Contrato de Adesão Cartão Keve Frota Sonangalp

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contrato de Adesão Cartão Keve Frota Sonangalp"

Transcrição

1 Contrato de Adesão Cartão Keve Frota Sonangalp Agência/ CE/ C&P/ Oil & Gás Conta nº 1 NATUREZA DO CLIENTE PARTICULAR EMPRESA 2 IDENTIFICAÇÃO Nome Contribuinte nº Morada Contacto ÇÃO 3 FROTA SONANGALP PLAFOND Nome a Gravar: Nº de Cartões Nota: Para mais de 7 Cartões, envie por favor um ficheiro em Excel. 4 DECLARAÇÃO Declaro serem verdadeiras todas as informações prestadas e autorizo o Banco Keve a confirma-las. Tomei conhecimento integral e aceito as Condições Gerais de utilização constantes do verso deste Contrato de Adesão. Autorizo o Banco Keve a debitar a Conta de Depósitos à ordem acima indicada para pagamento de todas as despesas e encargos decorrentes do Cartão cuja emissão contrato. Assinatura do (s) Titular (es) da Conta 1/ 6

2 5 A PREENCHER PELO BANCO (Abonação de Assinaturas e Autorização) Data Recebido por: Assinatura e nº Mecanográfico A Gerência: Assinatura e nº Mecanográfico 1ª Conceitos Gerais 1.O Cartão de Combustível Keve Sonangalp Frota emitido pelo Banco Regional do Keve, S.A. /NIF nº / Mat. nº 968 CRC Sumbe, adiante designado por Banco, em nome do seu Cliente, adiante designado Titular, destina-se apenas ao uso pessoal deste, que assume responsabilidades pela sua utilização, nos termos das presentes Condições Gerais. 2.O Cartão de Combustível Keve Sonangalp, é um Cartão Multicaixa Pré-Pago, especialmente criado para Empresas, destinado exclusivamente à compra de combustível nos postos de abastecimento Sonangalp, por via de TPA s, associada a uma conta à ordem aberta junto do Banco Keve, que permite ao seu Titular, optimizar a gestão das frotas, definir limites de utilização, controlar as transacções efectuadas, através de SMS e do extracto da conta associado ao cartão. 2ª Titularidade 1.Cartão é Propriedade do Banco, pertence a este, o direito de exigir a sua restituição, bem como proceder à sua retenção, sempre que se verifique que a sua utilização não está conforme as presentes condições, ou que decida à sua substituição por Cartão igual ou diverso, o Titular renuncie à sua utilização, ou ainda nos demais casos previstos na lei. 2.O Titular compromete-se a não entregar o Cartão nem a qualquer título permitir a sua utilização por terceiros, ainda que seu mandatário, fazendo do referido Cartão uma utilização exclusivamente pessoal. 3.Sempre que, não obstante o consignado no número anterior, o Cartão seja utilizado por outra pessoa, que não o Titular, a favor de quem é expressamente emitido o Cartão, presume-se que a utilização é feita sob inteira responsabilidade do Titular. 3ª Requisitos Prévios de Utilização 1.A utilização do Cartão só é permitida depois do primeiro Titular tomar conhecimento e assinar as presentes Condições Gerais, bem como ficar em sua posse uma cópia destas. 2.No acto de entrega do Cartão, é atribuído Número de Identificação Pessoal (PIN) o qual, será de exclusivo conhecimento do Titular, e que juntamente com o Cartão o vai permitir acesso ao Terminais de Pagamentos Automáticos (TPA S) e aos ATMs (Caixas Automáticos), este último, apenas para consultas de saldos e outros serviços permitidos para o efeito. O Banco assegura a confidencialidade do PIN, que será comunicado ao Titular. 3. O Número de Identificação Pessoal (PIN) não deve ser registado no Cartão ou em algo que o Titular transporte consigo nem por qualquer forma ficar acessível a terceiros. 4ª Validade 1.O Cartão terá um prazo de validade que figurará, gravado no rosto do mesmo, caducando o direito à sua utilização no último dia daquele período. Em caso de morte, interdição, inabilitação, falência, extinção ou a Empresa deixar de exercer a sua actividade comercial, caduca o direito à utilização do Cartão, devendo os respectivos Herdeiros ou Representantes legais proceder de imediato à sua restituição. 2.O Banco poderá, no termo do prazo de validade, proceder à renovação, substituição ou reemissão de um Cartão do mesmo tipo, com saldo existente e não utilizado no Cartão anterior, salvo se o Titular comunicar por escrito ao Banco, com uma antecedência mínima de 45 (quarente e cinco) dias da data de termo da sua validade, que não pretende a sua respectiva prorrogação. 3.O Banco obriga-se nos casos dos números anteriores, e no prazo de 5 (cinco) dias úteis, a devolver, restituir ou reembolsar na Conta de Depósito à Ordem do Cliente, os montantes depositados no Cartão e não utilizados. 2/6

3 5ª Utilização 1.Cartão Combustível possibilita ao seu Titular o acesso à Rede MULTICAIXA em Angola, para consultas. 2.Para acesso a compra de combustível o Titular do Cartão deverá: a) Assinar a factura de venda apresentada pelo Comerciante ou Prestador de Serviços, ou cumprir as obrigações que lhe forem solicitadas em postos de abastecimento dotados de Terminais de Pagamento Automático (TPA). b)provar a sua identidade por exibição do Bilhete de Identidade ou outro documento de identificação, quando solicitado pelo Comerciante ou Prestador de Serviços. 3.O disposto no número anterior não é aplicável às aquisições que, pelas suas características específicas, tornem dispensáveis tais procedimentos. 4.O Titular obriga-se a não revogar uma instrução que tenha sido dada através de utilização do Cartão e reconhecem como exigíveis os débitos que a utilização do mesmo originar, salvo nas condições legais ou contratualmente previstas. 5.Nos termos da Clausula 2ª, o Titular é responsável pela conservação e correcta utilização do Cartão, considerando-se irregular a utilização contrária às disposições consignadas neste contrato e na demais Legislação casuisticamente aplicável. 6.O Banco permanecerá alheio a todos os incidentes e questões que possam suscitar-se entre o Comerciante ou Prestador de Serviços ou os seus Representantes e o Cliente Titular do Cartão, bem como a todas as responsabilidades por quaisquer consequências que tais factos possam originar. 7.O Banco reserva-se o direito de inibir temporariamente ou definitivamente, com aviso prévio, o carregamento do Cartão. 6ª Débitos 1.No caso de Contas de Depósito à Ordem em regime de Solidariedade, o Cartão pode ser emitido a favor de qualquer dos Co-Titulares da Conta. Neste caso as operações realizadas pelos Cartões serão debitadas na Conta de Depósitos à Ordem a que se encontrem vinculadas. 2.Quando os meios técnicos o permitirem, poderá ser vinculado ao Cartão uma segunda conta de depósito à ordem, a indicar no Contrato de Adesão que só será movimentada quando a primeira conta não apresentar saldo disponível. 3.Ao introduzir o Cartão num Terminal de Pagamento Automático e ao marcar o seu PIN, o Titular autoriza expressamente que o correspondente montante seja, sem quaisquer outros requisitos, debitados na sua conta à Ordem. 4.O Banco não assume qualquer compromisso no que respeita ao funcionamento permanente das máquinas instaladas, (CA s e TPA s) não pode por isso ser responsabilizado pela eventual impossibilidade de utilização dos Terminais de Pagamentos pelo Titular. 5.O Banco fica, ainda autorizado a cobrar encargos sobre a realização de operações que se encontrem definidas na Cláusula 11ª. 7ª Limites 1.Número e o valor das transacções que podem ser realizadas em cada uma das modalidades de uso do Cartão não podem ser superiores ao que o Banco ou BNA, haja determinado para estes tipos de Cartões, nem aos limites existentes nas várias Redes de Comerciantes. 2.As transacções estão adicionalmente limitadas pelo saldo disponível na Conta de Depósitos à Ordem associada ao Cartão. 3.O Banco não poderá ser responsabilizado por eventuais prejuízos resultantes da correcta aplicação dos limites ou taxas associadas à utilização do Cartão. 4. O limite máximo de saldo do Cartão, não excederá o montante de ,00. (Cento e Cinquenta Mil kwanzas) ou outro que vier a ser estabelecido em regulamento do BNA. 8ª Perda ou Roubo 1.Em casos de perda, extravio, falsificação, roubo, furto ou indevida e/ou incorrecta utilização do Cartão, registos no extracto da Conta de Depósitos à Ordem de transacções não autorizadas ou de quaisquer erros ou irregularidades na sua utilização, deverá o seu Titular, logo após o seu conhecimento, comunicar ao Banco a ocorrência, de imediato, por via telefónica ou outra mais expedita. 2.A comunicação a que se refere o número anterior deverá ser efectuada para: Banco Keve Linha de apoio (+244) (horário de atendimento: das 08 às 16 h dias úteis). DOPBE Direcção de Operações e Banca Electrónica Av. Ho Chi Minh Empreendimento Cdt Gika Edifício Garden Towers Torre B, 12º Andar - Luanda 3/6

4 Ou EMIS (Empresa Interbancária de Serviços, S.A.). Telf: (+244) ; (+244) /49 (a funcionar 24 horas por dia todos os dias do ano) 3.Todas as comunicações telefónicas efectuadas nos termos dos números anteriores devem ser objecto de confirmação escrita e detalhada, no mesmo dia, se dia útil e dentro dos Horários e endereços acima mencionados, caso não, deve este enviar por para a EMIS que funciona 24 horas por dia, todos os dias do ano. 4.O Titular obriga-se a tomar todas as medidas necessárias ao rápido apuramento dos factos e das circunstâncias descritas no número anterior, e participar às autoridades policiais locais o extravio, roubo, furto ou falsificação do Cartão. 5.O Titular obriga-se a comunicar ao Banco todos os factos e demais informações que possuam, relativas à perda, extravio, falsificação, roubo, furto ou indevida e incorrecta utilização do Cartão e que possam, de qualquer modo, ser utilizados pelo Banco na descoberta da verdade ou na regularização das operações indevidas. 6.O Banco providenciará pela rápida inibição do uso do Cartão após a recepção do aviso referido no nº 1, podendo cobrar uma Comissão por essa inibição, sendo da responsabilidade do Titular as operações efectuadas até à recepção do aludido aviso. 7.Serão sempre da responsabilidade do Titular as transacções efectuadas com a introdução do PIN durante o período que decorre entre a primeira das referidas comunicações e o momento que se tornam efectivas as medidas que o Banco desencadeará de imediato, para impedir a movimentação da conta através do Cartão. 8. Como primeira comunicação será considerada a que se encontrar registada nos Serviços do Banco. 9ª Reclamações 1.Todas as reclamações do Titular, relacionadas com o Cartão e os Serviços conexos do Emitente, resultantes do presente Contrato devem ser encaminhadas para a Área de Gestão de Reclamações, por carta ou por mensagem electrónica para o seguinte endereço: sem prejuízo de fazer a reclamação directamente ao Banco Nacional de Angola (BNA) caso o Titular assim o entenda acedendo ao Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros, cujo endereço é: e apresentar a sua reclamação, fundadas no incumprimento, pelo Banco ou pelo Adquirente, das presentes Condições Gerais, legislação e regulamentações aplicadas. 2.É da responsabilidade do Titular a confirmação de todos os movimentos apresentados na Conta de Depósitos à Ordem. O Titular dispõe de um prazo de 45 dias para apresentar qualquer reclamação relacionada com os movimentos. 3. Durante o processo de reclamação de uma transacção, sempre que o Banco solicitar ao Titular a sua assinatura ou documentação, o mesmo deverá responder de forma expedita, por fax ou , salvo se for exigida a documentação original. O Titular terá o prazo de 15 dias para a apresentação da documentação em causa. 4.Não obstante o disposto nos números acima, no âmbito da reclamação que dá lugar a uma investigação, o Banco notificará o Titular por escrito, sobre as normas aplicáveis e a sua política de resolução de reclamações, incluindo o prazo de resolução nos termos da legislação em vigor na data. 10ª Denúncia do Contrato 1.Qualquer das partes pode denunciar, a todo o momento, o presente Contrato, desde que comunique essa intenção à outra parte, por carta expedida para a outra parte com um pré-aviso de 45 (quarenta e cinco) dias em relação à data pretendida para a denúncia, consoante esta seja, respectivamente, da iniciativa do Titular ou do Banco. 2.A denuncia por iniciativa do Titular só poderá, todavia, os seus efeitos após a devolução ao Banco do respectivo Cartão, sem prejuízo do Banco poder proceder ao seu cancelamento logo que receba a comunicação de denúncia. 3.A simples devolução do Cartão não prejudica a vigência do Contrato, nem exonera o Titular das responsabilidades decorrentes do mesmo, sem prejuízo do Banco proceder ao cancelamento do Cartão devolvido. 4/6

5 4.O Titular obriga-se a não efectuar qualquer transacção a partir do momento da data de produção dos efeitos da cessação do Contrato, e a restituir o Cartão ao Banco no prazo de 72 horas a contar dessa data. Permanecerá, porém responsável por todas as transacções efectuadas com o Cartão até o momento da recepção deste pelo Banco. 5.A Renúncia do presente Contrato, quer por iniciativa do Banco quer do Primeiro Titular, não exonera o Titular do pagamento das transacções realizadas pelos Titulares e que só venham a ser do conhecimento do Banco em data posterior à renúncia. 6.Independentemente da faculdade de denúncia acima prevista, pode o Banco, em caso de utilização abusiva do Cartão, bem como de quaisquer incumprimentos das obrigações contratualmente assumidas com o Banco, suspender ou cancelar a possibilidade de utilização do Cartão. 11ª Alterações ou Actualizações das Condições 1.O Banco pode, a qualquer momento proceder à alteração das Condições Gerais, comunicando por escrito o teor das alterações e considerar-se-ão aceites pelo Titular se não se proceder à rescisão do contrato no prazo máximo de 45 (quarenta e cinco) dias após envio da comunicação, valendo o seu silêncio como aceitação. 2.Os valores relativos as anuidades, taxas, comissões e outros encargos encontram-se descritos na tabela de Encargos do nº 4 da presente cláusula, sem prejuízo da comunicação das alterações que venham a incorrer, nos termos previstos no Contrato. 3.Em qualquer dos casos referidos nos números, presume-se o acordo do Titular se, no prazo do prévio Aviso, não ordenar o cancelamento do Cartão e efectuar a respectiva devolução. 4. Caso o Titular manifeste, a pretensão de resolver o Contrato por motivo de discordância às alterações introduzidas, ou apenas, discorda das alterações, pelos meios de comunicação aqui permitidos, o Banco resolverá o Contrato nos termos da Cláusula 9ª e efectuará a devolução da anuidade paga, na parte proporcional ao período ainda não decorrido. Neste caso, a resolução produzirá os seus efeitos de imediato, devendo o Titular proceder nos termos da cláusula anterior. 4.Encargos Encargos Emissão - Anuidade - Inserção em Lista Negra (perda/ roubo/ devolução/ alteração/ extravio) * 1.000,00 Renovação Cartão * Multicaixa Personalizado Isenta Taxa anual para Descobertos não autorizados 30% * Sobre as Comissões incide imposto de selo de 0,7% 12ª Alteração de Dados O Titular compromete-se a informar, por escrito, o Banco, de qualquer eventual mudança ou modificação no endereço postal inicialmente comunicado ao Banco, bem como de qualquer outra alteração que ocorra nos dados comunicados ao Banco no momento da solicitação de qualquer Cartão ou da abertura da conta que lhe serve de suporte. 13ª Utilização de Dados 1.O Titular autoriza expressamente o Banco a proceder ao tratamento informático dos dados fornecidos, bem como a cruzar essa informação com a restante informação por si facultada ao Banco, em virtude de abertura de Contas ou de celebração de quaisquer contratos, designadamente para fins de natureza estatística, de crédito, ou para identificação de produtos bancários e financeiros do Banco que sejam susceptíveis de ser do seu interesse, sem prejuízo do cumprimento do dever de Sigilo Bancário. 5/6

6 2.O Titular tem direito de aceder aos elementos a si referentes constantes das bases de dados a que se refere a presente cláusula, de exigir a sua actualização e/ou rectificação, bem como a exigir a eliminação do seu Nome das mesmas uma vez extinto o Contrato. 14ª Período de Reflexão 1.Salvo se expressamente tiver renunciado ao direito de revogação, o Subscritor do presente Contrato poderá resolver o mesmo, por comunicação que deverá ser recebida no Banco no prazo de sete (7) dias úteis, contados da data da assinatura do Contrato, através de carta com aviso de recepção ou declaração escrita notificada ao Banco, no mesmo prazo. 2.A revogação durante o período de reflexão não envolve quaisquer encargos para o Titular, excepto os que resultam de obrigações fiscais. 15ª Foro e Ónus da Prova 1.Para todas as questões emergentes das presentes Condições Gerais de Utilização ou que respeitem à cobrança dos valores resultantes da utilização dos Cartões que venham a ser emitidos, fica designado o Foro do Tribunal Provincial de Luanda. 2.Em caso de diferendo entre o Banco e o Titular, o Ónus da prova cabe a quem invocar o facto a seu favor, obrigando-se a outra parte a prestar a sua melhor colaboração, designadamente facultando, na medida das suas possibilidades, as informações e a documentação que lhe forem solicitadas relativamente ao diferendo em causa. Titular: Data / / (Assinatura(s) igual(ais) à existente no Banco) 6/6

CARTÃO PRÉ-PAGO VISA KANDANDU

CARTÃO PRÉ-PAGO VISA KANDANDU [Imagem] CONTRATO DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO VISA KANDANDU Órgão Nº de Entidade (NDE) Dados do Titular Nome Nome a gravar no cartão Nº de Conta - - Declaro serem verdadeiras todas as informações prestadas.

Leia mais

Conta nº. Multicaixa Personalizado Multicaixa não Personalizado Multicaixa Não Personalizado Bankita

Conta nº. Multicaixa Personalizado Multicaixa não Personalizado Multicaixa Não Personalizado Bankita CONTRATO DE ADESÃO CARTÃO DE DÉBITO KEVE MULTICAIXA PARTICULARES Conta nº 1 TIPO DE CARTÃO Agência/ CE/ C&P/ Oil & Gás Multicaixa Personalizado Multicaixa não Personalizado Multicaixa Não Personalizado

Leia mais

Conta nº. Nome Sexo: F M. Estado Civil: Solteiro(a) Casado(a) Divorciado(a) Viúvo(a) União de Facto

Conta nº. Nome Sexo: F M. Estado Civil: Solteiro(a) Casado(a) Divorciado(a) Viúvo(a) União de Facto Contrato de Adesão Cartão Keve Visa Gold e Classic Particular/ Profissional Liberal/ CNI Conta nº Apenas disponível para Particulares, maiores de 18 anos. Estes dados são confidenciais e destinam-se a

Leia mais

Contrato de Adesão Cartão Keve Visa Gold e Classic

Contrato de Adesão Cartão Keve Visa Gold e Classic Contrato de Adesão Cartão Keve Visa Gold e Classic Conta nº Apenas disponível para Particulares, maiores de 18 anos. Estes dados são confidenciais e destinam-se a avaliação deste Contrato e actualização

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO CARTÃO DE DÉBITO VISA ELECTRON

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO CARTÃO DE DÉBITO VISA ELECTRON CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO CARTÃO DE DÉBITO VISA ELECTRON O cartão de Débito Visa Electron reger-se-á pelas normas e condições constantes das presentes condições gerais de utilização, cujo conhecimento

Leia mais

Nome da Empresa (Máx.27 caracteres) Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) Nome da Empresa (Máx.

Nome da Empresa (Máx.27 caracteres) Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) Nome da Empresa (Máx. ELEMENTOS A GRAVAR NO CARTÃO 1 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) 2 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) 3 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO - CARTÃO DE DÉBITO

PROPOSTA DE ADESÃO - CARTÃO DE DÉBITO I1058 19.01.2016 Cartões de Crédito Particulares Agência/ OE Gestor Rede Ponto 24/ VISA Electron Private Exclusivo PROPOSTA DE ADESÃO - CARTÃO DE DÉBITO DAKI Pronto a Usar EU Não protocolado REFERÊNCIA

Leia mais

PEDIDO DE ADESÃO AO CARTÃO DE CRÉDITO

PEDIDO DE ADESÃO AO CARTÃO DE CRÉDITO MOD. 478 PEDIDO DE ADESÃO AO CARTÃO DE CRÉDITO AGÊNCIA CLIENTE TIPO Nº Dia Mês Ano INFORMAÇÕES PESSOAIS Nome Completo (preencha em letras maiúsculas) Nome a gravar no cartão (máximo de 23 caracteres, incluindo

Leia mais

PEDIDO DE ADESÃO AO CARTÃO DE CRÉDITO VISA BPC CLASSIC

PEDIDO DE ADESÃO AO CARTÃO DE CRÉDITO VISA BPC CLASSIC MOD. 421 I Área de Serviços e Meios de Pagamentos Electrónicos PEDIDO DE ADESÃO AO CARTÃO DE CRÉDITO VISA BPC CLASSIC AGÊNCIA CLIENTE TIPO Nº -000000000000 INFORMAÇÕES PESSOAIS Nome a gravar no cartão

Leia mais

ABERTURA DE CONTA (EMPRESAS) PÁG. 1/7

ABERTURA DE CONTA (EMPRESAS) PÁG. 1/7 ABERTURA DE CONTA (EMPRESAS) PÁG. 1/7 IDENTIFICAÇÃO (Denominação Social) (Denominação Abreviada) Residente Sim Não ( da Sede) (Localidade) (Código Postal) (País) (1º Telefone Empresa) (2º Telefone Empresa)

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO

PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO Particulares / Empresa PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO Agência Código da Agência N.º de Cliente/Conta Titular do Cartão Não Sim TITULAR DO CARTÃO - Particulares Nome do Titular Morada do Titular Estado

Leia mais

1º Titular Informações Pessoais (Por favor preencha em Maiúsculas)

1º Titular Informações Pessoais (Por favor preencha em Maiúsculas) A preencher pelo ACP Origem Nº func. Sócio nº Apenas disponível para Sócios ACP, maiores de 18 anos. Dados são confidenciais. 1º Titular Informações Pessoais (Por favor preencha em Maiúsculas) Nome Completo

Leia mais

Declaro ainda, no caso de contratar um Cartão BPI Cash Virtual, que me foi feita a entrega imediata do número deste cartão.

Declaro ainda, no caso de contratar um Cartão BPI Cash Virtual, que me foi feita a entrega imediata do número deste cartão. CONTRATO DE ADESÃO A CARTÕES PRÉ-PAGOS Cartões BPI Cash BPI Cash BPI Cash Virtual Dados do Cliente Nome completo Sexo M F N.º Contribuinte Documento de Identificação BI/CC Passaporte Outro Nº Validade

Leia mais

CONTRATO DE UTILIZAÇÃO DE CARTAO MULTICAIXA

CONTRATO DE UTILIZAÇÃO DE CARTAO MULTICAIXA MINUTA CONTRATO DE UTILIZAÇÃO DE CARTAO MULTICAIXA A emissão e utilização dos Cartões de Multibanco do Banco VTB África S.A., na cidade de Luanda, contribuinte N.º 5401156537, matriculado na Conservatória

Leia mais

REAL PPR Condições Gerais

REAL PPR Condições Gerais Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de seguro que se regula pelas Condições Particulares e desta apólice,

Leia mais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES 1. Para efeitos do presente contrato entende-se por: Seguradora: a Real Vida Seguros, S.A., que subscreve com o Tomador de Seguro o presente contrato; Tomador de Seguro: A entidade

Leia mais

CARTÕES DE CRÉDITO: BOAS RAZÕES PARA UMA BOA REGULAÇÃO

CARTÕES DE CRÉDITO: BOAS RAZÕES PARA UMA BOA REGULAÇÃO 1 CARTÕES DE CRÉDITO: BOAS RAZÕES PARA UMA BOA REGULAÇÃO 15.04.2008 SÃO PAULO SEMINÁRIO PROTESTE 2 CARTÕES DE CRÉDITO: BOAS RAZÕES PARA UMA BOA REGULAÇÃO 3 1. Meio de pagamento e instrumento de crédito

Leia mais

PROCESSO DE ATIVAÇÃO VIA INTERNET 1. Na homepage de www.bancobic.pt clique em Ativação BancoBIC Net.

PROCESSO DE ATIVAÇÃO VIA INTERNET 1. Na homepage de www.bancobic.pt clique em Ativação BancoBIC Net. BEM-VINDO AO BancoBIC NET. Através do BancoBIC Net pode aceder às suas contas no Banco BIC. Dispõe de um vasto leque de consultas e operações, sempre que quiser e em qualquer lugar, através da internet

Leia mais

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1. O Crédito Pessoal é do tipo crédito clássico e só pode ser solicitado pela pessoa singular 1ª Titular de um Cartão emitido pela UNICRE que esteja em

Leia mais

Condições contratuais gerais TVCABO?

Condições contratuais gerais TVCABO? Condições contratuais gerais TVCABO? 1. OBJECTO 1.1. As presentes Condições Gerais regulam, em conjunto com os seus Anexos e os demais elementos referidos nas mesmas (conjuntamente Condições dos Produtos

Leia mais

Condições Gerais do Caixadirecta Empresas

Condições Gerais do Caixadirecta Empresas Condições Gerais do Caixadirecta Empresas Cláusula 1ª - Objecto As presentes condições gerais regulam o Caixadirecta Empresas, sem prejuízo das disposições legais aplicáveis e daquilo que for especialmente

Leia mais

Nome Empresa. 6 Representante OU Procurador NDE

Nome Empresa. 6 Representante OU Procurador NDE CONTRATO DE ABERTURA DE CONTA Empresas/Pequenos Negócios/ENI Órgão Nº de Contrato (NDC) Identificação da Empresa Nome Empresa NDE Nome do NDC (preencher apenas se for necessário complementar o Nome Empresa)

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS ORGANIZAÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS ORGANIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS O presente programa/ catálogo é o documento informativo no qual se inserem as presentes condições gerais, dele fazendo parte integrante e que constituem, na ausência de documento autónomo

Leia mais

Condições gerais de utilização de cartões de débito PESSOAS SINGULARES. Cartão MB Only Cartão Visa Electron

Condições gerais de utilização de cartões de débito PESSOAS SINGULARES. Cartão MB Only Cartão Visa Electron CAPÍTULO I 1. Conceito 1.1. Os cartões de débito Multibanco Only ( cartão MB Only ) e Visa Electron ( cartão Visa Electron ) (em conjunto designados como os cartões ), identificados neste Contrato, são

Leia mais

ADESÃO AO SERVIÇO PAGA FÁCIL

ADESÃO AO SERVIÇO PAGA FÁCIL ADESÃO AO SERVIÇO PAGA FÁCIL BALCÃO CÓDIGO DATA N.º CONTA D.O.(*) MOEDA / / A O A (*) Conta associada ao serviço Paga Fácil, usada para débito de transacções e comissões do SMS Banking IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

CÓDIGOS REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE LOCAÇÃO FINANCEIRA TERMOS DE DISPONIBILIZAÇÃO E DE UTILIZAÇÃO

CÓDIGOS REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE LOCAÇÃO FINANCEIRA TERMOS DE DISPONIBILIZAÇÃO E DE UTILIZAÇÃO CÓDIGOS REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE LOCAÇÃO FINANCEIRA TERMOS DE DISPONIBILIZAÇÃO E DE UTILIZAÇÃO A selecção dos textos legislativos disponibilizados no sitio Home Page Jurídica (www.euricosantos.pt)

Leia mais

Condições Gerais de Prestação do Serviço Telefónico Acessível ao Público num Local Fixo através de Cartão Virtual de Chamadas 1.

Condições Gerais de Prestação do Serviço Telefónico Acessível ao Público num Local Fixo através de Cartão Virtual de Chamadas 1. Condições Gerais de Prestação do Serviço Telefónico Acessível ao Público num Local Fixo através de Cartão Virtual de Chamadas da MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, S.A., com sede na Av. Fontes

Leia mais

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas Guia do Utilizador Cartão BPI Gold Empresas Índice 1. O Cartão BPI Gold Empresas...3 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Gold Empresas...3 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado) 21102015 INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado) (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES NEGOCIAIS LEILÕES ONLINE

TERMOS E CONDIÇÕES NEGOCIAIS LEILÕES ONLINE TERMOS E CONDIÇÕES NEGOCIAIS LEILÕES ONLINE A BIDDING LEILÕES, Lda., adiante designada e identificada, apenas por Bidding Leilões, sujeita a sua atividade leiloeira online, aos Termos e Condições Negociais

Leia mais

Plano Empresas Reforma

Plano Empresas Reforma Plano Empresas Reforma Condições gerais e especiais 1110599-01.20104 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 808 243 000 - Fax

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO/CONTRATO DO CARTÃO DE CRÉDITO VERTBAUDET

PROPOSTA DE ADESÃO/CONTRATO DO CARTÃO DE CRÉDITO VERTBAUDET PROPOSTA DE ADESÃO/CONTRATO DO CARTÃO DE CRÉDITO VERTBAUDET ORIGINAL PARA O CREDIBOM BANCO CREDIBOM, S.A. Av. General Norton de Matos - 71-3º - Miraflores - 1495-148 Algés Registado na C.R.C. Cascais Capital

Leia mais

1º Titular NDE. 2º Titular ou Representante ou Procurador do º Titular NDE. 3º Titular ou Representante ou Procurador do º Titular NDE

1º Titular NDE. 2º Titular ou Representante ou Procurador do º Titular NDE. 3º Titular ou Representante ou Procurador do º Titular NDE ADESÃO A PRODUTOS E SERVIÇOS Particular Órgão Nº de Contrato (NDC) Identificação de Titulares 1º Titular NDE 2º Titular ou Representante ou Procurador do º Titular NDE 3º Titular ou Representante ou Procurador

Leia mais

Condições gerais de venda

Condições gerais de venda Condições gerais de venda As presentes CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DE VENDA ON-LINE são acordadas livremente e de boa-fé entre Bonecas Namorar Portugal da marca Pó de Arroz e representadas pela empresa

Leia mais

FICHA DE ASSINATURAS PARTICULARES

FICHA DE ASSINATURAS PARTICULARES FICHA DE ASSINATURAS PARTICULARES BALCÃO / Nº CONTA À ORDEM FICHA Balcão Conta à Ordem Inicial Alteração TIPO DE CONTA TITULAR DA CONTA Individual Solidária Conjunta Mista CONDIÇÕES DE MOVIMENTAÇÃO ASSINATURAS

Leia mais

Cartões BNI Condições Gerais

Cartões BNI Condições Gerais Cartões BNI Condições Gerais Cartões BNI Condições Gerais 2014 Índice 0 Indíce 1 / Cartão MasterCard Corporate 3 2 / Cartão MasterCard Gold 12 3 / Cartão MasterCard Pré-Pago (Viagem) 20 4 / Cartão MasterCard

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO FREEPORT E FREEPORT DE REDE UNIVERSAL

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO FREEPORT E FREEPORT DE REDE UNIVERSAL CARTÃO FREEPORT CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO FREEPORT E FREEPORT DE REDE UNIVERSAL CGFREE- PRODUZIDO EM OUTUBRO 2014 1. Disposições Gerais O Contrato é constituído pelas presentes Condições

Leia mais

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente. Identificação do Titular Nome Empresa Morada (Sede Social)

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente. Identificação do Titular Nome Empresa Morada (Sede Social) PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO DE CRÉDITO WIN WIN PESSOAS COLETIVAS E ENTIDADES EQUIPARADAS CLIENTES CGD CONDIÇÕES PARTICULARES Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Leia mais

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime Lisboa, 2014 www.bportugal.pt http://clientebancario.bportugal.pt SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS 3.ª reedição, janeiro de 2016 Banco de Portugal Av. Almirante Reis, 71

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA POR LEILÃO ON-LINE CONDIÇÕES GERAIS:

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA POR LEILÃO ON-LINE CONDIÇÕES GERAIS: CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA POR LEILÃO ON-LINE Compete à LC Premium Leiloeiros, Lda. garantir o regular desenvolvimento do leilão on-line, que se regulam pelas seguintes CONDIÇÕES DE VENDA: CONDIÇÕES GERAIS:

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Prazo Mobilização Antecipada Poupança Habitação Geral Clientes Particulares com mais de 30 anos. Depósito constituído em regime especial. 12 meses Após o decurso

Leia mais

Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações. ICP Autoridade Nacional de Comunicações. Regulamento n.º xx/2008

Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações. ICP Autoridade Nacional de Comunicações. Regulamento n.º xx/2008 Data de publicação 20.10.2008 Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações ICP Autoridade Nacional de Comunicações Regulamento n.º xx/2008 Regulamento de alteração ao regulamento n.º 58/2005,

Leia mais

Mod. 250-1 Tit. - Abril 2016

Mod. 250-1 Tit. - Abril 2016 1 6 CARTÃO DE CRÉDITO PARTICULAR UNICRE BANCO PRIVADO ATLANTICO EUROPA Condições Gerais de Utilização, Direitos e Deveres das Partes Elaboradas de acordo com o Aviso n.º 11/2001, de 20 de Novembro, do

Leia mais

CONTRATO DE TRANSFERÊNCIA DA RESPONSABILIDADE PELA GESTÃO DE ÓLEOS USADOS PARA SISTEMA INTEGRADO, NOS TERMOS DO DECRETO-LEI N

CONTRATO DE TRANSFERÊNCIA DA RESPONSABILIDADE PELA GESTÃO DE ÓLEOS USADOS PARA SISTEMA INTEGRADO, NOS TERMOS DO DECRETO-LEI N (rubricar) CONTRATO DE TRANSFERÊNCIA DA RESPONSABILIDADE PELA GESTÃO DE ÓLEOS USADOS PARA SISTEMA INTEGRADO, NOS TERMOS DO DECRETO-LEI N.º 153/2003, DE 11 DE JULHO Entre: Por uma parte, Sogilub - Sociedade

Leia mais

GERAIS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ZON 51, 9000-090 1. OBJECTO

GERAIS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ZON 51, 9000-090 1. OBJECTO CONDIÇÕES GERAIS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ZON Madeira 1. OBJECTO 1.1 As presentes Condições Gerais regulam, em conjunto com os seus Anexos e os demais elementos referidos nas mesmas (conjuntamente Condições

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DOS LEILÕES MANHEIM SALVADOS

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DOS LEILÕES MANHEIM SALVADOS CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DOS LEILÕES MANHEIM SALVADOS 1. Introdução Por favor, leia atentamente este documento. Nele constam as condições destinadas a regular a participação, licitação e compra e venda de

Leia mais

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS DESPACHO N.º 7 094/2011 Através do despacho n.º 9 178/2008, de 28 de Março, foram aprovadas pela ERSE as condições gerais que integram o contrato de fornecimento

Leia mais

Centro de Dia e Apoio Domiciliário sito no Alto dos Moinhos

Centro de Dia e Apoio Domiciliário sito no Alto dos Moinhos PROTOCOLO DE CEDÊNCIA DE ESPAÇO MUNICIPAL Centro de Dia e Apoio Domiciliário sito no Alto dos Moinhos Entre O MUNICÍPIO DE LISBOA, Pessoa Colectiva n.º 500051070, com sede na Praça do Município, através

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MASTERCARD CORPORATE

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MASTERCARD CORPORATE MASTERCARD CORPORATE Os cartões de crédito a que se referem as presentes condições gerais, adiante designados por Cartão, são propriedade do BNI-Banco de Negócios Internacional, S.A, sociedade com sede

Leia mais

NORMAS E CONDIÇÕES GERAIS DE FUNCIONAMENTO LOW COST PARKING

NORMAS E CONDIÇÕES GERAIS DE FUNCIONAMENTO LOW COST PARKING NORMAS E CONDIÇÕES GERAIS DE FUNCIONAMENTO LOW COST PARKING 1ª) DEFINIÇÕES 1) Para todos os efeitos as partes acordam as seguintes definições A) Empresa: Low Cost, Estacionamos por Si Lda. B) Parque Low

Leia mais

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente 1 Proposta de Adesão - Particulares Cartão Pré-Pago Caixa Webuy Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ Identificação do titular Nome Completo B.I./

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO QUANTOS QUERES - VOCÊ NA TV

REGULAMENTO CONCURSO QUANTOS QUERES - VOCÊ NA TV REGULAMENTO CONCURSO QUANTOS QUERES - VOCÊ NA TV Concurso Publicitário nº 80 / 2015, autorizado pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna 1. OBJECTIVOS. 1.1. O Quantos Queres - Você

Leia mais

Anexo I. REGULAMENTO DO LEILÃO online realizado entre os dias 7 de NOVEMBRO e 16 de DEZEMBRO DE 2011

Anexo I. REGULAMENTO DO LEILÃO online realizado entre os dias 7 de NOVEMBRO e 16 de DEZEMBRO DE 2011 Anexo I. REGULAMENTO DO LEILÃO online realizado entre os dias 7 de NOVEMBRO e 16 de DEZEMBRO DE 2011 O leilão é organizado pela Casa26 Mediação Imobiliária, Lda. com sede em Vereda da Banda de Música de

Leia mais

Contrato Adesão cartão SOC. COMERCIAL C. SANTOS - A.ccr.S.2016-03.033

Contrato Adesão cartão SOC. COMERCIAL C. SANTOS - A.ccr.S.2016-03.033 1 6 CARTÃO DE CRÉDITO PARTICULAR SOC. COMERCIAL C. SANTOS Montepio Crédito - Instituição Financeira de Crédito, S.A. Condições Gerais de Utilização, Direitos e Deveres das Partes Elaboradas de acordo com

Leia mais

Existe um Beneficiário Efectivo que não seja titular na conta? Não Sim. Detalhe de Condições de Movimentação:

Existe um Beneficiário Efectivo que não seja titular na conta? Não Sim. Detalhe de Condições de Movimentação: Existe um Beneficiário Efectivo que não seja titular na conta? Não Sim Detalhe de Condições de Movimentação: 25 Depósito adesão aos produtos e serviços conforme indicado neste documento, os quais se regem

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA AS NOVAS ZONAS E LOTEAMENTOS INDUSTRIAIS. Nota justificativa

PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA AS NOVAS ZONAS E LOTEAMENTOS INDUSTRIAIS. Nota justificativa PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA AS NOVAS ZONAS E LOTEAMENTOS INDUSTRIAIS Nota justificativa A criação de novas Zonas e loteamentos Industriais tem como principal finalidade

Leia mais

Normas de Contratação de Publicidade

Normas de Contratação de Publicidade Normas de Contratação de Publicidade Outdoors Eletrónicos (LEDS) e Mupi 1. Disposições Gerais 1.1 A contratação de publicidade a difundir pela Urbhorta EEM nos espaços publicitários (Outdoors eletrónicos

Leia mais

CONCURSO EU QUERO 1 FIAT 500

CONCURSO EU QUERO 1 FIAT 500 CONCURSO EU QUERO 1 FIAT 500 As Tardes da Júlia 1. OBJECTIVOS. 1.1. O EU QUERO (1 FIAT 500) é um concurso publicitário que decorre entre as 14h00 do dia 15 de Janeiro de 2010 e as 16h00m do dia 22 de Janeiro

Leia mais

CONDIÇÕES EXCLUSIVAS POUPA MAIS UNIVERSITÁRIO

CONDIÇÕES EXCLUSIVAS POUPA MAIS UNIVERSITÁRIO PoupaMais Poupa premierplus CONDIÇÕES EXCLUSIVAS POUPA MAIS UNIVERSITÁRIO 1. O cartão Poupa Mais Universitário é um cartão POUPA MAIS regendo-se pelas Condições Gerais de Utilização (CGU) do POUPA MAIS

Leia mais

Contrato Erasmus+ AÇÃO-CHAVE 1. Mobilidade individual para fins de aprendizagem. Mobilidade de Pessoal para missões de ensino e/ou formação

Contrato Erasmus+ AÇÃO-CHAVE 1. Mobilidade individual para fins de aprendizagem. Mobilidade de Pessoal para missões de ensino e/ou formação Contrato Erasmus+ AÇÃO-CHAVE 1 Mobilidade individual para fins de aprendizagem Mobilidade de Pessoal para missões de ensino e/ou formação (denominação legal da instituição de envio), sedeada na (morada

Leia mais

CONFIDENCIAL PARA USO EXCLUSIVO DO B.I.S.T.P FICHA DE CLIENTE EMPRESAS IDENTIFICAÇÃO DA IDENTIDADE DADOS COMPLEMENTARES. www.bistp.st AGÊNCIA N.

CONFIDENCIAL PARA USO EXCLUSIVO DO B.I.S.T.P FICHA DE CLIENTE EMPRESAS IDENTIFICAÇÃO DA IDENTIDADE DADOS COMPLEMENTARES. www.bistp.st AGÊNCIA N. Limpar dados CONFIDENCIAL PARA USO EXCLUSIVO DO B.I.S.T.P FICHA DE CLIENTE EMPRESAS AGÊNCIA N.º CONTA N.º AS ZONAS SOMBREADAS SERÃO PREENCHIDAS PELOS SERVIÇOS DO BANCO IDENTIFICAÇÃO DA IDENTIDADE PESSOA

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO BES BUSINESS PARCERIAS - OTOC CONDIÇÕES PARTICULARES

PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO BES BUSINESS PARCERIAS - OTOC CONDIÇÕES PARTICULARES 1. INFORMAÇÕES PESSOAIS Telemóvel Nome Completo Morada Localidade Código Postal - Localidade Postal Telefone Telemóvel Nº BI / Passaporte / Outro Local Emissão Contribuinte nº Estado Civil Nome Cônjuge

Leia mais

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio Índ ce 1. O Cartão BPI Prémio... 2 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Prémio... 2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão... 3 4.

Leia mais

4ª Data dos eventos A maratona fotográfica realiza-se no dia 21 de setembro de 2013. O evento têm início às 10:00h e termina às 21h.

4ª Data dos eventos A maratona fotográfica realiza-se no dia 21 de setembro de 2013. O evento têm início às 10:00h e termina às 21h. Regulamento da Maratona Fotográfica Fnac Lisboa 1º Organização O evento Maratona Fotográfica Fnac Região de Lisboa (adiante designado por Maratona ) é organizado pela Fnac Portugal - Actividades Culturais

Leia mais

Regime jurídico do contrato de locação financeira

Regime jurídico do contrato de locação financeira Regime jurídico do contrato de locação financeira www.odireitodigital.com REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE LOCAÇÃO FINANCEIRA Decreto-Lei n.º 149/95 de 24 de Junho. - Altera o regime jurídico do contrato

Leia mais

Regulamento de Utilização do Centro Náutico de Cheoc-Van

Regulamento de Utilização do Centro Náutico de Cheoc-Van Regulamento de Utilização do Centro Náutico de Cheoc-Van 1 o Objecto 1 O acesso, a permanência e a utilização das instalações do Centro Náutico de Cheoc-Van, adiante designado por Centro, afecto ao Instituto

Leia mais

Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística. Caderno de Encargos

Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística. Caderno de Encargos Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Caderno de Encargos Caderno de Encargos Cláusula 1.ª Objeto 1. O presente caderno de encargos compreende as cláusulas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 3.09 CADERNO DE ENCARGOS

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 3.09 CADERNO DE ENCARGOS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 3.09 CADERNO DE ENCARGOS (Conforme art.42º do Decreto Leinº18/2008 de 29 de Janeiro de 2008) Cláusula 1.ª Objecto 1. O presente

Leia mais

DECRETO N.º 57/X. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

DECRETO N.º 57/X. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: DECRETO N.º 57/X APROVA O REGIME SANCIONATÓRIO APLICÁVEL ÀS TRANSGRESSÕES OCORRIDAS EM MATÉRIA DE INFRA-ESTRUTURAS RODOVIÁRIAS ONDE SEJA DEVIDO O PAGAMENTO DE TAXAS DE PORTAGEM A Assembleia da República

Leia mais

Contrato de Aquisição de Conhecimentos. Programa de Investigação Tecnologias Inteligentes de Comunicação Veícular

Contrato de Aquisição de Conhecimentos. Programa de Investigação Tecnologias Inteligentes de Comunicação Veícular Contrato de Aquisição de Conhecimentos Programa de Investigação Tecnologias Inteligentes de Comunicação Veícular Aveiro, 29 de Abril de 2010 Entre: Brisa Inovação e Tecnologia, S.A., com sede na Quinta

Leia mais

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE ADERE-MINHO Edição 1, Revisão 0, de 18 de Dezembro de 2012 Elaborado por: Verificado por: Aprovado por: [Lisa Ramos]/[Técnica de Qualidade] [Teresa Costa]/[Directora

Leia mais

APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador do Seguro mencionado nas

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO Passatempo de casa do programa NÃO HÁ BELA SEM JOÃO

REGULAMENTO CONCURSO Passatempo de casa do programa NÃO HÁ BELA SEM JOÃO REGULAMENTO CONCURSO Passatempo de casa do programa NÃO HÁ BELA SEM JOÃO 1. OBJECTIVOS. 1.1. O passatempo de casa do programa NÃO HÁ BELA SEM JOÃO é um concurso publicitário que decorre no programa NÃO

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO

TERMO DE COMPROMISSO TERMO DE COMPROMISSO Pelo presente instrumento, de um lado Nicolai Coelho Consultoria em Comunicação LTDA, com sede na Rua Texas, 635, Brooklin, São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob o nº 10.825.469/0001-13,

Leia mais

ASSUNTO: LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO

ASSUNTO: LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO CIRCULAR Nº 036/2016 (SF) RF/RC Lisboa, 09 de Março de 2016 ASSUNTO: LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO Informação aos clientes quanto à existência de entidades de resolução alternativa de litígios de consumo

Leia mais

SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado)

SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado) CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES CAPITALIZAÇÃO SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado) 1 CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA Investimento 1ª Série (Não Normalizado) SEGURO INDIVIDUAL Cláusula

Leia mais

CONTRATO-MODELO. Reembolso dos custos. para projectos de demonstração (CE) (Versão montante fixo)

CONTRATO-MODELO. Reembolso dos custos. para projectos de demonstração (CE) (Versão montante fixo) CONTRATO-MODELO Reembolso dos custos para projectos de demonstração (CE) (Versão montante fixo) NB: O presente contrato é utilizado quando a contribuição comunitária consiste num montante fixo. A contribuição

Leia mais

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 .

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 . ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.04 Artigo 2º Objecto do Contrato.04 Artigo 3º Âmbito da Garantia.04 Artigo 4º Exclusões das Garantias.05 Artigo 5º Início e Duração do Contrato.05 Artigo

Leia mais

Condições gerais de compra da BASF e das suas filiais com sede em Espanha e Portugal.

Condições gerais de compra da BASF e das suas filiais com sede em Espanha e Portugal. em Espanha e Portugal. 1. Disposições gerais 1.1 As presentes gerais condições de compra constituem uma parte integral de todos os (futuros) contratos relativos à entrega de mercadorias ou à prestação

Leia mais

ACORDO QUE INSTITUI O LABORATÓRIO EUROPEU DE BIOLOGIA MOLECULARA

ACORDO QUE INSTITUI O LABORATÓRIO EUROPEU DE BIOLOGIA MOLECULARA Resolução da Assembleia da República n.º 31/98 Acordo Que Institui o Laboratório Europeu de Biologia Molecular, concluído em Genebra em 10 de Maio de 1973, no âmbito do Acordo Relativo à Criação da Conferência

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500

CONDIÇÕES GERAIS LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500 LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500 ARTIGO PRELIMINAR Entre a Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se

Leia mais

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 10-Mai-2016 (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 10-Mai-2016 (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (ÍNDICE) Crédito Habitação: contratos de crédito para aquisição, construção e realização de obras para habitação própria

Leia mais

CONTRATO PADRÃO DE ADESÃO DO CARTÃO SICREDICARD VISA ELECTRON

CONTRATO PADRÃO DE ADESÃO DO CARTÃO SICREDICARD VISA ELECTRON CONTRATO PADRÃO DE ADESÃO DO CARTÃO SICREDICARD VISA ELECTRON Administradora de Cartões SICREDI Ltda., com sede, foro e administração em Brasília/DF, no SCS Qd. 06, BL. A, Nº. 141, Ed. Presidente, inscrito

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre: EDP Inovação, S.A., com sede na Praça Marquês de Pombal, nº 12, em Lisboa, pessoa colectiva e matrícula na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa número 507

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA CONTRATANTE(S): As Pessoa(s) - Física(s) ou Jurídica(s) - indicada(s) e qualificada(s) na Proposta/Contrato de Abertura de Conta Corrente, Conta Investimento e Conta de Poupança, adiante denominada(s)

Leia mais

Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo

Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo PICCHIONI VIAGENS E TURISMO LTDA, estabelecida à Avenida Bernardo Monteiro, 1539, em Belo Horizonte- MG- CEP: 30.150-281,

Leia mais

LEGISLAÇÃO CSC PARA CONSULTA NO EXAME

LEGISLAÇÃO CSC PARA CONSULTA NO EXAME ELEMENTOS DO CÒDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS PARA CONSULTA Artigo 28.º Verificação das entradas em espécie 1 - As entradas em bens diferentes de dinheiro devem ser objecto de um relatório elaborado por

Leia mais

REGULAMENTO DE BENEFÍCIOS do Montepio Geral Associação Mutualista Título II DISPOSIÇÕES PARTICULARES - MODALIDADES INDIVIDUAIS

REGULAMENTO DE BENEFÍCIOS do Montepio Geral Associação Mutualista Título II DISPOSIÇÕES PARTICULARES - MODALIDADES INDIVIDUAIS Artigo 1.º (Definições e Interpretação) 1. Nesta Secção, os termos e expressões iniciados por maiúsculas têm o significado que lhes é atribuído no Título VI (Glossário) do Regulamento. 2. Em caso de conflito

Leia mais

ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE. Data: 2016-01-14 Pág. 1 de 13

ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE. Data: 2016-01-14 Pág. 1 de 13 ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE Data: 2016-01-14 Pág. 1 de 13 Artigo 1.º Âmbito Em cumprimento do disposto no Artigo 158.º, n.º 3, do Anexo I, da Lei n.º 147/2015, de 9 de setembro (que aprova

Leia mais

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU. Regulamento Administrativo nº 24/2003

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU. Regulamento Administrativo nº 24/2003 1 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU Regulamento Administrativo nº 24/2003 Condições da Apólice Uniforme do Seguro Obrigatório de Responsabilidade Civil das Embarcações de Recreio O Chefe do Executivo,

Leia mais

Regulamento da Biblioteca Professor Morais Barbosa

Regulamento da Biblioteca Professor Morais Barbosa e Regulamento da Biblioteca Professor Morais Barbosa Capitulo I Da Biblioteca Professor Morais Barbosa Artigo 1.º Missão: A Biblioteca Professor Morais Barbosa (BPMB) tem por missão organizar, tratar,

Leia mais

Ministério dos Petróleos

Ministério dos Petróleos Ministério dos Petróleos Decreto Executivo nº 197/08 de 16 de Setembro Considerando a necessidade do estabelecimento de disposições relativas ao estatuto das entidades inspectoras das redes e ramais de

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO Clientes Empresa

PROPOSTA DE ADESÃO Clientes Empresa PROPOSTA DE ADESÃO Clientes Empresa BANCO CABOVERDIANO DE NEGÓCIOS BCNOnline Internet Telefone. Mobile. SMS Nº de contrato BCN online Ao BCN Banco Caboverdiano de Negócios, S.A. A presente proposta, depois

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda Conta Super Jovem Clientes Particulares, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive). Depósito à Ordem. Esta conta pode ser movimentada

Leia mais

ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE. CAPÍTULO I Estatuto do Provedor

ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE. CAPÍTULO I Estatuto do Provedor ESTATUTO E REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE Artigo 1.º Âmbito Em cumprimento do disposto no Artigo 158.º, n.º 3, do Anexo I, da Lei n.º 147/2015, de 9 de setembro (que aprova o regime jurídico de acesso

Leia mais

Condições Gerais do Contrato de Depósito Pessoas Singulares

Condições Gerais do Contrato de Depósito Pessoas Singulares Condições Gerais do Contrato de Depósito Pessoas Singulares, C. R. L., pessoa colectiva n.º, matriculada sob esse mesmo número na Conservatória do Registo Comercial de, registada junto do Banco de Portugal

Leia mais

Decreto-Lei n.º 149/95, de 24 de Junho, Altera o regime jurídico do contrato de locação financeira

Decreto-Lei n.º 149/95, de 24 de Junho, Altera o regime jurídico do contrato de locação financeira 1/13 Decreto-Lei n.º 149/95, de 24 de Junho, Altera o regime jurídico do contrato de locação financeira JusNet 40/1995 Link para o texto original no Jornal Oficial (DR N.º 144, Série I-A, 24 Junho 1995;

Leia mais

Decreto-Lei n.º 122/2005 de 29 de Julho

Decreto-Lei n.º 122/2005 de 29 de Julho Decreto-Lei n.º 122/2005 de 29 de Julho O Decreto-Lei n.º 142/2000, de 15 de Julho, aprovou o regime jurídico do pagamento dos prémios de seguro. Com a publicação deste diploma, procurou alcançar-se um

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO PARA VENDA DE FRACÇÕES MUNICIPAIS HABITACIONAIS DEVOLUTAS A JOVENS, ATRAVÉS DE CONCURSO POR SORTEIO

PROJECTO DE REGULAMENTO PARA VENDA DE FRACÇÕES MUNICIPAIS HABITACIONAIS DEVOLUTAS A JOVENS, ATRAVÉS DE CONCURSO POR SORTEIO PROJECTO DE REGULAMENTO PARA VENDA DE FRACÇÕES MUNICIPAIS HABITACIONAIS DEVOLUTAS A JOVENS, ATRAVÉS DE CONCURSO POR SORTEIO Preâmbulo Com o presente Regulamento pretende-se criar condições para o acesso

Leia mais