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias Campus de Jaboticabal Introdução às Tecnologias de Sequeciamento: Sanger e Nova Geração (NGS) Dr. Camila

Leia mais

Histórico da evolução após Darwin e Wallace. Sergio Russo Matioli Departamento de Genética e Biologia evolutiva Instituto de Biociências - USP

Histórico da evolução após Darwin e Wallace. Sergio Russo Matioli Departamento de Genética e Biologia evolutiva Instituto de Biociências - USP Histórico da evolução após Darwin e Wallace Sergio Russo Matioli Departamento de Genética e Biologia evolutiva Instituto de Biociências - USP August Weismann (1834-1914) August Friedrich Leopold Weismann,

Leia mais