Í N D I C E A N A L Í T I C O

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Í N D I C E A N A L Í T I C O"

Transcrição

1 Í N D I C E A N A L Í T I C O Introdução...21 I - Conceitos e Histórico...21 I.1 - As Contribuições Sociais...21 I.2 - Instituição do PIS e do PASEP...21 I.3 - Objetivos do PIS e do PASEP...22 I.4 - Fundos do PIS/PASEP...22 I.5 - Instituição da COFINS...23 I.6 - Objetivos da COFINS...23 II - Modalidades...23 III - Regimes...24 IV - Normas comuns às contribuições incidentes sobre o faturamento...24 IV.1 - Fato Gerador e Periodicidade...24 IV.2 - Base de cálculo das contribuições...24 IV Regime de Competência...29 IV Regime de Caixa...30 IV Exclusões admitidas...30 IV.3 - Disposições Especiais sobre Receitas...35 IV Variações monetárias e cambiais...35 IV Receitas de vendas para o poder público...37 IV Contratos de Longo Prazo...38 IV Receitas decorrentes da compensação de créditos, ressarcimento e restituição de indébitos...39 IV Operações realizadas em mercados de liquidação futura...41 IV Veículos usados...41 IV Planos de previdência complementar - Receita auferida pelo patrocinador...43 IV Faturamento antecipado e venda para entrega futura...43 IV Bonificações recebidas...45 IV Regime Tributário de Transição - RTT...47

2 MANUAL DO PIS E DA COFINS 8 IV.4 - Importação por conta e ordem de terceiro...49 IV Definição de importação por conta e ordem de terceiro...49 IV Importador por conta e ordem de terceiros...50 IV Adquirente...50 IV PIS/PASEP e COFINS para o importador...50 IV PIS/PASEP e COFINS para o adquirente...51 IV Procedimentos...52 IV Pena de perdimento...54 IV Guarda de documentos...55 IV.5 - Back to Back...56 IV.6 - Prescrição e decadência...58 V - Contribuição para o Pis/Pasep e Cofins - Regime cumulativo...59 V.1 - Inconstitucionalidade da Lei nº de Considerações...59 V Base de cálculo contribuições - Cerne da discussão...59 V Reflexos do julgamento...61 V Revogação expressa do 1º do art. 3º da Lei nº de V Efeitos da revogação...62 V.2 - Alíquotas...62 V.3 - Cálculo das contribuições...63 V.4 - Deduções do valor devido...64 V.5 - Forma e prazo para pagamento...64 V Acréscimos legais...65 V Códigos do DARF...66 V.6 - Obrigações Acessórias...68 V.7 - Instituições financeiras e outras entidades...68 V Regime aplicável...68 V Base de cálculo...69 V Alíquotas...71 V Prazo para pagamento...71 VI - Regime Não-cumulativo...72 VI.1 - A não-cumulatividade do PIS/PASEP e da COFINS...72 VI.2 - Pessoas jurídicas sujeitas à sistemática...73

3 9 INTRODUÇÃO VI Pessoas jurídicas não sujeitas à sistemática...73 VI Receitas não sujeitas à sistemática...74 VI.3 - Fato gerador e periodicidade...78 VI.4 - Base de cálculo...78 VI Regime de competência...79 VI.5 - Alíquotas...79 VI.6 - Cálculo das contribuições...80 VI.7 - Créditos do PIS/PASEP e da COFINS...83 VI Regras básicas...83 VI Bens para revenda...87 VI Bens e serviços utilizados como insumo...89 VI Energia elétrica e energia térmica...95 VI Aluguéis de prédios, máquinas e equipamentos...96 VI Contraprestações de arrendamento mercantil (leasing)...96 VI Armazenagem e frete na operação de venda...98 VI Bens do ativo imobilizado VI Amortização VI Devoluções VI Bens furtados, roubados, inutilizados, deteriorados ou destruídos - Estorno de créditos VI Despesas financeiras VI Créditos presumidos VI Créditos relativos a atividades específicas VI Demais desembolsos na atividade comercial VI Apuração proporcional dos créditos VI Cálculo dos créditos VI Utilização dos créditos VI Excedente de créditos e utilização de créditos em meses subsequentes VI Compensação e ressarcimento de créditos do PIS/PASEP e COFINS VI Natureza dos créditos VI Controle contábil e extra-contábil dos créditos VI.8 - Crédito presumido do IPI...139

4 MANUAL DO PIS E DA COFINS 10 VI.9 - Mudança na forma de apuração do imposto de renda e sua influência na apuração do PIS/PASEP e da COFINS nãocumulativas VI Ingresso no Lucro Real VI Adoção do Lucro Presumido, Arbitrado ou Simples Nacional VI Arbitramento pelo fisco VI.10 - Pagamento do PIS/PASEP e da COFINS VI Códigos do DARF VI Prazo para Pagamento VII - Importação VII.1 - Campo de incidência VII.2 - Não incidência VII.3 - Fato gerador VII Momento da ocorrência do fato gerador VII.4 - Sujeito passivo VII.5 - Responsabilidade solidária VII.6 - Base de cálculo VII Redução da base de cálculo VII.7 - Alíquotas VII Alíquotas ordinárias VII Alíquotas para os setores e produtos com tributação diferenciada VII Papel imune a impostos VII Etano, propano, butano e nafta petroquímica VII Fórmula de cálculo VII Redução a zero VII.8 - Isenções VII Perda da isenção VII Outras normas aplicáveis às isenções VII.9 - Regimes aduaneiros especiais e suspensão das contribuições VII Zona Franca de Manaus VII Zonas de Processamento de Exportação...160

5 11 INTRODUÇÃO VII Suspensão na Importação de Máquinas e Equipamentos Utilizados na Fabricação de Papéis VII Óleo combustível destinado à navegação de cabotagem e de apoio portuário e marítimo VII Mercadoria para emprego ou consumo na industrialização ou elaboração de produto a ser exportado VII.10 - Créditos das contribuições VII Pessoas jurídicas em geral, submetidas à incidência não-cumulativa das contribuições VII Setores com tributação diferenciada VII Proporcionalização dos créditos VII Vedação à utilização de créditos VII.11 - Prazo de recolhimento VII.12 - Códigos de recolhimento VII.13 - Fiscalização e penalidades VIII - Benefícios fiscais VIII.1 - Alíquota zero VIII Receitas financeiras VIII.2 - Isenção e não incidência VIII Comercial Exportadora VIII Itaipu Binacional VIII.3 - Suspensão do PIS e da COFINS VIII Vendas à pessoa jurídica preponderantemente exportadora VIII Frete VIII Veículos e carros blindados de combate destinados ao uso das Forças Armadas ou órgãos de segurança pública brasileiros VIII Venda de desperdícios, resíduos ou aparas VIII Regime de Entrega de Embalagens no Mercado Interno em razão da Comercialização a Empresa sediada no Exterior (Remicex) VIII Venda de máquina e equipamentos utilizados na fabricação de papéis destinados à impressão de jornais VIII Doações em espécie recebidas por instituições financeiras públicas controladas pela União e

6 MANUAL DO PIS E DA COFINS 12 destinadas a ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento VIII Mercadoria para emprego ou consumo na industrialização ou elaboração de produto a ser exportado VIII.4 - Benefício condicionado à destinação do bem ou do serviço IX - Alíquotas diferenciadas IX.1 - Desconto de créditos IX Fabricante ou importador IX Estoque de insumos IX Devoluções de vendas IX Atacadistas e varejistas IX.2 - Industrialização por encomenda IX.3 - Produtos sujeitos a alíquotas diferenciadas IX.4 - Gasolina, óleo diesel, gás liquefeito de petróleo, querosene de aviação e nafta petroquímica IX Produtos abrangidos IX Alíquotas IX Desconto de créditos IX Regime especial de apuração e pagamento IX Importação IX Recolhimento IX.5 - Biodiesel IX Tributação pelo produtor ou importador IX Tributação na Revenda IX Importação IX Registro Especial de produtor ou importador de Biodiesel IX "Combustível Social" IX Penalidades e disposições gerais IX.6 - Álcool, inclusive para fins carburantes IX Histórico IX Tributação diferenciada IX Regime não-cumulativo...238

7 13 INTRODUÇÃO IX Produtor, importador e distribuidor IX Varejista, distribuidor de álcool anidro adicionado à gasolina e operações realizadas em bolsa IX Demais contribuintes IX Venda de cana-de-açúcar para produção de álcool IX Retenção na fonte - Fornecimento a órgãos públicos IX Códigos de receita IX.7 - Veículos, máquinas, autopeças, pneus novos de borracha e câmaras-de-ar de borracha IX Veículos e máquinas IX Autopeças IX Pneus novos e câmaras-de-ar de borracha IX Industrialização por encomenda IX Retenção na fonte nos pagamentos aos fornecedores de autopeças IX Importação IX Suspensão IX.8 - Medicamentos, produtos de perfumaria, de toucador ou de higiene pessoal IX Produtos abrangidos IX Alíquotas IX Crédito presumido IX Incidência na importação IX Obrigações acessórias IX.9 - Bebidas frias IX Produtos abrangidos IX Âmbito de aplicação IX Regime geral de incidência IX Regime Especial de Incidência do PIS/PASEP e COFINS IX Sistema de Controle de Produção de Bebidas (SICOBE) X - Substituição tributária X.1 - Produtos sujeitos à substituição tributária X Cigarros X Motocicletas, Semeadores e Adubadores...295

8 MANUAL DO PIS E DA COFINS 14 XI - Regimes e programas especiais XI.1 - Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores - PADIS XI PIS/PASEP, COFINS e IPI XI CIDE - Royalties XI Imposto de Renda XI Imposto de Importação XI Disposições gerais XI Vigências dos benefícios do programa XI Habilitação ao PADIS XI Aprovação de projeto XI Concessão da habilitação XI Investimento em pesquisa e desenvolvimento XI Pedido de desabilitação XI Suspensão e cancelamento da habilitação ao PADIS XI Tabelas XI.2 - Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Equipamentos para TV Digital - Roteiro de Procedimentos - PATVD XI Benefícios e aplicação do programa XI Vigência dos benefícios do programa XI Habilitação ao PATVD XI Aprovação dos projetos XI Concessão da habilitação XI Investimento em pesquisa e desenvolvimento XI Pedido de desabilitação XI Suspensão e cancelamento da habilitação XI Tabelas XI.3 - Programa de Inclusão Digital XI Benefício XI Produtos abrangidos pelo benefício XI Retenção na fonte XI Prazo de vigência do benefício XI Benefício concedido durante a vigência da MP 252/

9 15 INTRODUÇÃO XI.4 - Programa Universidade para Todos - PROUNI XI Adesão pela instituição XI Benefícios e beneficiários do programa XI Bolsas XI Isenção concedida à instituição que aderir ao Programa XI Descumprimento das obrigações assumidas pela instituição XI.5 - Energia Elétrica XI MAE - Mercado Atacadista de Energia Elétrica XI CCEE - Câmara de Comercialização de Energia Elétrica XI Regime Especial de Tributação XI Tributação de outras receitas XI.6 - Regime Especial de Aquisição de Bens de Capital para Empresas Exportadoras - RECAP XI Instituição XI Beneficiários XI Habilitação ao RECAP XI Apuração do percentual de exportação XI Suspensão do PIS/PASEP e da COFINS XI Conversão da suspensão em alíquota zero XI Cancelamento da Habilitação ao RECAP XI Créditos no regime não-cumulativo XI.7 - Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infra-Estrutura - REIDI XI Suspensão da exigibilidade das contribuições XI Habilitação e co-habilitação XI Emissão de documentos fiscais XI Aquisições e importações fora do regime XI Manutenção e vedação a créditos XI Recolhimento das contribuições XI.8 - Regime Especial de Tributação para a Plataforma de Exportação de Serviços de Tecnologia da Informação - REPES XI Instituição e legislação aplicável XI Benefícios do REPES...359

10 MANUAL DO PIS E DA COFINS 16 XI Habilitação ao REPES XI Requerimento da habilitação XI Apuração do percentual de exportação XI Cancelamento da habilitação XI Aplicação do REPES XI.9 - Incorporação imobiliária e construção de unidades habitacionais XI Objetivo, conceitos e definições XI Regime Especial de Tributação nas Incorporações Imobiliárias XI Opção pelo Regime Especial de Tributação XI Responsabilidade por obrigações tributárias XI Entrega de declarações XI Pagamento unificado de tributos aplicável às construções no âmbito do PMCMV XI.10 - Regime aduaneiro especial de entreposto industrial sob controle informatizado - RECOF XI Objetivo do RECOF XI Habilitação para operar o regime XI Habilitação conjunta de fornecedor industrial XI Procedimentos para a habilitação XI Análise e deferimento do pedido de habilitação XI Sanções administrativas XI Desabilitação XI Aplicação do regime XI Extinção da aplicação do regime XI Apuração e recolhimento dos tributos XI Autorização para movimentação de bens XI Sistema de controle informatizado XI Conservação de documentos XI Remessa de mercadorias a outros estabelecimentos XI Recipientes, embalagens, envoltórios, carretéis, separadores, racks, clip locks e outros bens com finalidades semelhantes XI Disposições transitórias XI.11 - Regime Tributário para Incentivo à Modernização e à Ampliação da Estrutura Portuária - REPORTO...409

11 17 INTRODUÇÃO XI Beneficiários do Regime XI Habilitação ao Reporto XI Benefícios Fiscais XI Manutenção dos benefícios XI Penalidades XI Máquinas, equipamentos e bens abrangidos XI.12 - Pré-formas para envasamento de água, refrigerante e outros produtos - Regime Aduaneiro Especial XI Regime especial XI Habilitação ao regime especial XI Obrigações acessórias XII - PIS/PASEP e COFINS - Entidades sem fins lucrativos XII.1 - Entidades filantrópicas e beneficentes de assistência social XII.2 - PIS/PASEP com base na folha de salários XII Base de cálculo e alíquota XII Pagamento do PIS/PASEP sobre Folha XII.3 - Definição de receitas da atividade própria XII.4 - Receitas estranhas à atividade própria XII Entidades imunes e isentas XII.5 - Jurisprudência XII.6 - Pergunta e resposta RFB XIII - Cooperativas XIII.1 - Cooperativas em geral XIII Base de cálculo XIII Apuração e pagamento das contribuições XIII.2 - Cooperativas de produção agropecuária e de consumo XIII.2.1 Antecipação da incidência "não-cumulativa" XIII Exclusão da base de cálculo XIII Alíquotas XIII Créditos a Descontar XIII Desconto de crédito presumido pelas cooperativas de produção agropecuária XIII Suspensão do PIS/PASEP e da COFINS...445

12 MANUAL DO PIS E DA COFINS 18 XIII.3 - Cooperativas de pessoas jurídicas XIV - Áreas de exceção tributária XIV.1 - Zona Franca de Manaus XIV Previsão constitucional XIV Criação e finalidade XIV Zona Franca de Manaus - Área de abrangência XIV Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA XIV Sistemática relativa ao PIS/PASEP e COFINS nas operações da Zona Franca de Manaus XIV Vendas dentro da Zona Franca de Manaus XIV Vendas para fora da Zona Franca de Manaus XIV Produtos sujeitos à substituição tributária XIV Importações efetuadas por empresas localizadas na Zona Franca de Manaus XIV Vendas para a Zona Franca de Manaus XIV Prestação de serviços para empresa estabelecida na ZFM XIV.2 - Áreas de Livre Comércio XIV Áreas de Livre Comércio XIV Produtos industrializados na ALC XIV Vendas para a Área de Livre Comércio XIV Operações com produtos sujeitos à tributação diferenciada XIV.3 - Zonas de Processamento de Exportação XIV Criação e administração das ZPE XIV Funcionamento da ZPE XIV Instalação em ZPE XIV Benefícios XIV Dano ao erário XIV Tratamento administrativo XV - Atividades especiais XV.1 - Agronegócio - Comercialização de produtos agropecuários - Suspensão e crédito presumido XV Crédito presumido XV Suspensão...507

13 19 INTRODUÇÃO XV Créditos da não-cumulatividade XV Definição de atividade agroindustrial XV.2 - Embalagens para bebidas XV Incidência XV Industrialização por encomenda XV Venda a empresas comerciais de embalagens XV Desconto de Créditos XV Prazo e Forma de Pagamento XV Documento fiscal XVI - Obrigações acessórias XVI.1 - DCTF XVI Periodicidade de apresentação da DCTF XVI Dispensa de apresentação da DCTF XVI Forma de apresentação da DCTF XVI Prazo para apresentação da DCTF XVI Impostos e contribuições declarados na DCTF XVI Penalidades XVI Tratamento dos dados informados na DCTF XVI Retificação de declarações XVI.2 - DACON XVI Periodicidade de apresentação do DACON XVI Dispensa de apresentação XVI Controles a serem mantidos XVI Forma de apresentação XVI Prazos de apresentação XVI Situações especiais XVI Penalidades XVI Outras disposições XVI Retificação do DACON XVI Disposições transitórias XVI Disposições finais XVI Algumas observações relativas ao preenchimento do DACON XVI.3 - Livro de Apuração das Contribuições Sociais XVII - Contabilização...536

14 MANUAL DO PIS E DA COFINS 20 XVII.1 - Débitos XVII.2 - Créditos XVII Origem da divergência de interpretação da legislação tributária XVII Análise da Solução de Divergência COSIT nº 9 de XVII Ato Declaratório Interpretativo SRF nº 3 de XVII.3 - Interpretação Técnica do IBRACON XVII Concomitância do regime cumulativo e nãocumulativo XVII Estoque de abertura XVII Depreciação de máquinas, equipamentos e outros bens XVII.4 - Exemplo A N E X O S 1 - Retenções na fonte Retenção de CSLL, contribuição para PIS/PASEP e COFINS Retenção de IRPJ, CSLL, PIS e COFINS - Recebimentos de órgãos públicos federais, empresas públicas, sociedades de economia mista, dentre outros IRPJ, CSLL, PIS e COFINS - Regime Tributário de Transição - RTT - Lei nº de Consórcio de empresas Sociedade em Conta de Participação - SCP L E G I S L A Ç Ã O A P L I C Á V E L Lei Complementar nº 7 de Lei Complementar nº 70 de Lei nº de Lei nº de Medida Provisória nº de Lei nº de Lei nº de Lei nº de

12 MANUAL DO PIS E DA COFINS

12 MANUAL DO PIS E DA COFINS Índice Analítico Introdução... 27 I Conceitos e Histórico... 27 I.1 As Contribuições Sociais... 27 I.2 Instituição do PIS e do PASEP... 27 I.3 Objetivos do PIS e do PASEP... 28 I.4 Fundos do PIS/PASEP...

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 12, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 12, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 12, DE 2014 Dispõe sobre incentivos para fomentar a reutilização de recursos hídricos no âmbito da Contribuição para o Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio

Leia mais

OBRIGAÇÕES FEDERAIS OUTUBRO/2008

OBRIGAÇÕES FEDERAIS OUTUBRO/2008 OBRIGAÇÕES FEDERAIS OUTUBRO/2008 DIA 2 (Quinta) CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS RECLAMATÓRIA TRABALHISTA PESSOAS OBRIGADAS: Empregadores, inclusive domésticos, que participaram de ação judicial na Justiça

Leia mais

Tabela 4.3.13 Produtos Sujeitos à Alíquota Zero da Contribuição Social (CST 06):

Tabela 4.3.13 Produtos Sujeitos à Alíquota Zero da Contribuição Social (CST 06): Tabela 4.3.13 Produtos Sujeitos à Alíquota Zero da Contribuição Social (CST 06): Código Descrição do Produto NCM 100 INSUMOS E PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 101 Adubos ou fertilizantes classificados no Capítulo

Leia mais

Regimes Aduaneiros Especiais. Regimes Aduaneiros Especiais. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro

Regimes Aduaneiros Especiais. Regimes Aduaneiros Especiais. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro. Trânsito aduaneiro Regimes Aduaneiros Especiais Regimes Aduaneiros Especiais As características básicas dos regimes especiais são: Regra geral, os prazos na importação são de um ano, prorrogável, por período não superior,

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2011 (ÂMBITO FEDERAL)

OBRIGAÇÕES FISCAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2011 (ÂMBITO FEDERAL) OBRIGAÇÕES FISCAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2011 (ÂMBITO FEDERAL) 04.05 (4ª feira) IOF Imposto Sobre Operações Financeiras Último dia para o recolhimento do IOF referente ao

Leia mais

Palestra. Créditos Fiscais (ICMS/ IPI/ PIS e COFINS) Julho 2012. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga

Palestra. Créditos Fiscais (ICMS/ IPI/ PIS e COFINS) Julho 2012. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

AJUSTE FISCAL, ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA E EXPECTATIVAS PARA 2015. Diego Caldas R. de Simone

AJUSTE FISCAL, ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA E EXPECTATIVAS PARA 2015. Diego Caldas R. de Simone AJUSTE FISCAL, ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA E EXPECTATIVAS PARA 2015 Diego Caldas R. de Simone PACOTE DE AJUSTE FISCAL Objetivo Medida Executivo / Legislativo Economia estimada / aumento de arrecadação

Leia mais

Não Incidência das Contribuições Sociais

Não Incidência das Contribuições Sociais Exportação Não Incidência das Contribuições Sociais O PIS/Pasep e a COFINS não incidirão sobre as receitas decorrentes das operações de: Exportação de mercadorias para o exterior; Prestação de serviços

Leia mais

IR-FONTE Rendimentos de Aplicações Financeiras, Juros Sobre Capital Próprio, Prêmios, Multas e Vantagens, de que trata o art. 7º da Lei nº 9.

IR-FONTE Rendimentos de Aplicações Financeiras, Juros Sobre Capital Próprio, Prêmios, Multas e Vantagens, de que trata o art. 7º da Lei nº 9. AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL JANEIRO DE 2016 06.01 (4ª Feira) IR-FONTE Rendimentos de Aplicações Financeiras, Juros Sobre Capital Próprio, Prêmios, Multas e Vantagens, de que trata o art. 7º da Lei nº 9.430/1996

Leia mais

OBRIGAÇÕES EMPRESARIAIS (FISCAIS,TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS) MARÇO DE 2010

OBRIGAÇÕES EMPRESARIAIS (FISCAIS,TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS) MARÇO DE 2010 OBRIGAÇÕES EMPRESARIAIS (FISCAIS,TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS) MARÇO DE 2010 03.03 (4ª feira) Último dia para recolhimento do Imposto de Renda na Fonte referente a juros sobre o capital próprio, aplicações

Leia mais

Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2015

Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2015 Calendário Mensal das Obrigações Fiscais, Trabalhistas e Previdenciárias Outubro de 2015 Nota: Os dias de vencimentos apresentados são de nível nacional e respeitando os referidos feriados, caso for feriado

Leia mais

Titulo. CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS-PIS e COFINS

Titulo. CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS-PIS e COFINS CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO PALESTRA

Leia mais

Sumário. PIS/PASEP e COFINS - Regime não cumulativo - Roteiro de Procedimentos. Roteiro - Federal - 2011/4320. Introdução

Sumário. PIS/PASEP e COFINS - Regime não cumulativo - Roteiro de Procedimentos. Roteiro - Federal - 2011/4320. Introdução PIS/PASEP e COFINS - Regime não cumulativo - Roteiro de Procedimentos Roteiro - Federal - 2011/4320 Sumário Introdução I - Não cumulatividade do PIS/PASEP e da COFINS II - Pessoas jurídicas sujeitas à

Leia mais

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples Wagner Mendes Contador, Pós-Graduado em Controladoria, Auditoria e Tributos, Consultor Tributário, Especialista em Tributos Federais, Contabilidade e Legislação

Leia mais

Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF).

Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF). INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 974, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF). O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso das atribuições

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA DEZEMBRO/2007

AGENDA TRIBUTÁRIA DEZEMBRO/2007 Fonte: Portal Tributário AGENDA TRIBUTÁRIA DEZEMBRO/2007 05/12/2007 IOF IRF Recolhimento do - 3º decêndio de NOVEMBRO/2007 - Bebidas - capítulo 22 da T e Cigarros 2402.20.00 T. Recolhimento do IOF relativo

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

RECEITA FEDERAL Coordenação-Geral de Estudos Econômico- Tributários, Previsão e Análise da Arrecadação

RECEITA FEDERAL Coordenação-Geral de Estudos Econômico- Tributários, Previsão e Análise da Arrecadação RECEITA FEDERAL Coordenação-Geral de Estudos Econômico- Tributários, Previsão e Análise da Arrecadação ESTATÍSTICAS TRIBUTÁRIAS Consolida DIPJ 2006 Consolidação da Declaração do Imposto de Renda das Pessoas

Leia mais

ATUALIZAÇÃO Nº 15 (Outubro de 2011)

ATUALIZAÇÃO Nº 15 (Outubro de 2011) ATUALIZAÇÃO Nº 15 (Outubro de 2011) Prezado Assinante, 1. Estamos atualizando o Manual Prático PIS/PASEP e COFINS, em decorrência da edição: a) Lei nº 12.350, de 20 de dezembro de 2011; b) Medida Provisória

Leia mais

DECRETO Nº 4.524, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002

DECRETO Nº 4.524, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação DECRETO Nº 4.524, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002 Regulamenta a Contribuição para o PIS/Pasep e a Cofins devidas pelas pessoas jurídicas em geral. O PRESIDENTE

Leia mais

Diária Imposto sobre a Exportação (IE) 0107 Exportação, cujo registro da declaração para despacho aduaneiro tenha se verificado 15 dias antes.

Diária Imposto sobre a Exportação (IE) 0107 Exportação, cujo registro da declaração para despacho aduaneiro tenha se verificado 15 dias antes. AGENDA TRIBUTÁRIA informativo Dezembro Data de Diária Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) Rendimentos do Trabalho Tributação exclusiva sobre remuneração indireta 2063 FG ocorrido no mesmo dia Rendimentos

Leia mais

Ministério da Fazenda - Secretaria da Receita Federal. Ministério da Fazenda/ Secretaria da Receita Federal

Ministério da Fazenda - Secretaria da Receita Federal. Ministério da Fazenda/ Secretaria da Receita Federal REGIMES ADUANEIROS ESPECIAIS E ATÍPICOS REEGIMEE I DEESSCRIÇÃO I 1 Admissão Temporária Permite a permanência no País de bens procedentes do exterior, por prazo e para finalidade determinados, com suspensão

Leia mais

PIS/ COFINS EM NOTÍCIAS

PIS/ COFINS EM NOTÍCIAS PIS/ COFINS EM NOTÍCIAS I NOVAS SOLUÇÕES DE CONSULTAS.... 2 A) RECEITA DE VENDA DE MERCADORIAS DESTINADAS AO CONSUMO OU À INDUSTRIALIZAÇÃO NA ZONA FRANCA DE MANAUS, INCLUSIVE DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS,

Leia mais

Receita.fazenda.gov.br (05/01/2009)

Receita.fazenda.gov.br (05/01/2009) Instrução Normativa RFB nº 903, de 30 de dezembro de 2008 Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF). O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUBSTITUTO, no uso da atribuição

Leia mais

AGENDA - Janeiro de 2016

AGENDA - Janeiro de 2016 OBRIGAÇÕES FISCAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS PARA O MÊS DE JANEIRO.: (ÂMBITO FEDERAL) :. AGENDA - Janeiro de 2016 PRAZO NATUREZA DISCRIMINAÇÃO 04.01 08.01 GPS SALÁRIOS CAGED GFIP FGTS SIMPLES DOMÉSTICO

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS ABRIL/2014. Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de Março/2014:

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS ABRIL/2014. Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de Março/2014: AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS ABRIL/2014 03/Abril. 5ª Feira. IOF - Imposto sobre Operações Financeiras. Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de Março/2014: - Operações

Leia mais

Agenda de Obrigações Federal - Maio/2015

Agenda de Obrigações Federal - Maio/2015 Agenda de Obrigações Federal - Maio/2015 Até: Quarta-feira, dia 6 IOF Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de abril/2015: - Operações de crédito - Pessoa Jurídica - Cód. Darf 1150 - Operações de crédito

Leia mais

REGIMES ADUANEIROS ESPECIAIS Parte II

REGIMES ADUANEIROS ESPECIAIS Parte II São Paulo Rio de Janeiro Brasília Curitiba Porto Alegre Recife Belo Horizonte Londres Lisboa Shanghai Miami Buenos Aires REGIMES ADUANEIROS ESPECIAIS Parte II Luis Guilherme B. Gonçalves 05 de Agosto de

Leia mais

Federal - Maio 2015 COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS 06 IOF 06 IR/FONTE

Federal - Maio 2015 COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS 06 IOF 06 IR/FONTE Federal - Maio 15 Data Tributos Descrição 05 06 IOF COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS 06 IR/FONTE 07 CAGED - CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS - INTERNET

Leia mais

Agenda de Obrigações Federal - Abril/2015

Agenda de Obrigações Federal - Abril/2015 Agenda de Obrigações Federal - Abril/2015 Até: Segunda-feira, dia 6 IOF Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de março/2015: - Operações de crédito - Pessoa Jurídica - Cód. Darf 1150 - Operações de crédito

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital

Sistema Público de Escrituração Digital INTRODUÇÃO PIS/PASEP E COFINS SISTEMÁTICA DA NÃO-CUMULATIVIDADE AS DIFICULDADES Não é um regime pleno de não-cumulatividade, como o IPI e o ICMS. O legislador preferiu listar as operações geradoras de

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 5 AGRADECIMENTOS... 9

APRESENTAÇÃO... 5 AGRADECIMENTOS... 9 Sumário APRESENTAÇÃO... 5 AGRADECIMENTOS... 9 CAPÍTULO 1 INCIDÊNCIA DO IMPOSTO DE RENDA DAS PESSOAS JURÍDICAS. FATO GERADOR. BASE DE CÁLCULO. ALÍQUOTAS. IMUNIDADES, ISENÇÕES E NÃO INCIDÊNCIA... 19 1.1

Leia mais

ANEXO ÚNICO. Agenda Tributária Outubro de 2009. Código Darf. Data de. Código GPS. Período de Apuração do Fato Gerador (FG)

ANEXO ÚNICO. Agenda Tributária Outubro de 2009. Código Darf. Data de. Código GPS. Período de Apuração do Fato Gerador (FG) ANEXO ÚNICO Agenda Tributária Outubro de 2009 5 Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) Rendimentos de Capital Títulos de renda fixa - Pessoa Física 8053 21 a 30/setembro/2009 Títulos de renda fixa - Pessoa

Leia mais

http://agenda.cenofisco.com.br/agenda/agenda.dll/infobase/5/11/13/170?f=templates&fn=document-fra...

http://agenda.cenofisco.com.br/agenda/agenda.dll/infobase/5/11/13/170?f=templates&fn=document-fra... 0 http://agenda.cenofisco.com.br/agenda/agenda.dll/infobase/5/11/13/170?f=templates&fn=document-fra... Outubro Notas Cenofisco: 1ª) Além das obrigações relacionadas neste Calendário, o assinante poderá,

Leia mais

CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR : LEGISLAÇÃO ADUANEIRA REGIMES ADUANEIROS

CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR : LEGISLAÇÃO ADUANEIRA REGIMES ADUANEIROS 1. CONCEITOS Regime é um conjunto de regras que estabelecem certa conduta obrigatória. É método, sistema ou forma de governo. Logo, chamamos de regime aduaneiro ao tratamento tributário e administrativo

Leia mais

SIMPLES NACIONAL. Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

SIMPLES NACIONAL. Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. SIMPLES NACIONAL Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno

Leia mais

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital

SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital SPED - Sistema Público de Escrituração Digital? 2 SPED - Sistema Público de Escrituração Digital Projeto do PAC 2007-2010 Instituído pelo Convênio ICMS 143/06.

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO (EFD CONTRIBUIÇÕES) Diário Oficial da União Nº 43, Seção 1, sexta-feira, 2 de Março de 2012

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO (EFD CONTRIBUIÇÕES) Diário Oficial da União Nº 43, Seção 1, sexta-feira, 2 de Março de 2012 Circular 112/2012 São Paulo, 06 de Março de 2012. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO (EFD CONTRIBUIÇÕES) Diário Oficial da União Nº 43, Seção 1, sexta-feira, 2 de

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2015

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2015 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2015 Até dia Obrigação 4 IRRF Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.01.2015,

Leia mais

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos fictícios. 1 Sistema Cumulativo Pessoa Jurídica tributada pelo

Leia mais

Seminário DCTF/ DACON. Elaborado por: Liodoro Pereira de Castro O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

Seminário DCTF/ DACON. Elaborado por: Liodoro Pereira de Castro O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3662-0035 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

IPI ICMS - SP LEGISLAÇÃO - SP ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009

IPI ICMS - SP LEGISLAÇÃO - SP ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 IPI ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 INFRAÇÕES E ACRÉSCIMOS MORATÓRIOS Infrações - Procedimentos do Contribuinte - Pagamento - Acréscimos Moratórios - Multa de Mora

Leia mais

DICAS DE ECONOMIA TRIBUTÁRIA - PJ Por Júlio César Zanluca Verifique se as dicas se aplicam ou não a sua empresa, pois pode haver restrições quanto a

DICAS DE ECONOMIA TRIBUTÁRIA - PJ Por Júlio César Zanluca Verifique se as dicas se aplicam ou não a sua empresa, pois pode haver restrições quanto a DICAS DE ECONOMIA TRIBUTÁRIA - PJ Por Júlio César Zanluca Verifique se as dicas se aplicam ou não a sua empresa, pois pode haver restrições quanto a aplicabilidade, de acordo com a forma de tributação

Leia mais

http://www.iobonlineregulatorio.com.br/print/module/print.html?source=printlink

http://www.iobonlineregulatorio.com.br/print/module/print.html?source=printlink Page 1 of 21 Agenda de Obrigações Estadual - Minas Gerais - Agosto/2011 28 de de 2011 Agosto D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Hoje Obrigações

Leia mais

EFD-PIS/COFINS Regras Gerais Aplicáveis a Partir de 2012

EFD-PIS/COFINS Regras Gerais Aplicáveis a Partir de 2012 EFD-PIS/COFINS Regras Gerais Aplicáveis a Partir de 2012 Matéria Elaborada com Base na Legislação Vigente em: 09/01/2012. SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO 2 OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO 2.1 Obrigatoriedade em

Leia mais

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2013

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2013 ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2013 001 Qual a legislação que disciplina a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente sobre a importação e a comercialização de petróleo e seus derivados,

Leia mais

INFORMATIVO CONTÁBIL/FISCAL OCB/ES Nº 05/2015

INFORMATIVO CONTÁBIL/FISCAL OCB/ES Nº 05/2015 INFORMATIVO CONTÁBIL/FISCAL OCB/ES Nº 05/2015 (26 de Junho de 2015) 01. CONVERSÃO DA MP Nº 668/2015 NA LEI Nº 13.137/2015 Órgão: Receita Federal do Brasil - RFB Ementa: Conversão da Medida Provisória nº

Leia mais

Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p. Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa):

Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p. Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa): Pesquisa Industrial Anual Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa): Aluguéis e arrendamentos Despesas com

Leia mais

Normas Sistema Gestão da Informação

Normas Sistema Gestão da Informação Normas Sistema Gestão da Informação Visão Anotada INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1599, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2015 (Publicado(a) no DOU de 14/12/2015, seção 1, pág. 32) Dispõe sobre a Declaração de Débitos e

Leia mais

Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado. Clique e veja o compromisso do dia. 6 7 8. Clique e veja o compromisso do dia.

Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado. Clique e veja o compromisso do dia. 6 7 8. Clique e veja o compromisso do dia. Atenção 01 Aqueles contribuintes obrigados ao envio mensal do arquivo SINTEGRA à SEFAZ, devem observar a data de entrega, conforme definido pelo fisco. Atenção 02 Essas informações não substituem aquelas

Leia mais

Importação por Conta e Ordem e Importação por Encomenda (LUCIANO - 15/05/2006)

Importação por Conta e Ordem e Importação por Encomenda (LUCIANO - 15/05/2006) Importação por Conta e Ordem e Importação por Encomenda (LUCIANO - 15/05/2006) Cada vez mais e por diversos motivos, as organizações vêm optando por focar-se no objeto principal do seu próprio negócio

Leia mais

Tabela 5.1.1 Fundamentação Legal

Tabela 5.1.1 Fundamentação Legal SP000202 Diferença de imposto apurada por contribuinte. 002.02 Artigo 108 do RICMS/00 Própria SP000206 Entrada de mercadoria com imposto a pagar ou utilização de serviços 002.06 Artigo 116, I do RICMS/00

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO DE 2015

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO DE 2015 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO DE 2015 Até dia Obrigação 3 IRRF Salário de Agosto de 2015 Histórico ocorridos no período de 21 a 31.08.2015, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra

Leia mais

TABELA PRÁTICA PIS E COFINS (Alíquota Zero, Substituição Tributária, Não Incidência, Isenção)

TABELA PRÁTICA PIS E COFINS (Alíquota Zero, Substituição Tributária, Não Incidência, Isenção) TABELA PRÁTICA PIS E COFINS (Alíquota Zero, Substituição Tributária, Não Incidência, Isenção) ALÍQUOTA ZERO CST 06 INSUMOS E PRODUTOS AGROPECUÁRIOS Adubos ou fertilizantes classificados no Capítulo 31,

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA NOVEMBRO DE 2015

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA NOVEMBRO DE 2015 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA NOVEMBRO DE 2015 Até dia Obrigação 5 IRRF Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.10.2015,

Leia mais

http://www.sefaz.am.gov.br/areas/opcaosistemas/silt/normas/legislação%20esta...

http://www.sefaz.am.gov.br/areas/opcaosistemas/silt/normas/legislação%20esta... Página 1 de 75 GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DEPARTAMENTO DE TRIBUTAÇÃO PÁGINA PRINCIPAL LEGISLAÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO CONFAZ LEGISLAÇÃO ESTADUAL SISTEMA INTEGRADO DA LEGISLAÇÃO

Leia mais

A CUMULATIVIDADE E A NÃO CUMULATIVIDADE DO PIS E DA COFINS

A CUMULATIVIDADE E A NÃO CUMULATIVIDADE DO PIS E DA COFINS A CUMULATIVIDADE E A NÃO CUMULATIVIDADE DO PIS E DA COFINS Por:, Pós-Graduando em Planejamento Contábil e Tributário, PUC- Minas em Poços de Caldas. lesovia@yahoo.com.br Gestão e Conhecimento, v. 3, n.

Leia mais

Agenda de Obrigações Tributárias, Trabalhistas e Previdenciárias

Agenda de Obrigações Tributárias, Trabalhistas e Previdenciárias Agenda de Obrigações Tributárias, Trabalhistas e Previdenciárias Fevereiro de 2016 Tipo Dia Obrigação 01/02-2ª Feira 03/02-4ª Feira INSS GPS - Fixação no Quadro de Horário O art. 225, VI do Decreto n 3.048/1999,

Leia mais

IR e Contribuições Federais

IR e Contribuições Federais IR e Contribuições Ferais Denomin ação IRPF - quotas da claração IRPF - carnê-leão Multa e juros - carnê-leão recolhido com atraso sem a inclusão stes encargos Imposto sobre ganhos líquidos em operações

Leia mais

Boletim. Índice. Índice alfabético: janeiro a dezembro de 2009. Federal Alfabético. ICMS - IPI e Outros. Comércio exterior Regulamento Aduaneiro...

Boletim. Índice. Índice alfabético: janeiro a dezembro de 2009. Federal Alfabético. ICMS - IPI e Outros. Comércio exterior Regulamento Aduaneiro... Boletim Índice Índice alfabético: janeiro a dezembro de 2009 Federal Alfabético Comércio exterior Regulamento Aduaneiro... CPMF DCTF - Prestação de informações nas hipóteses de indeferimento do pedido

Leia mais

Auditoria. Demonstrações financeiras

Auditoria. Demonstrações financeiras Auditoria Demonstrações financeiras Esta publicação foi elaborada pela Deloitte Touche Tohmatsu com o objetivo de proporcionar a seus clientes e à comunidade de negócios um instrumento de consulta para

Leia mais

Incidência do PIS e da Cofins sobre água, refrigerante e cerveja

Incidência do PIS e da Cofins sobre água, refrigerante e cerveja Confira a incidência do PIS e da Cofins sobre água, refrigerante e cerveja Nesta Orientação examinamos a incidência do PIS/Pasep e da Cofins na comercialização por pessoas jurídicas industriais das bebidas

Leia mais

VGL NEWS JUNHO/05 EDIÇÃO EXTRA Nº 37. MP 252/05 Alterações na Legislação Tributária

VGL NEWS JUNHO/05 EDIÇÃO EXTRA Nº 37. MP 252/05 Alterações na Legislação Tributária VGL NEWS JUNHO/05 EDIÇÃO EXTRA Nº 37 MP 252/05 Alterações na Legislação Tributária Como estava sendo ansiosamente esperado, em função dos reiterados anúncios por parte do Governo Federal, foi publicada,

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES FISCAIS. Período de 01.01 a 31.01.2016

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES FISCAIS. Período de 01.01 a 31.01.2016 033 18/12/2015 1 de 14 DIA 04 1.ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Recolhimento do ICMS/ Substituição Tributária correspondente a fatos geradores ocorridos no mês de outubro/2015 pelas empresas cujas autopeças,

Leia mais

Legislação Básica da Micro e Pequena Empresa

Legislação Básica da Micro e Pequena Empresa Legislação Básica da Micro e Pequena Empresa A Constituição Federal e o Estatuto Os artigos 146, 170, 179 da Constituição de 1988 contêm os marcos legais que fundamentam as medidas e ações de apoio às

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO TERMO DE EXCLUSÃO DO SIMPLES NACIONAL

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO TERMO DE EXCLUSÃO DO SIMPLES NACIONAL MANUAL DE PREENCHIMENTO DO TERMO DE EXCLUSÃO DO SIMPLES NACIONAL A pessoa jurídica, optante pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS Outubro 2014

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS Outubro 2014 AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS Outubro 14 Data Tributos Descrição 03 03 IOF COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS 03 IR/FONTE 06 SALÁRIOS

Leia mais

Aprendendo a Exportar Seguro de Crédito à Exportação e Regimes Aduaneiros Logex

Aprendendo a Exportar Seguro de Crédito à Exportação e Regimes Aduaneiros Logex Aprendendo a Exportar Seguro de Crédito à Exportação e Regimes Aduaneiros Logex Grupo Danilo Correia, Caê Matta, Ágata Takara, Augusto Rinaldi, Felipe Marinoni, Isabella Lucas, Heitor Guimarães, Rafael

Leia mais

1. Fluxo de documentação

1. Fluxo de documentação 1. Fluxo de documentação É de fundamental importância o envio de toda documentação financeira para atender as exigências impostas pelo fisco e evitar problemas futuros à empresa. Prazo de envio: É ideal

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2011

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2011 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2011 Até dia Obrigação Histórico 3 IRRF Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.01.2011,

Leia mais

Art. 1º O regime especial de entreposto aduaneiro será aplicado de conformidade com o estabelecido nesta Instrução Normativa.

Art. 1º O regime especial de entreposto aduaneiro será aplicado de conformidade com o estabelecido nesta Instrução Normativa. Instrução Normativa SRF nº 241, de 6 de Novembro de 2002 DOU de 8.11.2002 Dispõe sobre o regime especial de entreposto aduaneiro na importação e na exportação. Alterada pela IN SRF nº 289, de 27 de janeiro

Leia mais

ANO XXVI - 2015 4ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 48/2015

ANO XXVI - 2015 4ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 48/2015 ANO XXVI - 2015 4ª SEMANA DE NOVEMBRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 48/2015 IPI ZONA FRANCA DE MANAUS OPERAÇÕES GERAIS... Pág. 431 ICMS RJ FRETE PAGO (CIF) OU A PAGAR (FOB)... Pág. 432 IPI ZONA FRANCA DE

Leia mais

Software - Esclarecimentos Tributários

Software - Esclarecimentos Tributários Software - Esclarecimentos Tributários 1. Considerações Preliminares Diversas dúvidas surgiram ao longo do tempo sobre a sistemática tributária do software. Neste sentido o presente artigo tem o objetivo

Leia mais

Parte I INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA: CONCEITOS, PRINCÍPIOS E NORMAS BÁSICAS, 3

Parte I INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA: CONCEITOS, PRINCÍPIOS E NORMAS BÁSICAS, 3 Apresentação, xxv Prefácio à 12a Edição, xxvii Introdução, 1 Parte I INTRODUÇÃO À CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA: CONCEITOS, PRINCÍPIOS E NORMAS BÁSICAS, 3 1 Contabilidade Tributária, 5 1.1 Conceito, 5 1.1.1

Leia mais

Clipping Legis. Publicação de legislação e jurisprudência fiscal. Nº 185 Conteúdo - Atos publicados em Agosto de 2015 Divulgação em Setembro/2015

Clipping Legis. Publicação de legislação e jurisprudência fiscal. Nº 185 Conteúdo - Atos publicados em Agosto de 2015 Divulgação em Setembro/2015 Clipping Legis Lei nº 13.161/2015 - Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB) - Majoração de alíquotas Publicação de legislação e jurisprudência fiscal Alterações na legislação do IPI sobre

Leia mais

Federal - Abril 2015 COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS

Federal - Abril 2015 COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS Federal - Abril 15 Data Tributos Descrição 02 06 06 IOF COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS CBE - DECLARAÇÃO DE CAPITAL BRASILEIRO NO EXTERIOR 06 IR/FONTE PESSOAS

Leia mais

OBRIGAÇÕES FEDERAIS DE AGOSTO DE 2015

OBRIGAÇÕES FEDERAIS DE AGOSTO DE 2015 OBRIGAÇÕES FEDERAIS DE AGOSTO DE 2015 DIÁRIO IRPF Declarações da Pessoa Física Declaração Final de Espólio Até o último dia útil do mês de abril do ano-calendário subseqüente ao: I - da decisão judicial

Leia mais

ANO XXIII - 2012-4ª SEMANA DE AGOSTO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 35/2012 ASSUNTOS DIVERSOS ICMS - RS

ANO XXIII - 2012-4ª SEMANA DE AGOSTO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 35/2012 ASSUNTOS DIVERSOS ICMS - RS ANO XXIII - 2012-4ª SEMANA DE AGOSTO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 35/2012 ASSUNTOS DIVERSOS TRADING COMPANY - CONSIDERAÇÕES Introdução - Conceito - Requisitos, Condições e Obrigações Tributárias Acessórias

Leia mais

Sumário. Prefácio, XIX 2 FONTES DO DIREITO TRIBUTÁRIO, 19

Sumário. Prefácio, XIX 2 FONTES DO DIREITO TRIBUTÁRIO, 19 STJ00090468 Sumário Prefácio, XIX PARTE GERAL - FUNDAMENTOS CONSTITUCIONAIS DO DIREITO TRIBUTÁRIO, 1 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO TRIBUTÁRIO, 3 1.1 Introdução, 3 1.1.1 Sistema jurídico-tributário, 3 1.2 Finalidade

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica COMENTÁRIOS SOBRE A MEDIDA PROVISÓRIA Nº 447/2008 ALTERAÇÃO DOS PRAZOS DE PAGAMENTOS DE IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES FEDERAIS Francisco Guilherme Braga de Mesquita Advogado

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES SETEMBRO/2015

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES SETEMBRO/2015 CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES SETEMBRO/2015 03.09 (5ª feira) - IRRF Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte, correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.08.2015, incidente sobre

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA NOVEMBRO/2007

AGENDA TRIBUTÁRIA NOVEMBRO/2007 Fonte: Portal Tributário AGENDA TRIBUTÁRIA NOVEMBRO/2007 06/11/2007 IOF IRF Recolhimento do - 3º decêndio de AGOSTO/2007 - Bebidas - capítulo 22 da T e Cigarros 2402.20.00 T Recolhimento do IOF relativo

Leia mais

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO CODAC Nº - 99,

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO CODAC Nº - 99, ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO CODAC Nº - 99, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2011(DOU de 02/01/2012) Dispõe sobre o preenchimento da Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF), em relação a fatos geradores

Leia mais

ÍNDICE. - Instrução Normativa RFB nº 1.463/2014...02. - Fichas da DIPJ 2014...04

ÍNDICE. - Instrução Normativa RFB nº 1.463/2014...02. - Fichas da DIPJ 2014...04 ÍNDICE - Instrução Normativa RFB nº 1.463/2014...02 - Fichas da DIPJ 2014...04 1 Instrução Normativa RFB nº 1.463, de 24 de abril de 2014 DOU 25.04.2014 Aprova o programa gerador e as instruções para preenchimento

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES NOVEMBRO/2015

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES NOVEMBRO/2015 CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES NOVEMBRO/2015 05.11 (5ª feira) - IRRF Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte, correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.10.2015, incidente sobre

Leia mais

RECEITA FEDERAL DO BRASIL /FIESP. Bens de Capital e Infraestrutura

RECEITA FEDERAL DO BRASIL /FIESP. Bens de Capital e Infraestrutura RECEITA FEDERAL DO BRASIL /FIESP Bens de Capital e Infraestrutura Não dará direito a crédito o valor da aquisição de bens ou serviços não sujeitos ao pagamento da contribuição, inclusive no caso de isenção,

Leia mais

COBRANÇA EXTRAJUDICIAL PELO ENVIO DE DARF PARA PAGAMENTO/PARCELAMENTO

COBRANÇA EXTRAJUDICIAL PELO ENVIO DE DARF PARA PAGAMENTO/PARCELAMENTO NOTÍCIA DE INSCRIÇÃO DE DÉBITO EM DÍVIDA ATIVA COBRANÇA EXTRAJUDICIAL PELO ENVIO DE DARF PARA PAGAMENTO/PARCELAMENTO NOTÍCIA DE INSCRIÇÃO DE DÉBITO EM DÍVIDA ATIVA 1 e/ou COBRANÇA EXTRAJUDICIAL PELO ENVIO

Leia mais

Anexo 2.0 Código Fiscal de Operações e Prestações CFOP Art. 317 do RICMS/03

Anexo 2.0 Código Fiscal de Operações e Prestações CFOP Art. 317 do RICMS/03 Anexo 2.0 Código Fiscal de Operações e Prestações CFOP Art. 317 do RICMS/03 Alterações: Decreto nº 19.887 de 19.09.2003 Decreto nº 20.204 de 19.12.2003 Decreto nº 20.912 de 25.11.2004 Decreto nº 20.919

Leia mais

Página 1 de 28 Agenda Tributária Emissão: às 14:00h Agenda Tributária (Janeiro de 2014) Obrigações Filtros Aplicados: Agenda: Janeiro/2014 - Dia Inicial: 1 - Dia Final: Dia Área Assunto Obrigação Cód.

Leia mais

Créditos. a. das aquisições de bens para revenda efetuadas no mês;

Créditos. a. das aquisições de bens para revenda efetuadas no mês; Créditos Dos valores de Contribuição para o PIS/Pasep e Cofins apurados, a pessoa jurídica submetida à incidência não-cumulativa poderá descontar créditos, calculados mediante a aplicação das alíquotas

Leia mais

ANEXO I IMPOSTO SOBRE A RENDA DAS PESSOAS JURÍDICAS (IRPJ) ANEXO II IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE (IRRF) Item Código/ Variação

ANEXO I IMPOSTO SOBRE A RENDA DAS PESSOAS JURÍDICAS (IRPJ) ANEXO II IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE (IRRF) Item Código/ Variação 1 ANEXO I IMPOSTO SOBRE A RENDA DAS PESSOAS JURÍDICAS (IRPJ) Item Código/ Variação Periodicidade Período de Apuração do Fato Denominação Gerador 1 0220/01 Tr i m e s t r a l A partir do 1º trimestre de

Leia mais

50 A 56 - VER TABELA DA NATUREZA DE CREDITO

50 A 56 - VER TABELA DA NATUREZA DE CREDITO TABELA CORRELAÇÃO CFOP x CST-PIS/COFINS x CST -ICMS/IPI OBS: Os Cfops assinalados em vermelho são os geradores de creditos reg (M105 e M505) do SPED CONTRIBUIÇÕES. VALIDOS PRA SPED CONTRIBUIÇOES ATUALIZADO

Leia mais

Sumário. Apresentação

Sumário. Apresentação Apresentação XI Capítulo 1 Fundamentação legal do ICMS 1 1.1 ICMS 1 1.2 Generalidades sobre o ICMS 1 1.3 ICMS na Constituição Federal 1988 2 1.4 Lei Complementar 87/96 A matriz do ICMS 12 1.5 ICMS e o

Leia mais

Direito Previdenciário. rio. Prof. Gláucio Diniz de Souza (Aula 3 e 4)

Direito Previdenciário. rio. Prof. Gláucio Diniz de Souza (Aula 3 e 4) Direito Previdenciário rio Prof. Gláucio Diniz de Souza (Aula 3 e 4) Financiamento da Previdência Social Empregado, Trabalhador Avulso e Empregado Doméstico Contribuição Progressiva Salário rio-de-contribuição

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 1.009, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2010 DOU 11.02.2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 1.009, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2010 DOU 11.02.2010 Adota Tabelas de Códigos a serem utilizadas na formalização da Escrituração Fiscal Digital (EFD) e nas emissões da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), nas situações que especifica, e revoga a Instrução Normativa

Leia mais

Lei nº 11.196/2005. Principais alterações e inovações

Lei nº 11.196/2005. Principais alterações e inovações Lei nº 11.196/2005 Principais alterações e inovações Informativo nº 18 06 de dezembro de 2005 Regime Especial de Aquisiçã ção o de Bens de Capital para Empresas Exportadoras RECAP Poderão se beneficiar

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos PIS COFINS Regime de Caixa Vendas Inadimplidas

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos PIS COFINS Regime de Caixa Vendas Inadimplidas PIS COFINS Regime de Caixa Vendas Inadimplidas 12/11/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 4. Conclusão... 7 5. Referências...

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988... TÍTULO VI DA TRIBUTAÇÃO E DO ORÇAMENTO... CAPÍTULO II DAS FINANÇAS PÚBLICAS... Seção II Dos Orçamentos... Art. 166. Os projetos de lei relativos ao

Leia mais

VERITAE ESPECIAL TRIBUTOS

VERITAE ESPECIAL TRIBUTOS ESPECIAL TRIBUTOS Orientador Empresarial CRÉDITOS FISCAIS DO IPI PRINCIPAIS REGRAS DE APROVEITAMENTO Por Wagner da Costa Marçal* Junho 2006 *Wagner da Costa Marçal é bacharel em Direito pela USU/RJ. Auditor,

Leia mais