Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado"

Transcrição

1 Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado

2 INTRODUÇÃO O Manual de Estágio Supervisionado tem como objetivo orientar o aluno do Curso de Direito da Universidade de Santo Amaro sobre a Prática do Estágio Curricular Supervisionado de forma a promover a interação entre a teoria ministrada nas salas de aula e a Prática do Direito, previstas pela Matriz Curricular, como requisito obrigatório para conclusão do Curso de Direito. O Estágio Curricular Supervisionado será supervisionado, coordenado, organizado e avaliado pelo Núcleo de Prática Jurídica da Universidade de Santo Amaro. O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Unisa, reconhecido pela Portaria Ministerial n. 704, de 13/03/2002 é credenciado na Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo e está instalado nas dependências do Campus II da Instituição de Ensino, com acesso pela Rua Isabel Schmidt, 349-A, Santo Amaro, São Paulo SP. Desta forma, o Núcleo de Prática Jurídica é regulamente instituído tem como principal escopo desenvolver atividades de ensino, de natureza eminentemente prática, complementar e de extensão, com coordenação e atividades vinculadas ao Curso de Direito. As atividades do Núcleo de Prática Jurídica - NPJ é dividida em três frentes: a) o Escritório de Prática Jurídica (EPJ); b) o Juizado Especial Cível (JEC); e c) o Laboratório de Prática Jurídica (LPJ).

3 DA OBRIGATORIEDADE DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Artigo 1º. As atividades de Estágio Curricular Supervisionado são essencialmente práticas e devem proporcionar ao estudante a participação em situações simuladas e reais de vida e trabalho vinculadas à área do Direito, bem como a análise crítica das mesmas. Parágrafo 1º. O Estágio Curricular Supervisionado é obrigatório para todos os alunos do Curso de Direito da Universidade de Santo Amaro UNISA, indispensável para a conclusão do curso e colação de grau. Parágrafo 2º. O Projeto Pedagógico do Curso de Direito da UNISA exige a prática do Estágio Curricular Supervisionado a partir do 3º Semestre do Curso, sendo componente integrante do Currículo vigente. Artigo 2º. Na realização das atividades práticas de Estágio Curricular Supervisionado, serão observadas as disposições previstas nas seguintes regulamentações: a) Portaria do MEC n º , de e Resolução nº 9, do CNE/CES, de Ministério de Educação. b) Lei n º 8.906/94 EAOAB - Estatuto da Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil. c) Resolução nº 03, de da OAB Ordem dos Advogados do Brasil. d) Reconhecimento do Curso de Direito da UNISA Portaria Ministerial n. 704 de 13/03/2002. e) Projeto Pedagógico do Curso de Direito da UNISA PPC

4 nº f) Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Direito. DA ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Artigo 3º. Em atendimento ao disposto nas Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Direito, o Projeto Pedagógico do Curso de Direito da Universidade de Santo Amaro UNISA prevê uma carga obrigatória de 400 horas de Estágio Curricular Supervisionado. Artigo 4º. A realização do Estágio Curricular Supervisionado contempla basicamente a realização de visitas técnicas, acompanhamento, relatório de processos em andamento e processos findos; elaboração de peças processuais e relatório de audiências. Parágrafo Único. Em especial, a programação de atividades de Estágio Curricular Supervisionado, contempla atividades de acompanhamento de mediação, conciliação e arbitragem, entre outras que envolvem o dia-a-dia da atividade jurídica. Artigo 5º. O Estágio Curricular Supervisionado no Curso de Direito está dividido da seguinte forma: a) 50 horas de Estágio no 3º Semestre do Curso de Direito; b) 50 horas de Estágio no 4º Semestre do Curso de Direito; c) 50 horas de Estágio no 5º Semestre do Curso de Direito; d) 50 horas de Estágio no 6º Semestre do Curso de Direito;

5 e) 50 horas de Estágio no 7º Semestre do Curso de Direito; f) 50 horas de Estágio no 8º Semestre do Curso de Direito; g) 50 horas de Estágio no 9º Semestre do Curso de Direito; h) 50 horas de Estágio no 10º Semestre do Curso de Direito; DO APROVEITAMENTO DE HORAS DE ESTÁGIO Artigo 6º. Os alunos transferidos que pretenderem aproveitamento das horas de estágio curricular obrigatório realizado em outra Instituição de Ensino Superior deverão comprovar a realização do estágio na IES de origem ou cumprir a carga horária de estágio dos anos anteriores nos termos exigidos pela UNISA. Parágrafo Único. Para esse fim, a validação do estágio realizado na Instituição de origem poderá ser feita com a apresentação de histórico escolar, certificados, contratos de estágios dentre outros documentos comprobatórios que deverão ser entregues ao Coordenador do Núcleo de Prática Jurídica, por intermédio de abertura de protocolo com solicitação específica na Secretaria Geral da UNISA. Artigo 7º. Os documentos indispensáveis à análise do aproveitamento de estágio, deverão ser entregues em via original ou em cópia autenticada. DOS PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO Artigo 8º. As visitas e os acompanhamentos processuais previstos pelo presente Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado deverão ser registrados nos relatórios existentes (um para cada visita ou acompanhamento) de forma manuscrita pelo próprio aluno e legível,

6 contendo, dentre outras informações, a identificação do aluno e da atividade realizada: a) Local visitado b) Data c) Horário da Atividade d) Juízo (se for o caso) e) Número do Processo, Procedimento ou Inquérito f) Nome das partes (se for o caso) g) Natureza da ação ou procedimento Artigo 9º. A anotação da visita/acompanhamento deverá trazer o nome completo, a assinatura e o carimbo do responsável pelo órgão visitado. O não atendimento levará à invalidação da visita. Artigo 10º. A constatação, a qualquer tempo, de irregularidades nas visitas / acompanhamentos ocasionará a perda das horas computadas como estágio, sem prejuízo da responsabilização disciplinar do aluno. Artigo 11º. A validação das visitas/acompanhamentos fica condicionada à apresentação de relatório (modelo anexo) à Coordenação do Núcleo de Prática Jurídica, dentro do prazo constante no calendário, semestralmente expedido pelo Coordenador do Núcleo de Prática Jurídica. Artigo 12º. O aluno deverá respeitar o número de visitas / acompanhamentos estipulado neste manual. Parágrafo Único. As atividades obrigatórias realizadas de forma excedente não serão validadas e não poderão ser aproveitadas em substituição a outras. Artigo 13º. Os estagiários que não cumprirem os requisitos expostos no presente manual terão suas visitas indeferidas.

7 Parágrafo 1º. É proibido ao aluno realizar suas visitas em um único órgão. As visitas que não seguirem as regras determinadas neste manual não serão validadas. Parágrafo 2º. Os alunos com horas pendentes de estágio referentes aos anos anteriores deverão fazer as mesmas nos moldes do presente manual, de acordo com a respectiva tabela de cada semestre do curso. Parágrafo 3º. Os alunos devem entregar seu Relatório de Estágio nos prazos determinados pela Coordenação do Núcleo de Pratica Jurídica NPJ e deverão observar os procedimentos e locais para realização do estágio a cada semestre previsto, conforme orientações a seguir:

8 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 3º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 3º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Civil II Direito Internacional Privado Direito Penal I Ética Profissional Redação e Linguagem Jurídica I Teoria do Estado e da Constituição Teoria Geral do Direito de Empresa Teoria Geral do Processo CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 3º Semestre Prática Relatório Total 01 Visita a Câmara Municipal 05 hs Anexo Visita ao Ministério Público Estadual 10 hs Anexo Visita ao Museu da Polícia Civil ACADEPOL 10 hs Anexo Visita a Defensoria Pública 10 hs Anexo Visita ao Juizado Especial Cível 05 hs Anexo Visita a Ordem dos Advogados do Brasil 10 hs Anexo 3 10 TOTAL DE HORAS 50 horas

9 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 4º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 4º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Civil III Direito Constitucional I Direito de Empresa I Direito do Trabalho I Direito Internacional Privado Direito Penal II Direito Processual Civil I Redação e Linguagem Jurídica III CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 4º Semestre Prática Relatório Total 01 Visita a Assembleia Legislativa 05 hs Anexo Visita ao Ministério Público Federal 10 hs Anexo Visita a JUCESP 05 hs Anexo Visita ao Museu do Tribunal de Justiça 10 hs Anexo Visita ao Fórum Trabalhista 10 hs Anexo Visita ao Fórum Criminal 10 hs Anexo 3 10 TOTAL DE HORAS 50 horas

10 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 5º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 5º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Administrativo I Direito Civil IV Direito Constitucional II Direito de Empresa II Direito do Trabalho II Direito Eletrônico Direito Penal III Direito Processual Civil II CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 5º Semestre Prática Relatório Total 01 Visita a Delegacia de Polícia 05 hs Anexo Visita no Tribunal de Ética da OAB 10 hs Anexo Visita ao Sindicato 10 hs Anexo Audiências na Vara Cível Estadual 10 hs Anexo Audiências de Instrução e Julgamento no JEC 10 hs Anexo Acompanhamentos de Processos na Vara Cível Estadual 05 hs Anexo 1 05 TOTAL DE HORAS 50 horas

11 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 6º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 6º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Administrativo II Direito Civil V Direito Constitucional III Direito de Empresa III Direito Penal IV Direito Processual Civil III Direito Processual do Trabalho Direito Processual Penal I CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 6º Semestre Prática Relatório Total 01 Acompanhamento de Inquérito Policial 2,5 hs Anexo 1 2,5 02 Audiências de Instrução Crimes contra o Patrimônio 5 hs Anexo Acompanhamento de Processos na Vara de Falência e 2,5 hs Anexo 1 Recuperação Judicial 2,5 02 Audiências de Instrução na Vara do Trabalho 5 hs Anexo Acompanhamentos de Processo no TRT 5 hs Anexo Sessão de Julgamento de Recurso Cível no TJ 2,5 hs Anexo 2 2,5 01 Sessão de Julgamento no TRT 2,5 hs Anexo 2 2,5 TOTAL DE HORAS 25 horas OBSERVAÇÃO: No 6º Semestre do Curso o aluno deverá cumprir, além das visitas programadas, 25 (vinte e cinco) horas de Estágio Curricular Obrigatório no Núcleo de Práticas Jurídicas da UNISA, sob supervisão e coordenação daquele órgão, complementando assim, 50 (cinquenta) horas de Estágio no Semestre.

12 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 7º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 7º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Administrativo III Direito Civil VI Direito Constitucional IV Direito Penal V Direito Processual Civil IV Direito Processual Penal II Direito Tributário I Metodologia da Pesquisa Jurídica CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 7º Semestre Prática Relatório Total 01 Visita na Delegacia da Mulher 5 hs Anexo Acompanhamentos de Mandado de Segurança ou Habeas 2,5 hs Anexo 1 Corpus 2,5 02 Acompanhamentos de Processos de Execução Cível 5 hs Anexo Audiência no JECrim 2,5 hs Anexo 2 2,5 02 Acompanhamentos de Processos no JECrim 5 hs Anexo Acompanhamentos de Processos na Vara Cível Estadual 5 hs Anexo 1 Responsabilidade Civil 5 TOTAL DE HORAS 25 horas OBSERVAÇÃO: No 7º Semestre do Curso o aluno deverá cumprir, além das visitas programadas, 25 (vinte e cinco) horas de Estágio Curricular Obrigatório no Núcleo de Práticas Jurídicas da UNISA, sob supervisão e coordenação daquele órgão, complementando assim, 50 (cinquenta) horas de Estágio no Semestre.

13 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 8º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 8º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Administrativo IV e Processo Administrativo Direito Civil VII Direito Constitucional V Direito Penal VI Direito Processual Civil V Direito Processual Penal III Direito Tributário II Direitos Difusos e Direito da Criança e do Adolescente CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 8º Semestre Prática Relatório Total 01 Visita ao Conselho Tutelar 01 hs Anexo Visita a Vara da Infância e da Juventude 1,5 hs Anexo 3 1,5 01 Sessão Plenária do Juri 5 hs Anexo Acompanhamentos de Medidas Cautelares Cíveis 2,5 hs Anexo 1 2,5 02 Sessões de Julgamento no Tribunal de Justiça (Criminal) 2,5hs Anexo 2 2,5 01 Acompanhamento de Recurso Criminal no Tribunal de 2,5 hs Justiça Anexo 1 2,5 01 Visita ao Tribunal de Contas 5 hs Anexo Acompanhamento de Processo na Vara Cível Estadual 5 hs Anexo 1 (Possessória) 5 TOTAL DE HORAS 25 horas OBSERVAÇÃO: No 8º Semestre do Curso o aluno deverá cumprir, além das visitas programadas, 25 (vinte e cinco) horas de Estágio Curricular Obrigatório no Núcleo de Práticas Jurídicas da UNISA, sob supervisão e coordenação daquele órgão, complementando assim, 50 (cinquenta) horas de Estágio no Semestre.

14 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 9º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 9º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Ambiental Direito Civil VIII Direito Penal VII Direito Previdenciário Direito Processual Civil VI Direito Tributário III e Processo Tributário Laboratório Prático Jurídico Cível Laboratório Prático Jurídico Penal CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIO 9º Semestre Prática Relatório Total 01 Acompanhamentos de Processo na Justiça Federal 2,5 hs Anexo 1 2,5 Matéria Previdenciária 01 Acompanhamentos na Vara Criminal Estadual Crimes 2,5 hs Anexo 1 2,5 Ambientais 02 Audiências na Vara Criminal Federal 5 hs Anexo Audiência de Instrução Cível (preferencialmente Ação 5 hs Anexo 2 5 Possessória) 01 Prática Simulada de Audiência de Instrução e Julgamento 2,5 hs NPJ 2,5 Cível NPJ 01 Prática Simulada de Audiência de Instrução e Julgamento 2,5 hs NPJ 2,5 Criminal NPJ 01 Acompanhamento de Processo na Vara de Execuções 5 hs Anexo 1 5 Fiscais - Execução Fiscal TOTAL DE HORAS 25 horas OBSERVAÇÃO: No 9º Semestre do Curso o aluno deverá cumprir, além das visitas programadas, 25 (vinte e cinco) horas de Estágio Curricular Obrigatório no Núcleo de Práticas Jurídicas da UNISA, sob supervisão e coordenação daquele órgão, complementando assim, 50 (cinquenta) horas de Estágio no Semestre.

15 CRONOGRAMA DE ESTÁGIO PARA O 10º SEMESTRE DO CURSO DISCIPLINAS DO 10º SEMESTRE PREVISTAS PELO PROJETO PEDAGÓGICO Direito Civil IX Direito do Consumidor Laboratório Prático Jurídico Empresarial Laboratório Prático Jurídico Trabalhista Laboratório Prático Jurídico Tributário Legislação Penal Especial Meios Alternativos para Solução do Conflito Trabalho de Conclusão de Curso CRONOGRAMA DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CARGA HORÁRIA 10º Semestre Prática Relatório Total 01 Acompanhamento de Procedimento no Tribunal de 2,5hs Justiça Arbitral Anexo 1 2,5 01 Acompanhamento de Procedimento no Núcleo de 2,5hs Anexo 1 Conciliação e Julgamento CCP 2,5 01 Acompanhamento de Processo no Núcleo de 2,5hs Anexo 1 Conciliação Judicial (Resolução 125/10 do CNJ) ou 02 2,5 sessões de conciliação e mediação no NPJ-UNISA 01 Acompanhamento de Inventário Judicial 2,5hs Anexo 1 2,5 01 Acompanhamento de Processo Crime Crimes de 2,5hs Anexo 1 Trânsito 2,5 02 Audiências na Vara Criminal Estadual - Entorpecentes 5 hs Anexo Elaboração Simulada de petição Inicial e contestação 2,5hs Trabalhista NPJ 2,5 01 Elaboração Simulada de Petição Inicial e Contestação 2,5hs NPJ Empresarial 2,5 01 Elaboração Simulada de Recurso Especial e Recurso 2,5hs Extraordinário em matéria tributária NPJ 2,5 TOTAL DE HORAS 25 horas OBSERVAÇÃO: No 10º Semestre do Curso o aluno deverá cumprir, além das visitas programadas, 25 (vinte e cinco) horas de Estágio Curricular Obrigatório no Núcleo de Práticas Jurídicas da UNISA, sob supervisão e coordenação daquele órgão, complementando assim, 50 (cinquenta) horas de Estágio no Semestre.

16 FORMAS ALTERNATIVAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Artigo 14º. Além das visitas acima descritas, poderá o aluno realizar as horas de Estágio Curricular Supervisionado, exigidas no semestre letivo, através das seguintes hipóteses: a) Estágio no Escritório de Prática Jurídica da UNISA b) Estágio no Juizado Especial Cível Anexo UNISA c) Estágio em Escritório Particular de Advocacia ou em Órgãos Públicos d) Atividades como servidor público em Órgão ou Setor vinculado a Atividade Jurídica Artigo 15º. O Estágio no Escritório de Práticas Jurídicas no NPJ da UNISA propicia aos alunos do Curso de Direito oportunidade de estágio na condição de bolsista ou voluntário. Parágrafo Primeiro. O ingresso do aluno ao EPJ se dá por prova classificatória, cujo edital é publicado periodicamente em todos os campi da Instituição; ou excepcionalmente na condição de voluntário. As horas serão computadas normalmente (1h=1h). Parágrafo Segundo. Ao final do semestre letivo, o estagiário deverá solicitar a declaração de horas no EPJ, onde constará o total de horas cumpridas. Parágrafo Terceiro. O aluno poderá cumprir toda a carga horária prevista para o semestre letivo no EPJ. Inciso I - Os alunos que cumprirem as horas previstas no semestre, no EPJ estarão isentos das visitas / acompanhamentos no semestre correspondente.

17 Artigo 16º. O Estágio no Juizado Especial Cível Anexo UNISA propicia também aos alunos do Curso de Direito, oportunidade de estágio na condição de bolsista ou voluntário. Parágrafo 1º. O ingresso do aluno ao JEC se dá por prova classificatória, cujo edital é publicado periodicamente em todos os campi da Instituição; ou excepcionalmente na condição de voluntário. As horas serão computadas normalmente (1h=1h). Parágrafo 2º. Ao final, o estagiário deverá solicitar a declaração de horas no JEC, onde constará o total de horas cumpridas. Parágrafo 3º. O aluno poderá toda a carga horária prevista para o semestre letivo no JEC. Inciso I - Os alunos que cumprirem as horas previstas no semestre, no JEC estarão isentos das visitas / acompanhamentos no semestre correspondente. Artigo 17º. O aluno que realizar estágio em Escritório Particular de Advocacia ou em Órgãos Públicos, poderá aproveitar as horas de estágio realizada na condição de Estágio Curricular Supervisionado, atendida as condições deste Regulamento. Artigo 18º. O estagiário poderá optar por realizar escritório de advocacia particular ou em órgãos públicos. seu estágio em Parágrafo 1º. O acadêmico que optar por uma dessas hipóteses, deverá trazer à Coordenação do Núcleo de Prática Jurídica NPJ, através de Relatórios Bimestrais, uma declaração do escritório ou do órgão, assinada pelo profissional da área jurídica responsável, esclarecendo os dias e horas em que realizou seu estágio, pelo período de SEIS MESES, para

18 obtenção do cômputo de 50% das horas previstas para o semestre letivo, sendo que s demais horas deverão ser realizadas no Núcleo de Prática Jurídica, conforme programação semestral. Parágrafo 2º. Sendo escritório particular deverá ser inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, inclusive com registro específico para receber estagiários. Parágrafo 3º. As horas deverão ser complementadas com as visitas ou relatórios previstos para o semestre em que o aluno estiver vinculado, respeitado o limite de horas para cada uma delas; caso o aluno esteja vinculado no 6º, 7º, 8º, 9º ou 10º semestre do curso de direito, deverá complementar as horas com estágio no Núcleo de Práticas Jurídicas NPJ- UNISA. Artigo 19º. O aluno que for funcionário público, ligado ao Poder Judiciário ou Ministério Público ou Polícia Militar, Civil ou Federal, poderá cumprir as horas de Estágio Curricular Supervisionado mediante Relatório Bimestral de Atividades Desenvolvidas. Parágrafo 1º. Na hipótese do caput deste artigo, o aluno deverá apresentar, além do relatório bimestral de atividades, uma declaração do encarregado do departamento jurídico onde desenvolve suas atividades, devendo conter, obrigatoriamente: a) a espécie de vinculo do aluno com a Administração Pública; b) a atividade realizada pelo aluno; c) o período em que a mesma foi realizada (só será valida a atividade quando o período do exercício for coincidente com o período de matrícula na Universidade, logo, do semestre letivo correspondente) d) o nome completo, função, assinatura e carimbo do profissional da área jurídica responsável pela declaração;

19 Parágrafo 2º. Na condição prevista pelo caput deste artigo, aluno poderá computar até 50% das horas previstas para o semestre letivo. Parágrafo 3º. No caso previsto pelo caput, as horas deverão ser complementadas com as visitas ou relatórios previstos para o semestre em que o aluno estiver vinculado, respeitado o limite de horas para cada uma delas; caso o aluno esteja vinculado no 6º, 7º, 8º, 9º ou 10º semestre do curso de direito, deverá complementar as horas com estágio no Núcleo de Práticas Jurídicas NPJ-UNISA. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Artigo 20º. Os relatórios de visitas, audiências ou acompanhamentos processuais previstos no presente Regulamento não poderão ser aproveitados como atividades complementares do Curso de Direito. Artigo 21º. A apresentação dos Relatórios para conferência atenderá aos procedimentos e prazos estabelecidos pelo Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da UNISA, bem como ao estipulado em normas acadêmicas. Artigo 22º. Somente a apresentação e conferência da documentação acima citada tornam possível a validação, pela Coordenação do Núcleo de Prática Jurídica, do Estágio Curricular Supervisionado programado para o semestre letivo. Artigo 23º. Os relatórios de estágio deverão ser entregues encadernados com folha de rosto para identificação do aluno e protocolo, pois haverá retenção dos relatórios pelo Núcleo de Prática Jurídica para regular arquivamento. Após a apresentação dos estágios e validação pelo Núcleo de

20 Práticas Jurídicas NPJ e avaliação do docente responsável, o Coordenador do NPJ informará a Coordenação do Curso de Direito sobre o cumprimento do componente curricular, ou não, para o devido registro acadêmico. Eventuais dúvidas serão dirimidas pela Coordenação do Núcleo de Prática Jurídica NPJ e pela Coordenação do Curso de Direito da Universidade de Santo Amaro. João Paulo Gunutzmann Ferreira Silva Coordenador do Núcleo de Práticas Jurídicas NPJ Universidade de Santo Amaro - UNISA Prof. Me. Marcelo Salles da Silva Coordenador do Curso de Direito Universidade de Santo Amaro UNISA

21 ACOMPANHAMENTO DE PROCESSO ANEXO 1 Nome : RA: Turma : Data: / / Vara: Comarca: Foro: Processo: Autor: Réu: Natureza da Ação: Rito: Assinatura e Carimbo (obrigatório)

22 RELATÓRIO DE AUDIÊNCIA ANEXO 2 Nome : RA: Turma : Data: / / Vara: Comarca: Foro: Processo: Autor: Réu: Natureza da Ação: Rito: Assinatura e Carimbo (obrigatório)

23 RELATÓRIO DE VISITA ANEXO 3 Nome : RA: Turma : Data: / / Local: Setor: Assinatura e Carimbo (obrigatório)

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA Art. 1º - O Estágio Supervisionado obrigatório tem por finalidade ministrar a prática

Leia mais

UNESC Faculdades Integradas de Cacoal E-Mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet.br

UNESC Faculdades Integradas de Cacoal E-Mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet.br UNESC Faculdades Integradas de Cacoal E-Mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet.br REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) Cacoal RO. CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º. O Núcleo de Prática

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS APLICADAS DO ARAGUAIA - FACISA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS APLICADAS DO ARAGUAIA - FACISA REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS APLICADAS DO ARAGUAIA - FACISA I - DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º Este Regulamento estabelece

Leia mais

REGIMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA FACULDADE DAS AMÉRICAS

REGIMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA FACULDADE DAS AMÉRICAS REGIMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA FACULDADE DAS AMÉRICAS 1. DA DEFINIÇÃO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA E SUAS FINALIDADES Artigo 1º - O Estágio Profissional de Advocacia, previsto nos

Leia mais

01. APRESENTAÇÃO 02. FUNCIONAMENTO. MANHÃ de 9 às 12h. NOITE de 18 às 20h

01. APRESENTAÇÃO 02. FUNCIONAMENTO. MANHÃ de 9 às 12h. NOITE de 18 às 20h NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Manual do Estagiário ESCRITÓRIO MODELO DE ADVOCACIA GRATUITA 01. APRESENTAÇÃO O Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) é constituído pelo Escritório Modelo de Advocacia Gratuita EMAG

Leia mais

RESOLVE: Profª. MARIA CERES RODRIGUES MURAD Diretora Acadêmica

RESOLVE: Profª. MARIA CERES RODRIGUES MURAD Diretora Acadêmica RESOLUÇÃO Nº 5, DE 16 DE JULHO DE 2014 REGIMENTO DE PRÁTICA JURÍDICA Dispõe sobre a Prática Jurídica no âmbito da UNDB. O CONSELHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVO, no uso das competências que lhe confere o art.

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art.1º. O presente Regulamento rege as Atividades de Estágio Supervisionado,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO - ACE FACULDADE DE DIREITO DE JOINVILLE. Regulamento do Núcleo de Prática Jurídica - NPJ

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO - ACE FACULDADE DE DIREITO DE JOINVILLE. Regulamento do Núcleo de Prática Jurídica - NPJ ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO - ACE FACULDADE DE DIREITO DE JOINVILLE Regulamento do Núcleo de Prática Jurídica - NPJ Resolução n. º02/2007. Dispõe sobre as atividades relacionadas ao Estágio Supervisionado,

Leia mais

NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA EVANDRO LINS E SILVA

NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA EVANDRO LINS E SILVA NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA EVANDRO LINS E SILVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS /IBMEC REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA EVANDRO LINS E SILVA TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo

Leia mais

Título I. Dos Princípios Gerais

Título I. Dos Princípios Gerais CORDENADORIA DO NPJ Criado pela Resolução 01/99 Colegiado Superior REGULAMENTO Dispõe sobre o funcionamento da Coordenadoria do Núcleo de Prática Jurídica e seus órgãos no Curso de Graduação em Direito.

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA - NPJ

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA - NPJ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA - NPJ A Direção Geral da Faculdade ESUP, torna público o presente Regulamento, que tem como finalidade, normatizar a estrutura e funcionamento do Núcleo de Prática

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA Em cumprimento ao disposto no art. 10 da Portaria de nº 1886 de 30 de dezembro de 1994, do Ministério da Educação, combinado

Leia mais

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA 1. APRESENTAÇÃO O manual contém informações a respeito da estrutura e do funcionamento do Núcleo de Prática Jurídica, do Curso de Direito da FAPE - Faculdade de Presidente

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA

MANUAL DE ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DE ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA O Curso de Graduação em Direito da Faculdade do Sudeste Goiano (FASUG) é oferecido em conformidade com as Diretrizes do Ministério da Educação (MEC), com observância

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) CAPÍTULO I DO OBJETO, ENGENHARIA E FINALIDADE Art. 1º. O presente regulamento tem como objeto o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) do Curso de Direito da Faculdade

Leia mais

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ 1 MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ INTRODUÇÃO Destina-se o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) a organizar, coordenar e supervisionar o estágio obrigatório para os quatro últimos semestres do curso,

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES FAR

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES FAR ` REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES FAR Rio Verde, Goiás 2010/2 Regimento do Núcleo de Prática Jurídica da FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES - FAR A Administração Geral da

Leia mais

MANUAL DO ESTAGIÁRIO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - 2012

MANUAL DO ESTAGIÁRIO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - 2012 MANUAL DO ESTAGIÁRIO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - 2012 Apresentação Sobre as diretrizes da Resolução nº 9, de 29 de

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º. O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, tem por finalidade promover e coordenar

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Regimento Interno do Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Faculdade do Norte Pioneiro CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º O Núcleo de Prática

Leia mais

MANUAL DO ESTAGIÁRIO CURSO DE DIREITO, BACHARELADO

MANUAL DO ESTAGIÁRIO CURSO DE DIREITO, BACHARELADO 1 MANUAL DO ESTAGIÁRIO, BACHARELADO 2 APRESENTAÇÃO O aprendizado do Direito não se restringe à compreensão dos textos legais e doutrinários: a prática efetiva da advocacia é uma dimensão fundamental do

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA Jundiaí/SP REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º. O estágio de prática jurídica supervisionado

Leia mais

Manual de Instruções do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade das Américas NPJ/FAM

Manual de Instruções do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade das Américas NPJ/FAM Manual de Instruções do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade das Américas NPJ/FAM 1. O Estágio Profissional O Estágio Profissional de Advocacia é semelhante ao estágio em um escritório de Advocacia

Leia mais

NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE CATHEDRAL ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICO FORENSE SUPERVISIONADO I E II EDITAL N 2015.1 NPJ, 30 DE JANEIRO DE 2015.

NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE CATHEDRAL ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICO FORENSE SUPERVISIONADO I E II EDITAL N 2015.1 NPJ, 30 DE JANEIRO DE 2015. NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE CATHEDRAL ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICO FORENSE SUPERVISIONADO I E II EDITAL N 2015.1 NPJ, 30 DE JANEIRO DE 2015. A Coordenação do Curso de Direito e a Coordenação do

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - IESRIVER REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - IESRIVER REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE - IESRIVER REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Seção I Da finalidade CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 - O presente regulamento

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ)

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) Em cumprimento às exigências da Resolução CNE/CES nº 9, de 29 de setembro de 2004 (do Conselho Nacional de Educação Câmara de Educação Superior) e ao Projeto

Leia mais

UNICERP CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA PRÁTICA REAL 2014_2 9º PERÍODO. Acadêmico(a):

UNICERP CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA PRÁTICA REAL 2014_2 9º PERÍODO. Acadêmico(a): 2014 UNICERP CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV PRÁTICA REAL 2014_2 9º PERÍODO Acadêmico(a): Número de matrícula: Turno: Carteira de Identidade: CPF: Endereço: Telefone:

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA UNICRUZ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE DIREITO

UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA UNICRUZ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE DIREITO UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA UNICRUZ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE DIREITO Capítulo I Dos objetivos Art. 1º. Este Regulamento tem

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ)

REGULAMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) REGULAMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) PORTO VELHO (RO) 2012 Página 1 de 18 TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO 1 DA NORMATIZAÇÃO Art. 1º. O Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) é o órgão

Leia mais

7- Atividades Complementares (CH60)

7- Atividades Complementares (CH60) 7- Atividades Complementares (CH60) As atividades complementares no curso de Fisioterapia estão dispostas na nova matriz curricular para os ingressantes a partir do ano de 2008. Visando a garantir a flexibilidade

Leia mais

Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado de Prática Jurídica e do Núcleo de Prática Jurídica

Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado de Prática Jurídica e do Núcleo de Prática Jurídica Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado de Prática Jurídica e do Núcleo de Prática Jurídica TÍTULO I DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I - DOS PRINCÍPIOS Art. 1º.

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO NO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I DIRETRIZES GERAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO NO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I DIRETRIZES GERAIS Uniiv i ve er rs iid i ad a de p ar a ra o De es sen nvov l vi v iimen nt to do Al ll t o Va al le do d It I taj a jj aí a í PARECER Nº 72/2007 APROVADO EM 04/10/2007 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA Regras Básicas para as Atividades de Prática Jurídica a partir do ano letivo de 2010 Visitas Orientadas 72 Horas 36 horas para atividades

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I Seção I DISPOSIÇÕES GERAIS Da finalidade Art. 1 - As Atividade Complementares integram a grade curricular dos Cursos de Comunicação Social em conformidade

Leia mais

FACULDADE INTERNACIONAL DA PARAÍBA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO

FACULDADE INTERNACIONAL DA PARAÍBA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO FACULDADE INTERNACIONAL DA PARAÍBA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO Faculdade Internacional da Paraíba Rua Monsenhor Walfredo Leal nº 512, Tambiá

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E JUDICIÁRIA DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TÍTULO I DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E JUDICIÁRIA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E JUDICIÁRIA DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TÍTULO I DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E JUDICIÁRIA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E JUDICIÁRIA DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TÍTULO I DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E JUDICIÁRIA Art. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica e Judiciária do Curso de Direito

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I DISPOSIÇÃO PRELIMINAR Aprovado pela Resolução Consuni nº 28/06 de 12/07/06. Art. 1º O presente regulamento disciplina as atividades do Núcleo de Prática

Leia mais

PORTARIA 2/2015 REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CAPITULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS

PORTARIA 2/2015 REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CAPITULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS PORTARIA 2/2015 O Prof. Ms. Márcio Franklin Nogueira, Coordenador do Curso de Direito, tendo em conta mudança na sistemática de agendamento e cômputo de horas das atividades de prática jurídica, agora

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA I DOS PRINCÍPIOS GERAIS E DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ)

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA I DOS PRINCÍPIOS GERAIS E DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) UNIVERSIDADE IGUAÇU CURSO DE DIREITO CAMPUS NOVA IGUAÇU REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE PRÁTICA JURÍDICA I DOS PRINCÍPIOS GERAIS E DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) Art. 1º. O NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA do

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA INTEGRADO AO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA INTEGRADO AO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA INTEGRADO AO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 Artigo 1º. O Estágio Profissional de Advocacia, previsto no artigo 9º da Lei nº 8.906/94,

Leia mais

MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO

MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO ORIENTAÇÕES AOS ESTAGIÁRIOS 1) OS ESTAGIÁRIOS DEVERÃO FAZER OS PLANTÕES NO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA a) O estagiário do Núcleo de Prática Jurídica deverá comparecer, duas

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CASTANHAL TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CASTANHAL TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CASTANHAL TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º. Este Regulamento dispõe sobre o Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Gama DF fev./2015 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO II... 4 DA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 E SEU APROVEITAMENTO...

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 152/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 152/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 152/2012 Altera o Currículo do Curso de Direito para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº JUR-328/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamenta normas para o funcionamento das Atividades Complementares no âmbito dos Cursos de Administração, Ciências Contábeis e Cursos de Tecnologia da Faculdade

Leia mais

ANEXO II. Regulamentação da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado. Capítulo I Da admissão

ANEXO II. Regulamentação da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado. Capítulo I Da admissão ANEXO II ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SERTÃO PERNANBUCANO Resolução nº 031/2010 De 30 de setembro de 2010 Regulamentação da Educação Profissional Técnica de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 Estabelece os procedimentos necessários à sistematização do Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP CAPÍTULO I DOS FUNDAMENTOS LEGAIS Artigo 1º- O presente regulamento de estágios do Centro Universitário do Norte Paulista

Leia mais

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO 1 Anexo I da Resolução do Conselho Superior nº 46/2011, de 13/09/2011. REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO REGIMENTO DOS CURSOS

Leia mais

NORMAS GERAIS DO ESCRITÓRIO MODELO DE ADVOCACIA 2015/I

NORMAS GERAIS DO ESCRITÓRIO MODELO DE ADVOCACIA 2015/I NORMAS GERAIS DO ESCRITÓRIO MODELO DE ADVOCACIA 2015/I O objetivo primordial do Escritório Modelo de Advocacia é o pedagógico, sendo um laboratório prático no qual os alunos deverão desenvolver o conteúdo

Leia mais

REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA PORTO ALEGRE 2014 SUMÁRIO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 CAPÍTULO II DAS DISCIPLINAS

Leia mais

Resolução nº. 01/15 SÚMULA: ALTERA O REGULAMENTO DAS A.A.C. DO CURSO DE DIREITO. - CONSIDERANDO o art. 68 do Regimento desta Instituição;

Resolução nº. 01/15 SÚMULA: ALTERA O REGULAMENTO DAS A.A.C. DO CURSO DE DIREITO. - CONSIDERANDO o art. 68 do Regimento desta Instituição; Resolução nº. 01/15 SÚMULA: ALTERA O REGULAMENTO DAS A.A.C. DO CURSO DE DIREITO - CONSIDERANDO o art. 68 do Regimento desta Instituição; - CONSIDERANDO necessidade de normatizar o Regulamento das A.A.C

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCACAO FÍSICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCACAO FÍSICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCACAO FÍSICA Da Definição e dos Objetivos do Estágio Art. 1º O estágio curricular obrigatório do curso de Licenciatura em Educação

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

NORMAS REGULAMENTARES DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO NORMAS REGULAMENTARES DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA O Conselho Diretor da Faculdade de Direito (UFG), no uso de suas atribuições

Leia mais

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º Art. 2º Art. 3º Art. 4º Estágio Supervisionado em Administração (ESA), é a disciplina

Leia mais

Sociedade Educacional UNIFAS Mantenedora. Faculdade de Sinop FASIP Mantida. DIREITO Curso

Sociedade Educacional UNIFAS Mantenedora. Faculdade de Sinop FASIP Mantida. DIREITO Curso Sociedade Educacional UNIFAS Mantenedora Faculdade de Sinop FASIP Mantida DIREITO Curso ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ REGULAMENTO Sinop - MT ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

Regimento Interno do Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Faculdade São Lucas

Regimento Interno do Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Faculdade São Lucas Regimento Interno do Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Faculdade São Lucas 1 Art. 1º O Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da Faculdade São Lucas será regido pelos princípios da: I Ética profissional;

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Conforme o artigo 8 da resolução CNE/CES 10 de 2004, as atividades complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento,

Leia mais

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROFESSOR ALBERTO DEODATO TÍTULO I

REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROFESSOR ALBERTO DEODATO TÍTULO I REGIMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROFESSOR ALBERTO DEODATO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Núcleo de Prática Jurídica

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 007/2008

RESOLUÇÃO N. 007/2008 RESOLUÇÃO N. 007/2008 O Colegiado de Cursos da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade FUMEC, no uso de suas atribuições e considerando a necessidade de normatizar as atividades relacionadas ao Estágio

Leia mais

Reeditado pela Resolução 28/2014 de 16/05/2014. Aprovado pelo Conselho Universitário do Unis/MG em 16/05/2014. Resolução nº. 28/2014.

Reeditado pela Resolução 28/2014 de 16/05/2014. Aprovado pelo Conselho Universitário do Unis/MG em 16/05/2014. Resolução nº. 28/2014. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES E DAS ATIVIDADES ACADÊMICO CIENTÍFICO CULTURAIS Aprovado pela Resolução41/2009, alterado sob a Resolução 38/2010). Reeditado pela Resolução 20/2012 de 13/07/2012;

Leia mais

ANEXO I REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA. Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS

ANEXO I REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA. Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS ANEXO I REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Este regulamento é próprio do Núcleo de Prática Jurídica do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas - UDC, para os estagiários e será regido por essas

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA RIO DE JANEIRO 2012 I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º - Este Regulamento rege as atividades de Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Direito. Art. 2º -

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares, conforme regulamento do Centro Universitário UNIVATES, abrangem quatro categorias: ensino, pesquisa, extensão e profissional, devendo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Regulamento de Atividades Complementares Curso de Enfermagem Capítulo I- Disposições Gerais Art. 1º - O presente regulamento tem por finalidade regrar as Atividades Complementares para o curso de Enfermagem

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG. NORMA INTERNA Nº 01 2014 PPGEd 7 de janeiro de 2014

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG. NORMA INTERNA Nº 01 2014 PPGEd 7 de janeiro de 2014 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG NORMA INTERNA Nº 01 2014 PPGEd 7 de janeiro de 2014 Dispõe sobre a Disciplina iniciação à docência no ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS COORDENAÇÃO DE CIÊNCIA POLÍTICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS COORDENAÇÃO DE CIÊNCIA POLÍTICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS COORDENAÇÃO DE CIÊNCIA POLÍTICA REGULAMENTO PARA AFERIÇÃO E AVALIAÇÃO DAS S COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO NA EDUCAÇÃO BÁSICA TÍTULO I INTRODUÇÃO GERAL Art. 1 - Este regulamento estabelece as atribuições, responsabilidades e normas específicas do Programa

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UNISANTOS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UNISANTOS REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UNISANTOS Título I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Capítulo I Dos Fundamentos do Núcleo de Prática Jurídica Art. 1º Este Regulamento

Leia mais

RESOLUÇÃO 001/2014 DA CONCEPÇÃO E DOS OBJETIVOS

RESOLUÇÃO 001/2014 DA CONCEPÇÃO E DOS OBJETIVOS RESOLUÇÃO 001/2014 Dispõe sobre o Estágio Curricular Supervisionado do curso em atendimento ao que prevê o Projeto Pedagógico do Curso de Administração. A Coordenação do Curso de Administração, no uso

Leia mais

REGULALMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE

REGULALMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE 1 REGULALMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE CAPÍTULO I DA FINALIDADE Artigo 1º O Núcleo de Prática Jurídica é órgão destinado a coordenar, executar

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 188, de 03 de novembro de 2015.

RESOLUÇÃO nº 188, de 03 de novembro de 2015. RESOLUÇÃO nº 188, de 03 de novembro de 2015. O Conselho Universitário CONSUNI, no uso de suas atribuições e em conformidade com Parecer nº 037, de 29 de outubro de 2015, R E S O L V E: Art. 1º Aprovar

Leia mais

I - Dos Princípios Gerais e do Núcleo de Prática Jurídica

I - Dos Princípios Gerais e do Núcleo de Prática Jurídica UNIVERSIDADE IGUAÇU CURSO DE DIREITO CAMPUS ITAPERUNA Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado - UNIG Institui as normas atinentes ao Núcleo de Prática Jurídica da Universidade Iguaçu - UNIG -

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Art. 1º Este regulamento normatiza a estruturação, funcionamento, atribuições e

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Art. 1º Este regulamento normatiza a estruturação, funcionamento, atribuições e REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES - FACELI CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES - FACELI CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO 1 FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES - FACELI CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO LINHARES ES 2014 2 FUNDAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO RIBEIRÃO PRETO 2013 ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Aluno: RA: Ano/semestre: Período letivo: 2 SUMÁRIO ORIENTAÇÕES

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTOS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTOS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTOS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Artigo 1º - As Atividades Complementares

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1.º O presente Regulamento dispõe sobre o Estágio Supervisionado

Leia mais

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA 2015 ATENÇÃO! LEIA ATENTAMENTE AS INFORMAÇÕES SOBRE A PRÁTICA JURÍDICA

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA 2015 ATENÇÃO! LEIA ATENTAMENTE AS INFORMAÇÕES SOBRE A PRÁTICA JURÍDICA MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA 2015 ATENÇÃO! LEIA ATENTAMENTE AS INFORMAÇÕES SOBRE A PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA (FADIVA) Presidente da Fundação Educacional de Varginha Prof.

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO 1 SUMÁRIO Lista de Anexos... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 5 3. DEFINIÇÕES... 5 4. OBJETIVOS... 6 5. PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIAS...

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2011/2015. ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. Período

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2011/2015. ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. Período Art.41 O programa de Estágio Supervisionado compreende as atividades de prática jurídica simulada e real: (Regulamento do Curso). 1- O discente deverá comparecer em todos os encontros agendados, sábados,

Leia mais

REGULAMENTO DA PRÁTICA JURÍDICA. Estabelece normas gerais atinentes à Prática Jurídica.

REGULAMENTO DA PRÁTICA JURÍDICA. Estabelece normas gerais atinentes à Prática Jurídica. REGULAMENTO DA PRÁTICA JURÍDICA Estabelece normas gerais atinentes à Prática Jurídica. A Coordenação de Prática Jurídica, no exercício de suas atribuições, regulamenta as Disciplinas de Prática Jurídica.

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 17/CUn DE 10 DE ABRIL DE 2012. Regulamenta o Programa de Monitoria da Universidade Federal de Santa Catarina

RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 17/CUn DE 10 DE ABRIL DE 2012. Regulamenta o Programa de Monitoria da Universidade Federal de Santa Catarina RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 17/CUn DE 10 DE ABRIL DE 2012 Regulamenta o Programa de Monitoria da Universidade Federal de Santa Catarina O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal de Santa

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA (FAMES)

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA (FAMES) REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA (FAMES) SANTA MARIA RS 2014 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares do Curso de Administração do Unisalesiano As Atividades Complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 200 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 200 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 200 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA Art. 1º - O Estágio Supervisionado obrigatório tem por finalidade ministrar a prática

Leia mais

DELIBERAÇÃO CEE N 314, DE 08 DE SETEMBRO DE 2009.

DELIBERAÇÃO CEE N 314, DE 08 DE SETEMBRO DE 2009. Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DELIBERAÇÃO CEE N 314, DE 08 DE SETEMBRO DE 2009. Estabelece

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA FIBRA Regula o funcionamento do Núcleo de Prática Jurídica NPJ do curso de Direito Bacharelado da Fibra. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE DIREITO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA ESTATUTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE DIREITO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA ESTATUTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE DIREITO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA ESTATUTO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º. O Serviço de Assistência Judiciária da Faculdade de Direito da Universidade

Leia mais

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação.

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação. DIRETRIZES E NORMAS PARA O ESTÁGIO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL DOS OBJETIVOS Art. 1 O Sistema de Estágio da FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL terá por objetivos gerais:

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. PREÂMBULO. A Faculdade Cenecista de Osório, no uso de suas atribuições decorrentes da Resolução nº. 1 de junho

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO INTEGRADOR DE DISCIPLINAS

REGULAMENTO PROJETO INTEGRADOR DE DISCIPLINAS REGULAMENTO PROJETO INTEGRADOR DE DISCIPLINAS 1º/2014 REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DE DISCIPLINAS Cursos Superiores de Tecnologia da FIPP/Unoeste Das Disposições Preliminares O Projeto Integrador

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE RESOLUÇÃO CONSUN Nº 009/2012

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE RESOLUÇÃO CONSUN Nº 009/2012 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE RESOLUÇÃO CONSUN Nº 009/2012 Regulamenta o Programa de Monitoria da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Alterada pela

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

REGULAMENTO DA MOBILIDADE ACADÊMICA ESTUDANTIL DO IF SUDESTE MG CAPITULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO

REGULAMENTO DA MOBILIDADE ACADÊMICA ESTUDANTIL DO IF SUDESTE MG CAPITULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO Reitoria REGULAMENTO DA MOBILIDADE ACADÊMICA ESTUDANTIL DO IF SUDESTE MG Este regulamento visa estabelecer a organização e o funcionamento da Mobilidade Acadêmica Estudantil Nacional e Internacional, no

Leia mais

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS DE GUANAMBI Distrito de Ceraíma, s/n - Zona Rural - Cx Postal

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PRÓ-REITORIA DE ENSINO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO Regulamento do Programa de Monitoria de Ensino aprovado pelo Conselho Superior do IFS através da Resolução nº 07/CS/2011. Aracaju/SE

Leia mais

PROGRAMA E-TEC BRASIL CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COORDENAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA A DISTÂNCIA

PROGRAMA E-TEC BRASIL CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COORDENAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA A DISTÂNCIA PROGRAMA E-TEC BRASIL CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COORDENAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA A DISTÂNCIA O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul de Minas, campus Muzambinho, disponibiliza

Leia mais