LARISSA COELHO PIRES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LARISSA COELHO PIRES"

Transcrição

1 1 CENTRO DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS E SOCIAIS APLICADAS ESPECIALIZAÇÃO EM PROTESE DENTÁRIA LARISSA COELHO PIRES AMELOGENESE IMPERFEITA REABILITANDO COM METAL FREE : RELATO DE CASO CLÍNICO LONDRINA 2012

2 2 LARISSA COELHO PIRES AMELOGENESE IMPERFEITA REABILITANDO COM METAL FREE : RELATO DE CASO CLÍNICO Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção do título de especialista em prótese dentária Orientador: Prof. Mss. João Fernando Bazzo. Londrina 2012

3 3 LARISSA COELHO PIRES AMELOGENESE IMPERFEITA REABILITANDO COM METAL FREE : RELATO DE CASO CLÍNICO Trabalho de Conclusão de Curso aprovado, apresentado à UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, como requisito para a obtenção do título de Bacharel em Prótese Dentária, com nota final igual a, conferida pela Banca Examinadora formada pelos professores: Prof. Me. João Fernando Bazzo Universidade Norte do Paraná Prof. Me. Carlos Magno Goshi Universidade Norte do Paraná Prof. Me. Mauro Toma Universidade Norte do Paraná Londrina, de de 2012.

4 4 AGRADECIMENTOS Ao Prof. Me. João Fernando Bazzo, meu orientador, pela confiança na realização deste trabalho. Aos Prof. Me.. Carlos Magno, Dr. Amaury de Moraes Silveira e Prof José Carlos Villanova (Burí) pela ajuda durante todo o curso, e pelo conhecimento compartilhado. Aos alunos e amigos, Lígia, Pedro, Camila, Daniele e Osvaldo, pela amizade e companheirismo durante todo o curso. Aos meu pais e irmão pelo apoio, paciência e compreensão. Ao meu namorado Tiago pela paciência e compreensão. A Minha amiga Monica pela amizade e companheirismo durante todo o curso. Aos pacientes pela confiança no meu trabalho e paciência.

5 5 PIRES, Larissa Coelho. Amelogenese Imperfeita Reabilitando Com Metal Free : Relato De Caso Clínico folhas. Trabalho de conclusão de curso Especialização em Prótese Dentária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Norte do Paraná, Londrina, RESUMO AMELOGENESE IMPERFEITA REABILITANDO COM METAL FREE : RELATO DE CASO CLÍNICO Introdução - Amelogenese imperfeita representa um grupo de alterações hereditárias que resultam na formação anormal do esmalte. Este é um processo múltiplo e complexo, podendo ocorrer alterações durante qualquer etapa do processo. E essa alteração pode ser diferenciada baseado no fenótipo/ aparencia clínica, os mais citados são: hipoplásica, hipocalcificada, hipomaturada, e Amelogenese Imperfeita com taurodontismo. A restauração desses defeitos é importante não apenas por restabelecer a estética e a função, mas também pelo impacto psicológico positivo do paciente. Objetivo Apresentar um caso clinico da paciente M.B, com Amelogenese imperfeita (AI), a qual foi reabilitada com 12 coroas posteriores de zircônia e 12 coroas anteriores de empress. Descrição do caso A paciente M.B, 22 anos, com diagnóstico de amelogenese imperfeita, compareceu a clínica odontológica da UNOPAR Londrina PR, para realizar o tratamento protético. Queixava-se da estética pobre e sensibilidade dentinária. Apresentava restaurações em resina composta na maioria dos dentes, as quais eram antigas e estavam insatisfatórias. Conclusão - Com a conclusão do tratamento, as expectativas da paciente em relação a função e a estética foram conseguidos com sucesso. Palavras chave - Amelogenese imperfeita, reabilitação, genética.

6 6 PIRES, Larissa Coelho. Rehabilitation Of A Patient With Amelogenesis Imperfecta: A Case Report folhas. Trabalho de conclusão de curso Especialização em Prótese Dentária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Norte do Paraná, Londrina, ABSTRACT REHABILITATION OF A PATIENT WITH AMELOGENESIS IMPERFECTA: A CASE REPORT Introduction Amelogenesis imperfecta represents a hereditary disorder group that result in the abnormal formation of enamel. This is a multistep and complex process, may ocuur changes during any stage of the process. And this change can be diferentiated based on phenotype/clinical appearance, the most cited are: hypoplastic, hipocalcificada, hipomaturada and amelogenesis imperfect with taurodontism. The restoration of these defects is important not only for restoring aesthetics and function, but also positive psychological impact for the patient. Purpose Present the case report of patient MB with amelogenesis imperfect (AI), Who was rehabilitated with 12 posterior crowns of zirconia and 12 anterior crows of empress 2. Description of the case Pacient MB, 22 years, diagnosed with amelogenesis imperfecta, attended on the dentstry clinic of UNOPAR Londrina PR, to perform resin restoration in most teeth, with were old and were unsatisfactory. Conclusion With the end of treatment, the patient`s expectations with regard to function and aesthetcs been made successfully. Keywords - amelogenesis imperfecta, rehabilitation, genetics.

7 7 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Fotos iniciais..14 Figura 2 - Modelo com dvo original e com dvo recuperada...14 Figura 3 Enceramento diagnostico..15 Figura 4 - Processo de fotopolimerizaçao...16 Figura 5 Preparos 17 Figura 6 Prova dos copings 17 Figura 7 Moldagem de transferência 17 Figura 8 Foto final 18

8 8 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS UNOPAR AI Universidade Norte Do Paraná Amelogenese Imperfeita

9 9 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO REVISÃO DA LITERATURA CASO CLÍNICO.14 4 CONCLUSÃO.19 5 REFERÊNCIAS..20

10 INTRODUÇAO A harmonia e a estética de um sorriso são anseios que a cada dia preocupa mais a população. Os parâmetros de beleza impostos pela mídia à sociedade vêm fazendo com que as pessoas que apresentem qualquer comprometimento da harmonia do sorriso, busquem cada vez mais tratamentos estéticos de excelência. Neste cenário encontramos a amelogenese imperfeita que representa um grupo de alterações hereditárias, que resultando na formação anormal do esmalte, podendo ocorrer na dentição decídua ou permanente, e ainda afetar apenas um ou vários dentes. NOGUEIRA et AL, A formação do esmalte é um processo múltiplo, podendo sofrer alteração em algum desses passos. DORUK et AL, Esses defeitos podem ser desencadeados por fatores sistêmicos, locais ou hereditários. RIBAS et AL, 2004 Por isso é importante conhecer o processo de formação do dente, para que juntamente com a aparência clinica do defeito e a anamnese seja estabelecido um diagnostico, e a partir disso estabelecer o tratamento adequado para cada caso. Historicamente, pacientes com amelogênese imperfeita eram tratados com exodontias múltiplas ou overdentures, o que é psicologicamente severo quando adolescentes. NOGUEIRA et AL, O planejamento do tratamento de pacientes com amelogenese imperfeita, geralmente envolve uma equipe interdisciplinar, pois além de haver uma formação incorreta do esmalte podemos ter outros problemas, como estética dental pobre, redução da dimensão oclusal, pois o esmalte é friável e se destaca facilmente da dentina, calcificação pulpar, múltiplos dentes impactados, dentes ausentes congenitamente, hipercementose, malformação radicular, e taurodontismo. Mordida aberta anterior e posterior são às vezes reportados. CHAN et AL, 2011 Desta forma este trabalho tem como objetivo mostrar as etapas do tratamento restaurador protético de um paciente com amelogenese imperfeita.

11 REVISÃO DA LITERATURA Amelogenese Imperfeita é o termo coletivo dado para um grupo heterogêneo de condições clinicas e genéticas que afetam a formação do esmalte dental, CRAWFORD et AL,2010; LAXMAN et AL, 2011 e compreende o único grupo de alterações hereditárias que resultam na formação anormal do esmalte. FERNANDES et AL,2009 A hipoplasia de esmaltes pode ser desencadeada por fatores sistemicos, locais ou hereditarios. RIBAS et AL, 2004 O traço de amelogenese imperfeita (AI) pode ser transmitida tanto por herança autossômica dominante, autossômica recessiva, ou ligada ao sexo. CHAN et AL,2011; CRAWFORD et AL,2010; PINHEIRO et AL, 2010; SADIGHPOUR et AL,2009; SHETTY et AL, 2010 E pode estar associada com mudanças morfológicas ou biomecânicas no corpo, KIRZIOGLU et AL, 2009, que inclui doença febril ou deficiência vitamínica, infecção local ou trauma, ingestão de flúor, sífilis congênita, ferimento do nascimento, nascimento prematura ou fatores idiopáticos. SHETTY et AL, 2010 A primeira definição para AI como uma doença causada por um defeito primário do esmalte foi atribuído à WEINMANN et AL (1945) e classificou a AI em dois tipos, nomeadas hipoplásica e hipocalcificada. CRAWFORD et AL,2007 Outros relatos dos difeitos do esmalte surgiram em 1977 com McDonald, o qual relatou qua a hipoplasia de esmalte local é ocasionada por infecção local ou trauma, provocando interferencias na formação normal do dente o que da origem a irregularidades no esmalte do mesmo. Porem Turner foi o primeiro a descrever a hipoplasia local, quando notou o defeito do esmalte de dois prémolares e relacionou à infecção apical que havia ocorrido nos molares decíduos. Hoje a hipoplasia de esmalte causada por infecção local é conhecica como hipoplasia de Turner. RIBAS et AL, 2004 A formação do esmalte é um processo múltiplo, e pode ocorrer problemas em algum desses passos. DORUK et AL, 2011 Por isso várias classificações tem sido descritas desde CRAWFORD et AL, 2011 Hoje, são listadas 14 formas de Amelogenese Imperfeita que foram descritas

12 12 baseadas nas anormalidades especificas dentarias e padrão hereditário. SABATINI et AL, 2009 Porem 4 tipos de amelogenese imperfeita, baseados no fenótipo/ aparencia clínica, são os mais citados: hipoplásica, hipocalcificada, hipomaturada, e Amelogenese Imperfeita com taurodontismo. 8,16 Entretanto, são listados 14 subtipos quando o fenótipo e a agressividade do gene são considerados. CHAN et AL, 2011; CHENGAPPA et AL, 2010; DORUK et AL, 2011; SABATINI et AL, 2009; SHETTY et AL, 2010 O desenvolvimento do esmalte pode ser dividido em 3 maiores estágios: 1- elaboração da matriz orgânica; 2- mineralização da matriz; e 3- maturação do esmalte. DORUK et AL, 2011 No tipo hipoplásico, há uma deficiência na quantidade de esmalte, o esmalte é corretamente mineralizado e parece duro e brilhante, mas é malformado. No tipo hipocalcificado, o esmalte é formado relativamente com quantidade normal mas é pobremente mineralizado, macio, e friável e pode ser facilmente removido da dentina. No tipo hipomaturado, anormalidade no estagio de maturação na formação do esmalte resulta em uma aparência mosqueada, branco opaca para vermelho-marrom, e esmalte que é mais macio do que o normal e tender a ficar cavados abaixo na dentina. OLIVEIRA et AL, 2011; SABATINI et AL, 2009 As manifestações variam bastante entre as pessoas, como descoloração (amarelo, marrom ou cinza), áreas generalizadas de dentina exposta, buracos no esmalte com uma susceptibilidade para o acumulo de placa, carie e hipersensibilidade para mudanças na temperatura são alguns dos mais comuns sinais. SABATINI et AL, 2009 Estética dental pobre, redução da dimensão oclusal, calcificação pulpar, múltiplos dentes impactados, dentes ausentes congenitamente, hipercementose, malformação radicular, e taurodontismo. Mordida aberta anterior e posterior são as vezes reportados. CHAN et AL, 2011 A incidência de amelogenese imperfeita (AI) varia de 1:700 até 1:14.000/ pessoas, dependendo da população estudada e o critério do diagnostico usado. CRAWFORD et AL, 2007; RAMOS et AL, 2011; SHETTY et AL, 2010; SOCKALINGAM et AL, 2011 Segundo DORUK, MARKOVIC e PINHEIRO a AI tem uma prevalência aproximada de 1/ nos estados unidos e, 1/700 no norte da Suécia. Segundo SADIGHPOUR, L e MARKOVIC, D a prevalência na Suécia é de 1:4000.

13 13 O plano de tratamento para pacientes com AI depende de vários fatores, incluindo a idade do paciente e o estado sócio-econômico, o tipo da desordem, e severidade. CHAN et AL, 2011 Numerosos tratamentos têm sido descritos para a reabilitação de AI em adultos ou em crianças. As restaurações desses defeitos, não são importante apenas por causa da estética e preocupações funcionais, mas também por que pode ser um positivo impacto social para o paciente. DORUK et AL, 2011 Atualmente pode ser executado a partir de restaurações conservadoras com compósito, coroas completas em caso de envolvimento da perda de muita estrutura dental ou perda de dimensão vertical. OLIVEIRA et AL, 2011 Uma abordagem interdisciplinar é necessária para avaliar, diagnosticar, e resolver problemas estéticos e funcionais usando a combinação de ortodontia, prótese e tratamento restaurador. DORUK et AL, 2011

14 CASO CLINICO A paciente M. B, com 22 anos de idade, com diagnóstico de amelogenese imperfeita, realizou tratamento ortodontico prévio e ao final deste foi encaminhada à clínica odontológica da UNOPAR Londrina PR, para realizar o tratamento protético. A queixa principal da paciente é em relação a estética, e sensibilidade dentinária, principalmente no segundo molar superior esquerdo (27). Os detalhes médicos da paciente, história dental e social não revelaram nenhuma contra indicação para o tratamento dentário. Os exames clínicos e radiográficos da paciente mostraram a presença de restaurações com compósito insatisfatórias em todos os dentes inferiores e superiores, com exceção do segundo molar superior direito (17) o qual apresentava uma coroa provisória e o dente 27 que não apresentava nenhum tipo de restauração (imagem 1). Tratamento endodontico no dente 36, ausência dos dentes 14, 24, 34 e 44, os quais foram extraídos por motivo ortodôntico. Havia a presença de aparelho ortodôntico nos dentes inferiores, o qual seria removido no mês seguinte pelo ortodontista. Estas restaurações foram feitas quando a paciente tinha 12 anos, para melhorar a sensibilidade generalizada e a estética, mas agora, depois de 10 anos e após o tratamento ortodôntico estas restaurações estão inadequadas, e não satisfazem a função e o desejo estético da paciente. Imagem 1 Moldes foram feitos com material de impressão hidrocolóide irreversível, onde

15 15 foram obtidos modelos com gesso especial tipo 4 e montados em um articulador semi-ajustável usando o arco facial para transferência da relação da maxila em relação a base do crânio e registro da relação cêntrica obtida com o auxilio do Jig de Lucia e um registro em cera. Foi realizado o enceramento diagnóstico recuperando a dimensão vertical de oclusão da paciente em 2 mm (imagem 2 e 3), esta medida foi estabelecida após a confecção de uma placa miorrelaxante. Imagem 2 - (Modelo com dvo original) (Modelo com dvo recuperada) A Imagem 3 Após terminado o enceramento diagnostico, os mesmos foram moldados

16 16 com silicona transparente e com uma moldeira de plastico transparente. A paciente foi devidamente anestesiada, foi realizado um desgaste superficial nos dentes posteriores, condicionamento com acido fosforico 37%, em todos os dentes durante 20 segundos, lavado abundantemente com agua, aplicado o adesivo Single bond (3M ESPE USA) com o auxilio de um micro Bruch (FGM Joinville Br) e fotopolimerizado. Ao mesmo tempo o auxiliar condensa a resina composta A 2 (3M ESPE carolina USA) sobre a silicona, em todos os dentes, apos isto a moldeira é posicionada na boca do paciente, o excesso de composito extravasa e inicia-se o processo de fotopolimerizaçao (imagem 4), esta sequencia é realizada em cada arcada separadamente. Imagem 4 Foi entao realizado o acabamento e polimento das restauraçoes, ajuste oclusal e da guia canina e guia anterior. Foram preparados todos os elementos dentários (imagem 5), para confecçao de coroas totais metal free em zirconia nos dentes posteriores e nos anteriores em empress 2. Para copia dos preparos foram confeccionados casquetes individualmente e moldados com polieter (3M ESPE Carolina USA). Seguida pela prova dos coopings (imagem 6), avaliando sua adaptação, na sequencia foram feitas as moldagens para tranferencia dos coopings (imagem 7), tomada do arco facial e enviado para aplicar a porcelana. Durante a prova da porcelana, foi avaliado a adaptação marginal, corrigido o perfil de emergência, ajuste da oclusão e das guias de lateralidade e protrusão, além de ajustar a forma anatomica dos dentes anteriores. Após aplicado o glaze, as coroas foram cimentadas com cimento resinoso - relyx ARC 3M, nos dentes anteriores, e com Meron C nos dentes posteriores. (imagem 8)

17 17 (i Imagem 5 Imagem 6

18 18 Imagem 7 Imagem 8

19 CONCLUSÃO Este caso clínico descreve a reabilitação estética e funcional de uma paciente utilizando coroas fixas de zircônia nos dentes posteriores e empress 2 nos dentes anteriores. Para iniciar o tratamento reabilitador, é essencial o conhecimento da fisiologia neuro-muscular, pois em casos de amelogenese há uma grande diminuição da dimensão vertical de oclusão devido à fragilidade do esmalte. O planejamento com o enceramento diagnóstico auxilia tanto na recuperação da dimensão quanto na forma anatômica do dente, facilitando assim os próximos passos do tratamento. Este processo mostra a importância do planejamento prévio para o sucesso da reabilitação, auxilia na escolha do material restaurador à ser trabalhado, na melhor compreensão pelo paciente do seu tratamento, com isso proporcionando uma menor expectativa do paciente com relação ao seu tratamento. Com a conclusão do tratamento, as expectativas da paciente em relação a função e a estética foram conseguidos com sucesso.

20 REFERÊNCIAS: 1. NOGUEIRA JR., L.; TEIXEIRA, S.C.; CARVALHO, R.L. de; ARAÚJO, M.A.M. de; BADINI, S.R.G. Restabelecimento da estética e função em paciente com amelogênese imperfeita: relato de um caso clínico. JBD, Curitiba, v.1, n.4, p , out./dez DORUK, C.; OZTURK, F.; SARI, F.; TURGUT, M. Restoring Function and Aesthetics in a Class II Division 1 Patient with Amelogenesis Imperfecta: A Clinical Report. Eur J Dent 2011;5: RIBAS, A. O, CZLUSNIAK, G. D. Anomalias Do Esmalte Dental: Etiologia,Diagnóstico E Tratamento. Publ. UEPG Ci. Biol. Saúde, Ponta Grossa, 10 (1): 23-36, mar CHAN ET AL, Rehabilitation Of Amelogenesis Imperfecta Using A Reorganized Approach: A Case Report. Quintessence International. Volume 42 Number 5 May CRAWFORD, P.J.M., ET AL. Amelogenesis imperfecta. Orphanet Journal of Rare Diseases 2007, 2:17 6. LAXMAN RAO. P.; JAIN, V. Oral Rehabilitation Of A Case Of Amelogenesis Imperfecta. Clinical Techniaues Annals and Essences of Dentistry. Vol. III Issue 1 Jan-Mar FERNANDES, J. C. S; CORREIA, A. R. M; CARDOSO, J. A.; FERNANDES, P. F. DA S.; ALMEIDA, T. C.; PINTO, M. C. CAD-CAM all-ceramic fully sintered zircônia crowns for the oral rehabilitation of an amelogenesis imperfecta case report. Rev. odonto ciênc. 2009;24(3): PINHEIRO, S da F. L.; CUNHA, M. J. da S.; AMORIM, F de C. A.; LOPES, M. F.; PINHEIRO, I. V. de A. Amelogênese imperfeita em paciente nefropata: relato de uma reabilitação oral conservadora. RGO - Rev Gaúcha Odontol., Porto Alegre, v. 58, n. 4, p , out./dez

21 21 9. SADIGHPOUR, L.; GERAMIPANAH, F.; NIKZAD, S. Fixed Rehabilitation of an ACP PDI Class III Patient with Amelogenesis Imperfecta. Journal of Prosthodontics 18 (2009) SHETTY, Y. B.; SHETTY, A. Oral Rehabilitation of a Young Adult with Amelogenesis Imperfecta: A Clinical Report. J Indian Prosthodont Soc (Oct-Dec 2010) 10(4): KIRZIOGLU, Z.; ULU, K. G.; SEZER, M. T.; YÜKSEL, S. The relationship of amelogenesis imperfecta and nephrocalcinosis syndrome. Med Oral Patol Oral Cir Bucal Nov 1;14 (11):e SABATINI, C.; ARMSTRONG, S. G. A Conservative Treatment for Amelogenesis Imperfecta with Direct Resin Composite Restorations: A Case Report.. Volume 2 1, Number 3, MARKOVIC, D. PETROVIC, B. PERIC, T. Case series: Clinical findings and oral rehabilitation of patients with amelogenesis imperfecta. European Archives of Paediatric Dentistry // 11 (Issue 4) CHENGAPPA, MURALI.R, SIVAGAMI.N. Rehabilitation of Mutilated Natural Dentition associated with Amelogenesis Imperfecta A Case Report. International Journal Of Dental Clinics 2010:2(4): OLIVEIRA ET AL. Diagnosis and esthetic functional rehabilitation of a patient with amelogenesis imperfecta. Quintessence International. Volume 42 Number 6 June RAMOS et AL, Interdisciplinary treatment for a patient with open-bite malocclusion and amelogenesis Imperfecta. Am J Orthod Dentofacial Orthop 2011;139:S145-53). 17. SOCKALINGAM SNMP. Dental rehabilitation of amelogenesis imperfecta using thermoformed templates. Journal Of Indian Society Of Pedodontics And Preventive Dentistry. Jan - Mar 2011, Issue 1, Vol 29.

Restabelecimento da Estética e Função em Paciente com Amelogênese Imperfeita: Relato de um Caso Clínico

Restabelecimento da Estética e Função em Paciente com Amelogênese Imperfeita: Relato de um Caso Clínico CASO CLÍNICO Restabelecimento da Estética e Função em Paciente com Amelogênese Imperfeita: Relato de um Caso Clínico Recovering Function and Aesthetic for a Patient with Amelogenesis Imperfecta: Clinical

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO Disciplina: Patologia Oral e Maxilofacial ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Anomalias do desenvolvimento da boca e Anomalias dentárias ANOMALIAS DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

F U L L S C I E N C E rótese Coluna de P

F U L L S C I E N C E rótese Coluna de P 41 Coluna de Prótese Utilização de prótese parcial acrílica overlay para diagnóstico da dvo prévia a reabilitação estética Gil Montenegro 1 Weider Oliveira Silva 2 Tarcísio Pinto 3 Rames Abraão Basilio

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 7 a 11 de outubro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

REABILITAÇÃO ORAL MULTIDISCIPLINAR: TRATAMENTO ORTODÔNTICO, IMPLANTE DENTÁRIO E FACETAS EM CERÂMICA FELDSPÁTICA

REABILITAÇÃO ORAL MULTIDISCIPLINAR: TRATAMENTO ORTODÔNTICO, IMPLANTE DENTÁRIO E FACETAS EM CERÂMICA FELDSPÁTICA O JornalDentistry ARTIGO ORIGINAL REABILITAÇÃO ORAL MULTIDISCIPLINAR: TRATAMENTO ORTODÔNTICO, IMPLANTE DENTÁRIO E FACETAS EM CERÂMICA FELDSPÁTICA Introdução A Medicina Dentária da era moderna tem como

Leia mais

Curso de Prótese e Oclusão

Curso de Prótese e Oclusão Curso de Prótese e Oclusão Dr. Marc Obrecht - Director Científico 10 módulos no Porto com 1 dos módulos em parceria com ESORIB & New York University Início: 6 de dezembro de 2014 Durante os módulos são

Leia mais

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico rtigo Inédito Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico Oswaldo Scopin de ndrade*, José Carlos Romanini** RESUMO literatura científica atual preconiza para a dentição anterior a opção

Leia mais

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Caso Selecionado Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Wanderley de Almeida Cesar Jr. Quando tenho pela frente um caso clínico para solucionar e uma necessidade estética do meu paciente

Leia mais

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA Dr. Dario Adolfi Dr. Ivan Ronald Huanca Duração: 6 meses/módulos de 2 dias. Datas: 11 e 12 de março de 2010 8 e 9 de abril de 2010 13 e 14 de maio de 2010 17 e 18 de junho de 2010 15 e 16 de julho de 2010

Leia mais

REVISÃO DE LITERATURA

REVISÃO DE LITERATURA Arq bras odontol 2007; 3(1):38-43 ISSN 1808-2998 REABILITAÇÃO ORAL: PRÓTESE FIXA METALOCERÂMICA ANTERIOR INFERIOR COM RECONSTRUÇÃO DE GUIA. RELATO DE CASO CLÍNICO ORAL REHABILITATION: FIXED METALOCERAMIC

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

www.estheticschool.eu

www.estheticschool.eu www.estheticschool.eu Informações e inscrições: Email: geral@estheticschool.eu Tel: 22 600 94 05 PROGRAMA DO CURSO Metalo-cerâmica e ceramo-cerâmica As relações clínica/laboratório Prof. Dr. Marc OBRECHT

Leia mais

Balsamo M. Cosmética em anomalias dentais. Dental Science - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140.

Balsamo M. Cosmética em anomalias dentais. Dental Science - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140. Ponto de contato................... Marcelo Balsamo* Balsamo M.. - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140. blemas estéticos decorrentes de anomalias dentárias, sejam elas ocasionadas por fatores de

Leia mais

Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica

Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica Mariana Veras Godeiro Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Especialista em Dentística

Leia mais

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Técnica inovadora Somente aplicando os mais modernos materiais da técnica adesiva, o clínico

Leia mais

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA.

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA. LABORATÓRIO Joaquín Madrueño Arranz Direção Técnica em laboratório de prótese dental próprio Formação e Peritagem em próteses dentais (Fotografias clínicas cedidas pelo Dr. Villar) REABILITAÇÃO ATRAVÉS

Leia mais

Caso Clínico. Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho***

Caso Clínico. Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho*** Caso Clínico Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho*** * Especialista em Dentística pela Associação Brasileira de Odontologia - ABO (Taguatinga DF). ** Especialista

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados

Leia mais

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico Dr Saul Antunes Neto Desde o surgimento das resinas compostas, das técnicas de condicionamento ácido, das estruturas

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Ponto de Contato Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Conjugating direct and indirect restorative procedures: Restorative materials

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados na

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO.

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES Dr. Dario Adolfi Dr. Gustavo Javier Vernazza Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Data: 20 a 24 de setembro de 2010 PROGRAMA DO CURSO PRIMERO DIA Dr. Gustavo

Leia mais

Aula 9: Laudo Radiográfico

Aula 9: Laudo Radiográfico Aula 9: Laudo Radiográfico Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Definição: É a interpretação das imagens radiográficas, reconhecendo as estruturas e reparos anatômicos

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES 3M ESPE Ionômero de Vidro Vitrebond MR Prepare o dente e isole. Aplique um material forrador, se desejado: Misture uma colher nivelada do pó do Vitrebond com

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

Restauração semidireta associada a um retentor intrarradicular em dente anterior

Restauração semidireta associada a um retentor intrarradicular em dente anterior Restauração semidireta associada a um retentor intrarradicular em dente anterior 4 Semi-direct restoration in association with an intraradicular retainer in anterior tooth Vanessa Paola Filter 1 Franciele

Leia mais

Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin

Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin Frederico dos Reis GOYATÁ Doutor em Prótese UNITAU Taubaté-SP. Pós Doutorando em Prótese UNITAU Taubaté-SP.

Leia mais

Dentinogênese imperfeita familiar: relato de caso

Dentinogênese imperfeita familiar: relato de caso Relato de Caso Dentinogênese imperfeita familiar: relato de caso Dentinogenesis imperfecta in siblings: a case report Resumo Objetivo: O presente trabalho relata os procedimentos de diagnóstico e de tratamento

Leia mais

REABILITAÇÃO COMPLEXA FIXA Oclusão, Ortodontia, Endodontia, Implantologia e Prótese Fixa

REABILITAÇÃO COMPLEXA FIXA Oclusão, Ortodontia, Endodontia, Implantologia e Prótese Fixa REABILITAÇÃO COMPLEXA FIXA Oclusão, Ortodontia, Endodontia, Implantologia e Prótese Fixa FOTOGRAFIAS INICIAIS 1 Linha de sorriso média 2 - Projecção dos dentes no sentido vestibular 3 3 4 5 3, 4 e 5 os

Leia mais

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta.

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta. Autor: Dr. LUIZ RAFAEL CALIXTO ESPECIALISTA EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP MESTRE EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP DOUTORANDO EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP PROFESSOR DOS CURSOS

Leia mais

Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados

Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados Caso Selecionado Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados Carlos Eduardo Francischone O caso clínico apresentado mostra resultados estéticos e funcionais excelentes,

Leia mais

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria The importance of early diagnosis and intervention in the treatment of malocclusion in pediatric dentistry

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

Reabilitação Oral Estética e Função Relato de caso clínico

Reabilitação Oral Estética e Função Relato de caso clínico Reabilitação Oral Estética e Função Relato de caso clínico Autor: Frederico dos Reis GOYATÁ Especialista, Mestre e Doutor em Prótese Resumo: As reabilitações orais com as próteses totais removíveis contribuem

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V Indicações: Cavidades de Classe V, casos de erosão cervical/lesões de abrasão e lesões cariosas de raiz. Cavidades de Classe III. Preparo do Dente: Selecione

Leia mais

Aplicações clínicas do enceramento diagnóstico na reabilitação oral uma revisão de literatura

Aplicações clínicas do enceramento diagnóstico na reabilitação oral uma revisão de literatura Revisões de Literatura / Bibliography Review Aplicações clínicas do enceramento diagnóstico na reabilitação oral uma revisão de literatura Clinical applications of diagnostic wax-up in oral rehabilitation

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

RECOBRIMENTO RADICULAR COM OU SEM RESTAURAÇÕES DE LESÕES CARIOSAS E NÃO CARIOSAS CLASSE V

RECOBRIMENTO RADICULAR COM OU SEM RESTAURAÇÕES DE LESÕES CARIOSAS E NÃO CARIOSAS CLASSE V Núbia Barbosa Nunes RECOBRIMENTO RADICULAR COM OU SEM RESTAURAÇÕES DE LESÕES CARIOSAS E NÃO CARIOSAS CLASSE V Monografia apresentada a Faculdades Unidas do Norte de Minas como requisito parcial à obtenção

Leia mais

5 Discussão dos Resultados

5 Discussão dos Resultados 87 5 Discussão dos Resultados No procedimento de análises das imagens gráficas obtidas nas simulações pelo método de elementos finitos, comparou-se a distribuição das tensões nas restaurações com material

Leia mais

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS Informações ao paciente Contém: 1. Explicação geral sobre cirurgias ortognáticas, 2. Perguntas e respostas, A cirurgia ortognática, também chamada de ortodontia cirúrgica, é um tipo

Leia mais

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Visão 2 Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Fernando Fialho *, Rodrigo Proença **, Mariana Proença

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00

TABELA DE REEMBOLSO. diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO diamante R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

01* 02* 01* 02* 01* 02* 1 20 1 20 2 40 33

01* 02* 01* 02* 01* 02* 1 20 1 20 2 40 33 Organização Curricular PERÍODO LETIVO COMPONENTES CURRICULARES MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE / 1º MÓDULO CARGA HORÁRIA (horas-aulas) CARGA HORÁRIA TEÓRICA PRÁTICA TOTAL TOTAL (horasrelógio) Confecção de

Leia mais

TABELA DE VALORES MEDICINA DENTÁRIA SORRISO MAIS Estimado Cliente,

TABELA DE VALORES MEDICINA DENTÁRIA SORRISO MAIS Estimado Cliente, TABELA DE VALORES MEDICINA DENTÁRIA SORRISO MAIS Estimado Cliente, Aconselhamos sempre antes de qualquer ato médico a solicitação de um orçamento. 1 CONSULTA (EXAMES / ATOS MÉDICOS NÃO ÍNCLUIDOS) A1.01.01.01

Leia mais

DIPLOMA UNIVERSITÁRIO DE IMPLANTOLOGIA E REABILITAÇÃO ORAL (30 ECTS)

DIPLOMA UNIVERSITÁRIO DE IMPLANTOLOGIA E REABILITAÇÃO ORAL (30 ECTS) DIPLOMA UNIVERSITÁRIO DE IMPLANTOLOGIA E REABILITAÇÃO ORAL (30 ECTS) Curso realizado em parceria entre a Universidade Fernando Pessoa e o Centro Europeu de Pós Graduação Medicina Dentária Objetivos do

Leia mais

REABILITAÇÃO POR PRÓTESE TOTAL IMEDIATA REHABILITATION FOR IMMEDIATE IMPLANT TOTAL SURGICAL CLINICAL CASE REPORT

REABILITAÇÃO POR PRÓTESE TOTAL IMEDIATA REHABILITATION FOR IMMEDIATE IMPLANT TOTAL SURGICAL CLINICAL CASE REPORT 157 REABILITAÇÃO POR PRÓTESE TOTAL IMEDIATA REHABILITATION FOR IMMEDIATE IMPLANT TOTAL SURGICAL CLINICAL CASE REPORT Uander de Castro OLIVEIRA * Italo Cordeiro TOLEDO ** Artur Argenta SANTOS * Kamila Rafaela

Leia mais

Técnicas De Fundição. Page 1. Saúde Forma Função Estética. Fundição em areia.

Técnicas De Fundição. Page 1. Saúde Forma Função Estética. Fundição em areia. Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Técnicas de fundição Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( )

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( ) 01. CONSULTA Consulta (exame clínico) 39,00 Consulta (exame clínico "Check-up" sem tratamentos) 29,00 02. MEDICINA DENTÁRIA PREVENTIVA Aplicação tópica de fluor c/ moldeiras 10,00 Selante de fissuras p/dente

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Prof Dr.Avelino Veit Mestre Ortodontia Doutor Implantodontia Fundador projetos socio-ambientais Natal Azul e Salve o Planeta Azul

Prof Dr.Avelino Veit Mestre Ortodontia Doutor Implantodontia Fundador projetos socio-ambientais Natal Azul e Salve o Planeta Azul Prof Dr.Avelino Veit Mestre Ortodontia Doutor Implantodontia Fundador projetos socio-ambientais Natal Azul e Salve o Planeta Azul Reabilitação oral e estética Amamos reconstruir sorrisos Protocolo Branemark

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Visão Clínica Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Ceramic fragment in central incisor: Aesthetic approach and ultraconservative Carlos Marcelo Archangelo*, José

Leia mais

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO: 2008 ANO DO CURSO: 3 Curso: Odontologia Modalidade: Profissionalizante

Leia mais

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini Caso Selecionado Harmonia Sidney Kina e José Carlos Romanini Na busca para encontrar uma composição agradável no sorriso, alguns fatores de composição estética devem ser observados, para orientação na

Leia mais

Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ

Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ Aula 11: ALTERAÇÕES DO ORGÃO DENTÁRIO RAIZ Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Etiologia CONGÊNITAS GENÉTICA ADQUIRIDAS Congênitas Concrescência Dilaceração radicular

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS

ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOPEDIATRIA 2003/2004 ANOMALIAS DENTÁRIAS ANOMALIAS DENTÁRIAS ODONTOGÉNESE (6ª Sem. I.U.) LÂMINA DENTÁRIA Invag. Epitelial Ectodérmica GERME DENTÁRIO ORGÃO DE ESMALTE Epitélio interno Ameloblastos

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A

C U R S O O D O N T O L O G I A C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA INTEGRADA III Código: Pré-requisito: ODONTOLOGIA

Leia mais

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável REPARO EM PORCELANA Preparação: Isole e limpe a superfície. Deixe a superfície metálica rugosa com uma broca ou através da técnica de jateamento. Remova toda porcelana enfraquecida. Bisele as margens.

Leia mais

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL Data: 24 a 27 de novembro de 2015 Atualmente existe uma forte tendência no mercado mundial sobre os Sistemas CAD/CAM. A proposta deste programa é brindar-lhes com toda

Leia mais

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs Ana Carla Rios O Exame do Sistema Estomatognático utilizando a análise oclusal é parte importante do processo diagnóstico

Leia mais

Kit de Teste GrandTEC

Kit de Teste GrandTEC Kit de Teste GrandTEC Cara Utilizadora, Caro Utilizador, Este Kit de Teste foi criado para que possa experimentar num modelo a aplicação das tiras GrandTEC, confeccionadas em fibra de vidro impregnadas

Leia mais

DENTALREDE, LDA. TABELA DE CO-PAGAMENTOS (Extraído da Nomenclatura da Ordem dos Médicos Dentistas) MARINHA

DENTALREDE, LDA. TABELA DE CO-PAGAMENTOS (Extraído da Nomenclatura da Ordem dos Médicos Dentistas) MARINHA DENTALREDE, LDA. TABELA DE CO-PAGAMENTOS (Extraído da Nomenclatura da Ordem dos Médicos Dentistas) MARINHA ATOS MÉDICOS Co-pag. 01 - CONSULTAS A1.01.01.01 Primeira consulta de medicina dentária (tratamentos

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROTESE DENTÁRIA 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: a) Polígonos de Roy e de Kent. b) Polígono

Leia mais

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function Ponto de Contato Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function José Norberto Garcia Nesello* Manoel Martin Junior** Carlos Marcelo

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIAÇÃO DE TÉCNICAS PARA OBTENÇÃO DE EFETIVIDADE E NATURALIDADE

CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIAÇÃO DE TÉCNICAS PARA OBTENÇÃO DE EFETIVIDADE E NATURALIDADE CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIAÇÃO DE TÉCNICAS PARA OBTENÇÃO DE EFETIVIDADE E NATURALIDADE AUTORES: Jorge Eustáquio Mestre em Dentística Restauradora Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic Campinas SP;

Leia mais

Doutorado em Odontologia pela UFRJ. Pós-Graduado em Implantes CERTO Odontologia FLAVIO QUEIROZ HENRIQUES. Especialista e Mestre em Prótese Dental

Doutorado em Odontologia pela UFRJ. Pós-Graduado em Implantes CERTO Odontologia FLAVIO QUEIROZ HENRIQUES. Especialista e Mestre em Prótese Dental Professores: RODRIGO REIS Master of Science em Odontologia Restauradora pela University of Michigan Master of Science em Biomateriais pela University of Michigan Doutorado em Odontologia pela UFRJ Pós-Graduado

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Odontologia 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO MOVIMENTAÇÃO ORTODÔNTICA EM PERIODONTO

Leia mais

Reanatomização de incisivos laterais conóides: relato de caso

Reanatomização de incisivos laterais conóides: relato de caso Juliana de Melo Franco 1 Hellanyo Nunes Lemos 2 Guilherme de Alencar Temoteo 2 Juliana de Campos Fraga Soares Bombonatti 3 Ana Christina Bonato Figueiredo Martinelli 4 Lidiany Karla Azevedo Rodrigues 5

Leia mais

ressaltadas por autores como Sturdevant, 2 3 Gilmore et al, Celenza e Litvak, entre outros. O 4

ressaltadas por autores como Sturdevant, 2 3 Gilmore et al, Celenza e Litvak, entre outros. O 4 VERTICULADOR EMPREGO DO VERTICULADOR EM DENTÍSTICA RESTAURADORA A técnica de utilização dos verticuladores foi desenvolvida há cerca de 50 anos atualmente encontra-se em grande evidência graças a precisão

Leia mais

Recuperação da Linha do Sorriso Utilizando Procedimentos Cirúrgico e Restaurador

Recuperação da Linha do Sorriso Utilizando Procedimentos Cirúrgico e Restaurador CASO CLÍNICO Recuperação da Linha do Sorriso Utilizando Procedimentos Cirúrgico e Restaurador Recovery of the Smile Line By Means of Surgical and Restorative Treatment Sandra Rahal MESTRENER* Jorge KOMATSU

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst 1. Anamnese, exame clínico e exames complementares (inclusive radiográfico); 2. Moldagem e Modelagem para estudo

Leia mais

A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO

A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO Lorem. 2 A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO TÉCNICA DE HARMONIA DENTAL UTILIZANDO A PROPORÇÃO ÁUREA DIGITAL,

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA II Código: ODO-028 Pré-requisito:

Leia mais

Fundamentos de Prótese Parcial Fixa

Fundamentos de Prótese Parcial Fixa Fundamentos de Prótese Parcial Fixa Roteiro de estudo - Preparo do Dente: 1. Técnica da silhueta modificada. 2. Desgaste do dente com ponta diamantada (PD) 1,4 mm na região cervical e terço médio respeitando

Leia mais

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos Especificação de materiais relacionados aos procedimentos PRÓTESE Confecção de provisório: - resina acrílica (cor 62 e 66) - líquido de resina - vaselina - cimento provisório - fita de carbono - kit brocas

Leia mais

ODONTO IDÉIAS Nº 07. As 100 Melhores Idéias da Odontologia CALIBRADORES DE ESPAÇO INTERPROXIMAL

ODONTO IDÉIAS Nº 07. As 100 Melhores Idéias da Odontologia CALIBRADORES DE ESPAÇO INTERPROXIMAL ODONTO IDÉIAS Nº 07 As 100 Melhores Idéias da Odontologia CALIBRADORES DE ESPAÇO INTERPROXIMAL Nossa intenção com esta coluna é reconhecer o espírito criativo do Cirurgião Dentista brasileiro, divulgando

Leia mais

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho BRÁQUETES Aparelho Arco E-1886E Partes do aparelho Aparelho Arco E -1886 APARELHO PINO E TUBO - 1912 Arco Cinta -1915 Aparelho Edgewise - 1925 Braquete original Os primeiros bráquetes eram.022 de uma liga

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

Calgaro. Mais de 40 anos criando resultados surpreendentes.

Calgaro. Mais de 40 anos criando resultados surpreendentes. O Laboratório Calgaro conhece bem o poder transformador de um sorriso e sabe que só é possível mudar a vida das pessoas com muita dedicação e profissionalismo. É por isso que o Calgaro é o parceiro ideal

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

AMELOGÊNESE IMPERFEITA, HIPOPLASIA DE ESMALTE E FLUOROSE DENTAL REVISÃO DA LITERATURA

AMELOGÊNESE IMPERFEITA, HIPOPLASIA DE ESMALTE E FLUOROSE DENTAL REVISÃO DA LITERATURA AMELOGÊNESE IMPERFEITA, HIPOPLASIA DE ESMALTE E FLUOROSE DENTAL REVISÃO DA LITERATURA BEVILACQUA, Flávia Magnani. Mestre e doutora em Dentística. Professora de Dentística da Universidade Paulista Unip/Campinas

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais

Serviços preliminares

Serviços preliminares Vazagem de modelo em gesso tipo lv Vazagem de modelo em gesso sintético colocação de gengiva em silicone (elemento) colocação de gengiva em silicone total Vazagem do modelo de transferência Montagem em

Leia mais

LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR.

LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR. LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR. ANTONIO BATISTA SANTIAGO EM ITABAIANA-PB. Napoleão Fernando do Nascimento 1 Ana Karênina de

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PRÓTESE DENTÁRIA 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: a) Tratamento endodôntico. b) Perda da estrutura

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral 36 MAXILLARIS OUTUBRO 2015 Ciência e prática : Margarida Malta Médica dentista. Licenciada no Instituto Superior de Ciencias da Saúde

Leia mais