Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique"

Transcrição

1 Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique Apresentado pelo Director do Centro de Promoção da Agricultura Abdul Cesar Mussuale Turino, Fevereiro 2012

2 Estrutura de Apresentacao I. Informacao Geral de Mocambique; II. Estrategia para o Desenvolvimento do Sector Agrario Mocamcicano; III. Procedimentos para investir no Sector Agrario em Mocambique; IV. Mercado Mocambicano; V. Projectos Procurando Parcerias para Investimento 2

3 I. INFORMAÇÃO GERAL DE MOÇAMBIQUE População: 21 milhões (71% rural) Área Total: km 2 Área Arável: 36 milhões ha Área Arável em Uso: 5 milhões ha Potencial Irrigável: 3 milhões ha Irrigação Operacional: 40,000 ha PIB: 8.6 bilhões US$ Contribuição da Agricultura no PIB: 24% (2010) Contribuição do Sector Agrícola nas Exportações: 20% 3

4 II. Estrategia de Mocambique para o desenvolvimento do sector agrario (1-5) PEDSA PILAR I: Aumentar a produtividade e a produção, competitividade e sua contribuição para a segurança alimentar e nutricional PILAR II: Melhorar o quadro orientador, e serviços para maior acesso ao mercado PILAR III: Utilizar de forma sustentável os recursos terra, água, florestas e fauna bravia PILAR IV: Fortalecer as organizações e instituições para o desenvolvimento agrário CAADP PILAR III: Disponibilidade de alimentos e redução da fome produtividade e resposta a emergências PILAR IV: Investigação agrária e sua adopção PILAR II: Acesso ao mercado através de infra-estruturas melhoradas PILAR I:Expansão da área sob gestão sustentável da terra e irrigação PILARES: I, II, III, and IV 4

5 II. Estrategia de Mocambique para o desenvolvimento sector agario (2-5) do Ref. AGR 01 AGR 02 AGR 03 Designação do Programa Fomento da Produção de Alimentos Fomento de Culturas Orientadas ao Mercado Investigação e Extensão Objectivo específico Aumentar a disponibilidade de alimentos para a segurança alimentar e nutricional Elevar a utilização da produção nacional e as exportações Aumentar a produtividade através da adopção de tecnologias apropriadas. Subprogramas Cereais Raízes e Tubérculos Leguminosas e oleaginosas Insumos Agrários Protecção de Plantas Reserva alimentar estratégica Açúcar Algodão Caju Chá Tabaco Hortícolas Fruticultura Pesquisa e Desenvolvimento Extensão Agrária 5

6 II. Estrategia de Mocambique para o desenvolvimento do sector agrario (3-5) Ref. AGR 04 AGR 05 AGR 06 AGR 7 AGR 8 Designação do Programa Água para fins agrários Desenvolviment o Pecuário Terra para fins agrários Florestas e fauna bravia Desenvolviment o institucional Objectivo específico Maximizar o aproveitamento dos regadios e expandir a área irrigada Melhorar a provisão de serviços de assistência veterinária e defesa zoossanitária Melhorar o uso e aproveitamento da terra Gestão Sustentável de Florestas e Fauna Bravia Fazer da produção agrária um negócio Subprogramas Conservação da água para fins agrários Rega e drenagem Defesa zoossanitária Produção Animal Uso e aproveitamento da terra Cadastro de terra Cartografia e teledetecção Reflorestamento Produtos Florestais Maneio de florestas e fauna Promoção de investimentos para agronegócios Mecanização e tracção animal Estatísticas e informação Agrárias Reforma institucional e legal 6

7 Estrategia de Mocambique para o desenvolvimento do sector agrario Corredores de Desenvolvimento PEMBA- LICHINGA NACALA VALE DO ZAMBEZE BEIRA LIMPOPO MAPUTO 7

8 Corredor Maputo Limpopo Beira Nacala Vale do Zambezi Lichinga- Pemba Principais Productos arroz, hortícolas, frangos e bovinos arroz, hortícolas, bovinos e frangos Milho, trigo, hortícolas, soja arroz, frangos e bovinos mandioca, milho, algodão, fruta, amendoim e frangos arroz, milho, batata, algodao, frangos, caprinos e bovinos batata, trigo, feijões, milho, soja, algodão, tabaco e frangos 8

9 II. Estrategia de Mocambique para o desenvolvimento do sector da agricultura Processo I: Proposta de Investimento Processo 2: Aquisicao de Terra 2a. O CPI é o decisor final, responsável pela aprovação da proposta de investimento. Um dos requisitos mais importantes para a aprovacao é a aquisicao do direito do uso da terra. Porem este é muito mais complicado do que uma aplicação de papel e exige trabalho de campo, tal como indicado a direita. 1. Proposta de investimento (IP) é entregues ao CPI MIC aprova 2b. 2c. 2d. MINAG MoE MICOA aprocva approval Aprova AIA CEPAGRI Nota: Dois processos em Paraleo a. 8b. DNTF Identificacao do Local / Provincia de interesse Visita a DPA-Direccao Provincial de Agricultura DPA diz sim ha Terra disponivel Fazer consulta comunitaria (sao necessarios Recursos para esse processo) Emissao da acta da consulta Comunitaria Submeter a proposta de Investimento a DPA DPA submete a proposta de Investimento (PI) ao Governo da Provincia Se PI>1,000 ha, Governador aprova, e encaminha ao MINAG para a sua aprovacao (se<1,000 ha a aprovacao do Governador sera suficiente) Apreciacao do CEPAGRI (repare que CEPAGRI recebe propostas vindas da DNTF e CPI) 3. CPI Aprovacao do Processo I 9. Assinatura do MINAG e Termino do Processo Se PI>10,000 Ha,a aprovacao do MINAG é insuficiente CPI Aprovacao do processo I e II Se PI>10,000 ha PI Conselho Economico Se aprovado PI Conselho de Ministros Se aprovado Atribuicao De DUAT provisorio (2 anos)

10 III. Procedimentos para investir em Mocambique (2-2) Tres niveis de decisao para alocacao da terra: Conselho de Ministros: Se a proposta > Ha Ministerio da Agricultura: Se a proposta ( Ha) Governo da Provincia: Se a proposta Ha. Taxa de uso de Terra: Autorizacao provisoria: MZM $ 50 Autorizacao definitiva: MZM 750 $ 25 Taxa anual: 75 MZM/ha $ 2,5 Taxa annual por area (por Ha): Pecuaria MZM 5.00 $ 0.17 Culturas perenes MZM 5.00 $0.17 Culturas anuais MZM $1.23 Outras actividades MZM $ 16.7 (Nota: Taxas em processo de revisao) 10

11 IV. Mercado Mocambicano: Oportunidades (a) Mocambique continua a importar grande quantidade de alimentos que podem ser produzidos localmente (exemplo:cereais, frutas tropicais, horticolas, carne, ovos, etc.) Grande parte da produção não é explorada devido à falta de infra-estrutura para comercialização e processamento (por exemplo, frutas tropicais); Moçambique beneficia de acesso preferencial ao mercado para mercados importantes, através de acordos bilaterais, tais como: SADC Comunidade para o Desenvolvimento da Africa Austral; Uniao Europeia iniciativa EBA (Acordo de Cotonou); Acesso aos mercados preferenciais dos EUA iniciativa AGOA (renovada para 2015) 11

12 IV. Mercado Mocambicano: Subsectores prioritarios no Investimento (b) CADEIAS DE VALOR Cereais (Milho, arroz e trigo) LOCALIZAÇÃO Centro: Sofala, Zambézia, Manica etete TIPO DE INVESTIMENTO NECESSÁRIO Produção, irrigação, silos e Agroindústria, Norte: Nampula e Cabo- Delgado, Mandioca Nampula, Zambézia e Inhambane Frutas, hortícolas e Batata Maputo, Manica, Sofala, Tete, Zambézia, Nampula e Cabo- Delgado Oleaginosas Centro: Sofala, Manica e Tete, Pré-processamento no campo e Agro-indústria, Cultivo, processamento e empacotamento, sistemas de frio Produção e Agro-indústria Norte: Nampula e Niassa Pecuária Sul: Maputo, Gaza, Inhambane, Centro: Manica, Tete e Melhoramento do gado, processamento de carne, sistemas de frio 12

13 IV. Mercado Mocambicano: Detalhes sobre potencias areas para o investimento (c) Arroz ha em exploracao Área potencial para a produção ha Rendimento medio: 1,1 Ton/Ha (Sector familiar) e 2,5 Ton/Ha (Sector Comercial); Consmo Domestico: Ton/Ano Paises da SADC importam anualmente 1 milhao de Ton; Africa do Sul domina essas importacoes. A nivel da regiao, somente Mocambique e Tanzania tem potencial produtivo para satisfazer a demanda do arroz. O agro-processamento deve ser impulsionado para dar resposta a producao, visando a melhoria da qualidade; 13

14 IV. Mercado Mocambicano: Detalhes sobre potencias areas para o investimento (c) Castanha de Caju Mocambique foi o maior produtor da castanha nos anos 70; A producao declinou devido a varios factores: guerra, envelhecimento do cajual, ataque de doencas, etc.) Este facto teve impacto negativo na balanca de pagamentos; O actual investimento no sector trouxe os seguintes resultados: Cerca de 31,000 tons foram exportadas em milhoes US$ A exportacao da castanha tem crescido significativamente: 20,000 Ton em 2007 para 24,000 Ton em milhoes US$ 14

15 IV. Mercado Mocambicano: Detalhes sobre potencias areas para o investimento (c) Horticultura Mocambique possui grandes potencialidades Ao longo do Corredor da Beira (Centro do Pais)), com boas condicoes climaticas e com cerca de has para a producao de frutas e vegetais => Podendo gerar vendas aproximadamente de 2.75 billioes de US$ por ano (Mercados Internos e Externos) O Sistema de Irrigacao do Chokwe (Sul do Pais), com boas condicoes para a producao de vegetais como tomate, cebola, pimento e outros com mercados garantidos (Sul do Pais e Africa do Sul) 15

16 V. Alguns projectos necessitando de parceria Projecto 1. MAPUTO CIDADE FRIGO TERMINAL Valor Aproximado (US$) Armazenamento, embalagem e processamento ,00 Capacidade de armazenamento: Ton 2. PROVINCIA DE MANICA (INCHOPE) Armazenamento, embalagem e processamento ,00 Capacidade de armazenamento: Ton 3. PROVINCIA DE NAMPULA (NACALA) Armazenamento, embalagem e processamento ,00 Capacidade de armazenamento: Ton 16

17 V. Alguns projectos necessitando de parceria Projecto 4. PROVINCIA DO NIASSA (LICHINGA) Armazenamento, embalagem e processamento Capacidade de armazenamento: Ton Valor aproximado (US$) ,00 5. PROVINCIA DE TETE (ANGONIA) Armazenamento, embalagem e ,00 processamento Capacidade de armazenamento: Ton TOTAL ,00 17

18 18

19 Sejam bem Vindos à Maputo, Moçambique 19

OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE 1 O CEPAGRI (1-3) 2 Criado através do Decreto nº 20/2006 de 29 de Junho como instituição subordinada ao Ministério da Agricultura Criado com objectivo de: Estimular

Leia mais

ESTRATÉGIAS DO GOVERNO E OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

ESTRATÉGIAS DO GOVERNO E OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE ESTRATÉGIAS DO GOVERNO E OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE 1 Preparada para o Lançamento da Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 11 de Abril de 2013 Moçambique:

Leia mais

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E SEGURANÇA ALIMENTAR OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE ABRIL, 2015 Estrutura da Apresentação 2 I. Papel do CEPAGRI II. III. IV.

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2011-2020

PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2011-2020 República de Moçambique Ministério da Agricultura PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2011-2020 3 de Maio 2011 1 I. Contextualização II. Fundamentação III. Visão e Missão IV.

Leia mais

Instituto Nacional de Irrigação. A Perspectiva das Instituições Contratantes 31 de Maio de 2013

Instituto Nacional de Irrigação. A Perspectiva das Instituições Contratantes 31 de Maio de 2013 Instituto Nacional de Irrigação 31 de Maio de 2013 Estrutura da apresentação I. Reforma do subsector de irrigação em Moçambique II. O INIR - Instituto Nacional de Irrigação 1. Objectivos 2. Organização

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Direcção Nacional dos Serviços Agrários

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Direcção Nacional dos Serviços Agrários MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Direcção Nacional dos Serviços Agrários AVALIAÇÃO PRELIMINAR DA CAMPANHA AGRÍCOLA 2009-10 Conteúdo da Apresentação 1. Previsão da estação chuvosa 2009/10 e interpretação na agricultura;

Leia mais

Plano de Comercialização Agrícola para 2011 e 2012

Plano de Comercialização Agrícola para 2011 e 2012 MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO Plano de Comercialização Agrícola para 2011 e 2012 1 Estrutura de apresentação Objectivo do Plano Caracterização geral da comercialização agrícola Principais Intervenientes

Leia mais

A expansão dos recursos naturais de Moçambique Quais são os Potenciais Impactos na Competitividade da Agricultura?

A expansão dos recursos naturais de Moçambique Quais são os Potenciais Impactos na Competitividade da Agricultura? A expansão dos recursos naturais de Moçambique Quais são os Potenciais Impactos na Competitividade da Agricultura? Outubro 2014 A agricultura é um importante contribuinte para a economia de Moçambique

Leia mais

Comunicado de imprensa sobre a Auscultação Pública à volta da versão inicial do Plano Director do ProSAVANA

Comunicado de imprensa sobre a Auscultação Pública à volta da versão inicial do Plano Director do ProSAVANA Programa de Cooperação Trilateral para o Desenvolvimento Agrário do Corredor de Nacala (ProSAVANA) Comunicado de imprensa sobre a Auscultação Pública à volta da versão inicial do Plano Director do ProSAVANA

Leia mais

MIC REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRECÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO

MIC REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRECÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO INFOCOM MIC REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRECÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO Boletim Especial/Setembro de 7 DNC/MIC BOLETIM ESPECIAL DO BALANÇO ALIMENTAR ABRIL DE 7 A MARÇO DE 8

Leia mais

Políticas Agrárias e a Mulher

Políticas Agrárias e a Mulher República de Moçambique Ministério da Agricultura Direcção deeconomia REPÚBBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Actualização do Regulamento Proposta da LFFB de Revisão do Regulamento da Lei de

Leia mais

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO INSTITUTO PARA A PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES - IPEX

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO INSTITUTO PARA A PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES - IPEX 1 MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO INSTITUTO PARA A PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES - IPEX MOÇAMBIQUE Informação Geral IPEX Instituto para a Promoção de Exportações POTENCIAIS SECTORES DE EXPORTAÇÃO Por Provincia

Leia mais

Estimulando o investimento sustaintavel na agricultura. Catalysing sustainable Investment in Agriculture

Estimulando o investimento sustaintavel na agricultura. Catalysing sustainable Investment in Agriculture Estimulando o investimento sustaintavel na agricultura Catalysing sustainable Investment in Agriculture Oportunidade de Investmento no Corredor da Beira Quase 10 milhões de hectares de solos apropriados

Leia mais

5 de Março de 2015 Quente-Quente No. 1025

5 de Março de 2015 Quente-Quente No. 1025 5 de Março de 2015 Quente-Quente No. 1025 Informação Semanal de Mercados Agrícolas no País, Região e Mundo Publicação do Sistema de Informação de Mercados Agrícolas (SIMA) Ministério da Agricultura - Direcção

Leia mais

Centro de Promoção de Investimentos. Rafique Jusob

Centro de Promoção de Investimentos. Rafique Jusob Centro de Promoção de Investimentos Rafique Jusob CPI - Centro de Promoção de Investimentos O CPI oferece um pacote de serviços para assistência aos investidores nacionais e estrangeiros facilitando o

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DE PLANIFICAÇÃO E ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DE PLANIFICAÇÃO E ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DE PLANIFICAÇÃO E ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO 5ᵃ Edição ORÇAMENTO CIDADÃO 2016 Visão: Assegurar a participação do Cidadão em

Leia mais

Internet Como um Serviço Essencial

Internet Como um Serviço Essencial Internet Como um Serviço Essencial [O Desenvolvimento da Banda Larga e o Crescimento da Economia Digital ] 20 de Nov de 2015 americo@incm Pontos de Apresentação 1. Banda larga em Moçambique; 2. Como desenvolver

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE MECANIZAÇÃO AGRÁRIA (PNMA) Brazil, Minas Gerais,Uberaba, 14 de Fevereiro de 2017

PROGRAMA NACIONAL DE MECANIZAÇÃO AGRÁRIA (PNMA) Brazil, Minas Gerais,Uberaba, 14 de Fevereiro de 2017 PROGRAMA NACIONAL DE MECANIZAÇÃO AGRÁRIA (PNMA) Brazil, Minas Gerais,Uberaba, 14 de Fevereiro de 2017 ESTRUTURA DE APRESENTAÇÃO I. CONTEXTUALIZAÇÃO II. III. IV. OBJECTIVOS ESTRATÉGIA DE IMPLEMENTAÇÃO RESULTADOS

Leia mais

A Estrategia de Desenvolvimento Rural e o Programa de Promoção do Uso dos Recursos Naturais para o Desenvolvimento

A Estrategia de Desenvolvimento Rural e o Programa de Promoção do Uso dos Recursos Naturais para o Desenvolvimento REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO ESTATAL Direcção Nacional de Promoção do Desenvolvimento Rural A Estrategia de Desenvolvimento Rural e o Programa de Promoção do Uso dos Recursos Naturais

Leia mais

L ATITUDE PEMBA O MAR NO HORIZONTE

L ATITUDE PEMBA O MAR NO HORIZONTE L ATITUDE PEMBA O MAR NO HORIZONTE TANZÂNIA Mocimboa da Praia MALAWI Lichinga NIASSA CABO DELGADO NAMPULA Pemba Nacala TETE TETE ZAMBEZIA PEMBA MANICA SOFALA Quelimane CHIMOIO BEIRA para Hararre GAZA INHAMBANE

Leia mais

D456789: N;74:<;= >:? S65A48:? AB5;54:? MINAG D6G;5H;I6<H: >6 CJ=HJ5;? 6 AA4?: P5KA4: Boas Perspecvas de produção para a Campanha Agrícola 2014-15.

D456789: N;74:<;= >:? S65A48:? AB5;54:? MINAG D6G;5H;I6<H: >6 CJ=HJ5;? 6 AA4?: P5KA4: Boas Perspecvas de produção para a Campanha Agrícola 2014-15. D456789: N;74::? S65A48:? AB5;54:? MINAG D6G;5H;I66 CJ=HJ5;? 6 AA4?: P5KA4: Edição Nº 01 Campanha Agrícola 2014/15 Publicado em: 02/10/2014 B A Em Foco Boas Perspecvas de produção para a Campanha

Leia mais

Diversificação e articulação da base produtiva e comercial em Moçambique

Diversificação e articulação da base produtiva e comercial em Moçambique Diversificação e articulação da base produtiva e comercial em Moçambique "Tendências do Investimento Privado em Moçambique: questões para reflexão" Nelsa Massingue da Costa Maputo, Setembro 2013 TENDÊNCIAS

Leia mais

República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2010 2019

República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2010 2019 República de Moçambique MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO PEDSA 2010 2019 Por um sector agrário integrado, próspero, competitivo e sustentável Outubro

Leia mais

Missão Conjunta Portugal - Brasil. a Moçambique. 23 a 30 Agosto. 50ª FACIM 2014 Feira Internacional de Maputo

Missão Conjunta Portugal - Brasil. a Moçambique. 23 a 30 Agosto. 50ª FACIM 2014 Feira Internacional de Maputo 50ª FACIM 2014 Feira Internacional de Maputo Missão Conjunta Portugal - Brasil a Moçambique 23 a 30 Agosto Enquadramento económico Moçambique A atual estabilidade política de Moçambique, aliada a práticas

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Valores

SUMÁRIO EXECUTIVO. Valores SUMÁRIO EXECUTIVO O Plano Estratégico da Província de Inhambane para o período 2011-2020 (PEP II) é parte integrante do processo provincial de planificação do Governo, com a finalidade de promover o desenvolvimento

Leia mais

Estudo do sub-sector de sementes para SDC

Estudo do sub-sector de sementes para SDC Estudo do sub-sector de sementes para SDC Constatações e recomendações Rui de Nazaré Ribeiro Índice da Apresentação 1. Objectivos e metodologia 2. Situação do sub-sector de sementes (SSS) Análise por segmento

Leia mais

Alcinda Tembe Gaspar alcindatembe@yahoo.com.br. José Libombo Jr (SV)

Alcinda Tembe Gaspar alcindatembe@yahoo.com.br. José Libombo Jr (SV) Doença de Newcastle em Moçambique XIII Congresso de Medicina Veterinária em Língua Portuguesa Alcinda Tembe Gaspar alcindatembe@yahoo.com.br José Libombo Jr (SV) 0 Situação Geografica e Económica Moçambique

Leia mais

STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE

STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE Hosted by Abt Associates Reduzir a desnutrição crónica em Moçambique: contexto internacional e assistência dos parceiros de desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMA EMBRAPA_MOÇAMBIQUE

PROGRAMA EMBRAPA_MOÇAMBIQUE José Luiz Bellini Leite Coordenador Geral Henoque Ribeiro da Silva Coordenador Técnico RIO DE JANEIRO, 24 DE JANEIRO DE 2013 MOÇAMBIQUE Possui 799.390 Km2 de território, sendo 35,9 milhões de hectares

Leia mais

28 de Agosto de 2002. Destaques

28 de Agosto de 2002. Destaques Famine Early Warning Systems Network 28 de Agosto de 2002 Destaques Uma avaliação rápida de necessidades alimentares foi levada a cabo de 22 de Julho a 11 de Agosto de 2002 por equipas do PMA, FEWS NET,

Leia mais

Fórum da Conectividade Rural

Fórum da Conectividade Rural FUNDO DO SERVIÇO DE ACESSO UNIVERSAL (FSAU) Fórum da Conectividade Rural O Fundo do Serviço de Acesso Universal e o seu papel na promoção de parcerias Público- Privadas para a conectividade rural Apresentado

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS 2008-2011

PLANO DE ACÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS 2008-2011 PLANO DE ACÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS 2008-2011 1. Contexto Internacional da Crise Razoes: Carência e agravamento mundial dos preços de alimentos, sem perspectivas de melhoria a médio prazo. O aumento

Leia mais

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo?

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? 14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? ALAN BOJANIC Ph.D. REPRESENTANTE DA FAO NO BRASIL ALIMENTAR O MUNDO EM 2050 As novas

Leia mais

Apresentação Do Banco. Setembro de 2010

Apresentação Do Banco. Setembro de 2010 Apresentação Do Banco Setembro de 2010 Conteúdos Onde estamos Missão Valores Accionistas Nosso mercado Responsabilidade social Factos Contactos Onde estamos Onde Estamos O Banco Terra está representado,

Leia mais

Financiamento Bancário em Moçambique Sector da Água

Financiamento Bancário em Moçambique Sector da Água Financiamento Bancário em Moçambique Sector da Água Tiago Valença Pinto Maputo, 31 de Maio de 2013 tiago.pinto@mozabanco.co.mz O PIB Moçambicano cresceu 7,5% em 2012 e a inflação manteve-se em patamares

Leia mais

Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique

Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique A. de Sousa Fernando asousa@edm.co.mz 1 Principais Operadores do Sector Eléctrico Electricidade de Moçambique (EDM) Empresa Nacional de Electricidade,

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC. AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014

ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC. AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014 ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014 Colômbia Aspectos Gerais País muito jovem - 55% da população com menos de 30 anos. 7 Áreas Metropolitanas com

Leia mais

Internacionalização de PME. Mercado de MOÇAMBIQUE

Internacionalização de PME. Mercado de MOÇAMBIQUE Internacionalização de PME Mercado de MOÇAMBIQUE 12 de Junho de 2013 Mercado de MOÇAMBIQUE ÍNDICE Índice Introdução MOÇAMBIQUE Sociedades Comerciais e Representações Comerciais Estrangeiras Lei de Investimentos

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO MOÇAMBIQUE E ANGOLA TESTEMUNHO. Moçambique FREDERICO MAGALHÃES CEO TEXTÁFRICA, CHIMOIO, MOÇAMBIQUE

INTERNACIONALIZAÇÃO MOÇAMBIQUE E ANGOLA TESTEMUNHO. Moçambique FREDERICO MAGALHÃES CEO TEXTÁFRICA, CHIMOIO, MOÇAMBIQUE INTERNACIONALIZAÇÃO MOÇAMBIQUE E ANGOLA TESTEMUNHO Moçambique FREDERICO MAGALHÃES CEO TEXTÁFRICA, CHIMOIO, MOÇAMBIQUE Moçambique PONTOS FORTES Moçambique está entre os 10 países do mundo que mais cresceram

Leia mais

ESTÁGIO DA AGRICULTURA EM MOÇAMBIQUE OPORTUNIDADES E DESAFIOS SEMINÁRIO DA CTA FACIM 2013

ESTÁGIO DA AGRICULTURA EM MOÇAMBIQUE OPORTUNIDADES E DESAFIOS SEMINÁRIO DA CTA FACIM 2013 ESTÁGIO DA AGRICULTURA EM MOÇAMBIQUE OPORTUNIDADES E DESAFIOS SEMINÁRIO DA CTA FACIM 2013 1 1 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO I. INFORMAÇÃO GERAL DO SECTOR II. ESTÁGIO DO SECTOR AGRÁRIO III. TENDÊNCIAS DO SECTOR

Leia mais

Benchmarking Internacional de Transferência de Tecnologia América Latina. Rui Trigo Morais

Benchmarking Internacional de Transferência de Tecnologia América Latina. Rui Trigo Morais Benchmarking Internacional de Transferência de Tecnologia América Latina Rui Trigo Morais Para caracterizar devidamente os instrumentos de transferência de I&D na América Latina, as suas especificidades,

Leia mais

Propriedade Intelectual nos Países de língua Portuguesa

Propriedade Intelectual nos Países de língua Portuguesa Propriedade Intelectual nos Países de língua Portuguesa Politicas de Saúde e AIDS Moçambique Eusébio Chaquisse, MD, MIH Universidade Lúrio - Nampula Introdução: Moçambique possui uma população 20 milhões

Leia mais

Guilherme Leite da Silva Dias, FEA/USP

Guilherme Leite da Silva Dias, FEA/USP Seminário Risco e Gestão do Seguro Rural no Brasil Mesa Redonda III Aquecimento global e impactos sobre o seguro agrícola Palestra: Aquecimento global e possíveis impactos econômicos sobre a agricultura

Leia mais

Produtos, Serviços e Soluções. Novembro de 2015

Produtos, Serviços e Soluções. Novembro de 2015 Produtos, Serviços e Soluções Novembro de 2015 PRONAF AGROINDÚSTRIA Financiamento das necessidades de custeio do beneficiamento e industrialização da produção, da armazenagem e conservação de produtos

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVOSoja

BOLETIM INFORMATIVOSoja BOLETIM INFORMATIVOSoja Ed. No 03 Bimensal / Maio-Junho 2011 Director: Luís Pereira Editor: Belchion Lucas MOLUMBO, NOVO QUARTEL GENERAL DA SOJA O P o s t o Administrativo de Molumbo, distrito de Milange,

Leia mais

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina (Órgão reconhecido pelo Governo Italiano Decreto Mise29/7/2009) Tel.: +55 48 3027 2710 / Fax: +55 48 3222 2898 www.brasileitalia.com.br info@brasileitalia.com.br

Leia mais

LISTA DE SÍMBOLOS E ABREVIATURAS... iv. SUMÁRIO EXECUTIVO... vi. PREFÁCIO... x INTRODUÇÃO... 1. Contexto Geral... 1 PARTE I... 4

LISTA DE SÍMBOLOS E ABREVIATURAS... iv. SUMÁRIO EXECUTIVO... vi. PREFÁCIO... x INTRODUÇÃO... 1. Contexto Geral... 1 PARTE I... 4 CONTEÚDO LISTA DE SÍMBOLOS E ABREVIATURAS... iv SUMÁRIO EXECUTIVO... vi PREFÁCIO... x INTRODUÇÃO... 1 Contexto Geral... 1 PROCESSO DE FORMULAÇÃO DO PEDSA... 3 PARTE I... 4 O SECTOR AGRÁRIO EM MOÇAMBIQUE:

Leia mais

Projetos Internacionais

Projetos Internacionais Projetos Internacionais Projetos Nacionais de Desenvolvimento Nacional de Água (I e II) - Banco Mundial (IDA) Cerca de 130 milhões USD (1998-2007) para a produção de água em zonas rurais e urbanas e para

Leia mais

O PAPEL DOS FORNECEDORES PRIVADOS DE ÁGUA EM MOÇAMBIQUE

O PAPEL DOS FORNECEDORES PRIVADOS DE ÁGUA EM MOÇAMBIQUE O PAPEL DOS FORNECEDORES PRIVADOS DE ÁGUA EM MOÇAMBIQUE Suzana Saranga Loforte Gestora de Recursos Hídricos & Meio Ambiente Direcção Nacional de Águas Ministério das Obras Públicas e Habitação de Moçambique

Leia mais

Termos de Referência para Análise das Plataformas das Organizações da Sociedade Civil que trabalham na gestão de recursos naturais em Moçambique

Termos de Referência para Análise das Plataformas das Organizações da Sociedade Civil que trabalham na gestão de recursos naturais em Moçambique Termos de Referência para Análise das Plataformas das Organizações da Sociedade Civil que trabalham na gestão de recursos naturais em Moçambique I. Introdução Nos últimos anos, uma das principais apostas

Leia mais

Produção, Natureza e Sociedade: equilíbrio em busca da segurança alimentar

Produção, Natureza e Sociedade: equilíbrio em busca da segurança alimentar VI Fórum Inovação, Agricultura e Alimentos Produção, Natureza e Sociedade: equilíbrio em busca da segurança alimentar Walter Belik Instituto de Economia - Unicamp São Paulo, 14 de outubro de 2014 em milhões

Leia mais

Projecto AMC em Moçambique

Projecto AMC em Moçambique MICOA Projecto AMC em Moçambique Assembleia Geral de Horizont3000 20.11.2014 Page 1 Enquadramento do Projecto AMC-Moz Projecto de cooperação bilateral entre a Republica de Moçambique e a Republica Federal

Leia mais

O que é uma empresa rural?

O que é uma empresa rural? Contabilidade Rural Prof. João Marcelo O que é uma empresa rural? É aquela que explora a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados

Leia mais

PROPOSTA DO PLANO ECONÓMICO E SOCIAL PARA 2013

PROPOSTA DO PLANO ECONÓMICO E SOCIAL PARA 2013 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ENERGIA DIRECÇÃO DE ESTUDOS E PLANIFICA ÇÃO PROPOSTA DO PLANO ECONÓMICO E SOCIAL PARA 2013 Nampula, 16 de Agosto de 2012 MINISTÉRIO DA ENERGIA 1 1. CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

O Agronegócio Mundial e Brasileiro

O Agronegócio Mundial e Brasileiro O Agronegócio Mundial e Brasileiro Eugênio Stefanelo Segundo Porter, você é competitivo quando tem um desempenho em longo prazo acima da média dos concorrentes. O agronegócio, que engloba as operações

Leia mais

O Impacto da Política Agrária em Moçambique

O Impacto da Política Agrária em Moçambique O Impacto da Política Agrária em Moçambique Dezembro de 2010 ORAM e ROSA Pesquisa realizada: Centro de Estudos Moçambicanos e Internacionais CEMO António Álvaro Francisco Hortêncio Sunde Manuel Lopes e

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO S FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO ANO 2012 JANEIRO A JUNHO RELATÓRIO 1. Introdução 2. Equilíbrio Orçamental 3. Receitas do Estado 4. Financiamento

Leia mais

Estrutura da Apresentação. 1. Conceitos. 2. Características da Amazônia Legal. 4. Considerações Finais

Estrutura da Apresentação. 1. Conceitos. 2. Características da Amazônia Legal. 4. Considerações Finais PROPOSTA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA PARA A AMAZONIA Elisio Contini, Geraldo Martha Jr. e Marcos Pena I Congresso de Engenheiros Agrônomos da Amazônia Belém, 22 a 25 de Novembro de 2010 Estrutura da Apresentação

Leia mais

EMPRESAS DE BRASIL E CHINA NA ÁFRICA Parceria, Concorrência e Desenvolvimento

EMPRESAS DE BRASIL E CHINA NA ÁFRICA Parceria, Concorrência e Desenvolvimento EMPRESAS DE BRASIL E CHINA NA ÁFRICA Parceria, Concorrência e Desenvolvimento O CASO DE MOÇAMBIQUE Por Cardoso T. Muendane, Ph.D. sics@sics.co.mz 2010 LAY OUT Breve apresentação de Moçambique IDE em Moçambique

Leia mais

28 de Janeiro de 2015 Quente-Quente No. 1020

28 de Janeiro de 2015 Quente-Quente No. 1020 28 de Janeiro de 2015 Quente-Quente No. 1020 Informação Semanal de Mercados Agrícolas no País, Região e Mundo Publicação do Sistema de Informação de Mercados Agrícolas (SIMA) Ministério da Agricultura

Leia mais

BALANÇO PRELIMINAR DA CAMPANHA AGRÍCOLA (2010/2011)

BALANÇO PRELIMINAR DA CAMPANHA AGRÍCOLA (2010/2011) REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA DIRECÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS AGRÁRIOS BALANÇO PRELIMINAR DA CAMPANHA AGRÍCOLA (2010/2011) Agosto, 2011 Conteúdo de Apresentação 1. Introdução 2. Principais

Leia mais

O PACTO DO CAADP A SER IMPLEMENTADO ATRAVÉS DO PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO (PEDSA)

O PACTO DO CAADP A SER IMPLEMENTADO ATRAVÉS DO PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO (PEDSA) O PACTO DO CAADP A SER IMPLEMENTADO ATRAVÉS DO PLANO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR AGRÁRIO (PEDSA) 1 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Essência do PEDSA 1. Fundamentação 2. Desafios 3. Visão

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

Competitividade das Culturas de Rendimento em Moçambique: O caso da Castanha de Caju

Competitividade das Culturas de Rendimento em Moçambique: O caso da Castanha de Caju Competitividade das Culturas de Rendimento em Moçambique: O caso da Castanha de Caju Monitoria e Análise de Políticas Agroalimentares (MAFAP) RESULTADOS PRELIMINARES Helder Zavale (CEPPAG-UEM) Luis Monroy

Leia mais

A Estrutura e Tendência da Despesa Pública Agrícola em Moçambique

A Estrutura e Tendência da Despesa Pública Agrícola em Moçambique Dezembro 2011 Relatorios de Pesquisa 70P A Estrutura e Tendência da Despesa Pública Agrícola em Moçambique Helder Zavale Gilead Mlay Duncan Boughton Adriano Chamusso Helder Gemo e Pius Chilonda Este relatório

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Social

Programa de Desenvolvimento Social Programa de Desenvolvimento Social Introdução A Portucel Moçambique assumiu um compromisso com o governo moçambicano de investir 40 milhões de dólares norte-americanos para a melhoria das condições de

Leia mais

Variações de Preços Transfronteiriços e as suas Causas. Bruce Bolnick Adelino Pimpão

Variações de Preços Transfronteiriços e as suas Causas. Bruce Bolnick Adelino Pimpão Variações de Preços Transfronteiriços e as suas Causas Bruce Bolnick Adelino Pimpão 11 de Março de 2015 Resumo da Apresentação Justificação e Metodologia Evidências da Variação de Preço Panorâmica do Abastecimento

Leia mais

MOÇAMBIQUE. Tecnologias e Serviços do Agronegócio 2014 MOÇAMBIQUE 1

MOÇAMBIQUE. Tecnologias e Serviços do Agronegócio 2014 MOÇAMBIQUE 1 MOÇAMBIQUE Market Research & Intelligence Tecnologias e Serviços do Agronegócio 2014 MOÇAMBIQUE 1 MOÇAMBIQUE MOÇAMBIQUE Market Research & Intelligence Tecnologias e Serviços do Agronegócio 2014 DADOS GERAIS

Leia mais

A Vale. Missão. Valores. Visão

A Vale. Missão. Valores. Visão A Vale Visão Ser a empresa de recursos naturais global, número um em criação de valor de longo prazo, com excelência, paixão pelas pessoas e pelo planeta. Missão Transformar recursos naturais em prosperidade

Leia mais

Audiência Parlamentar Internacional em Moçambique Maputo, 19 de Setembro de 2009 1. ELECTRIFICAÇÃO RURAL EM MOÇAMBIQUE Moçambique é rico em recursos energéticos, como é o caso da energia hidroeléctrica,

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

PIB do Agronegócio CEPEA-USP/CNA Janeiro a abril de 2008 NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL

PIB do Agronegócio CEPEA-USP/CNA Janeiro a abril de 2008 NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea),

Leia mais

Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique. Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013

Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique. Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013 Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013 1 1 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

Leia mais

Substituir este slide pelo slide de título escolhido

Substituir este slide pelo slide de título escolhido Substituir este slide pelo slide de título escolhido AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS E A AGRICULTURA PORTUGUESA Ana Paiva Brandão Coimbra, 7 de Abril de 2011 1 ÍNDICE 1. Alterações climáticas 2. Alterações climáticas

Leia mais

1.1. Antecedentes do Estudo

1.1. Antecedentes do Estudo CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO 1.1. Antecedentes do Estudo 1.1.1. Antecedentes do Estudo A estrutura básica do Programa de Cooperação Triangular para o Desenvolvimento Agrícola da Savana Tropical em Moçambique

Leia mais

Adaptação à mudança do clima*

Adaptação à mudança do clima* Agropecuária: Vulnerabilidade d e Adaptação à mudança do clima* Magda Lima - Embrapa Meio Ambiente Bruno Alves - Embrapa Agrobiologia OCB Curitiba Março de 2010 * Apresentação baseada em artigo publicado

Leia mais

Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios

Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios José Ricardo Severo Superintendência Técnica CNA Março 2010 1 Objetivos: 1. Importância do Agronegócio; 2. Alavanca exportadora como fator de crescimento;

Leia mais

MOÇAMBIQUE Projecção de Segurança Alimentar Outubro 2013 a Março de 2014

MOÇAMBIQUE Projecção de Segurança Alimentar Outubro 2013 a Março de 2014 MOÇAMBIQUE Projecção de Segurança Alimentar Outubro 2013 a Março de 2014 Espera-se período de escassez menos severo devido a boa produção da segunda época e preços de alimentos estáveis DESTAQUES Figura

Leia mais

PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE

PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE Ano V Agosto de 2011 Nº 13 INFORME RURAL ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE Ambiente de Estudos, Pesquisas e Avaliação - AEPA PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS CENTRO DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM MOÇAMBIQUE Lourenço Sambo e Danilo Nalá Lisboa, 17 de Julho de 2015 CONTEÚDO 1

Leia mais

19 de Junho de 2013 Quente-Quente No. 937

19 de Junho de 2013 Quente-Quente No. 937 19 de Junho de 2013 Quente-Quente No. 937 Informação Semanal de Mercados Agrícolas no País, Região e Mundo Publicação do Sistema de Informação de Mercados Agrícolas (SIMA) Ministério da Agricultura - Direcção

Leia mais

Apresentação da DHV. Local delivery of world-class solutions. DHV 2012 All rights reserved

Apresentação da DHV. Local delivery of world-class solutions. DHV 2012 All rights reserved Apresentação da DHV Local delivery of world-class solutions DHV 2012 All rights reserved Grupo DHV Serviços de Consultoria Multidisciplinares 4,300 Colaboradores 70 Escritórios em 20 países 95 anos de

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

ESTRATÉGIA DE CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA ENERGIA DA BIOMASSA

ESTRATÉGIA DE CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA ENERGIA DA BIOMASSA REPÚBLICA DE MÇAMBIQUE MINISTÉRI DA ENERGIA DIRECÇÃ NACINAL DE ENERGIAS NVAS E RENVAVEIS ESTRATÉGIA DE CNSERVAÇÃ E US SUSTENTÁVEL DA ENERGIA DA BIMASSA Conteúdos Introdução Enquadramento legal e institucional

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

PLANO DIRECTOR PARA O DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DO CORREDOR DE NACALA EM MOÇAMBIQUE. Esboço Versão 0. (Sumário) Março, 2015

PLANO DIRECTOR PARA O DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DO CORREDOR DE NACALA EM MOÇAMBIQUE. Esboço Versão 0. (Sumário) Março, 2015 Cooperação Triangular para o Desenvolvimento Agrário da Savana Tropical em Moçambique PLANO DIRECTOR PARA O DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DO CORREDOR DE NACALA EM MOÇAMBIQUE Esboço Versão 0 (Sumário) Março,

Leia mais

Promoção da actividade resineira em Portugal no âmbito da PAC pós 2013

Promoção da actividade resineira em Portugal no âmbito da PAC pós 2013 Promoção da actividade resineira em Portugal no âmbito da PAC pós 2013 Francisco Avillez (Professor Emérito do ISA, UTL e coordenado científico da AGR.GES) 16 de Abril de 2013 1. Evolução do pinheiro bravo

Leia mais

ZONCACAU: COMO SUGESTÃO PARA A CAMARA SETORIAL DO CACAU. Alfredo Homma - Embrapa Amazônia Oriental. Brasília, 12 novembro de 2013

ZONCACAU: COMO SUGESTÃO PARA A CAMARA SETORIAL DO CACAU. Alfredo Homma - Embrapa Amazônia Oriental. Brasília, 12 novembro de 2013 ZONCACAU: COMO SUGESTÃO PARA A CAMARA SETORIAL DO CACAU Alfredo Homma - Embrapa Amazônia Oriental. Brasília, 12 novembro de 2013 Disciplinar a expansão da produção de cacau no Brasil e ofertar instrumentos

Leia mais

15 de Janeiro de 2014 Quente-Quente No. 967

15 de Janeiro de 2014 Quente-Quente No. 967 15 de Janeiro de 2014 Quente-Quente No. 967 Informação Semanal de Mercados Agrícolas no País, Região e Mundo Publicação do Sistema de Informação de Mercados Agrícolas (SIMA) Ministério da Agricultura -

Leia mais

Estratégia para o Reflorestamento

Estratégia para o Reflorestamento REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA DIRECÇÃO NACIONAL DE TERRAS E FLORESTAS Estratégia para o Reflorestamento Maputo, Julho 2009 APRESENTACAO ABREVIATURAS 1. INTRODUCAO 1.1 Antecedentes 1.2

Leia mais

Estudo Sobre a Disseminação e Adopção das Variedades de Batata Doce de Polpa Alaranjada em Moçambique

Estudo Sobre a Disseminação e Adopção das Variedades de Batata Doce de Polpa Alaranjada em Moçambique Estudo Sobre a Disseminação e Adopção das Variedades de Batata Doce de Polpa Alaranjada em Moçambique Por: Maria Isabel Andrade, Abdul Naico e Jose Ricardo INIA/IITA-Moçambique, Tel.258 1 461610, e-mail:

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC. Agricultura do Século XXI Agropecuária, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Inovação.

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC. Agricultura do Século XXI Agropecuária, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Inovação. SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC Agricultura do Século XXI Agropecuária, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Inovação. Avanços da Agricultura Brasileira. Passou de importador

Leia mais

Como este trabalho cabe com os esforços baseados nas comunidades?

Como este trabalho cabe com os esforços baseados nas comunidades? Morbidez e Mortalidade dos Adultos no Moçambique: Prevalência e Estratégias para os Agregados Familiares Rurais que Enfretam Adversidade D. Mather, C. Donovan, H. Marrule, e A. Alage 6 de Novembro, 2003

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng.º Mário Lino por ocasião da Sessão REDES DE NOVA GERAÇÃO 2009 Fundação das Comunicações, 7 Janeiro 2009 (Vale

Leia mais

D SCUR CU S R O O DE D SUA U A EXCE

D SCUR CU S R O O DE D SUA U A EXCE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO MINISTRO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE, DR. RUI MARIA DE ARAÚJO, POR OCASIÃO DA ATRIBUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL DA CPLP A

Leia mais

Para um Mundo mais bem nutrido. Exposibram 2013 Belo Horizonte, Setembro 23 26

Para um Mundo mais bem nutrido. Exposibram 2013 Belo Horizonte, Setembro 23 26 Fertilizantes no Brasil Para um Mundo mais bem nutrido Exposibram 2013 Belo Horizonte, Setembro 23 26 Alimentando os 10Bi O crescimento da população irá aumentar a demanda mundial por alimentos. Até 2050

Leia mais

MAPUTO: 20 2014 MARCO MACHADO

MAPUTO: 20 2014 MARCO MACHADO Relatório Final Serviço de consultoria para conduzir um estudo de mercado sobre volumes, preços, novos produtos e produção sob contrato na cadeia de valor hortícola no Centro de Moçambique. CLIENTE: MAPUTO:

Leia mais

18 de Junho de 2015 Quente-Quente No. 1040

18 de Junho de 2015 Quente-Quente No. 1040 18 de Junho de 2015 Quente-Quente No. 1040 Informação Semanal de Mercados Agrícolas no País, Região e Mundo Publicação do Sistema de Informação de Mercados Agrícolas (SIMA) Ministério da Agricultura -

Leia mais

Direcção do Registo Académico

Direcção do Registo Académico 1 Direcção do Registo Académico EDITAL MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES PARA OS NOVOS INGRESSOS ANO LECTIVO DE 2016 1. Introdução A Universidade Eduardo Mondlane (UEM) informa ao público que a matrícula para os

Leia mais