COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação"

Transcrição

1 COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 28/05/2011 Nota: Professora: Paula Valor da Prova: 30 pontos Assinatura do responsável: Orientações gerais: 1) Número de questões desta prova: 10 2) Valor das questões: Redação (1): 6,0 pontos. Abertas (3): 4,0 pontos cada. Fechadas (6): 2,0 pontos cada. 3) Provas feitas a lápis ou com uso de corretivo não têm direito à revisão. 4) Aluno que usar de meio ilícito na realização desta prova terá nota zerada e conceituação comprometida. 5) Tópicos desta prova: - Textos, interpretação, redação - Conteúdo Gramatical: Acentuação (monossílabos, oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas) Predicação verbal (VI, VTD / OD, VTI / OI, VTDI / OD e OI, VL) O HOMEM E A BIODIVERSIDADE OS SERES VIVOS Preservando a fauna e a flora brasileiras Muitas espécies vegetais e animais já desapareceram da Terra e outras estão ameaçadas. As causas de extinção das espécies são as mais diversas: mudanças no ambiente, falta de alimento, dificuldades de reprodução e, sobretudo, a ação destruidora do homem. Além de lançar na água, no ar e no solo os mais diversos tipos de substâncias tóxicas e contaminadas, o homem também agride o ambiente capturando e matando animais silvestres e aquáticos e destruindo matas e florestas. A seguir informamos as principais ameaças à destruição da fauna e da flora brasileiras. Tomando conhecimento delas, poderemos contribuir para que a natureza seja menos agredida e, assim, ajudar a preservar as espécies. 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 1

2 A extinção de animais brasileiros Por diferentes motivos como caçadas, falta de reprodução, mortes naturais por doenças adquiridas no próprio ambiente, muitos animais brasileiros estão ameaçados de extinção, isto é, suas espécies correm o risco de desaparecer da Terra. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou um mapa do Brasil que mostra, por regiões, as espécies animais ameaçadas de desaparecimento, principalmente pela destruição do ambiente em que vivem. O título desse mapa, que traz um total de 303 espécies ameaçadas, é Fauna ameaçada de extermínio. Um dos coordenadores daquele trabalho, o biólogo Luiz Carlos Aveline, explica que o uso da expressão extermínio, em vez de extinção, tem o objetivo de mostrar que os animais estão ameaçados principalmente por culpa do homem. A extinção dos vegetais brasileiros Numerosas plantas brasileiras também estão desaparecendo por vários motivos. Todos causados pelo homem. A construção de estradas é um exemplo. Muitas florestas naturais já foram derrubadas para dar lugar a estradas, cidades, plantações, pastagens ou para fornecer madeira. Esse tipo de devastação já ocorreu na Floresta Amazônica, na floresta do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais e em grandes áreas de mata no Paraná, no Mato Grosso, em São Paulo e na Bahia. Os incêndios também são causas de destruição de florestas, bosques e matas. Muitas vezes os incêndios acontecem por acidente, como um cigarro aceso jogado nas matas, principalmente em épocas de seca. Mas, frequentemente, são realizados propositadamente. Isso é comum na Floresta Amazônica. Influência das florestas sobre a natureza As florestas desempenham um papel muito importante na conservação da natureza, pois elas influem no clima de diversas formas: *Impedem que os raios solares incidam diretamente sobre o solo, tornando a temperatura mais amena. *Aumentam a umidade da região por meio da transpiração das plantas, tornando maior o índice de chuvas. *Auxiliam a renovação do ar atmosférico. Durante a fotossíntese, as plantas liberam oxigênio para o ar atmosférico, retirando dele o excesso de gás carbônico. *Diminuem a velocidade do vento e a incidência direta da chuva no solo, reduzindo assim a erosão. Além dessas vantagens, as florestas impedem que a água das chuvas chegue até o solo com muita força e carregue consigo as substâncias nutritivas da camada superficial. Assim, a flora não só protege o solo contra a erosão provocada pelas chuvas, como a mantém fértil. Se o homem souber explorar os diversos ecossistemas da Terra sem destruí-los, estará preservando todas as espécies e garantindo recursos para gerações futuras. 1ª Questão: Responda: a)qual é a informação básica que o autor quer nos transmitir com esse texto? (0,5) b)observe o seguinte trecho retirado do texto: O título desse mapa, que traz um total de 303 espécies ameaçadas, é Fauna ameaçada de extermínio. Um dos coordenadores daquele trabalho, o biólogo Luiz Carlos Aveline, explica que o uso da expressão extermínio, em vez de extinção, tem o objetivo de mostrar que os animais estão ameaçados principalmente por culpa do homem. Neste caso, o que quer dizer Fauna ameaçada de extermínio? E se tivesse utilizado a expressão Fauna ameaçada de extinção, o que significaria? (0,5) 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 2

3 c) Diante disso, como se explica a diferença entre extermínio e extinção? (0,5) d) O texto aponta as seguintes causas da extinção da fauna: caçada, falta de reprodução, doenças, destruição do lugar onde vivem. Quais ações do homem provocam estes problemas? (0,5) e)estabeleça um paralelo entre as ações do homem sobre a natureza X as ações da florestas sobre a natureza. (0,5) f) Diante desse paralelo, como você caracterizaria a atitude do homem? Por quê? (1,0) g) Dê dois exemplos de como a vida do homem pode ser seriamente prejudicada sem a proteção das florestas. (0,5) 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 3

4 A DIVERSIDADE DA VIDA O que é essa tal biodiversidade? Bio + diversidade: se cortamos a palavra assim, já dá para entender um pouco o que ela quer dizer. Bio vem do grego Bios, e significa vida (uma biografia, por exemplo, é a escrita da vida de uma pessoa, ou seja, é a história da vida de uma pessoa). E diversidade é variedade, diferença. Então, biodiversidade é a variedade de vida! A biodiversidade está em todas as formas de vida que existem no planeta, dos hiperminúsculos micróbios às gigantescas baleias! E não é só de bichos e plantas que a biodiversidade trata, não: essa palavrinha também fala de coisas menores... e maiores! É que existem três níveis de biodiversidade: a genética, que trata dos milhares de genes de cada um dos organismos vivos, a de espécies, que diz respeito aos seres vivos inteiros, e a de ecossistemas, que se refere às relações entre os seres vivos e o lugar onde eles vivem. 2ª Questão: Observe o título desse texto: O que é essa tal biodiversidade? O autor emprega a palavra tal em seu título para: I) Mostrar que a palavra biodiversidade é muito usada e é de fácil compreensão para as pessoas. II) Mostrar que se o termo tal fosse retirado não teríamos a informação de que o significado da palavra biodiversidade ainda é ignorado por muitas pessoas. III) Mostrar ainda que o uso da palavra tal mostra que a biodiversidade é algo de que se fala muito hoje em dia. Está (estão) correta (s) a (s) seguinte (s) afirmativa (s): a)( ) apenas a I b)( ) apenas a II c)( ) apenas a III d)( ) a I e a II e)( ) a II e a III 3ª Questão: O autor desse texto procura nos dar o significado da biodiversidade apresentando seus três níveis: genético, de espécies e de ecossistemas. Assinale a alternativa INCORRETA: a)( ) Biodiversidade vem do grego bios + diversidade, e é o conjunto de algumas formas de vida do planeta. b)( )O critério utilizado para separar seus níveis é do mais simples para o mais complexo formando uma cadeia. 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 4

5 c)( d)( e)( ) Gene é a menor partícula de um ser vivo. ) Os seres vivos que têm genes semelhantes formam uma espécie. ) As espécies e o ambiente e as relações entre eles formam o ecossistema. 4ª Questão: Leia as palavras abaixo observando a acentuação delas: JÁ ALÉM TÓXICAS TAMBÉM AQUÁTICOS ESTATÍSTICA TÍTULO BIÓLOGO AMAZÔNICA PARANÁ ÉPOCAS ÍNDICE ATMOSFÉRICO FOTOSSÍNTESE GÁS CARBÔNICO ATÉ SÓ MANTÉM FÉRTIL ESTARÁ Agora, agrupe-as de acordo com as regras: a) Acentuam-se os monossílabos tônicos terminados em A, E, O, seguidos ou não de S: (1,0) b) Acentuam-se as palavras oxítonas terminadas em A, E, O, seguidas ou não de S, e as terminadas em EM ou ENS: (1,0) c) Acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas em I e U, seguidas ou não de S; R,X,N,L, Ã e ÃO, seguidos ou não de S; Um e Uns e PS: (1,0) d) Acentuam-se todas as palavras proparoxítonas: (1,0) 5ª Questão: O grupo de palavras que são acentuadas porque são todas proparoxítonas é: a) tóxicos, aquáticos, substâncias b) estatística, título, biólogo c) áreas, extermínio, incêndios d) Amazônica, atmosférico, oxigênio e) influências, incidência, fotossíntese 6ª Questão: Leia a tira a seguir: Identifique na tira: a) um verbo transitivo direto (VTD) e o seu objeto direto (OD): (1,0) b) um verbo transitivo indireto (VTI) e o seu objeto indireto (OI): (1,0) c) um verbo intransitivo (VI): (1,0) 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 5

6 d) Explique o duplo sentido da fala do rato no último quadrinho, considerando os efeitos que ela teve sobre a ratinha. (1,0) 7ª Questão: Leia este anúncio: Podemos dizer que: a) Na frase principal dele há dois verbos. b) Logo, há, nesse texto, duas orações. c) O primeiro verbo FAZ classifica-se como verbo transitivo direto (VTD). d) O segundo verbo AGRADECE classifica-se como verbo intransitivo (VI). e) Todas as afirmativas acima são verdadeiras. 8ª Questão: Leia mais este anúncio: Ao lado do texto principal do anúncio, aparecem as frases lave-me e devolva-me. E, no texto abaixo da imagem, lê-se Lave e devolva suas embalagens vazias de agrotóxicos. Considerando essas informações, é INCORRETO dizer que: a) Este anúncio se dirige ao agricultor. b) A imagem do espantalho, que é um elemento usado geralmente no campo, nas plantações, confirma a afirmativa anterior. c) O pronome ME refere-se ao espantalho. d) A função sintática do pronome ME é de objeto direto (OD). e) Nas duas ocorrências, ME refere-se à embalagens de agrotóxicos. 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 6

7 9ª Questão: Leia agora estas trovas de Margarida Ottoni: No primeiro versinho, como classificamos o verbo CONQUISTAR? a) verbo de ligação (VL). b) verbo transitivo direto (VTD). c) verbo transitivo indireto (VTI). d) verbo intransitivo (VI). e) verbo transitivo direto e indireto (VTDI). 10ª Questão: 5,0 pontos REDAÇÃO Você leu um texto informativo. Agora, a partir dos dados apresentados nele, você irá criar um folheto informativo imaginando que ele faz parte de uma campanha de esclarecimento à população sobre o assunto abordado. Você deverá utilizar linguagem verbal e não-verbal. Lembrese, quanto mais colorido, mais atraente. Utilize a folha sulfite, já dobrada em forma de folheto, que acompanha sua prova. Seja criativo. Você é capaz! 2ª P.P. / Língua Portuguesa / Paula / 7º / pág : 7

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor da prova: 2.0 Nota: Data: / /2015 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 9º 3º bimestre Trabalho de Recuperação de Geografia Orientações: - Leia atentamente

Leia mais

Unidade 8. Ciclos Biogeoquímicos e Interferências Humanas

Unidade 8. Ciclos Biogeoquímicos e Interferências Humanas Unidade 8 Ciclos Biogeoquímicos e Interferências Humanas Ciclos Biogeoquímicos Os elementos químicos constituem todas as substâncias encontradas em nosso planeta. Existem mais de 100 elementos químicos,

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE ACOMPANHAMENTO DOS PROGRAMAS INSTITUCIONAIS NÚCLEO DE ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO CURRICULAR

SUPERINTENDÊNCIA DE ACOMPANHAMENTO DOS PROGRAMAS INSTITUCIONAIS NÚCLEO DE ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO CURRICULAR SUPERINTENDÊNCIA DE ACOMPANHAMENTO DOS PROGRAMAS INSTITUCIONAIS NÚCLEO DE ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO CURRICULAR 2ª AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2012 CIÊNCIAS

Leia mais

Reconhecer as diferenças

Reconhecer as diferenças A U A UL LA Reconhecer as diferenças Nesta aula, vamos aprender que os solos são o resultado mais imediato da integração dos processos físicos e biológicos na superfície da Terra. A formação e o desenvolvimento

Leia mais

CESPE DETRAN / PA Médico 2006 Nível Superior

CESPE DETRAN / PA Médico 2006 Nível Superior CESPE DETRAN / PA Médico 2006 Nível Superior Texto para as questões 1 e 2 A conservação e o uso sustentável da diversidade 1 biológica a enorme variedade de vida na Terra é essencial para o nosso desenvolvimento

Leia mais

CHEGAM A 21 CASOS CONFIRMADOS DE GRIPE NO BRASIL; CRECHE É INTERDITADA EM CAMPINAS (SP)

CHEGAM A 21 CASOS CONFIRMADOS DE GRIPE NO BRASIL; CRECHE É INTERDITADA EM CAMPINAS (SP) Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 6 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2015 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Leia a tirinha abaixo e responda às questões 1 e

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 3ª PROVA DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 3ª PROVA DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 3ª PROVA DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1) Número

Leia mais

4º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome:

4º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome: Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- Imagine que o quadriculado abaixo seja uma representação da composição do ar. No total, são 100 quadradinhos. PINTE, de acordo com a legenda, a quantidade

Leia mais

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 37 EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 Resumo: Com a urbanização, o tráfico nacional e internacional de espécies e exploração dos recursos naturais de maneira mal planejada

Leia mais

Os impactos ambientais de maior incidência no país

Os impactos ambientais de maior incidência no país Os impactos ambientais de maior incidência no país Segundo a Pesquisa de Informações Básicas Municipais Perfil dos Municípios Brasileiros/MUNIC 2008, realizada regularmente pelo Instituto Brasileiro de

Leia mais

As atividades econômicas realizadas pelas pessoas costumam ser agrupadas em três setores.

As atividades econômicas realizadas pelas pessoas costumam ser agrupadas em três setores. SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / 2 / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): TURMA: N.º: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Questões ambientais do Brasil

Questões ambientais do Brasil Questões ambientais do Brasil Ao longo da história do Brasil, o desmatamento esteve presente em todos os ciclos econômicos responsáveis pela construção do país, o que reduziu bastante a biodiversidade

Leia mais

GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: TARDE Data: 27/10/2010 PROVA GRUPO GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA

Leia mais

136) Na figura observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado.

136) Na figura observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado. 136) Na figura observa-se uma classificação de regiões da América do Sul segundo o grau de aridez verificado. Em relação às regiões marcadas na figura, observa-se que A) a existência de áreas superáridas,

Leia mais

Fogo. Melhor prevenir que apagar incêndios

Fogo. Melhor prevenir que apagar incêndios Fogo. Melhor prevenir 1 2 Fogo. Melhor prevenir Uso do fogo na Pré-história Há milhares de anos, o homem descobriu o fogo. Aos poucos, aprendeu maravilhas: iluminar cavernas, afastar o medo do escuro,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

FORMAÇÃO DO SOLO E AS CONSEQÜÊNCIAS DA EROSÃO

FORMAÇÃO DO SOLO E AS CONSEQÜÊNCIAS DA EROSÃO FORMAÇÃO DO SOLO E AS CONSEQÜÊNCIAS DA EROSÃO Lucieli Lopes Marques Supervisora: Mara Regina Dorcidônio Molina CONTEXTUALIZAÇÃO A presente proposta de trabalho tem como tema a formação e erosão do solo

Leia mais

AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof.Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Faculdade de Engenharia de Sorocaba Engenheiro Agrônomo CCA/UFSCar 1998 Mestre em Desenvolvimento

Leia mais

Energia e suas fontes

Energia e suas fontes ós na ala de Aula - Ciências 6º ao 9º ano - unidade 2 O homem necessita cada vez mais de energia elétrica e está constantemente buscando fontes para produzila. Uma das fontes de energia mais utilizadas

Leia mais

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA EJA Ensino Fundamental 2º Segmento GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA Fase/Ano: 4ª Fase 6º e 7º Ano Ano Letivo: 2014 Componente Curricular: Geografia Professores do Estúdio: Jefferson

Leia mais

Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO I 1 o BIMESTRE. Lixo e desperdício: tudo se transforma

Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO I 1 o BIMESTRE. Lixo e desperdício: tudo se transforma Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2 a série) AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO I 1 o BIMESTRE Eixo temático Preservar para ter Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO 2010 QUESTÃO 1 Assinale a afirmativa que descreve

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Áreas degradadas. Áreas degradadas conceitos e extensão

Áreas degradadas. Áreas degradadas conceitos e extensão Áreas degradadas Áreas degradadas conceitos e extensão Conceituação e caracterização de áreas degradadas O ecossistema que sofreu alterações relativas à perda da cobertura vegetal e dos meios de regeneração

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO APOIO À CONTINUIDADE DE ESTUDOS Área: Ciências da Natureza Tema: Dossiê Aquecimento Global CONSIDERAÇÕES INICIAIS Certamente os alunos já tiveram a oportunidade de estudar este tema em outras séries e

Leia mais

AUTOR(ES): ANDRÉ DOS SANTOS JANUÁRIO GARCIA, PAULO HENRIQUE DOS SANTOS

AUTOR(ES): ANDRÉ DOS SANTOS JANUÁRIO GARCIA, PAULO HENRIQUE DOS SANTOS TÍTULO: APP UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NA MICRO REGIÃO DE AURIFLAMA-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): ANDRÉ DOS

Leia mais

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Nome: Turma: Data: 2/9/2009 Valor da prova: 6,0 Nota: Eixo temático

Leia mais

Aula 01 Introdução à Ecologia: níveis de organização ecológica; ecossistema; níveis tróficos do ecossistema; a energia nos ecossistemas.

Aula 01 Introdução à Ecologia: níveis de organização ecológica; ecossistema; níveis tróficos do ecossistema; a energia nos ecossistemas. Aula 01 Introdução à Ecologia: níveis de organização ecológica; ecossistema; níveis tróficos do ecossistema; a energia nos ecossistemas. O que é? O que estuda? Qual a sua importância? HISTÓRICO Homem primitivo

Leia mais

GRUPO VIII 3 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO VIII 3 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: TARDE Data: 15/9/2010 PROVA GRUPO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE PROVA

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

CIÊNCIAS - 6ª série / 7º ano U.E - 02

CIÊNCIAS - 6ª série / 7º ano U.E - 02 CIÊNCIAS - 6ª série / 7º ano U.E - 02 A crosta, o manto e o núcleo da Terra A estrutura do planeta A Terra é esférica e ligeiramente achatada nos polos, compacta e com um raio aproximado de 6.370 km. Os

Leia mais

Sequência de Aulas - Ciclos Biogeoquímicos

Sequência de Aulas - Ciclos Biogeoquímicos Sequência de Aulas - Ciclos Biogeoquímicos 1. Nível de Ensino: Ensino Médio 2. Conteúdo Estruturante: Biogeoquímica 2.1 Conteúdo Básico: Matéria, Composição dos elementos químicos. 2.2 Conteúdo Específico:

Leia mais

ZA4735. Flash Eurobarometer 219 (Biodiversity) Country Specific Questionnaire Portugal

ZA4735. Flash Eurobarometer 219 (Biodiversity) Country Specific Questionnaire Portugal ZA4735 Flash Eurobarometer 219 (Biodiversity) Country Specific Questionnaire Portugal Flash Eurobarometer on biodiversity Flash 219 questionnaire Q1. Conhece o termo biodiversidade? [APENAS UMA RESPOSTA

Leia mais

A BIODIVERSIDADE E A EXTINÇÃO DAS ESPÉCIES

A BIODIVERSIDADE E A EXTINÇÃO DAS ESPÉCIES 1494 RESUMO A BIODIVERSIDADE E A EXTINÇÃO DAS ESPÉCIES Alana Roos¹ 1 Mestranda do Curso de Geografia da Universidade Federal de Santa Maria UFSM. PPGEO. alanaroos@bol.com.br A extinção é o desaparecimento

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO ADMINISTRAÇÀO DISCIPLINA: MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO PROF: NAZARÉ FERRÀO TURMA: 7-ADN-1

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO ADMINISTRAÇÀO DISCIPLINA: MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO PROF: NAZARÉ FERRÀO TURMA: 7-ADN-1 1 CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO ADMINISTRAÇÀO DISCIPLINA: MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO PROF: NAZARÉ FERRÀO TURMA: 7-ADN-1 I. MEIO AMBIENTE CONCEITOS MEIO AMBIENTE Tudo o que cerca o ser vivo,

Leia mais

QUESTÃO 1 Nessa charge, o autor usou três pontos de exclamação, na fala da personagem, para reforçar o sentimento de

QUESTÃO 1 Nessa charge, o autor usou três pontos de exclamação, na fala da personagem, para reforçar o sentimento de Nome: N.º: endereço: data: telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 6.O ANO EM 2013 Disciplina: Prova: português desafio nota: Texto para a questão 1. (Disponível em: )

Leia mais

ECOLOGIA GERAL ECOLOGIA DE POPULAÇÕES (DINÂMICA POPULACIONAL E DISPERSÃO)

ECOLOGIA GERAL ECOLOGIA DE POPULAÇÕES (DINÂMICA POPULACIONAL E DISPERSÃO) Aula de hoje: ECOLOGIA GERAL ECOLOGIA DE POPULAÇÕES (DINÂMICA POPULACIONAL E DISPERSÃO) Aula 07 Antes de iniciarmos os estudos sobre populações e seus componentes precisamos conhecer e conceituar as estruturas

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 5º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências da Natureza Disciplina:

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6 º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6 º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6 º ANO 2010 Questão1 Observe a ilustração abaixo. Ela

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Estudo Dirigido CONTEÚDOS DO 4º BIMESTRE: I- O QUE A ECOLOGIA ESTUDA (CAPÍTULO 2) II- CADEIAS E TEIAS ALIMENTARES(CAPÍTULO 3)

Estudo Dirigido CONTEÚDOS DO 4º BIMESTRE: I- O QUE A ECOLOGIA ESTUDA (CAPÍTULO 2) II- CADEIAS E TEIAS ALIMENTARES(CAPÍTULO 3) CONTEÚDOS DO 4º BIMESTRE: I- O QUE A ECOLOGIA ESTUDA (CAPÍTULO 2) II- CADEIAS E TEIAS ALIMENTARES(CAPÍTULO 3) III- RELAÇÕES ECOLÓGICAS (CAPÍTULO 4) PONTUAÇÃO DO BIMESTRE Teste: 2,0 laboratório: 2,0 Prova

Leia mais

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO Trabalho de pesquisa em andamento Sidinei Esteves de Oliveira de Jesus Universidade Federal do Tocantins pissarra1@yahoo.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

O Sr. DANIEL ALMEIDA (PCdoB-BA) pronuncia o. seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores

O Sr. DANIEL ALMEIDA (PCdoB-BA) pronuncia o. seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores O Sr. DANIEL ALMEIDA (PCdoB-BA) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, o dia 5 de junho é lembrado em todos os países como o Dia Mundial do Meio Ambiente. Em 1972,

Leia mais

Orientações para o professor da Intervenção Pedagógica

Orientações para o professor da Intervenção Pedagógica A CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ALFABÉTICO: AS CAPACIDADES NECESSÁRIAS PARA A ALFABETIZAÇÃO. Material organizado para o trabalho com a intervenção pedagógica Orientações para o professor da Intervenção Pedagógica

Leia mais

ANÁLISE DA REDE METEOROLÓGICA DA BAHIA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NO SEMIÁRIDO BAIANO

ANÁLISE DA REDE METEOROLÓGICA DA BAHIA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NO SEMIÁRIDO BAIANO ANÁLISE DA REDE METEOROLÓGICA DA BAHIA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NO SEMIÁRIDO BAIANO Selma Barbosa Bastos Universidade Estadual de Feira de Santana selmabbastos@gmail.com Manuel Cabalar

Leia mais

PRESERVANDO NASCENTES E MANANCIAIS

PRESERVANDO NASCENTES E MANANCIAIS PRESERVANDO NASCENTES E MANANCIAIS A água é um recurso natural insubstituível para a manutenção da vida saudável e bem estar do homem, além de garantir auto-suficiência econômica da propriedade rural.

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2013 Disciplina: Ciências Série: 1ª Professor (a): SUELI COSTA Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A CADERNO DE EXERCÍCIOS 1A Ensino Fundamental Ciências da Natureza Questão Conteúdo 1 Biomas brasileiros - Mangue H18 2 Sistema solar duração da translação H4 3 Eclipse lunar H8 4 Eclipse solar H8 5 Movimento

Leia mais

Data: Turma: 5º anos A B C

Data: Turma: 5º anos A B C Aluno (a): Nº TRABALHO 2º BIMESTRE - ENSINO FUNDAMENTAL Disciplina: Interdisciplinar Professor(a): Danielle e Patrícia Data: Turma: 5º anos A B C Vamos rumo ao 2 bimestre? Muito bem, nossa tarefa dessa

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

CONHECENDO O CADASTRO AMBIENTAL RURAL

CONHECENDO O CADASTRO AMBIENTAL RURAL CONHECENDO O CADASTRO AMBIENTAL RURAL BOFF, Giovani Veiga 1 ; CÓRDOVA, Leticia Brum¹; ZAMBERLAN, João Fernando²; ARALDI, Daniele Furian² Palavras Chave: Produtor. Código Florestal. Biomas. Área de Preservação

Leia mais

PEP - 2016-6ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA

PEP - 2016-6ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA 1 PEP - 2016-6ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA 1 a QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar o emprego das novas tecnologias de informação e comunicação no mundo contemporâneo, de 1950

Leia mais

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 24/6/2009 PROVA GRUPO GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Sou água cristalina Sou água

Leia mais

Processo Seletivo Salesiano

Processo Seletivo Salesiano COLÉGIO SALESIANO NOSSA SENHORA AUXILIADORA Processo Seletivo Salesiano Concurso de Bolsas de Estudos Nome do(a) aluno(a): Número de Inscrição: Série: 7º Ano Ensino Fundamental II ORIENTAÇÕES Ao receber

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010

PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010 PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010 51. Ainda é 31 de dezembro no Brasil quando a televisão noticia a chegada do Ano Novo em diferentes países. Entre os países que comemoram a chegada do Ano Novo antes do Brasil,

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades. Conteúdo. 2ª Etapa 2012

Recursos para Estudo / Atividades. Conteúdo. 2ª Etapa 2012 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

NÚCLEO GERADOR: URBANISMO E MOBILIDADE. Tema: A Agricultura

NÚCLEO GERADOR: URBANISMO E MOBILIDADE. Tema: A Agricultura NÚCLEO GERADOR: URBANISMO E MOBILIDADE Tema: A Agricultura A agricultura Um dos principais problemas da humanidade é conseguir fornecer a todas as pessoas alimentação suficiente e adequada. Crescimento

Leia mais

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 Aquecimento Global

Leia mais

Conteúdo: Aula: 12 assíncrona. Ciclo da água e dos nutrientes. Ciclo do nitrogênio, carbono e oxigênio. CONTEÚDO E HABILIDADES

Conteúdo: Aula: 12 assíncrona. Ciclo da água e dos nutrientes. Ciclo do nitrogênio, carbono e oxigênio. CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 12 assíncrona Conteúdo: Ciclo da água e dos nutrientes. Ciclo do nitrogênio, carbono e oxigênio. 2 CONTEÚDO E

Leia mais

Atividade de Enriquecimento Curricular. Área: SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL. Nível escolaridade: 1º ciclo - 1º e 2º anos

Atividade de Enriquecimento Curricular. Área: SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL. Nível escolaridade: 1º ciclo - 1º e 2º anos Atividade de Enriquecimento Curricular Área: SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL Nível escolaridade: 1º ciclo - 1º e 2º anos Entidade: Associação de Defesa do Paul de Tornada - PATO A Educação Ambiental é determinante

Leia mais

b) Nesse solo, a água é absorvida mais lentamente e ele se mantém úmido.

b) Nesse solo, a água é absorvida mais lentamente e ele se mantém úmido. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- IDENTIFIQUE o tipo de solo, de acordo com as características abaixo: a) Tipo de solo que retém pouca água; raramente as plantas conseguem se desenvolver nele.

Leia mais

ESCOLA SUSTENTÁVEL: AÇÕES PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM UMA ESCOLA ESTADUAL ATRAVÉS DO PROJETO ECOLÓGICA

ESCOLA SUSTENTÁVEL: AÇÕES PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM UMA ESCOLA ESTADUAL ATRAVÉS DO PROJETO ECOLÓGICA ESCOLA SUSTENTÁVEL: AÇÕES PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM UMA ESCOLA ESTADUAL ATRAVÉS DO PROJETO ECOLÓGICA Aline Carla dos Santos Moraes Marinho (*), Welinton Coelho da Silva * Secretaria de Estado de Educação

Leia mais

FLORESTA AMAZÔNICA F 5 M A 2

FLORESTA AMAZÔNICA F 5 M A 2 FLORESTA AMAZÔNICA F 5 M A 2 Editora F-5MA2 Rua Floriano Peixoto Santos, 55 Morumbi CEP 05658-080 São Paulo - SP Tel.: (11) 3749 3250 Apresentação A população crescendo, florestas sumindo, calor aumentando,

Leia mais

AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2 O BIMESTRE

AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2 O BIMESTRE REELABORAÇÃO DA AVALIAÇÃO BIMESTRAL Nome: Nº 5 a Série/6 o ano: Data: 27/06/ 2007 Professor(a): Amanda M. M. Ciente Nota: (Valor: 10,0) 2 o Bimestre CONTEÚDO: Assinatura do Responsável AVALIAÇÃO BIMESTRAL

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS ANIMAIS SINANTRÓPICOS DA SUB- BACIA HIDROGRÁFICA URBANA PILÃO DE PEDRA, EM PONTA GROSSA PR

LEVANTAMENTO DOS ANIMAIS SINANTRÓPICOS DA SUB- BACIA HIDROGRÁFICA URBANA PILÃO DE PEDRA, EM PONTA GROSSA PR LEVANTAMENTO DOS ANIMAIS SINANTRÓPICOS DA SUB- BACIA HIDROGRÁFICA URBANA PILÃO DE PEDRA, EM PONTA GROSSA PR Leticia Polesel Weiss (leticia_w@hotmail.com) Rosana Pinheiro Maria Aparecida Oliveira Hinsching

Leia mais

Nº 06. sistema agroflorestal

Nº 06. sistema agroflorestal EMEIO AMBIENT Nº 06 sistema agroflorestal Em uma sala de aula na zona rural... Bom dia! Bom dia, professor! Hoje vamos falar sobre o futuro do planeta! O senhor disse que iríamos estudar agricultura e

Leia mais

Identificação. v Nome: Data: / / SIMULADO Nº 13

Identificação. v Nome: Data: / / SIMULADO Nº 13 Identificação v Nome: Data: / / SIMULADO Nº 13 1. Quanto mais desenvolvida é uma nação, mais lixo cada um de seus habitantes produz. Além de o progresso elevar o volume de lixo, ele também modifica a qualidade

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS Biologia e Geologia

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS Biologia e Geologia ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS Biologia e Geologia 10º Ano Nome: N.º Título original: An Inconvenient Truth Título (Portugal): Uma Verdade Inconveniente Realização: Davis Guggenheim Intérprete: Al Gore

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Os organismos retiram constantemente da natureza os elementos químicos de que necessitam, mas esses elementos sempre retornam ao ambiente. O processo contínuo de retirada e de devolução de elementos químicos

Leia mais

O homem transforma o ambiente

O homem transforma o ambiente Acesse: http://fuvestibular.com.br/ O homem transforma o ambiente Vimos até agora que não dá para falar em ambiente sem considerar a ação do homem. Nesta aula estudaremos de que modo as atividades humanas

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE PORTUGUÊS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE PORTUGUÊS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE PORTUGUÊS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: /05/2012 Nota: Professor(a): Paula Querino Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais:

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 7 o ano Unidade 1

Sugestões de avaliação. Geografia 7 o ano Unidade 1 Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Nome: Data: 1. Verdadeiro ( V ) ou falso ( F )? Responda considerando a localização do território brasileiro no planeta. a) o oceano que banha

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A)

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A) 1. (Unesp 2013) Analise os climogramas dos principais tipos climáticos do Brasil e as fotos que retratam as formações vegetais correspondentes. Identifique o climograma e a respectiva foto que representa

Leia mais

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: %

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: % SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 205 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 4.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A):

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 3ª Etapa 2014. Ano: 7º Turma: 7.1

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 3ª Etapa 2014. Ano: 7º Turma: 7.1 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Professor (a): Fernando Parente Ano: 7º Turma: 7.1 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. BOLETIM INFORMATIVO DO VIGIAR/RS VIGIAR/NVRAnB/DVAS/CEVS/SES-RS (nº 30/2012 de 28/06/2012)

CENTRO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. BOLETIM INFORMATIVO DO VIGIAR/RS VIGIAR/NVRAnB/DVAS/CEVS/SES-RS (nº 30/2012 de 28/06/2012) CENTRO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Objetivo do Boletim BOLETIM INFORMATIVO DO VIGIAR/RS VIGIAR/NVRAnB/DVAS/CEVS/SES-RS (nº 30/2012 de 28/06/2012) Disponibilizar informações do Instituto Nacional de

Leia mais

CAPÍTULO 7 EFEITO ESTUFA

CAPÍTULO 7 EFEITO ESTUFA CAPÍTULO 7 EFEITO ESTUFA Será que o homem já se conscientizou do poder destrutivo das suas mãos? Hoje, é freqüente ouvirmos falar do efeito estufa Mas quem é esse vilão que nos apavora? O efeito estufa

Leia mais

GRUPO III 1º BIMESTRE PROVA A

GRUPO III 1º BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 22/4/2009 PROVA GRUPO GRUPO III 1º BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Cuidando do lixo Segundo dados

Leia mais

PEP/2011 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

PEP/2011 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) PEP/2011 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Estudar o processo de ocupação da Região Norte do Brasil, a partir de 1970, e concluir sobre os impactos causados

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 3 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 3 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio mbiente 3 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando, identificando-se

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR

COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR Roteiro de Geografia - Professor: Vilson P. Rodrigues - 7 Ano A Primeiro Bimestre de 2010 Observações Gerais: Alunos e Senhores Pais de Alunos - O roteiro sempre estará

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA APP DO BAIRRO BEIJA FLOR II

DIAGNÓSTICO DA APP DO BAIRRO BEIJA FLOR II DIAGNÓSTICO DA APP DO BAIRRO BEIJA FLOR II SOUSA, K.C. 1 ; SOUSA, K.C. 2 ; OLIVEIRA, A.C. 3 ; NETO, A.T. 4 1 Estudante 4 período de Engenharia Ambiental - Universidade de Uberaba; 2 Estudante 4 período

Leia mais

Que ambiente é esse?

Que ambiente é esse? A U A UL LA Que ambiente é esse? Atenção Leia o texto abaixo: (...) Florestas bem verdes, cortadas por rios, lagos e corixos. Planícies extensas, que se unem ao horizonte amplo, cenário para revoadas de

Leia mais

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo Amanda Aroucha de Carvalho Reduzindo o seu resíduo 1 Índice 1. Apresentação 2. Você sabe o que é Educação Ambiental? 3. Problemas Ambientais 4. Para onde vai o seu resíduo? 5. Soluções para diminuir a

Leia mais

FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Conteúdo:

FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Conteúdo: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A Conteúdo: O gás carbônico se acumula na atmosfera; O buraco na camada de ozônio. A crescente escassez de água potável no mundo; A relação sociedade-natureza.

Leia mais

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação 1ª Etapa 2014 Disciplina: PORTUGUÊS Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável Capítulo II. O Desenvolvimento Sustentável e suas Dimensões Social e Econômica

Desenvolvimento Sustentável Capítulo II. O Desenvolvimento Sustentável e suas Dimensões Social e Econômica Desenvolvimento Sustentável Capítulo II O Desenvolvimento Sustentável e suas Dimensões Social e Econômica A Dimensão Social do Desenvolvimento Sustentável: O caso da Energia Eólica Segundo Sachs (1993),

Leia mais

(sheilapopoca@uol.com.br) ÁREA TEMÁTICA: Meio Ambiente

(sheilapopoca@uol.com.br) ÁREA TEMÁTICA: Meio Ambiente TÍTULO: A CRIANÇA E A MATA ATLÂNTICA AUTORES: Lima¹, Sheila Renata Alves de; Portela 1, Valdelira Maria Costa; Barbosa 2, Dilosa Carvalho de Alencar; Barbosa 3, Marlene Carvalho de Alencar. 1 Alunas de

Leia mais

APARECIDA DE GOIÂNIA, DE DE 2016

APARECIDA DE GOIÂNIA, DE DE 2016 APARECIDA DE GOIÂNIA, DE DE 2016 ALUNO(A) : SÉRIE: 6º ano TURNO: Matutino PROFESSOR(A): Lindinaldo Torres Lista de Ciências 1º Bimestre Questão 1- A devastação da Mata Atlântica teve início quando: Data

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Ano: 8 Turmas: 8.1 e 8.2

Ano: 8 Turmas: 8.1 e 8.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2014 Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8 Turmas: 8.1 e 8.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Texto para as questões de 1 a 4. Poética (I) De manhã escureço De dia tardo De tarde anoiteço De noite ardo. A oeste a

Leia mais

Oficina de fabricação de sabão a partir de resíduos de óleo doméstico (de cozinha)

Oficina de fabricação de sabão a partir de resíduos de óleo doméstico (de cozinha) Oficina de fabricação de sabão a partir de resíduos de óleo doméstico (de cozinha) Essa cartilha tem como objetivo, auxiliar no processo de ensinoaprendizagem durante a oficina de Fabricação de sabão a

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 27/10/2010 PROVA GRUPO GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA

Leia mais