HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE CONSULTÓRIO. Igor Bettarello Ravi Araújo Leandro Alex Douglas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE CONSULTÓRIO. Igor Bettarello Ravi Araújo Leandro Alex Douglas"

Transcrição

1 HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE CONSULTÓRIO Igor Bettarello Ravi Araújo Leandro Alex Douglas Brasília, 29/05/2013

2 Regras Básicas Deverão usar E.P.I Nunca efetuar varredura a seco para não provocar a presença de partículas em suspensão Usar carrinhos próprios para transportar o material de limpeza e dos sacos de lixo Ter noção perfeita da diferença entre limpar este ambiente e outros ambientes, como por exemplo, uma residência

3 Regras Básicas Começar a limpeza da área menos contaminada para a mais contaminada Limpar em sentido único de cima para baixo (do teto para o chão). Nunca em vaivém Não usar panos que limparam o chão com os panos usados para limpar o armário clínico equipo odontológico Usar solução desinfetante após a limpeza e lavagem com água e detergente

4 Regras Básicas Recomenda-se os seguintes desinfetantes: solução de água sanitária (hipoclorito de sódio) a 10% para pisos, paredes, banheiros, balcões e superfícies; e fenol sintético para equipamentos, torneiras e todos os dispositivos metálicos Chamamos a atenção que hipoclorito de sódio e corrosivo de metais

5 Regras Básicas Os balcões e equipos podem ser desinfetados com álcool 70 sob friccção e hipoclorito de sódio a 1% A desinfecção de armários deve ser realizada entre cada atendimento com desinfetantes indicados Os armários devem ser de superfície lisa, impermeável e de preferência de cor clara para facilitar a desinfecção e a visualização de sujidades

6 Regras Básicas Nunca devem colocar sobre o balcão de trabalho e trazer para a área clínica crítica objetos oriundos de outras áreas como área administrativa, banheiros, laboratórios de prótese, cozinha e outras Todo o material usado (baldes, panos, vassouras, carrinhos, etc.) deve ser limpo e desinfetado ( solução de hipocloreto de sódio, exceto quando houver metal )

7 Regras Básicas Devera haver uma limpeza e desinfecção concorrente durante os trabalhos, principalmente entre um paciente e outro, e uma limpeza terminal no fim do período Ao se notar um espirro ou gotejamento de material orgânico sobre uma superfície, deve-se, tão logo quanto possível, colocar papel toalha sobre o líquido e borrifá-lo com uma solução de sódio ou fenol sintético.

8 Produtos de Limpeza Produtos abrasivos não são recomendados, inclusive para instrumentais metálicos, pois ao riscar as superfícies, provocam um abrigo maior para os microorganismos e materiais odontológicos tornando complicada a sua limpeza posterior. A superfície asperizada provoca, cada vez mais, a aderência de substâncias e sujidades.

9 Produtos de Limpeza Sabões em barra são detergentes aniônicos. Têm pouco valor na limpeza de materiais técnicos se comparados aos modernos detergentes líquidos. São usados para limpeza geral: pisos, paredes, pia, etc. Reagindo com produtos sólidos na água podem formar películas esbranquiçadas que abrigam microorganismos e interferem com a ação dos germicidas.

10 Produtos de Limpeza Detergentes e sabões líquidos são produtos que têm na sua composição elementos tensoativos que têm a finalidade a tensão superficial, dispensar e emulsificar a sujeira. Os tensoativos podem ser aiônicos, catiônicos, não iônicos e anforéticos (reagem em ph ácido ou básico)

11 Produtos de Limpeza Os detergentes devem ter boa solubilidade em água, impregnação (introduzir-se entre a sujeira e a superfície a ser limpa), dissolução (principalmente dos sais e sujeiras), peptização (redução de proteínas em partes menores), emulsificação (saponificação de gorduras) e propriedades bactericidas.

12 Vídeo - KaVo Biossegurança - Segurança em consultórios odontológicos

13 Vídeo - Limpeza do equipamento e barreiras de proteção

14 Referências Bibliográficas Limpeza e desinfecção do ambiente do consultório for Manual de biossegurança odontológica da FOUSP - Maio de impeza-e-desinfeccao-do-ambiente-doconsultorio

15 PERGUNTAS?

16 OBRIGADO!

CHECK LIST MICROPROCESSO HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA DAS UNIDADES DA APS SEMSA/MANAUS

CHECK LIST MICROPROCESSO HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA DAS UNIDADES DA APS SEMSA/MANAUS CHECK LIST MICROPROCESSO HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA DAS UNIDADES DA APS SEMSA/MANAUS DISA: DATA: UNIDADE: RECURSOS HUMANOS ÍTEM AVALIAÇÃO FORMA DE VERIFICAÇÃO EM CONFORMI DADE NÃO CONFORMI DADE OBSERVAÇÃO

Leia mais

HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE, PROCESSAMENTO E PREPARO DE SUPERFÍCIE DOS EQUIPAMENTOS E CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE, PROCESSAMENTO E PREPARO DE SUPERFÍCIE DOS EQUIPAMENTOS E CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO HIGIENIZAÇÃO DO AMBIENTE, PROCESSAMENTO E PREPARO DE SUPERFÍCIE DOS EQUIPAMENTOS E CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO ANA LUÍZA 21289 LUCAS - 23122 ARTTENALPY 21500 MARCELINA - 25723 CLECIANE - 25456 NAYARA - 21402

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA HOSPITALAR

ORIENTAÇÃO PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA HOSPITALAR ORIENTAÇÃO PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA HOSPITALAR I- Introdução: A higiene e a ordem são elementos que concorrem decisivamente para a sensação de bem-estar, segurança e conforto dos profissionais, pacientes

Leia mais

MANUAL DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA

MANUAL DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA MANUAL DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA Classificação das Áreas: Critica Semicrítica Não critica Tipos de Limpeza: Limpeza concorrente Limpeza terminal Métodos e Equipamentos de Limpeza de superfície: Limpeza

Leia mais

LIMPEZA. Água / sabão /escova Solução multi - uso Soluções desencrostrantes Detergentes enzimáticos

LIMPEZA. Água / sabão /escova Solução multi - uso Soluções desencrostrantes Detergentes enzimáticos DESINFECÇÃO É o processo de eliminação de formas vegetativas, existentes em superfícies inanimadas, mediante a aplicação de agentes químicos e/ou físicos. LIMPEZA Antes do procedimento de Desinfecção deve-se

Leia mais

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA ESCOLA DEPUTADO SEBASTIÃO HELVÉCIO

MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA ESCOLA DEPUTADO SEBASTIÃO HELVÉCIO MANUAL DE BIOSSEGURANÇA DA CLÍNICA ESCOLA DEPUTADO SEBASTIÃO HELVÉCIO ALÉM PARAÍBA 2009 JUSTIFICATIVA Esta Instituição zela pela biossegurança e visa o preparo técnico e científico de profissionais aptos

Leia mais

Divisão de Enfermagem CME Página 1 de 6 Título do Procedimento: Limpeza concorrente e terminal da CME

Divisão de Enfermagem CME Página 1 de 6 Título do Procedimento: Limpeza concorrente e terminal da CME Divisão de Enfermagem CME Página 1 de 6 Freqüência em que é realizado: Diário/semanal/quinzenal/mensal Profissional que realiza: Auxiliar ou Técnico de Enfermagem e servidor da empresa terceirizada de

Leia mais

Higienização do Ambiente Hospitalar

Higienização do Ambiente Hospitalar Higienização do Ambiente Hospitalar Enfª Mirella Carneiro Schiavon Agosto/2015 O serviço de limpeza tem por finalidade preparar o ambiente de saúde para suas atividades, mantê-lo em ordem e conservar equipamentos

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO BIOSSEGURANÇA EM VEÍCULOS DE REMOÇÃO DO CENTRO MÉDICO UNIMED (CMU)

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO BIOSSEGURANÇA EM VEÍCULOS DE REMOÇÃO DO CENTRO MÉDICO UNIMED (CMU) Objetivo: Promover a limpeza e a desinfecção dos veículos de remoção, potencializando a segurança ofertada aos nossos clientes, e diminuindo a probabilidade de exposição a riscos biológicos. PROCESSO 1.

Leia mais

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR PROGRAMA PREVENÇÃO E CONTROLE DE Sumário COMISSÃO DE CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR ORGANIZAÇÃO DA CCIH Estrutura Atividades FUNCIONAMENTO Coleta de Dados Análise dos Dados Divulgação dos Dados Recursos

Leia mais

Processo nº 2009-0.154.220-9 Prefeitura da Cidade de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde SMS - 32 - Licitações

Processo nº 2009-0.154.220-9 Prefeitura da Cidade de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde SMS - 32 - Licitações EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 145/2009 PROCESSO Nº 2009-0.154.220-9 DATA DA REALIZAÇÃO :10 DE NOVEMBRO DE 2009 HORÁRIO : 10:00 HORAS LOCAL : RUA GENERAL JARDIM, 36 3º ANDAR SALA DE PREGÕES AMOSTRAS ATÉ

Leia mais

LIMPEZA MANUAL MOLHADA

LIMPEZA MANUAL MOLHADA GLOSSÁRIO LIMPEZA MANUAL ÚMIDA - Realizada com a utilização de rodos, mops ou esfregões, panos ou esponjas umedecidas em solução detergente, com enxágue posterior com pano umedecido em água limpa. No caso

Leia mais

ANEXO I METODOLOGIA DE REFERÊNCIA DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO

ANEXO I METODOLOGIA DE REFERÊNCIA DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO ANEXO I METODOLOGIA DE REFERÊNCIA DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO 1.1. Tarefa: Limpeza de MÓVEIS E EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA - limpar com pano úmido e remover pó e manchas das mesas, armários,

Leia mais

Limpeza Terminal e Concorrente de Isolamentos. Enfª Francyne Lopes Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Hospital Mãe de Deus

Limpeza Terminal e Concorrente de Isolamentos. Enfª Francyne Lopes Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Hospital Mãe de Deus Limpeza Terminal e Concorrente de Isolamentos Enfª Francyne Lopes Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Hospital Mãe de Deus O Controle de Infecção e a Limpeza Ambiental Histórico Guerra da Criméia

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO PREPARO DE ALIMENTOS

BOAS PRÁTICAS NO PREPARO DE ALIMENTOS BOAS PRÁTICAS NO PREPARO DE ALIMENTOS SÉRIE: SEGURANÇA ALIMENTAR e NUTRICIONAL Autora: Faustina Maria de Oliveira - Economista Doméstica DETEC Revisão: Dóris Florêncio Ferreira Alvarenga Pedagoga Departamento

Leia mais

VI - os itens 2, 3, 7 a 11, 16 a 22, 24 a 30, 32, 33, 35 a 39, 41 a 43 do 1º do artigo 313-K;

VI - os itens 2, 3, 7 a 11, 16 a 22, 24 a 30, 32, 33, 35 a 39, 41 a 43 do 1º do artigo 313-K; ARTIGO 313-K PRODUTOS DE LIMPEZA EXCLUIDOS VI - os itens 2, 3, 7 a 11, 16 a 22, 24 a 30, 32, 33, 35 a 39, 41 a 43 do 1º do artigo 313-K; 2 - odorizantes/desodorizantes de ambiente e superfície, 3307.41.00,

Leia mais

Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos

Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos Manual Técnico Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos Manual Técnico Limpeza e Manutenção revisão julho/2015 1 Limpeza e Manutenção de Revestimentos Cerâmicos Revisão: Julho/2015 Este manual tem

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS Detergentes Neutros MASTER DET Detergente neutro indicado para lavagem de louças como talheres, copos, pratos, bandejas, utensílios, equipamentos e superfícies, em geral. Aplicado

Leia mais

Limpeza e Desinfecção

Limpeza e Desinfecção Limpeza e Desinfecção Instrutora: Enf. Dr. Thaís S Guerra Stacciarini Conteúdo Limpeza e desinfecção LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE UNIDADE LIMPEZA E DESINFECÇÃO DO POSTO DE ENFERMAGEM CONCORRENTE TERMINAL LIMPEZA

Leia mais

ENDURIT RP Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva

ENDURIT RP Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva ENDURIT RP Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva Prefácio O sistema de revestimento da linha ENDURIT foi desenvolvido com a mais nobre linha de resinas uretanas, levando assim a um

Leia mais

Bem-estar e saúde: excelência nos atendimentos com aplicação de Boas Práticas. Profª Drª Adriana Gibotti agibotti@ig.com.br

Bem-estar e saúde: excelência nos atendimentos com aplicação de Boas Práticas. Profª Drª Adriana Gibotti agibotti@ig.com.br Bem-estar e saúde: excelência nos atendimentos com aplicação de Boas Práticas Profª Drª Adriana Gibotti agibotti@ig.com.br Bem-estar e saúde: excelência nos atendimentos com aplicação de Boas Práticas

Leia mais

OFICINA: Limpeza: Foco em Carregamento de Termolavadora e Lavadora Ultrasônica Coordenador: Ligia Garrido Calicchio

OFICINA: Limpeza: Foco em Carregamento de Termolavadora e Lavadora Ultrasônica Coordenador: Ligia Garrido Calicchio OFICINA: Limpeza: Foco em Carregamento de Termolavadora e Lavadora Ultrasônica Coordenador: Ligia Garrido Calicchio São Paulo -2012 Introdução A esterilização bem sucedida dos instrumentais cirúrgicos

Leia mais

PORTARIA Nº 500 DE 2010

PORTARIA Nº 500 DE 2010 PORTARIA Nº 500 DE 2010 Regulamento técnico para Processamento de artigos por método físico em estabelecimentos sujeitos à Vigilância Sanitária no RS A SECRETÁRIA DA SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL, no uso

Leia mais

POP S- Procedimentos Operacionais Padronizados

POP S- Procedimentos Operacionais Padronizados POP S- Procedimentos Operacionais Padronizados ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO, PLANEJAMENTO E FINANÇAS GERÊNCIA DE MERENDA ESCOLAR NÚCLEO

Leia mais

NORMAS PARA O PROCESSAMENTO DE ARTIGOS - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO.

NORMAS PARA O PROCESSAMENTO DE ARTIGOS - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO. NORMAS PARA O PROCESSAMENTO DE - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO. ATENÇÃO Para desenvolver esta atividade, sem risco de contaminação por material orgânico (sangue, fluídos orgânicos, secreções e excreções)

Leia mais

DIR050 - Fluxo de elaboração e aprovação de POP s - NOVA VERSÃO (consolidado) v.1 - Cód. 88104

DIR050 - Fluxo de elaboração e aprovação de POP s - NOVA VERSÃO (consolidado) v.1 - Cód. 88104 Página 1 de 6 DETALHAMENTO DO PROCESSO DIR050 - Fluxo de elaboração e aprovação de POP s - NOVA VERSÃO (consolidado) v.1 - Cód. 88104 POP: Técnica de uso do Hipoclorito de Sódio 1% Requisitante: PASSO

Leia mais

LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES EM SERVIÇOS DE SAÚDE

LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES EM SERVIÇOS DE SAÚDE Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto-SP Secretaria Municipal da Saúde Comissão de Controle de Infecção (CCI-SMS) LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES EM SERVIÇOS DE SAÚDE 1ª Edição 2006 SUMÁRIO Pág.

Leia mais

Composição Básica Emulsão Latex Modificada, pigmentos orgânicos e inorgânicos, cargas minerais, aditivo, antibacteria e água.

Composição Básica Emulsão Latex Modificada, pigmentos orgânicos e inorgânicos, cargas minerais, aditivo, antibacteria e água. Boletim Técnico Produto Casacor Acrílico Fosco Branco Descrição Casa limpa, mais saúde e família protegida. Tudo isso em uma tinta: CASA COR Acrílico Super Premium da Tintas Renner. A sua fórmula especial

Leia mais

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011 1 - PRODUTO: Acrílico Standard mais rendimento Natrielli. 2 - DESCRIÇÃO: É uma tinta acrílica de alto rendimento apresenta um excelente acabamento em superfícies externas e internas de alvenaria, reboco,

Leia mais

«Solução em produtos de limpeza e higienização» CATÁLOGO DE PRODUTOS

«Solução em produtos de limpeza e higienização» CATÁLOGO DE PRODUTOS «Solução em produtos de limpeza e higienização» CATÁLOGO DE PRODUTOS Apresentamos a seguir, nossa linha de produtos, desenvolvidos para atender suas necessidades e proporcionando à sua empresa economia

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONSERVAÇÃO E LIMPEZA

TERMO DE REFERÊNCIA CONSERVAÇÃO E LIMPEZA TERMO DE REFERÊNCIA CONSERVAÇÃO E LIMPEZA 1. OBJETO 1.1. Prestação de Serviços de Conservação e limpeza, higienização, desinfecção e limpeza de reservatórios de água e controle de pragas em geral, com

Leia mais

Manual de Procedimento Operacional Padrão do Serviço de Limpeza

Manual de Procedimento Operacional Padrão do Serviço de Limpeza Univale Universidade Vale do Rio Doce DEC Departamento de Campo/Biossegurança Curso de Enfermagem Manual de Procedimento Operacional Padrão do Serviço de Limpeza Elaborado por: Enf Arilza Patrício Enf

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA ABORDAGEM TÉCNICA E PRÁTICA

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA ABORDAGEM TÉCNICA E PRÁTICA FERNANDA MARIA DE BRITO CUNHA FLÁVIO AUGUSTO BERNARDES DA SILVA MARCO ANTONIO CORREA ALFREDO RENATA DE CAMPOS RICCI MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA ABORDAGEM TÉCNICA E PRÁTICA UNIVERSIDADE

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS. Aplique revestimento liso e impermeável em piso, paredes e teto;

ORIENTAÇÕES GERAIS. Aplique revestimento liso e impermeável em piso, paredes e teto; PREFEITURA MUNICIPAL DE MACEIÓ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MACEIÓ DIRETORIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE VIGILÄNCIA SANITÁRIA INSPETORIA DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL ORIENTAÇÕES GERAIS

Leia mais

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov.

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov. Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Vigilância em Saúde - COVISA 08 de abril de 05 Orientações à população para uso da Água Diante da atual situação de desabastecimento

Leia mais

NOVO VEDAPREN PAREDE

NOVO VEDAPREN PAREDE Produto VEDAPREN PAREDE é uma pintura impermeável e elástica que protege as paredes contra fissuras e batidas de chuva, além de ter alta durabilidade. Características Densidade: 1,23 g/cm³ Aparência: Branco(a),

Leia mais

Eficiência e segurança dos produtos saneantes

Eficiência e segurança dos produtos saneantes Eficiência e segurança dos produtos saneantes Elenildes Silva Amorim Gerência Geral de Saneantes Porto Alegre, 08 de novembro de 2013 2 Área suja Área limpa 3 Resolução - RDC n 6, de 30 de janeiro de 2012

Leia mais

SHAMPOO SOQUIMOL Shampoo para Carros com Cera de Carnaúba Vegetal

SHAMPOO SOQUIMOL Shampoo para Carros com Cera de Carnaúba Vegetal SHAMPOO SOQUIMOL Shampoo para Carros com Cera de Carnaúba Vegetal Altamente concentrado e totalmente solúvel em água, o Shampoo Soquimol com Cera de Carnaúba desagrega, em questão de segundos e com um

Leia mais

ZONA DE CONFEÇÃO PRODUTO A UTILIZAR E RESPETIVA AÇÃO MÉTODO DE HIGIENIZAÇÃO DOSAGEM. Lavagem: De acordo com a rotulagem

ZONA DE CONFEÇÃO PRODUTO A UTILIZAR E RESPETIVA AÇÃO MÉTODO DE HIGIENIZAÇÃO DOSAGEM. Lavagem: De acordo com a rotulagem ZONA DE CONFEÇÃO ÁREA/EQUIPAMENTO PERIDIOCIDADE PRODUTO A UTILIZAR E RESPETIVA AÇÃO DOSAGEM MÉTODO DE HIGIENIZAÇÃO Bancadas, superfícies de laboração e cubas Após cada utilização - Aplicar a solução de

Leia mais

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações Comissão Permanente de Licitação CPL 03

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações Comissão Permanente de Licitação CPL 03 LOTE I 1 Água sanitária, à base de cloro. Composição química: hipoclorito de sódio, hidróxido de sódio, cloreto. Teor cloro ativo variando de 2 a 2,50, cor levemente amareloesverdeada. Aplicação: alvejante

Leia mais

CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E QUALIDADE DO PRODUTO

CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E QUALIDADE DO PRODUTO ATO CONVOCATÓRIO 012/2012 Compra de Materiais de Consumo/Alimentação MODALIDADE: CONCORRÊNCIA CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E QUALIDADE DO PRODUTO DATA LIMITE PARA ENTREGA DE ORÇAMENTO: 21/06/2012

Leia mais

Manual de Procedimentos Norma n.º 5 - Esterilização Procedimento n.º 1 Pré Lavagem dos Dispositivos Médicos Contaminados

Manual de Procedimentos Norma n.º 5 - Esterilização Procedimento n.º 1 Pré Lavagem dos Dispositivos Médicos Contaminados 2014 1.Enquadramento: A limpeza dos dispositivos médicos contaminados (DMC) é, de acordo com a Norma n.º 2 Descontaminação de Dispositivos Médicos e Equipamentos 1, o processo que inclui a lavagem, o enxaguamento

Leia mais

O profissional de saúde deve fazer desse procedimento um HÁBITO

O profissional de saúde deve fazer desse procedimento um HÁBITO ANEXO 1 BIOSSEGURANÇA - PROCEDIMENTOS E CONDUTAS Este anexo tem como referência o manual de 2002 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O SERVIÇO DE LIMPEZA E HIGIENE DAS UNIDADES DE SAÚDE (revisado pelo Núcleo Municipal

Leia mais

D99. JohnsonDiversey. Suma D9.9. Detergente em pó desengordurante para limpeza geral.

D99. JohnsonDiversey. Suma D9.9. Detergente em pó desengordurante para limpeza geral. JohnsonDiversey Suma D9.9 D99 Detergente em pó desengordurante para limpeza geral. Alto poder de remoção de sujidades pesadas Remove sujidades pesadas de qualquer origem, devido ao adequado balanceamento

Leia mais

Biossegurança em Biotérios

Biossegurança em Biotérios Biossegurança em Biotérios Prof. André Silva Carissimi Faculdade de Veterinária UFGS Biossegurança é... o conjunto de ações a voltadas para a prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às

Leia mais

LINHA P600 Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva

LINHA P600 Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva LINHA P600 Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva Prefácio O sistema de revestimento argamassado cimentício de alta resistência, da LINHA P600, foi desenvolvido com a mais alta tecnologia,

Leia mais

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS

PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS . PINTURA DE PISOS INDUSTRIAIS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DICAS PARA UMA PINTURA EFICIENTE DE PISO Sempre que desejamos fazer uma pintura de piso, Industrial ou não, devemos ter em mente quais são os objetivos

Leia mais

PROJETO INOVAR OTIMIZAÇÃO DE RECURSO PARA LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES

PROJETO INOVAR OTIMIZAÇÃO DE RECURSO PARA LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES PROJETO INOVAR OTIMIZAÇÃO DE RECURSO PARA LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES Belo Horizonte Setembro, 2013 PROJETO INOVAR OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS PARA LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES Relatório técnico-científico

Leia mais

DETERGENTE HARMONIEX Página: 1/5. 2. Composição e informações sobre os ingredientes

DETERGENTE HARMONIEX Página: 1/5. 2. Composição e informações sobre os ingredientes 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: DETERGENTE HARMONIEX Nome da empresa: Cleusa Marques Malheiros EPP Endereço: Rua Papa Pio XII- Bairro:Industrial II Telefone: 19-33041002 Fax:

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS DE INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA FÁBRICAS DE CONSERVAS DE OVOS

NORMAS TÉCNICAS DE INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA FÁBRICAS DE CONSERVAS DE OVOS SECRETARIA DA AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO ANIMAL COORDENADORIA DE INSPEÇÃO SANITÁRIA DOS PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL - C I S P O A - NORMAS TÉCNICAS

Leia mais

Limpeza e Sustentabilidade. Osmar Viviani Consultor Técnico 1

Limpeza e Sustentabilidade. Osmar Viviani Consultor Técnico 1 Limpeza e Sustentabilidade Osmar Viviani Consultor Técnico 1 ANTIGAMENTE > conceito primário de aproveitamento Trapos (sobras), sabão caseiro, balde, vassoura, rodo, escovão... Era só o que se usava na

Leia mais

Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul Sistema Cofen/Conselhos Regionais - Autarquia Federal criada pela Lei Nº 5.

Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul Sistema Cofen/Conselhos Regionais - Autarquia Federal criada pela Lei Nº 5. COTAÇÃO DE PREÇO PROCESSO Nº. 349/15 NOME DA EMPRESA: DATA: 1. OBJETO Aquisição de materiais de limpeza e higiene para atender as necessidades do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul conforme

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÀSICAS DE HIGIENE PESSOAL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE

ORIENTAÇÕES BÀSICAS DE HIGIENE PESSOAL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE ÁREA 1 - HIGIENE E ANTISSEPSIA PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO Número: POP 001 ORIENTAÇÕES BÀSICAS DE HIGIENE PESSOAL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE EXECUTANTE: Todos os profissionais da equipe de saúde. ÁREA:

Leia mais

ANEXO IV LAUDO DE CONDIÇÕES SANITÁRIAS E DE HIGIENE

ANEXO IV LAUDO DE CONDIÇÕES SANITÁRIAS E DE HIGIENE ANEXO IV LAUDO DE CONDIÇÕES SANITÁRIAS E DE HIGIENE 119 LAUDO TÉCNICO PREVISTO NO DECRETO Nº 6.795 DE 16 DE MARÇO DE 2009 LAUDO DE CONDIÇÕES SANITÁRIAS E DE HIGIENE 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTÁDIO 1.1. Nome

Leia mais

KIT SUCTOR III 2 SUGADORES SEM FILTRO ACESSÓRIO BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS

KIT SUCTOR III 2 SUGADORES SEM FILTRO ACESSÓRIO BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS KIT SUCTOR III 2 SUGADORES SEM FILTRO ACESSÓRIO BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. TERMOS DE GARANTIA... 3 3. ESPECIFICAÇÕES GERAIS...

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS nº 07/2016 ANALISE DAS AMOSTRAS EM 30/05/2016 NA SALA DE REUNIÃO DA DIVISÃO DE COMPRAS E LICITAÇÃO

PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS nº 07/2016 ANALISE DAS AMOSTRAS EM 30/05/2016 NA SALA DE REUNIÃO DA DIVISÃO DE COMPRAS E LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS nº 07/2016 ANALISE DAS AMOSTRAS EM 30/05/2016 NA SALA DE REUNIÃO DA DIVISÃO DE COMPRAS E LICITAÇÃO ANÁLISE DA 2ª COLOCADA - LOTE 01 EMPRESA MANGILI & SILVA - APROVADO

Leia mais

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov.

Diante da atual situação de desabastecimento de água na cidade. Orientações à população para uso da Água. prefeitura.sp.gov. Prefeitura do Município de São Paulo Secretaria Municipal da Saúde Coordenação de Vigilância em Saúde - COVISA 08 de abril de 05 Orientações à população para uso da Água Diante da atual situação de desabastecimento

Leia mais

Áreas semicríticas: Áreas não críticas: Áreas críticas: CENTRAL DE MATERIAL LIMPEZA, DESINFECÇÃO e ESTERILIZAÇÃO

Áreas semicríticas: Áreas não críticas: Áreas críticas: CENTRAL DE MATERIAL LIMPEZA, DESINFECÇÃO e ESTERILIZAÇÃO CENTRAL DE MATERIAL LIMPEZA, DESINFECÇÃO e ESTERILIZAÇÃO COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - COVISA GERÊNCIA DO CENTRO DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS - CCD NÚCLEO MUNICIPAL DE CONTROLE DE INFECÇÃO

Leia mais

LOTE II. TERMO DE REFERÊNCIA Descrição Geral dos Serviços de Limpeza e Conservação

LOTE II. TERMO DE REFERÊNCIA Descrição Geral dos Serviços de Limpeza e Conservação 1. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS Os serviços de limpeza e conservação deverão ser realizados, conforme as seguintes especificações: ÁREAS INTERNAS 1.1. DIARIAMENTE, uma vez quando não explicitado. 1.1.1. Remover,

Leia mais

ROTEIRO PARA SALÕES DE BELEZAS, INSTITUTO DE BELEZA, ESTETICA, BARBEARIAS E SIMILARES.

ROTEIRO PARA SALÕES DE BELEZAS, INSTITUTO DE BELEZA, ESTETICA, BARBEARIAS E SIMILARES. SUPERINTEDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERENCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR COORDERNAÇÃO DE FISCALIZAÇÃO DE AMBIENTES E SAÚDE DO TRABALHADOR Av. Anhanguera, nº 5.195 Setor Coimbra

Leia mais

DESENGORDURANTE INDUSTRIAL GSF-200 Manual Técnico

DESENGORDURANTE INDUSTRIAL GSF-200 Manual Técnico Greensun Ind. e Com. de Prod. de Limp. Ltda. CNPJ: 39.708.888/0001-57 - Ins. Est: 85.419.269 Rua da Fonte 1028, Nova Cidade - Rio das Ostras - Rio de Janeiro / Brasil Telefax: (22) 2760-0518 - Químico

Leia mais

BIOSSEGURANÇA E NORMAS DE CONDUTA EM LABORATÓRIO

BIOSSEGURANÇA E NORMAS DE CONDUTA EM LABORATÓRIO BIOSSEGURANÇA E NORMAS DE CONDUTA EM LABORATÓRIO BIOSSEGURANÇA LABORATORIAL Atitude Bom Senso Comportamento Conhecimento 1 Cuidados necessários recomendados aos membros do setor e estudantes Conhecer a

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS POLYSELL

PERGUNTAS E RESPOSTAS POLYSELL PERGUNTAS E RESPOSTAS POLYSELL PRODUTOS 1) Quais as diferenças entre os produtos AVT 450 e AVT 500? Quando devo usar um ou outro? O AVT 500 é um produto que associa uma amônia quaternária e glutaraldeído,

Leia mais

Linha Higiene Natural Solução Limpeza HD20 (cód. 0031) Ficha Técnica

Linha Higiene Natural Solução Limpeza HD20 (cód. 0031) Ficha Técnica Solução Limpeza HD20 (cód. 0031) Descrição: produto natural para limpeza pesada, concentrado e de fácil aplicação. Remove manchas incrustadas como marcas de pneu, graxas, óleos, gorduras e sujeiras em

Leia mais

Limpando a Caixa D'água

Limpando a Caixa D'água Limpando a Caixa D'água É muito importante que se faça a limpeza no mínimo 2 (duas) vezes ao ano. Caixas mal fechadas/tampadas permitem a entrada de pequenos animais e insetos que propiciam sua contaminação.

Leia mais

POP 02 (Higienização de Ambientes e Superfícies ) RESTAURANTE...

POP 02 (Higienização de Ambientes e Superfícies ) RESTAURANTE... Página 1 POP 02 (Higienização de Ambientes e Superfícies ) RESTAURANTE... Modelo sugerido por Márcia M M Paranaguá, CRN 0434/5, em conformidade com as leis da ANVISA Página 2 1. OBJETIVOS - Estabelecer

Leia mais

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MECÂNICA BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MECÂNICA BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ilustra BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Normativa nº 51 18/09/2002. Regulamentos Técnicos de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, do Leite tipo B, do Leite tipo C, do Leite Pasteurizado e do

Leia mais

Procedimentos Operacionais NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR

Procedimentos Operacionais NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Versão: 1 Pg: 1/9 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Mônica Regina Viera Coordenadora 05/09/2009 DE ACORDO Ivo Fernandes Sobreiro Gerente da Qualidade 08/09/2009 APROVADO POR Dr. Renato de Lacerda

Leia mais

A segurança de se sentir bem.

A segurança de se sentir bem. Catálogo de Cores Wetroom A segurança de se sentir bem. Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Eclipse Aquasafe (cor 036), Aquarelle Wall HFS (cor 025) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO MANUAL DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES PARA O SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO

HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO MANUAL DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES PARA O SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO MANUAL DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIES PARA O SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO 2015 Autores Martiela Ribeiro Torres Enfermeira. Controle de Infecção Hospitalar - HNSC

Leia mais

02/13 972-09-05 782259 REV.0. Fritadeira Inox 2,5L. Manual de Instruções SOMENTE SOMENTE PARA USO PARA DOMÉSTICO

02/13 972-09-05 782259 REV.0. Fritadeira Inox 2,5L. Manual de Instruções SOMENTE SOMENTE PARA USO PARA DOMÉSTICO 02/13 972-09-05 782259 REV.0 Fritadeira Inox 2,5L SOMENTE SOMENTE PARA USO PARA DOMÉSTICO USO DOMÉSTICO Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha da Fritadeira a óleo Britânia. Para garantir

Leia mais

HIGIENIZAÇÃO, LIMPEZA E PARAMENTAÇÃO

HIGIENIZAÇÃO, LIMPEZA E PARAMENTAÇÃO Bem Vindos! HIGIENIZAÇÃO, LIMPEZA E PARAMENTAÇÃO Quem sou? Farmacêutica Bioquímica e Homeopata. Especialista em Análises Clínicas, Micologia, Microbiologia e Homeopatia. 14 anos no varejo farmacêutico

Leia mais

SEGURANÇA E TÉCNICA DE LABORATÓRIO AULA 01: ORGANIZANDO O LABORATÓRIO TÓPICO 03: ORGANIZAÇÃO LABORATORIAL O laboratório, seja de uma indústria, de um centro de pesquisa ou de uma instituição de ensino

Leia mais

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar 16/04/2002 atualizada em 30/05/2003 Rotina D5. Manual de Limpeza

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar 16/04/2002 atualizada em 30/05/2003 Rotina D5. Manual de Limpeza Comissão de Controle de Infecção Hospitalar 16/04/2002 atualizada em 30/05/2003 Rotina D5 Manual de Limpeza 1. INTRODUÇÃO 2. NOÇÔES BÀSICAS DE HIGIENE E DEFINIÇÕES DE NECESSIDADES 3. DEFINIÇÕES E CONCEITOS

Leia mais

Faculdade de Odontologia da Universidade. Comissão de Biossegurança

Faculdade de Odontologia da Universidade. Comissão de Biossegurança 1 Faculdade de Odontologia da Universidade Comissão de Biossegurança Manual de Biossegurança Odontológica Elaboração do Manual: Prof. Dr. Jayro Guimarães Jr. Prof. Dr. Carlos Alberto Adde Em maio de 2006

Leia mais

LIMPEZA. Maria da Conceição Muniz Ribeiro. Mestre em Enfermagem (UERJ)

LIMPEZA. Maria da Conceição Muniz Ribeiro. Mestre em Enfermagem (UERJ) LIMPEZA Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem (UERJ) A limpeza é um dos elementos eficaz nas medidas de controle para romper a cadeia epidemiológica das infecções. Ela constitui um fator

Leia mais

RESOLUÇÃO SESA nº 204/2009

RESOLUÇÃO SESA nº 204/2009 RESOLUÇÃO SESA nº 204/2009 Dispõe sobre as condições para instalação e funcionamento dos Estabelecimentos de Podologia. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ, no uso de suas atribuições conferidas

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Agência Nacional de Vigilância Sanitária ANEXO IV ORIENTAÇÕES PARA PROCEDIMENTOS DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE NAVIOS COM VIAJANTE(S) SUSPEITO(S) DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS A BORDO Este documento a seguir estabelece as diretrizes gerais para a limpeza

Leia mais

Especificação dos materiais e produtos de limpeza

Especificação dos materiais e produtos de limpeza Item Especificação dos materiais e produtos de limpeza Apres. Qtd/ mensal 03 06 07 ÁGUA SANITÁRIA, uso doméstico, a base de hipoclorito de sódio. Embalagem plástica de litro, com dados de identificação

Leia mais

ROTEIRO DE INSPEÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS DE FONOAUDIOLOGIA

ROTEIRO DE INSPEÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS DE FONOAUDIOLOGIA ROTEIRO DE INSPEÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS DE FONOAUDIOLOGIA 1 CONDIÇÕES DE ESTRUTURA FÍSICA R 1.1 Sala de recepção/espera (área aprox. 1.20m² por pessoa) em condições para que os pacientes aguardem sentados

Leia mais

Leasing Químico O uso de nanotecnologia em processos sustentáveis. Brazway S.T.E. Ltda - Av. Padre Cacique, 230 302 Bloco A, Porto Alegre - RS

Leasing Químico O uso de nanotecnologia em processos sustentáveis. Brazway S.T.E. Ltda - Av. Padre Cacique, 230 302 Bloco A, Porto Alegre - RS n a n o t e c n o l o g i a s u s t e n t a b i l i d a d e m e i o a m b i e n t e O uso de nanotecnologia em processos sustentáveis Brazway S.T.E. Ltda - Av. Padre Cacique, 230 302 Bloco A, Porto Alegre

Leia mais

O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde

O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde A Portaria MS nº 2616/98 define a Infecção Hospitalar (IH) como sendo aquela adquirida após a admissão do paciente e que se manifesta durante

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES DATA: 10/11/2013. HORÁRIO: das 08 às 12 horas LEIA AS INSTRUÇÕES E AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA ABRIR O CADERNO DE QUESTÕES

CADERNO DE QUESTÕES DATA: 10/11/2013. HORÁRIO: das 08 às 12 horas LEIA AS INSTRUÇÕES E AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA ABRIR O CADERNO DE QUESTÕES Realização: PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAÍBA SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTE, TRÂNSITO E ARTICULAÇÃO COM AS FORÇAS DE SEGURANÇA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO PÚBLICO EDITAL 02/2013 CARGO: ZELADOR DATA:

Leia mais

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA (PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA)

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA (PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA (PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) Ao Excelentíssimo Senhor, Prefeito Municipal de Três de Maio Apresentamos abaixo nossa proposta para aquisição de materiais de limpeza para uso nas

Leia mais

VEDBEM PRESSÃO é uma argamassa polimérica acrílica de alta performance, totalmente flexível, resistente à trincas, movimentações e grandes pressões.

VEDBEM PRESSÃO é uma argamassa polimérica acrílica de alta performance, totalmente flexível, resistente à trincas, movimentações e grandes pressões. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO VEDBEM PRESSÃO é uma argamassa polimérica acrílica de alta performance, totalmente flexível, resistente à trincas, movimentações e grandes pressões. VEDBEM PRESSÃO

Leia mais

FRITADEIRA MEGA FRY INOX

FRITADEIRA MEGA FRY INOX 02/13 973-09-05 782264 REV.0 FRITADEIRA MEGA FRY INOX SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO MANUAL DE INSTRUÇÕES INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha da Fritadeira Philco. Para garantir o melhor desempenho de seu produto,

Leia mais

Prevenção e Controlo da Infeção na Higienização de Roupas, Espaços, Materiais e Equipamentos

Prevenção e Controlo da Infeção na Higienização de Roupas, Espaços, Materiais e Equipamentos Prevenção e Controlo da Infeção na Higienização de Roupas, Espaços, Materiais e Equipamentos UFCD: 6563 Manualis Manuais de Formação Online 0 Manualis Manuais de Formação Online geral.manualis@gmail.com

Leia mais

RALO LINEAR Localização no Website TIGRE: Obra Predial Esgoto Ralo Linear

RALO LINEAR Localização no Website TIGRE: Obra Predial Esgoto Ralo Linear RALO LINEAR Localização no Website TIGRE: Obra Predial Esgoto Ralo Linear Função: Captação de água servida com temperatura ambiente em instalações prediais. Aplicação: Instalações prediais, comerciais

Leia mais

Data de Vigência: Página 1 de 8. 1- Objetivo: Prevenir doenças e livrar o ambiente de pragas, insetos e roedores.

Data de Vigência: Página 1 de 8. 1- Objetivo: Prevenir doenças e livrar o ambiente de pragas, insetos e roedores. Data de Vigência: Página 1 de 8 1- Objetivo: Prevenir doenças e livrar o ambiente de pragas, insetos e roedores. 2- Aplicação: 3- Procedimentos: Este procedimento aplica-se a cozinha e refeitório. 3.1-

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO

MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO O presente Memorial Técnico de Reforma e Ampliação tem por finalidade descrever os materiais, procedimentos/métodos a serem empregados nas retiradas e na reforma, indicar

Leia mais

LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO GERAL

LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO GERAL R LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO GERAL R DIAGNÓSTICO SOLUÇÕES Produtos Serviços Equipamentos PÓS VENDA Assistência Técnica Novas Soluções MODELO DE GESTÃO BECKPLATER PLUS - Poderoso detergente e desengordurante

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

Orientação Técnica: Cuidado com o Material

Orientação Técnica: Cuidado com o Material Orientação Técnica: Cuidado com o Material 1 EM RELAÇÃO AO AÇO INOXIDÁVEL 1.1 Os produtos marca RICHTER são fabricados com aços inoxidáveis que seguem a norma NBR ISO 7153-1. Esta norma brasileira foi

Leia mais

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí.

CORES Além das cores de catálogo pode-se obter outros tons misturando as cores entre sí. TINTA ACRÍLICA PREMIUM MACTRA é uma tinta acrílica fosca com excelente desempenho. Sua FÓRMULA EVOLUTION oferece ótima cobertura, secagem rápida, fácil aplicação e baixo odor, proporcionando uma pintura

Leia mais

Higienização de Abatedouros e Frigoríficos de Aves. Centro de Treinamento ELFEN

Higienização de Abatedouros e Frigoríficos de Aves. Centro de Treinamento ELFEN Higienização de Abatedouros e Frigoríficos de Aves Centro de Treinamento ELFEN ÍNDICE 1) SEGURANÇA 2) PRODUTOS PARA O PROCESSO DE HIGIENIZAÇÃO EM ABATEDOUROS 3) EQUIPAMENTOS 4) 5) DEMAIS PRODUTOS PARA

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO FISPQ FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO FISPQ Produto Elaboração 20 JAN 2003 Última revisão 26 MAR 2009 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto : Nome da Empresa : Summer

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência-Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde Unidade de Tecnologia da Organização de Serviços de Saúde

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência-Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde Unidade de Tecnologia da Organização de Serviços de Saúde I ESTRUTURA SIM NÃO NA Área física de acordo com a RDC n 50/02 Localização em área de circulação restrita AREA ADMINISTRATIVA Área exclusiva para a recepção de pacientes Barreira física entre circulação

Leia mais

ESTRUTURA FÍSICA DA ÁREA DE PRODUÇÃO DE UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO (UAN) LOCALIZADA EM FORTALEZA-CE

ESTRUTURA FÍSICA DA ÁREA DE PRODUÇÃO DE UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO (UAN) LOCALIZADA EM FORTALEZA-CE 1 ESTRUTURA FÍSICA DA ÁREA DE PRODUÇÃO DE UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO (UAN) LOCALIZADA EM FORTALEZA-CE RESUMO Karla Braga Lobo Liberato 1 Maria Consuelo Landim 2 Eveline de Alencar Costa 3 A

Leia mais