ESTATÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NA CIDADE DE CURITIBA NO ANO DE Rua Avenida Nossa Senhora dos Remédios, 225 Apto 04, Bloco 21

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTATÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NA CIDADE DE CURITIBA NO ANO DE 2008. Rua Avenida Nossa Senhora dos Remédios, 225 Apto 04, Bloco 21"

Transcrição

1 ESTATÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NA CIDADE DE CURITIBA NO ANO DE 2008 Andressa de Fátima Brongel Rua Avenida Nossa Senhora dos Remédios, 225 Apto 04, Bloco 21 Telefone (41) Gisele Fátima dos Santos Rua Calhandra, 914 Alto Tarumã Pinhais PR Telefone (41) Luana Cristina Bugalski Rua Travessa Taboão, 596 Taboão Curitiba PR Telefone (41)

2 Cessão de Direitos de Publicação As autoras abaixo assinadas transferem os direitos de publicação, impressa e online, do artigo ESTATÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NA CIDADE DE CURITIBA NO ANO DE 2008 à revista Tuiuti: Ciência e Cultura, caso ele venha a ser publicado. Também declaram que tal artigo é original, não está submetido à apreciação de outro jornal e/ou revista e não foi publicado previamente. As autoras abaixo assinadas assumem a responsabilidade pela veracidade das informações contidas no referido artigo. Curitiba, 05 de dezembro de ANDRESSA DE FÁTIMA BRONGEL GISELE FÁTIMA DOS SANTOS LUANA CRISTINA BUGALSKI

3 ESTATÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NA CIDADE DE CURITIBA NO ANO DE 2008 Andressa de Fátima Brongel, Gisele Fátima dos Santos, Luana Cristina Bugalski* RESUMO Este artigo focaliza as estatísticas de acidentes de trânsito no ano de 2008 no município de Curitiba, capital do estado do Paraná. Ele começa analisando tabelas e gráficos do ano de 2008 e primeiro semestre de 2009, realizadas com base no banco de dados do Corpo de Bombeiros. Pode-se ver claramente a quantidade de vítimas relacionadas a acidentes em vias de Curitiba. O artigo conclui enfatizando uma estimativa de gastos com atendimento a vítimas comparado com melhorias e investimentos que poderia utilizar para melhorar as vias. Palavras-Chaves: Acidentes de trânsito, vítimas, veículos e motoristas. ABSTRACT This article focalizes the statistics of accidents of traffic in the year of 2008 in the municipal district of Curitiba, capital of the state of Paraná. It begins analyzing tables and graphs of the year of 2008 and first semester of 2009, accomplished with base in the database of the fire department. It can see himself clearly the amount of victims related to you alter in roads of Curitiba. The article concludes emphasizing an estimate of expenses with attendance to victims compared with improvements and investments that it could use to improve the roads. Key words: Accidents of traffic, victims, vehicles and drivers. *Alunas do Curso de Especialização em Ensino da Matemática da Universidade Tuiuti do Paraná. Sob orientação do Professor Paulo Cesar Tavares de Souza, M. Sc.

4 Introdução Será que a pressa, o conforto, o desrespeito às leis e aos nossos semelhantes, compensam a perda de uma única vida em nossas ruas ou estradas? (Pancotti, 2009). Para analisar o problema acidentes de trânsito, é necessário visualizar o crescimento populacional e da frota de veículos. A nível nacional, hoje se sabe que o Brasil possui 189,6 milhões de habitantes, enquanto que o Paraná possui habitantes e Curitiba habitantes. (Prefeitura de Curitiba, 2009) Já a frota de veículos em 31 de dezembro do ano passado havia carros em Curitiba, chegando a um dos mais altos índices de motorização do país - de um carro para cada 1,67 habitantes. (Jornal O Estado do Paraná, 2009) Foram estudadas as características dos acidentes em meio de transporte ocorridos no ano de 2008 e comparados com o primeiro semestre de 2009 realizados pelo 1 Grupamento de Bombeiros Curitiba. Como instrumento de pesquisa, foi elaborado um roteiro de entrevista para motoristas, focalizando as seguintes questões: idade do condutor, sexo, estado civil, ingestão de bebidas alcoólicas, envolvimento em acidentes, vítimas e cuidados com fiscalização eletrônica. Foram entrevistadas 111 pessoas de diversas regiões da cidade que normalmente circularam pelas vias de Curitiba. As entrevistas foram realizadas no mês de novembro do corrente ano. Todas estão transcritas. Além dos tópicos citados acima também foi visto que é importante levar em consideração o impacto sócio-econômico. O custo total dos acidentes no Brasil até dezembro de 2005 era de 6,5 bilhões de reais por ano. Esses valores foram estimados a partir de pesquisas realizadas e publicadas no livro Impactos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito nas rodovias brasileiras segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA, 2009), do Ministério do Planejamento do Governo Federal em parceria com o Departamento Nacional de Transito DENATRAN. Estas pesquisas baseiam-se em componentes de custos dos acidentes, como: custos associados às pessoas, custos associados aos veículos, custos institucionais, custos associados à via e ao ambiente do local de acidente. Também há um cálculo de custo por acidentado, que depende do estado das vítimas: vitimas fatais (óbito) R$ ,00, vitimas com lesões R$ ,00, só danos materiais R$ 1.040,00. Atualmente o custo que está sendo canalizado em acidentes de trânsito no Brasil é de aproximadamente 30 bilhões de reais por ano. (IPEA, 2009). O assunto violência no trânsito deve ser abordado não somente pelos órgãos oficiais, mas também por toda a sociedade, em especial pelas entidades que têm responsabilidade pela vida. Estamos percorrendo os municípios do Paraná e sentimos receptividade muito grande das entidades, principalmente escolas e igrejas, no sentido de debater e encontrar soluções para os problemas relativos ao trânsito. (Pancotti, 2009). Estatísticas de acidentes de trânsito Com base em pesquisas e relatórios oficiais do corpo de bombeiros foi trabalhado com o município de Curitiba no estado do Paraná e estudando variáveis como: bairros, horários dos acidentes, gravidade, idade das vitimas e sexo. Foram

5 trabalhados os tipos de acidentes e feito um comparativo entre os primeiros semestres dos anos de 2008 e 2009: Análise das tabelas do ano de 2008 As estatísticas mostram que somente no ano de 2008 foram registrados acidentes de trânsito, envolvendo todos os tipos de veículos. Estes acidentes ocorreram de vários tipos e em horários distintos. A tabela abaixo mostra a quantidade de acidentes e os horários em que ocorreram os mesmos durante todo o ano: Tabela 1 - Relatório periódico sintético quanto ao horário do acidente. De acordo com os dados da tabela, percebeu-se que os quatro tipos de acidentes que mais ocorreram neste período foram automóvel versus moto com 4500 registros, atropelamento com 2198 registros, automóvel versus automóvel com 1663 ocorrências e queda de moto 1322 ocorrências.

6 Ainda, foi percebido que o horário do dia em que mais foram registradas as ocorrências está entre 16:00 e 23:59 entre automóvel versus moto. Em conseqüência dos acidentes acontecidos houve um grande número de vitimas, feridas e fatais que podem ser vistas nas seguintes tabelas: Tabela 2 - Relatório periódico sintético quanto à quantidade de vítimas feridas e óbitos. Fonte de dados: Observando a quantidade de vitimas fatais pode-se perceber que o tipo de acidentes em que mais ocorreram óbitos foram atropelamento com 50 vítimas, automóvel versus moto com 23 vitimas, colisão contra anteparo com 19 vítimas, e automóvel versus automóvel com 18 vitimas. Num total, no ano de 2008 tiveram 175 óbitos na cidade de Curitiba causados por algum tipo de acidente de trânsito. E como pode-se ver a partir da próxima tabela o total de vítimas feridas foi considerável atingindo pessoas, o que representa pouco menos de 1% da população total de Curitiba. Outro fato importante a se destacar é a faixa etária das vítimas, mostrando que ninguém esta livre deste problema, que afeta toda a população. Analisando a quantidade de vítimas de acordo com a idade e os tipos de acidentes, foi possível descrever os casos a partir da tabela:

7 Tabela 3 - Relatório periódico geral quanto à idade das vítimas. Fonte de dados: Verificou-se que, as pessoas com faixa etária entre 20 e 29 anos foram as que estiveram mais presentes em acidentes de trânsito. A partir dos tipos de ocorrências a que mais apresentou vítimas foi o automóvel versus moto com 4251 ocorrências. Seguido de automóvel versus automóvel com 2027 ocorrências, atropelamento com 2020 ocorrências e queda de motos com 1139 ocorrências registradas. Os bairros com mais ocorrências de acidentes mesmo que sem vítimas foram: CIC com 1909, Centro com 1658 e Boqueirão com Algumas ocorrências deste setor podem ser analisadas conforme tabela e gráfico abaixo: Tabela 4 - Relatório periódico sintético quanto quantidade de vítimas feridas por bairro.

8 A partir destes dados, foi possível estabelecer um quadro comparativo amostral, conforme é apresentado na figura seguinte. Figura 1 Gráfico sintético dos acidentes por bairros. Análise das tabelas do primeiro semestre de 2008 e 2009 Foi identificado o número de acidentes no primeiro semestre de 2009 com 11% a menos que no mesmo período do ano anterior. Porém as ocorrências com maior incidência ainda são as mesmas: automóveis versus moto, seguido de atropelamento: Tabela 5 - Relatório periódico sintético quanto ao horário do acidente. Fonte de dados:

9 O maior número de óbitos continua sendo registrado pelo atropelamento, tendo apenas uma vítima a menos do que no primeiro semestre do ano de Quanto aos feridos em acidentes entre automóveis e motos, estes continuam sendo os que registram a maior parte dos atendimentos emergenciais, como é mostrado na tabela abaixo: Tabela 6 - Relatório periódico sintético quanto à quantidade de vítimas feridas e óbitos. Fonte de dados: Analisando as idades e dos envolvidos em acidentes nestes períodos percebeu-se que os jovens entre 20 a 29 anos totalizam o maior número de vítimas no transito, chegando a somar 2877 no primeiro semestre de 2008 e 2619 no 1º semestre de 2009, com base na seguinte tabela: Tabela 7 - Relatório periódico sintético quanto à idade das vítimas (2008).

10 Tabela 8 - Relatório periódico sintético quanto à idade das vítimas (2009). Análise dos resultados O tipo de acidente que ocasionou mais óbitos foi atropelamento e que deixou mais pessoas feridas foi o automóvel versus moto. O número de vítimas fatais em acidentes de trânsito reduziu em comparação entre os primeiros semestres deste ano e do ano passado. Referente às pesquisas realizadas no mês de novembro do corrente ano com 111 motoristas desta capital, observou-se que 47 dessas pessoas já se envolveram em algum acidente o que corresponde a aproximadamente 42% dos entrevistados, como mostra a figura abaixo: Figura 2 Gráfico dos envolvidos em acidentes de transito

11 Destes entrevistados, 38% têm idade entre 18 e 27 anos:, conforme exposto na figura abaixo Figura 3 Gráfico das idades dos entrevistados Observa-se ainda que: 56% são do sexo masculino, 51% são solteiros, 32% tem habilitação há no máximo cinco anos, conforme mostra o gráfico: Figura 4 Gráfico quanto ao tempo que dirige Outro fato a se destacar, é que 63% não ingerem bebidas alcoólicas nem eventualmente, conforme apresentado na figura seguinte: Figura 5 Gráfico de ingestão de bebidas alcoolicas

12 Cabe ainda destacar que: 58% não obtiveram mudanças no comportamento com a fiscalização eletrônica, 69% se preocupam com a velocidade em vias onde não existe fiscalização eletrônica, dos entrevistados que já se envolveram em acidentes, em 83% dos casos não houve vítimas, conforme descrito na figura abaixo: Figura 6 Gráfico das vítimas O intervalo de horários com maior índice de acidentes é entre 16:00 h e 21:00 h, representando pouco mais de 40%: Figura 7 Gráfico dos Horários dos acidentes Destaca-se ainda que a maioria dos casos foi no ano de 2008 com 17% seguido de 2009 com 14%: Figura 8 Gráfico do ano dos acidentes

13 Os tipos de acidentes apontados na pesquisa foram: colisão auto x bicicleta, auto x pedestre, colisão contra anteparo, auto x moto e o com maior incidência foi auto x auto como é visto a partir do gráfico seguinte: Figura 9 Gráfico do tipo de acidentes Ao verificar os dados colhidos na pesquisa, notou-se que a maioria das pessoas que já sofreram acidente de trânsito possui o hábito de beber (mesmo que esporadicamente), porém não se pode afirmar que o acidente foi ocasionado pela ingestão de bebidas alcoólicas, pois não foi questionado esse fato durante a pesquisa. Mas é importante ressaltar que existe no código de trânsito brasileiro, artigo 165 diz que é proibido: Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência (Redação dada pela Lei nº , de 2008). Dentre as várias questões que afetam o trânsito em Curitiba, alguns aspectos merecem destaque tais como: a precariedade das vias de acesso em bairros da capital, a falta de educação no trânsito e a aplicação efetiva das leis existentes no código de trânsito brasileiro. Convém ressaltar que, com base nos valores indicados pelo IPEA, temos que no ano de 2008 gastou-se R$ ,00 com vítimas feridas e R$ ,00 com vítimas fatais, sem levar em consideração os acidentes onde só obtiveram danos materiais totalizando R$ ,00. Somente no 1º semestre de 2009 foram R$ ,00 com vítimas feridas e R$ ,00 com vítimas fatais, totalizando R$ ,00. Considerando o valor utilizado em 2008 como 100% até agora já foi gasto 43% com vítimas feridas e 37% com vítimas fatais. Considerações finais Entender um pouco mais sobre acidentes de trânsito nos faz compreender a importância de conduzirmos com respeito ao código de trânsito brasileiro e a vida. Fazer com que crianças aprendam estatística desde o período de alfabetização pode ser considerado como necessidade social. Desenvolver neste aluno a habilidade de organizar, interpretar e coletar informações já é uma forma de inserir o pensamento estatístico. Diversos meios de comunicação, além de testes de seleção solicitam do aluno uma leitura e interpretação de tabelas, gráficos e listas para que possam então concluir um raciocínio.

14 A falta deste conhecimento muitas vezes pode excluir o indivíduo da sociedade, ou até mesmo torná-lo manipulável. Refletindo sobre a importância de tratar a estatística na escola como linguagem para desenvolvimento de habilidades como ler, interpretar e organizar dados matemáticos, percebemos que ainda há muito a ser feito na educação matemática com relação ao tratamento da informação. Referências Bibliográficas População em Curitiba disponível em acesso em 04/10/2009 Tabelas estatísticas de trânsito disponível em acesso em 26 à 30/09/2009 Frota veículos disponível em acesso em 18/11/2009 publicação da matéria impressa no jornal O Estado do Paraná em 15/09/2009. Estatísticas do trânsito de Curitiba disponível em acesso em 10/11/2009 e 23/11/2009 Impactos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito nas rodovias brasileiras. Disponível em acesso em 10/11/2009 Custos dos Acidentes de Trânsito no Brasil. Disponível em acesso em 10/11/2009 Custos Sociais dos Acidentes de Trânsito ocorridos em Rodovias Estaduais no Rio Grande do Sul. Disponível em acesso em 10/11/2009 Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Disponível em acesso em 16/11/2009 THIELEN, Iara Picchioni Percepções de motoristas sobre excesso de velocidade no trânsito de Curitiba Paraná, Brasil f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina. Código de Trânsito Brasileiro. Disponível em acesso em 28/11/2009

15 Anexos ROTEIRO PARA ENTREVISTA COM MOTORISTAS Curitiba, novembro de Idade: Sexo: Estado Civil: Tempo que dirige:. Nível de instrução: Profissão:. 1. Costuma dirigir sozinho? Sim Não 2. Costuma dirigir a que velocidade?. 3. Costuma ingerir bebidas alcoólicas antes de dirigir? Habitualmente: Sim Não Esporadicamente: (fins de semana e/ou eventos): Sim Não 4. Já se envolveu em algum acidente de trânsito? Sim Não 5. Para resposta 4 afirmativa. Houve vítimas? Sim Não 6. Para resposta 4 afirmativa. Qual o tipo de acidente (ex: auto x moto, auto x auto...) _. 7. Para resposta 4 afirmativa. Qual o horário aproximado do acidente?. 8. Para resposta 4 afirmativa. Em que ano ocorreu o acidente?. 9. Para resposta 4 afirmativa. Qual a via onde ocorreu o acidente?. 10. Houve mudança no seu comportamento a partir da implantação do sistema de fiscalização eletrônica? Sim Não 11. Em vias onde não há fiscalização eletrônica existe preocupação com a velocidade? Sim Não

16 Relatório periódico geral quanto quantidade de vítimas feridas por bairro.

17

18

19

20

21

22

23

Uso de Substâncias Psicoativas

Uso de Substâncias Psicoativas Uso de Substâncias Psicoativas X Direção Veicular ALOISIO ANDRADE Psiquiatra e Homeopata XI Jornada Mineira de Medicina de Tráfego Belo Horizonte - MG 18 e 19/07/2014 I-Dados Estatísticos - O Brasil ocupa

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL RELATÓRIO COMPARATIVO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO DADOS REFERENTES AO DETRAN-AL, POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (PRF), DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM (DER), BATALHÃO DE POLICIAMENTO RODOVIÁRIO (BPRv) E AO

Leia mais

O Jogo na Educação Matemática

O Jogo na Educação Matemática O Jogo na Educação Matemática Adjair José Desplanches Rua: Antonio Gongola, 193 Boa Vista CEP: 82560-560 Curitiba PR. adjairjd@terra.com.br Telefone: (0**41) 3357-0050 Maria Aparecida dos Santos Rua Íris,

Leia mais

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES Rodrigo Barretto Vila 1 RESUMO Glaidson de Souza Pezavento Tatiani Nascimento Santos Miriam Nascimento Santos Ashley da Silva Costa 2 Com a finalidade

Leia mais

Belo Horizonte - MG Brasil maiza.sena@gmail.com

Belo Horizonte - MG Brasil maiza.sena@gmail.com TÍTULO: Análise do comportamento das pessoas no trânsito com foco no reforço e na extinção relacionados com a segurança viária. Chan Kou Wha 1 ; Luciana Maiza Sena 2 1 Centro Federal de Educação Tecnológica

Leia mais

ÁGORA, Porto Alegre, Ano 4, Dez.2013. ISSN 2175-37 EDUCAR-SE PARA O TRÂNSITO: UMA QUESTÃO DE RESPEITO À VIDA

ÁGORA, Porto Alegre, Ano 4, Dez.2013. ISSN 2175-37 EDUCAR-SE PARA O TRÂNSITO: UMA QUESTÃO DE RESPEITO À VIDA ÁGORA, Porto Alegre, Ano 4, Dez.2013. ISSN 2175-37 EDUCAR-SE PARA O TRÂNSITO: UMA QUESTÃO DE RESPEITO À VIDA Luciane de Oliveira Machado 1 INTRODUÇÃO Este artigo apresenta o projeto de educação para o

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARÁ UNIDADE CENTRAL DE PLANEJAMENTO RELATÓRIO ESTATÍSTICO DE TRÂNSITO NO ESTADO DO PARÁ E MUNICÍPIO

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Grupo SERmais. Autores de Violência. Lei Maria da Penha.

PALAVRAS-CHAVE Grupo SERmais. Autores de Violência. Lei Maria da Penha. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( x ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA A PRÁTICA

Leia mais

Graduada de Ciência Sociais; Rua General Jardim, 522 CEP 01223-010 Vila Buarque São Paulo/SP; (11) 3123-7800 www.fespsp.org.br 4

Graduada de Ciência Sociais; Rua General Jardim, 522 CEP 01223-010 Vila Buarque São Paulo/SP; (11) 3123-7800 www.fespsp.org.br 4 TÍTULO: Ensaio acadêmico de aplicação do método PES - Planejamento Estratégico Situacional, na estratégia de formulação de uma de política de segurança viária AUTORES: Danielle Penha 1 ; Marinalva da Silva

Leia mais

Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito

Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito 15 de novembro Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito Pare! Pense! Siga com mais segurança! 15 de Novembro - Dia Mundial em Memória das Vidas Perdidas no Trânsito Os acidentes de trânsito

Leia mais

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL ISSN 2177-9139 UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL Daniellen Thaianne de Oliveira Severo - daniii_severo@hotmail.com

Leia mais

Distribuição dos pacientes vítimas de Acidente de Trânsito, segundo faixa etária na ocasião do acidente 20,0 16,6 19,4 11,3

Distribuição dos pacientes vítimas de Acidente de Trânsito, segundo faixa etária na ocasião do acidente 20,0 16,6 19,4 11,3 Os Acidentes de Trânsito foram responsáveis por um total de 799 internações nos hospitais SARAH-Brasília, SARAH-Salvador, SARAH-Belo Horizonte e SARAH-São Luís no período de 01/01/2009 a 30/06/2009, correspondendo

Leia mais

O COMPORTAMENTO DE CONSUMO VIRTUAL COMO EXPRESSÃO DA SUBJETIVIDADE NA CONTEMPORANEIDADE

O COMPORTAMENTO DE CONSUMO VIRTUAL COMO EXPRESSÃO DA SUBJETIVIDADE NA CONTEMPORANEIDADE 20 a 24 de outubro de 2008 O COMPORTAMENTO DE CONSUMO VIRTUAL COMO EXPRESSÃO DA SUBJETIVIDADE NA CONTEMPORANEIDADE Jaqueline Reinert Godoy 1, Gláucia Valéria Pinheiro de Brida 2 RESUMO: O consumo virtual

Leia mais

Soma. Paulo Roberto Guimarães Junior

Soma. Paulo Roberto Guimarães Junior Soma Paulo Roberto Guimarães Junior Observatório Nacional de Segurança Viária. Rua 9 de Julho, 1953 - Vila Georgina - Cep: 13.333-070 - Indaiatuba SP Telefone: (19) 3801.4500 E-mail: onsv@onsv.org.br SÍNTESE

Leia mais

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor!

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor! CARTILHA DE TRÂNSITO Dicas para você viver mais e melhor! Este material foi concebido pela SBOT Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia com o intuito de ser um agente expressivo na prevenção

Leia mais

ROAD SAFETY AND VIOLENCE IN TRANSIT AND TOLERANCE OF PAULISTA SOCIETY

ROAD SAFETY AND VIOLENCE IN TRANSIT AND TOLERANCE OF PAULISTA SOCIETY ROAD SAFETY AND VIOLENCE IN TRANSIT AND TOLERANCE OF PAULISTA SOCIETY A SEGURANÇA RODOVIÁRIA E A VIOLENCIA NO TRANSITO, A TOLERANCIA DA SOCIEDADE PAULISTA Derli Valadares da rocha PESQUISADOR SOCIAL PÓS

Leia mais

Projeto Vida no Trânsito: aplicação em Manaus.

Projeto Vida no Trânsito: aplicação em Manaus. Projeto Vida no Trânsito: aplicação em Manaus. Thalita Renata Oliveira das Neves 1 ; Uarodi Pereira Guedes 2 ; 1 Secretaria Municipal de Saúde de Manaus, Gerência de Promoção à Saúde, Rua Comandante Lasmar,

Leia mais

Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015

Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015 Apresentação Zonas 30 e Ruas Completas Rede Vida no Trânsito 11 de Março de 2015 O PLAMUS foi elaborado por consórcio de três empresas Logit Engenharia, Strategy& e Machado Meyer Advogados, com cinco parceiros

Leia mais

Senhor Presidente, inquestionável ascensão socioeconômica do povo brasileiro. oportunizaram condição ímpar para a aquisição de bens.

Senhor Presidente, inquestionável ascensão socioeconômica do povo brasileiro. oportunizaram condição ímpar para a aquisição de bens. Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 26/04/2011. TRÂNSITO BRASILEIRO: VERDADEIRA GUERRA CIVIL Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, A facilidade de crédito

Leia mais

EMBRIAGUEZ EXCLUSÃO DE COBERTURA

EMBRIAGUEZ EXCLUSÃO DE COBERTURA EMBRIAGUEZ EXCLUSÃO DE COBERTURA Seminário Direitos & Deveres do Consumidor de Seguros Desembargador NEY WIEDEMANN NETO, da 6ª. Câmara Cível do TJRS Introdução O contrato de seguro, regulado pelos artigos

Leia mais

Coordenadoria da Moralidade Administrativa INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ

Coordenadoria da Moralidade Administrativa INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ ASSUNTO: INSTRUMENTO NORMATIVO HISTÓRICO DELIBERAÇÃO VIGÊNCIA PROTOCOLO Nº DESCRIÇÃO Nº DATA A PARTIR

Leia mais

A MODELAGEM MATEMÁTICA NA SALA DE AULA: UMA FORMA DE DIVERSIFICAR O ENSINO

A MODELAGEM MATEMÁTICA NA SALA DE AULA: UMA FORMA DE DIVERSIFICAR O ENSINO A MODELAGEM MATEMÁTICA NA SALA DE AULA: UMA FORMA DE DIVERSIFICAR O ENSINO Cristina Medianeira de Souza Chaves* Eleni Bisognin** Resumo Vive-se num contexto social e histórico, em que a grande maioria

Leia mais

ENSINO DE GRAMÁTICA OU ANÁLISE LINGUÍSTICA? SERÁ QUE ESSA ESCOLHA É NECESSÁRIA?

ENSINO DE GRAMÁTICA OU ANÁLISE LINGUÍSTICA? SERÁ QUE ESSA ESCOLHA É NECESSÁRIA? 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ENSINO DE

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PERCEPÇÃO E DOS ASPECTOS ESTRUTURAIS QUANTO AOS RESIDUOS SÓLIDOS NO BAIRRO ANGARI, JUAZEIRO-BA.

IDENTIFICAÇÃO DE PERCEPÇÃO E DOS ASPECTOS ESTRUTURAIS QUANTO AOS RESIDUOS SÓLIDOS NO BAIRRO ANGARI, JUAZEIRO-BA. IDENTIFICAÇÃO DE PERCEPÇÃO E DOS ASPECTOS ESTRUTURAIS QUANTO AOS RESIDUOS SÓLIDOS NO BAIRRO ANGARI, JUAZEIRO-BA. Roberta Daniela da Silva Santos (1) Anne Kallyne dos Anjos Silva (2) Simone do Nascimento

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ SECRETARIA MUNICIPAL DOS TRANSPORTES COORDENADORIA DE ESTATÍSTICA E EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ SECRETARIA MUNICIPAL DOS TRANSPORTES COORDENADORIA DE ESTATÍSTICA E EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ SECRETARIA MUNICIPAL DOS TRANSPORTES COORDENADORIA DE ESTATÍSTICA E EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO COMPARATIVO DOS ACIDENTES COM ÓBITOS EM ALGUMAS CIDADES PARANAENSES COM TRÂNSITO

Leia mais

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Nota Técnica 232 2014 Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Max Ernani Borges De Paula Banco de dados de vítimas dos acidentes de trânsito fatais A Companhia de Engenharia de Tráfego realiza

Leia mais

ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA ATIVIDADES INVESTIGATIVAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA GT 01 - Educação Matemática no Ensino Fundamental: Anos Iniciais e Anos Finais Maria Gorete Nascimento Brum - UNIFRA- mgnb@ibest.com.br

Leia mais

Trânsito Quatro flagrantes todos os dias

Trânsito Quatro flagrantes todos os dias 1/5 Trânsito Quatro flagrantes todos os dias Média de motoristas embriagados parados pelo Detran a cada 24 horas de 2008 aumentou em relação ao ano passado. Condutores costumam reagir de forma agressiva,

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: ESTUDO EXPLORATÓRIO E REFLEXIVO NO CREAS DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP

VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: ESTUDO EXPLORATÓRIO E REFLEXIVO NO CREAS DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 385 VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: ESTUDO EXPLORATÓRIO E REFLEXIVO NO CREAS DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE

Leia mais

Luiz de Jesus Peres Soares

Luiz de Jesus Peres Soares Luiz de Jesus Peres Soares OS IMPACTOS FINANCEIROS DOS ACIDENTES DO TRABALHO NO ORÇAMENTO BRASILEIRO: UMA ALTERNATIVA POLÍTICA E PEDAGÓGICA PARA REDUÇÃO DOS GASTOS. Projeto de pesquisa apresentado ao programa

Leia mais

A FÍSICA FORENSE EM SALA DE AULA: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO NO MUNICÍPIO DE PATOS PB

A FÍSICA FORENSE EM SALA DE AULA: INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO NO MUNICÍPIO DE PATOS PB 0 A FÍSICA FORENSE EM SALA DE AULA: INVESTIGAÇÃO DE DE TRÂNSITO NO MUNICÍPIO DE PATOS PB Andrielle Ramos Lira de Lucena; Orientador: Jorge Miguel Lima Oliveira. Universidade Estadual da Paraíba CAMPUS

Leia mais

1. O QUE É O e-cfcanet?... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. COMO ESTUDAR... 5 4. FUNCIONAMENTO... 6

1. O QUE É O e-cfcanet?... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. COMO ESTUDAR... 5 4. FUNCIONAMENTO... 6 SUMÁRIO 1. O QUE É O e-cfcanet?... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. COMO ESTUDAR... 5 4. FUNCIONAMENTO... 6 4.1. O Curso... 7 4.1.1. As Disciplinas... 9 4.1.2. O Conteúdo... 10 4.2. Ferramentas de Auxílio à aprendizagem...

Leia mais

Volkswagen investe em game educativo

Volkswagen investe em game educativo Boa Notícia Fundação Volkswagen Veículo: Diário do Grande ABC (impresso + web) Data: 10/12/2011 Acesso em: 12/12/2011 Projeto: Jogo da Vida em Trânsito Assunto: Lançamento Jogo da Vida em Trânsito Volkswagen

Leia mais

ENSINO DA MATEMÁTICA EM DIFERENTES ESPAÇOS ESCOLARES

ENSINO DA MATEMÁTICA EM DIFERENTES ESPAÇOS ESCOLARES ENSINO DA MATEMÁTICA EM DIFERENTES ESPAÇOS ESCOLARES Resumo Luana Cristina Pauliv de Araújo Scheleider 1 - PUCPR Francielle Leiroz Rodrigues 2 - PUCPR Lucas Andrei das Neves 3 - PUCPR Grupo de Trabalho

Leia mais

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas 4 Regras de Trânsito 4-1 Regras de trânsito no Japão No Japão, as regras de trânsito são estabelecidas respectivamente para, automóveis e motos, bicicletas. Recomenda-se a assimilação rápida e correta

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Top of Mind 1

Pesquisa Quantitativa Top of Mind 1 Pesquisa Quantitativa Top of Mind 1 Amanda Aguiar Emilayni Silva Flávio Martins Paula Cristina Pereira Raphael Cordeiro Rodrigo Geraldo Tadeu Granziol Vivian R. Barboni 2 Samia Cruañes de Souza Dias 3

Leia mais

Estudo sobre o Uso de Drogas entre estudantes do Ensino Médio e EJA na Escola Estadual Silveira Martins/Bagé-RS

Estudo sobre o Uso de Drogas entre estudantes do Ensino Médio e EJA na Escola Estadual Silveira Martins/Bagé-RS Estudo sobre o Uso de Drogas entre estudantes do Ensino Médio e EJA na Escola Estadual Silveira Martins/Bagé-RS *Elenilson F. Alves 1 (PQ), *Clarissa M. Sousa 2 (FM), *Juliana O. Ehlers 1 (IC), *Tais B.

Leia mais

Mobilidade Urbana. GT de Infraestrutura do CREA-ES, 22/dez/2014

Mobilidade Urbana. GT de Infraestrutura do CREA-ES, 22/dez/2014 Mobilidade Urbana GT de Infraestrutura do CREA-ES, 22/dez/2014 Mobilidade Urbana É quando todos os modais de tráfego têm ou podem ter movimento e acessibilidade. Mobilidade não é distância percorrida,

Leia mais

O que é coleta de dados?

O que é coleta de dados? O que é coleta de dados? Segundo Bandeira (2004) no projeto de pesquisa, o pesquisador deverá descrever detalhadamente o método que usará para coletar seus dados. Basicamente ele pode adotar como método

Leia mais

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 1) Conjuntura Econômica Em função dos impactos da crise econômica financeira mundial, inciada no setor imobiliário

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS Secretaria da Saúde Avenida NS 02, AASE 50 (502 Sul), Paço Municipal, Centro CEP 77.021-658 Telefone: (63) 3218-5559

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS Secretaria da Saúde Avenida NS 02, AASE 50 (502 Sul), Paço Municipal, Centro CEP 77.021-658 Telefone: (63) 3218-5559 EDITAL Nº. 01, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2014 II CONCURSO VIDA NO TRÂNSITO DE JORNALISMO 1. PREÂMBULO 1.1 A de Palmas (SEMUS), órgão gestor do Sistema Único de Saúde (SUS) em Palmas Tocantins, por intermédio

Leia mais

PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ

PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ 1 PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ Marta Paiz 1 Márcia Bonifácio Stooc 2 Adriana Picagevicz Mellk 3 Jaime Antonio Stoffel 4 Nelson Alpini

Leia mais

REGULAMENTO PREMIAÇÃO IMPACT AWARDS 2015 A PREMIAÇÃO SERÁ REALIZADA NO DIA 18 DE AGOSTO, DURANTE A 18ª CONFERÊNCIA ANUAL DA ASUG BRASIL

REGULAMENTO PREMIAÇÃO IMPACT AWARDS 2015 A PREMIAÇÃO SERÁ REALIZADA NO DIA 18 DE AGOSTO, DURANTE A 18ª CONFERÊNCIA ANUAL DA ASUG BRASIL REGULAMENTO PREMIAÇÃO IMPACT AWARDS 2015 A PREMIAÇÃO SERÁ REALIZADA NO DIA 18 DE AGOSTO, DURANTE A 18ª CONFERÊNCIA ANUAL DA ASUG BRASIL O Impact Awards é um prêmio tradicional na comunidade da ASUG Brasil.

Leia mais

MODELAGEM MATEMÁTICA EM UM CURSO DE LICENCIATURA AÇÕES NA BUSCA DE UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA RESUMO

MODELAGEM MATEMÁTICA EM UM CURSO DE LICENCIATURA AÇÕES NA BUSCA DE UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA RESUMO MODELAGEM MATEMÁTICA EM UM CURSO DE LICENCIATURA AÇÕES NA BUSCA DE UMA ABORDAGEM PEDAGÓGICA Denise Knorst da Silva 1 denisek@unijui.tche.br RESUMO Neste trabalho é apresentada uma discussão sobre atividades

Leia mais

SP 01/11/86 NT 112/86. Algumas Considerações Sobre Travessias e Brechas no Fluxo Veicular. Jaques Mendel Rechter. Introdução

SP 01/11/86 NT 112/86. Algumas Considerações Sobre Travessias e Brechas no Fluxo Veicular. Jaques Mendel Rechter. Introdução SP 01/11/86 NT 112/86 Algumas Considerações Sobre Travessias e Brechas no Fluxo Veicular. Jaques Mendel Rechter Introdução O problema da brecha no fluxo veicular, que possibilita a travessia da via pelo

Leia mais

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas:

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas: Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas O Ministério da Saúde lançou, nesta sexta-feira (10) no Rio de Janeiro (RJ), uma campanha publicitária alertando sobre os

Leia mais

7. PROGRAMAÇÃO DE SINALIZAÇÃO SEMAFÓRICA ISOLADA DE TEMPO FIXO

7. PROGRAMAÇÃO DE SINALIZAÇÃO SEMAFÓRICA ISOLADA DE TEMPO FIXO 7. PROGRAMAÇÃO DE SINALIZAÇÃO SEMAFÓRICA ISOLADA DE TEMPO FIXO 7.1 Etapas de programação A programação do semáforo deve ser elaborada de acordo com as etapas apresentadas a seguir. Vale lembrar que esta

Leia mais

Segurança Patrimonial - Sistema de Informações para Proteção Patrimonial

Segurança Patrimonial - Sistema de Informações para Proteção Patrimonial Segurança Patrimonial - Sistema de Informações para Proteção Patrimonial Conheça mais sobre a coleta de dados por meio de bastão de rondas, entrevistas e auditorias. Artigo Publicado no Jornal da Segurança

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO.

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. Autor: José Marcos da Silva Instituição: UFF/CMIDS E-mail: mzosilva@yahoo.com.br RESUMO A presente pesquisa tem como proposta investigar a visão

Leia mais

SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO: QUAL É A IDADE?

SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO: QUAL É A IDADE? SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO: QUAL É A IDADE? Ana Amélia Camarano* Solange Kanso** Daniele Fernandes** 1 INTRODUÇÃO Assume-se que idade avançada e invalidez resultam em perda da capacidade laboral, o que

Leia mais

Atividade Proporcionalidade (vídeo)

Atividade Proporcionalidade (vídeo) Atividade Proporcionalidade (vídeo) Atividade CNI/EM Presencial 1. Introdução O objetivo dessa atividade é estudar as relações de proporcionalidade (direta e inversa) entre grandezas. O material-base será

Leia mais

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA Marcos Leomar Calson Mestrando em Educação em Ciências e Matemática, PUCRS Helena Noronha Cury Doutora em Educação

Leia mais

EXATA.GG GESTÃO GOVERNAMENTAL LTDA CNPJ - 08.646.165/0001-47 exatagg@exatagg.com.br exata.gg@brturbo.com.br. Língua Portuguesa.

EXATA.GG GESTÃO GOVERNAMENTAL LTDA CNPJ - 08.646.165/0001-47 exatagg@exatagg.com.br exata.gg@brturbo.com.br. Língua Portuguesa. Língua Portuguesa Matemática 01 Leia a frase abaixo: O homem delicado cedeu sua cadeira. Qual o é o verbo dessa frase? A) Cadeira. B) Cedeu. C) Delicado. D) Homem. 06 100 minutos equivalem a: A) 1 hora

Leia mais

PROPOSTA PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II ENSINO DE CIÊNCIAS 2010

PROPOSTA PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II ENSINO DE CIÊNCIAS 2010 PROPOSTA PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II ENSINO DE CIÊNCIAS 2010 OBSERVAÇÃO NA ESCOLA Localização da Escola 29/03 16/04 Espaço Físico PPP e o Ensino de Ciências OBSERVAÇÃO NA SALA Relação Professor/Alunos

Leia mais

13. Desatenção e cansaço

13. Desatenção e cansaço 13. Desatenção e cansaço Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Ilustração do manual de Direção Defensiva do DENATRAN O ato de dirigir um veículo requer atenção permanente.

Leia mais

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO 2006

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO 2006 GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO REGISTRO NACIONAL DE ACIDENTES E ESTATÍSTICAS DE TRÂNSITO / RENAEST ANUÁRIO ESTATÍSTICO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO 2006-03 - SUMÁRIO Introdução

Leia mais

HISTÓRIA ORAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: O REGIME MILITAR NO EX- TERRITÓRIO DE RORAIMA

HISTÓRIA ORAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: O REGIME MILITAR NO EX- TERRITÓRIO DE RORAIMA HISTÓRIA ORAL NO ENSINO FUNDAMENTAL: O REGIME MILITAR NO EX- TERRITÓRIO DE RORAIMA LYSNE NÔZENIR DE LIMA LIRA, 1 HSTÉFFANY PEREIRA MUNIZ 2 1. Introdução Este trabalho foi criado a partir da experiência

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE ESTUDANTES PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ENSINO SUPERIOR

CARACTERIZAÇÃO DE ESTUDANTES PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ENSINO SUPERIOR CARACTERIZAÇÃO DE ESTUDANTES PÚBLICO ALVO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ENSINO SUPERIOR JOSILENE APARECIDA SARTORI ZAMPAR 1 TÂNIA MARIA SANTANA DE ROSE 2 Universidade Federal de São Carlos UFSCar INTRODUÇÃO

Leia mais

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A FORMAÇÃO DE LICENCIANDOS EM CIÊNCIAS NATURAIS

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A FORMAÇÃO DE LICENCIANDOS EM CIÊNCIAS NATURAIS O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A FORMAÇÃO DE LICENCIANDOS EM CIÊNCIAS NATURAIS Lizandra Cristina Macedo PINTO¹ - lizacrisufpa@gmail.com Mara Jessyka Coimbra De MELO¹ - mjessykacoimbra@hotmail.com Layse Kristine

Leia mais

Experiência: Sistema de Monitoramento do Mercado de Terras SMMT

Experiência: Sistema de Monitoramento do Mercado de Terras SMMT Experiência: Sistema de Monitoramento do Mercado de Terras SMMT Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA Responsável: Marlon Duarte Barbosa Equipe: Marlon Duarte Barbosa, Rafael Henrique Severo, Mariana

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS NAMORADOS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS NAMORADOS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS NAMORADOS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG 31/05/2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DOS NAMORADOS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG

Leia mais

Ver e ser visto no trânsito

Ver e ser visto no trânsito matéria de capa Ver e ser visto no trânsito CESVI realizou estudo para apontar as condições em que pedestres, motos e carros são mais bem visualizados à noite Por José Antonio Oka Segurança Viária Ver

Leia mais

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES 1 FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES Londrina (PR) 2009 Caro cidadão londrinense: 2 Londrina quer um trânsito mais seguro. E convida você para entrar nesta campanha. Esta cartilha traz informações sobre como

Leia mais

A seguir são apresentadas as etapas metodológicas da Pesquisa CNT de Rodovias.

A seguir são apresentadas as etapas metodológicas da Pesquisa CNT de Rodovias. Metodologia A Pesquisa CNT de Rodovias propõe-se a avaliar a situação das rodovias brasileiras a partir da perspectiva dos usuários da via. As características - pavimento, sinalização e geometria - são

Leia mais

Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito

Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito 1º Seminário para a Municipalização do Trânsito Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito SÉRGIO LUIZ PEROTTO Especialista em direito de trânsito Consultor de trânsito e mobilidade

Leia mais

IMPORTÂNCIA DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PARA A SAÚDE DO TRABALHADOR EM EMPRESAS DE IBICARÉ E TANGARÁ, SANTA CATARINA, EM 2015

IMPORTÂNCIA DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PARA A SAÚDE DO TRABALHADOR EM EMPRESAS DE IBICARÉ E TANGARÁ, SANTA CATARINA, EM 2015 IMPORTÂNCIA DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PARA A SAÚDE DO TRABALHADOR EM EMPRESAS DE IBICARÉ E TANGARÁ, SANTA CATARINA, EM 2015 Autores : João Victor Gonçalves Padilha BATISTA, Geice Zago HAUS, Natiele

Leia mais

O PERFIL DO ENGENHEIRO SEGUNDO AS EMPRESAS

O PERFIL DO ENGENHEIRO SEGUNDO AS EMPRESAS O PERFIL DO ENGENHEIRO SEGUNDO AS EMPRESAS Michelle Mike Nose 1, Daisy Aparecida do Nascimento Rebelatto 2 Universidade de São Paulo 1 Escola de Engenharia de São Carlos Av. Trabalhador São Carlense, 400

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS E SEUS REFLEXOS NA VIOLÊNCIA DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NO ESTADO DE MATO GROSSO

POLÍTICAS PÚBLICAS E SEUS REFLEXOS NA VIOLÊNCIA DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NO ESTADO DE MATO GROSSO POLÍTICAS PÚBLICAS E SEUS REFLEXOS NA VIOLÊNCIA DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO NO ESTADO DE MATO GROSSO Mauricio Gomes dos Santos 1 Giancarla Fontes de Almeida 2 Resumo: Dentre as políticas públicas analisadas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. JEFFERSON CAMPOS) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. JEFFERSON CAMPOS) O Congresso Nacional decreta: 1 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. JEFFERSON CAMPOS) Dispõe sobre as cabines de cobrança automática de pedágio. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei dispõe sobre as cabines de cobrança automática

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

PROCESSO DE TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ENQUANTO MORADOR E TRABALHADOR DE SAÚDE INSERIDO NO MESMO TERRITÓRIO

PROCESSO DE TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ENQUANTO MORADOR E TRABALHADOR DE SAÚDE INSERIDO NO MESMO TERRITÓRIO 1322 PROCESSO DE TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ENQUANTO MORADOR E TRABALHADOR DE SAÚDE INSERIDO NO MESMO TERRITÓRIO Janyelle Silva Mendes¹;Juliana Alves Leite Leal² 1. Graduanda do Curso de Enfermagem,

Leia mais

Design Pedagógico do módulo III Origem dos Movimentos, Variação

Design Pedagógico do módulo III Origem dos Movimentos, Variação Design Pedagógico do módulo III Origem dos Movimentos, Variação Escolha do tópico O que um aluno entre 14 e 18 anos acharia de interessante neste tópico? Que aplicações / exemplos do mundo real podem ser

Leia mais

As avaliações sobre a evolução e o comportamento dos valores das

As avaliações sobre a evolução e o comportamento dos valores das Comentários dos resultados As avaliações sobre a evolução e o comportamento dos valores das despesas das famílias e da distribuição dessas despesas, segundo os diversos itens adquiridos ou pagos, possibilitam

Leia mais

INCLUSÃO ESCOLAR: UTOPIA OU REALIDADE? UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A APRENDIZAGEM

INCLUSÃO ESCOLAR: UTOPIA OU REALIDADE? UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A APRENDIZAGEM INCLUSÃO ESCOLAR: UTOPIA OU REALIDADE? UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A APRENDIZAGEM Andreza Magda da Silva Dantas Escola.E.E.M.Fc. Sá Cavalcante Paulista PB andreza_magda@hotmail.com Introdução Zelga Dantas de

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA Como é sabido existe um consenso de que é necessário imprimir qualidade nas ações realizadas pela administração pública. Para alcançar esse objetivo, pressupõe-se

Leia mais

Guia de Discussão Série Eu e meu dinheiro Episódio: Duas vezes Judite

Guia de Discussão Série Eu e meu dinheiro Episódio: Duas vezes Judite Guia de Discussão Série Eu e meu dinheiro Episódio: Duas vezes Sumário Sobre a série... 3 Material de apoio... 3 Roteiro para uso dos vídeos em grupos... 4 Orientações para o facilitador... 4 Conduzindo

Leia mais

Relatório das Atividades da APA durante o ano de 2011

Relatório das Atividades da APA durante o ano de 2011 Relatório das Atividades da APA durante o ano de 2011 Visando o controle populacional de caninos e felinos no Município de Jaboticabal, durante o ano de 2011, a APA, entre muitas atividades, realizou a

Leia mais

Carta Influência do Clima no Cotidiano Juvenil. Prezados representantes brasileiros da Conferencia Juvenil de Copenhague,

Carta Influência do Clima no Cotidiano Juvenil. Prezados representantes brasileiros da Conferencia Juvenil de Copenhague, Rio de Janeiro 03 de dezembro de 2009 Carta Influência do Clima no Cotidiano Juvenil Prezados representantes brasileiros da Conferencia Juvenil de Copenhague, Tendo em vista a confecção coletiva de uma

Leia mais

Ao saber destes aumentos por jornais (impressos e TV), estimulamos a pergunta de se isso impacta na forma que ele gasta seu dinheiro:

Ao saber destes aumentos por jornais (impressos e TV), estimulamos a pergunta de se isso impacta na forma que ele gasta seu dinheiro: PESQUISA: 2015 AMOSTRA: 525 pessoas da classe AB 13 de dezembro 5 capitais brasileiros: Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador e Brasília A ideia da pesquisa foi entender as expectativas do brasileiro

Leia mais

Nessas e em tantas outras expressões está presente a eficácia da cultura do automóvel no modo de vida do brasileiro.

Nessas e em tantas outras expressões está presente a eficácia da cultura do automóvel no modo de vida do brasileiro. Mídia e Transito ALGUMAS REFLEXÕES Ricardo Figueiredo Moretzsohn * O fenômeno trânsito e transporte têm crescido em grandes proporções, infelizmente, muitas vezes em direção contrária à vida e aos direitos

Leia mais

PED-RMPA INFORME ESPECIAL IDOSOS

PED-RMPA INFORME ESPECIAL IDOSOS A POPULAÇÃO IDOSA NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE SETEMBRO - 2008 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE PED-RMPA INFORME ESPECIAL IDOSOS

Leia mais

CORRELAÇÃO ENTRE CONSUMIDORES DE DROGAS LICITAS E ILICITAS EM UM CAPS II

CORRELAÇÃO ENTRE CONSUMIDORES DE DROGAS LICITAS E ILICITAS EM UM CAPS II 929 CORRELAÇÃO ENTRE CONSUMIDORES DE DROGAS LICITAS E ILICITAS EM UM CAPS II Ana Paula Fernandes de Lima Demarcina Weinheimer Jussara Terres Larissa Medeiros Tarlise Jardim Vanessa Campos Camila Jacques

Leia mais

Palavras-chave: Educação Especial; Educação Escolar Indígena; Censo Escolar

Palavras-chave: Educação Especial; Educação Escolar Indígena; Censo Escolar INTERFACE DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA: ALGUMAS REFLEXÕES A PARTIR DO CENSO ESCOLAR SÁ, Michele Aparecida de¹ ¹Doutoranda em Educação Especial - UFSCar CIA, Fabiana² ²Professora Adjunta

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

O USO DO ÁLCOOL ENTRE OS JOVENS: HISTÓRIA, POLÍTICAS GOVERNAMENTAIS, CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS E TRATAMENTO.

O USO DO ÁLCOOL ENTRE OS JOVENS: HISTÓRIA, POLÍTICAS GOVERNAMENTAIS, CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS E TRATAMENTO. ANTONIO WILKER BEZERRA LIMA O USO DO ÁLCOOL ENTRE OS JOVENS: HISTÓRIA, POLÍTICAS GOVERNAMENTAIS, CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS E TRATAMENTO. 1ª Edição Arneiroz Edição do Autor 2013 [ 2 ] Ficha catalográfica. Lima,

Leia mais

Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação

Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação Magda Vianna de Souza 1 Marta Sisson de Castro 11 Palavras-chave: ensino

Leia mais

Ipojucatur Transportes e Turismo Ltda. Benefícios do Transporte Fretado na sua empresa.

Ipojucatur Transportes e Turismo Ltda. Benefícios do Transporte Fretado na sua empresa. Ipojucatur Transportes e Turismo Ltda. Benefícios do Transporte Fretado na sua empresa. Metodologia Informações baseadas e retiradas de empresas especializadas e especialistas na área de transporte coletivo.

Leia mais

Os impactos econômicos dos ambientes livres de fumo

Os impactos econômicos dos ambientes livres de fumo Os impactos econômicos dos ambientes livres de fumo Por Roberto Iglesias, economista, consultor da ACT A indústria de cigarros alega que a proibição de fumar em ambientes fechados gerará quedas das vendas

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 361, DE 2006 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 361, DE 2006 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 361, DE 2006 Altera o art. 3º da Lei Complementar nº 62, de 1989. Autor: Deputado ARNALDO MADEIRA Relator: Deputado

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: instrumento norteador efetivo de investimentos da IES

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: instrumento norteador efetivo de investimentos da IES 152 AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: instrumento norteador efetivo de investimentos da IES Silvana Alves Macedo 1 Reginaldo de Oliveira Nunes 2 RESUMO O processo da Auto-Avaliação Institucional ainda é um

Leia mais

O papel das empresas e o lucro. 20 de Setembro de 2009

O papel das empresas e o lucro. 20 de Setembro de 2009 O papel das empresas e o lucro 1 20 de Setembro de 2009 O papel das empresas e o lucro Roberta Atherton Magalhães Dias No ano de 2005, a Futura realizou uma pesquisa que avaliava, na percepção dos capixabas,

Leia mais

A rede cicloviária do D.F.: um avanço na mobilidade urbana ou iniciativa para inglês ver?

A rede cicloviária do D.F.: um avanço na mobilidade urbana ou iniciativa para inglês ver? A rede cicloviária do D.F.: um avanço na mobilidade urbana ou iniciativa para inglês ver? Eliezé Bulhões de Carvalho 1, 2 Michelle Andrade 1 1 - Programa de Pós Graduação em Transportes UnB 2 - GPIT Grupo

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2012

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2012 Sistema de Informações da Mobilidade Urbana Relatório Geral 2012 Julho/2014 Relatório Geral 2012 1 Sumário executivo... 3 2 Mobilidade... 25 2.1 Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes)...

Leia mais

G1 Formação de Professores. Julia de Cassia Pereira do Nascimento (DO)/ juliacpn@interacaosp.com.br Edda Curi/ edda.curi@cruzeirodosul.edu.

G1 Formação de Professores. Julia de Cassia Pereira do Nascimento (DO)/ juliacpn@interacaosp.com.br Edda Curi/ edda.curi@cruzeirodosul.edu. CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: INDICATIVOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE E DA ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO NUM CURSO DE PEDAGOGIA G1 Formação de Professores

Leia mais

A COMPETÊNCIA LEITORA NOS ESPAÇOS DA COMUNIDADE DO PARANANEMA-PARINTINS/AM

A COMPETÊNCIA LEITORA NOS ESPAÇOS DA COMUNIDADE DO PARANANEMA-PARINTINS/AM 00092 A COMPETÊNCIA LEITORA NOS ESPAÇOS DA COMUNIDADE DO PARANANEMA-PARINTINS/AM Maria Valcirlene de Souza Bruce 1 Monica Silva Aikawa 2 Resumo: O artigo apresenta o resultado de uma intervenção pedagógica

Leia mais

definido, cujas características são condições para a expressão prática da actividade profissional (GIMENO SACRISTAN, 1995, p. 66).

definido, cujas características são condições para a expressão prática da actividade profissional (GIMENO SACRISTAN, 1995, p. 66). A CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES PROFISSIONAIS DE ESTUDANTES DE PEDAGOGIA Rita de Cássia de Alcântara Braúna UFV/MG - rbrauna@ufv.br Agência Financiadora: FAPEMIG e CNPq Introdução Pesquisas na área da formação

Leia mais

MERCER 360 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

MERCER 360 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS MERCER 360 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Ponto de Vista da Mercer A avaliação 360 é um elemento vital para o desenvolvimento da liderança e planejamento de talentos Identifica pontos fortes e áreas de desenvolvimento

Leia mais

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento.

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. AUTORES ALVES, Felipe Alberto Martins¹; ANDRADE, Beatriz Rodrigues². ¹Universidade Federal do Ceará.

Leia mais

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA 1 Prezado Pesquisador: Comitê de Ética em Pesquisa CEP / FIPA Faculdades Integradas Padre Albino Fundação Padre Albino Rua dos Estudantes, 225 - Cep - 15.809-144 Catanduva SP Fone (17) 33113229 e-mail:

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO INTRODUÇÃO A Associação Brasileira de Pedestres ABRASPE apresenta aqui sua sugestão para revisão do texto original de Política Nacional de Trânsito apresentado pelo Departamento

Leia mais