PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM POLÍTICA E SOCIEDADE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM POLÍTICA E SOCIEDADE"

Transcrição

1 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM POLÍTICA E SOCIEDADE Proposta do Curso: oferecer ao nosso aluno uma compreensão do panorama político contemporâneo, desde a formação da modernidade, de modo que ele possa proporcionar aos seus educandos o entendimento do fenômeno do poder, bem como da conjuntura atual. Objetivo: capacitar profissionais da educação conscientes do mundo político em que vivemos e aptos, por meio do processo de ensino e aprendizagem, formar seus educandos para a vida em sociedade e a cidadania. Público-alvo: educadores das redes pública e privada, graduados em ciências sociais, pedagogia e outras licenciaturas, profissionais da educação que trabalham principalmente com adolescentes e jovens, comunicadores sociais e demais pessoas interessadas tanto no processo educativo como no fenômeno do poder. Módulos I II Disciplina Número de aulas Carga horária Profissão Docente 8 24 História, Política e Sociedade Metodologia da Pesquisa Docência no Ensino Superior Fundamentos da Ciência Política Fundamentos de Economia Sociologia da Educação Ciências Políticas I Metodologia do Ensino das Ciências Sociais I 5 15 Metodologia do Ensino das Ciências Sociais II 5 15 Ciências Políticas II Sociologia Política Trabalho de Conclusão de Curso Carga horária total 372

2 2 PROFISSÃO DOCENTE 8/24 Representações sobre a docência; formação profissional reflexiva; competências para ensinar. Luiz Fernando Rankel, graduado em história (FFCLP), mestre em história(ufpr). Leociléia Aparecida Vieira, graduada em biblioteconomia (UFPR), mestra em educação (PUC-PR). 1) A (des)construção da identidade docente 2) História da profissão docente 3) Ser professor: angústias e dilemas 4) Profissão docente, ciência interdisciplinar e representações sociais 5) Formação inicial e formação continuada 6) O professor reflexivo 7) O professor iniciante 8) Competências para ensinar ARROYO, Miguel. Oficio de mestre: Imagens e autoimagens. 3. ed. Petrópolis: Vozes, BEHRENS, Marilda Aparecida; MASETTO, Marcos Tarciso; MORAN, José Manuel. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 6. ed. Campinas: Papirus, PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar: Convite à viagem. Porto Alegre: Artmed, BECKER, Fernando. A epistemiologia do professor: O cotidiano da escola. 10. ed. Petrópolis: Vozes, FONTANA, Roseli A. Cação. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte: Autêntica, LISBOA, Marilu Diez, SOARES, Dulce Helena Penna, (Orgs.). Orientação profissional em ação: Formação e prática de orientadores. São Paulo: Summus, TOLCHINSKY, Liliana. Processos de aprendizagem e formação docente: Em condições de extrema diversidade. Porto Alegre: Artmed, 2004.

3 3 HISTÓRIA, POLÍTICA E SOCIEDADE 12/36 História e sociedade; Estado, capitalismo e luta de classes; Estados nacionais; o poder na Era Moderna; Iluminismo e Era das Revoluções; movimentos sociais nos séculos XVIII e XIX; formas políticas contemporâneas; Estado e sociedade; trabalho e sociedade; globalização, neoliberalismo e indivíduo; arte e sociedade. André Luiz Joanilho, graduado em história (Unicamp), mestre em história social do trabalho (Unicamp), doutor em história social (Enesp), pós-doutorado (Universite Lumiere Lyon 2 e École des Hautes Études en Sciences Sociales, França). 1) História e sociedade 2) Estado, sociedade e luta de classes 3) A expansão dos Estados nacionais 4) Governar na Era Moderna 5) Governo e formas políticas 6) O Iluminismo e a era das revoluções 7) Movimentos sociais nos séculos XVIII e XIX 8) Formas políticas do século XX 9) Sociedade e trabalho no mundo contemporâneo 10) Globalização, neoliberalismo e o indivíduo 11) Arte e sociedade I 12) Arte e sociedade II CHATELET, François. História das ideias políticas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, CARNOY, Martin. Estado e teoria política. Campinas: Papirus, BOBBIO, Norberto. Liberalismo e democracia. São Paulo: Brasiliense, LAHIRE, Bernard. A cultura dos Indivíduos. Porto Alegre: Artmed, FOUCAULT, Michel. A microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

4 4 METODOLOGIA DA PESQUISA 10/30 Metodologia da pesquisa científica como método facilitador da pesquisa; organização do pensamento no trabalho científico; organização do material para a pesquisa. Marilia Freitas de Campos Tozoni Reis, graduada em pedagogia (FFCLI), mestra em educação (Ufscar) e doutora em educação (Unicamp). 1) O que é pesquisa 2) O trabalho científico 3) Modalidades de pesquisa em educação 4) Técnicas e instrumentos de pesquisa 5) O projeto de pesquisa 6) O processo de pesquisa 7) Normas para redação de trabalhos científicos 8) O relatório de pesquisa 9) Cuidados para o pesquisador iniciante 10) Temas e problemas de pesquisa em educação BARBOSA, Liliana Lúcia da Silveira. Metodologia do trabalho científico. Rio de Janeiro: UCB, FONSECA, Regina Célia Veiga da. Metodologia do trabalho científico. Curitiba: Iesde, TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Metodologia da pesquisa científica. 2 ed. Curitiba: Iesde, BARBOSA, Liliana Lúcia da Silveira. Metodologia da pesquisa científica. Rio de Janeiro: UCB, 2007.

5 5 DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR 10/30 Estudo da didática como prática educativa social, de modo a compreender o processo didático como um componente do cotidiano escolar, utilizando o planejamento e a avaliação em uma dimensão transformadora; a dinâmica da sala de aula e a construção da proposta pedagógica serão analisadas dentro do contexto educacional mais amplo. Programa 1) Representações sobre a docência: a construção da identidade profissional 2) Docência no ensino superior 3) Avaliação de aprendizagem: representações e concepções 4) Avaliação e aprendizagem: o sentido da transformação 5) Gestão do trabalho pedagógico: os professores como planejadores 6) A definição de objetivos e conteúdos 7) Metodologias de ensino 8) Projeto: um salto qualitativo na organização do trabalho pedagógico 9) Pedagogia de projetos: fundamentos para uma prática reflexiva 10) Pedagogia de projetos: da especialidade aos conhecimentos em rede ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. Petrópolis: Vozes, PERRENOUD, Philippe. A prática reflexiva no ofício de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed, NÓVOA, Antonio Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1995.

6 6 FUNDAMENTOS DA CIÊNCIA POLÍTICA 12/36 Surgimento e evolução da ciência política e sua relação com as outras ciências sociais; conceitos fundamentais da ciência política Estado, poder, partidos políticos, regimes políticos. Nelson Rosário de Souza, graduado em ciências sociais (UFPR), mestre em sociologia (USP), doutor em sociologia (USP). 1) A formação do pensamento político: Dimensão histórica 2) A formação do pensamento político: Dimensão lógica I 3) Formação do pensamento político: Dimensão lógica II 4) A construção da ciência política 5) O liberalismo 6) A democracia liberal 7) A democracia direta 8) O conceito de poder 9) O Estado 10) Os partidos políticos 11) A cultura e a política 12) Participação Política BONAVIDES, Paulo. Ciência política. São Paulo: Malheiros, CHÂTELET, François et al. História das ideias políticas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, GIDDENS, Antony. Sociologia. Porto Alegre: Artmed, DIAS, Reinaldo. Introdução à sociologia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

7 7 FUNDAMENTOS DE ECONOMIA 12/36 Interpretações econômicas na história enfatizando a análise da economia política como recurso de interpretação histórica. Lucas Lautert Dezordi, graduado em ciências econômicas (UFPR), mestre em desenvolvimento econômico (UFPR) e doutor em desenvolvimento econômico (UFPR). 1) A escola mercantilista 2) A Primeira Revolução Industrial e o pensamento de Adam Smith 3) A Segunda Revolução Industrial e a escola clássica 4) Do imperialismo à Primeira Guerra Mundial 5) A Grande Depressão e o pensamento keynesiano 6) O processo de industrialização da economia brasileira entre 1930 a ) A Segunda Guerra Mundial e suas consequências 8) A Guerra Fria e os choques do petróleo 9) A economia brasileira nas décadas de 1950 e ) O milagre econômico brasileiro e a crise dos anos ) O Plano Real e a estabilidade da economia brasileira 12) O desempenho recente da economia brasileira e seus principais desafios PARKIN, Michael. Economia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, MOCHON, Francisco. Princípios de economia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, MENDES, Grassi T. Economia: Fundamentos e aplicações. São Paulo: Pearson Prentice Hall, O SULLIVAN, Arthur; SHEFFRIN, Steven M.; NISHIGIMA, Marislei. Introdução à economia: Princípios e ferramentas. São Paulo Pearson, 2004.

8 8 SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO 18/54 Sociologia e educação; Sociologia da educação no Brasil; Educação e família; infância e juventude; Escola; Estratificação social; Movimentos sociais; Estado; Profissão docente. Solange Menezes da Silva Demeterco, graduada em ciências sociais (UFPR), especialista em currículo e prática (PUC-RJ), mestra em história do Brasil (UFPR), Doutora em História do Brasil (UFPR). 1) A sociologia e a educação 2) A sociologia da educação 3) A sociologia da educação no Brasil 4) Educação e família 5) Concepções de infância e juventude 6) A escola como instituição social 7) A escola e o controle social 8) A escola e o desvio social 9) A mudança social 10) A estratificação social 11) A mobilidade social 12) Educação e movimentos sociais 13) A educação e o Estado 14) Educação e desenvolvimento 15) Educação e cotidiano no Brasil 16) Problemas da educação no Brasil 17) A profissão de professor 18) Perspectivas da educação no Brasil PERRENOUD, Philippe. A pedagogia na escola das diferenças: fragmentos de uma sociologia do fracasso. Porto Alegre: Artmed, SNYDERS, Georges. Escola, classe e luta de classes. São Paulo: Centauro, HAECHT, Anne van. Sociologia da educação: A escola posta à prova. Porto Alegre, Artmed, 2007 GIDDENS, Anthony. Sociologia. Porto Alegre, Artmed, 2007 LAHIRE, Bernard. Retratos sociológicos: Disposição e variações indviduais. Porto Alegre: Artmed, 2008.

9 9 CIÊNCIAS POLÍTICAS I 10/30 Política e ciência política; introdução ao estudo científico da política; correntes teóricas contemporâneas; poder e Estado; ideologia e doutrinas políticas; comportamento dos agentes políticos. Adriano Codato, bacharel em ciências sociais (Unicamp), mestre em ciência política (Unicamp), doutor em ciência política (Unicamp). Fernando Leite, bacharel em ciências sociais (UFPR) e mestre em sociologia (UFPR). Pedro Leonardo Medeiros, bacharel em ciências sociais (UFPR), mestre em ciência política (UFPR). 1) A ciência da política: sua definição e suas principais correntes teóricas 2) O que é o poder? 3) O Estado moderno: A teoria contratualista e sua crítica sociológica 4) O Estado burocrático: Racionalidade e dominação 5) O Estado capitalista: As perspectivas marxista e weberiana 6) Formação e desaparecimento do Estado: Perspectivas marxista e weberiana 7) O conceito de ideologia 8) Doutrinas políticas: Liberalismo, socialismo e fascismo 9) Grupos, interesses e representação política 10) O comportamento eleitoral BOBBIO, Norberto. Estado, governo e sociedade: Para uma teoria geral da política. São Paulo: Paz e Terra, ANDERSON, Perry. Linhagens do Estado absolutista. São Paulo: Brasiliense, BOBBIO, Norberto et al. Dicionário de política. Brasília: Editora UbB, RIBEIRO, João Ubaldo. Política: Quem manda, por que manda, como manda. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.

10 10 METODOLOGIA DO ENSINO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS I 5/15 Pressupostos e conceitos do conhecimento sociológico; natureza científica da sociologia; a sociologia no sistema escolar brasileiro; origem histórica da sociologia a modernidade; autores paradigmáticos. Alexandro Dantas Trindade, graduado em ciências sociais-sociologia e ciência política (Unicamp), especialista em formação de quadros profissionais (Cebrap), doutor em Ciências Sociais (Unicamp). Simone Meucci, graduada em ciências sociais (UFPR), mestra em sociologia (Unicamp), doutora em sociologia (Unicamp). Valéria Floriano Machado, graduada em ciências sociais (UFPR), mestra em sociologia (UFPR), doutora em sociologia (UFPR). 1) O estatuto científico das ciências sociais na escola 2) Ciências sociais e a modernidade 3) A modernidade em Marx 4) A modernidade em Weber 5) A modernidade em Durkheim QUINTANEIRO, Tânia. Um toque de clássicos: Durkheim, Marx e Weber. Belo Horizonte: Editora UFMG, OLIVEIRA, Paulo Sales de. Metologia das ciência humanas. São Paulo: Unesp, ALVES, Rubem. Filosofia da ciência: Introdução ao jogo e suas regras. São Paulo: Loyola, 2007.

11 11 METODOLOGIA DO ENSINO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS II 5/15 Ciências sociais ao longo da história; produção sociológica brasileira; ciências sociais no sistema de ensino; ciências sociais na escola e na vida social; estratégias e alternativas pedagógicas; relação entre indivíduo e sociedade; fundamentos da sociologia da educação. Alexandro Dantas Trindade, graduado em ciências sociais-sociologia e ciência política (Unicamp), especialista em formação de quadros profissionais (Cebrap), doutor em Ciências Sociais (Unicamp). Simone Meucci, graduada em ciências sociais (UFPR), mestra em sociologia (Unicamp), doutora em sociologia (Unicamp). Valéria Floriano Machado, graduada em ciências sociais (UFPR), mestra em sociologia (UFPR), doutora em sociologia (UFPR). 1) Sociedade e indivíduo 2) Sociologia da educação 3) Ciência social e cientistas sociais: Negação, intervenção e interesse 4) Sociologia no Brasil: Autores e temas 5) História do ensino da sociologia no Brasil BERGER, Peter; LUCKMAN, Thomas. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes, IANNI, Octávio. Pensamento social no Brasil. Bauru: Edusc, MICELI, Sérgio. História das ciências sociais no Brasil. São Paulo: Sumaré, OUTHWAITE, William; BOTTOMORE, Tom. Dicionário do pensamento social do século. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996.

12 12 Ciências Políticas II 10/30 Regimes políticos no Brasil; Constituição Federal; institucionalização democrática; eleições; poderes Legislativo e Executivo; sistema partidário; sociedade civil. Adriano Codato, bacharel em ciências sociais (Unicamp), mestre em ciência política (Unicamp), doutor em ciência política (Unicamp). Alexandro Dantas Trindade, graduado em ciências sociais-sociologia e ciência política (Unicamp), especialista em formação de quadros profissionais (Cebrap), doutor em Ciências Sociais (Unicamp). Giovana Bonamim, graduada em ciências sociais (UFPR), mestra em ciência política (UFPR). Julio Cesar G. Silva, graduado em ciências sociais (UFPR), mestre em ciência política (UFPR). Luiz Domingos Costa, graduado em ciências sociais (UFPR), mestre em ciência política (Unicamp). Pedro Leonardo Medeiros, bacharel em ciências sociais (UFPR), mestre em ciência política (UFPR). Lucas Massimo, graduado em ciências sociais (UFPR). 1) A formação do Estado no Brasil 2) Tradições do pensamento social brasileiro 3) O pensamento político autoritário 4) A ideologia do pensamento nacional na década de ) A classe trabalhadora no Brasil 6) Sistema eleitoral e partidos políticos 7) Sistema de governo no Brasil: O presidencialismo de coalizão passado e presente 8) A judicialização da política e a politização da Justiça no Brasil 9) Economia e política no desenvolvimento brasileiro 10) Economia e política no neoliberalismo brasileiro RODRIGUES, Leôncio Martins. Partidos, ideologia e composição social: Um estudo das bancadas partidárias na Câmara dos Deputados. São Paulo: Edusp, KINZO, Maria D Alva. BRAGA, Maria do Socorro. Eleitores e representação partidária no Brasil. São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2007, LEAL, Vítor Nunes. Coronelismo, enxada e voto. São Paulo: Alfa-ômega, CARDOSO, Fernando Henrique. A arte da política: A história que vivi. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

13 13 SOCIOLOGIA POLÍTICA 12/36 Origens e transformações do Estado moderno; globalização e novas configurações políticas contemporâneas; Estado, políticas públicas e modelos de Estado do bem-estar social; Estado e sistema de proteção social brasileiro; Estado, movimentos sociais e organizações não-governamentais. Nelson Rosário de Souza, graduado em ciências sociais (UFPR), mestre em sociologia (USP), doutor em sociologia (USP). 1) O que é sociologia política? 2) Teoria das elites I 3) Teoria das elites II 4) Os intelectuais e o poder 5) Definição e formação do Estado do bem-estar social 6) O desenvolvimento do Estado do bem-estar social 7) A crise do Estado do bem-estar social 8) Política pública e política social 9) A matriz histórica da assistencia social no Brasil 10) Assistência social e construção da democracia no Brasil 11) Os movimentos sociais 12) Mídia e política SELL, Carlos Eduardo. Introdução à sociologia política. Petrópolis: Vozes, GIDDENS, Anthony. Política, sociologia e teoria social. São Paulo: Unesp, LAHIRE, Bernard. Retratos sociológicos: Disposição e variações individuais. Porto Alegre: Artmed, DIAS, Reinaldo. Introdução à sociologia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO E SOCIEDADE

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO E SOCIEDADE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO E SOCIEDADE Proposta do Curso: oferecer ao nosso aluno uma compreensão das relações entre educação e sociedade de modo a sensibilizá-lo para os aspectos socais que

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA Proposta: Dar subsídios para a formação de profissionais da área das Ciências Humanas e permitir, por meio das práticas pedagógicas desenvolvidas

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Proposta: O curso de pós-graduação lato sensu em Educação de Jovens e Adultos (EJA) proporciona um extenso embasamento teórico e metodológico. A

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA DA INTERDISCIPLINARIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA DA INTERDISCIPLINARIDADE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA DA INTERDISCIPLINARIDADE Proposta do Curso: oferecendo uma sólida contextualização histórica e social atenta à variedade do fenômeno educacional, sensibilizar o

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MATRIZ CURRICULAR

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MATRIZ CURRICULAR PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MATRIZ CURRICULAR Módulo Disciplina Carga horária Docência no Ensino Superior 30h Módulo 1 Fundamentos Metodológicos em EJA I 45h Metodologia da

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO LÚDICO

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO LÚDICO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO LÚDICO Proposta do Curso: ao oferecer tanto uma sólida contextualização histórica e social como os conteúdos e dinâmicas de um trabalho letivo voltado para o lúdico,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Proposta do Curso: oferecer ao nosso aluno o embasamento pedagógico, em uma visão suficientemente ampla do processo de ensino e aprendizagem, para

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA DO ENSINO DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA DO ENSINO DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA DO ENSINO DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA Proposta do curso Formação de professores capacitados a formar cidadãos conscientes de seu papel em sociedade por meio da reflexão

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 1º Semestre/Noturno DISCIPLINA: Ciência

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: SOCIOLOGIA Código: CTB - 111 Pré-requisito: ------- Período Letivo: 2013.1 Professor: Elton

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITERATURA PORTUGUESA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITERATURA PORTUGUESA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITERATURA PORTUGUESA Proposta do Curso: oferecer um suficientemente amplo e detalhado panorama da produção literária portuguesa, abordando desde a formação da nação portuguesa

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA PROCESSO DE SELEÇÃO DOCENTE PARA 2010/1 ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FUNDAMENTOS

Leia mais

AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS EM GESTÃO ESCOLAR

AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS EM GESTÃO ESCOLAR AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS EM GESTÃO ESCOLAR DIMENSAO Gestão pedagógica CONTEUDOS Teorias contemporâneas sobre currículo: identidade, diferença e multiculturalismo. Função social da escola e organização

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. DISCIPLINA: SOCIOLOGIA DO DIREITO E ANTROPOLOGIA PROFESSOR: ANDRÉ FILIPE PEREIRA REID DOS SANTOS TURMA: º AM /

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ORIENTAÇÃO, SUPERVISÃO E INSPEÇÃO ESCOLAR

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ORIENTAÇÃO, SUPERVISÃO E INSPEÇÃO ESCOLAR PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ORIENTAÇÃO, SUPERVISÃO E INSPEÇÃO ESCOLAR Proposta do curso: Oferecer ao nosso aluno os conteúdos que lhe possibilitem atuar no dia a dia da instituição educativa desempenhando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FCS/FACE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FCS/FACE UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FCS/FACE Curso: Ciências Econômicas Disciplina: Teoria Política Professor: Francisco Mata Machado Tavares 2o Semestre / 2012 PROGRAMA / PLANO DE ATIVIDADES 1) Ementa da Disciplina:

Leia mais

MARCOS RAFAEL TONIETTO A RELAÇÃO ENTRE CULTURA INFANTIL E SABERES DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA PRÁTICA DOCENTE COM CRIANÇAS PEQUENAS

MARCOS RAFAEL TONIETTO A RELAÇÃO ENTRE CULTURA INFANTIL E SABERES DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA PRÁTICA DOCENTE COM CRIANÇAS PEQUENAS MARCOS RAFAEL TONIETTO A RELAÇÃO ENTRE CULTURA INFANTIL E SABERES DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA PRÁTICA DOCENTE COM CRIANÇAS PEQUENAS CURITIBA 2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM EDUCAÇÃO A RELAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: POLÍTICAS EDUCACIONAIS GRADE: RESOLUÇÃO CEPEC MATRIZ

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS COORDENAÇÃO DO MIELT. Plano de Curso 2014

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS COORDENAÇÃO DO MIELT. Plano de Curso 2014 1. EMENTA A Universidade Brasileira, políticas públicas, programas e ações para o ensino superior. Didática do ensino superior: identidade e profissionalização docente e o papel da organização do trabalho

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 DOU Nº 165 de 26/11/08 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 DOU Nº 165 de 26/11/08 PLANO DE CURSO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/08 DOU Nº 165 de 26/11/08 Componente Curricular: Sociologia Código: ENG - 000 Pré-requisito: ---- Período Letivo: 2013.1 Professor:

Leia mais

FIOCRUZ Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Curso de Mestrado em Educação Profissional em Saúde

FIOCRUZ Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Curso de Mestrado em Educação Profissional em Saúde FIOCRUZ Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Curso de Mestrado em Educação Profissional em Saúde Epistemologia Carla Martins / Marco Antonio C. Santos / Virgínia Fontes 1º semestre 2015 3ªs feiras

Leia mais

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho. Aulas Regulares 02 18 12 18 14 08. Total Acumulado 02 20 32 50 64 72

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho. Aulas Regulares 02 18 12 18 14 08. Total Acumulado 02 20 32 50 64 72 Identificação Plano de Ensino Curso: Direito Disciplina: Sociologia Geral e do Direito Ano/semestre: 2012/1 Carga horária: Total: 60 - Semanal: 4. Professor: Hiata Anderson Silva do Nascimento Período/turno:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

O USO DAS NTICs NA FORMAÇÃO ACADÊMICO PROFISSIONAL DOCENTE

O USO DAS NTICs NA FORMAÇÃO ACADÊMICO PROFISSIONAL DOCENTE O USO DAS NTICs NA FORMAÇÃO ACADÊMICO PROFISSIONAL DOCENTE Fernando Cardoso Ferreira Acadêmico do Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza - Campus Uruguaiana Orientadora: Diana Paula Salomão de Freitas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL DIVISÃO DE APOIO AO DOCENTE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL DIVISÃO DE APOIO AO DOCENTE NORMAS COMPLEMENTARES EDITAL Nº. 003/2012 Processo Seletivo Simplificado para contratação de professores substitutos da Universidade Federal de Uberlândia UFU. 1. Informações Gerais 1.1. Área: Serviço

Leia mais

DISCIPLINA: Ciência Política. CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 1º SEMESTRE TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR103

DISCIPLINA: Ciência Política. CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 1º SEMESTRE TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR103 DISCIPLINA: Ciência Política CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 1º SEMESTRE TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR103 1. EMENTA: Conceito de Ciência Política. Ciência Política e Teoria do Estado. Evolução

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS. Unidade Universitária Cora Coralina CURSO DE HISTÓRIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS. Unidade Universitária Cora Coralina CURSO DE HISTÓRIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA - CIDADE DE GOIÁS Curso: HISTÓRIA Disciplina: História Moderna Habilitação: LICENCIATURA Carga Horária Total: 64 h/a anuais 2 h/a semanais Carga Horária

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE ARTES

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE ARTES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE ARTES Proposta: Promover a qualificação de graduados, licenciados e demais profissionais que buscam um conhecimento especializado no ensino-aprendizagem das artes. Objetivo:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Estudos filosóficos em educação I - JP0003 PROFESSOR: Dr. Lúcio Jorge Hammes I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60 (4 créditos) II EMENTA Aborda os pressupostos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CULTURA E LITERATURA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CULTURA E LITERATURA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CULTURA E LITERATURA Proposta do Curso: oferecer uma compreensão da literatura como uma instância que se relaciona intimamente com a cultura e a história, tanto no Brasil como

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Centro de Estudos Gerais. Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. Departamento de Ciência Política

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Centro de Estudos Gerais. Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. Departamento de Ciência Política UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Centro de Estudos Gerais Instituto de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Ciência Política Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Curso de Mestrado Título

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Curso de graduação em Pedagogia - Licenciatura Disciplina: Conteúdo e Metodologia em Matemática Carga Horária: 60 Teórica: 60 Prática: Semestre: 2013.2

Leia mais

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano Curso: Ciências Econômicas Modalidade: Bacharelado Turno: Noturno

Leia mais

ENSINO E PESQUISA: EDUCAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA 1

ENSINO E PESQUISA: EDUCAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA 1 1 ENSINO E PESQUISA: EDUCAÇÃO, TRABALHO E CIDADANIA 1 Cristiano Pinheiro Corra 2 Lorena Carolina Fabri 3 Lucas Garcia 4 Cibélia Aparecida Pereira 5 RESUMO: O presente artigo tem como objetivo suscitar

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 1º Semestre DISCIPLINA: Antropologia e Sociologia

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SUPERVISÃO E INSPEÇÃO ESCOLAR

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SUPERVISÃO E INSPEÇÃO ESCOLAR PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SUPERVISÃO E INSPEÇÃO ESCOLAR Proposta do Curso: oferecer ao nosso aluno os conteúdos que lhe possibilitem atuar no dia a dia da instituição educativa desempenhando as práticas

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL. Disciplina: Metodologia Científica. Número de créditos: 04. Carga horária: 80

SERVIÇO SOCIAL. Disciplina: Metodologia Científica. Número de créditos: 04. Carga horária: 80 Disciplina: Metodologia Científica SERVIÇO SOCIAL Ementa: Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia Número âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O conhecimento e suas formas.

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina POLÍTICAS SOCIAIS E DIREITO

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO

PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO UNIDADE UNIVERSITÁRIA Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO DE Geografia HABILITAÇÃO PROGRAMA DE ENSINO DA GRADUAÇÂO Bacharelado 2009 OPÇÃO DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL Departamento de Geografia -

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Licenciatura em História Disciplina: Métodos e técnicas de pesquisa Histórica Carga Horária: 45h Teórica: 45h Prática: Semestre: 23.2 Professor: Reinaldo

Leia mais

Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE

Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE 1 Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO / ANO: 2011 Programa de Pós-Graduação stricto sensu

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina Centro de Educação, Comunicação e Artes Departamento de Educação Programa de Pós-Graduação em Educação

Universidade Estadual de Londrina Centro de Educação, Comunicação e Artes Departamento de Educação Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Estadual de Londrina Centro de Educação, Comunicação e Artes Departamento de Educação Programa de Pós-Graduação em Educação LINHA 1 - PERSPECTIVAS FILOSÓFICAS, HISTÓRICAS E POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO

Leia mais

A (DES)CONSTRUÇÃO DO ENSINO PROFISSIONALIZANTE NAS ESCOLAS TÉCNICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO A PARTIR DA LDB E DECRETO-LEI 2208/97.

A (DES)CONSTRUÇÃO DO ENSINO PROFISSIONALIZANTE NAS ESCOLAS TÉCNICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO A PARTIR DA LDB E DECRETO-LEI 2208/97. A (DES)CONSTRUÇÃO DO ENSINO PROFISSIONALIZANTE NAS ESCOLAS TÉCNICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO A PARTIR DA LDB E DECRETO-LEI 2208/97 Eduardo Calsan Resumo Finalidade de estudar e apontar as mudanças ocorridas

Leia mais

Divulgação do curso de Gestão Educacional na modalidade presencial.

Divulgação do curso de Gestão Educacional na modalidade presencial. Divulgação do curso de Gestão Educacional na modalidade presencial. A Faculdade Paulista de Artes oferece uma pós-graduação lato sensu em Gestão Escolar, na modalidade presencial, com carga horária de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA Paradigmas de Organização Escolar: pressupostos teóricos e práticos. Administração/gestão escolar: teorias e tendências atuais no Brasil. A escola concebida e organizada a partir das Diretrizes

Leia mais

7 Referências Bibliográficas

7 Referências Bibliográficas 7 Referências Bibliográficas AMORIM, Carlos. Comando Vermelho: a história secreta do crime organizado. 3ª edição. Rio de Janeiro, Record, 1993. ANTUNES, Ricardo. As mutações no mundo do trabalho na era

Leia mais

OFICINAS DE REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR REFLEXÕES SOBRE O ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A AÇÃO DOCENTE

OFICINAS DE REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR REFLEXÕES SOBRE O ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A AÇÃO DOCENTE OFICINAS DE REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR REFLEXÕES SOBRE O ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A AÇÃO DOCENTE NASCIMENTO, Elaine Cristina Universidade Tecnológica Federal do Paraná AMORIM, Mário

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Mês/ Unidade s. Conteúdos T/P 1 08

PLANO DE ENSINO. Mês/ Unidade s. Conteúdos T/P 1 08 PLANO DE ENSINO CURSO: Licenciatura em Matemática MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: Teorias Educacionais e Curriculares CÓDIGO: NPED 03 FASE DO CURSO: 2ª SEMESTRE LETIVO: 2º 2013 CARGA HORARIA SEMESTRAL/

Leia mais

Plano de Ensino Docente

Plano de Ensino Docente Plano de Ensino Docente IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática FORMA/GRAU: ( ) integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado (x) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( x ) Presencial

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Metodologias e práticas no ensino de Filosofia e Sociologia

Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO. Metodologias e práticas no ensino de Filosofia e Sociologia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS CRICIÚMA Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA EMENTA

PLANO DE DISCIPLINA EMENTA MEC/UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL

Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL Portfólio Easy to Learn SERVIÇO SOCIAL ÍNDICE Pensamento Social...2 Movimentos Sociais e Serviço Social...2 Fundamentos do Serviço Social I...2 Leitura e Interpretação de Textos...3 Metodologia Científica...3

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 041/2011

RESOLUÇÃO Nº 041/2011 Serviço Público Federal Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Pró-Reitoria de Ensino RESOLUÇÃO Nº 041/2011 O Pró-Reitor de Ensino do Instituto Federal de Educação,Ciência

Leia mais

Plano de Ensino Docente

Plano de Ensino Docente Plano de Ensino Docente IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática FORMA/GRAU: ( ) integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado (x) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( x ) Presencial

Leia mais

PROJETO COMUNITÁRIO NA FISIOTERAPIA DA PUCPR E PRÁTICA PEDAGÓGICA: NOVAS POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL

PROJETO COMUNITÁRIO NA FISIOTERAPIA DA PUCPR E PRÁTICA PEDAGÓGICA: NOVAS POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL PROJETO COMUNITÁRIO NA FISIOTERAPIA DA PUCPR E PRÁTICA PEDAGÓGICA: NOVAS POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL Ana Paula Loureiro Cunha, PUCPR Eliani de Souza Arruda, PUCPR Marilda Aparecida Behrens,

Leia mais

CONTEÚDOS DE SOCIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE SOCIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CONTEÚDOS DE SOCIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas

Leia mais

- Ler e discutir criticamente os textos clássicos sobre a imprensa e o jornalismo;

- Ler e discutir criticamente os textos clássicos sobre a imprensa e o jornalismo; Dados de identificação: Período Letivo 2015/2 Professor VIRGINIA PRADELINA DA SILVEIRA FONSECA Disciplina SOCIOLOGIA DO JORNALISMO Sigla COM287 Créditos 4 Carga Horária 60 Súmula O jornalismo nas ciências

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO IV. AS FUNDAÇÕES DO PENSAMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO BRASILEIRO.

PROGRAMA DE ENSINO IV. AS FUNDAÇÕES DO PENSAMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO BRASILEIRO. CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS CCHL MESTRADO DE CIÊNCIA POLÍTICA DISCIPLINA: FORMAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA DO BRASIL PROFESSOR: CLEBER DE DEUS CONSULTAS: A COMBINAR COM O PROFESSOR PERÍODO: 2008.1 E-mail:

Leia mais

Curso: Serviço Social

Curso: Serviço Social PLANO DE DISCIPLINA Curso: Serviço Social Coordenação: Naiara Magalhães Professor : Manoel Jaime Filho Disciplina: História da Formação Social e Econômica do Brasil Período: 1º Semestre/2014 Carga Horária:

Leia mais

A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO NA FORMAÇÃO DE Universidade Estadual De Maringá gasparin01@brturbo.com.br INTRODUÇÃO Ao pensarmos em nosso trabalho profissional, muitas vezes,

Leia mais

NOVEMBRO: 7-14- Realização do exercício de pesquisa 21-28- Elaboração e apresentação do relatório dos exercícios de pesquisa.

NOVEMBRO: 7-14- Realização do exercício de pesquisa 21-28- Elaboração e apresentação do relatório dos exercícios de pesquisa. 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA: Prática de Observação II CURSO: Pedagogia 2º semestre 1997 PROFESSORA: Tania Maria Esperon Porto

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS 1510A-04 LEITURAS SOCIOLÓGICAS DO BRASIL EMENTAS DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS NÍVEL I Análise da realidade do País na perspectiva sociológica, valendo-se de textos clássicos sobre o Brasil. Discussão de

Leia mais

(1) HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. Cap. 10: O que os historiadores devem a Karl Marx?

(1) HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. Cap. 10: O que os historiadores devem a Karl Marx? UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS PLANO DE ENSINO DE TEORIAS DA HISTÓRIA II CURSO/SEMESTRE LICENCIATUTA EM HISTÓRIA 3º SEMESTRE DISCIPLINA TEORIAS DA HISTÓRIA II CARÁTER DA

Leia mais

3- OBJETIVOS DA DISCIPLINA * Compreender o processo educativo brasileiro a partir de temas consubstanciais e seus desdobramentos históricos;

3- OBJETIVOS DA DISCIPLINA * Compreender o processo educativo brasileiro a partir de temas consubstanciais e seus desdobramentos históricos; Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia da Educação II Educador: João Nascimento Borges Filho 1- DISCIPLINA:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS Professor(es): WALLACE DOS SANTOS DE MORAES Disciplina: TÓPICO

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Objetivos

PLANO DE ENSINO. Objetivos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Dados de Identificação Campus: São Borja Curso: Relações Públicas ênfase em produção cultural Componente

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA Análise das diferentes abordagens historiográficas acerca da transição das sociedades medievais européias ao capitalismo. Formação do Antigo Regime e surgimento do paradigma do homem moderno:

Leia mais

A INSERÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE NO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO DA UFCG

A INSERÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE NO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO DA UFCG A INSERÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE NO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO DA UFCG Andréa Augusta de Morais Ramos 1 /UFCG-CDSA - andreaedu.15@gmail.com Fabiano Custódio de Oliveira 2 /UFCG-CDSA

Leia mais

LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.

LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. ANA PAULA CORDEIRO ARTE ARTE? O QUE É? QUAL SUA NECESSIDADE? QUAL SUA FUNÇÃO? ARTE: O QUE É? ARTE Uma forma de criação de linguagens- a linguagem visual,

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO C U R S O D E D I R E I T O Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: HISTÓRIA DO DIREITO Código: DIR 162 CH Total: 30 h Pré-Requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE Resumo O estudo objetiva discutir os desafios dos cursos de formação de professores frente à inserção

Leia mais

CÓDIGO NOME (T-P) Cr. GCC854 Espaço Urbano Regional:Teorias e Reflexões 4 (60 horas)

CÓDIGO NOME (T-P) Cr. GCC854 Espaço Urbano Regional:Teorias e Reflexões 4 (60 horas) Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Naturais e Exatas Programa de Pós-Graduação em Geografia IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CÓDIGO NOME (T-P) Cr GCC854 Espaço Urbano

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITERATURA EM LÍNGUA INGLESA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITERATURA EM LÍNGUA INGLESA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM LITERATURA EM LÍNGUA INGLESA Proposta do Curso: oferecer um suficientemente amplo e detalhado panorama da produção literária em língua inglesa, abordando desde a leitura nesse

Leia mais

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Adriana Cristina Lázaro e-mail: adrianaclazaro@gmail.com Milena Aparecida Vendramini Sato e-mail:

Leia mais

UMA TRAJETÓRIA DEMOCRÁTICA: das habilitações à coordenação pedagógica

UMA TRAJETÓRIA DEMOCRÁTICA: das habilitações à coordenação pedagógica UMA TRAJETÓRIA DEMOCRÁTICA: das habilitações à coordenação pedagógica Shirleiscorrea@hotmail.com A escola, vista como uma instituição que historicamente sofreu mudanças é apresentada pelo teórico português

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SERVIÇO SOCIAL INTRODUÇÃO AO SERVIÇO SOCIAL EMENTA: A ação profissional do Serviço Social na atualidade, o espaço sócioocupacional e o reconhecimento dos elementos

Leia mais

O FORDISMO ACADÊMICO NA EDUCAÇÃO FÍSICA

O FORDISMO ACADÊMICO NA EDUCAÇÃO FÍSICA O FORDISMO ACADÊMICO NA EDUCAÇÃO FÍSICA GRAD. EDUARDO RUMENIG SOUZA Mestrando em Educação Física pela Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo e Professor da Rede Pública Municipal

Leia mais

A METODOLOGIA DE PROJETOS COM O USO DA TECNOLOGIA NA

A METODOLOGIA DE PROJETOS COM O USO DA TECNOLOGIA NA A METODOLOGIA DE PROJETOS COM O USO DA TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR DO ENSINO FUNDAMENTAL RITA ANDRÉIA MORO SENCO ZEM PUC PR PROFª DRA MARILDA APARECIDA BEHRENS- PUC PR RESUMO Esta pesquisa

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Turno: INTEGRAL Currículo nº Reconhecido pelo Decreto Federal n 8.1, de 16.10.78, D.O.U. nº198 de 17.10.78. Renovação de Reconhecimento Decreto Est. nº. 106, de 1.0.11 DOE nº 85

Leia mais

A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR: ESTUDO NA UNICAMP

A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR: ESTUDO NA UNICAMP 1 A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR: ESTUDO NA UNICAMP Campinas, S.P. - Maio 2014 Gilberto Oliani - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) gilberto.oliani@gmail.com Investigação Científica

Leia mais

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DOCENTE: SUBSÍDIOS PARA UMA REFLEXÃO

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DOCENTE: SUBSÍDIOS PARA UMA REFLEXÃO TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DOCENTE: SUBSÍDIOS PARA UMA REFLEXÃO Monique da Silva de Araujo UNESA monique_msa@yahoo.com.br Daniela Punaro Baratta de Faria UNESA daniela.punaro@gmail.com

Leia mais

A formação inicial e continuada de professores de crianças pequenas

A formação inicial e continuada de professores de crianças pequenas A formação inicial e continuada de professores de crianças pequenas Linha de Pesquisa: LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE) Área de Concentração:

Leia mais

Currículo nº2 DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

Currículo nº2 DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Turno: INTEGRAL Currículo nº2 Reconhecido pelo Decreto Federal n 82.413, de 16.10.78, D.O.U. nº198 de 17.10.78. Renovação de Reconhecimento Decreto Est. nº. 1064, de 13.04.11 DOE

Leia mais

Curso: Alfabetização e Letramento na Ed. Infantil e nas séries iniciais

Curso: Alfabetização e Letramento na Ed. Infantil e nas séries iniciais Curso: Alfabetização e Letramento na Ed. Infantil e nas séries iniciais Datas: 11 e 18 de Setembro Horário: 14:00h às 17:40h Carga Horária: 8 horas Vagas: O número mínimo de inscritos será: 20 pessoas

Leia mais

Mapa de Candidaturas com Pedidos de Residência da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 2010/2011

Mapa de Candidaturas com Pedidos de Residência da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 2010/2011 Candidatura Estado Aluno Nome Aproveitamento R. Candidatura 224563 Entregue 224378 Entregue 90874 Ana Luísa Vieira Soares Falta matrícula e 104407 Ana Manuela Matos Magalhães Sim Alojar 235605 Aberta 110101

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Disciplina: Teoria e Planejamento Curricular II Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 6º 1 - Ementa (sumário, resumo) Fundamentos teórico-práticos

Leia mais

Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais)

Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais) UFPR SETOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA EMENTAS DAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais) 1º ANO

Leia mais

A PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE DOCENTES: DIFERENTE DE ESTÁGIO Maria de Fátima Targino Cruz Pedagoga e professora da Rede Estadual do Paraná.

A PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE DOCENTES: DIFERENTE DE ESTÁGIO Maria de Fátima Targino Cruz Pedagoga e professora da Rede Estadual do Paraná. A PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE DOCENTES: DIFERENTE DE ESTÁGIO Maria de Fátima Targino Cruz Pedagoga e professora da Rede Estadual do Paraná. O Curso de Formação de Docentes Normal, em nível médio, está amparado

Leia mais

BIBLIOGRAFIA. ARROYO, M. G. 1991. A escola possível é possível? In ARROYO, Miguel G. Da escola carente à escola possível. São Paulo: Loyola.

BIBLIOGRAFIA. ARROYO, M. G. 1991. A escola possível é possível? In ARROYO, Miguel G. Da escola carente à escola possível. São Paulo: Loyola. BIBLIOGRAFIA ALBORNOZ, S. 2000. O que é trabalhoso Paulo: Brasiliense. ANTUNES, R. 2002. Adeus ao trabalho?.ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 8 a. ed. Cortez; Campinas:

Leia mais

A constituição do aluno integral: relação da Orientação Educacional com outras áreas do desenvolvimento

A constituição do aluno integral: relação da Orientação Educacional com outras áreas do desenvolvimento A constituição do aluno integral: relação da Orientação Educacional com outras áreas do desenvolvimento O Orientador Educacional em suas atribuições deverá entender que seu aluno é um ser integral, constituído

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

informações: 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º Prova N2

informações: 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º Prova N2 informações: 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º CALENDÁRIO - PED DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Grupo 101 - Outubro/2012 CursoID 535 - GradeID 626 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente

Leia mais

PLANO DE CURSO I EMENTA

PLANO DE CURSO I EMENTA Disciplina: Geografia Regional do Mundo I Carga horária total: 90H PLANO DE CURSO I EMENTA Formas de agrupamento dos países segundo a lógica econômica; Globalização e geopolítica internacional; Questões

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 07 (SETE)

Leia mais

DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DFCS

DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DFCS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS DFCS ORIENTAÇÕES PARA PROVA ESCRITA CONFORME EDITAL Nº 049/2015 - CONSUN. PROVA ESCRITA: 11/08/2015-9H ÀS 12H A PROVA ESCRITA SERÁ CONSTITUÍDA DE UM TEXTO DISSERTATIVO

Leia mais

HISTÓRIA DO BRASIL CONTEMPORÂNEO II

HISTÓRIA DO BRASIL CONTEMPORÂNEO II Pág. 1 Caracterização Curso: LICENCIATURA EM HISTÓRIA Ano/Semestre letivo: 01/1 Período/Série: 6 Turno: ( ) Matutino ( X ) Vespertino ( ) Noturno Carga horária semanal: 3h (4 aulas) Carga horária total:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA. Pós-Graduação em Gestão Pública

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA. Pós-Graduação em Gestão Pública Pós-Graduação em Gestão Pública Ouro Preto Janeiro de 2012 Curso: Especialização em Gestão Pública Público: Definido em convênio Modalidade: A distância Carga Horária: 360 horas Período de Oferecimento:

Leia mais

Pós-Graduação Especialização em Psicomotricidade e/ou Educação Infantil. Local: Avenida Pereira Rego, 1545, Centro, Candelária

Pós-Graduação Especialização em Psicomotricidade e/ou Educação Infantil. Local: Avenida Pereira Rego, 1545, Centro, Candelária Pós-Graduação Especialização em Psicomotricidade e/ou Educação Infantil Local: Avenida Pereira Rego, 1545, Centro, Candelária Carga horária: 360 horas Resolução 01/2007 CES/CNE/MEC: "Art. 5. Os cursos

Leia mais