Manual de Operações. Versão 1.0. Janeiro/2009. Autor : Carlos Valotto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Operações. Versão 1.0. Janeiro/2009. Autor : Carlos Valotto"

Transcrição

1 Manual de Operações Versão 1.0 Janeiro/2009 Autor : Carlos Valotto 1

2 Indice Sistema DDEXPORT 01 Opções Parâmetros Acesso Integração DDExport x DDExport Transmissão Leitura Integração Padrão Transmissão Leitura Integração Numerário Tabelas De => Para Documento de Operação 02. Cadastros Exportador Fabricante Importador Grupo Importador / Exportador Agente de Carga Despachante Representante Corretora de Câmbio Companhia Seguradora Transportadora Departamentos Funcionários Filiais Veículos Banco Agência Conta Corrente 2

3 02.17 Embalagem Container Família de Produtos Produto Acessório Produto / Acessório Tipo de Despesa Condição Juros / Spread Forma de Crédito / Pagamento Regiões Assinaturas. 03. Tabelas Localidades Cidades Estados Paises Portos / Aeroportos Acordos Econômicos Normas da Federação Moedas Unidades de Medida Espécie e Volumes Natureza de Operação Vias de Transporte Paridade Finalidade da Mercadoria Modalidade de Transação Termo de Pagamento Incoterm Classificações Naladi NCM Siscomex Acesso ao Siscomex 3

4 Enquadramento de Operação Unidade da Receita Federal Instrumento de Negociação Posição de Follow-up Observação do Follow-up Textos Diversos Tipos de Documentos Recinto Alfandegado Carie Off Movimentação de Câmbio Tipo Status 04.Movimentação Proforma Pedido de Exportação Paletização Packing List Certificados Registro de Exportação Declaração de Despacho Declaração Simplificada Transmissão Registro de Exportação Consulta de RE Siscomex Declaração de Despacho Declaração Simplificada Configuração Reserva de Praça Instrução de Embarque Confirmação de Embarque Solicitação de Numerário Controle de Câmbio ACC/ACE Saque 4

5 04.18 Protocolos Custo Exportação Nota Fiscal Saída 05. Follow-UP Pedido de Exportação. 06. Relatórios 06.01Cadastros Empresas Produtos Follow-up dos Processos Relatório de Embarque Relatório de Câmbio Relatório de Produtos Exportados Relatório de ACC/ACE Rascunho / Fechamento ACE/ACC Ficha de Controle / Histórico Fechamento Câmbio Carteira Relatório de Controle de Processos Relatório de Faturamento / Carteira Relatório de Mercado Comissão de Agente 5

6 Introdução Prezado cliente Bysoft, Você acaba de adquirir um sistema para controle de Exportação para sua empresa. Neste material, você encontrará explicações de todos os recursos oferecidos pelo sistema, possibilitando a implantação na rotina de trabalho, otimização e melhor aproveitamento de tempo graças aos recursos automáticos que o sistema oferece. Grupo Bysoft 6

7 01 Opções Parâmetros Em parâmetros nós visualizamos as rotinas que podem ser alteradas na movimentação do Sistema, vejamos a primeira tela. 7

8 - Código Filial: Neste campo informamos o código da unidade operacional utilizado, é importante que este campo esteja preenchido. - Código do Grupo de Registro: Quando integrado o Sistema DDExport com o DDFinance, este grupo de registro será informado nos processos abertos no Financeiro, precisará ser verificado qual o grupo desejado para ser informado neste campo. - Usar Peso Bruto para Rateio de Frete no Pedido de Exportação: Podemos ou não utilizar o Peso Bruto para Rateio de Frete, caso seja clique nesta opção, caso contrário deixe em branco. - Diretório Integração: Caso utilize um integração poderá informar neste campo o caminho onde se encontra a pasta com o arquivo de entrada. - P.E. / PROFORMA Numeração Automática de Fatura: Podemos incluir Proforma ou PE com uma numeração automática, clique nesta flag caso deseje. - Quantidade de Dias para Cálculo da Data de Previsão de Chegada: Podemos já deixar informada a quantidade de dias para a Previsão de Chegada. - Quantidade de Dias para Cálculo da Data de Saída da Planta: Também podemos deixar informada quantidade de Dias para Saída da Planta. - Quantidade de Dias para Identificar Processos com Atraso: Identificador de processos em atraso. - Percentual de Cálculo de Corretagem Movimentação de Câmbio: Caso tenha um percentual Fixo de Corretagem poderá informar neste campo. - Path para Documento de Operação do Sistema: Neste campo podemos informar onde esta na rede os arquivos de relatórios para serem acessados. - Incluir Despesas no Cálculo de Processo com Incoterm EXW: Quando trabalhar com o Incoterm EXW, poderá incluir as despesas no calculo do processo. 8

9 - Não Recalcular Peso Bruto na PE: Caso não queira recalcular o peso na PE poderá clicar nesta opção. - Utilizar dados do Cadastro de Produtos na Integração Padrão PE (Leitura): Quando utilizado a Integração Padrão PE, poderá escolher se deseja ou não utilizar informações do cadastro de Produto. - Atualizar Dados de Cadastros na Integração Padrão PE (Leitura): Este parâmetro permite atualizar o cadastro com a integração. - Validar Preenchimento do Cadastro de Produtos: Com este parâmetro ativo, as informações que são importantes para o preenchimento da RE, o sistema irá apresentar uma mensagem informando que não foi informada. - Impressora Matricial Padrão: Impressora para emissão de Nota Fiscal. Palheta Geral 2 9

10 - Validar Preenchimento do Cadastro de Produtos: Marcando esse parâmetro o sistema não permite salvar o cadastro enquanto não forem informadas as informações necessárias solicitadas. - Replicar Código do Produto para Código Secundário Cadastro de Produtos: Marcado esse parâmetro o sistema replica o código do produto para o campo código secundário. - Avisar número de DDE repetido FLP na digitação: Marcado esse parâmetro o sistema avisa ao salvar um follow-up se tiver repetido o número do DDE em outro processo. - Avisar Número de Fatura repetido FLP na digitação: Marcado esse parâmetro o sistema avisa ao salvar um follow-up se tiver repetido o número da Fatura em outro processo. - Cálculo da Data de Vencimento do Câmbio Automático (Controle Câmbio): Marcado esse parâmetro o sistema calcula a data de vencimento automática do cambio conforme a forma de pagamento. - Cálculo Automático Taxa Deságio (ACC/ACE): Marcado esse parâmetro o sistema calcula automaticamente a taxa de deságio. - Consiste Valor das Parcelas no RE: Marcado esse parâmetro o sistema soma os valores das parcelas e consiste com o informado na capa do RE. - Não preencher automaticamente a quantidade na lista de fabricantes do RE: Marcado esse parâmetro o sistema não preenche automaticamente a quantidade informada no anexo no campo de quantidade do grid de fabricantes. - Desabilitar Guia Container no Packing List: Marcado esse parâmetro o sistema desabilita a guia Container que aparece no módulo de packing list. - Permitir Alteração de Valores e Pesos no Certificado (Ordem): Marcado esse parâmetro o sistema permite a alterar os valores e pesos dentro do módulo de Certificados. 10

11 - Path para Relatórios Externos: Serve para informar o caminho para os relatórios externos, ou seja, aqueles que são específicos conforme cada empresa. - Na Consulta de RE consultar apenas o último anexo: Na rotina que faz a consulta de RE quando marcado esse parâmetro o sistema passa a consultar apenas o ultimo anexo do RE ao invés de consultar todos os anexos. Palheta Geral 3 11

12 - Na geração do DSE a partir da PE considerar descrição do Produto em Português: Marcado esse parâmetro o sistema passa a considerar a descrição do produto em português informada no cadastro de produtos para gerar na DSE. - Unidade Operacional: Nesse campo é obrigatório informar a unidade operacional referente a empresa onde está instalado o sistema. - Permitir alteração do Peso Bruto da DDE: Com esse parâmetro o cliente poderá alterar o peso bruto da DDE, pois hoje o padrão é somar o valor de peso bruto das faturas vinculadas a DDE. - Quantidade de Casas decimais para o Peso Líquido: Criado parâmetro para que o usuário possa definir a quantidade de casas decimais o peso líquido será rateado, minimizando problemas nos módulos de certificado, DDE. - Permitir inclusão de NCM e Naladi sem cadastro no RE: Parâmetro para permitir que o usuário mesmo sem cadastro de NCM e NALADI possa incluí-lo no RE. Palheta Anexo da RE - Ordenar por NCM na impressão de documentos na PE: Caso marque essa opção o sistema ordenará a impressão dos itens da PE por NCM. 12

13 Aqui escolhemos as informações que poderão migrar para o anexo da Re, por exemplo, Descrição da Mercadoria Resumida ou Completa em Português, caso deseje mais alguma informação na descrição do anexo, basta clicar nele. - Informar texto padrão na geração de anexos da RE: Quando este campo estiver marcado, ao gerar um RE no Pedido de Exportação, será apresentada uma janela, a informação lançada será preenchida nas Observações do Exportador, em todos os anexos da RE. 13

14 - Substituir Unidade de Medida comercializada pela Unidade de Medida do NCM no RE: Marcado esse parâmetro o sistema substitui a unidade de medida comercializada pela unidade de medida informada no NCM na geração do RE a partir do PE. - Utilizar o Peso Líquido no campo 17a para unidade diferente de quilograma: Marcado esse parâmetro o sistema informa o peso líquido no campo 17 a de forma automática quando a unidade de medida for diferente de quilograma. - Trazer sempre aberto para preenchimento campo 17a: Marcado esse parâmetro o sistema deixa sempre aberto o campo 17 a para preenchimento. Palheta Processos 14

15 - Abertura de processo financeiro pelo Pedido de Exportação e Abertura de processo financeiro pelo Registro de Exportação : Estes dois parâmetros têm a mesma finalidade, quando ativos abrem automaticamente a referencia do processo no financeiro. - Abertura Automática P.E.: Estes parâmetros trabalham juntos, ativo o campo de Abertura automática PE, será habilitado os demais campos abaixo, no primeiro informaremos o Prefixo do processo, e o campo abaixo informaremos a numeração inicial. Quando o Campo Abertura Automática P.E. estiver marcado, será também habilitado os campos abaixo. - Abertura Automática de Processos na Integração Padrão e Abertura Automática de Processos na Solicitação de Numerário : que podem abrir referencia automática através da integração padrão e criar referencia automática na solicitação de numerário. - Abertura Automática de Proforma : Conforme o parâmetro acima do Pedido de Exportação, também para a Proforma, o Prefixo para a abertura automática e a numeração inicial. - Base de Cálculo Comissão Agente: Formação da Base de calculo para a comissão do Agente. - Abertura Automática de Reserva de Praça pelo Follow-Up: Como o próprio nome diz, podemos abrir uma Reserva de Praça a traves do Follow-up. - Abertura Automática de Saque na Inclusão do PE: Abertura do Saque através do PE. - Solicitar Código Processo na Leitura do PE Integração Padrão: Quando realizado a leitura do arquivo na integração padrão, o sistema poderá habilitar uma janela solicitando a referencia da PE. - Não considerar unidade de medida no agrupamento do certificado: Este parâmetro não considera a Unidade de Medida para o agrupamento no Certificado de Origem. 15

16 - Não permitir o cancelamento durante inclusão de processo: Marcado esse parâmetro o sistema não permite cancelar um processo durante sua inclusão, ou seja, obriga o usuário a salvar o processo para gerar a referência automática evitando a perda do número seqüencial da referência. Palheta Numerário / Custeio - Código SDA: Deverá ser informado neste campo o código da despesa para cobrança do SDA. - %SDA, Valor Mínimo e Valor Máximo: Percentual, Valor Mínimo e Valor Máximo para calculo de SDA. - Código ICMS: Código da despesa de ICMS. 16

17 Palheta Anexo da DSE - Geração de DSE agrupada: Caso esse parâmetro esteja marcado a partir de uma PE será gerado de acordo com os mesmos pré-requisitos já conhecidos de agrupamento de RE, será criada uma DSE agrupada, onde o usuário poderá parametrizar a quantidade máxima de NCM s e o valor máximo em dólares, sendo colocado hoje o parâmetro que o siscomex suporta. 17

18 É importante que seja preenchido na PE a taxa da moeda dólar(us$) e real(r$) da mercadoria. - Substituir Unidade de Medida comercializada pela Unidade de medida do NCM na DSE: Marcado esse parâmetro o sistema passa a considerar na geração do DSE a partir da PE a unidade de medida informada no cadastro do NCM ao invés de pegar a unidade de medida informada no item da PE. FOLLOWUP 2 Os campos desta tela são referente a criação de Posição do Follow-up de forma automatizada na integração de processos com DDFinance. INTEGRAÇÕES Guia destinado a parametrização de informações necessárias a integração de sistemas. Banco de Dados DDBL: Caminho e nome do banco utilizado pelo DDBL. ABERTURA DE PROCESSOS Configurações utilizadas para a composição da referência do processo de forma automatizada. DOCUMENTOS Nesta guia são configuradas despesas para composição de Protocolos específicos. 18

19 01.03 Acesso Ao acessar este módulo poderemos cadastrar os usuários que terão acesso ao sistema, clique na opção incluir, Informe o Nome do Usuário, depois informe o Login e a Senha, observará que abaixo estarão disponíveis os módulos do sistema que ele terá acesso, poderá definir quais módulos ele irá acessar. Veja a figura abaixo: 19

20 Estamos visualizando o usuário Administrador Bysoft, o acesso dele é total, a temos uma opção abaixo no canto a esquerda chamada Não Habilitar Opção de Designer de Relatórios e Documentos este parâmetro tira o acesso do usuário de alterar o Documento. - Habilitar integração DDBL (Envio): Habilita usuário para enviar processos ao DDBL (novos processos). - Habilitar integração ddbl (Reenvio): Habilita usuário para enviar processos ao DDBL (alteração). 20

21 01.04 Integração DDExport x DDExport Transmissão O Sistema DDExport realiza integração com ele mesmo, o seu funcionamento é da seguinte forma, temos primeiramente a opção Transmissão, esta opção possibilita a transmissão de um processo ao uma filial que também tenha o sistema, veja a tela abaixo. Para realizar a transmissão de um processo, basta selecioná-lo, clicar abaixo no campo Arquivos de Dados, informado onde deverá ser gerado o arquivo e com que nome, após basta clicar em exportar, será criado um arquivo com a extensão BYX. Basta anexar o arquivo criado em seu e enviar a pessoa desejada. 21

22 Leitura O Modulo de Leitura é bem semelhante, ao acessar o módulo será apresentado uma tela conforme abaixo. No Campo Arquivo de Dados você deverá localizar o arquivo desejado, depois clique na opção Importar, o processo será gravado automaticamente no Pedido de Exportação. 22

23 01.05 Integração Padrão Transmissão Semelhante ao módulo acima, porem poderá selecionar se deseja realizar a transmissão de uma Proforma, Pedido de Exportação ou Packing List, os demais procedimentos são semelhantes ao da integração DDExport x Ddexport. 23

24 Leitura Antes de realizar a Leitura, basta saber se o arquivo recebido é uma Proforma, Pedido de exportação ou Packing List, também os demais passos são iguais a Leitura Ddexport x DDExport Integração Numerário Veja a tela abaixo. A Integração de Numerário é específica, onde a sua finalidade é gerar um arquivo com as informações da solicitação de numerário. Selecione o arquivo desejado e clique no botão abaixo chamado Gerar, será apresentado uma janela solicitando um nome para este arquivo. Após informar o nome o arquivo é gerado com o nome e local desejado. 24

25 01.07 Tabelas De => Para Veja a tela abaixo. Nós podemos criar um Tabela De = Para de vários cadastros, basta selecionar o grupo que queremos, criar a tabela, depois informar o código, que será o código utilizado para a integração, depois deveremos informar o Código Externo para validar a tabela. 25

26 01.08 Documento de Operação Toda nova versão será disponibilizada um arquivo que será gravado na pasta de Reports, este arquivo mostrará todas as alterações que a ultima versão atualizada teve. Vejamos as noções básicas de uso ao sistema. Temos abaixo as ferramentas disponíveis nos menus do sistema E estas acontecem da seguinte forma: Incluir Alterar Excluir Salvar Cancelar Sair Desenhar (Template Manager) Imprimir - Este botão nos dá a opção adicionar mais de um modelo ao módulo que estamos utilizando, quando clicado com o botão direito do Mouse será apresentada a mensagem, clicando nesta opção poderemos adicionar os modelos de documentos a serem impressos. Este recurso é utilizado por módulo, ou seja, digamos que na Proforma você tenha dois modelos, um Espanhol e outro em Inglês, utilizaremos o Template Manager para adicionar estes modelos. 26

27 Clicaremos com o botão direito do mouse no desenhar,, depois clicaremos em, será apresentado uma janela semelhante a abaixo. Como pode observar já temos um modelo de documento criado, para adicionar os modelos clique no sinal de mais (+), clique no consulta on-line (pasta amarela) localize o seu modelo de relatório, depois informe o Nome para ele, este novo modelo ficará disponível na impressão com o nome que você informar, em cada módulo que visualizarmos no decorrer do manual primeiramente informarei o arquivo de relatório padrão, este arquivo terá uma extensão RTM, extensão utilizada pelo editor de relatórios. Dica: Como todos os sistemas Windows temos um botão que não é controlado pelo DDExport chamado fechar que fica na parte superior direita da tela. Este botão NUNCA DEVE SER USADO NO SISTEMA, pois ele encerrará TODO o processo independente do que você esteja fazendo. Observe: sempre que alguma alteração é solicitada pela estação ao servidor, o sistema Fecha a porta de saída obrigando assim o usuário a salvar ou cancelar a operação. Como Realizar uma Busca? Em qualquer um dos módulos do sistema, a tela inicial trata-se de uma lista com todos os registros cadastrados. Através desta lista o usuário pode procurar o registro e navegar sobre seus detalhes Esta procura pode ser feita de algumas formas: Selecionando um dos registros da lista e navegando com as setas de movimentação do teclado. Campo de Busca que fica localizado no canto superior Direito da tela. 27

28 1 Chave de organização 2 Campo para digitação A chave de busca é responsável pela organização dos dados na lista principal. Com ela você poderá organizar a lista do módulo aberto, na tentativa de encontrar a informação desejada mais rapidamente. Para variar a organização da lista basta selecionar o botão que fica ao lado da descrição e selecionar uma das opções que o sistema apresentará. Caso não encontre a informação apenas variando o campo Chave, você pode digitar as primeiras letras no campo ao lado para que o sistema filtre as informações para você. Importante: Sempre que houver a digitação de uma informação no campo de busca, o usuário deverá validar a digitação pressionando o <ENTER> no campo ou com o Mouse selecionando o botão de busca. Uma vez validada a busca o sistema irá apresentar na lista apenas o resultado da Busca, ocultando os demais registros do módulo. Atenção: Na tentativa de ajudar ainda mais os usuários, hoje o sistema mantém salvo (estação por estação), qual foi a ultima busca feita no módulo. Caso tenha a necessidade de voltar a 28

29 ver todos os registros basta limpar a informação digitada no campo e pressionar o <ENTER> ou selecionar o botão de busca que automaticamente todos os registros voltarão a aparecer. Como já citamos anteriormente, todo o sistema é baseado em pastas sendo a primeira delas uma lista principal. Nesta lista você encontrará informações úteis para facilitar o trabalho com o módulo. Na figura abaixo, demonstramos um exemplo de lista principal. Note que as principais informações do módulo são demonstradas na lista. Caso você precise de mais detalhes basta selecionar a pasta do lado que os detalhes aparecerão. Para visualizar os detalhes de um registro não adianta selecionar duas vezes o mesmo (Double Click), pois o sistema não irá mudar de tela. A única forma que temos de visualizar os detalhes é mudando de pasta. Dica: Você sabia que podemos movimentar as colunas de uma lista? Basta com o mouse selecionar a parte superior de uma coluna (onde o programa indica o nome) e arrastar para o 29

30 lado, colocando na ordem que achar mais adequada. Obviamente uma vez que a tela for fechada e reaberta, as colunas voltarão para sua posição original. Movimentação Uma vez selecionado o registro na lista principal e mudada a tela para os detalhes, a movimentação sobre os campos pode ser feita de 2 formas: 1 Campo por campo utilizando o Mouse 2 Com a tecla <TAB> do teclado Note na tela abaixo que temos basicamente 2 tipos de campos a serem preenchidos pelos usuários: O primeiro é um campo em aberto onde o usuário irá informar o dado que está sendo solicitado pelo sistema. Este campo tem uma característica de estar branco (conforme circulo 1 na figura a cima) O segundo é um campo fechado onde o usuário em um primeiro momento não pode digitar nele e tem a característica de ter a cor cinza (conforme circulo 2 na figura a cima) Este campo sempre é acompanhado por outro normalmente um campo código. 30

31 Isso acontece por que este campo está ligado a um cadastro. E se ele está ligado a um cadastro não faz sentido refazer a digitação desta informação uma vez que ela já foi cadastrada. Para os campos que estão ligados em cadastro tem 4 formas de preenchê-los sendo elas: 1 Caso a informação que você queira colocar já esteja cadastrada, basta preencher o código exatamente igual ao cadastrado (respeitando inclusive maiúsculas e minúsculas). 2 Caso você saiba que a informação está cadastrada, porém não lembra do código, basta selecionar com o mouse o botão de Consulta on-line que fica logo à frente. Note que ao selecionar a pasta, o sistema abrirá uma tela que é exatamente o cadastro do campo que você está trabalhando (onde se aplicam todas as regras citadas acima). Caso procure a informação e não a encontre, sem precisar sair do módulo você pode cadastrar agilizando assim o trabalho de digitação. 3 Caso seja um usuário que não gosta de trabalhar com o mouse e prefira trabalhar apenas com o teclado, temos a tecla F5, que tem a mesma função que a seleção da consulta on-line pela pasta. 4 Para finalizar, imagine que você saiba que a informação está cadastrada, porém não se lembra do código. Ao invés de pressionar a tecla F5 ou selecionar o botão de consulta, basta pressionar <ENTER> no campo código e o sistema irá mostrar uma tela semelhante a esta: Observe que o campo que estava cinza agora se abriu e uma lista amarela apareceu. Esta lista amarela na verdade é o cadastro do campo, porém de uma forma reduzida. Note que o cursor agora está aguardando você digitar algumas letras do registro que você quer encontrar. Para trazer o cadastro para a tela anterior basta posicionar sobre um dos itens da lista e pressionar o <ENTER> novamente. Importante: O <ENTER> é um recurso de teclado. Não adianta pressionar o <ENTER> e depois com o mouse selecionar duas vezes sobre um registro que o sistema não irá entender sua instrução. Dica: Se por acidente você pressionar a tecla <ENTER> em um campo que não desejava, basta pressionar a tecla <ESC> que a lista amarela irá sumir. 31

32 Teclas de Atalho Como já citamos nos tópicos a cima, hoje o sistema possibilita mais de uma forma de fazer uma atividade e chegar ao mesmo resultado. Foi pensando nisso que a Bysoft desenvolveu algumas teclas de atalho para as rotinas mais comuns, para aqueles usuários que não gostam de trabalhar com o mouse são elas: 1 <F5> - Consulta On-line de um campo que tem origem em um cadastro. Faz a mesma função do botão consulta. 2 - <ENTER> - Um consulta rápida. 3 - <Page-Down> e <Page Up> - Teclas de movimentação de pastas. Ao invés de movimentas as Pastas com o mouse, você pode utilizar estas duas teclas para avançar e retroceder na movimentação do Mouse. 4 - <CTRL + Del> - Em Listas internas (para maiores informações vide tópico 7 deste manual) caso você tenha incluído uma linha errada, a utilização destas duas tecla sobre o item irá apagá-lo. 5 - <ALT> - Note que na Barra de Menu, todas as opções estão com uma letra sublinhada. A associação da tecla <ALT> com a letra sublinhada no meu, irá executar a operação. Ex: <ALT + I> no menu que estamos apresentando a cima, incluiria um registro. Veremos os cadastros do Sistema. Para evitarmos que os usuários digitem as mesmas informações, várias vezes o sistema possui um cadastro. Este cadastro, bem organizado e completo, reduz muito o tempo de digitação e controle de um processo. Não convém neste material Explicar cada campo de cada cadastro uma vez que a maioria deles é auto-explicativo (como por exemplo, os campos nome, endereço, telefone). Mediante este fato estaremos apenas mostrando os principais cadastros e suas particularidades. CUIDADO: Os sistemas da linha Door to Door são integrado, ou seja, se um usuário fez um Processo no sistema que ele utiliza, com certeza este cliente já estará cadastrado, então antes de você incluir um novo cliente, deverá realizar a Busca verificando se o mesmo não está castrado. 02. Cadastros Exportador 32

33 Neste Cadastro iremos lançar os Exportadores, os campos são auto-explicativos, iremos esclarecer somente o ultimo campo da tela de Informações Básicas, que tem por finalidade vincular um Logo para a impressão nos Documentos, basta teclar em incluir que o campo Logotipo (BMP) ficará ativo, depois basta associar este logotipo no documento. Na palheta ao lado chamada Parâmetros Globais, temos vários parâmetros, iremos explicar somente os que o nome não deixa claro o seu significado. 1 Considerar valor Unitário nos itens para quebra de anexos Legislação que diz que acima de 50 US$ no valor unitário por item quebra anexo ao Gerar RE. 2 Gerar arquivo texto do WEBTRACK, esta opção marcada disponibiliza as informações deste Exportador para o Sistema DDWebtrack. 33

34 02.02 Fabricante Cadastraremos o Fabricante da mercadoria Importante quando cadastrá-lo não deixar de informar o seu CNPJ Importador Neste cadastro temos um campo chamado Grupo, onde podemos criar um Grupo para determinados Importadores para filtros em Relatórios Grupo Importador / Exportador Cadastraremos os Grupos, cadastros simples somente o código e a descrição Agente de Carga Agentes de Carga, Informativos para o processo Despachante Despachantes para emissão de SDA Representante Representantes, Comissionados Corretora de Câmbio Neste cadastro temos somente campos informativos quanto ao cadastramento da Corretora. 34

35 02.09 Companhia Seguradora Neste cadastro temos somente campos Transportadora Iremos cadastrar as transportadoras Aéreas, Marítimas e Rodoviárias Departamentos Caso mais de um departamento assine os documentos, poderemos cadastrá-los e vinculá-los nos documentos Funcionários Cadastro de Funcionários - Semelhante ao Cadastro de Departamentos, pode cadastrar os funcionários que assinam os documentos Filiais Cadastro de Matriz e Filial - Informação importante para o Banco de dados do Sistema, tem por finalidade separar os processos de mais de uma Unidade Operacional Veículos Cadastro de Veículos - Pode ser utilizado para cadastramento de caminhos com suas dimensões Banco Este cadastro compartilha informações com o sistema DDFinance, então não apague os Bancos cadastrados caso não utilize, informação para o Controle de Cambio. 35

36 02.15 Agência Cadastro de Agências Bancárias - Será feita a vinculação da agência junto ao Banco correspondente neste momento Conta Corrente Vinculação neste momento da Conta Corrente a Agência Embalagem Veja tela abaixo. 36

37 Estes são os campos disponíveis no cadastro de embalagem, onde podermos lançar a descrição da embalagem, as dimensões, Peso, e demais campos caso tenha Container Dificilmente os Container s irão se repetir nos embarque, caso tenha a necessidade poderão ser cadastrados Família de Produtos Podemos criar um cadastro de Família de Produtos, um agrupamento de produtos, informação para filtro em relatórios Produto No cadastro de produtos temos três telas, vejamos a primeira, Informações Básicas. 37

38 Temos um campo chamado Código que seria o código real do produto, o part number, e ao lado temos um outro campo chamado Código Secundário, que seria um segundo código para o produto, caso tenha. Depois iremos lançar as informações que tivermos do Produto, caso tenhamos uma Família para o Produto, NCM, Naladi, Moeda do Unitário e demais informações, caso não tenhamos as informação solicitadas, deixe o campo em branco, exemplo: temos um campo chamado Código de Entrega, temos um campo que precisa ser impresso na Fatura ou é importante para a RE, não é, não utilizamos, então deixe o campo em branco. Próxima Palheta, Certificados. Nessa palheta ficam os campos que devem ser preenchidos no cadastro de produto, referente ao módulo de certificados do sistema. Próxima Palheta, Descrições. Como pode observar temos a opção de informar as descrições em Português, Inglês e Espanhol, a descrição será apresentada conforme o idioma do Processo. 38

39 Próxima Palheta, Embalagens Adicionais. Caso tenhamos mais de uma embalagem para o produto, podemos laçá-la e a mesma poderá ser apresentado no módulo necessário, basta o formulário estar ajustado Acessório Cadastro simples - Trata-se de acessórios de produtos. Pode ser informado somente um código, o nome do acessório, valor unitário, e o país do produto Produto / Acessório Neste cadastro vincularíamos o Acessório ao Produto, na tela de informações básicas será demonstrado o produto, abaixo terá um Grid que acessa o cadastro de acessórios Tipo de Despesa Neste cadastro lançaremos as despesas que serão cobradas na solicitação de Numerário, caso tenha umas despesas que seja sempre cobrada poderá na opção Default informar s Condição Juros / Spread Informação utilizada no módulo de Câmbio, cadastramento de taxas e juros Forma de Crédito / Pagamento Utilizado no módulo de cambio, cadastramento de formas de pagamento. 39

40 02.26 Regiões Cadastros simples - Podem ser utilizados para filtro em relatórios Assinaturas. Responsável que irá assinar os documentos Fornecedor. Fornecedor do lançamento das despesas que irão para o DDFinance. 03. Tabelas Localidades Cidades A Maioria das Cidades já esta cadastradas, porem caso falta alguma deverá cadastrar Estados Os estados nacionais estão cadastrados, porem, os internacionais não estão, caso queira cadastrá-los poderá o fazer Paises Para a transmissão de Re ao Siscomex, o cadastro de Paises deverá conter quatro dígitos, aqui estão completos Portos / Aeroportos Neste cadastro iremos cadastrar todos os Portos / Aeroportos, estes devem ser vinculados a uma cidade, caso a cidade não esteja cadastrada, deveremos cadastrar nesta ocasião. 40

41 03.05 Acordos Econômicos Deveremos cadastrar no campo de descrição, todas as descrições dos acordos utilizadas para o preenchimento nos documentos utilizados Normas da Federação Normas utilizadas no Certificado de Origem Moedas Cadastro de Moedas, com suas siglas Unidades de Medida Unidades de Medidas conforme o Siscomex, deverá preencher as suas siglas Espécie e Volumes Tipos de Volumes, caixas, pallet s e outros Natureza de Operação Informação para Nota Fiscal Vias de Transporte Caso em algum documento exista a necessidade de demonstração da descrição da Via de Transporte em outro idioma a não ser o Português, nesta tabela nos dá este recurso. 41

42 03.12 Paridade Neste módulo podemos lançar as paridades mas somente para consulta Finalidade da Mercadoria Informação da Re, uso ou não uso Militar Modalidade de Transação Forma de pagamento conforme o siscomex. 42

43 03.15 Termo de Pagamento No Cadastro de Termos de Pagamento temos várias informações importantes: O Campo Termo de Pagamento será um campo informativo para sua localização. 43

44 A Periodicidade se informada neste campo, poderá migrar automaticamente do Pedido de Exportação para a Re, quando Gerada do Pedido, isso também vale para o campo Enquadramento de Operação. Pode observar que temos abaixo um campo informar Português, Inglês e Espanhol, conforme o Idioma do Processo, o sistema puxará a descrição do Termo de Pagamento destes campos, caso não esteja informado a descrição não será apresentada no Pedido de Exportação Incoterm Os incoterms comuns já estão cadastrados nesta tabela Classificações Naladi Nesta tabela teremos os Naladi s, e também o campo para lançar a descrição do Naladi em Português e Espanhol para a emissão dos Certificados NCM No cadastro de NCM, temos a opção de informar a descrição Português e Espanhol, completa do NCM que poderá ser apresentada no formulário de Certificado Siscomex Acesso ao Siscomex Cadastramento de Login e senha para conexão com o Siscomex Exportação Enquadramento de Operação Enquadramentos utilizados no módulo de RE. 44

45 03.19 Unidade da Receita Federal Cadastro de Unidade da Receita Federal Instrumento de Negociação Informação utilizada no módulo de Re Posição de Follow-up Posições do Follow-up, utilizada no módulo de follow-up Observação do Follow-up Cadastro de Observações do Follow-up, disponível no módulo de Follow-up Textos Diversos Cadastro de Textos, habilitado em vários lugares do sistema, como Solicitação e Numerário, Pedido de Exportação e outros Tipos de Documentos Documentos utilizados para o módulo de Protocolos / Borderô Recinto Alfandegado Como o próprio nome já diz, tabelas de Recinto Alfandegado Carie Off Tabela tendo código e descrição, podendo ser utilizada na Emissão da Fatura. 45

46 03.27 Movimentação de Câmbio Tipo Tipo de Cambio, utilizado para o módulo de Controle de Cambio Status Status utilizado para demonstrar a posição do controle de cambio, podendo estar Aberto, Fechado ou Quitado, caso esta tabela esteja em branco, poderá lançar estas três posições Proforma Relatório padrão utilizado Proforma.rtm. Veremos inicialmente a Abertura da Proforma, porem o Pedido de Exportação é bem semelhante, então as informações que não forem comuns iremos detalhar. Após clicar no menu Movimentação, Proforma, clique no Botão Incluir a esquerda para se incluir uma nova Proforma, será apresentada a mensagem abaixo, deverá ser informada a referencia interna para ao processo (Referencia da empresa). Após, é só clicar no botão OK, para confirmar o cadastramento desta referencia e iniciar o preenchimento da Proforma. Deverá preencher os campos conforme as informações solicitadas, um dos campos específicos que nos teremos na tela de informações básicas é o de Representante, vejamos a sua finalidade. 46

47 Caso na RE tenhamos algum representante comissionado podemos informá-lo neste campo, a forma de Pagamento, e o percentual de comissão, quando gerado a RE, o valor da Comissão já estará rateado de acordo com os anexos, caso tenha um valor diferencia de comissão por itens, deverá informar o percentual de comissão nos itens. Quando montamos a Proforma podemos informar o Idioma que será impresso o documento, vale ressaltar que o sistema não realiza nenhuma espécie de tradução, mas em alguns cadastros temos a opção de informar as descrições em Português, Inglês e Espanhol, idiomas padrões para impressão de documentos de exportação. No Campo Termo de Pagamento, devemos cadastrar a forma de pagamento essa informação será apresentando conforme o idioma da Proforme / PE, (informação do Tópico acima que acabamos de ver), Caso não seja demonstrada a descrição do Termo de Pagamento, poderá verificar que a mesma não esta cadastrada no cadastro de termo de pagamento, após cadastrá-la basta selecionar novamente o idioma do processo que será atualizado o campo conforme a Descrição do Termo cadastrada. - Pedido Importador: O Campo Pedido do Importador referisse a referencia do processo ao Importador. - Data da Disponibilidade: Data de quando estará disponível a mercadoria. - Tempo de Entrega: Prazo para entrega, campo informativo. Temos ainda dois botões na tela de informações básicas, o primeiro é Gerar PE. Após a Proforma digitada poderemos utilizar esta opção para realizar a transferência da Proforma em Pedido de Exportação esta opção só esta disponível da Proforma, veremos como ela funciona: 47

48 Com a Proforma toda digitada, iremos clicar no botão Gerar P.E., iremos clicar no botão incluir será demonstra uma tela semelhante à abaixo: O numero a ser informado deverá ser o do Pedido de Exportação, irei informar PE001/04, após é só clicar em OK. Depois de ter clicado no botão OK, será apresentada a tela abaixo, demonstrando os itens da Proforma. 48

49 Você pode baixa e várias formas os itens da Proforma para a PE, o primeiro é clicando no botão Baixa Total dos Itens da PE, quando clicado neste botão será apresentada a mensagem de abaixo: Quando clicado em YES, todas as informações desta Proforma serão transportadas para o PE. Caso queira Estornar esta transferência, deverá clicar no item desejado e clicar neste botão, caso queira Estornar toda a Proforma que já foi transferida para o PE, basta excluir a PE. Ainda temos o recurso de Baixar quantidades parciais da Proforma para vários PE s, quando clicado no Botão Gerar PE na tela de informações Básicas da Proforma, clique em incluir normalmente e informa a referencia a ser inclusa no PE, será demonstrado os itens da Proforma, deverá clicar com o mouse duas vezes no item desejado, será apresentada a tela abaixo, no Campo Quantidade a Baixar deverá informar a quantidade do item a ser baixado. 49

50 E assim deverá fazer com todos os itens deste PE, quando finalizar pode sair normalmente ou pode no mesmo momento transferir os itens restantes para outro Pedido, basta clicar no Botão incluir, ou caso já tenha saído da Proforma, basta clicar no botão Gerar PE nas Informações Básicas da Proforma e continuar a sua transferência até finalizar o saldo. E o outro botão é o de Duplicar Proforma, este recurso pode ser muito utilizado, basta selecionar uma Proforma existente, clicar no Botão Duplicar Proforma e informar a nova referencia após é só clicar em salvar, sua nova Proforma já esta pronta, agora basta alterar as informações que forem diferentes da Proforma original. 50

51 Aqui vemos a tela de Informações Básica, iremos para a tela de Informações Complementares. Nesta tela, temos alguns campos que não podem ser preenchidos, estes campos são campos calculados, serão preenchidos após os lançamentos dos itens no Processo. O Primeiro campo a esquerda chama-se Marcação de Volumes, neste campo informamos a marcação do exportador e na seqüência no próximo campo podemos informar alguma Observação de Embalagens, estes campos podem ser impressos na Fatura. 51

52 Temos uma rotina bem útil tanto na Proforma quanto na PE, para realizar o rateio de Peso Liquido e do Peso Bruto. Como pode observar na figura acima temos uma Flag no inicio da frase Fazer Rateio do Peso tanto para o Peso Liquido como par o Peso Bruto, quando clicada nesta flag será habilitado o campo abaixo chamado Peso Líquido Total ou Peso Bruto Total de acordo com a flag habilitada. Ainda na frente do campo Fazer Rateio do Peso..., temos outro campo que pode ser escolhida a forma do rateio, pela Quantidade do Item ou Valor do Item, opções para o rateio do Peso Líquido, e para o Rateio do Peso Bruto acrescemos a opção de realizar o rateio também pelo Peso Líquido Item, este opção é aconselhado quando se tem o Peso Liquido e não se tem o Bruto, assim o Peso Bruto ficará um pouco maior que o Líquido. Estas opções podem ser utilizadas quando não temos o valor Peso Liquido/Bruto por item. Também temos nesta tela os campos para informar o valor do Frete, Seguro, percentual de Desconto ou Despesa, caso queira informar alguma despesa, deverá clicar no quadrado branco abaixo da palavra Despesa, será disponibilizar um campo consulta on-line que quando clicado abrirá o cadastro das despesas, caso queira apagar uma despesa deste grid, basta pressionar primeiramente a tecla CTRL sem soltá-la, tecle DELETE. 52

53 Após as informações preenchidas veja a tela como ficou conforme exemplo abaixo. Próxima Tela chama-se Informações Complementares 2; Em seus primeiro campos temos as informações de Carta de Crédito, Banco Carta de Crédito, Banco Fechamento de Câmbio, estes campos só serão preenchidos quando tivermos Carta de Crédito. Na seqüência temos o campo para informar o Agente de Carga e o Despachante, o Agente de Carga é informativo da ser apresento somente na impressão de algum documento, como Fatura, Borderô, Relatório, já o campo Despachante, temos as informações para a impressão do SDA, mas só podemos imprimir o SDA a partir do PE. Veja a figura abaixo: 53

54 Estes três campos, Consignatório, Notificado 1 e Notificado 2, terá uma campo informativo na frete dele conforme a figura demonstra acima, assim poderemos escolher quem é a pessoal responsável em cada situação, por exemplo, no Consignatório, caso você informe que é o Importador, automaticamente será preenchido o código do Importador da tela de Informações Básicas, e assim também para os demais campos. - Licença de Importação: Caso o processo tenha uma LI, poderá informar o número neste campo. - Veículo: Neste campo podemos informar o Nome do Navio caso do Marítimo, Número Viagem Aéreo e assim por diante. - Frete Internacional Embutido: Caso estejamos trabalhando com um incoterm que seja Custo e Frete, este campo ficará habilitado, teremos que marcá-la para indicar que o valor do Frete esta embutido no valor da mercadoria, assim quando for Gerada a RE, seja diferente o valor da mercadoria na Condição de Venda do valor do Local do Embarque. - Seguro Embutido: Semelhante ao parâmetro acima temos que informar quando o valor do seguro esta embutido no valor da mercadoria. - Funcionário: Caso tenhamos mais de uma pessoa que pode assinar os documentos, irá perceber que em vários módulos temos este cadastro, assim informaremos o funcionário que irá assinar o documento. A Próxima tela Chama-se Lista de Itens, mas iremos vela somente após a digitação dos itens. Vamos direto para a palheta Itens, nesta lançamos os produtos da Exportação, lembrando que estamos fazendo a Proforma e que a tela do Pedido de Exportação é idêntica, iremos lançar os itens depois importar a Proforma para Pedido de Exportação. Logo no início da digitação dos Itens temos um campo Chamado Referencia Exportador e Referencia Importador. Nestes campos poderá ser informada a referencia do processo caso esteja embarcando mais de um pedido do importador, e esta informação precise ser descrita na Fatura na mesma linha dos itens. 54

55 Veja algumas teclas de navegação dos itens. Este botão retrocede ao primeiro item. Retrocede ao item anterior ao posicionado. Avança ao Próximo item. Avança para o ultimo item. Inclui Itens Este é muito Importante, para se Excluir um Item. Após a inclusão um novo item, este botão tem por finalizada cancelar caso a inclusão tenha ocorrido por engano. - Produto: Quando clicado na consulta on-line deste cadastro, será aberto o cadastro de produtos, nele iremos informar o código do produto, realizando o vinculo para a inclusão de um novo item. - NCM e Naladi: NCM e Naladi do item, informação importantíssima para a Re. - Unidade: Unidade Comercializada do produto se é em Unidade, Peças, Kilograma Liquido. - Quantidade: Quantidade do item a ser mencionado na fatura. - Valor Unitário: O Valor unitário do Item exportado. - EXW Item: Valor total do Item, o sistema realizará o calculo de Quantidade x Valor Unitário = EXW Item. - Descrição Comercial Mercadoria: Neste campo será apresentada toda a descrição da Mercadoria que será impressa no documento ( Fatura ), porem no cadastro de produto nos temos as descrições padrões para serem informadas, caso esteja montando uma Fatura em Inglês e a descrição do seu produto não esta cadastrada, não será apresentado nada neste campo de descrição, a descrição em português se torna obrigatória para ser a descrição apresentada a RE. 55

56 - Peso Líquido Unitário: Neste Campo informamos o valor Unitário do Peso liquido do Produto, o sistema realizará o calculo, Peso liquido Unitário x Quantidade = Peso liquido Total, caso o seu Peso Líquido seja igual à Quantidade, deverá informar o Valor de um (1) no campo Peso Líquido que será informado o valor da quantidade no campo do Peso Líquido Total. - % Comissão: Caso tenha um Percentual de Comissão por item a ser informado, então lançamos o percentual no item indicado. - Finalidade: Qual é a finalidade do produto, Uso Militar ou Não Uso Militar, informação para a RE. - Estado Produtor: Estado produtor da Mercadoria, informação para a RE. - Volume: Quantidade de Volumes, para cálculos de SQFT e SQMT. - SQFT Unit.: Utilizado para calculo de Pés Quadrados, deverá informar os volumes no campo acima, após a quantidade no campo SQFT Unit. O sistema fará o calculo de Quantidade de Volumes x SQFT Unit., a quantidade calculada será apresentado no campo de Quantidade e EXW Item, campos visto acima. - SQMT Unit.: Cálculo utilizado para Metros quadrados, deverá informar a quantidade de Metros no campo volumes e o valor neste Campo. - SQMT Total: SQMT Total será calculado o valor total. - Embalagem: Aqui temos a opção de informar o peso e dimensão da embalagem que esta transportando o produto, sendo a diferença do Peso Liquido para o Peso Bruto o valor da embalagem, temos duas opções, a primeira solicitar um rateio de Peso Bruto, assim automaticamente será informado o Peso Bruto nos itens, ou a segunda opção, que é cadastrar a embalagem, veremos agora o seu calculo. - Classif. Embalagem: Campo informativo do cadastro de embalagem, caso a embalagem do produto tenha uma classificação. 56

57 - Qtde. por Emb: Caso necessite realizar um calculo de valor por embalagem, poderá informar a quantidade de itens de cada embalagem, o sistema irá realizar o seguinte calculo, Qtde por Bem. X Valor Unitário = Valor por Embalagem. - Valor por Embalagem: Campo à demonstrar o valor por embalagem, calculo acima. - Total de Pallet s: Campo informativo a ser preenchido que poderá demonstrar o Total de Pallet. O Sistema também calcula a Cubagem do item, mas para isso ele utiliza vários campos, o Calulo é Comprimento x Larg.x Altura x Qtde.Embalagem = Cubagem. - Certificado de Origem: Caso tenha um produto que não necessite de Certificado, ao desmarcar esta Flag, e Incluso o Certificado, o item não será apresentado. - Peso: Este campo demonstrar o valor da Embalagem que será somado o Peso Bruto do Item, será multiplicado pela quantidade de embalagens. - Código Entrega: Caso o produto tenha um código de entrega para ser demonstrado na Fatura. - Nr. Inv. SAP: Número de Invoice, utilização específica. - Nr. DA/Data DA: Numero de DA/Data de Registro. - Dt. Fabric.: Data de Fabricação do Produto. - Dt. Pedido: Data do Pedido do Importador, caso esteja Exportando mais de um Pedido no mesmo Embarque. - Dt. Faturam.: Data Faturamento, para o Faturamento, esta data não integra com o DDFinance, mas é um campo especifico para integração. - Dt. Edição: Caso o Produto tenha Data de Edição e necessite ser demonstrado na Fatura. 57

58 - País: Neste campo pode ser informado o destino final do Produto, informação poderá ser demonstrada na Fatura. - Status (em aberto, cancelado, faturado total): Podendo informar uma posição do processo, quanto ao faturamento, informação não migra do Financeiro, mas tem a utilização especifica. Depois de termos lançados os itens da Proforma, poderemos visualizar a palheta Lista de Itens, nesta palheta serão demonstrados todos os itens lançados em nossa Proforma. 58

59 04.03 Pedido de Exportação Relatório padrão utilizado Fatura.rtm. Clicando em Movimentação Pedido de Exportação ou pelos atalhos da tela, clique no botão PE. Você verá que as informações do Pedido de Exportação são iguais as informações da Proforma, caso tenha alguma dúvida retorno ao tópico Proforma. Clique primeiramente no Botão Incluir, será apresentada uma tela solicitando a referencia, informe a referencia de seu Pedido, veja exemplo abaixo: Irá perceber que temos quatro botões no canto superior a direita que não tínhamos na Proforma, estes são: - Imp. Proforma: Caso queira ainda temos um recurso para importar os dados da Proforma para o PE, basta clicar neste botão, será apresentado uma lista com todas as Proformas, selecione a desejada e após clique no botão OK. - Duplicar PE: Este botão permiti duplicar um PE existente, caso queira realizar a duplicação de um PE, basta estar no processo desejado, clicar no botão Duplicar PE, será apresentada uma tela solicitando a referencia de sua PE, tela semelhante a da inclusão de Pe, informe a sua referencia e clique em OK. Caso existir poderá também duplicar o packing list referente a este processo. - Gerar D.S.E.: Após o Pedido de Exportação estar preenchido, caso queira Gerar um DSE, basta clicar neste bào e as informações lançadas nesta tela serão migradas para o módulo de Declaração Simplificada de Exportação. - Gerar R.E.: Quando o PE estiver preenchido, basta clicar no botão Gerar RE, que automaticamente será gerado a RE, respeitando todos os fatores de quebra existente na exportação para quebra de Anexos. 59

60 A última guia após os Itens chama-se Container: Neste Grid, podem ser informados os container s que estarão relacionados ao nosso processo e os volumes que estão no container. Os demais campos foram explicados no Módulo e Proforma, qualquer dúvida consulte o Módulo anterior. 60

61 Veja o modelo da Fatura abaixo: 61

62 04.04 Paletização Relatório padrão utilizado Pallet.rtm. Este módulo tem por finalidade verificar a área utilizada pelos Pallet s. A maioria das informações migra do Pedido de Exportação, veremos a sua primeira tela. Acima as informações básicas do volumes do processo 62

63 Tela de Itens: A cada item terá que informar a Quantidade de Bem e o último pallet, após basta salvar o processo, clicar na calculadora e gerar o documento disponível Packing List Relatório padrão utilizado Packing List.rtm. Ao acessar este módulo deverá incluir, será apresentada uma janela conforme a da Proforma e do Pedido, esta janela é padrão em todos os módulos, deverá informar a Referência do Pedido de Exportação e após clicar no botão OK. 63

64 Será apresentada uma tela conforme abaixo: Observamos que nesta tela temos alguns campos informativos, basta preenchê-los que estes podem ser apresentados na impressão do Packing List, basta no modelo do Packing List, estar com o campo informado, esta já é a parte da configuração dos documentos. O Conceito do Packing List para o sistema DDExport é que temos uma mercadoria é que a mesma tem que estar pelo menos em uma Caixa ( Volume), pode observar que a próxima palheta chama-se Lista de Caixas ao lado Caixa, na palheta Caixa incluiremos os volumes da nossa mercadoria, e na Lista de Caixas visualizaremos as Caixas Inclusas. 64

65 Veremos a palheta Caixa. O campo Pallet Nº é um campo texto, nele você pode informar a quantidade inicial a final de volumes que terá. Tipo de Embalagem: Informamos a embalagem com suas medidas, essa é a informação básica para ser informada para a montagem de um Packing List. Pallet: Também informação do Cadastro de embalagem, se desejada para ser apresentada no Documento de Packing List. As demais informações são informativas que também podem ser apresentadas no documento do Packing List. 65

66 A Próxima Palheta é a de Container: Caso queira descriminar os Container s em seu Packing List, poderá fazê-lo agora, basta clicar no campo abaixo a descrição Container e informar o número, Tara, Lacre, Peso Líquido, Peso Bruto, Fardos, para acrescentar mais um container basta clicar com o teclado com a seta para baixo será disponibilizado mais uma linha para lançar mais um container. Vamos pular a palheta Lista de Itens, que irá demonstrar os itens lançados e vamos para a palheta itens para incluir os itens, vejamos como é o seu funcionamento: 66

67 Quando chegar nesta tela, tecle em seu teclado a tecla F12, para habilitar a inclusão de itens, após clique no campo Produto, tecle ENTER e será demonstrada a lista dos Produtos informados no Pe, escolha o seu item teclando ENTER, o campo Quantidade que esta sendo apresentado na tela a esquerda, esta aberto para informar uma quantidade, na mesma linha a direita temos um outro campo chamado Quantidade PE, este campo irá demonstrar a quantidade do Produto disponível na PE, temos ainda a quantidade baixada, e o saldo do item, você poderá fazer uma baixa parcial de um item, caso o mesmo não esteja em mais de uma caixa. Os campos Peso Bruto e Peso Líquido serão rateados de acordo com o a quantidade baixada do item, os demais campos são informativos, Lote, Quantidade Embalagem, Data Fabricação, Data Validade e Data Edição. O dados referente a Chapa são utilizados para exportadores deste tipo de material. Após lançar o primeiro item tecle F12, para incluir o próximo, e quando terminar de incluir os itens desta caixa, poderá voltar na lista de Caixas, incluir mais uma caixa, após na palheta Itens e lançar os itens até finalizar a baixa dos itens, ai é só imprimir o relatório. Vale a pena ressaltar que, para as informações sejam impressas de acordo com o formato desejado, o formulário tem que estar ajustado Certificados Relatório padrão utilizado Bolivi.rtm, Chile.rtm, Mercosul.rtm, Form-A Capa.rtm, Form-A itens.rtm, Comum.rtm, Aladi.rtm Semelhante aos demais módulos, deverá incluir e informar a referencia da PE, porém você encontrará uma janela semelhante a janela abaixo. 67

68 No Campo processo você informará a referencia de seu Pedido de Exportação, agora veremos os demais parâmetros: - Trazer valor líquido (sem acessórios): Existe um cadastro de Acessórios que podem estar sendo vinculado ao produto, este parâmetro verifica se deseja trazer o valor somente do produto, sem o acessório. - Peso Líquido Item na Descrição Ordem: Caso deseje que o valor do Peso Líquido, seja demonstrado na descrição da mercadoria, poderá clicar neste parâmetro. - Valor do Item na Descrição Ordem: Este parâmetro preenche o valor do produto no item - Descrição: Seleção do tipo de Descrição a ser utilizada no Certificado. 68

69 - Não agrupar: Não agrupa NCM/Naladi. - Por NCM: Realiza o agrupamento da ordem pelo NCM. - Por Naladi: Realiza o agrupamento da ordem pelo Naladi. - Por Família: No Cadastro de produto podemos criar uma família para relacionar os produtos, podemos fazer um agrupamento por esta opção. - Por NCM / Descrição Produto: Agrupamento por NCM, mais, descrição semelhante do Produto. - Por NCM / Família: Agrupamento por NCM, mais Família. - Por Naladi / Descrição de Produto: Agrupamento por Naladi, mais Descrição semelhante do Produto. - Por Naladi / Família:Agrupamento por Naladi, mais Família de Produto. Após informar como deseja criar o seu Certificado, clique na opção OK. 69

70 As informações serão apresentando conforme abaixo: - Certificado: O Campo Certificado no canto superior a esquerda refere-se a sua referencia, poderá preencher. - Local de Emissão: Local de Emissão é um cadastro de Cidades, deverá informar a Cidade de Emissão que será apresentada no Certificado. - Acordo: Deverá cadastrar o Acordo vivente deste modelo de Certificado que esta incluindo, clique na consulta on-line e será apresentado um cadastro. - Cabeçalho: Campo informativo que poderá demonstra as informações no Certificado, basta o mesmo estar ajustado. - Observação: Campo a ser demonstrado no Certificado, modelos utilizados: Mercosul, Bolivia, Chile e outras. 70

71 - Normas: Neste Campo poderemos informar as Normas conforme as Ordens, abaixo do Campo Texto, poderá informar a numeração, depois clique no campo Norma, será disponibilizado um cadastro, cadastre a norma desejada. Caso queira informar mais de uma norma, clique com a seta do teclado para baixo e informe a próxima Norma. - Assinatura: Aqui poderemos cadastrar as pessoas que podem estar assinando o Certificado. A próxima guia chama-se Lista de Ordem, que será demonstrado os itens do processo, veja figura abaixo. Guia Ordem: Nesta tela será demonstrada a descrição dos produtos, poderá observar que no canto superior à direita terá uma barra de navegação, para navegar pelos itens. 71

72 Veja a figura abaixo. - Norma: Caso o seu formulário esteja configurado para imprimir a Norma por Item. - NCM Parcial / NCM: NCM do produto, no campo do NCM temos um cadastro, neste cadastro que será descrita toda a descrição do NCM para ser apresentado no Certificado. - Cabeçalho: Este campo habilita o cadastro de texto, poderá ser lançada uma observação para a ordem caso haja necessidade. - Descrição da Ordem: Descrição da Mercadoria migrada do Pedido de Exportação 72

73 - R.E e Data de Registro: O Número da RE que será apresentado somente após o registro de RE,e da Data de Registro. - Critério de Origem: Informação a ser apresentada no modelo de Form-A. Após as informações estarem lançadas é só imprimir o Certificado utilizando modelos disponíveis no sistema Registro de Exportação Relatório padrão utilizado ExtratRE.rtm Para Acessar o módulo de RE, clique no menu principal, Movimentação, Registro de Exportação; Caso tenha digitado um Pedido de Exportação, na tela de informações Básicas, temos um Botão Chamado Gerar RE, clicando neste botão, todo às informações incomuns entre o Pedido de Exportação e a Re será migrado para a Re, após poderá entrar no módulo de Re e complementar alguma informação, caso você identificou que na RE esta faltando alguma informação, poderá complementála ou, excluir a Re, voltar ao módulo de Pedido de Exportação, complementar o processo e Gerar a Re novamente, Clicando no botão Gerar Re, este botão só ficará habilitado quando não tiver nenhuma Re Gerada para o Processo, caso Exclua a Re, o Botão ficará habilitado novamente no PE. Caso queira Incluir uma RE, sem ter Gerado a Fatura também pode, poderem terá que lançar todas as informações, vejamos os detalhes deste módulo. Irei demonstrar uma RE Gerada do Módulo de Pedido de Exportação, os dados já virão preenchidos conforme a tela abaixo. 73

74 No Campo Processo, será a Nossa Referência, caso esteja incluindo um RE diretamente neste módulo, clique no Botão incluir. O Campo Proprietário, esta demonstrando o Nome do Login de Acesso ao Sistema. Temos um botão chamado Duplicar RE, podemos assim duplicar uma RE existente. Deve-se clicar neste botão e informar o numero da RE desejada, após é só clicar no botão salvar para Gravar a sua RE. O Campo Enquadramento da Operação já migrou do Termo de Pagamento informado no Pedido de Exportação, caso esteja incluindo a Re diretamente neste módulo, deverá escolher o seu enquadramento escolhendo o consulta on-line, ( a pasta amarela ao lado direito do campo), após informar as demais informações 74

75 solicitadas abaixo, basta clicar na Palheta ao lado Informações Complementares para continuar a verificar a sua RE. Tela Informações Complementares. Vejam as informações migradas do PE, as demais informações são semelhantes à própria Re do Siscomex. 75

76 Tela de Anexo: Para se incluir um anexo, quando se esta digitando diretamente o anexo na RE, você deve clicar no teclado a Tecla F12, conforme demonstrado no rodapé da figura acima e para excluir um anexo, deverá clicar no sinal de menos nas setas de navegação, quando Gerado o RE diretamente do PE, o sistema já realiza a quebra de anexos conforme a mercadoria, porem quando digitado manualmente a Re você deverá realizar a quebra conforme os itens lançados. Veremos a próxima tela, Anexo Complemento. 76

77 Estas são as informações da tela anexo complemento, o valor demonstrado do Peso liquido refere-se ao valor deste anexo, e observe que o campo Condição Venda esta deferente do Local de Embarque, é que o Incoterm esta com o valor do frete embutido, informado no PE, e quando gerada a Re o sistema já desvincula o valor. Antes de Enviar a nossa RE para o Siscomex, poderemos tirar um extrato para verificação. Basta clicar na Impressora no módulo de RE e emití-lo. Será impresso um anexo por página. Após conferir a RE, podemos transmití-la veja o procedimento no tópico, Transmissão. 77

78 04.08 Declaração de Despacho Relatório padrão utilizado EXTDDE.rtm Diferente dos demais módulos, você deverá clicar no botão incluir, será apresentado uma tela conforme abaixo. Deve-se clicar no botão Selecionar Faturas no canto inferior a esquerda, será apresentando uma janela demonstrando as referencias dos processos abertos como RE, deverá selecionar a RE desejada e após clicar no botão OK. 78

79 As informações que foram comuns serão preenchidas automaticamente, veja abaixo: 79

80 Depois de clicado no Botão Selecionar Faturas foi demonstrado a janela acima, será demonstrado uma lista com todas as RE s cadastradas no sistema, selecione a desejada e clique no botão OK as informações serão preenchidas conforme abaixo. Deverá informar os campos que deverão ser preenchidos na DDE, como Quantidade de Estabelecimentos do Despacho. 80

81 Vejamos a próxima palheta, Dados Complementares. Deverá informar a Quantidade Total de Volumes, e descrever os volumes conforme exemplo acima. 81

82 Palheta Notas Fiscais: Deverá informar a NF Inicial, NF Final e Série NF, o campo Sufixo do CNPJ é preenchido automaticamente. 82

83 Palheta Presença Carga / Dados Embarque Informações de Presença de Carga e Dados de Embarque, utilizando por quem precisa realizar esta operação, não comum pelo Despachante ou Exportador. Após preencher estas informações poderá emitir o Extrato da DDE para verificação e após o Registro da DDE, no extrato conterá o numero da DDE Declaração Simplificada Relatório padrão utilizado EXTDSE.rtm No Pedido de Exportação, Palheta, Informações Básicas, temos um botão chamado Gerar D.S.E., caso tenha feito na PE, após o termino, poderá então Gerar a DSE, assim as informações que forem comuns migraram automaticamente para o Módulo de DSE, para acessar a DSE, basta clicar no Menu Movimentação, e escolher a opção Declaração Simplificada, veremos um processo Gerado através da PE. 83

84 Nesta tela as informações migradas da PE. Deve-se complementar os campos faltantes. 84

85 Informações Complementares Nesta tela lançaremos os totais de volumes e quantidades, também temos o Campo de Documentos Instrutivos e Informações Complementares. 85

86 A próxima palheta chama-se Lista dos Itens, nela veremos os itens já lançados, veja a figura abaixo. 86

87 A última tela temos a Lista de Itens, onde lançaremos os nossos itens. Para se incluir mais um item, temos que teclar a tecla F12 do Teclado, estes são os itens migrados do Pedido de Exportação, após todos os itens lançados podemos salvar a DSE e visualizar o extrato, clicando na impressora. 87

88 04.10 Transmissão Registro de Exportação Para realizar a transmissão da RE, você pode clicar no ícone na tela principal chamado Transmissão de RE, ou acessar o menu Movimentação, Transmissão, Transmissão de Re, acessar este módulo será apresentado a tela abaixo: Observando no rodapé temos a opção de visualizar Todos os Processos, somente os Transmitidos ou ainda os Não Transmitidos. 88

89 Para transmitir um processo temos que clicar no campo Transmissão, na linha do Processo, depois clicar no campo Código Acesso, este campo é um consulta on-line, será acessado o cadastro de senhas, deverá selecionar qual senha irá transmitir a RE, o processo deverá ficar conforme a tela abaixo: Como pode-se observar está marcado o campo Transmissão e informado a senha de alguém autorizado para a transmissão. No canto a esquerda onde temos o campo processo verifique a figura de um lápis indicando que o registro ainda esta em edição, você terá que clicar na seta do teclado para baixo e depois para cima, ao invés de um lápis ficará visível uma seta indicando que o registro não está mais em edição, clique no primeiro botão desta tela da esquerda para a direita, este botão ativará a conexão com o Siscomex, seja IWW ou Packet, mas para isso as configuração de transmissão devem estar corretas, veja o sub-tópico Configuração dentro do tópico transmissão, após o ter clicado no botão para ativar o Siscomex, você deverá clicar no próximo botão, este chamará um executável de nome Autosx16, que fará a interface do Siscomex com o DDExport, agora é só acompanhar a transmissão, após a finalização o sistema gravará automaticamente o Número da RE no processo, poderá voltar no módulo de Re e emitir o Extrato da Re com o número de Registro Consulta de RE Siscomex Acessando o Menu Movimentação, Transmissão, temos a opção de Consultar a Situação da Re, para realizar esta operação, basta selecionar o processo desejado, conforme a figura abaixo. 89

90 Após é só ativar a conexão com o Siscomex, e depois a conexão com o autosx16 conforme a transmissão da Re, o sistema trará a situação da Re, e gravará na própria RE, informação a ser exibido no extrato da RE Declaração de Despacho Acessando o módulo de Movimentação, Transmissão, Declaração de Despacho, será apresentada a tela abaixo, veja a figura. Para realizar a transmissão Siscomex basta informar a senha de conexão conforme o exemplo acima, mas o processo terá que ficar marcado conforme o indicador ao lado esquerdo, após é só ativar a conexão com o Sicomex e a do autosx16 conforme as demais transmissões já vistas. Você pode observar que ainda temos dois botões que não estavam disponíveis nos outros módulos, estes são: Informar Presença de Carga, que geralmente quem informar não é o despachante nem o Exportador, mas é utilizado por alguns despachantes. Informar Dados de Embarque, também não é o despachante nem o exportador quem informa, mas é utilizado por alguns despachantes. 90

91 Declaração Simplificada Semelhante a Transmissão da RE, temos que informar o processo que queremos transmitir e informar a senha do siscomex, após ativar a conexão do Siscomex e do Autosx16, veja a figura abaixo. 91

92 Configuração Para informar as configurações, deverá acessar no menu, Movimentação, Transmissão, Configuração, será apresentada uma tela semelhante a abaixo, as informações preenchidas são para a conexão IWW, veja abaixo. 92

93 Caso você utilize o Packet, terá que configurar conforme abaixo: 93

94 Depois terá que executar o arquivo Autosx16, que se localiza na pasta C:\BYSOFT\DDExport\AutoSX\Autosx16.exe, poderá clicar em Iniciar, Executar e Procurar o caminho acima, após poderá fechar a janela que será aberta, depois na mesma tela do Executar digite c:\windows\autosx16.ini, será aberto um arquivo as informações abaixo. [Emulador] Tipo=WHLLAPI DLLName=WHLLAPI.DLL Nas duas ultimas linhas terá que substituir o W por E, após é só salvar e sair desta tela, estas informações só devem ser trocadas caso utilize o Packet para a transmissão, caso tente realizar a conexão pelo DDExport e não consiga, reinicie a sua estação e tente novamente Reserva de Praça Relatório padrão utilizado Respraca.rtm Ao acessar este módulo, para incluir uma nova Reserva de Praça, basta clicar no botão Incluir, será apresentado uma janela onde irá informar a referencia do PE, após clique no botão OK. 94

95 Será apresentada uma janela conforme abaixo: Os campos são informativos, deveremos preenchê-los conforme a necessidade. 95

96 Palheta Textos Nesta podemos informar alguma observação para que possa ser apresentada em nossa Reserva de Praça, salve a Reserva e agora visualize o seu documento clicando na impressora. 96

97 04.12 Instrução de Embarque Relatório padrão utilizado Instemba.rtm Semelhante a Reserva de Praça, clique no botão Incluir, será apresentada uma janela, informe a referencia do Pedido de Exportação, as informações migradas do PE, serão as abaixo: Os campos também são informativos, preencha-os conforme a sua necessidade de informações em seu documento. 97

98 Palheta de Informações Complementares Aqui temos mais alguns campos informativos do processo, preencha--os de acordo coma necessidade e por último temos a palheta Itens, que demonstrar os itens do PE, salve e clique na impressora para visualizar a Instrução de Embarque. 98

99 04.13 Confirmação de Embarque Relatório padrão utilizado ConfEmb.rtm Como os demais módulos, clique no incluir e informe a referencia do PE, veja abaixo as informações migradas do PE. Os campos são informativos, preencha-os, salve e visualize a impressão do documento. 99

100 04.14 Solicitação de Numerário Relatório padrão utilizado SolicNum.rtm Ao Acessar este módulo, clique na opção incluir, informe a referencia da PE ou informe a referencia de um processo que ainda não existe que também poderá solicitar o numerário deste, caso informou um processo que existe PE, veja as baixo as informações que serão migradas da PE. - Data de Validade: Campo obrigatório para realizar a gravação do Numerário. No campo Observações, podemos cadastrar os dados bancários para serem apresentados na solicitação de numerário, os demais campos são informativos para a impressão do documento. 100

101 Palheta Informações Complementares: Nesta tela lançaremos as despesas que serão cobradas, basta informar as despesas conforme o exemplo acima e informar o valor. Para adicionar uma nova despesa, basta clicar na última linha demonstrada, teclar no teclado a seta para baixo e buscar uma nova despesa através da consulta on-line clicando no campo em branco abaixo do título Despesa, ainda temos um campo chamado Adiant. Este campo demonstra se a despesa já foi ou não adiantada. Um outro campo que temos é o Paga Por, indicando se a despesa foi paga pelo D Despachante ou I Importador, e quando o sistema DDExport estiver integrado com o DDFinance, será apresentado uma ultima coluna chamada Int.Financeira, quando salvo o numerário apresentará ticadas as flag s ao lado de cada despesa, após salvar basta imprimir o documento. 101

102 04.15 Controle de Câmbio Relatório padrão utilizado ContCamb.rtm Clique no botão incluir, informe a referencia do Pedido de Exportação, clique em OK e serão disponibilizadas as informações conforme abaixo: 102

103 Os campos são auto explicativos, basta preenchê-los conforme a necessidade, a próxima contem informações de datas, veremos. Na primeira coluna informaremos os valores cobrados, na segunda as datas de pagamentos e na ultima as taxas cobradas. 103

104 Palheta de Comissão Representante Temos disponíveis nesta tela informações para três representantes. Basta informar os dados conforme solicitado. Caso tenha três representantes, preencha os três, caso contrário preencha conforme a necessidade. 104

105 Forma de Pagamento Digita-se nesta os valores e vencimentos da forma de pagamento do câmbio. 105

106 Temos ainda uma Lista de Parcelas e as Parcelas. Na lista de Parcelas veremos as parcelas cadastradas. Parcelas Sempre utilizando o botão F12, para incluir uma nova parcela caso tenhamos, e preencheremos os campos conforme a necessidade, após lançar todas as informações, salve e clique na impressora para visualizar o documento disponível. 106

107 04.16 ACC/ACE Relatório padrão utilizado ACC.rtm Quando clicado no botão Incluir ao acessar este módulo, não será apresentada uma janela solicitando uma referência, mas será solicitado número do Contrato de Câmbio, veja a tela abaixo: Deverá informar o Número do Contrato de Câmbio, se esta operação é uma ACC ou ACE, a corretora, a taxa de juros, a taxa de cambio, e o valor do Contrato (Valor do ACC em US$). 107

108 Terá que ira na palheta Processos, teclar F12 em seu Teclado, será apresentado uma tecla solicitando o número do Processo, informe o processo que esta vinculada a este contrato, após informar, clique no botão OK, que será apresentada a janela abaixo. O primeiro campo apresentando será a data da vinculação do processo, o próximo campo Valor da Baixa será o valor do processo vinculado, neste momento esta sendo feito um abatimento no valor total do contrato, conforme pode verificar o campo Saldo Total do ACC US$. Salve esta tela e caso tenha outro processo a ser vinculado clique F12 no seu teclado e siga o mesmo procedimento, quando finalizar a inclusão dos processos, salve e clique na impressora para visualizar o saldo do contrato com os seus abatimentos. 108

109 04.17 Saque Relatório padrão utilizado Saque.rtm A acessar este módulo, clique na opção incluir, informe a referencia do Pedido, e clique em OK, serão apresentadas as informações conforme abaixo: 109

110 Informe a data de Emissão, a Data do Conhecimento, quando informar a Quantidade de Dias Pagto, o sistema apresentará automaticamente a Data de Vencimento. O Campo AT, será apresentada a forma de pagamento informada no Pedido de Exportação. Informe o Banco de Fechamento ou o Banco Carta de Crédito, conforme o seu processo, e o campo Para será demonstrado no formulário para quem será impresso o documento, Para o Importador, Consignatório ou outros. Na próxima palheta, Forma de Pagamento, será demonstrado o valor do Processo, veja a tela abaixo: Após salvar poderá imprimir as informações. 110

111 Caso emita o Saque com parcelas e estas parcelas com percentuais de valores, poderá utilizar a última palheta, chamada Parcelas. Tecle F12, informe o percentual da primeira parcela e a data de vencimento, veja baixo. Inclua todas as parcelas, após salve e emita o relatório, basta que o formulário esteja configurado para a impressão por Forma de Pagamento ou por Parcelas Protocolos / Borderô Relatório padrão utilizado Protocolo.rtm, Borderô.rtm Neste módulo poderemos incluir os Protocolos e Borderôs de envio ao Banco e ao Importador. 111

112 Clique no botão incluir e informe a referência de seu Pedido de Exportação, será apresentando uma janela conforme abaixo: 112

113 Informe os campos necessários e clique na Palheta Documentos, nesta palheta iremos vincular os Documentos. Esta é a tela de Documentos. Para incluir os documentos, basta clicar no F12 do seu teclado e no campo Tipo de Documento acessar o consulta on-line e selecionar o documento desejado. Informer caso tenha uma Referencia, a quantidade de Originais e Cópias por Banco, Exportador e/ou Importador. Após F12 novamente até incluir todos os itens, após salve e clique na impressora para visualizar o documento. 113

114 04.19 Custo Exportação Relatório padrão utilizado CustoDesp.rtm, CustoItem.rtm Verá que já esta disponível a referência da PE, na primeira palheta será demonstrado o processo, selecione o seu e na segunda palheta Informações Básicas estará disponível os itens do Pedido de Exportação, veja a tela abaixo: 114

115 Na próxima palheta lançaremos as Despesas do Pedido: Como demonstrado, existem duas despesas, informando o valor em reais, a moeda, a taxa e o método de Rateio, após lançar todas as despesas, basta salvar e clicar na calculadora, para efetuar o rateio das despesas nos itens, clique na impressora e visualize os valores rateados nos itens. 115

116 04.20 Nota Fiscal Saída Relatório padrão utilizado NotaFiscalReais.rtm Este Módulo é bem simples, basta clicar na opção incluir, informara a referência do Pedido e clicar na opção OK, será apresentada a tela abaixo com os dados preenchidos de acordo com o processo selecionado: Deverá informar a Natureza de Operação, Número da Nota Fiscal e dados de Totais. Salve o seu registro e visualize na impressora o documento. 116

117 05. Follow-UP Pedido de Exportação. Relatórios padrões utilizados: ExtraProc.rtm, ObsDesp.rtm e ObsExp.rtm O Follow-up do Processo nos fornece as informações necessárias para o controle dos processos por relatórios, mas para isso o Follow-up dos processos deve estar atualizado para que as informações sejam verdadeiras, vejamos a primeira tela do Follow-up. 117

118 Todos os campos são informativos, os campos que estão em Vermelho são atualizados migrados para o sistema DDWebtrack. Informações Complementares: Essa tela foi criada para trazer informações complementares a tela de informações básicas, podendo definir o navio, canal, por qual cliente foi terceirizado o processo, etc. 118

119 Palheta de datas do Processo Muitas datas do processo estão disponíveis nesta tela, basta o preenchimento. Quando são preenchidas datas no Pedido de Exportação, automaticamente esta informação é preenchida no módulo de Follow-up. 119

120 Palheta de Observações do Processo Observações que podemos lançar sobre o exportador ou despachante. 120

121 Palheta Posição Como pode observar, podemos lançar uma posição, uma Observação, quando salvarmos o lançamento, então será gravados o nome do usuário, a data e hora do preenchimento da informação, caso desejemos lançar uma nova posição, tecle F12 em seu teclado. 121

122 Palheta SD: Essa palheta irá mostrar as SD s vinculadas a essa fatura.não é possível alteração e vinculação de dados, apenas por SD s, isso é importante para quem utiliza a criação de follow-ups a partir de SD s. 122

123 06. Relatórios Cadastros Empresas Relatório padrão utilizado Relcad.rtm Ao Acessar este módulo, será apresentado à janela abaixo: No campo Cadastro será disponibilizado todos os Cadastros principais do sistema, basta informar o filtro desejado (Exportador, Importador, Agente, Seguradora, etc), caso queira visualizar um código específico poderá informá-lo, caso contrario, basta deixar as informações em branco e clicar em visualizar e o relatório será apresentado, se clicar em Imprimir será apresentada a tela padrão do Windows para escolher a impressora e o documento será impresso sem ser visualizado, este procedimento é padrão para todos os relatórios, então não irei mencioná-lo mais Produtos Relatórios padrões utilizados, RelaProdCod.rtm, RelaProdExp.rtm, RelaProdImp.rtm, RelaProdNCM.rtm. Este relatório possibilita a visualização das informações do cadastro de produto. 123

124 06.02 Follow-up dos Processos Relatórios Padrões Utilizados FLPMCV.rtm, FLPMLE.rtm e FOLLOWUP.RTM Vejamos um modelo do Relatório de Follow-up (FLPMCV.RTM) Relatório de Embarque Relatórios padrões utilizados, ConexEmb.rtm, ConexExp.rtm, ConexImp.rtm, Conexpai.rtm. Neste relatório temos o controle de embarque por Importador, exportador, Pais de Destino ou Unidade de Embarque. 124

MANUAL DDTraffic Importação

MANUAL DDTraffic Importação MANUAL DDTraffic Importação Prezado cliente Bysoft Você acaba de adquirir um sistema para controle Agenciamento de Carga Importação para sua empresa. Neste material, você encontrará explicações de todos

Leia mais

MANUAL DDTRAFFIC IMPORTAÇÃO. Você acaba de adquirir um sistema para controle Agenciamento de Carga Importação para sua empresa.

MANUAL DDTRAFFIC IMPORTAÇÃO. Você acaba de adquirir um sistema para controle Agenciamento de Carga Importação para sua empresa. MANUAL DDTRAFFIC IMPORTAÇÃO Prezado cliente Bysoft, Você acaba de adquirir um sistema para controle Agenciamento de Carga Importação para sua empresa. Neste material, você encontrará explicações de todos

Leia mais

Manual de Operações. Versão 2.0. Junho/2011. Autor : Carlos Valotto. Página 1

Manual de Operações. Versão 2.0. Junho/2011. Autor : Carlos Valotto. Página 1 Manual de Operações Versão 2.0 Junho/2011 Autor : Carlos Valotto Página 1 Índice Sistema i-drawback Introdução... 3 01 - Cadastros... 5 01.1 - Grupo de usuários... 8 01.2 - Usuários... 9 01.3 - Item /

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 Vendas... 3 1.1

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO GONDOLA

MANUAL DO USUÁRIO GONDOLA NOÇÕES GERAIS MANUAL DO USUÁRIO GONDOLA Para melhor compreender o ambiente de trabalho do sistema GONDOLA, é necessário que sejam apresentadas algumas noções gerais, antes de se aprofundar em cada módulo

Leia mais

Objetivo do Sistema Organizar e aprimorar o atendimento à seus clientes. Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual

Objetivo do Sistema Organizar e aprimorar o atendimento à seus clientes. Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual Índice Objetivo do Sistema Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual Módulo Básico Instalando o Gestão Abertura e tela de Senha Configuração de aparência Mudando o fundo da área de trabalho

Leia mais

Instalação - Primeiros Passos

Instalação - Primeiros Passos O CIAF Hotelaria, é um sistema que permite ao administrador, gerenciar completamente sua empresa que presta serviço de hospedagem como hotéis e pousadas por exemplo. Facilmente você poderá cadastrar suas

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS BRADESCO NO FINANCE 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pelo Bradesco... 3 Como gerar os arquivos de Remessa para o Banco pelo Finance... 14 Como enviar

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 3 OBJETIVO... 3 QUEM DEVE USAR... 3 CAPÍTULO 1 - INICIANDO O SISTEMA... 4

APRESENTAÇÃO... 3 OBJETIVO... 3 QUEM DEVE USAR... 3 CAPÍTULO 1 - INICIANDO O SISTEMA... 4 INDICE APRESENTAÇÃO... 3 OBJETIVO... 3 QUEM DEVE USAR... 3 CAPÍTULO 1 - INICIANDO O SISTEMA... 4 1.1 - ENTRADA NO SISTEMA... 4 1.2 - TELA DO ORGANIZADOR DO MULTICONTAS... 4 CAPÍTULO 2 - FUNCIONALIDADES

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais

Gerenciamento de importação

Gerenciamento de importação Sumário Apresentação... 2 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Realizar Cadastros... 4 3. Gerenciar Importação com Controle de Embarque... 18 Etapa 1 Fazer o pedido de compra máster... 19 Etapa 2 Controle

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Manual de Sistema - DDMantra

Manual de Sistema - DDMantra Prezado Cliente Bysoft Você acaba de adquirir um sistema de recuperação e consulta de informações automáticas do Mantra Neste material, você encontrará explicações de todos os recursos oferecidos pelo

Leia mais

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples)

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento Financeiro Contas a Pagar Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento de Caixa Fechamento Caixa Bancos Apropriações de Centros de

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

Guia Prático do Usuário

Guia Prático do Usuário Guia Prático do Usuário 3. O que esse Manual aborda Esse manual é um guia prático de utilização do sistema, ele aborda noções gerais sobre gerenciamento de sua empresa além de ter informações detalhando

Leia mais

Gerenciador de Imóveis

Gerenciador de Imóveis Gerenciador de Imóveis O Corretor Top é o mais completo sistema de gestão de imóveis do mercado, onde corretores terão acesso à agenda, cadastro de imóveis, carteira de clientes, atendimento, dentre muitas

Leia mais

Manual para Cadastro de Nota Fiscal e Outros Documentos de Exportação. ÍNDICE

Manual para Cadastro de Nota Fiscal e Outros Documentos de Exportação. ÍNDICE ÍNDICE ÍNDICE... 1 Objetivo... 2 Requisitos Mínimos do Sistema... 2 Acesso ao sistema... 2... 3 CADASTRO DA NOTA FISCAL... 3 Grupo Booking... 4 Campo... 4... 4 Grupo Cliente... 5... 6 Grupo Documentos...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Entradas Configurações Gerais Entrada Manual Entrada NFe Conferência

Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Entradas Configurações Gerais Entrada Manual Entrada NFe Conferência Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS Certificação em Entradas Configurações Gerais Entrada Manual Entrada NFe Conferência Sumário Índice de Figuras... 3 Histórico de Revisões... 4 Introdução... 5

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1 Manual de Operação do SIMPLES 1 MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. Manual de Operação do SIMPLES 2 A Empresa A ASP Desenvolvimento de Softwares

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio.

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. 1) Logar no Kit Médias Empresas Clicar no ícone Tókio Marine Empresarial, que abrirá a tela de login, veja abaixo. Caso seja o primeiro acesso

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

Manual Usuário Sistema Audatex

Manual Usuário Sistema Audatex Manual Usuário Sistema Audatex Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 24.08.2010 MT Versão

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

www.gerenciadoreficaz.com.br

www.gerenciadoreficaz.com.br Fone: (62) 4141-8464 E-mail: regraconsultoria@hotmail.com www.gerenciadoreficaz.com.br Guia Prático do Usuário Manual de Instalação Gerenciador Eficaz 7 2 Manual do Usuário Gerenciador Eficaz 7 Instalando

Leia mais

PEDIDO Manual OPERACIONAL

PEDIDO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br PEDIDO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 34 ÍNDICE Pedido... 4 Como Acessar... 4 Como Localizar Pedido...

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto

Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto Utilização Para dar início ao processo, o cooperado deverá ter acesso ao internet banking. Se ainda não possuir, dirija-se aos caixas da Sicoob-Cocred. O programa

Leia mais

Objetivo...2 Requisitos mínimos do sistema...2 Acesso ao sistema...2

Objetivo...2 Requisitos mínimos do sistema...2 Acesso ao sistema...2 Índice Objetivo...2 Requisitos mínimos do sistema...2 Acesso ao sistema...2 Cadastro da Nota Fiscal...3 Grupo Booking...3 Grupo Cliente...5 Grupo Documentos...6 Grupo Contêiner...8 Anexo I... 10 Objetivo

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário Guia Rápido do Usuário 1 Apresentação Auxiliar o cliente Mesa01 de forma rápida e eficaz é o objetivo deste Manual Através dele, você conseguirá esclarecer dúvidas do dia-a-dia na utilização do sistema

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Manual de Operações. Versão 1.0. Janeiro/2009. Autor : Carlos Valotto

Manual de Operações. Versão 1.0. Janeiro/2009. Autor : Carlos Valotto Manual de Operações Versão 1.0 Janeiro/2009 Autor : Carlos Valotto 1 Informações dos Processos da Internet O DD WebTrack tem como sua principal finalidade manter Importadores e Exportadores sempre atualizados

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Sistema de Automaçaõ de Vendas Manual Passo a Passo

Sistema de Automaçaõ de Vendas Manual Passo a Passo Sistema de Automaçaõ de Vendas Manual Passo a Passo Transmissão Antes de começar a trabalhar, vamos entender o item do menu transmissão, é nele que se faz atualização dos dados do moinho para o seu computador,

Leia mais

Sistema Gestor. Cordialmente, Cláudio Gomes Programador

Sistema Gestor. Cordialmente, Cláudio Gomes Programador Sistema Gestor Parabéns por estar utilizando o sistema gestor da Star With Informática, abaixo indicamos por tópicos como realizar operações diversas, para que você possa obter de forma prática e rápida

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Treinamento de. Linx Pos

Treinamento de. Linx Pos Treinamento de caixa Linx Pos Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: Linx POS ÍNDICE Abertura de caixa e leitura X Lançamentos Cancelamento de itens Consulta preços no ato

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 2013 GVDASA Sistemas Caixa AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação.

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. Incluir um Inventário Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. ) e preencha Clique na aba Itens e depois no botão Carregar Produtos

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

Sistema de Controle de Cheques GOLD

Sistema de Controle de Cheques GOLD Sistema de Controle de Cheques GOLD Cheques GOLD é um sistema para controlar cheques de clientes, terceiros ou emitidos. Não há limitações quanto as funcionalidades do programa, porém pode ser testado

Leia mais

MÓDULO DE CONTROLE DE CONSÓRCIO.

MÓDULO DE CONTROLE DE CONSÓRCIO. MANUAL DO SISTEMA Versão 6.08 Parametrizando o sistema... 3 Administradoras... 3 Aba Configurações Gerais... 5 Aba Licenciamento/Valor Produto... 9 Aba Configurações Comissões... 10 Copiar Configurações...

Leia mais

Manual de Versionamento

Manual de Versionamento Manual de Versionamento Versão de Site Sumário 1. Group Reports... 3 2. Pesquisa de Relatórios... 8 3. Notificações de atualização de versão... 9 4. Templates de Relatórios... 11 Criação de Templates...

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

Objetivo do Sistema. Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual

Objetivo do Sistema. Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual Índice Objetivo do Sistema Configuração Mínima (recomendada) Disposição do Manual Módulo Básico Instalando o Mala Direta Abertura e tela de Senha Configuração de aparência Mudando o fundo da área de trabalho

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER

ROTEIRO SOBRE NOTAS DE IMPORTAÇÃO CONTROLLER Inicialmente, o mais importante O objetivo deste material é apresentar como deve-se proceder em todas as fases, o cadastramento de uma Nota de Importação no Controller. Este material abordará os tópicos

Leia mais

1. Passos iniciais. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção.

1. Passos iniciais. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção. Índice 1. Passos iniciais... 2. Gerenciando tarefas... 3. Cadastro de pessoas... 4.

Leia mais

Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP. PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk

Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP. PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk Emissão: 16/09/2010 Revisão: 23/04/2015 Revisado por: Juliana PEDIDO DE VENDAS SHP PPV0102 v. 3.2.7.39 Help Desk 1 Conteúdo Introdução:... 3 CAMINHO:... 4 Inclusão e inicio do PEDIDO DE VENDAS... 5 DETALHES

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL NO FINANCE Finance V10 New 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pela Caixa Econômica... 3 Como efetuar a Conciliação por Extrato

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... 4 COMO CONFIGURAR O CNAB... 5 CADASTRO DE BANCOS... 5 PARAMETROS DO CNAB...

Leia mais

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Manual de utilização do sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Sistema integrado de controle médico Acesso... 3 Menu principal... 4 Cadastrar... 6 Cadastro de pacientes... 6 Convênios... 10

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo I

Treinamento Sistema Condominium Módulo I CONDOMINIUM Módulo I CADASTROS Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla

Leia mais

jfinanç as Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015

jfinanç as Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015 jfinanças Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015 Índice 1 INTRODUÇÃO E VISÃO GERAL... 1 2 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INICIAL DO JFINANÇAS PESSOAL... 2 2.1 Download... 3 2.2 Instalação do jfinanças Pessoal...

Leia mais

Manual do Módulo. MerchNotas

Manual do Módulo. MerchNotas Manual do Módulo MerchNotas Bento Gonçalves (RS), Agosto de 2010 Índice 1. Introdução... 4 2. Menu Entrada de Notas... 5 2.1. Entrada de Notas (F11)... 5 2.2. Entrada de Notas NFe (F12)... 8 2.3. Apuração

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

Conteúdo PARAMETRIZAÇÃO STOREMANAGER... 2

Conteúdo PARAMETRIZAÇÃO STOREMANAGER... 2 Conteúdo PARAMETRIZAÇÃO STOREMANAGER... 2 CONFIGURAÇÕES DA GUIA GERAIS DO STOREMANAGER... 2 Seção Geral... 2 BOTÕES DE CONFIRMAÇÃO... 3 Seção Código de Barras... 4 Seção Abertura / Fechamento de Caixa...

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Notas Fiscais Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões... 3 3.2 Configurar NF-e... 4 3.2.1 Aba Geral... 5 3.2.2 Opções... 6 3.3 Processador

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

Manual versão 12.3-08/03/2013-11:03:25 Sistema Integrado para Gestão de Frotas (11) 3025-6308

Manual versão 12.3-08/03/2013-11:03:25 Sistema Integrado para Gestão de Frotas (11) 3025-6308 O Sistema FleetMax foi desenvolvido com a finalidade de nossos clientes conseguirem liderar com a ferramenta completa o mercado no seu ramo de atividade e acelerar de forma automatizada as rotinas que

Leia mais

Objetivo do Sistema Configuração Mínima para uso mono-usuário (recomendada) Disposição do Manual Nota:

Objetivo do Sistema Configuração Mínima para uso mono-usuário (recomendada) Disposição do Manual Nota: Índice Objetivo do Sistema Configuração Mínima para uso mono-usuário (recomendada): Disposição do Manual Instalando o Controle Orçamentário Abertura e tela de Senha Configuração de aparência Mudando o

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Apostila nº 32 Contas a Pagar e a Receber; Como localizar, Incluir, Alterar, Eliminar, Baixar, reabrir e imprimir

Apostila nº 32 Contas a Pagar e a Receber; Como localizar, Incluir, Alterar, Eliminar, Baixar, reabrir e imprimir Apostila nº 32 Contas a Pagar e a Receber; Como localizar, Incluir, Alterar, Eliminar, Baixar, reabrir e imprimir Sumário Contas á Receber...3 Como atualizar a pesquisa no contas á receber?...3 Como efetuar

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Í n d i c e Julho, 2010 Introdução... 2 1. Acerto dos cadastros de Clientes e de Produtos... 4 1.1. Cadastros Básicos - Cadastro de Clientes... 4 1.2. Cadastros Básicos Cadastro

Leia mais

Manual. Sistema Venus. (Introdução)

Manual. Sistema Venus. (Introdução) Manual Do Sistema Venus (Introdução) 1 Este Manual tem com o objetivo demonstrar os padrões utilizados no sistema, e o início para usar o Vênus com sucesso. Ícone para acesso ao Vênus, para entrar, basta

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 REALIZANDO UMA ARRECADAÇÃO...4 2.1 IMPORTAÇÃO TRIBUTOS COM A CONTABILIDADE...4 2.2 BOLETIM DE ARRECADAÇÃO...4 2.1.1

Leia mais

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software NeXT ERP Manual do usuário Resumo das principais funcionalidades Dezembro/2009 NeXT Software Página 1 de 33 Índice Iniciando NeXT ERP...3 Tela inicial...3 Interface padrão do NeXT ERP...3 Interface - Cadastro

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle Domínio Registro O Domínio Registro foi desenvolvido para gerenciar todos os processos referentes à abertura e fechamento de empresas, permite a confecção de contratos, alterações e distratos sociais,

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA i-broker Export

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA i-broker Export MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA i-broker Export Atualizado em: Atualizado por: Maio/2011 Carlos Valotto Versão: 4.0 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1. CADASTROS... 5 1.1. CADASTRO

Leia mais

InfoEntregas MANUAL DO USUÁRIO

InfoEntregas MANUAL DO USUÁRIO InfoEntregas MANUAL DO USUÁRIO INFO SISTEMAS DE INFORMÁTICA LTDA. Fone: (31) 2122-0888 Site: www.infosistemas.com.br e-mail: suporte@infosistemas.com.br MSN: suporte@infosistemas.com.br Skype: suporte_infosistemas

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

PDV UNICO... 5 MANUAL PARA USUÁRIO... 5 CAMPOS DA TELA INICIAL DO PDV:... 6. Teclado Alfanumérico... 6. Status... 6. Link... 6. Pdv... 6. Op...

PDV UNICO... 5 MANUAL PARA USUÁRIO... 5 CAMPOS DA TELA INICIAL DO PDV:... 6. Teclado Alfanumérico... 6. Status... 6. Link... 6. Pdv... 6. Op... Sumário PDV UNICO... 5 MANUAL PARA USUÁRIO... 5 CAMPOS DA TELA INICIAL DO PDV:... 6 Teclado Alfanumérico... 6 Status... 6 Link... 6 Pdv... 6 Op... 7 Visor... 7 Opções... 7 OS PRINCIPAIS BOTÕES PRESENTES

Leia mais

Faturamento de Honorários e de Despesas

Faturamento de Honorários e de Despesas Faturamento de Honorários e de Despesas Procedimentos para Equipe de Faturamento e Cobrança O módulo de Faturamento de Honorários e de Despesas é composto por várias etapas que podem ou não ser realizadas

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Apostila de Treinamento. Sistema Administrativo CFCAPlus

Apostila de Treinamento. Sistema Administrativo CFCAPlus Apostila de Treinamento Sistema Administrativo CFCAPlus CONFIGURAÇÕES... 5 CADASTRO DE PARÂMETROS... 6 Guia 1: A Empresa... 6 Software Licenciado para:... 6 Acesso ao CFCPLUS:... 7 Acesso ao CNHExpress:...

Leia mais

Manual Prático da Cobrança Eletrônica no Sistema BasePro ERP Fenix

Manual Prático da Cobrança Eletrônica no Sistema BasePro ERP Fenix Manual Prático da Cobrança Eletrônica no Sistema ERP Fenix Página 1 Sumário Introdução...4 1 Remessa ao Banco...5 1.1 Prévia...5 1.2 Geração...8 1.3 Envio do arquivo da Geração...10 1.3.1 Direcionando

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

P á g i n a 2. 1 Cadastro de Contas 1.1 - Como abrir o cadastro de contas 1.2 Como cadastrar uma nova conta

P á g i n a 2. 1 Cadastro de Contas 1.1 - Como abrir o cadastro de contas 1.2 Como cadastrar uma nova conta P á g i n a 2 1 Cadastro de Contas 1.1 - Como abrir o cadastro de contas 1.2 Como cadastrar uma nova conta 2 Centro de custos 2.1 Como abrir a tela de centro de custos. 2.2 Como cadastrar um centro de

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Índice ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO PELA PRIMEIRA VEZ... 6 CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS PARA ACESSAR O SISTEMA... 6 TELA DE ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO...

Leia mais