FEMAR 137 de 20/MAI/ /MAI/2017 CIAGA FEMAR. FATEC-JAHU 169 de 17/JUL/ /JUL/2016 CFTP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FEMAR 137 de 20/MAI/2015 20/MAI/2017 CIAGA FEMAR. FATEC-JAHU 169 de 17/JUL/2014 17/JUL/2016 CFTP"

Transcrição

1 Marinha do Brasil Diretoria de Portos e Costas INSTITUIÇÕES CREDENCIADAS PARA APLICAR CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PARA AQUAVIÁRIOS (DIVULGAÇÃO INTERNET E INTRANET) CURSO EMPRESAS CREDENCIADAS PORTARIA Nº VALIDADE OE VINCULADO ASOM Curso de Adaptação para 2º Oficial de Máquinas ASON Curso de Adaptação para 2º Oficial de Náutica EACF Curso Especial de Acesso para Capitão Fluvial ECIA Curso Especial Avançado de Combate a Incêndio 137 de 20/MAI/ /MAI/2017 CIAGA 137 de 20/MAI/ /MAI/2017 CIAGA EMERGÊNCIAS EPP WORK 256 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPSP 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA EDUCAÇÃO EBGL Curso Especial Básico de Navios Tanques para Gás Liquefeito EBPQ Curso Especial Básico de Navios Tanques Petroleiros e para Produtos Químicos ESOM - Curso Especial de Treinamento em Operações Comerciais Marítimas em Simulador ESEP Curso de Segurança de Embarcação de 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA

2 Passageiros 228 de 10/SET/ /SET/2016 CFTP EGPO Curso Especial de Gerência de Passadiço para Oficiais ICN 275 de 14/NOV/ /NOV/2016 CIAGA MAERSK TRAINING BRASIL 277 de 14/NOV/ /NOV/2016 CIAGA ESOG Curso Especial de Segurança em Operações de Carga em Navios-Tanques para Gás Liquefeito ESOP Curso Especial de Segurança em Operações de Carga em Navios Petroleiros ESOQ Curso Especial de Segurança em Operações de Carga em Navios-Tanques para Produtos Quimicos EFBP Especial de Familiarização em Balsas Transportadoras de Petróleo, seus Derivados e Etanol ICN INSTITUTO DE CIÊNCIAS NÁUTICAS 257 de 26/AGO/ /AGO/2015 CFAOC CAAQ CT/S Adaptação de Aquaviários Cozinheiro, Taifeiro, Enfermeiro e Auxiliar de Saúde CAAQ CT/S Adaptação de Aquaviários Cozinheiro, Taifeiro, Enfermeiro e Auxiliar de Saúde EMERGÊNCIAS EPP WORK EDUCAÇÃO INSTITUTO DANIEL DE LA TOUCHE - IDLT CONSULTORIA E TREINAMENTO 256 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPSP 258 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPMA 263 de 28/AGO/ /AGO/2015 DelItacuruça 85 de 08/ABR/ /ABR/2016 DelMacaé de Segurança.

3 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA CFAQ-I C/M Formação de Aquaviários - Marinheiro Auxiliar de Convés e Marinheiro Auxiliar de Máquinas CAAQ-I MM Aquaviários, Módulo específico para Marítimos Seção de Máquinas CAAQ-I ME Aquaviários, Módulo específico para Marítimos Seção de Máquinas e Eletricidade CAAQ-II C Curso de Adaptação para Aquaviários Módulo Específico para Fluviários Seção Convés CAAQ-II M Curso de Adaptação para Aquaviários Módulo Específico para Fluviários Seção Máquinas 357 de 29/NOV/ /NOV/2015 DelAReis MC&MARTINS MC&MARTINS 24 de 05/FEV/ /FEV/2017 DelItacuruça EMERGÊNCIAS EPP WORK 256 DE 26/AGO/ /AGO/2015 CPSP EDUCAÇÃO CONSULTORIA E TREINAMENTO 263 de 28/AGO/ /AGO/2015 DelItacuruça de Segurança. 316 de 29/OUT/ /OUT/2015 DelMacae 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA 137 de 20/MAI/ /MAI/2017 CIAGA EMERGÊNCIAS EPP WORK EDUCAÇÃO INSTITUTO DANIEL DE LA TOUCHE - IDLT CONSULTORIA E TREINAMENTO de Segurança. 137 de 20/MAI/ /MAI/2017 CIAGA 256 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPSP 258 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPMA 263 de 28/AGO/ /AGO/2015 DelItacuruça 316 de 29/OUT/ /OUT/2015 DelMacae

4 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA EMERGÊNCIAS EPP WORK 256 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPSP EDUCAÇÃO INSTITUTO DANIEL DE LA TOUCHE - IDLT 258 de 26/AGO/ /AGO/2015 CPMA CONSULTORIA E TREINAMENTO 263 de 28/AGO/ /AGO/2015 DelItacuruça de Segurança. 316 de 29/OUT/ /OUT/2015 DelMacae CFAQ-II C N3 - Formação de Aquaviários - Marinheiro Fluvial de Convés Nível 3 CFAQ-II M N3 - Formação de Aquaviários - Marinheiro Fluvial de Máquinas Nível 3 CFAQ-III C/M N2 Formação de Aquaviários Pescador Profissional Nível 2 CFAQ-III C/M N3 Formação de Aquaviários Pescador Profissional Nível 3 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA EMERGÊNCIAS EPP WORK 273 de 11/SET/ /SET/2015 CPSP 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA SEAL INSPECTION &TRAINING. 46 de 20/FEV/ /FEV/2016 CPRJ SHELTER Cursos e Consultoria em Proteção e Segurança Marítima. 84 de 08/ABR/ /ABR/2016 CPRJ SHELTER SANTOS CURSOS E TREINAMENTOS SS. 186 de 28/JUL/ /JUL/2016 CPSP 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA

5 MB MARTINS 92 de 17ABR/ /ABR/2016 CPRJ MC & MARTINS 212 de 22/AGO/ /AGO/2016 DelAReis EBCP - Curso Básico de Conscientização sobre Proteção de Navios MAERSK TRAINING BRASIL 112 de 21/MAI/ /MAI/2016 CIAGA EMERGÊNCIAS EPP WORK 185 de 28/JUL/ /JUL/2016 CPSP COOMAR 209 de 22/AG0/ /AG0/2016 CPSE COOMAR 210 de 22/AG0/ /AG0/2016 CPBA COOMAR 211 de 22/AG0/ /AG0/2016 CPRJ ENGENHARIA OFFSHORE 219 de 01/SET/ /SET/2016 CPRJ SAMPLING 252 de 15/OUT/ /OUT/2016 DelMacae EBCP - Curso Básico de Conscientização sobre Proteção de Navios ICN 275 de 14/NOV/ /NOV/2016 CIAGA CONSULTORIA E TREINAMENTO 25 de 05/FEV/ /FEV/2016 DelItacuruça TRANSPETRO 99 de 24/ABR/ /ABR/2016 CIAGA WILSON SONS, REBOCADORES SAVEIROS CAMUYRANO SERVIÇOS MARÍTIMOS S.A FALCK NUTEC 267 de 05/NOV/ /NOV/2016 CPSP 187 de 24/JUN/ /JUN/2016 DelMacae EARP Curso de Operador Arpa 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA EPOR Curso Especial Prático de Operador de Radar EROG Curso de Radioperador Geral 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA EROR Curso Especial de Radioperador Restrito ESMQ Curso em Simulador de Máquinas 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA

6 EPOL I Curso Marpol 73/78 Anexo I EPOL II Curso Marpol 73/78 Anexo II EOPN Curso para Oficial Proteção do Navio 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA MAERSK TRAINING BRASIL 120 de 13/MAI/ /MAI/2016 CIAGA 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA MAERSK TRAINING BRASIL 120 de 13/MAI/ /MAI/2016 CIAGA 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA MAERSK TRAINING BRASIL 277 de 14/NOV/ /NOV/2016 CIAGA TRANSPETRO 99 de 24/ABR/ /ABR/2016 CIAGA CEBL Curso Especial Básico de Legislação Marítima ENET Curso Especial de Navegação Eletrônica para Mestres de Cabotagem e Contramestres EPOE Curso Especial para Operador ECDIS 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA 91 de 17/ABR/ /ABR/2016 CIAGA MAERSK TRAINING BRASIL 112 de 21/MAI/ /MAI/2016 CIAGA VISION MARINE 274 de 14/NOV/ /NOV/2016 CIAGA FUNDAÇÃO HOMEM DO MAR 276 de 14/NOV/ /NOV/2016 CIAGA EPOE Curso Especial para Operador ECDIS KONGSBERG 71 de 30/MAR/ /MAR/2016 CIAGA

EBGL - Especial Básico de Navio-Tanque para Gás Liquefeito MB MARTINS 18 de 01/FEV/2013 18/FEV/2015 CIAGA

EBGL - Especial Básico de Navio-Tanque para Gás Liquefeito MB MARTINS 18 de 01/FEV/2013 18/FEV/2015 CIAGA INSTITUIÇÕES CREDENCIADAS PARA APLICAR CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PARA AQUAVIÁRIOS (DIVULGAÇÃO INTERNET E INTRANET) CURSO EMPRESAS CREDENCIADAS PORTARIA Nº VALIDADE OE VINCULADO ASOM Curso

Leia mais

PREPOM - 2014 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários

PREPOM - 2014 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM - 2014 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários Mares e Rios Seguros e Limpos OSTENSIVO

Leia mais

MAPA DE COMPETÊNCIAS DOS INSTRUTORES DOS CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO- 2014

MAPA DE COMPETÊNCIAS DOS INSTRUTORES DOS CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO- 2014 MARINHA DO BRASIL CAPITANIA DOS PORTOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE ENSINO PROFISIONAL MARÍTIMO MAPA DE COMPETÊNCIAS DOS INSTRUTORES DOS CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO- 2014 CURSO DISCIPLINA

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM-2015

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM-2015 MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM-2015 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários Mares e Rios Seguros e Limpos OSTENSIVO

Leia mais

INGRESSO, FUNÇÃO E PROGRESSÃO DE CARREIRA

INGRESSO, FUNÇÃO E PROGRESSÃO DE CARREIRA INGRESSO, FUNÇÃO E PROGRESSÃO DE CARREIRA Um marinheiro é, em sentido lato, uma pessoa que opera embarcações ou assiste à sua operação, manutenção ou serviço. O termo aplica-se aos profissionais das marinhas

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM-2015

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM-2015 MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM-2015 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários Mares e Rios Seguros e Limpos OSTENSIVO

Leia mais

Ensino Profissional Marítimo Cursos 2014 (certificação ISO 9001)

Ensino Profissional Marítimo Cursos 2014 (certificação ISO 9001) Ensino Profissional Marítimo Cursos 2014 (certificação ISO 9001) Com a divulgação do PREPOM/2014 pela Diretoria de Portos e Costas, ocorrida em JAN/2014 a Capitania dos Portos do Paraná divulga os editais

Leia mais

PREPOM - 2014 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários

PREPOM - 2014 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM - 2014 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários Mares e Rios Seguros e Limpos OSTENSIVO

Leia mais

Diretoria de Portos e Costas

Diretoria de Portos e Costas INSTITUIÇÕES CREDENCIADAS PARA MINISTRAR CURSOS PARA PROFISSIONAIS NÃO TRIPULANTES (PNT) E TRIPULANTES NÃO AQUAVIÁRIOS (TNA) DE UNIDADES OFFSHORE (CURSOS PREVISTOS NA NORMAM-24/DPC) CURSO INSTITUIÇÕES

Leia mais

MARINHA DO BRASIL CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO 1º GRUPO MARÍTIMOS - SEÇÃO DE CONVÉS REQUISITOS PARA ASCENSÃO DE

MARINHA DO BRASIL CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO 1º GRUPO MARÍTIMOS - SEÇÃO DE CONVÉS REQUISITOS PARA ASCENSÃO DE CATEGORIA CLC NÍVEL CCB 9 CCB 9 1ON MARINHA DO BRASIL CAPITANIA DOS PORTOS DO PARANÁ ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO 1º GRUPO MARÍTIMOS - SEÇÃO DE CONVÉS REQUISITOS PARA ASCENSÃO DE CATEGORIA E CERTIFICAÇÃO

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS. 1º Seminário sobre Cabotagem Brasileira ANTAQ

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS. 1º Seminário sobre Cabotagem Brasileira ANTAQ MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS 1º Seminário sobre Cabotagem Brasileira ANTAQ 12 e 13 AGO 2009 Formação de Profissionais para a Marinha Mercante CALTE (RM1) Luiz Antonio M. de Malafaia Superintendente

Leia mais

ANEXO 2-A. 2-A-1 N-13/2003 Mod 15 OBSERVAÇÕES II/2 (*) IV/2 CMT S/L. 10 - CCB com mais de 2 (dois) anos de embarque no nível 9.

ANEXO 2-A. 2-A-1 N-13/2003 Mod 15 OBSERVAÇÕES II/2 (*) IV/2 CMT S/L. 10 - CCB com mais de 2 (dois) anos de embarque no nível 9. E CERTIFICAÇÃO REGRA(S) 1º GRUPO MARÍTIMOS - SEÇÃO DE CONVÉS CERTIFICADO MOD DPC 1031 CLC 10 - CCB com mais de 2 (dois) anos de embarque no nível 9. II/2 IV/2 S/L - CCB 9 1ON 8-1ON com mais de 2 (dois)

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM - 2012

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM - 2012 MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO PREPOM - 2012 Programa do Ensino Profissional Marítimo para Aquaviários Mares e Rios Seguros e Limpos OSTENSIVO

Leia mais

ÍNDICE Páginas Folha de Rosto... Propósito... Lista de Páginas em Vigor... Registro de Modificações... Índice...

ÍNDICE Páginas Folha de Rosto... Propósito... Lista de Páginas em Vigor... Registro de Modificações... Índice... ÍNDICE Páginas Folha de Rosto... Propósito... Lista de Páginas em Vigor... Registro de Modificações... Índice... I II III IV V CAPÍTULO 1 INGRESSO, INSCRIÇÃO E CÔMPUTO DE TEMPO DE EMBARQUE DE AQUAVIÁRIOS

Leia mais

MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR. Belém-PA

MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR. Belém-PA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR Belém-PA S U M Á R I O APRESENTAÇÃO 3 MISSÃO 4 HISTÓRICO 5 EFOMM 6 RELAÇÃO DE CURSOS DO PREPOM-AQUAVIÁRIOS 12 RELAÇÃO DE CURSOS DO PREPOM-PORTUÁRIOS

Leia mais

CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR

CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE BRAZ DE AGUIAR O PROMINP e a Melhoria do Ensino no CIABA Capitão-de-Corveta MAURICIO CEZAR JOSINO DE CASTRO E SOUZA 18/11/2009 SUMÁRIO INTRODUÇÃO (CMG CARLOS CESAR JOSINO

Leia mais

Comercialização de grãos. Frota fluvial. Geração. Terminal flutuante. Terminal. Grupo André Maggi. Fundação André Maggi. Originação.

Comercialização de grãos. Frota fluvial. Geração. Terminal flutuante. Terminal. Grupo André Maggi. Fundação André Maggi. Originação. Grupo André Maggi Comercialização de grãos Divisão Agro Energia Navegação Originação Processamento Frota fluvial Soja Geração Exportação Terminal Milho Algodão Terminal flutuante Fundação André Maggi Geração

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

7.1.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA EMISSÃO DO AIT ATESTADO DE INSCRIÇÃO TEMPORÁRIA DE EMBARCAÇÃO ESTRANGEIRA

7.1.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA EMISSÃO DO AIT ATESTADO DE INSCRIÇÃO TEMPORÁRIA DE EMBARCAÇÃO ESTRANGEIRA 7.1.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA EMISSÃO DO AIT ATESTADO DE INSCRIÇÃO TEMPORÁRIA DE EMBARCAÇÃO ESTRANGEIRA 1) Requerimento ao CP/DL. 2) Ofício/carta da empresa contendo razão social do armador, proprietário,

Leia mais

CAPÍTULO 1 INGRESSO, INSCRIÇÃO E CÔMPUTO DE TEMPO DE EMBARQUE DE AQUAVIÁRIOS SEÇÃO I INGRESSO

CAPÍTULO 1 INGRESSO, INSCRIÇÃO E CÔMPUTO DE TEMPO DE EMBARQUE DE AQUAVIÁRIOS SEÇÃO I INGRESSO CAPÍTULO 1 INGRESSO, INSCRIÇÃO E CÔMPUTO DE TEMPO DE EMBARQUE DE AQUAVIÁRIOS SEÇÃO I INGRESSO 0101 DE AQUAVIÁRIOS PERTENCENTES À CATEGORIA DE OFICIAIS DO 1º GRUPO MARÍTIMOS a) As categorias de Oficiais

Leia mais

MARINHA DO BRASIL. Centro de Instrução Almirante Graça Aranha - CIAGA. Av. Brasil 9020, Olaria - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 21030-001

MARINHA DO BRASIL. Centro de Instrução Almirante Graça Aranha - CIAGA. Av. Brasil 9020, Olaria - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 21030-001 MARINHA DO BRASIL Centro de Instrução Almirante Graça Aranha - CIAGA Av. Brasil 9020, Olaria - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 21030-001 Tel: (21) 3505-3182 E-mail: secom@ciaga.mar.mil.br Sítio: www.ciaga.mar.mil.br

Leia mais

CURRICULUM VITAE. José Figueiredo Guedes. Engenheiro mecânico. Vistoriador Naval. Perito e Auditor Ambiental

CURRICULUM VITAE. José Figueiredo Guedes. Engenheiro mecânico. Vistoriador Naval. Perito e Auditor Ambiental CURRICULUM VITAE José Figueiredo Guedes Engenheiro mecânico Vistoriador Naval Perito e Auditor Ambiental 2006 2 1 DADOS PESSOAIS Nome José Figueiredo Guedes Nacionalidade Brasileira Naturalidade Vila Nova

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA AQUAVIÁRIOS NORMAM-13/DPC - 2003 - FOLHA DE REGISTRO DE MODIFICAÇÕES NÚMERO DA MODIFICAÇÃO Aprovação Mod 1 Mod 2 Mod 3

Leia mais

MARINHA DO BRASIL. Art. 1º Aprovar as Normas da Autoridade Marítima para Aquaviários - NORMAM-13/DPC, que a esta acompanham.

MARINHA DO BRASIL. Art. 1º Aprovar as Normas da Autoridade Marítima para Aquaviários - NORMAM-13/DPC, que a esta acompanham. MARINHA DO BRASIL IG/RA/20/I DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS PORTARIA Nº 111/DPC, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2003. Aprova as Normas da Autoridade Marítima para Aquaviários - NORMAM-13/DPC. O DIRETOR DE PORTOS E

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

CAPÍTULO 2 CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA DE AQUAVIÁRIOS, ROL DE EQUIPAGEM E ROL PORTUÁRIO SEÇÃO I

CAPÍTULO 2 CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA DE AQUAVIÁRIOS, ROL DE EQUIPAGEM E ROL PORTUÁRIO SEÇÃO I CAPÍTULO 2 CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA DE AQUAVIÁRIOS, ROL DE EQUIPAGEM E ROL PORTUÁRIO SEÇÃO I CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA 0201 - DA CARREIRA Será considerada

Leia mais

CAPÍTULO 2 CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA DE AQUAVIÁRIOS, ROL DE EQUIPAGEM E ROL PORTUÁRIO SEÇÃO I

CAPÍTULO 2 CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA DE AQUAVIÁRIOS, ROL DE EQUIPAGEM E ROL PORTUÁRIO SEÇÃO I CAPÍTULO 2 CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA DE AQUAVIÁRIOS, ROL DE EQUIPAGEM E ROL PORTUÁRIO SEÇÃO I CARREIRA, GRUPOS, CATEGORIAS E NÍVEIS DE EQUIVALÊNCIA 0201 - DA CARREIRA Será considerada

Leia mais

Segurança Marítima: Busca e Salvamento

Segurança Marítima: Busca e Salvamento Segurança, condição essencial para a segurança marítima Escola Naval, 30 de Abril de 2014 : Busca e João 05-05-2014 Frade 2 1989 Introdução EXXON VALDEZ 1912 TITANIC CATÁSTROFE 2012 COSTA CONCORDIA 3 Gestão

Leia mais

Regulamento da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (RLESTA) DECRETO No 2596, DE 18 DE MAIO DE 1998.

Regulamento da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (RLESTA) DECRETO No 2596, DE 18 DE MAIO DE 1998. Regulamento da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (RLESTA) DECRETO No 2596, DE 18 DE MAIO DE 1998. Regulamenta a Lei no 9.537, de 11 de dezembro de 1997, que dispõe sobre a segurança do tráfego aquaviário

Leia mais

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015 Análise Emprego Formal Macaé AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015 Os números do mês de agosto - Macaé De acordo com os dados do CAGED em setembro de 2015, foram suprimidos

Leia mais

Painel 13. Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos na Área Aeronáutica e Aquaviária.

Painel 13. Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos na Área Aeronáutica e Aquaviária. Senado Federal AUDIÊNCIA PÚBLICA P DA COMISSÃO DE INFRAESTRUTURA Painel 13 Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos na Área Aeronáutica e Aquaviária Luiz Felipe

Leia mais

Relatório do GT Capacitação Profissional. 2 Apresentação das ações já existentes para a formação e capacitação do pescador profissional

Relatório do GT Capacitação Profissional. 2 Apresentação das ações já existentes para a formação e capacitação do pescador profissional Relatório do GT Capacitação Profissional 1- Introdução A ser elaborada pelo Coordenador do GT 2 Apresentação das ações já existentes para a formação e capacitação do pescador profissional 2.1 Marinha do

Leia mais

CURRICULUM VITAE. José Figueiredo Guedes. Doutorando em Ciências e Engenharia do Ambiente. Engenheiro Mecânico. Analista de Projetos Navais

CURRICULUM VITAE. José Figueiredo Guedes. Doutorando em Ciências e Engenharia do Ambiente. Engenheiro Mecânico. Analista de Projetos Navais CURRICULUM VITAE José Figueiredo Guedes Doutorando em Ciências e Engenharia do Ambiente Engenheiro Mecânico Analista de Projetos Navais Gestor Ambiental Perito e Auditor Ambiental Perito e Avaliador de

Leia mais

Comercialização de grãos. Frota fluvial. Geração. Terminal flutuante. Terminal. Grupo André Maggi. Fundação André Maggi. Originação.

Comercialização de grãos. Frota fluvial. Geração. Terminal flutuante. Terminal. Grupo André Maggi. Fundação André Maggi. Originação. Grupo André Maggi Comercialização de grãos Divisão Agro Energia Navegação Originação Processamento Frota fluvial Soja Geração Exportação Terminal Milho Algodão Terminal flutuante Fundação André Maggi Geração

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

CENÁRIO ATUAL, DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA O SEGMENTO DE APOIO OFFSHORE ABEAM ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE APOIO MARÍTIMO

CENÁRIO ATUAL, DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA O SEGMENTO DE APOIO OFFSHORE ABEAM ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE APOIO MARÍTIMO CENÁRIO ATUAL, DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA O SEGMENTO DE APOIO OFFSHORE ABEAM ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE APOIO MARÍTIMO ABEAM Associação Brasileira das Empresas de Apoio MaríImo A navegação

Leia mais

MARINHA DO BRASIL. Diretoria de Portos e Costas A A PRATICAGEM NO BRASIL

MARINHA DO BRASIL. Diretoria de Portos e Costas A A PRATICAGEM NO BRASIL MARINHA DO BRASIL Diretoria de Portos e Costas A A PRATICAGEM NO BRASIL Paulo José Rodrigues de Carvalho Vice-Almirante Diretor Sítio: WWW.DPC.MAR.MIL.BR (Internet) SUMÁRIO Principais atribuições da DPC

Leia mais

PROCESSO N. 513/04 PROTOCOLO N.º 8.058.918-2 PARECER N.º 513/04 APROVADO EM 29/09/04 INTERESSADO: PEDRO PAULO DO NASCIMENTO SANTOS

PROCESSO N. 513/04 PROTOCOLO N.º 8.058.918-2 PARECER N.º 513/04 APROVADO EM 29/09/04 INTERESSADO: PEDRO PAULO DO NASCIMENTO SANTOS PROTOCOLO N.º 8.058.918-2 PARECER N.º 513/04 APROVADO EM 29/09/04 CÂMARA DE ENSINO MÉDIO INTERESSADO: PEDRO PAULO DO NASCIMENTO SANTOS MUNICÍPIO: CURITIBA ASSUNTO: Pedido de equivalência de estudos realizados

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

A Engenharia de Máquinas Marítimas da ENIDH: Algumas notas complementares

A Engenharia de Máquinas Marítimas da ENIDH: Algumas notas complementares A Engenharia de Máquinas Marítimas da ENIDH: Algumas notas complementares Luis Filipe Baptista 1 No artigo apresentado no número anterior da revista, com o título A Engenharia de Máquinas Marítimas na

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO VOLUME I - AQUAVIÁRIOS NORMAM-30/DPC - 2012 - MARINHA DO BRASIL JR/FC/10 010 DIRETORIA DE

Leia mais

PETROBRÁS TRANSPORTE S/A EDITAL Nº1/2006 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO

PETROBRÁS TRANSPORTE S/A EDITAL Nº1/2006 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PETROBRÁS TRANSPORTE S/A EDITAL Nº1/2006 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO A PETROBRAS TRANSPORTE S.A. - TRANSPETRO - subsidiária da PETROBRAS, comunica a abertura de processo seletivo público destinado à formação

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO VOLUME I - AQUAVIÁRIOS NORMAM-30/DPC - 2012 - NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O ENSINO

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

CFMA CENTRO DE FORMAÇÃO MARITIMA DE ANGOLA. Prospecto do curso 2013/14

CFMA CENTRO DE FORMAÇÃO MARITIMA DE ANGOLA. Prospecto do curso 2013/14 CFMA CENTRO DE FORMAÇÃO MARITIMA DE ANGOLA Prospecto do curso 2013/14 Patrocinado pela: Índice STCW Primeiros Socorros Básicos... 4 STCW Prevenção de Incêndios e Combate a Incêndios... 5 STCW Segurança

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2013 2º OFICIAL DE NÁUTICA (2ON) 2º OFICIAL DE MÁQUINAS (2OM) Manual do Candidato

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2013 2º OFICIAL DE NÁUTICA (2ON) 2º OFICIAL DE MÁQUINAS (2OM) Manual do Candidato PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2013 1 2º OFICIAL DE NÁUTICA (2ON) 2º OFICIAL DE MÁQUINAS (2OM) Manual do Candidato Índice PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2013 2 Item Título Pág 1 DAS

Leia mais

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 4º DISTRITO NAVAL CAPITANIA DOS PORTOS DA AMAZÔNIA ORIENTAL DEPARTAMENTO DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO

MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 4º DISTRITO NAVAL CAPITANIA DOS PORTOS DA AMAZÔNIA ORIENTAL DEPARTAMENTO DE ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO / CURSO CFAQ II F (Enfermeiro) (MAM), Marinheiro Fluvial Auxiliar de Convés (MAF), Marinheiro Fluvial Auxiliar de Máquinas (MMA), Pescador Profissional (POP) e Motorista de Pesca (MOP); enviar cópia da

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO MÓDULO ORIENTADOR CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA AQUAVIÁRIO

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO MÓDULO ORIENTADOR CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA AQUAVIÁRIO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO MÓDULO ORIENTADOR CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA AQUAVIÁRIO 2ª.edição Rio de Janeiro 2010 2008 direitos reservados à Diretoria

Leia mais

Isaias Quaresma Masetti. Gerente Geral de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica masetti@petrobras.com.br

Isaias Quaresma Masetti. Gerente Geral de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica masetti@petrobras.com.br Inovação Tecnológica Frente aos Desafios da Indústria Naval Brasileira Isaias Quaresma Masetti Gerente Geral de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica masetti@petrobras.com.br ... O maior obstáculo à indústria

Leia mais

PROCESSO PGT/CCR/PP/N. INTERESSADO 3: GULF MARINE SERVIÇOS MARÍTIMOS DO BRASIL LTDA. ASSUNTO: JORNADA DE TRABALHO AQUAVIÁRIOS. JORNADA DE TRABALHO

PROCESSO PGT/CCR/PP/N. INTERESSADO 3: GULF MARINE SERVIÇOS MARÍTIMOS DO BRASIL LTDA. ASSUNTO: JORNADA DE TRABALHO AQUAVIÁRIOS. JORNADA DE TRABALHO PROCESSO PGT/CCR/PP/N. 10242/2009 ORIGEM: PROCURADORIA REGIONAL DE CABO FRIO PROCURADOR OFICIANTE: BRENO DA SILVA MAIA FILHO INTERESSADO 1: PROCURADORIA REGIONAL DE CABO FRIO INTERESSADO 2: AGÊNCIA MARÍTIMA

Leia mais

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro Mês: Janeiro 1.5 - Mês: Fevereiro 1.5 - Mês: Março 1.5 - Mês: Abril 1.5 - Mês: Maio 1.5 - Mês: Junho 1.5 - Mês: Julho 1.5 - Mês: Agosto 1.5 - Mês: Setembro 1.5 - Mês: Outubro 1.5 - Mês: Novembro 1.5 -

Leia mais

VISTORIADOR NAVAL. Diretoria de Portos e Costas - DPC LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA AGENDA

VISTORIADOR NAVAL. Diretoria de Portos e Costas - DPC LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA AGENDA Diretoria de Portos e Costas - DPC VISTORIADOR NAVAL G2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA 1 - A duração da prova é de 3(três) horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas. 2 -

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 002/2013

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 002/2013 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 002/2013 AUXILIAR DE SAÚDE (ASA) CONDUTOR MECÂNICO (CDM/MEC) TAIFEIRO (TAA) MOÇO DE CONVÉS (MOC) MOÇO DE MÁQUINAS (MOM) Manual do Candidato PROCESSO SELETIVO PÚBLICO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2008

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2008 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 001/2008 A PETROBRAS TRANSPORTE S.A. TRANSPETRO, subsidiária da PETRÓLEO BRASILEIRO S.A - PETROBRAS, comunica a realização de processo seletivo público para formação

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 -

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

MATRIZ DE GERENCIAMENTO DE RISCOS

MATRIZ DE GERENCIAMENTO DE RISCOS UNIDADE MARÍTIMA Unidade Marítima de Perfuração Alaskan Star REV. 00 DATA Ago/2008 FOLHA 1 / 14 M1 Seguir programa de inspeção e manutenção dos equipamentos e linhas. Inspeções Periódicas e Programas de

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DELEGACIA FLUVIAL DE PRESIDENTE EPITÁCIO PROJETO BÁSICO 10-001/2012

MARINHA DO BRASIL DELEGACIA FLUVIAL DE PRESIDENTE EPITÁCIO PROJETO BÁSICO 10-001/2012 MARINHA DO BRASIL DELEGACIA FLUVIAL DE PRESIDENTE EPITÁCIO PROJETO BÁSICO 10-001/2012 1. OBJETO Credenciamento de pessoas físicas com conhecimentos específicos, visando a contratação de instrutores para

Leia mais

Código Internacional de Proteção para Navios e Instalações Portuárias ISPS CODE

Código Internacional de Proteção para Navios e Instalações Portuárias ISPS CODE Código Internacional de Proteção para Navios e Instalações Portuárias ISPS CODE Conferência Interamericana de Transportes de Produtos Perigosos CITRANSPPE São Paulo Setembro de 2004 11 Set/2001 Torres

Leia mais

LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS

LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS MPA Ministério da Pesca e Aquicultura MB Marinha do Brasil MEC Ministério da Educação MD Ministério da Defesa MTE - Ministério do Trabalho e Emprego MRE Ministério das Relações

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

Apresentação Corporativa

Apresentação Corporativa Apresentação Corporativa Nossa Empresa A TerraMar Treinamentos foi fundada no ano de 2009, objetivando o atendimento às empresas do setor marítimo no tocante aos treinamentos de segurança, aprimoramento

Leia mais

Acantonamento. Praia de ondas - Livebeach. Praia. Caminhada. Concentração: Piscina Municipal

Acantonamento. Praia de ondas - Livebeach. Praia. Caminhada. Concentração: Piscina Municipal 15 JUN 23 JUN Manhã/Tarde: Fluvial Fluvial 16 JUN 25 JUN Manhã/Tarde: na Sede do Rancho 17 JUN 18 JUN 19 JUN 22 JUN Manhã/Tarde: de ondas de ondas - Livebeach aquáticas e desportivas 26 JUN 29 JUN 30 JUN

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS MC/CR/13/I DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS PORTARIA Nº 45/DPC, DE 28 DE MARÇO DE 2007. Altera as Normas da Autoridade Marítima para Aquaviários - NORMAM-13/DPC. O DIRETOR DE PORTOS E COSTAS, no uso das atribuições

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO MARINHA DO BRASIL CAPITANIA DOS PORTOS DO RIO DE JANEIRO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO INTRODUÇÃO Criada e Regulamentada pelo Decreto nº 6.932 de 11 de agosto de 2009, a Carta de Serviços ao Cidadão tem

Leia mais

O MERCADO DE APOIO OFFSHORE

O MERCADO DE APOIO OFFSHORE O MERCADO DE APOIO OFFSHORE MARÇO / 2010 Histórico da atividade de Apoio Marítimo Título do no Brasil Slide 120 100 80 60 40 20 0 13 1968 a 1975 Implantação As primeiras descobertas de petróleo em mar

Leia mais

EDITAL Nº 255, de 25 de julho de 2014

EDITAL Nº 255, de 25 de julho de 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA CENTRO DE REFERÊNCIA EM PESCA E NAVEGAÇÃO MARÍTIMA EDITAL Nº 255,

Leia mais

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes.

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes. SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S NR-1 DISPOSIÇÕES GERAIS O campo de aplicação de todas as Normas Regulamentadoras de segurança e medicina do trabalho urbano, bem como os direitos e obrigações do

Leia mais

TRIBUNAL MARÍTIMO JP/SCB PROCESSO Nº 22.624/07 ACÓRDÃO

TRIBUNAL MARÍTIMO JP/SCB PROCESSO Nº 22.624/07 ACÓRDÃO TRIBUNAL MARÍTIMO JP/SCB PROCESSO Nº 22.624/07 ACÓRDÃO R/E CAPITÃO JOSÉ ALECRIM VIII. Incêndio na praça de máquinas de rebocador / empurrador, provocando avarias no motor e nas suas partes elétricas e

Leia mais

PLATAFORMAS MARÍTIMAS. Aula 13. Logística de transferência de petróleo

PLATAFORMAS MARÍTIMAS. Aula 13. Logística de transferência de petróleo PLATAFORMAS MARÍTIMAS Aula 13 Logística de transferência de petróleo INTRODUÇÃO Logística Colocar-se o produto certo, no local correto, no momento adequado e ao menor preço possível, desde as fontes de

Leia mais

CAPÍTULO 3 LANCHA DE PRÁTICO, LANCHA DE APOIO E ATALAIA SEÇÃO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO 3 LANCHA DE PRÁTICO, LANCHA DE APOIO E ATALAIA SEÇÃO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO 3 LANCHA DE PRÁTICO, LANCHA DE APOIO E ATALAIA SEÇÃO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 0301 - INTRODUÇÃO A Diretoria de Portos e Costas recomenda e incentiva que em cada Zona de Praticagem exista apenas

Leia mais

para o exercício da actividade marítima como Pescador

para o exercício da actividade marítima como Pescador Marinhagem da Pesca Jovens, até 25, com escolaridade de 4 Conferir competências profissionais nucleares ao nível da marinhagem da pesca e permitir o ingresso no itinerário de Qualificação de como 970 horas

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS NAVIOS

CLASSIFICAÇÃO DOS NAVIOS CLASSIFICAÇÃO DOS NAVIOS Classificação geral Quanto ao fim a que se destinam de guerra; mercantes; de recreio; de serviços especiais. Classificação geral Quanto ao material de construção do casco de madeira;

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA NORMAM 22/DPC

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA NORMAM 22/DPC MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA PARA O CERIMONIAL DA MARINHA MERCANTE NACIONAL NORMAM 22/DPC - 2006 - NORMAM 22/DPC MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E

Leia mais

CARGAS PERIGOSAS NOS PORTOS

CARGAS PERIGOSAS NOS PORTOS CARGAS PERIGOSAS NOS PORTOS Gustavo Eccard Especialista em Regulação Portos, Saúde e Meio Ambiente Cargas Perigosas nos Portos Gustavo Henrique de Araújo Eccard Sumário 1. ANTAQ 2. Visão Integrada de Gerenciamento

Leia mais

A NAVEGAÇÃO FLUVIAL NA AMAZÔNIA AMAZONAV LTDA

A NAVEGAÇÃO FLUVIAL NA AMAZÔNIA AMAZONAV LTDA A NAVEGAÇÃO FLUVIAL NA AMAZÔNIA CARACTERÍSTICAS Área aproximada em km²: 3.900.000 23.000 Km de rios navegáveis. Estados Abrangidos: Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Pará, Amapá e norte do Mato Grosso

Leia mais

INSPETOR NAVAL. Diretoria de Portos e Costas - DPC LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA AGENDA

INSPETOR NAVAL. Diretoria de Portos e Costas - DPC LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA AGENDA Diretoria de Portos e Costas - DPC INSPETOR NAVAL G2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA 1 - A duração da prova é de 3(três) horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas. 2 - O

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas MBA em Gestão de Pessoas Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional Feriados Importantes MBA EM GESTÃO DE PESSOAS INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES - Os temas e Professores específicos de cada

Leia mais

Caro Amigo (a) Grato por escolher a mais moderna maneira de estudar e de ter como arquivo os principais procedimentos de um bom marinheiro Esta

Caro Amigo (a) Grato por escolher a mais moderna maneira de estudar e de ter como arquivo os principais procedimentos de um bom marinheiro Esta Caro Amigo (a) Grato por escolher a mais moderna maneira de estudar e de ter como arquivo os principais procedimentos de um bom marinheiro Esta apresentação é mínima, pois todo o CD contem mais de 230

Leia mais

Centro de Formação de Pescadores

Centro de Formação de Pescadores Aquicultura Projeto Piloto: Centro de Formação de Pescadores Por: Eloy de Sousa Centro de Formação de Pescadores Objetivo do Projeto: Estruturar um CENTRO DE REFERÊNCIA na formação de recursos-humanos

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO OCEANOGRÁFICO ESCOLA POLITÉCNICA EPUSP FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO REQUISITOS PARA O NAVIO DE PESQUISA DO INSTITUTO OCEANOGRÁFICO (versão 7 21/02/02) OBJETIVO DO NAVIO O navio de pesquisa

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro

A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro Rio de Janeiro Localização Sudeste do Brasil (56% do PIB nacional) Área 43.90 km 2 (0,5% do território brasileiro) População 5,4 Mi (8,4% do total)

Leia mais

Transporte Urbano sobre Trilhos Fonte: Concessionárias

Transporte Urbano sobre Trilhos Fonte: Concessionárias Transporte Urbano sobre Trilhos Fonte: Concessionárias Os números consideram os passageiros transportados, incluindo as transferências entre linhas. JANEIRO 01/10 01/11 % Acumulado no ano até Jan % Metrô-SP

Leia mais

SKM é uma empresa de engenharia, industrialização e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços

SKM é uma empresa de engenharia, industrialização e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços Engenharia de Automação & Assistência Técnica SKM é uma empresa de engenharia, industrialização e serviço, 100% brasileira e, desde 1992, esta focada em fornecer soluções abrangentes e serviços para a

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.557 - ANTAQ, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2009.

RESOLUÇÃO Nº 1.557 - ANTAQ, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2009. RESOLUÇÃO Nº 1.557 - ANTAQ, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2009. APROVA A PROPOSTA DE NORMA PARA DISCIPLINAR O CRITÉRIO REGULATÓRIO PARA A COMPROVAÇÃO DA OPERAÇÃO COMERCIAL DE EMBARCAÇÕES PELA EMPRESA BRASILEIRA

Leia mais

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48 25/05/2015 10:59:09 Página 1 Grupo: 000894 Prazo: 084 Prazo Restante: 062 Assembleia Atual: 023 11/06/2015 Vencimento: 08/06/2015 Participantes: 600 Cotas Vagas: 000 Característica: 1 SORTEIO - 1 SORTEIO

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO - MTE. Resolução Normativa nº 72/2006 COORDENAÇÃO GERAL DE IMIGRAÇÃO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO - MTE. Resolução Normativa nº 72/2006 COORDENAÇÃO GERAL DE IMIGRAÇÃO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO - MTE Resolução Normativa nº 72/2006 COORDENAÇÃO GERAL DE IMIGRAÇÃO DIRETRIZES DA RESOLUÇÃO 72 Aumentar a competitividade internacional da navegação marítima e do setor

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 002/2011

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 002/2011 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO TRANSPETRO 002/2011 AUXILIAR DE SAÚDE (ASA) COZINHEIRO (CZA) ELETRICISTA (ELT) CONDUTOR MECÂNICO (CDM/MEC) TAIFEIRO (TAA) MOÇO DE CONVÉS (MOC) MOÇO DE MÁQUINAS (MOM) Manual do

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010

Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010 Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010 Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego para junho de 2010 confirmam a recuperação do emprego

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS ITAJAÍ PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação

Leia mais

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL E OFFSHORE Resultados da Indústria da Construção Naval Brasileira 2010

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL E OFFSHORE Resultados da Indústria da Construção Naval Brasileira 2010 1 Carteiras de encomendas dos estaleiros brasileiros 2010 Obras em andamento Carteiras de encomendas dos estaleiros RJ Empreendimentos TPB Particip. % Rio de Janeiro EISA 26 1.276.600 Rio Nave 2 3.000

Leia mais

Contribuição para o Aperfeiçoamento de uma Política para a Indústria Naval e a Marinha Mercante

Contribuição para o Aperfeiçoamento de uma Política para a Indústria Naval e a Marinha Mercante Contribuição para o Aperfeiçoamento de uma Política para a Indústria Naval e a Marinha Mercante NOVAS CONSTRUÇÕES Eng. Agenor C. Junqueira Leite Presidente Trabalhos Publicados -Política Governamental

Leia mais

Carta de Serviços CAPITANIA DOS PORTOS DE SANTA CATARINA

Carta de Serviços CAPITANIA DOS PORTOS DE SANTA CATARINA CAPITANIA DOS PORTOS DE SANTA CATARINA SUMÁRIO PÁG. 1 APRESENTAÇÃO 03 2 MISSÃO 04 3 REGULAMENTAÇÃO DOS SERVIÇOS 04 4 INFORMAÇÕES GERAIS 04 5 SERVIÇOS OFERECIDOS AO PÚBLICO PELO DEPARTAMENTO DE ENSINO PROFISSIONAL

Leia mais

Curso Embarcações de Apoio Marítimo Logística Offshore

Curso Embarcações de Apoio Marítimo Logística Offshore Curso Embarcações de Apoio Marítimo Logística Offshore Autor: Prof. Josué Octávio Plácido Mathedi Instituição de Ensino: METHODUS - Ensino a Distância Descrição: O curso aborda os princípios básicos de

Leia mais