prospecto simplificado skandia perfil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "prospecto simplificado skandia perfil"

Transcrição

1 INVESTIMENTOS Skandia Link S.A. - Sucursal em Portugal da sociedade Skandia Link, Sociedade Anónima de Seguros Y Reaseguros, com o capital social de EUR ,90 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa SKANDIA LINK, SOCIEDAD ANÓNIMA DE SEGUROS Y REASEGUROS,com o CIF A-949, com sede em Madrid, Pozuelo de Alarcón, avenida Vía de las Dos Castillas, número 33, Edifício, 2.º A SU- CURSAL em Portugal, Lisboa, Av. da Liberdade, 10 E - 1 Drto prospecto simplificado skandia perfil Prospecto simplificado elaborado nos termos do regulamento da CMVM n.º /200. A Skandia recomenda a leitura atenta da apólice. 3 de Março de 2009 elaborado a 1 de Abril de 200

2 Skandia Link S.A. - Sucursal em Portugal da sociedade Skandia Link, Sociedade Anónima de Seguros Y Reaseguros, com o capital social de EUR ,90 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa Parte I Informações 1. Denominação da empresa de seguros: Skandia Link, Sociedad Anónima de seguros y reaseguros. 2. Estatuto legal da empresa de seguros: Sociedade Seguradora e Resseguradora. 3. Estado-membro onde se situa a sede: Espanha. 4. Endereço da sede social: Madrid, Pozuelo de Alarcón, avenida Vía de las Dos Castillas, número 33, Edifício, 2.º A. Sucursal com a qual o contrato é celebrado: Skandia Link, S.A., Sucursal em Portugal.. Endereço da sucursal com a qual o contrato é celebrado: Av. Da Liberdade, n.º 10 E - 1.º Drto, Lisboa.. Site, na internet, da sucursal com a qual o contrato é celebrado: A Skandia Link, S.A. é uma companhia de seguros de direito espanhol autorizada a exercer a sua actividade em Portugal, através da Skandia Link, S.A. - Sucursal em Portugal, em conformidade com o disposto na terceira directiva sobre o seguro vida. (Directiva 92/9/CEE) 9. A Skandia pertence ao Grupo Old Mutual 10. Entidades Comercializadoras: O presente produto é comercializado em regime de exclusividade pelo Banco best, S.A. ; Agente deseguros registado aguardando atribuição de número de ISP ; através dos seus canais de comercialização. 11. Autoridade de supervisão competente: Direción General de Seguros y Pensiones Madrid Espanha. A comercialização em Portugal de contratos de Seguro ligados a fundos de investimento está igualmente sujeita à supervisão da comissão de Mercado de Valores Imobiliários ( ("CMVM") e do Instituto de Seguros de Portugal ("ISP") 12. Reclamações: A Seguradora examinará todas as reclamações relativas ao contrato que lhe sejam dirigidas por escrito, pelo Tomador, Segurado ou Beneficiário, informando em tempo razoável da sua posição quanto às mesmas, não obstante a possibilidade de intervenção do Instituto de Seguros de Portugal. Qualquer uma das partes contratantes pode recorrer à via judicial, junto do Tribunal do domicílio da sede da Seguradora, único competente para o conhecimento dos litígios respeitantes ao contrato. As partes podem acordar que qualquer litígio respeitante à interpretação e execução do contrato seja submetido à arbitragem, com observância da legislação aplicável. Parte II Caracterização do contrato 1. Designação comercial do produto: Skandia Perfil. 2. Data de início da comercialização: 0 de Novembro de O Skandia Perfil é um contrato de seguro ligado a fundos de investimento ( Unit Linked ), classificado como instrumento de captação de aforro estruturado ( ICAE ), nos termos dos artigos 1.º, alínea j) e.º-a do Decreto-Lei n.º 1/9, de 2 de Julho, aditado pelo Decreto-Lei n.º 0/2004, de 22 de Março, comercializado no âmbito da actividade seguradora da Skandia Link, Sociedad Anónima de seguros y reaseguros. 3. Duração do contrato: Vida do Segurado. 4. Risco de perda dos montantes investidos: Existe o risco de perda dos montantes investidos.. Garantias, opções e coberturas: Garantias: Pagamento do capital seguro em caso de morte, calculado com referência ao Valor Acumulado da Apólice ("VAA") nessa data. Caso o VAA seja superior ao somatório dos prémios pagos, líquido de resgates, o Capital Seguro será de 01,01 euros; Caso o VAA seja inferior ao somatório dos prémios pagos, líquido de resgates, o Capital Seguro será a diferença entre o referido somatório e o VAA, com o limite mínimo de 01,01 euros e um máximo de.010,12 euros; O Capital Seguro será sempre de 01,01 euros a partir do momento em que o Segurado complete anos de idade; O Capital Seguro varia de acordo com a evolução do V A A, não existindo a garantia de pagamento de um capital mínimo. Existência de rendimento mínimo garantido: não existe garantia de rendimento mínimo. Valor mínimo de resgate: 01,00.. Modalidades de exercício do direito de renúncia: O Tomador tem o direito de resolver o contrato, mediante comunicação escrita enviada à Skandia para: Skandia Link, S.A. Serviço de Atenção ao Cliente Av. da Liberdade, n.º 10 E - 1.º Drto Lisboa dentro dos trinta dias subsequentes à data da entrega da Apólice ou documento provisório em sua substituição. Em caso de celebração do contrato por via electrónica, o prazo conta-se a partir da data de recepção da confirmação por via electrónica.. Condições e modalidades de resgate / resolução: O resgate, total ou parcial, pode ser efectuado em qualquer momento da vigência do contrato. O montante mínimo de resgate parcial é de 01,00; O montante máximo de resgate parcial, em relação a cada Cesta de Investimentos é de 0% do VAA investido na respectiva Cesta. O referido limite aplicase às ordens de transferência entre Cesta, salvo quando dadas com indicação de percentagens. Sempre que o VAA se torne insuficiente face aos débitos periódicos dos prémios de risco e encargos de gestão, a Seguradora concede um prazo de 30 dias para que o Tomador proceda ao pagamento de um prémio adicional necessário ao processamento dos referidos débitos, sob pena de resolução do contrato. Caso 2

3 Skandia Link Sociedad Anónima de Seguros y Reaseguros - Sucursal em Portugal Capital Social: ,94 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa se verifique a resolução do contrato, será dado conhecimento ao Tomador, e devolvido o VAA existente nessa data. A indicação inexacta da data de nascimento do Segurado, permite à Seguradora impugnar o contrato caso, no momento da sua entrada em vigor, exceda o limite de idade máximo admitido, o qual é de 0 anos, salvo acordo expresso em contrário. Sempre que o Valor Acumulado da Apólice se torne insuficiente face aos débitos periódicos dos eventuais prémios de risco e encargos de gestão, a Seguradora concede um prazo de 30 dias para que o Tomador proceda ao pagamento de um prémio adicional necessário ao processamento dos referidos débitos, sob pena de resolução do contrato; Assiste, igualmente, à Seguradora o direito de resolver o contrato em caso de agravamento do risco; Caso se verifique a resolução do contrato, será dado conhecimento ao Tomador, e devolvido o VAA existente nessa data; O seguro poderá ser renovado, após pagamento dos prémios em atraso, e respectivo juro definido pela Seguradora. A manutenção das condições acordadas pressupõe a verificação, na pessoa do Segurado, das condições de saúde exigidas para a contratação do seguro, a serem comprovadas pelo Tomador. O resgate total, dentro dos limites que venham a ser fixados nas Condições Particulares, opera a extinção do contrato; O montante dos resgates parciais é subtraído ao VAA, desde que o referido VAA não resulte inferior a 01,01; O prazo de pagamento do valor de resgate não pode exceder 30 dias da data do pedido, salvo caso de força maior ou caso fortuito; Verificando-se o pagamento de prémios periódicos através da entidade comercializadora, a eventual ordem de anulação do débito dada pelo Tomador, à entidade bancária colocadora, configura uma ordem de resgate pelo montante correspondente ao estorno, sendo aplicável o regime do resgate... Tabela de valores de resgate e de redução e natureza das respectivas garantias: Não aplicável. tendo este possibilidade de fraccionamento mensal, trimestral ou semestral, mediante o pagamento do respectivo encargo. Em caso de prémios sucessivos estes deverão ser pagos na respectiva data de vencimento. Ao contratar o seguro o Tomador obriga-se a manter junto da entidade comercializadora, e até ao termo do prazo do contrato, a conta de depósitos através da qual são realizados os movimentos a débito e a crédito com referência ao respectivo seguro. Caso se verifique o encerramento da referida conta o Tomador obriga-se a comunicar à Seguradora a identificação de conta de depósito de que seja titular, junto de entidade bancária autorizada, na qual serão creditados os montante a serem pagos pela Seguradora. O encerramento da conta de depósito junto da entidade colocadora obsta ao processamento de prémios periódicos e inibe o Tomador de proceder à entrega de prémios extraordinários. 11. Prémios relativos a cada garantia principal ou complementar: O prémio de risco de morte, para cobertura do Capital Seguro, é calculado trimestralmente de acordo com a idade actuarial do Segurado - no início de cada trimestre, e abatido ao VAA no início do trimestre respectivo, de acordo com a tarifa constante do quadro infra. A tarifa poderá ser modificada pela Seguradora, desde que a benefício do Tomador ou verificando-se a alteração da legislação aplicável. No valor dos prémios de risco está incluído o valor a entregar ao INEM, ou ao Serviço Regional dos Bombeiros da Madeira e Açores, respectivamente para prémios pagos no Continente ou em cada Região Autónoma, nos termos da legislação em vigor. Tarifa a noventa dias em euros dos prémios de risco por cada 01,01 euros de Capital seguro Idade Homem Mulher Idade Homem Mulher Idade Homem Mulher (Anos) Euros Euros (Anos) Euros Euros (Anos) Euros Euros 1 0,19 0,1 3 0,29 0,22 9 2,2 1,2 1 0,19 0,1 3 0,32 0,22 0 2, 1,40 1 0,19 0,1 39 0,3 0,22 1 3,0 1, 1 0,19 0,1 40 0,3 0,23 2 3,3 1,0 19 0,19 0,1 41 0,42 0,24 3 3,3 1, 20 0,20 0,1 42 0,4 0,2 4 4,11 2,0 9. Penalizações em caso de resgate, redução ou transferência do contrato: No primeiro ano a Comissão de Resgate é de 0.%; Após o primeiro ano não existe comissão de resgate; No Resgate Parcial a comissão incide sobre o valor do Resgate; No Resgate Total a comissão incide sobre o VAA calculado na data de efeito do Resgate; Não é permitida a transferência do contrato. 10. Modalidades e período de pagamento dos prémios: O prémio pode ser único, extraordinário ou periódico anual 21 0,20 0,1 43 0,2 0,2 4,3 2,2 22 0,20 0, , 0,29 4,99 2,2 23 0,20 0,19 4 0,4 0,32,0 2, 24 0,21 0,19 4 0,1 0,3,0 3,0 2 0,21 0,19 4 0, 0,3 9, 3,3 2 0,21 0,19 4 0, 0,42 0,3 3,3 2 0,21 0, ,9 0,4 1,0 4,11 2 0,21 0,20 0 1,0 0,2 2,9 4,3 29 0,22 0,20 1 1,1 0, 3 9, 4, ,22 0,20 2 1,2 0,4 4 10,2,0 31 0,22 0,21 3 1,40 0,1 11,,0 32 0,22 0,21 4 1, 0, 12,90, 3

4 Skandia Link Sociedad Anónima de Seguros y Reaseguros - Sucursal em Portugal Capital Social: ,94 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa 33 0,23 0,21 1,0 0, 14,13,3 34 0,24 0,21 1, 0,9 1,4,0 3 0,2 0,21 2,0 1,0 9 1,90,9 3 0,2 0,22 2,2 1,1 0 1,4 9, (Para idades superiores consultar Skandia Link, S.A.) 12. Forma de cálculo e atribuição da participação nos resultados: Não aplicável 13. Natureza dos activos representativos da componente financeira do produto: Conjunto de activos escolhidos pela Seguradora que são discriminados nas Condições Particulares, e Actas adicionais que venham a ser emitidas, de entre os quais o Tomador, através das Cestas de Investimento, escolhe aqueles em que pretende sejam investidas as Provisões Matemáticas do seu seguro. Valorização dos activos: Os activos afectos ao contrato, através das Cestas de Investimento, valorizam-se pelo seu valor de mercado, nos termos das regras aplicáveis às Seguradoras; Os valores de compra e venda dos activos são líquidos dos encargos, comissões e impostos aplicáveis. Tipo de activos Activos monetários Obrigações Acções Imobiliário Zonas Geográficas Euro Europa Global Específica Emergente Títulos de dívida a muito curto prazo ou fundos de investimento de activos monetários Títulos de dívida a curto, médiolongo, ou longo prazo ou fundos de investimento de obrigações. Acções ou instrumentos financeiros relativos a acções, ou fundos de investimento de acções. Fundos de Investimento Imobiliário Investimento em activos de países da Zona Euro Investimento em activos de países europeus Investimento em activos de todo o mundo Investimento em zonas geográficas ou sectores específicos (América do Norte, Japão, Telecomunicações, Serviços, etc.) Investimento em países emergentes Cesta Conservadora Adequada a investidores que aceitam pouco risco pretendendo atingir retornos superiores a um depósito a prazo. Risco de oscilação do valor da Cesta, podendo registar-se desvalorizações. Cesta Prudente Adequada a investidores que pretendam assumir algum risco para atingir uma rentabilidade de longo prazo superior a um fundo tradicional de obrigações. Existe o risco cambial e de oscliação do valor da cesta, podendo registar-se desvalorizações. Cesta Moderada Adequada a investidores que pretendam poder obter elevado rendimento a longo prazo mas evitando exposição total à volatilidade do mercado de acções. Existe o risco cambial e de oscliação do valor da cesta, podendo-se registar desvalorizações. Cesta Agressiva Adequada a investidores que aceitem elevada volatilidade do rendimento. Existe o risco cambial e de oscliação do valor da cesta, podendo registar-se desvalorizações. Cesta Sector Imobiliário Adequada a investidores que desejam exposição ao comportamento dos mercados imobiliários internacionais e que aceitam elevada volatilidade do rendimento. Existe risco cambial e de desvalorização do valor da cesta. Cesta Retorno Absoluto Adequada a investidores que privilegiem a obtenção de retornos absolutos positivos, independentemente do comportamento dos mercados. Não obstante, existe risco cambial e de desvalorização. 1. Menção: Os dados que serviram de base ao apuramento da rendibilidade e risco históricos são factos passados que, como tal, poderão não se verificar no futuro. As rendibilidades apresentados representam dados passados não podendo constituir garantia de rendibilidade futura, porque o valor do investimento pode aumentar ou diminuir em função do nível de risco que varia entre 1 (risco baixo= e (risco muito alto). 1. Frequência da avaliação do património do fundo afecto ao ICAE e periodicidade e forma de cálculo das respectivas unidades de participação: 14. Perfil de risco dos tomadores de seguros a que a componente financeira se dirige: Cesta Muito Conservadora Adequada a investidores que aceitam pouco risco pretendendo atingir retornos superiores a um depósito a prazo. Risco de oscilação do valor da Cesta, podendo registar-se desvalorizações. 4

5 cesta muito conservadora Skandia Link Sociedad Anónima de Seguros y Reaseguros - Sucursal em Portugal Capital Social: ,94 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa Objectivo: preservação do capital. Investe em fundos de mercado monetário e de obrigações. cesta conservadora ,%* Médio baixo* ,2% Baixo 200 2,4% Baixo 200 2,1% Baixo 200 2,03% Médio baixo 200 0,44% Médio baixo Objectivo: rendimento superior ao de uma aplicação sem risco no médio e longo prazo. Investe principalmente em fundos de activos monetários e de obrigações da Zona Euro. Mais de 2% em fundos que investem em activos de elevada liquidez, menos de 2% em fundos de acções europeias. Risco cambial é muito reduzido ,%* Médio baixo* ,0% Médio baixo 200,% Médio baixo 200,% Médio baixo 200 0,2% Médio baixo 200 -,1% Médio baixo cesta prudente Objectivo: rentabilidade a longo prazo superior à de um fundo tradicional de obrigações. Investe essencialmente em fundos de rendimento fixo, principalmente fundos europeus de mercado monetário e obrigações. Menos de 0% em fundos de acções europeus e globais, tendência para fundos que invistam em acções de elevada capitalização n.a.** n.a.** ,49% Médio ,0% Médio baixo 200 9,40% Médio baixo 200,3% Médio ,9% Médio 200-9,% Médio * calculado desde a ** por existir menos de seis meses de cotações não é permitido apresentar nem rendibilidade, nem nível de risco

6 cesta moderada objectivo: possibilidade de rendimento elevado a longo prazo, evita a exposição total à volatilidade dos mercados de acções. Investe predominantemente em fundos de acções internacionais, a maior parte fundos de acções de elevada capitalização com investimento misto. Menos de 0% investido em fundos de rendimento fixo europeu ,%* Médio* ,11% Médio ,20% Médio ,1% Médio 200 1,10% Médio alto 200-1,92% Médio cesta agressiva objectivo: valorização do capital a longo prazo. Investe principalmente em fundos de acções. Elevada volatilidade no rendimento da carteira. Investe em fundos de acções de elevada capitalização e fundos de mercados emergentes e de acções de reduzida capitalização, uma parte reduzida em fundos europeus de rendimento fixo n.a.** n.a.** 2003,31% Alto 2004,3% Médio ,% Médio 200,9% Médio ,% Médio alto ,4% Alto cesta sector imobiliário 12 objectivo : valorização do capital investido a longo prazo. Pode investir até 100% em fundos de acções do sector imobiliário e em fundos imobiliários ,0%*** Médio*** 200 2,21% Médio alto 200 -,40% Médio alto ,4% Médio alto * calculado desde a ** por existir menos de seis meses de cotações não é permitido apresentar nem rendibilidade, nem nível de risco *** calculado desde a

7 Skandia Link Sociedad Anónima de Seguros y Reaseguros - Sucursal em Portugal Capital Social: ,94 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa cesta retorno absoluto objectivo : valorização do capital investido, com baixa volatilidade, empregando fundos com diferentes estratégias de investimento. Pode investir 100% em fundos que utilizam diferentes técnicas de investimento alternativas ,02%* Médio baixo* 200,02% Médio baixo 200-1,3% Médio baixo 200 -,0% Médio baixo * calculado desde O cálculo da unidade de participação (UP) é diário. A UP é a unidade de conta em que se divide o valor do património líquido de cada Cesta, o qual corresponde ao valor de mercado dos activos que a integram, nos termos das regras aplicáveis às seguradoras, em cada momento. O valor de cada UP obtém-se pela divisão do valor do património líquido de cada Cesta pelo número de UP que lhe correspondam. 1. Riscos associados à componente financeira do produto: Riscos de variação da valorização, a preços de mercado, dos activos que integram as Cestas de Investimento, e risco cambial associado aos activos denominados noutra moeda que não o Euro. 1. Modo de cálculo das comissões e outros encargos: O património global investido em cada Cesta de Investmento divide-se em UP s que são alocadas a cada Tomador na data de efeito do contrato; O valor das UP s de cada Cesta é líquido de encargos de aquisição, reembolso ou outro tipo de custos associados à compra/venda de activos e de gestão da Cesta, assim como dos impostos que possam estar associados à Cesta, incluindo as retenções na fonte; O valor dos encargos de gestão e os prémios de risco são abatidos ao VAA, através da liquidação de parte dos activos de uma só Cesta em que tenha sido investido o VAA, respeitando a ordem sequencial dos Tipo de Cestas referidos no ponto 14 supra. Custos Valor %VLGF* Comissão de gestão ,2% Comissão de Depósito 0 0% Custos de Auditoria 0 0% Outros custos 2. 0,01 Total TGC - 0,3 *Média relativa ao período de referência Custos imputáveis ao tomador % da Comissão Comissão de subscrição 1% Comissão de gestão 0,% Comissão de resgate % no primeiro ano Taxa de Supervisão - Encargo de troca ou alteração de Cestas isento de encargos caso não excedam 2 alterações durante cada ano de vigência do contrato. Cada alteração adicional está sujeita a um encargo de 30. % da Comissão Custos imputáveis ao fundo Comissão de gestão 0% Comissão de depósito Taxa de supervisão Outros Custos custos bancário variáveis conforme operação e seu valor O encargo de gestão da Apólice é calculado sobre o VAA e abatido ao mesmo, no termo de cada trimestre, ou ao valor do resgate, pelo prazo decorrido do trimestre em causa. No Resgate Parcial a comissão aplica-se ao valor do Resgate; No Resgate Total a comissão aplica-se ao Valor Acumulado da Apólice calculado na data de efeito do Resgate; Rotação média da carteira 200 Volume de transacções Valor médio da carteira Rotação média da carteira (%) 13,3%

8 Parte III Outras informações 1. Regime fiscal aplicável: Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) 3. Lei aplicável ao contrato: A lei aplicável ao contrato é a lei portuguesa. 4. De acordo com as leis em vigor e com a periodicidade mínima trimestral, ou outra que venha a ser estabelecida, será disponibilizado aos tomadores ou à pessoa segura um extracto que contenha o número de unidades de participação de referência, o seu valor e o valor total do investimento 1.1. Os rendimentos decorrentes de aplicações deste seguro de vida são sujeitos a IRS enquanto rendimentos de capital (Categoria E), o qual incide sobre a diferença positiva recebida pelo Tomador e/ou Beneficiário, entre os montantes pagos a título de resgate, adiantamentos ou vencimento de seguros e operações do ramo Vida e os respectivos prémios pagos ou importâncias investidas Este rendimento de capital fica sujeito a retenção na fonte, com carácter liberatório, a uma taxa de 20% sobre a percentagem sujeita a tributação Todavia, desde que as entregas efectuadas na primeira parte da vigência do contrato representem, pelo menos, 3% dos montantes pagos a título de prémio, importâncias ou contribuições, ficam parcialmente excluídos de tributação: (i) 1/ do rendimento, se o resgate, adiantamento, remição ou outra forma de antecipação de disponibilidade, bem como o vencimento, ocorrerem após anos e antes de anos de vigência do contrato, caso em que a taxa liberatória será, na prática, de 1% (4/ X 20%); ou (ii) 3/ do rendimento, se o resgate, adiantamento, remição ou outra forma de antecipação de disponibilidade, bem como o vencimento, ocorrerem depois dos primeiros anos de vigência do contrato, caso em que a taxa liberatória será, na prática, de % (1/ X 20%) O titular do rendimento, residente para efeitos fiscais em Portugal, poderá optar por proceder ao englobamento dos referidos rendimentos (desde que os mesmos sejam obtidos fora do âmbito do exercício de actividades empresariais e profissionais), caso em que o imposto retido terá a natureza de pagamento por conta do imposto devido a final, ficando assim o rendimento sujeito às taxas de IRS. Imposto do Selo (IS) 1.. A transmissão gratuita dos créditos provenientes de seguros de Vida encontra-se excluída de tributação em sede de Imposto do Selo. Caso se verifiquem situações diversas das acima referidas, deverá ser consultada a legislação fiscal em vigor. O regime fiscal apresentado é o que se encontra em vigor à data de subscrição desta Apólice. 2. Contactos: telefone

9 Skandia Link Sociedad Anónima de Seguros y Reaseguros - Sucursal em Portugal Capital Social: ,94 NIPC CRC Lisboa n.º Sede Sucursal: Av. da Liberdade 10 E - 1.º D Lisboa Skandia Link, S.A. Edifício Tivoli Forum Avenida da Liberdade, n. 10 E - 1. Dto Lisboa Portugal T F O Unit-linked apresentado está classificado como ICAE - Instrumento de Captação de Aforro Estruturado no âmbito da Actividade Seguradora. É um produto comercializado no âmbito da actividade seguradora da Skandia Link S.A. Existe o risco de perda dos montantes investidos. Não existe garantia de capital. O prospecto simplificado do Skandia Perfil encontra-se disponível em A rentabilidade efectiva para o tomador de seguro dependerá sempre do regime de tributação sobre os rendimentos no momento em que estes forem liquidados ou desde a data do apuramento do respectivo quantitativo e de eventuais benefícios fiscais aplicáveis ao caso em concreto, bem como, de comissões de subscrição, comissões de resgate / resolução ou outros encargos, se existirem, e que devam ser suportados pelo tomador de seguro. O nível de risco varia entre 0 (risco baixo) e (risco muito alto). Os valores divulgados sobre rentabilidade e volatilidade são meramente indicativos, na medida em que apenas reflectem a situação passada, não constituindo qualquer garantia de rentabilidade futura. A Skandia recomenda igualmente a leitura atenta dos documentos que compõem a Apólice. ICAE Prospecto Informativo / Skandia Perfil / Banco Best / Abril 200 9

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 2ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO)

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 2ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO) Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013

Leia mais

REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA

REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO BiG Alocação Fundo Autónomo: BiG Alocação Dinâmica Todos os Investimentos têm risco Entidade gestora: Real Vida Seguros, S.A. Avenida de França, 316 2º, Edifício Capitólio 4050-276 Porto Portugal Advertências

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO EMPRESA DE SEGUROS Santander Totta Seguros, Companhia de Seguros de Vida S.A., com Sede na Rua da Mesquita, nº 6 - Torre A - 2º - 1070 238 Lisboa, Portugal (pertence ao Grupo Santander). A Santander Totta

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO (actualizado a 31 de Dezembro de 2008) Designação: Liberty PPR Data início de comercialização: 19 de Abril de 2004

PROSPECTO SIMPLIFICADO (actualizado a 31 de Dezembro de 2008) Designação: Liberty PPR Data início de comercialização: 19 de Abril de 2004 PROSPECTO SIMPLIFICADO (actualizado a 31 de Dezembro de 2008) Designação: Liberty PPR Data início de comercialização: 19 de Abril de 2004 Empresa de Seguros Entidades comercializadoras Autoridades de Supervisão

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia de Seguros,

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia

Leia mais

CAIXA SEGURO 2014 6M - ICAE NÃO NORMALIZADO / / (PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO)

CAIXA SEGURO 2014 6M - ICAE NÃO NORMALIZADO / / (PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO) Empresa de Seguros PROSPECTO SIMPLIFICADO (Dezembro de 2009) CAIXA SEGURO 2014 6M - ICAE NÃO NORMALIZADO / / (PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO) Data de início de comercialização a 2 de Dezembro de 2009 Nome

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500

CONDIÇÕES GERAIS LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500 LEVE PPR - 2.ª SÉRIE - G763500 ARTIGO PRELIMINAR Entre a Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se

Leia mais

TAXA GARANTIDA 3ª SÉRIE

TAXA GARANTIDA 3ª SÉRIE TAXA GARANTIDA 3ª SÉRIE PROSPECTO SIMPLIFICADO ICAE INSTRUMENTO DE CAPTAÇÃO DE AFORRO ESTRUTURADO (NÃO NORMALIZADO) Os elementos constantes deste Prospecto Simplificado reportam-se a 30 de Abril de 2009

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO BBVA Unit-Linked Empresa de Seguros: Zurich -Companhia de Seguros de Vida S.A. Sede: Rua Barata Salgueiro 41, 1269-058 Lisboa TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO! Risco de perder a totalidade do capital investido

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Designação: VICTORIA PPR Acções

Leia mais

Companhia de Seguros Açoreana, S.A. PROSPECTO INFORMATIVO INVESTSEGURO

Companhia de Seguros Açoreana, S.A. PROSPECTO INFORMATIVO INVESTSEGURO Companhia de Seguros Açoreana, S.A. PROSPECTO INFORMATIVO INVESTSEGURO Dezembro de 2004 1/6 Parte I Informações sobre a empresa de seguros 1. Denominação ou firma da empresa de seguros: Companhia de Seguros

Leia mais

Prospecto Informativo. CapitAll Allianz Top 20. (Não Normalizado) www.allianz.pt

Prospecto Informativo. CapitAll Allianz Top 20. (Não Normalizado) www.allianz.pt Prospecto Informativo CapitAll Allianz Top 20 (Não Normalizado) www.allianz.pt Companhia de Seguros Allianz Portugal, S.A. R. Andrade Corvo, 32 1069-014 Lisboa Telefone +351 213 165 300 Telefax +351 213

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

CAIXA SEGURO VALOR CRESCENTE

CAIXA SEGURO VALOR CRESCENTE PROSPETO SIMPLIFICADO (atualizado a 30 abril 2012) CAIXA SEGURO VALOR CRESCENTE SEGURO LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO INSTRUMENTO DE CAPTAÇÃO DE AFORRO ESTRUTURADO (ICAE) NÃO NORMALIZADO PRODUTO FINANCEIRO

Leia mais

Plano Empresas Reforma

Plano Empresas Reforma Plano Empresas Reforma Condições gerais e especiais 1110599-01.20104 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 808 243 000 - Fax

Leia mais

REAL PPR Condições Gerais

REAL PPR Condições Gerais Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de seguro que se regula pelas Condições Particulares e desta apólice,

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado) 21102015 INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA LIGADO A FUNDOS DE INVESTIMENTO (UNIT LINKED) MAPFRE INVESTIMENTO DINÂMICO (Não Normalizado) (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Prospeto Simplificado (Atualizado em 4 de maio de 2012) Seguro Millennium Trimestral 2011 8 Anos 3.ª Série (Não normalizado) Datas de comercialização: Início em 17 de outubro

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Aberto. ES LOGISTICA (CMVM nº 1024)

Fundo de Investimento Imobiliário Aberto. ES LOGISTICA (CMVM nº 1024) Relatório de Gestão ES LOGISTICA Fundo de Investimento Imobiliário Aberto Fundo de Investimento Imobiliário Aberto ES LOGISTICA (CMVM nº 1024) Relatório de Gestão Dezembro de 2008 ESAF Fundos de Investimento

Leia mais

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I GENERALIDADES ARTº 1º - DEFINIÇÕES 1. Para os efeitos do presente contrato, considera-se: a) Companhia - a entidade seguradora,, que subscreve com

Leia mais

Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium Instrumento de Captação de Aforro Estruturado

Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium Instrumento de Captação de Aforro Estruturado - Prospecto Informativo - I INFORMAÇÃO DE SÍNTESE INSTRUMENTO As Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium constituem um

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO (RECTIFICAÇÃO) BES CRESCIMENTO OUTUBRO 2009 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO (RECTIFICAÇÃO) BES CRESCIMENTO OUTUBRO 2009 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO (RECTIFICAÇÃO) BES CRESCIMENTO OUTUBRO 2009 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: 100% do capital investido garantido na maturidade Remuneração não garantida Possibilidade

Leia mais

Pagamento do prémio: O prémio é único, sendo devido antecipadamente pelo tomador do seguro.

Pagamento do prémio: O prémio é único, sendo devido antecipadamente pelo tomador do seguro. INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA - PPR POSTAL PPR PLUS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa N.I.P.C.

Leia mais

SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado)

SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado) CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES CAPITALIZAÇÃO SEGURO UNIT LINKED CA INVESTIMENTO -1ª SÉRIE (Não Normalizado) 1 CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA Investimento 1ª Série (Não Normalizado) SEGURO INDIVIDUAL Cláusula

Leia mais

Documento Informativo. Obrigações db Double Chance Europe. - Obrigações relativas ao Índice DJ Euro Stoxx 50 - Produto Financeiro Complexo

Documento Informativo. Obrigações db Double Chance Europe. - Obrigações relativas ao Índice DJ Euro Stoxx 50 - Produto Financeiro Complexo Documento Informativo Obrigações db Double Chance Europe - Obrigações relativas ao Índice DJ Euro Stoxx 50 - ISIN: XS0464427177 Produto Financeiro Complexo 1. Produto As Obrigações relativas ao Índice

Leia mais

Os riscos do INVESTIMENTO ACTIVO MAIS, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem.

Os riscos do INVESTIMENTO ACTIVO MAIS, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Breve Descrição do produto O é um produto financeiro complexo composto por 50% do investimento num Depósito a Prazo a 180 dias, não renovável, com uma taxa de juro de 4% (TANB Taxa Anual Nominal Bruta),

Leia mais

BANIF - BANCO DE INVESTIMENTO, S.A. VALORES MOBILIÁRIOS. Entrada em vigor: 29-Jul-2011. Clientes Particulares e Empresas

BANIF - BANCO DE INVESTIMENTO, S.A. VALORES MOBILIÁRIOS. Entrada em vigor: 29-Jul-2011. Clientes Particulares e Empresas BANIF BANCO DE INVESTIMENTO, S.A. Entrada em vigor: 29Jul2011 VALORES MOBILIÁRIOS Clientes Particulares e Empresas 21 FUNDOS DE INVESTIMENTO 21.1. Fundos Banif 21.2. Fundos de Terceiros Internacionais

Leia mais

Instituto de Seguros de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Instituto de Seguros de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. Mod. Versão 65.01 Informação actualizada a: 04/04/2011 Designação Comercial: Fidelity Poupança Data de início de Comercialização: 01/02/2007 Empresa de Seguros Entidade Comercializadora Autoridades de

Leia mais

SEGURO INVESTIDOR GLOBAL FUNDO AUTÓNOMO ESTRATÉGIA AGRESSIVA AÇÕES

SEGURO INVESTIDOR GLOBAL FUNDO AUTÓNOMO ESTRATÉGIA AGRESSIVA AÇÕES Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO INVESTIDOR GLOBAL FUNDO AUTÓNOMO

Leia mais

BPI MONETÁRIO CURTO PRAZO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO

BPI MONETÁRIO CURTO PRAZO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO BPI MONETÁRIO CURTO PRAZO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO Demonstrações Financeiras em 31 de Dezembro de 2010 acompanhadas do Relatório de Auditoria BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 Activo Mais-

Leia mais

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO EMPRESA DE SEGUROS Barclays Investimento Fundo Autónomo: Rendimento Nome: CNP Barclays Vida y Pensiones, Compañia de Seguros, S.A. - Agência Geral em Portugal; Endereço da Sede Social: Plaza de Cólon,

Leia mais

EUROVIDA PPR (Proposta de Seguro)

EUROVIDA PPR (Proposta de Seguro) Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A. Sede Social: 1099-090 Lisboa Portugal CRCL / Pes. Col. 504 917 692 Capital Social 7.500.000 Euro 02.01.2013 (Proposta de Seguro) Proposta: Apólice: Cliente:

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO LEVE PPR

PROPOSTA DE SEGURO LEVE PPR PROPOSTA DE SEGURO LEVE PPR Código Mediador Agência Mediador Entidade Cobradora 1. Tomador do Seguro / Pessoa Segura Nº Cliente (*) (*) Se é Cliente Império Bonança, preencha este campo Morada Código Postal

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO MAPFRE GARANTIA 011 FI

PROSPECTO SIMPLIFICADO MAPFRE GARANTIA 011 FI PROSPECTO SIMPLIFICADO MAPFRE GARANTIA 011 FI Contrato de Seguro Ligado a Fundos de Investimento Produto Financeiro Complexo - Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Período de Comercialização 26-10-2010

Leia mais

(a) Data de autorização do Organismo de Investimento Colectivo no Estado-Membro de Origem e data de início da comercialização em Portugal:

(a) Data de autorização do Organismo de Investimento Colectivo no Estado-Membro de Origem e data de início da comercialização em Portugal: CONDIÇÕES PARTICULARES DO DISTRIBUIDOR referente à comercialização em Portugal, pelo Deutsche Bank AG - Sucursal em Portugal de acções da PIONEER FUNDS (a) Data de autorização do Organismo de Investimento

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO Capital Garantido Brasil 2015 Notes ( Brasil 2015 Notes ) a emitir pelo Espirito Santo Investment p.l.c. ao abrigo do seu 2,500,000,000 Euro Medium Term

Leia mais

TAXA GARANTIDA 1ª SÉRIE

TAXA GARANTIDA 1ª SÉRIE Prospecto Informativo TAXA GARANTIDA 1ª SÉRIE ICAE NÃO NORMALIZADO Os elementos constantes deste prospecto informativo reportam-se a 31 de Dezembro de 2009 (actualização dos ns.8, 9 e 10 da Parte III)

Leia mais

Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros

Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros Data início de comercialização: 2007/05 por tempo indeterminado Empresa de Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros Popular, com sede social na - 1099-090

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO. BES PORTUGAL DEZEMBRO 2011-2014 NOTES Credit Linked Notes

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO. BES PORTUGAL DEZEMBRO 2011-2014 NOTES Credit Linked Notes Advertências ao investidor: PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO BES PORTUGAL DEZEMBRO 2011-2014 NOTES Credit Linked Notes Risco de perda total ou parcial do capital investido em caso de Evento

Leia mais

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Diploma Decreto-Lei n.º 62/2005 11/03 Estado: Vigente Legislação Resumo: Transpõe para a ordem jurídica interna a Directiva n.º 2003/48/CE, do Conselho, de 3 de Junho, relativa à tributação dos rendimentos

Leia mais

Depósito Indexado, denominado em Euros, pelo prazo de 6 meses (184 dias), não mobilizável antecipadamente.

Depósito Indexado, denominado em Euros, pelo prazo de 6 meses (184 dias), não mobilizável antecipadamente. Designação Classificação Depósito Indexado EUR/USD No Touch II Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Depósito Indexado, denominado em Euros, pelo prazo de 6 meses (184 dias), não mobilizável antecipadamente.

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Relatório de Gestão AS ALTA VISTA - Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Fundo de Investimento Imobiliário Fechado ES ALTA VISTA (CMVM nº 912) Relatório de Gestão Dezembro de 2008 ESAF Fundos de Investimento

Leia mais

Texto a manuscrever pelo cliente: Tomei conhecimento das advertências

Texto a manuscrever pelo cliente: Tomei conhecimento das advertências Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. FA FR0000290728 Groupama Seguros

Leia mais

Que tipos de seguro/operações são explorados no ramo vida? Os seguros e operações do ramo Vida são:

Que tipos de seguro/operações são explorados no ramo vida? Os seguros e operações do ramo Vida são: Que tipos de seguro/operações são explorados no ramo vida? Os seguros e operações do ramo Vida são: seguros de vida; seguros de nupcialidade/natalidade; seguros ligados a fundos de investimento (unit linked);

Leia mais

Implicações da alteração da Taxa de Juro nas Provisões Matemáticas do Seguro de Vida

Implicações da alteração da Taxa de Juro nas Provisões Matemáticas do Seguro de Vida Implicações da alteração da Taxa de Juro nas Provisões Matemáticas do Seguro de Vida 1. Algumas reflexões sobre solvência e solidez financeira Para podermos compreender o que se entende por solvência,

Leia mais

Ficha de produto GENERALI +POUPANÇA

Ficha de produto GENERALI +POUPANÇA Ficha de produto GENERALI +POUPANÇA generali.pt Para uso exclusivo do mediador. www.comparesegurosbyscal.pt 2 Ficha de Produto GENERALI +POUPANÇA GENERALI + POUPANÇA Produto É uma solução de capitalização

Leia mais

Crédito Habitação BPI - Ficha de Informação Geral

Crédito Habitação BPI - Ficha de Informação Geral Crédito Habitação BPI - Ficha de Informação Geral Mutuante Banco BPI, S.A. Sede: Rua Tenente Valadim, 284 4100-476 PORTO Sociedade Aberta, Capital Social 1.293.063.324,98, matriculada na CRCP sob o número

Leia mais

Avisos do Banco de Portugal. Aviso do Banco de Portugal nº 2/2010

Avisos do Banco de Portugal. Aviso do Banco de Portugal nº 2/2010 Avisos do Banco de Portugal Aviso do Banco de Portugal nº 2/2010 A Instrução nº 27/2003 consagrou no ordenamento jurídico nacional os procedimentos mais relevantes da Recomendação da Comissão nº 2001/193/CE,

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Beirafundo

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Beirafundo Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Beirafundo RELATÓRIO & CONTAS 2007 ÍNDICE ACTIVIDADE DO FUNDO 2 BALANÇO 4 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS 5 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS MONETÁRIOS 6 ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

SEGURO INVESTIDOR GLOBAL FUNDO AUTÓNOMO ESTRATÉGIA AGRESSIVA AÇÕES

SEGURO INVESTIDOR GLOBAL FUNDO AUTÓNOMO ESTRATÉGIA AGRESSIVA AÇÕES Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO INVESTIDOR GLOBAL FUNDO AUTÓNOMO

Leia mais

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 5.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO)

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013 8 ANOS 5.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO) Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2013

Leia mais

APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador do Seguro mencionado nas

Leia mais

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem.

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Advertências ao Investidor Os riscos do, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Risco de perda total ou parcial do capital investido

Leia mais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES 1. Para efeitos do presente contrato entende-se por: Seguradora: a Real Vida Seguros, S.A., que subscreve com o Tomador de Seguro o presente contrato; Tomador de Seguro: A entidade

Leia mais

PPR EMPRESAS Informações Pré-Contratuais

PPR EMPRESAS Informações Pré-Contratuais TIPO DE CLIENTE Empresas SEGMENTO-ALVO Este produto destina-se a empresas que pretendam oferecer aos seus colaboradores uma remuneração anual extra, com vantagens fiscais, reflectido num complemento de

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

M N F G e s t ã o d e A c t i v o s - S G F I M, S A

M N F G e s t ã o d e A c t i v o s - S G F I M, S A Prospecto Simplificado (Actualizado a 8 de Fevereiro de 2012) Fundo Especial de Aberto Strategic Diversified USD Fundo Especial de Aberto (Fundo autorizado pela CMVM em 8 de Fevereiro de 2011, sob o número

Leia mais

Ficha de Informação Geral

Ficha de Informação Geral Objectivo da Ficha de Informação Geral Oferecer aos Clientes informação de carácter geral sobre o crédito à habitação, o mais transparente, sistemático e rigorosamente possível, antes da formalização de

Leia mais

Ou seja, na data de maturidade, o valor garantido por unidade de participação será aquele que resulta da aplicação da seguinte fórmula:

Ou seja, na data de maturidade, o valor garantido por unidade de participação será aquele que resulta da aplicação da seguinte fórmula: 1.Tipo e Duração 2.Entidade Gestora 3.Consultores de Fundo de Capital Garantido Aberto, constituído em Portugal. A sua constituição foi autorizada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, em 12/

Leia mais

Através da sua rede de Balcões do Banco Espírito Santo, S.A.. Instituto de Seguros de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Através da sua rede de Balcões do Banco Espírito Santo, S.A.. Instituto de Seguros de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. Mod. Versão 91-60 Informação actualizada a: 19/04/2011 Designação Comercial: Operação de Capitalização T- 1ª Série (ICAE- Não Normalizado) Período de Comercialização: de17/12/2008 a 17/12/20 Empresa de

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 8/2015, Série I, de 13/01, Páginas 380-386.

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 8/2015, Série I, de 13/01, Páginas 380-386. Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de janeiro Estado: vigente. Resumo:

Leia mais

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2014 10 ANOS 2.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO)

SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2014 10 ANOS 2.ª SÉRIE (NÃO NORMALIZADO) Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. SEGURO MILLENNIUM TRIMESTRAL 2014

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES 3 ANOS TELECOMS PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES 3 ANOS TELECOMS PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES 3 ANOS TELECOMS PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: Remuneração não garantida Impossibilidade de reembolso antecipado por parte do Investidor Informação

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal

1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1 / 2 Condições de Utilização do Crédito Pessoal 1. O Crédito Pessoal é do tipo crédito clássico e só pode ser solicitado pela pessoa singular 1ª Titular de um Cartão emitido pela UNICRE que esteja em

Leia mais

- Prospecto Informativo -

- Prospecto Informativo - - Prospecto Informativo - Designação Classificação Depósito Indexado Depósito Valor Energia USD (doravante referido por o Depósito ).. Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Factores

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Índices Mundiais (Ser. 11/1)

Prospecto Informativo Invest Índices Mundiais (Ser. 11/1) Prospecto Informativo Invest Índices Mundiais (Ser. 11/1) Abril de 2011 Designação: Invest Índices Mundiais (Ser. 11/1). Classificação: Caracterização do Produto: Garantia de Capital: Garantia de Remuneração:

Leia mais

Nota informativa. Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo. Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro

Nota informativa. Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo. Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro Nota informativa Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo Decreto-Lei n.º 7/2015,

Leia mais

Protecção Vida 55-85. Coberturas Base

Protecção Vida 55-85. Coberturas Base PROTECÇÃO VIDA Protecção Vida 55-85 Coberturas Base 1/10 T E M P O R Á R I O A N U A L R EN O V Á V E L Ramo Vida - Grupo C O N D I Ç Õ E S G E R A I S 2/10 Artigo 1º - DEFINIÇÕES Artigo 2º - DISPOSIÇÕES

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las PFC Valorização PSI 20 Entidade Emitente:

Leia mais

CAIXAGEST SUPER PREMIUM

CAIXAGEST SUPER PREMIUM PROSPETO SIMPLIFICADO CAIXAGEST SUPER PREMIUM Fundo Especial de Investimento Aberto Referência: PTYMEKLE009_2020508 Última atualização: 8 de maio de 202 Constituído em Portugal em 4 de Agosto de 2008 TIPO

Leia mais

Publicado no Diário da República, I série, nº 221, de 17 de Dezembro AVISO N.º 11/2014 ASSUNTO: REQUISITOS ESPECÍFICOS PARA OPERAÇÕES DE CRÉDITO

Publicado no Diário da República, I série, nº 221, de 17 de Dezembro AVISO N.º 11/2014 ASSUNTO: REQUISITOS ESPECÍFICOS PARA OPERAÇÕES DE CRÉDITO Publicado no Diário da República, I série, nº 221, de 17 de Dezembro AVISO N.º 11/2014 ASSUNTO: REQUISITOS ESPECÍFICOS PARA OPERAÇÕES DE CRÉDITO Havendo necessidade de se rever a regulamentação relativa

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Imomar

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Imomar Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Imomar RELATÓRIO & CONTAS 2007 ÍNDICE ACTIVIDADE DO FUNDO 2 BALANÇO 4 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS 5 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS MONETÁRIOS 6 ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

RELATÓRIO & CONTAS Liquidação

RELATÓRIO & CONTAS Liquidação Fundo Especial de Investimento Aberto CAIXA FUNDO RENDIMENTO FIXO IV (em liquidação) RELATÓRIO & CONTAS Liquidação RELATÓRIO DE GESTÃO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RELATÓRIO DO AUDITOR EXTERNO CAIXAGEST Técnicas

Leia mais

Ficha do Produto Postal PPR Plus (1)

Ficha do Produto Postal PPR Plus (1) Público-alvo Clientes interessados em constituir, a médio-longo prazo, um capital para complemento de reforma. Âmbito Seguro de Vida, do tipo capitalização. Entidade Gestora Companhia de Seguros: MAPFRE

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

MultiGlobal Invest PROSPECTO SIMPLIFICADO ICAE INSTRUMENTO DE CAPTAÇÃO DE AFORRO ESTRUTURADO

MultiGlobal Invest PROSPECTO SIMPLIFICADO ICAE INSTRUMENTO DE CAPTAÇÃO DE AFORRO ESTRUTURADO CAPITAL SOCIAL 9,000,000 - CONTRIBUINTE 502 105 070 - CONS. REG. COM. LISBOA 2ª SECÇÃO LIVRO C1 MATRÍCULA 196 MultiGlobal Invest PROSPECTO SIMPLIFICADO ICAE INSTRUMENTO DE CAPTAÇÃO DE AFORRO ESTRUTURADO

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA Referência: 400001_EUR_20160701_001 CONTA EXTRACTO Designação Condições de acesso Modalidade Meios de movimentação Moeda Montante Taxa de remuneração Conta Extracto Clientes pessoas singulares, pessoas

Leia mais

PARVEST China Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990

PARVEST China Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990 PARVEST China Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990 PROSPECTO SIMPLIFICADO FEVEREIRO DE 2006 Este prospecto

Leia mais

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar... 03 Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões Artigo 1.º - Definições... 03 Artigo 2.º - Objecto do contrato...

Leia mais

OBRIGAÇÕES DE CAIXA FNB Remuneração Garantida 2006 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Prospecto Informativo da Emissão

OBRIGAÇÕES DE CAIXA FNB Remuneração Garantida 2006 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Prospecto Informativo da Emissão 1 / 5 OBRIGAÇÕES DE CAIXA FNB Remuneração Garantida 2006 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Prospecto Informativo da Emissão As obrigações de caixa FNB Remuneração Garantida 2006 são um Instrumento

Leia mais

Não existe garantia de capital nem rendimento.

Não existe garantia de capital nem rendimento. 91-67 Informação actualizada a: 01/04/2012 Designação Comercial: Operação de Capitalização Série Nº 67 (I.C.A.E - Não normalizado) Data início de Comercialização: 07/05/2009 Empresa de Seguros Entidades

Leia mais

Condições Particulares de Distribuição Atrium Investimentos Sociedade Financeira de Corretagem, S.A.

Condições Particulares de Distribuição Atrium Investimentos Sociedade Financeira de Corretagem, S.A. Condições Particulares de Distribuição Atrium Investimentos Sociedade Financeira de Corretagem, S.A. I. Identificação do Distribuidor A Atrium Investimentos Sociedade Financeira de Corretagem, S.A. (doravante,

Leia mais

PRÉVOIR PPR NOVA VERSÃO INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS ANEXO À PROPOSTA PRÉVOIR PPR

PRÉVOIR PPR NOVA VERSÃO INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS ANEXO À PROPOSTA PRÉVOIR PPR Este documento apresenta-se como um resumo das Condições Gerais e Especiais do seguro Prévoir PPR e não dispensa a consulta integral das mesmas. SEGURADOR FINALIDADE SEGMENTO-ALVO CONDIÇÕES DE SUBSCRIÇÃO

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Conta Especial Emigrante Clientes Particulares, com idade superior a 18 anos, que sejam emigrantes portugueses, de acordo com legislação em vigor. A conta só pode ser co-titulada

Leia mais

Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI)

Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI) Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI) O presente documento fornece as informações fundamentais destinadas aos investidores sobre este Fundo. Não é material promocional. Estas informações

Leia mais

- Prospecto Informativo -

- Prospecto Informativo - - Prospecto Informativo - Designação Classificação Depósito Valor Crescimento Global USD (doravante referido por o Depósito ). Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de

Leia mais

REGULAMENTO PROVEDORIA DO CLIENTE CAPITULO I - PRINCIPIOS GERAIS

REGULAMENTO PROVEDORIA DO CLIENTE CAPITULO I - PRINCIPIOS GERAIS REGULAMENTO PROVEDORIA DO CLIENTE CAPITULO I - PRINCIPIOS GERAIS Artigo 1º - Objecto 1- O presente documento tem por objecto definir o estatuto do Provedor do Cliente das seguintes companhias de seguro:

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Referência: 403xxx_20140203

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Referência: 403xxx_20140203 Designação Classificação Caixa Ourinvest Down fevereiro 2015_PFC Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado O Caixa Ourinvest Down fevereiro 2015 é um depósito indexado não mobilizável antecipadamente,

Leia mais

Prospecto Informativo Depósito Dual Energia Europa BBVA

Prospecto Informativo Depósito Dual Energia Europa BBVA Prospecto Informativo Designação Classificação Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Remuneração Factores de risco Produto financeiro complexo Depósito Dual O é um depósito dual a 3

Leia mais

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE I CONDIÇÕES PRELIMINARES E ESSENCIAIS 1. DEFINIÇÕES 2. OBJETO E GARANTIAS DO CONTRATO 3. ÂMBITO TERRITORIAL 4. CAPITAL SEGURO 5. BENEFICIÁRIOS 6. PESSOA SEGURA 7. VIGÊNCIA DO CONTRATO. INÍCIO E DURAÇÃO

Leia mais

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE/REEMBOLSO

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE/REEMBOLSO I CONDIÇÕES PRELIMINARES E ESSENCIAIS 1. DEFINIÇÕES 2. OBJECTO E GARANTIAS DO CONTRATO 3. ÂMBITO TERRITORIAL 4. CAPITAL SEGURO 5. BENEFICIÁRIOS 6. PESSOA SEGURA 7. VIGÊNCIA DO CONTRATO. INÍCIO E DURAÇÃO

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Tecnologia (Ser. 12/1)

Prospecto Informativo Invest Tecnologia (Ser. 12/1) Prospecto Informativo Invest Tecnologia (Ser. 12/1) Fevereiro de 2012 Designação: Invest Tecnologia (Ser. 12/1). Classificação: Caracterização do Depósito: Garantia de Capital: Garantia de Remuneração:

Leia mais

Depósito Indexado Depósito Valor Energia Produto Financeiro Complexo

Depósito Indexado Depósito Valor Energia Produto Financeiro Complexo - Prospecto Informativo - Designação Classificação Depósito Valor Energia (doravante referido por o Depósito ). Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Remuneração Factores

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO

PROSPECTO SIMPLIFICADO Tipo e Duração Fundo Especial de Investimento (*) Aberto, constituido em Portugal. Iniciou a actividade em 18/04/2005, por tempo indeterminado. Entidade Gestora Consultores de Investimento Banco Depositário

Leia mais