Resumo de Imprensa. Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resumo de Imprensa. Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009"

Transcrição

1 Resumo de Imprensa Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Autarquias juntam-se à Madeira e exigem verbas do rectificativo. Autarquias pedem quase o dobro da verba que já receberam do Orçamento. O rectificativo deverá passar hoje no Parlamento com abstenção da oposição. (págs. 6 a 8) 2. UE promete segurar Grécia em caso de tragédia. Os líderes europeus, reunidos em Bruxelas, deixaram claro que a dívida do Estado grego não cairá no incumprimento. (pág. 10) 3. BCE acredita que governos vão subir impostos. Necessidade de consolidação orçamental está na base da previsão de aumento de IVA. (pág. 12) 4. Patrões querem salário mínimo indexado ao PIB. Tal como para as pensões, a evolução da economia deve contar para o valor da remuneração mínima, dizem confederações. As confederações patronais exigem que o salário mínimo nacional passe a ser calculado, a partir do próximo ano, com base no crescimento do PIB, inflação, produtividade e situação social e pobreza do país. A proposta será avançada hoje na reunião da comissão técnica de acompanhamento do salário mínimo, onde estarão presentes os parceiros sociais e representantes do Ministério do Trabalho. (...) Vamos apresentar um novo valor para a actualização do salário mínimo e uma nova forma para determinar a remuneração, avançou ao Diário Económico o presidente da Confederação da Indústria Portuguesa, Francisco van Zeller. (...) As medidas de apoio às empresas dos últimos anos acabaram por ser filtradas pela banca e por isso o impacto das ajudas foi muito limitado, sublinha o vicepresidente da Confederação do Comércio e Serviços, Vieira Lopes. O responsável defende que são necessárias agora medidas que baixem os custos reais das empresas, como, por exemplo, custos com energia. (...) (págs. 14 e 15) 1

2 5. Empresas fazem pagamento por conta até 15 de Dezembro. Lei publicada no ano passado antecipou o prazo de pagamento em 15 dias. Ordem dos TOC diz que é mais uma pressão sobre a tesouraria das empresas (pág. 16) 6. PS admite criminalizar enriquecimento injustificado. Vice da bancada do PS diz que aprovarão todas as normas que sejam constitucionais. Socialistas preocupados com força da oposição no Parlamento. (pág. 20) 7. Governo quer mais empresas a entrar no sistema de incentivos. É uma espécie de democratização no acesso ao apoio aos investimentos. Curiosamente, alguns empresários acham até que poderá ser excessivo. (pág. 24) 8. Investimento em inovação é essencial para o futuro do país. Para presidente do Montepio, o Estado deve continuar a apoiar as empresas para que haja um crescimento sustentado da economia nacional. (pág. 26) 9. PME investe usado para dívidas. Matéria que não costuma ser discutida publicamente. (pág. 26) 10. Projecto de gás natural liquefeito. Nove biliões USD para LNG. Angola vai entrar para o clube restrito dos países que produzem gás natural. As palavras do director do projecto do LNG Angola são inequívocas. Mas que benefícios para o País trará o investimento de 9 biliões USD? Numa altura em que a necessidade de uma política ambiental se torna imperativa, o Expansão analisa uma das maiores apostas do País. (suplemento expansão págs. 2 a 6) 11. União Europeia. Tratado de Lisboa refunda Europa. Foram longas as negociações e difíceis os obstáculos a ultrapassar: Este não é mais um dos muitos tratados que os líderes europeus têm assinando. A capital portuguesa pode ter assistido à criação de um novo paradigma entre as nações europeias. (suplemento expansão págs. 40 e 41) 12. Luís Reis assume pelouro das sinergias entre empresas da Sonae. Miguel Almeida passa a número dois da Sonaecom, liderando o negócio das telecomunicações. (pág. 30) 2

3 13. Finanças não deverão esclarecer futuro do banco. Registo do fundo na CMVM poderá ser concedido hoje. (págs. 36 e 37) 14. Entrevista Manuel Pinho, ex-ministro da Economia, professor universitário. A política ambiental não pode depender de resultados de eleições. O polémico ex-ministro deixou a governação, mas mantém o interesse nas áreas que liderava. Uma entrevista sobre energia, a propósito de Copenhaga. (págs. 46 e 47) 15. UE oferece dois mil milhões em projectos verdes para os pobres. A ajuda portuguesa para o pacote europeu era, no início do Conselho, uma incógnita. (pág. 48) JORNAL DE NEGÓCIOS 16. Apoios à economia. Oposição quer reforço das medidas anticrise durante Evolução económica e desemprego provam insuficiência das ajudas anunciadas há um ano. Oposição reclama razão e quer reformular plano anticrise no próximo ano. A os empresários queixam-se da actuação da banca e pedem um prolongamento dos apoios. (...) ( págs. 4 a 9) 17. Banca. Vendas em Angola aumentam lucros da banca portuguesa em 350 milhões. Investidores angolanos investiram 900 milhões para reduzir peso português na banca local. (...) (pág.12) 18. Loja do IKEA em Loulé cria empregos. Retalhista IKEA, que em Portugal detém já duas unidades comerciais em operação, planeia realizar um investimento de 200 milhões de euros num novo complexo comercial instalar em Loulé, no Algarve, onde criará postos de trabalho. (...) (pág. 16) 19. Grandes empresas precisam de menos crédito em ,6. As maiores cotadas portuguesas vão ter de emitir 14,6 milhões de euros para saldar empréstimos que terminam em A difícil situação orçamental do país vai traduzir-se em custos de financiamento mais altos. (...) (págs. 18 e 19) 3

4 20. Lisboa sobe pela primeira vez na semana, Bolsas europeias registam ganhos superiores a 1%. A bolsa de Lisboa subiu, ontem, pela primeira vez em quatro sessões. O PSI-20 avançou 0,78%, acompanhando as tendências dos congéneres europeus que foram animados pelos menores receios sobre uma eventual falência da Grécia. (...) (pág.21) 21. Petróleo cai para 70 dólares em Nova Iorque. Matéria-prima prolongou aquela que é já a maior série de quedas desde Julho (...) (pág.22) 22. Lei das finanças regionais. Madeira: o embate que se segue pode sair caro às contas nacionais. Parlamento discute hoje alterações ao financiamento da madeira que agravarão a factura orçamental para (...) (pág. 28) 23. Justiça. Enriquecimento ilícito passa no Parlamento só com votos contra do PS. Socialistas insistem na inconstitucionalidade da inversão do ónus da prova. Última palavra caberá a Cavaco Silva. (...) (pág. 29) 24. Especial Cimeira do Clima. Cimeira Europeia. Europa dividida no apoio a dar aos emergentes na luta conta a poluição. Os países de Leste, em especial a Polónia recusam ajudar países que têm rendimentos per capita superiores aos seus, como é o caso do Brasil. (...) (págs. 30 e 31) JORNAL DE NOTÍCIAS 25. PS dividido sobre controlo ao enriquecimento ilícito. Comissão eventual sobre a corrupção que funcionará até Junho foi aprovada por unanimidade. (pág. 8) 26. Parlamento. Rectificativo aprovado sob críticas. O orçamento rectificativo deverá ser hoje aprovado no Parlamento com a abstenção de quase toda a Oposição. Apenas o Bloco de Esquerda irá votar contra. A quebra de receitas fiscais é o argumento do Governo para explicar a nova alteração. (...) (pág. 9) 27. Breves. Exponor. Estágio de formação...a Exponor proporcionou um estágio de formação a 11 quadros da Feira 4

5 Internacional de Luanda (FIL), principal organizador de feiras e negócios em Angola. (...) (Jn: Negócios pág. 7) 28. Oito em cada 10 costumam ter dificuldades. Situação financeira das famílias melhorou face ao ano passado, mas a larga maioria continua com problemas. (pág. 26) 29. Comissão Europeia. Verbas do TGV não podem ter outros destinos. A Comissão Europeia respondeu, ontem à deputada socialista Edite Estrela, que em Julho, formulou uma pergunta escrita sobre a possibilidade de os fundos comunitários destinados à alta-velocidade (TGV) poderem ser transferidos para outros projectos. (...) (pág. 27) 30. Banco privado. Prevista para hoje decisão das Finanças. Está prevista para hoje uma posição do Ministério das Finanças sobre o caso dos clientes de produtos de retorno garantido do Banco Privado Português (BPP). (pág. 27) 31. Balanço de Outubro. Combustíveis baixaram os preços. O preço médio dos combustíveis em Portugal baixou no mês de Outubro. De acordo com o boletim mensal de estatísticas de combustíveis líquidos divulgado ontem pela Autoridade da Concorrência (ADC), o preço da gasolina 95 caiu 1,4% face ao mês anterior, com o preço médio de venda ao público (PMVP) a fixar-se nos 1,259 euros por litro.(...) (pág. 28) PÚBLICO 32. Sociais-democratas vêem aprovada maioria das suas propostas anticorrupção. PSD beneficiou da abstenção do CDS-PP na votação sobre o crime de enriquecimento ilícito. Socialistas disponíveis para discussão e consensos. (pág. 8) 33. Companhias obrigadas a actualizar prémios de seguro de todos os créditos à habitação. A medida, que entrou ontem em vigor, provocou guerra de interpretações entre o Banco de Portugal e o Governo. (pág. 21) 34. Irlanda reduz salários dos funcionários públicos. O Governo irlandês adoptou medidas drásticas para controlar a despesa pública no orçamento para 2010 e decidiu reduzir salário a 5

6 professores, enfermeiros e polícias. Está também prevista a redução de prestações da segurança social a desempregados e a famílias com filhos. (...) (pág. 21) 35. Comissão Europeia confirma que verbas do TGV não podem ter outros destinos (pág. 22) 36. Fundos Comunitários. 340 projectos de desenvolvimento aprovados em três anos. Região de Lisboa só concretizou cinco por cento dos 300 milhões de apoios europeus. A crise e a adaptação às novas regras da União Europeia dificultaram a vida a muitos projectos. Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional apela a maior execução. (pág. 26) DIÁRIO DE NOTÍCIAS 37. empréstimos contraídos pelo nosso país. (...) (Suplemento DN Bolsa, pág.2) 38. Residentes em Portugal têm menos emprego lá fora. trabalho. Queda de 30% no número de indivíduos que trabalha fora do país, mas mantêm residência em Portugal, revelam os dados do Instituto Nacional de Estatística. (...) (suplemento DN Bolsa, pág. 5) CORREIO DA MANHÃ 39. Educação. Governo disponibilizou 50 milhões de euros para aquisição de novos portáteis. Computadores serão adquiridos pela primeira vez através de concurso público internacional. (...)(pág. 21) 40. Copenhaga. Redução de emissões de gases com efeito de estufa. Aquece guerra entre China e EUA. Norte-amerianos recusam financiar chineses, que querem metas mais exigentes. (...) (pág. 22) 41. CTT. Crimes de corrupção activa e branqueamento. Gestão danosa para Horta e costa. Pedido de inibição de funções públicas e de comércio para nove arguidos. (...) (pág. 25) 6

7 i OJE 42. Teixeira dos Santos em Nova Iorque para vender Portugal a investidores. Dívida pública sobe e agências de rating alertam para risco. Governo obrigado a defender credibilidade. (pág. 10) 43. Mais contratos temporários em Portugal. 16,6% entre 30 e os 54 têm contratos de trabalho temporários. (pág. 11) 44. Cimeirqa. Quioto ou Copenhaga? Os dois, provavelmente. O G77, pede à Europa que deixe de tentar matar Quioto e exige que os EUA assinem esse documento. (pág. 20) 45. Orçamento Rectificativo. Só o PS aprova as novas contas. O debate a sério segue em Janeiro. (págs. 26 e 27) 46. Eventuais sucessores de Sócrates distanciam-se do PS a propósito da corrupção. António José Seguro e Eduardo Cabrita apresentaram ontem declarações de voto em que se distanciam da linha oficial do PS. (pág. 28) 47. Londres e paris lideram ofensiva fiscal sobre bónus na banca. Portugal afasta novo imposto. Brown e Sarkozy propõem novo imposto sobre prémios dos gestores. Teixeira dos santos exclui mudanças. (págs. 30 e 31) 48. TAP fecha ano com prejuízos próximos de 30 milhões de euros. (pág. 33) 49. BE encaixa 254 milhões com BES Angola. O Banco Espírito Santo (BES) anunciou ontem a venda à angolana Portmil, Investimento e Telecomunicações, de 24% do BES Angola, numa operação que permitiu um encaixe de 254,2 milhões de euros ao banco liderado por Ricardo Salgado. (...) (pág.1) 50. Colômbia na mira da Mota-Engil. A Mota-Engil está a estudar a entrada no mercado da Colômbia, onde deve participar num concurso de infra-estruturas rodoviárias, disse à Agência Lusa o presidente do executivo do grupo. (...) A 7

8 SOL Colômbia será o quarto país da América Latina onde a maior construtora portuguesa marca presença, depois do México, Peru e Brasil. (...) (pág.1) 51. UGT quer taxar operações da banca. A UGT propôs ao primeiro-ministro a criação de uma taxa para transacções de curto prazo, obrigatória para instituições financeiras, como forma de estas ajudarem no combate à crise. (...) (pág. 2) 52. IG Markets antecipa entrada em Portugal. Mercados. A IG Markets, líder mundial em traiding de CFD e Forex, vai abrir um escritório em Lisboa. No primeiro semestre de 2010, segundo anunciou ontem aos jornalistas, Nuno Serafim director geral para Portugal e Espanha. (...) (pág.4) 53. Dívida espanhola pode duplicar para 90% do PIB. Standard & Poor s. O peso da dívida espanhola pode mais do que duplicar para até 90% do Produto Interno Bruto (PIB), com um défice maior e um crescimento económico mais lento do que outros países europeus, defende o analista de crédito da Standard & Poor s (S&P) Trevor Cullian. (...) (pág. 8) 54. Gestão das cidades é muito insuficiente. O Papel das Cidades no Desenvolvimento de Portugal, estudo elaborado pela SaeR e editado com o apoio do SOL, lança debate e deixa pistas para o futuro da economia nacional (confidencial pág. 13) 55. Crédito ao consumo tem novas regras. O Banco de Portugal publicou esta semana os limites máximos de juros que a banca poderá cobrar a partir de 1 de Janeiro do próximo ano. (confidencial págs. 16 e 17) 56. Academia de Formação Gratuita. Como sair do desemprego? A taxa de desemprego em Portugal atingiu o recorde dos últimos 20 anos. Que caminho devem seguir os milhares de desempregados? A Ideias&Desafios decidiu dar uma mãozinha. (confidencial pág. 22) 8

9 VIDA ECONÓMICA 57. Miguel Cadilhe, ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva, diz que as empresas e as famílias não suportariam um agravamento da carga fiscal. Subir os impostos seria uma monstruosidade (pág. 7) 58. As empresas já não absorvem mais impostos. O Governo tem de cortar na despesa pública e não avançar para o aumento de impostos. Trata-se de uma solução que não é suportável, uma vez que as empresas já estão saturadas e não absorvem mais impostos, declarou à Vida Económica António Saraiva, presidente da Associação dos Industriais Metalúrgicos e Metalomecânicos (AIMMAP) e candidato A liderança da CIP. (...) (pág. 7) 59. Segmento dominado por PME gera emprego e incorpora recursos totalmente nacionais. Cluster da reabilitação urbana promove circulo virtuoso na economia. (...) este é um primeiro efeito apontado na referida conferência, promovida pela AEP, que teve como objectivo recolher contributos capazes de dinamizar um cluster direccionado para o segmento da reabilitação urbana. (...) (pág. 15) 60. ANJE apresenta plataforma de empreendedorismo intergeracional. (suplemento franchising pág. 2) 61. Empresas receiam aumento de preços do gás natural. A Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) está preocupa com a factura de gás natural a pagar às empresas (...) (últ. pág.) EXPRESSO online (Agência lusa dia 10/12 às 17:31) 62. Calçado: AIP-CE congratula-se com projecto de viabilização da Investvar. A Associação Industrial Portuguesa Confederação Empresarial (AIP-CE) congratulou-se hoje com a solução encontrada para a viabilização da Investvar negociado entre o Estado e o Fundo de Recuperação, gerido pela ECS Capital. Na impossibilidade de uma solução protagonizada pela estrutura accionista do Grupo Investvar, o projecto de viabilização afigura-se uma boa solução, aliás 9

10 consistente com a necessidade de retoma da actividade do Grupo em bases sólidas, com a estrutura de capitais adequada. Lisboa, 11 de Dezembro de 2009 Gabinete de Comunicação e Imagem da AIP-CE 10

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 18 e 19 de Outubro de 2008

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 18 e 19 de Outubro de 2008 Resumo de Imprensa Sábado e domingo, 18 e 19 de Outubro de 2008 PÚBLICO (domingo, 19) 1. Bastaram 20 minutos de chuva intensa para criar o caos em Lisboa (pág. 1 e 25) 2. Contestação ao Governo. Manifestação

Leia mais

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 1 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 1 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Terça-feira, 1 de Abril de 2008 1. Prestação da casa atinge máximos (págs. 1, 24 e 25) A prestação mensal do crédito à habitação voltou a subir: Em Março, a Euribor

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Escolher os melhores depósitos vai ser mais fácil (págs. 1, 20 e 21). Saiba o que muda com as novas regras do Banco de Portugal.

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Constâncio tem saída para salvar BPP (págs. 1, 6 a 11) Banco de Portugal indica administradores para o banco de João Rendeiro

Leia mais

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 12 e 13 de Julho de 2008

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 12 e 13 de Julho de 2008 Resumo de Imprensa Sábado e domingo, 12 e 13 de Julho de 2008 DIÁRIO DE NOTÍCIAS (domingo, 13) 1. Código do Trabalho. Empresas vão poder impor período de férias a trabalhadores (pág. 1 e 40) Patrões livres

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, dia 9 de Maio de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, dia 9 de Maio de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Sexta-feira, dia 9 de Maio de 2008 1. Sonangol avalia entrada na Portucel (pág. 1, 14 e 15) O braço financeiro de Luanda quer ajuda da papeleira de Queiroz Pereira para

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Não espero mais surpresas no BCP (págs. 1, 4 a 9) A nova administração pede 1,3 mil milhões de euros aos accionistas e cancela

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 16 de Julho de 2009 Resumo de Imprensa Quinta-feira, 16 de Julho de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Portugal vai ter em 2010 mais um ano de recessão (pág. 4) No próximo ano, a contracção será menor, mas a economia está longe de

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Indústria automóvel ganha novos apoios financeiros (págs. 1, 4 a 7) José Sócrates e Manuel Pinho avançam hoje com um plano para

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, 25 de Agosto de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Terça-feira, 25 de Agosto de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Fusões disparam entre fundos de investimento (págs. 1, 18 e 19). BBVA e BES são os bancos que mais fundos juntaram. 2. Eleições

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009 1 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Privatização do BPN estará pronta até final de 2010. Francisco Bandeira, presidente do banco, disse ao Diário Económico esperar

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 22

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 22 RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 22 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Novos reformados do Estado recebem em média 1.428 euros por mês. Este ano já se reformaram 16.200 funcionários públicos. As pensões médias estão

Leia mais

RESUMO IMPRENSA. Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

RESUMO IMPRENSA. Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009 RESUMO IMPRENSA Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Gabinete de Sócrates acusado de ameaçar gestor do PSD. Houve abordagens do gabinete de Sócrates para que Alexandre Relvas medisse

Leia mais

Resumo de Imprensa. Dos dias, 5 e 6 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Dos dias, 5 e 6 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Dos dias, 5 e 6 de Abril de 2008 JORNAL DE NOTÍCIAS (dia, 6) 1. Teixeira dos Santos não partilha pessimismo sobre crise económica (pág. 25) Ministro das Finanças acompanha a crise internacional

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 19 de Junho de 2008 Resumo de Imprensa Quinta-feira, 19 de Junho de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Setenta respostas sobre as mudanças na função pública. Últimas medidas arrancam em Janeiro (págs. 1, 14 a 21) Aumentos, reformas,

Leia mais

Resumo de Imprensa. Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008. 1. 148 mil reformados da função pública vão ter um aumento adicional (pág.

Resumo de Imprensa. Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008. 1. 148 mil reformados da função pública vão ter um aumento adicional (pág. JORNAL DE NEGÓCIOS Resumo de Imprensa Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008 1. 148 mil reformados da função pública vão ter um aumento adicional (pág. 1, 22 e 23) 2. BCE rompe fronteiras do euro e concede

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, dia 2 de Abril

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, dia 2 de Abril DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, dia 2 de Abril 1. Governo obriga senhorios a vender casas degradadas. A proposta preliminar do regime jurídico da reabilitação urbana vai hoje a Conselho

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Banca está a subir spreads a quem renegoceia crédito à habitação. Quer prorrogar o prazo do contrato? Pode custar-lhe mais.

Leia mais

Resumo de Imprensa. Dos dias, 10 e 11 de Outubro de 2009

Resumo de Imprensa. Dos dias, 10 e 11 de Outubro de 2009 Resumo de Imprensa Dos dias, 10 e 11 de Outubro de 2009 JORNAL DE NOTÍCIAS (dia 10) 1. Norte gastará 330 milhões a pagar gestores de Lisboa (pág. 8) Alteração a fundos comunitários destinados a recuperar

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sábado e domingo, dias 18 e 19 de Abril de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Sábado e domingo, dias 18 e 19 de Abril de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Sábado e domingo, dias 18 e 19 de Abril de 2009 PÚBLICO (SÁBADO, 18) 1. Crise. Cavaco alerta Governo para perigos da ocultação da realidade. Cavaco duro como nunca para Governo e empresários.

Leia mais

1. Fisco cobra mais IMI do que devia a senhorios. IMI depende da subida das rendas (manchete, págs. 28 e 29)

1. Fisco cobra mais IMI do que devia a senhorios. IMI depende da subida das rendas (manchete, págs. 28 e 29) RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 14 de Junho de 2010 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Fisco cobra mais IMI do que devia a senhorios. IMI depende da subida das rendas (manchete, págs. 28 e 29) 2. Certificados do

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, dia 29 de Abril de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, dia 29 de Abril de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, dia 29 de Abril de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Moody s em Lisboa para avaliar o risco da economia portuguesa. Fernando Ulrich diz que Portugal tem argumentos para evitar uma

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 16 de Abril de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 16 de Abril de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Grande entrevista. Ricardo Salgado. Banqueiros são criticados pelos políticos porque isso rende votos. Ricardo Salgado pele amnistia

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, 1 de Julho de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, 1 de Julho de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Terça-feira, 1 de Julho de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Milionários investem em depósitos a prazo e obrigações. Semestre negro nas acções e bom nas matérias-primas cria receio de crash

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, dia 30 de Janeiro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, dia 30 de Janeiro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, dia 30 de Janeiro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Exportações para Angola atingem valores recorde (págs.1, 12 e 13) As empresas portuguesas já vendem quase tanto para aquele

Leia mais

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 10 e 11 de Janeiro de 2009

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 10 e 11 de Janeiro de 2009 Resumo de Imprensa Sábado e domingo, 10 e 11 de Janeiro de 2009 PÚBLICO (Sábado, 10) 1. Mobilidade. Obra no Pomarão evita deslocações de centenas de quilómetros. Ponte vai ligar Alentejo à Andaluzia e

Leia mais

Projecto de Lei n.º 304/XI /1.ª

Projecto de Lei n.º 304/XI /1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 304/XI /1.ª Revoga os benefícios fiscais concedidos a PPR s planos de poupança reforma - e ao regime público de capitalização Procede a

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Bancos voltam a dar mais crédito às empresas (manchete, pág. 17). Malparado em alta nos empréstimos a famílias e sociedades.

Leia mais

Projecto de Resolução n.º 427 /X-4ª. Cria um Plano de Emergência para o Distrito de Évora

Projecto de Resolução n.º 427 /X-4ª. Cria um Plano de Emergência para o Distrito de Évora PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projecto de Resolução n.º 427 /X-4ª Cria um Plano de Emergência para o Distrito de Évora Preâmbulo O distrito de Évora vive hoje uma situação preocupante do

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Fisco intima advogados e consultores a revelarem planeamento fiscal. Até Novembro, só 20 empresas comunicaram esquemas adoptados

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Acordo em Copenhaga ajuda a baixar défice público. Arranca hoje a Cimeira de Copenhaga que vai discutir o combate às alterações

Leia mais

2 1,2 1,3 2,5 2 3,2 3 0,5-4,2 1,8 1,3% 1,9 0,9 0,8 2,2 1,7 3,1 2,9 0,4-4,1 1,8 1,16%

2 1,2 1,3 2,5 2 3,2 3 0,5-4,2 1,8 1,3% 1,9 0,9 0,8 2,2 1,7 3,1 2,9 0,4-4,1 1,8 1,16% A SITUAÇÃO ACTUAL É MAIS GRAVE DO QUE EM 1977/78 E EM 1983/84 POR PORTUGAL PERTENCER À ZONA EURO E NESTA DOMINAR UMA POLITICA NEOLIBERAL DE SUBMISSÃO AOS MERCADOS. Um erro grave é confundir a situação

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Queda nos lucros da banca retira 80 milhões ao Fisco. Resultados dos quatro maiores bancos privados caíram mais de 40% no primeiro

Leia mais

NERSANT Torres Novas. Apresentação e assinatura do contrato e-pme. Tópicos de intervenção

NERSANT Torres Novas. Apresentação e assinatura do contrato e-pme. Tópicos de intervenção G ABINETE DO M INISTRO NERSANT Torres Novas Apresentação e assinatura do contrato e-pme Tópicos de intervenção Senhor Secretário de Estado Adjunto da Indústria e Inovação, António Castro Guerra Senhor

Leia mais

3. Energia. Concursos para mini-hídricas já foram lançados e somam 128 MW. Empresas têm até 25 de Novembro para apresentar projectos. (pág.

3. Energia. Concursos para mini-hídricas já foram lançados e somam 128 MW. Empresas têm até 25 de Novembro para apresentar projectos. (pág. RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Salário de trabalhadores das empresas do Estado com cortes acima de 20%. Rendimentos menores são os mais afectados. Saiba tudo

Leia mais

NOVIDADES LEGISLATIVAS E REGULAMENTARES MAIS SIGNIFICATIVAS

NOVIDADES LEGISLATIVAS E REGULAMENTARES MAIS SIGNIFICATIVAS DESTAQUES DE 27 A 31 DE MAIO NOVIDADES LEGISLATIVAS E REGULAMENTARES MAIS SIGNIFICATIVAS ACTIVIDADE PARLAMENTAR E PROCESSO LEGISLATIVO ÚLTIMAS INICIATIVAS Proposta de Lei 151/XII Procede à primeira alteração

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 315/X DETERMINA A DERROGAÇÃO DO SIGILO BANCÁRIO COMO INSTRUMENTO PARA O COMBATE À FRAUDE FISCAL

PROJECTO DE LEI N.º 315/X DETERMINA A DERROGAÇÃO DO SIGILO BANCÁRIO COMO INSTRUMENTO PARA O COMBATE À FRAUDE FISCAL PROJECTO DE LEI N.º 315/X DETERMINA A DERROGAÇÃO DO SIGILO BANCÁRIO COMO INSTRUMENTO PARA O COMBATE À FRAUDE FISCAL Exposição de motivos No seu Programa de candidatura e depois no Programa de Governo o

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 1. BCE ameaça subir juros para controlar preços (págs. 1 e 16) Com a subida dos preços, há uma viragem nas expectativas: em vez de

Leia mais

Glossário da crise financeira

Glossário da crise financeira Glossário da crise financeira Focus A crise financeira que teve início em 2008 com a falência do banco de investimento norte-americano Lehman Brothers alastrou-se a todo o mundo e transformou-se na pior

Leia mais

2009 BIAC Business Roundtable. Responding to the global economic crisis OECD s role in promoting open markets and job creation. 21 de Maio de 2009

2009 BIAC Business Roundtable. Responding to the global economic crisis OECD s role in promoting open markets and job creation. 21 de Maio de 2009 2009 BIAC Business Roundtable Responding to the global economic crisis OECD s role in promoting open markets and job creation 21 de Maio de 2009 Intervenção do Ministro de Estado e das Finanças Fernando

Leia mais

1. Marcelo Rebelo de Sousa vai ser um bom Presidente da República?, RTP 1 - Prós e Contras, 25-01-2016 1

1. Marcelo Rebelo de Sousa vai ser um bom Presidente da República?, RTP 1 - Prós e Contras, 25-01-2016 1 Tv's_25_Janeiro_2016 Revista de Imprensa 1. Marcelo Rebelo de Sousa vai ser um bom Presidente da República?, RTP 1 - Prós e Contras, 25-01-2016 1 2. Conversa com Marisa Matias, RTP 2 - Página 2, 25-01-2016

Leia mais

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite que a FCT me dirigiu para

Leia mais

para produzir resultados dento dos prazos previstos. Não serão só 30 dias loucos, mas 365 dias, por ano. (págs. 8 e 9)

para produzir resultados dento dos prazos previstos. Não serão só 30 dias loucos, mas 365 dias, por ano. (págs. 8 e 9) RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 06 de Junho de 2011 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Eleições Legislativas 2011. Passos Coelho terá menos de um mês para preparar inspecção da troika. Cavaco Silva promete transição

Leia mais

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 6 e 7 de Dezembro 2008

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 6 e 7 de Dezembro 2008 Resumo de Imprensa Sábado e domingo, 6 e 7 de Dezembro 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS (adenda, quarta, 10) 1. Fórum. PLMJ parceira jurídica da AIP na Missão Exportar 2008 (pág. 41) Espaço para apoio a empresas

Leia mais

Boletim digital do FMI: Quais são os objectivos principais do pacote de políticas acordado com Portugal?

Boletim digital do FMI: Quais são os objectivos principais do pacote de políticas acordado com Portugal? Boletim do FMI ENTREVISTA SOBRE PORTUGAL FMI delineia plano conjunto de apoio com UE para Portugal Boletim digital do FMI 6 de Maio de 2011 Café no Bairro Alto, em Lisboa. A criação de novos empregos,

Leia mais

Resumo de Imprensa. Dos dias, 9 e 10 de Maio de 2009

Resumo de Imprensa. Dos dias, 9 e 10 de Maio de 2009 Resumo de Imprensa Dos dias, 9 e 10 de Maio de 2009 JORNAL DE NOTÍCIAS (dia 10) 1. Não sou homem de desistir (págs.1, 6 a 11) Entrevista José Sócrates, primeiro-ministro. O PS assumirá as suas responsabilidades

Leia mais

B. Qualidade de Crédito dos Investimentos das Empresas de Seguros e dos Fundos de Pensões. 1. Introdução. 2. Âmbito

B. Qualidade de Crédito dos Investimentos das Empresas de Seguros e dos Fundos de Pensões. 1. Introdução. 2. Âmbito B. Qualidade de Crédito dos Investimentos das Empresas de Seguros e dos Fundos de Pensões 1. Introdução A mensuração, mitigação e controlo do nível de risco assumido pelos investidores institucionais (e

Leia mais

Aumento do Custo de Vida Degradação das condições económicas e sociais para a generalidade dos portugueses

Aumento do Custo de Vida Degradação das condições económicas e sociais para a generalidade dos portugueses Aumento do Custo de Vida Degradação das condições económicas e sociais para a generalidade dos portugueses O ano de 2011 é marcado por um acentuado aumento do custo de vida, concretizado pela subida da

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Crise custa 860 milhões aos bancos portugueses (págs. 1, 4 a 6) Quase mil milhões. É este o custo da crise internacional para os

Leia mais

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC 1 Sumário Executivo 1 - A China em África 1.1 - Comércio China África 2 - A China em Angola 2.1 - Financiamentos 2.2 - Relações Comerciais 3 - Características

Leia mais

Quadro 1 Dimensão do controlo da EDP e da GALP por capital estrangeiro

Quadro 1 Dimensão do controlo da EDP e da GALP por capital estrangeiro RESUMO DESTE ESTUDO O sector da energia é estratégico em qualquer país, em termos de desenvolvimento e de independência nacional. Os governos, desde que tenham um mínimo de dignidade nacional e se preocupem

Leia mais

4. Luta pela Vivo. Telefónica afasta Governo português das negociações. César Alierta reitera que só manterá oferta até 16 de Julho. (pág.

4. Luta pela Vivo. Telefónica afasta Governo português das negociações. César Alierta reitera que só manterá oferta até 16 de Julho. (pág. RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, 14 de Julho de 2010 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Governo está a viabilizar rescisões amigáveis. Desde 2007 foram aprovados pedidos que envolvem mil trabalhadores. Sete de treze

Leia mais

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 54 CAPA www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 CAPA 55 ENTREVISTA COM PAULO VARELA, PRESDIDENTE DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGAL ANGOLA O ANGOLA DEVE APOSTAR NO CAPITAL HUMANO PARA DIVERSIFICAR

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Economia A 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 712/2.ª Fase 15 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 Caixa acelera expansão em Angola Controlo da parceria com Totta será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 BANCA CGD antecipa controlo do Caixa Totta e acelera expansão em Angola

Leia mais

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países Para o Boletim Econômico Edição nº 45 outubro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países 1 Ainda que não haja receita

Leia mais

Portugal 2020 Lançados Programas Operacionais

Portugal 2020 Lançados Programas Operacionais Portugal 2020 Lançados Programas Operacionais Novos PO detêm um valor global de quase 12,2 mil M de financiamento comunitário Alerta de Cliente Dezembro de 2014 Temas/Assuntos: Numa cerimónia realizada

Leia mais

CONFERÊNCIA LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP

CONFERÊNCIA LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP CONFERÊNCIA LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP 19 de Março de 2013 Centro de Congressos de Lisboa A- A evolução e o comportamento do sector exportador superaram todas as previsões e análises prospectivas

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junio 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 20 de Outubro de 2009 Resumo de Imprensa Terça-feira, 20 de Outubro de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Patrões querem travar aumentos salariais em 2010 (págs.1, 4 a 7) A confederações patronais argumentam que salários mais elevados,

Leia mais

Europeus querem contribuição maior de países emergentes

Europeus querem contribuição maior de países emergentes Europeus querem contribuição maior de países emergentes Por Daniela Chiaretti De São Paulo A fala recorrente do espanhol Miguel Arias Cañete, 65, abre a caixa de Pandora das negociações climáticas. O principal

Leia mais

Crescimento da dívida desde o fim dos anos 90

Crescimento da dívida desde o fim dos anos 90 Justiça na economia Crescimento da dívida desde o fim dos anos 90 Em % do PIB 140% 120% 100% 80% 60% 40% 20% 0% 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Crescimento

Leia mais

G PE AR I. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 03 março 2011

G PE AR I. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 03 março 2011 Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 03 março 2011 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_

Leia mais

GOVERNO. Orçamento Cidadão 2015

GOVERNO. Orçamento Cidadão 2015 REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE GOVERNO Orçamento Cidadão 2015 Os recursos públicos do Estado são recursos públicos do povo e para o povo, condição que dá ao cidadão o direito de saber como

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

Condicionantes de um crescimento sustentado da economia portuguesa

Condicionantes de um crescimento sustentado da economia portuguesa Condicionantes de um crescimento sustentado da economia portuguesa Carlos da Silva Costa Governador Forum para a Competitividade Hotel Tiara Park, Lisboa, 23 setembro 2014 Condicionantes de um crescimento

Leia mais

Comissão apresenta estratégia europeia para a energia

Comissão apresenta estratégia europeia para a energia Comissão apresenta estratégia europeia para a energia Numa época em que se assiste a importantes reestruturações empresariais no sector energético a nível europeu, a Comissão Europeia estabeleceu as bases

Leia mais

CRESCIMENTO E EMPREGO: PRÓXIMOS PASSOS

CRESCIMENTO E EMPREGO: PRÓXIMOS PASSOS CRESCIMENTO E EMPREGO: PRÓXIMOS PASSOS Apresentação de J.M. Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, ao Conselho Europeu informal de 30 de janeiro de 2012 Quebrar os «círculos viciosos» que afetam

Leia mais

Assim, a dívida externa bruta é hoje já superior a 200% do PIB!

Assim, a dívida externa bruta é hoje já superior a 200% do PIB! INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE DA AEP - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE PORTUGAL, JOSÉ ANTÓNIO BARROS, NO SEMINÁRIO «COMO EXPORTAR NO CENÁRIO GLOBAL» NO AUDITÓRIO DA BIBLIOTECA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA MARIA

Leia mais

1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL

1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL Ineficiência energética agrava a crise económica e social em Portugal Pág. 1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL RESUMO DESTE ESTUDO A baixa eficiência como é utilizada

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ATA Nº 8/2013 - ABRIL --- DATA DA REUNIÃO: Nove de Abril de dois mil e treze. ---------------------------------- ---- LOCAL DA REUNIÃO:

Leia mais

Entrevista com GVA-Consultimo. Maria Inácia Reynolds Oliveira. Diretora Geral. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso

Entrevista com GVA-Consultimo. Maria Inácia Reynolds Oliveira. Diretora Geral. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso Entrevista com GVA-Consultimo Maria Inácia Reynolds Oliveira Diretora Geral Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso O sector imobiliário em Portugal: análise evolução recente O sector Imobiliário

Leia mais

29 de Julho de 2013 Construção

29 de Julho de 2013 Construção Construção 29 de Julho de 2013 Revista de Imprensa 29-07-2013 1. (PT) - Diário Económico, 29/07/2013, Canal do Panamá elege Sines para porto europeu de destino prioritário 1 2. (PT) - i, 29/07/2013, Sector

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

Janeiro. O diploma revoluciona regras aplicáveis aos recibos verdes. (pág. 28)

Janeiro. O diploma revoluciona regras aplicáveis aos recibos verdes. (pág. 28) RESUMO DE IMPRENSA Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. A Década na Saúde. Um centro de saúde a duas velocidades. Utentes, funcionários e médicos falam em melhorias nas unidades de

Leia mais

Parceria sólida desde 2011 Programa centrado nos líderes É nas alturas de crise que o líder tem de assumir plenamente a sua missão no desenvolvimento da empresa, dos colaboradores, das famílias e da comunidade

Leia mais

Promoção da Propriedade Industrial

Promoção da Propriedade Industrial 1 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME (SI Qualificação de PME) Projectos Individuais Dezembro de 2011 2 1- Enquadramento 2- Âmbito Sectorial Enquadramento Aviso n.º 14/SI/2011

Leia mais

Quinta-feira, 07 de Janeiro de 2016. DESTAQUES

Quinta-feira, 07 de Janeiro de 2016. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa cai ao menor nível desde março de 2009 "Pedaladas" podem virar crédito IPCA subiu 10,78% em 2015 ADRs da Gerdau fecham cotados a US$ 1 Queda pode levar Petrobras a rever preço da gasolina

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA. Lei n.º 2/13 de 7 de Março

REPÚBLICA DE ANGOLA. Lei n.º 2/13 de 7 de Março REPÚBLICA DE ANGOLA ASSEMBLEIA NACIONAL Lei n.º 2/13 de 7 de Março O Orçamento Geral do Estado é o principal instrumento da política económica e financeira do Estado Angolano que, expresso em termos de

Leia mais

ACGD vai aproveitar a 14a edição

ACGD vai aproveitar a 14a edição CGD vai leiloar casas no SIL com descontos de 25 % A 14 a edição do Salão Imobiliário de Lisboa (11 a 16 de Outubro) é marcada pelos leilões de 237 imóveis da CGD. A Century 21 venderá 230 imóveis da banca.

Leia mais

POR QUE INVESTIR EM LISBOA? ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU

POR QUE INVESTIR EM LISBOA? ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU POR QUE INVESTIR EM LISBOA? ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU Introdução Portugal está começando a emergir da crise financeira. Nos últimos anos, o governo reestabeleceu suas estruturas organizacionais e,

Leia mais

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 458/XI/2.ª Reestruturar o Sector Empresarial do Estado A descrição de carácter económico-financeiro apresentada na próxima secção não deixa dúvidas sobre a absoluta necessidade

Leia mais

FAQS ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES

FAQS ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES FAQS ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES 1 Onde é que posso obter o Regulamento do concurso? O Regulamento do concurso pode ser obtido: a) Nos escritórios da SPRHI, SA: - Rua Carvalho Araújo n.º38-b, em Ponta Delgada

Leia mais

Geografia A. * Análise de Notícias. Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007

Geografia A. * Análise de Notícias. Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007 Escola ES/3 de Carvalhos Março 2007 Geografia A * Análise de Notícias Natureza das notícias: socio-económica Localização temporal: actualidade Localização espacial: Europa Jornal: Expresso Data de edição:

Leia mais

Arial Bold Alinhado esquerda 27 pt

Arial Bold Alinhado esquerda 27 pt Capitais Públicos e Capitais Privados no Mercado Interno: Assegurar um Ambiente Equitativo para Empresas Públicas e Privadas Arial Bold Alinhado esquerda 27 pt XXIV Congresso FIDE Madrid 2010 Arial Bold

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Ordenado

Leia mais

Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES

Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES LEGAL FLASH I ANGOLA Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES 2 LEGISLAÇÃO EM DESTAQUE 5 SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

DIRECTIVA N 01/2009/CM/UEMOA Sobre o Código de Transparência na Gestão das Finanças Públicas NO SEIO DA UEMOA

DIRECTIVA N 01/2009/CM/UEMOA Sobre o Código de Transparência na Gestão das Finanças Públicas NO SEIO DA UEMOA UNIÃO ECONÓMICA E MONETÁRIA OESTE AFRICANA O Conselho de Ministros DIRECTIVA N 01/2009/CM/UEMOA Sobre o Código de Transparência na Gestão das Finanças Públicas NO SEIO DA UEMOA O CONSELHO DE MINISTROS

Leia mais

EDIÇÃO DA REPRESENTAÇÃO EM PORTUGAL DA COMISSÃO EUROPEIA

EDIÇÃO DA REPRESENTAÇÃO EM PORTUGAL DA COMISSÃO EUROPEIA R A P I D EDIÇÃO DA REPRESENTAÇÃO EM PORTUGAL DA COMISSÃO EUROPEIA IP/08/1276 Lisboa, 28 de Agosto de 2008 Roaming: telefonar do estrangeiro já é mais barato, mas enviar mensagens de texto (ainda) não

Leia mais

Comentários ao relatório Uma década para Portugal promovido pelo PS

Comentários ao relatório Uma década para Portugal promovido pelo PS Comentários ao relatório Uma década para Portugal promovido pelo PS Ao definir uma estratégia de crescimento económico sustentado, centrada em propostas políticas concretas, o relatório Uma década para

Leia mais

As regiões Portuguesas: Lisboa: Competitividade e Emprego; Madeira: Phasing-in; Algarve: Phasing-out; Norte, Centro, Alentejo, Açores: Convergência

As regiões Portuguesas: Lisboa: Competitividade e Emprego; Madeira: Phasing-in; Algarve: Phasing-out; Norte, Centro, Alentejo, Açores: Convergência A Nova Agenda da Política de Coesão no Espaço Europeu Nuno Teixeira CCDR-LVT 26.Novembro.2010 A Nova Agenda da Política de Coesão no Espaço Europeu 1 ÍNDICE I. A coesão no espaço europeu II. O Tratado

Leia mais

ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India

ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India EMITENTE DATA República da India 12 de Dezembro de 2014 RATINGS EMITENTE - MOEDA ESTRANGEIRA Médio e Longo Prazo BBB+ (BBB+,

Leia mais

Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr.

Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr. Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr. Francisco Ramos) Ex.mo Senhor Presidente da Comissão Parlamentar da Saúde, representado

Leia mais

UNICER: As cervejas da corrupção em Angola

UNICER: As cervejas da corrupção em Angola Versão actualizada UNICER: As cervejas da corrupção em Angola Rafael Marques de Morais rm_demorais@hotmail.com Introdução Após ter abordado, em textos anteriores, a associação das multinacionais Castel

Leia mais

Breve guia do euro. Assuntos Económicos e Financeiros

Breve guia do euro. Assuntos Económicos e Financeiros Breve guia do euro Assuntos Económicos e Financeiros Sobre o euro O euro nasceu em 1999: surgiu inicialmente em extratos de pagamento, contas e faturas. Em 1 de janeiro de 2002, as notas e moedas em euros

Leia mais

Avaliação do Instrumento de Apoio a Políticas Económicas (PSI) 2010-2012

Avaliação do Instrumento de Apoio a Políticas Económicas (PSI) 2010-2012 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Avaliação do Instrumento de Apoio a Políticas Económicas (PSI) 2010-2012 Elaborado Por: Ministério das Finanças Ministério da Planificação e Desenvolvimento Banco de Moçambique

Leia mais

1. Fisco cobra juros de mora acima do prometido. Contribuintes estão a pagar 12% ao ano, o dobro do previsto (manchete, págs.

1. Fisco cobra juros de mora acima do prometido. Contribuintes estão a pagar 12% ao ano, o dobro do previsto (manchete, págs. RESUMO DE IMPRENSA Sexta-feira, 23 de Julho de 2010 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Fisco cobra juros de mora acima do prometido. Contribuintes estão a pagar 12% ao ano, o dobro do previsto (manchete, págs. 28 e

Leia mais