DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE LEGISLAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE LEGISLAÇÃO"

Transcrição

1 Um dos equipamentos obrigatórios a ser vistoriado na inspeção de segurança veicular é o(a): 1 rádio toca-fitas. 2 farol de milha. 3 pneu para chuva. 4 buzina. Entre vários aspectos a serem observados, na inspeção veicular serão vistoriados: 1 a marca da bateria. 2 os freios. 3 a cor do estofamento. 4 a regulagem da marcha lenta do motor. Na inspeção de segurança veicular, um dos equipamentos obrigatórios a ser inspecionado é: 1 relógio. 2 triângulo. 3 cronômetro. 4 manual do proprietário. Ao Departamento de Trânsito (DETRAN), órgão executivo, cabe, entre outras atribuições, a de: 1 estabelecer os modelos de placas de veículos. 2 construir as vias públicas. 3 expedir a Carteira Nacional de Habilitação. 4 sugerir modificações sobre a Legislação de trânsito. A principal preocupação, ao se comprar um veículo usado, deve ser verificar: 1 o ano de fabricação. 2 se há débitos. 3 os equipamentos obrigatórios. 4 a documentação do veículo. O órgão máximo normativo do Sistema Nacional de Trânsito é o: 1 Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN. 2 Ministério da Justiça. 3 Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN. 4 Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN. Dos equipamentos indicados, são obrigatórios: 1 farol de milha e cinto de segurança. 2 farol de neblina e encosto para cabeça. 3 encosto para cabeça, cinto de segurança e pára-choque. 4 pneus tala larga. Para um veículo ser licenciado em outro Estado, o proprietário deve: 1 ter autorização do Conselho Nacional de Trânsito. 2 pedir autorização ao Conselho de Trânsito do Estado de origem. 3 solicitar autorização às Prefeituras Municipais de origem e atual. 4 dar ciência ao Departamento de Trânsito do Estado de origem. 1

2 O objetivo principal da inspeção de Segurança Veicular é: 1 fornecer dados sobre o veículo para realização de consertos. 2 avaliar o desempenho do veículo na via para uma circulação segura. 3 avaliar as reais condições de segurança do veículo. 4 reprovar veículos com mais de cinco anos. A habilitação na categoria "D" dará, ao condutor, direito de dirigir veículo motorizado: 1 de peso máximo maior que quilogramas. 2 para transporte de passageiros, tendo até oito lugares, excluído o do motorista. 3 para transporte de passageiros, cuja lotação exceda a oito lugares, excluído o do motorista. 4 para transporte de cargas perigosas. Habilitado na categoria "B", o motorista apenas poderá dirigir: 1 ônibus. 2 caminhão. 3 motocicleta. 4 veículos de passeio e de até quilogramas. Torna-se inabilitado, para conduzir qualquer espécie de veículo automotor, o condutor que tiver: 1 a Carteira Nacional de Habilitação cassada. 2 o exame psicotécnico com prazo de validade vencido. 3 a Carteira Nacional de Habilitação perdida. 4 a Carteira Nacional de Habilitação roubada. O motorista, com a Carteira Nacional de Habilitação, poderá dirigir: 1 veículos automotores, para os quais for habilitado, apenas na localidade onde ela foi emitida. 2 veículos automotores, para os quais for habilitado, em todo o território nacional. 3 qualquer tipo de veículo, apenas na localidade onde ela foi emitida. 4 qualquer tipo de veículo automotor. A exigência de ser maior de 21 (vinte e um) anos para dirigir é feita aos condutores: 1 de transporte de materiais perecíveis. 2 das categorias "B" e "C". 3 de transporte coletivo de passageiros e de produtos perigosos. 4 de transporte de cargas. Uma via destinada apenas ao acesso local ou a áreas restritas, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, é chamada de: 1 local. 2 secundária. 3 particular. 4 trânsito rápido. Conceitua-se estacionamento como sendo: 1 a parada do veículo pelo tempo necessário para embarque/desembarque de passageiro. 2 manter o veículo antes da faixa de retenção para aguardar a luz verde do semáforo. 3 manter o veículo no mesmo lugar por tempo superior ao necessário para embarque/desembarque de passageiro. 4 uma parada obrigatória por tempo necessário para fazer uma manobra com segurança. 2

3 Manter o veículo, em um lugar por tempo superior ao embarque/desembarque de passageiro, caracteriza o(a): 1 estacionamento. 2 parada e estacionamento. 3 parada. 4 ponto de parada. O condutor tem como obrigação: 1 parar o veículo em todos os cruzamentos. 2 ultrapassar outro veículo apenas pela direita. 3 fazer sinal regulamentar de braços apenas quando for entrar à direita. 4 mostrar, sempre que solicitado, às autoridades competentes, os documentos exigidos pela lei ou por regulamentação. Os pedestres têm prioridade no trânsito quando: 1 o sinal de pedestres estiver verde. 2 tendo iniciado a travessia, a luz semafórica vermelha acender. 3 estiverem nas faixas de pedestre. 4 todas as alternativas estão corretas. Um veículo automotor de duas ou três rodas capaz de desenvolver no máximo 50 (cinqüenta) km/h e com cilindradas não maiores que 50 (cinqüenta) cm³ chama-se: 1 bicicleta. 2 motocicleta. 3 reboque. 4 ciclomotor. Os Departamentos de Estradas de Rodagem são órgãos: 1 com jurisdição em todo o território nacional. 2 executivos do Sistema Nacional de Trânsito. 3 formativos do Conselho Nacional de Trânsito. 4 com jurisdição em todas as vias do Estado. Quando reprovado no exame de legislação de trânsito ou no exame de direção veicular, o candidato poderá realizar novo exame após: 1 5 (cinco) dias (quinze) dias (vinte) dias (trinta) dias. A identificação externa de um veículo segundo o Código de Trânsito Brasileiro é feita pelo(a): 1 número do chassi, gravado obrigatoriamente nos vidros. 2 placa traseira com caracteres iguais ao do registro. 3 registro do proprietário do veículo. 4 placa dianteira e traseira com caracteres iguais aos do registro do veículo. São equipamentos obrigatórios dos veículos: 1 CRLV e DUT. 2 pára-choques, pneus, buzina e faróis. 3 cintos de segurança e airbag. 4 manual do proprietário e pára-choques. 3

4 A aprendizagem do motorista somente poderá realizar-se: 1 no perímetro urbano e nas estradas, nos horários estabelecidos pela autoridade de trânsito. 2 em qualquer local das 8h às 18h. 3 nos termos, horários e locais pré-estabelecidos. 4 em áreas fechadas ao trânsito. Um dos equipamentos obrigatórios a ser inspecionado na Inspeção de Segurança Veicular é o: 1 espelho retrovisor interno. 2 farol de milha. 3 tacômetro. 4 cronômetro. A realização de qualquer evento, que interfira no trânsito, depende de: 1 autorização de todas os moradores locais. 2 prévia autorização da polícia militar. 3 pesquisa de opinião pública. 4 autorização prévia da autoridade de trânsito. Será obrigatório para garantir as condições de segurança dos veículos em circulação: 1 possuir alguns dos equipamentos obrigatórios. 2 fazer a inspeção de segurança veicular. 3 apresentar a CNH dos proprietários. 4 possuir pneus novos. Poderá candidatar-se à reabilitação da CNH um infrator, após: 1 6 (seis) meses da cassação (doze) meses da cassação (dezoito) meses da cassação (vinte e quatro) meses da cassação. A autorização para conduzir veículos de propulsão humana e de tração animal é de competência: 1 do estado. 2 dos municípios. 3 da polícia de trânsito. 4 do CONTRAN. De acordo com as normas exigidas pelo CONTRAN, o condutor, que tenha sido condenado por delito de trânsito, só voltará a dirigir: 1 quando pagar os prejuízos causados a terceiros. 2 de acordo com o prazo para livrar o flagrante. 3 depois de se apresentar à autoridade de trânsito. 4 depois de submetido a novos exames. De acordo com as conveniências de cada local, a autoridade de trânsito poderá: 1 apreender o veículo e a carteira de habilitação. 2 autuar o veículo cujo condutor esteja dirigindo descalço. 3 apreender o veículo de aparência envelhecida. 4 estabelecer limites de velocidade. 4

5 O exame de aptidão física e mental será preliminar e renovável: 1 de seis em seis meses até completar sessenta anos de idade. 2 a cada cinco anos, ou a cada três, para condutores com mais de sessenta e cinco anos de idade. 3 não existe estabelecimento de validade. 4 de dez em dez anos, a partir da aquisição da habilitação definitiva. O condutor do veículo, afastando-se do local do acidente, para fugir da responsabilidade penal ou civil, terá pena de detenção de: 1 um a dois anos, ou multa. 2 seis meses a um ano, ou multa. 3 três a seis meses de suspensão. 4 um a doze meses de suspensão. O motorista terá sua Carteira Nacional de Habilitação ou permissão para dirigir recolhida, quando: 1 dirigir sob a influência de álcool, em nível superior a seis decigramas por litro de sangue. 2 estacionar o veículo sobre a área de cruzamento, interrompendo trânsito. 3 transitar com o veículo com deficiência de freios. 4 desobedecer à sinalização. Segundo a legislação de trânsito, para tirar a primeira habilitação, é necessário: 1 não existe exigência legal para qualquer indivíduo dirigir veículo. 2 ser maior de dezoito anos, saber ler, escrever e prestar os exames necessários. 3 prestar serviço e freqüentar um centro de formação. 4 ter dezesseis anos completos e possuir título de eleitor. A apreensão do veículo acontecerá quando o condutor: 1 dirigir veículo, sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação. 2 transitar com defeito em qualquer dos equipamentos obrigatórios ou com sua falta. 3 transitar com carga excedente. 4 estacionar junto aos pontos de embarque e de desembarque de coletivos. A legislação de trânsito determina que é dever de todo condutor de veículo: 1 dar passagem pela esquerda, quando solicitado. 2 ultrapassar somente pela direita. 3 fazer uso de luz alta dos faróis nas vias que tenham iluminação pública. 4 usar buzina para apressar o pedestre. Constitui motivo para apreensão da Carteira Nacional de Habilitação: 1 dirigir com calçado inadequado. 2 transportar no veículo menores de idade. 3 dar fuga à pessoa foragida de polícia ou do poder público, sob acusação de crime. 4 dirigir utilizando apenas uma das mãos. Constitui motivo para retenção do veículo: 1 utilizar buzina em local impróprio. 2 usar descarga livre, bem como, silenciadores de explosão do motor, parcial ou completamente defeituosos. 3 dirigir o veículo em vias com sinalização desconhecida. 4 transportar mercadorias no porta-malas do veículo. 5

6 Estando com os exames de sanidade física e mental vencidos, o condutor que for flagrado dirigindo terá: 1 que pagar apenas a multa. 2 apreendida apenas a Carteira Nacional de Habilitação. 3 apreendido o veículo e a Carteira Nacional de Habilitação. 4 que responder inquérito policial. A validade da Carteira Nacional de Habilitação está condicionada ao prazo de vigência do exame: 1 de legislação de trânsito. 2 prático. 3 oftalmológico. 4 de aptidão física e mental. O motorista comete uma infração quando desrespeita: 1 somente a sinalização das placas de regulamentação. 2 qualquer aspecto da legislação de trânsito. 3 somente as ordens dos agentes de trânsito. 4 apenas a preferência dos pedestres sobre as faixas de segurança. O policial de trânsito poderá aplicar a advertência verbal ao motorista: 1 quando entender que a infração foi involuntária e sem gravidade e for classificada nos grupos 3 e 4. 2 quando se tratar da primeira infração cometida pelo motorista. 3 quando o motorista estiver dirigindo veículo oficial. 4 em nenhuma situação, pois o policial de trânsito não tem poder para isso. O condutor, que colocar em risco a segurança do trânsito terá, dentre outras penalidades, que participar de curso de: 1 primeiros socorros. 2 meio ambiente e cidadania. 3 reciclagem, na forma estabelecida pelo CONTRAN. 4 movimentação de produtos especiais. Marque a afirmativa correta: 1 qualquer veículo poderá ter modificadas as suas características sem autorização do DETRAN. 2 além do instrutor, o aprendiz poderá transportar no veículo mais dois ocupantes. 3 ao ser ultrapassado, o motorista deverá acelerar a velocidade do seu veículo. 4 o veículo deve ser conservado na mão de direção e na faixa própria. O condutor, transferindo seu domicílio, apresentará a Carteira Nacional de Habilitação, para fins de registro, na repartição de trânsito com jurisdição sobre o local ou na mais próxima dela, no prazo de: 1 dois meses. 2 um ano. 3 trinta dias. 4 sessenta dias. O condutor terá o documento de habilitação recolhido, dentre outras situações, quando: 1 deixar de usar o cinto de segurança. 2 estacionar o veículo onde existir meio-fio rebaixado para entrada ou saída de veículos. 3 dirigir com validade da Carteira Nacional de Habilitação vencida há mais de trinta dias. 4 usar a buzina, à noite, nas áreas urbanas. 6

7 O candidato à permissão, que for encontrado dirigindo desacompanhado do respectivo instrutor, terá a licença da aprendizagem cassada e só poderá obter nova licença: 1 de acordo com a legislação municipal adotada. 2 quando completar doze meses de penalidade. 3 após seis meses de cassação. 4 após quatro meses de iniciada a aprendizagem. A permissão para dirigir será cassada, quando o condutor: 1 envolver-se num acidente de trânsito mesmo sem ter sido o causador. 2 causar uma infração leve. 3 cometer infração grave ou gravíssima, ou seja, reincidente em infração média. 4 eventualmente, cometer uma infração leve ou média. Expedir a Carteira Nacional de Habilitação e permissão para dirigir é atribuição do: 1 Departamento Nacional de Trânsito. 2 Departamento de Trânsito. 3 Conselho Estadual de Trânsito. 4 Conselho Nacional de Trânsito. Quando o condutor for habilitado em mais de uma categoria, terá: 1 tantas carteiras de habilitação quantas forem as categorias nas quais estiver habilitado. 2 registrada, numa única carteira de habilitação, todas as categorias em que estiver habilitado. 3 uma licença especial para cada uma das categorias em que estiver habilitado. 4 a habilitação cassada, pois só é permitido habilitar-se em uma categoria. A Carteira Nacional de Habilitação ou a permissão, dá direito a dirigir: 1 qualquer tipo de veículo automotor. 2 apenas na localidade onde foi emitida. 3 em todo território nacional, veículos automotores para os quais foi habilitado. 4 qualquer tipo de veículo automotor, em todo o território nacional. A cópia autenticada da Carteira Nacional de Habilitação ou da permissão para dirigir: 1 é válida e substitui o documento original, quando autenticada em cartório. 2 não tem validade para substituir o documento original. 3 será aceita, quando apresentada junto com o documento de identidade do portador. 4 é válida, quando apresentada junto com os documentos do veículo. O extintor de incêndio é um equipamento: 1 de uso somente para os veículos que transportam inflamáveis. 2 opcional para veículos de passeio. 3 obrigatório e sua falta é infração de acordo com legislação de trânsito. 4 exigido, apenas, para os veículos coletivos de passageiros e escolares. Marque a alternativa correta: 1 as infrações punidas com multa classificam-se em: gravíssima, grave, média e leve. 2 a habilitação será cassada, quando o condutor dirigir com o exame de saúde vencido. 3 a remoção de veículo acontecerá, quando o condutor transitar com deficiência de freios. 4 a apreensão do veículo acontecerá, quando o condutor estacionar em vias regulamentadas. 7

8 O trânsito tem como componentes básicos o: 1 homem, a via e o policiamento. 2 veículo, a sinalização e o homem. 3 homem, o veículo e o pedestre. 4 homem, o veículo e a via. O proprietário de veículo, com dívida de multa junto ao órgão de trânsito, não poderá: 1 circular com o veículo fora da área urbana. 2 renovar a Carteira de Habilitação. 3 renovar a Licença Anual do Veículo. 4 renovar o Seguro Obrigatório do Veículo. Estão sujeitos a licenciamento anual, os veículos: 1 automotor, elétrico, articulado, reboque ou semi-reboque. 2 somente elétricos, reboques e articulados. 3 reboque, semi-reboque, propulsão humana e tração animal. 4 de carga, de duas rodas e semi-reboques. A fiscalização e o policiamento de trânsito têm a finalidade de: 1 somente aplicar multas e apreender veículos. 2 orientar os condutores e fazer cumprir as normas de trânsito. 3 agravar os congestionamentos de trânsito. 4 providenciar a recuperação das vias. Dos equipamentos obrigatórios previstos na legislação de trânsito, não serão exigidos para ciclomotores, dentre outros: 1 pneus que ofereçam condições mínimas de segurança. 2 velocímetro e buzina. 3 espelhos retrovisores, de ambos os lados. 4 limpadores de pára-brisa e pala de proteção contra o sol. Além de orientar os motoristas e pedestres para obedecer às leis de trânsito, o policiamento deve ainda: 1 autuar os infratores que cometem abusos a fim de garantir a ordenação no trânsito. 2 criar leis para os pedestres e para os motociclistas. 3 estudar as condições de segurança das vias. 4 criar áreas de estacionamento. O trinômio engenharia, policiamento e educação de trânsito tem como objetivo: 1 criar leis para motoristas. 2 ordenar o trânsito. 3 controlar o número de veículos. 4 prevenir os acidentes. A segurança na direção do veículo depende: 1 da categoria da Carteira Nacional de Habilitação. 2 das características do veículo. 3 do estado físico e mental e da habilidade do motorista. 4 da fiscalização e da quantidade de veículos em circulação. 8

9 O painel de instrumento do veículo deve ser conhecido pelo motorista para: 1 facilitar o seu uso e ajudar a identificar o estado geral de funcionamento do veículo. 2 somente controlar a quilometragem percorrida pelo veículo. 3 identificar a calibragem baixa dos pneus. 4 somente para controlar o nível de combustível. O condutor de veículo de transporte de escolares deve ser habilitado na categoria: 1 A ou B. 2 A ou D. 3 D. 4 A ou C. Ao candidato aprovado nos exames para primeira habilitação será conferido(a): 1 Carteira Nacional de Habilitação. 2 Permissão para dirigir. 3 Certificado de CFC. 4 Diploma para dirigir. 9

LÍNGUA PORTUGUESA. Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. QUESTÃO 06

LÍNGUA PORTUGUESA. Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. QUESTÃO 06 UFG/CS CMTC - 2010 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. País cumpre só 1/3 das metas para a educação Relatório feito sob encomenda para o Ministério da Educação

Leia mais

RESOLVE expedir a presente resolução, conforme articulados abaixo:

RESOLVE expedir a presente resolução, conforme articulados abaixo: RESOLUÇÃO Nº 001/99 O Conselho Estadual de Trânsito de Goiás - CETRAN-GO, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, em específico pelo artigo 14, inciso II do Código de Trânsito Brasileiro;

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO O veículo estacionado, afastado da guia da calçada (meio fio) a mais de um metro, faz do seu condutor um infrator cuja punição será: 1 retenção do veículo e multa, infração média. 2 apreensão do veículo

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A ASSUNTOS: DO REGISTRO DE VEÍCULOS DO LICENCIAMENTO DA HABILITAÇÃO RESOLUÇÕES 04,110, 168 e 205 01 Com relação ao

Leia mais

2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro?

2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro? 1 Quais são os 5 elementos da direção defensiva? 2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro? 3 O que significa DIREÇÃO DEFENSIVA? 4 Cite um exemplo de condição adversa

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 Institui o Código de Trânsito Brasileiro. CAPÍTULO IX DOS VEÍCULOS Da Segurança dos Veículos Art. 105. São equipamentos obrigatórios dos veículos, entre outros a

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO INTRODUÇÃO A Associação Brasileira de Pedestres ABRASPE apresenta aqui sua sugestão para revisão do texto original de Política Nacional de Trânsito apresentado pelo Departamento

Leia mais

A carta de condução de automóveis pesados habilita a conduzir: Automóveis ligeiros. Motociclos. Qualquer tipo de veículos com motor.

A carta de condução de automóveis pesados habilita a conduzir: Automóveis ligeiros. Motociclos. Qualquer tipo de veículos com motor. A carta de condução de automóveis ligeiros habilita a conduzir: Automóveis de passageiros com lotação até 12 lugares. Motociclos até 125cc. Tractores agrícolas com equipamentos cujo peso máximo não exceda

Leia mais

BATALHÃO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA

BATALHÃO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA BATALHÃO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA 1) - Normas Gerais de Circulação e Conduta: a)- Trânsito é a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação,

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO

CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO N. 572, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015 Altera o Anexo II da Resolução CONTRAN n. 168, de 14 de dezembro de 2004, que trata dos cursos para habilitação de condutores de

Leia mais

Do Processo de Habilitação do Condutor

Do Processo de Habilitação do Condutor RESOLUÇÃO Nº 168, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2004 (*) (com as alterações das Resoluções nº 169/05; nº 222/07; nº 285/08; nº 347/10, nº 360/10, nº 409/2012, 413/2012 e 420/2012) Estabelece Normas e Procedimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 14/98 (com as alterações das Resoluções nº 87/99, nº 228/07, nº 259/07 e nº 279/08)

RESOLUÇÃO Nº 14/98 (com as alterações das Resoluções nº 87/99, nº 228/07, nº 259/07 e nº 279/08) RESOLUÇÃO Nº 14/98 (com as alterações das Resoluções nº 87/99, nº 228/07, nº 259/07 e nº 279/08) Estabelece os equipamentos obrigatórios para a frota de veículos em circulação e dá outras providências.

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Da Comissão de Legislação Participativa) SUG nº 67/2007 Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro para

Leia mais

CAPÍTULO V. Da Garagem e Estacionamento

CAPÍTULO V. Da Garagem e Estacionamento CAPÍTULO V Da Garagem e Estacionamento Art 37. Cada unidade autônoma tem direito a uma vaga de estacionamento, perfazendo um total de 967 (novecentos e sessenta e sete) vagas, distribuídas de acordo com

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 169, de 17 de MARÇO de 2005.

RESOLUÇÃO Nº 169, de 17 de MARÇO de 2005. RESOLUÇÃO Nº 169, de 17 de MARÇO de 2005. Altera a Resolução nº 168/04, de 14 de dezembro de 2004, publicada no Diário Oficial da União nº 245, Secção I, Página 73, de 22 de dezembro de 2004. O CONSELHO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. Mensagem de veto Vide texto compilado Institui o Código de Trânsito Brasileiro. O PRESIDENTE

Leia mais

ANEXO III. PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO BELA VISTA ESTADO DE SANTA CATARINA Rua do Comércio, n. 1015 Centro

ANEXO III. PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO BELA VISTA ESTADO DE SANTA CATARINA Rua do Comércio, n. 1015 Centro ANEXO III FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO DE VAGA PARA CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA À Comissão de Acompanhamento nto do Concurso Público Nome: Cargo argo/função pretendido: DADOS DO CANDIDATO De acordo

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO III DA ORGANIZAÇÃO DO ESTADO CAPÍTULO II DA UNIÃO Art. 22. Compete privativamente à União legislar sobre: I - direito civil, comercial, penal,

Leia mais

Tabela das Multas. Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades R$ 191,54 R$ 574,61

Tabela das Multas. Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades R$ 191,54 R$ 574,61 Tabela das Multas 7 pontos na CNH Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades Dirigir com a carteira já vencida há mais de 30 dias Recolhimento da carteira e retenção do veículo Não reduzir a

Leia mais

ITAIPU BINACIONAL R E F. E D I T A L N º 0 0 5 / 2 0 0 9 - C O N C U R S O P Ú B L I C O INSTRUÇÕES

ITAIPU BINACIONAL R E F. E D I T A L N º 0 0 5 / 2 0 0 9 - C O N C U R S O P Ú B L I C O INSTRUÇÕES ITAIPU BINACIONAL R E F. E D I T A L N º 0 0 5 / 2 0 0 9 - C O N C U R S O P Ú B L I C O INSTRUÇÕES Você está recebendo do fiscal um Caderno de Questões com 30 (trinta) questões numeradas sequencialmente,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo)

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para dispor sobre Treinamento

Leia mais

1. EXAME TEÓRICO DE HABILITAÇÃO INFRAÇÕES

1. EXAME TEÓRICO DE HABILITAÇÃO INFRAÇÕES 1. XM TÓRIO HILITÇÃO INFRÇÕS Nome:. PF:.. - ata: / /. 01 02 03 (T rtigo 218, inciso I alínea a-) Transitar em velocidade superior a máxima permitida em uma via arterial até vinte por cento, é uma infração:

Leia mais

www.detran.pr.gov.br

www.detran.pr.gov.br www.detran.pr.gov.br INFELIZMENTE, A MAIOR PARTE DOS ACIDENTES COM MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO ENVOLVEM MOTOCICLISTAS. POR ISSO, O DETRAN PREPAROU ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA VOCÊ RODAR SEGURO POR

Leia mais

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO Prova nº 01 1. Qual a idade que uma pessoa deve ter para se habilitar nas categorias (D) e (E)? (a) vinte e um anos (b) dezessete anos (c) dezoito anos (d) dezenove anos 2. Qual

Leia mais

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2.

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. Disciplina o serviço de transporte de passageiros em veículos de aluguel (táxi). A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE ITAQUIRAÍ, ESTADO DE MATO GROSSO

Leia mais

LEI Nº 3.502 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2007 PUBLICADA NO DOM DE 29.11.2007

LEI Nº 3.502 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2007 PUBLICADA NO DOM DE 29.11.2007 LEI Nº 3.502 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2007 PUBLICADA NO DOM DE 29.11.2007 Cria o Sistema de Registro e Fiscalização dos veículos de tração animal e de seus condutores e dá outras providências. O PREFEITO DO

Leia mais

Coordenadoria da Moralidade Administrativa INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ

Coordenadoria da Moralidade Administrativa INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ ASSUNTO: INSTRUMENTO NORMATIVO HISTÓRICO DELIBERAÇÃO VIGÊNCIA PROTOCOLO Nº DESCRIÇÃO Nº DATA A PARTIR

Leia mais

TÉCNICO ADMINISTRATIVO I AGENTE DE FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO E TRANSPORTE

TÉCNICO ADMINISTRATIVO I AGENTE DE FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO E TRANSPORTE Concurso Público Código: 536 TÉCNICO ADMINISTRATIVO I AGENTE DE FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO E TRANSPORTE Escreva seu nome e número de inscrição de forma legível nos locais indicados: Nome do(a) Candidato(a)

Leia mais

Legislação de Trânsito Autores: J.W. Granjeiro / Jayme Amorim

Legislação de Trânsito Autores: J.W. Granjeiro / Jayme Amorim ADENDO Polícia RODOVIÁRIA Federal Legislação de Trânsito Autores: J.W. Granjeiro / Jayme Amorim Comentários DA Lei n. 9.503, de 23.09.97 Com este Código de Trânsito Brasileiro, os motoristas têm que se

Leia mais

EXATA.GG GESTÃO GOVERNAMENTAL LTDA CNPJ - 08.646.165/0001-47 exatagg@exatagg.com.br exata.gg@brturbo.com.br. Língua Portuguesa.

EXATA.GG GESTÃO GOVERNAMENTAL LTDA CNPJ - 08.646.165/0001-47 exatagg@exatagg.com.br exata.gg@brturbo.com.br. Língua Portuguesa. Língua Portuguesa Matemática 01 Leia a frase abaixo: O homem delicado cedeu sua cadeira. Qual o é o verbo dessa frase? A) Cadeira. B) Cedeu. C) Delicado. D) Homem. 06 100 minutos equivalem a: A) 1 hora

Leia mais

Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. parar, alin seu retrov

Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. parar, alin seu retrov Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. Não dê carona a desconhecidos. Evite transportar objetos de valor quando estiver

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no que diz respeito às infrações, analise as assertivas a seguir. I. Confiar ou entregar a direção de veículo à pessoa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 543, DE 15 DE JULHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 543, DE 15 DE JULHO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 543, DE 15 DE JULHO DE 2015 Altera a Resolução CONTRAN nº168, de 14 de dezembro de 2004, com a redação dada pela Resolução CONTRAN nº 493, de 05 de junho de 2014, que trata das normas e procedimentos

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO PUBLICADO NO DOU DE 03/08/12 Alterada pela Res. Contran n. 414, de 2012. RESOLUÇÃO Nº 410, DE 2 DE AGOSTO DE 2012

NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO PUBLICADO NO DOU DE 03/08/12 Alterada pela Res. Contran n. 414, de 2012. RESOLUÇÃO Nº 410, DE 2 DE AGOSTO DE 2012 NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO PUBLICADO NO DOU DE 03/08/12 Alterada pela Res. Contran n. 414, de 2012. RESOLUÇÃO Nº 410, DE 2 DE AGOSTO DE 2012 Regulamenta os cursos especializados obrigatórios destinados a

Leia mais

LEI N 1.051, DE 25 DE ABRIL DE 2005

LEI N 1.051, DE 25 DE ABRIL DE 2005 LEI N 1.051, DE 25 DE ABRIL DE 2005 Dispõe sobre autorização para funcionamento dos serviços de transporte individual de passageiros em motocicletas de aluguel (moto - taxis) no Município de Bonito/MS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Técnico Operacional - Motorista (Natal) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

Campanha de direção defensiva

Campanha de direção defensiva Riscos, perigos e acidentes Em tudo o que fazemos há uma dose de risco: seja no trabalho,quando consertamos alguma coisa em casa, brincando, dançando,praticando um esporte ou mesmo transitando pelas ruas

Leia mais

PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE

PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE OBJETIVO DO PROGRAMA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE O objetivo do Programa de Proteção ao Pedestre, da Secretaria Municipal de Transportes SMT é criar a cultura de respeito ao pedestre, resgatando os

Leia mais

DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO

DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO 1 LEI Nº 1485/2014 DISPÕE SOBRE AS PERMISSÕES DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS, ATRAVÉS DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO DE INHAÚMA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal

Leia mais

- Responsabilidades do Motorista -

- Responsabilidades do Motorista - NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS OFICIAIS - Responsabilidades do Motorista - 1. Operar conscientemente o veículo, obedecidas as suas características técnicas, e observando rigorosamente

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.389/12 Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 14/98. CONSIDERANDO o art. 105, do Código de Trânsito Brasileiro;

RESOLUÇÃO Nº 14/98. CONSIDERANDO o art. 105, do Código de Trânsito Brasileiro; RESOLUÇÃO Nº 14/98 Estabelece os equipamentos obrigatórios para a frota de veículos em circulação e dá outras providências. O Conselho Nacional de Trânsito CONTRAN, usando da competência que lhe confere

Leia mais

CAPÍTULO XVI DAS PENALIDADES

CAPÍTULO XVI DAS PENALIDADES CAPÍTULO XVI DAS PENALIDADES Art. 256. A autoridade de trânsito, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sua circunscrição, deverá aplicar, às infrações nele previstas, as seguintes

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO Sistema Nacional de Trânsito - Esquema Organizacional ESQUEMA Executivos Normativos Consultivos Coordenadores S.N.T De Trânsito De Rodoviárias Fiscalizadores Recursais Veículos CONTRAN: Máximo / Restrições

Leia mais

Concurso de Motorista - 2014

Concurso de Motorista - 2014 PORTUGUÊS MATEMÁTICA 01 QUESTÃO Analise as alternativas abaixo e assinale a alternativa correta na divisão silábica. A ( ) par aná; sá-ba-do. B ( ) ó cu-los; sa-la-da. C ( ) ci-garro; ca-na. D ( ) Todas

Leia mais

EDITAL 07/2016 1 DENOMINAÇÃO: Curso: Formação de Agentes de Trânsito. 2 MATRÍCULA: 2.1 REQUISITOS: 2.1.1 Formação em Agentes de Trânsito:

EDITAL 07/2016 1 DENOMINAÇÃO: Curso: Formação de Agentes de Trânsito. 2 MATRÍCULA: 2.1 REQUISITOS: 2.1.1 Formação em Agentes de Trânsito: EDITAL 07/2016 O Diretor do Departamento de Trânsito do Estado de Rondônia - DETRAN/RO, usando de suas atribuições, vêm estabelecer os critérios para a realização do Curso de Formação de Agentes de Trânsito,

Leia mais

Legislação de Trânsito

Legislação de Trânsito Prova simulada do DETRAN 11 Legislação de Trânsito 1) O julgamento das penalidades de trânsito se dará através de um: a) Identificação do infrator. b) Notificação de autuação. c) Processo administrativo.

Leia mais

PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014

PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014 PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014 A Diretora Vice Presidente, respondendo pelo expediente da Presidência do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN-SP, considerando as disposições dos

Leia mais

1. O QUE É O e-cfcanet?... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. COMO ESTUDAR... 5 4. FUNCIONAMENTO... 6

1. O QUE É O e-cfcanet?... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. COMO ESTUDAR... 5 4. FUNCIONAMENTO... 6 SUMÁRIO 1. O QUE É O e-cfcanet?... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. COMO ESTUDAR... 5 4. FUNCIONAMENTO... 6 4.1. O Curso... 7 4.1.1. As Disciplinas... 9 4.1.2. O Conteúdo... 10 4.2. Ferramentas de Auxílio à aprendizagem...

Leia mais

http://www.cfcanet.com.br SUMÁRIO

http://www.cfcanet.com.br SUMÁRIO SUMÁRIO 1. O que é o CFCAnet?...3 2. Objetivos...4 3. Como Estudar...5 4. Funcionamento...6 4.1. O Curso...7 4.1.1. As Disciplinas...14 4.1.2. O Conteúdo...15 4.2. Ferramentas de Auxílio à aprendizagem...20

Leia mais

Radares de Velocidade. Número de vias 49. Número de pontos com infra-estrutura 137. Número de pontos com equipamento em operação (rodízio)

Radares de Velocidade. Número de vias 49. Número de pontos com infra-estrutura 137. Número de pontos com equipamento em operação (rodízio) A multifuncionalidade apresentada na utilização dos equipamentos eletrônicos nas vias de Campinas. José Vieira de Carvalho; Atílio André Pereira; Jeany Lúcia da Silva Oliveira. EMDEC Empresa Municipal

Leia mais

MULTA VALOR EM UFIR MULTA

MULTA VALOR EM UFIR MULTA MULTA -Imposta e arrecadada pelo órgão com circunscrição sobre a via onde haja ocorrido a infração. -O valor decorre da natureza da infração, assim como a respectiva pontuação. NATUREZA DA INFRAÇÃO MULTA

Leia mais

Normas gerais de circulação e conduta

Normas gerais de circulação e conduta Normas gerais de circulação e conduta É muito importante a leitura do Capítulo III Normas Gerais de Circulação e Conduta, que vai dos artigos 26 ao 67, contidos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br As hipóteses de suspensão e cassação do direito de dirigir e o Processo Adminitrativo Ravênia Márcia de Oliveira Leite** A atribuição para a suspensão ou cassação do direito de dirigir

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA Uma atitude que pode custar vidas Racha, também chamado popularmente de pega, é uma forma de corrida

Leia mais

MULTA MULTA VALOR EM R$

MULTA MULTA VALOR EM R$ - Aplicadas pela autoridade de trânsito (posteriormente): I - advertência por escrito; II - multa; III - suspensão do direito de dirigir; IV - apreensão do veículo; V - cassação da Carteira Nacional de

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA Actualmente uma das principais preocupações mundiais é a luta contra a sinistralidade rodoviária, Portugal infelizmente detém uma taxa de sinistralidade das mais negras

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997.

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. CAPÍTULOXV DAS INFRAÇÕES Art. 161. Constitui infração de trânsito a inobservância de qualquer preceito deste Código, da legislação complementar ou das resoluções

Leia mais

ALTERNATIVA CLUBE DE BENEFÍCIOS REGULAMENTO DA ASSISTENCIA 24 HORAS

ALTERNATIVA CLUBE DE BENEFÍCIOS REGULAMENTO DA ASSISTENCIA 24 HORAS REGULAMENTO DA ASSISTENCIA 24 HORAS 1 1 REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA 24 HORAS 1.1 - OBJETIVO DO PROGRAMA O programa tem por objetivo prestar um serviço de assistência 24 horas aos associados, a fim de diminuir,

Leia mais

Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho. Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução

Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho. Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução A forma de avaliação dos candidatos a condutores, através da realização das provas teóricas e técnica, está definida

Leia mais

Directrizes para o exame de condução de automóveis ligeiros de. transmissão automática

Directrizes para o exame de condução de automóveis ligeiros de. transmissão automática Directrizes para o exame de condução de automóveis ligeiros de transmissão automática 1. Prova no parque de manobras (1) Antes de iniciar a marcha Antes de ligar o motor, o candidato deve verificar se

Leia mais

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. CTB- Parte Especial Art. 302. Praticar

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PARA CONDUÇÃO SEGURAVEICULOS LEVES

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PARA CONDUÇÃO SEGURAVEICULOS LEVES PROCEDIMENTO OPERACIONAL PARA CONDUÇÃO SEGURAVEICULOS LEVES Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. OBJETIVO... 2 3. DOCUNTAÇÕES... 2 3.1 DO VEÍCULO... 2 3.2 DO CONDUTOR... 2 4. TREINAMENTOS... 2 5. PRATICAS SEGURAS

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 1.280, DE 02 SETEMBRO DE 2008 (D.O.M. 03.09.2008 N. 2037 Ano IX) DISPÕE sobre o serviço de transporte de pequenas cargas em conjunto com passageiros, denominado táxi-frete, e dá outras providências.

Leia mais

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001 LEIN 1.195/2001 Institui o Serviço de Transporte Individual de Passageiros em Motocicletas de aluguel (Mototáxi) O Prefeito Municipal de Rio Brilhante, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que a Câmara

Leia mais

Infracções mais frequentes ao Código da Estrada, coimas e sanções Pág. 1

Infracções mais frequentes ao Código da Estrada, coimas e sanções Pág. 1 Infracções mais frequentes ao Código da Estrada, coimas e sanções Pág. 1 Infracções ÁLCOOL / ESTUPEFACIENTES Condução com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,5 g/l e inferior a 0,8 g/l.

Leia mais

Código de Trânsito Brasileiro

Código de Trânsito Brasileiro Código de Trânsito Brasileiro O Código de Trânsito Brasileiro estipula competência a setores federais, estaduais e municipais, para aplicar as penalidades de acordo com as infrações que o cidadão cometeu.

Leia mais

1. OBJETO DOS SERVIÇOS

1. OBJETO DOS SERVIÇOS CONDIÇÕES GERAIS DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA A VEÍCULOS 1. OBJETO DOS SERVIÇOS 1.1. Ao contratar os serviços de Assistência a Veículos 24 horas, o Contratante declara estar de acordo e ciente das condições

Leia mais

PROVA SIMULADA (Pré-exame) Nº 10

PROVA SIMULADA (Pré-exame) Nº 10 PROV SIMUL (Pré-exame) Nº 10 Nome do aluno... Pontuação... provado Reprovado... LEGISLÇÃO E TRÂNSITO 1) Espaço livre destinado pela municipalidade à circulação, parada ou estacionamento de veículos ou

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015)

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015) ( 2015) 1 Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

DECRETO Nº 3.102 - R, DE 30 de AGOSTO DE 2012

DECRETO Nº 3.102 - R, DE 30 de AGOSTO DE 2012 DECRETO Nº 3.102 - R, DE 30 de AGOSTO DE 2012 Altera o Art. 19 do Regulamento do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Serviço de Fretamento e/ou Turismo, aprovado

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO

DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO Legislação e Regulamentação Sobre os veículos de representações diplomáticas, consulares de carreira e organismos internacionais Art. 115. O veículo será identificado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU DECRETO N 11.368, DE 18 DE OUTUBRO DE 2.010 P. 34.777/06 Ap. 1.785/10 (EMDURB) Altera o Regulamento do Transporte Remunerado de Passageiros de Natureza Privada denominado FRETAMENTO, no Município de Bauru,

Leia mais

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem.

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar. Ceder a passagem apenas ao meu veículo. Ceder a passagem apenas ao veículo

Leia mais

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.714, DE 25 DE ABRIL DE 2011 Institui o Sistema de Estacionamento Rotativo pago, nas vias e logradouros públicos denominado Zona Azul São José dos Pinhais. A Câmara Municipal de São José dos Pinhais,

Leia mais

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq Infrações, Penalidades e Medidas Administrativas wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui

Leia mais

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem.

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar. Ceder a passagem apenas ao meu veículo. Ceder a passagem apenas ao veículo

Leia mais

Vamos começar pelas recomendações mais gerais e obrigatórias.

Vamos começar pelas recomendações mais gerais e obrigatórias. Normas gerais de circulação ABETRAN Detalhadas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em mais de 40 artigos, as Normas Gerais de Circulação e Conduta merecem atenção especial de todos os usuários da

Leia mais

TABELA IV DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARÁ

TABELA IV DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARÁ Lei nº 5.055/82 Revogada a Tabela IV pela Lei 6.430/01, efeitos a partir de 28.12.01. Vide a Lei 6.279/99, que institui a Taxa de Segurança de órgãos do Sistema de Segurança Pública. Redação dada a Tabela

Leia mais

CONSIDERANDO, ainda, a necessidade e conveniência de consolidar todas as regras relativas aos veículos oficiais; CAPÍTULO I. Das Disposições Gerais

CONSIDERANDO, ainda, a necessidade e conveniência de consolidar todas as regras relativas aos veículos oficiais; CAPÍTULO I. Das Disposições Gerais Instrução Normativa DPG nº 02 de 23 de outubro de 2014 Dispõe sobre a gestão operacional e patrimonial da frota de veículos oficiais da Defensoria Pública do Estado do Paraná e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 182 DE 09 DE SETEMBRO DE 2005

RESOLUÇÃO N.º 182 DE 09 DE SETEMBRO DE 2005 RESOLUÇÃO N.º 182 DE 09 DE SETEMBRO DE 2005 Dispõe sobre uniformização do procedimento administrativo para imposição das penalidades de suspensão do direito de dirigir e de cassação da Carteira Nacional

Leia mais

ANEXO I PRIME - ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS MÚTUOS

ANEXO I PRIME - ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS MÚTUOS Rua Itapirú, 1.323 Rio de Janeiro Brasil Tel.: +55 21 4009 1700 ANEXO I PRIME - ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS MÚTUOS DETALHAMENTO DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS O PRESENTE ANEXO I É PARTE INTEGRANTE DO

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.624, DE 2015 (Do Sr. Rômulo Gouveia)

PROJETO DE LEI N.º 2.624, DE 2015 (Do Sr. Rômulo Gouveia) *C0055298A* C0055298A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.624, DE 2015 (Do Sr. Rômulo Gouveia) Altera o Código de Trânsito Brasileiro, para dispor acerca de veículo de coleta de resíduos sólidos.

Leia mais

Denatran adia fiscalização de novos extintores para início de abril

Denatran adia fiscalização de novos extintores para início de abril Denatran adia fiscalização de novos extintores para início de abril Novos extintores deixaram de ser obrigatórios pelo menos nos próximos 90 dias Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS Decisão revoga o prazo

Leia mais

1.1.2. A CONTRATADA se responsabilizará apenas pelo custo de mão-de-obra de conserto empregada no local, no momento do atendimento emergencial.

1.1.2. A CONTRATADA se responsabilizará apenas pelo custo de mão-de-obra de conserto empregada no local, no momento do atendimento emergencial. SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA AUTO 24 HORAS 1.1. SOCORRO LOCAL 1.1.1. A CONTRATADA disponibilizará um socorro de emergência para o veículo impossibilitado de se locomover em decorrência de PANE MECÂNICA OU ELÉTRICA.

Leia mais

Tabela de Codificação de Multas

Tabela de Codificação de Multas AMPARO CÓDIGO DA DESCRIÇÃO DA INFRAÇÃO INFRAÇÃO 501-0 502-9 Tabela de Codificação de Multas PORTARIA Nº 01/98, DE 05 DE FEVEREIRO DE 1998 Anexo IV da Portaria Nº 1/98 Dirigir veículo sem possuir Carteira

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 Institui o Código de Trânsito Brasileiro. CAPÍTULO IX DOS VEÍCULOS Seção II Da Segurança dos Veículos Art. 105. São equipamentos obrigatórios dos veículos, entre

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES DA FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS

BANCO DE QUESTÕES DA FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS BANCO DE QUESTÕES DA FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS ÍNDICE DOS GRUPOS DE QUESTÕES, POR ASSUNTO QUESTÕES DE MEDICINA DE TRÁFEGO TRAN-1 2 LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO: GERAL TRAN II-1 6 LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO; SINALIZAÇÃO;

Leia mais

1. O QUE É O ISPS - CODE 2. OBJETIVO 4. LOCAIS DE ACESSO

1. O QUE É O ISPS - CODE 2. OBJETIVO 4. LOCAIS DE ACESSO 1. O QUE É O ISPS - CODE Trata-se de uma nova estrutura de normas internacionais, elaboradas pela Organização Marítima Internacional (IMO), pertencente à Organização das Nações Unidas (ONU) e aprovada

Leia mais

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS.

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. REGULAMENTO DA PORTARIA INDICE CAPÍTULO I CAPÍTULO II CAPÍTULO III - DO OBJETIVO. - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. 1. Dos sócios titulares, seus dependentes e acompanhantes

Leia mais

LC 114/05. 1. Só fazer qualquer procedimento mediante Ordem de Serviço (OS) investigar, intimar, cumprir mandado de prisão etc.

LC 114/05. 1. Só fazer qualquer procedimento mediante Ordem de Serviço (OS) investigar, intimar, cumprir mandado de prisão etc. 1. Só fazer qualquer procedimento mediante Ordem de Serviço (OS) investigar, intimar, cumprir mandado de prisão etc. INCUMBE: II - no exercício da atividade policial judiciária: a) planejar, coordenar,

Leia mais

6. Duas rodas: a regulamentação

6. Duas rodas: a regulamentação 6. Duas rodas: a regulamentação Aula: Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Foto Alex Pimentel 1 Que perigo vemos nesta cena 2! Essa é uma cena bem comum na nossa cidade e não

Leia mais

Manual da Carta de Condução

Manual da Carta de Condução Manual da Carta de Condução Ficha Técnica 2014.10.06 Ficha Técnica MANUAL DA CARTA DE CONDUÇÃO Para conduzir um veículo a motor na via pública é necessário estar legalmente habilitado. O documento que

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO. DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO. DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO O Governo decreta, nos termos da alínea d) do artigo 116.º

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO

MATERIAL COMPLEMENTAR LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO MATERIAL COMPLEMENTAR LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PROFESSOR: UBIRAJARA SOARES VIAS: Descrição da via Ruas, avenidas, logradouros, caminhos, passagens, estradas, rodovias. Praias abertas a circulação Vias internas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 004/98. Dispõe sobre o trânsito de veículos novos nacionais ou importados, antes do registro e licenciamento.

RESOLUÇÃO Nº 004/98. Dispõe sobre o trânsito de veículos novos nacionais ou importados, antes do registro e licenciamento. RESOLUÇÃO Nº 004/98 Dispõe sobre o trânsito de veículos novos nacionais ou importados, antes do registro e licenciamento. O Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN, usando da competência que lhe confere

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.494, de 20 de novembro de 2015. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.494, de 20 de novembro de 2015. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.494, de 20 de novembro de 2015. Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE:

Leia mais

Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. Não dê carona a desconhecidos.

Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. Não dê carona a desconhecidos. NO CARRO Como se prevenir Procure usar um carro que não chame a atenção. Mantenha os vidros fechados e as portas travadas por dentro. Não dê carona a desconhecidos. Evite transportar objetos de valor quando

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho O n.º 1 do artigo 117.º do Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de Maio, na última redacção que lhe foi

Leia mais

LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010

LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010 LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010 Súmula: Dispõe Sobre O Serviço de Moto-Táxi no Município Itanhangá MT, e dá Outras Providências. O Prefeito Municipal de Itanhangá, Sr. Vanderlei Proenço Ribeiro,

Leia mais