Coleção de Fruteiras de Tavira é tesouro da biodiversidade da

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Coleção de Fruteiras de Tavira é tesouro da biodiversidade da"

Transcrição

1 1 de :31 Economia» Nacional Política Educação» Regional» Opinião Sociedade» Ciência Cultura» Desporto» Subscrever < Estatuto Editorial Ficha Técnica Formulário de contacto Diretora: Elisabete Rodrigues Semana 122 Agricultura Coleção de Fruteiras de Tavira é tesouro da biodiversidade da agricultura algarvia Por Elisabete Rodrigues 23 de Maio de :00 Comentar Temas Agricultura, biodiversidade, Ciência&Investigação, Dieta Mediterrânica, Tavira «Bico de Passarinho», «Rabo de Porco», «Romana», «Mulata», «Rabo de Zorra», «Lourencinha». Estes são apenas alguns dos nomes das centenas de variedades de seis espécies de árvores fruteiras algarvias que integram a coleção do Centro de Experimentação Agrícola de Tavira, pertencente à Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPAlg).

2 2 de :31 Nos terrenos do antigo Posto Agrário de Tavira, junto à estação de comboios, alinham-se milhares de árvores de variedades tradicionais algarvias de romãzeiras, nespereiras, amendoeiras, macieiras (neste caso, de pêro de Monchique), alfarrobeiras, figueiras. Há ainda a coleção de citrinos, embora a maioria dos exemplares esteja no Patacão, perto de Faro, em terrenos também pertencentes àquela Direção Regional. Ou a coleção de castas de vinha tradicionais. Muitas destas árvores resultam da paciente recolha feita por António Marreiros, João Costa e a sua equipa, pelos campos do Algarve, sempre à procura daquela árvore e daquela variedade de fruteira, que pode ser bem diferente da outra que fica a pouca distância. O objetivo é preservar a diversidade das variedades de árvores de fruto existentes na região, selecionadas ao longo de séculos, talvez de milénios, por gerações e gerações de agricultores, e que agora se veem ameaçadas pela introdução de variedades de fora, eventualmente capazes de garantir maiores produções e, por isso, maior rendimento. Ao todo, disse António Marreiros ao Sul Informação, há 122 variedades de amendoeira, 19 de nespereira, 26 de pêro de Monchique, 56 de romãzeiras, 44 de alfarrobeiras e 97 variedades de figueiras. O trabalho de prospeção, recolha, conservação e caracterização de materiais vegetais das fruteiras algarvias vem sendo feito há anos pela DRAPAlg, a exemplo do que se tem feito, com diferentes espécies e variedades, noutros pontos do país. Mas em 2011 foi submetido um projeto ao PRODER, que vai terminar no final deste ano. Para conhecer esta coleção de árvores de fruto, foi feita esta semana uma visita ao Centro de Experimentação Agrícola de Tavira (CEAT), atividade que abriu um seminário dedicado à Dieta Mediterrânica e promovido pela Animar Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local, em parceria com o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), a Câmara Municipal de Tavira e o Instituto Superior de Agronomia. «A ideia da coleção de fruteiras é preservar estas variedades tradicionais, que estão a desaparecer por falta de interesse dos agricultores, mas que se sentiu que um dia podem voltar a ser importantes, até pelo contributo que podem dar para a obtenção de novas variedades, através do melhoramento genético», explicou António Marreiros ao Sul Informação, que acompanhou a visita. «Temos aqui materiais vegetais recolhidos em todos os concelhos do Algarve. Interessa-nos, no fundo, conservar a biodiversidade. Para isso, é preferível ter material de Vila Real de Santo António e material de Aljezur, do que ter só de Tavira e Olhão, porque isso, nos garante, à partida, maior diversidade. Hoje é fácil viajar de uma ponta a outra do Algarve, mas antigamente era difícil um material de Vila Real chegar a Aljezur», explicou aquele engenheiro.

3 3 de :31 Pêro de Monchique já consta da coleção Uma das coleções mais interessantes é a do chamado pêro de Monchique, na realidade uma maçã. Esta fruta já teve grande importância económica e era vendida por toda a região. Nas feiras de Outono, como na de Santa Iria, em Faro, recorda António Marreiros, «sentia-se aquele cheirinho dos pêros de Monchique, quando eu era moço». Nos terrenos do CEAT, as árvores de pêro de Monchique, plantadas no ano passado a partir de material recolhido em vários pontos dos concelhos de Monchique, Aljezur e norte de Portimão (freguesia de Mexilhoeira Grande), não estão «no seu solar», ou seja no seu local de origem onde as condições são melhores. O terreno é diferente, a água também e o clima é bem mais quente e seco que na serra. «Mas o que interessa é que temos aqui o material preservado», explica António Marreiros. «Se um dia a Câmara de Monchique, que tem vindo a apostar na valorização dos produtos tradicionais da serra, quiser fomentar o cultivo deste pêro, pode vir aqui buscar o material», acrescenta o técnico. O trabalho de recolha do material vegetal tem sido longo e laborioso. Os técnicos envolvidos no projeto têm calcorreado montes e vales à procura das inúmeras variedades de fruteiras daquelas seis espécies. Às vezes, chegam a uma determinada árvore através da indicação de algum vizinho, que lhes fala «daquela nespereira que ali há, que dá umas nêsperas doces como mel». É quase um trabalho de detetive, à procura das árvores (quase) perdidas. Depois, todo o material é devidamente identificado, com o nome e a georreferenciação do local onde foi recolhido, o nome do proprietário (se o houver), o nome da variedade tal como é conhecida naquele sítio, entre muitos outros dados. «Há muitas variedades que nem nome têm. Quando isso acontece, damos o nome do propietário dessa árvore ou do local, se não for muito conhecido». E é assim que há no pomar dos pêros de Monchique variedades com o nome de «Perna da Negra» ou «Bemparece», em homenagem aos locais onde o material foi recolhido. João Costa, responsável pelas variedades de árvores produtoras de frutos secos alfarrobeiras, amendoeiras e figueiras recorda o caso da «famosa alfarrobeira dos Arrifes», na zona de Cacela. «Toda a gente nos falava dessa alfarrobeira, dizendo que era aí que tinha ido buscar o material para enxertar as suas alfarrobeiras. Claro que a fomos descobrir». Ou ainda o caso da «Mulata da Parra», uma alfarrobeira gigante existente na zona da Parra, perto de Moncarapacho, que está classificada como monumento, «tem um tronco com doze metros de perímetro e chegou a dar 60 arrobas de alfarroba». É um material genético de grande valor e, por isso, sublinha João Costa, «claro que a Mulata da Parra também está aqui, na nossa coleção».

4 4 de :31 Região pequena mas com enorme diversidade «O Algarve é uma região pequena, mas este nosso trabalho permitiu verificar a imensa riqueza desta diversidade de variedades de árvores de fruto. É todo um património que foi selecionado pelos nossos antepassados e que não podemos deixar perder», sublinhou António Marreiros. «Os nossos antepassados foram grandes melhoradores. Eles é que fizeram isto que aqui temos. São variedades que foram selecionadas para se adaptarem melhor ao nosso clima, aos nossos terrenos, às nossas condições. E que, se já fizeram muito pelo Algarve no passado, podem fazer ainda muito mais no futuro», disse, por seu lado, João Costa, o outro responsável pelo Projeto. João Costa defende que esta coleção de fruteiras não tem apenas uma função de preservação de um imenso património que, de outra forma, se perderia. «O mais importante desta coleção é que todo este material, este património, seja utilizado para garantir o futuro da nossa lavoura». E dá um exemplo: «a alfarrobeira foi a espécie mais plantada pelos jovens agricultores no Algarve, nos últimos tempos, com os apoios do PRODER. Mas um pomar de alfarrobeiras atualmente produz 3,5 toneladas por hectare e tem que produzir 10 toneladas. Para isso, temos que utilizar as melhores variedades e as boas técnicas. E essas melhores variedades estão aqui». Futuro brilhante, futuro incerto

5 5 de :31 As perspetivas para a preservação das variedades tradicionais de árvores de fruto são agora melhores, numa época em que «as preocupações ambientais são crescentes, ao mesmo tempo que cresce a procura de produtos diferenciados, que possam ser uma alternativa à massificação e que permitam a criação de nichos de mercado», disse António Marreiros. Os pêros de Monchique, as saborosas nêsperas algarvias, os figos lampos de maio e junho, são produtos que só na região se produzem e que, com a moda do gourmet, podem ter um mercado que volte a viabilizar a sua produção. Mas para tirar partido dessa diversidade que diferencia o Algarve é preciso, em primeiro lugar, preservar. Jorge Queiroz, diretor do Museu de Tavira e responsável pela candidatura do município, enquanto comunidade representativa de Portugal, à vitoriosa classificação da Dieta Mediterrânica como património da Humanidade, também acompanhou a visita à coleção de fruteiras e fez questão de dizer que «todas estas coleções casam muito bem com os objetivos da Dieta Mediterrânica». «Isto é fundamental em termos de manutenção da biodiversidade do país e do próprio Planeta. São recursos imprescindíveis para o futuro dos agricultores. Por isso, é muito importante este trabalho de conhecer, estudar e depois pôr todo este património ao serviço dos agricultores». Jorge Queiroz disse ainda ao Sul Informação que, mais do que questões de nutrição, a Dieta Mediterrânica tem a ver com «formas de produzir os alimentos» e com toda uma riqueza «de variedades e utilizações». Por isso, considera, este projeto está «a fazer um trabalho extraordinário!» No entanto, sublinhou, «há agora uma grande interrogação em relação ao futuro: o PRODER terminou,

6 6 de :31 como é que este projeto vai continuar? É que o país não pode perder isto!». Com os técnicos responsáveis pelo projeto a caminhar a passos largos para a reforma e com os escassos recursos humanos do CEA de Tavira (os trabalhadores agrícolas têm que vir do Patacão para dar apoio à coleção de fruteiras), surge agora o receio de que todo o trabalho possa ficar pelo caminho. Para mais quando, como sublinhou António Marreiros e João Costa, ainda há muito para fazer, não falando já dos cuidados que os pomares da coleção de fruteiras necessitam em permanência. «Isto não é um trabalho fechado. Há sempre a possibilidade de aparecerem mais variedades no campo», disse João Costa. E depois, há todo o trabalho relativo à caracterização que falta fazer, nomeadamente genética. E há fruteiras que também interessaria preservar e que não constam ainda da coleção, como as ameixeiras, as pereiras ou mesmo os marmeleiros. E «Este é um trabalho que nunca tem fim. Mas precisamos de continuar a ter condições para o fazer», frisou António Marreiros. Vítor Barros, do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, membro da Animar, concluiu: «este projeto tem que continuar, porque é muito importante para o país». Esperemos que alguém o oiça. 254 Gosto 254 Tweet 4 0 Partilhar Discussão Ainda sem comentários. Comentar Nome * * Website Comentário Protected by WP Anti Spam Privacy & Terms Buscar por:

7 7 de :31 PUB ÚLTIMAS MAIS LIDAS MAIS COMENTADAS Vai e Vem de Portimão inicia horários de Verão a 1 de julho Cinema ao Ar Livre anima freguesias de VRSA em setembro Zoomarine traz homem mais forte do mundo ao Algarve Câmara de Tavira lança processo para conservação da Ermida de São Roque «A corrida mais louca do Mundo» volta a passar no Estádio Algarve Fotogaleria em destaque Opinião As Estrelas Android de um Taxista por Luis Azevedo Rodrigues Numa era digital de pós-especialistas (ou pós-sábios), a comunicação de Ciência deve assentar... Portugal 2024: o Compromisso Histórico por António Covas Em 2024, o país comemora meio século após o 25 de Abril de... A Vertigem! por Jose Amarelinho Quantas vezes não fomos já acometidos por uma tentação súbita, pelo desvario, por... A UE e o Algarve/Alentejo

8 8 de :31 por Jack Soifer Facebook As Eleições Europeias do dia 25 de maio mostram a insatisfação do eleitor... Sul Informação Gosto pessoas gostam de Sul Informação. Plugin social do Facebook Twitter Subscrever newsletter 2014 Sul Informação. Todos os direitos reservados. Desenvolvido em WordPress. Tema original The Morning After, de Informação e Nova Página.. Adaptado por Sul

1 M O N Ç Ã O & M E L G A Ç O

1 M O N Ç Ã O & M E L G A Ç O 1 MONÇÃO & MELGAÇO Monção e Melgaço pertence à Região Demarcada dos Vinhos Verdes, uma das regiões vitícolas mais antigas de Portugal. Esta região centenária situa-se no noroeste de Portugal e o facto

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

Sociedades agrárias africanas: um modelo de sucesso

Sociedades agrárias africanas: um modelo de sucesso Sociedades agrárias africanas: um modelo de sucesso por Por Dentro da África - sexta-feira, novembro 13, 2015 http://www.pordentrodaafrica.com/ciencia/sociedades-agrarias-africanas-um-modelo-de-sucesso

Leia mais

Plano Anual Curricular Estudo do Meio - 1º Ciclo -

Plano Anual Curricular Estudo do Meio - 1º Ciclo - Plano Anual Curricular Estudo do Meio - 1º Ciclo - Estudo do Meio 1º Ano 1º Período 2º Período 3º Período À descoberta de si mesmo - A sua identificação Conhecer a sua identificação Conhecer o seu nome

Leia mais

TAVIRA, Comunidade Representativa de Portugal e a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica CCDR Algarve, Faro Articular para Intervir 27 de Janeiro de 2016

TAVIRA, Comunidade Representativa de Portugal e a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica CCDR Algarve, Faro Articular para Intervir 27 de Janeiro de 2016 TAVIRA, Comunidade Representativa de Portugal e a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica CCDR Algarve, Faro Articular para Intervir 27 de Janeiro de 2016 8ª Sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

Até quando uma população pode crescer?

Até quando uma população pode crescer? A U A UL LA Até quando uma população pode crescer? Seu José é dono de um sítio. Cultiva milho em suas terras, além de frutas e legumes que servem para a subsistência da família. Certa vez, a colheita do

Leia mais

I REMEMBER. Análise de Dados aos Inquéritos por Questionário (População Sénior e Jovem do Concelho)

I REMEMBER. Análise de Dados aos Inquéritos por Questionário (População Sénior e Jovem do Concelho) I REMEMBER Análise de Dados aos Inquéritos por Questionário (População Sénior e Jovem do Concelho) Escola Profissional Fialho de Almeida março 01 No âmbito do Projeto I Remember foram aplicados 1 inquéritos

Leia mais

Carris e Metro ficam sem 65 milhões de utentes em 4 anos

Carris e Metro ficam sem 65 milhões de utentes em 4 anos ID: 63421185 04-03-2016 Tiragem: 74277 País: Portugal Period.: Diária Pág: 28 Cores: Cor Área: 25,50 x 19,90 cm² Corte: 1 de 1 lisboa Movimento de Utentes considera que os transportes públicos "não estão

Leia mais

Encontro Regional do Centro 2013 RELATÓRIO. Encontro Regional do Centro dos Conselhos Consultivos Locais

Encontro Regional do Centro 2013 RELATÓRIO. Encontro Regional do Centro dos Conselhos Consultivos Locais RELATÓRIO Encontro Regional do Centro dos Conselhos Consultivos Locais FICHA TÉCNICA TÍTULO RELATÓRIO DO ENCONTRO REGIONAL DO CENTRO DOS CONSELHOS CONSULTIVOS LOCAIS AUTOR NÚCLEO REGIONAL DO CENTRO DA

Leia mais

Eleições para o Parlamento Europeu 2009 Ficha 2 COMO PARTICIPAR?

Eleições para o Parlamento Europeu 2009 Ficha 2 COMO PARTICIPAR? Como pode a sua organização e os seus membros participar na corrida para as eleições europeias 2009? Nós debatemos e recolhemos ideias para os ajudar a começar. Estas ideias são aqui descritas de uma forma

Leia mais

Da quinta para a mesa

Da quinta para a mesa The Seasons Restaurante de Formação da MUST Restauração e Formação Caminham em Paralelo Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau www.must.edu.mo Da quinta para a mesa Na primavera de 2014, o The Seasons

Leia mais

Gestão de Instalações Desportivas

Gestão de Instalações Desportivas Gestão de Instalações Desportivas Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Módulo 10 sessão 1 Ambiente, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Objetivos de Aprendizagem 1. Participar ativamente

Leia mais

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Há exatamente dois meses a Seleção Nacional A efetuou o seu último jogo no Campeonato do Mundo disputado no Brasil.

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

ALGARVE COMUNICADO N.º 6 11/05/2014

ALGARVE COMUNICADO N.º 6 11/05/2014 ALGARVE COMUNICADO N.º 6 11/05/2014 Foco do dia Mendes Bota, candidato da Coligação Aliança Portugal, foi recebido ontem com bastante simpatia pela população da sua terra natal, Loulé. Numa ação de campanha

Leia mais

Evolução da Agricultura Portuguesa no Período 1989/2010. Análise de Indicadores Relevantes.

Evolução da Agricultura Portuguesa no Período 1989/2010. Análise de Indicadores Relevantes. Evolução da Agricultura Portuguesa no Período 1989/2010. Análise de Indicadores Relevantes. Deolinda Alberto 1, José Pedro Fragoso Almeida 2 1 Professor Adjunto, Escola Superior Agrária de Castelo Branco,

Leia mais

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI Muitas pessoas me perguntam se a maquina de vendas online é fraude do Tiago bastos funciona de verdade ou se não é apenas mais uma fraude dessas que encontramos

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 )

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) Tendo iniciado no presente ano lectivo 2005/2006 o funcionamento da plataforma Moodle na Universidade Aberta, considerou-se

Leia mais

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar através de empréstimo, a instituições, nomeadamente, de

Leia mais

PROJETO VALE SUSTENTÁVEL: RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS VISANDO A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DA CAATINGA NA REGIÃO DO VALE DO AÇU RN.

PROJETO VALE SUSTENTÁVEL: RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS VISANDO A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DA CAATINGA NA REGIÃO DO VALE DO AÇU RN. PROJETO VALE SUSTENTÁVEL: RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS VISANDO A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DA CAATINGA NA REGIÃO DO VALE DO AÇU RN. Elisângelo Fernandes da Silva (E-mail: elisangelo.silva@bol.com.br);

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

M édico do hospital de Portimão premiado por método inovador para tratar otite serosa nascrianças

M édico do hospital de Portimão premiado por método inovador para tratar otite serosa nascrianças Página Web 1 de 5 Ciência M édico do hospital de Portimão premiado por método inovador para tratar otite serosa nascrianças Por Elisabete Rodrigues 6 de Fevereiro de 2014 09:30 Comentar Temas centro hospitalar

Leia mais

Na contramão de medidas anticrise, movimento ambientalista prega 'decrescimento'

Na contramão de medidas anticrise, movimento ambientalista prega 'decrescimento' Na contramão de medidas anticrise, movimento ambientalista prega 'decrescimento' Paula Adamo Idoeta Da BBC Brasil em Londres Atualizado em 12 de abril, 2012-05:41 (Brasília) 08:41 GMT Enquanto países afetados

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 59 Discurso em ato comemorativo do

Leia mais

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957.

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. FORMAÇÃO

Leia mais

Água e Semiáridos: Estratégias de Resistência Camponesa

Água e Semiáridos: Estratégias de Resistência Camponesa Água e Semiáridos: Estratégias de Resistência Camponesa Carlos Magno de M. Morais* Temos assistido nos últimos anos uma mudança no perfil das chuvas no Brasil, sobretudo na região semiárida brasileira.

Leia mais

Valorizar os produtos da terra. Melhorar a vida das nossas aldeias. documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015

Valorizar os produtos da terra. Melhorar a vida das nossas aldeias. documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015 PROGRAMA VISEU RURAL Valorizar os produtos da terra Melhorar a vida das nossas aldeias documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015 CONSELHO ESTRATÉGICO DE VISEU Apresentação. O mundo rural

Leia mais

MENSAGEM DE NATAL PM

MENSAGEM DE NATAL PM MENSAGEM DE NATAL PM Boa noite, Como todos sabemos, os últimos 3 anos foram fortemente marcados pela resposta ao colapso financeiro de 2011. Todos sentimos no nosso dia-a-dia as dificuldades e como nos

Leia mais

ENTREVISTA Questões para Adauto José Gonçalves de Araújo, FIOCRUZ, em 12/11/2009

ENTREVISTA Questões para Adauto José Gonçalves de Araújo, FIOCRUZ, em 12/11/2009 FGV CPDOC 29/10/2010 Disciplina: Pesquisas Qualitativas - Prof. Mariana Cavalcanti Aluna: Adriana Maria Ferreira Martins Matrícula 091401001 ENTREVISTA Questões para Adauto José Gonçalves de Araújo, FIOCRUZ,

Leia mais

FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO

FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO PROJECTO RURAL VALUE Desenvolvimento sustentável de sistemas agrícolas extensivos ameaçados Programa Castro Verde Sustentável Centro de Educação Ambiental do Vale

Leia mais

Liberalização da escolha «medida inevitável» para uns, «ratoeira» para outros

Liberalização da escolha «medida inevitável» para uns, «ratoeira» para outros Liberalização da escolha «medida inevitável» para uns, «ratoeira» para outros Médicos debatem situação actual do sector da Saúde A liberalização da escolha do doente e as medidas a adotar nesse sentido,

Leia mais

Água, fonte de vida. Aula 1 Água para todos. Rio 2016 Versão 1.0

Água, fonte de vida. Aula 1 Água para todos. Rio 2016 Versão 1.0 Água, fonte de vida Aula 1 Água para todos Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Analisar a quantidade de água potável disponível em nosso planeta 2 Identificar os diferentes estados da água 3 Conhecer o ciclo

Leia mais

IMPORTÂNCIA DAS FLORESTAS

IMPORTÂNCIA DAS FLORESTAS ÍNDICE O que é? Importância das florestas; Taxa de Desflorestação Anual; Processo de Desflorestação; Cobertura Florestal no Mundo; Áreas Florestais no Mundo mais ameaçadas; Consequências; Soluções; Curiosidades;

Leia mais

Pesquisa Pantanal. Job: 13/0528

Pesquisa Pantanal. Job: 13/0528 Pesquisa Pantanal Job: 13/0528 Objetivo, metodologia e amostra Com objetivo de mensurar o conhecimento da população sobre o Pantanal, o WWF solicitou ao Ibope um estudo nacional para subsidiar as iniciativas

Leia mais

7. o ANO FUNDAMENTAL. Prof. a Andreza Xavier Prof. o Walace Vinente

7. o ANO FUNDAMENTAL. Prof. a Andreza Xavier Prof. o Walace Vinente 7. o ANO FUNDAMENTAL Prof. a Andreza Xavier Prof. o Walace Vinente CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade I Tempo, espaço, fontes históricas e representações cartográficas

Leia mais

A Suzano e o Fomento na Bahia

A Suzano e o Fomento na Bahia A Suzano e o Fomento na Bahia Como é a atuação da Suzano na região? Fundada há 85 anos, a Suzano começou a produzir papel em 1940 e celulose em 1950 sempre abastecendo o mercado brasileiro e os de diversos

Leia mais

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil Página 1 de 5 Sobre a Revista Ed 24 - fev 04 Home Medical Infocenter Med Atual Edição Atual Serviços Global Home Brasil Home Busca Mapa do Site Fale Conosco Edição Atual Edição Atual Matéria de Capa Artigo

Leia mais

Retorno aos participantes: Questionário sobre o funcionamento do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF)

Retorno aos participantes: Questionário sobre o funcionamento do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) Retorno aos participantes: Questionário sobre o funcionamento do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) Abril 1 Este questionário foi realizado em Dezembro 13/Janeiro 1. Segue a uma

Leia mais

III Montra de Oportunidades de Lamego: exemplo de cooperação e empreendedorismo!

III Montra de Oportunidades de Lamego: exemplo de cooperação e empreendedorismo! III Montra de Oportunidades de Lamego: exemplo de cooperação e empreendedorismo! Boletim Informativo n.º 31 abril 2012 SUMÁRIO III MONTRA DE OPORTUNIDADES pág.: 1 LIFE 2.0- CONCURSO pág.: 2 EDUCAÇÃO&EMPREENDEDORISMO

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E SUSTENTABILIDADE TRADIÇÃO E FUTURO. Joana Gaspar de Freitas Instituto de Estudos de Literatura e Tradição, FCSH - UNL

ALIMENTAÇÃO E SUSTENTABILIDADE TRADIÇÃO E FUTURO. Joana Gaspar de Freitas Instituto de Estudos de Literatura e Tradição, FCSH - UNL ALIMENTAÇÃO E SUSTENTABILIDADE TRADIÇÃO E FUTURO Joana Gaspar de Freitas Instituto de Estudos de Literatura e Tradição, FCSH - UNL PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL DA HUMANIDADE Dieta Mediterrânica Dieta

Leia mais

ATA Nº 02/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS)

ATA Nº 02/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) ATA Nº 02/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) Data: 21-03-2012 Local: Auditório do Edifício Cultural da Câmara Municipal de Peniche Hora de início: 18h00 Hora do fecho: 20h30 Presenças:

Leia mais

Notícias da Quinta do Outeiro

Notícias da Quinta do Outeiro 4ª Edição 03 de Julho de 2014 Notícias da Quinta do Outeiro Editorial Apresentamos a quarta edição das Notícias da Quinta do Outeiro - Lar para Idosos, Lda, que estará disponível em formato digital e manuscrito

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

APRESENTAÇÃO Outubro de 2012

APRESENTAÇÃO Outubro de 2012 APRESENTAÇÃO Outubro de 2012 O QUE É É A QUEM SE DIRIGE ENQUADRAMENTO CONTEÚDOS ESTATUTO EDITORIAL A EQUIPA PARTICIPE NO 365AGRO A informação assume, hoje em dia, uma importância crescente. O acesso à

Leia mais

Violações das regras do ordenamento do território Habitação não licenciada num parque natural. 11-07-2011 EFA S13 Pedro Pires

Violações das regras do ordenamento do território Habitação não licenciada num parque natural. 11-07-2011 EFA S13 Pedro Pires Violações das regras do ordenamento do território Habitação não licenciada num parque natural 11-07-2011 EFA S13 Pedro Pires CLC UFCD6 Pedro Pires Processo nº21359 EFA S13 Violações das regras do ordenamento

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 26 de Outubro de 2010 (04.11) (OR. en) 15449/10 AUDIO 37 COMPET 311 CULT 98

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 26 de Outubro de 2010 (04.11) (OR. en) 15449/10 AUDIO 37 COMPET 311 CULT 98 CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 26 de Outubro de 2010 (04.11) (OR. en) 15449/10 AUDIO 37 COMPET 311 CULT 98 NOTA de: Secretariado-Geral do Conselho para: Comité de Representantes Permanentes (1.ª

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO JUNTA DE FREGUESIA DE S. JOÃO DO CAMPO EDITORIAL SUMÁRIO ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 JULHO AGOSTO SETEMBRO EDITORIAL

BOLETIM INFORMATIVO JUNTA DE FREGUESIA DE S. JOÃO DO CAMPO EDITORIAL SUMÁRIO ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 JULHO AGOSTO SETEMBRO EDITORIAL ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 SUMÁRIO BOLETIM INFORMATIVO EDITORIAL JULHO AGOSTO SETEMBRO A Rua principal, a Dr Jaime Cortesão tem estado cortada EDITORIAL MANIFESTAÇÃO EM LISBOA POSTO MÉDICO ao trânsito, devido

Leia mais

mudanças e a alterar realidade dos Censos

mudanças e a alterar realidade dos Censos Crise está a acelerar mudanças e a alterar realidade dos Censos RESULTADOS Menos de dois anos depois, a crise já contribuiu para desatualizar alguns números dos últimos Censos, apresentados ontem. ATUAL

Leia mais

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS RELATÓRIO DO CHEFE DE MISSÃO Missão Portuguesa aos Jogos Olímpicos de Inverno - Sochi 2014 RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS SOCHI 2014 2 INTRODUÇÃO A vigésima segunda edição dos Jogos Olímpicos

Leia mais

ALGARVE COMUNICADO N.º 12 18/05/2014 COM GALERIA DE FOTOS. Foco do dia

ALGARVE COMUNICADO N.º 12 18/05/2014 COM GALERIA DE FOTOS. Foco do dia ALGARVE COMUNICADO N.º 12 18/05/2014 COM GALERIA DE FOTOS Foco do dia Mendes Bota, candidato a deputado ao Parlamento Europeu, esteve no passado sábado, dia que marcou o fim da Troika em Portugal, no Mercado

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

SEMANA DA ENERGIA E DO AMBIENTE

SEMANA DA ENERGIA E DO AMBIENTE de Educação Ambiental Semana da Energia e do Ambiente Entre 29 de Maio e 5 de Junho, a Câmara Municipal do Porto e a Agência de Energia do Porto promovem desde o ano de 2008, a Semana da Energia e do Ambiente

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br A U A UL LA O céu Atenção Aquela semana tinha sido uma trabalheira! Na gráfica em que Júlio ganhava a vida como encadernador, as coisas iam bem e nunca faltava serviço. Ele gostava do trabalho, mas ficava

Leia mais

AVISO LEGAL. Copyright 2016 Luis Passos http://luispassos.com.br. http://luispassos.com.br

AVISO LEGAL. Copyright 2016 Luis Passos http://luispassos.com.br. http://luispassos.com.br AVISO LEGAL Todo esforço foi feito para que este e-book fosse disponibilizado da forma mais correta, inteligível, clara e didática possível, no entanto, apesar de todo empenho nesse sentido, ainda podem

Leia mais

Reconhecer as diferenças

Reconhecer as diferenças A U A UL LA Reconhecer as diferenças Nesta aula, vamos aprender que os solos são o resultado mais imediato da integração dos processos físicos e biológicos na superfície da Terra. A formação e o desenvolvimento

Leia mais

Como Criar seu produto digital

Como Criar seu produto digital Como Criar seu produto digital Aprenda em alguns passos Indice 5 1- Público Alvo 2- Conhecer á necessidade 5 do 5 Primeiro capítulo Público Alvo Você que está montando seu negócio online e ainda não tem

Leia mais

Notícias da Quinta do Outeiro

Notícias da Quinta do Outeiro 8ª Edição 03 de novembro de 2014 Notícias da Quinta do Outeiro Editorial Apresentamos a oitava edição das Notícias da Quinta do Outeiro - Lar para Idosos, Lda, que estará disponível em formato digital

Leia mais

REUNIÃO COPA, Bruxelas Relatório de reunião de 19/6/2008

REUNIÃO COPA, Bruxelas Relatório de reunião de 19/6/2008 Presidente: Paul Temple (Inglaterra) Representante indicado pela CAP: Bernardo Albino Resumo reunião: 1- Aprovação ordem do dia ok 2- Aprovação de acta de última reunião ok 3- Trabalhos preparatórios de

Leia mais

EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade

EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade Page 1 of 8 EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade Sábado, 15 de Junho de 2013 CAPA EXPEDIENTE IPS TERRAMÉRICA VIDEOS AGENDA ARQUIVO CORPORATIVO FALE CONOSCO capa ambiente economia sociedade saúde educação

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

OS DESAFIOS DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI

OS DESAFIOS DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI OS DESAFIOS DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI Maria de Lurdes Rodrigues Em matéria de educação, em quase todo o mundo, foram definidas regras que consagram o objetivo de proporcionar a todas as crianças

Leia mais

DECLARAÇÃO POLÍTICA DESAFIOS DO FUTURO NO MAR DOS AÇORES BERTO MESSIAS LIDER PARLAMENTAR DO PS AÇORES

DECLARAÇÃO POLÍTICA DESAFIOS DO FUTURO NO MAR DOS AÇORES BERTO MESSIAS LIDER PARLAMENTAR DO PS AÇORES DECLARAÇÃO POLÍTICA DESAFIOS DO FUTURO NO MAR DOS AÇORES BERTO MESSIAS LIDER PARLAMENTAR DO PS AÇORES Sra. Presidente Sras. e Srs. Deputados Sr. Presidente do Governo Sra. e Srs. Membros do Governo Já

Leia mais

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida 1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida O Que Determina o Sucesso de Uma Dieta? Você vê o bolo acima e pensa: Nunca poderei comer um doce se estiver de dieta. Esse é o principal fator que levam

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 1 PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 1 Origem da Psicologia Organizacional e do Trabalho 4 ORIGEM Desde os

Leia mais

Plano de Comunicação/Divulgação Pós LIFE

Plano de Comunicação/Divulgação Pós LIFE O Plano de Comunicação/Divulgação Pós LIFE, visa dar a conhecer a forma como a CMMN pretende continuar a divulgar os resultados obtidos ao longo do projecto GAPS. Dividido em duas partes, a primeira tem

Leia mais

Com a discussão do Plano Regional para o ano 2012 damos início ao último ano do período de programação do X Governo dos Açores e da IX legislatura.

Com a discussão do Plano Regional para o ano 2012 damos início ao último ano do período de programação do X Governo dos Açores e da IX legislatura. INTERVENÇÃO DE TRIBUNA PLANO REGIONAL ANUAL 2012 Agricultura Programa 7 e 8 Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores IX Legislatura Horta, 28 a 30 de Novembro de 2011 Deputado: Duarte Moreira

Leia mais

TERRA MADRE BRASIL Projeto. Brasília, 04 a 07 de Outubro de 2007

TERRA MADRE BRASIL Projeto. Brasília, 04 a 07 de Outubro de 2007 TERRA MADRE BRASIL Projeto Brasília, 04 a 07 de Outubro de 2007 Sumário 1.Introdução...2 2.O Terra Madre-Brasil... 5 3.Objetivos... 5 4.Público Participante...6 5.Programação Geral... 7 6.Outros detalhes...

Leia mais

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA Profª Regina Brito Fonseca Quando os europeus chegaram ao Continente Americano, no final do século XV, já o encontraram ocupado por vários povos. Alguns deles desenvolveram

Leia mais

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Por Elisabete Rodrigues 17 de Maio de 2013 09:05 Comentar A plataforma de demonstração de energia solar que

Leia mais

Há cada vez mais empresas cidadãs

Há cada vez mais empresas cidadãs + Faça do VER a sua homepage ENTREVISTA Há cada vez mais empresas cidadãs As empresas que lideram no seu mercado são as que apresentam melhores práticas de governação. Foi com base neste pressuposto que

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade

EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade EnvolverdeJornalismo & Sustentabilidade Terça-feira, 29 de Outubro de 2013 capa ambiente economia sociedade saúde educação CAPA EXPEDIENTE IPS TERRAMÉRICA VIDEOS AGENDA ARQUIVO CORPORATIVO FALE CONOSCO

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 28/05/2011 Nota: Professora: Paula Valor da Prova: 30 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Implantação de Novos Pomares de kiwis. PROSA Produtos e Serviços Agrícolas, S.A

Implantação de Novos Pomares de kiwis. PROSA Produtos e Serviços Agrícolas, S.A Implantação de Novos Pomares de kiwis PROSA Produtos e Serviços A PROSA Produtos e Serviços Agrícolas, S.A., foi constituída com o objecto de produzir*, distribuir, comercializar produtos agrícolas e prestar

Leia mais

AS ÁREAS RURAIS EM MUDANÇA Produtos agrícolas de qualidade DOP / IGP / ETG. Fonte: Porto Editora

AS ÁREAS RURAIS EM MUDANÇA Produtos agrícolas de qualidade DOP / IGP / ETG. Fonte: Porto Editora AS ÁREAS RURAIS EM MUDANÇA Produtos agrícolas de qualidade DOP / IGP / ETG Fonte: Porto Editora Existe em toda a Europa uma imensa riqueza e variedade de produtos alimentares. Mas quando um produto adquire

Leia mais

CICLO DE CRIATIVIDADE E DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL. Mercado de Produtores Mostra de Produtos Inovadores Ateliês Concursos Workshops

CICLO DE CRIATIVIDADE E DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL. Mercado de Produtores Mostra de Produtos Inovadores Ateliês Concursos Workshops CICLO DE CRIATIVIDADE E DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL Mercado de Produtores Mostra de Produtos Inovadores Ateliês Concursos Workshops Os produtos da terra constituem um pilar estruturante no desenvolvimento

Leia mais

Vida Universitária Junho 2007 Ano XVII Nº 173

Vida Universitária Junho 2007 Ano XVII Nº 173 Futuro do planeta depende de mudanças de atitude e políticas públicas No dia 16 de maio, o francês Yves Mathieu, um dos mil multiplicadores treinados pelo ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore,

Leia mais

Prova Escrita de História A

Prova Escrita de História A Exame Nacional do Ensino Secundário Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de História A 12.º Ano de Escolaridade Prova 623/Época Especial 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina (Órgão reconhecido pelo Governo Italiano Decreto Mise29/7/2009) Tel.: +55 48 3027 2710 / Fax: +55 48 3222 2898 www.brasileitalia.com.br info@brasileitalia.com.br

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão ISSN 1678-9644 Dezembro, 2004 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão Ministério

Leia mais

Estudar a chuva que não se vê

Estudar a chuva que não se vê Estudar a chuva que não se vê O trabalho do seu estágio científico da licenciatura em Biologia ganhou, recentemente, uma menção honrosa no VIII Congresso Nacional da Água. Aluno da UMa, Celso Figueira

Leia mais

Campos do Lis UMA SÓ RAÇA DO CÃO DE CASTRO LABOREIRO! LIS (campeão nacional)

Campos do Lis UMA SÓ RAÇA DO CÃO DE CASTRO LABOREIRO! LIS (campeão nacional) NEWSLETTER Nº 26 / Janeiro 2011 Esta newsletter destina-se a ser um espaço de informação e divulgação dos Cães de Castro Laboreiro, detentores do afixo de criador "", bem como um espaço de intervenção

Leia mais

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP

Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Cerimónia de Assinatura Protocolo AICEP/CRUP Lisboa, 10 janeiro 2014 António Rendas Reitor da Universidade Nova de Lisboa Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas Queria começar

Leia mais

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas Fernanda Ribeiro Doutora em Ciências Documentais pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Diretora da Faculdade

Leia mais

COMO SURGIU A NOOCITY? A Noocity é uma empresa luso brasileira dedicada a desenvolver soluções práticas e eficientes para agricultura urbana.

COMO SURGIU A NOOCITY? A Noocity é uma empresa luso brasileira dedicada a desenvolver soluções práticas e eficientes para agricultura urbana. COMO SURGIU A NOOCITY? A Noocity é uma empresa luso brasileira dedicada a desenvolver soluções práticas e eficientes para agricultura urbana. A ideia surgiu na primavera de 2013 quando os amigos José Ruivo,

Leia mais

ETAPAS DA CONSERVAÇÃO EX SITU DOS RECURSOS FITOGENÉTICOS.

ETAPAS DA CONSERVAÇÃO EX SITU DOS RECURSOS FITOGENÉTICOS. ETAPAS DA CONSERVAÇÃO EX SITU DOS RECURSOS FITOGENÉTICOS. 1. Introdução As etapas da conservação do germoplasma são as seguintes: 1) Aquisição do germoplasma; 2) Multiplicação prévia e armazenamento; 3)

Leia mais

Notícias da Quinta do Outeiro

Notícias da Quinta do Outeiro 5ª Edição 03 de Agosto de 2014 Notícias da Quinta do Outeiro Editorial Apresentamos a quinta edição das Notícias da Quinta do Outeiro - Lar para Idosos, Lda, que estará disponível em formato digital e

Leia mais

São Vicente, 1 de Julho de 2012. - Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República, Excelência. - Senhor Presidente do Governo Regional, Excelência

São Vicente, 1 de Julho de 2012. - Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República, Excelência. - Senhor Presidente do Governo Regional, Excelência São Vicente, 1 de Julho de 2012 - Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República, Excelência - Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelência - Senhor Presidente do Governo Regional,

Leia mais

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Acesso ao financiamento e aos instrumentos financeiros O importante

Leia mais

CAPIÍTULO 1 O Comportamento do Consumidor Mudou... Seu Marketing também?

CAPIÍTULO 1 O Comportamento do Consumidor Mudou... Seu Marketing também? CAPIÍTULO 1 O Comportamento do Consumidor Mudou... Seu Marketing também? A principal tarefa dos profissionais de marketing é divulgar seus produtos e serviços para fazer com que as pessoas comprem. Para

Leia mais

Gramática e Redação. Exercícios de Revisão I

Gramática e Redação. Exercícios de Revisão I Nome: n o : E nsino: A no: T urma: Data: Prof(a): Fundamental 7 o Gramática e Redação Exercícios de Revisão I Leia com atenção o texto abaixo. Ignácio de Loyola Brandão nasceu em Araraquara, no Estado

Leia mais

A arqueóloga que batalha para preservar os vestígios dos primeiros homens das Américas

A arqueóloga que batalha para preservar os vestígios dos primeiros homens das Américas A arqueóloga que batalha para preservar os vestígios dos primeiros homens das Américas Niède Guidon protege há quase quatro décadas tesouros da arqueologia brasileira. FUNDHAM Uma luta travada pela preservação

Leia mais

Carência vs. Desperdício Alimentar. Hélder Muteia Representante da FAO em Portugal/CPLP FAO-PT@fao.org www.fao.org/portugal 22 de janeiro de 2016

Carência vs. Desperdício Alimentar. Hélder Muteia Representante da FAO em Portugal/CPLP FAO-PT@fao.org www.fao.org/portugal 22 de janeiro de 2016 Carência vs. Desperdício Alimentar Hélder Muteia Representante da FAO em Portugal/CPLP FAO-PT@fao.org www.fao.org/portugal 22 de janeiro de 2016 Pessoas saudáveis dependem de sistemas alimentares saudáveis

Leia mais

O homem transforma o ambiente

O homem transforma o ambiente Acesse: http://fuvestibular.com.br/ O homem transforma o ambiente Vimos até agora que não dá para falar em ambiente sem considerar a ação do homem. Nesta aula estudaremos de que modo as atividades humanas

Leia mais

FORMAÇÃO DE MONITORES RELACIONANDO EDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL EM MUSEUS DE CIÊNCIA

FORMAÇÃO DE MONITORES RELACIONANDO EDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL EM MUSEUS DE CIÊNCIA POSTER FORMAÇÃO DE MONITORES RELACIONANDO EDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL EM MUSEUS DE CIÊNCIA Nome do Grupo de Trabalho: Educação Popular Número do Grupo de Trabalho: 06 Autora: ISABEL APARECIDA MENDES Co-autora

Leia mais

Identificação do projeto

Identificação do projeto Seção 1 Identificação do projeto ESTUDO BÍBLICO Respondendo a uma necessidade Leia Neemias 1 Neemias era um judeu exilado em uma terra alheia. Alguns dos judeus haviam regressado para Judá depois que os

Leia mais