APRESENTAÇÃO. CORPORATIVA Dezembro/2011. Relações com Investidores

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO. CORPORATIVA Dezembro/2011. Relações com Investidores"

Transcrição

1 + APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Dezembro/2011

2 2 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital Expectativas para o Futuro

3 3 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital Expectativas para o Futuro

4 VISÃO RESUMIDA DO BRASIL Território 8,5 milhões de Km 2 (80% do território europeu) População 191 milhões de habitantes (5 a maior) 57 milhões de domicílios (84% urbano) 7 a maior economia do mundo PIB: US$ 2.2 trilhão (2010) Moeda US$ 1,00 = R$ 1,66 (dez/10) Distribuição de Renda Renda* A/B C D/E 15% 34% 51% 22% 53% 25% R$ R$ R$ 809 A forte expansão do PIB per capita somada à baixa recorde na taxa de desemprego resultaram em uma mudança significativa na distribuição de renda * Renda média por domicílio Fonte: PNAD, O Observador OPSOS2010 e IBGE 4

5 MERCADO BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES O MERCADO BRASILEIRO DE TELECOM É MUNDIALMENTE RELEVANTE E O MAIOR DA AMÉRICA LATINA MILHÕES Linhas fixas em serviço Dez/ China EUA Alemanha Rússia Brasil #5 Usuários de telefonia móvel Março/ China Índia EUA Rússia Brasil #5 Usuários de banda larga fixa Dez/ Fonte: ANATEL, IBGE, Teleco, ML Wireless, UNCTAD e Internet World Stats China EUA Japão Brasil #9 5

6 EVOLUÇÃO DO MERCADO BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES PRÉ- PRIVATIZAÇÃO Monopólio estatal Falta de investimentos Serviços de baixa qualidade Enorme demanda reprimida Internet incipiente PÓS- PRIVATIZAÇÃO Múltiplos players Foco em universalização e qualidade dos serviços Expansão dos serviços fixos e móveis Lançamento da tecnologia GSM Início da banda larga FOCO NA COMPETITIVIDADE Consolidação Maturidade da fixa; móvel e banda larga são drivers de crescimento Convergência nos estágios iniciais Lançamento do 3G (2008) Expansão da TV por assinatura (TV a cabo e DTH) CENÁRIO ATUAL Concorrência acirrada Maturidade dos serviços móveis: múltiplo chip é tendência de mercado (ligações on-net) TV por assinatura e banda larga são drivers de crescimento Serviços 3G são realidade Players convergentes 6

7 A SUBSTITUIÇÃO DO FIXO PELO MÓVEL JÁ É UMA REALIDADE NO BRASIL Distribuição de acessos de voz % do total, milhões Distribuição de residências por tipo de telefone % do total, milhões Distribuição da receita % do total, R$ bilhões % 57% 83% 43% Sem Telefone Apenas Móvel Fixo e Móvel Apenas Fixo 16% 38% 41% 11% 27% 37% 23% 6% % 66% 57% 34% Móvel Fixo Móvel Fixo Fonte: PNAD/IBGE, Telebrasil, Anatel, análise da equipe 7

8 SETOR BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES MATURIDADE DOS SERVIÇOS FIXOS DE VOZ Perdas de acessos (SFM em acessos) Menor tráfego por terminal (SFM em tráfego) Novos entrantes no mercado de alto poder aquisitivo e PMEs EXPANSÕES CONTÍNUAS NO MERCADO DE DADOS MÓVEIS, COM FORTE CONCORRÊNCIA Evolução do mercado, principalmente mercado de telefones pré-pagos (chip avulso), impulsionado pela tendência de mercado do múltiplo chip ARPU do setor em queda Diferentes modelos de negócios FORTE CRESCIMENTO DA BANDA LARGA Competição acirrada em áreas com concentração de clientes de alto poder aquisitivo Expansão contínua e queda do ARPU Penetração*: Banda larga*: 28% das residências TV por assinatura: 21% das residências Telefonia fixa * Banda larga fixa Fonte: ANATEL, Teleco e análise da equipe; SFM- Substituição fixo-móvel; PME- Pequenas e médias empresas Mercado Brasileiro (Set/11) Acesso (milhões) TV por assinatura 43 Banda larga: 45% Móvel: 25% CAGR (02-10): Banda larga fixa Móvel Fixa: 1% TV por assinatura: 20% 8

9 CONCORRÊNCIA: PRINCIPAIS GRUPOS DE TELECOM NO BRASIL Grupo Econômico Veículo Totalmente Integrada Serviço Fixa Móvel Banda Larga Fixa Market Share Clientes 45% 19% 30% Market Share Receita 24% O BRAZIL BRASIL AND E SUAS ITS REGIÕES REGIONS SET/11 DEC/10 Telefônica Telesp Vivo Telesp Fixa Móvel Banda Larga Fixa 26% 30% 22% 26% Telmex / AMX TIM GVT Embratel Claro Net ~ pura móvel ~ pura fixa Fixa Móvel Banda Larga Fixa Móvel Fixa Banda Larga Fixa Fixa 19% 25% 28% 26% 6% 9% 23% 14% 3% Outros Móvel 0% 10% 4% Região I Região II Região III Banda 11% Larga Fixa 9

10 SETOR BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES: MERCADO MÓVEL MERCADO MÓVEL INCLUI 3G (MILHÕES) 121, , , ,9 217, Chip avulso continua a ser tendência nacional Taxa de penetração chegou a 112% em jun/11 Múltiplo chip é tendência de mercado (ligações para a mesma operadora) Pré-pagos: representaram 82% dos acessos totais jun/11 RI RII RIII Fonte: ANATEL; análise da equipe 10

11 SETOR BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES: MERCADO DE BANDA LARGA Banda larga: forte crescimento nos acessos Penetração da banda larga fixa: 26% dos domicílios (14,8 milhões de acessos) ADSL corresponde a 64% dos acessos de banda larga fixa e 48% dos acessos totais (fixa+ 3G mini modem) 3G tornou-se uma alternativa para acesso de banda larga Crescimento de 26% no 1S11 ( acessos) MERCADO DE BANDA LARGA FIXA E MÓVEL (MILHÕES) 7,7 2,1 5,6 10,6 0,6 3,0 14,1 2,7 3,7 7,0 7,7 18,1 4,3 4,8 9,0 22,1 6,1 5,5 10, Set/11 ADSL TV a Cabo e outros 3G (mini modem) Fonte: ANATEL 11

12 MERCADO BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES: TV POR ASSINATURA MERCADO DE TV POR ASSINATURA (MILHÕES) 5,4 0,4 1,8 6,3 0,4 2,1 7,5 0,4 2,8 3,2 3,8 4,3 9,8 0,3 4,5 11,9 0,3 6,3 5,0 5,4 TV por assinatura: Forte crescimento no número de acessos Penetração: 19% DTH representa 85% das adições líquidas do 1S11 TV por assinatura: mais oportunidades de crescimento nas classes C e D em função da menor penetração residencial T11 Cabo DTH Outros* *Outros: MMDS e UHF 12

13 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital Expectativas para o Futuro

14 ESTRUTURA ACIONÁRIA ATUAL 3,8% PT 12,1% BNDES 13,1% 35% AG Tel 19,3% Previ 9,7% 35% LF Tel 19,3% Funcef 7,5% 100% Telemar Participações (TmarPart) 22,2% Tele Norte Leste Participações (TNLP) 70,5% Telemar Norte Leste (TMAR) 49% Brasil Telecom (BRTO) FASS 11,5% Petros 7,5% Companhias listadas *Inclui participações minoritárias de TmarPart,PT, AG, LF, FASS, BNDES e Fundos de Pensão TNL (Bovespa: TNLP4/TNLP3 e NYSE: TNE) Ações Ações do Capital Social TmarPart % Outros Controladores *% Free Float % ON 184,0 56,4 15,7 27,9 PN 283,5 0 22,2 77,8 Total 467,5 22,2 19,6 58,2 TMAR (Bovespa: TMAR3/TMAR5/TMAR6) Ações BTM (Bovespa: BRTO4/BRTO3 & NYSE:BTM) Ações Ações do Capital Social Ações do Capital Social TNE % Outros Controladores *% TMAR% Free Float % ON 203,4 79,6 20,4 PN 386,4 33,3 66,7 Free Float % ON 154,0 98,0 0 2,0 PN 190,0 48,2 35,7 16,0 Total 344,1 70,5 19,7 9,8 Total 589,8 49,3 50,7 14

15 PERFIL DA OI Líder em soluções integradas de telecom no país Unidades Geradoras de Receitas totalizam mais de 66 milhões Primeira operadora quadruple play no Brasil (fixo, móvel, banda larga via ADSL e cabo e TV por assinatura) Forte cultura de execução, superando metas Integração com a BrT foi feita em aproximadamente 1 ano, capturando mais de R$1 bilhão em sinergias Antigiu market-share de 20% na cidade de São Paulo em menos de 3 anos Cobertura nacional nos segmentos de dados e telefonia móvel atende à escala necessária em um tipo de negócio que demanda altos investimentos de capital A Oi é comparável ao de seus principais concorrentes no Brasil em termos de escala Proposta de valor sustentável e de longo prazo a acionistas Sólido Balanço Patrimonial Receita balanceada entre segmentos em crescimento (telefonia móvel/banda larga/tv por assinatura) e serviços que geram forte fluxo de caixa (telefonia fixa) Cronograma de amortização de dívida compatível com a geração de fluxo de caixa Provedora de telecomunicações líder no Brasil e o único player integrado que oferece serviços quadruple play no Brasil 15

16 NEGÓCIOS E COBERTURA DOMÉSTICA SETEMBRO/11 BRT: Serviços Fixo e Móvel Região I Região II Região III TMAR: Serviços Fixo e Móvel TMAR: Serviço Fixo Móvel (milhões) RI #3 RII RIII #4 #4 RI RII Fixo (milhões) 7 Banda Larga (milhões) 42,9 milhões UGRs 19,1 milhões UGRs 4,8 milhões UGRs Part. Brasil: 19% Part. Brasil: 45% Part. Brasil: 30% Cidades: 3,3 mil Cidades: 4,8 mil Cidades 4,6 mil 12 #1 RI RII 2,1 2,7 #1 #1 #1 TV por Assinatura Dois anos após o lançamento no Rio de Janeiro, as ofertas de TV já estão presentes em 23 estados do Brasil e no Distrito Federal TV a cabo disponível em quatro cidade (Minas Gerais) 330 mil UGRs 67 milhões de UGRs (mais de 25% dos usuários totais no Brasil) Fonte: Anatel e Companhias. 16

17 COBERTURA DE BACKBONE DE DADOS AC Rio Branco Venezuela Boa Vista Manaus AM Hub Satélite RR AP Macapá PA Caracas Miami Belém São Luís Teresina MA St Davids Bermudas Nova York CE Fortaleza RN PB Porto Velho PI PE TO RO AL SE MT Palmas Aracajú BA Salvador Brasília Cuiabá Goiânia GO MG MS Belo Horizonte Campo Grande ES Vitória SP RJ EUA Rio de Janeiro PR São Paulo Rede de fibra ótica RS SC Curitiba Florianópolis Porto Alegre EUA Rede da Globenet Natal João Pessoa Recife Maceió Outras saídas internacionais A OI POSSUI UM TOTAL DE: Km de cabos de fibra ótica 73 mil km da BrT: BrT/ Metrored (51 mil Km) e GlobeNet¹ (22 mil Km) 65 mil km da Oi Km de anéis metropolitanos 8,4 mil km da BrT e Metrored 22 mil km da Oi Por meio do backbone nacional e internacional, a companhia pode melhorar a sua performance no segmento corporativo de dados A Oi tem a segunda maior área coberta 2 do mundo. 1. A Globenet conecta Brasil, EUA, Bermudas e Venezuela 2. Considerando Regiões I e II 17

18 DIRETRIZES ESTRATÉGICAS Foco na convergência Ampliar a oferta de serviços de banda larga Explorar novas oportunidades de crescimento em nosso negócio de telefonia móvel, mantendo a lucratividade Expansão do segmento de dados Aumentar a eficiência e o controle de custos Reestruturação do departamento de Marketing Quadruple play: Expandir ofertas de TV por assinatura Cross-selling Reduzir a taxa de desconexão (churn) Elemento-chave na oferta de serviços integrados Acelerar a expansão da cobertura, disponibilidade e velocidade Expansão do 3G no Brasil todo Ofertas diferenciadas Modelo de chip avulso: custo de aquisição muito baixo Foco em pacotes de serviços para pós-pagos Usar o maior (e mais capilarizado) backbone nacional para alavancar o segmento corporativo Alavancar o negócio de dados por meio da Globenet Melhoria dos processos internos Implementação das melhores práticas Melhoria da percepção da qualidade Nova segmentação e criação de unidades regionais Foco na qualidade Criação de um novo departamento para aumentar a qualidade e a eficiência 18

19 DIREÇÃO ESTRATÉGICA DA OI ESTARÁ FOCADA EM 3 PRINCIPAIS PILARES: MOBILIDADE RESIDENCIAL CORPORATIVO Situação do mercado Serviços móveis de voz ARPU em queda e alta taxa de churn com maior penetração Serviços móveis de dados Pequena % de ARPU, mas em crescimento Aparelhos Aumentar relevância dos smartphones Banda larga móvel Em crescimento (como adicional ou complemento à banda larga fixa) Banda larga fixa Parte essencial do pacote residencial Largura de banda em rápido crescimento, mas larguras baixas ainda dominam TV por assinatura Parte essencial do pacote residencial Potencial de crescimento entre classes mais baixas Serviços fixos de voz Operadoras sofrem pressão dos tripleplayers attackers (queda no número de linhas, no tráfego e na receita) Grandes Empresas Aumentar relevância da rede em soluções ICT (por ex., segurança) Necessidade de vendas consultivas e integradas PMEs Oportunidade para operadoras, graças a seu relacionamento com os clientes Necessidade de novos serviços (por ex., SaaS, computação em nuvem) Foco estratégico da Oi Maximizar as receitas e a lucratividade dos clientes de telefonia móvel em um mercado maduro Dominar clientes residenciais com pacotes convergentes em banda larga, TV e serviços de voz Alavancar a infraestrutura doméstica e a base de clientes para um crescimento lucrativo 19

20 ABORDAGEM DE MARKETING FOCADA NA DIFERENCIAÇÃO ATRAVÉS DE BUNDLES E AUMENTO DE LIGAÇÕES ON-NET LOCAL E LONGA DISTÂNCIA MOBILIDADE Alta Bundles progressivos incluindo móvel, reduzindo desconexão de fixa e aumento do ARPU pós-pago Ligações longas distância nacional on-net para fixo e móvel ilimitadas Oferta de pacote de dados vinculada a aquisição de portfolio de smartphones para atrair clientes de alto valor Média Baixa Ligações locais on-net para fixo e móvel ilimitadas Planos individuais pós-pagos combinados com pacote de dados Plano de fidelidade Oi Pontos para reduzir a desconexão do póspago e criar upsell Gatilho de recarga que gera bonus diário gradual de voz (local e longa distancia on-net), SMS e dados Planos Controle com pagamento via cartão de crédito oferecendo ligações de longa distância e locais, SMS e oferta de dados como bonus diário Oferece simplificação e comunicação, acrescidas ao negócio de telefonia móvel por meio de pacotes, banda larga d ligações on-net ilimitadas e pacote de dados garantindo a qualidade dos produtos e serviços 20

21 ABORDAGEM DE MARKETING FOCADA NA RETENÇÃO DE CLIENTES DE TELEFONIA FIXA, EXPANSÃO DA BANDA LARGA E OFERTAS DE SVA ATRAVÉS DE BUNDLES RESIDENCIAL Alta Média Baixa Paridade com ofertas dos pares e diferenciação por pacotes Manutenção da base da Oi Fixo e Banda Larga, criando value bundling, 3-Play ou 4-Play, SAV e tráfego ilimitado de voz Banda larga de alta velocidade ( 5Mbps) e FTTx Continuação da estratégia de cross selling Manutenção da base da Oi Fixo, criando valor por meio de pacotes, SVA e pacotes de tráfego, incluindo LD e F-M Aumento da disponibilidade e velocidade média da Velox Continuação da estratégia de cross-selling e up-selling Aumento da penetração na base da pirâmide por meio de planos fixos e controle de custos Foco na primeira conexão de internet (banda larga de baixa velocidade/ discada) e aumento da cobertura/disponibilidade da rede Canal porta-a-porta e cross-selling para a base de assinantes de serviços móveis pré-pagos Oferece simplificação e comunicação, acrescidas ao negócio de telefonia fixa por meio de pacotes, banda larga de ultra velocidade capilarizada garantindo a qualidade dos produtos e serviços 21

22 NOVAS OFERTAS POR SEGMENTO OI Internet Total Banda larga fixa residencial 3G ilimitado Wi-Fi ilimitada em 42 mil pontos de acesso 3 tipos de planos A partir de R$ 69,90 OI TV Pacotes de 69 a 109 canais Inclui os canais Globosat 14 tipos de pacotes Lançamento de TV em alta definição em 2012 A partir de R $59,90 Oi Cartão Fazendo a recarga, os clientes recebem diariamente o dobro dos créditos em bônus para usar durante o mês O bônus pode ser usado em ligações onnet (fixa, móvel e longa distância) A partir de R$ 12,00 Oi Conta Total 4 tipos de pacotes Inclui móvel, linha fixa e banda larga fixa Ligações locais ilimitadas para linhas fixas Opção de incluir banda larga móvel e ligações de longa distância ilimitadas A partir de R$ 129,00 22

23 A INOVAÇÃO FAZ PARTE DO DNA DA OI DESDE SEU INÍCIO UMA MARCA INOVADORA Simples e clara Apelo a clientes que valorizam estilo de vida e emoção Fácil de comunicar Não diretamente associada à tecnologia Uma das marcas de Telecom mais valiosas: 22 a no mundo 1 a na América Latina A OI ESTÁ ATIVAMENTE INOVANDO EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA CONECTAR PESSOAS EM TODOS OS SEGMENTOS 1 a CONVERGENTE 1 o CHIP AVULSO Minutos a serem usados em serviços fixos, móveis ou LD nacional 1 o PAGAMENTO MÓVEL 1 o GSM NO BRASIL 1 o RECARGA VIRTUAL Sem necessidade de cartão prépago Clientes da Oi têm serviços móveis, não apenas um simples aparelho 1 o APARELHO DESBLOQUEADO 1 a operadora móvel do mundo a vender o iphone desbloqueado Fonte: Oi; Brand Directory The BrandFinance 500 Maiores Marcas em Telecom 23

24 E INVESTINDO EM OPORTUNIDADES EM OUTROS NEGÓCIOS INTERNET Presença no mercado de Internet com provedor de acesso e portal TI Presença em TI por meio de serviços de data center MÍDIA Ofertas de TV por assinatura em pacotes convergentes * FINANÇAS Serviços de pagamento com uma solução de banco móvel * Em Set/10, a Oi anunciou parceria com Banco do Brasil e Cielo para oferecer serviço Paggo de pagamento no móvel. 24

25 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital Expectativas para o Futuro

26 UNIDADES GERADORAS DE RECEITA (UGRs) TOTAL DE UNIDADES GERADORAS DE RECEITAS UGRs* (MILHÕES) +7,5% 61,9 64,0 67,1 62,4 55,9 0,1 0,2 0,3 0, Set.10 Set.11 Móvel (inclui 3G) Banda larga fixa LES fixas TV por assinatura Clientes móveis já representam 64,0% de todas as UGRs ao final de set/11 (59,9% em 2010) UGRs totalizaram 67 milhões em set/11, com 4,7 milhões de adições líquidas ano a ano: Telefonia móvel: 5,5 milhões Banda larga: TV por assinatura: Compensadas por uma queda nas: LES fixas: -1,3 milhões * Números pro-forma em 2008 (considerando a Brasil Telecom) 26

27 BASE DE CLIENTES MÓVEIS PÓS-PAGOS Pós-pagos e Oi Controle aumentaram de 17,2% no 3T10 para 16,8% no 3T11, em linha com nossa atual estratégia de focar na adição de clientes pós-pagos, especialmente os de alta renda CLIENTES DE TELEFONIA MÓVEL MIX DE ASSINANTES (MILHÕES) ,7% PRÉ-PAGOS Clientes pré-pagos foram responsáveis por 86% das adições líquidas nos últimos 12 meses PARTICIPAÇÃO DE MERCADO AO FINAL DO 3T11: RI: 23,3% RII: 14,2% RIII: 14,5% (2 anos após o lançamento) Nacional: 18,8% * Números pro-forma em 2008 (considerando a Brasil Telecom); ** Planos Controle incluídos nos pós-pagos desde Set.10 Set.11 Pós-pagos Controle Pré-pagos 27

28 OI MÓVEL: PACOTES OFERECIDOS NO SEGMENTO PÓS-PAGO Em setembro/2010 a Região II começou a replicar a estratégia de pacotes da Oi, com o propósito de impulsionar as adições líquidas, repetindo o ocorrido na Região I desde 2007 Pacote de telefonia fixa, móvel e internet 5 planos* Chamadas locais ilimitadas entre linhas fixas Acesso ilimitado à internet Pacotes de minutos incluindo longa distância nacional OI CONTA TOTAL BASE DE CLIENTES (MIL USUÁRIOS) Set.11 *OCT Light, OCT 1, OCT2, OCT3 e OCT4, de 50 a minutos fixos ao mês, internet discada até o Oi Velox 14 mega, Oi Móvel compartilhado com até quatro pessoas. 28

29 BASE DE CLIENTES DE BANDA LARGA FIXA CLIENTES DE BANDA LARGA (MILHÕES) PENETRAÇÃO (% DAS LINHAS FIXAS EM SERVIÇO) CAGR (06-10): RI: 17% RII: 8% 2,0 1,8 2,7 2,3 2,4 1,9 2,0 2, Set.11 Região I Região II Set.11 Região I Região II No mercado de banda larga, a Região I oferece maior potencial de crescimento, em razão da menor penetração comparada à Região II O número de clientes de banda larga fixa aumentou em no 3T11, representando 24,8% de todas as linhas fixas em serviço A velocidade média de nossa banda larga aumentou de 1,68 Mega em dez/2010 para 2,33 Mega em set/11 29

30 NOVOS NEGÓCIOS: TV POR ASSINATURA CLIENTES DE TV POR ASSINATURA (MIL USUÁRIOS) Set mil assinantes de TV por assinatura. Nos últimos 12 meses, 50 mil clientes foram adicionados Serviços com tecnologia DTH foram lançados em julho/09 no Rio de Janeiro e, apesar do pouco investimento em marketing, foram bem-sucedidos Em setembro/11, esse serviço passou a estar disponível em 23 estados + Distrito Federal 30

31 RECEITA BRUTA CONSOLIDADA RECEITAS BRUTAS CONSOLIDADAS (R$ BILHÕES) 45,9 45,9 0,2 0, ,4 10,9 0,2 0,3 Serviços móveis e de banda larga são os principais drivers de crescimento, compensando menores receitas do segmento tradicional de telefonia fixa Serviços móveis e de dados já representam 26,5% e 19,9% das receitas totais, respectivamente, no 9M11(23,8% e 19,0% no 9M10) T10 3T11 Móvel Fixo Outros Serviços* *TV por assinatura e Paggo 31

32 EBITDA CONSOLIDADO E MARGEM EBITDA CONSOLIDADO* (R$ MILHÕES) T10 3T11 32,6% 34,9% 38,1% 35,6% Margem EBITDA 3T11 VS. 3T10 Ano a ano, a redução do EBITDA reflete a receita líquida menor no segmento de linha fixa, que não foi totalmente compensado por receitas maiores em banda larga móvel e fixa VS EBITDA aumentou 5,4% em comparação a 2009, demonstrando as sinergias ganhas como resultado da integração entre Oi e BrT Margem EBITDA chegou a 34,9% in 2010 (32,6% em 2009) em razão de menores despesas operacionais, mesmo se comparada às despesas recorrentes de 2009 *EBITDA recorrente para 2009 Investor Relations 32

33 RESULTADO LÍQUIDO RESULTADO LÍQUIDO (R$ MILHÕES) VS Apesar dos melhores resultados operacionais, refletidos no aumento do EBITDA, o resultado líquido de 2010 foi mais baixo do que o de 2009 em razão da adoção das IFRS (principalmente a combinação de empresas relativa à aquisição do controle da BrT) T10 3T11 Investor Relations 33

34 INVESTIMENTOS CONSOLIDADOS Investimentos Consolidados (R$ bilhões) 9M11 68% direcionados a negócios de crescimento (43% em dados/banda larga e 25% em serviços móveis) Em wireless: alocação focada na expansão da cobertura e aumento do tráfego de dados (3G) em localidades estratégicas Em wireline: expansão da cobertura e aumento da velocidade do serviço de banda larga fixo 5, , , , T10 3T11 Fixo Móvel 34

35 DESTAQUES FINANCEIROS: DÍVIDA CONSOLIDADA Dívida Consolidada (R$ bilhões) 29,9 29,9 27,6 21,9 18,7 16,1 Dez.09 Dez.10 Set.11 Dívida Bruta Dívida Líquida Moeda Estrangeira 2% BRL 98% Perfil Dívida (Após hedge) Outros 27% Juros CDI 42% TJLP 31% Custo efetivo da dívida em 3T11: 95,1% do CDI acumulado Exposição a moeda estrangeira representava 2% da dívida total no final do 3T11 Prazo médio da dívida: 4,5 anos 35

36 DÍVIDA CONSOLIDADA: PERFIL DA DÍVIDA Amortização da Divida Bruta (R$ bilhões) Composição da Dívida Principais Credores: (R$ bilhões) 13 Bancos Estrangeiros 3,6 1,2 4,0 3,4 3,6 2,1 Bancos de Desenvolvimento BNDES ,7 Outros A partir de 2016 Bancos Domésticos 4,9 Títulos Mercado de Capitais 7,0 6,1 13,1 Notas promissórias 36

37 DÍVIDA CONSOLIDADA: PRINCIPAIS INDICADORES Dívida Líquida/EBITDA (x) 2,2 1,8 1,7 EBITDA IMPOSTOS Despesas Financeiras (R$ bilhões) 2009* 2010 Set/11** 7,1 7,9 6,5 Dívida Líquida/Patrimônio (x) 1,1 0,9 0, Set/11** Set/11** * Considera o EBITDA recorrente de 2009 ** Últimos 12 meses 37

38 DIVIDENDOS: TNE Evolução dos Dividendos - TNE (R$ bilhões) 0,7 0,5 0,2 0,3 0,3 0,1 0,1-0,4 0,8 0,2 1,1 1,1 1,3 0,8 0,8 0, Dividendos Resultados Líquidos 0,7 2,3 3,5 1,2 1,2 Média do payout nos últimos 12 anos 120% -0,4 0,3 1,4 DIVIDENDOS ESTATUTÁRIOS Todas as ações: direito de receber dividendos mínimos de 25% do lucro líquido ajustado Ações preferenciais: mínimo de 6% do capital ou 3% do Patrimônio Líquido, o que for maior HISTORICAMENTE R$ 10,0 bilhões em dividendos e Juros sobre o Capital Próprio pagos nos últimos 12 anos A TNE pagou uma média de 120% dos lucros gerados nos últimos 12 anos 38

39 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital Expectativas para o Futuro

40 RACIONAL DA TRANSAÇÃO Uma aliança industrial entre a Oi e a Portugal Telecom cria uma plataforma forte para o crescimento internacional Fortalecimento e aceleração dos planos de expansão Redução significativa do nível de alavancagem Oportunidades de aplicação de tecnologias e cross-selling Criação do maior grupo empresarial de língua portuguesa, com plena capacidade de expansão internacional Possibilidade de captura de sinergias em variadas frentes de atuação 40

41 A ALIANÇA INDUSTRIAL TRARÁ OPORTUNIDADES PARA O TURNAROUND DA OI - 2 membros do conselho da TNL - Irá liderar o comitê de engenharia, TI e rede No Brasil: - know-how em termos de qualidade na telefonia móvel Em Portugal: - turnaround no business de linha fixa - larga experiência em FTTH - serviços de IPTV e banda larga bastante reconhecidos Eficiência e foco em controle de custo Inovador / Criativo - 2 membros do conselho 41

42 ESTRUTURA SOCIETÁRIA DA PORTUGAL TELECOM APÓS A TRANSAÇÃO NO GRUPO OI 35% 35% Portugal Telecom 12,1% AG Telecom 19,3% LF Tel 19,3% Fundo Atlântico 11,5% BNDES/ fundos de pensão 37,8% Desembolso de caixa total da PT de R$ 8,32 bilhões: 100% Participação (direta e indireta) da PT de 25,3% na TMAR: 10,5% 9,4% Telemar Participações 22,2% Tele Norte Leste Participações (TNL) Telemar Norte Leste (TMAR) 70,5% Participação da PT na TMAR Por meio da AG 3,1% Por meio da LF 3,1% Por meio da TmarPart 2,3% Por meio da TNL 7,4% Direta na TMAR 9,4% Total 25,3% A TMAR alcançará uma participação de 10% na Portugal Telecom 42

43 ESTRUTURA ACIONÁRIA APÓS O AUMENTO DE CAPITAL: TNE novas ações: ( ordinárias e preferenciais) R$ 3 bilhões captados (~24,8% do montante máximo aprovado) TMAR novas ações: ( ordinárias e preferenciais) R$ 6 bilhões captados (~50% do montante máximo aprovado) TNE # de ON % ON # de PN % PN Total % Telemar Participações ,4% ,2% Portugal Telecom ,3% ,0% ,5% PREVI ,7% ,1% ,0% Andrade Gutierrez ,3% ,0% ,6% La Fonte ,3% ,0% ,6% Free Float ,9% ,8% ,2% Total (ex-tesouraria) % % % Tele Norte Leste Participações TMAR # de ON % ON # de PN % PN Total % ,0% ,2% ,5% Portugal Telecom ,1% ,4% Telemar Participações ,9% ,8% Andrade Gutierrez ,9% ,3% La Fonte ,9% ,3% Free Float ,0% ,0% ,7% Total (tesouraria) % % % OBS: Posição acionária em 31/03/

44 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital Expectativas para o Futuro

45 ESTRATÉGIA PRINCIPAL PARA CADA PILAR MOBILIDADE Crescimento com foco em banda larga móvel, dados e pós-pago Recuperar as ofertas, os canais e a infraestrutura, alcançar a participação justa Expectativa até 2015 RESIDENCIAL CORPORATIVO Proteção da base residencial com banda larga, complementada por serviços de TV por assinatura e soluções para clientes de baixa renda, oferecendo a melhor solução para as residências dos clientes Reforçar a liderança através do aumento da participação nos gastos das famílias. Empresarial: Posicionar-se como o operador integrado oferecendo serviços básicos e avançados de Telecomunicações e TI no Brasil PME: crescimento de receita por meio de mudanças nas ofertas e aumento de ações comerciais Reverter o declínio de receitas Lucratividade em linha com os concorrentes 45

46 ADICIONALMENTE À ESTRATÉGIA PARA OS PILARES, É IMPORTANTE FOCAR NA QUALIDADE A Oi precisa melhorar a qualidade em quatro frentes principais: Terceiros Tecnologia e Processos Rede Relacionamento Alteração no modelo de contração de serviços externos. Segmentação por expertise e investimento em treinamento. Soluções Remotas. Foco na melhoria dos processos. Qualidade como foco do modelo de gestão. Aumentar a cobertura móvel. Aumentar a capilaridade e capacidade da banda larga. Lojas da própria Oi. Recuperação dos canais de vendas. Melhorar o website, oferecendo mais opções de autoatendimento. 46

47 CENÁRIO FUTURO TRAZ DESAFIOS E OPORTUNIDADES Mercado Curto Prazo Redução nas linhas fixas Móvel e banda larga: drivers de crescimento Triple Play Quadruple Play Médio / Longo Prazo Serviços móveis atingindo a maturidade, com cada vez mais relevância dos SVA Aumento da penetração da TV por assinatura Concorrência Forte concorrência na mobilidade (tráfego) com portabilidade e 3G 3G se torna um acesso alternativo para a banda larga fixa no varejo Maior concorrência em banda larga com LTE (4G) ewimax Nova concorrência com meios alternativos de acesso (Skype, por exemplo) Regulamentação Redução de Taxas de Interconexão - Móvel (VU-M) Leilão para frequências LTE (4G) Taxas de Interconexão - Móvel com base nos modelos de custo (VU-M) Tecnologia Next Generation Networks (NGN) / VoIP Acesso FTTX se torna significativo 47

48 ANEXOS

49 RENDA FIXA: BONDS E RATINGS BONDS ~R$ 4 bilhões no mercado internacional de capitais BrT TMAR TMAR TMAR TNE Emissão Set/11 Set/10 Abr/10 Dez/10 Out/04 Vencimento Set/16 Out/20 Abr/19 Dez/17 Dez/13 Valor (MM) BRL US$ US$142 EUR 750 US$ 150 Coupon (% anual) 9,75% 5,50% 9,50% 5,12% 8,00% Remuneração (% anual) 9,875% 5,80% 6,45% 5,48% 7,36% RATINGS: A solidez da Oi está refletida nos ratings concedidos pelas principais agências de classificação de risco do mundo Agência Companhia Moeda Local Escala Global Moeda Estrangeira Escala Doméstica Fitch TNL BBB BBB AAA(bra) Fitch TMAR BBB BBB AAA(bra) Moody s TNL Baa3 Baa3 - Moody s TMAR Baa2 Baa2 Aaa S&P TNL BBB- BBB- braaa S&P TMAR BBB- BBB- braaa 49

50 Financeiros Operacionais TMAR PRINCIPAIS DESTAQUES TMAR Consolidado 3T10 2T11 3T11 Unidade de Geração de Receita ( 000) Linhas em Serviço ( 000) Assinantes de Banda Larga Fixa ( 000) Assinantes de Serviços Móveis ( 000) Assinantes de TV por Assinatura ( 000) Receita Líquida (R$ milhões) EBITDA (R$ milhões) Margem EBITDA (%) 38,3% 35,1 35,3% ,7 35,0 Lucro Líquido (R$ milhões) Dívida Líquida (R$ milhões) Disponibilidades (R$ milhões) Investimentos (R$ milhões) Dívida Líquida/ EBITDA 1,9 1,7 1,7 Obs.: EBITDA e margem EBITDA de 2009 são recorrentes ,3 1,7 50

51 Financeiros Operacionais BRT PRINCIPAIS DESTAQUES BRT Consolidado 3T10 2T11 3T11 Unidade Geradora de Receita ( 000) Linhas em Serviço ( 000) Assinantes de Banda Larga Fixa ( 000) Assinantes de Serviços Móveis ( 000) Receita Líquida (R$ milhões) EBITDA (R$ milhões) Margem EBITDA (%) 40,7% 33,9% 27,4% , ,3 34,3 Lucro Líquido (R$ milhões) Dívida Líquida (R$ milhões) Disponibilidades (R$ milhões) Investimentos (R$ milhões) Dívida Líquida / EBITDA ,2 - Obs.: EBITDA e margem EBITDA de 2009 são recorrentes. 51

52 PENETRAÇÃO DA LINHA FIXA E BANDA LARGA DA OI População (Regiões I e II) Milhões de habitantes Cidades com serviços básicos (Regiões I e II) Total das Cidades Área Urbana Área Rural Total Linhas Fixas e Banda Larga da Oi Correio Hospital Agência Bancária Com disponibilidade da linha fixa da Oi % do total 100% 29% 86% Área Urbana Área Rural Total Penetração % do total das cidades 100% Linhas Fixas e Banda Larga da Oi 92% Correio Telefonia fixa e banda larga da Oi 66% 59% Penetração Hospital Agência Bancária 52

53 A AQUISIÇÃO DA BRASIL TELECOM AMORTIZAÇÃO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS DO ÁGIO GERADO PELA AQUISIÇÃO DA BRT Tributos dedutíveis Licença (R$ 2,3 bn) Rede (R$ 717 bn) Ainda realizada em 17 anos (~R$138 mn ao ano) De acordo com a vida útil estimada dos ativos Amortização anual em R$ MM a a a 2024 A partir de

54 REGULAMENTAÇÃO: O MERCADO BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÃO PASSOU POR IMPORTANTES MUDANÇAS INSTITUCIONAIS E REGULATÓRIAS Renovação do contrato de concessão para operadoras de telefonia fixa (25 Concorrência: anos) Licenças para linhas 2005 fixas de empresas espelho Sistema Full Billing para empresas de telefonia móvel Conversão Pulsosminutos Portabilidade numérica Leilão 3G 2007 Discussão da interconexão PL29 Leilão da banda H MVNO 2010 Lei Geral da Telecomunicação: criação da ANATEL Leilão de licenças para 2 os players ou telefonia móvel Aprovação da Lei da TV a Cabo Plano Geral de Concessões (PGO)* Cisão e Privatização da Telebrás 2002 A concorrência se intensifica: as operadoras são permitidas a oferecer novos serviços (longa distância e dados no país todo) Novas empresas de telefonia móvel são constituídas 2006 Novas regras de cobrança (de pulsos para minutos) de tarifas de interconexão 2008 Revisão da Lei da TV a Cabo Revisão do PGO Convergência total (Telefonia fixa e móvel, banda larga, vídeo) 54

55 DIVIDENDOS: TMAR EVOLUÇÃO DOS DIVIDENDOS TMAR (R$ BILHÕES) 1,7 1,6 1,4 0,7 0,9 1,0 1,1 1,1 1,1 0,7 0,8 0,9 0,7 0, Dividendos Resultados Líquidos 5,4 1,3 0,0-0,6 Payout médio nos últimos12 anos 129% 0,5 1,9 Dividendos estatutários Todas as ações: direito a receber dividendos mínimos de 25% do lucro líquido ajustado Ações PNA: direito a receber dividendos 10% maiores que os distribuídos às ações ON Ações PNB: prioridade no recebimento de dividendos, que serão fixados anualmente e equivalentes a 10% da divisão do Capital pelo número total de ações Historicamente R$ 12,6 bilhões em Dividendos e Juros sobre o Capital Próprio distribuídos nos últimos 12 anos 129% de payout no período 55

56 TAXAS DE PENETRAÇÃO DOS SERVIÇOS MÓVEIS NOS ESTADOS BRASILEIROS % JUNHO 2011 Brasil: 112% Região I: 101% Região II: 120% Região III: 128% RJ MG ES AM RR PA AP PE RN SE AL CE PB BA Região I Região III Região II PI MA SP DF MS MT GO PR SC RS RO AC TO 56

57 ESTRUTURA CORPORATIVA - TNE DIREITOS DOS ACIONISTAS DIVIDENDOS Todas as ações: direito a receber um mínimo de 25% do lucro líquido anual ajustado Ações Preferenciais e ADR (254,9 mn): mínimo de 6% do Capital (R$ 217,91 milhões - jun/10) ou 3% do Patrimônio Líquido (R$ 154,81 milhões em jun/10), o que for maior MEMBROS DO CONSELHO Acionistas minoritários têm o direito de nomear dois membros do conselho (máximo de 11) TAG ALONG As ações ordinárias têm direito a tag along de 80% do valor pago na aquisição do controle, segundo a Lei das S.A. vigente As ações preferenciais não têm direito a tag along MEMBROS DO COMITÊ FISCAL Cinco membros, nomeados por: Acionista controlador (Telemar Participações) -3 Acionistas minoritários (ações com direito a voto) -1 Acionistas minoritários (ações preferenciais) -1 DIREITO DE VOTO As ações ordinárias têm total direito de voto nas assembleias As ações preferenciais têm direito de voto apenas sob circunstâncias específicas (a) DIREITO A RESGATE Os acionistas têm direito a resgate sob certas circunstâncias especiais (b) (a) Aprovação de acordos de longo prazo relacionado a partes; resgate das ações preferenciais; total poder de voto se a companhia não pagar dividendos por três anos consecutivos. (b) Emissão pela companhia de uma nova classe de ações preferenciais; troca do direito das ações preferenciais; resgate das ações; redução do dividendo estatutário; fusão da companhia; mudança da finalidade corporativa. 57

58 AVISO IMPORTANTE AOS ACIONISTAS Setembro 2011 TNL- Tele Norte Leste Participações S.A. Capital Tesouraria TmarPart Outros ON PN Total TMAR - Telemar Norte Leste S.A. Capital Tesouraria TNE/TmarPart Free Float ON PN A PN B Total BRTO Brasil Telecom S.A. Capital Tesouraria Controlador Free float ON PN Total Instrução CVM n 358, art.12: Os acionistas controladores, diretos ou indiretos, e os acionistas que elegerem membros do Conselho de Administração ou do Conselho Fiscal, bem como qualquer pessoa natural ou jurídica, ou grupo de pessoas, agindo em conjunto ou representando um mesmo interesse, que atingir participação, direta ou indireta, que corresponda a 5% (cinco por cento) ou mais de espécie ou classe de ações representativas do capital de companhia aberta, deverá comunicar à CVM, e a Companhia de acordo com os termos do artigo. As Companhias orientam seus acionistas quanto ao cumprimento dos termos do artigo 12 da Instrução CVM 358, e não se responsabilizam pela divulgação das informações sobre aquisição ou alienação, por terceiros, de participação que corresponda a 5% ou mais de espécie ou classe de ações representativas de seu capital ou de direitos sobre essas ações e demais valores mobiliários de sua emissão. 58

59 RELAÇÕES COM INVESTIDORES Esta apresentação contém projeções e/ou estimativas de futuros eventos. As projeções aqui disponíveis foram reunidas de maneira criteriosa dentro da atual conjuntura, baseadas em trabalhos em andamento e respectivas estimativas. O uso de termos como: "projeta", "estima", "antecipa", "prevê", "planeja", "espera" entre outros, objetivam sinalizar possíveis tendências que, evidentemente, envolvem incertezas e riscos, cujos resultados futuros podem diferir das expectativas atuais. A Oi não se responsabiliza por operações ou decisões de investimento tomadas em função de tais projeções ou estimativas. Contatos de RI Bayard Gontijo Marcelo Ferreira Patricia Frajhof Matheus Guimarães Michelle Costa R, Humberto de Campos, 425/7 o andar Leblon - Rio de Janeiro - RJ Visite nosso website: Twitter: 59

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations

Apresentação APIMEC. Dezembro 2010. Investor Relations. Investor Relations Apresentação APIMEC Dezembro 2010 AGENDA 03. Mercado Brasileiro de Telecom 06. Oi: Perfil e Estratégia 13. Resultados Operacionais e Financeiros 19. Aliança com a Portugal Telecom Mercado Brasileiro de

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013

Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA 1T13. Abril 2013 Relações com Investidores ÁUDIO CONFERÊNCIA Abril 2013 1T13 Estratégia RESIDENCIAL Convergência de serviços com crescimento de Banda Larga e TV Paga MOBILIDADE PESSOAL Crescimento do pós e rentabilização

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014.

Resultados 2T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Julho de 2014. Resultados _ Julho de 2014. Destaques do DESTAQUES OPERACIONAL FINANCEIRO Crescente market share de pós-pago contribuindo para uma maior adoção de dados e crescimento do ARPU. Crescimento de Acessos Pós-Pagos

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Apresentação Corporativa. Novembro, 2008

Apresentação Corporativa. Novembro, 2008 Apresentação Corporativa Novembro, 2008 1 Agenda Setor de Telecomunicações no Brasil 2 Histórico da Oi: Um Caso de Transformação 9 Nossa Estratégia e Principais Resultados 13 Destaques Operacionais e Financeiros

Leia mais

TIM BRASIL MARIO CESAR ARAUJO

TIM BRASIL MARIO CESAR ARAUJO MARIO CESAR ARAUJO Agenda Destaques dos resultados de 2007 O contexto do mercado brasileiro Visão geral do plano 2008-10 Metas para 2008-10 1 Destaques 2007 TIM Brasil está posicionada como líder em valor

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Destaques do Trimestre 2 Lançamento recente do Net Fone.com, produto que combina os serviços de telefonia, acesso rápido à internet e melhoria de imagem,

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores

RELATÓRIO TRIMESTRAL 4T14 2014. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Oi S.A. www.oi.com.br/ri. Relações com Investidores 4T14 2014 Relações com Investidores RELATÓRIO TRIMESTRAL Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 Destaques 2 Lançamento do NET Digital HD, que combina as funções de gravador e conversor de alta definição; Aquisição da BIGTV traz 12 importantes cidades

Leia mais

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006

7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa. 21 e 22 de agosto de 2006 7 a Conferência Brasil Anual Santander Banespa 21 e 22 de agosto de 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados

Leia mais

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores

10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009. Relações com Investidores 10ª CONFERÊNCIA WEBSITE ANUAL SANTANDER AGOSTO DE 2009 Relações com Investidores AGENDA O Mercado de Telecomunicações no Brasil Perfil e Estratégia da Oi Resultados Operacionais e Financeiros Atuação no

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

Novembro 2006. www.telemar.com.br/ri

Novembro 2006. www.telemar.com.br/ri Novembro 2006 www.telemar.com.br/ri Índice Visão Geral Telemar Mercado de Telecom no Brasil Telemar: Destaques Operacionais e Financeiros Anexos 2 Telemar: Visão Geral Empresa líder em serviços integrados

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Algar Telecom. Abril de 2013

Algar Telecom. Abril de 2013 Algar Telecom Abril de 2013 Algar Telecom Portfólio diversificado e complementar. Soluções em Telecom e Tecnologia de Processos de negócios Foco na qualidade de atendimento e relacionamento com seus clientes.

Leia mais

Apresentação a investidores

Apresentação a investidores Apresentação a investidores Parceria estratégica com a Oi 26 Janeiro 2011 Portugal Telecom Janeiro 2011 0 Aviso Importante O presente comunicado contém objectivos acerca de eventos futuros, de acordo com

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009

Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 GVT (Holding) S.A. Divulgação de Resultados 1º Trimestre de 2009 Curitiba, 22 de Abril de 2009 Curitiba, 22 de abril de 2009: A GVT (Holding) S.A. (Bovespa: GVTT3, Reuters: GVTT3.SA e Bloomberg GVTT3:BZ),

Leia mais

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011 Contax Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI Janeiro de 2011 SEÇÃO 1 Racional da Transação 2 A Líder no Mercado de Contact Center no Brasil A Contax Líder no mercado com ampla base de clientes Fundada

Leia mais

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003 Brasil Telecom Café da Manhã com Investidores Unibanco Fevereiro 2003 1 Estratégia 2 Mercado Metas Metas Garantir a liderança na Região II, focando nos clientes de alto valor. Garantir a liderança na Região

Leia mais

Qualidade da Banda Larga Fixa (SCM) Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional

Qualidade da Banda Larga Fixa (SCM) Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional Qualidade da Banda Larga Fixa (SCM) Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2014 Superintendência de Controle de Obrigações - SCO Gerência de Controle de Obrigações de Qualidade - COQL Brasília,

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008 Apresentação de Resultados 1T08 19 de Maio de 2008 Agenda A Companhia Resultados Operacionais Resultados Financeiros 2 Operação Virtual Canal Lojas A Companhia Globex S.A. Globex Utilidades S.A.: operadora

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

CSU CardSystem - 2010

CSU CardSystem - 2010 CSU CardSystem - 2010 Considerações Iniciais Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários

Leia mais

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Contatos: Tele Nordeste Celular Mário Gomes 0xx81.216.2592 Fabíola Almeida 0xx81.216.2594 Octavio Muniz 0xx81.216.2593 Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Brasília, Brasil

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

APRESENTAÇÃO. CORPORATIVA Outubro/2011. Relações com Investidores

APRESENTAÇÃO. CORPORATIVA Outubro/2011. Relações com Investidores APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Outubro/2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados 2T09 1 DESTAQUES DO 2T09 2 Base de Clientes TV a Cabo: 3,5 milhões Base de Clientes Net Vírtua: 2,6 milhões Base de Clientes em Voz: 2,3 milhões ARPU: oportunidade

Leia mais

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015.

Resultados 1T15_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Maio, 2015. Resultados _ Relações com Investidores Maio, 2015. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes,

Leia mais

Apresentação para Investidores 1S10

Apresentação para Investidores 1S10 Apresentação para Investidores 1S10 1 Agenda 1. Visão Geral e Desempenho Consolidado 2. Livraria Saraiva 3. Editora Saraiva 2 Governança Corporativa Nível 2 de Governança Corporativa da Bovespa Primeira

Leia mais

31 de Março 2010 Divulgação dos Resultados Pro Forma do ano de 2009

31 de Março 2010 Divulgação dos Resultados Pro Forma do ano de 2009 31 de Março 2010 Divulgação dos Resultados Pro Forma do ano de 2009 CRIAÇÃO DA MULTIPLUS S.A. Ao longo do segundo semestre de 2009 a TAM S.A. concluiu a montagem de sua subsidiária, a Multiplus S.A., que

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

5. Empresa em Estudo Oi

5. Empresa em Estudo Oi 80 5. Empresa em Estudo Oi Este capítulo retrata a Oi, primeira empresa a oferecer a tecnologia GSM no Brasil, a sua origem, os serviços oferecidos, o lançamento e a escolha da marca. 5.1. A Empresa Holding

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A.

Resultados Janeiro Março / 2014. Resultados 4T13 Telefônica Brasil S.A. Resultados Janeiro Março / 2014 Resultados 4T13 0+ TELEFÔNICA BRASIL ATINGE MARGEM DE 29,8% COM FORTE CONTROLE EM CUSTOS MESMO EM FACE À MAIOR ATIVIDADE COMERCIAL NO PERÍODO DESTAQUES Aceleração no crescimento

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 Resultados Janeiro Março / 2011 ÍNDICE MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 DIVIDENDOS E

Leia mais

Plano Sob Medida Regulamento

Plano Sob Medida Regulamento Plano Sob Medida Regulamento O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes do Plano Sob Medida. 1. Condições Gerais 1.1 Com o plano Sob Medida, o cliente poderá

Leia mais

Relatório da Administração. Tele Norte Leste Participações S.A. Senhores Acionistas,

Relatório da Administração. Tele Norte Leste Participações S.A. Senhores Acionistas, Relatório da Administração Tele Norte Leste Participações S.A Senhores Acionistas, A administração da Tele Norte Leste Participações (TNL), submete à sua apreciação o Relatório da Administração e as Demonstrações

Leia mais

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA?

Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? Tecnologia 40 Mas afinal, o que é a CONVERGÊNCIA? DSL Cabo Fibra Móvel Móvel WiFi em movimento Convergência TERMINAL é poder MULTI- se comunicar ÓTIMO MÍDIA independente de local, dispositivo de acesso

Leia mais

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010.

1. Destaques. Índice: Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 11 de fevereiro de 2010. Embratel Participações S.A. ( Embrapar ) (BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,2 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ), 100,0

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015 nº 48 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Recompra de Ações No período de janeiro

Leia mais

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD PRESS RELEASE Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD Segunda-feira, 3/5/2004 Divulgação dos Resultados do 1 º trimestre 2004 O Banco Bradesco apresentou Lucro Líquido de R$ 608,7 milhões no 1 º

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

1.2.2. Para participar, é necessário realizar cadastro prévio, optando por um dos canais abaixo:

1.2.2. Para participar, é necessário realizar cadastro prévio, optando por um dos canais abaixo: REGULAMENTO Promoção Mega Mais Total 200MB MAIS PRÉ SP, DF São partes deste regulamento o CLIENTE, qualificado no Termo de Solicitação de Serviço, e a TELEFÔNICA BRASIL S/A, doravante denominada simplesmente

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014.

Resultados 4T13_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Fevereiro, 2014. Resultados 4T13_ Fevereiro, 2014. Destaques do 4T13 e ano de 2013 DESTAQUES Móvel Fixo Operacional Sustentando o crescimento superior em adições de pós-pago resultando em uma maior adoção de dados e crescimento

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Seminário sobre Telecomunicações APIMEC RIO As Oportunidades do Mercado de Telecom no Brasil Universalização dos Serviços Através do Móvel Crescimento

Leia mais

RESULTADOS BRASIL BROKERS. 3º Trimestre 2008

RESULTADOS BRASIL BROKERS. 3º Trimestre 2008 RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2008 2008 Brasil 2008 Brokers Brasil Brokers Todos os Direitos Todos os Reservados Direitos Reservados Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

FATO RELEVANTE. Fernando Nobert. ON: 51,6% PN: 0,0% Total: 17,2% ON: 52,6% PN: 0,0% Total: 26,7% VIVAX S.A.

FATO RELEVANTE. Fernando Nobert. ON: 51,6% PN: 0,0% Total: 17,2% ON: 52,6% PN: 0,0% Total: 26,7% VIVAX S.A. Net Serviços de Comunicação S.A. CNPJ/MF nº 00.108.786/0001-65 NIRE nº 35.300.177.240 Companhia Aberta Rua Verbo Divino nº 1.356-1º andar, São Paulo-SP FATO RELEVANTE A Net Serviços de Comunicação S.A.

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15. 17 de agosto de 2015

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15. 17 de agosto de 2015 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15 17 de agosto de 2015 Seção I Destaques & Conjuntura Positivo Informática registra crescimento de 3,1% na receita líquida no varejo no 2T15 Mesmo em um trimestre de

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom Algar Tecnologia, subsidiária integral da Algar Telecom que

Leia mais

3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO

3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO 27 3 CONTEXTO DO ESTUDO DE CASO Este capítulo apresenta o setor de telecomunicações no Brasil e o mercado de banda larga residencial. 3.1 O setor de telecomunicações no Brasil O setor de telecomunicações

Leia mais

Marketing Empresarial Ofertas Fixo e Banda Larga

Marketing Empresarial Ofertas Fixo e Banda Larga Marketing Empresarial Ofertas Fixo e Banda Larga Rio de Janeiro, 04 de Setembro de 2013 Fixo 1 2 Portfolio de Fixo Oi Conta Completa e Sob Medida Local Franquia Quantidade de Terminais 800 min 1 2.000

Leia mais

DESTAQUES. TCP R$ milhões 3T03 TCO. 3T02 próforma

DESTAQUES. TCP R$ milhões 3T03 TCO. 3T02 próforma VIVO, O MAIOR GRUPO EMPRESARIAL DE TELEFONIA MÓVEL DA AMÉRICA DO SUL DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2003 DA TELESP CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES:

Leia mais

Relatório trimestral. 1t12. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Relações com Investidores

Relatório trimestral. 1t12. Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Relações com Investidores 1t12 Relações com Investidores Relatório trimestral Informações e Resultados Consolidados (Não Auditados) Este relatório contempla o desempenho operacional e financeiro da Oi S.A. e de suas controladas

Leia mais

Magazine Luiza APIMEC-RIO 2014

Magazine Luiza APIMEC-RIO 2014 APIMEC-RIO 2014 Visão Geral Estratégia Indicadores Financeiros Quem somos? Estados com Lojas Centros de Distribuição Alhandra 736 lojas 24 mil funcionários Centro-Oeste 2% 21% Ribeirão Preto Nordeste 48%

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

Dezembro/2003. Apresentação Corporativa

Dezembro/2003. Apresentação Corporativa Dezembro/2003 Apresentação Corporativa Visão Geral 1 Destaques Operadora integrada 15,1 milhões de linhas fixas em serviço (dez/03) 4,0 milhões de linhas móveis (jan/04) Região I Área de Concessão (Região

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

Net Net Serviços de de Comunicação S.A Reunião Resultados Pública com 2005 Investidores 2T05

Net Net Serviços de de Comunicação S.A Reunião Resultados Pública com 2005 Investidores 2T05 Net Net Serviços de de Comunicação S.A Reunião Resultados Pública com 2005 Investidores 2T05 1 Considerações Futuras Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às

Leia mais

Brasil Telecom Participações S.A.

Brasil Telecom Participações S.A. BRTP3: R$21,00 / 1.000 ações BRTP4: R$17,80 / 1.000 ações BRP: US$31,35 / ADR Valor de Mercado: R$6.838 milhões Fechamento de 01 de novembro de 2004 Brasil Telecom Participações S.A. Divulgação de Resultado

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007. Curitiba, 14 de janeiro de 2008

Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007. Curitiba, 14 de janeiro de 2008 Divulgação de Resultados do 4 Trimestre de 2007 Curitiba, 14 de janeiro de 2008 No 4T07, a receita da GVT aumentou 29%, a receita relativa ao core business cresceu 37%, o EBITDA aumentou 41% alcançando

Leia mais

Brasil Telecom A Empresa Líder de Internet na América Latina

Brasil Telecom A Empresa Líder de Internet na América Latina Brasil Telecom A Empresa Líder de Internet na América Latina Agenda Aquisição do ig Resumo da transação e Fairness Opinion Aquisição do ig Conquistas em Internet A Brasil Telecom publicou ontem fato relevante

Leia mais

Número de operações: 93

Número de operações: 93 APIMEC Maio de 2010 PRESENÇA GEOGRÁFICA 2 Número de operações: 93 Principais cidades São Paulo Rio de Janeiro Belo Horizonte Recife Brasília Manaus Curitiba Florianópolis Porto Alegre Guarulhos Ponta Grossa

Leia mais

Marketing Empresarial Ofertas Fixo e Banda Larga. Rio de Janeiro, 04 de Setembro de 2013

Marketing Empresarial Ofertas Fixo e Banda Larga. Rio de Janeiro, 04 de Setembro de 2013 Marketing Empresarial Ofertas Fixo e Banda Larga Rio de Janeiro, 04 de Setembro de 2013 Fixo 1 Portfolio de Fixo Oi Fixo Empresa Franquia Quantidade de Terminais 600 min 1 2.000 min 1 a 2 4.000 min 2 a

Leia mais

I I F ó r u m N a c i o n a l d o s. Conselhos de Usuár ios

I I F ó r u m N a c i o n a l d o s. Conselhos de Usuár ios I I F ó r u m N a c i o n a l d o s Conselhos de Usuár ios PESQUISA DE SATISFAÇÃO E QUALIDADE PERCEBIDA Destaques dos Resultados Coletiva de Imprensa Superintendência de Relações com Consumidores 29/03/2016

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T12

Divulgação de Resultados 1T12 Divulgação de Resultados 1T12 17 de maio de 2012 Palestrantes Bruno Padilha Presidente do Conselho de Administração Tuca Ramos - Presidente Luis Eduardo Fischman Diretor Financeiro e de RI José Ricardo

Leia mais

Índice. 1. Visão Geral Telemar Visão Geral do Mercado de Telecom Telemar Principais Desafios 24.

Índice. 1. Visão Geral Telemar Visão Geral do Mercado de Telecom Telemar Principais Desafios 24. APIMEC 2005 Índice 1. Visão Geral Telar 2 2. Visão Geral do Mercado Telecom 4 3. Telar 12 7 4. Principais Desafios 24 1 Visão Geral Telar Foco no Mercado 14.966 mil linhas serviço 8.112 mil clientes 641

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE JULHO DE 2015

TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE JULHO DE 2015 TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA DO SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE JULHO DE 2015 R$ 31 bilhões de investimentos

Leia mais

Metas de banda larga; Oi ainda apresenta deficiências em alguns estados

Metas de banda larga; Oi ainda apresenta deficiências em alguns estados Metas de banda larga; Oi ainda apresenta deficiências em alguns estados SINTTEL - Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicaçãoes de Minas Gerais SINTTEL - Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicaçãoes

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Atratividade do Brasil: avanços e desafios Fórum de Atratividade BRAiN Brasil São Paulo, 03 de junho de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia

Leia mais

PLANOS DE LONGA DISTÂNCIA - VC2 E VC3 NOVOS VALORES VIGENTES NOVOS VALORES MÁXIMOS NOVOS VALORES PROMOCIONAIS (1) REGIÃO DO PGO

PLANOS DE LONGA DISTÂNCIA - VC2 E VC3 NOVOS VALORES VIGENTES NOVOS VALORES MÁXIMOS NOVOS VALORES PROMOCIONAIS (1) REGIÃO DO PGO EMBRATEL PREÇOS E TARIFAS DE CHAMADAS ENVOLVENDO TERMINAIS MÓVEIS TABELA REFERENTE AO COMUNICADO PUBLICADO NO JORNAL DO COMMERCIO, EM 31/03/2014 PLANOS ALTERNATIVOS DE SERVIÇOS ENVOLVENDO ACESSOS DO SMP

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

FATO RELEVANTE/AVISO AOS ACIONISTAS

FATO RELEVANTE/AVISO AOS ACIONISTAS TELE NORTE LESTE PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 02.558.134/0001-58 NIRE 33.3.0026253-9 COARI PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 04.030.087/0001-09 NIRE 33.3.0027761-7 TELEMAR NORTE LESTE S.A. CNPJ/MF nº 33.000.118/0001-79

Leia mais

Renova Energia. Investimento da Light na Renova Energia

Renova Energia. Investimento da Light na Renova Energia Renova Energia Investimento da Light na Renova Energia Descrição da Operação Acordo estratégico resultará em investimento na Renova para transformá-la no veículo de crescimento da Light no segmento de

Leia mais

DESCRITIvO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 110

DESCRITIvO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 110 DESCRITIvO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 110 I) Empresas: Este Plano Alternativo de Serviço aplica-se à TELEMAR NORTE LESTE S.A., sucessora por incorporação das Empresas Concessionárias do Serviço

Leia mais

BTG Pactual XIII CEO Conference

BTG Pactual XIII CEO Conference BTG Pactual XIII CEO Conference Fevereiro 2012 Agenda Visão Geral Magazine Luiza Principais Eventos em 2011 Expectativas para 2012 2 Visão Geral Magazine Luiza Liderança de Mercado Uma das maiores redes

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002 Brasil Telecom Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg Dezembro de 2002 1 OSetor de Telecomunicações no Brasil 2 Empresas de Telefonia Fixa Região IV (Somente Longa Distância) Preço Mínimo: US$1.548

Leia mais

RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre de 2011. RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2011

RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre de 2011. RESULTADOS BRASIL BROKERS 3º Trimestre 2011 3º Trimestre 2011 Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro instrumento financeiro, nem esta apresentação ou

Leia mais

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09.

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09. Fatores de Sucesso Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio Telefônica Vivo 27.09.2012 Conteúdo 01 Vivo: uma história de sucesso 02 Desempenho da

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney

Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Net Serviços de Comunicação S.A Apresentação Expomoney Considerações Futuras Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

Material elaborado pela Net Serviços para Reunião com Analistas e Investidores

Material elaborado pela Net Serviços para Reunião com Analistas e Investidores REESTRUTURAÇÃO FINANCEIRA Material elaborado pela Net Serviços para Reunião com Analistas e Investidores REESTRUTURAÇÃO FINANCEIRA A Net Serviços de Comunicação S.A. é a maior multi-operadora de TV por

Leia mais

4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados. 13 de Fevereiro de 2008

4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados. 13 de Fevereiro de 2008 4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados 13 de Fevereiro de 2008 Aviso Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação. Novembro de 2015

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação. Novembro de 2015 Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação Novembro de 2015 acesso móvel TV por assinatura telefone fixo banda larga fixa Panorama Setorial - Tradicional 44,1 milhões de assinantes 25,2

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14 11 de novembro de 2014 Seção I Destaques 3T14 Positivo Informática registra lucro líquido de R$ 13,5 milhões no 3T14 Retomada dos volumes no varejo e aceleração no

Leia mais