ABSORÇÃO LÍQUIDA ANUAL DE CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS PARA 2012 PODE DUPLICAR EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABSORÇÃO LÍQUIDA ANUAL DE CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS PARA 2012 PODE DUPLICAR EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR."

Transcrição

1 1º TRIMESTRE 212 INDUSTRIAL BRASIL MARKET REPORT INDUSTRIAL ABSORÇÃO LÍQUIDA ANUAL DE CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS PARA 212 PODE DUPLICAR EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR. Inventário: m² Taxa de Vacância: % Preço Médio de Locação: R$ 18,2/m²/mês Inventário: m² Absorção Líquida: m² Taxa de Vacância: 1% Preço Médio de Locação: R$ 16,7/m²/mês AM Inventário: m² Taxa de Vacância: 1% Preço Médio de Locação: R$ 16,5/m²/mês AC Inventário: m² Absorção Líquida: m² Taxa de Vacância: 2,7% Preço Médio de Locação: R$ 15,4/m²/mês RO RR MT MS RS PA AP PR GO SC Inventário: m² Taxa de Vacância: % Preço Médio de Locação: R$ 2,/m²/mês SP TO DF MA MG RJ PI BA ES CE RN PE AL SE PB Inventário: m² Absorção Líquida: m² Taxa de Vacância: 7,6% Preço Médio de Locação: R$ 2,25/m²/mês Inventário: 55. m² Taxa de Vacância: % Preço Médio de Locação: R$ 14,/m²/mês Inventário: m² Absorção Líquida: 14.2 m² Taxa de Vacância: 6,% Preço Médio de Locação: R$ 16,1/m²/mês Inventário: m² Absorção Líquida: m² Taxa de Vacância: 4,8% Preço Médio de Locação: R$ 17,3/m²/mês Inventário: m² Taxa de Vacância: % Preço Médio de Locação: R$ 16,75/m²/mês Inventário: m² Absorção Líquida: m² Taxa de Vacância: 4,% Preço Médio de Locação: R$ 24,55/m²/mês Inventário: 44. m² Taxa de Vacância: % Preço Médio de Locação: R$ 15,/m²/mês Inventário: 284. m² Absorção Líquida: 16. m² Taxa de Vacância: 2,1% Preço Médio de Locação: R$ 19,3/m²/mês INDICADORES DE CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS PREÇO ABSORÇÃO VACÂNCIA NOVO ESTOQUE TRIMESTRE TRIMESTRE RESUMO DO 1 TRIMESTRE DE 212 Inventário Existente: m² Absorção Líquida: m² Taxa de Vacância: 6,4% Preço Médio Pedido de Locação: R$ 19,3/m²/mês

2 MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 PANORAMA DE MERCADO O ano de 212 iniciou com excelentes perspectivas para o segmento de condomínios industriais, mesmo com a desaceleração da economia constatada em 211. Segundo informações divulgadas pelo Banco Central no fim de 211, o País recebeu mais de US$ 96 milhões em investimentos estrangeiros direcionados à construção civil, US$ 718 milhões em obras de infraestrutura e US$ 355 na área de serviços de arquitetura e engenharia. O mercado de condomínios industriais capta parte destes recursos que estão direcionados parcialmente em investimentos como a instalação de fábricas, por exemplo, as das empresas Sany em São José dos Campos (SP), XCMG em Pouso Alegre (MG), John Deere em Indaiatuba (SP) e Foxconn em Minas Gerais. Atualmente o planejamento de novos condomínios industriais é baseado em empreendimentos modulares ou de uso geral, ou seja, galpões com possibilidade de modulação ou ocupação monousuária (utilizado em sua maioria, como Centro de Distribuição). Áreas reservadas para futuras expansões ou construções do tipo Built to Suit também são relevantes ao desenvolver um projeto deste segmento. Nos Estados de Pernambuco e Santa Catarina onde há baixa disponibilidade de áreas para ocupação imediata, esta modalidade tem se tornado comum, como é o caso dos empreendimentos do Cone, do Perini Business Park e do CLB Imigrantes. O número de empresas instaladas em condomínios industriais e logísticos nos últimos anos aumentou consideravelmente. Apenas no primeiro trimestre foram detectados m² de espaços locados. Principais Transações em Condomínios Industriais - 1ºT 212 Empreendimento Estado Área Total Locada (m²) Preço Pedido de Locação (R$/m²/mês) Incorporador Ocupante Centro Logístico Armazenna 2 (Bloco D) PE , GL Empreendimentos TA Logistica e Florarte Multi Modal Duque de Caxias RJ , SDI Desenvolvimento Imobiliário Confidencial* Cargo Park RJ , GB Armazéns Gerais Petrobras Business Park Bandeirantes (Bloco I) RJ , GB Armazéns Gerais Grupo TPC Perini Business Park (Bloco K) SC 6. 2, Perini Business Park (Bloco M) SC 16. 2, Perville Construções e Empreendimentos Perville Construções e Empreendimentos Biller Bunzl do Brasil Cajamar Industrial Park (Bloco 11) Cajamar Industrial Park (Bloco 13) Distribution Park Cajamar (Galpão 3) SP ,5 Prologis / CCP Confidencial* SP ,5 Prologis / CCP Confidencial* SP , Hines Sony GR Campinas SP , GR Properties Confidencial* CLB Guarulhos SP , Prosperitas Confidencial* LOG Guarulhos Gaiolli SP , LOG Commercial Properties Mundial e General Brands Multi Modal Indaiatuba SP , SDI Desenvolvimento Imobiliário Honda Motors CLI - Centro Logístico Itapevi (Blocos 3 e 4) SP , Sanca Engenharia Confidencial* Ebpark Jundiaí SP , Espaço Negócios Imobiliários Siemens Eco Prime Condomínio Industrial (Galpões 1,12 e 14) SP , Eban Empreendimentos Imobiliários Telesystem LOG Jundiaí (Bloco 3) SP , LOG Commercial Properties Brascargo e Luxottica CLB Imigrantes SP 17. N/I Prosperitas Columbia Total Locado *Confidencial Empresa que não pode ser divulgada P. 2 COLLIERS INTERNATIONAL

3 * MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 O mercado de condomínios industriais possui atualmente 5,9 milhões de m², dos quais 251 mil m² foram entregues no primeiro trimestre. Esse número é 13,3% superior ao constatado no último trimestre de 211, porém, representa 1% de todo o estoque que será entregue em 212. Esta área distribui-se entre os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais, Goiás e Santa Catarina. Até o encerramento do trimestre, 3% destes 251 mil m² permaneciam disponíveis. EVOLUÇÃO DO INVENTÁRIO DE CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS CLASSE A DE 29 A 212* (EM MILHÕES DE m²) 2,3 5,7 5,9 3,4 3,9 DISTRIBUIÇÃO DO INVENTÁRIO TOTAL ENTREGUE POR ESTADO (%) 1º TRIMESTRE DE 212 Inventário Entregue m² GO - 4% m² SC - 9% 22. m² SP - 34% ( m²) PE - 12% 29. m² MG - 16% m² RJ - 25% m² COLLIERS INTERNATIONAL P. 3

4 MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 O novo estoque mencionado é composto pelos condomínios: Caldeiras Condomínio Industrial (Galpões 15 a 2) Indaiatuba (SP) m² Jacitara Participações Cargo Park Rio de Janeiro (RJ) 2. m² GB Armazéns Gerais Centro Logístico Armazenna 2 (Bloco D) Jaboatão dos Guararapes (PE) 29. m² GL Empreendimentos CLB Imigrantes São Bernardo do Campo (SP) 17. m² Prosperitas Condomínio de Galpões em Confins (Linha Verde) Confins (MG) 14. m² N/I LOG I Contagem Business Park (Galpão 6) Contagem (MG) 3.33 m² LOG Commercial Properties LOG Goiânia (Galpão 1) Goiânia (GO) m² LOG Commercial Properties LOG Guarulhos Gaiolli Guarulhos (SP) m² LOG Commercial Properties LOG Guarulhos Papa João Paulo Guarulhos (SP) : m² LOG Commercial Properties LOG Station (Galpão 1) Uberlândia (MG) m² N/I Multi Modal Duque de Caxias Duque de Caxias (RJ) m² SDI Desenvolvimento Imobiliário Perini Business Park (Blocos K e M) Joinville (SC) 22. m² Perville Construção e Empreendimentos Segundo projeção dos desenvolvedores, 2,3 milhões de m² serão entregues durante o ano de 212, redução de 38% da área prevista ao final do ano passado, em razão da postergação de diversos empreendimentos. A frequência e nível de chuvas do início do ano que dificulta a etapa de movimento de terra e a existência de estoque vago disponível são os principais motivos da alteração de entrega. INVENTÁRIO PREVISTO PARA MILHÕES DE M² Sudeste Participação Nacional (%) 72% As maiores concetrações de novo estoque estão nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste. Os Estados de São Paulo, Pernambuco e Minas Gerais, cada qual com a perspectiva de 6%, 1% e 7% lideram o total de entregas. mercado nos próximos anos. Sul Nordeste 12% 12% Norte 4% P. 4 COLLIERS INTERNATIONAL

5 Inventário 2ºT 21 4ºT 21 2ºT 211 Inventário 3ºT 211 Centro-Oeste Nordeste 4ºT 211 Norte Sudeste Sul Taxa de Vacância MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 VACÂNCIA A taxa de vacância apresentou alta de,4% em relação ao período anterior, fato não registrando desde o 4º trimestre de 21. Os atuais 6,4% indicam claramente o efeito do novo estoque já que a quantidade de áreas entregues foi superior à velocidade de absorção, o que deve ser ajustado pelo próprio mercado nos próximos anos. INVENTÁRIO EXISTENTE (EM MILHÕES DE m²) X TAXA DE VACÂNCIA TRIMESTRAL EM CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS CLASSE A (%) 8.. 9% 8,7% 8,5% 6.. 5,4 5,7 5,9 8% 4.. 7,2% 3,6 3,9 4,1 7,2% 4,8 7% 2.. 6,6% 6,% 6,4% 6% 1ºT 211 1ºT 212 5% Inventário Existente (m 2 ) Taxa de Vacância (%) Pela segunda vez consecutiva, as regiões Centro-Oeste e Sudeste apresentaram a maior concentração de áreas disponíveis em relação ao estoque regional, com 47,1% e 6,6%. INVENTÁRIO EXISTENTE (m²) X TAXA DE VACÂNCIA POR REGIÃO (%) - 1º TRIMESTRE DE 212 No Centro-Oeste, a região que possui o menor inventário de condomínios (5.329 m²), verificou-se aumento de 19,2% na taxa de vacância, explicados pela entrega do primeiro galpão no empreendimento LOG Goiânia com mais de 11. m² construídos, totalmente disponíveis até o encerramento do trimestre ,1% ,% 4,% 3,% Taxa de Vacância A taxa de vacância de 5,% dos m² existentes foi o maior índice de vacância trimestral já constatado pela Colliers na região Nordeste, desde o ano de 21. Essa alteração deve-se pela disponibilidade de 14. m² no Centro Logístico Armazenna 2, no Estado de Pernambuco. No Sul do País também houve variação relevante na taxa de vacância em relação ao último trimestre de 211. Atualmente 2,1% do inventário local está disponível para locação, fruto da devolução de um módulo no Condomínio Maxi CIC, em Curitiba/PR ,% ,% 6,6% ,1% 2,% 1,%,% Em âmbito estadual, Goiás, Distrito Federal, São Paulo e Pernambuco registraram as maiores taxas de vacância, com respectivos 1%, 32,1%, 7,6% e 6,%. Nos Estados de Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Pará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina não houve disponibilidade de áreas ao mercado. Inventário Existente (m 2 ) Taxa de Vacância (%) COLLIERS INTERNATIONAL P. 5

6 Inventário Taxa de Vacância MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 INVENTÁRIO EXISTENTE (m²) X TAXA DE VACÂNCIA POR ESTADO (%) 1º TRIMESTRE DE 212 ABSORÇÃO TRIMESTRAL EM CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS CLASSE A (m²) % 1% 8% 2ºT ºT ºT 211 2ºT 211 3ºT 211 4ºT 211 1ºT AM CE 32,1% 5.,%,%,% DF ES GO 4,8% MG 6,%,% 2,7% PA PE PE PR 4,% 2,1%,% RJ RS SC Inventário Existente (m 2 ) Taxa de Vacância (%) SP 6% 4% 7,6% 2% % A maior parcela dessa absorção ocorreu nas regiões Sudeste e Nordeste e Sul, com 97% e 3%, respectivamente do total absorvido. Na região Centro-Oeste houve absorção negativa de m² ocasionada pela devolução de um módulo no Taguatinga Business Park, no Distrito Federal. DISTRIBUIÇÃO DO INVENTÁRIO LÍQUIDO ABSORVIDO POR REGIÃO EM CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS CLASSE A (%) Total Líquido Absorvido do 1 Trimestre de m² Dos m² disponíveis para locação, 62% referem-se ao estoque consolidado, ou seja, m² de áreas existentes que foram ocupadas por ao menos uma empresa. O restante de 42%, refere-se à áreas entregues nos últimos meses que nunca foram absorvidas INVENTÁRIO DISPONÍVEL (m²) E INVENTÁRIO CONSOLIDADO (M²) 1º TRIMESTRE DE Sul Centro Oeste Nordeste Sudeste Os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais absorveram 89% do total nacional. Pernambuco que apresentou participação relevante na absorção líquida acumulada de 211 foi o quinto Estado que mais absorveu áreas neste trimestre. Total Absorvido / 1 trimestre 212: m² São Paulo m² Inventário Total Disponível Inventário Consolidado Rio de Janeiro m² Minas Gerais m² ABSORÇÃO A absorção líquida registrada no 1º trimestre de 212 foi de m², número 19,6% inferior ao constatado no trimestre anterior. Santa Catarina 16. m² Distrito Federal m² Pernambuco 14.2 m² Paraná m² P. 6 COLLIERS INTERNATIONAL

7 MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 As cidades de Indaiatuba e Jundiaí foram as que mais absorveram em âmbito nacional com, 26% e 15%, respectivamente. A locação de empreendimentos como Multi Modal Indaiatuba, LOG Jundiaí e Multi Modal Duque de Caxias (todos comercializados pela Colliers), totalizando mais de m² - representando 37% no total nacional, movimentaram o mercado de logística com o inicio da operação de diversas empresas. Comparativo de Preços Médios Pedidos de Locação por Região (R$/m²/mês) Centro Oeste 16,25 Norte 18,4 4º Trimestre de 211 Nordeste 15,45 Sudeste 19,55 Sul 15,8 As principais devoluções de área ocorreram nos empreendimentos: Condomínio Industrial Marabraz, Tópico Centro Logístico, Bracel Parque Empresarial, Techno Park Campinas, Jaguariúna Park Industrial, Perini Business Park, Business Park Itapevi e Log I Contagem. Centro Oeste 16,6 Norte 19,3 1º Trimestre de 212 Nordeste 15,6 Sudeste 2,15 Sul 16,5 Conforme mencionado anteriormente, m² foram entregues no 1º trimestre, dos quais 7% foram absorvidos. Para o próximo trimestre estão previstos 619 mil m², sendo que 19% já estão pré-locados. NOVO ESTOQUE - INVENTÁRIO ABSORVIDO (m²) X INVENTÁRIO DISPONÍVEL (m²) - 1º TRIMESTRE DE 212 Os preços pedidos em Santa Catarina, Pará, Distrito Federal e Espírito Santo sofreram aumentos de 8,1%, 4,5%, 4,4% e 3,8% em relação ao trimestre anterior, praticando atualmente preços médios de locação de R$ 2,/m², R$ 19,3/m², 16,7/m² e R$ 16,75/m² PREÇOS MÉDIOS PEDIDOS DE LOCAÇÃO POR ESTADO EM CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS CLASSE A 76.7 Inventário Disponível (m²) R$ 18,2/m² RR AP R$ 2,/m² R$ 14,/m² Inventário Absorvido (m²) AC R$ 16,7/m² AM RO MT PA TO MA PI BA CE RN PB PE AL SE R$ 16,1/m² R$ 17,3/m² R$ 16,5/m² GO DF R$ 16,75/m² MG 1º Trimestre 212 R$ 15,4/m² MS PR SC SP ES RJ R$ 24,55/m² R$ 2,25/m² PREÇOS RS R$ 19,3/m² O preço médio pedido de locação no Brasil é de R$ 19,3/m²/mês, aumento de 2,4% em relação ao trimestre passado. PREÇOS MÉDIOS PEDIDOS DE LOCAÇÃO NO BRASIL (R$/m²/MÊS) 4ºT 29 16,6 2ºT 21 16,9 4ºT 21 17,9 1ºT ,7 2ºT ,5 3ºT , 4ºT ,8 1ºT ,3 Os aumentos mais relevantes foram nas regiões Norte, Sul e Sudeste de 4,9%, 4,3% e 3,2%, respectivamente. R$ 15,/m² Os maiores preços pedidos de locação foram observados em empreendimentos localizados nos Estados de Rio de Janeiro e São Paulo. No primeiro trimestre de 212 destacaram-se cidades como: Pavuna (RJ) com R$ 29,/m², Duque de Caxias (RJ) com R$ 28,7/m², Rio de Janeiro (RJ) com R$ 26,15/m², Barueri (SP) com R$ 26,1/m² e Guarulhos (SP) com R$ 25,9/m². As menores médias, entretanto, referem-se às cidades de Jaguariúna e Santo Antônio de Posse (ambas com R$ 12,/ m² e localizadas em SP), Colatina (ES) com R$ 13,/m² e Campos dos Goytacazes (RJ) com R$ 13,15/m². COLLIERS INTERNATIONAL P. 7

8 * MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 PREÇOS MÍNIMOS E MÁXIMOS PEDIDOS DE LOCAÇÃO POR ESTADO EM CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS CLASSE A (R$/m²/MÊS) AM 11 CE DF ES GO MG 2 18 PA Os preços fechados de locação foram, em média, de 5% a 1% inferiores aos preços pedidos no ato da comercialização. Tempo de contrato, carência, tamanho do galpão ou módulo alugado e quem será o futuro inquilino são alguns fatores que influenciam na negociação dos preços de locação nos mais variados empreendimentos. Comparando-se o PIB Per Capita de todas as regiões brasileiras e os preços médios de locação pedidos nos empreendimentos, constata-se tendência de valorização nas regiões Sul e Centro-Oeste, apesar dos poucos players atuantes PE 2 12 PR 3 12 RJ RS 2 18 SC 3 12 SP Novos empreendimentos serão lançados no decorrer do ano em Macaé (RJ), Duque de Caxias (RJ), Magé (RJ), Fortaleza (CE),Caçapava (SP), Atibaia (SP), Jarinu (SP), Guarulhos (SP) e Manaus (AM). Os preços praticados de locação nestas cidades são inferiores aos das cidades do entorno, possibilitando melhor margem de negociação entre as partes. Os principais vetores de crescimento estão localizados no Sudeste e Nordeste do Brasil. O recente aumento de demanda em cidades como Cajamar, Cabo de Santo Agostinho e Jundiaí sustenta-se nos novos condomínios em construção. A projeção é de entrega de 275 mil m², 233 mil m² e 191 mil m² para essas cidades, respectivamente. Conforme dito anteriormente, o novo estoque projetado para 212 é de 2,3 milhões de m². Acredita-se que 5% desse montante serão absorvidos pelo mercado de imediato e que a absorção líquida total será de 1,9 milhões de m², número 76% superior ao verificado em 211. A taxa de vacância tende a oscilar entre 13% e 14%. Os preços pedidos de locação poderão ser reajustados com aumentos acumulados de 3% a 7% no decorrer do ano. Preço Médio (R$/m²/mês) 21, 2, 19, 18, 17, 16, PIB Per Capita 5. Nordeste 15,6 Norte 19,3 Preço Médio Nacional R$ 19,3/m²/mês Sudeste 2,15 Centro-Oeste Sul 16,6 16, ABSORÇÃO LÍQUIDA (m²) X INVENTÁRIO EXISTENTE (m²) X TAXA DE VACÂNCIA (%) - PROJEÇÃO PARA ,2% 14,% 12,% 7.. 1,% 5.. 8,% 6,% ,% ,% 1.. 2,% ,% Fonte: Colliers International Brasil e IBGE Absorção Líquida (m²) Inventário Existente (m²) Taxa de Vacância (%) Média de PIB Per Capita do Brasil: R$ 12.5 Preço Médio Nacional Pedido de Locação: R$ 19,3/m²/mês TENDÊNCIAS DO MERCADO DE CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS PARA 212. A demanda atual incide sobre empreendimentos que contam com facilidade de acesso às principais rodovias, a não utilização de mais de dois pedágios para uma operação logística específica, incentivos fiscais oferecidos pelas prefeituras e a locação de galpões ou módulos com até 1% da área construída destinada a escritórios e/ou áreas comuns. TENDÊNCIAS BRASIL PARA O ANO DE 212 Novo Estoque Entrega de 2,3 milhões de m². Regiões Sudeste, Nordeste e Sul serão as regiões que mais abrigarão áreas, cada qual com 72%, 12% e 12%. Absorção Líquida Estima-se absorção anual de 1,9 milhões de m². Taxa de Vacância Variação entre 13% e 14% com propensão de aumento principalmente no segundo semestre do ano. Preço Médio Pedido de Locação Aumento acumulado no decorrer do ano de 3% a 7%. P. 8 COLLIERS INTERNATIONAL

9 MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 TENDÊNCIA POR REGIÃO Nordeste Sul Sudeste Centro-Oeste e Norte Novo Estoque: Projeção de entrega de mais de 274 mil m², distribuído entre as cidades de Cabo de Santo Agostinho (PE), Caucaia (CE) e Caruaru (PE), com respectivos 85%, 12% e 3%. Absorção Líquida: Estima-se absorção anual superior a 17 mil m². Novo Estoque: Entrada de mais de 27 mil m², entre os Estados de Paraná e Santa Catarina, cada qual com 53% e 47%. Absorção Líquida: Inventário superior a 19 mil m². Taxa de Vacância: Variação entre 1% e 14%. Novo Estoque: Mais de 1,7 milhões de m², principalmente nos Estados de São Paulo (8%) e Minas Gerais (11%). Absorção Líquida: Superior a 1,4 milhões m². Taxa de Vacância: Oscilação entre 1% a 13%. Novo Estoque: Previsão de entrega de 11 mil m² distribuídos entre os Estados de Amazonas (62%), Pará (29%) e Goiás (9%). Absorção Líquida: Estima-se absorção anual de 74 mil m². Taxa de Vacância: Variação entre 15% a 18%. Taxa de Vacância: Oscilação entre 13% a 18%. Preço Médio Pedido de Locação: Aumento acumulado de 3% a 4% no decorrer do ano. Preço Médio Pedido de Locação: No decorrer de 212 estima-se aumento acumulado de 6% a 8%. Preço Médio Pedido de Locação: Aumento acumulado de 6% a 7% no decorrer do ano. Preço Médio Pedido de Locação: Estima-se aumento acumulado de 4% a 6% no decorrer do ano. Nota: Todas as tendências mencionadas foram baseadas nas previsões de entrega divulgadas pelos desenvolvedores. Tabela Estatística - Condomínios Industriais Brasil Classe A Região Nº de Condomínios Inventário Existente (m²) Taxa de Vacância 1º Tri 212 Taxa de Vacância 4º Tri 211 Absorção (m²) 1º Tri 212 Preço Médio pedido de Locação (R$/m²/mês) 1º Tri 212 Preço Médio pedido de Locação (US$/sq.m/month) 1º Tri 212 Centro-Oeste ,1% 27,9% ,6 9,12 Norte ,%,% 19,3 1,61 Nordeste ,%,8% ,6 8,58 Sudeste ,6% 6,9% ,15 11,8 Sul ,1%,% ,5 9,5 Total Geral ,4% 6,% ,3 1,6 Taxa de Cambio: USD 1 = R$ 1,82 TABELA DE CLASSIFICAÇÃO PARA CONDOMÍNIOS INDUSTRIAIS High Tech A B C Certificação LEED/Acqua - Leadership in Energy & Environmental Design Infraestrutura para instalação de Sprinkler - Infrastructure of Installation of Sprinkler Ar Condicionado na Área Fabril - Air Conditioning in the Storage Area Pé Direito >=11 metros - Clear Height >= 11 meters Pé Direito <= 1 metros - Clear Height <= 1 meters 1 Doca para cada 1. m 2 construídos - 1 dock for every 1. sqm built Capacidade de Carga do Piso >= 5 ton/m 2 - Floor Capacity >= 5 t/sqm Piso Nivelado a Laser - Laser Leveled Floor Piso Antiestático - Anti-Static Floor Pátio de Manobras - Truck Maneuvering Area Sistemas Básicos de Segurança e Controle de Acesso - Basic Securit Systems and Access Control Gerador de Energia - Power Generator COLLIERS INTERNATIONAL P. 9

10 TENDÊNCIAS POR REGIÃO MARKET REPORT INDUSTRIAL 1º TRIMESTRE 212 OPORTUNIDADES COLLIERS MERCADO IMOBILIÁRIO VOCABULÁRIO Locação - Fortaleza - CE Área de terreno: 1,4 milhão m² Área construída: 4. m² Setor Logístico/Atacadista: 4. m² - Ref. 1 Locação Campos dos Goytacazes - RJ Área de terreno: m² Ref. 211 Locação - Louveira - SP Área de terreno: m² Área construída: m² Ref. 77 Locação - Guarulhos - SP Área de terreno: 1.2. m² Área construída: 281. m² 1 fase Ref Absorção: Quantidade de m² ocupados no período anterior. Categoria dos Empreendimentos: Os imóveis são classificados em A+, A, B e C. Estoque / Inventário: Quantidade em m² de área útil construída. Taxa de Vacância: Relação entre a área disponível e a área total. Pé Direito Livre: Altura do piso acabado até a primeira interferência da estrutura. Build-to-Suit: Construção sob medida Locação - Sumaré - SP Área de terreno: m² Área construída: m² Ref. 717 Locação - Cabreúva - SP Área de terreno (1 fase): m² Área Construída: m² Ref. 772 Venda / Locação Extrema - MG Área de terreno: m² Área construída: m² Ref. 765 Locação Duque de Caxias - RJ Área construída: 44.13,67 m² Ref. 27 Colliers International Mais de 52 escritórios em 62 países nos 6 continentes Estados Unidos: 147 Canadá: 37 América Latina: 19 Asia: 36 ANZ:165 EMEA: 118 US$ 1,8 bilhões em receita anual Mais de 116,1 milhões de m 2 sob gerenciamento Mais de 12.3 profissionais CONTATOS NO BRASIL São Paulo R. Olimpíadas, 25-1 andar São Paulo SP TEL Rio de Janeiro Av. Almirante Barroso, Rio de Janeiro RJ TEL Recife Av.Gov. Agamenom Magalhães, Recife PE COLLIERS INTERNATIONAL DO BRASIL SERVIÇOS PARA OS SEGMENTOS INDUSTRIAL, ESCRITÓRIOS, VAREJO, TERRENOS, ÁREAS RURAIS, HOTÉIS, HOSPITAIS E INSTITUIÇÕES DE ENSINO, ENTRE OUTROS. Investimentos Imobiliários Representação de Proprietários, Ocupantes e Compradores (Locação, Compra e Venda) Consultoria e Desmobilização de Ativos e/ou Portfólios Imobiliários Mais Informações: PESQUISA E INTELIGÊNCIA DE MERCADO INDUSTRIAL Operações Build-to-Suit e Sale & Leaseback Administração de Contratos de Locação e Gerenciamento de Propriedades Avaliação de Imóveis para Compra, Venda, Garantia e Locação Estudos de Vocação, Mercado e Viabilidade Técnico-Financeira Avaliação e Consultoria para Fundos de Investimento e Pessoas Físicas Green Consulting para obtenção de certificação LEED Accelerating success. P. 1 COLLIERS INTERNATIONAL

MERCADO CORPORATIVO MAIS FAVORÁVEL AO INQUILINO EM 2013

MERCADO CORPORATIVO MAIS FAVORÁVEL AO INQUILINO EM 2013 4º TRIMESTRE 213 escritórios São paulo MARKET REPORT ESCRITÓRIOS RELATÓRIO DE PESQUISA DE ESCRITÓRIOS A+ A e B MERCADO CORPORATIVO MAIS FAVORÁVEL AO INQUILINO EM 213 Inventário Existente: 3.95 milhões

Leia mais

Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016.

Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016. 1º SEMESTRE 2011 ESCRITÓRIOS A E A+ RIO DE JANEIRO MARKET REPORT DE ESCRITÓRIOS RELATÓRIO DE PESQUISA DE ESCRITÓRIOS A+ E A Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016. Economia PREÇO ABSORÇÃO

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES COM LASTRO IMOBILIÁRIO FIP RIVIERA GR INDUSTRIAL

FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES COM LASTRO IMOBILIÁRIO FIP RIVIERA GR INDUSTRIAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES COM LASTRO IMOBILIÁRIO FIP RIVIERA GR INDUSTRIAL Condomínio de Galpões Logísticos: Completa infraestrutura, segurança, serviços de apoio e flexibilidade de locação.

Leia mais

On Point. Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2014. Pesquisa imobiliária 1S 2014

On Point. Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2014. Pesquisa imobiliária 1S 2014 On Point Pesquisa imobiliária 1S 2014 Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2014 Estoque total Brasil 24,1 milhões de m² Novo estoque entregue Brasil 1,1 milhão de m² Previsão

Leia mais

On Point. Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 2º sem. 2014. Pesquisa imobiliária 2S 2014

On Point. Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 2º sem. 2014. Pesquisa imobiliária 2S 2014 On Point Pesquisa imobiliária 2S 2014 Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 2º sem. 2014 Estoque total Brasil 24,7 milhões de m² Novo estoque entregue Brasil 0,9 milhão de m² Previsão

Leia mais

PREÇOS PEDIDOS DE LOCAÇÃO PERMANECEM EM RECUO

PREÇOS PEDIDOS DE LOCAÇÃO PERMANECEM EM RECUO RIO DE JANEIRO MARKET REPORT ESCRITÓRIOS RELATÓRIO DE PESQUISA DE ESCRITÓRIOS A+ A E B PREÇOS PEDIDOS DE LOCAÇÃO PERMANECEM EM RECUO Existente: 1.65 milhões m²: Geral 1.21 milhões m²: A+ e A 441 mil m²:

Leia mais

MAIS DE 200.000 m² ENTREGUES EM 2011

MAIS DE 200.000 m² ENTREGUES EM 2011 2º SEMESTRE ESCRITÓRIOS A E A+ RIO DE JANEIRO MARKET REPORT DE ESCRITÓRIOS MAIS DE 2. m² ENTREGUES EM RELATÓRIO RIO DE JANEIRO 2º SEMESTRE TAXA DE VACÂNCIA ABSORÇÃO NOVO ESTOQUE PREÇO 1 SEMESTRE 2 SEMESTRE

Leia mais

on.point Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2013 Pesquisa imobiliária

on.point Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2013 Pesquisa imobiliária on.point Pesquisa imobiliária Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2013 Previsão de novo estoque - Brasil 15,3 milhões de m² até 2017 Novo estoque entregue Brasil 1,2 milhões

Leia mais

Seminário IDEAS Panorama de Mercado

Seminário IDEAS Panorama de Mercado Seminário IDEAS Panorama de Mercado Abril de 2012 Accelerating success. Sumário 1. Visão Geral Escritórios Padrão 2. São Paulo Escritórios Padrão A e A+ Rio de Janeiro Escritórios Padrão A e A+ 3. Visão

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

on.point Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 2º sem. 2013 Pesquisa imobiliária

on.point Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 2º sem. 2013 Pesquisa imobiliária on.point Pesquisa imobiliária Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 2º sem. 2013 Previsão de novo estoque - Brasil 13,1 milhões de m² até 2017 Novo estoque entregue Brasil 2,0 milhões

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2010

Contas Regionais do Brasil 2010 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2010 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 23/11/2012 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Seminário Internacional sobre Tributação Imobiliária FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Maria Cristina Mac Dowell maria-macdowell.azevedo@fazenda.gov.br

Leia mais

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE?

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento, por meio de incentivos fiscais, de projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. BASE LEGAL: Lei 11.438/06 -

Leia mais

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010 Posição Nome do Município Estado Região RM, RIDE ou Aglomeração Urbana 1 Salvador BA Nordeste RM Salvador 2 Maceió AL Nordeste RM Maceió 3 Rio de Janeiro RJ Sudeste RM Rio de Janeiro 4 Manaus AM Norte

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

RELATÓRIO DE MERCADO INDUSTRIAL E LOGÍSTICO

RELATÓRIO DE MERCADO INDUSTRIAL E LOGÍSTICO 2T 2015 BRASIL RELATÓRIO DE MERCADO INDUSTRIAL E LOGÍSTICO PRIMEIRO SEMESTRE ENCERRA COM CRESCIMENTO DA DEMANDA ABAIXO DA MÉDIA DOS ÚLTIMOS ANOS Brasil Indicadores Classe A Acumulado 2015 - Brasil Estoque

Leia mais

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011 Geração de Emprego Formal no RIO DE JANEIRO NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 211 1 211 O crescimento da economia fluminense nos últimos

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

Página 1 de 8 IPI - Jurisdição - Regiões fiscais 18 de Maio de 2012 Em face da publicação da Portaria MF nº 203/2012 - DOU 1 de 17.05.2012, este procedimento foi atualizado (novas disposições - tópico

Leia mais

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008 Resultados do 1T09 Teleconferência de Resultados Lançamentos de 2008 Felice (Nova Lima-MG) Beach Park Wellness Resort (Aquiraz-CE) ViVer Zona Sul (Porto Alegre-RS) Viver São J. Pinhais (São J. Pinhais-PR)

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 Situação da microcefalia no Brasil Até 21 de novembro, foram notificados 739 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 160 municípios de nove

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

O PRESENTE E O FUTURO DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA. SINDUSCON RIO MAIO 2013

O PRESENTE E O FUTURO DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA. SINDUSCON RIO MAIO 2013 O PRESENTE E O FUTURO DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA. SINDUSCON RIO MAIO 2013 DEMANDA HABITACIONAL O crescimento da Demanda Habitacional é influenciado principalmente por fatores como: Distribuição

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE MÓVEIS Importação 3,3% Residenciais 67,7% Mercado interno 96,4% Escritório 16,6% INDÚSTRIA

Leia mais

A o analisarmos os últimos três

A o analisarmos os últimos três Condomínios logísticos: há excesso de espaços ociosos, que tendem a ser utilizados com retomada da economia Vacância, preços em queda, negociações... tudo reflexo do atual momento econômico, que provoca

Leia mais

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Quem ganha com a Guerra Fiscal? O país perde Porque grande parte dos incentivos é concedido a importações

Leia mais

O SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA. Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva GERÊNCIA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE

O SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA. Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva GERÊNCIA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE O SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva GERÊNCIA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE Crédito Imobiliário 2003 a 2010 75,92 47,05 275.528 MCMV 660.980

Leia mais

A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012

A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012 A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012 BRASIL Série Estudos e Pesquisas A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DE 2009 A 2012 Junho/2014 Estudos e Pesquisas

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

PANORAMA DO SETOR. Evolução do setor 2. Crescimento do setor x crescimento da economia 3. Comparativo de índices de preços 4. Comércio Exterior 5

PANORAMA DO SETOR. Evolução do setor 2. Crescimento do setor x crescimento da economia 3. Comparativo de índices de preços 4. Comércio Exterior 5 PANORAMA DO SETOR Evolução do setor 2 Crescimento do setor x crescimento da economia 3 Comparativo de índices de preços 4 Comércio Exterior 5 Perfil Empresarial 8 Mercado Brasileiro 11 Canais de distribuição

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010

ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL 11/1/2010 ANÁLISE COMPARATIVA SALARIAL PROFESSORES DAS REDES ESTADUAIS NO BRASIL A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social COMENTÁRIOS ACERCA DOS NÚMEROS FINAIS DO PIB DO RS E DAS DEMAIS UNIDADES DA FEDERAÇÃO EM 2010 Equipe

Leia mais

PANORAMA DO SETOR EVOLUÇÃO

PANORAMA DO SETOR EVOLUÇÃO EVOLUÇÃO A Indústria Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos apresentou um crescimento médio deflacionado composto de 10% nos últimos 16 anos, tendo passado de um faturamento "ExFactory",

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 Março 2012 SUMÁRIO I - EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE COOPERATIVAS, COOPERADOS E EMPREGADOS, 3 II - ANÁLISE POR RAMO, 8 2.1

Leia mais

Indenizações Pagas Quantidades

Indenizações Pagas Quantidades Natureza da Indenização Jan a Dez 2011 % Jan a Dez 2012 % Jan a Dez 2012 x Jan a Dez 2011 Morte 58.134 16% 60.752 12% 5% Invalidez Permanente 239.738 65% 352.495 69% 47% Despesas Médicas (DAMS) 68.484

Leia mais

OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES

OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES MINHA CASA, MINHA VIDA Ampliação das oportunidades de acesso das famílias

Leia mais

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 1 2 8 1» Centro de Artes e Esportes Unificados Rio Branco AC 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 Recanto das Emas DF 3» Creche Ipê Rosa Samambaia DF 4» Quadra escolar Maria Nascimento

Leia mais

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP UBS Elpidio Moreira Souza AC Quadra da Escola Municipal Érico de Souza, Águas Lindas GO UPA município de Ribeirão Pires SP UBS Clínica da Família,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2007

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2007 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira RESUMO TÉCNICO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2007 Brasília DF 2009 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO.... 3 PROCESSO DE COLETA

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

SUFICIÊNCIA DE REDE: Ligia Bahia Ronir Raggio Luiz Maria Lucia Werneck Vianna. Edital 005/2014 ANS/OPAS

SUFICIÊNCIA DE REDE: Ligia Bahia Ronir Raggio Luiz Maria Lucia Werneck Vianna. Edital 005/2014 ANS/OPAS SUFICIÊNCIA DE REDE: UM ESTUDO ECOLÓGICO SOBRE BENEFICIÁRIOS E REDES DE CUIDADOS À SAÚDE A PARTIR DE ANÁLISES EXPLORATÓRIAS DAS PROPORÇÕES DE PARTOS CESARIANOS E TAXAS DE MORTALIDADE POR CÂNCER DE MAMA

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Ilustração artística da portaria. CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Estrada Ferreira Guedes, 784 Potuverá Itapecerica da Serra SP Brasil 23 43 04.00 S 46 53 32.00 O GR Guarulhos GR Hortolândia GR

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

O Desempenho do Investimento Público do Ceará, 2007 2012, uma análise comparativa entre os Estados.

O Desempenho do Investimento Público do Ceará, 2007 2012, uma análise comparativa entre os Estados. Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009 1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados 14 de Maio de 2009 Aviso Legal Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO COM BASE NA LEI Nº 11738 DO PISO NACIONAL NA SUA FORMA ORIGINAL

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing Edson José de Lemos Júnior Ermeson Gomes da Silva Jardson Prado Coriolano da Silva Marcos Antonio Santos Marinho Rosinaldo Ferreira da Cunha RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Marcos Cintra Subsecretário de Ciência e Tecnologia Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Outubro/2013 Brasil 7ª

Leia mais

Desenvolvimento Econômico, Ciência e Inovação

Desenvolvimento Econômico, Ciência e Inovação Desenvolvimento Econômico, Ciência e Inovação Rodrigo Garcia Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência,Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo www.desenvolvimento.sp.gov.br Brasil Contexto

Leia mais

EVOLUÇÃO & PROGNÓSTICOS

EVOLUÇÃO & PROGNÓSTICOS APRESENTAÇÃO POPULAÇÃO CARCERÁRIA BRASILEIRA O objetivo deste trabalho, elaborado pela Comissão de Monitoramento e Avaliação do DEPEN, é realizar um levantamento, de forma sucinta, sobre o quadro evolutivo

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 57ª PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL PNE * PROFISSIONAL JÚNIOR ANALISTA DE SISTEMAS - ÊNFASE EM DESENVOLVIMENTO EM ERP

Leia mais

TELEFONIA FIXA E MÓVEL

TELEFONIA FIXA E MÓVEL DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TELEFONIA FIXA E MÓVEL NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PLANTA DE TELEFONIA NO BRASIL 2011 Acessos fixos 14,4% Acessos móveis 85,6% FONTE: ANATEL dez/10 PLANTA

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS Nota Técnica 7/13 (7 de Maio) Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS IMPACTOS DA DIVISÃO DO

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SETEMBRO DE 2015 1 2 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NO PIB 2013 Outros Serviços 33,7% Administração, saúde e educação públicas

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas do Pa CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indicador Nº 2/215 Técnicos Responsáv

Leia mais

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 1 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO: O Mercado de títulos de capitalização vem mantendo crescimentos fortes e retornos robustos. Nesse período o volume de vendas atingiu

Leia mais

UF MUNICÍPIO TIPO TELEFONE 1 TELEFONE 2 E-MAIL INSTITUCIONAL 1

UF MUNICÍPIO TIPO TELEFONE 1 TELEFONE 2 E-MAIL INSTITUCIONAL 1 AC Rio Branco Cerest Estadual (68) 3223-4266 cerest.saude@ac.gov.br AL Maceió Cerest Estadual (82) 3315-2759 (82) 3315-3920 cerest@saude.al.gov.br AL Maceió Cerest Regional (82) 3315-5260 cerest@sms.maceio.al.gov.br

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas d CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indica Nº 1/215 Técnicos Respon Equipe

Leia mais

IMPACTOS DAS DISTORÇÕES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL

IMPACTOS DAS DISTORÇÕES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL IMPACTOS DAS DISTORÇÕES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL Brasília, Novembro/ 2013 Unidade de Políticas Públicas NOTA TÉCNICA IMPACTOS DAS DISTORÇOES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL Este estudo

Leia mais

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012

PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição- 2011 / 2012 Member of ICMCI International Council of Management Consulting Institutes PESQUISA de HONORÁRIOS e TENDÊNCIAS da CONSULTORIA no BRASIL 11ª edição 2011 / 2012 Av. Paulista, 326 Conj. 77 Bela Vista CEP 01310902

Leia mais

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria Financiamento ao Agronegócio Internacionalização da Agroindústria BRF Visão Geral BRF Principais Key Brands Marcas Dados Financeiros 3 Uma das maiores empresas de alimentos do Brasil e do mundo 7 a maior

Leia mais

A Carreira Muller. As melhores soluções para sua empresa

A Carreira Muller. As melhores soluções para sua empresa ABRIL 2.013 A Carreira Muller ESTUDO REEMBOLSO QUILOMETRAGEM ABRIL 2013 As melhores soluções para sua empresa A Carreira Muller é uma empresa de consultoria empresarial que desenvolve e implanta soluções

Leia mais

CONVOCAÇÕES REALIZADAS ATÉ 01/01/2012

CONVOCAÇÕES REALIZADAS ATÉ 01/01/2012 SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA OS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO EDITAL Nº 1 SERPRO, DE 08 DE OUTUBRO

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para mapear os hábitos de consumo e compras para época

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF UF Tecnologia Velocidade Quantidade de Acessos AC ATM 12 Mbps a 34Mbps 3 AC ATM 34 Mbps

Leia mais

Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA.

Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA. Departamento de Engenharia de Saúde Pública/CGEAR LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA FUNASA Brasília 2005 O Licenciamento Ambiental nasceu de uma exigência social, fruto de uma

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

PROGRAMAS HABITACIONAIS DESENVOLVIMENTO PARA OS MUNICIPIOS. Moradia para as famílias Renda para os trabalhadores Desenvolvimento para Alagoas

PROGRAMAS HABITACIONAIS DESENVOLVIMENTO PARA OS MUNICIPIOS. Moradia para as famílias Renda para os trabalhadores Desenvolvimento para Alagoas Superintendência Regional Alagoas PROGRAMAS HABITACIONAIS DESENVOLVIMENTO PARA OS MUNICIPIOS Moradia para as famílias Renda para os trabalhadores Desenvolvimento para Alagoas ALTERNATIVAS DE SOLUÇÕES PARA

Leia mais

Análise Demográfica das Empresas da IBSS

Análise Demográfica das Empresas da IBSS CAPÍTULO 4 Análise Demográfica das Empresas da IBSS Apresentação A demografia de empresas investiga a estrutura do estoque de empresas em dado momento e a sua evolução, como os movimentos de crescimento,

Leia mais

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília Apresentação do IDConselho Municipal Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília 5.366 Conselhos Municipais que preencheram o Censo SUAS 2014 Dinâmica de

Leia mais

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Brasília, 11 de junho de 2014. SISTEMÁTICA ATUAL Desde 01/01/2010, o INSS direciona os benefícios para o vencedor do Lote, desde que

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social As inscrições para o concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social INSS estarão abertas no período de 12 de agosto a 13 de setembro. São 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social, sendo

Leia mais

Pesquisa da 10ª Semana. Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012

Pesquisa da 10ª Semana. Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012 Pesquisa da 10ª Semana de Museus Coordenação de Estudos Sócioeconômicos CESES Departamento de Difusão Fomento e Economia de Museus DDFEM Ibram, 2012 Panorama geral - Pesquisa da 10ª Semana Nº entradas

Leia mais

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE

Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Levantamento Nacional do Transporte Escolar Dados por Região: NORTE Um total de 131 municípios da região Norte participou do Levantamento Nacional do Transporte Escolar. No Acre, 36% dos municípios responderam

Leia mais

Índice da apresentação

Índice da apresentação Cenário da reparação de veículos 2013 Índice da apresentação 1. Indicadores 2. Ameaças e oportunidades 3. Cenário futuro Indicadores Total 5.565 Municípios NORTE 449 Amazonas 62 Pará 143 Rondônia 52 Acre

Leia mais

SITUAÇÃO ATÉ 10/04/2015 CONTRATAÇÕES AUTORIZADAS (2) VAGAS OFERTADAS (1)

SITUAÇÃO ATÉ 10/04/2015 CONTRATAÇÕES AUTORIZADAS (2) VAGAS OFERTADAS (1) SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA OS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO EDITAL Nº 1 SERPRO, DE 26 DE FEVEREIRO

Leia mais

Brasília, agosto de 2012.

Brasília, agosto de 2012. Brasília, agosto de 2012. Contas de Governo Cap. 4 (Análise Setorial) Execução do gasto Orçamentário (OFSS + RPNP) Gasto tributário (renúncia de receita) Resultado da atuação governamental no exercício

Leia mais

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos

2014 DEZEMBRO. Caderno de Informação da Saúde Suplementar. Beneficiários, Operadoras e Planos 2014 DEZEMBRO Caderno de Informação da Saúde Suplementar Beneficiários, Operadoras e Planos Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Diretoria

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 1. Introdução O presente relatório objetiva apresentar os resultados estatísticos obtidos durante o período

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES Brasília, janeiro/2011 Objetivos específicos da pesquisa 2 Avaliar a quantidade e a qualidade da rede credenciada. Avaliar os serviços oferecidos: o Plano CASSI Família

Leia mais

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 3o Bimestre 5o ano Geografia Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia os dados e o gráfico do censo do

Leia mais

Encontro com a Imprensa 2013_

Encontro com a Imprensa 2013_ Encontro com a Imprensa 2013_ Bem-vindos à Academia Wayra_ Dublin London 300 startups, sendo 28 do Brasil México DF Bogotá Lima Santiago Madrid Caracas São Paulo Buenos Aires 45 milhões de dólares já investidos

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social As inscrições para o concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social INSS estarão abertas no período de 12 de agosto a 13 de setembro. São 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social, sendo

Leia mais