VENTILADORES AXIAIS AC / B/ AL AFR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VENTILADORES AXIAIS AC / B/ AL AFR"

Transcrição

1 VENTILADORES AXIAIS AC / B/ AL AFR

2 ÍNDICE CONTEÚDO Pág Nº Generalidades sobre ventiladores 4 Generalidades sobre as curvas características 5 Ventiladores AFR 5 Nomenclatura 6 Seleção 7 Dimensões AFR / Arranjo 4 8 Dimensões AFR / Arranjo 9 11 Curvas Características 1 Acessórios 18 Todas as fotos, ilustrações e especificações estão baseadas em informação vigente na data de aprovação desta publicação. A Otam Ventiladores Industriais Ltda. se reserva o direito de trocar as especificações e desenhos e de suprir componentes sem aviso prévio.

3 GENERALIDADES SOBRE VENTILADORES Fundamentos Um ventilador é uma turbomáquina cuja missão é assegurar a circulação do ar com pressões de até Pa. Se classificam em dois grupos genéricos: centrífugos e axiais. Nos primeiros a corrente de ar se estabelece radialmente através do rotor. Nos segundos esta corrente se estabelece axialmente. Por sua vez, os ventiladores axiais podem ser classificados em: a) tuboaxiais; b) vaneaxiais c) propeller. Podem ser equipados com dois tipos de hélices: a) hélice com pás de passo fixo; b) hélice com pás de passo variável. Os ventiladores objeto deste catálogo pertencem ao grupo dos axiais, de baixa pressão, com hélice de pás de passo fixo, em perfil aerofólio. Definições Vazão de ar:é o volume de ³ ² fator de conversão Fluxo turbulento Fluxo laminar

4 GENERALIDADES SOBRE AS CURVAS CARACTERÍSTICAS Curvas características As curvas características foram determinadas para o ar o à temperatura de 0 C e uma pressão barométrica de 760 mmhg; equivalente a uma densidade de 1, kg/m. Qualquer variação destes valores implica na utilização dos coeficientes de correção indicados na tabela nº1. Exemplo de aplicação: Segundo as leis dos ventiladores relativas à variação da densidade do ar, temos: a) A vazão em volume permanece invariável TABELA Nº 1 V V 1 b) A pressão e a potência absorvida, para uma mesma vazão,são proporcionais à densidade. Assim se necessitamos um ventilador que forneça uma vazão de ar de m /h com uma pressão total de 50 mmca, situado numa localidade a 1 m acima do nível do mar e a uma temperatura de 8 C, procederemos da seguinte forma: Da tabela nº1 obtemos o coeficiente de correção, que é de 0,785. Selecionamos um ventilador para m /h e uma pressão de 50 /0, mmca. A potência real absorvida será equivalente à potência absorvida lida nas curvas, multiplicada por 0,785. TEMPERATURA DO AR C Nível do mar ELEVAÇÃO SOBRE O NÍVEL DO MAR (m) PRESSÃO BAROMÉTRICA (mmhg) ,4 1,191 1,170 1,150 1,18 1,105 1,066 1,08 0,987 0, ,15 1,110 1,09 1,07 1,05 1,0 0,950 0,957 0,9 0, ,08 1,04 1,04 1,005 0,990 0,970 0,94 0, 0,865 0,88 0 1,000 0,964 0,947 0,90 0,91 0,896 0,864 0,8 0,799 0, ,946 0,91 0,895 0,878 0,86 0,847 0,816 0,785 0,755 0,7 66 0,869 0,88 0,84 0,807 0,79 0,779 0,750 0,7 0,695 0,67 9 0,80 0,775 0,760 0,747 0,7 0,70 0,69 0,667 0,64 0,6 11 0,747 0,70 0,707 0,695 0,68 0,670 0,645 0,6 0,59 0, ,679 0,67 0,660 0,647 0,66 0,65 0,60 0,579 0,577 0, ,654 0, 0,60 0,608 0,597 0,586 0,564 0,54 0,5 0, ,616 0,594 0,58 0,57 0,56 0,55 0,5 0,51 0,48 0,477 Fórmulas relativas aos ventiladores centrífugos Leis de proporcionalidade Indicamos a seguir as leis de proporcionalidade dos ventiladores centrífugos, que, ainda que teóricas, podem ser aplicadas com suficiente precisão às condições reais. Para um ventilador e um conjunto de dados, com ar à densidade constante, temos: Para ter em conta as unidades utilizadas correntemente, a saber: Vazão em m /h Dpt em mmca Potência absorvida em kw devemos introduzir uma constante, ficando a fórmula da seguinte forma: Vazão Pressão Potência Absorvida Rendimento, potência absorvida e potência instalada. O rendimento vem expressado pela equação: V vazão em m /s Dpt pressão total em Pa (N/m ) PA potência absorvida em W (Nm/s) A potência absorvida lida nas curvas deve ser incrementada para ter em conta as perdas de transmissão, assim como uma eventual sobrecarga. Esta se produz quando o ponto de funcionamento do ventilador não coincide com o ponto de projeto. Se a queda de pressão ocasionada pelo sistema, para a vazão de projeto, for inferior à prevista, o ponto de trabalho se deslocará à direita, seguindo a curva de velocidade de rotação imposta pela transmissão, sendo a potência absorvida neste caso superior à prevista. Tendo em conta o que foi explicado, é aconselhável incrementar a potência absorvida em 0%, para selecionar adequadamente o motor a instalar. 4

5 VENTILADORES AFR 5 relubrificação. Eixos: (somente para ventiladores arranjo 9) São fabricados de aço SAE Protegidos com graxa ou verniz anti oxidante, possuem tolerâncias dimensionais adequadas para o regime de operação desejado. PrensaCabo: Os ventiladores serão fornecidos com prensacabo de PVC (Bitola conforme motor). Outro material ou substituição por caixa de ligação externa somente caso solicitado. Os ventiladores da linha AFR, possuem características de carga limitada e são fabricados em diferentes tamanhos. Sua hélice possui pás em perfil aerofólio, com passo fixo e foi projetada para obter um elevado rendimento, aliado a excelentes características de desempenho. Aplicações: São indicados especialmente para aplicação em sistemas de ventilação, exaustão, renovação, circulação forçada, calefação, refrigeração, arrefecimento, umidificação ou desumidificação de ar. Na construção tipo B aplicamse em fábricas, casas de máquinas, cozinhas, banheiros, restaurantes e armazéns. Desempenho Trabalha com ar ou gases limpos ou contaminados com pó fino; Atinge vazões de até m /h; Atinge pressões estáticas de até 90 mmca; Níveis de velocidade de vibração, em operação inferiores a 6 mm/s. Atinge rendimento total de até 7%. Características construtivas Carcaça: construída em chapa de aço SAE 1010/100, as carcaças dos ventiladores são padronizadas de acordo com uma série de números normalizados. Tipo AL: carcaça tubular encobre totalmente a hélice e o motor. Tipo AC: carcaça tubular encobre totalmente a hélice e parte do motor. Tipo B: carcaça composta de painel e colarinho para instalação em janelas, paredes, painéis ou gabinetes. Tipo F: carcaça tubular com alojamento para mancais, eixo e polias, possuindo passagem em formato aerodinâmico para as correias. Hélice: é fundida em liga de alumínio e balanceada estática e dinamicamente em máquina de alta sensibilidade. O sentido de rotação da hélice pode ser invertido, resultando numa vazão 40% menor que a nominal. Motores: os ventiladores AFR são normalmente fornecidos com motores trifásicos totalmente fechados com ventilação externa (TFVE), isolamento classe B, na construção standard do fabricante. Outros tipos de motores podem ser fornecidos, sob consulta, inclusive à prova de explosão (APE), de alto rendimento, monofásicos, e com características elétricas e construtivas especiais. Os dados de tensão e freqüência da rede de alimentação devem ser fornecidos por ocasião da encomenda. Tratamento de Superfície e Acabamento: desengraxe e fosfatização seguida de uma demão de tinta de fundo alquídica na cor vermelha (óxido de ferro) e, na parte externa, uma demão de esmalte sintético na cor cinza Munsell N 6,5. Mancais e rolamentos: (somente para vent. arranjo 9) São selecionados para uma vida útil mínima de horas. Os rolamentos utilizados são do tipo auto compensadores de esferas. Os mancais são de ferro fundido. Todos os mancais são providos de graxeiras para Acessórios: Contra Flanges: fornecidos para um ou ambos os lados do ventilador, são fabricados em aço SAE 1010/100, facilitando a conexão a dutos ou peças de transição. Protetor Tubo: proteje o equipamento contra a chuva e a eventual entrada de objetos estranhos. É fabricado em aço SAE 1010/100 e possui tela de proteção galvanizada. Tela de Proteção: Fabricada com tela gavanizada, proporciona segurança de operação contra qualquer toque ou eventual entrada de objetos estranhos. Porta de Inspeção: Posicionada do lado da caixa de ligações do motor, é fixada por parafusos, na construção padrão. Permite fácil acesso às conexões elétricas, inspeção e manutenção do equipamento. É especialmente útil para ventiladores montados entre dutos. Construções especiais com dobradiças, fecho rápido, etc., sob consulta. Alças de Içamento: Soldadas rigidamente à carcaça do ventilador, facilitam seu transporte e instalação, principalmente em locais elevados, evitando danos devido a uma inadequada fixação da suspensão e proporcionando segurança aos montadores. Protetor Curva: Protege o equipamento contra a chuva de até 60 com a vertical, e a eventual entrada de objetos estranhos. É fabricado em aço SAE 1010/100 e possui tela de proteção galvanizada. Ligações Flexíveis: Impedem a transmissão de vibrações e esforços do ventilador para os dutos e viceversa. São construídas em aço SAE 1010/100 e lona de poliester recoberta com PVC, na construção padrão. Podem trabalhar a temperaturas de até 60 C. Outros materiais e exigências de temperatura são disponíveis sob consulta. Bocal de aspiração: Deve ser utilizado quando o ventilador estiver localizado na entrada de um sistema, a fim de que este alcance as características de desempenho definidas em curvas e tabelas. É fornecido com tela de proteção galvanizada. Suportes de Montagem Horizontal: Fornecidos aos pares, eles facilitam a instalação do ventilador no piso. Aparafusados aos flanges do equipamento, podem ser utilizados com coxins ou amortecedores de vibrações. Caixas de Ligações Externa: Instalada externamente à carcaça, é fornecida com placa de bornes, simplificando as conexões elétricas entre o motor e a rede, principalmente para ventiladores montados entre dutos. A união entre o motor e a caixa de ligações é efetuada através de cabo protegido por eletroduto flexível. Não está incluído prensacabos na saída da caixa de ligações. Lubrificação Externa: (somente para ventiladores arranjo 9) feita com tubos de cobre para possibilitar a relubrificação dos rolamentos a partir do exterior do equipamento. Especialmente útil para ventiladores instalados entre dutos.

6 NOMENCLATURA Nomenclatura Os ventiladores axiais OTAM são definidos pelos seguintes grupos de letras ou números: Exemplo: AFRAL Arr.4 Cl. I HMH 4º grupo : arranjo Arranjo 4 acoplamento direto ao motor. Arranjo 9 acoplamento através de polias e correias. 5º grupo : classe Classe I ou II conforme a velocidade periférica de rotação. 1º grupo : modelo AFR ventilador axial com hélice de pás com passo fixo. 6º grupo : sentido do fluxo de ar HM fluxo no sentido da hélice para o motor/mancal. MH fluxo no sentido do motor/mancal para a hélice. º grupo : tipo de carcaça AL tuboaxial carcaça longa. AC tuboaxial carcaça curta. B carcaça tipo painel. F tuboaxial carcaça longa com acionamento por polias e características definidas nas curvas e tabelas. correias 7º grupo : posição do ventilador Obs.: Nas condições HM, o ventilador deve possuir um bocal ou um duto de comprimento, no mínimo, duas vezes o seu diâmetro, na aspiração, de forma a alcançar as º grupo : tamanho H ventilador instalado na horizontal. Diâmetros variando de mm a mm. V ventilador instalado na vertical. POSIÇÕES DE MOTORES FLUXO DE AR MONTAGEM As posições de motores, suporte, portas de inspeção, etc., O sentido do fluxo de ar e a posição de montagem do são determinados pela vista referente à descarga do ventilador deverão ser especificados de acordo com as ventilador. designações abaixo. Arranjos 4 e 9 podem ser fornecidos com suportes para colocação em piso, parede ou teto. A posição destes HM Sentido hélicemotor suportes determina a adequada localização do motor. MH Sentido motorhélice Cabos na saída da caixa de ligações. Obs.: Nas condições HM o ventilador deverá ser seguido Lubrificação Externa: (somente para ventiladores arranjo por um duto de comprimento mínimo igual a duas vezes 9) feita com tubos de cobre para possibilitar a relubrificação seu diâmetro C a fim de que se alcancem as dos rolamentos a partir do exterior do equipamento. características definidas em curvas e tabelas. Especialmente útil para ventiladores instalados entre dutos. VISTA PELO LADO DA DESCARGA A H B M H H M H V G C F D H M H H M V E 6

7 SELEÇÃO Tabela de Seleção AR STANDARD Temperatura 0 C Pressão Barométrica 760 mmhg Densidade 1,05 kg/m³ MODELO ROTAÇÃO rpm MOTOR cv 1 0,16 0,16 CORRENTE NOMINAL 1)0V,4 1,0 1,1 NÍVEL DO RUÍDO )db (A) VAZÃO DE AR Q(m³/h) X PRESSÃO ESTÁTICA Pst (mmca) VAZÃO DE AR X PRESSÃO EST. MÁX Q Pst MÁX , ,0 0,5 0,16 6, 1,4 1, ,1 0,5 0,16 10, 1, , ,75 0,5 10 1,5 0, 0,16 0,75 0,5 16, 1,4 8 5,, 1, 6,5,6, , , , ,5 1 4,, , , ,6 4, ,5 4 1,5 5 7, , , ) In em 80 V in 0V x 0,577 ) Distância 1,5m som direto, campo livre (ver Termo de Responsabilidade Técnica OTAM, item 5). Valores médios estimados para aspiração e descarga. 7

8 DIMENSÕES AFRAC ARRANJO 4 C B PESO CARCAÇA TAMANHO C ØD ØD ØD DO MOTOR S/MOTOR B (kgf) , S 71 11M 71 1S 80 7,5 8,5 9 1,5 1, S S 1 100L 90L 6 11M L 100L 11M 5 1M 1S 1M M M x Ø9 8 x Ø9 16 x Ø11 16 x Ø

9 DIMENSÕES AFRAL ARRANJO 4 C CARCAÇA DO MOTOR PESO TAMANHO À PROVA DE S/MOTOR C ØD ØD ØD STANDARD EXPLOSÃO (APE) (kgf) 6 8, x Ø x Ø9 6/ S S M 71/80 90S S S 90S/90L x Ø11 90S 90L 100L 100L x Ø11 90L L/11M 100L 1S L/11M 11M 6 1M 1S/1M 69 1S/1M 1M L 160M/160L 94 1M M 00M 160M 00M

10 DIMENSÕES AFRB ARRANJO 4 n x G F A F A B C FURO CENTRAL A PARTIR DO TAMANHO (INCLUSIVE) TAMANHO CARCAÇA DO MOTOR S S 100L 11M 6, S L L 100L 11M 1M 1S 1M 1M 160M PESO S/MOTOR (kgf) 6,5 7,5 7, A B C ØD ØD ØD x Ø x Ø9 8 x Ø9 16 x Ø11 16 x Ø11 F n x ØG 4 x Ø9 4 x Ø9 4 x Ø11 4 x Ø11 4 x Ø11 8 x Ø14 8 x Ø14 8 x Ø14 10

11 DIMENSÕES AFRF ARRANJO 9 B (máximo) C PESO S/MOTOR (kgf) CARCAÇA TAMANHO Classe Classe Classe DO MOTOR B C ØD ØD ØD I II III (Máxima) 90L M M M 1M 160L 180L 00L x Ø11 16 x Ø11 11

12 AFR AFR 1

13 AFR AFR 1

14 AFR AFR 14

15 AFR AFR 15

16 AFR AFR 16

17 AFR 17

18 ACESSÓRIOS CONTRAFLANGE TAMANHO ØD ØD x Ø9 8 x Ø9 16 x Ø11 16 x Ø11 Peso (kgf) 0,9 1,1 1,4 1,6,4,7,0 4,5 5,1 5,7 6, LIGAÇÃO FLEXÍVEL L TAMANHO ØD ØD x Ø x Ø x Ø x Ø L Peso (kgf) 10,7 10,1 10 4,7 10 5, 10 7, 10 8,1 10 9, , , , ,4 Representação do ventilador SUPORTE DE MONTAGEM HORIZONTAL F B A B H B C TAMANHO A B C ØD ØF x Ø x Ø9 x Ø11 x Ø x Ø11 4 x Ø11 4 x Ø11 4 x Ø14 4 x Ø14 4 x Ø14 4 x Ø H Peso/pç (kgf) 1,1 1, 1,5,4,8,,7 5,9 6,8 10, 11,7 18

19 ACESSÓRIOS BOCAL DE ASPIRAÇÃO L 4 TAMANHO ØD ØD ØD x Ø x Ø x Ø x Ø L Peso (kgf) 110, 115,6 10,7 15 4,4 15 5, , , , , , ,8 PROTETOR CURVA L 1 TAMANHO ØD ØD ØD x Ø x Ø x Ø x Ø L Peso (kgf) 5,8 75,5 45 4, ,4 50 7, 595 8, , , 850 1, , ,4 PROTETOR TUBO L 1 TAMANHO ØD ØD ØD x Ø x Ø x Ø x Ø L Peso (kgf) 68,1 409, , , , 614 8, , , , , ,9 19

20 Av. Francisco S. Bitencourt, 1501 CEP Porto Alegre/RS Fone: (55 51) Fax: (55 51) AFR 01/011J

VENTILADORES AXIAIS AVR

VENTILADORES AXIAIS AVR VENTILADORES AXIAIS AVR ÍNDICE CONTEÚDO Pág Nº Generalidades sobre ventiladores 4 Generalidades sobre as curvas características Ventiladores AVR 6 Nomenclatura 7 Pré-seleção 8 Dimensões AVR / AL 9 Dimensões

Leia mais

Índice. TERMODIN Componentes Termodinâmicos Ltda. Rua Rio de Janeiro, 528 CEP 06530-020 Fazendinha Santana do Parnaíba SP Fone/Fax: (11) 4156-3455 2

Índice. TERMODIN Componentes Termodinâmicos Ltda. Rua Rio de Janeiro, 528 CEP 06530-020 Fazendinha Santana do Parnaíba SP Fone/Fax: (11) 4156-3455 2 Catálogo geral de ventiladores axiais 1 Índice 1- Fundamentos 3 2- Curvas características 4 3- Fórmulas relativas ao ventiladores centrífugos 5 4- Nomenclatura 6 5- Características construtivas 6 6- Dimensões

Leia mais

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS VENTILADORES AXIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA DE VENTILADORES AXIAL Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: EAFN 500 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação G = Gabinete

Leia mais

VENTILADORES CENTRÍFUGOS TIPO SIROCCO TDA/TSA

VENTILADORES CENTRÍFUGOS TIPO SIROCCO TDA/TSA VENTILADORES CENTRÍFUGOS TIPO SIROCCO TDA/TSA ÍNDICE CONTEÚDO Pág Nº Generalidades sobre ventiladores 4 Generalidades sobre as curvas características Nomenclatura e terminologia 6 Níveis sonoros 7 Características

Leia mais

RFS/RFD VENTILADORES CENTRÍFUGOS TIPO AIR FOIL

RFS/RFD VENTILADORES CENTRÍFUGOS TIPO AIR FOIL RFS/RFD VETILDORES ETRÍFUGOS TIPO IR FOIL ÍDIE OTEÚDO Pág º Generalidades sobre ventiladores Generalidades sobre as curvas características 5 Ventiladores RFS e RFD 6 rranjos e Posições 7 Dimensões Gerais

Leia mais

Unidades de Ventilação Com Ventiladores de Dupla Aspiração

Unidades de Ventilação Com Ventiladores de Dupla Aspiração Ventiladores Unidades de Ventilação Com Ventiladores de Dupla Aspiração Modelo BBS (ventilador Sirocco) Modelo BBL (ventilador Limit-Load) entrimaster Tecnologia ABB Fans Ventiladores 1 - Aspectos gerais

Leia mais

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS INTRODUÇÃO Os gabinetes de ventilação da linha são equipados com ventiladores de pás curvadas para frente (tipo "sirocco"), de dupla aspiração

Leia mais

GABINETES DE VENTILACA CAO UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS

GABINETES DE VENTILACA CAO UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS GABINETES DE VENTILACA CAO UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA GABINETES DE VENTILAÇÃO Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: ESDG 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

Catálogo geral de ventiladores centrífugos com pás viradas. para trás (Limit Load)

Catálogo geral de ventiladores centrífugos com pás viradas. para trás (Limit Load) Catálogo geral de ventiladores centrífugos com pás viradas para trás (Limit Load) Rua Rio de Janeiro, 528 CEP 065-0 Fazendinha Santana do Parnaíba SP 1 Índice 1- Fundamentos 3 2- Curvas características

Leia mais

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores VENTILADORES Aspectos gerais As unidades de ventilação modelo BBS, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para frente, e BBL, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para trás, são fruto de

Leia mais

VENTILADORES AXIAIS AC / B/ AL AFR

VENTILADORES AXIAIS AC / B/ AL AFR VENTILADORES AXIAIS AC / B/ AL AFR ÍNDICE CONTEÚDO Pág Nº Generalidades sobre ventiladores... 4 Generalidades sobre as curvas características... 5 Ventiladores AFR... 5 Nomenclatura... 6 Seleção... 7

Leia mais

Coldex Tosi Ar Condicionado

Coldex Tosi Ar Condicionado Coldex Tosi Ar Condicionado Condicionadores de Ar Self Contained 5 a 40 TR tipo ROOF-TOP ESPECIFICAÇÕES A linha SELF CONTAINED TOSI foi projetada visando obter a melhor relação custo-beneficio do mercado,

Leia mais

4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1 4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos ACRIFLEX AG são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre eles, de borracha sintética de elevada resistência

Leia mais

EXAUSTORES CENTRÍFUGOS DE TELHADO ROTOR DE PÁS CURVADAS PARA TRÁS / FLUXO VERTICAL. Modelo TCV

EXAUSTORES CENTRÍFUGOS DE TELHADO ROTOR DE PÁS CURVADAS PARA TRÁS / FLUXO VERTICAL. Modelo TCV EXAUSTORES CENTRÍFUGOS DE TELHADO ROTOR DE PÁS CURVADAS PARA TRÁS / FLUXO VERTICAL Modelo TCV VENTILADORES CENTRÍFUGOS DUPLA ASPIRAÇÃO Aspectos Gerais Os exaustores centrífugos modelo TCV, especificamente

Leia mais

VENTILADORES VENTILADORES AXIAIS. Modelos VHF-VHV

VENTILADORES VENTILADORES AXIAIS. Modelos VHF-VHV Modelos VHF-VHV Aspectos Gerais Os ventiladores aiais da linha VH, com pás em perfil airfoil fundidas em alumínio representam o avanço de um sistemático e contínuo trabalho de desenvolvimento e aprimoramento

Leia mais

VENTILADOR INDUSTRIAL

VENTILADOR INDUSTRIAL VENTILADOR INDUSTRIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA VENTILADORES INDUSTRIAIS Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: E L D I 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÕES CASA DE RUI BARBOSA

MANUAL DE OPERAÇÕES CASA DE RUI BARBOSA MANUAL DE OPERAÇÕES CLIMATIZAÇÃO DA BIBLIOTECA CASA DE RUI BARBOSA Av. São Clemente, Nº134 Botafogo Rio de Janeiro/RJ 1 O presente Manual tem por objetivo descrever e especificar as características operacionais,

Leia mais

VENTILADORES LIMIT LOAD

VENTILADORES LIMIT LOAD VENTILADORES LIMIT LOAD UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA VENTILADORES LIMIT LOAD Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: ELSC 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO SELF CONTAINED

CATÁLOGO TÉCNICO SELF CONTAINED CATÁLOGO TÉCNICO SELF CONTAINED Capacidade de 3 a 50TR Estrutura em perfil de alumínio extrudado Tampas rechapeadas e facilmente removíveis Pintura eletrostática a pó Várias opções de montagem e acabamentos

Leia mais

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX GR (COM GARRAS)

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX GR (COM GARRAS) ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX GR (COM GARRAS) CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos MADEFLEX GR são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre

Leia mais

Acoplamento Altamente Elástico

Acoplamento Altamente Elástico Acoplamento Altamente Elástico Spxpt 04/02 GENERALIDADES Acoplamentos altamente elásticos Speflex modelos SPA e SPG O acoplamento VULKAN SPEFLEX é constituído de um elemento altamente elástico em borracha

Leia mais

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX MSN

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX MSN ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX MSN CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos MADEFLEX MSN são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido nodular, e um elemento poliuretano alojado entre eles

Leia mais

BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO

BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO MANUAL TÉCNICO Série: FBRL20B Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas,

Leia mais

GABINETES DE VENTILAÇÃO

GABINETES DE VENTILAÇÃO GABINETES DE VENTILAÇÃO espirovent UMA MARCA DO GRUPO DUTOS E Descricao e Nomenclatura GABINETES DE VENTILACAO GABINETES DE VENTILAÇÃO PERSPECTIVA GERAL As caixas de ventilação da linha ESDG e ELDG são

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS O acoplamento ACRIFLEX AD, consiste em dois flanges simétricos inteiramente usinados, pinos de aço com superfícies retificadas e buchas amortecedoras de borracha nitrílica à prova

Leia mais

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção ISO 9001:2008 VENTEC AMBIENTAL EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES LTDA Rua André Adolfo Ferrari, nº 550 - Distrito Industrial Nova Era - Indaiatuba - São Paulo

Leia mais

Refrigeração de Transporte

Refrigeração de Transporte EQUIPAMENTOS PARA REFRIGERAÇÃO DE TRANSPORTE Refrigeração de Transporte TD-12 DESCRIÇÃO Equipamento frigorífico frontal vertical, acionado por motor diesel. Itens de série Escada de acesso ao equipamento.

Leia mais

4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS O acoplamento ACRIFLEX AC é composto por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, unidos por um jogo de correias planas fixadas aos cubos através de um flange aparafusado.

Leia mais

21 55 102 Volume de ar (fluxo livre) 24 55 100 Volume de ar (com filtro de exaustão instalado) m³/h. 14 40 75 Nível de ruído

21 55 102 Volume de ar (fluxo livre) 24 55 100 Volume de ar (com filtro de exaustão instalado) m³/h. 14 40 75 Nível de ruído Série - Ventilador com Filtro (24 630) m³/h SÉRIE.50.8.xxx.1020.50.8.xxx.2055.50.8.xxx.3100 Ventilador com Filtro adequado para armários e painéis elétricos, versões de 120V ou 230V AC Baixo nível de ruído

Leia mais

07/12/2012 Agosto/2012 1

07/12/2012 Agosto/2012 1 07/12/2012 Agosto/2012 1 Arranjo e Detalhamento de Tubulações Industriais 07/12/2012 2 Tipos de Desenhos de Tubulação Os principais tipos de desenhos que compõem um projeto de tubulação, são: 1. Fluxogramas

Leia mais

U.O. ADMINISTRAÇÃO GERAL PROJETOS E OBRAS

U.O. ADMINISTRAÇÃO GERAL PROJETOS E OBRAS INSTALAÇÃO DE SISTEMA DE AR CONDICIONADO NO E.R. GUARULHOS 1. OBJETO O presente memorial refere-se ao fornecimento e instalação de conjuntos de ar condicionado, a serem instalados no E.R. Guarulhos, localizado

Leia mais

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX CR (COM CRUZETA)

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX CR (COM CRUZETA) ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX CR (COM CRUZETA) CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos MADEFLEX CR são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre

Leia mais

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 3 CUIDADOS AO RECEBER O EQUIPAMENTO... 4 1) Instalação dos exaustores... 5 2) Instalação

Leia mais

Simples aspiração Dupla aspiração Duplex Rotores de alumínio Rotores chapa galvanizada

Simples aspiração Dupla aspiração Duplex Rotores de alumínio Rotores chapa galvanizada Simples aspiração Dupla aspiração Duplex Rotores de alumínio Rotores chapa galvanizada Fábrica: Av. Brasil, 20.151 Coelho Neto Rio de Janeiro CE 21.530-000 Telefax: (21) 3372-8484 vendas@trocalor.com.br

Leia mais

Linha de Motores Elétricos Trifásicos Industriais VTop

Linha de Motores Elétricos Trifásicos Industriais VTop Linha de Motores Elétricos Trifásicos Industriais VTop LINHA DE ELÉTRICOS TRIFÁSICOS INDUSTRIAIS VTOP A linha de motores elétricos trifásicos industriais VTOP da Voges Motores foi projetada para atender

Leia mais

KSB ETA. Bomba Centrífuga para Uso Geral. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB ETA 80-40 / 2. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação

KSB ETA. Bomba Centrífuga para Uso Geral. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB ETA 80-40 / 2. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação Manual Técnico e Curvas Características Nº A1150.0P/3 Bomba Centrífuga para Uso Geral 1. Aplicação A bomba é indicada para o bombeamento de líquidos limpos ou turvos e encontra aplicação preferencial em

Leia mais

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX MN

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX MN CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre eles, de borracha sintética de elevada resistência a abrasão.

Leia mais

KSB Megabloc. Bomba Centrífuga para Uso Geral. Mega Bloc. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB Megabloc 32-125 + 2. 2. 4.

KSB Megabloc. Bomba Centrífuga para Uso Geral. Mega Bloc. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB Megabloc 32-125 + 2. 2. 4. Folheto Descritivo Nº A27.1P/2 KSB Megabloc Bomba Centrífuga para Uso Geral LINA : VERSÃO : Mega Bloc 1. Aplicação A bomba KSB Megabloc é indicada para bombeamento de líquidos limpos ou turvos e encontra

Leia mais

Descrição B. Cilindro sensor PD 40..

Descrição B. Cilindro sensor PD 40.. Descrição B Cilindro sensor PD 40.. PT 1. Segurança 2 2. unção 3 3. Transporte 8 4. Montagem 8 5. Instalação 9 6. Comissionamento 10 7. uncionamento/operação 10 8. Eliminação de falhas / Reparação 11 9.

Leia mais

Shhhhhhhhhhh! Aqui se faz silêncio.

Shhhhhhhhhhh! Aqui se faz silêncio. GM T SILNT Shhhhhhhhhhh! qui se faz silêncio. Nova gama T Silent. Os ventiladores mais silenciosos do mundo na sua categoria. quipamentos de Ventilação Gama T Silent: Um salto no tempo S&P, líder mundial

Leia mais

ARF/ARL VENTILADORES CENTRÍFUGOS TUBULARES

ARF/ARL VENTILADORES CENTRÍFUGOS TUBULARES ARF/ARL VENTILADORES CENTRÍFUGOS TUBULARES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS INTRODUÇÃO Bocais Os ventiladores centrífugos tubulares fabricados pela OTAM Responsáveis pela entrada suave do ar na aspiração do possuem

Leia mais

AS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO MOTOR INCLUEM...

AS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO MOTOR INCLUEM... Motores H-Compact COMPACTO, REFRIGERAÇÃO EFICIENTE A importância crescente da economia de energia, dos requerimentos ambientais, da procura por dimensões menores e das imposições dos mercados nacionais

Leia mais

Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia

Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia Jornadas Técnicas Novas perspectivas Drive Technology Mundo em Motores elétricos Siemens e a Economia de Energia Tópicos Instalando o motor elétrico com inversor de freqüência Princípio de funcionamento

Leia mais

TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA.

TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA. TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA. PRODUTO SBF TTAS-18 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1. Finalidade da Torre A Torre Telescópica Auto

Leia mais

MOINHOS GRANULADORES

MOINHOS GRANULADORES MOINHOS GRANULADORES DESDE 1980 Fundada em 1980 sediada em Farroupilha, RS em uma área própria de 15.000m², com área construída de 2.250 m², a Mecanofar mantém mais de 3.500 máquinas no mercado de transformação.

Leia mais

Acoplamentos elásticos. eflex. www.aciobras.com.br

Acoplamentos elásticos. eflex. www.aciobras.com.br Acoplamentos elásticos eflex www.aciobras.com.br Os acoplamentos elásticos EFLEX com garras, tipos EA, GA e HA, são utilizados na ligação de eixos rotativos, com desalinhamentos normalmente inevitáveis,

Leia mais

------------------------------- -----------------------------Henflex. Henflex------------------------------ Índice

------------------------------- -----------------------------Henflex. Henflex------------------------------ Índice Índice 1.Características Gerais... 2 2.Seleção do Tamanho do Acoplamento... 2 2.1- Dimensionamento dos acoplamentos Henflex HXP para regime de funcionamento contínuo... 2 2.2 Seleção do Acoplamento...

Leia mais

Linha. Fechados - Auto-ventilados - Rotor de anéis. Características gerais: PARA REGIME INTERMITENTE

Linha. Fechados - Auto-ventilados - Rotor de anéis. Características gerais: PARA REGIME INTERMITENTE Linha Motores de Indução Trifásicos Fechados - Auto-ventilados - Rotor de anéis Características gerais: Potências: 2,2 a 550 Tensões: até Freqüência: 60Hz s: 132 a 450 (IEC Graus de proteção: IP54/55 Formas

Leia mais

11/06 119-32/00 012807 REV.0. www.britania.com.br sac@britania.com.br Manual de Instruções

11/06 119-32/00 012807 REV.0. www.britania.com.br sac@britania.com.br Manual de Instruções 11/06 119-32/00 012807 REV.0 www.britania.com.br sac@britania.com.br Manual de Instruções CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS INTRODUÇÃO Tensão Corrente Potência/Consumo Freqüência Rotações Diâmetro Área de ventilação

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com.

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com. bambozzi A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 3383 3818 Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

Megabloc Manual Técnico

Megabloc Manual Técnico Bomba Padronizada Monobloco Manual Técnico Ficha técnica Manual Técnico Todos os direitos reservados. Os conteúdos não podem ser divulgados, reproduzidos, editados nem transmitidos a terceiros sem autorização

Leia mais

BT-01 - O que é um Ventilador - Terminologia de Definição de Ventiladores 4. BT-02- Leis dos Ventiladores 7

BT-01 - O que é um Ventilador - Terminologia de Definição de Ventiladores 4. BT-02- Leis dos Ventiladores 7 MANUAL TÉCNICO ÍNDICE CONTEÚDO Total de Págs. BT- - O que é um Ventilador - Terminologia de Definição de Ventiladores 4 BT-- Leis dos Ventiladores 7 BT-3 - Curvas de Desempenho de um Ventilador Curvas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CADERNO DE MEMORIAL DESCRITIVO EQUIPAMENTOS DE VENTILAÇÃO LOCAL: FORTALEZA-CE UNIDADE: RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO DATA: JANEIRO/2010 AUTOR: ADERBAL COSTA ARAÚJO ENG MECÂNICO

Leia mais

Introdução. Bem vindo, ao mundo dos automatizadores para portas de enrolar!!!

Introdução. Bem vindo, ao mundo dos automatizadores para portas de enrolar!!! D I S T R I B U I D O R Introdução Bem vindo, ao mundo dos automatizadores para portas de enrolar!!! A NEW AUTOMATIZADORES atua no mercado nacional há 1 ano, distribuindo para todo Brasil e America Latina.

Leia mais

CHT CVT. Exaustores centrífugos de telhado de 400º C/2 h, com saída de ar horizontal ou vertical. Código do pedido CHT 200 4T

CHT CVT. Exaustores centrífugos de telhado de 400º C/2 h, com saída de ar horizontal ou vertical. Código do pedido CHT 200 4T CHT CVT Exaustores centrífugos de telhado de 400º C/2 h, com saída de ar horizontal ou vertical CHT: Exaustores centrífugos de telhado de 400º C/2 h, com saída de ar horizontal, cobertura em alumínio CVT:

Leia mais

Coldex Tosi Ar Condicionado

Coldex Tosi Ar Condicionado Coldex Tosi Ar Condicionado Intercambiador de Calor de Extensão Direta 2 a 40 TR ESPECIICAÇÕES CONSTRUTIVAS Os climatizadores Modelo foram projetados visando obter maior vida útil, performance e facilidade

Leia mais

USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO

USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO Cassetes Os cassetes laminadores são micro cadeiras de laminação, que substituem as fieiras nas máquinas de trefilação. Seu surgimento no

Leia mais

Qualidade em exaustão.

Qualidade em exaustão. Qualidade em exaustão. A Distak é uma indústria especialista em peças e acessórios para a instalação de aquecedores a gás. Uma empresa criada para suprir as necessidades dos técnicos e a demanda das lojas

Leia mais

- FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS PARA INDÚSTRIA DE RAÇÃO E DERIVADOS; - FABRICAÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS.

- FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS PARA INDÚSTRIA DE RAÇÃO E DERIVADOS; - FABRICAÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS. - FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS PARA INDÚSTRIA DE RAÇÃO E DERIVADOS; - FABRICAÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS. Máquinas Para Agroindústrias METALÚRGICA LTDA ME A empresa Metalúrgica Maggisan foi fundada no ano de

Leia mais

UNIÕES DE ACOPLAMENTO

UNIÕES DE ACOPLAMENTO UNIÕES DE ACOPLAMENTO Cat 012 - Out 2015 1 / 11 "GIFLEX" GE-T A aplicação industrial de acoplamentos elásticos tem por objectivo absorver ou atenuar eventuais irregularidades de rotação originadas pelo

Leia mais

Sistemas de ventilação

Sistemas de ventilação Sistemas de ventilação Ventilação: é uma combinação de processos destinados fornecer o ar fresco e a extrair o ar viciado de um espaço ocupado a A ventilação consiste em fazer a renovação do ar ambiente

Leia mais

SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO DANCOR

SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO DANCOR SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO DANCOR Manual do Proprietário Utilização e Instalação S A Desd e1 94 6 BO MB AS EF ILTR OS - Consumidores - Representantes - Revendedores Serviço de Atendimento ao Consumidor Tel.:

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções Fonte de Energia para Soldagem MDC 305ED +55 (16) 33833818

bambozzi Manual de Instruções Fonte de Energia para Soldagem MDC 305ED +55 (16) 33833818 A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833818 bambozzi Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR Parabéns por adquirir sopradores roots Dositec, série Cutes - CR, os quais são o resultado de avançado projeto

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BRITADOR DE MANDÍBULAS - ZL EQUIPAMENTOS.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BRITADOR DE MANDÍBULAS - ZL EQUIPAMENTOS. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BRITADOR DE MANDÍBULAS - ZL EQUIPAMENTOS. 1. DESCRIÇÃO. Os britadores de mandíbulas projetados e fabricados pela ZL Equipamentos são maquinas robustas confeccionadas com matéria-prima

Leia mais

VAV - R CAIXA DE VOLUME DE AR VARIÁVEL

VAV - R CAIXA DE VOLUME DE AR VARIÁVEL VAV - R CAIXA DE VOLUME DE AR VARIÁVEL VAV CAIXA DE VOLUME DE AR VARIÁVEL A Tropical, com o intuito de melhor atender às necessidades do mercado, oferece a opção de Caixa de Volume Variável de formato

Leia mais

Ventiladores Centrífugos RadiPac EC

Ventiladores Centrífugos RadiPac EC Ventiladores Centrífugos RadiPac EC Perfeição nas Unidades de Tratamento de Ar A escolha dos Engenheiros 8 Ventilador integrado. Um conceito coerente RadiPac é ideal para... Informações reais de performance,

Leia mais

APRESENTAÇÃO CHEGADA À OBRA. Recebimento

APRESENTAÇÃO CHEGADA À OBRA. Recebimento APRESENTAÇÃO Seu ventilador centrífugo ou axial, foi cuidadosamente projetado e construído, de modo a lhe oferece um desempenho longo e satisfatório, sempre que corretamente instalado, e adequadamente

Leia mais

Metalo. Modular. Sistema de Andaimes em Alumínio. Instruções Técnicas

Metalo. Modular. Sistema de Andaimes em Alumínio. Instruções Técnicas Metalo Modular Sistema de Andaimes em Alumínio Instruções Técnicas Modular_AF4.indd 1 Modular Índice Favor observar: Nestas instruções técnicas, encontram-se todas as informações e indicações importantes

Leia mais

Self Wall Mounted. Catálogo Técnico Unidade Wall Mounted 50BW 24/36/48/60

Self Wall Mounted. Catálogo Técnico Unidade Wall Mounted 50BW 24/36/48/60 Self Wall Mounted Catálogo Técnico Unidade Wall Mounted 50BW 24/36/48/60 Índice 1 2 3 4 5 6 7 8 INTRODUÇÃO...3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS GERAIS...5 DADOS ELÉTRICOS...6 DADOS DIMENSIONAIS...6 CIRCUITO FRIGORÍFICO...9

Leia mais

Série: FBBP MANUAL TÉCNICO. - Aplicável à norma NFPA 20 BOMBA CENTRÍFUGA BI-PARTIDA FBBP. Aplicação

Série: FBBP MANUAL TÉCNICO. - Aplicável à norma NFPA 20 BOMBA CENTRÍFUGA BI-PARTIDA FBBP. Aplicação MANUAL TÉCNICO Série: FBBP - Aplicável à norma NFPA 20 Aplicação São utilizadas nas aplicações de indústrias petroquímicas, irrigação, indústria químicas, saneamento básico, siderurgia, mineração, álcool,

Leia mais

SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR

SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. TERMOS DE GARANTIA... 3 4. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Calibradores de Minerais

Calibradores de Minerais uma Companhia Astec Industries Calibradores de Minerais Calibradores de Minerais/Calibradores de Rolos para Aplicações Primárias/Secundárias e Terciárias A gama Osborn de Calibradores de Rolos de Eixo

Leia mais

SERIE B10 STD INFORMAÇÕES TÉCNICAS DADOS TÉCNICOS OPCIONAIS MEDIDAS RPM 2500. ÁREA ATÉ 5m²

SERIE B10 STD INFORMAÇÕES TÉCNICAS DADOS TÉCNICOS OPCIONAIS MEDIDAS RPM 2500. ÁREA ATÉ 5m² SERIE B10 STD INFORMAÇÕES TÉCNICAS DADOS TÉCNICOS Ø MM 100mm RPM 2500 POTENCIA 15W VAZÃO 90 m³/h PRESSÃO 3,5 mmca RUIDO (db) 41 db ÁREA ATÉ 5m² 15 x 15 x 7.7 cm ACABAMENTO PLÁSTICO BRANCO OPCIONAIS * TEMPORIZADOR

Leia mais

Compressores a parafuso

Compressores a parafuso Construídos para toda a vida Compressores a parafuso Série CSD Capacidade: 5.50 a 16.10 m³/min Pressão: 7.5 a 13 bar Compressor de parafusos rotativos Máxima Eficiência e Confiabilidade Há anos os clientes

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 Manual de Operação 1 Termo de Garantia A Midea do Brasil, garante este produto contra defeito de fabricação pelo prazo de um ano a contar da data da emissão da nota fiscal de compra para o consumidor final.

Leia mais

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação MANUAL TÉCNICO Série: FBME Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas, papel, polpa, siderúrgica, mineração,

Leia mais

Manual de Instruções e Operação Moinhos USI-180

Manual de Instruções e Operação Moinhos USI-180 USIFER A Solução em Moagem Indústria Metalúrgica Ltda. Rua Vêneto, n 969 Bairro Nova Vicenza CEP 95180-000 Farroupilha RS Fones: (54) 3222 5194 Vendas (54) 3261 7356 Fábrica e-mail: usifermoinhos@usifermoinhos.com.br

Leia mais

EQUIPAMENTO AGRÍCOLA

EQUIPAMENTO AGRÍCOLA EQUIPAMENTO AGRÍCOLA PARA GERAÇÃO DE ENERGIA Aproveite a força do seu trator! Práticos, versáteis e seguros, os equipamentos com alternadores da linha Agribam, do grupo Bambozzi, são ideais para propriedades

Leia mais

A DESATIVAÇÃO OU REMOÇÃO DA CHAVE SIGNIFICA A ELIMINAÇÃO DA MEDIDA PROTETORA CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS E RISCO DE VIDA PARA OS USUÁRIOS DA INSTALAÇÃO.

A DESATIVAÇÃO OU REMOÇÃO DA CHAVE SIGNIFICA A ELIMINAÇÃO DA MEDIDA PROTETORA CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS E RISCO DE VIDA PARA OS USUÁRIOS DA INSTALAÇÃO. Fornecimento de Energia Elétrica Nos banheiros deverão ser instalados um disjuntor bifásico no quadro de energia existente de cada quadrante conforme projeto. Deste quadro sairá a alimentação para os banheiros.

Leia mais

Unidade de Tratamento de Ar. Fácil, Versátil e Digital Perfeito para Aplicações de Conforto

Unidade de Tratamento de Ar. Fácil, Versátil e Digital Perfeito para Aplicações de Conforto Unidade de Tratamento de Ar Fácil, Versátil e Digital Perfeito para Aplicações de Conforto Informações Técnicas Módulos Acessibilidade do equipamento O sistema de tratamento de ar que se adapta a qualquer

Leia mais

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES Pregão 003/2006 Alteração ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES ITEM O1 Sistema de arquivamento composto de módulos de arquivos deslizantes, com acionamento

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores Aplicações Comerciais e Residenciais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores Aplicações Comerciais e Residenciais Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Motores Aplicações Comerciais e Residenciais -- Aplicações Comerciais e Residenciais Eficiência e confiabilidade para a indústria Fundada em

Leia mais

VENTILADORES CENTRÍFUGOS DUPLA ASPIRAÇÃO. Modelos BSD-GTD

VENTILADORES CENTRÍFUGOS DUPLA ASPIRAÇÃO. Modelos BSD-GTD VENTILADORES CENTRÍFUGOS DUPLA ASPIRAÇÃO Modelos BSD-GTD VENTILADORES DUPLA ASPIRAÇÃO Aspectos gerais Os ventiladores da série BSD, de pás curvadas para frente e GTD/GHB (tecnologia ABB) de pás curvadas

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros Instrução Técnica Nº 027/2010 EM REVISÃO Armazenamento em Silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

WEGeuro Indústria Eléctrica S.A. Manual de Instruções. Motores Assíncronos Trifásicos à Prova de Explosão

WEGeuro Indústria Eléctrica S.A. Manual de Instruções. Motores Assíncronos Trifásicos à Prova de Explosão Ref. 110.15 - Rev 00 04/2011 Manual de Instruções Motores Assíncronos Trifásicos à Prova de Explosão Ref. 110.15 Rev. 00 04/2011 2 Manual de Instruções Motores Assíncronos Trifásicos à prova de explosão

Leia mais

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL-DUPLO - SEMI FECHADO

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL-DUPLO - SEMI FECHADO A SSISTÊNCIAS T ÊCNICASAUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 CONTROLE DE FUMAÇA PARTE 2 CONCEITOS, DEFINIÇÕES E COMPONENTES DO SISTEMA

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRAS 1.1.1 Construção provisória em madeira -

Leia mais

Resfriadores Evaporativos BRISBOX

Resfriadores Evaporativos BRISBOX Características do Produto: Resfriadores Evaporativos BRISBOX BRISBOX Aplicações Resfriadores evaporativos Munters, possuem uma ótima performance energética e podem ser aplicados em: Bingos; Boates; Academias;

Leia mais

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda.

FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. FAREX - Com. de Máquinas Ltda. Hydra-Tools Indl. e Coml. Ltda. Manual de Instruções Maquina Hidráulica de Curvar Tubos Série CTN-4 A máquina de curvar tubos da série CTN-4, foi desenvolvida para curvar

Leia mais

Pressurização. Descrição das séries Wilo-Helix V 2/4/6/10/16. Bombas simples

Pressurização. Descrição das séries Wilo-Helix V 2/4/6/10/16. Bombas simples Descrição das séries Wilo-Helix V 2/4/6/1/16 Versão Bomba centrífuga de alta pressão multiestágio de alta eficiência não autoaspirante em versão vertical, feita completamente em aço inoxidável, com conexões

Leia mais

Motores Elétricos Monofásicos e Trifásicos NEMA Para Uso Geral

Motores Elétricos Monofásicos e Trifásicos NEMA Para Uso Geral Motores Elétricos Monofásicos e Trifásicos Para Uso Geral ELÉTRICOS MONOFÁSICOS E TRIFÁSICOS Motor assíncrono de indução com rotor de gaiola de esquilo Tipo: Aberto à prova de pingos, com ventilação interna

Leia mais

Manual De Instalação PURILED. Índice. 1- Apresentação 2- Identificação do produto 3- Acessórios para instalação 4- Vedação elétrica

Manual De Instalação PURILED. Índice. 1- Apresentação 2- Identificação do produto 3- Acessórios para instalação 4- Vedação elétrica Índice 1- Apresentação 2- Identificação do produto 3- Acessórios para instalação 4- Vedação elétrica Manual De Instalação 5- Instalação em piscinas de Vinil 6- Instalação em piscinas de Alvenaria 7- Instalação

Leia mais

Exaustores e Insufladores Portáteis

Exaustores e Insufladores Portáteis Exaustores e Insufladores Portáteis Para operações em espaços confinados. De acordo com NR-33 e ABNT 14787. ATSOURCE É MARCA REGISTRADA DA NEDERMAN DO BRASIL OPERAÇÕES EM ESPAÇOS CONFINADOS Trabalhos em

Leia mais

EXPERIÊNCIA Nº 4 ESTUDO DE UM TROCADOR DE CALOR DE FLUXO CRUZADO

EXPERIÊNCIA Nº 4 ESTUDO DE UM TROCADOR DE CALOR DE FLUXO CRUZADO EXPERIÊNCIA Nº 4 ESTUDO DE UM TROCADOR DE CALOR DE FLUXO CRUZADO 1. CONCEITOS ENVOLVIDOS Convecção de calor em escoamento externo; Transferência de calor em escoamento cruzado; Camada limite térmica; Escoamento

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRAS 1.1.1 Construção provisória em madeira -

Leia mais

Automatização. de Persianas

Automatização. de Persianas Automatização de Persianas Externas Índice Motores... 3 Motor para Tubo Octogonal 40 mm... 4 Motor para Tubo Octogonal 60 mm... 6 Fixação da Esteira... 8 Controles Remotos... 9 Transmissores Portáteis...

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Manual de Operação e Instalação Transmissor de nível Cod: 073AA-005-122M Rev. A Série LT-200 Fevereiro / 2004 S/A. Rua João Serrano, 250 Bairro do Limão São Paulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais