Obrigações. Fornecedores Salários a pagar Impostos a recolher Patrimônio Líquido. Capital Social Reservas 30.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Obrigações. Fornecedores 45.000. Salários a pagar 75.000. Impostos a recolher 20.000. Patrimônio Líquido. Capital Social 100.000. Reservas 30."

Transcrição

1 Você acessou como Administrador Usuário (Sair) Info Resultados Visualização prévia Modificar Visualização prévia de Contabilidade Geral Iniciar novamente 1 Considerando: I- A contabilidade estuda e controla o patrimônio, registrando todas as ocorrências nele verificadas. II- Estudar e controlar o patrimônio, para fornecer informações sobre sua composição e variações, bem como sobre o resultado econômico decorrente da gestão da riqueza patrimonial As afirmativas correspondem, respectivamente: O campo de aplicação e o conceito de contabilidade. O objeto e a finalidade da contabilidade. O usuário e o conceito de contabilidade. O campo de aplicação e o objeto da contabilidade. A finalidade e o conceito da contabilidade. 2 O contador J.J. Teimoso, da empresa CONFUSA Ltda, apresentou o seguinte balanço patrimonial aos seus proprietários, mas percebeu que cometera um equívoco na classificação dos bens e direitos. Ajude o contador J.J. Teimoso a classificar corretamente os bens e direitos e seus reais valores: Bens Ativo Obrigações Passivo Caixa Estoque de Mercadorias Móveis e Utensílios Clientes Direitos Banco conta movimento Fornecedores Salários a pagar Impostos a recolher Patrimônio Líquido Capital Social Reservas Aluguéis a receber Computadores Total do ativo Total do Passivo O valor dos bens deve ser de $ ,00. O valor dos bens deve ser de $ ,00. O valor dos direitos deve ser de $ ,00 3 No Balanço Patrimonial, as contas serão classificadas segundo os elementos do patrimônio que registrem, e agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a análise da situação financeira da companhia ( Art. 178 da Lei n o 6.404/76, e nova redação dada pelo art. 1º da Lei n o /07 ). Os itens a seguir expressam o seguinte: I- No ativo, as contas serão dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez. II- III- IV- O ativo não circulante é dividido em investimentos, imobilizado e diferido. No Passivo, as contas serão classificadas nos seguintes grupos: passivo circulante, passivo não circulante, resultados de exercícios futuros e patrimônio líquido. O patrimônio Líquido se divide em: Capital Social, reservas de capital, Ajustes de avaliação patrimonial, reservas de lucros, ações em tesouraria e prejuízos acumulados.

2 Com a edição da Medida Provisória n o 449/08, as contas patrimoniais sofreram significativas modificações. Portanto, é correto afirmar que : As alternativas III e IV estão corretas. Somente a alternativa IV está correta. As alternativas I e II estão corretas. As alternativas I, e IV estão corretas. As alternativas I, III e IV estão corretas. 4 A empresa comercial Tempo bom Ltda, empresa do ramo de eletrodomésticos, incorreu em várias operações mercantis durante o ano de Com base nessas informações, resolva as questões de 12 a 15. Em , a Tempo Bom Ltda obteve um empréstimo bancário no Banco Democrático S.A com prazo de vencimento para 3 meses. A classificação deste empréstimo no balanço patrimonial será no: Ativo realizável a longo prazo. Imobilizado. Patrimônio líquido. Passivo circulante. Ativo circulante. 5 A empresa comercial Tempo bom Ltda, empresa do ramo de eletrodomésticos, incorreu em várias operações mercantis durante o ano de Com base nessas informações, resolva as questões de 12 a 15. Em , a Tempo Bom Ltda comprou cinco ar condicionados para instalação na loja e três geladeiras para o refeitório dos funcionários. Qual a classificação desses bens no balanço patrimonial? Passivo circulante. Imobilizado. Ativo realizável a longo prazo. Ativo circulante. 6 A empresa comercial Tempo bom Ltda, empresa do ramo de eletrodomésticos, incorreu em várias operações mercantis durante o ano de Com base nessas informações, resolva as questões de 12 a 15. Em a Tempo Bom Ltda contratou uma empresa para a instalação dos ar condicionados na empresa. Qual a classificação desse gasto no balanço patrimonial? Ativo circulante estoques. Imobilizado. Intangível. Investimento. Despesa Operacional. 7 A empresa comercial Tempo bom Ltda, empresa do ramo de eletrodomésticos, incorreu em várias operações mercantis durante o ano de Com base nessas informações, resolva as questões de 12 a 15. Em , a Tempo Bom Ltda comprou um terreno localizado ao lado de sua loja para a construção de um estacionamento oferecendo assim mais segurança para seus clientes. Qual a classificação desse bem no Balanço Patrimonial? Investimentos. Imobilizado. Ativo circulante. Intangível. Realizável a longo prazo.

3 8 Subscrição de capital social no valor de R$ e integralização com terreno com valor de R$ , caracteriza: Diminuição no patrimônio líquido da empresa. Fato permutativo. Patrimônio líquido igual a zero. Fato modificativo. Fato misto. 9 Com base no balanço patrimonial a seguir, resolva as questões de 17 e 18, considerando a prática de balanços sucessivos. ATIVO PASSIVO Patrimônio Líquido Banco c/ movimento Capital Social Total do Ativo Total do passivo Balanço Patrimonial - t1 ATIVO Caixa Banco conta movimento Estoque PASSIVO Fornecedores Patrimônio Líquido Capital Social Total do Ativo Total do passivo Escolha a alternativa que define a transação ocorrida no balanço t1. Retirada da conta corrente para o caixa e compra de mercadorias para revenda a prazo. Compra de Mercadorias para revenda a prazo. Compra de Mercadorias para revenda a vista. Todas as alternativas estão incorretas. Retirada da conta corrente para o caixa e compra de mercadoria para revenda a vista. 10 Com base no balanço patrimonial a seguir, resolva as questões 18, considerando a prática de balanços sucessivos. Balanço Patrimonial - t1 Caixa Banco conta movimento Estoque Fornecedores Patrimônio Líquido Capital Social Total do Ativo Total do passivo

4 Balanço (t2) ATIVO Caixa Banco conta movimento Estoque PASSIVO Fornecedores Patrimônio Líquido Capital Social Não Veículos Total do Ativo Total do passivo Escolha a alternativa que define a transação ocorrida no balanço t2. Compra de imobilizado a vista. Pagamento de parte da dívida com fornecedores e compra de imobilizado a vista. Pagamento de parte da dívida com fornecedores e compra de imobilizado com cheque. Pagamento de parte da dívida com fornecedores. Compra de imobilizado a prazo 11 Uma empresa realizou as seguintes operações no mês de agosto de 2004: 1. Pagou, antecipadamente, em dinheiro, uma duplicata de seu aceite no valor de R$ ,00, obtendo um desconto de 2%. 2. Emitiu nota fiscal-fatura relativa à prestação de serviço no valor de R$ ,00, com sessenta dias de prazo para recebimento. 3. Adquiriu material de consumo no valor de R$ ,00, pagos em dinheiro, apropriando-o ao resultado do exercício. 4. Recebeu aviso bancário, comunicando que uma duplicata de sua emissão, no valor de R$ ,00, descontada no Banco, foi liquidada pelo sacado. 5. Emitiu cheque no valor de R$ ,00, sacando o dinheiro e colocando-o, em seguida, no caixa. 6. Fez empréstimos em dinheiro a um sócio no valor de R$ , Pagou aos empregados, em dinheiro, salários do mês de julho, no valor de R$ ,00, já apropriados como despesa operacional do período a que se referem. 8. Depois das operações acima citadas, passou a ter um caixa, em , de R$ ,00. O saldo inicial da conta Caixa, em , é de: R$ ,00. R$ ,00. R$ ,00. R$ ,00. R$ , Qual alternativa abaixo define melhor a contabilidade? Ciência dos números. É somente uma técnica de registro. Sistema de informação de controle patrimonial com finalidades para a tomada de decisão. Sistema organizacional. É uma ciência exata. 13 Considere as afirmativas a seguir acerca dos fatos contábeis e suas modificações no patrimônio da entidade: I A compra de um bem com dinheiro caracteriza um fato permutativo. II - Integralização do capital social com móveis e utensílios caracteriza um fato modificativo.

5 III - Pagamento de salários do mês com dinheiro caracteriza um fato modificativo. IV- Pagamento de duplicatas, com atraso, incidindo juros, caracteriza fato misto. Estão corretas as afirmativas: II, III. I, II, III e IV. I, II e IV. I, III e IV. II, e IV. 14 Defina o valor do custo das vendas com base nas seguintes informações, quando aplicáveis: PIS/Confins sobre vendas, R$280. Despesas com vendas, R$138. Devolução de vendas, R$70. Despesas financeiras, R$71. Lucro bruto, R$ Receita bruta, R$ R$140. R$152. R$178. R$128. R$ Apure o valor da Receita líquida com base nas seguintes informações quando aplicáveis: Despesa com vendas, R$100 Devolução de vendas, R$40 PIS sobre vendas, R$33 Receita bruta, R$2.000 Cofins sobre vendas, R$152 Custo das mercadorias vendidas, R$750 R$ 925 R$ R$ R$ R$ Determine o valor do lucro bruto com base nos seguintes dados, quando aplicáveis: Despesas financeiras, R$320. Custo das mercadorias vendidas, R$700. PIS sobre faturamento, R$25. Receita bruta, R$ Cofins sobre vendas, R$115. Participações, R$200. R$ 660. R$ 840. R$ R$ R$ Uma empresa comercial encerra seu exercício social em 31 de dezembro de cada ano. Em , as deduções da Receita Operacional Bruta da empresa foram de R$

6 7.680,00 e representaram 10% da Receita Operacional Bruta. Em , o Custo das Mercadorias Vendidas foi de 70% da Receita Operacional Líquida. O valor do Estoque de Mercadorias existente em foi de R$ ,00. Em o Lucro Operacional Bruto, a Receita Operacional Líquida e o Custo das Mercadorias Vendidas foram, respectivamente: R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00. R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00. R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00. R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00. R$ ,00, R$ ,00 e R$ , Analise as informações abaixo, desconsiderando os aspectos tributários. O Custo das Mercadorias Vendidas e o Resultado Operacional Líquido do período são, respectivamente: Compras de Mercadorias R$ ,00 Despesas com Aluguel R$ 1.500,00 Despesas com Propaganda R$ 3.000,00 Despesas com Salários R$ 6.000,00 Devolução de Compras de Mercadorias R$ 1.000,00 Devolução de Vendas de Mercadorias R$ 1.000,00 Estoque Final de Mercadorias R$ ,00 Estoque Inicial de Mercadorias R$ ,00 Fretes sobre Compras de Mercadorias R$ 400,00 Receita com Vendas de Mercadorias R$ ,00 Receitas Financeiras R$ 3.000,00 Seguro sobre Compras de Mercadorias R$ 1.200,00 R$ ,00 e R$ 4.900,00 R$ ,00 e R$ 9.100,00 R$ ,00 e R$ 5.900,00 R$ ,00 e R$ 8.300,00 R$ ,00 e R$ 3.900,00 19 Considerando as informações abaixo: I O plano de contas é uma relação lógica e ordenada das contas patrimoniais e de resultado; II O primeiro grau do plano de contas é distribuído por: 1-Ativo, 2-Passivo, 3-Receitas e 4-Despesas. III As contas sintéticas efetivamente recebem lançamentos a débito e crédito; IV O plano de contas é elaborado de acordo com a necessidade de cada empresa. Estão corretas as afirmativas: As afirmativas I, II e III estão corretas. As afirmativas II e III estão incorretas. As afirmativas I, II e IV estão corretas. As afirmativas III e IV estão corretas. Somente a afirmativa IV está correta. 20 Parte do Plano de contas da empresa X é assim elaborado: 1. ATIVO 1.1. CIRCULANTE Disponível Créditos Estoques Matéria-prima Calcário Cimento Polietileno È correto afirmar que: A conta Estoques pode receber lançamento a débito e a crédito. O Disponível é conta de 4º grau.

7 O é conta de 1º grau. Calcário é uma conta analítica. Polietileno é uma conta sintética. 21 É incorreto afirmar sobre o plano de contas: Contas, para a contabilidade, é uma denominação técnica dada aos elementos patrimoniais e aos elementos de resultado. O plano de contas favorece a clareza e transparência das demonstrações contábeis, bem como a uniformização dos registros. Um plano de contas apresenta diversos graus e é elaborado de acordo com as exigências fiscais. As contas sintéticas tem seu saldo a partir dos lançamentos em contas analíticas. O registro contábil deve ser feito em contas analíticas do plano de contas. 22 Serviço prestado com recebimento a vista. O lançamento contábil correto é: Débito em conta corrente bancária e crédito em receita de serviços. Débito em duplicatas a receber e crédito em receita de serviços. Débito em duplicatas a receber e crédito em receita de vendas Débito em duplicatas a receber e crédito em receita antecipada de serviços. Débito em contas a receber e crédito em receita de serviços. 23 É exemplo de fato contábil, ou seja, permite registro contábil: Festa de aniversário dos funcionários. Compra de um computador. Mudança de sala de trabalho da secretária do diretor. Jogo recreativo da fábrica. Agenda de reuniões dos acionistas. 24 O lançamento contábil da questão anterior gera o seguinte efeito: Aumento somente em conta patrimonial. Diminuição em contas patrimoniais. Aumento somente em conta de resultado. Aumento em contas de resultado e patrimonial. Diminuição em contas de resultado. 25 Compra de Móveis e utensílios a prazo gera os seguintes efeitos no patrimônio: Diminuição no passivo. Diminuição no ativo. Aumento no ativo. Aumento no ativo e no passivo. Diminuição no ativo e no passivo. 26 O encerramento das contas de resultado, arroladas dentre as contas relacionadas abaixo, evidencia: Contas Saldos Bancos Conta Movimento R$ 800,00 Caixa R$ 350,00 Capital Social R$ 1.600,00 Despesas Antecipadas de Juros R$ 1.800,00 Despesas com Energia Elétrica R$ 60,00 Despesas com Material de Escritório R$ 120,00 Despesas com Publicidade R$ 250,00 Despesas com Salários R$ 500,00 Despesas de Seguros R$ 100,00 Duplicatas a Pagar R$ 500,00 Duplicatas a Receber R$ 500,00 Impostos R$ 500,00 Instalações R$ 600,00 Lucros Acumulados R$ 230,00 Móveis e Utensílios R$ 1.000,00 Receitas de Serviços a Prestar R$ 1.200,00 Receitas de Serviços Prestados R$ 1.650,00 Receitas Financeiras R$ 400,00 Salários a Pagar R$ 500,00

8 R$ 520,00 de lucro. R$ 80,00 de prejuízo. R$ 120,00 de lucro. R$ 750,00 de lucro. R$ 850,00 de lucro. 27 Tendo em vista as contas e saldos abaixo, marque a alternativa representativa dos somatórios dos saldos devedores e credores, respectivamente: Contas Saldos Ações em Tesouraria R$ ,00 Adiantamentos a Fornecedores R$ 2.500,00 Adiantamentos de Clientes R$ 2.200,00 Bancos Conta Movimento R$ 2.000,00 Capital Social R$ ,00 Clientes R$ ,00 Duplicatas Descontadas R$ 8.000,00 Empréstimos a Pagar R$ ,00 Juros Pagos Antecipadamente R$ 800,00 Lucros Acumulados R$ 4.200,00 Mercadorias R$ ,00 Participações em Coligadas R$ 7.000,00 Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa R$ 1.050,00 Receitas de Exercícios Futuros R$ ,00 Reservas de Lucros R$ 1.500,00 Tributos a Recolher R$ 3.500,00 R$ ,00 e R$ ,00 R$ ,00 e R$ ,00 R$ ,00 e R$ ,00 R$ ,00 e R$ ,00 R$ ,00 e R$ ,00 28 Na compra de escrivaninha, à vista, a conta devedora ( aplicação) será: Títulos a pagar Imóveis Caixa Despesas pagas antecipadamente Móveis e utensílios 29 Indique a operação que corresponde ao seguinte lançamento: (débito ou aplicação) Títulos a pagar (crédito ou origem) Caixa Recebimento de receita. Recebimento de crédito. Pagamento de dívida. Pagamento de despesa. Integralização de capital em dinheiro. 30 Na venda de um terreno a prazo, as contas devedora e credora serão, respectivamente: Imóveis e caixa. Títulos a receber e imóveis. Imóveis e títulos a pagar. Caixa e imóveis. Imóveis e receita de exercícios futuros. 31 O balancete de verificação da empresa Casca Grossa S.A., em X1, era o seguinte: Casca Grossa S.A. Em $ Contas Saldo devedor Saldo credor

9 Bancos conta movimento Caixa Veículos Seguros pagos antecipadamente Empréstimos bancários Capital Reservas Receitas Recebidas Antecipadamente Despesas de Salários Despesas financeiras Despesas de impostos Receitas de serviços Receitas financeiras Total Após a apuração do resultado do exercício o lucro líquido é: R$ R$ R$ R$ R$ Em uma determinada empresa o saldo da conta despesas administrativas tinha o valor de R$ Na apuração do resultado do exercício, o contador faz os lançamentos de encerramento das contas de resultado. Indique qual o registro de encerramento das contas de despesas que o contador deve fazer: Débito: Despesas Administrativas e Crédito: ARE Débito: ARE e Crédito: Despesas Administrativas Débito: Prejuízos Acumulados e Crédito: ARE Débito: Despesas Administrativas e Crédito: Lucros Acumulados Débito: Lucros Acumulados e Crédito: Despesas Administrativas 33 A. Vendas (-) Custo das Mercadorias Vendidas. B. Total das Receitas (-) Total das despesas. C. (Estoque Incial + Compras) Estoque Final. D. Estoque Inicial + Compras Considerando as infomações acima, marque a alternativa com a correlação certa. A. Lucro Líquido B. Custo da mercadoria vendida C. Mercadoria à disposição para venda D. Lucro bruto A. Lucro bruto B. Custo da mercadoria vendida C. Lucro líquido D. Mercadoria à disposição para venda A. Lucro bruto B. Lucro líquido C. Custo da mercadoria vendida D. Mercadoria à disposição para venda A. Lucro Líquido B. Lucro Bruto C. Mercadorias à disposição para venda D. Custo da mercadoria vendida A. Lucro bruto B. Lucro líquido C. Mercadoria à disposição para venda D. custo da mercadoria vendida 34 É exemplo de fato contábil, ou seja, permite registro contábil: Identificação, registro e comunicação. Somente registro. Registro e comunicação. Identificação e comunicação. Identificação e registro. 35 No recebimento de uma duplicata de cliente com juros, qual(is) a(s) conta(s) de saldo devedor? Caixa. Duplicatas a pagar. Receita de juros. Juros pagos. Receita de juros e caixa. 36 Na venda de mercadorias à vista, qual(is) a(s) conta(s) de saldo credor?

10 Mercadorias. Duplicata a receber e custo da mercadoria vendida. Receita de vendas. Custo da mercadoria vendida. Duplicatas a receber. 37 De acordo com a Deliberação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no. 29, a contabilidade é e deve ser um instrumento gerencial de tomada de decisão. De acordo com essa Deliberação escolha qual a alternativa que define melhor a função do profissional de contabilidade. Elaborar a folha de pagamento dos funcionários. Produzir informações úteis aos usuários da contabilidade para a tomada de decisão. Atender o fisco. Coletar dados de interesse dos sindicatos. Fazer a declaração do imposto de renda dos clientes. 38 Os bens que a empresa possui são representados por contas de: Ativo. Receita. Passivo. Compensação. Despesa. 39 O ativo Máquinas e Equipamentos pode ser classificado como: Bem intangível. Bem imaterial. Não corresponde a nenhuma classificação anterior. Bem imóvel. Bem tangível. 40 Qual das alternativas representa a equação do equilíbrio contábil? Ativo + despesas passivo = patrimônio líquido. Patrimônio Líquido + passivo = ativo. Ativo + passivo = patrimônio líquido. Ativo + despesas passivo = patrimônio líquido receitas. Ativo = PL. 41 Ativo Bens Passivo Obrigações exigíveis Direitos Patrimônio líquido Total do ativo Total do passivo O balanço patrimonial acima apresenta: Situação líquida negativa. Situação líquida nula. Inexistência de capital de terceiros. Situação líquida positiva. Inexistência de capital próprio. Salvar sem enviar Enviar tudo e terminar Documentação de Moodle relativa a esta página Contabilidade Geral

PROVOU 2011 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

PROVOU 2011 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná Processo Seletivo para Ocupação de Vagas Remanescentes nos Cursos de Graduação PROVOU 2011 Candidato: inscrição - nome do candidato Curso: código - nome

Leia mais

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas 10. Balanço Patrimonial 10.1 Plano de Contas É um elemento sistematizado e metódico de todas as contas movimentadas por uma empresa. Cada empresa deverá ter seu próprio plano de contas de acordo com suas

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação a conceitos, objetivos e finalidades da contabilidade, julgue os itens que se seguem. 51 Auxiliar um governo no processo de fiscalização tributária é uma das finalidades

Leia mais

Unidade II CONTABILIDADE. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade II CONTABILIDADE. Prof. Jean Cavaleiro Unidade II CONTABILIDADE Prof. Jean Cavaleiro Objetivo Conhecer a estrutura do balanço patrimonial: ativo; passivo. Conhecer a estrutura do DRE. Conhecer a estrutura do DFC: direto; indireto. Balanço patrimonial

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

Princípios Fundamentais Contabilidade

Princípios Fundamentais Contabilidade Princípios Fundamentais Contabilidade 1 Princípios Contábeis. Resolução CFC 750 de 29 de dezembro de 1993. Art. 3 São Princípios de Contabilidade:(2) I o da ENTIDADE; II o da CONTINUIDADE; III o da OPORTUNIDADE;

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Texto para as questões de 31 a 35 conta saldo despesa de salários 10 COFINS a recolher 20 despesas de manutenção e conservação 20 despesa de depreciação 20 PIS a recolher 30 despesas

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR Classifique as contas que geralmente caem em concursos e, muitas vezes, geram dúvidas. Banco c/ Movimento Banco conta Empréstimo Empréstimos a Diretores ou Acionistas Numerários em Trânsito Adiantamento

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS

GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS AMORTIZAÇÃO: Representa a conta que registra a diminuição do valor dos bens intangíveis registrados no ativo permanente, é a perda de valor de capital aplicado na aquisição

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA I

GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA I GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA I BALANÇO PATRIMONIAL 2 CONCEITO É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, o Patrimônio e o Patrimônio Líquido

Leia mais

Balanço Patrimonial: Grupo de Contas

Balanço Patrimonial: Grupo de Contas 3 Balanço Patrimonial: Grupo de Contas 3.1 JUSTIFICATIVAS Como foi visto no capítulo anterior, o Balanço Patrimonial é constituído de Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido. O Ativo, por sua vez, compõe-se

Leia mais

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS 1. O Patrimônio Líquido divide-se em: a) Investimentos, Reservas de Capital, Reservas de Lucros e Lucros ou Prejuízos Acumulados. b) Capital Social, Reservas de Capital,

Leia mais

PLANO DE CONTAS ATIVO - CONTAS DEVEDORAS PASSIVO - CONTAS CREDORAS DESPESAS - CONTAS DEVEDORAS RECEITAS - CONTAS CREDORAS APURAÇÃO DE RESULTADO

PLANO DE CONTAS ATIVO - CONTAS DEVEDORAS PASSIVO - CONTAS CREDORAS DESPESAS - CONTAS DEVEDORAS RECEITAS - CONTAS CREDORAS APURAÇÃO DE RESULTADO PLANO DE CONTAS O plano de Contas normalmente é composto de cinco grupos. ATIVO - CONTAS DEVEDORAS PASSIVO - CONTAS CREDORAS DESPESAS - CONTAS DEVEDORAS RECEITAS - CONTAS CREDORAS APURAÇÃO DE RESULTADO

Leia mais

Professor conteudista: Hildebrando Oliveira

Professor conteudista: Hildebrando Oliveira Contabilidade Professor conteudista: Hildebrando Oliveira Sumário CONTABILIDADE Unidade I 1 CONCEITO DE CONTABILIDADE...1 2 OBJETO DA CONTABILIDADE...2 3 O BALANÇO PATRIMONIAL...3 4 A CONTA...4 O RESULTADO...6

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL. Adquira esta e outras aulas em www.acheiconcursos.com.br CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL

CONTABILIDADE GERAL. Adquira esta e outras aulas em www.acheiconcursos.com.br CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL CONTABILIDADE GERAL Adquira esta e outras aulas em www.acheiconcursos.com.br AULA Nº 1: Resolução da prova de Contabilidade Geral do TRF-2000 CONTABILIDADE GERAL CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO DA RECEITA

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Demonstrações Contábeis - balanço patrimonial; - demonstração do resultado do exercício; e, - demonstração de lucros ou prejuízos acumulados.

Leia mais

Aula 2 - Técnicas contábeis e Demonstrações Financeiras. Prof Adelino Correia

Aula 2 - Técnicas contábeis e Demonstrações Financeiras. Prof Adelino Correia Tema: Técnicas Contábeis e Demonstrações Financeiras MATERIAL DE APOIO - ENVIADO PELO PROFESSOR Índice 1. Síntese Técnicas Contábeis e Demonstrações Financeiras 2. Simulado 3. Gabarito Aula 2 - Técnicas

Leia mais

1º CASO Cia. INVESTIDORA S.A.

1º CASO Cia. INVESTIDORA S.A. 1º CASO Cia. INVESTIDORA S.A. O quadro a seguir apresenta o Balancete de Verificação da Cia. Investidora S.A. em 31/12/X1. Contas Saldo ($) Contas Saldo ($) Depósitos Bancários 182.000 Financiamentos L.

Leia mais

Lista de Exercícios ENADE

Lista de Exercícios ENADE Curso: ADMINISTRAÇÃO Data: Goiânia 15/09/2012 Disciplina: Contabilidade Geral Turma: ADM 03 Turno: Noturno Carga Horária: 72 Professor: Esp. Erik Silva. Lista de Exercícios ENADE Exercício n.01 (IRB-2004-ESAF)

Leia mais

Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro

Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro Faculdade Atenas Maranhense - FAMA Professor: Esp. CLEIDIANA SACCHETTO Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU

Leia mais

6/8/2012. Contabilidade Intermediária. Aula 1 Apuração do Resultado do Exercício. Objetivos. Objetivos. Profa. Ma. Simone Maria Menezes Dias

6/8/2012. Contabilidade Intermediária. Aula 1 Apuração do Resultado do Exercício. Objetivos. Objetivos. Profa. Ma. Simone Maria Menezes Dias Contabilidade Intermediária Aula 1 Apuração do Resultado do Exercício Profa. Ma. Simone Maria Menezes Dias Objetivos Entender a sistemática do Balancete de Verificação. Utilizar o Balancete de Verificação

Leia mais

mhtml:file://c:\documents and Settings\6009\Meus documentos\glossário DE T...

mhtml:file://c:\documents and Settings\6009\Meus documentos\glossário DE T... Page 1 of 6 Portal de Obras Legislação Guias e Cursos Downloads GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS Compilado pela Equipe do Portal de Contabilidade AMORTIZAÇÃO: Representa a conta que registra a diminuição

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

QUESTÕES POTENCIAIS DE PROVA TROPA DE ELITE CURSO AEP PROF. ALEXANDRE AMÉRICO

QUESTÕES POTENCIAIS DE PROVA TROPA DE ELITE CURSO AEP PROF. ALEXANDRE AMÉRICO QUESTÕES POTENCIAIS DE PROVA TROPA DE ELITE CURSO AEP PROF. ALEXANDRE AMÉRICO Considere que o sistema contábil da empresa comercial Zeta S.A. tenha se extraviado logo no primeiro exercício de constituição

Leia mais

Como representar em termos monetários a riqueza de uma organização em determinado momento?

Como representar em termos monetários a riqueza de uma organização em determinado momento? USP-FEA Disciplina: EAC0111 - Noções de Contabilidade para Administradores TEMA 2. (BP) Profa. Dra. Joanília Cia (joanilia@usp.br) Quais são os objetivos do tópico... - Reconhecer os componentes e os grupos

Leia mais

Balanço Patrimonial. Flavio Mangili Ferreira. mangiliferreira.com

Balanço Patrimonial. Flavio Mangili Ferreira. mangiliferreira.com Balanço Patrimonial Conceito O balanço patrimonial da entidade é a relação de seus ativos, passivos e patrimônio líquido em uma data específica (CPC PME, 2009). Grupos de contas Ativo é um recurso controlado

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

CONCEITO BALANÇO PATRIMONIAL 24/8/2012. Renato Tognere Ferron

CONCEITO BALANÇO PATRIMONIAL 24/8/2012. Renato Tognere Ferron BALANÇO PATRIMONIAL Renato Tognere Ferron CONCEITO É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, o Patrimônio e o Patrimônio Líquido da Entidade.

Leia mais

Cada prova possuirá 20 (vinte) questões objetivas e 1 (uma) questão discursiva. A prova terá duração de 2 (duas) horas, com início às 9h.

Cada prova possuirá 20 (vinte) questões objetivas e 1 (uma) questão discursiva. A prova terá duração de 2 (duas) horas, com início às 9h. O Exame de Suficiência em Contabilidade aplicado aos alunos ingressantes nos cursos de pós graduação lato sensu da FECAP, abaixo listados, é requisito para a obtenção do certificado de conclusão de curso

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - CIÊNCIAS CONTÁBEIS QUESTÕES

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - CIÊNCIAS CONTÁBEIS QUESTÕES QUESTÕES 01) Fazem parte do grupo de contas do : A) Duplicatas a Receber Caixa Duplicatas a Pagar. B) Terrenos Banco Conta Movimento Credores Diversos. C) Duplicatas a Pagar Caixa Adiantamentos de Clientes.

Leia mais

Correção da Prova. Questões: 1, 2, 3, 4, 5 Contabilidade Geral

Correção da Prova. Questões: 1, 2, 3, 4, 5 Contabilidade Geral Correção da Prova Questões: 1, 2, 3, 4, 5 Contabilidade Geral Questão 1 - Acerca das demonstrações contábeis, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA. I. O recebimento de caixa resultante

Leia mais

Contabilidade Geral e Avançada Correção da Prova AFRFB 2009 Gabarito 1 Parte 1 Prof. Moraes Junior CONTABILIDADE GERAL E AVANÇADA

Contabilidade Geral e Avançada Correção da Prova AFRFB 2009 Gabarito 1 Parte 1 Prof. Moraes Junior CONTABILIDADE GERAL E AVANÇADA CONTABILIDADE GERAL E AVANÇADA 1. O Conselho Federal de Contabilidade, considerando que a evolução ocorrida na área da Ciência Contábil reclamava a atualização substantiva e adjetiva de seus princípios,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTABILIDADE «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTABILIDADE « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTABILIDADE «21. A respeito das funções da Contabilidade, tem-se a administrativa e a econômica. Qual das alternativas abaixo apresenta uma função econômica? a) Evitar erros

Leia mais

ISS/Niterói 2015 Simulado 2 Resolução da Prova de Contabilidade Geral Professor Feliphe Araújo

ISS/Niterói 2015 Simulado 2 Resolução da Prova de Contabilidade Geral Professor Feliphe Araújo ISS/Niterói 2015 Simulado 2 Resolução da Prova de Contabilidade Geral Professor Feliphe Araújo Prof. Luciano Moura 1 de 6 (Questão Inédita ) As contas escrituradas no livro razão da empresa Aprovados S/A,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Em cada um dos próximos itens, é apresentada uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada acerca de escrituração e análise e conciliações contábeis. 51 Um cliente liquidou antecipadamente

Leia mais

Básico Fiscal. Contabilidade Avançada. Módulo 1. 20 Exercícios de Apoio. Prof. Cláudio Cardoso

Básico Fiscal. Contabilidade Avançada. Módulo 1. 20 Exercícios de Apoio. Prof. Cláudio Cardoso Básico Fiscal Contabilidade Avançada Módulo 1 20 Exercícios de Apoio Prof. Cláudio Cardoso 1. (Analista CVM/2003 FCC Adaptada) A Cia. Omega comprou, à vista, ações representativas de 20% do capital votante

Leia mais

Sistema de contas. Capítulo 2 Sistema de contas

Sistema de contas. Capítulo 2 Sistema de contas Sistema de contas Capítulo 2 Sistema de contas SUMÁRIO: 1. Conceito 2. Teoria das contas 2.1. Teoria personalística (ou personalista) 2.2. Teoria materialística (ou materialista) 2.3. Teoria patrimonialista

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA

CONTABILIDADE BÁSICA CONTABILIDADE BÁSICA RESUMIDA on line http://www.grupoempresarial.adm.br 8/5/2014 21:32 Página 1 de 12 PARTE 1 / ASPECTOS TEÓRICOS INICIAIS Conteúdo sinótico 1. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade

Leia mais

CAPÍTULO 5 DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS - DLPA LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS

CAPÍTULO 5 DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS - DLPA LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS MATERIAL DE ACOMPANHAMENTO CAPÍTULOS 5,6,7 e 8 CAPÍTULO 5 DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS - DLPA LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS DESTINAÇÕES 1. Ajustes (-) Exerc. Anteriores 2. Transf. P/

Leia mais

T D P. Escrita Contábil ALUNO PROFESSOR TURMA

T D P. Escrita Contábil ALUNO PROFESSOR TURMA T D P Escrita Contábil ALUNO TURMA PROFESSOR 1 1) Com base no dia-a-dia da empresa abaixo, responda as questões que seguem: Rômulo e Arnaldo são sócios da empresa TUDO ERRADO LTDA. A loja exerce suas atividades

Leia mais

REGIMES CONTÁBEIS RECEITAS E DESPESAS

REGIMES CONTÁBEIS RECEITAS E DESPESAS CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA I ELEMENTOS DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REGIMES CONTÁBEIS RECEITAS E DESPESAS Prof. Emanoel Truta ELEMENTOS DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Os Elementos das Demonstrações Contábeis

Leia mais

FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO CIÊNCIAS CONTÁBEIS SIMULADO MULTIDISCIPLINAR - SiM 6 Período - 2º SEMESTRE 2009.

FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO CIÊNCIAS CONTÁBEIS SIMULADO MULTIDISCIPLINAR - SiM 6 Período - 2º SEMESTRE 2009. FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO CIÊNCIAS CONTÁBEIS SIMULADO MULTIDISCIPLINAR - SiM 6 Período - 2º SEMESTRE 2009 Aluno(a): Turma: Data: 14/12/2009 Avaliação Contabilidade Avançada II 1ª Questão

Leia mais

Os valores totais do Ativo e do Patrimônio Líquido são, respectivamente,

Os valores totais do Ativo e do Patrimônio Líquido são, respectivamente, Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Exercícios de Contabilidade Professora Niuza Adriane da Silva 1º A empresa XYZ adquire mercadorias para revenda, com promessa de pagamento em 3 parcelas iguais, sendo

Leia mais

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 10 Demonstração do Fluxo de Caixa. Conteúdo

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 10 Demonstração do Fluxo de Caixa. Conteúdo Aula 10 Demonstração do Fluxo de Caixa. Conteúdo 12. Demonstração do Fluxo de Caixa 2 12.1. Introdução 2 12.2. Conceitos Importantes 2 12.3. Atividades Operacionais 5 12.4. Atividades de Investimento 7

Leia mais

Prof. Walter Dominas

Prof. Walter Dominas Unidade II CONTABILIDADE AVANÇADA Prof. Walter Dominas Consolidação das demonstrações contábeis A Consolidação das Demonstrações Contábeis é uma técnica que permite conhecer a posição financeira de um

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre a Demonstração do Valor Adicionado DVA, que foi recentemente tornada obrigatória para as companhias abertas pela Lei 11.638/07, que incluiu o inciso V ao art. 176

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA UMA ANÁLISE SIMPLIFICADA

GESTÃO FINANCEIRA UMA ANÁLISE SIMPLIFICADA GESTÃO FINANCEIRA UMA ANÁLISE SIMPLIFICADA Pág. 1 Índice 1. BALANCETE... 3 2. BALANÇO... 5 3. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS... 10 4. RESUMO... 12 Pág. 2 1. BALANCETE O balancete é um documento contabilístico

Leia mais

Palestra. Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - Novas Normas Contábeis. Março 2012.

Palestra. Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - Novas Normas Contábeis. Março 2012. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

ATIVIDADE ESTRUTURADA

ATIVIDADE ESTRUTURADA ATIVIDADE ESTRUTURADA Disciplina: Análise das Demonstrações Financeiras Curso: Administração Prof.: Marcelo Valverde Período: 5º Pontos: de 0 a 2,0p AV1 Pede-se: 1) A análise financeira se utiliza de dois

Leia mais

0001 CNPJ: Código T Classificação Nome

0001 CNPJ: Código T Classificação Nome 000..678/000-9 S ATIVO S. ATIVO CIRCULANTE S.. DISPONIVEL S...0 CAIXA...0.00 CAIXA GERAL 6...0.00 FUNDO FIXO DE CAIXA 7 S...0 BANCOS CONTA MOVIMENTO 8...0.00 BANCO DO BRASIL 9...0.00 CAIXA ECONOMICA FEDERAL

Leia mais

Bens - É tudo aquilo suscetível de avaliação econômica servindo para satisfazer as necessidades humanas.

Bens - É tudo aquilo suscetível de avaliação econômica servindo para satisfazer as necessidades humanas. NOÇÕES DE CONTABILIDADE E FINANÇAS Prof. Adelino Correa 12/8/2011 Contabilidade: é a ciência que estudo o PATRIMÔNIO em suas variações quantitativas e qualitativas. - aspectos quantitativos = montante,

Leia mais

Contabilidade Decifrada Exercícios 2007 - agosto

Contabilidade Decifrada Exercícios 2007 - agosto 1 Princípios fundamentais... 2 1.1 AFRF 2002 - março... 2 1.2 Técnico da Receita Federal 2003... 3 2 ESTRUTURA PATRIMONIAL... 4 2.1 AFTN 1996... 4 2.2 AFTN 1998... 4 2.3 AFRF 2000... 5 2.4 AFRF 2002 -

Leia mais

TÉCNICO(A) DE CONTABILIDADE JÚNIOR

TÉCNICO(A) DE CONTABILIDADE JÚNIOR 34 EDITAL N o 1 PETROBRAS / PSP RH - 1/2012 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 60 (sessenta) questões objetivas,

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Adiantamento para futuro Capital Prejuízos aumento Explicativa n o social acumulados Subtotal de capital Total SALDO EM 01 DE DEZEMBRO DE 2010 255.719.100

Leia mais

CURSOS ON-LINE CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR AULA 11: EXERCÍCIOS (CONTINUAÇÃO)

CURSOS ON-LINE CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR AULA 11: EXERCÍCIOS (CONTINUAÇÃO) AULA 11: EXERCÍCIOS (CONTINUAÇÃO) 11- (AFRE MG/ESAF 2005) Duas empresas coligadas avaliam seus investimentos pelo método da equivalência patrimonial. A primeira empresa tem Ativo Permanente de R$ 500.000,00,

Leia mais

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa V Pagamento de fornecedores Retenção de IRF sobre serviços Retenção de IRF sobre salários Pró-labore Integralização de capital em dinheiro Integralização de capital em bens Depreciação ICMS sobre vendas

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

EXERCICIOS: MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS 2010 EXERCICIO Nº 02 _ CIA. MUZAMBINHO EXERCICIO Nº 01 _ CIA ATLANTIDA

EXERCICIOS: MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS 2010 EXERCICIO Nº 02 _ CIA. MUZAMBINHO EXERCICIO Nº 01 _ CIA ATLANTIDA EXERCICIO Nº 01 _ CIA ATLANTIDA Operações da Cia Atlântida no mês de janeiro de 20x1: 1) 03/jan Adquiriu móveis e utensílios a prazo por $ 800; 2) 08/jan - Comprou veiculo a vista por $ 5.000 (em cheque);

Leia mais

Unidade II ESTRUTURA DAS. Prof. Me. Alexandre Saramelli

Unidade II ESTRUTURA DAS. Prof. Me. Alexandre Saramelli Unidade II ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Me. Alexandre Saramelli Estrutura das demonstrações contábeis Relatório Anual Porto Seguro Introdução Processo de Convergência Contábil Internacional

Leia mais

Contas. Osni Moura Ribeiro ; Contabilidade Fundamental 1, Editora Saraiva- ISBN 9788502065901

Contas. Osni Moura Ribeiro ; Contabilidade Fundamental 1, Editora Saraiva- ISBN 9788502065901 Contas 2.1. Conceito Na sua linguagem cotidiana, o que representa a palavra conta? Você poderá responder: Uma operação aritmética de soma, subtração, multiplicação ou divisão; A conta de água e esgoto,

Leia mais

Comentários da prova SEFAZ-PI Disciplina: Contabilidade Geral Professor: Feliphe Araújo

Comentários da prova SEFAZ-PI Disciplina: Contabilidade Geral Professor: Feliphe Araújo Disciplina: Professor: Feliphe Araújo Olá amigos, Comentários da prova SEFAZ-PI ANÁLISE DA PROVA DE CONTABILIDADE GERAL - SEFAZ-PI Trago para vocês os comentários da prova da SEFAZ-PI realizado no último

Leia mais

Contabilidade Empresarial

Contabilidade Empresarial Contabilidade Empresarial PROGRAMA DO CURSO Conceitos básicos de contabilidade Balanço patrimonial Demonstrativo de resultado de exercício Demonstrativo de fluxo de caixa Demonstrativo das Origens e Aplicações

Leia mais

CONTABILIDADE NA PRÁTICA, RÁPIDA E FÁCIL

CONTABILIDADE NA PRÁTICA, RÁPIDA E FÁCIL 1 CONTABILIDADE NA PRÁTICA, RÁPIDA E FÁCIL 2 SUMÁRIO CONTABILIDADE, INFORMAÇÃO CONTÁBIL...3 PATRIMÔNIO...3 METODOS DAS PARTIDAS DOBRADAS...7 BALANÇO PATRIMONIAL...7 FÓRUMULAS DE LANÇAMENTOS...7 RETIFICAÇÃO

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

WWW.aplicms.com.br Aula de Apuração do Resultado (ARE) Prof. Pedro A. Silva (67) 3382-9772

WWW.aplicms.com.br Aula de Apuração do Resultado (ARE) Prof. Pedro A. Silva (67) 3382-9772 WWW.aplicms.com.br Aula de Apuração do Resultado (ARE) Prof. Pedro A. Silva (67) 3382-9772 Receitas x Despesas Podemos conceituar receitas como todos os recursos, em princípio, provenientes da venda de

Leia mais

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público www.qconcursos.com ]

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público www.qconcursos.com ] 01 - Q223454A contabilidade foi definida no I Congresso Brasileiro de Contabilidade como: a ciência que estuda e pratica as funções de orientação, controle e registro relativo aos atos e fatos da administração

Leia mais

Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC. Renato Tognere Ferron

Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC. Renato Tognere Ferron Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC Renato Tognere Ferron Relatórios Contábeis Relatórios Contábeis Obrigatórios Exigidos pela Lei das Sociedades por ações Sociedade Anônima Deverão ser publicados Ltdas.

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade. Aula: 04 Prof.: Adelino Corrêa DATA: 26/10/2008. 13. Operações com mercadoria

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade. Aula: 04 Prof.: Adelino Corrêa DATA: 26/10/2008. 13. Operações com mercadoria 13. Operações com mercadoria Na comercialização de mercadoria (principal objeto de empresa comercial) existirão os tributos; entre eles o ICMS que será estudado na compra e venda da mercadoria. Impostos

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01 1 1.00.00.00.000000 10000 **** A T I V O **** 01 1 1.01.00.00.000000 10050 CIRCULANTE 01 1.01 1.01.01.00.000000 10100 DISPONIBILIDADES 01 1.01.01 1.01.01.01.000000 10150 CAIXA 01 1.01.01.01.00 1.01.01.02.000000

Leia mais

1. Noções Introdutórias. Contabilidade é a ciência que estuda e controla o patrimônio em suas variações quantitativas e qualitativas.

1. Noções Introdutórias. Contabilidade é a ciência que estuda e controla o patrimônio em suas variações quantitativas e qualitativas. 1.1 Definições de Contabilidade 1. Noções Introdutórias Contabilidade é a ciência que estuda e controla o patrimônio em suas variações quantitativas e qualitativas. 1.2 Objeto da Contabilidade O Patrimônio

Leia mais

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 5

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 5 Aula 5 Provisões. Depreciação, Amortização e Exaustão. Conteúdo 6. Provisões; 2 6.1. Provisões em Geral 2 6.2. Provisões do Ativo 3 6.2.1. Provisão para Ajuste ao Valor de Mercado 4 6.2.1.1. Instrumentos

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte TEORIA DA CONTABILIDADE 1. CONTA: Conta é o nome técnico que identifica cada componente patrimonial (bem, direito ou obrigação), bem como identifica um componente de resultado (receita ou despesas). As

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

Aula 2 Contextualização

Aula 2 Contextualização Planejamento Financeiro Aula 2 Contextualização Profa. Claudia Abramczuk Definição da quantidade de capital para investimento Movimentações financeiras constituem o patrimônio da empresa O bom planejamento

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE JUNDIAÍ

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE JUNDIAÍ Prof.º Alexandre Schuster Apostila - 3 8. APURAÇÃO DO RESULTADO CONTABILIDADE A cada exercício social (normalmente um ano) a empresa deve apurar o resultado dos seus negócios. Para saber se obteve lucro

Leia mais

4. O balancete de verificação de uma certa empresa apresentava os seguintes saldos em 31.12.x1: $ 4.500 $ 2.750 $ 800 $ 4.250

4. O balancete de verificação de uma certa empresa apresentava os seguintes saldos em 31.12.x1: $ 4.500 $ 2.750 $ 800 $ 4.250 MÚLTIPLA ESCOLHA 1 Não integra o Ativo: a contas representativas de origem dos recursos b contas com saldo devedor c contas representativas de bens d contas representativas de direitos e capital fixo e

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES PROCESSO SELETIVO TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA (TRV) 2ª ETAPA EDITAL 02/2015-COPESE DATA: 08/02/2015. HORÁRIO: das 09 às 12 horas

CADERNO DE QUESTÕES PROCESSO SELETIVO TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA (TRV) 2ª ETAPA EDITAL 02/2015-COPESE DATA: 08/02/2015. HORÁRIO: das 09 às 12 horas Realização: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CADERNO DE QUESTÕES PROCESSO SELETIVO TRANSFERÊNCIA VOLUNTÁRIA (TRV) 2ª ETAPA EDITAL 02/2015-COPESE CURSO: BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Leia mais

Pessoal, ACE-TCU-2007 Auditoria Governamental - CESPE Resolução da Prova de Contabilidade Geral, Análise e Custos

Pessoal, ACE-TCU-2007 Auditoria Governamental - CESPE Resolução da Prova de Contabilidade Geral, Análise e Custos Pessoal, Hoje, disponibilizo a resolução da prova de Contabilidade Geral, de Análise das Demonstrações Contábeis e de Contabilidade de Custos do Concurso para o TCU realizado no último final de semana.

Leia mais

BALANCETES E RELATÓRIOS

BALANCETES E RELATÓRIOS Matéria - Contabilidade SUMÁRIO 1. Considerações Iniciais 2. Balancetes NBC T 2.7 3. Modelos de Balancetes 4. Relatórios 4.1. Relatórios por área de responsabilidade BALANCETES E RELATÓRIOS 5. Balancetes

Leia mais

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603 Conta Descrição 0/06/0 //0 Ativo Total.0.76.05.68.0 Ativo Circulante 955.080 89.60.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 5.8 7.9.0.0.0 Bens Numerários.0.0.0 Depósitos Bancários.69 6..0.0.0 Aplicações Financeiras.9.5.0.0

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE

CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE Princípios Fundamentais de Contabilidade...02 Patrimônio: Ativo, Passivo e PL...04 Fatos Contábeis e Respectivas Variações

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE AUTOR: PROF. FRANCISCO GLAUBER LIMA MOTA E-MAIL: motaglauber@gmail.com CONCEITO: CONTABILIDADE CIÊNCIA QUE ESTUDA E PRATICA AS FUNÇÕES DE REGISTRO, CONTROLE E ORIENTAÇÃO

Leia mais

FLUXO DE CAIXA: UMA ABORDAGEM GERENCIAL

FLUXO DE CAIXA: UMA ABORDAGEM GERENCIAL FLUXO DE CAIXA: UMA ABORDAGEM GERENCIAL Renato Lopes da Silva (G UEM) Cristiani Passolongo Noveli (UEM) RESUMO O caixa da empresa é formado por seus ativos circulantes montantes depositados em contas bancárias

Leia mais

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Mário Leitão Estrutura das Demonstrações Financeiras A análise das demonstrações financeiras exige conhecimento do que representa cada conta que nela figura. Há

Leia mais

Vamos à prova: Analista Administrativo ANEEL 2006 ESAF

Vamos à prova: Analista Administrativo ANEEL 2006 ESAF Pessoal, hoje trago a prova que a ESAF realizou recentemente para o concurso de Analista da ANEEL. A prova é interessante, pois houve várias questões mal formuladas, mas que não foram anuladas pela Banca.

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31/12/2014

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31/12/2014 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31/12/2014 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Conselho Regional de Psicologia 7ª Região CRPRS, criado pela Lei 5.766/71, constitui uma Autarquia Federal

Leia mais

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Ao Morro do Chapéu Golfe Clube Belo Horizonte, 28 de fevereiro de 2014. Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Anexamos às seguintes demonstrações: 1. Balanço Patrimonial: apresenta a situação patrimonial

Leia mais

1 Demonstrações Obrigatórias - Lei das S/A x Pronunciamentos Técnicos CPC

1 Demonstrações Obrigatórias - Lei das S/A x Pronunciamentos Técnicos CPC Sumário 1 Demonstrações Obrigatórias - Lei das S/A x Pronunciamentos Técnicos CPC... 1 1.1 Base Normativa... 1 1.2 Balanço Patrimonial... 2 1.3 Demonstração do Resultado, e do Resultado Abrangente... 4

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO: MÊS DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c = (a-b)

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012, de 2011 e de 2010

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012, de 2011 e de 2010 ABCD Gonçalves & Tortola S.A. Demonstrações financeiras em Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações de resultados 7 Demonstrações

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 15

PROVA ESPECÍFICA Cargo 15 14 PROVA ESPECÍFICA Cargo 15 QUESTÃO 31 O Ativo representa um conjunto de: a) bens intangíveis. b) dinheiro na empresa. c) bens para investimento. d) bens e direitos da empresa. QUESTÃO 32 Um pagamento

Leia mais

ANÁLISE E APLICAÇÃO DOS ÍNDICES DE LIQUIDEZ APLICADOS AS EMPRESAS EM GERAL COM BASE EM SEUS EMONSTRATIVOS CONTÁBEIS

ANÁLISE E APLICAÇÃO DOS ÍNDICES DE LIQUIDEZ APLICADOS AS EMPRESAS EM GERAL COM BASE EM SEUS EMONSTRATIVOS CONTÁBEIS ANÁLISE E APLICAÇÃO DOS ÍNDICES DE LIQUIDEZ APLICADOS AS EMPRESAS EM GERAL COM BASE EM SEUS EMONSTRATIVOS CONTÁBEIS PAULO NAZARENO CARDOSO DA SILVA GRADUANDO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE

Leia mais

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014 Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas Demonstrações financeiras em IFRS e baseadas nos Pronunciamentos Técnicos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC em

Leia mais

Prof. Me. Alexandre Saramelli. Unidade III ESTRUTURA DAS

Prof. Me. Alexandre Saramelli. Unidade III ESTRUTURA DAS Prof. Me. Alexandre Saramelli Unidade III ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Estrutura das demonstrações contábeis Dividida em quatro Unidades: Unidade I 1. Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados

Leia mais

Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08)

Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08) Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08) Aprova a Orientação OCPC - 01 do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata de Entidades de Incorporação Imobiliária. A PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS página 1 07. Onde é classificado o Subgrupo Estoques no plano de contas? 01. São acontecimentos que ocorrem na empresa e que não provocam alterações no Patrimônio: A) Atos Administrativos

Leia mais