E-COMMERCE: O PERFIL DO E-CONSUMER - Região de Piracicaba SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "E-COMMERCE: O PERFIL DO E-CONSUMER - Região de Piracicaba SP"

Transcrição

1 E-COMMERCE: O PERFIL DO E-CONSUMER - Região de Piracicaba SP Alberto Martins Júnior Prof. Escola de Engenharia de Piracicaba Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba Aline de Fátima Tietz Graduando em Administração de Empresas Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba- FUMEP Thays Alves de Oliveira Graduando em Administração de Empresas Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba- FUMEP RESUMO Diante dos avanços tecnológicos da sociedade, a concorrência no mercado se torna cada vez mais acirrada. Uma das formas que as empresas estão buscando para ampliar sua área de atuação e sua abrangência de clientes é entrar no mundo virtual, e neste contexto, o E- commerce está se tornando cada vez mais presente no dia a dia da sociedade. No entando, surge um novo tipo de consumidor o E-consumer, que tem um perfil diferenciado e características particulares. Sendo assim, o ponto chave deste artigo é definir, através de pesquisas de campo, o perfil, comportamento e as percepções do e-consumer, no interior de São Paulo, em relação a essa nova era de virtualização dos processos comerciais e de negócios. PALAVRAS CHAVE: E-commerce, e-consumer, perfil, características. Abstract Market competition is becoming increasingly fierce with society's technological advances. One way companies try to expand and reach new customers is to enter the virtual world, and in this context, E-commerce is becoming increasingly present in everyday society. However, a new kind of consumer is on the rise: the e-consumer, with a different profile and special characteristics. This article defines, through field research, the profile, behavior and perceptions of e-consumers in the interior of the state of São Paulo, in this new era of virtual business. KEY WORDS: E-commerce, e-consumer, profile characteristics.

2 OBJETIVO Este artigo tem a finalidade de identificar o perfil, o comportamento e as perspectivas do e- consumer no interior paulista. Pois atualmente, cada vez mais, os processos vêm sendo virtualizados, e como o consumidor desempenha o papel principal para o sucesso de uma empresa, o mesmo deve ser estudado e compreendido para que as empresas consigam conquistá-los. JUSTIFICATIVA Segundo Giuliane (2010), a tecnologia altera a maneira de relacionamento entre pessoas e isso impacta no varejo, o qual passa a ter que rever suas formas de oferta de produtos e serviços. A tecnologia acabou tornando o consumidor mais bem informado e atualizado, o que consequentemente, o deixa mais seletivo e discriminante. METODOLOGIA Este trabalho foi desenvolvido através de pesquisas de obras literárias, de consulta de periódicos, de pesquisas online. Também foi realizada uma pesquisa de campo a qual foi aplicada em diferentes cidades do interior se São Paulo. A pesquisa foi realizada no período de 07/05/2011 à20/05 /2011 e abrangeu pessoas de cidades como Piracicaba e Charqueada, e contou com a participação de 258 entrevistados. INTRODUÇÃO Este artigo tem a finalidade de demonstrar qual é o perfil do e-consumer no interior de São Paulo e qual o seu perfil, qual a sua percepção e comportamento em relação ao comércio eletrônico. O que é e-commerce (comércio eletrônico- CE). Apesar de ser relacionado somente à compra de produtos e serviços pela internet, o comercio eletrônico abrange muito mais atividades do que estas. Segundo Kennet C. Laundon (2008), quem já comprou musicas pela internet e/ou já buscou informações sobre algum produto antes de compra-lo, já participou do comércio eletrônico. E-commerce é a parte do e-business que lida com a compra e venda de mercadorias e serviços pela internet. Tal conceito abrange as atividades que apoiam essas transações, tais como propaganda, marketing, suporte ao cliente, segurança, entrega e pagamento. (LAUNDON,2008,p.58). Comércio eletrônico (CE) é a realização de toda a cadeia de valor dos processos de negócio num ambiente eletrônico, por meio de aplicação intensa das tecnologias de comunicação e de informação, atendendo

3 aos objetivos do negócio. Os processos podem ser realizados de forma completa ou parcial, incluindo as transações negócio-a-negócio, negócio-a-consumidor e intra-organizacional, numa infraestrutura predominantemente publica de fácil e livre acesso e baixo custo. (ALBERTIN, 2004, p.15). O conceito de CE engloba a realização de toda a cadeia de valor dos processos de negócio num ambiente eletrônico, não se restringindo simplesmente à realização de transações comerciais de compra e venda de produtos e serviços. Algumas vezes, esta abrangência não é reconhecida e acaba-se tendo uma visão errônea e restrita de todo o potencial deste novo ambiente. (ALBERTIN, 2004, p.74). Apesar de estar se popularizando atualmente, o comércio eletrônico já existe há um bom tempo, porém era tido como serviço eletrônico. Os serviços eletrônicos se tornaram possíveis, após o surgimento da internet em 1969 que, de acordo com Giuliane et al (2004) foi criada com objetivos estratégicos militares, pelo Departamento Defesa dos Estados Unidos para tornar possível troca de informações entre professores universitários e cientistas. Posteriormente, em 1997, com a implantação da Internet Comercial, os serviços eletrônicos passaram a ser cada vez mais utilizados. Os serviços eletrônicos não surgiram, como se pode imaginar, com a Internet Comercial, lançada em Na verdade, este fenômeno surgiu muito antes dela, no final dos anos 80, quando os bancos e operadoras de cartões de crédito começaram a utilizar os recursos da rede telefônica ou da rede de dados, como a RENPAC no Brasil, para implementarem serviços eletrônicos, na busca da projeção empresarial em nível nacional e até mesmo internacional. (MARTINS, 2003) Como pudemos notar, não é de hoje que os processos estão sendo virtualizados, porém, devido a inúmeros fatores, sociais e tecnológicos, eles estão cada vez mais presentes no nosso cotidiano. A popularização do comercio eletrônico Com a globalização o mercado está se tornando cada vez mais competitivo, as empresas buscam incessantemente atrair e fidelizar novos clientes, que têm cada vez mais opções. Para isso, muitas empresas estão ampliando seus horizontes através da implantação do comércio eletrônico, pois este oferece muitos diferenciais, tais como estar disponível em todos os lugares (por ter padrões universais) e 24 horas por dia, permite redução de custos, customizações, informações, interatividade, propaganda, marketing etc.

4 Outro fator notável é que atualmente, com a modernização, a sociedade está com sua vida mais agitada e têm cada vez menos tempo para lazer, família, compras, etc. Com isso, as pessoas procuram otimizar seu tempo no dia a dia e o comércio eletrônico preenche estes e muitos outros quesitos que facilitam o cotidiano da sociedade. Fatores como comodidade, praticidade, promoções, comparações, preços, atendimento 24 horas, expansão do crédito, entre outros, vêm fazendo com que cada vez mais, o comércio eletrônico tenha novos adeptos. Outro fator, não menos importante para a disseminação do CE, é o aumento do número de pessoas que tem acesso à internet. Tendências do E-commerce X E-consumer Essa popularização do comércio eletrônico faz com que as pessoas sintam-se mais confiantes para realizarem suas compras e exige cada vez mais das empresas um excelente atendimento, pois o comércio eletrônico, pelo fato de disponibilizar cada vez mais opções, facilita comparações e torna o e-consumer cada vez mais exigente. Esse modelo de Mercado Aberto tende a levar a um mercado perfeito, uma vez que todas as suas informações estão disponíveis a todos, a concorrência é livre e ampla, as estratégias de negócio por restrição tendem a diminuir, o poder de negociação é aumentado, assim como a competitividade, a globalização é viabilizada para os vários níveis de empresas, os custos e preços tendem a ser reduzidos etc.(albertin,2004,p.75) Para apoiar o CE, as empresas se utilizam de muitas outras ferramentas como, por exemplo, a resposta eficiente ao consumidor (Efficient Consumer Response-ECR), que oferece muitos benefícios aos clientes, e vem se tornando cada vez mais importante. No CE, o ECR passa a ter uma importância ainda maior,uma vez que os processos mercantis tendem a ter um fluxo mais rápido, e o consumidor realiza a compra de qualquer lugar a qualquer hora,com correspondente impacto nos distribuidores e estoques, sendo que as variações nas vendas podem ocorrer de forma intensa e abrupta.(albertin,2004,p.93) Como outro exemplo, as empresas também fazem o uso de sistemas de gerenciamento do relacionamento com o cliente (CRM) e com isso, conseguem coletar e armazenar dados identificando o perfil do cliente e posteriormente gerar informações sobre o cliente em diferentes perspectivas. Por isso é tão comum você entrar num site para pesquisar sobre algum produto, e posteriormente, receber um de promoções que coincidentemente inclui o produto que você havia pesquisado.

5 As empresas estão cada vez mais, melhorando e inovando seu atendimento para atender da maneira mais exata as expectativas de seus clientes. A lucratividade de uma empresa depende, em grande medida, de sua habilidade em atrair e reter clientes (mantendo-os, assim, distantes da concorrência) e cobrar preços altos. O poder dos clientes cresce quando eles podem mudar facilmente para os produtos e serviços de um concorrente, ou quando podem forçar uma empresa e seus concorrentes a uma guerra de preços o que só pode ser feito num mercado transparente, em que exista pouca diferenciação de produtos e todos os preços sejam conhecidos instantaneamente (como na Internet). (LAUDON, 2008.p.73) Análise da pesquisa: Perfil, comportamento e perspectivas do E- consumer A amostra é de 258 questionários, respondidos no período de 07/05/2011 a 20/05/2011 abrangendo pessoas das cidades de Piracicaba e Charqueada. Houve segmentação por sexo, faixa etária e escolaridade. Dados gerais da pesquisa Sexo Sexo (258 entrevistados) Feminino % Masculino % Totais %

6 Faixa etária Faixa etária (258 entrevistados) Até % 21 A % 31 A % 41 A % 51 A % Acima % Totais % Escolaridade Escolaridade (258 entrevistados) Ensino fundamental % Ensino médio % Ensino superior completo % Ensino superior incompleto % Pós Graduação % Totais %

7 Formas de pagamento Formas de pagamento (258 entrevistados e 288 respostas) Cartão de crédito % Cartão de débito % Boleto bancário % Depósito em conta corrente % Outro % Totais % Já fez compras pela internet Já comprou pela internet? (258 entrevistados) Sim, produtos % Sim, produtos e serviços % Sim, serviços % Não, apenas pesquiso preços e produtos %

8 Nunca comprei % Totais % Frequência de compra pela internet Frequência (258 entrevistados) Eventualmente % Frequentemente % Comprei apenas uma vez % Nunca comprei % Totais % Compras e sites de compra coletiva Compras em sites de compra coletiva (258 entrevistados) Sim, produtos % Sim, produtos e serviços % Sim, serviços % Não comprei % Totais % Vantagens

9 Vantagens (258 entrevistados e 325 respostas) Facilidade de comparações % Facilidade, praticidade e comodidade % Preços e promoções % Não vejo vantagens % Outro % Totais % Desvantagens Desvantagens (258 entrevistados e 336 respostas) Desconfiança em relação à segurança de dados pessoais e senhas % Insegurança em relação ao produto % Problemas relacionados aos processos de entregas % Problemas com devoluções e trocas % Não vejo desvantagens % Outro % Totais %

10 Cruzamento dos dados: confrontando características das populações que compram X que não compram pela internet. Sexo Com o cruzamento dos dados coletados, conseguimos constatar que 31,36% dos homens não fazem compras pela internet, 6,78% apenas pesquisam preços e promoções e que 61,86% já compraram produtos e/ou serviços pela internet. No caso das mulheres apenas 21,98% ainda não compraram pela internet, 6,38% apenas realizam pesquisas e 71,63% já compraram algum produto ou serviço pela internet. Formas de pagamento Obtivemos dos 258 entrevistados 288 respostas (por serem de múltipla escolha) sendo que 202 são de pessoas que compram pela internet e 85 são de pessoas que não compram. Das pessoas quem compram pela internet, 57% preferem pagar com cartão de crédito, 31% com boleto bancário, 8% com cartão de débito e 4% com depósito em conta corrente. Já para quem não compra, os números foram bem diferentes sendo 21% cartão de crédito, 26% boleto bancário, 10% depósito em conta corrente e 5% cartão de débito e 38% das respostas foi a opção outros que revela o desinteresse desta porcentagem em realizar pagamentos e/ou compras pela internet. Escolaridade Entrevistados: 258 sendo 173 que compram e 85 que não compram. Das pessoas que compram 5% tem ensino fundamental, 31% ensino médio, 27% ensino superior completo, 29% ensino superior incompleto e 8% tem pós-graduação. Em relação à escolaridade das pessoas que não compram 25% possuem ensino fundamental, 61% tem ensino médio, 6% ensino superior completo, 7% ensino superior incompleto e apenas 1% possui pós-graduação. Faixa etária Dos 258 entrevistados, 173 compram e 85 não compram. Dos que compram, 21% tem até 20 anos, 40% tem entre 21 a 30 anos, 23% tem entre 31 e 40 anos, 11% entre 41 e 50, 4% entre 51 e 60 e 1% tem acima de 60 anos. Em relação à faixa etária dos que não compram 25% tem até 20 anos, 21% tem entre 21 e 30 anos, 20% entre 31 e 40, 15% entre 41 e 50, 14% entre 51 e 60 e 5% tem acima de 60 anos. Vantagens

11 Foram 325 repostas dos 258 entrevistados sendo que 236 foram de pessoas que compram e 89 de pessoas que não compram. Das pessoas que compram 14% consideram uma vantagem do comércio eletrônico a facilidade de comparações, 48% facilidade, praticidade e comodidade, 38% preços e promoções e menos de 1% não vêem vantagens na compra pela internet. Das pessoas que não compram 17% consideram uma vantagem do CE a facilidade de comparações, 20% facilidade, praticidade comodidade, 16% preços e promoções, 44% não vêem vantagens e 3% responderam outros. Desvantagens Dos 258 entrevistados, foram obtidas 336 respostas sobre desvantagens, sendo que 105 vieram de pessoas que não compram e 231 de pessoas que compram pela internet. Das pessoas que compram 41% consideram uma desvantagem do comércio eletrônico a desconfiança em relação à segurança de dados pessoais e senhas, 28% insegurança em relação ao produto (por não ter contato com o mesmo), 13% problemas relacionados a processos de entregas,11% problemas com devolução e trocas e 7% não veem desvantagens em se comprar pela internet. Com relação às pessoas que não compram 43% consideram uma desvantagem do comercio eletrônico a desconfiança em relação à segurança de dados pessoais e senhas, 17% insegurança em relação ao produto (por não ter contato com o mesmo), 6% problemas relacionados a processos de entregas,6% problemas com devolução e trocas, 25% não veem desvantagens em se comprar pela internet e 3% optaram pela alternativa outros, porém não colocaram o motivo, demonstrando a falta de interesse em comprar pela internet. CONCLUSÃO OBTIDA ATRAVÉS DA ANÁLISE DA PESQUISA Com essa pesquisa, conseguimos identificar as características e a visão das pessoas no interior paulista sobre o e-commerce. Com estes dados pudemos identificar que as mulheres já usam mais o comercio eletrônico do que os homens, e esta diferença já está em torno de 10%. Como podemos ver no que se diz respeito à forma de pagamento, a opinião geral revela que a preferência é pelo cartão de crédito 47%, seguido pelo pagamento com boleto bancário 29%. Porém, quando analisamos separadamente a opinião de quem compra das de quem não compra, temos que 57% das pessoas que compram preferem pagar com cartão de crédito e 31% por boleto bancário contra 21% para pagamentos com cartão de crédito e 26% boleto bancário na opinião de quem não compra. Sobre a escolaridade, notamos que a maior parte das pessoas que não compram, estão situadas nas faixas de ensino médio 61% e fundamental 25% enquanto para as pessoas que compram

12 apenas 5% possuem ensino fundamental, os valores mais representativos são 31% ensino médio, 27% ensino superior completo e 29% ensino superior incompleto, ou seja, 56% das pessoas que compram estão na faixa de nível superior. Analisando a faixa etária, identificamos que as pessoas que mais compram são as de idade entre 21 e 30 anos- 40% seguido pela faixa de 31 a 40 anos -23% e que a partir da faixa etária entre 41 e 50 anos a quantidade de pessoas que compram começa a diminuir significativamente. Também, podemos observar que na visão geral, a opção facilidade, praticidade e comodidade aparece como a maior vantagem do CE com 40%, seguida de perto pelo item preços e promoções que aparece com 32%. Estas informações se confirmam com ainda mais expressividade quando analisamos isoladamente a opinião de quem faz compras pela internet. Mas quando analisamos a visão das vantagens para quem não compra, os resultados são bem diferentes. Notamos que as porcentagens caem significativamente e que 44% responderam a opção não vejo vantagens, isso demonstra que ainda existe resistência para o CE. Em relação à visão das pessoas sobre as desvantagens do e-commerce, notamos em sua totalidade, 42% acham a desconfiança em relação à segurança de dados pessoais e senhas a maior desvantagem e logo em seguida com 25%, vem o item insegurança em relação ao produto. Notamos que tanto para as pessoas que compram quanto para as que não compram, a desconfiança em relação a dados pessoais e senhas é a maior desvantagem, isso demonstra que ainda há muita insegurança pra se usar o CE. Porém devemos nos atentar para o fato de que das pessoas que compram apenas 7% responderam que não veem desvantagens contra 25% das pessoas que não compram. Isso demonstra por um lado (pessoas que compram) que o e-commerce tem muito a melhorar, pois 93% dos e-consumers veem uma ou mais desvantagens no CE, seja no quesito segurança, produto, processo de entrega, troca, etc. Por outro lado (pessoas que não compram) há uma significativa parcela de pessoas - 25% que não vem desvantagens em comprar pela internet, ou seja, pessoas que não possuem nenhuma resistência ao CE. Contudo, deve- se atentar para o fato de que mesmo tendo 93% dos adeptos do CE percebido e/ou passado por algum problema (desvantagem) estes continuam comprando, isto significa que o CE pode crescer muito mais se conseguir superar estas barreiras como segurança, produto, processos de entrega e trocas e com isso, conquistar de vez os seus clientes, ainda há muito que melhorar na imagem que o CE passa. Pois na realidade existem muito sites seguros, que exibem várias informações inclusive técnicas e imagens sobre os produtos, que cumprem prazos de entregas. O CE tem que trabalhar com mais intensidade para melhorar sua imagem e assim ganhar a confiança dos consumidores. Hoje em dia, os clientes estão se tornando mais seletivos, pois têm com apenas um click, muitas opções disponíveis e não estão em busca apenas de preços e sim de qualidade total no processo. Tudo é refletido na visão do cliente, desde as atribuições dos sites, sua eficiência de navegação, apresentação do

13 produto e seus atributos (cores, tamanhos, voltagem), opções disponíveis de pagamento e parcelamento, valor de frete, tempo e qualidade da entrega e troca de produtos. Isso deixa claro que se houver uma falha em um destes processos, a imagem da empresa que usa o CE será comprometida. O CE é uma realidade que em pouco tempo se tornará um novo paradigma para transações comerciais. No entanto, para que esse tipo de comércio tenha sucesso, é preciso que as empresas fiquem atentas ao principal protagonista desse cenário, o cliente. Ou seja, elas devem se preocupar em atender às expectativas, às necessidades e aos desejos dele, bem como descobrir os fatores que o desestimula a realizar compras. Cabe ressaltar que, uma vez que reconhecer as características do cliente deixou de ser um diferencial, esta condição tornou-se uma necessidade. (GIULIANE, p. 99) Com tantas opções e facilidades o cliente está muito mais exigente e as empresas que usam o CE estão a caminho da excelência, pois com o aumento do uso da internet, com a elevação do crédito e com a popularização dos computadores, hoje quase já não existem mais barreiras para se comprar um produto e muito menos para se pesquisar a melhor opção. Portanto, as empresas devem estar sempre inovando e acompanhando a movimentação do mercado e principalmente estarem atentas ao que desejam seus clientes. ALGUNS DADOS INTERESSANTES Pra ilustrar a importância do que se relata neste texto, segue abaixo alguns relatos recentes sobre o e-commerce e o e-consumer no Brasil: O Brasil é o 13º país com o maior volume transacionado pela internet. Em 2009, o país movimentou US$ 8,7 bilhões, um aumento de 10,3% em relação a Se comparado a 2005, esse volume teve um crescimento de 254%, um dos maiores dentre os países pesquisados. Fonte: (03/05/ :39 am): BRASIL+E+COLOCADO+EM+RANKING+MUNDIAL+DE+ECOMMERCE.html Estamos em um momento de transição entre a era industrial e a era de prestação de serviços. Isso vem exigindo uma reformulação das empresas para atender a um novo perfil de consumidor. E este consumidor percebe que tem em suas mãos cada vez mais poder sobre o mercado varejista. O que embasa essa realidade é que, hoje, a internet provê um espaço de relacionamento tão rico de informações que coloca em ação um consumidor mais exigente e consciente. E o que ele busca? Empresas autênticas, produtos de qualidade, serviços rápidos e atendimento impecável. Tais exigências justificam a preocupação das empresas de internet em aprimorar seus serviços para que possam sobreviver nesse ambiente de concorrência virtual. E vamos além: acreditamos que a internet fortalecerá cada vez mais o papel do consumidor em ditar as regras do mercado.

14 Fonte: (03/05/ :30 am): ECOMMERCE+A+HORA+DO+SERVICO.html No segundo semestre de 2010, que representa cerca de 55% das vendas anuais do e- commerce, o faturamento deve alcançar R$ 7,6 bilhões. O número de pessoas que devem realizar ao menos uma compra na internet vai encerrar 2010 em aproximadamente 23 milhões, enquanto no ano passado foram 17,6 milhões de consumidores. Há quatro anos, o número de consumidores na internet era de 6 milhões. Fonte:(03/05/201109:41am):http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI ,00-VENDAS+NA+INTERNET+AVANCAM+NO+SEMESTRE+DIZ+EBIT.html Governo lança cartilha para o comércio eletrônico Medida foi tomada por causa do crescimento do varejo online e das reclamações sobre os serviços Fonte: (03/05/ :43am): GOVERNO+LANCA+CARTILHA+PARA+O+COMERCIO+ELETRONICO.html Comércio O faturamento eletrônico do setor cresceu chegou 170% a US$ no 13,23 Brasil bilhões entre 2007 no ano e 2009, passado, diz estudo de acordo com a Visa. O levantamento apontou também um aumento de 106% nos gastos online em toda a América Latina entre 2007 e O Brasil foi o condutor desse crescimento, seguido por México, Argentina e Chile. O Brasil também é o mercado mais representativo dentro do comércio eletrônico da América Latina. O país responde por 61% do consumo total online na região, seguido por México e Chile. Fonte: (03/05/ :43 am): COMERCIO+ELETRONICO+CRESCEU+NO+BRASIL+ENTRE+E+DIZ+ESTUDO.html Com 87,29%, confiança do e-consumidor atinge o melhor índice desde início da série O faturamento do comércio eletrônico deve fechar 2010 com R$ 15 bilhões Fonte: (03/05/ :49): COM+CONFIANCA+DO+ECONSUMIDOR+ATINGE+O+MELHOR+INDICE+DESDE+I NICIO+DA+SERIE.html Vendas na internet cresceram 40% em 2010 Comércio eletrônico faturou R$ 14,8 bilhões no ano passado Fonte:(03/05/ :50 am): VENDAS+NA+INTERNET+CRESCERAM+EM.html

15 Compras coletivas, franquias e sustentabilidade Se por um lado temos estimulado o consumidor a essa forma de compra por impulso, temos que lembrar que o nível de exigência dos clientes também tem aumentado Fonte:(03/05/ :54): ANEXOS E REFERNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MARTINS JÚNIOR, Alberto, FARAH, Osvaldo Elias, CORREA, Angela M Cassavia Jorge Empreendedorismo na Era Virtual In: V Encontro Nacional de Empreendedorismo - ENEMPRE, 2003, Florianópolis. Anais do V Encontro Nacional de Empreendedorismo - ENEMPRE. Florianópolis: Escola de Novos Empreendedores - SENAI, p.1 14 ALBERTIN, Alberto Luiz. Comércio Eletrônico: Modelo, Aspectos e Contribuições de sua Aplicação 5ª Ed. São Paulo: Atlas, 2004 GIULIANE, Antonio Carlos; SPERS, Valéria Rueda Elias. Varejo e Serviços: Responsabilidade Social Sustentabilidade 1ª Ed. Itu: Ottoni Editora, GIULIANE, Antonio Carlos (Org.). Conversando Sobre Marketing 1ª Ed. Itu: Ottoni, GIULIANE, Antonio Carlos (Org.). Marketing: Varejo e Serviços 1ª Ed. Itu: Ottoni, LAUNDON, Kenneth C.; LAUNDON, Jane P. Sistemas de Informação Gerenciais 7ª Ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2008.

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof. Odilon Zappe Jr Vantagens e Desvantagens do Comércio Eletrônico Vantagens Aumento do número de contatos da empresa com fornecedores e com outras empresas do mesmo ramo, e

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO E - COMMERCE UM ESTUDO DE CASO NA LOJASMEL

A IMPORTÂNCIA DO E - COMMERCE UM ESTUDO DE CASO NA LOJASMEL 1 A IMPORTÂNCIA DO E - COMMERCE UM ESTUDO DE CASO NA LOJASMEL Jaqueline Kelly Stipp 1 Jéssica Galindo de Souza 2 Luana Alves dos Santos Lemos 3 Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO Esse artigo tem como objetivo

Leia mais

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA João Antonio Jardim Silveira 1 Amilto Muller ¹ Luciano Fagundes da Silva ¹ Luis Rodrigo Freitas ¹ Marines Costa ¹ RESUMO O presente artigo apresenta os resultados

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

Americanas.com x Lojas Americanas 1

Americanas.com x Lojas Americanas 1 Americanas.com x Lojas Americanas 1 Rayra Costa da SILVA 2 Gabriela Lima RIBEIRO 3 Hugo Osvaldo ACOSTA REINALDO 4 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE RESUMO Mesmo que no site Americanas.com haja

Leia mais

Como inovar e conquistar novas vendas e novos compradores. Marcos Cavagnoli CEO + Co-Founder da Koin

Como inovar e conquistar novas vendas e novos compradores. Marcos Cavagnoli CEO + Co-Founder da Koin Como inovar e conquistar novas vendas e novos compradores Marcos Cavagnoli CEO + Co-Founder da Koin BATE-PAPO Números do E-commerce Brasileiro Sobre o faturamento: R$ 49,8 bilhões em 2015 (crescimento

Leia mais

Comércio Eletrônico em Números

Comércio Eletrônico em Números Comércio Eletrônico em Números Evolução do E-commerce no Brasil 23 milhões é um grande número. 78 milhões 23 milhões Enorme potencial de crescimento no Brasil Mas fica pequeno se comprarmos com o número

Leia mais

Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico no Mercado Brasileiro 16 a Edição 2014

Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico no Mercado Brasileiro 16 a Edição 2014 Resumo Introdução O Comércio Eletrônico é um dos aspectos relevantes no ambiente empresarial atual e tem recebido atenção especial das empresas nos últimos anos, primeiro por ser considerado como uma grande

Leia mais

Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC

Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC sua empresa na Internet A criação de um site é uma regra geral para empresas que querem sobreviver em um mercado cada vez mais agressivo e um mundo globalizado,

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Usando o SI como vantagem competitiva Vimos

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL (Estudo de Caso: Rede Eletrosom Ltda em Pires do Rio - GO) MÁRCIO FERNANDES 1, DÉBORA DE AMORIM VIEIRA 2, JOSIANE SILVÉRIA CALAÇA MATOS

Leia mais

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$!

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$! FOZDOIGUAÇU,2015 XXVIENANGRAD ESTUDO DO PERFIL DE ESTUDANTES EM ADMINISTRAÇÃO E SUA FAMILIARIDADE COM O E-COMMERCE. Osmar Meira de Souza Junior José Mauro de Sousa Balbino Rafaela Módolo de Pinho 1" ESTUDODOPERFILDEESTUDANTESEMADMINISTRAÇÃOESUAFAMILIARIDADECOMO

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Utilização do comércio eletrônico como elemento facilitador da sociedade

Utilização do comércio eletrônico como elemento facilitador da sociedade Utilização do comércio eletrônico como elemento facilitador da sociedade Prof. Esp. Lângesson Lopes da Silva. Professor da Faculdade José Augusto Vieira. e-mail: prof_langesson@yahoo.com.br Cleide Ane

Leia mais

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico Apostila Comércio Eletrônico e-commerce Professor: Edson Almeida Junior Material compilado por Edson Almeida Junior Disponível em http://www.edsonalmeidajunior.com.br MSN: eajr@hotmail.com E-Mail: eajr@hotmail.com

Leia mais

www.fgvsp.br/cia/ned 5 ª EDIÇÃO MARÇO DE 2003 RESUMO *

www.fgvsp.br/cia/ned 5 ª EDIÇÃO MARÇO DE 2003 RESUMO * CENTRO DE INFORMÁTICA APLICADA PROGRAMA DE EXCELÊNCIA DE NEGÓCIOS NA ERA DIGITAL PESQUISA FGV COMÉRCIO ELETRÔNICO NO MERCADO BRASILEIRO www.fgvsp.br/cia/ned 5 ª EDIÇÃO MARÇO DE 2003 RESUMO * COORDENADOR:

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda.

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda. COMÉRCIO ELETRÔNICO Introdução O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos e formas de

Leia mais

Comércio na internet: muito mais que e-commerce

Comércio na internet: muito mais que e-commerce Comércio na internet: muito mais que e-commerce Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

Sociedade e Tecnologia

Sociedade e Tecnologia Unidade de Aprendizagem 15 Empresas em Rede Ao final desta aula você será capaz de inovações influenciam na competitividade das organizações, assim como compreender o papel da Inteligência Competitiva

Leia mais

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki Martins 2,Gerliane

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Março/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Fevereiro/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Março/2015. Neste mês, 20,8% dos empresários conseguiram aumentar

Leia mais

Balanço do Crédito do Comércio Varejista

Balanço do Crédito do Comércio Varejista Receitas de Vendas A vista (cartão de débito, dinheiro e cheque) Vendas a Prazo (cartão de crédito, cheque pré-datado, etc.) Total Formas de vendas a prazo que a empresa aceita Cheque Cartão de Crédito

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais.

emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais. Nós amamos e-commerce! f emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais. Além do e-commerce full service, na emarket você

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

E-COMMERCE: DIFERENCIAL NO MERCADO

E-COMMERCE: DIFERENCIAL NO MERCADO E-COMMERCE: DIFERENCIAL NO MERCADO Antonio Donizete Lemes (Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) e-mail: lemesad@ig.com.br Desireé de Castro Perecin (Discente do 4º ano do curso de Administração

Leia mais

OS DESAFIOS LOGISTICOS DO COMÉRCIO ELETRÔNICO

OS DESAFIOS LOGISTICOS DO COMÉRCIO ELETRÔNICO OS DESAFIOS LOGISTICOS DO COMÉRCIO ELETRÔNICO Fabiana Rubim Cintra Murilo Rodrigues da Silva Patrick Beirigo Andrade RESUMO Este artigo tem o objetivo de expor os principais problemas que o comércio eletrônico

Leia mais

Como aumentar as vendas do seu e-commerce. Marcos Bueno Fundador e CEO Akatus Meios de Pagamento

Como aumentar as vendas do seu e-commerce. Marcos Bueno Fundador e CEO Akatus Meios de Pagamento Como aumentar as vendas do seu e-commerce Marcos Bueno Fundador e CEO Akatus Meios de Pagamento 2013 O e-commerce se prepara para um crescimento histórico 2000 Banda larga chega ao Brasil. É lançado no

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 Tatiana Pereira da Silveira 1 RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da

Leia mais

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Definição Toda atividade de compra e venda realizada com recursos eletrônicos; Uso de mecanismos eletrônicos para a

Leia mais

72h/a Teórica Prática Total Teórica Prática Total. 2h/a 2h/a 4h/a 36h/a 36h/a 72h/a 4

72h/a Teórica Prática Total Teórica Prática Total. 2h/a 2h/a 4h/a 36h/a 36h/a 72h/a 4 CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Disciplina Negócios e Comércio Eletrônico Curso Administração Professor (a) Msc. Adolfo F. de O. Colares Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral 4h/a 72h/a Teórica

Leia mais

O COMÉRCIO ELETRÔNICO NO BRASIL

O COMÉRCIO ELETRÔNICO NO BRASIL O COMÉRCIO ELETRÔNICO NO BRASIL MARCOS MENDES. MBA em Tecnologia da Informação e da Comunicação na Educação (PUC-RS). Docente das Faculdades IESAP e CEAP. Professor das disciplinas Computação Gráfica,

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O guia online Vitrine de Guarulhos é um dos produtos do Grupo Vitrine X3, lançado no dia 11/11/11 com o objetivo de promover

Leia mais

Você sabia que... O pagamento numa loja virtual. Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas

Você sabia que... O pagamento numa loja virtual. Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas Você sabia que... Hoje, 77% dos brasileiros já utilizam cartão de crédito, aponta estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil)

Leia mais

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Orbitall Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução O setor de cartões de crédito tem crescido a taxas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

Comercio Eletrônico E-COMMECER

Comercio Eletrônico E-COMMECER Comercio Eletrônico Prof. Diogo Maia E-COMMECER O que é um E-commecer? O e-commerce ou comércio eletrônico é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Carreiras do Futuro. Profa. Renata Giovinazzo Spers FEA-USP. São Paulo, 11 de junho de 2013

Carreiras do Futuro. Profa. Renata Giovinazzo Spers FEA-USP. São Paulo, 11 de junho de 2013 Carreiras do Futuro Profa. Renata Giovinazzo Spers FEA-USP São Paulo, 11 de junho de 2013 Previsão, Planejamento e Ação Estruturada para Criar o Futuro Pesquisas Abertas sobre Tendências e Futuro (desde

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

Artigo: Um olhar feminino na Internet

Artigo: Um olhar feminino na Internet Artigo: Um olhar feminino na Internet Por Tatiane Pocai Dellapiazza - aluna do primeiro ano do Curso de Comunicação Social - Centro UNISAL - Americana. Introdução: O Brasil chega perto de comemorar seu

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce?

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce? E-Commerce O que é e-commerce? Comércio electrónico ou e-commerce é um conceito aplicável a qualquer tipo de negócio ou transação comercial que implique a transferência de informação através da Internet.

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS².

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². ¹Estudante do curso Análise e Desenvolvimento de sistemas. Instituto Federal de Minas Gerais campus Bambuí. Rod. Bambuí

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

O sucesso do comércio eletrônico depende tanto da infra-estrutura de negócio, quanto da infra-estrutura de tecnologia (Pickering, 2000).

O sucesso do comércio eletrônico depende tanto da infra-estrutura de negócio, quanto da infra-estrutura de tecnologia (Pickering, 2000). Comércio Eletrônico É a compra e a venda de informações, produtos e serviços por meio de redes de computadores. (Kalakota, 1997) É a realização de toda a cadeia de valor dos processos de negócios em um

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 *

E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 * E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 * Antonio Wilson Nogueira Filgueiras UEMG Unidade Carangola Henrique Santos Pinheiro UEMG Unidade Carangola Márcio Ferreira dos Passos UEMG Unidade Carangola Rogério de Oliveira

Leia mais

CRM CRM. Marketing. Marketing. Vendas. Vendas. CRM Customer Relationship Management Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente

CRM CRM. Marketing. Marketing. Vendas. Vendas. CRM Customer Relationship Management Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente Customer Relationship Management Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente O mundo passou por profundas e importantes transformações, sobretudo nos últimos cinco anos, impulsionadas pelo crescimento

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários

Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários Fonte: TAKAHASHI, 2000; VEJA ONLINE, 2006 Definições de comércio eletrônico/e-business E - BUSINESS, acrônimo do termo em

Leia mais

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Resumo O presente case mostra como ocorreu o processo de implantação do Departamento Comercial em

Leia mais

Mensagem do Administrador

Mensagem do Administrador Educação Financeira Índice 1. Mensagem do administrador... 01 2. O Cartão de crédito... 02 3. Conhecendo sua fatura... 03 4. Até quanto gastar com seu cartão... 07 5. Educação financeira... 08 6. Dicas

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

Satisfação dos consumidores: estudo de caso em um supermercado de Bambuí/MG

Satisfação dos consumidores: estudo de caso em um supermercado de Bambuí/MG Satisfação dos consumidores: estudo de caso em um supermercado de Bambuí/MG Ana Clara Rosado Silva (1) ; Daiane Oliveira Borges (2) ; Tatiana Morais Leite (3) ; Vanessa Oliveira Couto (4) ; Patrícia Carvalho

Leia mais

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3.

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1 Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. 1 Trabalho de conclusão de curso de Administração da Unijuí 2 Aluno do Curso de Administração

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

E-commerce: a transformação do internauta em consumidor

E-commerce: a transformação do internauta em consumidor E-commerce: a transformação do internauta em consumidor Keyti Tamyris Simões Leite (FATEB) keyti.tamyris@gmail.com Camila Lopes Ferreira (FATEB/UTFPR) cmilalf@bol.com.br Resumo: Muitas empresas estão optando

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Bloco Comercial Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões, que se encontram no Bloco

Leia mais

Pesquisa Logística no E-commerce Brasileiro 2015 Mauricio Salvador Presidente

Pesquisa Logística no E-commerce Brasileiro 2015 Mauricio Salvador Presidente Pesquisa Logística no E-commerce Brasileiro 2015 Mauricio Salvador Presidente AGRADECIMENTOS! A ABComm agradece o apoio dos mantenedores 2015 METODOLOGIA Foram coletados 451 questionários válidos no campo

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO AULA 2. MBA Gestão de TI. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com

DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO AULA 2. MBA Gestão de TI. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO AULA 2 MBA Gestão de TI Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com 2 3 Um otimista vê uma oportunidade em cada calamidade; um pessimista vê uma calamidade em

Leia mais

MBA EM FINANÇAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MBA EM FINANÇAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MBA EM FINANÇAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda

Leia mais

Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Finanças e Governança Corporativa Desenvolver conhecimentos e habilidades que possibilitem ao profissional dominar os conteúdos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET CURITIBA 2014 MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET Monografia

Leia mais

Módulo 4 O que é CRM?

Módulo 4 O que é CRM? Módulo 4 O que é CRM? Todos nós já sabemos a importância de manter os clientes fiéis e a qualidade do atendimento que temos que oferecer para fidelizar cada vez mais os clientes. Atualmente, uma das principais

Leia mais

Marketing para academias. www.holusmarketing.com.br

Marketing para academias. www.holusmarketing.com.br Marketing para academias Mas afinal de contas, o que é marketing? A meta do marketing é conhecer e entender o consumidor tão bem, que o produto ou serviço se molde a ele e se venda sozinho. Peter Drucker

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SITES DE COMPRA COLETIVA, POR EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO, COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING

UTILIZAÇÃO DE SITES DE COMPRA COLETIVA, POR EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO, COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING UTILIZAÇÃO DE SITES DE COMPRA COLETIVA, POR EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO, COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING Monique Michelon 1 Lorete Kossowski 2 RESUMO O empreendedorismo no Brasil vive hoje um cenário promissor,

Leia mais

TOTVS Vitrine Série 1 + Shopping Megafashion. Sua loja virtual totalmente integrada com a loja física

TOTVS Vitrine Série 1 + Shopping Megafashion. Sua loja virtual totalmente integrada com a loja física TOTVS Vitrine Série 1 + Shopping Megafashion Sua loja virtual totalmente integrada com a loja física Conteúdo! O mercado da moda! Vantagens da solução TOTVS + Megafashion! Layout da loja! Valores! Degustação!

Leia mais

Sistemas de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (Customer Relationship Management CRM)

Sistemas de Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (Customer Relationship Management CRM) CRM Definição De um modo muito resumido, pode definir-se CRM como sendo uma estratégia de negócio que visa identificar, fazer crescer, e manter um relacionamento lucrativo e de longo prazo com os clientes.

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão de Vendas e Relacionamento O programa desenvolve conhecimentos e habilidades que possibilitem ao profissional atender de

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Partes Iniciais ou Elementos Pré- Textuais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Partes Iniciais ou Elementos Pré- Textuais Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Partes Iniciais ou Elementos Pré- Textuais Disciplina: Orientação de Conclusão de Curso Professor: Fernando Zaidan PROJETO - Elaboração de um projeto é de grande importância

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Perguntas e Respostas NOVO SITE PEDIDOSONLINE HERBALIFE NO MYHERBALIFE.COM.BR BRASIL, 2013.

Perguntas e Respostas NOVO SITE PEDIDOSONLINE HERBALIFE NO MYHERBALIFE.COM.BR BRASIL, 2013. Geral Como posso pedir produtos em outros países? Como eu coloco Pedidos através do myherbalife.com.br? Como eu pago a Taxa de Processamento Anual? Esse mês tem fechamento duplo. Eu terei a possibilidade

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Mestre em Design (UFPR). MBA e pós-graduação em Marketing (UFPR). Pós-graduada em Web Design (PUCPR). Graduação em Desenho Industrial (UFPR). Técnico

Leia mais

brasil +55 48 3025 2124 chile +56 832 401 61 peru +511 711-8466. amplie suas vendas ecommerce b2b

brasil +55 48 3025 2124 chile +56 832 401 61 peru +511 711-8466. amplie suas vendas ecommerce b2b brasil +55 48 3025 2124 chile +56 832 401 61 peru +511 711-8466. amplie suas vendas loja online ecommerce b2b A SOLUÇÃO B2C É TOTALMENTE INTEGRÁVEL COM A SOLUÇÃO B2B, GERANDO ASSIM UM E-COMMERCE MULTICANAL

Leia mais

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto Integrantes André Criação e Atendimento Edson E-commerce e Atendimento Juciellen Web Design e Programação Talita Planejamento e Projeto Vanessa Criação e Conteúdo Briefing Histórico da Empresa - Características

Leia mais

TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico

TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico DESTAQUES 2007 O Estudo sobre Comércio Eletrônico da TIC Domicílios 2007 apontou que: Quase a metade das pessoas que já utilizaram a internet declarou ter realizado

Leia mais