MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: CONSTRUÇÃO DE 22 (VINTE E DUAS) UNIDADES HABITACIONAL DOIS QUARTOS LOCAL: VILA ESPLANADA I GOIATUBA GO. ÁREA ÚTIL: 49,98 m 2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: CONSTRUÇÃO DE 22 (VINTE E DUAS) UNIDADES HABITACIONAL DOIS QUARTOS LOCAL: VILA ESPLANADA I GOIATUBA GO. ÁREA ÚTIL: 49,98 m 2"

Transcrição

1 MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: CONSTRUÇÃO DE 22 (VINTE E DUAS) UNIDADES HABITACIONAL DOIS QUARTOS LOCAL: VILA ESPLANADA I GOIATUBA GO. ÁREA ÚTIL: 49,98 m 2 Página 1 de 13

2 1.- INTRODUÇÃO O presente memorial descritivo refere-se à construção de 12 (doze) Unidades Habitacionais 2 Quartos, na Vila Esplanada I GOIATUBA GO., com área de 44,98 m 2 /unidade, totalizando 539,76 m 2. As áreas dos ambientes estão relacionadas a seguir. ITEM AMBIENTE ÁREA UNIDADE 1 HALL 1,22 M2 2 QUARTO 1 7,27 M2 3 QUARTO 2 7,27 M2 4 BANHEIRO 2,22 M2 5 SALA 9,71 M2 6 COZINHA 5,95 M2 7 ÁREA DE SERVIÇO 4,15 TOTAL 37,79 M2 2. GENERALIDADES 2.1- O presente Memorial Descritivo tem por objetivo estabelecer as condições que presidirão o desenvolvimento das obras e serviços, e instituir os direitos e obrigações da PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA, adiante designada CONTRATANTE, e da firma Construtora, adiante designada da CONTRATADA. 2.2 Este Memorial Descritivo, juntamente com o projeto de arquitetura, os projetos complementares e respectivos detalhes ficarão fazendo parte integrante do contrato e valendo como se no mesmo caderno efetivamente transcrito fossem. 3.- ORIENTAÇÃO GERAL E FISCALIZAÇÃO 3.1 A obra deverá ser iniciada, no máximo, 10 (dez) dias consecutivos após a emissão da ordem de serviços pela CONTRATANTE. 3.2 A CONTRATANTE poderá manter na obra, engenheiros, arquitetos, e preposto seus, adiante designada por FISCALIZAÇÃO, com autorização para exercer, em Página 2 de 13

3 nome do CONTRATANTE, toda e qualquer ação de orientação geral, controle e fiscalização das obras serviços de construção. 3.2 As relações mútuas entre a CONTRATANTE e a CONTRATADA serão mantidas por intermédio da FISCALIZAÇÃO É a CONTRATADA obrigada a facilitar meticulosa fiscalização dos materiais, execução das obras e serviços contratados, facultando à FISCALIZAÇÃO, o acesso a todas as partes da obra. Obriga-se, do mesmo modo, a facilitar a fiscalização em oficinas, depósitos, armazéns ou dependências onde se encontrem materiais destinados à construção. 3.4 A CONTRATANTE por meio da FISCALIZAÇÃO, não aceitará serviços, para que com cuja execução, não tenham sido observados os princípios de boa técnica e os preceitos a seguir estabelecer e fará demolir por conta e risco da CONTRATANTE, em todo ou em parte, os referidos serviços mal executados. 3.5 Tem a FISCALIZAÇÃO, pelas normas aqui estabelecidas para suspender total ou parcialmente, os serviços da obra, sempre que julgar conveniente, por razões técnicas, disciplinares ou outras e sem prejuízos das penalidades a que ficar sujeito a CONTRATADA e sem que esta tenha direito a qualquer indenização, no caso de não ser atendida, dentro de 48 (quarebta e oito) horas, qualquer reclamação sobre defeito essencial em serviço executado ou material posto na obra. 3.6 É a CONTRATADA obrigada a retirar da obra, imediatamente após comunicação da FISCALIZAÇÃO, qualquer empregado, tarefeiro, empreiteiro, operário ou subordinado seu que, a critério da FISCALIZAÇÃO, venha demonstra conduta nociva ou incapacidade técnica. 3.7 Em caso de divergência entre os elementos dos projetos, serão observados os seguintes critérios: a- Divergência entre os espaços/desenhos de escalas diferentes prevalecerão opção de maior escala. b- Divergência entre cotas assinaladas e suas dimensões em escala prevalecerão às primeiras. c- Divergência entre elementos não assinalados nos itens anteriores prevalecerá o critério e a interpretação da FISCALIZAÇÃO, em cada caso. d- Divergência entre Memorial Descritivo e os projetos, prevalece o primeiro Todos os casos omissos na especificações, memoriais ou projetos serão esclarecidos e resolvidos formalmente de comum acordo com a FISCALIZAÇÃO. Página 3 de 13

4 3.10- A CONTRATANTE fornecerá cópias dos projetos de arquitetura e complementares com os respectivos memoriais. Aprovação de todos os projetos junto aos órgãos competentes sera responsabilidade da CONTRATANTE. 4. ADMINISTRAÇÃO DA OBRA 4.1 A CONTRATADA deverá planejar, assessorar e controlar a obra para que seja concluída satisfatoriamente em um prazo estimuladode 120 (cento e vinte) dias. Iniciada a obra, deve a CONTRATADA executá-la contínua e regularmento dentro do cronograma estabelecido. Ocorrida ou verificada a possibilidade de qualquer atraso nas etapas programadas, pode a FISCALIZAÇÃO ordenar o aumento de pessoal e/ou do horário de trabalho, cabendo à CONTRATADA os ônus ou eventuais prejuízos daí decorrentes Para a prefeita execução e completo acabamento das obras e serviços referidos neste Memorial Descritivo, a CONTRATADA se obriga, sob responsabilidade legais vigentes, a prestar toda a assistência técnica e administrativa necessária para imprimir andamento conveniente aos trabalhos A direção geral da obra ficará a cargo de um engenheiro, devidamente registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, auxiliado por um Mestre de Obras, a fim de atender a FISCALIZAÇÃO e prestar todos os estalecimentos sobre o andamento dos serviços. 4.4 SUB-EMPREITEIRAS Todos os serviços sub-contratados deverão ser submetidos à aprovação do CONTRATANTE. Os serviços a cargo de diferentes firmas contratadas serão articuladas entre si de modo a proporcionar o andamento mais harmonioso para a obra Qualquer dúvida concernente ao disposto no item precedente deverá ser resolvida entre as referidas firmas, com interferência da FISCALIZAÇÃO, a qual poderá decidir em definitivo e sem apelação Os pagamentos de encargos sociais, registros, e ainda, demais exigências e tributos que incidirem sobre os serviços e pessoal, será de exclusiva responsabilidade da CONTRATADA. Todas as despesas provenientes de serviços executados fora do horário de expediente normal de trabalho ficarão a cargo da CONTRATADA. Página 4 de 13

5 5.- MATERIAIS, MÃO-DE-OBRA E EQUIPAMENTOS Para as obras e serviços aqui descritos, caberá à CONTRATADA fornecer e conservar equipamentos macânicos, ferramentas e os materiais necessários, bem como aliciar mão-de-obra capacitada e idônea, de modo a reunir permanentemente em serviços uma equipe homogênea de operários, mestre e encarregados que assegurem processos satisfatórios aos serviços, para conclusão da obra no prazo fixado, conforme referido em contrato A CONTRATADA somente empregará na obra profissional competentes, hábil e disciplinados. Qualquer pessoa que for incapaz ou inconveniente na realização dos serviços da obra será apontada pela FISCALIZAÇÃO e deverá ser imediatamente afastada dos serviços Todos os materiais a serem empregados serão de 1a qualidade e todos os serviços serão executados em completa obediência aos princípios da boa técnica. Serviços e materiais deverão satisfazer rigorosamente às Normas Brasileiras e a estas especificações. 6.- INSTALAÇÕES DA OBRA 6.1- Serão executadas todos os serviços preliminares necessários tais como, ligações provisórias de energia elétrica a cargo da CONTRATADA obedecendo aos padrões da CELG. O fornecimento de energia ficará a cargo da CONTRATADA. Durante todo o tempo de construção da edificação, até a sua entrega provisória Será procedida periódica remoção de todo entulho e detritos que venham a acumular no terreno, no decorrer da hora. A obra deverá ser mantida constantemente limpa e orgazinada, para que se evite acidentes e se tenha um bom funcionamento dos processos construtivos. 7. LIMPEZA 7.1- Todo o entulho proveniente das escavações serão carregados e transportados, para local definido pela CONTRATANTE. 8.- ESCAVAÇÕES Página 5 de 13

6 8.1- As cavas de fundações e outras partes previstas abaixo do nível do terreno serão executadas pela CONTRATADA de acordo com os projetos de fundações e demais projetos de obra. 9.- LOCAÇÃO 9.1- A locação da obra será de responsabilidade da CONTRATANTE No início da obra, deverá ser conferida a exatidão do gabarito, caso seja constatado alguma irregularidade deverá ser comunicado a FISCALIZAÇÃO. Caso contrário ficará entendido como aceito tal situação e todas as consequências da existência de algum erro, futuramente serão de responsabilidade da CONTRATADA. 10. FUNDAÇÃO A fundação da obra, executada de acordo com os projetos será de responsabilidade da CONTRATADA Para a execução da fundação só será admitido concreto com a resistência estipulada no projeto de fundação fck 18mpa As ferragens utilizadas deverão ser executadas com vergalhões de aço com bitolas e características de acordo com o projeto de fundação com as especificações da ABNT. 11. ESTRUTURA 11.1 FÔRMAS As fôrmas a serem utilizadas para todas as peças estruturais de concreto armado serão de chapas de compensado resina 12 mm e/ou tábuas, tomando-se sempre todos os cuidados para garantir a integridade das peças FERRAGENS As ferragens (armaduras) deverão ser executadas com vergalhões de aço com bitolas e características de acordo com o projeto estrutural e de acordo com as especificações da ABNT. Página 6 de 13

7 A ferragem deverá ser dobrada com os projetos, tanto da fundação quanto da estrutura. Esse deve apresentar-se em bom estado, livre de ferrugens, graxa, substâncias gordurosas ou outras que possam prejudicar a perfeita aderência ao concreto Não será permitido o uso de ferragem que, após a dobragem, apresente fissura A armadura não poderá ficar em contato direto com a forma obedecendose para isso o recobrimento mínimo de 2,0 cm. Para garantir o recobrimento da ferragem deverá ser ulilizador de plástico. 12. ALVENARIAS E DIVISÓRIAS 12.1 As alvenarias externas e internas serão executadas em tijolos cerâmicos furados, de primeira qualidade Os tijolos cerâmicos furados deverão ter dimensões 10x20x20cm ou 10x15x30 e resistência de 1,00 Mpa O preparo da aragamassas deverá ser executado mecanicamente devendo durar, no mínimo, 9 segundos a partir do momento em que todos os elementos forem lançados na betoneira Deverá ser preparada as quantidades de armagassa na medida das necessidades dos serviços para o uso diário, não podendo ser empregada argamassa endurecida antes do início de seu uso. Não poderá ser usada argamassa retirada ou caída das alvenarias A areia usada na argamassa deverá ser quartzosa, isenta de argila, gravetos, mica, impureza orgânica, etc. O cimento a ser adicionado não poderá apresentar sinais de empedramento. A cal ou produtos equivalente deverá ser comprado ensacado, já hidratado de fábrica. Não é permitido o uso de saibro Para o assentamento dos tijolos cerâmicos, bem como para o revestimento, será utilizada argamassa no traço 1:2:8 (cimento:cal:areia) em volume, sendo que a mistura de cal e areia deverá descansar o período recomendado pelo fabricante da cal, antes da adição do cimento O assentamento dos componentes cerâmicos e de concreto será executado com juntas de armarração. Estas deverão ser no máximo 10 mm. As fiadas serão perfeitamente niveldas, alinhadas e aprumadas. Para o alinhamento vertical da Página 7 de 13

8 alvenaria prumada será utilizadas o prumo de pedreiro. O excesso da argamassa de assentamento deverá ser retirada após a colocação dos componentes cerâmicos e de concreto, garantindo a boa aparência da alvenaria VERGAS E CONTRAVERGAS Sobre os vãos de portas e janelas serão colocadas vergas. Sob os vão de janelas serão colocadas contra-vergas em forma de catoneira (concreto armado). Estas terão, pelo menos, 30 com para cada lado e terá altura mínima de 10 cm e espessura segundo a alvenaria correspondente. 13. ESQUADRIAS 13.1 As portas de acesso e janelas serão executadas em chapas de ferro N.12, nas dimensões informadas no projeto de arquitetura, com pintura esmalte sintético As superfícies das esquadrias metálicas deverão receber pintura antiferrugem de boa aderência, em duas demãos Serão recusadas peças com sinais de ferrugem, descolamentos ou defeitos que comprometam sua finalidade, funcionalidade e aparência As portas internas serão executadas em chapas de ferro, nas dimensões informadas no projeto de arquitetura, com pintura esmalte sintético Caberá à CONTRATADA responsabilidade pelo prumo e nível das esquadrias e pelo perfeito funcionamento das mesmas As aberturas nas esquadrias para a colocação de ferragens, deverão ter dimensões exatamente iguais às das peças a serem instaladas. 14. FERRAGENS 14.1 As fechaduras terão maçaneta tipo alavanca e serão colocadas de acordo com as especificações do fabricante. Serão da marca IMAB, ou FONTE, ou FAMA, ou AROUCA, ou BRASIL ou equivalente. Na sua colocação e fixação deverão ser tomados todos os cuidados para que os rebordos e os encaixes tenham forma exata, não sendo permitidas esforços na ferragem para seu ajuste. Não serão toleradas folgas que exijam correção com massa, pedaços de madeira e/ou metal, ou outros procedimentos As dobradiças serão de 3 x 3.1/2, na marca AROUCA, ou BRASIL ou equivalente. Cada folha de porta terá 3 dobradiças. Na sua colocação e fixação deverão ser tomados todos os cuidados para que os rebordos e os encaixes tenham Página 8 de 13

9 forma exata, não permitidos esforços na ferragem para seu ajuste. Não serão tolerados folgas que exijam correção com massa, pedaços de madeiras e/ou ferro, ou outros procedimentos. 15. VIDROS 15.1 Os vidros das esquadrias serão mini-boreal, 3 mm, incolor A vedação dos vidros deverá será feita com massa própria para vidros. Antes da colocação dos vidros, os caixilhos das esquadrias deverão estar bem limpos. 16. ESTRUTURA DE MADEIRA 16.1 A estrutura da cobertura será de madeira. Esta deverá receber tratamento com cupinicida antes da colocação das telhas. 17. COBERTURA 17.1 A cobertura será em telha cerâmica colonial-plan tipo americana, com inclinação conforme definida em projeto de arquitetura. 18. IMPERMEABILIZAÇÃO 18.1 As vigas baldrames deverão ter camadas regularizadora com argamassa 1:4 (cimento/areia) aditiva com Sika 1, na proporção indicada pelo fabricante, sem descontinuidade de modo a recobrir toda a superfície superior das vigas, seus perímetros laterais e toda a área em contato com a terra. Depois de processada a cura desta argamassa, deverá ser aplicada, pintura betuminosa, em tantas demãos quando necessário para obter consumo mínimo de 2Kg/m 2 do produto, sendo que na última camada, deverá ser salpicada areia lavada grossa sobre o produto, para melhorar a aderência da alvenaria e revestimento que serão assentados. 19. REVESTIMENTO DE PAREDES EXTERNAS 19.1 Todas as áreas externas deverão ser chapiscadas e rebocadas. Página 9 de 13

10 19.2 A argamassa utilizada para execução do reboco terá traço 1:2:8 (cimento:cal hidratada:areia média). Caso a espessura final do reboco ultrapasse 2,0 cm, este revestimento deverá ser executado em camadas de 2,0 cm espessura, aguardando o término da pega da argamassa para aplicação da camada posterior É exigível a utilização de réguas desempenadeiras de alumínio em bom estado de conservação, para sarrafear a argamassa do reboco e, para posteriormente ser executado o desempenho da parede com o uso de desempenadeira ou esponja, para receber a pintura PVA. 2.0 REVESTIMENTO DE PAREDES INTERNAS 20.1 Todas as parades internas deverão ser chapiscadas, rebocadas ou emboçadas As argamassas serão preparadas de acordo com as informações desde caderno Todas as peças estruturais que serão rebocadas deverão ser chapiscadas com argamassa traço 1:3 (cimento: areia grossa). Estas superfícies deverão ser limpas a vassoura e abundantemente molhadas antes de receber aplicação desde tipo de revestimento O reboco e/ou emboço, só serão iniciados após completa pega da argamassa da alvenaria, e depois de embutidas todas as pega da argamassa da alvenaria, e depois de embutidas todas as tubulações que por elas devam passar A argamassa utilizada para execução do reboco e emboço (área onde será a barra lisa h=1,60 m) terá traço 1:2:8 (cimento: cal hidratada : areia média). A espessura dos mesmos não deverá ultrapassar 2,0 cm. Caso a espessura final do reboco/emboço ultrapasse 2,0 cm, este revestimento deverá ser executado em camadas de 2,0 cm de espessura, aguardando o término da pega da argamassa para aplicação da camada posterior Haverá obediência ao prumo, esquadro, desempenamento das superfícies e perfeito alinhamento de encontro entre as paredes e tetos e entre paredes adjacentes É exigível a utilização de réguas desempenadeiras de alumínio em bom estado de conversação sarrafear a argamassa do reboco, para posteriormente ser executado o desempeno da parede com uso de desempenadeira de aço, para receber a pintura. Página 10 de 13

11 20.8 O emboço deverá ter acabamento apenas sarrafeado para recebimento do barrado de cimento queimado (barra lisa até h=1,60 m) Todas as paredes do banheiro receberão barrado de cimento queimado natural, até a altura de 1,60 m. 21 PAVIMENTAÇÃO 21.1 CONTRAPISO Na área do térreo, será aplicado sob todo o piso em contato com o solo, após o devido nivelamento e apiloamento do terreno, de modo a constituir superfície firme e resistência uniforme, uma camada de 5 cm de concreto, no traço de 1:3:5 ( cimento: areia lavada grossa: brita 1) Todas as dependências terão revestimento do tipo cimentado liso de cor natural (e=5,0 cm). 2.2 PINTURA 22.1 As superfícies de paredes de alvenarias a serem pintadas receberão limpeza completa para remoção de qualquer mancha ou material sólido a elas aderido As tintas das paredes internas e externas a serem pintadas serão látex acrílico As esquadrias metálicas receberão pintura esmalte Toda pintura será executada conforme orientação técnica do fabricante, em quantas demãos quanto necessárias para um perfeito acabamento, nas cores indicadas pela Fiscalização. 23. INSTALAÇÃO HIDRO-SANITARIAS 23.1 De acordo com os projetos e respectivos memorial/legenda contidos no mesmo. 24. LOUÇAS / METAIS / BANACADAS 24.1 Os vasos sanitários serão de louça, da marca Celite, Ideal Standard ou equivalente nas cores branco. Página 11 de 13

12 24.2 Os lavatórios com colunas de louça, serão da marca Ideal Standard, Celite ou equivalente nas cores branco, com engate flexível de PVC e válvula de metal As torneiras dos lavatórios dos banheiros e da cozinha serão da marca MPS, ICO, KELLY ou equivalente Os acabamento de registro serão da marca MPS, ICO, KELLY ou equivalente A pia da cozinha e o tanque serão de mármore sintético, conforme especificações no projeto e planilhas. 25. INSTALAÇOES ELÉTRICA 25.1 De acordo com as especificações contidas no projeto e nas planilhas de preços; 26. LIMPEZA FINAL DA OBRA 26.1 A obra será entregue em perfeito estado de limpeza e conservação, devendo apresentar perfeito funcionamento em todas suas instalações, equipamentos e aparelhos Na execução dos serviços de limpeza deverão ser tomadas todas as precauções no sentido de evitar danos aos materiais de acabamento. É proibida a utilização de qualquer tipo de ácido para limpeza de pisos e louças Não serão aceitos respingos de tinta ou massa em quaisquer superfícies Os vidros serão perfeitamente limpos As ferragens e metais serão completamente polídos Os pisos deverão ser lavados e as sobras de rejunto e outros materiais retirados As louças serão lavadas com sabão neutro. Página 12 de 13

13 26.8 Ao término dos serviços diários, serão removidos todos os entulhos da obra e armazenado em caçamba adequada, sendo cuidadosamente limpos os acessos por onde se transporte o entulho Toda a pintura deverá encontrar-se em perfeito estado de conservação e limpeza para o recebimento da obra. Goiatuba-GO, 18 de outubro de 2013 Engº Civil ALESSANDRO OLIVEIRA- CREA /D-GO Prefeitura Municipal de Goiatuba Página 13 de 13

IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO

IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO Especificação Destinada Construção do Núcleo de Empresas Junior INTRODUÇÃO A execução dos serviços referente Construção do Núcleo de Empresas Junior, obedecerá

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 025/2009

MEMORIAL DESCRITIVO 025/2009 MEMORIAL DESCRITIVO 025/2009 PROPRIETÁRIO: CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON. OBRA: ENDEREÇO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REALIZAR REFORMA E ADEQUAÇÃO NA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA.

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. Dados da Obra: Endereço da obra: Rua Amazonas, nº512, Centro. Parte

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROPONENTE: Prefeitura Municipal de Chapada OBRA: Cobertura de Quadra de Esportes e Equipamentos ÁREA: 640,00m² LOCAL: Tesouras Chapada RS O Memorial Descritivo

Leia mais

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP.

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP. MEMORIAL DESCRITIVO RECONSTRUÇÃO DO ALBERGUE JUNTO AO PRESIDIO ESTADUAL DE VACARIA RS. VACARIA RS. GENERALIDADES: Este Memorial Descritivo tem a função de propiciar a perfeita compreensão do projeto e

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO NORMAS GERAIS:

MEMORIAL DESCRITIVO NORMAS GERAIS: MEMORIAL DESCRITIVO INFORMAÇÕES GERAIS: OBRA: REFORMA E ADAPTAÇÃO DE P.S.F. CIDADE/UF: GOIATUBA / GO DATA: ABRIL DE 2013. UNIDADE: RECREIO DOS BANDEIRANTES (307) NORMAS GERAIS: 1. Os materiais e serviços

Leia mais

Recuperação das Casas destinadas ao atendimento de residências estudantis, no Campus da Fazenda Experimental.

Recuperação das Casas destinadas ao atendimento de residências estudantis, no Campus da Fazenda Experimental. PROJETO BÁSICO Recuperação das Casas destinadas ao atendimento de residências estudantis, no Campus da Fazenda Experimental. 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1 Título do Projeto Recuperação das Casas destinadas

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3. PRÉDIO 3.1.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC MEMORIAL DESCRITIVO 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO O presente Memorial Descritivo tem por finalidade estabelecer as condições que orientarão os serviços de construção,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Construção Unidade Básica de Saúde PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIQUE DOBLE.

MEMORIAL DESCRITIVO. Construção Unidade Básica de Saúde PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIQUE DOBLE. MEMORIAL DESCRITIVO Construção Unidade Básica de Saúde TIPO DE CONSTRUÇÃO: Prédio em Alvenaria UBS Unidade Básica de Saúde da Sede do município. LOCAL: Rua Édimo Luiz Tonial na cidade de Cacique Doble

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA Projeto:... REFORMA POSTO DE SAÚDE Proprietário:... PREFEITURA MUNICIPAL DE IRAÍ Endereço:... RUA TORRES GONÇALVES, N 537 Área a Reformar:... 257,84

Leia mais

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca FABRICANTE Eternit TIPO ESP. LOCAL APLIC. Ondulada 6mm Coberta da Cloaca COR - As telhas serão de fibrocimento 6mm, Eternit ou equivalente técnico de procedência conhecida e idônea, textura homogênea,

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DA GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DA GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO: CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON OBRA: ENDEREÇO: REFORMA E ADEQUAÇÃO DE SALAS NO PRÉDIO DA UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE UNN, VISANDO A INSTALAÇÃO DO POSTO DE ENSAIO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 1. DESCRIÇÃO DA OBRA As presentes especificações, bem como

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR SECRETARIA MUNICPAL DE EDUCAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR SECRETARIA MUNICPAL DE EDUCAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: REFORMA DA ESCOLA ALCIDES TOMBINI LOCALIZAÇÃO: Rua Augusto Driessen Bairro: Sorgatto 1. DEMOLIÇÕES Todas as paredes internas dos banheiros deverão ser demolidas. Todo o revestimento

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma de Prédio Delegacia CRA Proprietário: Conselho Regional de administração Endereço: Av. Presidente Getulio Vargas, N 2.923 Área: 110,00 m² 1.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO CORRETIVA E PREVENTIVA EM TODAS AS UNIDADES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO LINHARES - ES

MEMORIAL DESCRITIVO SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO CORRETIVA E PREVENTIVA EM TODAS AS UNIDADES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO LINHARES - ES MEMORIAL DESCRITIVO SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO CORRETIVA E PREVENTIVA EM TODAS AS UNIDADES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO LINHARES - ES 1 1. INTRODUÇÃO O memorial se refere aos Serviços de Manutenção

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.4 LIMPEZA PERMANENTE DA OBRA Durante a execução, até a entrega definitiva da obra, a mesma será mantida permanentemente limpa.

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.4 LIMPEZA PERMANENTE DA OBRA Durante a execução, até a entrega definitiva da obra, a mesma será mantida permanentemente limpa. Identificação da obra: RESIDENCIAL ANCHIETA GOLD Rua Anchieta nº 5034 Projeto e execução: A3 Arquitetura e Krolow Construção e Comércio. MEMORIAL DESCRITIVO 1. SERVIÇOS PRELIMINARES E GERAIS 1.1 SERVIÇOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1 DESCRIÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1 DESCRIÇÃO Página 1 de 9 MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Reforma na Unidade Sanitária Sede de Guarujá do Sul PROPRIETÁRIO: LOCAL: Rua Governador Jorge Lacerda, 448, Centro, Guarujá do Sul (SC) ÁREA TOTAL DA EDIFICAÇÃO:

Leia mais

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO CADERNO TÉCNICO

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO CADERNO TÉCNICO ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO CADERNO TÉCNICO PROCESSO 01/2012 CONVITE 01/2012 PARTE A MEMORIAL DESCRITIVO 1. CARACTERIZAÇÃO DA OBRA 2. OBJETIVOS PARTE B ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. INSTALAÇÃO DO CANTEIRO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO, ESPECIFICAÇÕES E NORMAS DE EXECUÇÃO DESCRIÇÃO DA OBRA/SERVIÇO E DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO, ESPECIFICAÇÕES E NORMAS DE EXECUÇÃO DESCRIÇÃO DA OBRA/SERVIÇO E DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO, ESPECIFICAÇÕES E NORMAS DE EXECUÇÃO Obra: ESCOLA DE ENSINO INFANTIL - PROINFÂNCIA Local da obra: Rua 39 Vila Vaz Fontoura Xavier - RS Proprietário: MUNICÍPIO DE FONTOURA XAVIER Responsável

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO.

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO CASTANHAL (PA) MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. ABRIL/2014 REFORMA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE

MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE Rua Clemente Pinto, 146. Pág. 1 / 9 1 GENERALIDADES E DISPOSIÇÕES GERAIS O presente memorial descritivo tem por objetivo especificar o tipo, qualidade e

Leia mais

PROPRIETÁRIO AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUÇÃO DE REFORMAS NO PAVILHÃO 01

PROPRIETÁRIO AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUÇÃO DE REFORMAS NO PAVILHÃO 01 MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUÇÃO DE REFORMAS NO PAVILHÃO 01 LOCALIZAÇÃO CENTRO DE EXPOSIÇÕES E CONGRESSOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES REFORMA DO EDIFÍCIO BRASCAR

Leia mais

- - primeira qualidade de primeira 1.8 - Execução dos Serviços e Acesso à Obra

- - primeira qualidade de primeira 1.8 - Execução dos Serviços e Acesso à Obra MEMORIAL DESCRITIVO OBRA : AMPLIAÇÃO DE ESCOLA EM ALVENARIA PROPRIETÁRO: PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM - ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CARAS PINTADAS ENDEREÇO: PARTE DA CHÁCARA NUMERO 19 LOTE

Leia mais

ANEXO VI PROJETO BÁSICO CONSTRUÇÃO DE MURO PRÉ-MOLDADO TIPO TRAPEZOIDAL E NYLOFOR, PAVIMENTAÇÃO EM PÓ DE PEDRA E PEDRISCO E CALÇADA CASA DO MEL

ANEXO VI PROJETO BÁSICO CONSTRUÇÃO DE MURO PRÉ-MOLDADO TIPO TRAPEZOIDAL E NYLOFOR, PAVIMENTAÇÃO EM PÓ DE PEDRA E PEDRISCO E CALÇADA CASA DO MEL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS ANEXO VI PROJETO BÁSICO CONSTRUÇÃO DE MURO PRÉ-MOLDADO TIPO TRAPEZOIDAL E NYLOFOR, PAVIMENTAÇÃO EM PÓ DE PEDRA

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CONCLUSÃO DA QUADRA DA ESCOLA ALTO BONITO. Rua Florêncio Busatto - Caçador SC.

MEMORIAL DESCRITIVO CONCLUSÃO DA QUADRA DA ESCOLA ALTO BONITO. Rua Florêncio Busatto - Caçador SC. MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo tem por objetivo descrever os serviços, materiais e técnicas construtivas a serem utilizadas na execução da obra abaixo qualificada. DADOS FÍSICOS LEGAIS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO CLIENTE: OBJETIVO: OBRA: PROJETO: LOCAL: CIDADE: MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO 21º ANDAR EDIFICIO CENTRAL REFORMA 21º ANDAR EDIFÍCIO CENTRAL RUA CALDAS JUNIOR Nº 120-21º ANDAR- Centro Porto Alegre/RS

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO OBRA: C.E.P. EM ARTES BASILEU FRANÇA E ESCOLA DE ARTES VEIGA VALLE LOCAL: GOIÂNIA - GO ASSUNTO: REFORMA NA COBERTURA, FORRO, ESQUADRIAS, INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, PINTURA E PISO. DATA: 15/04/2005. MEMORIAL

Leia mais

Obra: Ampliação da E.M.E.I. Pequeno Polegar Endereço: Rua Pinheiro Machado, nº 568 - Não-Me-Toque/RS Área: 259,35 m² ÍTEM DISCRIMINAÇÃO CUSTO UNITÁRIO CUSTO CUSTO TOTAL UNID QUANT TOTAL Material MO UNITÁRIO

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DATA agosto/2013 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.2 74209/001 Aquisição e assentamento de placas de obra em aço galvanizado. Abrigo Provisorio de madeira executado na obra para m² 6,00 157,35 944,10 1.3 01520.8.1.1

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais

Projeto Executivo Prancha 01 Inst Plantas de Lay-out das Instalações Elétricas do 1 e 2 pavimentos SERVIÇOS A EXECUTAR:

Projeto Executivo Prancha 01 Inst Plantas de Lay-out das Instalações Elétricas do 1 e 2 pavimentos SERVIÇOS A EXECUTAR: MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE AMPLIAÇÃO DO POSTO DE SAÚDE MUNICIPAL DE ILÓPOLIS / RS OBJETIVO O presente Memorial Descritivo tem por objetivo estabelecer as diretrizes básicas do projeto de arquitetura,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Nome/Nº RE.PRO.023. Memorial Descritivo (7.3.2)

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Nome/Nº RE.PRO.023. Memorial Descritivo (7.3.2) 02/07/22 12/12/22 Versão MEMORIAL DESCRITIVO RESIDENCIAL NERIÁ Rua A.J. Renner, 1.390 Estância Velha Canoas / RS Arquivo: P:\SGQ\Registros\ e Desenvolvimento\0-RE.PRO.023 - Memorial Descritivo V.\Residencial

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Ampliação E.M.E.I. Manoel dos Santos Ribeiro Bairro José Alcebíades de Oliveira GENERALIDADES Execução por Empreitada Global O presente memorial

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE EDUC, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTR SERVIÇOS MELHORIAS DA INFRAESTRUTURA DO CAMPUS IFRN/SÃO PAULO DO POTENGI DATA: 25/07/24 S/BDI C/ BDI C/BDI

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CANOAS - RS

ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CANOAS - RS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CANOAS - RS 2 INDICE 1. ESTRUTURA DE CONCRETO ARMADO... 3 1.1. Lastros... 3 1.1.1. Lastro de Brita para Fundações... 4 1.1.2. Lastro de Concreto Magro... 4 1.2. Formas...

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO EEFM PROFª. MARIA AFONSINA DINIZ OBRA: REFORMA DA QUADRA, CANTINA, WC MASCULINO E FEMININO.

MEMORIAL DESCRITIVO EEFM PROFª. MARIA AFONSINA DINIZ OBRA: REFORMA DA QUADRA, CANTINA, WC MASCULINO E FEMININO. ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO EEFM PROFª. MARIA AFONSINA DINIZ OBRA: REFORMA DA QUADRA, CANTINA, WC MASCULINO E FEMININO. JUSTIFICATIVA DA OBRA A estrutura física da escola reflete diretamente na qualidade

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS DE EDIFICAÇÕES

CADERNO DE ENCARGOS DE EDIFICAÇÕES COHAB-MG Versão 01 HISTÓRICO DAS REVISÕES HISTÓRICO DAS REVISÕES VERSÃO DATA DESCRIÇÃO 01 01/06/07 Emissão inicial SUMÁRIO SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 7 1 SERVIÇOS INICIAIS... 12 1.1 Locações... 12 2 FUNDAÇÕES...

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

Edificações - revestimento de paredes

Edificações - revestimento de paredes MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

Revestimento de fachadas: aspectos executivos

Revestimento de fachadas: aspectos executivos UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Setembro, 2009 Revestimento de fachadas: aspectos executivos Eng.º Antônio Freitas da Silva Filho Engenheiro Civil pela UFBA Julho de 1982; Engenheiro da Concreta Tecnologia

Leia mais

ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA. Planilha Orçamentária

ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA. Planilha Orçamentária ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- Embrapa Coordenadoria de Engenharia e Arquitetura-CEN/DRM PLANILHA DE ORÇAMENTO UNIDADE: Embrapa Algodão OBRA: REFORMA DO LABORATÓRIO

Leia mais

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 1 1.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas 01520.8.1.1 m² 7,50 1.2 Ligação provisória de água para a obra

Leia mais

PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS - DATA: 03/06/2013

PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS - DATA: 03/06/2013 IDENTIFICAÇÃO DA FIRMA PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS - DATA: 03/06/2013 OBRA REFORMA DO DEPRA Localização: AV. São Paulo-Bairro dos Estados-Paraíba-Brasil PREÇOS PROPOSTOS PREÇOS: SINAPI / C/BDI=

Leia mais

PROJETO DE EDIFICAÇÕES RURAIS

PROJETO DE EDIFICAÇÕES RURAIS Universidade Federal de Goiás Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos Setor de Engenharia Rural PROJETO DE EDIFICAÇÕES RURAIS Construções e Eletrificação Rural Prof. Dr. Regis de Castro Ferreira

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC MEMORIAL DESCRITIVO 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO O presente Memorial Descritivo tem por finalidade estabelecer as condições que orientarão os serviços de construção,

Leia mais

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: REFORMA, ADEQUAÇÃO E AMPLIAÇÃO DA CRECHE CRIANÇA FELIZ LOCAL: BALNEÁRIO ICARAÍ DE IGUAPE 1. Descrição As adequações e ampliações da Creche Criança feliz visam melhorar o atendimento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A EXECUÇÃO DE UM MURO EM CONCRETO ARMADO, NO CANTEIRO CENTRAL DA RUA ÁLVARO ALVIN.

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A EXECUÇÃO DE UM MURO EM CONCRETO ARMADO, NO CANTEIRO CENTRAL DA RUA ÁLVARO ALVIN. TERMO DE REFERÊNCIA PARA A EXECUÇÃO DE UM MURO EM CONCRETO ARMADO, NO CANTEIRO CENTRAL DA RUA ÁLVARO ALVIN. ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1- GENERALIDADES 1.1- Trata a presente Licitação na execução

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR PEDRINHO Estado de Santa Catarina

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR PEDRINHO Estado de Santa Catarina MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Obra: AMPLIAÇÃO UNIDADE DE SAÚDE CENTRAL Local: Rua Santa Catarina, Centro Área de Ampliação: 161,82 m² Município: Doutor Pedrinho SC Data: Novembro / 2015

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO. Planilha Orçamentária ITEM DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANT. PR. UNIT.(R$) VALOR (R$)

PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO. Planilha Orçamentária ITEM DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANT. PR. UNIT.(R$) VALOR (R$) 1.0 1.1 Placa de obra em chapa de aço galvanizado m² 1,00 245,51 245,51 1.2 Locação da obra através de gabarito de tábuas corridas pontaletadas m² 52,00 5,80 301,60 1.3 Ligação provisória de energia elétrica

Leia mais

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS ENDEREÇO: Rua nº 01 - Loteamento Maria Laura ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² 1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 1.1 Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas

Leia mais

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA REMODELAÇÃO DA PRAÇA XV DE NOVEMBRO

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA REMODELAÇÃO DA PRAÇA XV DE NOVEMBRO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE SUPERVISÃO DE PARQUES PRAÇAS E JARDINS DIVISÃO DE PROJETOS E CONSTRUÇÃO ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA REMODELAÇÃO DA

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO CÂMPUS RESTINGA

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO CÂMPUS RESTINGA MEC/SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E DE PLANEJAMENTO DPO - REITORIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito das especificações de materiais, julgue os itens a seguir. 51 Os cimentos CP III cimentos portland de alto-forno e CP IV cimento portland pozolânico são menos porosos e resistentes, sendo ideais

Leia mais

Prefeitura Municipal de Dumont

Prefeitura Municipal de Dumont TOMADA DE PREÇOS Nº. 009/2015 MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Reparos, Implantação de Banheiro para Acessibilidade e Pintura Geral. LOCAL: Avenida 21 de março nº 2.104 - Escola Profª Wilma M Lorenzato Bredarioli

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA E ADAPTAÇÃO DO 2 PELOTÃO/2 CIA DO 5º BATALHÃO DO CBMMG PARA IMPLANTAÇÃO DE BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU - 192

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA E ADAPTAÇÃO DO 2 PELOTÃO/2 CIA DO 5º BATALHÃO DO CBMMG PARA IMPLANTAÇÃO DE BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU - 192 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA E ADAPTAÇÃO DO 2 PELOTÃO/2 CIA DO 5º BATALHÃO DO CBMMG PARA IMPLANTAÇÃO DE BASE DESCENTRALIZADA DO SAMU - 192 CONSIDERAÇÕES GERAIS O presente memorial tem por objetivo especificar

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO 4.1 APRESENTAÇÃO O presente memorial descritivo tem por finalidade determinar os detalhes de acabamento, tipo e a qualidade dos materiais a serem utilizados

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO DG GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO DG GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO: CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON OBRA: REFORMA NO MURO DE CONTENÇÃO, MURO DE ALVENARIA E ÁREA PARA DEPÓSITO NO ALMOXARIFADO DA CERON ENDEREÇO: ÀS MARGENS DA

Leia mais

BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO

BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO SALAS COMERCIAIS E ESTACIONAMENTOS 1 ÍNDICE 1. OBJETIVO...03 1.1. O EMPREENDIMENTO...03 1.2. PROJETOS E ÁREAS...03 1.3. - LOCAÇÃO DA OBRA...04

Leia mais

PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO

PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO MONTE CARLO SC JULHO DE 2015 Fazem parte deste projeto: - Projeto Arquitetônico e Detalhes. - Memorial Descritivo. - Orçamento, Cronograma.

Leia mais

CONSTRUÇÃO - BLOCO DE PESQUISADORES - PAVIMENTO TÉRREO

CONSTRUÇÃO - BLOCO DE PESQUISADORES - PAVIMENTO TÉRREO ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PLANILHA DE ORÇAMENTO UNIDADE: Embrapa Algodão Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- Embrapa Coordenadoria de Engenharia e Arquitetura-CEN/DRM OBRA: AMPLIAÇÃO DOS

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO FORNECIMENTO E EXECUÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS CAMPO MOURÃO ENGENHARIA CIVIL MARCELO DADAMO VIEIRA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO Relatório de Estágio Curricular

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. UNIDADE HABITACIONAL COM ÁREA DE 62.03 m 2 LUCAS DO RIO VERDE - MT 1 - PRELIMINARES E DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO. UNIDADE HABITACIONAL COM ÁREA DE 62.03 m 2 LUCAS DO RIO VERDE - MT 1 - PRELIMINARES E DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO UNIDADE HABITACIONAL COM ÁREA DE 62.03 m 2 LUCAS DO RIO VERDE - MT RESIDENCIAL BANDEIRANTES 1: Rua Mônaco, quadra 24, lotes 01 ao 13, bairro Parque das Emas V Rua Alemanha, quadra 24,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

CONTRAPISO Documentos de referência Condições para o início dos trabalhos Preparo da base Marcação do nível do contrapiso

CONTRAPISO Documentos de referência Condições para o início dos trabalhos Preparo da base Marcação do nível do contrapiso CONTRAPISO 1 camada (s) de argamassa (s) que pode ser aplicada sobre a laje ou lastro de concreto, sobre camada de impermeabilização* ou sobre camada de isolamento térmico/acústico* (* na maioria das vezes

Leia mais

1.1 Localização do estabelecimento: Linha Moreira Cezar, Capela São Luiz, interior de Serafina Corrêa-RS.

1.1 Localização do estabelecimento: Linha Moreira Cezar, Capela São Luiz, interior de Serafina Corrêa-RS. MEMORIAL DESCRITIVO: PROJETO: PROJETO ARQUITETÔNICO DE UM POSTO DE RESFRIAMENTO DE LEITE. PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORREA RS LOCALIZAÇÃO: LINHA MOREIRA CEZAR, CAPELA SÃO LUIZ, SERAFINA

Leia mais

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker Projeto para Pavimentação de Calçamento de Pedra Irregular da Rua Cândida Correa Becker dos Trechos Esquina Modesto Vargas até Manoel Schumacker MONTE CARLO SC Janeiro de 2014 Proprietário: PREFEITURA

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS. Relatório Técnico. REFORMA DA SECRETARIA DE TURISMO DE BOMBINHAS ÁREA TOTAL: 291,20 m²

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS. Relatório Técnico. REFORMA DA SECRETARIA DE TURISMO DE BOMBINHAS ÁREA TOTAL: 291,20 m² Relatório Técnico REFORMA DA SECRETARIA DE TURISMO DE BOMBINHAS ÁREA TOTAL: 291,20 m² Av. Leopoldo Zarling Bairro Bombas Município de Bombinhas - SC PROJETO: AMFRI Associação dos Municípios da Região da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Superintendência de Urbanismo e Produção Habitacional Coordenação de Projetos CERCAMENTO DE ÁREAS MUROS PRÉ-MOLDADOS DE CONCRETO

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CRECHE 0-6 ANOS)

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CRECHE 0-6 ANOS) Departamento Municipal de Habitação Superintendência de Urbanismo e Produção Habitacional Coordenação de Urbanização PROJETO ARQUITETÔNICO MEMORIAL DESCRITIVO ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CRECHE 0-6 ANOS)

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO URBANO

TRANSPORTE COLETIVO URBANO TRANSPORTE COLETIVO URBANO ABRIGOS PARA PONTOS DE PARADA PROJETO ARQUITETÔNICO Julho 2007 PARADAS DE ÔNIBUS Memorial Justificativo A proposta é a construção de mobiliário urbano para abrigo da população

Leia mais

MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA

MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA REFORMA E AMPLIAÇÃO DA ESCOLA MUNICIPAL PEDRO REZENDE DOS SANTOS 1 - OBJETO:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. RESERVATÓRIO SUPERIOR: Este pavimento abrigará os reservatórios de água conforme projeto específico aprovado pelo SAMAE e PPCI.

MEMORIAL DESCRITIVO. RESERVATÓRIO SUPERIOR: Este pavimento abrigará os reservatórios de água conforme projeto específico aprovado pelo SAMAE e PPCI. MEMORIAL DESCRITIVO MAGNO RESIDENCIAL Rua José Caberlon, lote 18, quadra 3878, Bairro Bela Vista, Caxias do Sul INCORPORAÇÃO: SUPREMA INCORPORADORA Rua Alfredo Chaves, 927/505 Centro Caxias do Sul. O presente

Leia mais

PROJETO BÁSICO I - DISPOSIÇÕES GERAIS I.1 - INTRODUÇÃO

PROJETO BÁSICO I - DISPOSIÇÕES GERAIS I.1 - INTRODUÇÃO PROJETO BÁSICO OBJETO: Obras de Engenharia para Reforma e Ampliação do CAIC THEOPHILO DE SOUZA PINTO. Localizado na Rua Praça do Terço, s/nº - Nova Brasília - Bonsucesso Rio de Janeiro. I- DISPOSIÇÕES

Leia mais

TECNOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES III Prof. Antônio Neves de Carvalho Júnior I) REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS

TECNOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES III Prof. Antônio Neves de Carvalho Júnior I) REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS TECNOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES III Prof. Antônio Neves de Carvalho Júnior I) REVESTIMENTOS DE PAREDES E TETOS 1) INTRODUÇÃO ARGAMASSAS. Aglomerantes + agregados minerais + água (eventualmente aditivos). Intervalo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Planejamento

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Planejamento M E M O R I A L D E S C R I T I V O OBJETIVO: O presente memorial tem por objetivo descrever as técnicas de execução e os materiais a serem empregados na construção do Parque Lajeado da Cruz, nesta cidade,

Leia mais

Caderno de encargos. 1. Disposições gerais 2. INSTALAÇÃO DE OBRA 3. MOVIMENTO DE TERRA

Caderno de encargos. 1. Disposições gerais 2. INSTALAÇÃO DE OBRA 3. MOVIMENTO DE TERRA Caderno de encargos 1. Disposições gerais O presente caderno de encargos dispõe sobre os serviços a serem executados na obra do edifício residencial multifamiliar localizado à Rua Dom Pedro II, nº 238.

Leia mais

Anexo I. Caderno de Especificações Técnicas. Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador

Anexo I. Caderno de Especificações Técnicas. Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador Anexo I Caderno de Especificações Técnicas Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador Porto Alegre/RS 1. Considerações Gerais Antes do início de quaisquer

Leia mais

1.3 MÁQUINAS E FERRAMENTAS Serão fornecidos todos os equipamentos e ferramentas adequadas de modo a garantir o bom desempenho da obra.

1.3 MÁQUINAS E FERRAMENTAS Serão fornecidos todos os equipamentos e ferramentas adequadas de modo a garantir o bom desempenho da obra. MEMORIAL DESCRITIVO IDENTIFICAÇÃO: EDIFÍCIO SPAZIO DI ACÁCIA Proponente : Construtora Brum Ltda. Construtora : Construtora Brum Ltda. Empreendimento : Edifício Spazio Di Acácia Endereço : Rui Barbosa,

Leia mais

PROJETO BÁSICO. Especificação Destinada a Construção de Almoxarifado

PROJETO BÁSICO. Especificação Destinada a Construção de Almoxarifado PROJETO BÁSICO Especificação Destinada a Construção de Almoxarifado INTRODUÇÃO A execução dos serviços referente Construção de Prédio para Almoxarifado, obedecerá as Especificações, e seus Anexos, aos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida)

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida) MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida) TAMANHO E DEPENDÊNCIAS DO IMÓVEL Definido com o Corretor de Imóveis da negociação em conjunto com nosso Escritório de Arquitetura parceiro: FRAN Arquitetura

Leia mais

4.0 LOCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA OBRA:

4.0 LOCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA OBRA: MEMORIAL DESCRITIVO Obra: PROJETO DE CONCLUSÃO DO GINÁSIO ESPORTIVO VILA ASSIS Local: Vila Assis - Fontoura Xavier, RS Área existente: 1.200,00 m2 Área Construida: 140,00 m2 Proprietário: Prefeitura Municipal

Leia mais

ALVENARIA EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

ALVENARIA EXECUÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I ALVENARIA EXECUÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I ALVENARIA CONDIÇÕES DE INÍCIO Vigas baldrames impermeabilizadas e niveladas,

Leia mais

OBRA: EDIFÍCIO RESIDENCIAL MIRABELLO LOCALIZAÇÃO: Coronel Luiz Caldeira, Itacorubi, Florianópolis/SC. EMPRESA: BEO CONSTRUÇÕES LTDA.

OBRA: EDIFÍCIO RESIDENCIAL MIRABELLO LOCALIZAÇÃO: Coronel Luiz Caldeira, Itacorubi, Florianópolis/SC. EMPRESA: BEO CONSTRUÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES OBRA: EDIFÍCIO RESIDENCIAL MIRABELLO LOCALIZAÇÃO: Coronel Luiz Caldeira, Itacorubi, Florianópolis/SC. EMPRESA: BEO CONSTRUÇÕES LTDA. ÍNDICE: 1. Características 2. Serviços

Leia mais

REFORMA DA COBERTURA DO PÁTIO COBERTO, BERÇÁRIO E REFEITÓRIO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARQUE DOS MAIAS II

REFORMA DA COBERTURA DO PÁTIO COBERTO, BERÇÁRIO E REFEITÓRIO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARQUE DOS MAIAS II REFORMA DA COBERTURA DO PÁTIO COBERTO, BERÇÁRIO E REFEITÓRIO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARQUE DOS MAIAS II ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Objeto: Execução da Estrutura/Cobertura do Pátio

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma muro lateral, calçadas e cercas E. M. E. F. Marcelino José Bento Champagnat GENERALIDADES Execução por empreitada global O presente

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ARQUITETURA 1.1 VEDAÇÕES 1.1.1 Alvenaria de Blocos Cerâmicos Tipo: 10x20x20 Aplicação: todas as Paredes internas e externas 1.2 ESQUADRIAS 1.2.1 Porta de madeira Compensada As

Leia mais