Objetivo. A Vida no Mundo Espiritual. Desencarnação. Conhecer o processo da desencarnação identificando as principais causas do temor da morte.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Objetivo. A Vida no Mundo Espiritual. Desencarnação. Conhecer o processo da desencarnação identificando as principais causas do temor da morte."

Transcrição

1 A Vida no Mundo Espiritual Desencarnação Meg Barros Patrícia Lima Fernanda Alencar Objetivo Conhecer o processo da desencarnação identificando as principais causas do temor da morte. 1

2 Conceito Desencarnar é mudar de plano, como alguém que se transferisse de uma cidade para outra, aí no mundo, sem que o fato lhe altere as enfermidades ou virtudes com a simples modificação dos aspectos exteriores. Emmanuel O Consolador Conceito A desencarnação é o fenômeno de libertação do corpo somático por parte do Espírito, que, por sua vez, se desimanta dos condicionamentos e atavismos materiais, facultando a si mesmo liberdade de ação e de consciência. Manoel P. de Miranda Temas da Vida e da Morte 2

3 Separação da Alma do Corpo na Desencarnação Com a morte do corpo físico há o desencarne? A morte é a destruição somente do corpo O desencarne é consequência da morte do corpo? Separação da Alma do Corpo na Desencarnação A alma se desprende gradualmente. Os laços se desatam, não se quebram. O desprendimento da alma do corpo pode ser Rápida (sensação de libertação) Lenta (durando dias, semanas e até meses) Allan Kardec- O Livro dos Espíritos 3

4 Separação da Alma do Corpo na Desencarnação Quanto mais identificado com a matéria mais penosa é a separação. A sensação dependerá de sua vida: - Remorso, vergonha pelo mal praticado. - Alívio pela libertação, varia de acordo com o grau de EVOLUÇÃO do ESPÍRITO. Allan Kardec- O Livro dos Espíritos Separação da Alma do Corpo na Desencarnação A transição se inicia quando os últimos laços que mantêm o espírito preso ao corpo se desfazem. Estado de inconsciência Perturbação Ideias confusas Visão turva 4

5 Separação da Alma do Corpo na Desencarnação Tudo é Confuso, a princípio. A alma precisa de um tempo para entrar no conhecimento de si mesma. Ela se acha aturdida. A lucidez das ideias e a memória do passado lhe voltam, à medida que se apaga a influência da matéria. O conhecimento do Espiritismo exerce grande influência na duração da perturbação. A prática do bem e a consciência pura são as que mais influência exercem. Allan Kardec O Livro dos Espíritos 5

6 Mecanismo da Desencarnação Presença de Espíritos Benfeitores Espirituais Equipe responsável pela desencarnação Espíritos familiares A desencarnação é feita por Espíritos especialistas desencarnados. 6

7 1. Rompimento dos Ligamentos Perispiríticos a. Na altura do ventre ( abdômen ) 7

8 Tipos de Desencarnação Natural (velhice) Acidente Homicídio Doença Suicídio... com exceção do suicídio, todos os casos de desencarnação são terminados previamente pelas forças espirituais que orientam a atividade do homem sobre a terra. O Consolador - Emmanuel Causas do Temor da Desencarnação Instinto de conservação Apego aos bens materiais aos familiares e pessoas queridas à consciência das próprias ações Noção insuficiente da vida futura penas eternas 8

9 Nosso Comportamento Diante da Desencarnação Emitir para os desencarnados pensamentos de respeito, de paz e carinho. Calar anedotas, galhofa em torno da pessoa desencarnada, pois essa necessita de prece e silêncio. Evitar conversações ociosas, tratos comerciais, comentários impróprios Aproveitar a oportunidade para orar. A Vida no Além Visão panorâmica da última existência. Requisição da forma antiga. Encontro com espíritos afins (elevados ou inferiores). Analogia do meio espiritual com a paisagem terrestre Encontro consigo mesmo. Martins Peralva Estudando Mediunidade 9

10 Erraticidade Estado de espíritos ainda com necessidade de reencarnação. (LE- Q & ) Deixando o corpo, a alma reentra no mundo dos Espíritos, de onde havia saído, para retomar uma nova existência material, depois de um lapso de tempo mais ou menos longo, durante o qual permanece no estado de Espírito errante. (LE-Introdução) Porque os Espíritas não devem temer a morte? A vida futura deixa de ser uma hipótese para ser uma realidade. O mundo espiritual aparece-lhes na plenitude de sua realidade prática. Certeza que conforta em lugar de só esperança. A vida futura é continuação da vida terrena em melhores condições. O temor da morte desaparece pela ausência da dúvida do futuro. A aproximação do desencarne é aguardado como que se aguarda a libertação do cativeiro. Allan Kardec O Céu e o Inferno 10

11 11

12 Referências Coleção Nosso Lar ( 16 obras)- André Luiz/Chico Xavier Cartas de uma Morta Maria João de Deus/Chico Xavier Voltei- Irmão Jacob/Chico Xavier A Vida Além da Morte- Otília Gonçalves/Divaldo Franco Cidade no Além- Heigorina Cunha Loucura e Obsessão- Manoel Philomeno de Miranda. Allan Kardec -O Céu e o Inferno -1ª parte -cap.ii LM. Cap8 Do laboratório do Mundo Invisível L.E. Perguntas 76, 84,85, 86, 87, 97,99,274,275,278 Fonte: w3.cnice.mec.es/.../neolitico/060creencias.htm 12

13 19/11/

AUTA DE SOUZA CURS R O S O N O N Ç O ÕE Õ S E

AUTA DE SOUZA CURS R O S O N O N Ç O ÕE Õ S E CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 8 Conceito Desencarnar é mudar de plano, como alguém que se transferisse de uma cidade para outra, aí no mundo, sem que o fato lhe altere as enfermidades

Leia mais

Objetivo: Explicar o fenômeno da morte à luz da Doutrina Espírita, como ocorre a separação da alma e do corpo na desencarnação e a vida além-túmulo.

Objetivo: Explicar o fenômeno da morte à luz da Doutrina Espírita, como ocorre a separação da alma e do corpo na desencarnação e a vida além-túmulo. Objetivo: Explicar o fenômeno da morte à luz da Doutrina Espírita, como ocorre a separação da alma e do corpo na desencarnação e a vida além-túmulo. EPM Prog.1 Mód.4 Rot.1 e 2 Facilitadora: Mônica Oliveira

Leia mais

04/12/2013. Meg Patrícia Fernanda. Ter noção sobre as características dos ambientes e de seus habitantes nas esferas espirituais.

04/12/2013. Meg Patrícia Fernanda. Ter noção sobre as características dos ambientes e de seus habitantes nas esferas espirituais. A Vida no Mundo Espiritual 2 Meg Patrícia Fernanda Ter noção sobre as características dos ambientes e de seus habitantes nas esferas espirituais. 1 Conceito Desencarnar é mudar de plano, como alguém que

Leia mais

O temor da morte. Roteiro 1

O temor da morte. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo II A Morte e seus Mistérios Roteiro 1 O temor da morte Objetivo Explicar

Leia mais

Visão Espírita do Sono e dos Sonhos. Fontes de pesquisa:

Visão Espírita do Sono e dos Sonhos. Fontes de pesquisa: Visão Espírita do Sono e dos Sonhos Fontes de pesquisa: O Livro dos Espíritos: questões 400 a 420; O Evangelho Segundo o Espiritismo: cap. 5, item 11; cap. 28, item 38; O Livro dos Médiuns: cap. 6, item

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE JULHO, AGOSTO e SETEMBRO/2015 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE JULHO/2015 Dia 02/07/15 A VIDA FUTURA 1) O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Leia mais

DEPRESSÃO Terapêutica espírita

DEPRESSÃO Terapêutica espírita DEPRESSÃO Terapêutica espírita Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Face às suas cáusticas manifestações, a terapia de emergência faz-se imprescindível, embora, os métodos

Leia mais

EPM Programa 1 Mód.4 Rot. 3 e 4. Facilitadora: Mônica Oliveira

EPM Programa 1 Mód.4 Rot. 3 e 4. Facilitadora: Mônica Oliveira Objetivo: Esclarecer quanto a destinação dos desencarnados após a morte e suas relações no além-túmulo, as características dos ambientes nas esferas espirituais e de seus habitantes de acordo com sua condição

Leia mais

FUIDOTERAPIA - IRRADIAÇÃO

FUIDOTERAPIA - IRRADIAÇÃO FUIDOTERAPIA - IRRADIAÇÃO 284 FLUIDOTERAPIA NA CASA ESPÍRITA IRRADIAÇÃO O QUE É IRRADIAÇÃO? Irradiação: [do latim irradiare = irradiar + ção]. Ato ou efeito de emitir ondas, lançar raios de luz ou de calor,

Leia mais

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz REUNIÕES MEDIÚNICAS TÓPICOS 1.Conceito de Reunião Mediúnica 2.Características 3.Responsabilidade do Médium 4.Condições para a realização de uma reunião mediúnica 5.Objetivo e natureza das reuniões 6.Necessidades

Leia mais

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O GRANDE COMPROMISSO www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O grande compromisso Nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento. Marlene Valéria - Emerson

Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento. Marlene Valéria - Emerson Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento Marlene Valéria - Emerson Entender o que é uma reunião mediúnica. Saber identificar uma reunião mediúnica pela sua natureza e característica.

Leia mais

A continuidade da vida Roteiro 3

A continuidade da vida Roteiro 3 A continuidade da vida Roteiro 3 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo II A Morte e seus Mistérios Objetivos

Leia mais

(Manoel P. de Miranda, Temas da vida e da morte, 4.ed., p. 135). Escola de Evangelização Mediunidade. de Pacientes. Aula 03 1 / 8

(Manoel P. de Miranda, Temas da vida e da morte, 4.ed., p. 135). Escola de Evangelização Mediunidade. de Pacientes. Aula 03 1 / 8 JESUS E A MEDIUNIDADE LOUCURA, DIFICULDADES FINANCEIRAS ESTÃO ASSOCIADAS À PRÁTICA MEDIÚNICA? As disposições pessoais para os desequilíbrios são inatas no homem, que neles estão em gérmem. Desse modo,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Objetivos Explicar como se manifesta a ação

Leia mais

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte sugerida II módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE 1ª parte da fisiologia da comunicação mediúnica 2 Primeira parte 9 OS FLUIDOS Elementos fluídicos. Ação dos espíritos sobre os fluidos Criações fluídicas; fotografia

Leia mais

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 01/12/2003 POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 2 Índice Geral I POR QUE NÃO ORAMOS COM FREQUÊNCIA?... 4 II QUANDO NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS... 5 III

Leia mais

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA OBJETIVOS: Explicar como se realiza a educação do médium; Destacar a importância da capacitação contínua do trabalho do grupo

Leia mais

GEM - GRUPO DE ESTUDO DA MEDIUNIDADE

GEM - GRUPO DE ESTUDO DA MEDIUNIDADE GEM - GRUPO DE ESTUDO DA MEDIUNIDADE / Data:09/10-Junho-2013. Aula 21 Irradiação mental Conhecer os elementos e meios básicos para a ação da irradiação mental de forma adequada e segura. 1 FLUÍDO 1. Fluido

Leia mais

III. Seminário Atualidade de O Livro dos Médiuns III 1

III. Seminário Atualidade de O Livro dos Médiuns III 1 III 1 ATIVIDADE INTEGRATIVA Dissemos que o Espiritismo é toda uma ciência, toda uma filosofia. Quem, pois, seriamente queira conhecê-lo, (...) não pode, como nenhuma outra ciência, ser aprendido a brincar.(...)

Leia mais

1ª) o CORPO ou SER MATERIAL, análogo ao dos animais e animado pelo mesmo princípio vital; ENCARNADO que tem no corpo a sua habitação;

1ª) o CORPO ou SER MATERIAL, análogo ao dos animais e animado pelo mesmo princípio vital; ENCARNADO que tem no corpo a sua habitação; CURSO PASSE 2 EDITORA 1 / 8 1ª) o CORPO ou SER MATERIAL, análogo ao dos animais e animado pelo mesmo princípio vital; 2ª) a ALMA, ESPÍRITO ENCARNADO que tem no corpo a sua habitação; 2 / 8 3ª) o princípio

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano 1 Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 14º MÓDULO -------------------

Leia mais

Jan/2009. Cartografia Humana Claudio C. Conti www.ccconti.com

Jan/2009. Cartografia Humana Claudio C. Conti www.ccconti.com Cartografia Humana Claudio C. Conti www.ccconti.com Jan/2009 Joanna de Ângelis afirma que os questionamentos e desafios da humanidade terrena somente poderão ser resolvidos quando o ser humano for considerado

Leia mais

14/08/2013. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita.

14/08/2013. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita. 1 Espontâneo * Sono * Cochilo Induzido * Auto induzido * Hipnótico

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano. Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano. Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 12º MÓDULO ------------------

Leia mais

Grupo Espírita Guillon Ribeiro. Escola de Evangelização de Pacientes

Grupo Espírita Guillon Ribeiro. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Escola de Evangelização de Pacientes A morte existe? Oferecei-vos a Deus, como vivos, salvos da morte, para que os vossos membros sejam instrumentos do bem ao seu serviço.

Leia mais

AULA 27 Vivência Mediúnica

AULA 27 Vivência Mediúnica AULA 27 Vivência Mediúnica 1 O perfeito conhecimento dos objetivos da mediunidade equipa o intermediário para a desincumbência do compromisso assumido antes da reencarnação, e o seu menosprezo acarreta

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 9 O Bom Samaritano Qual desses três vos parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões? O doutor lhe respondeu: Aquele que exerceu a

Leia mais

OFICINA VIVENCIANDO O ESDE

OFICINA VIVENCIANDO O ESDE OFICINA VIVENCIANDO O ESDE Programa Fundamental I Módulo I Introdução ao Estudo do Espiritismo Roteiro 3 Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita CIÊNCIA FILOSOFIA RELIGIÃO CIÊNCIA O QUE É E COMO É FEITO?

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05)

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...) (05) ADAPTAÇÃO PSÍQUICA precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05) Esta afirmação, simples e objetiva, define com clareza o papel da mente nas atividades

Leia mais

Nascimento e infância de Jesus

Nascimento e infância de Jesus FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa I Religião à Luz do Espiritismo Tomo I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 1 Nascimento e infância

Leia mais

E porque este é o momento da renovação espiritual da Humanidade, que se encontra exaurida por dores superlativas, também é a hora da divulgação

E porque este é o momento da renovação espiritual da Humanidade, que se encontra exaurida por dores superlativas, também é a hora da divulgação E porque este é o momento da renovação espiritual da Humanidade, que se encontra exaurida por dores superlativas, também é a hora da divulgação consciente e nobre, da Doutrina, que mata a morte e alonga

Leia mais

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 15ª. AULA: ECLOSÃO DAS FACULDADES MEDIÚNICAS (BASE: DIVERSIDADE DE CARISMAS -H.MIRANDA)

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 15ª. AULA: ECLOSÃO DAS FACULDADES MEDIÚNICAS (BASE: DIVERSIDADE DE CARISMAS -H.MIRANDA) FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 15ª. AULA: ECLOSÃO DAS FACULDADES MEDIÚNICAS (BASE: DIVERSIDADE DE CARISMAS -H.MIRANDA) BUSCA POR ORIENTAÇÃO CONTRA-DEFINIÇÃO DE MEDIUNIDADE RIGIDEZ INIBIDORA IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

21 DE MAIO DE 2010 ALGUNS COMENTÁRIOS ESPÍRITAS ANTE AS FUNÇÕES CEREBRAIS

21 DE MAIO DE 2010 ALGUNS COMENTÁRIOS ESPÍRITAS ANTE AS FUNÇÕES CEREBRAIS 21 DE MAIO DE 2010 ALGUNS COMENTÁRIOS ESPÍRITAS ANTE AS FUNÇÕES CEREBRAIS Nos últimos anos, a neurociência sofreu uma explosão no campo da pesquisa. A cada dia, surgem novas técnicas, como mapeamentos

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA AULA 1. Apresentação

CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA AULA 1. Apresentação CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA AULA 1 Apresentação 1 2 Grupo de Estudos Mediúnicos - GEM 3 Objetivo do Curso 4 Integrar os novos participantes ao corpo mediúnico do GEPE, tornando sistemáticos o estudo e

Leia mais

Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado?

Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado? Parentes de hoje: amigos ou inimigos do passado? Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Adriana Pizzutti dos Santos Vamos considerar parentes: Família de orientação Família de procriação Colaterais

Leia mais

Nos passos de Jesus. (O Evangelho Segundo o Espiritismo) Programa de Estudos 2015

Nos passos de Jesus. (O Evangelho Segundo o Espiritismo) Programa de Estudos 2015 Nos passos de Jesus (O Evangelho Segundo o Espiritismo) Programa de Estudos 2015 1 - Introdução (1) Histórico da obra Objetivo do Evangelho segundo o Espiritismo Autoridade da Doutrina Espírita Notícias

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

10a edição CAMPINAS SP 2013

10a edição CAMPINAS SP 2013 10 a edição CAMPINAS SP 2013 SUMÁRIO Apresentação... IX PRIMEIRA UNIDADE CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 1. Mediunidade e doutrina espírita...3 2. Importância do método e do estudo prévio...9 3. Reuniões doutrinárias

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS

CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS DATAS AUDITÓRIO B TEMA BIBLIOGRAFIA BÁSICA LEGENDA

Leia mais

FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL

FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL O Livro dos Espíritos, qq. 1 e 27 Obra codificada por Allan Kardec Figuras: Elio Mollo Deus é a inteligência s uprema, causa primária de todas as coisas. Resposta dada pelos Espíritos

Leia mais

VÍCIOS! Alcoolismo. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

VÍCIOS! Alcoolismo. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro VÍCIOS! Alcoolismo Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Imperfeições da alma! As imperfeições morais são a construção defeituosa e deformada edificada pelo próprio espírito

Leia mais

Doenças-fantasmas. Adriana Pizzutti dos Santos

Doenças-fantasmas. Adriana Pizzutti dos Santos Doenças-fantasmas Adriana Pizzutti dos Santos Tuberculose Púrpura Doença de Parkinson Almas em desfile Hilário Silva/ Francisco Cândido Xavier A moléstia assume a forma de dor pungente e agonizante. Geralmente

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPIRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA N 0 09 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPIRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA N 0 09 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPIRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA N 0 09 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA 1. TEMA: Jesus e o Apóstolo Pedro (mediunidade purificada). 2.

Leia mais

SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita

SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita Unidade 3 Tema: CRIAÇÃO DIVINA Elementos Gerais do Universo: Espírito e Matéria. Formação dos Mundos e dos Seres Vivos. Os

Leia mais

Programação reencarnatória

Programação reencarnatória Programação reencarnatória UM ENFOQUE EM PACIENTE DIABÉTICO TIPO I Elaboração: www.searadomestre.com.br O LIVRO DOS ESPÍRITOS 258. No estado errante, e antes de começar nova existência corporal, o Espírito

Leia mais

Centro Espírita Ubiratan

Centro Espírita Ubiratan Centro Espírita Ubiratan De onde viemos? Para onde vamos após o nosso desencarne? Tudo acaba no túmulo? Há muitas moradas na casa do meu Pai (S. JOÃO, cap. XIV, vv. 1 a 3.) A casa do Pai é o Universo.

Leia mais

TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I. Monitores: Alice Akemi Maria José

TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I. Monitores: Alice Akemi Maria José TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I Monitores: Alice Akemi Maria José Objetivos Entender como se processa a mensagem mediúnica no psiquismo do médium. Conhecer os meios de identificação dos Espíritos comunicantes

Leia mais

DESDOBRAMENTO. Debate em 13/11/2010. http://grupo.gede.vilabol.com.br

DESDOBRAMENTO. Debate em 13/11/2010. http://grupo.gede.vilabol.com.br DESDOBRAMENTO Debate em 13/11/2010 http://grupo.gede.vilabol.com.br OBJETIVO Aprimorar o entendimento sobre o desdobramento comum ou mediúnico. PONTOS A ABORDAR: Sono; Sonambulismo; Êxtase; Psicofonia;

Leia mais

Objetivos. ü Compreender o verdadeiro sentido da felicidade na Terra. ü Explicar o processo de aquisição da felicidade atual e futura.

Objetivos. ü Compreender o verdadeiro sentido da felicidade na Terra. ü Explicar o processo de aquisição da felicidade atual e futura. Objetivos ü Compreender o verdadeiro sentido da felicidade na Terra. ü Explicar o processo de aquisição da felicidade atual e futura. Felicidade, segundo o dicionário ü Concurso de circunstâncias que causam

Leia mais

PLANO DE AULA. Figura b Quando a pessoa é descrente e desconfiada, torna-se refratária e repele os fluídos que buscam envolvê-la.

PLANO DE AULA. Figura b Quando a pessoa é descrente e desconfiada, torna-se refratária e repele os fluídos que buscam envolvê-la. ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 19 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 1. TEMA: Serviços mediúnicos. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: Levar à compreensão

Leia mais

CURSO DE INSTRUTORES I UNIDADE 05

CURSO DE INSTRUTORES I UNIDADE 05 CURSO DE INSTRUTORES I UNIDADE 05 5. Métodos de Estudo Aprende mais, quem estuda melhor. André Luiz A afirmativa merece ponderação e análise: "Aprende mais, quem estuda melhor." É uma verdade clara para

Leia mais

Reencarnação e os laços de família. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Reencarnação e os laços de família. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro + Reencarnação e os laços de família Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro + A Melhor Escola n Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na Terra? n A melhor

Leia mais

*Analisar a ressurreição de Lázaro, à luz do entendimento espírita. * Enfatizar as lições de natureza espiritual de que o episódio se reveste.

*Analisar a ressurreição de Lázaro, à luz do entendimento espírita. * Enfatizar as lições de natureza espiritual de que o episódio se reveste. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com fatos extraordinários Roteiro 1 Analisar a ressurreição de

Leia mais

As três revelações divinas: Moisés, Jesus e Kardec

As três revelações divinas: Moisés, Jesus e Kardec FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo I Metodologia para o estudo do Evangelho à luz da Doutrina Espírita As três revelações

Leia mais

SEMINÁRIO: CONHECENDO O LIVRO DOS MÉDIUNS COAME

SEMINÁRIO: CONHECENDO O LIVRO DOS MÉDIUNS COAME SEMINÁRIO: CONHECENDO O LIVRO DOS MÉDIUNS COAME 26/27 01-2013 1 ATIVIDADE INTEGRATIVA A doutrina que ensina que um único Espírito pode se comunicar é a negação do que o Espiritismo tem de mais belo e consolador:

Leia mais

Vimos rápidamente!!!

Vimos rápidamente!!! , O DEGRÁU PARA ADOTARMOS A CULTURA DA FELICIDADE Alkíndar de Oliveira Em nosso atual estágio evolutivo é mais fácil adotarmos a CULTURA DO SOFRIMENTO TENHAMOS COMO PRINCÍPIO DE VIDA NÃO FAZERMOS PARTE

Leia mais

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 20ª. AULA O EXERCÍCIO DA MEDIUNIDADE ESPÍRITA

FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 20ª. AULA O EXERCÍCIO DA MEDIUNIDADE ESPÍRITA FILOSOFIA ESPÍRITA E MEDIUNIDADE 20ª. AULA O EXERCÍCIO DA MEDIUNIDADE ESPÍRITA Autoria: Projeto Estudos Filosóficos Espíritas Imagem: OSESP, Sala São Paulo HÁ UMA RELAÇÃO MUITO ESTREITA ENTRE A EDUCAÇÃO

Leia mais

DESENHOS ESPÍRITAS Um aprendiz do Evangelho

DESENHOS ESPÍRITAS Um aprendiz do Evangelho 1 DESENHOS ESPÍRITAS Um aprendiz do Evangelho 2 3 A consciência e Deus A consciência é o fio invisível de contato com Deus e analisa cada um dos nossos pensamentos, sentimentos e ações, aprovando-os ou

Leia mais

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA

KJV King James Bible Study Correspondence Course An Outreach of Highway Evangelistic Ministries 5311 Windridge lane ~ Lockhart, Florida 32810 ~ USA 1 Dois Pais Espirituais Lição 1 (volte para as páginas 4, 5 e 6) Durante a história, Deus tem dado todo individo uma chance para aceitar o seu eterno plano da salvação. É triste, muitas pessoas tem rejeitado

Leia mais

Centro de Estudos Espíritas Caminho da Luz

Centro de Estudos Espíritas Caminho da Luz Centro de Estudos Espíritas Caminho da Luz Grupo de Estudo Andre Luiz Nosso Lar ESFERAS ESPIRITUAIS DA TERRA ESFERAS ESPIRITUAIS DA TERRA Não se turbe o vosso coração. - Credes em Deus, crede também m

Leia mais

Laboratório do Mundo Invisível. Maria José e Denise

Laboratório do Mundo Invisível. Maria José e Denise Laboratório do Mundo Invisível Maria José e Denise OBJETIVOS Informar sobre a vida e organização no plano espiritual. Compreender de que forma os Espíritos manipulam os fluidos na formação de objetos e

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vida no Além Túmulo Palestrante: Guilherme Kremer Rio de Janeiro 07/07/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick:

Leia mais

Roteiro 15. O Corpo Físico. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 15. O Corpo Físico. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 15 O Corpo Físico FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Objetivo Analisar as principais considerações filosóficas, científicas

Leia mais

Anotacões. 1 - ANOTAÇÕES PARA FACILITAR A COMPREENSÃO(a) DOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS QUE SE SEGUEM, E PARA AJUDAR TANTO QUEM OS DÁ COMO QUEM OS RECEBE

Anotacões. 1 - ANOTAÇÕES PARA FACILITAR A COMPREENSÃO(a) DOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS QUE SE SEGUEM, E PARA AJUDAR TANTO QUEM OS DÁ COMO QUEM OS RECEBE 1 - ANOTAÇÕES PARA FACILITAR A COMPREENSÃO(a) DOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS QUE SE SEGUEM, E PARA AJUDAR TANTO QUEM OS DÁ COMO QUEM OS RECEBE 1ª Anotação.(001) Por esta expressão, Exercícios Espirituais,

Leia mais

Máximas de André Luiz

Máximas de André Luiz Máximas de André Luiz 1 Máximas de André Luiz 3 MÁXIMAS DE ANDRÉ LUIZ Capa: Rogério Mota Projeto gráfico: Equipe O Clarim Revisão: Teresa Cunha e Cássio Leonardo Carrara Todos os direitos reservados Casa

Leia mais

Hora de pedirmos Perdão

Hora de pedirmos Perdão Hora de pedirmos Perdão Quando, no seu pontificado, o papa João Paulo II surpreendeu o mundo com coragem de pedir perdão a todos pelos gravíssimos erros cometidos por alguns membros da Igreja no passado,

Leia mais

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ PROGRAMAÇÃO JANEIRO 2008 07 10 14 17 21 24 28 31 20:30 21:30 ANO NOVO: COMPROMISSOS E IDEALIZAÇÕES PARA O ANO QUE SE INICIA Salim 20:30 21:30 MEDIUNIDADE COM JESUS Regina Bedeschi 20:30 21:30 O HOMEM NO

Leia mais

A cura da mulher que sangrava. Roteiro 1

A cura da mulher que sangrava. Roteiro 1 A cura da mulher que sangrava Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo IV Aprendendo com as curas Objetivos

Leia mais

1. Fatos Espíritas através dos Tempos... 11 2. Kardec e a Codifi cação... 21 3. O Que o Espiritismo Prega... 29 4. Diferenças Fundamentais...

1. Fatos Espíritas através dos Tempos... 11 2. Kardec e a Codifi cação... 21 3. O Que o Espiritismo Prega... 29 4. Diferenças Fundamentais... CAMPINAS-SP 2003 Sumário A Doutrina 1. Fatos Espíritas através dos Tempos...11 O anúncio de uma nova era...12 Em Hydesville, o primórdio...13 O neo-espiritualismo...17 2. Kardec e a Codificação...21 Primeiras

Leia mais

INTUIÇÃO & TIPOS INCOMUS DA MEDIUNIDADE. Roberto Camilo, Carlos Rocha & Franciene Briand 15 e 16 de setembro de 2013 OBJETIVOS

INTUIÇÃO & TIPOS INCOMUS DA MEDIUNIDADE. Roberto Camilo, Carlos Rocha & Franciene Briand 15 e 16 de setembro de 2013 OBJETIVOS INTUIÇÃO & TIPOS INCOMUS DA MEDIUNIDADE Roberto Camilo, Carlos Rocha & Franciene Briand 15 e 16 de setembro de 2013 OBJETIVOS CONCEITUAR INTUIÇÃO E IDENTIFICAR TIPOS INCOMUNS DE MEDIUNIDADE. 1 CONCEITO

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com Fatos

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com Fatos FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo VI Aprendendo com Fatos Extraordinários Objetivos Explicar o fenômeno de transfiguração,

Leia mais

Suely Caldas Schubert. Obsessão Desobsessão. Profilaxia e Terapêutica Espíritas

Suely Caldas Schubert. Obsessão Desobsessão. Profilaxia e Terapêutica Espíritas Suely Caldas Schubert Obsessão Desobsessão Profilaxia e Terapêutica Espíritas Sumário Dedicatória, 9 Em torno da Desobsessão, 11 Problema de Emergência, 15 Introdução, 19 PRIMEIRA PARTE A OBSESSÃO 1 As

Leia mais

LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA

LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA 1 LIVROS DA ESCOLA PARA A FORMAÇÃO DE EVANGELIZADORES DA INFÂNCIA CRIANÇAS DE 0 a 5 anos CRIANÇAS DE 6 a 11 anos 2 História de Joaquim Joaquim, criança rebelde e agressiva. Joaquim recebe ensinamentos

Leia mais

DE JESUS PARA VOCÊ LUZ E CONSOLAÇÃO

DE JESUS PARA VOCÊ LUZ E CONSOLAÇÃO DE JESUS PARA VOCÊ LUZ E CONSOLAÇÃO Capa: Equipe O Clarim Projeto gráfico: Equipe O Clarim Revisão: Lúcia Helena Lahoz Morelli Todos os direitos reservados Casa Editora O Clarim (Propriedade do Centro

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 43 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 43 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 43 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO A IDADES: 09/10 PLANO DE AULA 1. TEMA: O Espiritismo e a Vida no Mundo Espiritual.

Leia mais

Esferas Espirituais da Terra e dos Mundos Transitórios. Ocupação e Missão dos Espíritos. Palestrante - Zezo 16.04.2015

Esferas Espirituais da Terra e dos Mundos Transitórios. Ocupação e Missão dos Espíritos. Palestrante - Zezo 16.04.2015 Esferas Espirituais da Terra e dos Mundos Transitórios Ocupação e Missão dos Espíritos Palestrante - Lei do Progresso Tudo que existe no universo está em constante evolução, DEUS nos concede por meio das

Leia mais

THEREZINHA OLIVEIRA ANTE OS QUE PARTIRAM. 8 a edição

THEREZINHA OLIVEIRA ANTE OS QUE PARTIRAM. 8 a edição THEREZINHA OLIVEIRA ANTE OS QUE PARTIRAM 8 a edição Campinas SP 2009 ANTE OS QUE PARTIRAM Morrer é mudar continuando em essência o mesmo O que a morte parece ser C ostuma-se simbolizar a morte por um esqueleto

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento Palestrante: Gilson Bordallo Rio de Janeiro 23/06/2000 Organizadores da palestra: Moderador: Stone_

Leia mais

INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM E DO MEIO

INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM E DO MEIO CVDEE Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo Estudos sobre Mediunidade INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM E DO MEIO INTRODUÇÃO Allan Kardec [LM-it 226] propõe aos benfeitores espirituais a seguinte

Leia mais

14 DE JUNHO DE 2009 ESPIRITUALIDADE, FÉ E PRECE COMO RECURSOS TERAPÊUTICOS DOS HOSPITAIS MODERNOS

14 DE JUNHO DE 2009 ESPIRITUALIDADE, FÉ E PRECE COMO RECURSOS TERAPÊUTICOS DOS HOSPITAIS MODERNOS 14 DE JUNHO DE 2009 ESPIRITUALIDADE, FÉ E PRECE COMO RECURSOS TERAPÊUTICOS DOS HOSPITAIS MODERNOS As implicações da espiritualidade na saúde vêm sendo, cientificamente, avaliadas e documentadas em centenas

Leia mais

Aula 7. Qualidades Morais do Passista 1 / 8

Aula 7. Qualidades Morais do Passista 1 / 8 CURSO PASSE 7 do Passista EDITORA 1 1 / 8 Conduta... O médium passista necessitará vigilância no seu campo de ação, porquanto de sua higiene espiritual resultará o reflexo benfasejo naqueles que se proponha

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS

ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS MENSAGENS ESPIRITAS E-BOOK C.E.S. JOVEM ESPIRITA FELIZ COMO

Leia mais

Os Talentos. Roteiro 3

Os Talentos. Roteiro 3 Os Talentos Roteiro 3 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte II Módulo III Ensinos por Parábolas Objetivos Explicar, à Luz

Leia mais

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA O QUE É E EM QUE SE FUNDAMENTA O PASSE O QUE É O PASSE O QUE É O PASSE Q. 98 O Consolador Emmanuel Nos processos de cura, como deveremos compreender

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO CURSO SOBRE MEDIUNIDADE BASEADO NO COEM Centro Espírita Luz Eterna Curitiba - PR Slides preparados por Genivaldo Gasparini e Eduardo T. Costa PAULÍNIA, SP 2012 ALLAN KARDEC

Leia mais

MEDIUNIDADE AULA CICLO DE ESTUDOS MÓDULO III. Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita.

MEDIUNIDADE AULA CICLO DE ESTUDOS MÓDULO III. Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita. Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita CICLO DE ESTUDOS MÓDULO III MEDIUNIDADE - O Pentecostes 01Abertura Explicar o pentecostes destacando o intercâmbio

Leia mais

Segurança Doutrinária

Segurança Doutrinária Autor desconhecido Segurança Doutrinária Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. Paulo (Tito, 2:1) Quem deseje tornar-se versado numa ciência tem que a estudar metodicamente, começando pelo princípio

Leia mais