Lunch On Net: Um aplicativo para Android com foco na gestão do atendimento ao cliente.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lunch On Net: Um aplicativo para Android com foco na gestão do atendimento ao cliente."

Transcrição

1 ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Felipe Alan Bezerra Lima Lunch On Net: Um aplicativo para Android com foco na gestão do atendimento ao cliente. Paulo Afonso BA Junho/ 2013

2 Felipe Alan Bezerra Lima Lunch On Net: Um aplicativo para Android com foco na gestão do atendimento ao cliente. Monografia apresentada ao curso de Graduação em Sistemas de Informação da Faculdade Sete de Setembro FASETE, como pré-requisito para a obtenção do título de Bacharel. Orientador: MSc. Jamilson Ramalho Dantas. Paulo Afonso BA Julho/ 2013

3 ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Lunch On Net: Um aplicativo para Android com foco na gestão do atendimento. Monografia apresentada ao curso de Graduação em Sistemas de Informação da Faculdade Sete de Setembro FASETE. Sob a orientação do MSc. Jamilson Ramalho Dantas. BANCA EXAMINADORA Prof. Jamilson Ramalho Dantas, (Orientador). Membro Convidado 1. Membro Convidado 2. Paulo Afonso BA Junho/ 20013

4 Dedico este trabalho exclusivamente a Deus que planejou caminhos onde foi possível a realização deste trabalho, primeiro me dando a benção de uma ótima família, grandes amigos, experiências profissionais, força de vontade para apesar das dificuldades seguir em frente e dar seguimento ao projeto, e todos os planos que fiz em minha vida pessoal e acadêmica.

5 AGRADECIMENTOS Primeiramente agradeço a Deus por ter colocado pessoas na minha vida que me permitiram ter força e foco para a finalização deste trabalho, e como já dizia Francis Bacon Não há solidão mais triste do que a do homem sem amizades. A falta de amigos faz com que o mundo pareça um deserto.. Em segundo lugar lembrar que minha vida é sustentada por três pilares: Ademir Gomes Lima (Pai), Claudilene Patrícia Bezerra Lima (Mãe) e Maria do Socorro Bezerra da Silva (Avó). Pessoas que me nortearam durante todo esse período de graduação, e onde não será nem preciso dizer o quanto os amo e sou eternamente grato por tudo. Seguindo a ordem, uma pessoa também foi muito especial, aguentando meus estresses durante o desenvolvimento deste trabalho Samara Alves Simões, serei sempre grato a você. E a faculdade além de conhecimento, raivas e trabalhos, também nos apresenta amigos, que foram Anderson Rogério, Leandro Carvalho, José Gomes, Granville, Geneilson Andrade, Ingrid Lima, Alcir Carvalho. Além de todas pessoas que conheci durante esse período, principalmente nos últimos meses que se mostraram pessoas que estão do nosso lado para nos apoiar. E por fim, como de clichê, agradecer a meu orientador Jamilson Ramalho Dantas, que me apoiou dentre mudança de tema, futuro profissional e acadêmico, corrigindo o trabalho mesmo com seus projetos do Doutorado por fazer, Valeu mesmo manolo. Muito obrigado a todos vocês!

6 "Existem duas maneiras de construir um projeto de software. Uma é fazê-lo tão simples que obviamente não há falhas. A outra é fazê-lo tão complicado que não existem falhas óbvias." C.A.R. Hoare

7 LIMA, Felipe Alan Bezerra. Lunch On Net: Um aplicativo para Android com foco na gestão do atendimento f. Monografia. (Bacharelado em Sistemas de Informação). Faculdade Sete de Setembro FASETE, Paulo Afonso-BA. Resumo Aplicativos para dispositivos móveis a cada dia ganham mais força em difusão entre os usuários. Todo dispositivo que possua um sistema operacional permite a instalação de aplicativos diferentes dos já instalados por padrão de seus fabricantes. O que nos mostra que os usuários estão dispostos e abertos para novos aplicativos, para as diversas atividades: Aplicativo para avisar que é hora de beber água, Período fértil da esposa, Bichos de estimação virtuais, dentre outros. Possibilitar um cliente realizar pedidos em um estabelecimento alimentício, sem a necessidade de um aplicativo para cada estabelecimento é a proposta do Lunch On Net. Um único aplicativo para diversos estabelecimentos, permitindo comodidade, espaço na memória do seu dispositivo, além de uma ferramenta de gestão para os donos dos estabelecimentos. Palavras Chave: Android, Aplicativo, Software como Serviço.

8 LIMA, Felipe Alan Bezerra. Lunch On Net: A application for Android with focus on treatment management p. Monograph. (Course of Bachelor of Information Systems), Faculdade Sete de Setembro - FASETE, Paulo Afonso-BA. Abstract Applications for mobile devices every day get more strength in diffusion among users. Any device that has an operating system allows you to install applications other than those already installed by default of their manufacturers. What shows that users are willing and open to new applications for various tasks: Application to warn you that it's time to drink water, period fertile wife, Critters virtual pets, among others. Enable a customer to place orders in a food establishment without the need for an application for each facility is proposed Lunch On Net A single application for several establishments, allowing convenience, storage memory on your device, as well as a tool management to the owners of the establishments. Keywords: Android, Application, Software as a Service.

9 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Tipos de Serviço em Nuvem Figura 2 Principios da metodologia Ágil Figura 3 Processos do Scrum Figura 4 Equipe do Scrum Figura 5 Diagrama Entidade Relacionamento DER Figura 6 Atores do Sistema Figura 7 Diagrama de Caso de Uso Figura 8 Diagrama de Caso de Uso Figura 9 Diagrama de Atividade Figura 10 Tela de Login Figura 11 Tela Inicial para Garçons e Área de Produção Figura 12 Tela Detalhe do Pedido Figura 13 Tela Pedido Realizado Figura 14 Tela incial para Caixas Figura 15 Tela inicial para Gestores Figura 16 Tela Cadastro de Funcionários Gestores Figura 17 Tela de Configuração de Dados Cadastrais Figura 18 Tela Cadastro de Produtos Gestores Figura 19 Tela de Cadastro de Mesas Gestores Figura 20 Arquitetura Android Figura 21 Tela de Login App LunchOnNet Figura 22 Tela de Cadastro App LunchOnNet Figura 23 Tela de Seleção de Lanchonete App LunchOnNet Figura 24 Tela Principal App LunchOnNet Figura 25 Tela Cardápio App LunchOnnet... 63

10 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Automação versus Personalização Fonte: PIRES, P. J. FILHO, B. A. C LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1 Principais meios de coleta de informações sobre uma empresa Gráfico 2 Utilização dos Servidores Web... 48

11 SUMÁRIO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES INICIAIS CONTEXTUALIZAÇÃO JUSTIFICATIVA PROBLEMA DE PESQUISA HIPÓTESE OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivo Específico METODOLOGIA DE PESQUISA ESTRUTURA DO TRABALHO 19 CAPÍTULO II FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA MOBILIDADE COMPUTAÇÃO EM NUVEM TIPOS DE SERVIÇOS E-commerce 28 CAPÍTULO III METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE SCRUM Estrutura Equipe 34

12 CAPÍTULO IV UNIFIED MODELING LANGUAGE - UML Diagrama Entidade-Relacionamento - D.E.R Diagrama de Caso de Uso Diagrama de Atividades LUNCH ON NET A Interface Web Apache, PHP, CodeIgniter e MySQL GUI Grafical User Interface Tela: Atendentes (Garçons, Área de Produção) Tela: Caixas Tela: Gestores O Aplicativo para Android Android Arquitetura JSON GUI Grafical User Interface CONCLUSÃO E TRABALHOS FUTUROS 66 REFERÊNCIAS 68

13 CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES INICIAIS

14 13 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS Este capítulo apresenta o planejamento inicial da pesquisa com a contextualização sobre o tema e a proposta de delimitação do estudo, seguido da justificativa para a sua escolha. Em seguida, a definição do problema, metodologia utilizada, o objetivo geral e os específicos e por fim, a estrutura da monografia CONTEXTUALIZAÇÃO Mobilidade é uma realidade em pleno século XXI prova disso é a diversidade de meios para se comunicar com o mundo através da Internet, seja ela através de um computador (Desktop), Notebook e Smartphone, enfatizando este último pelo fato de possuir maior facilidade de locomoção junto ao usuário. O uso de Smartphone vem crescendo a ponto de ser comumente encontrado no mercado brasileiro, conforme pesquisa realizada em oito países (EUA, Reino Unido, Brasil, China, Índia, Indonésia, Coréia do Sul e África do Sul - com 4,7 mil pessoas) pela Revista Time juntamente com a empresa Qualcomm que revela que o brasileiro olha o seu celular em média uma vez a cada trinta minutos. Além de utilizar para serviços como Short Message Service SMS, acesso à Internet. Outro ponto importante é o fato de que A maior parte dos brasileiros afirma que o uso da tecnologia móvel pode melhorar serviços essenciais, como saúde, educação e segurança. Segundo o estudo, 66% dos brasileiros afirmam que a tecnologia wireless tem melhorado a vida de uma maneira geral. Quase 95% afirma que o uso de tecnologia sem fio pode aprimorar a segurança pública. (Artigo da PC WORLD) Fica evidenciado a afinidade dos usuários com seus Smartphones e a infinidade de aplicativos disponíveis para as várias finalidades da vida moderna. Os chamados aplicativos sociais vêm promovendo este vício, como definido pela pesquisa, em

15 14 relação ao uso dos aparelhos celulares por parte dos brasileiros, pelo simples fato de que estes aplicativos propõe uma interação em redes sociais, permitindo ao usuário compartilhar informações sobre qualquer assunto. Um artigo publicado pela Webinsider, com o resultado da pesquisa feita pela empresa Nielsen, feita com vinte e cinco mil consumidores em cinquenta países, apresentando como as pessoas costumam realizar divulgações e apresentou o seguinte resultado mostrado no Gráfico 1. Gráfico 1 - Principais meios de coleta de informações sobre uma empresa O gráfico mostra que os usuários estão levando em conta as opiniões colhidas de outros usuários conhecidos em proporções elevadas em relação a informações fornecidas por mídias de divulgação, perdendo apenas para informações que são passadas por pessoas que estes usuários conhecem. Esta divulgação acaba se tornando essencial até mesmo para a propagação do próprio aplicativo. Empresas vêm desenvolvendo formas de o usuário utilizar aplicativos para interagir com a empresa sem que eles possam deixar de lado suas influências em sua rede

16 15 de amizade em redes sociais. Como mostra a pesquisa da Webinsider, onde foi percebido que desenvolvendo aplicativos como estes, que proporcionam a interação de seus clientes e realizando a integração com redes sociais, as lojas virtuais podem aproveitar de maneira relevante o poder da opinião dos consumidores e o seu impacto na decisão de compra. O foco deste projeto destina-se desenvolvimento de um canal onde o cliente de um determinado estabelecimento pode se auto atender visando melhorar tanto o tempo de espera, quanto a qualidade do atendimento, pelo simples fato de que uma das funções de quem os serve seria feita de forma automatizada por um aplicativo em comunicação com um Website JUSTIFICATIVA Atendimento é uma prioridade no concorrido mundo dos negócios, seja ele do mais formal ao mais informal, assim, atender bem a um cliente e de forma que não faça esperar longos períodos por isso permite que a empresa suba no conceito deste cliente, que gostando indicará a mesma empresa a outras pessoas. Em contra partida, o cliente mal atendido, também externará o problema ocorrido indicando negativamente a empresa e com certeza o fará para bem mais pessoas, além de procurar meios legais para eventuais danos causados. Portanto, formas de diversificar o atendimento foram surgindo, dentre elas o préatendimento e o autoatendimento. O primeiro é uma forma de a empresa antever as necessidades do cliente, podendo surpreendê-lo com uma antecipação a sua solicitação e principalmente com o atendimento pessoal, enquanto a segunda o cliente já sabendo o que deseja, dispõe de um canal de atendimento onde ele poderá solucionar seu problema sem a necessidade de alguém ligado a empresa para tal finalidade.

17 16 Vantagens Desvantagens Automação Personalização Conveniência Disponibilidade Praticidade Baixo custo Alta Padronização Relacionamento Prestigio Atenção/Cordialidade Confiança Pessoal Segurança Psicológica Impessoalidade Resistências Fobias/medos/bloqueios Desumanização do atendimento Alto Custo Baixa Padronização Tabela 1- Automação versus Personalização - Fonte: PIRES, P. J. FILHO, B. A. C Como mostra a Tabela 1 as duas formas de atendimento (automação e personalização) são de fundamental importâncias para qualquer empresa independente do porte por conta de suas vantagens, um ambiente totalmente automatizado pode causar um receito quanto a utilização por parte dos clientes clientes que prefiram contato com um ser humano lhe prestando um atendimento. Por outro lado podemos ter um cliente que gostaria de automatizar seus pedidos para ganhar tempo. Em um mundo onde o real e o tecnológico andam lado a lado, a atualização de informações acontece de forma constante, sendo elas em redes sociais, publicação de textos, fotos, utilização de Global Position System GPS. Assim é notório que proporcionar uma forma de se auto atender e ao mesmo tempo continuar sua interação social e virtual, pode aumentar a sua satisfação por não precisar esperar um garçom estar disponível para atendê-los. Em contra partida estaríamos dando ao profissional um tempo a mais para focar no bom atendimento apenas para servir os seus pedidos.

18 PROBLEMA DE PESQUISA Desenvolver novos métodos para melhorar o atendimento ao cliente e sua satisfação esbarra na dificuldade que as pessoas possuem ao se auto atender, como exemplo, uma área que encontra muitas barreiras para esta transição é o setor bancário. [...] a crescente transferência do atendimento tradicional para o autoserviço, como estratégia de atuação dos bancos, requer um entendimento da aceitação pelo consumidor de serviços bancários e uma análise de forma sistêmica do preparo deste para acompanhar e assimilar novos produtos e serviços a ele oferecidos. (PIRES, P. J. FILHO, B. A. C. 2001) Este tipo de serviço foge totalmente a realidade do habitual onde alguns estabelecimento, do ramo alimentício (lanchonetes) onde o número de garçons é pequeno em relação ao número de clientes, e o atendimento sendo de modo simples sem a predominância da tecnologia em alguns casos, com anotações, repassando ao setor responsável por prepara-los e posteriormente levando estes pedidos aos clientes. O problema que este projeto pretende resolver é permitir aos clientes uma forma de agilizar seus pedidos através de seus smartphones, para que o estabelecimento possa focar apenas em atender bem a seus clientes, sem preocupar-se com a gestão dos pedidos feitos, de modo que possam satisfazer estes clientes tanto em serviço prestado quanto pelo produto, buscando cada vez mais formas de fidelizar esses clientes HIPÓTESE Alguns bares e Restaurantes não possuem um compromisso com o tempo de espera clientes. Algumas lanchonetes que não optam por utilizar sistemas não possuem um controle de pedido organizado.

19 18 As soluções adotadas por alguns estabelecimentos atende apenas ao seu público OBJETIVOS Objetivo Geral Desenvolver um aplicativo para plataforma Android com regras de negócios para atender estabelecimentos alimentícios, que interaja com um banco de dados Web, de uma aplicação criada e adaptada ao seu uso. Permitindo que os usuários possam realizar pedidos através de dispositivos móveis Objetivo Específico Construir um sistema de Gestão de Pedidos, com Interface Web, para prover interação entre a base de dados e o aplicativo. Desenvolver um aplicativo na plataforma Android para que o cliente tenha acesso a fazer seus pedidos através de seus Smartphones METODOLOGIA DE PESQUISA As divisões estabelecidas neste trabalho serão feitas em dois pontos. O primeiro ponto será caracterizado pelo levantamento de referencias, com base em pesquisas de artigos, livros, estudos de atuação de software já existentes, ou seja, uma pesquisa aplicada, que segundo Silva & Menezes (2005) visa gerar conhecimento para aplicação prática e soluções de problemas específicos. Desta forma, será

20 19 criado um conhecimento inicial acerca dos assuntos referidos neste trabalho, permitindo que o acompanhamento das ideias desenvolvidas aconteça de forma natural e clara. O segundo ponto acontece pelo desenvolvimento de um sistema chamado Lunch On Net, com o intuito de modificar a maneira com que os clientes de um estabelecimento alimentício podem realizar seus pedidos. Utilizando pesquisa Expost-Facto, que é definida por Silva & Menezes (2005) como uma pesquisa realizada após o fato. Utilizando fatos que são problemas comuns em alguns estabelecimentos como: demora no preparo dos pedidos, péssimo atendimento, devido ao número reduzido de garçons designados ao atendimento. Por fim, será realizado uma analise em relação as funções desenvolvidas e suas aplicabilidades em necessidade de aplica-la ao uso por de um estabelecimento ESTRUTURA DO TRABALHO Os capítulos deste trabalho serão apresentados como se segue: Capítulo 01 Introdução: O primeiro capítulo se objetiva por inteirar o leitor com o assunto abordado por este projeto, apresentado os levantamentos que serviram bases para a compreensão da intenção de desenvolvimento do projeto. Capítulo 02 Conceitos fundamentais: Toda fundamentação teórica será abordada neste capítulo, desta forma serão abordados os temas principais que darão conhecimento prévio para as demais ideias apresentadas neste trabalho. Capítulo 03 Metodologia de Desenvolvimento de Software: Neste capítulo toda abordagem quanto ao SCRUM e suas peculiaridades, padrões, gestão de projetos e equipe serão discorridos para detalhar as práticas utilizadas durante o desenvolvimento deste software.

21 20 Capítulo 04 Unified Modeling Language - UML: Este capítulo possuirá toda documentação básica para descrever o projeto de desenvolvimento do software apresentadas de acordo com suas normas. Capítulo 05 Conclusão e Trabalhos Futuros: O último capítulo apresentará o resultado do desenvolvimento juntamente com ideias futuras do autor para o projeto. Ao final deste trabalho poderão ser vistas as referências contendo todo o material pesquisado no decorrer da elaboração deste projeto.

22 21 CAPÍTULO II Fundamentação Teórica

23 2. Fundamentação Teórica Este capítulo apresenta uma introdução sobre pontos básicos para aplicações que utilizam serviços baseados em Computação em Nuvens. Seguindo esta ideia, se objetivará por analisar pontos como Tipos de Serviços em Nuvem e e-commerce MOBILIDADE Na realidade do mundo agitado de hoje, com pessoas sempre com pressa, e a constante necessidade de conexão com informações de trabalho, redes sociais, arquivos pessoais, remete estes usuários a buscarem mobilidade, os muitos dispositivos móveis com conexão com a Internet promovem essa conectividade tão desejada pelos usuários. Em artigo publicado pela imasters, no ano de 2012, os dispositivos móveis foram responsáveis por um aumento de 11% nas buscas online, um dado bastante relevante, e mostra que o público que está utilizando ou migrando pra essa tecnologia a utiliza de forma a utilizá-la assiduamente. As empresas já começaram a notar essa grande massa, e ver oportunidades de negócio e uma forma de estar mais próximo ao seu cliente, divulgar seus produtos, promoções, parabenizá-lo por datas comemorativas e tudo mais que faça o cliente sentir-se bem por ser um freguês daquela empresa. Essa interação pode acontecer com SMS, Aplicativos, até mesmo interfaces Web para browsers instalados nos dispositivos móveis, ou seja, a página da empresa redimensionada, próprias para a tela onde será exibida. Esse processo conhecido como Mobile Marketing, é definido pelo E-Commerce News como o processo de aproximação entre empresa e cliente por meios de dispositivos móveis. Com a alta aceitação dos dispositivos móveis aliado ao bilionário mercado do e- commerce, as tecnologias estão cada vez mais procurando proporcionar essa

24 integração, sendo esse processo encabeçado pelos aplicativos desenvolvidos por grandes empresas, programadores autônomo, comunidades de desenvolvimento, o que vem tornando essa aceitação por parte dos usuários a nova tendência da mobilidade muito mais fácil, prática e com projeções de crescimento cada vez maiores. A computação em nuvem é um dos meios que permitem essa propagação, servidores permitindo arquivos serem acessados de qualquer lugar, compartilhamento de recursos, estações de trabalho disponíveis apenas com o acesso à Internet, dentre outros serviços COMPUTAÇÃO EM NUVEM A ideia de computação em nuvem é o ponto inicial para o entendimento do contexto central deste projeto, que é definido por (ALECRIM, Emerson. 2008) e se refere, essencialmente, à ideia de utilizarmos, em qualquer lugar e independente de plataforma, as mais variadas aplicações por meio da Internet com a mesma facilidade de tê-las instaladas em nossos próprios computadores. Esta nova forma de ver a distribuição de dados é um dos fatores que motivam a tecnologia a se adequar perfeitamente aos padrões de vida atual, principalmente o armazenamento de arquivos, como abordado em artigo do site TecMundo Ao contrário do que muitos pensam, a computação em nuvens não dispensa em nenhum momento o armazenamento de arquivos em discos rígidos. A diferença é que, em vez de os arquivos ficarem guardados em um dispositivo na casa ou escritório do usuário, tal trabalho é realizado por servidores gigantescos que ocupam diversos galpões. (GUGELMIN, Felipe) Outro fato que ostenta o uso da computação em nuvens se deve a velocidade que o hardware se torna obsoleto, assim a exigência para que se tenha um acesso a uma infraestrutura fornecida em nuvem se resume a um micro sem necessidade de que se tenha alto rendimento e uma boa conexão banda larga, por isso se torna

25 [...] uma solução inteligente para os usuários lidarem com a infraestrutura de TI. Na computação em nuvem os recursos de TI são fornecidos como um serviço, permitindo que os usuários o acessem sem a necessidade de conhecimento sobre a tecnologia utilizada. Assim, os usuários e as empresas passaram a acessar os serviços sob demanda e independente de localização, o que aumentou a quantidade de serviços disponíveis. (SOUSA, F. C. Sousa; MOREIRA, L. O; MACHADO, J. C. 2010) A crescente adesão aos sistemas e o grande foco da Google em prover serviços pela Web fez com que outras empresas também focassem o desenvolvimento nesta mesma área de atuação. Uma matéria publicada no site G1 afirma que ideia da Google é concentrar toda informação do mundo na Internet, o que seria o ideal para o conceito de computação em nuvens, de toda informação disponível, em qualquer lugar e a qualquer hora. Assim, as vantagens do uso da computação em nuvem começam a ser favorável ao usuário, ainda na mesma matéria é afirmado que Se tudo acontecer como imaginam os engenheiros do Google e de outras empresas que apostam na computação nas nuvens, num futuro próximo os computadores poderão ser muito mais baratos e usarão programas oferecidos quase sempre de graça, pela internet. Seria a definitiva inclusão das camadas mais pobres da população no mundo digital. (2008) O preço sofreria essa queda brusca justamente pelo fato do micro poder executar apenas com um browser, ou seja, o requisito computacional seria mínimo. Afinal, além de dispensar o download de documentos para poder utilizá-los corretamente, o acesso a eles depende exclusivamente de uma conexão com a internet e, no máximo, de um registro em algum endereço específico. (GUGELMIN, Felipe. 2011). O lado financeiro se torna interessante para empresas que possuem demandas diferenciadas de acordo com a época do ano, assim, para suprir esse acesso essas empresas alugam servidores extras e pagam apenas por seu uso, podendo se desfazer assim que for desnecessário seu uso, o que leva a empresa a economizar na implantação de um novo servidor, que só utilizará capacidade máxima em períodos específicos do ano, deixando de ser viável sua aquisição.

26 Como mostra a matéria publicada pela Época Negócios, A Amazon foi uma das pioneiras nesse conceito. Para atender à alta demanda nas datas de pico em vendas, como o Natal, a loja virtual investiu num poderoso parque tecnológico. Mas notou que ele ficava ocioso a maior parte do tempo Esta prática levou a empresas que possuíam grandes servidores operando em uma carga distante da sua capacidade máxima, a disponibilizar seus recursos computacionais, para que outras empresas pudessem ter a sua disposição computadores de alta capacidade, sempre que necessitassem aumentar o seu poder de processamento ou, até mesmo, ser uma forma de prevenir possíveis momentos de ausência do servidor principal, pois caso apresentasse algum problema, o servidor secundário, localizado nas nuvens assumiria o seu lugar TIPOS DE SERVIÇOS Com o advento da Computação em Nuvem, várias formas de prover serviços começaram a surgir podendo ser expressa como XaaS 1, destacando três tipos de serviços em nuvem: Infrastructure as a Service IaaS, Plataform as a Service PaaS, Software as a Service SaaS. Estes níveis de abstração pode também ser visto como uma arquitetura em camadas, onde serviços de uma camada superior podem ser constituídos a partir de serviços da camada subjacente (SANTOS. et al. 2012) 1 XaaS é um termo utilizado para Qualquer coisa como um Serviço onde o qualquer coisa representará: Software, Plataforma, Infraestrutura, dentre outros serviços providos em nuvem.

27 Figura 1 - Tipos de Serviço em Nuvem Fonte: Explained-and-Defined.aspx Como mostra a Figura 1 cada tipo de serviço tem sua finalidade, e com empresas cada vez mais buscando reduzir custos e aumentar os resultados, estes serviços podem atender de forma ideal a necessidade com um baixo investimento, e como citado anteriormente, a empresa pagará apenas o tempo em que utilizou o serviço. A definição mostrada de cada serviço demonstra bem o público alvo que cada um pretende atender, por exemplo, a empresa que necessitar de uma máquina em conjunto com seus servidores poderá optar apenas pelo IaaS, e assim ela teria seu terminal virtualizado pronto para operar. No caso de desenvolvedores que possuem a necessidade de constante deslocamento, o PaaS se torna ideal por fornecer todo ambiente de desenvolvimento, onde ele precisará apenas de uma conexão de Internet e um browser para continuar a desenvolver seus trabalhos. O SaaS é interessante para usuários e empresas, pois o primeiro pode necessitar de um software que exija um maior poder computacional, como por exemplo, um jogo, e assim sua máquina física ficaria responsável apenas pelo acesso, enquanto a empresa poderia necessitar do seu software rodando nas máquinas dos seus funcionários via browser.

28 Os tipos de serviços (SaaS, PaaS, IaaS) possuem características em especifico, como é o caso do SaaS, que segundo um guia da CloudU 2 : Acesso via web ao software comercial Software gerenciado de uma localização centralizada Software é distribuído no modelo um-para-muitos Usuários não precisam fazer atualizações de manualmente. softwares e patches APIs permitem a integração entre diferentes partes de softwares. Um estudo de caso apresentado pelo guia traz o caso do Groupon 3, onde o Diretor de atendimento ao cliente perdia muito tempo respondendo a perguntas que chegavam de várias partes do mundo, então a solução implantada em SaaS, foi o software Zendesk 4, que separava as Frequently Asked Questions FAQs, facilitando o trabalho dos agentes de suporte ao cliente que recebiam em média quinze mil tickets por dia e precisavam responder de forma manual. O guia da CloudU apresenta as características apresentadas sobre o PasS como: Serviços para desenvolver, testar, implantar, prover e manter aplicações no mesmo ambiente integrado de desenvolvimento. Interface para usuário que auxiliam a criar, modificar, testar e implantar diferentes cenários de interface do usuário. Suporte para desenvolvimento em equipe, algumas soluções em PaaS incluem planejamento de projeto e ferramenta para comunicação Para saber mais, acesse:: Para saber mais, acesse: Para saber mais, acesse:

29 O segundo estudo de caso apresentado aconteceu na empresa Menumate 5 onde foi utilizada a plataforma Force.com para centralizar, modernizar e integrar seus software. As características do IaaS, conforme o guia da CloudU: Recursos são distribuídos como um serviço Permite um dimensionamento dinâmico. Geralmente incluem múltiplos usuários em um único hardware. A solução mostrada pelo guia é da empresa Beyond Diet 6 onde seu servidor teve o pico de acesso atingido, tanto em download quanto em upload de informações, então foi implantado um novo servidor que atuava de janeiro a março, atendendo a quantidade de acesso que o site demandava, além de utilizar o Amazon s S3 services, para armazenamento dos seus dados. Compreendemos então que serviços providos por Computação em Nuvem por si só não descreve uma única coisa, existe um tipo de serviço para cada necessidade, cabe ao usuário ou a organização definir seu problema e estudar as melhores soluções, seja ela apenas um tipo de serviço ou todos E-commerce Apesar da ideia de Computação em Nuvem ser considerado algo recente se tratando de tecnologias, muitos de seus conceitos já eram aplicados e com uso bastante difundido, onde podemos citar o e-commerce com o SaaS, sendo mais específicos, muitas lojas virtuais já podem serem criadas com ferramentas já 5 6 Para saber mais, acesse: Para saber mais, acesse:

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Levantamento sobre Computação em Nuvens

Levantamento sobre Computação em Nuvens Levantamento sobre Computação em Nuvens Mozart Lemos de Siqueira Doutor em Ciência da Computação Centro Universitário Ritter dos Reis Sistemas de Informação: Ciência e Tecnologia Aplicadas mozarts@uniritter.edu.br

Leia mais

Guia Projectlab para Métodos Agéis

Guia Projectlab para Métodos Agéis Guia Projectlab para Métodos Agéis GUIA PROJECTLAB PARA MÉTODOS ÁGEIS 2 Índice Introdução O que são métodos ágeis Breve histórico sobre métodos ágeis 03 04 04 Tipos de projetos que se beneficiam com métodos

Leia mais

SCRUM. Desafios e benefícios trazidos pela implementação do método ágil SCRUM. Conhecimento em Tecnologia da Informação

SCRUM. Desafios e benefícios trazidos pela implementação do método ágil SCRUM. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação SCRUM Desafios e benefícios trazidos pela implementação do método ágil SCRUM 2011 Bridge Consulting Apresentação Há muitos anos, empresas e equipes de desenvolvimento

Leia mais

ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT

ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT Juliano Flores Prof. Lucas Plautz Prestes Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Gestão de Tecnologia da Informação (GTI034)

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 02 IMPLANTAÇÃO DE 1 (UM)

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Bruno Sanchez Lombardero Faculdade Impacta de Tecnologia São Paulo Brasil bruno.lombardero@gmail.com Resumo: Computação em nuvem é um assunto que vem surgindo

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE Andressa T.R. Fenilli 1, Késsia R.C.Marchi 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil andressa.trf@gmail.com, kessia@unipar.br Resumo. Computação em

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4 DMS Documento de Modelagem de Sistema Versão: 1.4 VERANEIO Gibson Macedo Denis Carvalho Matheus Pedro Ingrid Cavalcanti Rafael Ribeiro Tabela de Revisões Versão Principais Autores da Versão Data de Término

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais Computação em Nuvem Computação em nuvem: gerenciamento de dados Computação em nuvem (Cloud Computing) é uma tendência recente de tecnologia cujo objetivo é proporcionar serviços de Tecnologia da Informação

Leia mais

Sistema para gestão de restaurante

Sistema para gestão de restaurante Sistema para gestão de restaurante Luciana Tavares Rosa luciana.rosa@inf.aedb.br AEDB Fábio Rezende Dutra fabio.dutra@inf.aedb.br AEDB Resumo:O sistema para gestão de restaurante é um software desenvolvido

Leia mais

Seminário GVcev E-COMMERCE, MOBILE E MÍDIAS SOCIAIS NO VAREJO. Está na Hora de Criar um App para sua loja? Wilson Cunha

Seminário GVcev E-COMMERCE, MOBILE E MÍDIAS SOCIAIS NO VAREJO. Está na Hora de Criar um App para sua loja? Wilson Cunha Seminário GVcev E-COMMERCE, MOBILE E MÍDIAS SOCIAIS NO VAREJO Está na Hora de Criar um App para sua loja? Wilson Cunha Mobile Commerce Quem deve ter; Website mobile; Aplicativos mobile; Diferenças Tecnologia;

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar)

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) COMPUTAÇÃO EM NUVEM Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Mih_nai@hotmail.com juliocesar@unipar.br Resumo. Este artigo contém a definição e citação

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM Pedro Victor Fortunato Lima, Ricardo Ribeiro Rufino Universidade Paranaense UNIPAR Paranavaí Paraná Brasil pedrin_victor@hotmail.com, ricardo@unipar.br

Leia mais

SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1

SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1 615 SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1 Guilherme Paulo de Barros 2, Arthur Lemos 3, Heber Fernandes Amaral 4 Resumo: Nos dias atuais, com a popularização

Leia mais

O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Entendendo a cloud computing (computação nas nuvens)

O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Entendendo a cloud computing (computação nas nuvens) O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Introdução A expressão cloud computing começou a ganhar força em 2008, mas, conceitualmente, as ideias por trás da denominação existem há muito mais tempo.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

5 motivos para gerenciar sua frota na nuvem

5 motivos para gerenciar sua frota na nuvem 5 motivos para gerenciar sua frota na nuvem 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> O que é software na nuvem... 6 >> Vantagens do software na nuvem... 8 >> Conclusão... 13 >> Sobre a Frota Control... 15 3 Introdução

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SISTEMA MÓVEL DE COMPRAS POR QR CODE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA:

Leia mais

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO Virtualização A virtualização está presente tanto no desktop de um entusiasta pelo assunto quanto no ambiente de TI de uma infinidade de empresas das mais variadas áreas. Não se trata de "moda" ou mero

Leia mais

Computação nas Nuvens

Computação nas Nuvens Computação nas Nuvens TÓPICOS Introdução Internet: O fundamento principal O que é Computação em Nuvens Vantagens Dúvidas Corrida pela tecnologia Trabalhos Futuros Conclusão Referências 2 TÓPICOS Introdução

Leia mais

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015 GIS Cloud na Prática Fabiano Cucolo 26/08/2015 Um pouco sobre o palestrante Fabiano Cucolo fabiano@soloverdi.com.br 11-98266-0244 (WhatsApp) Consultor de Geotecnologias Soloverdi Engenharia www.soloverdi.com.br.

Leia mais

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Artigos Técnicos Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Marcelo Salvador, Diretor de Negócios da Elipse Software Ltda. Já faz algum tempo que ouvimos falar do controle e supervisão

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

USANDO O IZCODE PARA GERAR SOFTWARE RAPIDAMENTE

USANDO O IZCODE PARA GERAR SOFTWARE RAPIDAMENTE USANDO O IZCODE PARA GERAR SOFTWARE RAPIDAMENTE SUMÁRIO usando o izcode... 1 para gerar software rapidamente... 1 introdução... 2 o que é o izcode?... 2 Como funciona o izcode?... 2 os tipos diferentes

Leia mais

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública chaves para o gerenciamento de serviços efetivo agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução: modelos de

Leia mais

Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010. Comparativo entre Apache e IIS.

Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010. Comparativo entre Apache e IIS. Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010 Comparativo entre Apache e IIS. Apache versus IIS 1. Resumo Os programas de computador Apache, da fundação Apache

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

Apps de Produtividade

Apps de Produtividade Apps de Produtividade Os App s de Produtividade oferecem controle, organização e recursos para profissionalização das áreas internas e externas da empresa, proporcionando: Produtividade Controle Integração

Leia mais

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Computing: O que é. O que faz. As vantagens. E tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 12 Computação em Nuvem Sumário Introdução Arquitetura Provedores

Leia mais

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ ModeloPlanoProjeto_2007_04_24 SIGECO07_PlanoProjeto_2007_09_23 Página

Leia mais

Rua Serra dos Carajás, 84, Indaiatuba, SP Celular: 19-9.9269-7334 Email: heverson.gomes@hcconsys.com.br www.hcconsys.com.br skype: heverson.

Rua Serra dos Carajás, 84, Indaiatuba, SP Celular: 19-9.9269-7334 Email: heverson.gomes@hcconsys.com.br www.hcconsys.com.br skype: heverson. Rua Serra dos Carajás, 84, Indaiatuba, SP Celular: 19-9.9269-7334 Email: heverson.gomes@hcconsys.com.br www.hcconsys.com.br skype: heverson.gomes Apresenta!!! 1. A Empresa A HCCONSYS com o intuito de ser

Leia mais

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar as principais características de uma Aplicação Internet Rica.

Leia mais

ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA DA COSTA LOJA VIRTUAL

ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA DA COSTA LOJA VIRTUAL ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA DA COSTA LOJA VIRTUAL CURITIBA 2004 ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Universidade Federal de Pernambuco Ciência da Computação Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Taciana Lima Lourenço Silva Schuenemann Estudo de Viabilidade Clínica médica

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Digitalização de Documentos

Digitalização de Documentos Digitalização de Documentos Fluxo de Tarefas: A Disal Tecnologia reconhece que no mercado existem certas tarefas que requerem o manuseio de um grande número de documentos em papel. Dentre elas, a compra

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING)

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) Thiago Batista de Oliveira¹, Júlio César Pereira¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil thiagoolyveira@gmail.com,juliocesarp@unipar.br

Leia mais

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação.

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Desenvolvemos lojas virtuais, websites, portais, intranets, webmails, hotsites, entre outros serviços

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> Não confie em sua memória: agendas e calendários online estão a seu favor... 5 >>

Leia mais

Aluna: Vanessa de Mello Orientador: Everaldo Artur Grahl

Aluna: Vanessa de Mello Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta web para gerenciamento de projetos de software baseado no Scrum Aluna: Vanessa de Mello Orientador: Everaldo Artur Grahl Introdução Roteiro da apresentação Objetivos do trabalho Fundamentação

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

6 Infraestrutura de Trabalho

6 Infraestrutura de Trabalho 6 Infraestrutura de Trabalho Este capítulo tem como objetivo fornecer uma visão geral do ambiente de trabalho encontrado na organização estudada, bem como confrontá-lo com a organização ideal tal como

Leia mais

Workshop SCRUM. Versão 5 Out 2010 RFS. rildo.santos@etecnologia.com.br

Workshop SCRUM. Versão 5 Out 2010 RFS. rildo.santos@etecnologia.com.br Todos os direitos reservados e protegidos 2006 e 2010 Objetivo: Estudo de Caso Objetivo: Apresentar um Estudo de Caso para demonstrar como aplicar as práticas do SCRUM em projeto de desenvolvimento de

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Modelo Cascata (Waterfall) ou TOP DOWN. Modelo Iterativo. Metodologia Ágil.

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

Padrão ix. Q-Ware Cloud File Publisher Manual do Usuário QWCFP. Versão 1.2.0.1

Padrão ix. Q-Ware Cloud File Publisher Manual do Usuário QWCFP. Versão 1.2.0.1 Padrão ix Q-Ware Cloud File Publisher Manual do Usuário QWCFP Versão 1.2.0.1 Copyright 2000-2014 Padrão ix Sistemas Abertos Ltda. Todos os direitos reservados. As informações contidas neste manual estão

Leia mais

vgf Violin Gerenciador de Franquias

vgf Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Visão Geral Bem-vindo ao Violin Gerenciador de Franquias, uma poderosa aplicação vertical que dá

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Marcos R. Dillenburg Gerente de P&D da Novus Produtos Eletrônicos Ltda. (dillen@novus.com.br) As aplicações de

Leia mais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais

Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Guia Definitivo de Ferramentas para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita Federal. O incentivo

Leia mais

Simple Storage. Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança e a economia que sua empresa precisa

Simple Storage. Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança e a economia que sua empresa precisa Simple Storage Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança e a economia que sua empresa precisa Simple Storage Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Capítulo 9 A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 9.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação (IT) para empresas? Por que a conectividade

Leia mais

Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux

Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux Introdução Um sistema operacional de rede é simplesmente um sistema operacional com serviços de rede, que chamamos de um modo geral de servidor. Dependendo

Leia mais

Provisione e gerencie serviços de nuvem por toda a pilha

Provisione e gerencie serviços de nuvem por toda a pilha Informe Técnico Provisione e gerencie de nuvem por toda a pilha A arquitetura e as capacidades técnicas do HP Cloud Service Automation O HP Cloud Service Automation é uma solução de gerenciamento do ciclo

Leia mais

Cada empresa é uma empresa de informação. Não

Cada empresa é uma empresa de informação. Não Gestão da Informação Corporativa OpenText Desligue o seu celular e o seu computador. Desligue os seus servidores. E agora você consegue fazer negócios? Cada empresa é uma empresa de informação. Não importa

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br) Bacharelado em Ciência da Computação Aula 05 Material preparado por Fernanda Madeiral Delfim Tópicos Aula 5 Contextualização UML Astah

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0. Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho. Florianópolis - SC 2005/1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0. Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho. Florianópolis - SC 2005/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0 Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho Florianópolis - SC 2005/1 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Denição do Problema 3 3 Trabalhos Correlatos 4 4 Solução

Leia mais

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO Curso Superior de Graduação em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática Por AUGUSTO CARRICONDE

Leia mais

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos Agenda A Empresa História Visão Conceito dos produtos Produto Conceito Benefícios Vantagens: Criação Utilização Gestão Segurança Integração Mobilidade Clientes A empresa WF História Em 1998, uma ideia

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

Sistemas Operacionais Carlos Eduardo Portela Serra de Castro

Sistemas Operacionais Carlos Eduardo Portela Serra de Castro Introdução Sistemas Operacionais 1 Sistema Operacional: Um conjunto de programas, executado pelo computador como os outros programas. Função: Controlar o funcionamento do computador, disponibilizando seus

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNÓLOGO EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNÓLOGO EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNÓLOGO EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Controle de Viaturas por Pablo Wasculewsky de Matos Orientador: Prof. Me. André Vinicius

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação. Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação. Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria MONOGRAFIA DE PROJETO ORIENTADO EM COMPUTAÇÃO I Rastreamento

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet.

Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet. 1 COMPUTAÇÃO EM NUVEM Leonardo André Junges 1 Neimar Sierota 2 Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet. 1 INTRODUÇÃO Nos dias atuais encontramos tudo ou praticamente tudo

Leia mais

RHOELEMENTS MOTOROLA DESENVOLVA MENOS. FAÇA MAIS.

RHOELEMENTS MOTOROLA DESENVOLVA MENOS. FAÇA MAIS. RHOELEMENTS MOTOROLA DESENVOLVA MENOS. FAÇA MAIS. RHOELEMENTS MOTOROLA FOLHETO COM TANTOS EQUIPAMENTOS MÓVEIS... VOCÊ, DEFINITIVAMENTE, QUER CRIAR UM APLICATIVO COMPATÍVEL COM TODOS ELES. COM RHOELEMENTS,

Leia mais

Utilização do aplicativo ODK como suporte na inspeção de Via Permanente

Utilização do aplicativo ODK como suporte na inspeção de Via Permanente Utilização do aplicativo ODK como suporte na inspeção de Via Permanente Eric Pretti Serafim 1 * 1 VALES/A. Rod. BR155, s/n, Pátio Ferroviário de Marabá, 68508-970, Marabá - Pará e-mail: eric.pretti@vale.com

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile 393 Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile Lucas Zamim 1 Roberto Franciscatto 1 Evandro Preuss 1 1 Colégio Agrícola de Frederico Westphalen (CAFW) Universidade Federal de Santa Maria

Leia mais

PROFISSIONAL. Por que o Comércio Eletrônico em Multicanais é Fundamental para o Sucesso do seu Negócio On-line

PROFISSIONAL. Por que o Comércio Eletrônico em Multicanais é Fundamental para o Sucesso do seu Negócio On-line EDIÇÃO Nº 05 GRÁTIS FOTOGRAFIA PROFISSIONAL SOLUÇÕES PARA IMAGENS DE PRODUTO QUE CONQUISTARAM OS LÍDERES DO COMÉRCIO ELETRÔNICO Por que o Comércio Eletrônico em Multicanais é Fundamental para o Sucesso

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

7 Utilização do Mobile Social Gateway

7 Utilização do Mobile Social Gateway 7 Utilização do Mobile Social Gateway Existem três atores envolvidos na arquitetura do Mobile Social Gateway: desenvolvedor do framework MoSoGw: é o responsável pelo desenvolvimento de novas features,

Leia mais

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO E-COMMERCE NAS PEQUENAS EMPRESAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE JAGUARIÚNA AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA

Leia mais

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente Documentos formam a grande massa de conhecimentos de uma organização seja ela privada ou pública, esses documentos em sua maioria são parte do seu patrimônio. A Gestão

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais