Sistema de Controle e Monitoração para a Corveta Barroso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Controle e Monitoração para a Corveta Barroso"

Transcrição

1 Instituto de Pesquisas da Marinha Sistema de Controle e Monitoração para a Corveta Barroso João Luís Marins XX Copinaval 26 de outubro de 2007

2 Objetivo Apresentar a arquitetura do Sistema de Controle e Monitoração (SCM) desenvolvido pelo IPqM para a Corveta Barroso. Engrenagem Redutora (Módulo Secundário) Mancal de Escora Eixo Cardã Freio da Turbina MCP Turbina Embreagens Sincronizadoras Módulo Hidráulico Acoplamento Fluido Hélices de Passo Controlável MCP Engrenagem Redutora (Módulo Primário) Engrenagem Redutora (Módulo Secundário) Mancal de Escora Eixo Cardã

3 Arquitetura O SCM é composto de 3 subsistemas independentes: Subsistema de Controle e Monitoração de Propulsão e Auxiliares (SCMPA) Subsistema de Controle de Avarias (SCAV) Subsistema Manual Remoto (SMR) Suas principais características são: Controle distribuído e redundante Estações de operação intercambiáveis Hardware COTS Software totalmente desenvolvido pelo IPqM

4 SCMPA - Função A função do SCMPA é fornecer os set-points para a instalação propulsora (motores, turbina e HPC) de modo a garantir a integridade da instalação e a satisfação dos requisitos de consumo e nível de ruído. Para isso, ele monitora sinais da planta e de sistemas auxiliares. Turbina, Motores, HPC, Engrenagem Redutora, Acoplamento Fluido Redes de Lubrificação e Refrigeração Sistemas de Óleo Lubrificante e Combustível Estabilizadores, Máquina do Leme e Proteção Catódica Sistemas de Água Doce, Água Salgada e Águas Servidas

5 SCMPA - Hardware O SCMPA é composto de: Rede ótica em anel coletando sinais das Praças de Máquinas através de Remotas de Aquisição de Dados (Rede de Campo) 2 Controladores Lógicos Programáveis operando em redundância Rede Ethernet conectando todas as Estações (Rede Supervisória)

6 SCAV - Função A função do SCAV é monitorar o navio quanto a avarias (incêndios e alagamentos) e fornecer apoio à decisão para o comando. Para isso, ele: Monitora compartimentos sujeitos a incêndios e alagamentos Monitora compartimentos sujeitos ao uso de borrifo e CO 2 Monitora o nível de tanques e a pressão da rede de incêndio Monitora a situação de portas, escotilhas e agulheiros Monitora sistemas críticos quanto a falhas Aciona equipamentos remotamente Calcula a estabilidade do navio a qualquer instante Fornece rotas de movimentação de pessoal e para extração de fumaça

7 SCAV - Hardware O SCAV é composto de: Caixas de Aquisição de Dados (CAD) que recebem informações dos sensores. 2 redes de campo paralelas e redundantes com protocolo CANBus Rede Ethernet conectando todas as Estações (Rede Supervisória)

8 SMR - Função A função do SMR é fornecer comandos para motores e turbina, no caso do SCMPA ficar fora de operação. Para isso, ele recebe e envia uma série de sinais hard-wired, permitindo: Acelerar e desacelerar motores e turbina Parar em emergência motores e turbina Detectar alguns alarmes de equipamentos mais sensíveis

9 SMR - Hardware O SMR é composto de: 01 Remota de Aquisição de Dados na Praça de Máquinas 01 Controlador Lógico Programável no Centro de Controle de Máquinas Comunicação ótica entre a Remota e o Controlador

10 SCM SCMPA, SCAV e SMR

11 SCM SCMPA

12 SCM SCAV

13 SCM SMR

14 SCM SCMPA, SCAV e SMR

15 SCM Dados da Planta sinais digitais 130 sinais analógicos 02 interfaces seriais da turbina (cada uma com sinais) 06 interfaces seriais dos motores (cada uma com 600 sinais) 02 interfaces seriais das giros (cada uma com 200 sinais) Total: variáveis de entrada/saída

16 SCM Dados de Hardware Consoles de Operação: 04 unidades Estações de Antepara: 09 unidades Remotas de Aquisição de Dados: 13 unidades Caixas de Junção: 05 unidades Caixas de Aquisição de Dados: 38 unidades Gabinete: 01 unidade Outros Itens: 11 unidades Total: 81 itens

17 SCM Dados de Software Supervisório: QNX Neutrino Banco de Dados: MySQL Rede de Campo: MODBus RTU Rede de CAV: CANBus Rede Supervisório: Ethernet Total de variáveis de programação

18 Telas

19 Telas

20 Telas

SISTEMA DE CONTROLE E MONITORAÇÃO PARA A CORVETA BARROSO

SISTEMA DE CONTROLE E MONITORAÇÃO PARA A CORVETA BARROSO SISTEMA DE CONTROLE E MONITORAÇÃO PARA A CORVETA BARROSO Capitão-de-Fragata (EN) João Luís Marins Instituto de Pesquisas da Marinha E-mail: marins@ipqm.mar.mil.br RESUMO Este trabalho apresenta o Sistema

Leia mais

Evolução dos Sistemas de Controle de Máquinas. Por: Nicolau Sebastião e Antônio Penna

Evolução dos Sistemas de Controle de Máquinas. Por: Nicolau Sebastião e Antônio Penna Evolução dos Sistemas de Controle de Máquinas Por: Nicolau Sebastião e Antônio Penna Sistemas de Controle de Máquinas Fonte de Energia para a Propulsão Vapor Diesel / Gás Mecânica Elétrica Diesel - Elétrica

Leia mais

Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia

Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia Eng. Fernando Guessi Plácido E-mail: fernandogplacido@hotmail.com Skype: fernando.guessi Roteiro O que é SCADA Benefícios de um sistema de supervisão;

Leia mais

Modernização do Sistema de Controle e Monitoração da Propulsão e Auxiliares das Fragatas Classe Niterói. Uma Grande Experiência de Engenharia

Modernização do Sistema de Controle e Monitoração da Propulsão e Auxiliares das Fragatas Classe Niterói. Uma Grande Experiência de Engenharia Modernização do Sistema de Controle e Monitoração da Propulsão e Auxiliares das Fragatas Classe Niterói. Uma Grande Experiência de Engenharia Autor: Leopoldo Jorge de Souza, MSEE, Capitão de Mar e Guerra

Leia mais

Sistemas Supervisórios

Sistemas Supervisórios Sistemas Supervisórios Prof a. Michelle Mendes Santos michelle@cpdee.ufmg.br Sistemas Supervisórios Objetivos: Apresentação e posicionamento da utilização de sistemas supervisórios em plantas industriais;

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA) Sistema de Execução da Manufatura MES Sistemas a Eventos Discretos (SED

Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA) Sistema de Execução da Manufatura MES Sistemas a Eventos Discretos (SED Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA) Sistema de Execução da Manufatura MES Sistemas a Eventos Discretos (SED Yuri Kaszubowski Lopes Roberto Silvio Ubertino Rosso Jr. UDESC 24 de Abril de

Leia mais

Autores: Mauro Lucio Martins Eduardo Sarto

Autores: Mauro Lucio Martins Eduardo Sarto Aplicação da Preditiva on-line Como Ferramenta para o Aumento da Disponibilidade e Confiabilidade dos Equipamentos Rotativos em uma Empresado Ramo Petrolífero Autores: Mauro Lucio Martins Eduardo Sarto

Leia mais

O QUADRO TÉCNICO DE PRAÇAS DA ARMADA (QTPA)

O QUADRO TÉCNICO DE PRAÇAS DA ARMADA (QTPA) O QUADRO TÉCNICO DE PRAÇAS DA ARMADA (QTPA) 1 - O CORPO DE PRAÇAS DA ARMADA Os militares da Marinha do Brasil (MB) estão organizados em graus hierárquicos de Oficiais e de Praças. As Praças são ordenadas,

Leia mais

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância Monitoramento de Transformadores de Potência Gerenciamento de Dados para o Monitoramento e Avaliação da Condição Operativa de Transformadores Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Leia mais

RET Relatório Técnico de Encerramento Título do Teste TESTE DE HIDROVARIADOR DE VELOCIDADE HENFEL MODELO HFPM2500

RET Relatório Técnico de Encerramento Título do Teste TESTE DE HIDROVARIADOR DE VELOCIDADE HENFEL MODELO HFPM2500 RET Relatório Técnico de Encerramento Título do Teste TESTE DE HIDROVARIADOR DE VELOCIDADE HENFEL MODELO HFPM2500 APLICADO EM ACIONAMENTO DE TRANSPORTADORES DE CORREIA TMPM SÃO LUÍS - MA SAT 1260 Localidade,

Leia mais

Programa de Treinamento. Básico

Programa de Treinamento. Básico Programa de Treinamento Básico Filosofia dos CLP s da Mauell Condições de emprego e utilização Montagem modular em um sitema local Visão do Hardware Montagem em sistemas de rede Acoplamentos de sistemas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS. Painéis de controle Controladores eletrônicos para grupos geradores

APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS. Painéis de controle Controladores eletrônicos para grupos geradores APRESENTAÇÃO DE PRODUTOS Painéis de controle Controladores eletrônicos para grupos geradores APLICAÇÕES AMF Automatic Mains Failure em caso de falhas de alimentação da rede (Grupo gerador individual) ATS

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05 Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração Revisão 1 Mai2005 O é um sistema inteligente de Monitoramento, Aquisição de Dados e Supervisão Local para utilização com os softwares da linha Dynamic.

Leia mais

Apresentação Módulos Registrador de Eventos e Jumper eletrônico

Apresentação Módulos Registrador de Eventos e Jumper eletrônico TrainScout Apresentação Módulos Registrador de Eventos e Jumper eletrônico Thursday, November 22, 2007 1 TrainScout Apresentação O TrainScout é uma poderosa solução de controle e monitoramento de locomotivas

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO DO: APARELHO PARA CONTROLE DE MOENDA MODELO: MD-RT-1000

DESCRITIVO TÉCNICO DO: APARELHO PARA CONTROLE DE MOENDA MODELO: MD-RT-1000 QUEM FAZ A VENDA É DEUS NÓS SOMENTE EXECUTAMOS OS SERVIÇOS COM A AJUDA DELE RUN TIME Automação Industrial & Metrologia Rua Francisco da Silva, 140 Jardim Cajubá Sertãozinho/SP CEP: 14177-105 Telefax: 16-2105-6600

Leia mais

CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES. Linha de Produtos

CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES. Linha de Produtos CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES Linha de Produtos FAMÍLIA GC XXX GC 310: Controlador Simples AMF-ATS-SPM Emergência, falha dos canos principais, comutação GC 350: Controlador Avançado AMF-ATS-SPM Emergência,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 001/2011 SENAI-DR-RN/CTGÁS-ER PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. CARGO: INSTRUTOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGIAS I Nível O

PROCESSO SELETIVO 001/2011 SENAI-DR-RN/CTGÁS-ER PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. CARGO: INSTRUTOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGIAS I Nível O 2 PROCESSO SELETIVO 001/2011 SENAI-DR-RN/CTGÁS-ER PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARGO: INSTRUTOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGIAS I Nível O CÓDIGO DO CARGO/VAGA: V0013 1) Considere um transformador

Leia mais

Regulador Digital de Tensão DIGUREG

Regulador Digital de Tensão DIGUREG Regulador Digital de Tensão DIGUREG Totalmente digital. Software para parametrização e diagnósticos extremamente amigável. Operação simples e confiável. Ideal para máquinas de pequena a média potência.

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO PARA O CONTROLE DE PCHs - COACH JOSE LUIZ BOZZETTO,FLAVIO C. BIANCHI BCM ENGENHARIA

SISTEMA INTEGRADO PARA O CONTROLE DE PCHs - COACH JOSE LUIZ BOZZETTO,FLAVIO C. BIANCHI BCM ENGENHARIA SISTEMA INTEGRADO PARA O CONTROLE DE PCHs - COACH JOSE LUIZ BOZZETTO,FLAVIO C. BIANCHI BCM ENGENHARIA Este trabalho descreve em linhas gerais o sistema integrado para o controle, automação e integração

Leia mais

Projetos tecnológicos especiais

Projetos tecnológicos especiais Apresentação Projetos tecnológicos especiais comunicação, controle e informação A Real Fábrica é uma empresa especializada no desenvolvimento e implantação de projetos personalizados de automação comunicação

Leia mais

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada!

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada! Electron do Brasil Tecnologia Digital Qualidade Comprovada! Ensaios de Tipo Realizados Tecnologia ao seu alcance Catálogo Monitemp - rev3 Produtos Certificados! www.electrondobrasil.com O Monitor de Temperatura

Leia mais

Sistemas supervisórios

Sistemas supervisórios Sistemas supervisórios O software supervisório utiliza a representação de objetos estáticos e animados para representar todo o processo de uma planta, assim como uma interface IHM. Ela opera em dois modos:

Leia mais

SD70ACe Locomotiva Diesel-Elétrica

SD70ACe Locomotiva Diesel-Elétrica Potência, Desempenho e Inovação Alto desempenho, sistema de tração AC 4.500 BHP / 86.675 Kgf Esforço Trator de Partida 16-710G3C-T1/T2 Motor Diesel Eletrônico EPA Tier-1 ou 2 - Emissões EM2000 Sistema

Leia mais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais BI AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL Sistema Integrado de Teste em Umbilicais Objetivos da Apresentação Demonstrar a Arquitetura de hardware e software da National Instruments utilizada na solução; Discutir

Leia mais

TESTES MOTORES DE CENTRO PARA EMBARCAÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA E DE SALVAMENTO AVALIAÇÃO E RELATÓRIO DE TESTES

TESTES MOTORES DE CENTRO PARA EMBARCAÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA E DE SALVAMENTO AVALIAÇÃO E RELATÓRIO DE TESTES TESTES MOTORES DE CENTRO PARA EMBARCAÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA E DE SALVAMENTO AVALIAÇÃO E RELATÓRIO DE TESTES DO MOTOR NÚMERO DE SÉRIE TIPO DE COMBUSTÍVEL POTÊNCIA DE PROJETO (Kw) DIÂMETRO E PASSO DO HÉLICE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás GO ANEXO IV CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA

Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás GO ANEXO IV CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA ANEXO IV CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA ANEXO IV. CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRONICA CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL 1. INTRODUÇÃO - CCO

Leia mais

Sistema de controles e alarmes hospitalar ISO 9001:2008

Sistema de controles e alarmes hospitalar ISO 9001:2008 Sistema de controles e alarmes hospitalar ISO 9001:2008 Alarme BHP Sistema Telemedica Desenvolvidos para uma ampla gama de utilizações no setor hospitalar. Todos os produtos são fabricados conforme 93/42/EEC

Leia mais

Operação de Instalações Marítimas

Operação de Instalações Marítimas ENIDH, Fevereiro 2011 Sumário O navio Legenda e Comandos Ponte Casa do Gerador de Emergência Sala de Controle da Máquina Painel de Comando Geradores/Auxiliares Power Chief Quadro Comando Máq.PP. Auto Chief

Leia mais

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Engenharia de Controle e Automação Introdução Sistemas Supervisórios são sistemas digitais de monitoração e operação da planta que gerenciam as

Leia mais

O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento. Padrões. Padrões. Meios físicos de transmissão

O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento. Padrões. Padrões. Meios físicos de transmissão O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento Romeu Reginato Julho de 2007 Rede. Estrutura de comunicação digital que permite a troca de informações entre diferentes componentes/equipamentos

Leia mais

O que é SDCD? O que é SDCD? Alguns Fabricantes. Histórico 24/05/2011. SDCD Sistema Digital de Controle Distibuído. Sala de Controle: Período Clássico

O que é SDCD? O que é SDCD? Alguns Fabricantes. Histórico 24/05/2011. SDCD Sistema Digital de Controle Distibuído. Sala de Controle: Período Clássico O que é SDCD? SDCD Sistema Digital de Controle Distibuído Romeu Reginato Junho de 2008 Nomenclatura em português: SDCD = Sistema Digital de Controle Distribuído Nomenclatura em inglês: DCS Distributed

Leia mais

Estes módulos estão disponível para: DST4602, GCXXX DST4601PX

Estes módulos estão disponível para: DST4602, GCXXX DST4601PX DITHERM, DIGRIN, DIVIT são módulos eletrônicos microprocessados que permitem expandir as entradas analógicas de vários controladores SICES para grupos geradores. Mais concretamente: O módulo DITHERM permite

Leia mais

Carregadeira LW300K. Potência Motor: 124 HP - Capacidade da caçamba: 1,9 m³ - Peso operacional: 10.600 Kg

Carregadeira LW300K. Potência Motor: 124 HP - Capacidade da caçamba: 1,9 m³ - Peso operacional: 10.600 Kg Carregadeira LW300K Potência Motor: 124 HP - Capacidade da caçamba: 1,9 m³ - Peso operacional: 10.600 Kg Qualidade, confiabilidade e força, aliada ao baixo consumo de combustível. A Pá-carregadeira LW300K

Leia mais

0800 709 8000 - www.brasifmaquinas.com.br. Distribuidor exclusivo: Distrito Federal. Espírito Santo. Goiás. Minas Gerais. Paraná

0800 709 8000 - www.brasifmaquinas.com.br. Distribuidor exclusivo: Distrito Federal. Espírito Santo. Goiás. Minas Gerais. Paraná 0800 709 8000 - www.brasifmaquinas.com.br Distribuidor exclusivo: Distrito Federal. Espírito Santo. Goiás. Minas Gerais. Paraná Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul. Tocantins ÍNDICE Confiança

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

AÇÕES A SEREM SEGUIDAS APÓS A ATIVAÇÃO DO PEL

AÇÕES A SEREM SEGUIDAS APÓS A ATIVAÇÃO DO PEL Usina Termelétrica Gov. LEONEL BRIZOLA/TERMORIO Informe de recursos internos LIMITES DA ÁREA INDUSTRIAL COMPOSIÇÃO DA UTE GLB Planta Outras instalações Rota de fuga ATIVAÇÃO DO PEL Qualquer empregado ou

Leia mais

O uso do CP em sinalização de ferrovias

O uso do CP em sinalização de ferrovias O uso do CP em sinalização de ferrovias Introdução Um Sistema de Sinalização e Controle ferroviário é responsável por garantir a segurança das operações de movimentação dos trens, permitindo a operação

Leia mais

Tecnologia de sistemas.

Tecnologia de sistemas. Tecnologia de sistemas. HYDAC Dinamarca HYDAC Polônia HYDAC Brasil HYDAC Índia HYDAC China HYDAC França HYDAC Alemanha Seu parceiro profissional para a tecnologia de sistemas. Com mais de 7.500 colaboradores

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES: DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES: DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO GSE/ 19 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO VIII GRUPO DE SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS (GSE) SISTEMA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES: DESENVOLVIMENTO

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO PARA O CONTROLE DE PCHs COACH JOSE LUIZ BOZZETTO, FLAVIO C. BIANCHI BCM ENGENHARIA

SISTEMA INTEGRADO PARA O CONTROLE DE PCHs COACH JOSE LUIZ BOZZETTO, FLAVIO C. BIANCHI BCM ENGENHARIA SISTEMA INTEGRADO PARA O CONTROLE DE PCHs COACH JOSE LUIZ BOZZETTO, FLAVIO C. BIANCHI BCM ENGENHARIA SISTEMAS ELETRÔNICOS DE UMA USINA SUPERVISÃO COS REGULAÇÃO REG VELOCIDADE TENSÃO SINCRONISMO AUTOMAÇÃO

Leia mais

MATÉRIA TÉCNICA APTTA BRASIL TRANSMISSÃO MERCEDES 722.9 INFORMAÇÃO PRELIMINAR

MATÉRIA TÉCNICA APTTA BRASIL TRANSMISSÃO MERCEDES 722.9 INFORMAÇÃO PRELIMINAR MATÉRIA TÉCNICA APTTA BRASIL TRANSMISSÃO MERCEDES 722.9 INFORMAÇÃO PRELIMINAR A transmissão Mercedes 722.9 já está sendo utilizada nos veículos a partir de 2004, mas apesar deste fato, ainda não existe

Leia mais

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO Quem Somos Missão: Ser reconhecida como referência em sistema de adequação de energia com responsabilidade social e ambiental e alto grau de

Leia mais

LISTA DE PREÇOS DE PEÇAS RODOPARANÁ - VALIDA PARA MÊS DE NOVEMBRO 2014

LISTA DE PREÇOS DE PEÇAS RODOPARANÁ - VALIDA PARA MÊS DE NOVEMBRO 2014 LISTA DE PREÇOS DE PEÇAS RODOPARANÁ - VALIDA PARA MÊS DE NOVEMBRO 2014 CODIGO Descrição PIS/COFINS % NCM IPI PRODUTO VALOR 210500012 ANEL VEDAÇÃO 9,25 40169300 8 RDP 470 R$ 9,68 210501565 ANEL 9,25 40169300

Leia mais

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br Série Connect Switches e Conversores Industriais www.altus.com.br Conectividade e simplicidade Compacto: design robusto e eficiente para qualquer aplicação Intuitivo: instalação simplificada que possibilita

Leia mais

Catalogo VIC Controle Remoto e Monitoramento de Guindastes

Catalogo VIC Controle Remoto e Monitoramento de Guindastes Controle Remoto e Monitoramento de Guindastes O projeto: trata-se de um equipamento para controlar e monitorar as operações de guindastes à distancia. Controle: O conceito aplicado é o de comando via rádio

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento 2 Uma Única Solução para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

Homologado pelos fabricantes de equipamentos

Homologado pelos fabricantes de equipamentos Homologado pelos fabricantes de equipamentos Confiabilidade e durabilidade são indispensáveis. A suspensão de uma sessão de radioterapia ou a perda de hélio em uma ressonância magnética precisam ser evitadas

Leia mais

Tecnologias Metso orientadas à Manutenção Preditiva

Tecnologias Metso orientadas à Manutenção Preditiva Tecnologias Metso orientadas à Manutenção Preditiva Luiz Prestes Metso Automation Sales & Product Coordinator South America 1 Progressão Geral de Falha em Máquinas Superfície totalmente danificada Vibrações

Leia mais

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle regulador de volume de combustível circuito baixo P0004

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

FieldLogger. Apresentação

FieldLogger. Apresentação Solução Completa Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um módulo de leitura e registro de variáveis analógicas,

Leia mais

www.inovatronic.com.br março / 2002

www.inovatronic.com.br março / 2002 Programa Supervisório para Tanques de Armazenamento de Gases CEP 20261-070 pág. 1 TEL: 0xx21-2587-8410 Apresentação Desenvolvido especificamente com a finalidade de efetuar a supervisão remota de tanques

Leia mais

Evolução na Comunicação de

Evolução na Comunicação de Evolução na Comunicação de Dados Invenção do telégrafo em 1838 Código Morse. 1º Telégrafo Código Morse Evolução na Comunicação de Dados A evolução da comunicação através de sinais elétricos deu origem

Leia mais

Tecnologias de Automação na ALUNORTE. Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro

Tecnologias de Automação na ALUNORTE. Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro Tecnologias de Automação na ALUNORTE Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro Sumário A Alunorte; Processo de Obtenção da Alumina; Automação na Alunorte; Sistemas Interligados; Projetos Futuros.

Leia mais

Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424 AUTOMAÇÃO E COMANDO,12ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL

Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424 AUTOMAÇÃO E COMANDO,12ºANO PLANIFICAÇÃO ANUAL COMANDO AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE ELETRÓNICA AUTOMAÇÃO E Ano Letivo 2015/2016 Ciclo de Formação: 2013-2016 Nº DO PROJETO: POCH-01-5571-FSE-000424

Leia mais

Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*)

Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*) Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*) (*) - RFID Identificação por Rádio Freqüência Usa antenas que lêem e gravam informações em chips, para monitoramento de ativos pessoas ou objetos

Leia mais

Sistemas de geração de energia elétrica Sistemas de distribuição de energia elétrica Supervisão e controle de energia elétrica Aquisição de dados e

Sistemas de geração de energia elétrica Sistemas de distribuição de energia elétrica Supervisão e controle de energia elétrica Aquisição de dados e Sistemas de geração de energia elétrica Sistemas de distribuição de energia elétrica Supervisão e controle de energia elétrica Aquisição de dados e registro de eventos Intertravamentos de segurança Série

Leia mais

Turbocompressor modelo ABS HST 20

Turbocompressor modelo ABS HST 20 Turbocompressor modelo ABS HST 20 Principais Aplicações O turbocompressor modelo ABS HST 20 é altamente adequado para as seguintes áreas de aplicação: Aeração de água, efluentes ou outros líquidos Flotação

Leia mais

Parte 02 O Controlador Lógico Programável

Parte 02 O Controlador Lógico Programável Parte 02 O Controlador Lógico Programável 2.0 Introdução: Para controlar uma planta industrial, seja a mais simples ou complexa, necessitamos de um sistema de controle, obviamente que quanto mais complexa

Leia mais

Introdução à Planta Didática MPS-PA Estação Compacta da Festo

Introdução à Planta Didática MPS-PA Estação Compacta da Festo Introdução à Planta Didática MPS-PA Estação Compacta da Festo Objetivos: Estudo dirigido da estação compacta da Festo para experimentos em controle de processos. Além da familiarização com os componentes

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM DIGITRACE NGC-40 O NGC-40 é um avançado sistema modular

Leia mais

20/02/2009 09:35. Tipo: CARREGADEIRA Marca: CATERPILLAR Modelo: 920, 930 Item Equipamento: CUBOS DE RODAS E ROLAMENTOS. - Produtos alternativos -

20/02/2009 09:35. Tipo: CARREGADEIRA Marca: CATERPILLAR Modelo: 920, 930 Item Equipamento: CUBOS DE RODAS E ROLAMENTOS. - Produtos alternativos - Plano de Lubrificação Ipiranga Relatório de Equipamentos 20/02/2009 09:35 Tipo: CARREGADEIRA Marca: CATERPILLAR Modelo: 920, 930 Item Equipamento: CUBOS DE RODAS E ROLAMENTOS Produto: IPIFLEX 2 hs: Produto:

Leia mais

Comunicado à Imprensa

Comunicado à Imprensa Brazil Windpower 2012 Página 1 de 5 Beckhoff na Brazil Windpower 2012: Segundo pavimento, Estande 261, 262 Tecnologia para turbinas: Soluções abertas de automação para energia eólica A Brazil Windpower

Leia mais

TRANSMISSÃO MECÂNICA E MECÂNICA HIDRÁULICA HIDRÁULICA EM TRAT EM TRA ORES

TRANSMISSÃO MECÂNICA E MECÂNICA HIDRÁULICA HIDRÁULICA EM TRAT EM TRA ORES UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL VERSÃO 2005 CAPÍTULO 6 TORQUE POTÊNCIA SISTEMAS DE TRANSMISSÃO MECÂNICA E HIDRÁULICA EM TRATORES

Leia mais

PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA

PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA Parte l Rev TRANSPORTE DE ALUNOS ATIVIDADES DIDÁTICAS EM TRÂNSITO ATIVIDADES DIDÁTICAS TEMÁTICAS Arquitetura Naval catamarã para transporte de passageiros/alunos embarcação de

Leia mais

Soluções de Automação e Segurança Predial. Taígo Soares taigo.soares@telemont.com.br

Soluções de Automação e Segurança Predial. Taígo Soares taigo.soares@telemont.com.br Soluções de Automação e Segurança Predial Taígo Soares taigo.soares@telemont.com.br Veículo de Emergência A Telemont Overview Automação Predial Vídeo Monitoramento Controle de Acesso Taígo Soares taigo.soares@telemont.com.br

Leia mais

Projeto integrado do curso de Análise de Sistemas e Tecnologia da Informação

Projeto integrado do curso de Análise de Sistemas e Tecnologia da Informação Projeto integrado do curso de Análise de Sistemas e Tecnologia da Informação Reestruturação da infraestrutura de Tecnologia da Informação de um helpdesk Por: Bruna Freire Pedroso da Costa - Marketing Lucas

Leia mais

(Código INF) Capítulo 1. Generalidades. 1.1 Definições. 1.1.1 Para os efeitos deste Código:

(Código INF) Capítulo 1. Generalidades. 1.1 Definições. 1.1.1 Para os efeitos deste Código: CÓDIGO INTERNACIONAL PARA O TRANSPORTE SEGURO DE COMBUSTÍVEL NUCLEAR IRRADIADO, PLUTÔNIO E RESÍDUOS COM ELEVADO NÍVEL DE RADIOATIVIDADE, SOB A FORMA EMBALAGEM, A BORDO DE NAVIOS (Código INF) Capítulo 1

Leia mais

Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para

Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para rolamentos, acoplamentos hidrodinâmicos e flexíveis, e hidrovariadores de velocidade, produtos destinados a atender os mais

Leia mais

Em caso de não encontrar, ligue ( 0xx11 ) 2018-0501

Em caso de não encontrar, ligue ( 0xx11 ) 2018-0501 DSL0067 BUCHA BRAÇO TENSOR TOPIC DSL0058 Bucha Barra Estabilizadora topic DSL0083 Bucha Jumelo Traseiro topic DSL0001 ROLAMENTO GUIA DSL0008 Junta do Carter topic DSL0009 Fechadura Porta Deslizante topic

Leia mais

Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08

Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08 Manual de instalação e configuração do módulo de saídas NSR-08 Sumário DESCRIÇÃO GERAL...4 VANTAGENS...4 CARACTERÍSTICAS...4 LED DE STATUS DO MODULO...4 ESQUEMA DE LIGAÇÕES...5 LIGAÇÃO DO CABO DE COMUNICAÇÃO...6

Leia mais

RECEBIMENTO DEFINITIVO

RECEBIMENTO DEFINITIVO RECEBIMENTO DEFINITIVO HORÁRIO DE INÍCIO: LOCAL: LOCOMOTIVA Nº: HORÁRIO DE TÉRMINO: PAÍS: DATA: OK? OBS. COM O MOTOR DIESEL DESLIGADO: ITENS DO SISTEMA MECÂNICO, TRUQUE, HIDRÁULICO E PNEUMÁTICO: 1 - Inspecionar

Leia mais

UMA ABORDAGEM DE GERENCIAMENTO REMOTO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA USANDO WEB SERVICES SOBRE TECNOLOGIA GPRS

UMA ABORDAGEM DE GERENCIAMENTO REMOTO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA USANDO WEB SERVICES SOBRE TECNOLOGIA GPRS UMA ABORDAGEM DE GERENCIAMENTO REMOTO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA USANDO WEB SERVICES SOBRE TECNOLOGIA GPRS Prof. Roberto A. Dias, Dr. Eng CEFET-SC Igor Thiago Marques Mendonça Reginaldo

Leia mais

ONEPROD MVX. Manutenção condicional online para máquinas críticas. Brand of ACOEM

ONEPROD MVX. Manutenção condicional online para máquinas críticas. Brand of ACOEM ONEPROD MVX Manutenção condicional online para máquinas críticas Brand of ACOEM O ONEPROD MVX é um sistema de monitoramento em tempo real multicanais, criado para a confiabilidade das máquinas industriais

Leia mais

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas CLIMATIZAÇÃO O exemplo apresentado aqui controla um sistema que envolve bombas, torres, chillers e fan-coils para climatização ambiente para conforto térmico. Pode-se montar controles para sistemas dos

Leia mais

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR ESTES CÓDIGOS SÃO REFERENCIA PARA TODOS OS SISTEMAS DO VEÍCULO

Leia mais

Automation Engineering and Technical Support

Automation Engineering and Technical Support Automation Engineering and Technical Support SKM é uma empresa de engenharia, fabricação e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços para a Marinha

Leia mais

LIVRO DE REGISTRO DE SERVIÇO

LIVRO DE REGISTRO DE SERVIÇO LIVRO DE REGISTRO DE SERVIÇO Número da Chave Passo da Hélice Número de Série do Motor Registro de serviço do cliente Todo o serviço deve ser completado por um revendedor autorizado pelo Distribuidor ou

Leia mais

Sistema de Deteçãode Fogo e Gás

Sistema de Deteçãode Fogo e Gás TRIÂNGULO DA COMBUSTÃO COMBUSTÍVEL (HIDROCARBONETO) OXIGÊNIO (AR) ENERGIA (FONTE INICIAL DE IGNIÇÃO) Sistema de Deteçãode Fogo e Gás Círculo de combustão limitada (EXPLOSÃO!) Combustível (hidrocarboneto)

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

It is wiser to find out than to suppose. Mark Twain, 1835-1910

It is wiser to find out than to suppose. Mark Twain, 1835-1910 It is wiser to find out than to suppose Mark Twain, 1835-1910 Online Intelligence Monitoramento da Condição o Modo Inteligente O Intellinova é um sistema de monitoramento on-line da condição, onde os métodos

Leia mais

SKM é uma empresa de engenharia, industrialização e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços

SKM é uma empresa de engenharia, industrialização e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços Engenharia de Automação & Assistência Técnica SKM é uma empresa de engenharia, industrialização e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços para a

Leia mais

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Prof. Roberto Leal Sensores Dispositivo capaz de detectar sinais ou de receber estímulos de natureza física (tais como calor, pressão, vibração, velocidade, etc.),

Leia mais

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação.

1. Especificar a arquitetura dos controladores lógicos compatíveis a cada aplicação. Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processo Industrial Habilitação

Leia mais

Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil.

Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil. Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil. HYDAC Matriz na Alemanha Seu parceiro competente para máquinas operatrizes móbil. HYDAC Itália HYDAC Holanda HYDAC França HYDAC Coréia HYDAC China

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

MOTOR SISTEMA ELÉTRICO TRANSMISSÃO SISTEMA HIDRÁULICO SISTEMA DE GIRO PARTE RODANTE CABINE E COMANDOS CAPACIDADES DE ABASTECIMENTO

MOTOR SISTEMA ELÉTRICO TRANSMISSÃO SISTEMA HIDRÁULICO SISTEMA DE GIRO PARTE RODANTE CABINE E COMANDOS CAPACIDADES DE ABASTECIMENTO MOTOR Tier II Modelo F4GE0684B*D600 Marca New Holland Fabricante FPT Tipo diesel, de injeção direta, 4 tempos, turboalimentado, intercooler Bomba Injetora Rotativa Potência líquida (SAE J1349) 170 hp (120

Leia mais

STATUS CHECK. Visão Geral do Produto

STATUS CHECK. Visão Geral do Produto STATUS CHECK Visão Geral do Produto Soluções em Monitoramento da Condição Sistema StatusCheck 2.4GHz 2 Visão Geral do Sistema StatusCheck : O Status Check monitora os parâmetros de vibração e temperatura

Leia mais

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia Disciplina: Fontes Alternativas de Parte 1 Fontes Renováveis de 1 Cronograma 1. Fontes renováveis 2. Fontes limpas 3. Fontes alternativas de energia 4. Exemplos de fontes renováveis 1. hidrelétrica 2.

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE SUBMARINOS São Bernardo do Campo 06 Dez 2012

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE SUBMARINOS São Bernardo do Campo 06 Dez 2012 DIRETORIA-GERAL DO MATERIAL DA MARINHA COORDENADORIA-GERAL DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE SUBMARINO COM PROPULSÃO NUCLEAR MARINHA DO BRASIL PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE SUBMARINOS São Bernardo do

Leia mais

Acionamentos estanques de giro

Acionamentos estanques de giro WD-L Acionamento de giro por rosca sem-fim Série Leve Acionamentos estanques de giro Acionamentos estanques de giro www.imo.de Clientes OEM Acionamentos de giro IMO - perfeitas para a utilização de produtores

Leia mais

Sistema Integrado de Regulação, Automação e Monitoramento de Unidades geradoras (Apresentado no ABRAGE 2000)

Sistema Integrado de Regulação, Automação e Monitoramento de Unidades geradoras (Apresentado no ABRAGE 2000) Sistema Integrado de Regulação, Automação e Monitoramento de Unidades geradoras (Apresentado no ABRAGE 2000) Mauro Pacheco Ferreira Sandro Moretti Paulo Marcos Paiva Nelson Fellizola REIVAX Automação e

Leia mais

6 Manutenção de Tratores Agrícolas

6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6.1 Introdução Desenvolvimento tecnológico do país Modernização da agricultura Abertura de novas fronteiras agrícolas Aumento no uso de MIA Aumento da produtividade Maiores

Leia mais

SafeLink Aplicações & seleção de Sistemas de Segurança

SafeLink Aplicações & seleção de Sistemas de Segurança SafeLink Aplicações & seleção de Sistemas de Segurança Productos Collet-Lok Cilindros giratórios Cilindros de apoio Cilindros lineares Fontes de acionamento Mostradoss: SLS-2 Sistema de Segurança oferece

Leia mais

O SISTEMA DE MANUTENÇÃO COMO FERRAMENTA PARA MELHORIA DE RESULTADOS

O SISTEMA DE MANUTENÇÃO COMO FERRAMENTA PARA MELHORIA DE RESULTADOS O SISTEMA DE MANUTENÇÃO COMO FERRAMENTA PARA MELHORIA DE RESULTADOS Celeste Maria de Almeida (1) Resumo Objetivo do trabalho é demonstrar como os recursos disponíveis no Sistema Informatizado de Manutenção

Leia mais