Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos"

Transcrição

1 Resoluções Segmento: Pré-vestibular Coleção: Alfa, Beta e Gama. Disciplina: Química Caderno de Exercícios 1 Série: 12 Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos 1. Pode-se distinguir uma amostra sólida de um composto inorgânico de outra amostra também sólida de um composto orgânico considerando duas propriedades: ponto de fusão e combustibilidade. De um modo geral, os compostos orgânicos apresentam pontos de fusão mais baixos quando comparados com inorgânicos e também pegam fogo com maior facilidade. 2. Com maior frequência, são encontrados quatro elementos químicos nos compostos orgânicos: C: carbono, H: hidrogênio, O: oxigênio e N: nitrogênio. 3. A coniina é uma substância orgânica. Sua fórmula, C 8 H 17 N, apresenta três dos quatro elementos principais que caracterizam a química orgânica. 4. E Considerando que o carbono faz até quatro ligações, temos: x = dupla-ligação y = tripla ligação 5. Baseando-se nas informações do texto, a fórmula estrutural da ureia é: 1

2 6. D Reescrevendo a fórmula estrutural do ácido núdico, tem-se: 3 átomos de hidrogênio 2 duplas-ligações 3 triplas ligações 7. E Carbonos primários: 5 Carbonos secundários: 1 Carbonos terciários: 3 Na figura abaixo, os átomos de carbono estão marcados com diferentes letras, sendo P para primário, S para secundário e T para terciário. 8. Fórmula estrutural da sarcomicina (com os carbonos secundários marcados pela letra S): 9. Fórmula molecular: C 7 H 8 O 3 Carbonos secundários: 3 Fórmula estrutural do naftaleno (com os carbonos terciários marcados pela letra T): 2

3 Fórmula Molecular: C 10 H 8 Carbonos terciários: Fórmula estrutural da nicotina, com os átomos de carbono primário marcados com a letra P, os de carbono secundário com a letra S e os de carbono terciário com a letra T. a) Fórmula molecular da nicotina: C 10 H 14 N 2 b) Carbonos primários (P): 4 Carbonos secundários (S): 5 Carbonos terciários (T): I. Aberta, normal, saturada e homogênea. II. Aberta, ramificada, insaturada e homogênea. III. Aberta, ramificada, insaturada e homogênea. IV. Aberta, normal, saturada e heterogênea. V. Cíclica, saturada e homogênea. VI. Aromática, insaturada e homogênea. VII. Aromática, insaturada, mista e heterogênea. 12. D A alanina possui cadeia aberta, saturada, normal e homogênea. 13. A A molécula que atende aos requisitos de menor cadeia alifática, insaturada e com carbono quaternário é C 6 H 12. 3

4 14. E Hidrocarboneto de fórmula C 5 H 12 Cadeia aberta e ramificada. 15. B Metionina: Cisteína: Ambos os aminoácidos apresentam carbonos insaturados. A metionina apresenta um heteroátomo (enxofre) em sua cadeia. 16. B O EDTA apresenta cadeia aberta ou acíclica, saturada e heterogênea (átomos de nitrogênio). 17. D O composto possui cadeia alifática, ramificada, heterogênea (átomo de nitrogênio) e insaturada (dupla-ligação). 18. A Utilizando vocabulário químico pode-se substituir as expressões: misturinhas por compostos, coisa por elemento e carocinhos por átomos. 19. E O termo ouro-negro é utilizado para referir-se ao petróleo, uma mistura complexa de hidrocarbonetos. Sendo assim, tem-se: I. Falso. II. Verdadeiro. III. Verdadeiro. 4

5 20. A Levando em consideração a tabela e a figura da torre de fracionamento, o técnico deve coletar uma amostra da seção D Dispondo em ordem crescente de volatilidade os produtos obtidos na destilação fracionada, tem-se: Graxa de parafina < Óleo diesel < Gasolina < Hidrocarbonetos gasosos Assim, pode-se inferir que quanto maior a volatilidade do composto (menor massa molar), mais alta é a posição de sua saída, sendo o inverso também verdadeiro. 22. A As frações do petróleo que apresentam maior número de átomos de carbono por molécula são aquelas que possuem também as maiores temperaturas de ebulição. Sendo assim, tem-se como resposta a alternativa a: asfalto e piche. 23. C 1) Verdadeiro. 2) Falso. Os componentes do petróleo são apolares e, assim, não apresentam momento dipolar. 3) Falso. Na separação dos alcanos referidos, destilam-se primeiro aqueles com moléculas menores. 4) Verdadeiro. 24. E Hidrocarbonetos de cadeias longas podem gerar hidrocarbonetos de cadeias menores pelo processo de craqueamento. 25. E I. Verdadeira. II. Verdadeira. C 8 H 18 é o componente principal da gasolina. III. Verdadeira. C 3 H 6 (propano) é um gás nas condições ambientes. 26. E A produção de energia através dos ventos, também conhecida como energia eólica, não contribui para o agravamento do efeito estufa. 27. D Durante uma queimada ocorre a formação de CO 2 (g) e H 2 O(v). Sendo assim, a concentração de CO 2 e a umidade do ar atmosférico local aumentam. 28. Reação de combustão completa do metano: 5

6 CH 2 (g) + 2 O 2 (g) CO 2 (g) + 2 H 2 O(l) Reações de combustão incompleta do metano: CH 4 (g) O 2(g) CO(g) + 2 H 2 O(l) ( ) ( ) ( ) ( ) CH g + O g C s + 2 H O l Fuligem 29. A combustão do octano foi incompleta, pois é possível notar a formação de CO (monóxido de carbono) e C (fuligem). 30. C X: Enxofre (S) Y: SO 2 Z: SO 3 A: H 2 SO O óleo diesel apresenta maior teor de enxofre em relação à gasolina, logo, quando queimado, lança na atmosfera maiores quantidades de SOx (óxidos de enxofre). A combustão do óleo diesel gera também maiores quantidades de CO e C (fuligem) devido à maior dificuldade em se obter uma combustão completa em relação à gasolina. 32. O etanol não possui o enxofre como impureza, diferentemente do que ocorre com os derivados do petróleo, como a gasolina e também o óleo diesel. Outra razão é que a combustão completa da gasolina é mais difícil se comparada ao etanol, logo, a gasolina polui mais com CO e C (fuligem). 33. D Combustão de octano: C 8 H O 2 8 CO H 2 O Pela equação acima balanceada, nota-se a proporção de 12,5 de oxigênio para 1 de octano. 34. B O carvão mineral apresenta altos teores de enxofre, sendo sua combustão responsável pela geração de óxidos de enxofre que contribuem para formação de chuva ácida. 35. A Equação balanceada: C 8 H 18 (g) O 2(g) 8 CO 2 (g) + 9 H 2 O(g) 6

7 1 mol C 8 H 18 8 mol CO 2 1 (114) g 8 (44) g = 352 g A massa de CO 2 produzida (352 g) é maior em relação àquela de gasolina queimada (114 g). 36. A Sequência de transformações: 1º: Combustão: energia resultante de um processo químico. 2º: Inversão de posições: energia potencial gravitacional. 3º: Oscilação das extremidades: energia cinética. 7

O Petróleo é um fonte de energia não renovável, e no momento uma das maiores fontes de energia para a humanidade.

O Petróleo é um fonte de energia não renovável, e no momento uma das maiores fontes de energia para a humanidade. PETRÓLEO Atualmente o Petróleo é um dos recursos naturais de que a nossa sociedade mais depende, pois diversos produtos que conhecemos e utilizamos são derivados desse combustível que move o mundo. O Petróleo

Leia mais

OPERAÇÕES UNITÁRIAS. Processo de Combustão

OPERAÇÕES UNITÁRIAS. Processo de Combustão OPERAÇÕES UNITÁRIAS Processo de Combustão Caldeiras ou Geradores de Vapor Aquatubular Para alta vazão e pressão de vapor Flamotubular Para baixa vazão e pressão de vapor Combustíveis A maioria dos combustíveis

Leia mais

Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia

Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia 01. (Cesgranrio) Quando se adiciona cal viva (CaO) à água, há uma liberação de calor devida à seguinte reação química: CaO + H 2O Ca(OH) 2 + X kcal/mol

Leia mais

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes.

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes. Questão 01) Sejam dados os processos abaixo:. Fe(s) Fe(l).. H 2 O(l) H 2 (g) + 1/2 O 2 (g) C(s) + O 2 (g) CO 2 (g) V. H 2 O(v) H 2 O(s) V. NH 3 (g) 1/2 N 2 (g) + 3/2 N 2 (g) A opção que representa somente

Leia mais

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 / Nome: nº 1. Atualmente, a troposfera é constituída por espécies maioritárias, como o azoto, N 2, o oxigénio,

Leia mais

Fração. Página 2 de 6

Fração. Página 2 de 6 1. (Fgv 2014) De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (AIE), aproximadamente 87% de todo o combustível consumido no mundo são de origem fóssil. Essas substâncias são encontradas em diversas

Leia mais

Cadex Pré-vestibular Química Volume I Série 4 Geometria molecular; polaridade; forças intermoleculares

Cadex Pré-vestibular Química Volume I Série 4 Geometria molecular; polaridade; forças intermoleculares 01 I. H 2, linear (a) II. O 2, linear (a) III. H 2 O, angular (b) IV. NH 3, piramidal (c) V. CH 4, tetraédrica (e) VI. CO 2, linear (a) VII. BF 3, trigonal (d) VIII. H 2 S, angular (b) IX. CCl 4, tetraédrica

Leia mais

Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess

Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess 01. (Unesp - adaptada) Definir, ou conceituar, e discutir, usando exemplos quando julgar conveniente: a) entalpia molar padrão de formação de uma substância;

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA QUÍMICA

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA QUÍMICA 33) Assinale a alternativa correta, na qual todas as substâncias são compostas e líquidas à temperatura ambiente. A O 3, O 2 ; CH 3 CH 2 OH B H 2 ; CO 2 ; CH 3 OH C H 2 O; NH 3 ; CO D H 2 O; CH 3 CH 2

Leia mais

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia.

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia. TERMOQUÍMICA 1 Introdução A sociedade moderna depende das mais diversas formas de energia para sua existência. Quase toda a energia de que dependemos é obtida a partir de reações químicas, como a queima

Leia mais

FCAV/UNESP. DISCIPLINA: Química Orgânica. ASSUNTO: Hidrocarbonetos

FCAV/UNESP. DISCIPLINA: Química Orgânica. ASSUNTO: Hidrocarbonetos FCAV/UNESP DISCIPLINA: Química Orgânica ASSUNTO: Hidrocarbonetos HIDROCARBONETOS São compostos orgânicos formados exclusivamente por átomos de carbono e de hidrogênio. Subdivisões: HIDROCARBONETOS Podem

Leia mais

*******************TIPO 1*******************

*******************TIPO 1******************* QUESTÕES PARA A PROVA MENSAL QUÍMICA PROF. JOÃO NETO TIPO 1 e TIPO 2 *******************TIPO 1******************* 1. Um grupo de estudantes preparou uma solução, dissolvendo 20 g de sal de cozinha em 100

Leia mais

CPV o cursinho que mais aprova na fgv gv 04/12/2005

CPV o cursinho que mais aprova na fgv gv 04/12/2005 33 QUÍMICA 106. Compostos hidratados são sólidos que apresentam moléculas de água em sua estrutura e são mais comuns do que se imagina. Um exemplo disso são os tetos dos cômodos de nossas casas, que podem

Leia mais

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R Lista de Exercícios de Geometria e Ligações 1) Numere a segunda coluna (estruturas geométricas) de acordo com a primeira coluna (compostos químicos). 1. NH 3 ( ) linear 2. CO 2 ( ) angular 3. H 2 O ( )

Leia mais

Ciclos do elementos Carbono, Nitrogênio e Enxofre

Ciclos do elementos Carbono, Nitrogênio e Enxofre Ciclos do elementos Carbono, Nitrogênio e Enxofre Atmosfera Atmosfera é a camada gasosa ao redor da Terra. Hidrosfera é a parte líquida da Terra que corresponde a cerca de 80% da superfície. A água dos

Leia mais

Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos

Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos 1. (Uepg 2013) Quanto às características das substâncias puras e das misturas, assinale o que for correto. 01) Misturas sólidas homogêneas não podem ser

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS. Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota:

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS. Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota: ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS Disciplina: Química Ensino Médio Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota: Série: 2º ano 3º Bimestre Data: 04/09/2015 Professor: Júnior Aluno(a): N

Leia mais

Química. Sistema Positivo de Ensino 112

Química. Sistema Positivo de Ensino 112 A proposta A proposta, para ser elaborada, buscou um panorama que explicitasse os rumos e objetivos do ensino de Química na escola. Sendo assim, priorizou um trabalho que integra diversas dimensões do

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q9 Classificação de substâncias

Química. Resolução das atividades complementares. Q9 Classificação de substâncias Resolução das atividades complementares Química Q9 Classificação de substâncias p. 54 O sulfato de magnésio é um sal inorgânico de caráter neutro. A solução aquosa de sulfato de magnésio é um medicamento

Leia mais

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 CATEGORIA EM-2 Nº INSCRIÇÃO: Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 Questão 3: O chamado soro caseiro é uma tecnologia social que consiste na preparação e administração de uma mistura de água,

Leia mais

As Propriedades das Misturas (Aulas 18 a 21)

As Propriedades das Misturas (Aulas 18 a 21) As Propriedades das Misturas (Aulas 18 a 21) I Introdução Em Química, solução é o nome dado a dispersões cujo tamanho das moléculas dispersas é menor que 1 nanometro (10 Angstrons). A solução ainda pode

Leia mais

as substâncias A, B e C podem ser, respectivamente,

as substâncias A, B e C podem ser, respectivamente, 01. (UFGRS/2002) O gráfico abaixo representa a curva de densidade versus temperatura para duas substâncias que são líquidos à temperatura ambiente: água e tetracloreto de carbono. as substâncias A, B e

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E Questão 13 As três substâncias indicadas abaixo são usadas em remédios para gripe, devido a sua ação como descongestionantes nasais: neo-sinefrina propadrina benzedrex Essas três substâncias apresentam

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS No que concerne aos procedimentos de análise estatística de dados, julgue os itens seguintes. 51 Suponha que, para certa empresa petrolífera, dispõe-se de dados acerca do volume médio mensal de petróleo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA TÓPICOS ESPECIAIS EM TECNOLOGIA INORGÂNICA I CARVÃO MINERAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA TÓPICOS ESPECIAIS EM TECNOLOGIA INORGÂNICA I CARVÃO MINERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA TÓPICOS ESPECIAIS EM TECNOLOGIA INORGÂNICA I CARVÃO MINERAL Porto Alegre, 21 de março de 2003. 1 - INTRODUÇÃO O carvão

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Química - 2009

Olimpíada Brasileira de Química - 2009 A Olimpíada Brasileira de Química - 2009 MODALIDADE A ( 1º e 2º anos ) PARTE A - QUESTÕES MÚLTIPLA ESCOLHA 01. O gás SO 2 é formado na queima de combustíveis fósseis. Sua liberação na atmosfera é um grave

Leia mais

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Fácil Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Médio www.quimica.net/emiliano emiliano@quimica.net Difícil Níveis de dificuldade das Questões 01. Em um frasco,

Leia mais

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A Questão 76 O hidrogênio natural é encontrado na forma de três isótopos de números de massa, 1, 2 e 3, respectivamente: 1 1 H, 2 1 H e 3 1 H As tabelas periódicas trazem o valor 1,008 para a sua massa atômica,

Leia mais

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III Química Módulo 9: Termoquímica 1. (UNESP/010) A tabela apresenta informações sobre as composições químicas e as entalpias de combustão para três diferentes combustíveis que podem ser utilizados em motores

Leia mais

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 04 Termoquímica Entalpia (H) e Fatores que Alteram o ΔH RESUMO Entalpia (H) é a quantidade total de energia de um sistema que pode ser trocada na

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO Química orgânica I) BREVE HISTÓRICO: COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO 1777 Bergman Primeira separação da Química Orgânica e Inorgânica. Química Inorgânica: estuda os compostos

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 35. Resolução Alternativa E + 3. Fe + 3OH Fe(OH) (19) 3251-1012 www.elitecampinas.com.br O ELITE RESOLVE IME 2008 TESTES QUÍMICA

QUÍMICA QUESTÃO 35. Resolução Alternativa E + 3. Fe + 3OH Fe(OH) (19) 3251-1012 www.elitecampinas.com.br O ELITE RESOLVE IME 2008 TESTES QUÍMICA (9) 5-0 ELITE RESLVE IME 008 TESTES QUÍMIA QUÍMIA QUESTÃ Segundo a teoria dos orbitais, as ligações covalentes são formadas a partir da interpenetração dos orbitais atômicos. Esta interpenetração leva

Leia mais

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo "iso".

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo iso. EXECÍCIOS REVISÃO QUÍMICA - 2ª série 1. (Uff) Dê a fórmula estrutural dos seguintes compostos: a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo

Leia mais

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2.

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2. QUÍMICA 37 B Sabendo-se que a amônia (N 3 ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água o diclorometano (C Cl ) não possui isômeros Sua molécula apresenta polaridade, devido

Leia mais

PARECER DOS RECURSOS

PARECER DOS RECURSOS Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PROCESSO SELETIVO ADMISSÃO DE PROFESSORES EM CARÁTER TEMPORÁRIO EDITAL Nº 15/ 2012/ SED PARECER DOS RECURSOS CARGO: Professor de Química 11) Com

Leia mais

Como se obtém gasolina de petróleo?

Como se obtém gasolina de petróleo? CEEJA QUÍMICA CONTEÚDO PARA U. E. 14 Como se obtém gasolina de petróleo? O que vamos aprender? Formação do petróleo Produtos derivados do petróleo Separação dos produtos do petróleo: destilação fracionada

Leia mais

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE 1-O iodo-132, devido à sua emissão de partículas beta e radiação gama, tem sido muito empregado no tratamento de problemas na tireoide. A curva abaixo ilustra o decaimento

Leia mais

Ensino Médio Química QUÍMICA 30 ano

Ensino Médio Química QUÍMICA 30 ano QUÍMICA 3 0 ano CADEIAS CARBÔNICAS QUÍMICA ORGÂNICA orgânica é o ramo da química que estuda os compostos de carbono. O carbono pertence ao segundo período, grupo IVA da tabela periódica. 6C 12 1s 2 2s

Leia mais

ABRA APENAS QUANDO FOR AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções: 1- Verifique se o seu caderno de provas possui 18 questões.

ABRA APENAS QUANDO FOR AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções: 1- Verifique se o seu caderno de provas possui 18 questões. Processo Seletivo 211 Modalidade B 3º Ano ABRA APENAS QUANDO FOR AUTORIZADO Leia atentamente as instruções: 1 Verifique se o seu caderno de provas possui 18 questões. 2 Verifique se recebeu o caderno de

Leia mais

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUESTÃO 01 Os valores das sucessivas energias de ionização de um átomo constituem uma evidência empírica da existência de níveis de energia. Os diagramas abaixo pretendem representar,

Leia mais

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 6 - Poluição do Ar. Professor Sandro Donnini Mancini. Setembro, 2015.

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 6 - Poluição do Ar. Professor Sandro Donnini Mancini. Setembro, 2015. Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental Graduação em Engenharia Ambiental 6 - Poluição do Ar Professor Sandro Donnini Mancini Setembro, 2015. POLUIÇÃO

Leia mais

UNIP Universidade Paulista

UNIP Universidade Paulista UNIP Universidade Paulista DETERMINAÇÃO DO PONTO DE FULGOR E DE COMBUSTÃO DO ÓLEO DIESEL E ANÁLISE DO TEOR DE ÁLCOOL NA GASOLINA Alunos:... RA:...... RA:...... RA:...... RA:...... RA:... 2 o Semestre 2010

Leia mais

Energia renovável e impacto ambiental

Energia renovável e impacto ambiental Energia renovável e impacto ambiental John Herbert Maciel Diamantino da Silveira* Scarlet Barcelos Silva** Vicente Souza da Silva Júnior*** Resumo Substituir as energias não renováveis pelas renováveis

Leia mais

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira QUESTÃO 01 Neste quadro, apresentam-se as concentrações aproximadas dos íons mais abundantes em uma amostra de água típica dos oceanos e em uma amostra de água do Mar Morto: 1. Assinalando com um X a quadrícula

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Aula 17 Combustíveis e inflamáveis Núcleo

Leia mais

CAPÍTULO III TERMOQUÍMICA

CAPÍTULO III TERMOQUÍMICA CAPÍTULO III - Termoquímica 40 CAPÍTULO III TERMOQUÍMICA Podemos designar a termoquímica como o estudo do calor envolvido nas transformações físicas e químicas. Vamos considerar um sistema constituído

Leia mais

E.E. Nossa Senhora da Penha. 3º ano do Ensino Médio Química Orgânica Prof. Willian

E.E. Nossa Senhora da Penha. 3º ano do Ensino Médio Química Orgânica Prof. Willian E.E. ossa Senhora da Penha 3º ano do Ensino Médio Química rgânica Prof. Willian Química rgânica: é o ramo da Química que estuda os compostos que contém carbono, chamados compostos orgânicos. Tem carbono

Leia mais

UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNULLI CLÉGI E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 A glicose, C 6 6, é uma das fontes de energia mais importantes para os organismos vivos. A levedura, por exemplo, responsável

Leia mais

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo QUÍMICA Prof. Rodolfo 1. Considere a tabela abaixo, em que H c representa a entalpia de combustão para os compostos listados, a 25 C: Nome IUPAC Nome usual Estado físico (25 C) ΔHc kj/mol Etanol Álcool

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Química

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Química Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Química 26. Alternativa (C) Assunto: Propriedades físicas das substâncias densidade Os materiais apresentam diferentes densidades e mesma massa envolvida logo,

Leia mais

3. Elemento Químico Elemento Químico é um conjunto de átomos iguais (do mesmo tipo). E na linguagem dos químicos eles são representados por Símbolos.

3. Elemento Químico Elemento Químico é um conjunto de átomos iguais (do mesmo tipo). E na linguagem dos químicos eles são representados por Símbolos. Química Profª SIMONE MORGADO Aula 1 Elemento, substância e mistura 1. Conceito de Química A Química é uma ciência que busca compreender os mistérios da matéria, sua organização e transformações, bem como

Leia mais

Uma amostra do gás coletado foi enviada para a Embrapa Agrobiologia de Seropédica- PR onde só foi possível analisar a concentração de metano.

Uma amostra do gás coletado foi enviada para a Embrapa Agrobiologia de Seropédica- PR onde só foi possível analisar a concentração de metano. Uma amostra do gás coletado foi enviada para a Embrapa Agrobiologia de Seropédica- PR onde só foi possível analisar a concentração de metano. A concentração que encontramos na amostra foi de 6,9 +- 0,1

Leia mais

Química. 2º Ano. Nome completo: N.º

Química. 2º Ano. Nome completo: N.º Data: / /2012 Química 2º Ano Jesus 2ª UA B Nome completo: N.º ASSUNTO: TERMOQUÍMICA e CNÉTICA QUÍMICA PROFESSOR: JESUS I-Termoquímica Conceito: É o estudo das trocas de energia, na forma de calor, envolvidas

Leia mais

Soluções Químicas são misturas homogêneas de duas ou mais substâncias, onde o solvente aparece em maior quantidade e o soluto em menor quantidade. O estado de agregação do solvente é que determina o estado

Leia mais

Estrutura da Indústria do Petróleo e Gás

Estrutura da Indústria do Petróleo e Gás Estrutura da Indústria do Petróleo e Gás Professora Elaine Ribeiro EMENTA Origem do petróleo e do gás natural. Estrutura da Indústria do Petróleo, Gás e Biocombustível Origem do Petróleo e Gás Petróleo:

Leia mais

Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2

Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2 Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2 Calorimetria Os reagentes são colocados num recipiente de aço de paredes resistentes chamado bomba, o qual está imerso numa quantidade de água contida num recipiente

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Departamento de Engenharia Química e do Ambiente. QUÍMICA I (1º Ano/1º Semestre)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Departamento de Engenharia Química e do Ambiente. QUÍMICA I (1º Ano/1º Semestre) INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento de Engenharia Química e do Ambiente QUÍMICA I (1º Ano/1º Semestre) 3ª Série de Exercícios ESTADOS DA MATÉRIA Tomar (2003) 1 Estado

Leia mais

H C. A substituição de um átomo de H no etano com outro átomo de C e mais três átomos de H produz o propano, C3H8: H C

H C. A substituição de um átomo de H no etano com outro átomo de C e mais três átomos de H produz o propano, C3H8: H C Estruturas orgânicas APÊDIE epresentamos as moléculas orgânicas da natureza como as estruturas da Figura 2.2. Este apêndice apresenta uma breve revisão dos princípios da estrutura molecular dos compostos

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 30 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO E POLUIÇÃO DO AR

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 30 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO E POLUIÇÃO DO AR BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 30 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO E POLUIÇÃO DO AR C ( p f d o m r s a b c d e omo pode cair no enem ENEM) As cidades industrializadas produzem grandes proporções de gases como o

Leia mais

EXERCÍCIOS DO ITA (1980-1999)

EXERCÍCIOS DO ITA (1980-1999) EXERCÍCIOS DO ITA (1980-1999) 1- (ITA-1980) Um ânion mononuclear bivalente com 10 elétrons apresenta: a) 10 prótons nucleares b) a mesma estrutura eletrônica que a do Mg 2+. c) número de massa igual a

Leia mais

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s)

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s) ITA 2001 DADOS CONSTANTES Constante de Avogadro = 6,02 x 10 23 mol 1 Constante de Faraday (F) = 9,65 x 10 4 Cmol 1 Volume molar de gás ideal = 22,4L (CNTP) Carga Elementar = 1,602 x 10 19 C Constante dos

Leia mais

EXERCÍCIO ESTILO ENEM

EXERCÍCIO ESTILO ENEM EXERCÍCIO ESTILO ENEM 01. O efeito estufa, de grande preocupação atual, decorre da emissão exagerada de certos gases na atmosfera, principalmente o CO 2. Em dezembro de 1997, representantes de 160 nações,

Leia mais

ESTUDO DA MATÉRIA. QUÍMICA - Prof. Marcelo Uchida -

ESTUDO DA MATÉRIA. QUÍMICA - Prof. Marcelo Uchida - ESTUDO DA MATÉRIA QUÍMICA - Prof. Marcelo Uchida - Matéria Material ou matéria é tudo aquilo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Água Ar Madeira Ouro Corpo Porção limitada da matéria Barra de Ouro Tronco

Leia mais

RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS

RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS Respostas dos Exercícios 1 RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1 1. a) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 b) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 c) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 1 d) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 2 e) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2

Leia mais

ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS

ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS Termoquímica é a parte da química que estuda as trocas de energia entre o sistema e o meio durante a ocorrência de uma reação química ou de um processo físico. ENTALPIA É

Leia mais

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 NOME: INSCRIÇÃO: RG: E-MAIL: TEL: INSTRUÇÕES Verifique se este caderno corresponde a sua opção

Leia mais

LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO

LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO 2 o EM QUÍMICA 2º TRIMESTRE 08 07 15 LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO 1. (Enem 2000) Para compreender o processo de exploração e o consumo dos recursos petrolíferos, é fundamental conhecer a gênese e

Leia mais

ENERGIA. Em busca da sustentabilidade

ENERGIA. Em busca da sustentabilidade ENERGIA Em busca da sustentabilidade Quais formas de energia você consegue identificar nesta cena? Características de uma boa fonte de combustível i) Fornecer grande quantidade de energia por unidade de

Leia mais

e hexafluoreto de enxofre

e hexafluoreto de enxofre 4. (Mackenzie 05) Os gases do efeito estufa envolvem a Terra e fazem parte da atmosfera. Estes gases absorvem parte da radiação infravermelha refletida pela superfície terrestre, impedindo que a radiação

Leia mais

Divirta-se com o Clube da Química

Divirta-se com o Clube da Química Divirta-se com o Clube da Química Produzido por Genilson Pereira Santana www.clubedaquimica.com A idéia é associar a Química ao cotidiano do aluno usando as palavras cruzadas, o jogo do erro, o domino,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA PLANIFICAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA PLANIFICAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA QUÍMICA 12º ANO Metas curriculares Metais e ligas metálicas Combustíveis, energia e ambiente

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DA MAIA

ESCOLA SECUNDÁRIA DA MAIA ESCOLA SECUNDÁRIA DA MAIA ENSINO SECUNDÁRIO INFORMAÇÃO DE PROVA/EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS ANO LETIVO 2011/ 2012 DISCIPLINA: QUÍMICA (CÓDIGO

Leia mais

Química. Energia de formação (KJ mol -1 )

Química. Energia de formação (KJ mol -1 ) Química 01. A formação dos compostos iônicos é geralmente um processo exotérmico cuja energia liberada será tanto maior quanto maior for a força de interação entre o cátion e o ânion. gráfico abaixo apresenta

Leia mais

14/02/2014 O QUE É ENERGIA? HISTÓRICO FONTES DE ENERGIA. Não Renováveis: Renováveis:

14/02/2014 O QUE É ENERGIA? HISTÓRICO FONTES DE ENERGIA. Não Renováveis: Renováveis: O QUE É ENERGIA? Definição em Física: energia é a capacidade de realizar trabalho, porém esse significado não retrata com exatidão a definição de energia devido as suas limitações conceituais. Assim, a

Leia mais

QUÍMICA. Resolução: a) CH 4 b) Ligações de Hidrogênio. c) 3,3 10 16 L

QUÍMICA. Resolução: a) CH 4 b) Ligações de Hidrogênio. c) 3,3 10 16 L QUÍMICA ª QUESTÃO O aquecimento global é o aumento da temperatura terrestre e tem preocupado a comunidade científica cada vez mais. Acredita-se que seja devido ao uso de combustíveis fósseis e outros processos

Leia mais

Lista de estequiometria 1. (Ufes) A decomposição térmica do carbonato de cálcio produz óxido de cálcio e dióxido de carbono. Decompondo-se 5,0g de carbonato de cálcio impuro e recolhendo-se todo o dióxido

Leia mais

Aula sobre Soluções Aula 01 (ENEM) Profº.: Wesley de Paula

Aula sobre Soluções Aula 01 (ENEM) Profº.: Wesley de Paula Aula sobre Soluções Aula 01 (ENEM) Profº.: Wesley de Paula Propriedades das Soluções Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões Classificação das soluções O Processo de Dissolução em soluções Relações

Leia mais

Capítulo 1: Introdução à Química Ambiental 23. Parte I: AR E ENERGIA 37 Capítulo 2: A Química da Estratosfera: A Camada de Ozônio 39

Capítulo 1: Introdução à Química Ambiental 23. Parte I: AR E ENERGIA 37 Capítulo 2: A Química da Estratosfera: A Camada de Ozônio 39 Capítulo 1: Introdução à Química Ambiental 23 A NATUREZA DA QUÍMICA AMBIENTAL E A ORGANIZAÇÃO DESTE LIVRO 24 UM ESTUDO DE CASO: OS PRODUTOS QUÍMICOS TÓXICOS E OS RECÉM-NASCIDOS 25 ABORDAGENS PARA A PREVENÇÃO

Leia mais

2. (Ifsc 2014) A reação abaixo representa este processo: CO 3H H COH H O ΔH 12 kcal/mol

2. (Ifsc 2014) A reação abaixo representa este processo: CO 3H H COH H O ΔH 12 kcal/mol 1. (Uel 2014) A gasolina é uma mistura de vários compostos. Sua qualidade é medida em octanas, que definem sua capacidade de ser comprimida com o ar, sem detonar, apenas em contato com uma faísca elétrica

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE MATRIZ ENERGÉTICA FÓSSIL

UMA ABORDAGEM SOBRE MATRIZ ENERGÉTICA FÓSSIL UMA ABORDAGEM SOBRE MATRIZ ENERGÉTICA FÓSSIL Bruna de Souza Melo 1 ; Lara Caldas Batista Teixeira 2 ; Adriana Cláudia Câmara da Silva 3 1 Discente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

BIODIESEL PARA O CIB

BIODIESEL PARA O CIB BIODIESEL PARA O CIB Roteiro Explicativo de Slides em Power Point Gil Miguel de Sousa Câmara 1 Slide 1 Abertura Slide 2 Famosa frase proferida por Rudolph Diesel em 1912. Slide 3 Razões que justificam

Leia mais

B) Determine a quantidade máxima, em gramas, de ácido sulfúrico que pode ser produzido a partir da combustão completa de 1.605 g de enxofre.

B) Determine a quantidade máxima, em gramas, de ácido sulfúrico que pode ser produzido a partir da combustão completa de 1.605 g de enxofre. Química 01. O ácido sulfúrico é um dos produtos químicos de maior importância comercial, sendo utilizado como matéria-prima para diversos produtos, tais como fertilizantes, derivados de petróleo e detergentes.

Leia mais

QUÍMICA. Prof. Sandro Lyra PETRÓLEO E OUTRAS FONTES DE ENERGIA

QUÍMICA. Prof. Sandro Lyra PETRÓLEO E OUTRAS FONTES DE ENERGIA QUÍMICA Prof. Sandro Lyra PETRÓLEO E OUTRAS FONTES DE ENERGIA 1. (FUVEST) O gás engarrafado, usualmente consumido como combustível em fogões, é: a) produzido em laboratório, pela reação entre hidrogênio

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Energia de Ligação 01 (Fuvest-SP) om base nos dados da tabela, EXERÍIOS DE APLIAÇÃO pode-se estimar que o da reação representada por 2(g) + l 2(g) 2 l(g), dado em kj por mol de l(g), é igual a: a) - 92,5

Leia mais

Química. Questão 61. Questão 63. Questão 62 ETAPA. alternativa B. alternativa D

Química. Questão 61. Questão 63. Questão 62 ETAPA. alternativa B. alternativa D Química Questão 61 Em seu livro de contos, O Sistema Periódico, o escritor italiano Primo Levi descreve características de elementos químicos e as relaciona a fatos de sua vida. Dois trechos desse livro

Leia mais

Sequência de Aulas - Ciclos Biogeoquímicos

Sequência de Aulas - Ciclos Biogeoquímicos Sequência de Aulas - Ciclos Biogeoquímicos 1. Nível de Ensino: Ensino Médio 2. Conteúdo Estruturante: Biogeoquímica 2.1 Conteúdo Básico: Matéria, Composição dos elementos químicos. 2.2 Conteúdo Específico:

Leia mais

Assunto: Petróleo Folha 13.1 Prof.: João Roberto Mazzei

Assunto: Petróleo Folha 13.1 Prof.: João Roberto Mazzei www.professormazzei.com Assunto: Petróleo Folha 13.1 Prof.: João Roberto Mazzei 01. (MACKENZIE 2009) O "cracking" ou craqueamento do petróleo consiste na quebra de moléculas de cadeia longa, obtendo-se

Leia mais

Exercícios de Revisão

Exercícios de Revisão Exercícios de Revisão a) I, II, III b) II, III, I c) II, I, III d) III, I, II e) I, III, II 01) (PUC - SP) O conceito de elemento químico está mais relacionado com a idéia de: a) átomo. b) molécula. c)

Leia mais

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Como as substâncias são formadas

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Conteúdo: - Como as substâncias são formadas CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdo: - Como as substâncias são formadas CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: - Descobrir que as substâncias

Leia mais

Química II. Volume 1 2ª edição. Marco Antonio Chaer Nascimento Pierre Mothé Esteves. Apoio:

Química II. Volume 1 2ª edição. Marco Antonio Chaer Nascimento Pierre Mothé Esteves. Apoio: Química II Volume 1 2ª edição Marco Antonio Chaer Nascimento Pierre Mothé Esteves Apoio: Fundação Cecierj / Consórcio Cederj Rua Visconde de Niterói, 1364 Mangueira Rio de Janeiro, RJ CEP 20943-001 Tel.:

Leia mais

Eficiência Energética Fundação Santo André - Professor Mario Pagliaricci

Eficiência Energética Fundação Santo André - Professor Mario Pagliaricci Fundação Santo André - Professor Mario Pagliaricci FONTES DE ENERGIA 1 Um pouco de Física (I, II, III e IV) 2 O Problema dos Transportes 3 Fontes de Energia de Grande Porte 4 Fontes Alternativas 5 E o

Leia mais

COMBUSTÍVEIS. Classificação. Sólido Líquido Gasoso

COMBUSTÍVEIS. Classificação. Sólido Líquido Gasoso COMBUSTÍVEIS COMBUSTÍVEIS Combustível é toda substância, natural ou artificial, na fase sólida, líquida ou gasosa, capaz de reagir com o oxigênio do ar, mediante escorvamento, liberando calor e luz. Classificação

Leia mais

Ecologia Geral CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

Ecologia Geral CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Ecologia Geral CICLOS BIOGEOQUÍMICOS 98-99% dos organismos são constituído por: -Sódio (Na) -Potássio (K) -Magnésio (Mg) -Cloro (Cl) -Carbono (C) -Hidrogênio (H -Nitrogênio (N) -Oxigênio (O) 1-2% restante:

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEXTO:

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEXTO: LIGAÇÕES QUÍMICAS TEXT: 1 - Comum à questão: 1 Esferas minúsculas podem se tornar uma arma contra a leishmaniose viceral, doença causada pelo protozoário Leishmania chagasi que, sem tratamento, é fatal

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS. Pr ofª Tatiana Lima

SEPARAÇÃO DE MISTURAS. Pr ofª Tatiana Lima SEPARAÇÃO DE MISTURAS Pr ofª Tatiana Lima As separações de misturas estão baseadas nas diferenças de propriedades entre os componentes de uma mistura. Soluções são misturas homogêneas, onde o solvente

Leia mais

LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS. Ensino Médio 3º ano. Cinética Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Iônico

LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS. Ensino Médio 3º ano. Cinética Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Iônico LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS Ensino Médio 3º ano Cinética Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Iônico Prof. Ricardo Finkler 2011 1) A velocidade de uma reação química depende: I. Do número de colisões

Leia mais

14 COMBUSTÍVEIS E TEMPERATURA DE CHAMA

14 COMBUSTÍVEIS E TEMPERATURA DE CHAMA 14 COMBUSTÍVEIS E TEMPERATURA DE CHAMA O calor gerado pela reação de combustão é muito usado industrialmente. Entre inúmeros empregos podemos citar três aplicações mais importantes e frequentes: = Geração

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA ORGÂNICA

INTRODUÇÃO À QUÍMICA ORGÂNICA PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE 1 ============================================================================================= INTRODUÇÃO À QUÍMICA

Leia mais

Reações orgânicas. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I

Reações orgânicas. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I Reações orgânicas Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I Introdução Quase todos os compostos orgânicos tem moléculas apolares ou com baixa polaridade; Essa característica é um fator

Leia mais

Capítulo 27. Combustíveis minerais, óleos minerais e produtos da sua destilação; matérias betuminosas; ceras minerais

Capítulo 27. Combustíveis minerais, óleos minerais e produtos da sua destilação; matérias betuminosas; ceras minerais Capítulo 27 Combustíveis minerais, óleos minerais e produtos da sua destilação; matérias betuminosas; ceras minerais Notas. 1.- O presente Capítulo não compreende: a) os produtos orgânicos de constituição

Leia mais