ACIDENTE DE TRABALHO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACIDENTE DE TRABALHO"

Transcrição

1 1 - DEFINIÇÃO Acidente de trabalho Qualquer prejuízo à saúde ou integridade física do trabalhador ocorrida no trabalho ou em decorrência do trabalho Acidente Típico Acidente que ocorre numa ação de trabalho, no local de trabalho e no horário de trabalho e ainda o acidente que ocorre quando o funcionário está a serviço da PMC, mesmo fora do expediente normal de trabalho Acidente de Trajeto Acidente que ocorre no caminho habitual do seu deslocamento para o trabalho e também no seu deslocamento no horário de seu almoço Doença Ocupacional Qualquer comprometimento de capacidade funcional ou doença que o trabalhador adquira em função do trabalho; havendo para este tipo de acidente a necessidade de análise médica para constatação do nexo causal Nexo Causal É a confirmação, através de investigação médica da relação entre a situação de trabalho e a afecção apresentada. 2. REQUISITOS BÁSICOS Estar em exercício efetivo no cargo ocupado e ter sofrido danos: a - Em consequência das atribuições do cargo exercido; b - Em decorrência de agressão sofrida e não provocada, no exercício do cargo; c - No percurso da residência para o trabalho e vice-versa. 3 - PROCEDIMENTOS Acidente Típico e de Trajeto A comunicação do acidente de trabalho deverá ser feita de imediato à chefia do acidentado A chefia imediata por sua vez, deverá registrar o acidente de trabalho com a emissão da Comunicação Interna de Acidente de Trabalho - CIAT em 4(quatro) vias para servidores estatutário. Nota: Em se tratando servidor sob regime da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT. a Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT em 6(seis) vias deverá ser emitido no local do atendimento (Posto de Saúde/Hospital Municipal Mario Gatti) O encaminhamento dos documentos para a efetivação dos procedimentos referente ao acidente poderá ser efetuado pelo próprio servidor acidentado ou na sua impossibilidade por pessoa responsável determinada pelo servidor em até 72 (setenta e duas) horas ou 3(três) dias úteis do acidente; 1de 20

2 3.2 - Procedimentos para CIAT quando do Encaminhamento do Processo pelo Próprio Servidor Acidentado O servidor acidentado deverá comparecer ao médico assistente p/ consulta e preenchimento do quadro II da CIAT. Nota: 1 - Quando do preenchimento do Quadro II - Atestado Médico da CIAT, pelo médico que atendeu o acidentado, poderá ou não haver emissão de atestado médico para afastamento do servidor por este mesmo médico; 2 - Caso da emissão do atestado médico, deverá ser entregue pelo servidor à Área de Enfermagem/DPSS De posse da CIAT e Relatório Médico (4 vias) quando houver deverá comparecer a Área de Enfermagem/DPSS. Nota: - Em se tratando de acidente de trajeto deverá ser encaminhada junto à documentação, descrição completa (croqui) do trajeto habitual do servidor de sua residência ao local de trabalho e/ou vice versa e o Boletim de Ocorrência - BO, quando houver Análise da Documentação e Encaminhamento do Servidor Acidentado pela Área de Enfermagem do Setor de /CSSST De posse da documentação e na presença do servidor acidentado deverá verificar o preenchimento e tomar providências para sua correção quando necessário Quando houver necessidade de acertos da documentação, deverá emitir carta de exigência com as irregularidades a serem corrigidas, devolver toda documentação e dar prazo de 3(três) dias úteis para os acertos e retorno do servidor à Área de Enfermagem Com a documentação correta e na presença do servidor acidentado, deverá realizar triagem, dos exames já realizados, orientar quanto aos procedimentos sobre o acidente e encaminhar servidor ao Setor de Segurança do Trabalho/DPSS para análise e registro do acidente Procedimentos no Setor de Segurança do Trabalho/CSSST De posse da documentação deverá: a - Entrevistar servidor a respeito do acidente; b - Emitir relatório sobre o acidente; Nota: Para conclusão do relatório poderá haver investigação sobre o acidente. c - Encaminhar servidor com a documentação à Área de Enfermagem para agendamento consulta c/ médico do Setor de e arquivar cópia da CIAT e relatório. Nota: Em se tratando de acidente de trajeto anexar aos documentos croqui do local do acidente, BO quando existir e relatório do acidente. 2de 20

3 Procedimentos Médico no Setor de /CSSST O médico de saúde ocupacional, de posse da documentação e na presença do servidor deverá verificar se há nexo causal no que está sendo aventado. Nota: 1 - Caso o médico não consiga definir se é acidente de trabalho, deverá ser realizada investigação em conjunto com Setor de Segurança do Trabalho/CSSST para que possa assessorá-lo na definição do nexo causal. 2 - Quando ficar constatado que não há Nexo Causal o processo será considerado como Licença para Tratamento de Saúde do Servidor - LTS e tratado em Norma específica Em havendo nexo causal o médico deverá preencher campo específico na CIAT (Quadro III - CSSST) e encaminhar servidor com a documentação para a Coordenadoria Setorial de Perícia Médica por intermédio da Área de Enfermagem/DPSS; Procedimentos na Coordenadoria Setorial de Perícia Médica/DPSS De posse da documentação, submete servidor a perícia médica, confirma afastamento e encaminha servidor a Área de Enfermagem/DPSS para providências Distribuição das Vias da CIAT e Encaminhamentos após Tramite no Setor de Saúde Ocupacional/DPSS e Coordenadoria Setorial de Perícia Médica/DPSS pela Área de Enfermagem/DPSS Distribuir a documentação, arquivar e atualizar Sistema de Gestão de Pessoal, considerando: a - Em se tratando de afastamento até 15(quinze) dias com retorno imediato ao trabalho no término do afastamento deverá encaminhar documentos: 1ª via - Prontuário Médico do Servidor no DPSS; 2ª via - Setor de Segurança do Trabalho/CSSST para investigação das causas do acidente e, posteriormente esta via deverá ser encaminhada ao Sindicato da categoria pelo DPSS; 4ª via - servidor; 3ª via - Vigilância Sanitária do Estado. b - Em se tratando de afastamento superior a 15(quinze) dias deverá: - Distribuir documentação referente aos primeiros 15(quinze) dias conforme item desta norma; - Agendar Perícia Médica Previdenciária no DPSS conforme acordo com o Instituto de Previdência Social do Município de Campinas - CAMPREV. Nota: 1 - Os afastamentos independentes do número de dias concedidos poderão gerar: - Processo de Aposentadoria por Invalidez sendo que para este caso, deverá ser efetuado agendamento junto a Coordenadoria Setorial de Perícia Médica/Perícia Previdenciária, que é tratado em Norma específica; 3de 20

4 - Processo de Readaptação Funcional sendo que para este caso, deverá ser efetuado agendamento junto ao Setor de para análise da possibilidade ou não de readaptação funcional, que é tratado em Norma específica. 2 - Quando da atualização do Sistema de Gestão de Pessoal, as informações referente ao Servidor em Estágio Probatório são atualizadas para que o Setor de Avaliação de Desempenho possa realizar o acompanhamento da situação funcional do servidor Procedimentos na Área de Perícia Previdenciária para Acidente de Trabalho com Afastamento Superior a 15 (quinze) dias Na data agendada servidor comparece e é submetido a Pericia Médica Por conta da Perícia Médica fica estabelecido: a - Não é concedido novo afastamento, servidor é encaminhado para a Área de Enfermagem/ DPSS para os procedimentos de retorno ao trabalho; b - É concedido novo período de afastamento com alta ao término do período, servidor é encaminhado para a Área de Enfermagem/DPSS par os procedimentos necessários; c - É concedido novo período de afastamento sem alta ao término do período, servidor é encaminhado para a Área de Enfermagem/DPSS par os procedimentos necessários; Procedimentos na Área de Enfermagem/DPSS para Acidente de Trabalho com Procedência da Área de Perícia Previdenciária: a - Não concessão de novo afastamento e imediato retorno ao trabalho do servidor distribui documentos, a saber: 1ª via - Prontuário Médico do Servidor no DPSS; 2ª via - Setor de Segurança do Trabalho/CSSST para investigação das causas do acidente e, posteriormente esta via deverá ser encaminhada ao Sindicato da categoria pelo DPSS; 4ª via - servidor; 3ª via - Vigilância Sanitária do Estado. b - Concessão de novo afastamento inferior a 30 (trinta) dias com retorno ao trabalho imediatamente ao término do afastamento do servidor, distribuir documentos, a saber: 1ª via - Prontuário Médico do Servidor no DPSS; 2ª via - Setor de Segurança do Trabalho/CSSST para investigação das causas do acidente e, posteriormente esta via deverá ser encaminhada ao Sindicato da categoria pelo DPSS; 4ª via - servidor; 3ª via - Vigilância Sanitária do Estado. Nota: Para este caso não haverá Exame de Retorno ao Trabalho 4de 20

5 c - Concessão de novo afastamento superior a 30 (trinta) dias com retorno ao trabalho imediatamente ao término do afastamento do servido deverá: - Agendar Exame de Retorno ao Trabalho para o fim do período de afastamento; - Distribuir documentos, a saber: 1ª via - Prontuário Médico do Servidor no DPSS; 2ª via - Setor de Segurança do Trabalho/CSSST para investigação das causas do acidente e, posteriormente esta via deverá ser encaminhada ao Sindicato da categoria pelo DPSS; 4ª via - servidor; 3ª via - Vigilância Sanitária do Estado. d - Concessão de novo afastamento superior a 30 (trinta) dias sem retorno ao trabalho do servidor ao término do afastamento deverá: - Agendar retorno à Perícia Médica para o fim do período de afastamento; Nota: Para esta nova Perícia Médica considerar os procedimentos constantes do item desta Norma e seus desdobramentos. - Distribuir documentos, a saber: 1ª via - Prontuário Médico do Servidor no DPSS; 2ª via - Setor de Segurança do Trabalho/CSSST para investigação das causas do acidente e, posteriormente esta via deverá ser encaminhada ao Sindicato da categoria pelo DPSS; 4ª via - servidor; 3ª via - Vigilância Sanitária do Estado Procedimentos para CIAT quando do Encaminhamento do Processo por Responsável Indicado pelo Servidor Acidentado O responsável indicado pelo Servidor Acidentado de posse da CIAT deverá comparecer na Área de Enfermagem/DPSS Análise da Documentação e Encaminhamento pela Área de Enfermagem do Setor de /CSSST De posse da CIAT deverá: a- Proceder a abertura do processo sobre acidente de trabalho; b- Esclarecer os procedimentos e orientar responsável que poderá haver visita hospitalar para constatação do acidente; c - Entrega CIAT ao responsável e esclarecer ainda que o servidor deverá retornar ao término do afastamento com toda a documentação na Área de Enfermagem Reúne com médico de saúde ocupacional sobre a necessidade de visita hospitalar. 5de 20

6 Em havendo visita hospitalar deverá tomar providências para visita do médico de saúde ocupacional ao servidor; Nota: 1 - A visita poderá ocorrer na residência do acidentado em caso de sua impossibilidade de vinda ao Setor de /CSSST; 2 - Quando necessário a visita será acompanhada de técnicos do Setor de Segurança do Trabalho/CSSST; 3 - Com a visita hospitalar/domiciliar pelo médico de saúde ocupacional deverá ser gerado relatório e anexado ao processo sobre o acidente de trabalho Os procedimentos a partir do comparecimento do servidor acidentado na data agendada serão os mesmos constantes do item até o item desta Norma Procedimentos de Encaminhamento CAT para Acidente de Trabalho de Servidor em Regime CLT O servidor acidentado deverá comparecer a um Posto de Saúde ou ao Hospital Municipal Mario Gatti para consulta e preenchimento da CAT Em seu atendimento o médico deverá: - preencher a CAT 6(seis) vias; - conceder ou não a licença médica Caso não conceda a licença médica deverá distribuir a CAT conforme norma do INSS e encaminhar servidor para a Área de Enfermagem/DPSS munido de uma via da CAT Caso conceda a licença médica, distribui CAT conforme norma do INSS emite atestado médico com os dias de afastamento, anexa a uma via da CAT e entrega ao servidor que é orientado a comparecer à Área de Enfermagem/DPSS Procedimentos da Área de Enfermagem/DPSS Independente da concessão de licença médica ou não a Área de Enfermagem/DPSS deverá: - registrar o acidente de trabalho para controle; - encaminhar servidor munido da documentação ao Setor de Segurança do Trabalho e controle e o posterior retorno para a Área de Enfermagem/DPSS; Com o retorno do servidor munido da documentação do Setor de Segurança do Trabalho/DPSS deverá encaminhá-lo ao Setor de /DPSS Procedimentos no Setor de /DPSS O médico em saúde ocupacional de posse da documentação realiza o exame clinico para a constatação do acidente de trabalho. 6de 20

7 Caso da constatação de que não é acidente de trabalho e não é passível de afastamento deverá: - atualizar prontuário médico; - devolver CAT e atestado médico quando houver ao servidor e determina seu imediato retorno ao trabalho Caso da constatação de que é acidente de trabalho e é passível de afastamento deverá encaminhar servidor munido da documentação para a Coordenadoria Setorial de Pericia Médica/DPSS. Nota: Quando da constatação de acidente de trabalho sem afastamento, proceder conforme item desta Norma Procedimentos na Coordenadoria Setorial de Perícia Médica/DPSS O médico perito realiza a perícia médica onde poderá: Não gera afastamento - faz anotações no prontuário médico do servidor; - devolve CAT e atestado médico quando houver ao servidor e determina seu imediato retorno ao trabalho; Gera afastamento - devolve CAT e atestado médico quando houver ao servidor; - dá inicio ao processo de Licença para Tratamento de Saúde - LTS Doença Ocupacional O processo para constatação de doença ocupacional se inicia em função de um pedido de verificação do: - próprio servidor - sindicato da categoria - médico particular - médico de saúde ocupacional - chefia imediata - outros Para constatação de doença ocupacional, o servidor deverá solicitar a Área de Enfermagem/DPSS esclarecimento para o preenchimento da CIAT e a necessidade de outros documentos. Nota: - Para servidor sob regime da CLT deverá ser aberto CAT e ser encaminhada ao INSS capeada pelo formulário Encaminhamento à Perícia do INSS emitido em 2(duas) vias Solicita a chefia imediata e ao médico assistente o preenchimento da CIAT De posse da CIAT já preenchida e de outros documentos para constatação da doença ocupacional comparece à Área de Enfermagem/DPSS. 7de 20

8 Procedimentos na Área de Enfermagem/DPSS para Doença Ocupacional Na presença do servidor, confere documentação e caso tenha necessidade de correções emite carta de exigência, devolve documentos para acertos e marca seu retorno Estando a documentação correta servidor vai até o Setor de Segurança do Trabalho para registro da ocorrência e retorna para agendamento de consulta com médico de saúde ocupacional Procedimentos Médico no Setor de /CSSST para Doença Ocupacional O médico de saúde ocupacional de posse da CIAT e relatório médico, quando houver, emitido pelo médico assistente, deverá realizar exames clínicos para constatação do Nexo Causal O médico deverá ainda quando dos exames clínicos comunicar ao servidor que para a constatação do Nexo Causal, todo o processo será analisado considerando: - Vistoria ao local de trabalho quando necessário em conjunto com o Setor de Segurança do Trabalho; - Levantamento das LTS para analise do seu conteúdo; - Exames complementares quando necessários; Após análise de todo o processo o médico deverá emitir diagnóstico que poderá ser: Não é doença ocupacional - CIAT é preenchida com a negativa de Acidente de Trabalho; - Entrega via CIAT ao servidor com orientação de retorna ao trabalho; - Encaminha demais vias da CIAT e outros documentos para distribuição e arquivo: - 1 via para o Setor de Segurança de Trabalho; - 1 via CIAT para o Centro de Referencia do Trabalhador-CRST; - 1 via CIAT e outros documentos no Prontuário Médico do Servidor Nota: - Caso o servidor não concorde com o resultado poderá entrar com recurso interno ou externo que será analisado pelo Setor de /CSSST; É doença ocupacional: - Complementa CIAT como Acidente de Trabalho; - LTS relacionada ao Nexo Causal deverão ser revertidas para Acidente de Trabalho; - Servidor recebe via da CIAT com orientação de retorno ao trabalho; 8de 20

9 - Encaminha demais vias da CIAT e outros documentos para a Área de Enfermagem para atualização do Sistema de Gestão de Pessoal/Freqüência considerando as LTS relacionadas ao Nexo Causal como Acidente de Trabalho, distribuição e arquivo: - 1 via para o Setor de Segurança de Trabalho; - 1 via CIAT para o Centro de Referencia do Trabalhador-CRST; - 1 via CIAT e outros documentos no Prontuário Médico do Servidor Recursos Em qualquer situação por conta de afastamento negado, o servidor acidentado poderá entrar com recurso O recurso deverá ser endereçado à Junta Médica Oficial da PMC via Protocolo Geral A Junta Médica Oficial PMC de posse do recurso efetua análise e emite parecer Recurso com parecer negado: a - Os procedimentos já estabelecidos são mantidos; b - As faltas caso existam, são mantidas como injustificadas; c - Parecer deve ser publicado no Diário Oficial do Município - DOM; d - Protocolo é encaminhado para ciência do servidor e posterior envio para arquivo geral da PMC Recurso com parecer favorável: a - Estabelece período de afastamento e outras condutas médicas se necessário; b - Manda publicar no DOM; c - Encaminha processo para a Área de Enfermagem/DPSS A Área de Enfermagem de posse do recurso com parecer favorável procede: a - Período de afastamento de até 15(quinze) dias: - colher a ciência do servidor; - atualizar Sistema de Gestão de Pessoal/Freqüência transforma as faltas injustificadas em justificadas - arquivar recurso no prontuário médico do servidor. b - Período de afastamento superior de 15(quinze) dias: - colher a ciência do servidor; - atualizar Sistema de Gestão de Pessoal/Freqüência transforma as faltas injustificadas em justificadas - arquivar recurso no prontuário médico do servidor; - em se tratando de período de afastamento superior a 30(trinta) dias deverá ser agendado Exame de Retorno ao Trabalho. 9de 20

10 Para os recursos acatados, além dos procedimentos aqui estabelecidos devem ser observados os demais procedimentos estabelecidos nesta Norma 4 - FUNDAMENTOS LEGAIS Legislação Federal Decreto Lei n.º 5.452, de 1º de Maio de 1943 Consolidação das Leis do Trabalho - CLT em seu título II, capítulo V seção XIII Lei Nº 6.514, de 22 de Dezembro de 1977 Altera o Capítulo V do Titulo II da Consolidação das Leis do Trabalho, relativo a segurança e medicina do trabalho e dá outras providências Portaria Nº 3.214, de 08/06/1978 Aprova as Normas Regulamentadoras - NR - do Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do Trabalho, relativas à Segurança e Medicina do Trabalho Legislação Municipal Lei nº 1.399, de 08 de Novembro de Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de Campinas (artigos 111 e 174); Lei nº 2.812, de 17 de Janeiro de Concede assistência e demais benefícios aos servidores Municipais acidentados em serviço; Lei nº 8.219, de 23 de Dezembro de Dá continuidade à consolidação das normas pertinentes ao regime jurídico dos servidores públicos municipal; Decreto nº 2.627, de 18 de Agosto de Regulamenta a Lei nº de 17 de Janeiro de 1963, que concede assistência e demais Benefícios aos Servidores Municipais Acidentados em Serviço; Ordem de Serviço nº 04, de 23 de Agosto de SMRH - Dispõe sobre os Procedimentos dos Profissionais da Saúde do Servidor. 10de 20

11 5 - ESPECIFICAÇÃO DE FORMULÁRIOS Comunicação Interna de Acidente de Trabalho - CIAT (FO457) 11de 20

12 Finalidade Documento de preenchimento obrigatório na ocorrência de acidente de trabalho ocorrido com servidor(a) estatutário(a) Disponibilização/Número de Vias O formulário está disponível via internet no site da PMC (www.campinas.sp.gov.br), dentro da Secretaria Municipal de Administração e deverá ser emitido em 4 (quatro) vias Local/Período de Arquivamento 1ª via - no prontuário médico do servidor no DPSS, definitivamente; 2ª via - entregue ao servidor; 3ª via - entregue a Vigilância Sanitária; 4ª via - arquivo do Setor de Segurança do Trabalho/CSSST, definitivamente Instruções de Preenchimento Campo 1 - Emitente: Informar o dígito correspondente ao responsável pelo preenchimento do quadro I da CIAT; Campo 2 - Tipo de CIAT: Informar o dígito a que se refere o tipo de CIAT; Obs: Os acidentes com morte imediata deverão ser comunicados na CIAT Tipo Inicial. Quadro I - Emitente (campos a serem preenchidos pelo emitente) Local de Trabalho (informações sobre local de trabalho do servidor acidentado) Campo 3 - Secretaria: Secretaria a qual pertence o servidor acidentado; Campo 4 - D.R.O : Informar a Coordenadoria Setorial Descentralizadas de RH, nos casos em isto seja aplicável; Campo 5 - Departamento: Departamento ao qual pertence o servidor acidentado; Campo 6 - Telefone: Número do telefone do local de trabalho do servidor acidentado; Campo 7 - Unidade: Nome da unidade de trabalho, quando for o caso, e o Centro de Custo do servidor acidentado; Campo 8 - Endereço: Endereço completo do servidor acidentado; Campo 9 - Data de Admissão: Data de admissão na PMC do servidor acidentado; Acidentado (informações sobre o servidor acidentado) Campo 10 - Nome: Nome completo; Campo 11 - Matrícula: Número da matrícula, incluindo o dígito de verificação; Campo 12 - Data de nascimento: Data de nascimento; 12de 20

13 Campo 13 - Sexo: Preencher com o dígito do sexo correspondente; Campo 14 - Estado Civil: Preencher com o dígito correspondente ao estado civil; Campo 15 - CTPS: Preencher respectivamente com o número da carteira profissional e previdência social, a série, data de emissão e unidade federativa em que foi emitida (mesmo sendo servidor efetivo mas possua a CTPS); Campo 16 a 18 - Informar endereço de residência do servidor acidentado (rua, número, bairro, CEP, município, UF, telefone); Campo 19 - Função: Descrever a função do servidor acidentado Campo 20 - Cargo: Nome do cargo do servidor acidentado Campo 21 - Remuneração Mensal: Valor da remuneração mensal do servidor acidentado Campo 22 - Horário de Trabalho: Preencher com o horário de trabalho; Campo 23 - Horário de Almoço: Preencher com o horário de almoço; Campo 24 - Tempo de Trabalho na Instituição: Informar o tempo de trabalho na PMC; Campo 25 - Tempo que Exerce a Função: Informar o tempo continuo em que o servidor acidentado exerce esta função, incluindo o período externo a PMC, desde que tenha sido continuo; Campo 26 - Vínculo Empregatício: Marcar com "x" o vínculo empregatício com a PMC; Campo 27 - Fez Treinamento para Desempenhar a Função: Informar os treinamentos específicos para o desempenho da função; Campo 28 - Já Sofreu Acidente?: Marcar com "x" o campo correspondente, em caso positivo informar a quantidade de acidentes sofridos e a data do último acidente; Acidente ou doença (informações sobre o acidente que motivou o preenchimento deste documento) Campo 29 - Data do Acidente: Data em que ocorreu o acidente em questão; Campo 30 - Hora do Acidente: Hora em que ocorreu o acidente; Campo 31 - Após Quantas Horas de Trabalho: Informar quantas horas após início do trabalho se deu o acidente; Campo 32 - Houve Afastamento; Marcar o dígito correspondente se houve ou não afastamento; Campo 33 - Último Dia Trabalhado: Indicar o ultimo dia trabalhado pelo servidor(a) acidentado; Campo 34 - Local do Acidente: Informar o local onde ocorreu o acidente (em ambiente da PMC, em via pública, outros); 13de 20

14 Campo 35 - Especificação do Local do Acidente: Informar de maneira clara e precisa o local onde ocorreu o acidente (pátio, rampa de acesso, posto de trabalho, ônibus, da rua, etc); Campo 36 - Parte(s) do Corpo Atingida(s): Informar a parte do corpo diretamente atingida pelo agente causador, seja externa ou internamente, inclusive se direito ou esquerdo no caso de região bilateral; Obs: Para doenças ou equiparadas informar o órgão ou sistema lesado. Campo 37 - Agente Causador: Preencher com o agente diretamente relacionado ao acidente, podendo ser máquina, equipamento ou ferramenta, produtos químicos, agentes físicos ou biológicos, ou uma situação específica como queda, choque elétrico ou atropelamento; Campo 38 - Descrição da Situação Geradora do Acidente ou Doença: Informar a situação ou atividade de trabalho que estava sendo desenvolvida pelo acidentado e por outros diretamente relacionados ao acidente; Tratando-se de acidente de trajeto especificar o deslocamento e informar se foi ou não interrompido por motivos alheios ao trabalho; No caso de doença descrever a atividade de trabalho, o ambiente ou as condições em que o trabalho era realizado; Obs: Evitar consignar o diagnóstico da doença ou lesão. Campo 39 - Houve Registro Policial?: Preencher com o número correspondente. Se houve registro policial fazer anexar à CIAT uma copia do mesmo; Campo 40 - Houve Morte?: O campo deverá constar SIM sempre que tenha havido morte em tempo anterior a emissão da CIAT, independente da mesma ter ocorrido no local do acidente ou após o mesmo; Quando a morte do servidor ocorrer após a emissão da CIAT - inicial deverá ser preenchida nova CIAT para a comunicação do óbito decorrente de acidente ou doença do trabalho e a este nova CIAT ser anexado o Atestado de Óbito; Em seqüência informar se o servidor acidentado estava ou não realizando a função para o qual foi contratado; Testemunhas Campos 41 a 44: Preencher com os dados das pessoas que tenham testemunhado o acidente (Nome, endereço completo, telefone) Local e Data: Local e data da emissão da CIAT; Assinatura e Carimbo do Emitente: Identificação e carimbo do emitente; Obs: Caso da emissão ser pelo próprio servidor acidentado ou por seus dependentes, fica dispensado o carimbo, devendo, entretanto ser consignado o nome legível do emitente junto à assinatura; Quadro II - Atestado Médico (campos a serem preenchidos pelo médico que primeiro assistiu o acidentado) Obs: 1 - Em caso de morte o preenchimento é dispensável, devendo ser apresentado atestado de óbito e, quando houver, laudo da necropsia. 14de 20

15 Atendimento Campo 45 - Unidade de Atendimento Médico: Nome da Unidade de Saúde onde o acidentado foi atendido; Campo 46 - Data: Data (dia, mês, ano) atendimento do acidentado; Campo 47 - Hora: Hora do atendimento do acidentado; Campo 48 - Houve Internação: Preencher com o número correspondente a conduta tomada; Campo 49 - Duração Provável do Tratamento: Informar a duração provável do tratamento para restabelecimento do acidentado; Campo 50 - Deverá o Acidentado Afastar-se do Trabalho Durante o Tratamento?: Informar se haverá afastamento do acidentado do trabalho durante o período de tratamento; Lesão Campo 51 - Descrição e Natureza da Lesão: Relato claro e sucinto, informando a natureza, tipo da lesão e/ou quadro clínico, citando a parte do corpo atingida, sistemas e/ou aparelhos; Diagnóstico Campo 53 - Diagnóstico Provável: Descrever objetivamente o diagnóstico e seu CID 10; Campo 54 - Observações: Citar qualquer tipo de informação médica adicional, como condições patológicas pré - existentes, com causas, se há compatibilidade entre o estágio evolutivo das lesões e a data do acidente declarada, se há recomendação especial para permanência no trabalho (se houver, justificar), etc; Campo 55 - Gravidade da Lesão: Marcar com "x" a gravidade da lesão; Local e Data: Local e data (dia, mês, ano) do atendimento; Assinatura e Carimbo do Médico com CRM: Identificação e assinatura do médico que fez o atendimento do acidentado; Quadro II - CSSST (campos a serem preenchidos exclusivamente pela CSSST) Data da Notificação, Sem Epidemiológica no., Data da investigação, Acidente Caracterizada como A T?: Informar a data (dia, mês, ano) da notificação, a semana epidemiológica, data (dia, mês, ano) da investigação, e se houve ou não caracterização do evento com o acidente do trabalho; Campo 56 - Tipo: Indicar a tipicidade do acidente; Setor de /Data, Setor de Segurança do Trabalho/Data: Assinatura, data (dia, mês, ano) e carimbo do responsável de cada setor. 15de 20

16 5.2 - Encaminhamento à Perícia Médica do INSS (FO227) 16de 20

17 5.3 - Comunicação de Acidente do Trabalho - CAT (Folha ) 17de 20

18 5.3 - Comunicação de Acidente do trabalho - CAT (Folha 02) 18de 20

19 5.3 - Comunicação de Acidente do trabalho - CAT (Folha 03) 19de 20

20 Finalidade Documento de preenchimento obrigatório na ocorrência de acidente de trabalho com servidor sob regime da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT Disponibilização/Número de Vias O formulário está disponível via internet na página do Ministério da Previdência Social (www.previdenciasocial.gov.br) ícone do Empregador Local/Período de Arquivamento 1ª via - entregue ao servidor; 2ª. a 6ª via - entregue ao INSS anexa ao atestado médico quando houver e da 1ª via do Encaminhamento à Perícia do INSS Instruções de Preenchimento Instrução de preenchimento disponível junto com o formulário via internet no site do Ministério da Previdência Social (www.previdenciasocial.gov.br) ícone do Empregador (Instruções de preenchimento) 20de 20

Visando propiciar melhor entendimento das normas que regem as operações em Intercâmbio, é indispensável a leitura dos seguintes conceitos básicos:

Visando propiciar melhor entendimento das normas que regem as operações em Intercâmbio, é indispensável a leitura dos seguintes conceitos básicos: 1. COMUNICAÇÃO DO ACIDENTE DO TRABALHO (CAT) 1.1. RESPONSABILIDADES DA EMPRESA/ EMPREGADO Visando propiciar melhor entendimento das normas que regem as operações em Intercâmbio, é indispensável a leitura

Leia mais

EXAME PRÉ-ADMISSIONAL

EXAME PRÉ-ADMISSIONAL 1 - DEFINIÇÃO É o estabelecimento da capacidade plena do indivíduo ao desempenho de sua função. 2 - REQUISITOS BÁSICOS Candidato aprovado em Concurso Público ou Processo Seletivo para Temporários que tenha

Leia mais

CAT COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO

CAT COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO Nome: CAT COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO Data da ocorrência: / / Tipo de CAT: ( ) Inicial ( ) Reabertura ( ) Comunicação de óbito Tipo: ( ) Típico ( ) Doença ( ) Trajeto I - IDENTIFICAÇÃO DO SERVIDOR

Leia mais

DECRETO Nº 2.108/2009

DECRETO Nº 2.108/2009 DECRETO Nº 2.108/2009 Súmula: Estabelece Procedimentos e critérios para os atestados médicos dos Servidores Públicos Municipais. O Prefeito Municipal de Colombo, no uso de suas atribuições que lhe são

Leia mais

NP-NORMAS E PROCEDIMENTOS EM SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL

NP-NORMAS E PROCEDIMENTOS EM SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL Página 1 de 7 1. OBJETIVO 1.1. Estabelecer procedimentos técnico-administrativos para Registro, Análise e Investigação de Acidente do Trabalho envolvendo os servidores públicos e empregados fundacionais

Leia mais

O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho?

O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho? O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho? O DTMST é responsável pela realização dos exames médicos admissional, demissional e periódico, emissão dos abonos de atestados médicos

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO Cód.: LAS Nº: 78 Versão: 5 Data: 08/09/2014 DEFINIÇÃO Licença concedida, com a remuneração integral, em decorrência de acidente em serviço ocorrido no exercício do cargo,

Leia mais

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE 1 - DEFINIÇÃO Adicional salarial a que fazem jus os servidores que trabalham em contato permanente sob condições de risco acentuado em determinadas atividades ou operações classificadas como perigosas

Leia mais

Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br. Resolução nº 485 do MPS

Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br. Resolução nº 485 do MPS Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br Resolução nº 485 do MPS MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DOU de 09/07/2015 (nº 129, Seção 1, pág. 52) RESOLUÇÃO

Leia mais

CAT. Perguntas e Respostas sobre a. Telefones úteis:

CAT. Perguntas e Respostas sobre a. Telefones úteis: Telefones úteis: Perguntas e Respostas sobre a CAT SUBDELEGACIA DO TRABALHO: (19) 3433-9563 INSS: 0800-780191 / 135 MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO: (19) 3796-9600 DELEGACIA SECCIONAL: (19) 3434-4133 SERVIÇO

Leia mais

Orientações sobre conduta em caso de acidente em serviço ou do trabalho

Orientações sobre conduta em caso de acidente em serviço ou do trabalho UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PROGEPE PRO REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS CASQ COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA DPVS DIVISÃO DE PROMOÇÃO E VIGILÂNCIA DA SAÚDE STSO SEÇÃO DE SEGURANÇA

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires DECRETO Nº 5.672, DE 02 DE ABRIL 2015 Dispõe sobre as inspeções de saúde física e mental no Poder Executivo Municipal. AIRTON LUIZ ARTUS, PREFEITO MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES, no uso de suas atribuições

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA 1 CONCEITO Ao servidor efetivo que, por motivo de doença do cônjuge, parente (pais, irmãos, avós, filhos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 11, de 21 de maio de 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 11, de 21 de maio de 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 11, de 21 de maio de 2012. INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE CARAGUATATUBA CARAGUAPREV Regulamenta as atribuições do Serviço de Saúde Ocupacional da Divisão de Medicina e

Leia mais

d) condições ergonômicas não ensejam aposentadoria especial e) o trabalho penoso é aceito para enquadramento para aposentadoria especial.

d) condições ergonômicas não ensejam aposentadoria especial e) o trabalho penoso é aceito para enquadramento para aposentadoria especial. QUESTÕES DE PROVA BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS 1. Considerando a análise do direito ao auxílio doença, analise as situações abaixo e assinale S (sim) ou N (não) quanto a essa concessão. A seguir, assinale

Leia mais

SIASS SISTEMA INTEGRADO DE ATENÇÃO A SÁUDE DO SERVIDOR LEGISLAÇÃO REFERENTE A LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE JUNHO 2015

SIASS SISTEMA INTEGRADO DE ATENÇÃO A SÁUDE DO SERVIDOR LEGISLAÇÃO REFERENTE A LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE JUNHO 2015 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE SIASS 0261 SISTEMA INTEGRADO DE ATENÇÃO A SÁUDE DO SERVIDOR LEGISLAÇÃO REFERENTE A LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE JUNHO 2015 PROGEP

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

PROCEDIMENTO OPERACIONAL Coordenadoria de Recursos Humanos (CRH) Secretaria Estadual da Saúde PROCEDIMENTO OPERACIONAL Número: 3.3 Revisão: 0 Página: 1/8 Vigência: Indeterminada Titulo: Implantação e adequação do Serviço Especializado

Leia mais

CAT-Comunicado de acidente do trabalho

CAT-Comunicado de acidente do trabalho Aspectos atuais sobre Acidentes do trabalho. Responsabilidade jurídica: trabalhista, civil e criminal Prevenção de Acidentes do Trabalho: aumentando a eficiência da empresa e a saúde do trabalhador como

Leia mais

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Data 1 BIM Boletim de Inspeção Médica Nome JOÃO DA SILVA Matrícula 10/012.345-6 Diretoria SMSDC Faltando ao serviço? SIM Cargo Agente de Administração Divisão S/SUBPAV,

Leia mais

COORDENAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS SUPERVISÃO DE SAÚDE OCUPACIONAL

COORDENAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS SUPERVISÃO DE SAÚDE OCUPACIONAL COORDENAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS SUPERVISÃO DE SAÚDE OCUPACIONAL NORMA INTERNA NA OCORRÊNCIA DE ACIDENTE DE TRABALHO 2012 1 SUMÁRIO I Apresentação 03 II Objetivo 03 III Informações gerais 04 IV- Preenchimento

Leia mais

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATANTE: (Nome da Contratante), com sede em (...), na Rua (...), nº.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual e,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual e, DECRETO N.º 2297 R, DE 15 DE JULHO DE 2009. (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 16/07/2009) Dispõe sobre procedimentos para concessão de licenças médicas para os servidores públicos

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 6 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 7 CONCLUSÃO DE CURSO 7 RELATÓRIO TÉCNICO 8 AVALIAÇÃO DE

Leia mais

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE PREFEITURA DE BELO HORIZONTE Gerência de Saúde e Segurança do Trabalho GSST À Gerência de Saúde do Servidor e Perícia Médica compete supervisionar e subsidiar a formulação e proposição de diretrizes, normas

Leia mais

ATO DA PRESIDÊNCIA N 20/15

ATO DA PRESIDÊNCIA N 20/15 0,1lCIPAL OF...- ATO DA PRESIDÊNCIA N 20/15 Municipal de Limeira, estado de São Paulo; NILTON CESAR DOS SANTOS, Presidente da Câmara USANDO das atribuições que lhe são conferidas por Lei, CONSIDERANDO

Leia mais

16/04/2014. Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho:

16/04/2014. Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho: Dispositivos legais que disciplinam a atuação dos profissionais e médicos do trabalho em conformidade com os princípios éticos. 1) OIT - Serviços

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PORTARIA Nº 173, DE 5 DE MARÇO DE 2015. Revogada pela Portaria PGR/MPF nº 239, de 31 de março de 2015. Regulamenta a avaliação pericial administrativa

Leia mais

INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM

INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE A GERENTE GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS, no uso de suas atribuições deliberadas pela Portaria SE Nº 1495, de 01/03/2011, resolve tornar pública esta

Leia mais

DECRETO Nº 093/2014 DE 18 DE MARÇO DE 2014.

DECRETO Nº 093/2014 DE 18 DE MARÇO DE 2014. DECRETO Nº 093/2014 DE 18 DE MARÇO DE 2014. Regulamenta a forma de apresentação e prazo de atestados médicos para afastamento dos serviços pelos servidores. O PREFEITO MUNICIPAL DE CACHOEIRA ALTA, Estado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES DECRETO Nº 6.106/2013 REGULAMENTA AS LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE, DE QUE TRATAM OS ARTS. 80, I; 82 A 100, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.132, DE 02 DE JULHO DE 1990 (ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 3 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 5 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 6 CONCLUSÃO DE CURSO 6 RELATÓRIO TÉCNICO 7 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Portal de Sinistros Abertura de Aviso de Sinistro

Portal de Sinistros Abertura de Aviso de Sinistro Portal de Sinistros Abertura de Aviso de Sinistro Aviso de Sinistro 1 O acesso será feito dentro do Portal da Tokio Marine (www.tokiomarine.com.br): 1) Clique em Autoatendimento para abrir opções Aviso

Leia mais

CAIXA DE APOSENTADORIA E PENSÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SARANDI PRESERV

CAIXA DE APOSENTADORIA E PENSÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SARANDI PRESERV CAIXA DE APOSENTADORIA E PENSÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SARANDI PRESERV PREGÃO PRESENCIAL Nº 004/2014 - PRESERV OBJETO: Contratação de empresa especializada na prestação de serviços na área de medicina

Leia mais

INSS ALTERA MAIS UMA VEZ AS CONDIÇÕES PARA A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL IMPONDO NOVOS ÔNUS PARA AS EMPRESAS

INSS ALTERA MAIS UMA VEZ AS CONDIÇÕES PARA A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL IMPONDO NOVOS ÔNUS PARA AS EMPRESAS INSS ALTERA MAIS UMA VEZ AS CONDIÇÕES PARA A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL IMPONDO NOVOS ÔNUS PARA AS EMPRESAS Jaques Sherique - Engenheiro de Segurança do Trabalho, Presidente da ABPA-SP 2º Vice-Presidente

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais;

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais; Publicado no Diário da Justiça nº057/2007, de 27.3.2007, p. A-3 a A-4 INSTRUÇÃO N. 005/2007-PR Revoga a Instrução 016/96-PR Revogada pela Instrução n. 003/2012-PR Dispõe sobre os procedimentos e rotinas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 007/2016

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 007/2016 Quinta feira, 3 de Março de 2016 Ano:XXII Edição N.: 4999 Poder Executivo Secretaria Municipal de Saúde Hospital Municipal Odilon Behrens PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 007/2016 O Hospital Municipal

Leia mais

Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG

Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG Quando a família participa

Leia mais

Portaria nº. 275/2012 de 20 de Julho de 2012.

Portaria nº. 275/2012 de 20 de Julho de 2012. Portaria nº. 275/2012 de 20 de Julho de 2012. Dispõe sobre procedimentos a serem adotados com relação aos atestados para os Servidores Público Municipais. O Secretário de Administração e Recursos Humanos

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO

ACIDENTE DE TRABALHO ACIDENTE DE TRABALHO Definição: Acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, de caráter temporário ou permanente.

Leia mais

Norma de Procedimento

Norma de Procedimento PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA Código Secretaria Municipal de Administração Assessoria de Planejamento Organizacional Assunto CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO/RENOVAÇÃO/RESCISÃO DE TERMO DE COMPROMISSO 1. Finalidade:

Leia mais

RECOMENDAÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE JULHO DE 2012.

RECOMENDAÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE JULHO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Osório RECOMENDAÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE JULHO

Leia mais

Regimento Interno da Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT

Regimento Interno da Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT Título I Da Comissão Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º - A Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT, instituída pelo Decreto nº 9.321, de 1 de março de 2011, integrante

Leia mais

CARTILHA PPP VERSÃO 1 (30-06-2003) O quê é?

CARTILHA PPP VERSÃO 1 (30-06-2003) O quê é? CARTILHA PPP VERSÃO 1 (30-06-2003) O quê é? Documento histórico-laboral do trabalhador que reúne informações administrativas, ambientais e biológicas, durante todo o período em que prestou serviço para

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPE N. 0146/2007 Regulamenta procedimentos acadêmicos e administrativos para os Cursos de Graduação da Universidade Estadual de Londrina. RESOLUÇÃO CEPE Nº XXX/2011 Regulamenta procedimentos

Leia mais

Orientações sobre Benefícios do INSS

Orientações sobre Benefícios do INSS Orientações sobre Benefícios do INSS A PREFEITURA DE GUARULHOS MANTÉM UM CONVÊNIO COM O INSS AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DE GUARULHOS PARA REQUERIMENTO DOS SEGUINTES BENEFÍCIOS: AUXÍLIO DOENÇA PREVIDENCIÁRIO,

Leia mais

2. Direitos do contratado

2. Direitos do contratado b) consulta do PAEC: dados pessoais; c) consulta PAPC: 11.2.1; d) termo de ciência e de notificação (mesma data que o contrato); e) contrato preenchido em 3 (três) vias; f) ofício de encaminhamento carimbado

Leia mais

Universidade de São Paulo. Departamento de Recursos Humanos da CODAGE. Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho

Universidade de São Paulo. Departamento de Recursos Humanos da CODAGE. Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho Universidade de São Paulo Departamento de Recursos Humanos da CODAGE Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO P.P.P. PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 090/14

DELIBERAÇÃO Nº 090/14 DELIBERAÇÃO Nº 090/14 EMENTA: DISPÕE SOBRE A REGULARIZAÇÃO E DEMAIS PROCEDIMENTOS DE PESSOA JURIDICA JUNTO AO CRF/MT. O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Mato Grosso - CRF/ MT, no uso de suas

Leia mais

GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR

GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE CURSO SUPERIOR EM BACHAREL EM SITEMAS DE INFORMAÇÃO 1 Faculdade de Tecnologia de São Vicente Av. Presidente Wilson, 1013 Centro

Leia mais

Os procedimentos a seguir estão baseados na nova configuração legal (alteração do art. da Lei nº

Os procedimentos a seguir estão baseados na nova configuração legal (alteração do art. da Lei nº FLUXOGRAMA DE PROCEDIMENTO PARA ENTREGA DE ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL Vigência a partir de 02/Jan/2012 Os procedimentos a seguir estão baseados na nova configuração legal (alteração do art. da Lei nº

Leia mais

MANUAL DO SUPERVISOR DE ESTAGIÁRIO

MANUAL DO SUPERVISOR DE ESTAGIÁRIO MANUAL DO SUPERVISOR DE ESTAGIÁRIO Rua Dr. Alberto Ferreira, 179 - Centro - 13480-074 - Limeira/SP - (19) 3404.9634 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO:... 4 2. PERGUNTAS E RESPOSTAS:... 4 1. O que é estágio?... 4

Leia mais

PROGEPE Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas

PROGEPE Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas PROGEPE Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Prezado Servidor: A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas, através da Equipe de Segurança do Trabalho da UNIFAL-MG, elaborou este manual com o objetivo de esclarecer

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL Anexo IX MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA TOMADAS DE CONTAS ESPECIAIS QUE NÃO TRATEM DE RECURSOS REPASSADOS POR CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº 999/20XX

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 08/2014

PROCESSO SELETIVO Nº 08/2014 Página 1 de 6 PROCESSO SELETIVO Nº 08/2014 O Serviço Social do Comércio Sesc Administração Nacional, Instituição de Direito Privado, torna público que, nos termos das Resoluções Sesc nº 1163 de 2008 e

Leia mais

NOVO PRISMA AGRO FLORESTAL

NOVO PRISMA AGRO FLORESTAL NOVO PRISMA AGRO FLORESTAL PROCEDIMENTO INTERNO PARA INGRESSO DE COLABORADORES DAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS FLORESTAIS HISTÓRICO DAS REVISÕES: REVISÃO DESCRIÇÃO 01 Criação do procedimento 11/2007

Leia mais

Coordenação Geral: Eliane Bastos Martins. Realização: José Hamilton Maldonado

Coordenação Geral: Eliane Bastos Martins. Realização: José Hamilton Maldonado 1 COORDENADORIA GERAL DO SUBSISTEMA DE RECURSOS HUMANOS COORDENADORIA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Coordenação Geral: Eliane Bastos Martins Realização: José Hamilton Maldonado Colaboração: Alexandre

Leia mais

EDITAL- Faculdade SATC n 035/2011 de 07.06.2011 APROVADOS NO PROCESSO SELETIVO 2011/2 (VESTIBULAR) PRIMEIRA CHAMADA

EDITAL- Faculdade SATC n 035/2011 de 07.06.2011 APROVADOS NO PROCESSO SELETIVO 2011/2 (VESTIBULAR) PRIMEIRA CHAMADA A Direção da Faculdade SATC, mantida pela Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina - SATC, credenciada pela Portaria Ministerial n. 3.556 de 26/11/2003, publicada no D.O.U., em

Leia mais

Espaço do Coordenador

Espaço do Coordenador Espaço do Coordenador Guia de utilização Versão 2.5 PARTE 6: Pedidos de pessoal 2 SUMÁRIO 8.4 PEDIDOS DE PESSOAL... 6 8.4.1 CLT... 7 8.4.2 ESTAGIÁRIO... 17 8.4.3 AUTÔNOMO... 26 8.4.4 VALE ALIMENTAÇÃO/REFEIÇÃO...

Leia mais

Faz os seguintes questionamentos:

Faz os seguintes questionamentos: PARECER CFM nº 9/16 INTERESSADO: 1ª Vara da Fazenda da Comarca de Joinville/SC ASSUNTO: Dúvidas quanto à necessidade de especialidade médica para realização de exame pericial e determinação de capacidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 23/2014

PROCESSO SELETIVO Nº 23/2014 Página 1 de 8 PROCESSO SELETIVO Nº 23/2014 O Serviço Social do Comércio Sesc Administração Nacional, Instituição de Direito Privado, torna público que, nos termos das Resoluções Sesc nº 1163 de 2008 e

Leia mais

CONTROLE PATRIMONIAL ÍNDICE

CONTROLE PATRIMONIAL ÍNDICE ÍNDICE 00 FOLHA 01 05/98 ASSUNTO FOLHA GENERALIDADES 01 01/02 NORMAS GERAIS 02 01/01 SOLICITAÇÃO DE BENS MÓVEIS 03 01/01 CADASTRAMENTO E TOMBAMENTO DE BENS MÓVEIS 04 01/02 CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO DE BENS

Leia mais

AVISO DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE - CÔNJUGE

AVISO DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE - CÔNJUGE Pág. 1 /7 AVISO DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE - CÔNJUGE A liquidação do sinistro começa com o AVISO DO SINISTRO à Seguradora. No caso de Evento (s) que possa (m) acarretar em responsabilidade

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO TIPICO OU TRAJETO/CIAT (SERVIDOR ESTATUTÁRIO)

ACIDENTE DE TRABALHO TIPICO OU TRAJETO/CIAT (SERVIDOR ESTATUTÁRIO) Local do Acidente Chefia Imediata Servidor Médico Assistente Início 1 Emite Comunicação Interna de Acidente de Trabalho CIAT (prazo de 03 dias) CIAT(4 vias) Ocorre um acidente De posse da CIAT até médico

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Pampa Pró-Reitoria de Gestão de Pessoal FOLHA PONTO

Ministério da Educação Universidade Federal do Pampa Pró-Reitoria de Gestão de Pessoal FOLHA PONTO FOLHA PONTO Abrangência: Técnicos Administrativos É de responsabilidade da Chefia imediata, o acompanhamento através da folha ponto da situação de Frequência do Servidor, sobre o que estabelece a presente

Leia mais

Rua Afonso Cavalcanti, nº. 455 Bloco I Sala 615 Cidade Nova RJ CEP: 20.211-901 Telefone: (0xx21) 2504-2952 / 2503-2025 FAX: (0xx21) 2293-9437 e-mail:

Rua Afonso Cavalcanti, nº. 455 Bloco I Sala 615 Cidade Nova RJ CEP: 20.211-901 Telefone: (0xx21) 2504-2952 / 2503-2025 FAX: (0xx21) 2293-9437 e-mail: SUBSECRETARIA DE GESTÃO COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS FLUXO OPERACIONAL DAS ROTINAS DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA DOS SERVIDORES DA SMSDC-RIO Chefia de Serviço

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL EDITAL N 12 BRA/14/011 Contratação de consultoria nacional especializada para produção de subsídios visando ao fortalecimento das ações de saúde

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TURVO/SC SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA.

PREFEITURA MUNICIPAL DE TURVO/SC SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA. PREFEITURA MUNICIPAL DE TURVO/SC SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO DE PESSOAL EM CARÁTER TEMPORÁRIO PARA AS SECRETARIAS MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA A FUNÇÃO- ATIVIDADE DE MÉDICO PARA O SERVIÇO DE GERIATRIA E CRÔNICOS - ABERTURA DE INSCRIÇÕES

CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA A FUNÇÃO- ATIVIDADE DE MÉDICO PARA O SERVIÇO DE GERIATRIA E CRÔNICOS - ABERTURA DE INSCRIÇÕES CENTRO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL 08/08 CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA A FUNÇÃO- ATIVIDADE DE MÉDICO PARA O SERVIÇO DE GERIATRIA E CRÔNICOS - ABERTURA DE INSCRIÇÕES O Centro de Recursos

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DO ESTUDANTE* Nº /

TERMO DE COMPROMISSO DO ESTUDANTE* Nº / MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO CML 1ª RM HOSPITAL CENTRAL DO EXERCITO (Hospital Real Militar e Ultramar - 1769) TERMO DE COMPROMISSO DO ESTUDANTE* Nº / CONCEDENTE RAZÃO SOCIAL: Hospital Central

Leia mais

Código subproduto: 3-217 SINDIFAST SP Condições Contratuais versão: 1-01.09.2014 ENDEREÇO: N : COMPLEMENTO: BAIRRO: CIDADE: ESTADO: CEP:

Código subproduto: 3-217 SINDIFAST SP Condições Contratuais versão: 1-01.09.2014 ENDEREÇO: N : COMPLEMENTO: BAIRRO: CIDADE: ESTADO: CEP: Código subproduto: 3-217 SINDIFAST SP Condições Contratuais versão: 1-01.09.2014 ORIGEM: Nº PROPOSTA: 39 PROPOSTA DE SEGURO EMPRESARIAL As condições securitárias que se referem esta Proposta de Seguro

Leia mais

Programa NOSSABOLSA. Manual. Procedimentos

Programa NOSSABOLSA. Manual. Procedimentos Programa NOSSABOLSA Manual de Procedimentos Instituições de Ensino Superior - IES - 1 1 - Adesão da Mantenedora ao Programa...4 1.1 - Informações preliminares...4 1.2 - Requerimento...4 1.2.1 - Para aderir

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED. Orientações Gerais: Ano Letivo 2016

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED. Orientações Gerais: Ano Letivo 2016 Orientações Gerais - Inscrições - Rematrículas - Matrículas Calendário Escolar/ 2015 Orientações Gerais: Ano Letivo 2016 Rematrículas Inscrições Matrículas Calendário Escolar Uruguaiana, outubro de 2015.

Leia mais

DECRETO Nº 29.290, DE 22 DE JULHO DE 2008 DODF de 23.07.2008

DECRETO Nº 29.290, DE 22 DE JULHO DE 2008 DODF de 23.07.2008 DECRETO Nº 29.290, DE 22 DE JULHO DE 2008 DODF de 23.07.2008 Dispõe sobre o afastamento para estudo, congressos, seminários ou reuniões similares de servidor e empregado da Administração Pública Distrital

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames

Sobre o Cancelamento de Gravames Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/RS Procedimentos para solicitação do desbloqueio de cancelamento de gravame. De acordo com a portaria 246 de 13 de Outubro

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE ATESTADOS MÉDICOS. Caxias do Sul, 23 de julho de 2015

CONSIDERAÇÕES SOBRE ATESTADOS MÉDICOS. Caxias do Sul, 23 de julho de 2015 CONSIDERAÇÕES SOBRE ATESTADOS MÉDICOS Caxias do Sul, 23 de julho de 2015 Conceito de Atestado Declaração escrita e assinada que uma pessoa devidamente qualificada faz sobre a verdade de um fato, e que

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014 A Agência de Desenvolvimento e Inovação Inova Sorocaba, Organização Social, sediada na Av. Itavuvu, 11.777 Parque Tecnológico, CEP 18.078-005, Sorocaba SP, torna público

Leia mais

MANUAL OPERATIVO DO PROGRAMA DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DA CEASA/PR

MANUAL OPERATIVO DO PROGRAMA DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DA CEASA/PR MANUAL OPERATIVO DO PROGRAMA DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DA CEASA/PR PDV 2013 O presente Manual apresenta as normas e os procedimentos que o candidato à rescisão contratual incentivada deve seguir para sua

Leia mais

GERÊNCIA GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS GERÊNCIA DE ATENÇÃO AO SERVIDOR VALE TRANSPORTE

GERÊNCIA GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS GERÊNCIA DE ATENÇÃO AO SERVIDOR VALE TRANSPORTE GERÊNCIA GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 Atualizado em Janeiro/2014 VALE TRANSPORTE A GERENTE GERAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Manual básico para novos servidores SEGURANÇA DO TRABALHO

Manual básico para novos servidores SEGURANÇA DO TRABALHO Manual básico para novos servidores SEGURANÇA DO TRABALHO Sorocaba Março de 2014 SEGURANÇA DO TRABALHO É a atividade desenvolvida por profissionais que compõem o SESMT (Serviço Especializado em Segurança

Leia mais

Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO

Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Protocolo de dispensação de insumos para pacientes com Diabetes Mellitus insulinodependentes

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho ATENDIMENTO IT. 14 16 1 / 23 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o atendimento realizado pelo Crea GO ao profissional, empresa e público em geral. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Lei n 5.194 24 de dezembro

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0561-2010-01 AUXILIAR DE ENFERMAGEM CONTRATO POR PRAZO DETERMINADO INICIALMENTE ATÉ 16.05

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0561-2010-01 AUXILIAR DE ENFERMAGEM CONTRATO POR PRAZO DETERMINADO INICIALMENTE ATÉ 16.05 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0561-2010-01 AUXILIAR DE ENFERMAGEM CONTRATO POR PRAZO DETERMINADO INICIALMENTE ATÉ 16.05.2011 DIVISÃO DE SAÚDE / PROGRAMA DIAGNÓSTICO DE SAÚDE E ESTILO DE VIDA CAT SÃO

Leia mais

MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO

MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO 6 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO AMBIENTAL INEAA MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO José Roberto Teixeira NOVEMBRO/2002 MEIO AMBIENTE, SAÚDE E

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 36 DO CONSELHO SUPERIOR, DE 20 DE JULHO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº. 36 DO CONSELHO SUPERIOR, DE 20 DE JULHO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº. 36 DO CONSELHO SUPERIOR, DE 20 DE JULHO DE 2015. O Presidente do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, no uso de suas atribuições

Leia mais

Portaria nº 255, de 03 de julho de 2007.

Portaria nº 255, de 03 de julho de 2007. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria nº 255, de 03 de julho de 2007.

Leia mais

Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica)

Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica) Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica) Faculdade de Tecnologia de São Vicente Av Presidente Wilson,

Leia mais

Carteira de Transporte Escolar Metropolitano. Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE. Região Metropolitana de Sorocaba

Carteira de Transporte Escolar Metropolitano. Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE. Região Metropolitana de Sorocaba MA-GRS-004 Versão: 01 Vigência: 2016 Página: 1 / 19 Carteira de Transporte Escolar Metropolitano 2016 Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE Região Metropolitana de Sorocaba MA-GRS-004

Leia mais

Convênio Petros / INSS - Passo a passo para Participantes e Beneficiários.

Convênio Petros / INSS - Passo a passo para Participantes e Beneficiários. Convênio Petros / INSS - Passo a passo para Participantes e Beneficiários. Prezado(a) Participante / Beneficiário(a), A Petros firmou um Convênio diretamente com o INSS, a fim de permitir aos empregados

Leia mais

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional...

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional... SUMÁRIO 1. Registro Profissional... 2 2. Isenção de Anuidade... 3 3. Transferência de Regional... 4 4. Cancelamento de Registro (Pessoa Física)... 5 5. Reativação de Registro Profissional... 6 6. Parcelamento

Leia mais

EDITAL Nº 09 DE 13 DE JANEIRO DE 2016 CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS E AGENDAMENTO DE EXAME MÉDICO ADMISSIONAL

EDITAL Nº 09 DE 13 DE JANEIRO DE 2016 CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS E AGENDAMENTO DE EXAME MÉDICO ADMISSIONAL EDITAL Nº 09 DE 13 DE JANEIRO DE 2016 CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS E AGENDAMENTO DE EXAME MÉDICO ADMISSIONAL O Secretário de Administração do Município do Ipojuca,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N.

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA SECRETARIA DE SAÚDE Avenida Atílio Pedro Pagani, 855, Bairro PassaVinte Parque Residencial Pagani Palhoça/SC CEP: 88132-149 FONE/FAX: (48) 3279-1900

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO E PRÁTICA PROFISSIONAL DA ÁREA DE NEGÓCIOS: CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

REGULAMENTO DE ESTÁGIO E PRÁTICA PROFISSIONAL DA ÁREA DE NEGÓCIOS: CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DE ESTÁGIO E PRÁTICA PROFISSIONAL DA ÁREA DE NEGÓCIOS: CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS São Paulo 2015 1- APRESENTAÇÃO Este manual tem por finalidade orientar os alunos dos Cursos

Leia mais

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio:

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio: Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica Corretor: Responsável: Tel. Contato: E-mail: Filial Resp.: Contato: Data de envio: Relação de documentos para regulação

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais

Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE

Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE I APRESENTAÇÃO Este manual tem o objetivo de esclarecer aspectos práticos da bolsa, tais como: a obtenção

Leia mais

1.2. O acompanhamento de Editais e comunicados referentes a este Processo Seletivo é de responsabilidade exclusiva do candidato.

1.2. O acompanhamento de Editais e comunicados referentes a este Processo Seletivo é de responsabilidade exclusiva do candidato. EDITAL Nº 11/2015, de 28 de abril de 2015 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS DE ENSINO PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO, DO PROFUNCIONÁRIO CURSOS A DISTÂNCIA

Leia mais