CURRICULUM VITAE RESUMIDO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURRICULUM VITAE RESUMIDO"

Transcrição

1 CURRICULUM VITAE RESUMIDO AGAMENON SERGIO LUCAS DANTAS Nascimento: 24/8/52 Recife-PE R.G SSP/SP FORMAÇÃO ACADÊMICA: Geólogo, Bacharelado pela Universidade de São Paulo (1976). Mestrado em Geociências pela USP (1990), em Geoquímica e Geotectônica :. MBA em Gestão de Projetos FIA-USP (Fundação Instituto de Administração da USP, (2001); Diversos cursos de pós-graduação, extensão e especialização, bem como estágios e viagens de estudos no Brasil e exterior. 3 livros e 59 trabalhos técnico-científicos publicados em revistas e periódicos especializados. ATIVIDADES PROFISSIONAIS ATUAIS Atualmente CONSULTOR E CEO DA GEOMINING BRASIL CONSULTORES ASSOCIADOS, empresa atuante nas áreas de Geologia, Mineração, Geologia de Engenharia/ Geotecnia, Petróleo & Gás e Meio Ambiente (desde Julho/2012) ATIVIDADES PROFISSIONAIS ANTERIORES 1. DIRETOR CORPORATIVO DA PETRA ENERGIA S/A E DIRETOR DE TECNOLOGIA/MEMBRO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA VICENZA MINERAÇÃO, empresas do Grupo STR, atuando, respectivamente nas áreas de Petróleo e de Mineração ( ); 2. DIRETOR PRESIDENTE EXECUTIVO E VICE- PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL / CPRM COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS, empresa do Ministério de Minas e Energia ( ), envolvendo dentre outras atividades : -Retomada dos Levantamentos Geológicos e Aerogeofísicos do país, através do Programa Geologia do Brasil (PAC- Programa de Aceleração do Crescimento), abrangendo cerca de 350 projetos técnicos em todo o Brasil, nas áreas de Mapeamentos Geológicos, Levantamentos Aerogeofísicos, Levantamentos Geoquímicos, Geologia Marinha, Recursos Minerais, Recursos Hídricos, Geoprocessamento e Gestão da Informação, Laboratórios de Análises Químicas, Geologia Ambiental, Geoecoturismo, dentre outras;

2 -Coordenação de Parâmetros de Governança Corporativa e Política de Recursos Humanos, abrangendo cerca de 1700 empregados, do SGB/ CPRM distribuídos em 20 Unidades da Federação; -Articulação de Parcerias, Projetos e Acordos de Cooperação com diversos governos e instituições internacionais da América do Sul e do Norte, América Central e Caribe, Ásia (Japão, Coréia do Sul e China) e África (África do Sul, Namíbia, Moçambique, Angola); -Articulação Institucional com diversos órgãos, empresas e instituições públicas do Governo Brasileiro (federais, estaduais e municipais); -Presidente da ASSGMI (Associação dos Serviços Geológicos e Mineiros Ibero-Americanos) ( ) e Vice-Presidente para Cone Sul ( ) - entidade congregando instituições de 21 países das Américas, mais Espanha e Portugal. Responsável pela articulação de diversos projetos de intercâmbio científico e tecnológico bi- e multi-laterais; -Membro do Steering Commitee do Mapa Geológico do Mundo ao Milionésimo (Projeto One Geology da CGMW- Comission Of Geological Map of the World - Unesco) ( ) -Representante brasileiro na CGMW Comission of of the World (UNESCO) ( ) Geological Map -Membro convidado do Conselho Nacional de Política Energética ( ); -Membro do Grupo de Trabalho do Plano Nacional de Mineração 2030 Ministério de Minas e Energia (2011) -Membro do Conselho da Agência Espacial Brasileira (AEB) do Ministério de Ciência e Tecnologia ( ); -Representante do Ministério de Minas e Energia no PROANTAR- Programa da Antártida ( ) -Chefe da Delegação Brasileira no Congresso Internacional de Geologia, Florença, 2004; 3. ASSESSOR ESPECIAL DO GABINETE DO SECRETÁRIO DA SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO ESTADO DE SÃO PAULO (de julho de 1998 a junho de 2000) Governo Mario Covas e Secretários Flavio Fava de Morais, Ruy Altenfelder e José Aníbal. 4. DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO ESTADO DE SÃO PAULO. (junho de 2000-março de 2003), tendo a oportunidade de desenvolver as seguintes atividades, dentre outras:

3 -Avaliação e Supervisão de cerca de 70 projetos tecnológicos executados por diversas instituições de pesquisa de São Paulo; -Secretário executivo do Conselho Estadual de Geologia e Recursos Minerais COGEMIN-SP ( ); -Conselheiro Titular do Conselho Estadual do Meio Ambiente (CONSEMA- SP), atuando em 5 comissões técnicas temáticas ( ); -Secretário Executivo do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (CONCITE).( ) Membro do Conselho de Qualidade da Fundação Vanzolini (Escola Politécnica da USP) -Membro do Grupo Executivo do Programa Estadual de Qualidade e Produtividade no Serviço Público do Estado de São Paulo ( ); -Membro do Conselho de Orientação e coordenador do FUNCET Fundo Estadual do Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado de São Paulo, envolvendo o fomento à modernização tecnológica de pequenas e micro empresas.( ); -Coordenação Técnica do PATRE Programa de Apoio Tecnológico às Atividades de Reciclagem no Estado de São Paulo ( ). 5. GEÓLOGO-PESQUISADOR SÊNIOR DO IPT INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, atuando na área de Recursos Minerais, Geologia Regional e Meio Ambiente ( ) -Assessor Técnico da Presidência do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo- IPT, (fevereiro a julho de 1998) -Geólogo - Pesquisador do Agrupamento de Geologia Aplicada a Obras da Divisão de Geologia do IPT-SP, atuando nas áreas de Geologia Regional, Geologia Estrutural, Geoprocessamento, Planejamento Ambiental. Responsável pelo Laboratório de Fotogrametria. (janeiro de 1997 a fevereiro de 1998) -Pesquisador-chefe do Agrupamento de Planejamento Mineral da Divisão de Geologia do IPT-SP, exercendo atividades de coordenação, supervisão e/ou execução de projetos nas áreas de Reconhecimento Geológico e Avaliação de Potencial Mineral, Geologia Exploratória, Prospecção e Pesquisa Mineral, Engenharia Mineral e Técnicas de Lavra, Mineração e Meio Ambiente, Geoquímica (Levantamentos, ensaios e análises) e Economia Mineral em diversos estados do país (dezembro de 1992 a janeiro de 1997).

4 -Coordenador do Grupo de Trabalho de Direitos Minerários do IPT-SP, responsável pelo acompanhamento legal, comercialização e transferência para a iniciativa privada de 241 títulos minerários de diversas substâncias minerais metálicas e não-metálicas 1995/1996 Geólogo-Pesquisador do Agrupamento de Geologia Regional da Divisão de Geologia do IPT-SP, exercendo suas atividades em projetos aplicados às áreas de Meio Ambiente, Obras Civis e Recursos Minerais, em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Bahia, nas áreas de Mapeamento Geológico, Fotogeologia, Geologia Estrutural e Geomorfologia, (outubro de 1980 a dezembro de 1992). 6. GEÓLOGO DO PROJETO RADAMBRASIL (MINISTÉRIO DAS MINAS E ENERGIA), Base do Nordeste - Natal (RN), participando do mapeamento e levantamento integrado de recursos naturais (Geologia, Geomorfologia, Vegetação, Pedologia e Uso Potencial da Terra) de diversas folhas na escala 1: nos Estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí.( De janeiro de 1977 a outubro de 1980); 7. TÉCNICO FOTOGRAMETRISTA DA TERRAFOTO S/A (EX- VASP AEROFOTOGRAMETRIA S/A), Atuando na confecção de cartas e mapas a partir da restituição de fotografias aéreas. OUTROS CARGOS E ATIVIDADES EXERCIDAS Membro do Grupo Executivo Interministerial para a elaboração do Plano Plurianual de Desenvolvimento da Mineração Brasileira - Coordenador do Grupo de Modernização Administrativa das Instituições Governamentais do Setor Mineral Brasileiro - Ministério das Minas e Energia/ Departamento Nacional da Produção Mineral. (1993/1994). Representante do Estado de São Paulo na Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Mineração - ABEMIN, ( ). Presidente da FEBRAGEO - Federação Brasileira de Geólogos (1992/1995). Presidente do Sindicato dos Geólogos do Estado de São Paulo - SIGESP (1989/1992). Consultor do CEDI - Centro Ecumênico de Documentação e Informação da Comissão Indigenista Missionária da Igreja (CIMI/CNBB) para assuntos de recursos minerais em áreas indígenas. (1981/1984). Membro da Câmara Ambiental da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo ( ) Membro do Conselho de Certificação de Qualidade da Fundação Vanzolini Escola Politécnica da USP ( ); Membro da Comissão Julgadora do Prêmio de Ciência & Tecnologia de São Carlos (2000, 2002); Membro da Comissão de Avaliação de Projetos do CIETEC Centro

5 Incubador de Empresas Tecnológicas da USP ( ) Membro da Comissão Julgador do Prêmio Governador do Estado Invento Brasileiro do SEDAI - Serviço de Assistência aos Inventores. ( ); Membro da Comissão Julgadora do Prêmio UNESP de Tecnologia Universidade Estadual Paulista (2002) Consultor da Comisión Sectorial de Investigación Científica de la Universidad de la República Uruguaya para assuntos de geologia e recursos minerais. ( ). OUTRAS INFORMAÇÕES.Participação em níveis de supervisão, coordenação e execução em cerca de 80 projetos técnicos, nas áreas de Geologia Regional, Recursos Minerais e Meio Ambiente. 56 trabalhos técnicos publicados em Revistas, Periódicos Especializados e Anais de eventos técnico-científicos diversos, além de 3 livros técnicos..cerca de 90 palestras técnicas proferidas em eventos e cursos diversos;.participação em cerca de 60 eventos técnico-científicos (seminários, Congressos e Workshops) nacionais e internacionais; Diversos prêmios e honrarias recebidos por sua atuação técnica, dentre outros -Cidadão do Estado do Rio de Janeiro e Medalha Tiradentes, concedidos pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (2010) -Medalha da Ordem do Mérito do Estado do Piauí, no grau de Comendador pelo reconhecimento da luta contra a miséria, exclusão social e desigualdades regionais. (agosto de 2008) -Destaque do Ano em Desenvolvimento Sustentável (Congresso Internacional de Florestas, Brasília, 2004) -Moção de Aplausos da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro pelos serviços prestados ao Estado do Rio de Janeiro (outubro de 2007) -Homenagens recebidas da Assembléias Legislativa dos Estados do Amazonas (2006), Ceará (2009) e Pará (2009), pelos relevantes serviços prestados ao Estado e país (Maio, 2005); -Homenagem do CREA-RJ, pelos relevantes serviços prestados ao país (2004);

6 -Homenagem do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP), como um dos ex-alunos de maior destaque na vida profissional, durante as comemorações dos 50 anos de criação dos cursos de Geologia no Brasil (Dezembro de 2007) Palestrante da Escola Superior de Guerra, ( ) com o tema Potencialidades e Recursos Minerais do Brasil Professor Colaborador do Curso de Geologia da UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1977), durante o processo de criação do curso Fluência em idiomas inglês e espanhol.

MIEMBRO DE LA RED IBEROAMERICANA DE HIDROLOGIA MÉDICA

MIEMBRO DE LA RED IBEROAMERICANA DE HIDROLOGIA MÉDICA CURRICULUM VITAE Nombres:GEÓLOGO Enzo Luís Apellidos: Nico Júnior Fecha denacimiento: 03 de Junio de 1949 Ciudad: São Paulo - SP. País: Brasil. Telefone: Residencial (011) 3064-6779. Celular (011) 99 33

Leia mais

CURRICULUM VITAE FREDERICO PEREIRA LAIER

CURRICULUM VITAE FREDERICO PEREIRA LAIER CURRICULUM VITAE FREDERICO PEREIRA LAIER ( Atividade atual = Geólogo, Pesquisador Visitante da UFRJ de abril de 2002 até presente data) (Convênio UFRJ-ANP, Programa de Recursos Humanos -18) Setembro/2014

Leia mais

Sustentabilidade (meio ambiente) Ano Internacional do Planeta Terra

Sustentabilidade (meio ambiente) Ano Internacional do Planeta Terra Ano Internacional do Planeta Terra Núcleo de Sustentabilidade TN Ano Internacional do Planeta Terra Núcleo de Sustentabilidade TN - Através de uma parceria entre o Ministério das Ciências e Tecnologia-

Leia mais

Oportunidades e atração de investimentos para o setor de P&G no Estado de São Paulo. Luciano Almeida Presidente 22 de agosto de 2013

Oportunidades e atração de investimentos para o setor de P&G no Estado de São Paulo. Luciano Almeida Presidente 22 de agosto de 2013 Oportunidades e atração de investimentos para o setor de P&G no Estado de São Paulo Luciano Almeida Presidente 22 de agosto de 2013 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos ou expansão dos

Leia mais

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2010

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2010 Contas Regionais do Brasil 2010 (continua) Brasil Agropecuária 5,3 Indústria 28,1 Indústria extrativa 3,0 Indústrias de transformação 16,2 Construção civil 5,7 Produção e distribuição de eletricidade e

Leia mais

DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996

DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996 DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996 Dispõe sobre a Instituição da Autarquia Estadual, Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas - IPAAM, aprova seu Regimento interno e dá outras providências. O

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Departamento de Arquitetura e Urbanismo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Departamento de Arquitetura e Urbanismo UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Departamento de Arquitetura e Urbanismo CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE UM CARGO DE PROFESSOR ADJUNTO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERENAMBUCO,

Leia mais

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES, PROGRAMAS E TABELA DE PONTUAÇÃO PARA JULGAMENTO DE TÍTULOS

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES, PROGRAMAS E TABELA DE PONTUAÇÃO PARA JULGAMENTO DE TÍTULOS DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CONCURSO PÚBLICO PARA ENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de 11 de fevereiro de 2014, publicado no Diário Oficial da União nº 30, de 12 de fevereiro de 2014. INFORMAÇÕES

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 5. 746, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 5. 746, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010. PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 5. 746, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010. Autoriza o Poder Executivo a contratar, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho, por tempo determinado

Leia mais

A Mineração e a. Política Nacional de Mudança do Clima

A Mineração e a. Política Nacional de Mudança do Clima Secretaria de Geologia, A e a Política Nacional de Mudança do Clima Departamento de Desenvolvimento Sustentável na Secretaria de Geologia, Ministério das Minas e Energia Secretaria de Geologia, SUMÁRIO

Leia mais

I SEMINÁRIO IBRACON SOBRE O ENSINO DE ENGENHARIA CIVIL

I SEMINÁRIO IBRACON SOBRE O ENSINO DE ENGENHARIA CIVIL I SEMINÁRIO IBRACON SOBRE O ENSINO DE ENGENHARIA CIVIL OBJETIVO DEBATER A QUALIDADE E A ATUALIDADE DO ENSINO DE ENGENHARIA CIVIL NO BRASIL VISANDO INICIAR PROJETOS DE ATUALIZAÇÃO NA LEGISLAÇÃO QUE REGE

Leia mais

PLANO DE TRABALHO ANUAL 2015

PLANO DE TRABALHO ANUAL 2015 PLANO DE TRABALHO ANUAL 2015 DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS PEDAGÓGICAS Alta Floresta MT, Fevereiro de 2015. É no problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade. (Immanuel

Leia mais

Universidade de Évora

Universidade de Évora Universidade de Évora Edital Abertura do Mestrado Engenharia Geológica No ano letivo 2012/2013 1. O Curso é promovido por: Universidade de Évora Escola de Ciências e Tecnologia Departamento de Geociências

Leia mais

CURRICULUM VITAE RESUMIDO FERNANDO EMMANUEL BARATA

CURRICULUM VITAE RESUMIDO FERNANDO EMMANUEL BARATA CURRICULUM VITAE RESUMIDO FERNANDO EMMANUEL BARATA TÍTULOS Engenheiro Civil, 1950 (Escola Nacional de Engenharia, posteriormente Escola de Engenharia da UFRJ, atualmente Escola Politécnica da UFRJ) Livre

Leia mais

GESTÃO INTEGRADA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS - PRINCIPAIS DIRETRIZES E DESAFIOS. Flávio Terra Barth 1

GESTÃO INTEGRADA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS - PRINCIPAIS DIRETRIZES E DESAFIOS. Flávio Terra Barth 1 GESTÃO INTEGRADA DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS - PRINCIPAIS DIRETRIZES E DESAFIOS Flávio Terra Barth 1 Resumo - A Lei Federal 9.433, de 8 de janeiro de 1997 sobre a Política e o Sistema Nacional de Recursos

Leia mais

Fomento a Projetos Culturais na Área do Livro e da Leitura

Fomento a Projetos Culturais na Área do Livro e da Leitura Programa 0168 LIVRO ABERTO Objetivo Estimular o hábito da leitura, facilitando o acesso às bibliotecas públicas e propiciar a difusão do conhecimento científico, acadêmico e literário. Indicador(es) Taxa

Leia mais

CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS

CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS NOME: Josef David Yaari Natural de: Mannheim, Alemanha Nasc.: 17/01/1947 Nacionalidade: Brasileira Est.CiviI: casado Sexo: M ( x ) F ( ) RG nº: 3.498.115 CPF nº: 258.628.128-49

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR SP CEP: 12236-660 www.unianhanguera.edu.br ADMINISTRAÇÃO Colaborativa Disciplina: DPP Prof º. Tutor Presencial Trabalho, emprego e empregabilidade Área de atuação pesquisada 1. Engenheiro Petroquímico

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42, de 27

Leia mais

Plano Nacional de Resíduos Sólidos Resíduos Sólidos

Plano Nacional de Resíduos Sólidos Resíduos Sólidos Plano Nacional de Resíduos Sólidos Departamento t de Desenvolvimento Sustentável tá na Mineração Ministério das Minas e Energia LEI Nº 12.305/2010 Art. 1 o Esta Lei institui a Política Nacional de Resíduos

Leia mais

João Pedro Lamana paiva

João Pedro Lamana paiva João Pedro Lamana paiva Qualificação pessoal e contato JOÃO PEDRO LAMANA PAIVA, brasileiro, casado, registrador imobiliário em Porto Alegre-RS, com endereço profissional na Travessa Francisco de Leonardo

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências.

LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências. LEI COMPLEMENTAR Nº 139, DE 25 DE JANEIRO DE 1996. Altera a Lei Complementar n.º 129, de 02 de fevereiro de 1995 e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que

Leia mais

Barra Velha (Santa Catarina), Brazil

Barra Velha (Santa Catarina), Brazil Barra Velha (Santa Catarina), Brazil Relatório do progresso local sobre a implementação do Quadro de Ação de Hyogo (2013-2014) Prefeito: Claudemir Matias Francisco Nome do ponto focal: Elton Cesar Cunha

Leia mais

Geodinâmica/Geofísica aplicada ao Setor Petróleo e Gás (mestrado e doutorado);

Geodinâmica/Geofísica aplicada ao Setor Petróleo e Gás (mestrado e doutorado); PRH 22 - Programa de Formação em Geologia, Geofísica e Informática no Setor Petróleo e Gás na UFRN Instituição: UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte Reitor: José Ivonildo do Rego Helenice

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E DADOS PESSOAIS Rita de Cássia de Freitas Coelho Endereço: Rua Dr. Raul Franco 70 ap 02 CEP: 30240-450, Belo Horizonte MG Telefones: 31-3223 1883 / celular: 31-9950 0427 Fax:

Leia mais

Augustinho Rigoti Curriculum Vitae

Augustinho Rigoti Curriculum Vitae Augustinho Rigoti Curriculum Vitae Julho/2014 Augustinho Rigoti Curriculum Vitae Dados pessoais Nome Augustinho Rigoti Nome em citações bibliográficas RIGOTI, A. Nascimento 28/08/1950 - Itatiba do Sul/RS

Leia mais

QUADROS DE REMUNERAÇÃO

QUADROS DE REMUNERAÇÃO CONSELHEIRO Subsídio R$ 24.184,43 AUDITOR Subsídio R$ 22.975,21 PROCURADOR 1ª CLASSE Subsídio R$ 24.184,43 PROCURADOR 2ª CLASSE Subsídio R$ 22.975,21 CARGO COMISSIONADO Cargo Símbolo Vencimento Representação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA 028/2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA 028/2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA 028/2010 1 NÚMERO E TÍTULO DO PROJETO Projeto OEI/BRA/10/002 - Atualização dos Processos de Gestão e Avaliação de Políticas e

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

PROGRAMAÇÃO TEMA ABERTURA TEMA. TEMA Observatório Acadêmico de Engenharia e Tecnologia da Informação

PROGRAMAÇÃO TEMA ABERTURA TEMA. TEMA Observatório Acadêmico de Engenharia e Tecnologia da Informação PROGRAMAÇÃO ABERTURA TEMA TEMA TEMA Observatório Acadêmico de Engenharia e Tecnologia da Informação Coordenação do Projeto Horário: 18:00 Tecnologia Impulsiona Construção de Pontes Estaiadas no Brasil

Leia mais

Prof: Marcio Santos Enem 2009

Prof: Marcio Santos Enem 2009 Prof: Marcio Santos Enem 2009 Mapa Mundi Ciências Humanas Aula III Brasil Características Políticas - Nome: República Federativa do Brasil - 5º país do mundo em população - 5º país do mundo em território

Leia mais

Currículo Profissional Sintético

Currículo Profissional Sintético Currículo Profissional Sintético DADOS PESSOAIS José de Oliveira Junior Rua Vestal, 65/212, bairro Frei Eustáquio, Belo Horizonte, MG, 30.830-270. 55 31 2512.4094 / 55 31 8469.8957 josejunior@observatoriodadiversidade.org.br

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA CAPÍTULO I

PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA CAPÍTULO I PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA RUI VALDIR OTTO BRIZOLARA, Prefeito Municipal de Morro Redondo, Estado do Rio

Leia mais

II Congresso Brasileiro de Propriedade Intelectual

II Congresso Brasileiro de Propriedade Intelectual II Congresso Brasileiro de Propriedade Intelectual Iara Ferreira Diretora de Parcerias da Inova Unicamp A Agência de Inovação Inova Unicamp Agência de Inovação Inova Unicamp Anterior à Lei de Inovação

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S São Paulo ( ) / Minas Gerais ( ) 2011 1 P R O E R S 1. TÍTULO DO PROJETO (de acordo com a Linha de Extensão) : 2. ACADÊMICO:

Leia mais

Agostinho Guerreiro Engenheiro Agrônomo Presidente do Crea-RJ

Agostinho Guerreiro Engenheiro Agrônomo Presidente do Crea-RJ Agostinho Guerreiro Engenheiro Agrônomo Presidente do Crea-RJ A Organização do Sistema Profissional 1. A Regulamentação Profissional: Primeiros Ensaios século XIX As atividades eram permitidas para diplomados

Leia mais

Valores. Visão. Missão

Valores. Visão. Missão Apoio: Valores Atuar desenvolvendo pesquisa em todos os segmentos com direcionamento e comportamento sempre a bem da verdade, obedecendo aos preceitos morais, éticos e legais, com contribuição voluntária

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE NÚCLEO DE DESIGN

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE NÚCLEO DE DESIGN SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE NÚCLEO DE DESIGN CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 56 de 16 de JUNHO de 2016, publicado

Leia mais

LEVANTAMENTO E MONITORAMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS DOS TABULEIROS COSTEIROS DO NORDESTE DO BRASIL*

LEVANTAMENTO E MONITORAMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS DOS TABULEIROS COSTEIROS DO NORDESTE DO BRASIL* LEVANTAMENTO E MONITORAMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS DOS TABULEIROS COSTEIROS DO NORDESTE DO BRASIL* BOLFE, É. L. 1 I. INTRODUÇÃO A necessidade de conhecer os modelos atuais de uso da terra e as modificações

Leia mais

CURRICULUM VITAE DADOS PESSOAIS:

CURRICULUM VITAE DADOS PESSOAIS: CURRICULUM VITAE DADOS PESSOAIS: NOME: ANTÔNIO DERSEU CÂNDIDO DE PAULA Profissão: Contador Estado Civil: Separado Administrativamente Nacionalidade: Brasileira Naturalidade: Iraí, Estado do Rio Grande

Leia mais

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL Programa 0410 Turismo: a Indústria do Novo Milênio Objetivo Aumentar o fluxo, a taxa de permanência e o gasto de turistas no País. Público Alvo Turistas brasileiros e estrangeiros Ações Orçamentárias Indicador(es)

Leia mais

APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO REVISTA MINERAÇÃO & SUSTENTABILIDADE 2015 2

APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO REVISTA MINERAÇÃO & SUSTENTABILIDADE 2015 2 1 APRESENTAÇÃO REVISTA MINERAÇÃO & SUSTENTABILIDADE 2015 APRESENTAÇÃO A Mineração & Sustentabilidade, voltada ao mercado minerário e ambiental, é o único veículo de imprensa especializado no setor sediado

Leia mais

Curriculum Vitae. Empresa: Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A.- ELETRONORTE o Natureza da Instituição: Indústria de energia elétrica

Curriculum Vitae. Empresa: Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A.- ELETRONORTE o Natureza da Instituição: Indústria de energia elétrica Curriculum Vitae Nome: MARIO GARDINO Email: Mario.Gardino@eletronorte.gov.br; mariogardino@gmail.com Endereço: SHIS QI 21 CONJUNTO 07 CASA 05 Bairro: Lago Sul Cidade: Brasília UF: DF CEP: 71655-270 Sexo:

Leia mais

EDUARDO BRAGA Governador do Estado

EDUARDO BRAGA Governador do Estado DECRETO N.º 24031, DE 26 DE JANEIRO DE 2.004 APROVA o Regimento Interno da SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO, ÉTICA E TRANSPARÊNCIA - SCI, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. TELEBRAS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. TELEBRAS TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. TELEBRAS (Vinculada ao Ministério das Comunicações) INDICE página 1. Eleição de Conselheiros Fiscais, efetivo e suplente, representantes do Ministério das Comunicações,

Leia mais

Isto posto, colocamos então as seguintes reivindicações:

Isto posto, colocamos então as seguintes reivindicações: A sociedade civil, devidamente representada pelas suas organizações sociais não governamentais e seus representantes atuantes na luta pela preservação dos recursos naturais em especial a água, os rios

Leia mais

CURRÍCULOS CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

CURRÍCULOS CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO ANTONIO RUBENS SILVA SILVINO, é graduado em Economia pela Facec de Santos e pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Rubens tem ainda especialização em Estratégia

Leia mais

A relação dos projetos aprovados, indeferidos e não pré-qualificados é a seguinte:

A relação dos projetos aprovados, indeferidos e não pré-qualificados é a seguinte: CT-INFRA - Fundo de Infra-Estrutura Resultado do Edital CT-INFRA/INSTITUCIONAL FINEP 01/2001 O Comitê Gestor do CT-INFRA, em reunião realizada em 21 de agosto, tomando como base a avaliação de mérito do

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2041 - Gestão Estratégica da Geologia, da Mineração e da Transformação Mineral Número de Ações 18 20LB - Consolidação do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação na Área de Geologia e Recursos

Leia mais

INOVAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS: VISÃO DO MME (SGM)

INOVAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS: VISÃO DO MME (SGM) Ministério de Minas e Energia Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral V Seminário de Pesquisa e Inovação (Decanato de Pesquisa e Pós-graduação/UNB) Tema: PRINCIPAIS TECNOLOGIAS, A FRONTEIRA

Leia mais

Tabela para classificação de ações de extensão

Tabela para classificação de ações de extensão Tabela para classificação de ações de extensão Linha de Extensão 1. Alfabetização, leitura e escrita Formas mais freqüentes de operacionalização Alfabetização e letramento de crianças, jovens e adultos;

Leia mais

Orientações sobre preenchimento de áreas e linhas de extensão no cadastro de atividades de extensão na UNIFAP

Orientações sobre preenchimento de áreas e linhas de extensão no cadastro de atividades de extensão na UNIFAP UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E AÇÕES COMUNITÁRIAS DEPARTAMENTO DE EXTENSAO Orientações sobre preenchimento de áreas e linhas de extensão no cadastro de atividades de extensão

Leia mais

www.santanabertolami.com.br

www.santanabertolami.com.br www.santanabertolami.com.br Apresentação O Escritório tem como objetivo prestar serviços jurídicos de alto nível a clientes nacionais e estrangeiros. Fundado em 2005, o Escritório busca a combinação equilibrada

Leia mais

Wagner Membribes Bossi, arquiteto urbanista. Instituição Título Início Fim

Wagner Membribes Bossi, arquiteto urbanista. Instituição Título Início Fim CURRICULUM VITAE Nome: Nacionalidade: Wagner Membribes Bossi, arquiteto urbanista Brasileiro Instrução superior Instituição Título Início Fim Arquiteto 1971 1976 FUPAM Parcelamento do solo 1986 1986 Planejamento

Leia mais

I FLAE Fórum Latino Americano de Engenharia Perspectiva para integração, educação e desenvolvimento

I FLAE Fórum Latino Americano de Engenharia Perspectiva para integração, educação e desenvolvimento I FLAE Fórum Latino Americano de Engenharia Perspectiva para integração, educação e desenvolvimento Engenheiro civil Geraldo Canci Gerente da Regional de Cascavel/CREA-PR 13/11/2013 Índice O CREA-PR/CONFEA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de 11

Leia mais

MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BRASIL:

MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BRASIL: III ENCONTRO LATINO AMERICANO E CARIBENHO SOBRE MUDANÇAS AS CLIMÁTICAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BRASIL: Participação dos Estados Eugênio Cunha São Paulo 14 de março de 2008 SUMÁRIO PARTE I NÍVEL INSTITUCIONAL

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASÍLIA CEB

COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASÍLIA CEB COMPANHIA ENERGÉTICA DE BRASÍLIA CEB 12.6. Em relação a cada um dos administradores e membros do conselho fiscal do emissor, indicar, em forma de tabela: nome, idade, profissão, CPF ou número do passaporte,

Leia mais

Paulínia Petróleo, Gás e Energia. Cenários e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural

Paulínia Petróleo, Gás e Energia. Cenários e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural Paulínia Petróleo, Gás e Energia Como tornar-se fornecedor da cadeia produtiva Cenários e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural Paulínia 25/out/2011 Agenda 1) O CIESP 2) PETROBRAS - Plano de

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES DECRETA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI:

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES DECRETA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: Lei nº 7.084, de 02 de julho de 2001. Cria o Fundo de Desenvolvimento de Campos dos Goytacazes - FUNDECAM e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES DECRETA E EU SANCIONO A SEGUINTE

Leia mais

MMA. D i r e t o r a d e A m b i e n t e U r b a n o S e c r e t a r i a d e Re c u r s o s H í d r i c o s e M e i o U r b a n o

MMA. D i r e t o r a d e A m b i e n t e U r b a n o S e c r e t a r i a d e Re c u r s o s H í d r i c o s e M e i o U r b a n o M INISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA Zilda Maria Fa ria Veloso D i r e t o r a d e A m b i e n t e U r b a n o S e c r e t a r i a d e Re c u r s o s H í d r i c o s e M e i o U r b a n o POLÍTICA NACIONAL

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.730, DE 9 DE JANEIRO DE 2002. (publicada no DOE nº 007, de 10 de janeiro de 2002) Dispõe sobre a Educação

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL CORPORATIVO

DIREITO AMBIENTAL CORPORATIVO DIREITO AMBIENTAL CORPORATIVO Freire, Lagrotta & Gimenez Advogados, 2014 2 SOBRE NÓS Nós, sócios da Freire, Lagrotta & Gimenez Advogados, acreditamos em um novo modelo de consultoria e assessoria corporativa,

Leia mais

PROPOSTA À ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

PROPOSTA À ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA SENHORES ACIONISTAS: CONSIDERANDO QUE PROPOSTA À ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA ASSUNTO: Eleição dos membros do Conselho Fiscal ( CF ) para o período 2015/2016 e designação do Presidente, Vice-Presidente conforme

Leia mais

L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006.

L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006. L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006. Dispõe sobre a reestruturação organizacional da Secretaria Executiva de Estado de Obras Públicas - SEOP e dá outras providências. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

PETROBRAS 01/2009 Quantitativo de Inscritos (Cargo / Polo) CARGO POLO INSCRITOS ADVOGADO JÚNIOR BRASÍLIA 1296 ADVOGADO JÚNIOR ESTADO DA BAHIA 1770

PETROBRAS 01/2009 Quantitativo de Inscritos (Cargo / Polo) CARGO POLO INSCRITOS ADVOGADO JÚNIOR BRASÍLIA 1296 ADVOGADO JÚNIOR ESTADO DA BAHIA 1770 ADVOGADO JÚNIOR BRASÍLIA 1296 ADVOGADO JÚNIOR ESTADO DA BAHIA 1770 ADVOGADO JÚNIOR ESTADO DE PERNAMBUCO 460 ADVOGADO JÚNIOR ESTADO DE SÃO PAULO 2569 ADVOGADO JÚNIOR ESTADO DE SERGIPE 676 ADVOGADO JÚNIOR

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. CLEBER VERDE) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. CLEBER VERDE) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. CLEBER VERDE) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, relativa à implantação de um Núcleo de Apoio do Serviço Geológico do Brasil no município de São Luís-MA. Senhor Presidente:

Leia mais

Vilson D. Christofari pág. 1 out//2011

Vilson D. Christofari pág. 1 out//2011 Vilson D. Christofari pág. 1 CURRICULUM VITAE. VILSON DANIEL CHRISTOFARI I. FORMAÇÃO ACADÊMICA GRADUAÇÃO: Engenheiro Eletricista, formado pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste..

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste.. Somos uma empresa de consultoria ambiental, assessoria em planejamento e gestão do território, desenvolvimento de soluções tecnológicas para gestão ambiental e elaboração de projetos para captação de recursos..

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro de

Leia mais

LEI Nº 14.264, DE 6 DE JANEIRO DE 2011.

LEI Nº 14.264, DE 6 DE JANEIRO DE 2011. LEI Nº 14.264, DE 6 DE JANEIRO DE 2011. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Dispõe sobre a estrutura e o funcionamento do Poder Executivo, e dá outras providências. Faço saber que a Assembleia Legislativa

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil

Estatísticas básicas de turismo. Brasil Estatísticas básicas de turismo Brasil Brasília, outubro de 2010 Estatísticas básicas de turismo Índice Páginas I - Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas internacionais

Leia mais

0054 - Pagamento de Pessoal Inativo e Pensionistas do Estado do Mato Grosso (Art. 27 da Lei Complementar nº 31, de 1977)

0054 - Pagamento de Pessoal Inativo e Pensionistas do Estado do Mato Grosso (Art. 27 da Lei Complementar nº 31, de 1977) Programa 0089 - Previdência de Inativos e Pensionistas da União 0053 - Pagamento de Pessoal Inativo e Pensionistas dos Extintos Estados e Territórios Número de Ações 305 Esfera: 20 - Orçamento da Seguridade

Leia mais

Rua Oscar Freire nº n 2.039 - Pinheiros São Paulo/SP. Telefone: 3061-6060. www.crq4.org.br

Rua Oscar Freire nº n 2.039 - Pinheiros São Paulo/SP. Telefone: 3061-6060. www.crq4.org.br Rua Oscar Freire nº n 2.039 - Pinheiros São Paulo/SP Telefone: 3061-6060 www.crq4.org.br Outros Locais de Atendimento CRQ-IV Araçatuba: Rua Campos Sales, 97 - sala 33 - Centro tel: (18) 3621-0460 - e-mail:

Leia mais

NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL QUADRILÁTERO FERRÍFERO

NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL QUADRILÁTERO FERRÍFERO NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL QUADRILÁTERO FERRÍFERO Segunda versão: 21 de maio de 2015 Elaboração INSTITUTO PRISTINO Apoio SOBRE AS NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO

Leia mais

Esfera: 10 Função: 06 - Segurança Pública Subfunção: 422 - Direitos Individuais, Coletivos e Difusos UO: 30101 - Ministério da Justiça

Esfera: 10 Função: 06 - Segurança Pública Subfunção: 422 - Direitos Individuais, Coletivos e Difusos UO: 30101 - Ministério da Justiça Programa 0698 Gestão e Apoio Institucional na Área da Justiça Numero de Ações 8 Ações Orçamentárias 1B30 do Plano Nacional de Combate à Pirataria Produto: Ação implementada Esfera: 10 Função: 06 - Segurança

Leia mais

Presidente: Alci Porto Gurgel Junior Superintendente do Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE/CE

Presidente: Alci Porto Gurgel Junior Superintendente do Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE/CE Programação Técnica da FRUTAL 2006 Frutas e Agroindústria PAINEL I Agronegócio e Exportação Presidente: Alci Porto Gurgel Junior Superintendente do Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral

Ministério de Minas e Energia Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Ministério de Minas e Energia Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral 1 Objetivos do Novo Modelo Fortalecer a ação do Estado no processo regulatório (soberania sobre os recursos minerais);

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL CNDRS

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL CNDRS CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL CNDRS RESOLUÇÃO Nº 31 DE 26 DE JUNHO DE 2002 Aprova o Regimento Interno da 1ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável. O Presidente

Leia mais

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994.

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. Promulga o Tratado Geral de Cooperação e Amizade e o Acordo Econômico Integrante do Tratado Geral de Cooperação e Amizade, entre a República Federativa do Brasil

Leia mais

NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL VALE DO PEIXE BRAVO

NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL VALE DO PEIXE BRAVO NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL VALE DO PEIXE BRAVO Terceira versão: 03 de julho de 2015 Elaboração INSTITUTO PRISTINO institutopristino.org.br Apoio SOBRE AS NOTAS TÉCNICAS

Leia mais

Seminário Ibero-americano. Construindo uma referência de indicadores e métricas de governo eletrônico

Seminário Ibero-americano. Construindo uma referência de indicadores e métricas de governo eletrônico Seminário Ibero-americano Construindo uma referência de indicadores e métricas de governo eletrônico Programação Data: 13 e 14 de dezembro de 2005 Local: ENAP 13 Dezembro 2005 - terça-feira 9h00-9h15 Credenciamento.

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.796-C, DE 2005. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.796-C, DE 2005. O CONGRESSO NACIONAL decreta: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.796-C, DE 2005 Regula o exercício profissional de Geofísico e altera a Lei nº 4.076, de 23 de junho de 1962. O CONGRESSO

Leia mais

Cursos oferecidos pela Faculdade de Saúde Pública a nível de especialização

Cursos oferecidos pela Faculdade de Saúde Pública a nível de especialização Notícias/News Cursos oferecidos pela Faculdade de Saúde Pública a nível de especialização Curso de Especialização em Saúde Pública Objetiva proporcionar ao aluno conhecimento básico de Saúde Pública e

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade TERMO DE REFERÊNCIA nº 013/2015 Contratação na Área de Projetos Especiais Responsável: Leonardo Geluda Setor: Área de Projetos Especiais Rio de Janeiro, 2 de junho de 2015 1. Identificação Recrutamento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 14.310, DE 30 DE SETEMBRO DE 2013. (publicada no DOE n.º 189, de 1º de outubro de 2013) Institui o Sistema

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS Ministério da Educação e do Desporto Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS 1 2 Curso Geografia Código: 35 3 4 Modalidade(s): Bacharelado / Licenciatura

Leia mais

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 Série Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Despacho n.º 17/2013 Designa em regime de comissão de serviço por um ano, da

Leia mais

Apresentação dos Palestrantes, Mediadores e Debatedores

Apresentação dos Palestrantes, Mediadores e Debatedores Palestrantes Apresentação dos Palestrantes, Mediadores e Debatedores Olu Alake, UK Olu Alake projetou e executou grandes programas e iniciativas no âmbito de política cultural justiça social e diversidade

Leia mais

TRADIÇÃO E REPRESENTATIVIDADE A SERVIÇO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE AUTOPEÇAS

TRADIÇÃO E REPRESENTATIVIDADE A SERVIÇO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE AUTOPEÇAS TRADIÇÃO E REPRESENTATIVIDADE A SERVIÇO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE AUTOPEÇAS FOCO EM INICIATIVAS E OPORTUNIDADES PARA ASSOCIADOS DE PEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTES Mais do que representar legitimamente

Leia mais

(Publicado no Diário Oficial da União no dia 13/06/2000, Página 1, Coluna 2) DECRETO N.º 3.501, DE 12 DE JUNHO DE 2000.

(Publicado no Diário Oficial da União no dia 13/06/2000, Página 1, Coluna 2) DECRETO N.º 3.501, DE 12 DE JUNHO DE 2000. (Publicado no Diário Oficial da União no dia 13/06/2000, Página 1, Coluna 2) DECRETO N.º 3.501, DE 12 DE JUNHO DE 2000. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das

Leia mais

O programa brasileiro de unidades de conservação

O programa brasileiro de unidades de conservação O programa brasileiro de unidades de conservação MARINA SILVA Ministério do Meio Ambiente, Esplanada dos Ministérios, Brasília, Distrito Federal, Brasil. e-mail: marina.silva@mma.gov.br INTRODUÇÃO A Convenção

Leia mais

NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL BACIA DO SANTO ANTÔNIO

NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL BACIA DO SANTO ANTÔNIO NOTAS TÉCNICAS DO BANCO DE DADOS DO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL BACIA DO SANTO ANTÔNIO Terceira versão: 03 de julho de 2015 Elaboração INSTITUTO PRISTINO institutopristino.org.br Apoio SOBRE AS NOTAS TÉCNICAS

Leia mais

ANEXO II INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS CURSOS. Modalidade Subseqüente

ANEXO II INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS CURSOS. Modalidade Subseqüente Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará Campus Belém Processo Seletivo Técnico Subseqüente 2012/2 ANEXO II INFORMAÇÕES BÁSICAS DOS CURSOS

Leia mais

Escola de Serviço Público do Estado do Amazonas/ESPEA Professor da Escola de Serviço Público do Estado do Amazonas/ESPEA (1966 a 1970).

Escola de Serviço Público do Estado do Amazonas/ESPEA Professor da Escola de Serviço Público do Estado do Amazonas/ESPEA (1966 a 1970). FORMAÇÃO ACADÊMICA: Bacharel em Direito, pela Universidade Federal do Amazonas/UFAM 1961; Especialista em Administração Pública, pela Fundação Getúlio Vargas EBAPE/FGV 1962; Especialista em Administração

Leia mais

SETORIAIS VISÃO GERAL

SETORIAIS VISÃO GERAL MCT FUNDOS SETORIAIS VISÃO GERAL Financiamento de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil RECURSOS GOVERNAMENTAIS IMPOSTOS e TAXAÇÃO SISTEMA DE CT&I Universidades Centros de Pesquisas Empresas do Governo

Leia mais

DECRETO Nº 36.050, DE 04 DE JULHO DE 1995.

DECRETO Nº 36.050, DE 04 DE JULHO DE 1995. ALTERADO PELO DECRETO N 38.932/1998 DECRETO Nº 36.050, DE 04 DE JULHO DE 1995. Dispõe sobre a estrutura básica da Secretaria da Agricultura e Abastecimento e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

Sindicato das (os) Secretárias (os) do Estado de São Paulo

Sindicato das (os) Secretárias (os) do Estado de São Paulo Valores Atuar desenvolvendo pesquisa em todos os segmentos com direcionamento e comportamento sempre a bem da verdade, obedecendo aos preceitos morais, éticos e legais, com contribuição voluntária para

Leia mais