NEWSLETTER CETC ABRIL 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NEWSLETTER CETC ABRIL 2014"

Transcrição

1 NEWSLETTER CETC ABRIL 2014 A B R I L E M D E S T A Q U E : ABRIL 2014 Competição juvenil Os fundamentos do ténis V O L U M E I I, N º 4 N E W S L E T T E R C E T G M A I L. C O M Adriano Carvalho Ladies Open 2014 N E S T A E D I Ç Ã O : TORNEIO 2 CASTIÇO TORNEIO 3 PRIMAVERA Editorial O mês de Abril foi riquíssimo, do ponto de vista desportivo, para o nosso clube com a participação dos nossos jovens jogadores em alguns dos mais importantes torneios realizados em Portugal, nomeadamente em Oeiras, Carcavelos, Luso, Braga e Cantanhede. Foi também o mês em que se registou o primeiro aniversário desta publicação, que ao longo destes meses tem procurado contribuir para dinamizar a vida do nosso clube, contado com a prestimosa colaboração de diversos amigos do CETC. TORNEIO DA PÁSCOA OPEN JUVENIL DE OEIRAS BRAGA OPEN UNDER12 ADRIANO CARVALHO TEM A PALAVRA FUNDAMENTOS DO TÉNIS ÚLTIMA HORA 14 AGENDA MAIO

2 P Á G I N A 2 8º TORNEIO CASTIÇO (LUSO) O CETC marcou presença no 8º Torneio Castiço, realizado no Luso nos dias 5 e 6 de Abril, com os jogadores sub12 Pedro Clemente e Francisco Miranda, acompanhados do técnico Adriano Carvalho. A prova decorreu nos courts de relva sintética do Luso e sob condições atmosféricas instáveis que levaram, inclusive, a adiar a jornada de sábado. A prestação dos jovens tenistas foi muito meritória, uma vez que, para além de conseguirem vencer na variante de pares masculinos, o Francisco Miranda logrou atingir a final de singulares masculinos disputada a meio da semana. Foi mais um fim-de-semana com muito boas prestações dos jogadores do nosso clube! Francisco Miranda e Pedro Clemente venceram na variante pares masculinos!

3 V O L U M E I I, N º 4 P Á G I N A 3 TORNEIO PRIMAVERA O Clube Escola de Ténis de Cantanhede organizou nos dias 12 e 13 de Abril o torneio Primavera para os escalões sub12 e sub16. Estiveram presentes 29 atletas (16 em sub12 e 13 em sub16). O CETC esteve presente com os atletas Francisco Miranda, Hugo Ferreira, Afonso Panão, Tomás Francisco e Pedro Clemente. No escalão mais baixo a vitória sorriu a Francisco Pratas (AAC) que venceu na final o jogador da casa, Francisco Miranda. No escalão sub16, Paulo Castela (Luso) venceu a final disputada com Gonçalo Quintas Soares (Boavista). Em pares, em sub12, venceu a dupla constituída por Francisco Pratas (AAC) e António Vaz (CTC), enquanto João Mendes (AAC) e Afonso Gomes (CTC) venceram de forma categórica a final em sub16. Mais uma bela jornada de ténis juvenil! Parabéns aos vencedores, honra aos vencidos... SUB 12 SUB 16

4 P Á G I N A 4 TORNEIO DA PÁSCOA DE CARCAVELOS O CETC esteve presente no torneio da Páscoa, escalão sub 12, que se realizou entre os dias 5 e 8 de Abril no Clube de Ténis de Carcavelos. Os jogadores Leonardo Samagaio, Afonso Panão e Afonso Claro tiveram a oportunidade de disputar diversos jogos contra alguns dos melhores jogadores nacionais, uma vez que este torneio era de categoria B. Sob condições atmosféricas propícias para a prática da modalidade e com uma organização de grande qualidade, onde nada foi deixado ao acaso, assistiu-se a quatro dias de ténis de muito bom nível. Atendendo à categoria O CETC marcou presença no torneio de ténis sub12 de Carcavelos da prova, qualquer um dos quadros competitivos (qualifying e quadro principal) caracterizou-se por um grau de competitividade muito elevado. Para os nossos jovens jogadores tratou-se de uma experiência única que por certo lhes trará grandes dividendos a breve prazo. O facto de esta prova se ter realizado em piso de terra batida constitui um aliciante extra pois trata-se de uma superfície distinta daquela em que normalmente os nossos jogadores utilizam semana após semana e que apresenta determinadas especificidades que têm de ser trabalhadas para uma melhor adaptação. Apesar de tudo, os nossos jogadores adaptaram-se com relativa facilidade e conseguiram um desempenho meritório face a adversários que treinam diariamente neste tipo de superfície. Os jogadores do CETC presentes nos torneios disputados em Carcavelos e Oeiras.

5 P Á G I N A 5 OPEN JUVENIL DE OEIRAS 2014 O CETC também esteve presente no torneio OPEN Juvenil de Oeiras, disputado no Clube Escola de Ténis de Oeiras - João Cunha e Silva, com os jogadores Hugo Ferreira, Afonso Panão, Afonso Claro e Leonardo Samagaio. Depois do torneio da Páscoa realizado em Carcavelos, aguardava-se com curiosidade a evolução dos nossos jovens tenistas neste torneio também disputado em courts de terra batida. E de facto, as expectativas não saíram goradas, uma vez que a evolução registada de uma prova para a outra foi por demais evidente. O nível qualitativo do ténis praticado pela equipa O CETC marcou presença no OPEN Juvenil de Oeiras do CETC foi deveras interessante, tendo em conta que a maioria dos nossos jogadores presentes está apenas no primeiro ano do escalão. A vitória alcançada por Leonardo Samagaio no quadro B foi o culminar perfeito de uma bela semana de ténis para o CETC. João Cunha e Silva, um dos melhores jogadores portugueses de sempre, a entregar o prémio ao nosso jogador Leonardo Samagaio que venceu o quadro B do torneio.

6 VOLUME II, Nº4 PÁGINA 6 O CETC EM CARCAVELOS E OEIRAS... Para além do ténis, a presença do CETC na zona da linha também se fez notar através da beleza e charme feminino! A comitiva do CETC que marcou presença nos dois importantes torneios de ténis sub12. Os nossos jovens jogadores num momento de descontracção que sempre ajuda a reforçar o espírito de grupo. Os atletas do CETC aproveitaram para estabelecer relações de amizade com outros jovens tenistas. Para além do ténis, os nossos jovens jogadores contagiaram todos os presentes com a sua alegria e fair-play. Destaque para Maria João Koehler, uma das melhores jogadoras nacionais, que aceitou posar com os nossos meninos (à esquerda).

7 P Á G I N A 7 TORNEIO INTERNACIONAL BRAGA OPEN U12 O nosso jogador Leonardo Samagaio, acompanhado pelo técnico Adriano Carvalho, estiveram presentes no Braga Open under 12, que se realizou nos courts do Clube de Ténis de Braga. Apesar de não ter conseguido ultrapassar o qualifying, tratou-se de uma experiência muito positiva para o nosso jovem jogador que, desta forma, teve a possibilidade de conviver com alguns dos melhores jogadores portugueses e estrangeiros.

8 V O L U M E I I, N º 4 P Á G I N A 8 As várias formas de bater a bola durante a execução do serviço O serviço pode ser executado utilizando três formas fundamentais de bater a bola: - A bola pode ser batida chapada, o que lhe dá uma grande velocidade, mas que retira segurança e consistência relativamente à possibilidade de acertar com a bola no quadrado destinado ao serviço. Para se executar este serviço a bola deve ser lançada alta e ligeiramente à frente da cabeça, para que seja possível a raquete, na vertical, acertar por trás da bola. Normalmente, este tipo de execução é mais utilizado no primeiro serviço, uma vez que, apesar de causar bastante perigo ao adversário, representa um grau elevado de risco; - Em alternativa, a bola também pode ser batida em slice, o que provoca um efeito lateral na trajectória e no ressalto da mesma. Para se executar este serviço, a bola deve ser lançada alta e ligeiramente para o lado direito da cabeça (lado esquerdo no caso de jogadores canhotos), para que seja possível a raquete, na vertical, acertar no lado direito (esquerdo no caso de jogadores canhotos) da bola. Este tipo de execução é normalmente mais utilizado no primeiro serviço, uma vez que a trajectória lateral imposta sobre a bola implica que esta passe pela rede com uma margem de distância muito pequena. Assim, apesar de ser um serviço que é capaz de abrir muito o court, ou de colocar bolas no T a fugir do adversário, o serviço em slice também tem uma dose elevada de risco; - Por fim, durante a execução do serviço, o jogador também pode optar por bater a bola em spin, o que provoca um efeito de arco na trajectória e no ressalto da mesma. Para se executar este serviço, a bola deve ser lançada alta e ligeiramente para trás e para o lado esquerdo da cabeça (lado direito no caso de jogadores canhotos), para que seja possível a raquete, quase na horizontal, acertar por trás e ligeiramente por baixo da bola. Este tipo de execução é normalmente utilizada no segundo serviço, uma vez que, apesar de ser um serviço mais lento, a trajectória imposta sobre a bola permite que esta passe pela rede com uma grande margem de distância, dando assim segurança e consistência ao objectivo de acertar no quadrado destinado ao serviço. Adriano Carvalho

9 P Á G I N A 9 AGENDA ABRIL Pegar na raquete Consideramos que o tema que descreve a forma como se pega na raquete para bater numa bola é, do nosso ponto de vista, bastante sensível, pois constatamos que o ensino de formas estereotipadas é um elemento inibidor da evolução dos jogadores. Assim, a maneira de pegar uma raquete, condiciona o ângulo da cabeça da raquete em relação ao chão. Por sua vez esse ângulo da cabeça da raquete condiciona o efeito que vai ser introduzido através da fricção das cordas na superfície da bola. O efeito introduzido, condiciona o ressalto da bola no campo oposto e assim sucessivamente. Entretanto, através dos tempos, as diferentes formas de pegar numa raquete têm vindo a determinar diferentes modelos de jogo, o que nos dá indicadores de que pode haver diferentes pegas, sem que isso cause algum prejuízo ao jogo. Nesse sentido, deveremos deixar que os alunos experimentem variadas formas de agarrar na raquete para bater na bola numa determinada situação. Irão certamente concluir que determinada pega vai ajudá-los a cumprir melhor uma determinada tarefa. E essa mesma tarefa poderá ser cumprida por diferentes jogadores, cada um deles utilizando diferentes pegas. Haverá um momento em que a maneira de agarrar a raquete, para executar o mesmo gesto técnico, é diferente em dois jogadores e se calhar essa diferença situa-se ao nível do sensível e não será perceptível a olho nu. Foram no entanto caracterizadas e classificadas diferentes pegas, que poderemos considerar de base, a partir das quais podem nascer uma infinidade de outras, igualmente, ou ainda mais eficazes, dependendo unicamente da necessidade e sensibilidade de cada um.

10 P Á G I N A 10 Estão convencionadas as seguintes pegas base: PEGA CONTINENTAL PEGA EASTERN DE DIREITA Os diversos tipos de pega que por convenção é possível distinguir PEGA WESTERN DE DIREITA PEGA EASTERN DE ESQUERDA PEGA WESTERN DE ESQUERDA

11 P Á G I N A 11 AGENDA ABRIL

12 P Á G I N A 12 Estão

13 P Á G I N A 13 PARA QUEM PENSA QUE JOGAR TÉNIS NÃO É TRABALHAR...

14 V O L U M E I I, N º 4 P Á G I N A 14 LADIES OPEN 2014 Infelizmente confirmaram-se as piores perspectivas e a Direcção do Clube Escola de Ténis de Cantanhede acaba de confirmar o cancelamento da edição de 2014 do Cantanhede Ladies Open. Apesar de todo esforço da Direção e de diversas entidades, não foi possível levar avante um dos mais importantes eventos desportivos da zona centro. Aliás, ao longo dos últimos anos, tem-se assistido ao cancelamento de uma série de torneios do circuito feminino que traziam até ao nosso país muitas jogadoras de qualidade. Assim, o torneio de Cantanhede é apenas o último exemplo de uma realidade condicionada por uma série de factores que por certo se enquadram na grave crise socioeconómica que tem afectado o nosso país nos últimos anos. Agora, é tempo de recuperar o ânimo e perspectivar desde já o futuro do evento a curto prazo, para que o mesmo volte com um novo fôlego.

15 AGENDA MAIO 2014 XI Torneio Juvenil Mc Donalds (Covilhã) XXV TORNEIO JUVENIL DE POMBAL DO CARDAL I

NEWSLETTER CETC. 2014 promete... JANEIRO 2014

NEWSLETTER CETC. 2014 promete... JANEIRO 2014 JA N E I R O 2 0 1 4 E M D E S T A Q U E : NEWSLETTER CETC JANEIRO 2014 Plano de actividades V O L U M E I I, N E W S L E T T E R C E T C @ G M A I L. C O M Torneio Gerações Arbitragem 2014 promete...

Leia mais

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: DEZEMBRO 2015. Editorial. Torneio Inter-Equipas. Estoril Open 2016 Torneio de Natal. Torneio Presente de Natal

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: DEZEMBRO 2015. Editorial. Torneio Inter-Equipas. Estoril Open 2016 Torneio de Natal. Torneio Presente de Natal DEZEMBRO 2015 CETC NEWSLETTER Nesta edição: Editorial 2 Torneio Inter-Equipas 3 Estoril Open 2016 4 Torneio de Natal 5 Torneio Presente de Natal 6 Torneio Gerações 2016 7 Calendário CETC 2016 8 Torneio

Leia mais

CANTANHEDE CLUBE ESCOLA DE TÉNIS NEWSLETTER SETEMBRO 2013

CANTANHEDE CLUBE ESCOLA DE TÉNIS NEWSLETTER SETEMBRO 2013 CLUBE ESCOLA DE TÉNIS CANTANHEDE www.clubeteniscantanhede.com NEWSLETTER SETEMBRO 2013 newslettercetc@gmail.com Nesta edição: PAIS DE UM JOVEM TENISTA: QUE COMPORTAMENTO ANTÓNIO GARRIDO: REGRAS DO TÉNIS

Leia mais

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: OUTUBRO 2015 CETC NEWSLETTER. Editorial 2. Torneio Inter-Equipas 3. Ténis by Adriano Carvalho. Festa do Ténis 2015 6

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: OUTUBRO 2015 CETC NEWSLETTER. Editorial 2. Torneio Inter-Equipas 3. Ténis by Adriano Carvalho. Festa do Ténis 2015 6 OUTUBRO 2015 CETC NEWSLETTER Nesta edição: Editorial 2 Torneio Inter-Equipas 3 Ténis by Adriano Carvalho 4 Festa do Ténis 2015 6 Torneio Prova B 9 International Senior Cantanhede I 14 O Mundo do Ténis

Leia mais

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: NOVEMBRO 2015 CETC NEWSLETTER. Editorial 2. Torneio Inter-Equipas 3. Competição: os primeiros passos

CETC NEWSLETTER. Nesta edição: NOVEMBRO 2015 CETC NEWSLETTER. Editorial 2. Torneio Inter-Equipas 3. Competição: os primeiros passos NOVEMBRO 2015 CETC NEWSLETTER Nesta edição: Editorial 2 Torneio Inter-Equipas 3 Competição: os primeiros passos 4 Torneio de Inverno 11 Notícias do CETC 19 Torneio PROVA B 20 Férias desportivas 26 Agenda

Leia mais

Futebol Feminino no Desporto Escolar. Plano Plurianual de desenvolvimento do projeto 2015/2016

Futebol Feminino no Desporto Escolar. Plano Plurianual de desenvolvimento do projeto 2015/2016 Futebol Feminino no Desporto Escolar Plano Plurianual de desenvolvimento do projeto 2015/2016 INTRODUÇÃO O Futebol Feminino é uma atividade que tem crescido nos últimos tempos em Portugal e por isso, sentimos

Leia mais

A. Disposições Gerais

A. Disposições Gerais FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ATLETISMO Direcção Técnica Nacional Sector juvenil Versão de 29 de Maio de 2008 REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES NORMAS RELACIONADAS COM OS ESCALÕES DO ATLETISMO JUVENIL A. Disposições

Leia mais

Lentos, atrasados e desequilibrados

Lentos, atrasados e desequilibrados Deslocamentos Lentos, atrasados e desequilibrados Descoordenação espaço-tempo pela falta de referências e pelas dificuldades naturais da areia, vento ou sol Maior dificuldade em deslocamentos para trás

Leia mais

NÍVEL I INTRODUÇÃO OBJECTIVOS:

NÍVEL I INTRODUÇÃO OBJECTIVOS: INTRODUÇÃO NÍVEL I O Gira-Volei é um jogo de iniciação à modalidade destinada aos jovens com idades compreendidas entre os 8 e 15 anos, onde através do jogo simplificado (2x2) e utilização do passe faz

Leia mais

Mais um ano Mais Recordes

Mais um ano Mais Recordes www.portugalrugbyfestival.com Mais um ano Mais Recordes 12 e 13 de Abril de 2014 Estádio Universitário de Lisboa O Rugby Youth Festival Jogos Santa Casa 2014 terminou como a edição que bateu todos os recordes,

Leia mais

09H30 AF Vila Real / AF Braga. 09H30 AF Viana Castelo / AF Porto. 15H00 Apuramento do 3º e 4º classificados. 16H00 Final

09H30 AF Vila Real / AF Braga. 09H30 AF Viana Castelo / AF Porto. 15H00 Apuramento do 3º e 4º classificados. 16H00 Final 09H30 AF Vila Real / AF Braga 09H30 AF Viana Castelo / AF Porto 15H00 Apuramento do 3º e 4º classificados 16H00 Final XXVII TORNEIO DE NATAL 2013 SUB/14 DR.MACEDO VIEIRA PROGRAMA GERAL 23.DEZ.13 (2ª Feira)

Leia mais

Expectativas superadas no maior Festival de Rugby Juvenil de Portugal

Expectativas superadas no maior Festival de Rugby Juvenil de Portugal MEO PORTUGAL RUGBY YOUTH FESTIVAL 2013 Expectativas superadas no maior Festival de Rugby Juvenil de Portugal Sucesso entre Participantes e Espectadores 4 e 5 de Maio Estádio Universitário de Lisboa www.portugalrugbyfestival.com

Leia mais

Curso de Árbitros inicia a 13 de fevereiro

Curso de Árbitros inicia a 13 de fevereiro Newsletter da Associação de Futebol de Leiria Ano VI n.º73 10-02-2016 Curso de Árbitros inicia a 13 de fevereiro pág.6 pág.2 Site da A.F. Leiria com nova imagem A.F. Leiria já disponibiliza os resultados

Leia mais

Circular nº 05 2015/2016 24-09-2015 Carambola - Época 2015/2016

Circular nº 05 2015/2016 24-09-2015 Carambola - Época 2015/2016 Instituição de Utilidade Pública Instituição de Utilidade Pública Desportiva Membro do Comité Olímpico de Portugal Membro da Confederação do Desporto de Portugal Membro da Confédération Européenne de Billard

Leia mais

Continuamos com uma parceria entre a AMB e a Associação de Voleibol do Porto, em que esta ficará responsável por toda a parte competitiva do evento.

Continuamos com uma parceria entre a AMB e a Associação de Voleibol do Porto, em que esta ficará responsável por toda a parte competitiva do evento. BEM VINDOS É com enorme prazer que estamos a trabalhar no V AMB VOLLEYBALL CUP/Espinho 2016. Depois do êxito das quatro edições anteriores desta competição, continuamos a pensar e a desejar sempre o melhor.

Leia mais

A Liga Escolhas realizar-se-á com equipas mistas com idades compreendidas entre os 10 e os 14 anos e será apadrinhada por um jogador a definir.

A Liga Escolhas realizar-se-á com equipas mistas com idades compreendidas entre os 10 e os 14 anos e será apadrinhada por um jogador a definir. Regulamento Liga Fundação Aragão Pinto Escolhas 2011-2012 PREÂMBULO São diversas as definições de desenvolvimento óptimo juvenil entre os investigadores. Para Hamilton, por exemplo, o desenvolvimento positivo

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO (A PREENCHER PELA COMISSÃO DO PAA) Atividade Nº AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAGOSO Clube de adrez Professor Responsável Carlos Magalhães Ano letivo 2014/2015 Índice 1. Introdução 3 2. Objetivos

Leia mais

Federação Portuguesa de Minigolfe UPD REGULAMENTO GERAL DE PROVAS. Aprovado na Assembleia Geral de 2013-12-07

Federação Portuguesa de Minigolfe UPD REGULAMENTO GERAL DE PROVAS. Aprovado na Assembleia Geral de 2013-12-07 Federação Portuguesa de Minigolfe UPD REGULAMENTO GERAL DE PROVAS Aprovado na Assembleia Geral de 2013-12-07 REGULAMENTO GERAL DE PROVAS DESPORTIVAS 1. PROVAS FEDERATIVAS 1.1. São consideras Provas Federativas

Leia mais

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS RELATÓRIO DO CHEFE DE MISSÃO Missão Portuguesa aos Jogos Olímpicos de Inverno - Sochi 2014 RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS SOCHI 2014 2 INTRODUÇÃO A vigésima segunda edição dos Jogos Olímpicos

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DO NADADOR DO AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO

PLANO DE CARREIRA DO NADADOR DO AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO PLANO DE CARREIRA DO NADADOR DO AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO PLANO DE CARREIRA DO NADADOR AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO Introdução O Aminata Évora Clube de Natação, sendo um clube dedicado a várias

Leia mais

Uma paixão pelo herói que está na sombra UM ESTADO DE VIDA! Hugo Oliveira

Uma paixão pelo herói que está na sombra UM ESTADO DE VIDA! Hugo Oliveira No guarda-redes encontramos tudo o que procuramos num desportista: reflexos e sincronização, força e velocidade, espectacularidade e movimentos perfeitos e competitividade e valentia. (John Hodgson) Uma

Leia mais

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO PROJETO TREINAMENTO OLÍMPICO DE PÓLO AQUÁTICO PROCESSO: 58701.000695/2010-92 SLIE: 1000.112-33 Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos - CBDA ATIVIDADES DO PROFESSOR

Leia mais

Diego Gobbi. _atleta profissional de squash Ranking Profissional Brasileiro 259# Ranking Professional Squash Association (PSA Mundial)

Diego Gobbi. _atleta profissional de squash Ranking Profissional Brasileiro 259# Ranking Professional Squash Association (PSA Mundial) _atleta profissional de squash Ranking Profissional Brasileiro 4# Ranking Professional Squash Association (PSA Mundial) 259# Atual Campeão Brasileiro e Sul-Americano Juvenil de Squash _perfil Nome: Diego

Leia mais

11º CAMPEONATO BRASILEIRO DE TERCETOS - 2015

11º CAMPEONATO BRASILEIRO DE TERCETOS - 2015 11º CAMPEONATO BRASILEIRO DE TERCETOS - 2015 R E G U L A M E N T O 1. Datas, horários e locais de disputa O 11º Campeonato Brasileiro de Tercetos será realizado em Minas Gerais, no período de 4 a 7 de

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES E CONTAS

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES E CONTAS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES E CONTAS 2013 INDÍCE 1. INTRODUÇÃO 2. VOTOS DE AGRADECIMENTO 3. PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO DO MINIGOLFE E APOIO PARA FORMAÇÃO NOS CLUBES 4. ORGANIZAÇÃO DE ESTRUTURAS DE APOIO

Leia mais

DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS. 1.º Período: ATIVIDADES DESPORTIVAS

DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS. 1.º Período: ATIVIDADES DESPORTIVAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO Metas Intermédias Atividades Desportivas O aluno cumpre o nível introdutório de quatro matérias diferentes: Um nível introdutório na categoria

Leia mais

Departamento de Formação

Departamento de Formação FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE BADMINTON Departamento de Formação Documento Orientador de Formação de Treinadores Nível I, II e III Com apoio de: ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 OBJECTIVOS 4 FUNÇÃO DO TREINADOR 4 SISTEMA

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO DE REGRAS TÊNIS DE CAMPO PROF. PATRICIA MEDRADO

CURSO DE ATUALIZAÇÃO DE REGRAS TÊNIS DE CAMPO PROF. PATRICIA MEDRADO CURSO DE ATUALIZAÇÃO DE REGRAS PROF. PATRICIA MEDRADO Ao ensinar as regras do esporte é importante situar o jogo como um embate amigável, onde estarão presentes a oposição e a cooperação, bem como frisar

Leia mais

Federação Portuguesa de Canoagem

Federação Portuguesa de Canoagem Federação Portuguesa de Canoagem Plano de Alto Rendimento e Seleções Nacionais I - Introdução V - SurfSki Séniores/Sub 23/Juniores 2015 Este documento pretende enunciar os critérios de selecção da Equipa

Leia mais

Projecto Nestum Rugby Rugby nas Escolas

Projecto Nestum Rugby Rugby nas Escolas Projecto Nestum Rugby Rugby nas Escolas Introdução A Federação Portuguesa de Rugby (FPR) acordou com o Gabinete do Desporto Escolar o lançamento do Projecto Nestum, Rugby nas Escolas. A NESTUM apoia este

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Circular n.º 023/2014 Portal F.P.T. - Inscrições Exmo. Sr. Presidente, No seguimento da Circular Nº 021/2014 Inscrições em Provas F.P.T. e depois de disponibilizarmos a possibilidade de testar/treinar

Leia mais

CAMPEONATOS NACIONAIS DE EQUIPAS 2014 / 2015. - Este Campeonato será disputado por 10 (dez) equipas incluídas numa Zona Única.

CAMPEONATOS NACIONAIS DE EQUIPAS 2014 / 2015. - Este Campeonato será disputado por 10 (dez) equipas incluídas numa Zona Única. CAMPEONATOS NACIONAIS DE EQUIPAS 2014 / 2015 I DIVISÃO - SENIORES MASCULINOS - Este Campeonato será disputado por 10 (dez) equipas incluídas numa Zona Única. - O Campeonato compreenderá duas fases distintas:

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES / 2011. O ano de 2011 ficará marcado pelas eleições para os órgãos sociais, que se realizarão no mês de Fevereiro.

PLANO DE ACTIVIDADES / 2011. O ano de 2011 ficará marcado pelas eleições para os órgãos sociais, que se realizarão no mês de Fevereiro. PLANO DE ACTIVIDADES / 2011 O ano de 2011 ficará marcado pelas eleições para os órgãos sociais, que se realizarão no mês de Fevereiro. Nesta sequência, a actual Direcção propõe um conjunto de actividades

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro As inscrições para o 6º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2015 deverão ser feitas através

Leia mais

Aberto do Brasil reunirá atletas de onze países na Arena Santos

Aberto do Brasil reunirá atletas de onze países na Arena Santos Aberto do Brasil reunirá atletas de onze países na Arena Santos Com a participação de 72 atletas de 11 países, será disputado entre os dias 08 e 11 desse mês o Aberto do Brasil, etapa do Circuito Mundial

Leia mais

PROVAS INTERNAS. Provas Internas - Período: 04 de maio de 2013. Pontuação Geral das Provas Internas: PROVA TIPO 1º 2º

PROVAS INTERNAS. Provas Internas - Período: 04 de maio de 2013. Pontuação Geral das Provas Internas: PROVA TIPO 1º 2º 1ª Etapa PROVAS INTERNAS Provas Internas - Período: 04 de maio de 2013 Pontuação Geral das Provas Internas: PROVA TIPO 1º 2º 1. Desfile de Abertura Prévia 3000 2800 2. Grito de Guerra na Gincana Prévia

Leia mais

Modelo Regional de Apoios ao Desporto

Modelo Regional de Apoios ao Desporto 1 Introdução Esta proposta é um draft para o trabalho que se segue. Daí o seu conteúdo não ser nem pretender ser exaustivo nem definitivo. Poderão ser produzidas várias versões, à medida que se introduzem

Leia mais

FEDERAÇÃO NACIONAL DE KARATE PORTUGAL FIM DE SEMANA EUROPEU COROADO DE ÊXITOS

FEDERAÇÃO NACIONAL DE KARATE PORTUGAL FIM DE SEMANA EUROPEU COROADO DE ÊXITOS Contacto: PARA PUBLICAÇÃO IMEDIATA César Silva 2011-11-16 [Director do Departamento de Informação] Telem: 918207888 Email: fnkp@fnkp.pt FIM DE SEMANA EUROPEU COROADO DE ÊXITOS Nuno Moreira Ouro na Bélgica

Leia mais

TORNEIO NACIONAL DE SUB-14 (MASC. E FEM)

TORNEIO NACIONAL DE SUB-14 (MASC. E FEM) COMPETIÇÕES NACIONAIS TORNEIO NACIONAL DE SUB-14 (MASC. E FEM) Modelo Competitivo -Proposta de Alteração- Elaborado por: Directores Técnicos das Associações de Basquetebol de VIANA DO CASTELO, BRAGA, PORTO,

Leia mais

PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM VOLEIBOL

PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM VOLEIBOL PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM VOLEIBOL Gabriel Weiss Maciel Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Henrique Cabral Faraco Universidade do Estado de Santa Catarina,

Leia mais

Caro Aluno (a) Porto, 25 de Agosto de 2011

Caro Aluno (a) Porto, 25 de Agosto de 2011 Caro Aluno (a) Porto, 25 de Agosto de 2011 Assuntos: i Introdução ii Breve resumo do que fizemos iii O que vamos fazer a partir de Setembro. x Introdução Tenho três filhos e nenhum joga ténis. É caso para

Leia mais

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO Anualmente a CBT - Confederação Brasileira de Tênis promoverá a Copa das Federações, para definir o Estado Campeão Brasileiro. A Copa das

Leia mais

Histórico de Confrontos. Rio Ave Futebol Clube. Boavista Futebol Clube

Histórico de Confrontos. Rio Ave Futebol Clube. Boavista Futebol Clube Verde Paixão #4 Histórico de Confrontos Rio Ave Futebol Clube Boavista Futebol Clube Rio Ave FC 4x0 Boavista - 01-09-2014 Rio Ave FC 1x1 Boavista - 01-10-2005 Rio Ave FC 2x2 Boavista - 19-02-2005 Rio Ave

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS ENTIDADES DESPORTIVAS

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS ENTIDADES DESPORTIVAS REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS ENTIDADES DESPORTIVAS Critérios específicos de apoio para época desportiva 2011/2012 Introdução O Regulamento n.º 635/2010 Regulamento Municipal de Apoio às Entidades

Leia mais

O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter

O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter Aos 24 anos Ricardo Pesqueira tem já um longo percurso andebolístico. Cresceu para o desporto no Águas Santas, mas no currículo

Leia mais

A Mulher portuguesa e o Desporto O TÉNIS DE MESA PORTUGUÊS NO FEMININO 21/05/2014

A Mulher portuguesa e o Desporto O TÉNIS DE MESA PORTUGUÊS NO FEMININO 21/05/2014 O TÉNIS DE MESA PORTUGUÊS NO FEMININO 2 A Mulher portuguesa e o Desporto 1º FÓRUM NACIONAL DE TÉNIS DE MESA 24 maio 2014 Propostas para discussão e reflexão Manuela Simões O Ténis de Mesa não é, a este

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013-2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013-2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013-2014 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico Pedagógico 5 5. Classificação, Pontuação e Desempate 6 6.

Leia mais

Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006

Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006 Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006 1. Sumário Para mais informação contactar: Cláudia Falcão claudia.falcao@jeronimomartins.pt (+351-21 752 61 05) Hugo Fernandes hugo.fernandes@jeronimomartins.pt

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20)

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) I DISPOSIÇÔES GERAIS ARTIGO 1º O Campeonato Nacional Gira-Praia é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

REGULAMENTO DE ALTA COMPETIÇÃO

REGULAMENTO DE ALTA COMPETIÇÃO REGULAMENTO DE ALTA COMPETIÇÃO ÍNDICE 1. Nota Introdutória... 2 2. Classificação dos Praticantes em Regime de Alta Competição... 3 (Portaria nº947/95 de 1 de Agosto) 3. Níveis de Qualificação... 5 4. Critérios

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ANADIA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ANADIA ESCOLA SECUNDÁRIA DE ANADIA Bateria de Exercícios Voleibol NÚCLEO DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2000.2001 VOLEIBOL BATERIA DE EXERCÍCIOS Este documento pretende acima de tudo fornecer ao professor uma

Leia mais

3ª ETAPA NACIONAL 2015 CAXIAS DO SUL (RS)

3ª ETAPA NACIONAL 2015 CAXIAS DO SUL (RS) 3ª ETAPA NACIONAL 2015 CAXIAS DO SUL (RS) A Confederação Brasileira de Badminton, a Federação Gaúcha de Badminton - FGB, a Prefeitura Municipal de Caxias do Sul e Universidade de Caxias do Sul UCS tem

Leia mais

PÁG3. EURO PORTUGAL TOUR PORTO PÁG5. MESAS OFICIAIS DE JOGO PÁG6. EQUIPAS EPT PORTO

PÁG3. EURO PORTUGAL TOUR PORTO PÁG5. MESAS OFICIAIS DE JOGO PÁG6. EQUIPAS EPT PORTO PÁG3. EURO PORTUGAL TOUR PORTO PÁG5. MESAS OFICIAIS DE JOGO PÁG6. EQUIPAS EPT PORTO PÁG6. REGISTO DE EQUIPAS PÁG6. DATAS IMPORTANTES PÁG7. REGRAS E FORMATO DE JOGO PÁG8. SORTEIO E WEBSITE DO EVENTO PÁG8.

Leia mais

Í N D I C E. Página - 2 - Índice 2. Índice de Gráfico...3. Índice de Quadros...4. Introdução... 5. 1.Objectivos...6. 2. Dados Caracterizadores...

Í N D I C E. Página - 2 - Índice 2. Índice de Gráfico...3. Índice de Quadros...4. Introdução... 5. 1.Objectivos...6. 2. Dados Caracterizadores... PLANO DE ACTIVIDADES ÉPOCA 2009/2010 O U T U B RO D E 2009 Í N D I C E Índice 2 Índice de Gráfico......3 Índice de Quadros...4 Introdução... 5 1.Objectivos.....6 2. Dados Caracterizadores....7 2.1 - Elementos

Leia mais

O CLUBE SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO O QUE É A CHUTALBI ESCOLA DE FUTEBOL? ESPIRITO CHUTALBI

O CLUBE SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO O QUE É A CHUTALBI ESCOLA DE FUTEBOL? ESPIRITO CHUTALBI O CLUBE SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO O Sport Benfica e Castelo Branco é um clube da cidade de Castelo Branco com 84 anos de história, foi fundado em 24 de Março de 1924. Destaca-se o facto de ser a filial

Leia mais

Circuito de Atletismo em Pavilhão Games and Fun

Circuito de Atletismo em Pavilhão Games and Fun 2014 Circuito de Atletismo em Pavilhão Games and Fun Departamento Técnico Associação de Atletismo do Porto Introdução O Circuito de Torneios de Atletismo em Pavilhão tem como propósito o combate dos modelos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2014/2015 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - OPERADOR DE INFORMÁTICA

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2014/2015 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - OPERADOR DE INFORMÁTICA PLANIFICAÇÃO MODULAR ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2014/2015 CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO - OPERADOR DE INFORMÁTICA MÓDULO A1 JOGOS DESPORTIVOS COLETIVOS a) Coopera com os companheiros, quer nos exercícios

Leia mais

Associação Nacional de Desporto para Deficientes Visuais XIX CAMPEONATO DE GOALBALL DE PORTUGAL REGULAMENTO

Associação Nacional de Desporto para Deficientes Visuais XIX CAMPEONATO DE GOALBALL DE PORTUGAL REGULAMENTO Associação Nacional de Desporto para Deficientes Visuais XIX CAMPEONATO DE GOALBALL DE PORTUGAL REGULAMENTO Preâmbulo O Goalball é uma modalidade desportiva coletiva, originariamente concebida para a prática

Leia mais

Actividades Desenvolvidas

Actividades Desenvolvidas Departamento de hóquei em Campo do Casa Pia Atlético Clube Introdução Em Outubro de 2013, iniciamos as actividades da modalidade de hóquei em Campo nos CED s da Casa Pia de Lisboa. A modalidade de hóquei

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO DE PADEL

CAMPEONATO BRASILEIRO DE PADEL CAMPEONATO BRASILEIRO DE PADEL REGULAMENTO 2015 O Campeonato Brasileiro de Padel é promovido, implantado e administrado pela Confederação Brasileira de Padel COBRAPA. O presente regulamento é válido para

Leia mais

1. O QUE É. Existem mais de 60 desafios repartidos por 4 categorias de atividade física: Força, Destreza, Velocidade e Expressão Corporal.

1. O QUE É. Existem mais de 60 desafios repartidos por 4 categorias de atividade física: Força, Destreza, Velocidade e Expressão Corporal. 1. O QUE É O Sporttable Box resulta de uma surpreendente fusão entre jogos de tabuleiro e atividade física. É, sobretudo, um projeto que procura promover a Atividade Física e a sua importância no desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014 REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014 ARTIGO 1º O Campeonato Nacional de Gira- Praia de Subs é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA POLÍTICA DE INTENSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL EM PORTUGAL E POTENCIAÇÃO DOS SEUS RESULTADOS 0. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Leia mais

APOSTILA DE FUTSAL. 6º, 7º, 8º e 9º ANO. HISTÓRICO No Brasil

APOSTILA DE FUTSAL. 6º, 7º, 8º e 9º ANO. HISTÓRICO No Brasil APOSTILA DE FUTSAL 6º, 7º, 8º e 9º ANO HISTÓRICO No Brasil O Futebol de Salão tem duas versões sobre o seu surgimento, como em outros esportes, há divergências quanto a sua invenção. Há uma versão que

Leia mais

FLUVIAL TRIATHLON-ZOOT-DETEÇÃO DE TALENTOS

FLUVIAL TRIATHLON-ZOOT-DETEÇÃO DE TALENTOS INFORMAÇÕES O evento de Deteção de Talentos da Fluvial Triathlon, secção de triatlo do Clube Fluvial Portuense, pretende, como a própria palavra indica, atrair e recrutar jovens para a prática da modalidade

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. Manuel Campos em acção no Complexo de Ginástica da Maia. Luís Araújo Zoi Lima Gustavo Simões

1. INTRODUÇÃO. Manuel Campos em acção no Complexo de Ginástica da Maia. Luís Araújo Zoi Lima Gustavo Simões 1. INTRODUÇÃO No próximo dia 21 de Novembro, a cidade da Maia vai acolher um dos mais importantes momentos competitivos de carácter nacional da Ginástica Artística Masculina e Feminina, com a discussão

Leia mais

Ministério da Juventude e Desportos

Ministério da Juventude e Desportos Ministério da Juventude e Desportos DIPLOMA DO REGIME DE PRÉMIOS AOS ATLETAS, NA ALTA COMPETIÇÃO I SÉRIE N.º47 8 DE NOVEMBRO DE 1996 CONSELHO DE MINISTROS Decreto n.º 33/96 de 8 de Novembro O desporto

Leia mais

Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF

Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Para efeito de classificação, a pontuação será a seguinte: I - 1º lugar: 10 pontos. II - 2º lugar: 7 pontos. III - 3º

Leia mais

Conferência de Imprensa. Museu da Pedra de Cantanhede 24 de Fevereiro de 2012

Conferência de Imprensa. Museu da Pedra de Cantanhede 24 de Fevereiro de 2012 Conferência de Imprensa Museu da Pedra de Cantanhede 24 de Fevereiro de 2012 Agenda - Introdução - Caracterização da Modalidade - Caracterização dos Eventos - Ranking dos Ginastas Participantes - Equipas

Leia mais

Regulamento da Wepadel

Regulamento da Wepadel Regulamento da Wepadel O presente regulamento estabelece as condições de utilização da Wepadel, situado na Travessa Vale Paraizo Norte, Ponte de Eiras Adémia, 3020-501 Coimbra, adiante designado de Clube.

Leia mais

Modalidade Alternativa: Badminton

Modalidade Alternativa: Badminton Escola Básica e Secundária Rodrigues de Freitas Modalidade Alternativa: Badminton Ações técnico-táticas Regulamento Professora: Andreia Veiga Canedo Professora Estagiária: Joana Filipa Pinto Correia Ano

Leia mais

Regulamento Específico dos Grandes Campos de Jogos

Regulamento Específico dos Grandes Campos de Jogos C ONTROLO DO D OCUMENTO Ref.ª: REG-6/2010 Versão: V2 Data: 24/10/2011 Aprovado por: João Roquette Regulamento Específico dos Grandes Campos de Jogos Capítulo I Disposições Gerais Artº 1º Objecto O presente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE BASQUETEBOL DO ALENTEJO Rua das 5 Cepas (Antiga Escola EBI) - Canaviais 7005-376 Évora Email: ass.basq.alentejo@mail.telepac.

ASSOCIAÇÃO DE BASQUETEBOL DO ALENTEJO Rua das 5 Cepas (Antiga Escola EBI) - Canaviais 7005-376 Évora Email: ass.basq.alentejo@mail.telepac. ASSOCIAÇÃO DE BASQUETEBOL DO ALENTEJO Rua das 5 Cepas (Antiga Escola EBI) - Canaviais 7005-376 Évora Email: ass.basq.alentejo@mail.telepac.pt COMUNICADO DA DIRECÇÃO COMUNICADO Nº 017 ÉPOCA: 2013/2014 DATA:

Leia mais

2ª ETAPA NACIONAL 2016 Curitiba (PR)

2ª ETAPA NACIONAL 2016 Curitiba (PR) 2ª ETAPA NACIONAL 2016 Curitiba (PR) A Confederação Brasileira de Badminton e a Badminton Federação Paranaense (BFP) tem a honra de convidá-los para competir na 2ª etapa do Campeonato Nacional de Badminton

Leia mais

COMUNICADO Nº 29/2014

COMUNICADO Nº 29/2014 COMUNICADO Nº 29/2014 Exmos. Senhores, Para vosso conhecimento e como único aviso oficial, informamos V. Exas. do seguinte: SUMÁRIO Pág. 1 HÓQUEI EM PATINS 1.1 Seguro Desportivo Época 2014/2015 1 1.2 Provas

Leia mais

Divulgação do Evento

Divulgação do Evento organizado por em parceria com Divulgação do Evento Inclusão sobre rodas na EB 2,3 de Lamaçães esta terça-feira 02/12/2014 00:02 Inclusão sobre Rodas é o nome da acção que vai ser hoje promovida na EB

Leia mais

A importância do animador sociocultural na Escola Agrupamento de Escolas de Matosinhos Sul

A importância do animador sociocultural na Escola Agrupamento de Escolas de Matosinhos Sul 1 A importância do animador sociocultural na Escola Agrupamento de Escolas de Matosinhos Sul Margarida Soares (*) O Agrupamento de Escolas Matosinhos Sul tem três animadores socioculturais afectos ao Projecto

Leia mais

VI DUATLO DE SÃO VICENTE 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE - LAZER 2016

VI DUATLO DE SÃO VICENTE 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE - LAZER 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE - LAZER 2016 3 de ABRIL de 2016 Distância Standart: 10 Km Corrida / 38,6 Km Ciclismo / 5 km Corrida Distância Super Sprint: 2,5Km Corrida / 9,6 Km

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS PORTUGUESES DE DERBY ATRELADO PARA 2009

PROPOSTA DE REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS PORTUGUESES DE DERBY ATRELADO PARA 2009 PROPOSTA DE REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS PORTUGUESES DE DERBY ATRELADO PARA 2009 A partir de 1 de Janeiro de 2009 entra em vigor o presente Regulamento revogando o Regulamento do Campeonato de Derbies de

Leia mais

ID: 40819672 19-03-2012

ID: 40819672 19-03-2012 ID: 40819672 19-03-2012 Tiragem: 158883 Âmbito: Informação Geral Pág: 48 Cores: Cor Área: 4,91 x 4,56 cm² Corte: 1 de 1 ID: 40810235 18-03-2012 Tiragem: 158883 Âmbito: Informação Geral Pág: 19 Cores: Preto

Leia mais

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Há exatamente dois meses a Seleção Nacional A efetuou o seu último jogo no Campeonato do Mundo disputado no Brasil.

Leia mais

CIF Club Internacional de Foot-Ball. Regulamento do Torneio Escada 2015

CIF Club Internacional de Foot-Ball. Regulamento do Torneio Escada 2015 CIF Club Internacional de Foot-Ball Regulamento do Torneio Escada 2015 INTRODUÇÃO 1. O Torneio Escada do CIF é aberto a sócios e não sócios do CIF. 2. O torneio é disputado em três escalões: femininos,

Leia mais

Representações Nacionais

Representações Nacionais Representações Nacionais 2014 Janeiro Dia 2 - Gravação do Programa Podium da RTP - Homenagem da Câmara Municipal de Lisboa a Eusébio - Reunião da Comissão Executiva de Gestão dos Centros de Alto Rendimento

Leia mais

SEGURANÇA EM ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS Lei nº 39/2009 de 30 de Julho

SEGURANÇA EM ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS Lei nº 39/2009 de 30 de Julho Objecto (Artigo 1º) A presente lei estabelece o regime jurídico do combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espectáculos desportivos, de forma a possibilitar a realização dos mesmos

Leia mais

Instituto Superior Técnico Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores. Projecto de. Arquitectura de Computadores.

Instituto Superior Técnico Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores. Projecto de. Arquitectura de Computadores. Instituto Superior Técnico Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projecto de Arquitectura de Computadores Jogo dos Blocos (variante do Arkanoid) (Versão 1.0) 2008/2009 Índice 1 Objectivo...

Leia mais

MUNICÍPIO DE CAMPO MOURÃO FUNDAÇÃO DE ESPORTES XI JOGOS UNIVERSITÁRIOS DE CAMPO MOURÃO PROGRAMAÇÃO FUTSAL MASCULINO

MUNICÍPIO DE CAMPO MOURÃO FUNDAÇÃO DE ESPORTES XI JOGOS UNIVERSITÁRIOS DE CAMPO MOURÃO PROGRAMAÇÃO FUTSAL MASCULINO MUNICÍPIO DE CAMPO MOURÃO FUNDAÇÃO DE ESPORTES XI JOGOS UNIVERSITÁRIOS DE CAMPO MOURÃO PROGRAMAÇÃO FUTSAL MASCULINO DATA: 01/11/2012 Quinta Feira (MASCULINO) 19h45min Ed. Física (Bach)/Integrado X Gestão

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 FORMAÇÃO DE TREINADORES FEDERAÇÃO PORTUGUESA DO PENTATLO MODERNO

PLANO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 FORMAÇÃO DE TREINADORES FEDERAÇÃO PORTUGUESA DO PENTATLO MODERNO 1 PLANO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 FORMAÇÃO DE TREINADORES FEDERAÇÃO PORTUGUESA DO PENTATLO MODERNO 2 1. Introdução O processo de adaptação e ajustamento ao PNFT entra em 2012 na sua fase terminal

Leia mais

Regulamento do Tênis de Campo

Regulamento do Tênis de Campo Regulamento do Tênis de Campo R a n k i n g I n t e r n o T ê n i s C l u b e S ã o J o s é d o s C a m p o s A v. N o v e d e J u l h o, 2 3 - V i l a A d y a n a S ã o J o s é d o s C a m p o s - S P

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) Determina que empresas de direito público, no âmbito federal, ao patrocinarem clubes de futebol, destinem 5% do valor do patrocínio para ser utilizado em

Leia mais

O GoKorfball nasceu de uma conversa entre amigos que procuravam dinamizar o corfebol português e juntar competição e diversão no mesmo evento.

O GoKorfball nasceu de uma conversa entre amigos que procuravam dinamizar o corfebol português e juntar competição e diversão no mesmo evento. Conceito O GoKorfball nasceu de uma conversa entre amigos que procuravam dinamizar o corfebol português e juntar competição e diversão no mesmo evento. Da conversa passou-se à acção e o GoKorfball é hoje

Leia mais

CAMPEONATOS DE PORTUGAL EM PISTA COBERTA E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23 EM PISTA COBERTA

CAMPEONATOS DE PORTUGAL EM PISTA COBERTA E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23 EM PISTA COBERTA CAMPEONATOS DE PORTUGAL EM PISTA COBERTA E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23 EM PISTA COBERTA 1. NOTA INTRODUTÓRIA Nos Campeonatos de Portugal Absolutos de Pista Coberta serão atribuídos os títulos individuais

Leia mais

Contributo da ANAon para a Legislaça o do Jogo Online

Contributo da ANAon para a Legislaça o do Jogo Online Contributo da ANAon para a Legislaça o do Jogo Online Associação Nacional de Apostadores Online Argumentação principal: A ANAon (Associação Nacional de Apostadores On-line) é uma associação sem fins lucrativos,

Leia mais

Escola Secundária c/ 3º ciclo do Fundão. Palavras-chave: transição, instrução, empenhamento motor, exemplificação, comunicação.

Escola Secundária c/ 3º ciclo do Fundão. Palavras-chave: transição, instrução, empenhamento motor, exemplificação, comunicação. Escola Secundária c/ 3º ciclo do Fundão Quinta-feira 05 De Novembro de 2009 Turma: 12ºCSEAV --» Aula do professor estagiário Nuno Rodrigues. Palavras-chave: transição, instrução, empenhamento motor, exemplificação,

Leia mais

COLÉGIO TERESIANO BRAGA Ano Letivo 2011-2012 Educação Física 1º Período 7º Ano 1. ATLETISMO

COLÉGIO TERESIANO BRAGA Ano Letivo 2011-2012 Educação Física 1º Período 7º Ano 1. ATLETISMO COLÉGIO TERESIANO BRAGA Ano Letivo 2011-2012 Educação Física 1º Período 7º Ano 1. ATLETISMO Corridas Especialidades Velocidade Meio-Fundo Fundo Barreiras Estafetas Provas 60m, 100m, 200m, 400m 800m, 1500m,

Leia mais

Escola Superior de Desporto de Rio Maior. Treino com Jovens - Jogos Lúdicos

Escola Superior de Desporto de Rio Maior. Treino com Jovens - Jogos Lúdicos Escola Superior de Desporto de Rio Maior Treino com Jovens - Jogos Lúdicos Docentes: António Graça Paulo Paixão Miguel Discentes: Turma 1 e 2 da UC de Teoria e Metodologia do Treino Rio Maior, 2009_10

Leia mais

SISTEMÁTICA DO DESPORTO II

SISTEMÁTICA DO DESPORTO II INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Escola Superior de Desporto de Rio Maior Ano Lectivo 2009/20010 SISTEMÁTICA DO DESPORTO II Licenciatura em Desporto: Variante de Condição Física Regente: Hugo Louro Docentes:

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA Regulamento Contra a Violência, Racismo, Xenofobia e Intolerância (*) Disposições gerais Artigo 1.º Objecto O presente regulamento visa o combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nas

Leia mais

REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL

REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL ÍNDICE CAPITULO I - O JOGO DE MINIVOLEIBOL - REGRA 1 - Concepção do Jogo - REGRA 2 - A quem se dirige - REGRA 3 - Finalidade do Jogo CAPITULO II - INSTALAÇÕES E MATERIAL - REGRA

Leia mais

A LIGA 9ª JORNADA: QUINTA DOS LOMBOS IGUALA CAB MADEIRA. Ano 3 - nº 10-11 de Dezembro de 2010

A LIGA 9ª JORNADA: QUINTA DOS LOMBOS IGUALA CAB MADEIRA. Ano 3 - nº 10-11 de Dezembro de 2010 Ano 3 - nº 10-11 de Dezembro de 2010 A LIGA 9ª JORNADA: QUINTA DOS LOMBOS IGUALA CAB MADEIRA A 9ª jornada da Liga Feminina de Basquetebol viu uma intensificação da luta pelo campeão da primeira volta.

Leia mais