Software Open Source e Integração Contínua no Instituto de Informática Ferramentas de Integração Contínua

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Software Open Source e Integração Contínua no Instituto de Informática Ferramentas de Integração Contínua"

Transcrição

1

2 Software Open Source e Integração Contínua no Instituto de Informática Ferramentas de Integração Contínua Janeiro 2015 Área de Desenvolvimento Departamento de Arquitetura e Desenvolvimento

3 Agenda Processo de desenvolvimento no Instituto de Informática Ferramentas Open Source Software/Free Software Integração Contínua, Entrega Contínua e Deployment Contínuo

4

5 Cadeia de Valor Processo de Gestão de Entregas

6 Metodologia UP

7 Fases e artefactos Conceção Elaboração Visão Lista de Riscos Documento Arquitetura Modelo Casos de Uso Plano de Projeto Construção Manual de Deployment Manual Operaçao Batches Queries aplicacionais Modelo Dados Físico Binários, Javadocs Casos de Uso Requisitos de Negócio Storyboard Requisitos Não Funcionais Pedido de Serviços Relatórios e Ofícios Documentos VIE s Modelo de Análise e Desenho Modelo Dados Lógico Protótipo Arquitetura Plano de Testes Transição Release Notes Relatório Final de Testes

8 Departamentos e Ambientes Departamento de Arquitetura e Desenvolvimento (DEV) Departamento de Administração de Sistemas (OPS) DESENVOLVIMENT O PRÉ-PRODUÇÃO QUALIDADE PRODUÇÃO

9

10 Ferramentas - Overview

11 SVN O que é? SCM Software Configuration Management/Version Control Client Web based Permite versionar artefatos e controlar quem fez o quê e quando Onde aplicamos Guardar em todas as versões os artefactos produzidos Disponibilizar informação não desmaterializada Grau de integração Transversal a todas as outras ferramentas

12 O que é? Wiki 2ª geração classes + objetos + scripting Guarda informação de forma estruturada Conteúdo colaborativo Web based Onde aplicamos Construção e disponibilização de artefactos (UC s, Visão, etc) Publicação de informação de interesse para a organização Desmaterialização de documentação Grau de integração SVN Documentos ou espaços exportados da xwiki são colocados no SVN

13 O que é? Sistema de Gestão de Erros/Bugs Web based Colaborativo Onde aplicamos Reporte de não conformidades Gestão de tarefas Grau de integração Jenkins Solicita o ID da tarefa associada à entrega IDE (plugin SVN) Código commited associado a uma tarefa ou não conformidade Tortoise (cliente SVN) Cada artefacto comitted deve incluir o ID de uma tarefa

14 O que é? Ferramenta de gestão para a construção de projetos de software Baseia-se no conceito de Project Object Model (POM) Permite centralizar a produção de binários, relatórios e documentação Onde aplicamos Em todos os projetos / subsistemas novos Em alguns projetos migrados Grau de integração Utilizado em modo stand-alone numa linha de comandos Integrado no IDE (Eclipse, NetBeans, etc) Integrado no Jenkins

15 O que é? Repositório que armazena e organiza os binários de software para uso nos vários ambientes Ponto central Onde aplicamos Partilhar / disponibilizar binários a ser instalados nos vários ambientes Repositório único de third-party jars Repositório fidedigno de snapshots e releases Grau de integração Populado pelo Jenkins / Maven

16 O que é? Plataforma para gerir a qualidade do código Apresenta gráficos com métricas e estatísticas Guarda histórico e evolução da qualidade de código Onde aplicamos No processo de entrega contínua Grau de integração Jenkins invoca o Sonar via plugin para validar código IDE Via plugin do IDE pode ser invocado

17 O que é? Orquestrador de tarefas repetitivas Compilador e executor de testes de projetos contínuos Monitorização de tarefas externas Onde aplicamos Na produção de daily-builds e deliveries Grau de integração SVN Checkout das sources e commit de tags MVN Execução de vários comandos Nexus Upload dos artefactos gerados Sonar Invocado para validação do código fonte Bugzilla Regista informação em tarefa de preparação de build

18 Onde moram os nossos artefactos Conceção Elaboração Visão Lista de Riscos Documento Arquitetura Modelo Casos de Uso Plano de Projeto Construção Manual de Deployment Manual Operaçao Batches Queries aplicacionais Modelo Dados Físico Binários, Javadocs Casos de Uso Requisitos de Negócio Storyboard Requisitos Não Funcionais Pedido de Serviços Relatórios e Ofícios Documentos VIE s Modelo de Análise e Desenho Modelo Dados Lógico Protótipo Arquitetura Plano de Testes Transição Release Notes Relatório Final de Testes

19

20 Processo de desenvolvimento Nova Funcionalidade ou Correção Tarefa atribuída Equipa Projeto Programadores, Testers, Responsáveis de Projeto ou Ferramentas Artefactos Lança Job Obtém artefactos Insere tags C ó d i g o F ont e p ar a aná l i s e SVN Repo Binários e outros artefactos

21 Integração Contínua Porquê? Rentabilizar as maiores potencialidades de cada uma das ferramentas, garantindo uma visão integrada e atualizada de toda a informação relevante dos projetos Permitir e facilitar uma maior paralelização de trabalhos Percepcionar e evitar problemas de integração de código fonte e de outros artefactos, desenvolvidos em simultâneo por diferentes elementos da equipa Benefícios Reduzir o risco garantindo que a build compila sempre caso de falha notifica a respetiva equipa rápido feedback para a equipa Bugs/defeitos detetados mais cedo Permitindo correção imediata dos bugs introduzidos no processo de desenvolvimento Torna mais fácil gerir várias linhas de desenvolvimento

22 Integração Contínua - Build Diária svn commit Programadores svn checkout SVN Repo Servidor CI Lança maven Versionamento Gera binários Executa testes unitários Empacota os binários

23 Entrega Contínua Porquê? Necessidade de disponibilizar automaticamente uma entrega Benefícios Permite reduzir riscos em torno nas releases Beneficia os gestores do negócio pois há sempre uma release candidata Possibilita rápido feedback sobre os produtos e estratégias desenvolvidas

24 Entrega contínua Delivery Build svn checkout svn commit Programadores Invoca Sonar SVN Repo Servidor CI re le as e mvn site deploy Lança maven m vn Versionamento Gera binários Executa testes unitários Empacota os binários Cria tag Cria site c/ resources Arquiva artefactos

25 Deployment Contínuo Porquê? Permitir com um simples pressionar do botão produzir uma nova versão do produto e instala-la no ambiente de produção, disponibilizando-a rapidamente ao cliente. Benefícios Reduzir o tempo entre o levantamento de um requisito e a sua disponibilização para o cliente, permitindo: Ter mais cedo o retorno do que foi investido (Return On Investment) Feedback dos end users Dificuldades Montar infraestrutura baseada em automatismos e instrumentação Capacidade de efectuar um rollback rapidamente caso surja um problema com a nova release

26 Roadmap Onde nos encontramos Integração Contínua Entrega Contínua Deployment Contínuo

27 Conclusão Investir no processo de deployment contínuo Continuar a aposta em ferramentas OSS Alargar utilização a todos os projetos dentro processo de gestão de entregas mas também a outros processos da cadeia de valor Contribuir para a consolidação, evolução e melhoria contínua das ferramentas de desenvolvimento OSS

28

29 Av. Prof. Dr. Cavaco Silva, nº 17 Edifício Ciência 1 Taguspark Porto Salvo Telf

Gerência de Configuração de Software Funções

Gerência de Configuração de Software Funções Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Ciência da Computação Processo de Engenharia de Software II Gerência de Configuração de Software Funções Rafael Leonardo Vivian {rlvivian.uem

Leia mais

PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO CVS NO ECLIPSE

PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO CVS NO ECLIPSE PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO CVS NO ECLIPSE Agosto 2007 Sumário de Informações do Documento Tipo do Documento: Manual Título do Documento: MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO

Leia mais

Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube

Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube Agenda 1. Introdução à Integração Contínua 2. Ferramentas 3. Solução de Integração Contínua em Furnas 4. Demonstração O que é a Integração

Leia mais

J820. Integração Contínua. com CVS, CruiseControl, Cruise Control. argonavis.com.br. AntHill Gump e Helder da Rocha (helder@acm.

J820. Integração Contínua. com CVS, CruiseControl, Cruise Control. argonavis.com.br. AntHill Gump e Helder da Rocha (helder@acm. J820 Integração Contínua com CVS, CruiseControl, Cruise Control AntHill Gump e Helder da Rocha (helder@acm.org) Integração contínua Um dos requisitos para implementar a integração contínua é ter um sistema

Leia mais

Bugzilla para além da gestão de bugs. Paulo Zenida Linkare TI

Bugzilla para além da gestão de bugs. Paulo Zenida Linkare TI Bugzilla para além da gestão de bugs Paulo Zenida Linkare TI Paulo Zenida pzenida@linkare.com Linkare TI Tecnologias de Informação Lda www.linkare.com Bugzilla www.bugzilla.org AGENDA Linkare TI Desafio

Leia mais

O nosso ADN Quem Somos Somos um instituto público integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio, com intervenção sobre todo o território

Leia mais

Gerência de Configuração. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br

Gerência de Configuração. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Gerência de Configuração Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Introdução Mudanças durante o desenvolvimento de software são inevitáveis: os interesses

Leia mais

Controle de Versão de Software. Luiz Jácome Júnior

Controle de Versão de Software. Luiz Jácome Júnior Controle de Versão de Software Luiz Jácome Júnior Motivação Alguém já sobrescreveu o código de outra pessoa por acidente e acabou perdendo as alterações? Tem dificuldades em saber quais as alterações efetuadas

Leia mais

Desenvolvimento Flex com Maven

Desenvolvimento Flex com Maven Desenvolvimento Flex com Maven Marvin H Froeder Julho 2009 Eu Desenvolvedor 5 anos Java 4 anos Flex 3 anos Maven -0 anos Flash O que é Maven? É uma ferramenta de gestão de projetos de Software. Automatiza

Leia mais

Integração Contínua com Jenkins

Integração Contínua com Jenkins Integração Contínua com Jenkins DevOps para desenvolvedores Java Camilo Lopes Esse livro está à venda em http://leanpub.com/integracaocontinuacomjenkins Essa versão foi publicada em 2015-04-05 Todos os

Leia mais

Versionamento de Código. Núcleo de Desenvolvimento de Software

Versionamento de Código. Núcleo de Desenvolvimento de Software Versionamento de Código Núcleo de Desenvolvimento de Software Por quê? Facilidades de utilizar um sistema de versionamento de código. Várias versões Quando se salva uma nova versão de um arquivo, a versão

Leia mais

Agenda. Gerência de Configuração de Software. Atividade Sala. Quais os problemas? P1) Duplicidade de Trabalho. P2) Trabalhos Sobrepostos

Agenda. Gerência de Configuração de Software. Atividade Sala. Quais os problemas? P1) Duplicidade de Trabalho. P2) Trabalhos Sobrepostos Agenda Gerência de Configuração de Software Vamos entender o Problema? Quais os problemas? Gerência de Configuração Marcos Dósea dosea@ufs.br Entender os problemas... Quais os problemas? Problema 1) Duplicidade

Leia mais

Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de Configuração. Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de configuração. Famílias de sistemas

Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de Configuração. Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de configuração. Famílias de sistemas Gerenciamento de Gerenciamento de Configuração Novas versões de sistemas de software são criadas quando eles: Mudam para máquinas/os diferentes; Oferecem funcionalidade diferente; São configurados para

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

ARQUITETANDO E EVOLUINDO. um erp para a nuvem

ARQUITETANDO E EVOLUINDO. um erp para a nuvem ARQUITETANDO E EVOLUINDO um erp para a nuvem @andremidea @mvlbarcelos @andremidea André Midea Dev focado em Ops na Bluesoft. www.andremidea.com @mvlbarcelos Marcus Barcelos Arquiteto de soluções. Objetivo

Leia mais

As Ferramentas de SCM e o Suporte do CMM

As Ferramentas de SCM e o Suporte do CMM As Ferramentas de SCM e o Suporte do CMM Como é que as ferramentas de SCM (Software Configuration Management) podem ajudar na melhoria de processos de acordo com o modelo CMM (Capability Maturity Model)?

Leia mais

Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net. Hudson

Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua Multiplataforma para Java e.net. Hudson QUALIDADE Simpósio Brasileiro de Qualidade de Software - SBQS Instituto Nokia de Tecnologia Unit Test Sucess Bug INdT Melhoria no Desenvolvimento Ágil com Implantação de Processo de Integração Contínua

Leia mais

Qualidade com Agilidade

Qualidade com Agilidade Qualidade com Agilidade para startups 2015-02-06 T about.me/paulocheque about.me/paulocheque T oss, bibliotecas, bootstraps links, dicas, comandos CodeArt.io (em dev) contato, Concepção Criação Consolidação

Leia mais

Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas. Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo

Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas. Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo Plataforma Open Source de Desenvolvimento e Sustentação de Sistemas Daniel Darlen Lucius Curado Ridai Pombo Agenda Cenário Gerenciamento de Projetos e Mudanças Infra estrutura Arquitetura Ambiente de Desenvolvimento

Leia mais

ROTEIRO ILUSTRADO PARA SISTEMA COMPUTACIONAL INSANE

ROTEIRO ILUSTRADO PARA SISTEMA COMPUTACIONAL INSANE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROPEEs - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Estruturas INSANE - INteractive Structural ANalysis Environment ROTEIRO ILUSTRADO PARA INSTALAÇÃO DO SISTEMA COMPUTACIONAL

Leia mais

3 Estudo de Ferramentas

3 Estudo de Ferramentas 3 Estudo de Ferramentas Existem diferentes abordagens para automatizar um processo de desenvolvimento. Um conjunto de ferramentas pode ser utilizado para aperfeiçoar o trabalho, mantendo os desenvolvedores

Leia mais

CR.Doc. Management Platform for Clients and Documents

CR.Doc. Management Platform for Clients and Documents CR.Doc Management Platform for Clients and Documents Agenda Introdução O que é o CR.Doc? Principais funcionalidades Demonstração O que é o CR.Doc? O CR.doc é um novo conceito de Sistema Integrado de CRM

Leia mais

GERÊNCIA DE CONFIGURAÇÃO. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

GERÊNCIA DE CONFIGURAÇÃO. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com GERÊNCIA DE CONFIGURAÇÃO Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Objetivo Apresentar a GC (Gerencia de Configuração) no contexto da Engenharia de Software Mostrar a importância da GC no controle

Leia mais

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS Elaborado por: Bruno Duarte Nogueira Arquiteto de Software Data: 05/03/2012 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Tecnologias... 3 2.1. Web Tier... 3 2.1.1. Facelets 1.1.14...

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL)

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL) Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL) Versão 2.0 Escritório de Gerenciamento de Projetos - EGP Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica

Leia mais

Integração contínua com Hudson - Configuração, Extensão e Diversão! Fabiane Bizinella Nardon fabiane.nardon@zilics.com.br Zilics

Integração contínua com Hudson - Configuração, Extensão e Diversão! Fabiane Bizinella Nardon fabiane.nardon@zilics.com.br Zilics Integração contínua com Hudson - Configuração, Extensão e Diversão! Fabiane Bizinella Nardon fabiane.nardon@zilics.com.br Zilics Objetivo Mostrar como você pode implantar integração contínua usando o Hudson

Leia mais

Redmine. Simplificando a gestão de projetos 28-08-2014

Redmine. Simplificando a gestão de projetos 28-08-2014 Redmine Simplificando a gestão de projetos 28-08-2014 Sobre o palestrante Eliel Gonçalves Formação técnica em processamento de dados e graduação em tecnologia em processamento de dados. Possui 15 anos

Leia mais

Gestão de Configuração de Software

Gestão de Configuração de Software Gestão de Configuração de Software Professor MSc Wylliams Barbosa Santos Disciplina: Projeto de Sistemas Web wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Agenda Gestão de Configuração de Software Cenário

Leia mais

IV Mostra de Tecnologia do Ministério Público Brasileiro. Arquitetura de referência para aplicações Web MPPE

IV Mostra de Tecnologia do Ministério Público Brasileiro. Arquitetura de referência para aplicações Web MPPE IV Mostra de Tecnologia do Ministério Público Brasileiro Arquitetura de referência para aplicações Web MPPE Rafael de Albuquerque Ribeiro O pós-arquimedes Por um bom tempo a maior parte do desenvolvimento

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

Git e contribuição para projetos Open Source. Bruno Orlandi

Git e contribuição para projetos Open Source. Bruno Orlandi Git e contribuição para projetos Open Source Bruno Orlandi Bruno Orlandi 4º Ano Ciências de Computação ICMC USP PET Computação HTML5 Web e Mobile Gosta de compartilhar conhecimento @BrOrlandi Instalando

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

Adotando OpenEdge Architect. Luciano Oliveira Sr. Instructor, Consultant Global Field Services

Adotando OpenEdge Architect. Luciano Oliveira Sr. Instructor, Consultant Global Field Services Adotando OpenEdge Architect Luciano Oliveira Sr. Instructor, Consultant Global Field Services Agenda Antes do OpenEdge Architect Por quê OpenEdge Architect? Adotando o OpenEdge Architect Integrar às Customizações

Leia mais

Introdução ao Maven. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Introdução ao Maven. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Introdução ao Maven Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Sistemas de Gestão de Construção Controla a transformação de itens fonte em itens derivados Faz a gestão de dependências dos módulos

Leia mais

Automação da Construção de Aplicativos com o Build Forge. Caso de Aplicação no Desenvolvimento de Sistemas para a Receita Federal do Brasil

Automação da Construção de Aplicativos com o Build Forge. Caso de Aplicação no Desenvolvimento de Sistemas para a Receita Federal do Brasil Automação da Construção de Aplicativos com o Build Forge Caso de Aplicação no Desenvolvimento de Sistemas para a Receita Federal do Brasil Osvandre Alves Martins Objetivo da Apresentação Compartilhar o

Leia mais

Engenharia de Software. Enunciado da Quarta Parte do Projecto

Engenharia de Software. Enunciado da Quarta Parte do Projecto LEIC-A, LEIC-T, LETI, MEIC-T, MEIC-A Engenharia de Software 2 o Semestre 2013/2014 Enunciado da Quarta Parte do Projecto 1. Introdução Nesta parte final do projecto de ES e SD pretende-se: Estender a solução

Leia mais

Tércio Oliveira de Almeida. TCC - Nexus - RAS

Tércio Oliveira de Almeida. TCC - Nexus - RAS Tércio Oliveira de Almeida TCC - Nexus - RAS Porto Alegre 12 de novembro de 2009 Tércio Oliveira de Almeida TCC - Nexus - RAS Trabalho de Graduação Orientador: Prof. Dr. Marcelo Soares Pimenta UNIVERSIDADE

Leia mais

GESTÃO DOCUMENTAL E FLUXOS DE TRABALHO

GESTÃO DOCUMENTAL E FLUXOS DE TRABALHO GESTÃO DOCUMENTAL E FLUXOS DE TRABALHO 2 GESTÃO DOCUMENTAL VANTAGENS Informação sempre acessível, acesso fácil e rápido Redução do espaço, custos de armazenamento e impressão Redução da duplicação de dados

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Gestão de Modificações. Fabrício de Sousa

Gestão de Modificações. Fabrício de Sousa Gestão de Modificações Fabrício de Sousa Introdução Inevitáveis quando o software é construído Confusão As modificações não são analisadas antes de serem feitas Não são registradas antes de serem feitas

Leia mais

SEAD 2006 Integração Contínua...usando software livre CHRISTIANO MILFONT - http://www.milfont.org cmilfont@gmail.c om 20/10/2006

SEAD 2006 Integração Contínua...usando software livre CHRISTIANO MILFONT - http://www.milfont.org cmilfont@gmail.c om 20/10/2006 SEAD 2006 Integração Contínua...usando software livre CHRISTIANO MILFONT - http://www.milfont.org cmilfont@gmail.com 20/10/2006 ROTEIRO 1. HISTÓRICO. 2. GERÊNCIA DE CONFIGURAÇÃO. 3. FERRAMENTAS. 4. CONTROLE

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Desenvolvimento de software

Desenvolvimento de software Desenvolvimento de software sempre foi uma atividade bastante dolorida. Já nos anos 70 se falou na primeira crise do software, onde pela primeira vez as dificuldades e armadilhas de se desenvolver sistemas

Leia mais

METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª REGIÃO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SETI Versão 1.0 MANAUS-AM (2010) MDS Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Laboratório de Engenharia de Software

Laboratório de Engenharia de Software Laboratório de Engenharia de Software FEUP/LEIC - Licenciatura em Engenharia Informática, 2005/06 Ademar Aguiar ademar.aguiar at fe.up.pt João Correia Lopes jlopes at fe.up.pt Francisco Reinaldo reifeup

Leia mais

Gestão de Desenvolvimento de Sistemas por Controle de Versão Utilizando SVN. Software para Controle de Versão SVN/Subversion

Gestão de Desenvolvimento de Sistemas por Controle de Versão Utilizando SVN. Software para Controle de Versão SVN/Subversion Gestão de Desenvolvimento de Sistemas por Controle de Versão Utilizando SVN Software para Controle de Versão SVN/Subversion Subversion é uma solução opensource Interação com o desenvolvedor Projetos que

Leia mais

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi.

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi. Capítulo 1 O Que é o Delphi Diferenças entre Delphi Client/Server do Delphi for Windows Características que compõem o Integrated Development Invironment (IDE) Como o Delphi se encaixa na família Borland

Leia mais

Gerência de Configuração. Profº Rômulo César

Gerência de Configuração. Profº Rômulo César Gerência de Configuração Profº Rômulo César Gerência de Configuração Cenário Atual Projetos cada vez mais complexos em relação ao tamanho, sofisticação e tecnologias envolvidas Grandes equipes geograficamente

Leia mais

Implementando Integração Contínua

Implementando Integração Contínua Modelo Zend para Entrega Contínua Implementando com Jenkins e server porslaveykaradzhov Introdução Entrega contínua é uma metodologia, uma mudança de mentalidade e uma prática de liderança que foca em

Leia mais

Oferta de Estágio. iscriptor. Setembro 2011

Oferta de Estágio. iscriptor. Setembro 2011 Oferta de Estágio iscriptor Setembro 2011 DESCRIÇÃO DO ESTÁGIO Um dos principais desafios das plataformas de informação e de negócio é o acesso e a disponibilidade da sua informação. Em particular e com

Leia mais

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas & 1 Índice 2 Introdução...3 3 A Plataforma de Curricula DeGóis...3 3.1 É utilizada porque...3 3.2 Com a utilização do DeGóis ganho...4 3.1

Leia mais

Tutorial SVN Básico Engenharia de Software. Denise Notini Nogueira denotini@dcc.ufmg.br

Tutorial SVN Básico Engenharia de Software. Denise Notini Nogueira denotini@dcc.ufmg.br Tutorial SVN Básico Engenharia de Software Denise Notini Nogueira denotini@dcc.ufmg.br As vantagens do controle de Versão As principais vantagens de se utilizar um sistema de controle de versão para rastrear

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-012-R00 GESTÃO DE SISTEMAS DA SIA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-012-R00 GESTÃO DE SISTEMAS DA SIA MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/SIA-012-R00 GESTÃO DE SISTEMAS DA SIA 10/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 09 de outubro de 2015. Aprovado, Leandro Costa Pereira Crispim de Sousa Fabio Faizi Rahnemay

Leia mais

Redmine. Simplificando a gestão de projetos 28-08-2014

Redmine. Simplificando a gestão de projetos 28-08-2014 Redmine Simplificando a gestão de projetos 28-08-2014 Sobre o palestrante Eliel Gonçalves Formação técnica em processamento de dados e graduação em tecnologia em processamento de dados. Possui 15 anos

Leia mais

Diretrizes de Qualidade de Projetos

Diretrizes de Qualidade de Projetos Diretrizes de Qualidade de Projetos Versão 1.5 MAPA/SE/SPOA/CGTI, 2012 Página 1 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 15/01/2012 1.0 Criação do Artefato Pérsio Mairon 10/03/2012 1.1 Inclusão

Leia mais

Capítulo 25. Gerenciamento de Configuração. Engenharia de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D.

Capítulo 25. Gerenciamento de Configuração. Engenharia de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D. Capítulo 25 Gerenciamento de Configuração slide 624 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Tópicos abordados Gerenciamento de mudanças Gerenciamento de versões Construção de sistemas

Leia mais

soluções transversais SOLUÇÕES contact center

soluções transversais SOLUÇÕES contact center soluções transversais SOLUÇÕES contact center 1 2 3 4 5 6 7 8 9 + 0-1 2 3 4 5 6 7 8 9 + 0-1 2 3 4 5 6 7 8 9 + 0 - RESUMO DA SOLUÇÃO multi-canal inteligente consolidada browser oriented O IT Contact é uma

Leia mais

Introdução ao Controle de Versões. Leonardo Murta (leomurta@ic.uff.br)

Introdução ao Controle de Versões. Leonardo Murta (leomurta@ic.uff.br) Introdução ao Controle de Versões Leonardo Murta (leomurta@ic.uff.br) Introdução A Engenharia de Software... Abordagem disciplinada para o desenvolvimento de software Grande diversidade de metodologias

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLO DE ACESSOS

SISTEMA DE CONTROLO DE ACESSOS SISTEMA DE CONTROLO DE ACESSOS Versão 4.6.0 Manual de Utilização Portugal Telecom Inovação, S.A. Versão Data Responsabilidades Justificação Edição: 4.6.0 Revisão: Aprovação: Copyright (c) 2011 PT Inovação,

Leia mais

Implementação de projetos - Siebel Versão 2.0 / Jan-2013

Implementação de projetos - Siebel Versão 2.0 / Jan-2013 Implementação de projetos - Siebel Versão 2.0 / Jan-2013 DSI Arquitectura Aplicacional COPYRIGHT 2011 Galp Energia, SA 1 de 12 Controlo de Versões Versão Descição da Versão Data Responsável V 1.0 Criação

Leia mais

Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema

Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema Pedro Miguel Barros Morgado Índice Introdução... 3 Ponto.C... 4 Descrição do Problema... 5 Bibliografia... 7 2 Introdução No mundo

Leia mais

Pi Personnel Information

Pi Personnel Information Pi Personnel Information Ao contrário da maioria dos actuais sistemas de Assiduidade e Acessos, o PI foi projectado para ser muito mais do que apenas uma aplicação. É capaz de combinar poderosas ferramentas,

Leia mais

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Ferramenta TestLink Programa de Capacitação em Testes de Software Gerenciamento de Testes Onde armazenar os testes? Na sua cabeça Papéis / Documentos Nunca

Leia mais

Entrega Contínua de Software na Prática

Entrega Contínua de Software na Prática 2º Encontro Rational de Desenvolvimento de Software 24 de setembro de 2013 São Paulo Entrega Contínua de Software na Prática Felipe Freire pfreire@br.ibm.com 2º Encontro Rational de Desenvolvimento de

Leia mais

Descompacte o arquivo site-1.2.4.zip que foi baixado dentro da pasta do eclipse.

Descompacte o arquivo site-1.2.4.zip que foi baixado dentro da pasta do eclipse. 3 Manual do Desenvolvedor 3.1 Introdução O site que disponibiliza o SIGATI utiliza o sistema de SVN que é um programa de controle de versão de softwares utilizado no Trac. Com ele o desenvolvedor pode

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Caso Prático: Java como ferramenta de suporte a um ambiente realmente colaborativo no método Scrum de trabalho

Caso Prático: Java como ferramenta de suporte a um ambiente realmente colaborativo no método Scrum de trabalho Caso Prático: Java como ferramenta de suporte a um ambiente realmente colaborativo no método Scrum de trabalho UOL Produtos Rádio UOL Julho 2008 André Piza Certified Scrum Master Agenda Scrum como método

Leia mais

trigger insert, delete, update

trigger insert, delete, update 1 Um trigger é um conjunto de instruções SQL armazenadas no catalogo da BD Pertence a um grupo de stored programs do MySQL Executado quando um evento associado com uma tabela acontece: insert, delete,

Leia mais

Ferramentas de planejamento e acompanhamento

Ferramentas de planejamento e acompanhamento MAC5856 - Desenvolvimento de Software Livre Prof. Fabio Kon Ferramentas de planejamento e acompanhamento Comparação entre as ferramentas livres disponíveis 22 de outubro de 2009 - IME/USP Victor Williams

Leia mais

Criação de uma conta num servidor Web Instalação do programa de FTP FileZilla Upload de site via FTP

Criação de uma conta num servidor Web Instalação do programa de FTP FileZilla Upload de site via FTP -48109-6- Referencial de Formação: 48109 - Técnico/a de Informática Sistemas Recurso Didáctico Formador[a] Sónia Rodrigues UFCD / UC 788 Instalação e Administração de Servidores Web Data 07/06/2010 Contextualização

Leia mais

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS PDS - DATASUS Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS Coordenação Geral de Arquitetura e Engenharia Tecnológica Coordenação de Padronização e Qualidade de Software Gerência de Padrões e Software

Leia mais

O produto. Caraterísticas gerais e arquitetura do sistema

O produto. Caraterísticas gerais e arquitetura do sistema sistema integrado de processamento e gestão bibliográfica - versão 2012 Informática Formação e Serviços, Lda - Web: http://www.bibliosoft.pt Email: bibliosoft@bibliosoft.pt O produto O sistema biblio.net

Leia mais

CPqD Developer Suite WAMPS 2010. outubro/2010

CPqD Developer Suite WAMPS 2010. outubro/2010 CPqD Developer Suite WAMPS 2010 outubro/2010 CPqD Fundado em 1976 como centro de pesquisa da TELEBRÁS Tornado Fundação Privada em 1998 Maior centro de pesquisa da America Latina Atua nos setores de telecomunicações,

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

Documento de apresentação Software de Gestão e Avaliação da Formação

Documento de apresentação Software de Gestão e Avaliação da Formação Documento de apresentação Software de Gestão e Avaliação da Janeiro-2010 Para a boa gestão de pessoas, as empresas devem elevar o RH à posição de poder e primazia na organização e garantir que o pessoal

Leia mais

2 Medição e Acompanhamento

2 Medição e Acompanhamento 2 Medição e Acompanhamento Para verificar a eficácia da aplicação da técnica de desenvolvimento dirigido por testes, foram usadas algumas métricas para determinar se houve melhoria ou degradação no processo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA ENGENHARIA DE SOFTWARE III

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA ENGENHARIA DE SOFTWARE III UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA ENGENHARIA DE SOFTWARE III FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS TRAC E DOTPROJECT ORIETADOS AO RUP ACADÊMICOS: GUSTAVO

Leia mais

Novidades no opensuse 11.0. Carlos Gonçalves Membro opensuse cgoncalves@opensuse.org

Novidades no opensuse 11.0. Carlos Gonçalves Membro opensuse cgoncalves@opensuse.org Novidades no opensuse 11.0 Carlos Gonçalves Membro opensuse cgoncalves@opensuse.org O opensuse Introdução História do opensuse Visão geral do projecto Objectivos do projecto Relação entre Novell & opensuse

Leia mais

5 Ferramentas de Apoio

5 Ferramentas de Apoio 5 Ferramentas de Apoio Os softwares desenvolvidos atualmente estão cada vez mais complexos, com regras de negócios mais elaboradas, feitos para serem executados em diferentes arquiteturas e sob o requisito

Leia mais

ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO

ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO ITIL V3 (aula 2) AGENDA: GERENCIAMENTO DE MUDANÇA GERENCIAMENTO DE LIBERAÇÃO GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO Gerência de Mudanças as Objetivos Minimizar o impacto de incidentes relacionados a mudanças sobre

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2007/2008 Requisitos para a 1 a entrega Loja Virtual 1 Introdução O enunciado base do projecto conjunto das disciplinas de Engenharia de Software

Leia mais

Julio Cezar Fialho Freire de Carvalho 1, Aline Maria Malachini Miotto Amaral 2 1 INTRODUÇÃO

Julio Cezar Fialho Freire de Carvalho 1, Aline Maria Malachini Miotto Amaral 2 1 INTRODUÇÃO 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 ESTUDO E DEFINIÇÃO DA APLICAÇÃO PARA CONTROLE DE VERSÕES DOS ARTEFATOS GERENCIADOS PELA FERRAMENTA S.A.Do.M (SOFTWARE ARTIFACTS DOCUMENTATION AND MANAGEMENT)

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Controle de Versão com CVS

Controle de Versão com CVS Controle de Versão com CVS Danilo Toshiaki Sato www.dtsato.com Treinamento ALESP SPL Agenda 1. Introdução 2. Conceitos Importantes 3. Operações mais comuns - Eclipse 4. Processo de Liberação SPL 5. Conclusão

Leia mais

Fábrica de Software.NET

Fábrica de Software.NET Fábrica de Software.NET Gerência Fábrica de Software Letícia Banffy A Ampsoft Empresa líder no mercado de soluções para seguradoras, há mais de 15 anos no mercado SIES Sistema Especialista para Seguros

Leia mais

CompWeb: Um Repositório de Componentes de Software Acessível por Web Services REST

CompWeb: Um Repositório de Componentes de Software Acessível por Web Services REST CompWeb: Um Repositório de Componentes de Software Acessível por Web Services REST Leandro Oliveira Ferreira, Michael Schuenck Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA COORDENAÇÃO-GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ENCARTE R

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA COORDENAÇÃO-GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ENCARTE R ENCARTE R Estimativa de de Software Estimativa de de Software: Contratação de Serviços de Fábrica de Software Página 1 de 10 SUMÁRIO 1 REFERÊNCIAS... 3 1 INTRODUÇÃO... 3 3.1 ESTIMATIVA PRELIMINAR... 4

Leia mais

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo 03 A SÈTIMA A SÉTIMA produz soluções de software maioritariamente com recurso à WEB, de modo a dar suporte ao crescimento tecnológico que é já a maior realidade do século XXI. Esta aposta deve-se ao facto

Leia mais

Engenharia de Software. Enunciado da Segunda Parte do Projecto

Engenharia de Software. Enunciado da Segunda Parte do Projecto LEIC-A, LEIC-T, LETI, MEIC-T, MEIC-A Engenharia de Software 2 o Semestre 2013/2014 Enunciado da Segunda Parte do Projecto 1. Segunda Parte do Projecto ES A segunda parte do projecto consiste na realização

Leia mais

Sistema de Controle de Versão - CVS

Sistema de Controle de Versão - CVS - CVS Adailton Magalhães Lima adailton@webapsee.com Não há nada permanente exceto a modificação. Heráclitos 500 a.c. Adaptado de ESTUDO E PROPOSTA DE MODELOS DE PROCESSO DE SOFTWARE PARA O LABORATÓRIO

Leia mais

Gestão de Entradas em Produção

Gestão de Entradas em Produção Gestão de Entradas em Produção Versão: V1.0 Novembro 2014 Índice: Gestão de Entradas em Produção Enquadramento & Objetivos Princípios e Regras de Base C.E.P. Entrada em Produção Projetos S.I. Regras Especificas

Leia mais

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas Exmo. Sr. Presidente, Após muitos meses de desenvolvimento e melhorias contínuas na nova plataforma informática onde se inclui o amplamente divulgado

Leia mais

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos 1. Introdução O objectivo deste documento é a criação de um memorando que sirva de apoio à instalação e manutenção do

Leia mais

Unified Process e MSF

Unified Process e MSF Unified Process e MSF Engenharia de Software 2005/06 EST, Setúbal Metodologias de Desenvolvimento de Software Agenda Metodologia PREDITIVAS (tradicionais) UP MSF Metodologias Adaptativas(Ageis) XP Scrum

Leia mais

Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projectos e Despesas TIC

Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projectos e Despesas TIC Definição e Implementação de Metodologia, Modelo e Ferramentas para Avaliação de Projectos e Despesas TIC Overview do Processo de Avaliação de Projectos e Despesas TIC www.ama.pt Índice 1. Enquadramento

Leia mais

Ciclo de Vida em QA Uma perspetiva complementar

Ciclo de Vida em QA Uma perspetiva complementar Ciclo de Vida em QA Uma perspetiva complementar André Cristóvão Martins ALFRAPARK Edifício C Piso 2 Estrada do Seminário, 4 - Alfragide 2610-171 AMADORA (Portugal) Telemóvel: +351933223703 e-mail: acristovao@indracompany.com

Leia mais

Hardware & Software. SOS Digital: Tópico 2

Hardware & Software. SOS Digital: Tópico 2 Hardware & Software SOS Digital: Tópico 2 Os objetos digitais são acessíveis somente através de combinações específicas de componentes de hardware a parte física do computador software programas para operar

Leia mais

Controle de Versão com GIT

Controle de Versão com GIT Controle de Versão com GIT Túlio Toffolo tulio@toffolo.com.br http://www.toffolo.com.br Conteúdo Extra Algoritmos e Estruturas de Dados História do GIT Linus usa BitKeeper para gerenciar o código de suas

Leia mais