Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002"

Transcrição

1 3 Roda CP Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Janeiro / 2002 Substitui: Dezembro/2000 Página 1 de 14

2 Introdução: As Rodas Scotch-Brite C&P (Cutting & Polishing) são um eficiente e econômico produto de limpeza, rebarbação, acabamento e disfarce em todos os tipos de metais, principalmente nas operações mais difíceis e exigentes. As Rodas Scotch-Brite C&P são desenhadas para expor continuamente os grãos abrasivos a fim de obter uma superfície que tenha um acabamento consistente e uniforme, proporcionando uma vida longa ao produto. Assim, são operações mais seguras, silenciosas e limpas, não deixando a superfície contaminada. Devido à redução do número de operações, as Rodas Scotch-Brite C&P possibilitam operações de acabamento mais rápidas e uma maior produtividade quando comparadas aos métodos que aplicam abrasivos convencionais. As Rodas Scotch-Brite C&P são designadas para serem utilizadas em equipamentos automáticos e manuais. São uma das rodas de Scotch-Brite mais agressivas e com alto poder de corte, características alinhadas com a alta durabilidade, menor geração de ruído, boa resistência ao empastamento e excelente segurança na operação. Disponibilidade do Produto: Cor Densidade Mineral Tipo Marrom Óxido de Alumínio (A) Fino (FIN) Marrom 7 Óxido de Alumínio (A) Muito Fino (VFN) Marrom 7 Óxido de Alumínio (A) Fino (FIN) Marrom 7 Óxido de Alumínio (A) Médio (MED) Marrom 7 Óxido de Alumínio (A) Grosso (CRS) Diâmetro mm (pol.) Largura mm Furo mm (pol.) Rotação Máxima de Operação (RPM) 101,6 (4) 2,4 (1) ,4 (6) ,4 (1), 31,8 (1 ¼ ) ,2 (8) 76,2 (3) (10) 127 () ,8 (12) 127 () ,6 (14) 203,2 (8) ,4 (16) 24 (10) ,2 (18) (10) (20) 304,8 (12) ,6 (24) 304,8 (12) 100 Página 2 de 14

3 Aplicações Típicas: Rebarbações pesadas remoção de rebarbas, flash de injeção e cantos vivos; Remoção de oxidação pesada ação agressiva para remoção de revestimentos, óxidos e outras contaminantes superficiais; Remoção de defeitos riscos e marcas de manuseio; Disfarce de marcas de forjamento; Condicionamento de riscos de lixamento refinamento de riscos mais grossos gerados nas etapas anteriores de lixamento; Disfarce de defeitos em máquinas e equipamentos em geral; Disfarce e limpeza de soldas limpeza e preparação de superfícies antes e após operações de soldagem; Acabamento de molduras de quadros; Variadas aplicações em politrizes centerless que reduzem a rugosidade superficial, melhorando o fluxo de óleo e reduzindo o desgaste que gera fricção entre peça metálicas: - Acabamento em hastes de amortecedores; - Acabamento em barras de metal; - Acabamento em tubos de metal; - Preparação antes de eletrodeposição ou outros recobrimentos. Recomendações: Tab. APLICAÇÕES VELOCIDADE ( MSPM ) Acabamento decorativo Madeira (inclui molduras) / Materiais compósitos Limpeza e Condicionamento Pré-polimento Rodas laminadas pequenas Remoção de oxidação Rebarbação leve Disfarce / Polimento Afinamento, antes do polimento espelhado Nota: Para calcular a Velocidade Superficial (MSPM = Metros Superficiais Por Minuto) utilize a seguinte fórmula: Página 3 de 14

4 Dn V = π 1000 Onde: π = 3,14 D = diâmetro da roda em milímetros n = rotação do eixo da roda em RPM. Para um melhor funcionamento da Roda Scotch-Brite C&P recomendamos alguns procedimentos como segue: 1. Dressar a roda pelo menos uma vez ao dia, de preferência todo início do turno da manhã. 2. Manter flanges sempre em boas condições. 3. Desligar o enxágüe ou spray de água/fluido refrigerante antes de parar a roda. Isto garante que o líquido não permanecerá na roda, principalmente em rodas largas, caso contrário este líquido fluirá para a parte inferior da roda, provocando um desbalanceamento. 4. Excesso de pressão não conferem à roda maior corte, só diminui a durabilidade.. No caso de rodas largas, a distribuição das peças ao longo de sua largura evita desgaste irregular, roda cônicas, dressagens freqüentes e uma melhor vida útil. Veja figura abaixo que ilustra o que foi exposto. Correto Incorreto Pressão de Trabalho: é importante que a pressão adequada seja usada para se ter o acabamento e a taxa de remoção desejados. A pressão de trabalho mais adequada das rodas C&P está na faixa de 3 a 47 Kgf/mm de largura da roda ou área de trabalho. Pressões acima de 2 kgf/mm não são econômicas em função do desgaste excessivo da roda.. Veja o gráfico abaixo referente ao efeito da pressão de trabalho sobre o desempenho das rodas C&P. Página 4 de 14

5 100 Unidade de Corte 0 Grosso Médio Fino Muito Fino Pressão de Trabalho (kgf/mm) Gráfico 1: efeito da pressão de trabalho sobre o desempenho a 2400 MSPS no aço carbono. Estes dados foram obtidos em laboratório usando equipamento de teste para demonstrar a tendência de desempenho, objetivando apenas servir com um indicativo. Oscilação/Inclinação/Acabamento Cruzado: com base na experiência que durante uma sequência de acabamento com rodas C&P, existe uma tendência das rodas do tipo mais fino seguir o padrão de risco mais profundo gerado por rodas do tipo mais grosso. O resultado é um acabamento que não é realmente plano. Existem duas soluções para este caso: 1. Oscilar a roda. Por exemplo, frequência de oscilação de aproximadamente 60 ciclos por minuto e curso de oscilação de 10 cm. 2. Inclinar a roda com relação à direção de deslocamento da peça a ser trabalhada. Como se torna difícil oscilar a roda quando se processa peça mais estreitas, recomenda-se inclinar as rodas em processos de etapas seqüenciais, alternadamente 3 a. Isto gerará uma superfície polida e a mais plana possível. Veja o diagrama esquemático abaixo. Página de 14

6 Velocidades de operação: a velocidade da roda tem um efeito significante no desempenho da mesma e é importante selecionar a velocidade adequada para operações ou peças de trabalho específicas. Geralmente, a taxa de corte aumenta com o aumento da velocidade. Veja o gráfico abaixo referente ao efeito da velocidade da roda C&P sobre o desempenho das mesmas. 1,8 1,6 Unidade de Corte Relativa 1,4 1,2 1,0 0,8 0,6 0,4 47 kgf/mm 3 kgf/mm 23 kgf/mm 0,2 0, Velocidade da Roda (metros superficias por segundo) Gráfico 2: Efeito da velocidade no aço carbono. Este gráfico é um indicativo, demonstrando o desempenho relativo de qualquer tipo de roda C&P. Não se espera mostrar uma relação entre os diferentes tipos de rodas C&P. Página 6 de 14

7 1. Velocidades acima de 2460 MSPM são recomendados para operação em aço carbono. 2. Quando está se polindo aço inoxidável, descobriu-se que velocidades acima de 2280 MSPM tendem a dificultar o trabalho sobre o metal. Velocidades mais baixas, em geral, melhoram a uniformidade do acabamento, mantendo uma boa taxa de corte. 3. Como a remoção excessiva de metal ocorre a altas velocidades quando se trabalha em alumínio e outros metais moles, recomenda-se uma velocidade entre 1680 e 1980 MSPM, tanto a seco quanto em meio com lubrificante. Veja o gráfico seguinte referente às recomendações de velocidade das rodas C&P. Página 7 de 14

8 AÇO INOXIDÁVEL Material ALUMÍNIO AÇO Velocidade Recomendada (metros superficiais por segundo) Quando se utiliza este produto para o lixamento de madeira, a velocidade recomendada é de 823 MSPM. Se ocorrer a queima da madeira, reduza a velocidade. Máxima temperatura de operação: 212ºF (100ºC) Lubrificantes: podem ser adicionados, porém se uma superfície limpa é requerida, a peça terminada pode ser limpa com um limpador industrial. São, em geral, óleos derivados do petróleo ou graxas e estão disponíveis numa ampla faixa de viscosidade. Eles agem formando um filme entre a peça de trabalho e a roda, reduzindo a fricção e limitando a penetração do mineral. Os efeitos estão na redução do corte e na diminuição significativa dos valores de rugosidade da superfície. Tab. 6. Efeito do Lubrificante na acabamento de peça de aço carbono 1020 Tipo Roda C&P Sem Lubrificante Com Lubrificante Grosso 3 40 RMS 0,90 1,02µm RMS 0,71 0,81µm Médio RMS 0,41 0,1µm RMS 0,31 0,41µm Fino 1 17 RMS 0,39 0,44µm 13 RMS 0,28 0,34µm Muito Fino RMS 0,36 0,41µm RMS 0,2 0,31µm Página 8 de 14

9 Refrigerantes e aditivos: não são recomendados para a maioria das operações de rebarbação, entretanto os mais comuns lubrificantes ou refrigerantes podem ser usados com as Roda Scotch-Brite C&P em operações de rebarbação e acabamento, caso necessário, e podem afetar o acabamento. São, em geral, água ou água com óleos solúveis. Eles são usados para reduzir o calor gerado durante a operação abrasiva e têm o efeito de aumentar o corte e reduzir ligeiramente o valor de rugosidade da superfície. Resistência Química: As Rodas Scotch-Brite C&P não podem ser expostas a soluções ácidas ou alcalinas e solventes orgânicos. Sentido de giro: a Roda Reforçada para Acabamento Scotch- Brite é constituída de uma manta não tecida, impregnada com mineral abrasivo e resina a prova d água, enrolada sobre um núcleo fenólico. O processo de fabricação da Roda Reforçada para Acabamento Scotch-Brite exige que a mesma tenha o sentido de giro observado pelo usuário. Resultados Típicos de Rugosidade Superficial: A rugosidade superficial final é dependente de uma série de variáveis, tais como acabamento inicial da peça, dureza da peça e condições de operação. Os dados a seguir são, somente, um guia genérico da rugosidade superficial esperada. Tab.7 Tipo Roda C&P Aço Carbono Alumínio com Aço Inoxidável Lubrificante Muito Fino 0,3µm 0,3µm 0,27µm Fino 0,40µm 0,4µm 0,30µm Médio 0,4µm 0,60µm 0,3µm Grosso 0,9µm 1,1µm 0,0µm As rodas C&P contêm um auto-lubrificante para prevenir o empastamento. Sendo assim, se uma superfície ultra-limpa é requerida, superfícies acabadas devem ser limpas quimicamente. Página 9 de 14

10 Tabela de Flanges: Para uso das Rodas Scotch-Brite C&P temos a tabela a seguir com as dimensões para confecção das flanges de acordo com o diâmetro. Tab. 8 da Roda ou Escova de Scotch-Brite pol. (mm) 6 (12,4) 8 (203,2) 10 (24) 12 (304,8) 14 (3,6) 16 (406,4) 18 (47,2) 20 (08) Obs. : 24 (609,6) A (mm) B (mm) C (mm) D (mm) E (mm) F (mm) - Depende do diâmetro do eixo da máquina do cliente. - Recomendamos utilizar adaptador no. (cod. item 9818) para ajustar no eixo do cliente, caso seja menor que 2,4mm, além de duas flanges lisas laterais, tipo arruela, de aprox. 40mm de diâmetro externo, evitando contato direto da porca de travamento com a roda. G (mm) 2,4 76, , ,8 304,8 Página 10 de 14

11 Dressagem: A dressagem é um dos procedimentos dos mais importantes na utilização de uma Roda Scotch-Brite C&P. Ela tem por objetivo configurar a roda ao eixo que a mesma está instalada, proporcionando ao conjunto um funcionamento suave e uniforme. Como dressar: 1. Preparar um pedaço de madeira plana com largura de 0mm e comprimento aproximado de 300 mm. O pedaço de madeira deve ser o mais rígido possível. 2. Cole uma tira de abrasivo (lixa) 3M 241D #36 sobre este pedaço de madeira, conforme mostra a fig. A. Lixa 3M 241D #36 Figura A Madeira 3. Leve a madeira + lixa de encontro com a superfície de trabalho da roda conforme a fig. B. 4. Com a roda em movimento, pressione levemente a madeira + lixa contra a roda, movimentando lateralmente até obter um funcionamento Roda (rodar) suave do conjunto. Ver fig. C para observar o procedimento correto de Dressador dressagem. Vista frontal da operação de dressagem Figura C. A seguir, para eliminar as Figura B fibras sem mineral, passar um pedaço de madeira dura sem abrasivo colado na roda, com objetivo de queimar tais fibras, tal qual já executado na etapa 4. Página de 14

12 Para rodas com largura superior a 600 mm, seguir o processo abaixo: Como dressar: 1. Preparar uma chapa plana com largura 0mm superior à largura da roda a ser dressada. Para Rodas Até 600 mm de largura 2. A chapa deve ser a mais rígida possível (em madeira ou metal). 3. Sobre esta chapa cole uma tira de abrasivo (lixa), 3M 241D #36, conforme mostra a fig. A para rodas estreitas e fig. B para rodas largas, isto é, com largura superior a 600 mm. Para Rodas Acima de 600 mm de largura 4. Levantar a roda ou abaixar o rolo de contato / mesa plana.. Posicione a chapa, com a lixa, sob a roda. 6. Abaixar a roda até que tenha contato com a chapa / lixa (leve pressão). 7. Remover a chapa / lixa. 8. Colocar a roda em funcionamento. 9. Passar a chapa / lixa na roda até obter um funcionamento suave e uniforme. 10.Se necessário abaixar a roda até concluir o processo de dressagem..para que a operação não gere calor excessivo, utilizar velocidade de alimentação da chapa / lixa de 4, a 6,0 m/min. 12.A seguir, para eliminar as fibras sem mineral, passar uma chapa de madeira na roda com objetivo de queimar tais fibras. Página 12 de 14

13 Vantagens - Benefícios: Excelente durabilidade; Alta agressividade e poder de corte; Não provoca sujeira em excesso; Baixa temperatura durante as operações; Boa resistência ao empastamento; Baixo nível de ruídos; Excelente controle de rugosidade. Mercados/Segmentos: Metalúrgicas em geral; Fabricantes de cilindros hidráulicos; Fabricantes de amortecedores hastes; Indústrias de autopartes; Mercado de appliances; Indústria de tratamento superficial; Indústrias de produção e/ou polimento de tubos; Caldeirarias em geral; Fabricantes de instrumento de medição em metal; Cutelarias e fabricantes de ferramentas manuais; Instrumentação cirúrgica e odontológica; Válvulas industriais; Fabricantes de equipamentos agrícolas; Trefilações; Núcleos de estatores; Acabamento de molduras. Oportunidades para Substituir a Concorrência: Tab.9 Produto Concorrente Rodas PG (grãos mais finos) confeccionadas com abrasivos convencionais Abrasivos convencionais (grãos mais finos) Benefícios das Rodas C&P Menor nível de ruído Trabalho mais seguro Alto rendimento Acabamento mais consistente Acabamento mais consistente Alto rendimento Facilidade de automatização Mais resistente ao empastamento Não causa rebarbas secundárias Página 13 de 14

14 Produto Concorrente Roda de feltro com mineral colado (grão 120 e mais finos) Rodas de borracha impregnadas com grãos abrasivos Escovas de Aço e Fios de Nylon Rodas de panos e massas de polir (quando não é requerido brilho) Benefícios das Rodas C&P Acabamento mais consistente Dispensa preparação Alto rendimento Limpeza mais rápida Não remove material em excesso Acabamento mais consistente Alto rendimento Processo mais limpo Processo mais rápido Acabamento mais consistente e rápido Alto rendimento Limpeza perfeita Remove todos os contaminantes Não solta fios Remove todas as rebarbas Acabamento mais consistente Alto rendimento Processo mais limpo 3 Divisão de Sistemas Abrasivos 3M do Brasil Ltda. Fone (19) Via Anhanguera km, 0 Cx. Postal 123, Campinas SP CEP Centro de Relacionamento com o Cliente Fone: / Linha Aberta 3M Fone: Informações: Consulte o Serviço Técnico Fone (19) / 6762 / 6804 Fax (19) Página 14 de 14

Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial

Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial 3 Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de 8 Introdução: As Rodas Laminadas EXL e EXL Roloc Scotch-Brite para rebarbação

Leia mais

Rodas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite Industrial

Rodas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite Industrial 3 Rodas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de Introdução: b As Rodas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite foram

Leia mais

Disco Bristle Radial Scotch-Brite Industrial

Disco Bristle Radial Scotch-Brite Industrial 3 Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui Janeiro/2002 Página 1 de 7 Introdução: Os Produtos Bristle são abrasivos tridimensionais moldados na forma de discos radiais, utilizando

Leia mais

3M SISTEMAS ABRASIVOS. Soluções. completas. para o mercado. metalúrgico.

3M SISTEMAS ABRASIVOS. Soluções. completas. para o mercado. metalúrgico. 3M SISTEMAS ABRASIVOS Soluções completas para o mercado metalúrgico. INOVAÇÃO 3M SOLUÇÕES COMPLETAS EM TODO O PROCESSO METALÚRGICO 1 2 3 1. CORTE DO METAL 2. REMOÇÃO DE REBARBAS E CORDÕES DE SOLDA 3. ACABAMENTO

Leia mais

Se necessita de um disco multifunções ou um produto mais específico, pode encontrar a solução na nossa gama de discos de fibra:

Se necessita de um disco multifunções ou um produto mais específico, pode encontrar a solução na nossa gama de discos de fibra: Com a linha de abrasivos 3M apresentamos soluções para desbaste, corte, acabamento e polimento e aços, madeiras e reparação automóvel. Nesta área, a Maxfit comercializa uma vasta gama de rolos abrasivos,

Leia mais

Fábricas de aço / alumínio; Tratamento de superfícies metálicas; Polimento de pedras; Peças aeronáuticas / automotivas; Acabamento em Madeira.

Fábricas de aço / alumínio; Tratamento de superfícies metálicas; Polimento de pedras; Peças aeronáuticas / automotivas; Acabamento em Madeira. ESCOVAS COM FILAMENTOS ABRASIVOS Principais Aplicações Fábricas de aço / alumínio; Tratamento de superfícies metálicas; Polimento de pedras; Peças aeronáuticas / automotivas; Acabamento em Madeira. Razões

Leia mais

PETG DATASHEET. www.vick.com.br

PETG DATASHEET. www.vick.com.br Pág. 1 / 5 Um plástico que pode ser parafusado, estampado à quente, cortado, facilmente termoformado, ou mesmo dobrado a frio sem lascar, esbranquiçar, rachar ou ficar irregular. É um plástico econômico

Leia mais

AULA 34 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS

AULA 34 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS AULA 34 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS 265 34. PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS 34.1. Introdução Para obter uma boa operação de usinagem em retificação, alguns cuidados devem ser

Leia mais

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011 1 - PRODUTO: Acrílico Standard mais rendimento Natrielli. 2 - DESCRIÇÃO: É uma tinta acrílica de alto rendimento apresenta um excelente acabamento em superfícies externas e internas de alvenaria, reboco,

Leia mais

SR Cutter Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro / 2004

SR Cutter Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro / 2004 3 SR Cutter Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro / 2004 Substitui Fevereiro / 2003 Página 1 de 6 Introdução: O SR Cutter é uma ferramenta plástica (não-abrasiva) cortante com mandril metálico

Leia mais

MANUTENÇÃO EM MANCAIS E ROLAMENTOS Atrito É o contato existente entre duas superfícies sólidas que executam movimentos relativos. O atrito provoca calor e desgaste entre as partes móveis. O atrito depende

Leia mais

MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO

MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO MANUAL DE INSTRUÇÃO MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO MODELO: SS-26-1W - 1 - MÁQUINA PARA COSTURAR BOCA DE SACO Leia atentamente as instruções antes de iniciar o uso: a) Verificar se a voltagem está correta

Leia mais

Potência, Performance e Precisão. Lixadeiras Pneumáticas 3M Abrasivos & Acessórios

Potência, Performance e Precisão. Lixadeiras Pneumáticas 3M Abrasivos & Acessórios Lixadeiras Pneumáticas 3M Abrasivos & Acessórios Potência, Performance e Precisão. Novas Novas Novas Lixadeiras Roloc Retíficas Retas Lixadeiras Disco de Corte Abrasivos e Acessórios Abrasivos e Acessórios

Leia mais

Marca de quem compra qualidade MANUAL DE AFIAÇÃO PARA FACAS CALÇADAS

Marca de quem compra qualidade MANUAL DE AFIAÇÃO PARA FACAS CALÇADAS Marca de quem compra qualidade Marca de quem compra qualidade MANUAL DE AFIAÇÃO PARA FACAS CALÇADAS A RETÍFICA DE AFIAÇÃO: OS SEGUINTES ASPECTOS DEVEM SER CONSIDERADOS PARA A OBTENÇÃO DE UM BOM RESULTADO

Leia mais

Qualidade em Abrasivos. Novo. VSM CERAMICS Produtos de Alta Tecnologia Grão Cerâmico Auto Afiante. Especiais. Produtos. Aplicações

Qualidade em Abrasivos. Novo. VSM CERAMICS Produtos de Alta Tecnologia Grão Cerâmico Auto Afiante. Especiais. Produtos. Aplicações Novo VSM CERAMICS Produtos de Alta Tecnologia Grão Cerâmico Auto Afiante Aplicações Produtos Especiais Campos de Aplicação Nossa solução A VSM oferece produtos de alta tecnologia e qualidade com excelente

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

epotech aqua Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características

epotech aqua Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características Ficha técnica epotech aqua epotech aqua é uma nova linha de massas de base epoxídica para a selagem de juntas em ladrilhos cerâmicos. Massa bicomponente isenta de solventes orgânicos, caracteriza-se pela

Leia mais

Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais. Definição e princípio de operação:

Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais. Definição e princípio de operação: Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais Fundamentos Definição e princípio de operação: A soldagem a arco com eletrodo de tungstênio e proteção gasosa (Gas Tungsten

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO POLICARBONATO COMPACTO

BOLETIM TÉCNICO POLICARBONATO COMPACTO BOLETIM TÉCNICO POLICARBONATO COMPACTO BOLETIM TÉCNICO CHAPAS COMPACTAS DE POLICARBONATO ÍNDICE 1...Ficha Técnica 1.1...Propriedades Físicas Típicas 1.2...Propriedades Solares 1.3...Isolação Térmica 2...Manuseio

Leia mais

PRINCIPAIS DEFICIÊNCIAS EM CIRCUITOS HIDRÁULICOS QUE OCASIONAM FALHAS EM BOMBAS HIDRÁULICAS

PRINCIPAIS DEFICIÊNCIAS EM CIRCUITOS HIDRÁULICOS QUE OCASIONAM FALHAS EM BOMBAS HIDRÁULICAS INFORMATIVO TÉCNICO N 019/09 INFORMATIVO TÉCNICO PRINCIPAIS DEFICIÊNCIAS EM CIRCUITOS HIDRÁULICOS QUE OCASIONAM FALHAS EM BOMBAS HIDRÁULICAS 1/21 INFORMATIVO TÉCNICO N 019/09 O PRINCIPAL COMPONENTE DE

Leia mais

CORTE DOS METAIS. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1

CORTE DOS METAIS. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1 CORTE DOS METAIS INTRODUÇÃO: Na indústria de conformação de chapas, a palavra cortar não é usada para descrever processos, exceto para cortes brutos ou envolvendo cortes de chapas sobrepostas. Mas, mesmo

Leia mais

Rosqueadeiras. Manual de Instruções

Rosqueadeiras. Manual de Instruções Manual de Instruções 2 NOMAQ Roscar/Cortar/Escarear Modelos para tubos de ½ a 6 Modelo NQ-R2 NQ-R2A NQ-R4 NQ-R6 Roscas Tubos 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2, 2.1/2, 4 2.1/2, 4, 5, 6 Roscas

Leia mais

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos Instruções de Instalação Pisos Vinílicos LinhadePisosLaminadosemPVC 2,3mmeClick Recomendações e Responsabilidades Os serviços de colocação devem ser repassados a profissionais instaladores de pisos com

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS . PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

Catálogo de produtos

Catálogo de produtos Catálogo de produtos Escovas Cilíndricas As escovas cilíndricas SUISSA são usadas em diversos tipos de máquinas, algumas de suas aplicações são nas varredeiras industriais de pisos, nos equipamentos de

Leia mais

MANUAL DO TRANSFORMADOR

MANUAL DO TRANSFORMADOR MANUAL DO TRANSFORMADOR Acrílico Espelho Bérkel MANUAL DO TRANSFORMADOR ACRÍLICO ESPELHO BÉRKEL Os espelhos acrílicos Bérkel são leves e resistentes, e foram desenvolvimentos para um vasto campo de aplicações

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ELETRODOS REVESTIDOS

GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ELETRODOS REVESTIDOS 01/14 VENDAS SUDESTE São Paulo Tel. (11) 3094-6600 Fax (11) 3094-6303 e-mail: atendimentogerdau.sp@gerdau.com.br Rio de Janeiro Tel. (21) 3974-7529 Fax (21) 3974-7592 e-mail: atendimentogerdau.rj@gerdau.com.br

Leia mais

Rodas Laminadas para Acabamento Rodas Laminadas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite Industrial

Rodas Laminadas para Acabamento Rodas Laminadas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite Industrial 3 Rodas Laminadas para Acabamento Rodas Laminadas para Remoção de Rebarbas Leves Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de 6 Introdução: As Rodas Laminadas

Leia mais

AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE

AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE 257 33. PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE 33.1. Introdução As peças que serão retificadas, normalmente, chegam à retificadora com um sobremetal

Leia mais

Métodos de marcação direta de peças. Identificação legível de máquina para indústrias automotivas e aeroespaciais

Métodos de marcação direta de peças. Identificação legível de máquina para indústrias automotivas e aeroespaciais Guia técnico Métodos de marcação direta de peças Identificação legível de máquina para indústrias automotivas e aeroespaciais A prática da Marcação Direta de Peças (DPM) é utilizada em muitas indústrias

Leia mais

MPX - Meio Pesado Axial

MPX - Meio Pesado Axial NM - NYLON MACIÇO Capacidade até 0kg NM - Nylon Maciço Usinado. Dureza: 70 Shore D. ( 40ºc a +110ºC) Produzidas a partir de tarugos de nylon 6.0. São leves, possuem ótima resistência mecânica, rodam com

Leia mais

Rodas para Acabamento Metal Madeira Scotch-Brite Industrial

Rodas para Acabamento Metal Madeira Scotch-Brite Industrial 3 Rodas para Acabamento Metal Madeira Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de Introdução: A Roda para Acabamento Metal Madeira é uma rodas convolutas Scotch-Brite

Leia mais

Diamantados e CBN. Abrasivos Diamantados. Tipos de diamante Industrial:

Diamantados e CBN. Abrasivos Diamantados. Tipos de diamante Industrial: iamantados e CN Abrasivos iamantados Tipos de diamante Industrial: Sintéticos: Em forma de pó, pastilhas ou insertos; Naturais: Em forma de pó, pedra bruta ou lapidada; Nitreto de boro cúbico-cn: Em forma

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Óxido de Alumínio. Parte posterior Papel antiestático Fechado c/ Selective Coating TM. Gama de grãos P 80 a P 220

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Óxido de Alumínio. Parte posterior Papel antiestático Fechado c/ Selective Coating TM. Gama de grãos P 80 a P 220 3 ULTIMAX Desenvolvida para madeiras duras.grande rentabilidade. Proporciona um bom acabamento e uma superfície isenta de pó. até 2200mm 2201mm a 3000mm até 2200mm 2201mm a 3000mm CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Leia mais

Conformação dos Metais Prof.: Marcelo Lucas P. Machado

Conformação dos Metais Prof.: Marcelo Lucas P. Machado Conformação dos Metais Prof.: Marcelo Lucas P. Machado INTRODUÇÃO Extrusão - processo no qual um tarugo de metal é reduzido em sua seção transversal quando forçado a fluir através do orifício de uma matriz,

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 Manual de Operação 1 Termo de Garantia A Midea do Brasil, garante este produto contra defeito de fabricação pelo prazo de um ano a contar da data da emissão da nota fiscal de compra para o consumidor final.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

MANUAL DE REFORMA SEÇÃO 3 RASPAGEM

MANUAL DE REFORMA SEÇÃO 3 RASPAGEM MANUAL DE REFORMA SEÇÃO 3 RASPAGEM 3.1 TEORIA O objetivo principal da operação de raspagem é remover a banda residual e oxidada da carcaça original, e então deixá-la em condições perfeitas, com a textura

Leia mais

Rodas Reforçadas de Acabamento RE Scotch-Brite Industrial

Rodas Reforçadas de Acabamento RE Scotch-Brite Industrial 3 Rodas Reforçadas de Acabamento RE Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui Fevereiro / 2003 Página 1 de 10 Introdução: A Roda Reforçada de Acabamento RE é a roda convoluta da linha

Leia mais

Encontro e Exposição Brasileira de tratamento de superficie III INTERFINISH Latino Americano

Encontro e Exposição Brasileira de tratamento de superficie III INTERFINISH Latino Americano Medidas de Aderência pelo Método Pull-Off Aspectos Práticos Não Abordados em Norma Rodolpho C. D.Pereira, Jeferson Leite Oliveira, Walter Andrade de Souza, Bruno Pacheco Silva, Isabel Cristina P. Margarit

Leia mais

Rebolos. O que é um rebolo? Especificações

Rebolos. O que é um rebolo? Especificações Rebolos O que é um rebolo? Rebolo é uma ferramenta de corte formada por grãos abrasivos unidos por ligas especiais. Pode ser utilizado em máquinas para operação de corte e afiação produzindo acabamento

Leia mais

Elementos de máquina. Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase. Diego Rafael Alba

Elementos de máquina. Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase. Diego Rafael Alba E Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase Diego Rafael Alba 1 Mancais De modo geral, os elementos de apoio consistem em acessórios para o bom funcionamento de máquinas. Desde quando o homem passou a

Leia mais

Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento

Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento Página 1 de 7 Conselhos para melhorar a Qualidade do Polimento INTRODUÇÃO Para conferir um polimento de excelente qualidade às chapas ou ladrilhos

Leia mais

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 3 CUIDADOS AO RECEBER O EQUIPAMENTO... 4 1) Instalação dos exaustores... 5 2) Instalação

Leia mais

Dados Técnicos Set / 2010. 525 540 550FC 551 560 Mono componente/ -Sem mistura cura com umidade. x x x x x -Aplicação simples Fixa diferentes

Dados Técnicos Set / 2010. 525 540 550FC 551 560 Mono componente/ -Sem mistura cura com umidade. x x x x x -Aplicação simples Fixa diferentes Série 500 Selantes de Poliuretano: 3M TM Selante de PU 525 3M TM Selante de PU 540 3M TM Adesivo Selante de PU Cura Rápida 550 3M TM Adesivo Selante de PU 551 3M TM Adesivo Selante de PU 560 Dados Técnicos

Leia mais

Discos Roloc Surface Scotch-Brite Industrial

Discos Roloc Surface Scotch-Brite Industrial 3 Discos Roloc Surface Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de 5 Introdução: Os discos Roloc Surface Scotch-Brite, também conhecidos como discos Roloc

Leia mais

Comunicado. Técnico. Equipamentos para agroindústria de mini-cenouras Cenourete e Catetinho : 1. Cortadoras. Produção de Minicenouras

Comunicado. Técnico. Equipamentos para agroindústria de mini-cenouras Cenourete e Catetinho : 1. Cortadoras. Produção de Minicenouras Comunicado 58 Técnico ISSN 1414-9850 Junho, 2008 Brasília, DF Equipamentos para agroindústria de mini-cenouras Cenourete e Catetinho : 1. Cortadoras João Bosco Carvalho da Silva 1 Milza Moreira Lana 2

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO

USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO Cassetes Os cassetes laminadores são micro cadeiras de laminação, que substituem as fieiras nas máquinas de trefilação. Seu surgimento no

Leia mais

Galoneira Industrial série ZJ-W562

Galoneira Industrial série ZJ-W562 Galoneira Industrial série ZJ-W562 Instruções de Segurança IMPORTANTE Antes de utilizar sua máquina, leia atentamente todas as instruções desse manual. Ao utilizar a máquina, todos os procedimentos de

Leia mais

Há mais de 10 anos, a OMNI CS faz um trabalho diferenciado no campo da mineração e tratamento mineral.

Há mais de 10 anos, a OMNI CS faz um trabalho diferenciado no campo da mineração e tratamento mineral. 2 A Empresa Há mais de 10 anos, a OMNI CS faz um trabalho diferenciado no campo da mineração e tratamento mineral. Isso mostra porque, hoje é uma referência no mercado nacional, com clientes em vários

Leia mais

Manual de instruções do produto Sistema de Laminação Frente e Verso Matrix MX-530 DP

Manual de instruções do produto Sistema de Laminação Frente e Verso Matrix MX-530 DP Manual de instruções do produto Sistema de Laminação Frente e Verso Matrix MX-530 DP O Matrix foi concebido para ser de fácil utilização, no entanto recomendamos vivamente que tome alguns minutos para

Leia mais

A segurança de se sentir bem.

A segurança de se sentir bem. Catálogo de Cores Wetroom A segurança de se sentir bem. Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Eclipse Aquasafe (cor 036), Aquarelle Wall HFS (cor 025) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 1 Produtos Devcon Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 2 Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo Prefácio 3 Preparação da

Leia mais

Adesivo elástico, para pisos de madeira, isento de solvente. Para a Colagem completa da superfície de: Para o Sistema Sika AcouBond :

Adesivo elástico, para pisos de madeira, isento de solvente. Para a Colagem completa da superfície de: Para o Sistema Sika AcouBond : Ficha Técnica Edição 1, 2005. Versão no. 01 Fevereiro/2006 SikaBond T52 FC Adesivo elástico, para pisos de madeira, isento de solvente. Descrição Usos SikaBond T52 FC é um adesivo elástico, mono componente,

Leia mais

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Additional Manual do Information Produto be certain. 100-238-343 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com.

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com. MANUAL POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 wwwvickcombr POLICARBONATO COMPACTO O Policarbonato Compacto é muito semelhante ao vidro

Leia mais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais A mais nova geração do 1919 siawood clássico estabelece novos padrões no lixamento

Leia mais

Afiação de ferramentas

Afiação de ferramentas A UU L AL A Afiação de ferramentas Após algum tempo de uso, as ferramentas de corte geralmente se desgastam, apresentando trincas ou deformações na forma e nas propriedades. Devido a este desgaste, as

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções TN5 B/56 +55 (16) 33833818 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com.

bambozzi Manual de Instruções TN5 B/56 +55 (16) 33833818 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com. A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833818 bambozzi Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

Vylon Plus. A solução versátil. Recomendado para os segmentos: Vylon Plus (cores 21000591, 21000590, 21000583 e 21000589)

Vylon Plus. A solução versátil. Recomendado para os segmentos: Vylon Plus (cores 21000591, 21000590, 21000583 e 21000589) Vylon Plus A solução versátil. Vylon Plus (cores 21000591, 21000590, 21000583 e 21000589) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Corporativo Hotelaria Comercial Educação Vylon Plus é a solução versátil em

Leia mais

ADEPOXI 53 PRIMER TINTA DE ADERÊNCIA EPÓXI- ISOCIANATO- OXIDO DE FERRO- N- 2198

ADEPOXI 53 PRIMER TINTA DE ADERÊNCIA EPÓXI- ISOCIANATO- OXIDO DE FERRO- N- 2198 ADEPOXI 53 PRIMER TINTA DE ADERÊNCIA EPÓXI- ISOCIANATO- OXIDO DE FERRO- N- 2198 DESCRIÇÃO DO PRODUTO Primer de aderência epóxi isocianato alifático bicomponente. Especialmente desenvolvido para promover

Leia mais

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção ISO 9001:2008 VENTEC AMBIENTAL EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES LTDA Rua André Adolfo Ferrari, nº 550 - Distrito Industrial Nova Era - Indaiatuba - São Paulo

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200 Manual de Montagem, Operação e Manutenção Aparelho de Levantamento Série B200 Português Índice Página 1 Aplicação e características gerais 1 Aplicação e características gerais 3 1.1 Aplicação 3 1.2 Características

Leia mais

Corte com jato de água

Corte com jato de água A U A UL LA Corte com jato de água Você certamente já ouviu o ditado água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Então, furar pedra usando água você já sabe que dá, não é mesmo? Basta um pouco de

Leia mais

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO Este manual ajudará você a familiarizar-se com o seu Transportador de Carga Tracionário BYG. Facilitará também, possíveis manutenções periódicas. Recomendamos uma atenção especial para utilização do equipamento,

Leia mais

International Paper do Brasil Ltda.

International Paper do Brasil Ltda. International Paper do Brasil Ltda. Autor do Doc.: Marco Antonio Codo / Wanderley Casarim Editores: Marco Antonio Codo / Wanderley Casarim Título: Técnicas de Inspeção, Montagem, uso de Rebolos ( Esmeris

Leia mais

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455 Martelete Rotativo HR445- HR455 MANUAL DE INSTRUÇÕES Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. Fábrica Rua Makita Brasil, 00 Bairro Alvarengas - S. B. do Campo - SP - CEP: 0985-080 PABX: (0xx) 439-4

Leia mais

59 Brunimento, lapidação, polimento

59 Brunimento, lapidação, polimento A U A UL LA Brunimento, lapidação, polimento Apesar de todos os cuidados, as peças usinadas e mesmo as de acabamento em máquina, como é o caso da retificação, apresentam sulcos ou riscos mais ou menos

Leia mais

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO Pág.:1 MÁQUINA: MODELO: NÚMERO DE SÉRIE: ANO DE FABRICAÇÃO: O presente manual contém instruções para instalação e operação. Todas as instruções nele contidas devem ser rigorosamente seguidas do que dependem

Leia mais

Varredoras-aspiradoras com condutor sentado KM 90/60 R P

Varredoras-aspiradoras com condutor sentado KM 90/60 R P Varredoras-aspiradoras com condutor sentado KM 90/60 R P "Duro com a sujidade - fácil de utilizar"varredora de condutor sentado cómoda e extremamente compacta, com fiável motor Honda a gasóleo para a limpeza

Leia mais

MANUAL DO OPERADOR MÁQUINA DE SOLDA MIG 280 NMIG280

MANUAL DO OPERADOR MÁQUINA DE SOLDA MIG 280 NMIG280 MANUAL DO OPERADOR MÁQUINA DE SOLDA MIG 280 NMIG280 Máquinas de solda NMIG Nagano Parabéns pela compra da sua nova máquina de solda Nagano. Com esta unidade de soldagem, agora você pode experimentar muitas

Leia mais

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905 KIT Nº 1 KIT Nº 2 01 Bandeja Grande Ref.0.2823 01 Rolo de Espuma Pop 23 cm Ref.0.13 com cabo Ref. 0.2072 01 Rolo de Espuma Pop 09 cm com cabo Ref. 0.1109. 01 Rolo de Espuma Pop 05 cm c/ cabo Ref. 0.1105

Leia mais

Polias, Correias e Transmissão de Potência

Polias, Correias e Transmissão de Potência Polias, Correias e Transmissão de Potência Blog Fatos Matemáticos Prof. Paulo Sérgio Costa Lino Maio de 2013 Introdução Figura 1: Esquema de duas polias acopladas através de uma correia As polias são peças

Leia mais

Preparação de máquina

Preparação de máquina A U A UL LA Preparação de máquina A retificação é um dos processos de usinagem por abrasão. Basicamente, a retificação visa corrigir as irregularidades de superfícies de peças ou materiais submetidos a

Leia mais

tesa ACX plus o mundo das aplicações estruturais adesivas

tesa ACX plus o mundo das aplicações estruturais adesivas o mundo das aplicações estruturais adesivas Baseado em 75 anos de experiência na produção de fitas e soluções adesivas, a tesa tornou-se num dos fornecedores líderes mundiais em muitos campos de aplicação

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS E DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

Componentes de Desgaste Loctite Nordbak

Componentes de Desgaste Loctite Nordbak Componentes de Desgaste Loctite Nordbak Componentes de Desgaste Loctite Nordbak Prolongue a vida útil de instalações e equipamento industriais Para atacar os trabalhos de reparação industriais mais difíceis,

Leia mais

Composição de uma ferramenta elétrica

Composição de uma ferramenta elétrica ABC das Ferramentas (módulo II) Composição de uma ferramenta elétrica As ferramentas elétricas convencionais ou a bateria são compostas por 3 (três) partes básicas que são: 1. Estrutural Constituem a parte

Leia mais

Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos

Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos Manual Técnico Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos Manual Técnico Limpeza e Manutenção revisão julho/2015 1 Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos Revisão: Julho/2015 Este manual tem

Leia mais

Concurso Público para provimento de cargo efetivo de Docentes. Edital 24/2015 ENGENHARIA MECÂNICA Campus Santos Dumont

Concurso Público para provimento de cargo efetivo de Docentes. Edital 24/2015 ENGENHARIA MECÂNICA Campus Santos Dumont Questão 01 O registro representado na Figura 1 é composto por vários componentes mecânicos, muitos deles, internamente à caraça. Peças com essa característica são difíceis de representar em desenhos técnicos,

Leia mais

Fibras, Esponjas e Panos

Fibras, Esponjas e Panos 3M Soluções Comerciais Núcleo Profissional Fibras, Esponjas e Panos Food Service O mercado de Profissional é um dos que mais cresce no país e, com ele, cresce também a demanda por padrões cada vez mais

Leia mais

a solução em fitas de borda a solução em fitas de borda QUALIDADE MUNDIALMENTE RECONHECIDA.

a solução em fitas de borda a solução em fitas de borda QUALIDADE MUNDIALMENTE RECONHECIDA. w w w. p ro a d e c. c o m. b r A NOSSA EMPRESA 01 01 EMPRESA A Proadec é um dos líderes na produção e comercialização de fitas de borda em PVC e ABS* para móveis e arquitetura de interiores. A sua proposta

Leia mais

Bosch: concentração em cortes perfeitos.

Bosch: concentração em cortes perfeitos. Bosch: concentração em cortes perfeitos. O programa de discos de serra circular. Serras circulares, fresas 2 Vista geral Acessórios Bosch Programa de acessórios Vista geral Produtos inovadores e eficientes

Leia mais

DIVISÓRIAS SANITÁRIAS

DIVISÓRIAS SANITÁRIAS DIVISÓRIAS SANITÁRIAS As divisórias sanitárias Pertech não são apenas um conjunto estético e resistente de portas e painéis, mas principalmente, um sistema que fixa, suporta e articula estas peças verticais

Leia mais

Missão: Atender a necessidade de nossos clientes através da prática da melhoria contínua de nossos serviços e produtos

Missão: Atender a necessidade de nossos clientes através da prática da melhoria contínua de nossos serviços e produtos Fundada em 06 de Março de 1967, construída em uma área de 60 m² e com apenas dois funcionários, começou a fabricar rolos para pintura e desempenadeiras para massa fina. Pioneira no Brasil na fabricação

Leia mais

Conectores Elétricos Rotativos

Conectores Elétricos Rotativos Conectores Elétricos Rotativos Serior aos coletores escovas convencionais Blindado com rolamentos de esferas Maior confiabilidade, livre de manutenção Livre de ruídos elétricos Resistência de condução

Leia mais

Serras circulares. A forma dos dentes, bem como os ângulos de corte, variam com o tipo de operação e com a natureza do material que vai ser serrado.

Serras circulares. A forma dos dentes, bem como os ângulos de corte, variam com o tipo de operação e com a natureza do material que vai ser serrado. Serras circulares Serras circulares são discos dentados que trabalham em máquinas muito solicitadas em marcenarias, carpintarias e serrarias. Estas serras efetuam cortes longitudinais, paralelos, transversais

Leia mais

EMBALAGENS: Componente A Lackpoxi N 2288 Aluminio 10002969 Balde (20 L) Componente B Lackpoxi N 2288 componente B 10003000 (20 L)

EMBALAGENS: Componente A Lackpoxi N 2288 Aluminio 10002969 Balde (20 L) Componente B Lackpoxi N 2288 componente B 10003000 (20 L) LACKPOXI N 2288 DESCRIÇÃO DO PRODUTO: Primer epóxi poliamina bicomponente, pigmentado com alumínio. Tolerante a superfícies tratadas com limpeza manual ou mecânica. Revestimento anticorrosivo com alta

Leia mais

QUADRUM. Manual de instalação das Cubas

QUADRUM. Manual de instalação das Cubas Manual de instalação das Cubas QUADRUM Neste manual se encontram as informações para: Instalação da cuba. (Flush, Semi-Flush e por baixo) Instruções para manutenção do produto. Termo de garantia. Conheça

Leia mais

3 Kit Trizact Film - Polimento de Vidros

3 Kit Trizact Film - Polimento de Vidros 3 Kit Trizact Film - Polimento de Vidros Boletim Técnico Outubro/2001 Sistema para Recuperação e Restauração de Transparência de Vidros Microabrasivo Trizact TM Um dos maiores problemas enfrentados pelas

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SUPORTE ARTICULÁVEL DE PAREDE PARA PLASMA OU LCD MEDIUM 3A MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 Características: - Fixação na parede - Para Tv s e monitores Plasma ou LCD com padrão VESA 75x75, 100x100, 200x100 ou 200x200

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA INDUSTRIAL RETA ELETRÔNICA DIRECT-DRIVE SSTC7810M-D3. www.sunspecial.net.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA INDUSTRIAL RETA ELETRÔNICA DIRECT-DRIVE SSTC7810M-D3. www.sunspecial.net.br MNUL DE INSTRUÇÕES MÁQUIN DE COSTUR INDUSTRIL RET ELETRÔNIC DIRECT-DRIVE SSTC780M-D www.sunspecial.net.br Índice Informe de segurança Operações de Segurança Descrição do Produto e Especificações da Máquina

Leia mais

Capa de uso de PVC pigmentado, cargas minerais, carbeto de silício e bacteriostático. Fibra de Vidro coberta com PVC pigmentado

Capa de uso de PVC pigmentado, cargas minerais, carbeto de silício e bacteriostático. Fibra de Vidro coberta com PVC pigmentado TOTALSAFE TOTALSAFE DEFINIÇÃO Totalsafe* é um revestimento vinílico para piso, em mantas, com propriedade antiderrapante, flexível, composto de resina de PVC, plastificante, estabilizante, bacteriostático,

Leia mais

rimetal máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário Máquinas para Baterias

rimetal máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário Máquinas para Baterias máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário ÍNDICE INTRODUÇÃO Apresentação Dados Técnicos Cuidados Segurança Limpeza 2 3 4 5 6 MANUTENÇÃO Instruções Manutenção Preventiva REGULAGEM E AJUSTES

Leia mais

1. A Função da Vela de Ignição

1. A Função da Vela de Ignição 1. A Função da Vela de Ignição A função da vela de ignição é conduzir a alta voltagem elétrica para o interior da câmara de combustão, convertendo-a em faísca para inflamar a mistura ar/combustível. Apesar

Leia mais

PFERD. Tradição, tecnologia e inovação

PFERD. Tradição, tecnologia e inovação PFERD Tradição, tecnologia e inovação Fundada na Alemanha, em 1799, a PFERD é conhecida pela excelência na fabricação de ferramentas industriais e está presente em mais de 0 países. Com 6 unidades de produção

Leia mais

4 Materiais e Métodos

4 Materiais e Métodos 44 4 Materiais e Métodos Nesse capítulo estão apresentados os materiais e a metodologia de caracterização usada. Definido que o melhor material para fabricação da escova era o poliuretano derivado do óleo

Leia mais

ESTRUTURA CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS CONSTRUÇÃO EM COMPENSADO. 5 32 x 44. 4 32 x 68. 3 Serrado de. 6 Cavernas do meio do barco. 8 44 x 143 1.

ESTRUTURA CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS CONSTRUÇÃO EM COMPENSADO. 5 32 x 44. 4 32 x 68. 3 Serrado de. 6 Cavernas do meio do barco. 8 44 x 143 1. ESTRUTURA 17 18 Serrado de 20 x 193 CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS 5 32 x 44 14 16 x 143 4 32 x 68 3 Serrado de 32 x 143 3 Cavernas da popa ao meio do barco: 32 x 143 6 Cavernas do meio do barco até proa: 32 x

Leia mais