Furnas SPA Hotel A Excelência no Turismo de Saúde e Bem Estar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Furnas SPA Hotel A Excelência no Turismo de Saúde e Bem Estar"

Transcrição

1 Furnas SPA Hotel A Excelência no Turismo de Saúde e Bem Estar

2 I - Introdução II - Apresentação do projecto III Mercado alvo definição e enquadramento IV Considerações finais

3 A Excelência é o caminho a seguir; o único compatível com os Açores. I Introdução Furnas Spa Hotel - projecto da empresa ASTA ATLÂNTIDA, SA - capitais açorianos (Grupo Paim e Grupo Martins Mota). Início de actividade operacional dentro de 2 meses. Excelência - Caminho a seguir; percurso compatível com as excelentes condições naturais e geográficas de que os Açores dispõem para o produto Turismo que é a Saúde e Bem-Estar. Projecto partiu de uma obrigação: investir pelo menos 1 M na recuperação do centro termal das Furnas (inerente a contrato de concessão do jogo em S. Miguel )

4 Investir 10 milhões em vez de 1: a decisão racional I Introdução (cont.) Antigo Centro termal: obsoleto, em estado de degradação; um cliente por dia. Investimento naquele conceito de termas inviável => desenvolvimento de projecto muito mais ambicioso: o Furnas SPA Hotel. 1 M => 10 M. => Apresentação do projecto Furnas Spa Hotel => Mercado alvo definição e enquadramento (explicação com recurso ao estudo sobre O Turismo de Saúde e Bem Estar na Europa publicado pelo Turismo de Portugal ip).

5 FSH o primeiro hotel termal dos Açores, localizado na freguesia das Furnas hidrópole da Europa II Apresentação do Projecto Primeiro hotel termal a entrar em operação nos Açores Freguesia das Furnas, S. Miguel, local idílico, onde se verifica a maior concentração de águas termais da Europa (+ de 30) hotel de 4 *, unidade de charme - 55 quartos, restaurante, 2 salas de reuniões, campo de ténis, jardins, SPA termal com cerca de 1000 m 2. Recuperação manteve o mais possível a fachada Interior em linhas minimalistas (tranquilidade, serenidade) -> criação de uma atmosfera de Bem-Estar Arquitectura - Atelier Saraiva e Associados Decoração da responsabilidade da empresa Filosofia do Espaço (profissionais nacionais detentores de considerável portfolio de trabalhos de reconhecido mérito).

6 Definição do SPA Termal feita com recurso a empresas e profissionais com experiência e provas dadas a nível mundial II Apresentação do Projecto Consultoria de projectos Definição do SPA termal, com recurso a empresas e profissionais com experiência e provas dadas a nível mundial: -consultores do projecto para a área termal: conhecida empresa Suiça/Alemã, Kannewischer Ingenieurbüro AG, responsável pelas termas de Baden-Baden. - componente de SPA: parceria com a empresa Thermarium, que conta no seu portfolio com projectos em SPAs de 4 e 5 * nos 5 continentes do mundo (em Portugal,instalação do SPA do mais recente Sheraton Porto; para além do Furnas SPA Hotel, dois projectos de SPA`s 5* em curso no Algarve.

7 O Furnas Spa termal oferecerá serviços exclusivos, desenvolvidos pela sua equipa de profissionais de saúde II Apresentação do Projecto Serviços do Furnas Spa termal Piscina Termal aquecida animada com cascata, colo de cisne, jacto de costas, lombares, gémeos, glúteos e hidromassagem por placa de ar; Sauna com Cromo terapia; Banho de vapor (turco) com inalação de sais e aromaterapia; Fonte de Gelo e Laconium com aromaterapia; Gabinetes de tratamentos de corpo e rosto, massagens e fisioterapia; Gabinete de lamas e envolvimentos com thermo spa concerto (banheira para relaxamento, flutuação e massagem por hidrojactos) Gabinete com duche Vichy e Ayurveda Gabinete de hidroterapia com massagem pulsante, vibratória e sub-aquática; Gabinete VIP especial casal: cabine Vitalis para 2 pessoas, com jactos de massagens, música e aromaterapia; Inalações termais e de oxigénio; Sala de relaxamento equipada com colchões de água relax; Área Fitness Consultório médico, de fisioterapia e de estética.

8 O Furnas Spa concilia o conceito tradicional de termas a uma vertente moderna da Saúde Pela Água II Apresentação do Projecto O Conceito do Furnas SPA Conciliação do conceito tradicional de termas com fins terapêuticos e medicinais a uma vertente mais moderna de Saúde pela Água e de técnicas de fisioterapia que, complementadas por um conjunto de conhecimentos transversais no tempo e nas culturas, visam o bem-estar das pessoas. Recorre a tratamentos seleccionados e a serviços exclusivos com o objectivo de conseguir a sinergia perfeita entre as águas termais e as diversas técnicas aplicadas pelos seus fisioterapeutas Fisioterapeutas seleccionados com base na sua formação de base e complementar e acima de tudo, experiência e qualidade humana e profissional. Da experiência no SPA Termal das Furnas tem de resultar para o cliente dois sentimentos: o de gostar mais de si próprio e a vontade de repetir a experiência.

9 O aumento da auto-estima é uma preocupação presente em todos os tratamentos do FSH II Apresentação do Projecto O grande objectivo Da experiência no SPA Termal das Furnas tem de resultar para o cliente dois sentimentos: o de gostar mais de si próprio e a vontade de repetir a experiência.

10 Os fisioterapeutas Eva Albuquerque e Paulo Araújo assumirão a direcção técnica do SPA II Apresentação do Projecto Os responsáveis pelos serviços do FSH Direcção técnica dos serviços de Saúde e Bem-Estar estará a cargo dos fisioterapeutas Paulo Araújo e Eva Albuquerque Detêm uma importante experiência e provas dadas no mercado nacional e regional, onde desenvolvem actividade desde 2004, no Wellness Centre do Hotel do Caracol. Fisioterapeuta Eva Albuquerque - uma das 3 únicas fisioterapeutas em Portugal que detêm a pósgraduação em hidroterapia no conhecido Royal National Hospital for Rheumatic Diseases, em Inglaterra. Fisioterapeuta Paulo Araújo - carreira notável como professor na Escola Superior de Saúde de Alcoitão e como profissional da fisioterapia. Esteve durante vários anos ligado ao desporto.

11 Wellness Centre do Hotel do Caracol a primeira oferta dos Açores na área da saúde e do bem estar II Apresentação do Projecto Os responsáveis pelos serviços do FSH Nos Açores desde 2004, à frente do projecto do Wellness Centre do Hotel do Caracol. Em parceria com o Hotel do Caracol, o responsável pelos primeiros passos dados nos Açores no que respeita ao Turismo de Saúde e Bem Estar. Autor da frase promocional Açores Ilhas de Bem Estar. Criadores de novos produtos, como o PNF-CHI, o float (in) Motion, a Azorean Stone Massage, entre outros, que têm vindo a promover a nível nacional e internacional. De 2004 até hoje foram publicados dezenas de artigos sobre os Açores com base nos serviços e na promoção feita pelo Wellness Centre do Hotel do Caracol.

12 A área da Nutrição será assegurada pela Clínica de Nutrição do Porto II Apresentação do Projecto Os responsáveis pelos serviços do FSH A Direcção clínica do centro termal será assumida por um médico reumatologista de São Miguel. A componente de nutrição será assegurada pela Clínica de Nutrição do Porto, com quem estabelecemos uma parceria. A Clínica terá um colaborador em permanência no hotel que dará suporte ao SPA e ao restaurante. Serão desenvolvidos programas específicos, que serão vendidos na rede de clínicas de nutrição e city SPA`s da CNP..

13 O FSH oferecerá uma cozinha de fusão com integração dos produtos açorianos. II Apresentação do Projecto A componente Alimentação A cozinha do restaurante será uma cozinha de fusão, ou seja, uma cozinha que mistura de sabores, tradições, costumes alimentares e técnicas alimentares de diversos povos. Apesar de ser de fusão, terá uma base sólida na cozinha portuguesa e recorrerá o mais possível a produtos açorianos (a carne açoriana, o atum, o ananás, o maracujá, o chá, etc). Contratámos, como chefe executivo, um profissional polaco que está em Portugal há 10 anos, que possui com uma vasta experiência (prémio de melhor cozinheiro em Portugal no ano 2002). A carta incluirá pratos vegetarianos e pratos de baixo teor calórico. Ter-se à também refeições feitas à medida, dos clientes e dos tratamentos específicos.

14 O FSH conta com um mercado alvo (o Europeu) de 10 milhões de viagens III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Dimensão da Procura O Turismo de Saúde e Bem Estar, ou seja, aquele cuja motivação principal é a de recuperar o bem-estar físico e psíquico através da realização de tratamentos em centros especializados, tem apresentado um elevado crescimento na Europa. Entre os anos 2000 e 2004 o crescimento foi de 50%. Em 2004, a procura primária deste produto já atingia os 3 milhões de viagens por ano e estimava-se um crescimento anual para a próxima década na ordem dos 5 a 10%. Se somarmos a procura secundária, obtemos, ao todo, um mercado de 10 milhões de viagens com potencial de duplicação em poucos anos. É este o mercado alvo do Furnas SPA Hotel.

15 Apenas 20% das viagens de saúde e bem estar visam tratamentos para a cura de doenças III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO - Composição da Procura O Turismo de Saúde em sentido estrito, i.e., aquele cuja experiência consiste na realização de um tratamento específico para a cura de uma doença representa apenas 20% do mercado total de Saúde e Bem-Estar => o sucesso do projecto passa pela modernização do conceito do centro termal, pela sua conversão num SPA termal, que para além da prestação de serviços de saúde, proporcione ao utente experiências baseadas na procura do equilíbrio e da harmonia mental, emocional, física e espiritual.

16 A Alemanha tem um peso de 63% no mercado da saúde e bem estar da Europa III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Mercados Emissores A Alemanha destaca-se como o mercado emissor mais importante de viagens de Saúde e Bem-Estar concentrando 63% do total de viagens de Saúde e Bem- Estar realizadas no conjunto dos consumidores europeus. Nos lugares seguintes do ranking temos a Escandinávia, Espanha, Reino Unido, Itália e França. Este facto levou-nos a procurar conhecer melhor o mercado alemão e a dimensionar o projecto de acordo com as suas preferências. Optámos, portanto, por contratar como consultores do projecto para a área termal a empresa Suiça/Alemã, Kannewischer Ingenieurbüro AG, responsável pelas termas de Baden- Baden.

17 A primeiro passo da promoção nos EUA será a presença do FSH no site da Claus Porto EUA III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Mercados Emissores Apesar de o principal mercado alvo ser o Europeu, trabalharemos outros mercados. Exemplo: mercado americano Primeiro passo para a promoção: presença no site da Claus Porto EUA (sabonetes vedetas como Oprah Winfrey, princesa Stephanie, etc; provavelmente os sabonetes mais fashion da actualidade) Presença no site Claus Porto deve-se ao facto de a mesma ter desenvolvido um sabonete em exclusivo para o FSH, à base de enxofre, componente com características terapêuticas.

18 A maioria das viagens de saúde e bem estar tem uma duração superior a 4 noites III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO estadia média A maioria das viagens de Saúde e Bem-Estar tem uma duração superior a 4 noites (87,1%) => estimamos taxas de ocupação médias muito satisfatórias, próximas dos 70% (55 quartos, cerca de dormidas/ ano). Desenvolvemos um conjunto de packages,que integram alojamento, refeições, serviços de Saúde e Bem-Estar e, alguns casos, outros serviços, que pretendemos subcontratar a parceiros locais (golfe, passeios pedestres, mergulho, etc). Programas vão desde duas noites (mercado local e nacional) a 15 dias, no caso de programas que incluem tratamentos mais prolongados. Programas multi-período (preço mais atractivo para o cliente; garantia de vendas futuras).

19 O gasto médio diário do viajante de saúde e bem estar é de 250 III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO gasto médio e potencial de compra Em média, o cliente do produto de Saúde e Bem Estar, despende, por dia, cerca de 250 (sem o transporte). Gasto médio superior de outros sectores => permitiu nos ser mais ambiciosos no investimento. Espanha, Itália e França são os mercados cujos consumidores mostram uma maior intenção em realizar viagens de Saúde e Bem-Estar nos próximos 3 anos => são mercados sobre os quais nos debruçaremos na nossa estratégia de promoção, para além dos já referidos (Alemanha, Escandinávia e Reino Unido). Os consumidores alemães merecem especial atenção, - realizam tratamentos dentro do sistema de segurança social do país e que se prevê que num futuro próximo a cobertura seja ampliada a estâncias termais internacionais.

20 O Turismo de Saúde e Bem-Estar desperta interesse nas várias faixas etárias III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Perfil do Consumidor Perfil sócio demográfico: Quem são? > Jovens, dos 20 aos 24 anos, níveis de rendimento médio > Adultos, dos 40 aos 50 anos, níveis de rendimento médio-alto > Famílias jovens, de rendimentos médios e com filhos pequenos > Seniores, dos 50 aos 60 anos, com níveis de rendimentos médio-alto Opções do FSH: -contratação de uma equipa de fisioterapeutas experientes, (segmento de clientes seniores) -disponibilização de internet rápida e gratuita em todo o hotel, incluindo os quartos (mais valia na captação de clientes jovens) -opção por uma cozinha de fusão, que é um tipo de cozinha que consegue satisfazer os diferentes perfis de consumidor.

21 Cada vez mais os clientes do segmento de Saúde e Bem-Estar informam-se e compram na Internet III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Perfil do Consumidor Hábitos de informação: Como se informam? > Agências de viagens > Internet > Brochuras/catálogos > Imprensa especializada > Informação de familiares e amigos Dada a importância da Internet como meio de informação nos nossos dias, apostámos num sítio atractivo ( Hábitos de compra O que compram? > Pacotes de wellness, spa e/ou talassoterapia, incluindo alojamento e tratamentos Desenvolvemos packages que integram alojamento, refeições, serviços de saúde e bem estar e, alguns casos, outros serviços, prestados por parceiros.

22 Para as compras de última hora, desenvolvemos pacotes last minute, que serão vendidos através da internet. Cada vez mais os clientes do segmento de Saúde e Bem-Estar informam-se e compram na Internet III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Perfil do Consumidor Onde compram? > Agências de viagens > Internet Importância da internet, agora como canal de venda. Investimos no site por forma a que, para além das reservas o cliente possa fazer o pagamento directo no próprio site, sem ter de sair. Está provado que quando o cliente tem de sair do site para pagar ou quando o pagamento é feito posteriormente, a % de desistências ou cancelamentos é muitíssimo superior. Quando compram? > Com 6 meses de antecedência para viagens de 1 semana > Compras de última hora para short breaks de 3 a 4 dias

23 Os turistas de Saúde e Bem-Estar viajam ao longo de todo o ano III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Perfil do Consumidor Que tipo de alojamento compram? > Hotéis de 4 e 5 estrelas > Hotéis de charme O FSH enquadra-se quer na categoria quer na tipologia. Que tipo de transporte compram? > Viatura para viagens dentro do destino > Avião para viagens internacionais Os transportes disponíveis nos e para os Açores. Em que período do ano compram? > As viagens têm lugar ao longo do ano Importância enorme, para um mercado como o Açoriano, com elevada sazonalidade.

24 O gasto médio diário do viajante de saúde e bem estar é de 250 III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Perfil do Consumidor Quantos dias de estadia compram? > Fins-de-semana para viagens locais > 7 a 10 dias para viagens internacionais FSH: programas desde fins de semana até 15 dias Quantas vezes no ano compram? > Viajam, em média, 2 a 3 vezes no ano Planeamos tirar partido desta faceta do consumidor dos produtos de Saúde e Bem-Estar de duas formas: - através da criação dos pacotes multi-período, ou seja, dos pacotes que incluem serviços repartidos em vários períodos do ano. - recorrendo à implementação e manutenção de um programa de CRM (Customer Relationship Management) forte.

25 O gasto médio diário do viajante de saúde e bem estar é de 250 III Mercado alvo definição e enquadramento O MERCADO Perfil do Consumidor Hábitos: que actividades realizam? Os mais jovens utilizam, essencialmente, programas de fitness Famílias jovens com filhos pequenos têm preferência por spa Adultos procuram essencialmente métodos de prevenção de doenças e experiências de descontracção Seniores procuram serviços de tratamento médico mais tradicional ou spa, sendo a respectiva permanência de 2 a 3 semanas O Furnas SPA Hotel dispõe de todos estes serviços.

26 A estratégia é a de valorização da qualidade do turista, em detrimento da quantidade. IV Considerações finais O Furnas Spa Hotel está perfeitamente enquadrado no seu meio envolvente e no seu mercado alvo. A sua estratégia comercial valoriza os segmentos de médio/ alto e elevado poder de compra, segmentos esses que deverá fidelizar através de uma oferta de qualidade. A estratégia atende à qualidade dos turistas, em detrimento da quantidade, o que vai de encontro às necessidades de preservação dos recursos turísticos naturais e histórico-culturais. Esta deverá ser, em nosso entender, a estratégia para o Turismo dos Açores. Para que estes e os projectos vindouros tenham sucesso é importante que os orgãos regionais e nacionais do turismo e do Estado em geral, desenvolvam:

27 Privados e Estado deverão alinhar numa única estratégia e trabalhá-la como parceiros de negócios IV Considerações finais (cont.) - uma boa promoção da imagem externa dos Açores como destino turístico de Saúde e Bem-Estar -influência na estruturação da oferta turística -a estimulação da procura -a melhoria das infra-estruturas -a atracção de investidores privados de qualidade -a valorização e preservação dos recursos naturais, culturais e históricos e -a adopção de políticas reguladoras em defesa dos interesses da região.

28

29

SAÚDE E BEM-ESTAR. AEP / Gabinete de Estudos

SAÚDE E BEM-ESTAR. AEP / Gabinete de Estudos SAÚDE E BEM-ESTAR AEP / Gabinete de Estudos Outubro de 2008 1 1. Situação a nível europeu De acordo com o Estudo realizado por THR (Asesores en Turismo Hotelería y Recreación, S.A.) para o Turismo de Portugal,

Leia mais

TURISMO DE NATUREZA. AEP / Gabinete de Estudos

TURISMO DE NATUREZA. AEP / Gabinete de Estudos TURISMO DE NATUREZA AEP / Gabinete de Estudos Junho de 2008 1 1. Situação a nível europeu De acordo com o Estudo realizado por THR (Asesores en Turismo Hotelería y Recreación, S.A.) para o Turismo de Portugal,

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

A Estratégia Nacional para o Turismo em Espaços de Baixa Densidade

A Estratégia Nacional para o Turismo em Espaços de Baixa Densidade A Estratégia Nacional para o Turismo em Espaços de Baixa Densidade Maria José Catarino Vogal do Conselho Directivo Trancoso, 28 de Outubro de 2009 TURISMO - Contributo para o desenvolvimento sustentado

Leia mais

Sessão Temática 5 O poder das águas termais na saúde. Pedro Cantista Presidente da Secção Europeia da Sociedade Internacional de Hidrologia Médica

Sessão Temática 5 O poder das águas termais na saúde. Pedro Cantista Presidente da Secção Europeia da Sociedade Internacional de Hidrologia Médica Sessão Temática 5 O poder das águas termais na saúde Pedro Cantista Presidente da Secção Europeia da Sociedade Internacional de Hidrologia Médica Resumo Ao longo da história a humanidade tem procurado

Leia mais

TURISMO NÁUTICO GERADOR DE RIQUEZA MARTINHO FORTUNATO

TURISMO NÁUTICO GERADOR DE RIQUEZA MARTINHO FORTUNATO TURISMO NÁUTICO GERADOR DE RIQUEZA MARTINHO FORTUNATO Setembro de 2009 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. PENT (Plano Estratégico Nacional do Turismo) 3. TURISMO NÁUTICO NA EUROPA E NO MUNDO 4. O SECTOR EM PORTUGAL

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

01 de Novembro de 2013. Construção

01 de Novembro de 2013. Construção 01 de Novembro de 2013 Construção Revista de Imprensa 01-11-2013 1. (PT) - Diário de Notícias, 01/11/2013, Soares da Costa ganha obra nos EUA 1 2. (PT) - Exame, 01/11/2013, A força do betão 2 3. (PT) -

Leia mais

Guia de empresas. Bem-vindo. à Bojabeauty.

Guia de empresas. Bem-vindo. à Bojabeauty. Guia de empresas Bem-vindo à Bojabeauty. Quantas vezes pensa na saúde e bem-estar dos seus Colaboradores? Guia de empresas Área de atuação Quem somos Onde estamos Como fazemos Quem somos Com 10 anos de

Leia mais

CONRAD ALGARVE. DÊ-SE AO LUXO DE SER AUTÊNTICO.

CONRAD ALGARVE. DÊ-SE AO LUXO DE SER AUTÊNTICO. CONRAD ALGARVE. DÊ-SE AO LUXO DE SER AUTÊNTICO. Em breve vai existir um lugar onde poderá sentir-se único. Um lugar onde o luxo, o estilo e o prazer estão acima de tudo. Uma experiência memorável que vai

Leia mais

Maior coordenação. Maior. Maior motivação. Produtividade. Maior. capacitação

Maior coordenação. Maior. Maior motivação. Produtividade. Maior. capacitação Maior coordenação Maior motivação Maior Produtividade Maior capacitação Apostar na qualidade de vida dos funcionários transformou-se numa estratégia para as empresas obterem melhores resultados O objectivo

Leia mais

TOURING CULTURAL produto estratégico para Portugal

TOURING CULTURAL produto estratégico para Portugal TOURING CULTURAL produto estratégico para Portugal O TURISMO CULTURAL HOJE 44 milhões de turistas procuram turismo cultural na Europa O património cultural aproxima civilizações e motiva a viagem A preservação

Leia mais

A PERSPECTIVA EMPRESARIAL ENQUADRAMENTO DO TERMALISMO

A PERSPECTIVA EMPRESARIAL ENQUADRAMENTO DO TERMALISMO A PERSPECTIVA EMPRESARIAL ENQUADRAMENTO DO TERMALISMO João Pinto Barbosa 23.10.2007 Enquadramento do Termalismo Termalismo: Que tipologia de organizações prosseguem a actividade? Autarquias Outros organismos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO Fundada a 30 de Maio de 1950 Única Associação das Agências de Viagens em Portugal Medalha de Ouro de Mérito Turístico de Portugal Medalha de Ouro

Leia mais

RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS

RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS Julho de 2005 A actividade da hotelaria insere-se na CAE 55 Alojamento e Restauração, que, por sua vez, integra o sector do turismo, um dos sectores

Leia mais

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO PLANO DE NEGÓCIO ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO Fernando F. Martins Empreendorismo no Vale do Sousa AderSousa Introdução A apresentação do nosso Plano desenvolve se em em duas partes distintas:

Leia mais

Contextualização Turismo Acessível para Todos oferta transversal a todos sem barreiras

Contextualização Turismo Acessível para Todos oferta transversal a todos sem barreiras Access Azores. Associação privada s/ fins lucrativos;. Constituída em 2014;. Idealizada no seio académico das Universidades de Coimbra e de Aveiro;. Professores, alunos e ex-alunos ligados ao setor do

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

Turismo de Saúde: uma alternativa de co-financiamento institucional e orçamental?

Turismo de Saúde: uma alternativa de co-financiamento institucional e orçamental? Turismo de Saúde: uma alternativa de co-financiamento institucional e orçamental? César Lima e Sá, Carlos Rodrigues, Carlos Matos, Rui Vaz, Pedro Cantista S Realidade Nacional: contexto económico Realidade

Leia mais

Tertúlia Algarvia. Centro de Conhecimento em Cultura e Alimentação Tradicional do Algarve

Tertúlia Algarvia. Centro de Conhecimento em Cultura e Alimentação Tradicional do Algarve Tertúlia Algarvia Centro de Conhecimento em Cultura e Alimentação Tradicional do Algarve Dossier de Apresentação do Projecto Janeiro de 2008 A génese do Projecto INEXISTÊNCIA NA REGIÃO Local que permita

Leia mais

XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011. Diogo Gaspar Ferreira

XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011. Diogo Gaspar Ferreira XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011 Diogo Gaspar Ferreira 1. PONTOS FRACOS E FORTES DO TURISMO RESIDENCIAL PORTUGUÊS 2. PLANO ESTRATÉGICO A

Leia mais

Colóquio Hospital Termal das Caldas da Raínha

Colóquio Hospital Termal das Caldas da Raínha Colóquio Hospital Termal das Caldas da Raínha Apresentação de um Business Case: Um Plano para colocar o Termalismo ao serviço do desenvolvimento de Portugal Turismo em Portugal Escala de desempenho: a

Leia mais

Referencial de Qualificação para as Profissões nos Domínios da Massagem e da Fisioterapia na Europa

Referencial de Qualificação para as Profissões nos Domínios da Massagem e da Fisioterapia na Europa Portal ECVET para a Promoção e o Reconhecimento Mútuo das Profissões nos Domínios da Massagem e da Fisioterapia na Europa MaecVET 527 330-LLP-1-2012 1 DE-Leonardo-LMP Referencial de Qualificação para as

Leia mais

Tendências em SPA. Profa. Esp.Cristina Duarte

Tendências em SPA. Profa. Esp.Cristina Duarte Tendências em SPA Profa. Esp.Cristina Duarte Coord. Graduação em Estética da Universidade Anhembi Morumbi Esteticista e Fisioterapeuta, atuante em estética há 16 anos. Pós graduada em Gestão de Empresas.

Leia mais

Portugal: Destino Competitivo?

Portugal: Destino Competitivo? Turismo O Valor Acrescentado da Distribuição Portugal: Destino Competitivo? Luís Patrão Turismo de Portugal, ip Em 2006 Podemos atingir 7.000 milhões de euros de receitas turísticas Teremos perto de 37,5

Leia mais

Visão. Visão, Missão e Valores

Visão. Visão, Missão e Valores Visão, Missão e Valores Visão A Portcril ambiciona ser a principal marca responsável pelo bem-estar e qualidade de vida das pessoas nos seus espaços dedicados à tranquilidade, ao exercício e ao conforto.

Leia mais

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR Documento orientador de integração de Praticantes Critérios de financiamento às Federações Desportivas 2014/2015 O Centro de Alto Rendimento do Jamor (CAR Jamor) é uma

Leia mais

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira Lisboa, 5 de Julho 2012 Bruno Freitas Diretor Regional de Turismo da Madeira O Destino Madeira A Região Autónoma da Madeira (RAM) ocupa, desde

Leia mais

spa Termal Oportunidades de Investimento e de Negócio 18 de Maio de 2006 Research Sectorial 11º Congresso da European Spas Association

spa Termal Oportunidades de Investimento e de Negócio 18 de Maio de 2006 Research Sectorial 11º Congresso da European Spas Association spa Termal Oportunidades de Investimento e de Negócio 11º Congresso da European Spas Association Francisco Mendes Palma Director Espírito Santo 18 de Maio de 2006 SPA Termal Sanus per Aquam. 1. Caracterização

Leia mais

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 O PATRIMÓNIO NATURAL E O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO DO ALGARVE Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril

Leia mais

A ASSISTÊNCIA SANITÁRIA NO TURISMO EM CABO VERDE. Cidade da Praia, 24 de Janeiro de 2013

A ASSISTÊNCIA SANITÁRIA NO TURISMO EM CABO VERDE. Cidade da Praia, 24 de Janeiro de 2013 A ASSISTÊNCIA SANITÁRIA NO TURISMO EM CABO VERDE Cidade da Praia, 24 de Janeiro de 2013 Formação APRESENTAÇÃO Graduada em Planeamento e Desenvolvimento do Turismo ULHT Lisboa Portugal Pós-graduada e especialista

Leia mais

Vila Baleira Ilha de Porto Santo

Vila Baleira Ilha de Porto Santo Vila Baleira Ilha de Porto Santo Dia 0 Lisboa Porto Santo (25 12 2009) A viagem a Porto Santo começou a ser preparada com alguma antecedência, de forma a ser adequada a uma família de 4 pessoas. Para isso,

Leia mais

EUROPA, UM PATRIMÓNIO COMUM. Título: Solares de Portugal na Europa das Tradições

EUROPA, UM PATRIMÓNIO COMUM. Título: Solares de Portugal na Europa das Tradições EUROPA, UM PATRIMÓNIO COMUM Título: Solares de Portugal na Europa das Tradições Ponte de Lima, Janeiro de 2000 EUROPA, UM PATRIMÓNIO COMUM 1 - TÍTULO: Solares de Portugal na Europa das Tradições 2 AUTOR:

Leia mais

Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo

Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo www.pwc.pt Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo 16 Cláudia Coelho Diretora Sustainable Business Solutions da Turismo é um setor estratégico para a economia e sociedade nacional o que se reflete

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

Assunto: DescubraPortugal / Canal de promoções comerciais

Assunto: DescubraPortugal / Canal de promoções comerciais CIRCULAR Nº 021/2009 (G) CP/MS Lisboa, 04 de Março de 2009 Assunto: DescubraPortugal / Canal de promoções comerciais Caro Associado, A campanha Descubra um Portugal Maior, lançada pelo Turismo de Portugal

Leia mais

Propostas para Revitalização do sector do Turismo Residencial Janeiro de 2013

Propostas para Revitalização do sector do Turismo Residencial Janeiro de 2013 Propostas para Revitalização do sector do Turismo Residencial Janeiro de 2013 APR Associação Portuguesa de Resorts A Associação Portuguesa de Resorts (APR) tem por missão promover a imagem, empresas e

Leia mais

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural I Seminário sobre Turismo Rural e Natureza Diferenciar o Produto, Qualificar a Oferta, Internacionalizar o Sector MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural TÂNIA

Leia mais

AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E HOTELARIA

AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E HOTELARIA INTRODUÇÃO A mobilidade de doentes para cuidados médicos tem sido prática comum desde há séculos, embora limitada pelas distâncias geográficas. No Século XX verificou-se um grande progresso da medicina

Leia mais

Uma abordagem à visão de Portugal

Uma abordagem à visão de Portugal Uma abordagem à visão de Portugal Como é que os operadores turísticos podem contribuir para um novo posicionamento XXXVIII Congresso da APAVT: Potenciar Recursos, Romper Bloqueios, Ganhar Mercado painel

Leia mais

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 2006-2015 Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 Portugal 2015 Portugal 2015 - Metas 2005 2015 Douro Douro Oeste Oeste Serra da Estrela Serra da Estrela Alqueva Litoral Alentejano Litoral Alentejano

Leia mais

No pavilhão 2, com 108 stands, estavam representadas as regiões de turismo, câmaras municipais, associações e juntas de turismo, para além de hotéis,

No pavilhão 2, com 108 stands, estavam representadas as regiões de turismo, câmaras municipais, associações e juntas de turismo, para além de hotéis, VIII Legislatura II Sessão Plenária Horta, 26 de Janeiro de 2005 Grupo Parlamentar do Partido Socialista Deputada Ana Isabel Moniz Assunto: Bolsa de Turismo de Lisboa Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras

Leia mais

Principais Vantagens para membros Associados

Principais Vantagens para membros Associados Principais Vantagens para membros Associados ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO Fundada a 30 de Maio de 1950 Única Associação das Agências de Viagens em Portugal COMPOSIÇÃO DOS ASSOCIADOS

Leia mais

www.fiveleafsystem.com APRESENTAÇÃO DO PROJECTO 2013 2014

www.fiveleafsystem.com APRESENTAÇÃO DO PROJECTO 2013 2014 www.fiveleafsystem.com APRESENTAÇÃO DO PROJECTO 2013 2014 O QUE É O FIVE-LEAF SYSTEM O Five-Leaf System é um sistema dinâmico de avaliação da performance ecológica do sector turístico, que em cinco níveis

Leia mais

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT TURISMO: TENDÊNCIAS E SOLUÇÕES Exmos. Senhores Conferencistas, Antes de

Leia mais

OBJECTIVOS DO OBSERVATÓRIO:

OBJECTIVOS DO OBSERVATÓRIO: ENQUADRAMENTO: O Observatório do Turismo de Lisboa é uma estrutura interna da Associação Turismo de Lisboa, criada em 1999. A ATL é uma associação privada de utilidade pública, que conta actualmente com

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO. Para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal. Síntese

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO. Para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal. Síntese PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO Para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal Síntese 1 O PENT - Plano Estratégico Nacional do Turismo é uma iniciativa governamental, da responsabilidade do Ministério

Leia mais

SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010

SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010 SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010 Considerando o Regime de enquadramento das políticas de juventude na Região Autónoma dos Açores, plasmado no Decreto

Leia mais

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores 0366 PLANO DE MARKETING Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG 4/2010 17 Valores Índice Introdução Diagnóstico Análise do Mercado Análise da Concorrência Análise da Empresa Análise SWOT Objectivos

Leia mais

Desporto e Hábitos de Vida Saudável

Desporto e Hábitos de Vida Saudável Desporto e Hábitos de Vida Saudável SRA PRESIDENTE SRAS E SRS DEPUTADOS SR PRESIDENTE SRA E SRS MEMBROS DO GOVERNO Em primeiro lugar gostaria de cumprimentar a Srª Presidente da Assembleia, desejando-lhe

Leia mais

Memorando Rock no Sado. Conceito

Memorando Rock no Sado. Conceito Memorando Rock no Sado Conceito O festival Rock no Sado teve origem no ano de 2013 e foi pensado com diversos intuitos em mente. Colmatar a falta de eventos do mesmo tipo e/ou dimensão na região fazendo

Leia mais

Breve Apresentação do Negócio

Breve Apresentação do Negócio CELEIRO-DIETA Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Celeiro Dieta N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos 25 Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010 Facturação

Leia mais

GÊRES 10 a 13 de Outubro 2014. Viagens Abreu RNAT 1702 Avenida 25 de Abril, 2 Edifício Abreu 2795-195 Linda-a-Velha

GÊRES 10 a 13 de Outubro 2014. Viagens Abreu RNAT 1702 Avenida 25 de Abril, 2 Edifício Abreu 2795-195 Linda-a-Velha GÊRES 10 a 13 de Outubro 2014 Viagens Abreu RNAT 1702 Avenida 25 de Abril, 2 Edifício Abreu 2795-195 Linda-a-Velha Itinerário 1º DIA 10 de Outubro (Sex.)- LISBOA / PORTO / GERÊS Saída às 08H00 de Sete

Leia mais

Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhora e Senhores Membros do Governo

Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhora e Senhores Membros do Governo Turismo Ex.mo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma, dos Açores Com a intenção de contrariar a desertificação, fenómeno preocupante nas ilhas pequenas com especial incidência na

Leia mais

WWW.REALHOTELSGROUP.COM

WWW.REALHOTELSGROUP.COM * * * * * SOFISTICAÇÃO EXCELÊNCIA PORTUGALIDADE * * * * * WWW.REALHOTELSGROUP.COM GRUPO HOTÉIS REAL COSTA DO ESTORIL LISBOA ALBUFEIRA OLHÃO RIA FORMOSA GRUPO HOTÉIS REAL COSTA DO ESTORIL LISBOA ALBUFEIRA

Leia mais

Campanha Nacional Certificar para Ganhar o Futuro

Campanha Nacional Certificar para Ganhar o Futuro Campanha Nacional Certificar para Ganhar o Futuro 19 Junho de 2007 Ponta Delgada Universidade dos Açores José Romão Leite Braz Administrador Finançor Agro Alimentar, S.A. Índice Breve descrição do Grupo

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 QUEM SOMOS FUNDEC APRESENTAÇÃO HISTÓRIA OBJECTIVOS A

Leia mais

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento mensal

Leia mais

Apresentação MC Luso Data 23.10.2008

Apresentação MC Luso Data 23.10.2008 Apresentação MC Luso Data 23.10.2008 A forma mais fácil de prever o futuro é inventá-lo..." Alan Kay MALOCLINIC história Fundada em 1995 pelo Dr. paulo Maló, com foco na componente médica de reabilitação

Leia mais

MONTEBELO VISEU HOTEL & SPA*****

MONTEBELO VISEU HOTEL & SPA***** MONTEBELO VISEU HOTEL & SPA***** O Montebelo Viseu Hotel & Spa constitui a essência de um cinco estrelas, no requinte dos espaços, no ambiente exclusivo, na atenção aos menores detalhes. Um conjunto notável

Leia mais

nos Desportos de Deslize Nauticampo 9 de Fevereiro de 2012

nos Desportos de Deslize Nauticampo 9 de Fevereiro de 2012 Aposta Municipal nos Desportos de Deslize Nauticampo 9 de Fevereiro de 2012 http://www.surfline.com/surf-news/best-bet-february-portugal_66478 As Ondas como recurso endógeno, diferenciador e catalisador

Leia mais

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes:

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes: EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO PME) O presente documento suporta a apreciação do ponto 3

Leia mais

Como o TMC agrega valor ao Cliente Corporativo?

Como o TMC agrega valor ao Cliente Corporativo? Como o TMC agrega valor ao Cliente Corporativo? Palestrante Lúcio Oliveira Consultor de Gestão Estratégica, Vendas e Planejamento Estratégico, Instrutor, Palestrante e Advisor de Empresas do Turismo, é

Leia mais

A evolução no setor da hotelaria e turismo. Qual é o espaço para os websites dos hotéis

A evolução no setor da hotelaria e turismo. Qual é o espaço para os websites dos hotéis ÍNDICE Introdução A evolução no setor da hotelaria e turismo Qual é o espaço para os websites dos hotéis Como garantir que o consumidor irá visitar o website de um hotel As vantages que um bom website

Leia mais

Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul

Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul 1. Identificação do Recurso Endógeno e do Território Alvo PROVERE Beira Baixa: Terras de Excelência : Conjugar a valorização do território, dos produtos

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Amilcar

Leia mais

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO Marco Teixeira, arquitecto qualificado com vasta experiência na área, desenvolveu as suas competências em algumas das mais conceituadas empresas, estabelecendo contactos com uma vasta lista de clientes,

Leia mais

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012 Folha de Informação Rápida 2013 Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2012 Inventario Anual dos Estabelecimentos Hoteleiros Presidente

Leia mais

Gestão de Ginásios e Centros de Lazer

Gestão de Ginásios e Centros de Lazer Gestão de Ginásios e Centros de Lazer Módulo_6_sessão_6 Company LOGO Conteúdos Ginásios e Centros de Lazer Definição Tipologias Definição Ginásio Estabelecimentos abertos ao público ou a uma categoria

Leia mais

PROJECTO NAZARÉ XXI. - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião

PROJECTO NAZARÉ XXI. - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião PROJECTO NAZARÉ XXI - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião Nazaré XXI é um projecto turístico de impacto regional, inserido na política de desenvolvimento económico que a Câmara Municipal

Leia mais

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar?

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? QUESTÕES COLOCADAS PELO JORNALISTA MARC BARROS SOBRE O PROTOCOLO ENTRE A FNABA E O TURISMO DE PORTUGAL Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? Com propostas para fazer e

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015 1 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Serviço de Conjuntura Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Escola Superior de Tecnologia Instituto Politécnico de Castelo Branco Licenciatura em Engenharia Informática Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Portugal Golfe e a Internet Alunos Número André

Leia mais

NCE/10/01121 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01121 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01121 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universitas, Crl A.1.a. Descrição

Leia mais

Baleira Thalassa & SPA

Baleira Thalassa & SPA Baleira Thalassa & SPA Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Baleira Talassa & Spa N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos 1 Dispersão Geográfica Porto Santo Facturação

Leia mais

Adenda aos Critérios de Selecção

Adenda aos Critérios de Selecção Adenda aos Critérios de Selecção... Critérios de Selecção SI Qualificação PME EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE

Leia mais

LISBOA (acção: 33) PORTO (acção: 32) Datas: 11 Maio a 31 Julho Datas: 28 de Abril a 11 de Julho de 2009

LISBOA (acção: 33) PORTO (acção: 32) Datas: 11 Maio a 31 Julho Datas: 28 de Abril a 11 de Julho de 2009 CURSO DE CARDIO FITNESS E MUSCULAÇÃO O seu futuro sempre em movimento! Requisitos entrada: - 11º Ano escolaridade (ou frequência) - Interesse e motivação pelo Fitness/Desporto - Instrutores que pretendam

Leia mais

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Pedro João 28 de Abril 2011 Fundação António Cupertino de Miranda Introdução ao Plano de Negócios Modelo de Negócio Análise Financeira Estrutura do Plano de

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

HORTO DO CAMPO GRANDE MAGAZINE 10

HORTO DO CAMPO GRANDE MAGAZINE 10 HORTO DO CAMPO GRANDE MAGAZINE 10 HORTO DO CAMPO GRANDE MAGAZINE 11 Refúgios na natureza O clima ameno que se faz sentir durante todo o ano em Portugal convida-nos a desfrutar em pleno dos bons momentos

Leia mais

A APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, constituída por escritura pública em 17 de Janeiro de

A APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, constituída por escritura pública em 17 de Janeiro de Turismo de Natureza e Sustentabilidade QUEM SOMOS A APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, constituída por escritura pública em 17 de Janeiro de 2007,

Leia mais

OPÇÕES DE ALOJAMENTO. Os Hotéis aqui apresentados têm tarifas preferenciais para os visitantes. HOTEL CROWNE PLAZA *****... 2 BESSA HOTEL ****...

OPÇÕES DE ALOJAMENTO. Os Hotéis aqui apresentados têm tarifas preferenciais para os visitantes. HOTEL CROWNE PLAZA *****... 2 BESSA HOTEL ****... OPÇÕES DE ALOJAMENTO Os Hotéis aqui apresentados têm tarifas preferenciais para os visitantes. Lista de Hotéis: HOTEL CROWNE PLAZA *****... 2 BESSA HOTEL ****... 4 HF TUELA PORTO ***... 6 HOSTEL CRUZ VERMELHA

Leia mais

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização das viagens profissionais 3. Política de viagens

Leia mais

Portugal Making sure your health comes first. www.medicalport.org. Prestador Global de Turismo Médico. Copyright Medical Port 2015

Portugal Making sure your health comes first. www.medicalport.org. Prestador Global de Turismo Médico. Copyright Medical Port 2015 Portugal Making sure your health comes first www.medicalport.org SOBRE PORTUGAL O Índice Global da Competitividade 2014 2015 posiciona Portugal em 24º lugar no campo da Saúde e da Educação Primária com

Leia mais

5. Turismo Médico. 5.1. Evolução e razões do crescimento 5.2. Distribuição mundial 5.3. Riscos associados à prática

5. Turismo Médico. 5.1. Evolução e razões do crescimento 5.2. Distribuição mundial 5.3. Riscos associados à prática 5. Turismo Médico 5.1. Evolução e razões do crescimento 5.2. Distribuição mundial 5.3. Riscos associados à prática Ana Afonso Alcântara acgafonso@gmail.com 5.1. Evolução e razões do crescimento Turismo

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH. 12 de Março de 2014 Centro de Congressos do Estoril REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

Leia mais

O que é o Banco Europeu de Investimento?

O que é o Banco Europeu de Investimento? O que é o Banco Europeu de Investimento? O BEI é o banco da União Europeia. Como primeiro mutuário e mutuante multilateral, proporciona financiamento e conhecimentos especializados a projectos de investimento

Leia mais

O ENOTURISMO. Conceito:

O ENOTURISMO. Conceito: Conceito: O conceito de enoturismo ainda está em formação e, a todo o momento, vão surgindo novos contributos; Tradicionalmente, o enoturismo consiste na visita a vinhas, estabelecimentos vinícolas, festivais

Leia mais

FICHA INFORMATIVA ISPA

FICHA INFORMATIVA ISPA FICHA INFORMATIVA ISPA Nº: 2000/PL/16/P/PE/015 Designação da medida: Tratamento de águas residuais e abastecimento de água em Poznan Autoridades responsáveis pela execução (definidas na Secção II (2) do

Leia mais

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL

TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL TURISMO NO ESPAÇO RURAL LEGISLAÇÃO MANUAL Índice 1. Turismo no espaço rural: tipologias.2 2. Exploração e funcionamento.... 5 3. Legislação aplicável.17 Bibliografia. 18 1 1.Turismo no espaço rural: tipologias

Leia mais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Presidente Vice-Presidente Vogal Secretário-Geral Director Coordenador a) 9 8 1 Director a) 24 23 1 Prestação de assessoria técnica especializada ao Conselho Directivo 2 2 0 Monitorização e avaliação da

Leia mais

Campanha Escapadas em Portugal

Campanha Escapadas em Portugal Campanha Escapadas em Portugal Hotel Flôr de Sal **** Viana do Castelo Escapada a Norte Estadia de 1 noite em quarto duplo vista serra Bebida de boas-vindas no bar do hotel Uma massagem Vichy por pessoa

Leia mais

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com BPN Imofundos António Coutinho Rebelo Presidente www.bpnimofundos.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

Proposta Grupo Fim-de-Semana. 10/11 de Maio de 2008

Proposta Grupo Fim-de-Semana. 10/11 de Maio de 2008 Proposta Grupo Fim-de-Semana 10/11 de Maio de 2008 Apresentação Com o total de 103 quartos, a Villa Termal das Caldas de Monchique é composta por 5 hotéis - três dos quais edifícios históricos recuperados

Leia mais

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Alentejo 08 a 10 de Abril 2016 Itinerário 1º Dia 08 de Abril (Sex.) LISBOA / TRÓIA / CASTRO VERDE Em hora e local a combinar, partida

Leia mais