DISCURSO ABERTURA DO SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 10 DE JUNHO DE 2013, SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL;

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DISCURSO ABERTURA DO SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 10 DE JUNHO DE 2013, SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL;"

Transcrição

1 DISCURSO ABERTURA DO SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 10 DE JUNHO DE 2013, SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA; SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL; MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR. CLAUDIO XIMENES PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE RECURSO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO TIMOR-LESTE E PRESIDENTE DA OISC-CPLP; MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA; SENHORES PRESIDENTES E CHEFES DAS DELEGAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES SUPERIORES DE CONTROLO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, EXCELÊNCIAS; SENHORA MINISTRA DA JUSTIÇA E REFORMA DO ESTADO, EXCELÊNCIA; DIGNÍSSIMO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA; EXCELENTÍSSIMOS SENHORES REPRESENTANTES DOS PARTIDOS POLÍTICOS; EXCELENTÍSSIMOS SENHORES REPRESENTANTES DOS GRUPOS E DAS COMISSÕES PARLAMENTARES; MERITÍSSIMO JUÍZES CONSELHEIROS; SENHORES EMBAIXADORES E CHEFES DAS MISSÕES DIPLOMÁTICAS, CONSULARES E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS ACREDITADAS NA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE; EXCELENTÍSSIMOS SENHORES REPRESENTANTES DAS CONFISSÕES RELIGIOSAS; [1]

2 EXCELENTÍSSIMA SENHORA BASTONÁRIA DA ORDEM DOS ADVOGADOS; EXCELENTÍSSIMOS SENHORES MEMBROS DAS DELEGAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES SUPERIORES DE CONTROLO DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA E DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU; EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA DISTRITAL DE ÁGUA GRANDE; SENHORES MAGISTRADOS JUDICIAIS E DO MINISTÉRIO PÚBLICO; SENHOR CHEFE DE ESTADO-MAIOR DAS FORÇAS ARMADAS; SENHOR COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA NACIONAL; SENHOR INSPETOR GERAL DE FINANÇAS; SENHOR DIRETOR DOS SERVIÇOS DE MIGRAÇÃO E FRONTEIRA; SENHORES COMANDANTES DO EXÉRCITO E DA GUARDA COSTEIRA; SENHOR DIRETOR DA POLÍCIA DE INVESTIGAÇÃO CRIMINAL; SENHORAS E SENHORES CHEFES DOS SERVIÇOS, AUDITORES E DEMAIS FUNCIONÁRIOS DO TRIBUNAL DE CONTAS; DISTINTOS CONVIDADOS; MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES. PERMITAM-ME, ANTES DE MAIS, CUMPRIMENTAR E AGRADECER SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA E CHEFE DO ESTADO, DR. MANUEL PINTO DA COSTA, PRESENÇA QUE MUITO NOS HONRA AQUI REGISTAR E QUE AO ACEITAR PRESIDIR À ABERTURA DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP, EXPRESSA DE FORMA PÚBLICA O ELEVADO SIGNIFICADO E IMPORTÂNCIA QUE ATRIBUI A ESTE EVENTO E AO [2]

3 PAPEL RESERVADO AOS ÓRGÃOS DE CONTROLO EXTERNO AQUI REPRESENTADOS. GOSTARIA, IGUALMENTE COM VOSSA PERMISSÃO, EXCELÊNCIAS, DE CUMPRIMENTAR E AGRADECER AOS TITULARES E REPRESENTANTES DOS DEMAIS ÓRGÃOS DO ESTADO, AOS REPRESENTANTES DAS MISSÕES DIPLOMÁTICAS, AS ALTAS AUTORIDADES MILITARES E CIVIS, AOS REPRESENTANTES DAS ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS, QUE SE DIGNARAM ACEITAR AO NOSSO CONVITE PARA ASSISTIR A ESTE ATO. PERMITAM ME AINDA, EXCELÊNCIAS, UMA SAUDAÇÃO ESPECIAL E DESEJAR BOAS-VINDAS AOS PRESIDENTES, CHEFES DAS DELEGAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES SUPERIORES DE CONTROLO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA E DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU E SEUS DISTINTOS INTEGRANTES, QUE DEIXARAM SEUS PAÍSES, EM ALGUNS CASOS À LONGÍNQUAS MILHAS, PARA VIREM AQUI CONNOSCO DISCUTIR QUESTÕES DA ATUALIDADE DO CONTROLO EXTERNO DAS CONTAS PÚBLICAS. ESTOU CONVENCIDO, QUE A PRESENÇA DE VOSSAS EXCELÊNCIAS NESTE ACTO, REPRESENTA, ANTES DE MAIS, A CERTEZA DE UMA FIRME SOLIDARIEDADE, QUE CONSIDERO FUNDAMENTAL, AO BOM DESEMPENHO DO TRIBUNAL DE CONTAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE NO ÂMBITO DAS SUAS ATRIBUIÇÕES. ESTA DISPONIBILIDADE DE VOSSAS EXCELÊNCIAS É A EXPRESSÃO DA IMPORTÂNCIA CONFERIDA PELOS MEMBROS DA OISC-CPLP À PROBLEMÁTICA DA COOPERAÇÃO E DA PARTILHA DE EXPERIÊNCIA, CONSUBSTANCIADA NA DIVISA DA INTOSAI EXPERIENTIA MUTUA OMNIBUS PRODEST *, ORGANIZAÇÃO QUE NOS CONGREGA A TODOS À ESCALA MUNDIAL [3]

4 APROVEITO, POR ISSO, ESTA SUBLIME OCASIÃO, PARA MANIFESTAR O AGRADECIMENTO PELO RECONHECIMENTO E PELA CONFIANÇA DEPOSITADA NO TRIBUNAL DE CONTAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE PARA SEDIAR ESTE IMPORTANTE EVENTO DA ORGANIZAÇÃO. SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA, EXCELÊNCIAS, ESTE III SEMINÁRIO TEM LUGAR NUM MOMENTO DE PARTICULAR IMPORTÂNCIA NA VIDA DO TRIBUNAL DE CONTAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE, POR DUAS RAZÕES: - A PRIMEIRA, PORQUE CONVÉM AQUI DESTACAR, QUE NUM LAPSO TEMPORAL DE TRÊS ANOS, A NOSSA CAPITAL ACOLHE OS DOIS MAIS IMPORTANTES EVENTOS DA ORGANIZAÇÃO. COM EFEITO, EM 2010, A ORGANIZAÇÃO REALIZOU COM ELEVADO ÊXITO NESTA CIDADE E NESTE MESMO ESPAÇO FÍSICO, A SUA VI ASSEMBLEIA-GERAL, ONDE, PARA ALÉM DA REUNIÃO DO CONSELHO DIRETIVO, A ASSEMBLEIA GERAL TROUXE AO DEBATE OS TEMAS O PAPEL DOS TRIBUNAIS DE CONTAS NO COMBATE À CORRUPÇÃO E O PARECER DO TRIBUNAL DE CONTAS SOBRE A CONTA GERAL DO ESTADO NO ÂMBITO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS. DA DECLARAÇÃO DE SÃO TOMÉ, NA OPORTUNIDADE ADOTADA, AS ISC MEMBROS HAVIAM EXPRESSO DE FORMA UNÂNIME, QUE, CITO, ( ) NA SALVAGUARDA DOS PRINCÍPIOS DA TRANSPARÊNCIA, DO INTERESSE PÚBLICO E DA LEGALIDADE, URGE QUE OS GOVERNOS DOS PAÍSES MEMBROS DA CPLP ELABOREM E SUBMETAM ÀS ISC RESPETIVAS, AS CONTAS GERAIS DO ESTADO COM VISTA À EMISSÃO DO COMPETENTE PARECER. FIM DE CITAÇÃO ORA, DEPOIS DE MACAU EM 2009 E DE DÍLI, EM 2011, EIS-NOS, EM 2013, OCASIÃO EM QUE A ORGANIZAÇÃO SE REÚNE NOVAMENTE NA [4]

5 CAPITAL DO NOSSO PAÍS, DESTA FEITA COMO PALCO DO III SEMINÁRIO. - A SEGUNDA RAZÃO, A PROPÓSITO AINDA DO MOMENTO IMPORTANTE QUE VIVE O TRIBUNAL DE CONTAS, TEM A VER COM A DATA DE HOJE. POIS, TENHO A HONRA E SATISFAÇÃO DE RELEMBRAR AQUI, QUE HOJE, 10 DE JUNHO DE 2013, CELEBRAMOS OS DEZ ANOS DA INSTITUCIONALIZAÇÃO DESTE ÓRGÃO NA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE. A INSTITUCIONALIZAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS REPRESENTA UM MARCO NO COMPROMISSO DO ESTADO SANTOMENSE PARA COM UMA SISTEMÁTICA E REGULAR PRESTAÇÃO DE CONTAS, PROCESSO QUE PERMITE O ACESSO DOS CIDADÃOS A INFORMAÇÕES SOBRE A ADMINISTRAÇÃO DOS DINHEIROS E OUTROS ATIVOS DA COLETIVIDADE, FATOR IMPULSIONADOR PARA UM MAIOR ENVOLVIMENTO CÍVICO, TRADUZIDO NO EXERCÍCIO CONSCIENTE DA SUA CIDADANIA. SÓ ATRAVÉS DE UMA REGULAR E EFETIVA PRESTAÇÃO DE CONTAS SE PODE GARANTIR A APLICAÇÃO DO RIGOR E A SALVAGUARDA DE VALORES QUE SUSTENTAM UMA GOVERNAÇÃO GENUINAMENTE DEMOCRÁTICA, OU SEJA, COM AS PESSOAS E PARA AS PESSOAS. O PRINCIPAL TRAÇO CARACTERÍSTICO DO REGIME LEGAL QUE SUPORTA O TRIBUNAL DE CONTAS É A GARANTIA DA SUA INDEPENDÊNCIA, COM AUTO GOVERNO, A INAMOVIBILIDADE DOS SEUS JUÍZES. APESAR DE ALGUNS PERCALÇOS, O PERCURSO FEITO POR ESTE ÓRGÃO DEVE CONSTITUIR MOTIVO DE ORGULHO PARA TODOS OS CIDADÃOS DESTE PAÍS. NASCIDO DO NADA, O TRIBUNAL DE CONTAS É HOJE UMA REALIDADE INCONTORNÁVEL NA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE. PORÉM, É EXPECTÁVEL QUE A PLENA REALIZAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES COMETIDAS AO TRIBUNAL DE CONTAS CONCILIADA COM OS DESAFIOS [5]

6 GLOBAIS IMPOSTOS PELOS TEMPOS QUE AÍ VÊM, ORIENTEM AS NOSSAS AÇÕES NO SENTIDO DE ÁRDUA LUTA, PARA A QUAL É ESSENCIAL A CAPACIDADE DE CONSENTIR SACRIFÍCIOS. COM A PERMISSÃO DE VOSSAS EXCELÊNCIAS, GOSTARIA, POR ISSO, RELEMBRAR AQUI AOS MEUS PARES, AOS AUDITORES E VERIFICADORES E TODOS QUANTOS OPTARAM PELO TRIBUNAL DE CONTAS COMO VIA DE SUA REALIZAÇÃO PROFISSIONAL, QUE OUTRO CAMINHO NÃO HAVERÁ. A PASSAGEM DE UMA DÉCADA SOBRE A ENTRADA EM FUNCIONAMENTO DO TRIBUNAL DE CONTAS SUGERE UMA ANÁLISE RETROSPETIVA DO PERCURSO FEITO, PORÉM, DE UM TAL EXERCÍCIO, SE ENCARREGARÁ A PALESTRA QUE SE SEGUE IMEDIATAMENTE AO PRESENTE ATO, A SER PROFERIDA PELO ILUSTRE DR. FRANCISCO FORTUNATO PIRES, PRESIDENTE DA ENTÃO COMISSÃO INSTALADORA, DE QUE MUITO ME ORGULHO TER INTEGRADO, E PRIMEIRO PRESIDENTE DESTE TRIBUNAL A QUEM APROVEITO O ENSEJO, COM A PERMISSÃO DE VOSSAS EXCELÊNCIAS, PARA CUMPRIMENTAR. PEÇO IGUALMENTE A VOSSA INDULGÊNCIA, EXCELÊNCIAS, PARA SAUDAR TRÊS ILUSTRES PERSONALIDADES PRESENTES NESTA SALA QUE, A 10 DE JUNHO DE 2003, FORAM TESTEMUNHAS DO ATO QUE FORMALIZOU A INSTITUCIONALIZAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS: SENHOR D. JULIÃO ANTÓNIO, VENERANDO JUIZ CONSELHEIRO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DE ANGOLA; SENHOR DR. AUGUSTO CALVACANTI, VENERANDO MINISTRO DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO DO BRASIL. SENHOR DR. JOSÉ LUÍS PINTO DE ALMEIDA, VENERANDO JUIZ CONSELHEIRO DO TRIBUNAL DE CONTAS DE PORTUGAL; APROVEITANDO A PRESENÇA DE TÃO ILUSTRES PERSONALIDADES E, ANTES DE CONTINUAR, GOSTARIA, COM A VOSSA PERMISSÃO, DE RECORDAR AQUI A PESSOA DO ILUSTRE DOUTOR OLIVEIRO [6]

7 RODRIGUES ROCHA, JUIZ CONSELHEIRO QUE INTEGROU A COMISSÃO INSTALADORA E PARTILHOU CONNOSCO AS AGRURAS QUE REPRESENTARAM OS PRIMEIROS ANOS PÓS INSTITUIÇÃO DESTE TRIBUNAL, E QUIS ASSIM O DESTINO, QUE JAMAIS FAÇA PARTE DO NOSSO CONVÍVIO, E EM MEMÓRIA DE QUEM, CURVAMO-NOS SOLENEMENTE. O SEMINÁRIO DA OISC-CPLP É UM FÓRUM EMINENTEMENTE TÉCNICO E ESPECIALIZADO, POR VIA DO QUAL SÃO TRATADOS TEMAS DE RECONHECIDA RELEVÂNCIA, TRANSVERSAIS A TODAS AS INSTITUIÇÕES MEMBROS, BEM COMO ÀS SOCIEDADES RESPETIVAS. NESTE CASO, O SEMINÁRIO, QUE ORA TEM O SEU INÍCIO, TRAZ AO DEBATE OS TEMAS O TRIBUNAL DE CONTAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE. CAMINHO PERCORRIDO E PERSPETIVAS E O CONTROLO DAS CONTAS DO ESTADO PELOS TRIBUNAIS DE CONTAS (ISC): UMA EXIGÊNCIA DOS CIDADÃOS. A ELEIÇÃO DOS TEMAS E DA INSTITUIÇÃO DE ACOLHIMENTO DO III SEMINÁRIO DECORRERAM DA CONSTATAÇÃO FEITA PELA OISC-CPLP, AQUANDO DA VII ASSEMBLEIA-GERAL, REALIZADA EM OUTUBRO DO ANO TRANSATO, NA CIDADE DA PRAIA, DA NECESSIDADE DA INTENSIFICAÇÃO DE AÇÕES COM VISTA A UMA MAIOR SENSIBILIZAÇÃO DAS AUTORIDADES E DA SOCIEDADE CIVIL SANTOMENSES PARA A PREMÊNCIA DE UMA REGULAR PRESTAÇÃO DE CONTAS NO ÂMBITO DA GESTÃO DA COISA PÚBLICA. NO QUE TOCA AO PRIMEIRO TEMA QUE, POR SINAL, SERÁ OBJETO DE UMA PALESTRA, O OBJETIVO PRECONIZADO É CONFRONTAR OS DEZ ANOS DO PERCURSO DO TRIBUNAL DE CONTAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE COM A REALIDADE VIVIDA PELOS ÓRGÃOS CONGÉNERES DE OUTROS ESTADOS DA CPLP, EXERCÍCIO DE QUE PODEM RESULTAR PERTINENTES CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES. QUANTO AO SEGUNDO, MAIS TRANSVERSAL NO ATUAL CONTEXTO DOS PAÍSES DA CPLP, POIS O CONTROLO DAS CONTAS DO ESTADO [7]

8 PELOS TRIBUNAIS DE CONTAS É UMA RESPOSTA À QUESTÃO DA PARTICIPAÇÃO DOS CIDADÃOS NA PROSSECUÇÃO DOS FINS DA COLETIVIDADE E NA AFIRMAÇÃO PLENA DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA, POIS O FIM SUPERIOR DO ESTADO É SERVIR A SOCIEDADE. É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA PARA O SISTEMA DEMOCRÁTICO, A PERCEÇÃO DE QUE A EXISTÊNCIA DE MECANISMOS QUE ASSEGUREM O EFETIVO CUMPRIMENTO DAS NORMAS LEGAIS SEJA REAL E FUNCIONAL. ESTA PERCEÇÃO, TRADUZIDA NA PRÁTICA, É ESSENCIAL, PARA QUE AS DIFERENTES LEIS, ESPECIALMENTE A CONSTITUIÇÃO, NÃO SEJAM VISTAS COMO ABSTRATAS, QUE NADA TÊM A VER COM O DIA-A-DIA DAS PESSOAS. OS RISCOS INERENTES AO FUNCIONAMENTO DE UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA SÃO CONHECIDOS, POR ISSO, ELA POR SI MESMA ESTABELECE MECANISMOS PARA A SUA PREVENÇÃO, CONTROLO E MINIMIZAÇÃO. OS TRIBUNAIS DE CONTAS SÃO AQUI CHAMADOS A EXERCER UM PAPEL DE DESTAQUE NO ÂMBITO DA EFETIVAÇÃO DOS SEUS PODERES PARA GARANTIR A RACIONALIZAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS. POR CONSEGUINTE, SÃO OS TRIBUNAIS DE CONTAS QUE DEVEM GARANTIR A APLICAÇÃO DE PROCEDIMENTOS QUE ASSEGUREM UMA CORRETA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS E QUE OS DESVIOS NÃO SEJAM TOLERADOS. É ESTA A CATEGORIA DE TRIBUNAIS, QUE PELA SUA MISSÃO, QUE ALÉM DE SANCIONATÓRIA E REINTEGRATÓRIA, TEM TAMBÉM UMA IMPORTANTE FUNÇÃO PEDAGÓGICA, QUE DEVE LEVAR OS CIDADÃOS A ACREDITAREM NO VALOR DAS LEIS E QUE O ESTADO É UMA PESSOA DE BEM. DOIS PRESSUPOSTOS SÃO AQUI CHAMADOS À COLAÇÃO: 1- A OBSERVÂNCIA DO PRINCIPIO DA INDEPENDÊNCIA, POIS, JAMAIS AS INSTITUIÇÕES SUPERIORES DE CONTROLO DAS FINANÇAS PÚBLICAS [8]

9 PODERÃO CUMPRIR EFICAZMENTE SUAS ATRIBUIÇÕES, SE ESTAS NÃO FOREM INDEPENDENTES DAS ENTIDADES POR ELAS CONTROLADAS E SE NÃO ESTIVEREM PROTEGIDAS CONTRA TODA E QUALQUER INFLUÊNCIA EXTERNA; 2- A APLICAÇÃO DO PRINCIPIO DA PUBLICIDADE, NUMA PERSPETIVA DE QUE É FUNDAMENTAL QUE OS TRIBUNAIS DE CONTAS TENHAM INSTITUÍDO MECANISMOS DE COMUNICAÇÃO E INTERAÇÃO COM OS CIDADÃOS, COM OS GESTORES PÚBLICOS E COM A SOCIEDADE EM GERAL, PRESSUPOSTO QUE RESULTA DE EMANAÇÃO CONSTITUCIONAL, DO DEVER DE MANTER INFORMADOS OS CIDADÃOS E AS SUAS ORGANIZAÇÕES SOBRE OS ASSUNTOS PÚBLICOS. AS INSTITUIÇÕES SUPERIORES DE CONTROLO DAS FINANÇAS PÚBLICAS SÃO OS PILARES, SOBRE OS QUAIS, REPOUSAM A ESPERANÇA NUMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MAIS EFICIENTE, MAIS OBSERVADORA DO PRINCÍPIO DE RESPONSABILIDADE, MAIS EFICAZ E MAIS TRANSPARENTE, CONDIÇÃO NECESSÁRIA À REALIZAÇÃO DAS PRIORIDADES E DOS OBJETIVOS NACIONAIS EM MATÉRIA DE DESENVOLVIMENTO, BEM COMO NO QUE RESPEITA AOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO PRECONIZADOS NO PLANO INTERNACIONAL, INCLUINDO OS OBJETIVOS DO MILÉNIO; ESTOU PLENAMENTE ESPERANÇADO DE QUE AS REFLEXÕES DECORRENTES DO DEBATE DOS TEMAS PROPOSTOS, SEJAM UM IMPORTANTE CONTRIBUTO PARA O REFORÇO E DE CONSOLIDAÇÃO DE METODOLOGIAS E PROCEDIMENTOS NA ÁREA DO CONTROLO EXTERNO. ESPERO IGUALMENTE QUE AS CONDIÇÕES CRIADAS VENHAM A PROPORCIONAR AOS DELEGADOS UM TRABALHO PROFÍCUO E UMA AGRADÁVEL ESTADIA NO NOSSO PAIS. MUITO OBRIGADO PELA ATENÇÃO DISPENSADA POR VOSSAS EXCELÊNCIAS. [9]

10 [10]

DISCURSO DE ENCERRAMENTO DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 12 DE JUNHO DE 2013, MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR.

DISCURSO DE ENCERRAMENTO DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 12 DE JUNHO DE 2013, MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR. DISCURSO DE ENCERRAMENTO DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 12 DE JUNHO DE 2013, MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR. CLAUDIO XIMENES; PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE RECURSO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO

Leia mais

Os combatentes agradecem reconhecidos a presença de V. Exas.

Os combatentes agradecem reconhecidos a presença de V. Exas. DIA DO COMBATENTE NA BATALHA, EM 14 DE ABRIL DE 2007 GENERAL JOAQUIM CHITO RODRIGUES Exmo. senhor Ministro da Defesa Nacional. Digna-se V. Exa. presidir a esta cerimónia evocativa do Dia do Combatente

Leia mais

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu Os Tribunais de Contas e os desafios do futuro Vítor Caldeira Presidente do Tribunal de Contas Europeu Sessão solene comemorativa dos 160 anos do Tribunal de Contas Lisboa, 13 de Julho de 2009 ECA/09/46

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Tomada de posse dos órgãos sociais do Centro de Estudos EuroDefense-Portugal

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Tomada de posse dos órgãos sociais do Centro de Estudos EuroDefense-Portugal INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Tomada de posse dos órgãos sociais do Centro de Estudos EuroDefense-Portugal Lisboa, Instituto de Defesa Nacional,

Leia mais

Sessão Solene de abertura do Ano Judicial Supremo Tribunal de Justiça 8 de outubro de 2015

Sessão Solene de abertura do Ano Judicial Supremo Tribunal de Justiça 8 de outubro de 2015 Sessão Solene de abertura do Ano Judicial Supremo Tribunal de Justiça 8 de outubro de 2015 1. Ao longo da legislatura que agora termina, fiz sempre questão de enfatizar, em todas as sessões de abertura

Leia mais

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO-PROFISSIONAL

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO-PROFISSIONAL República de Moçambique Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP) DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO-PROFISSIONAL

Leia mais

estratégicos e de segurança na África Subsariana e no Atlântico Sul As respostas adequadas e o papel das Tropas Comandos

estratégicos e de segurança na África Subsariana e no Atlântico Sul As respostas adequadas e o papel das Tropas Comandos INTERVENÇÃO DE SEXA O GENERAL CEMGFA Por ocasião do 40º Aniversário da Associação de Comandos durante o encerramento do Seminário subordinado ao tema: Os novos desafios estratégicos e de segurança na África

Leia mais

2.º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono - 2.º CIHEL

2.º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono - 2.º CIHEL 2.º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono - 2.º CIHEL Tópicos de Intervenção* *(Só faz fé o discurso efectivamente proferido) Embaixador Isaac Murade Murargy Secretário Executivo da Comunidade

Leia mais

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTROMINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DO 15º ANIVERSÁRIO DA POLÍCIA NACIONAL DE TIMOR-LESTE

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTROMINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DO 15º ANIVERSÁRIO DA POLÍCIA NACIONAL DE TIMOR-LESTE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTROMINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DO 15º ANIVERSÁRIO DA POLÍCIA NACIONAL DE TIMOR-LESTE Centro de Formação da Polícia em Comoro, Díli 27 de Março

Leia mais

DISCURSO DE SEXA O GENERAL CEMGFA DIA NELSON MANOELA (18 DE JULHO DE 2014) Exma.Senhora Presidente da Câmara Municipalde Setúbal;

DISCURSO DE SEXA O GENERAL CEMGFA DIA NELSON MANOELA (18 DE JULHO DE 2014) Exma.Senhora Presidente da Câmara Municipalde Setúbal; DISCURSO DE SEXA O GENERAL CEMGFA DIA NELSON MANOELA (18 DE JULHO DE 2014) Exma.Senhora Presidente da Câmara Municipalde Setúbal; Exma. Senhora Embaixadora da África do Sul Demais autoridades militares

Leia mais

Lançamento da Versão em Língua Portuguesa do Manual Compreender os Direitos Humanos Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Lançamento da Versão em Língua Portuguesa do Manual Compreender os Direitos Humanos Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) Lançamento da Versão em Língua Portuguesa do Manual Compreender os Direitos Humanos Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) Auditório da Faculdade de Medicina Universidade Eduardo Mondlane Maputo,

Leia mais

ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DA ABERTURA DA XIV CONFERÊNCIA DOS MINISTROS DA JUSTIÇA DA CPLP

ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DA ABERTURA DA XIV CONFERÊNCIA DOS MINISTROS DA JUSTIÇA DA CPLP ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DA ABERTURA DA XIV CONFERÊNCIA DOS MINISTROS DA JUSTIÇA DA CPLP A propriedade da terra como fator de desenvolvimento Salão

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca RIO DE JANEIRO, 4 DE MAIO DE 1959

Leia mais

Senhor Dr. João Amaral Tomaz, em representação do Senhor Governador do Banco de Portugal,

Senhor Dr. João Amaral Tomaz, em representação do Senhor Governador do Banco de Portugal, DISCURSO DE JOSÉ AZEVEDO RODRIGUES Senhora Ministra de Estado e das Finanças, Senhor Dr. João Amaral Tomaz, em representação do Senhor Governador do Banco de Portugal, Senhor Professor Dr. José Almaça,

Leia mais

ESPAÇO(S) E COMPROMISSOS DA PROFISSÃO

ESPAÇO(S) E COMPROMISSOS DA PROFISSÃO ESPAÇO(S) E COMPROMISSOS DA PROFISSÃO 18 de Novembro de 2010 Teatro Municipal de Almada Senhora Presidente da Associação dos Profissionais de Serviços Social, Dr.ª Fernanda Rodrigues Senhoras e Senhores

Leia mais

ABERTURA DO ANO OPERACIONAL 19 DE NOVEMBRO 2015

ABERTURA DO ANO OPERACIONAL 19 DE NOVEMBRO 2015 1 ABERTURA DO ANO OPERACIONAL 19 DE NOVEMBRO 2015 Senhor Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Senhor Almirante Saldanha Lopes meu ilustre antecessor Senhor General Chefe da Casa Militar de Sua Exa.

Leia mais

SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES

SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES Hilmar, Califórnia, 29 de Agosto de 2014 Intervenção do Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro Começo

Leia mais

TÍTULO I OBJETIVOS. Artigo 1.º Objetivos

TÍTULO I OBJETIVOS. Artigo 1.º Objetivos Regulamento da RIPD A Rede Ibero-americana de Proteção de Dados (RIPD) surge na sequência do acordo alcançado entre os representantes de 14 países ibero-americanos, participantes no Encontro Ibero-americano

Leia mais

PEDRAS BRANCAS usadas para indicar a inocência das pessoas ilegitimamente acusadas de crimes.

PEDRAS BRANCAS usadas para indicar a inocência das pessoas ilegitimamente acusadas de crimes. Palavras do Presidente do Supremo Tribunal Administrativo Conselheiro Manuel Fernando dos Santos Serra na Tomada de Posse de um dos Vice-Presidentes Lisboa, 14 de Julho de 2008 Os romanos, que nos legaram,

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL 7º EIN Simpósio Internacional Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede Lisboa, Academia Militar,

Leia mais

Senhor Presidente e Senhores Juízes do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias, Senhores Juízes Conselheiros do Supremo Tribunal Administrativo,

Senhor Presidente e Senhores Juízes do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias, Senhores Juízes Conselheiros do Supremo Tribunal Administrativo, Intervenção do Presidente do Supremo Tribunal Administrativo Conselheiro Manuel Fernando dos Santos Serra por altura da visita de uma Delegação do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias Supremo

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Vice Presidente da República. Venerando Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Supremo

Excelentíssimo Senhor Vice Presidente da República. Venerando Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Supremo Excelentíssimo Senhor Vice Presidente da República (Eng.º Manuel Domingos Vicente) Venerando Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Supremo (Dr. Manuel da Costa Aragão) Venerando Juiz Conselheiro Presidente

Leia mais

MINISTÉRIO DA HOTELARIA E TURISMO

MINISTÉRIO DA HOTELARIA E TURISMO República de Angola MINISTÉRIO DA HOTELARIA E TURISMO DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA, DR. PAULINO BAPTISTA, SECRETÁRIO DE ESTADO PARA A HOTELARIA DA REPÚBLICA DE ANGOLA, DURANTE A VIII REUNIÃO DE MINISTROS

Leia mais

Análise financeira e gestão de riscos no setor segurador

Análise financeira e gestão de riscos no setor segurador Análise financeira e gestão de riscos no setor segurador Intervenção do Presidente do ISP, Professor Doutor José Figueiredo Almaça, na Entrega de Diplomas do 11º Curso de Pós Graduação em Análise Financeira,

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Presidência da República O contributo dos membros da Comissão Nacional dos Direitos Humanos para a consolidação do Estado de Direito Discurso de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi,

Leia mais

Conferência sobre a Nova Lei das Finanças Locais

Conferência sobre a Nova Lei das Finanças Locais Conferência sobre a Nova Lei das Finanças Locais Exmo. Sr. Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, Dr. Domingues de Azevedo, Exmos. Senhores Presidentes de Câmaras Municipais, Demais Entidades,

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL GABINETE DO PRESIDENTE

ASSEMBLEIA NACIONAL GABINETE DO PRESIDENTE ASSEMBLEIA NACIONAL GABINETE DO PRESIDENTE Discurso de S.E o Presidente da Assembleia Nacional na cerimónia de abertura da I Conferência Internacional Uma Criança, Um Cidadão. Senhora Ministra da Educação

Leia mais

Ministério do Interior, aprimorando estratégias para o reforço da paz, segurança e tranquilidade públicas

Ministério do Interior, aprimorando estratégias para o reforço da paz, segurança e tranquilidade públicas Ministério do Interior, aprimorando estratégias para o reforço da paz, segurança e tranquilidade públicas Discurso de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República de Moçambique, Comandante-Chefe

Leia mais

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia.

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia. Cumprimentos a todas as altas individualidades presentes (nomeando cada uma). Caras Colegas, Caros Colegas, Minhas Senhoras, Meus Senhores, Meus Amigos Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais ESTATUTOS DO CONSELHO DAS FINANÇAS PÚBLICAS Aprovados pela Lei n.º 54/2011, de 19 de outubro, com as alterações introduzidas pelo artigo 187.º da Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro (Grafia adaptada em

Leia mais

DISCURSO DO SR. PRESIDENTE DA UNIÃO DAS MUTUALIDADES PORTUGUESAS, DR. LUÍS ALBERTO DE SÁ E SILVA

DISCURSO DO SR. PRESIDENTE DA UNIÃO DAS MUTUALIDADES PORTUGUESAS, DR. LUÍS ALBERTO DE SÁ E SILVA DISCURSO DO SR. PRESIDENTE DA UNIÃO DAS MUTUALIDADES PORTUGUESAS, DR. LUÍS ALBERTO DE SÁ E SILVA Exmo. Senhor Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Dr. Marco António Costa; Exmo.

Leia mais

RELATÓRIO DOS TRABALHOS DA 1ª COMISSÃO EM MATÉRIA DE COMBATE AO TRÁFICO DE SERES HUMANOS

RELATÓRIO DOS TRABALHOS DA 1ª COMISSÃO EM MATÉRIA DE COMBATE AO TRÁFICO DE SERES HUMANOS RELATÓRIO DOS TRABALHOS DA 1ª COMISSÃO EM MATÉRIA DE COMBATE AO TRÁFICO DE SERES HUMANOS Os peritos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe, reunidos em sessões de trabalho

Leia mais

Na entrega dos diplomas de mestrado no Lubango (Angola)

Na entrega dos diplomas de mestrado no Lubango (Angola) Na entrega dos diplomas de mestrado no Lubango (Angola) Senhor Governador da Huíla Senhor Reitor da Universidade Agostinho Neto Senhor Reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo Senhor Vice-Reitor da

Leia mais

Minhas senhoras e meus senhores.

Minhas senhoras e meus senhores. Minhas senhoras e meus senhores. Apresentamos hoje a Campanha Especial de Segurança Rodoviária que visa, durante o mês de Dezembro e os primeiros dias de Janeiro, valorizar a prevenção e reforçar a segurança

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA PRIMEIRO. MINISTRO, Dr. Pascoal Mocumbi, POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO OFICIAL DA PESQUISA

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA PRIMEIRO. MINISTRO, Dr. Pascoal Mocumbi, POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO OFICIAL DA PESQUISA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA PRIMEIRO MINISTRO, Dr. Pascoal Mocumbi, POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO OFICIAL DA PESQUISA NACIONAL DE BASE SOBRE GOVERNAÇÃO E CORRUPÇÃO Maputo, 27 de Novembro

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente do Pelouro do Trabalho da Confederação das Associações Económicas de Moçambique,

Exmo. Senhor Presidente do Pelouro do Trabalho da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Senhores Membros do Conselho de Ministros Excelências, Exmo. Senhor Presidente do Pelouro do Trabalho da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Exmo Senhor Secretário-geral da Organização

Leia mais

Declaração de Lima sobre as linhas mestras de controlo das Finanças Públicas. Prefácio

Declaração de Lima sobre as linhas mestras de controlo das Finanças Públicas. Prefácio Declaração de Lima sobre as linhas mestras de controlo das Finanças Públicas Prefácio Quando a Declaração de Lima, das directivas sobre os princípios do controlo, foi adoptada por unanimidade pelos delegados

Leia mais

Excelências, Senhores Convidados, nacionais e estrangeiros, Senhores Congressistas, Carlos Colegas, Minhas Senhoras e meus Senhores,

Excelências, Senhores Convidados, nacionais e estrangeiros, Senhores Congressistas, Carlos Colegas, Minhas Senhoras e meus Senhores, Excelências, Senhores Convidados, nacionais e estrangeiros, Senhores Congressistas, Carlos Colegas, Minhas Senhoras e meus Senhores, A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia

Leia mais

Auditoria: Desafio e Confiança. 13 de setembro de 2013

Auditoria: Desafio e Confiança. 13 de setembro de 2013 XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas Auditoria: Desafio e Confiança 13 de setembro de 2013 Senhor Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas, Dr. José Azevedo Rodrigues, Senhoras

Leia mais

Díli, Timor-Leste. 14 a 17 de abril de 2015 SEMINÁRIO. «Plano Estratégico de Cooperação Multilateral no Domínio da Educação da CPLP (2015-2020)»

Díli, Timor-Leste. 14 a 17 de abril de 2015 SEMINÁRIO. «Plano Estratégico de Cooperação Multilateral no Domínio da Educação da CPLP (2015-2020)» I Reunião Extraordinária de Ministros da Educação da CPLP Díli, Timor-Leste 14 a 17 de abril de 2015 SEMINÁRIO «Plano Estratégico de Cooperação Multilateral no Domínio da Educação da CPLP (2015-2020)»

Leia mais

Intervenção de Sua Excelência. o Presidente da República Portuguesa. na Comissão Económica para a América. Latina e Caraíbas - CEPAL

Intervenção de Sua Excelência. o Presidente da República Portuguesa. na Comissão Económica para a América. Latina e Caraíbas - CEPAL Intervenção de Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa na Comissão Económica para a América Latina e Caraíbas - CEPAL Santiago do Chile, 7 de Novembro de 2007 Senhor Secretário Executivo da

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 10 RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS AGRADECIMENTO

Leia mais

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: UM DESAFIO PARA A IGUALDADE E AUTONOMIA

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: UM DESAFIO PARA A IGUALDADE E AUTONOMIA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA UM DESAFIO PARA A IGUALDADE E AUTONOMIA CENTRO CULTURAL DE BELÉM 3 DE DEZEMBRO DE 2009 MARIA GUIDA DE FREITAS FARIA 1 AGRADEÇO

Leia mais

DISCURSO PROFERIDO POR VÍTOR CALDEIRA, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU

DISCURSO PROFERIDO POR VÍTOR CALDEIRA, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU ECA/09/69 DISCURSO PROFERIDO POR VÍTOR CALDEIRA, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU ******* APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO ANUAL RELATIVO AO EXERCÍCIO DE 2008 À COMISSÃO DO

Leia mais

Seminário Ibero-americano e Lusófono de Jovens Líderes Inovação, Emprego e Empreendedorismo

Seminário Ibero-americano e Lusófono de Jovens Líderes Inovação, Emprego e Empreendedorismo Seminário Ibero-americano e Lusófono de Jovens Líderes Inovação, Emprego e Empreendedorismo 13 de Maio de 2013 Lisboa, Auditório da Direção Regional do IPDJ Intervenção Secretário Executivo da CPLP, Isaac

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A Comissão de Política Geral reuniu no dia 11 de junho de 2014, na delegação de Ponta Delgada da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a fim de apreciar, relatar e dar parecer

Leia mais

Sessão de Encerramento do Seminário Diplomático

Sessão de Encerramento do Seminário Diplomático Sessão de Encerramento do Seminário Diplomático Intervenção da Secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Margarida Marques (texto de base) Lisboa, 6 de janeiro de 2016 1. Por uma postura nacional mais

Leia mais

RESUMO. Contribuição da UE: 128 165 000 EUR Base jurídica Artigo 6. do Regulamento (CE) n.º 1889/2006 de 20.12.2006 (JO L 386 de 29.12.2006, p.

RESUMO. Contribuição da UE: 128 165 000 EUR Base jurídica Artigo 6. do Regulamento (CE) n.º 1889/2006 de 20.12.2006 (JO L 386 de 29.12.2006, p. RESUMO Programa de Ação Anual 2013, ao abrigo do Instrumento Europeu para a Democracia e os Direitos Humanos (IEDDH), a financiar pela rubrica orçamental 19 04 01 do orçamento geral da União Europeia 1.

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09 INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino Cerimónia de Abertura do WTPF-09 Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2009 (vale a versão

Leia mais

Por Uma Questão de Igualdade

Por Uma Questão de Igualdade Por Uma Questão de Igualdade Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhoras e Senhores membros do Governo Nos últimos 5 anos a Juventude Socialista tem vindo a discutir o direito ao Casamento

Leia mais

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014

Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes 26.08.2014 Há exatamente dois meses a Seleção Nacional A efetuou o seu último jogo no Campeonato do Mundo disputado no Brasil.

Leia mais

Segredo de Estado Lei n. o 6/94 de 7 de Abril

Segredo de Estado Lei n. o 6/94 de 7 de Abril Segredo de Estado Lei n. o 6/94 de 7 de Abril A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164. o, alínea d), 168. o, n. o 1, alíneas b), c) e r), e 169. o, n. o 3, da Constituição, o seguinte:

Leia mais

Os Jogos Olímpicos no RIO uma oportunidade a aproveitar

Os Jogos Olímpicos no RIO uma oportunidade a aproveitar Os Jogos Olímpicos no RIO uma oportunidade a aproveitar Numa economia global os eventos desportivos e a sua projeção para patamares de elevado nível assumem uma dimensão que está muito para além da componente

Leia mais

DECLARAÇÃO DE LUANDA

DECLARAÇÃO DE LUANDA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA XI REUNIÃO DOS MINISTROS DO TRABALHO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP (RMTAS) 28 a 30 de Março de 2011, Luanda Angola DECLARAÇÃO DE LUANDA As Ministras e os Ministros

Leia mais

Cerimónia de Homenagem aos Membros Fundadores. E Entrega de Distinções de Mérito Económico

Cerimónia de Homenagem aos Membros Fundadores. E Entrega de Distinções de Mérito Económico 1 Cerimónia de Homenagem aos Membros Fundadores E Entrega de Distinções de Mérito Económico Sala dos Presidentes da Associação Industrial Portuguesa Lisboa, 14 de Outubro de 2010 Celebramos hoje os primeiros

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Sessão Pública: Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento Auditório Novo da Assembleia da República 19 de Janeiro de 2011 Apresentação Pública do Exame

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009 1 RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Regimento Interno da Escola da Magistratura Regional Federal da Segunda Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA SEGUNDA REGIÃO, no

Leia mais

Senhor Presidene Senhor Alto Comissário para os Direitos Humanos, Suas Excelências Senhores Ministros, Distintos delegados, Minhas e meus senhores,

Senhor Presidene Senhor Alto Comissário para os Direitos Humanos, Suas Excelências Senhores Ministros, Distintos delegados, Minhas e meus senhores, 28.ª Sessão do Conselho Direitos Humanos Segmento de Alto Nível 04 de Março de 2015 Declaração de Sua Excelência Joaquim Veríssimo, Vice Ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos da República

Leia mais

Gostaria igualmente de felicitar Sua Excelência o Embaixador William John Ashe, pela forma como conduziu os trabalhos da sessão precedente.

Gostaria igualmente de felicitar Sua Excelência o Embaixador William John Ashe, pela forma como conduziu os trabalhos da sessão precedente. Discurso de Sua Excelência Manuel Vicente, Vice-Presidente da República de Angola, na 69ª sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas Nova Iorque, 29 de Setembro de 2014 SENHOR PRESIDENTE, SENHOR SECRETÁRIO-GERAL,

Leia mais

CONFERÊNCIA DOS MINISTROS DO TRABALHO E SEGURANÇA SOCIAL E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP

CONFERÊNCIA DOS MINISTROS DO TRABALHO E SEGURANÇA SOCIAL E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP CONFERÊNCIA DOS MINISTROS DO TRABALHO E SEGURANÇA SOCIAL E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP INTERVENÇÃO DO SENHOR EMBAIXADOR DOMINGOS DIAS PEREIRA MASCARENHAS, CHEFE DA DELEGAÇÃO, SOBRE O TEMA CENTRAL OS DESAFIOS

Leia mais

MENSAGEM N.º 164, DE 2015 (Do Poder Executivo)

MENSAGEM N.º 164, DE 2015 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS MENSAGEM N.º 164, DE 2015 (Do Poder Executivo) Aviso nº 209/2015 - C. Civil Submete à consideração do Congresso Nacional o texto do Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA, IOLANDA CINTURA SEUANE, MINISTRA DA MULHER E DA ACÇÃO SOCIAL DE MOÇAMBIQUE SOBRE O TEMA DESAFIOS DA PROTECÇÃO SOCIAL PARA ALCANÇAR A SEGURANÇA ALIMENTAR

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM RORAIMA RECOMENDAÇÃO Nº 58/2014 MPF/RR

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM RORAIMA RECOMENDAÇÃO Nº 58/2014 MPF/RR MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM RORAIMA RECOMENDAÇÃO Nº 58/2014 MPF/RR Referência: procedimento administrativo nº Excelentíssima Senhora Governadora eleita do Estado de Roraima,

Leia mais

comemorativa aos 25 anos do TRT. Rev. TRT - 9ª R. Curitiba a.27, n.47, p.27-32, Jan./ Jun. 2002

comemorativa aos 25 anos do TRT. Rev. TRT - 9ª R. Curitiba a.27, n.47, p.27-32, Jan./ Jun. 2002 1 Discurso proferido pela Procuradora Chefe Marisa Tiemann da Procuradoria do Trabalho da 9ª Região, por ocasião da posse do Juiz Lauremi Camaroski no cargo de Presidente do Tribunal Regional do Trabalho

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SECRETÁRIO DE ESTADO ADJUNTO E DA DEFESA NACIONAL PAULO BRAGA LINO COMEMORAÇÕES DO DIA DO COMBATENTE, EM FRANÇA

INTERVENÇÃO DO SECRETÁRIO DE ESTADO ADJUNTO E DA DEFESA NACIONAL PAULO BRAGA LINO COMEMORAÇÕES DO DIA DO COMBATENTE, EM FRANÇA INTERVENÇÃO DO SECRETÁRIO DE ESTADO ADJUNTO E DA DEFESA NACIONAL PAULO BRAGA LINO COMEMORAÇÕES DO DIA DO COMBATENTE, EM FRANÇA Richebourg/La Couture, 13 de abril de 2012 Monsieur le Préfet du Pas-de-Calais

Leia mais

Assunto Audição do Conselho Nacional das Ordens Profissionais (CNOP) na 10ª Comissão de Segurança Social e Trabalho

Assunto Audição do Conselho Nacional das Ordens Profissionais (CNOP) na 10ª Comissão de Segurança Social e Trabalho Assunto: Audição do Conselho Nacional das Ordens Profissionais (CNOP) na 10ª Comissão de Segurança Social e Trabalho Parecer no âmbito do circuito legislativo das dezasseis (16) Propostas de Lei que adaptam

Leia mais

Exmo. Sr. Reitor da Universidade Portucalense Prof. Doutor Alfredo Rodrigues Marques;

Exmo. Sr. Reitor da Universidade Portucalense Prof. Doutor Alfredo Rodrigues Marques; I Congresso Ibérico Entre a Psicologia e o Ensino Especial Universidade Portucalense Infante D. Henrique 13 de novembro de 2014 Comunicação - Dr.ª Teresa Espassandim Exmo. Sr. Reitor da Universidade Portucalense

Leia mais

Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social

Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social Ter, 02 de Junho de 2009 18:38 Administrador REPÚBLICA DE ANGOLA Conselho de Ministros Decreto-lei nº 8 /07 de 4 de

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL PORTUGUÊS

DIREITO PROCESSUAL PENAL PORTUGUÊS Germano Marques da Silva Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa DIREITO PROCESSUAL PENAL PORTUGUÊS VOL. I Universidade Católica Editora Lisboa, 2013 PREFÁCIO Este livro deveria

Leia mais

Discurso : Cerimónia de Abertura do Novo Ano Judicial / 2008

Discurso : Cerimónia de Abertura do Novo Ano Judicial / 2008 Discurso : Cerimónia de Abertura do Novo Ano Judicial / 2008 Sua Excelência Senhor Presidente da República Sua Excelência Senhor Presidente da Assembleia Nacional Sua Excelência Senhor Primeiro Ministro

Leia mais

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões adotadas pelo Conselho Europeu na reunião em epígrafe.

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões adotadas pelo Conselho Europeu na reunião em epígrafe. Conselho Europeu Bruxelas, 18 de dezembro de 2015 (OR. en) EUCO 28/15 CO EUR 13 CONCL 5 NOTA DE ENVIO de: Secretariado-Geral do Conselho para: Delegações Assunto: Reunião do Conselho Europeu (17 e 18 de

Leia mais

CERIMÓNIA COMEMORATIVA DO PORTUGUESE HERITAGE DAY. Intervenção do Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro

CERIMÓNIA COMEMORATIVA DO PORTUGUESE HERITAGE DAY. Intervenção do Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro CERIMÓNIA COMEMORATIVA DO PORTUGUESE HERITAGE DAY Massachusetts State House, Boston, 4 de junho 2013 Intervenção do Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro É com grande orgulho e sentido

Leia mais

CONFERÊNCIA ESTADO, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E PREVENÇÃO DA CORRUPÇÃO SESSÃO DE ABERTURA

CONFERÊNCIA ESTADO, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E PREVENÇÃO DA CORRUPÇÃO SESSÃO DE ABERTURA CONFERÊNCIA ESTADO, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E PREVENÇÃO DA CORRUPÇÃO SESSÃO DE ABERTURA DISCURSO PROFERIDO PELO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS E DO CONSELHO DE PREVENÇÃO DE CORRUPÇÃO, DR. GUILHERME D OLIVEIRA

Leia mais

Casa do Direito, Abre essa porta!

Casa do Direito, Abre essa porta! Casa do Direito, Abre essa porta! Apresentação do Projecto Organização Actividades Decreto-lei nº62/2005 de 10 de Outubro Garantir a protecção e o exercício dos direitos do cidadão bem como a observância

Leia mais

Declaração da Cidade de Quebec

Declaração da Cidade de Quebec Declaração da Cidade de Quebec Nós, os Chefes de Estado e de Governo das Américas, eleitos democraticamente, nos reunimos na Cidade de Quebec, na III Cúpula, para renovar nosso compromisso em favor da

Leia mais

plano de gestão de riscos de corrupção e infracções conexas

plano de gestão de riscos de corrupção e infracções conexas PORTUGUESE ACCREDITATION INSTITUTE Rua António Gião, 2-5º 2829-513 CAPARICA Portugal Tel +351.212 948 201 Fax +351.212 948 202 acredita@ipac.pt www.ipac.pt plano de gestão de riscos de corrupção e infracções

Leia mais

Por uma Europa dos Direitos Humanos

Por uma Europa dos Direitos Humanos 1 Por uma Europa dos Direitos Humanos Manifesto da AEDH e dos seus membros com vista à eleição do Parlamento Europeu em 2014 Bruxelas, 11 de Novembro de 2013 1. Cidadania e democracia e respeito pelos

Leia mais

39º Aniversário da Universidade de Aveiro 17 de Dezembro de 2012

39º Aniversário da Universidade de Aveiro 17 de Dezembro de 2012 39º Aniversário da Universidade de Aveiro 17 de Dezembro de 2012 Discurso do Presidente da Associação Académica da Universidade de Aveiro Tiago Alves Gostaria de iniciar esta minha intervenção saudando

Leia mais

Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados.

Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados. DECRETO Nº 5.006, DE 8 DE MARÇO DE 2004. Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

PROPOSTA DE LEI N.º 233/XII

PROPOSTA DE LEI N.º 233/XII PROPOSTA DE LEI N.º 233/XII PLANO NACIONAL DE AÇÃO PARA OS DIREITOS DA CRIANÇA As crianças são encaradas como sujeitos de direitos, a partir do momento em que o seu bem-estar é concebido como uma consequência

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 63 Discurso por ocasião do jantar

Leia mais

Decreto n.º 139/80 Convenção sobre o Reconhecimento dos Estudos e Diplomas Relativos ao Ensino Superior nos Estados da Região Europa

Decreto n.º 139/80 Convenção sobre o Reconhecimento dos Estudos e Diplomas Relativos ao Ensino Superior nos Estados da Região Europa Decreto n.º 139/80 Convenção sobre o Reconhecimento dos Estudos e Diplomas Relativos ao Ensino Superior nos Estados da Região Europa O Governo decreta, nos termos da alínea c) do artigo 200.º da Constituição,

Leia mais

Diário Oficial Estado de São Paulo

Diário Oficial Estado de São Paulo Diário Oficial Estado de São Paulo Diário da Assembléia Legislativa Poder Legislativo Palácio Nove de Julho Av. Pedro Álvares Cabral, 201 Ibirapuera - CEP: 04097-900 Fone: (011) 3886-6122 Nº 63 DOE de

Leia mais

São Vicente, 1 de Julho de 2012. - Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República, Excelência. - Senhor Presidente do Governo Regional, Excelência

São Vicente, 1 de Julho de 2012. - Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República, Excelência. - Senhor Presidente do Governo Regional, Excelência São Vicente, 1 de Julho de 2012 - Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República, Excelência - Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelência - Senhor Presidente do Governo Regional,

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO, MINISTRO DA DEFESA E SEGURANÇA KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA VISITA À ACADEMIA

Leia mais

RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS ECONOMICOS E SOCIAIS DA CIDADANIA: Efetivação de Políticas de Prevenção da Criminalidade pelo Ministério Público.

RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS ECONOMICOS E SOCIAIS DA CIDADANIA: Efetivação de Políticas de Prevenção da Criminalidade pelo Ministério Público. RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS ECONOMICOS E SOCIAIS DA CIDADANIA: Efetivação de Políticas de Prevenção da Criminalidade pelo Ministério Público. - Resumo e destaques objetivos da Conferência proferida no

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 O Conselho Diretor Nacional (CDN) do IBEF, no uso de suas atribuições estatutárias, leva ao conhecimento dos quadros sociais das seccionais membros do IBEF Nacional

Leia mais

Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13

Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13 Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Adoção (32 V4.08) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social,

Leia mais

Código de Ética e de Conduta

Código de Ética e de Conduta Preâmbulo A CASES, consciente do seu papel no âmbito da economia social, considera importante colocar a questão da ética como prioridade na sua agenda. O presente documento apresenta os princípios gerais

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º. O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, tem por finalidade promover e coordenar

Leia mais

Programa de Formação para Profissionais

Programa de Formação para Profissionais Programa de Formação para Profissionais 1 O ACESSO À INFORMAÇÃO DE SAÚDE DIREITOS, PROCEDIMENTOS E GARANTIAS Sérgio Pratas smpratas@gmail.com Maio e Junho 2015 2 Programa: 1. O acesso à informação de saúde

Leia mais

Comunicações individuais ao abrigo do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos

Comunicações individuais ao abrigo do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos Comunicações individuais ao abrigo do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos Njal Hostmalingen, Director do International Law and Policy Institute (ILPI) Fala para a Ordem dos Advogados

Leia mais

Regulamento Municipal para a Concessão de Apoios ao Associativismo. Preâmbulo

Regulamento Municipal para a Concessão de Apoios ao Associativismo. Preâmbulo MUNICIPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ Regulamento Dr. Francisco Rodrigues de Araújo, Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez: Faz público que a Assembleia Municipal de Arcos de Valdevez, na sua sessão

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 133 13 de Julho de 2009 4449. (CNC), anexo ao presente decreto -lei e que dele faz parte integrante. Artigo 2.

Diário da República, 1.ª série N.º 133 13 de Julho de 2009 4449. (CNC), anexo ao presente decreto -lei e que dele faz parte integrante. Artigo 2. Diário da República, 1.ª série N.º 133 13 de Julho de 2009 4449 Decreto-Lei n.º 160/2009 de 13 de Julho Com a aprovação de um novo Sistema de Normalização Contabilística, inspirado nas normas internacionais

Leia mais

Governabilidade, Participação Política e Sistemas Eleitorais

Governabilidade, Participação Política e Sistemas Eleitorais Seminário Internacional sobre Governabilidade Democrática e Igualdade de Gênero CEPAL - Santiago do Chile 1-2 de dezembro de 2004 Governabilidade, Participação Política e Sistemas Eleitorais Gostaria inicialmente

Leia mais

Ana Maria Be encourt 1

Ana Maria Be encourt 1 ABERTURA Ana Maria Be encourt 1 Senhor Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Senhor Embaixador Presidente da Comissão Nacional da UNESCO, Senhora Secretária Regional da Educação

Leia mais

Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. R E S O L V E

Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. R E S O L V E Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. O Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso de suas atribuições legais. R E S O L V E Aprovar, no âmbito do Poder Judiciário Estadual, as Normas

Leia mais

-Senhor Reitor da Universidade do Minho

-Senhor Reitor da Universidade do Minho -Senhor Reitor da Universidade do Minho - Senhor Presidente da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência. - Senhor Arcebispo Primaz - Digníssimas Autoridades Académicas, Civis, Militares e Religiosas

Leia mais

Orientações relativas à avaliação interna do risco e da solvência

Orientações relativas à avaliação interna do risco e da solvência EIOPA-BoS-14/259 PT Orientações relativas à avaliação interna do risco e da solvência EIOPA Westhafen Tower, Westhafenplatz 1-60327 Frankfurt Germany - Tel. + 49 69-951119-20; Fax. + 49 69-951119-19; email:

Leia mais

Intervenção no dia Internacional das Cooperativas

Intervenção no dia Internacional das Cooperativas Intervenção no dia Internacional das Cooperativas Exmo Senhor Presidente do INSCOOP, Exmo Senhor Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Exmo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Vila do

Leia mais