INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO. Autor: Emerson Soares dos Santos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO. Autor: Emerson Soares dos Santos"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO Autor: Julho de 2010

2 Material para Exercícios Práticos APRENDENDO TerraView 3x tem graduação e mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Mato Grosso e atualmente é estudante de doutorado em Geografia Física na Universidade de São Paulo. Além deste material de TerraView 3x (INPE) já produziu também um Manual Prático de SPRING 4x (INPE) e um de ArcGIS 9x (ESRI). Já prestou consultoria em Geoprocessamento para a Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso e para a Secretaria de Estado de Saúde de mato Grosso. Tem mais de quinhentas horas de experiência como ministrante de Cursos de Aperfeiçoamento Profissional em Geoprocessamento, além de produção técnico científica sobre o assunto.

3 Índice Conteúdo Conhecendo o TerraView 3.x... 2 Criando Banco de Dados... 3 Importando Dados Espaciais... 4 Adicionando Vistas e Temas... 8 Modificando o Visual do Tema Trabalhando com vários Temas Editando Legendas Inserindo representação texto em um mapa Modificando o texto da representação Consulta por Atributo Importando Tabela de Pontos Consulta Espacial Ligação de Tabelas Criação de Buffers Gerando Relatórios de Dados Trabalhando com Colunas de Tabelas Coletando dados por posição geográfica Inserindo Gráficos ao Mapa Trabalhando com Imagens de Satélite MNT Modelo Numérico de Terreno Layouts para Impressão... 68

4 2 Conhecendo o TerraView 3.x Iniciar Programas TerraView 3.x TerraView 3.x Barra de Menus Barra de Ferramentas Árvore de Banco de Dados Tela de Visualização de Dados Espaciais Árvore de Vistas e Temas Área de Tabela de Dados (Grade) A janela do software TerraView 3.x tem a aparência acima. É composto por Barra de Menus, Barra de Ferramentas, Árvore de Banco de Dados, Árvore de Vista e Temas, Tela de Visualização de Dados Espaciais e a Grade para visualização de dados tabulares. Barra de Menus São encontradas muitas funções de configuração da janela do programa, assim como de Análise de Dados e Plugins adicionais. Nem todos os comandos do programa podem ser encontrados na barra de menus: uma peculiaridade do TerraView é ele apresentar vários de seus comandos quando se clica com o botão direito do mouse sobre alguma área da janela. Barra de Ferramentas São encontradas as funções para criar Banco de Dados, Adicionar Vistas e Temas, Importar Dados, desenhar, aplicar zoom, selecionar, arrastar o mapa. Árvore de Banco de Dados Nesta área está exposto o nome do Banco de Dados aberto e os Planos de Informação Espaciais contidos nele. Podem ser abertos vários bancos de dados ao mesmo tempo. Árvore de Vista e Temas Nesta seção controla se qual o dado quer ser visualizado. Tratamos Vista como um espaço para a sobreposição dos diferentes Planos de Informação contidos no Banco de Dados. No TerraView, os Temas são espelhos dos Planos de Informação. É possível visualizar de várias formas um Plano de Informação. Para isso basta que se acrescente quantas vezes quiser o Plano de Informação na forma de Tema na Vista desejada. Tela de Visualização de Dados Espaciais Como o próprio nome propõe, nesta área é possível visualizar os Plano de Informação adicionado na forma de Tema em uma Vista. Só é possível visualizar dados de uma Vista por vez. Grade para visualização de dados tabulares Os Planos de Informação de formato vetorial contém dados tabulares. Estes dados podem ser visualizados nesta seção.

5 3 Criando Banco de Dados Antes de iniciar a inserir dados, é necessário que seja criado um Banco de Dados. O Bando de Dados do TerraVies pode ser gerenciado por um entre vários gerenciadores de banco de dados. O mais comumente utilizado é o MS Access. Não é necessário conhecer o MS Access para utilizar o TerraView. Arquivo Banco de Dados, ou botão 1 Clicar em criar 2 Em tipo de Banco de Dados, escolha Access. 3 Clicar no Botão Diretório Deixe a pasta Curso_TerraView selecionado. Isso quer dizer que o Banco de Dados a ser criado estará dentro desta pasta. Pressione o Botão OK. 4 Em Nome de Bando de Dados digite a palavra SaoPaulo (importante não ter acento) 5 Botão Executar

6 4 Foi criado um Banco de Dados com o nome SaoPaulo, ainda sem conteúdo algum. A Árvore de Banco de Dados ficou assim. Importando Dados Espaciais Agora vamos importar o primeiro Plano de Informação para o Banco de Dados criado. Plano de Informação contém um conjunto de objetos com componentes espaciais e atributos descritivos. As componentes espaciais, ou geográficas, desses objetos são representadas por geometrias como linhas, polígonos ou pontos. Os objetos de um Plano de Informação no TerraView podem possuir mais de uma representação (Temas). Arquivo Importar dados, ou botão (Estes comando servem para importar dados vetoriais somente). 1 Botão Arquivo (para procurar o arquivo de importação

7 5 2 Acessar C:\Curso_TerraView\Vetoriais 3 Escolher Limite_Estado.shp 4 Botão Abrir

8 6 5 Botão Projeção Surgirá a Janela Abaixo 6 Escolher como Projeção: LambertConformal 7 Datum: SAD69 Longitude de Origem: 48.5 Latitude de origem: 0 Paralelo Padrão 1: Paralelo Padrão 2: Botão OK Voltará à janela de Importar. Definiremos o nome do Plano de Informação.

9 7 9 Nome: Limite_Estado 10 Ligação...: Automático 11 Botão OK 12 Botão Sim (A entidade geométrica precisa ter um conector com a tabela de dados. É isso que é feito neste momento) Será perguntado se deseja visualizar. Clique Não

10 8 Adicionando Vistas e Temas Vista serve para definir quais as informações dos diferentes Planos devem ser visualizados ou manipulados juntos Temas contêm informações sobre o visual gráfico dos dados geométricos. Essa representação das características da geometria no contexto do TerraView é simplesmente visual. Agora vamos criar uma Vista para podermos visualizar o Plano de Informação na forma de Tema. Botão Adicionar Vista. Na caixa que se abre, coloque o Nome da Vista: Estado de São Paulo. A Árvore de Vistas ficou assim: É dentro da vista que adicionamos os Planos de Informação. Ao ser adicionado em Vista, o Plano de Informação passa a ser chamado de Tema. Botão Adicionar Tema. Na janela que se abre, devemos selecionar o Plano de Informação que será adicionado com Tema em uma Vista a ser escolhida.

11 9 Escolher o Plano de Informação Escolher a Vista Nome do Tema: Limites do Estado Botão OK Ao lado da Vista chamada Estado de São Paulo, apareceu o sinal de +. Isso quer dizer que existem informações que podem ser visualizadas na Tela dentro da Vista. Clique no + Apesar de o Tema Limites do Estado estar marcado para Visualização, o mapa ainda não aparece na Tela. Clique encima do Tema e depois no botão desenhar.

12 10 O desenho apareceu na Tela. Sempre aparecerá na cor vermelha, e então poderá ser mudada a cor de sua preferência. Na Tela de Visualização apareceu também a escala gráfica. Como definimos que o tipo de projeção do arquivo é LatLong, a escala é apresentada em graus decimais. Mudaremos isso depois. Repare que à medida que o mouse se movimenta, aparecem as coordenadas Geográficas do local onde o mouse se encontra, na parte inferior esquerda da janela do programa. Observe também que apareceu uma tabela, que neste caso tem apenas uma linha e três colunas, já que se trata de um Plano de Informação com somente um polígono dos limites do Estado.

13 11 Modificando o Visual do Tema Mudando a cor do Tema. Para modificar a cor de um tema, é necessário proceder da seguinte forma. 1 Clique com o botão direito do mouse sobre o Tema que se deseja modificar a cor (Neste caso, Limites do Estado). Aparecerá este Menu. Escolha Visual depois Default Para mudar a cor interna do Polígono Para mudar a cor da borda do Polígono Como ficará na Tela de Visualização. Se quiser hachura Colocar Transparência Estilo da linha da borda

14 12 Primeiro vamos selecionar a cor da parte interna do polígono. Clique no Botão Cor na seção do Visual da Área do Polígono. Na Janela de cores, escolha uma cor. Clique em OK Agora mudaremos a cor da borda do polígono. Clique no Botão Cor na seção do Visual do Contorno do Polígono. Na Janela de cores, escolha uma cor. Clique em OK Na janela Visual Default, clique em OK. Mudou de cor? Ótimo. Onde está a escala gráfica na sua Tela de Visualização? Vamos mudar de lugar, posicioná la num lugar mais apropriado. Para isso clique no Botão de Edição de Tema. Depois que você clicar, ele ficará assim. Para mudar a escala, passe o mouse sobre ela, então o mouse ficará assim, no formato de uma mão. Pode se então arrastá la para qualquer parte da Tela. Vamos posicioná la na canto inferior direito da Tela. Vamos mudar a unidade da escala gráfica também (no momento está Graus Decimais). Clique com o botão direito do mouse sobre a Tela (qualquer parte do mapa), e no menu que se abre, vá até Unidade da Escala Gráfica e Selecione Quilômetros

15 13 O mapa ficará como abaixo. Clique novamente no Botão de Edição do Tema, para pararmos a Edição. (ficará assim.

16 14 Trabalhando com vários Temas Até agora adicionamos um Tema, que tem apenas um polígono. Agora vamos importar arquivos como Planos de Informação, e posteriormente adicioná los como Temas à Vista. Vamos adicionar Planos de Informação (PI) ao Banco de Dados aberto (SaoPaulo). Deve ser importado um arquivo por vez. A cada PI que for importado, será perguntado se você deseja visualizar os dados. Responda sempre Não Não esquecer de definir a Projeção Cartográfica e o Datum de cada um dos PIs no momento da importação. Todos os arquivos estão na pasta Vetoriais (C:\Curso_TerraView\Vetoriais). Botão e seguir os passos de importação. Segue: Arquivo Original Nome do Plano de Informação Municipios.shp Municipios LambertConformal SAD69 Rodovias.shp Rodovias LambertConformal SAD69 MesoRegioes.shp Microrregioes LambertConformal SAD69 MicroRegioes.shp Mesorregioes LambertConformal SAD69 Projeção Datum Parâmetros Longitude de Origem: 48.5 Latitude de Origem: 0 Paralelo Padrão 1: Paralelo Padrão 2: Longitude de Origem: 48.5 Latitude de Origem: 0 Paralelo Padrão 1: Paralelo Padrão 2: Longitude de Origem: 48.5 Latitude de Origem: 0 Paralelo Padrão 1: Paralelo Padrão 2: Longitude de Origem: 48.5 Latitude de Origem: 0 Paralelo Padrão 1: Paralelo Padrão 2: Depois de importar todos os arquivos listados acima, sua Árvore de Banco de Dados ficou assim: Depois de importados os dados, podemos visualizá los na Tela. Para isso, adicionaremos Temas à Vista existente.

17 15 Botão Na janela que se abre, escolha o Plano de Informação Municipios. Na Vista, escolha Estado de São Paulo. Plano de Informação: Municipios Vista: Estado de São Paulo Deixar marcado Selecionar Todos os Objetos Nome do Tema: Municípios Botão OK A Árvore de Vistas ficou assim: Repare que o Tema Municípios está logo abaixo do Tema Limite do Estado. Isso quer dizer que o Polígono do Limite do Estado está sobreposto ao Tema Municípios. Vamos mudar essa posição. Para isso basta arrastar o Tema Municípios para uma posição acima do Limite do Estado. Faça isso. Clique e arraste Depois de arrastar e soltar, clique sobre o Tema Municípios até selecioná lo. Veja abaixo:

18 16 Observe que na Grade da Tabela de dados, apareceram os dados sobre os municípios. Para ver os dados espaciais, clique em desenhar Apareceu então o mapa do Estado de São Paulo com todos os municípios e sua tabela de atributos. Para saber sobre o atributo de qualquer município, basta clicar sobre a área desejada. O atributo correspondente será selecionado na Tabela de Dados. Para desmarcar o município selecionado basta clicar sobre o mesmo novamente. Se você der dois cliques aparecerá uma mensagem; não se preocupe: clique em Ok e continue o trabalho normalmente. Agora mude a cor dos municípios para amarelo claro. Adicione também o Plano de Informação Rodovias à Vista Estado de São Paulo. Depois mude a cor do Tema Rodovia para Vermelho, com borda Largura 2 Ficará como abaixo

19 17

20 18 Editando Legendas Explorando a tabela de dados, vemos que existe um campo chamado POP_TOTAL. Neste campo contém dados referentes à estimativa da população municipal no ano de 2006 (TabNET Agora vamos colorir nosso mapa de acordo com a população de cada município. Criaremos um mapa temático da população; estratificando em faixas de população. Para isso, clique com o botão direito sobre o Tema Municípios e clique em Editar Legenda Para criar legenda precisamos conhecer os dados e a forma como queremos organizá los e mostrá los. Existem as seguintes formas de agrupamentos de dados no TerraView: Passos iguais: o máximo intervalo de valores existentes (valor mínimo, valor máximo) é divido em n intervalos de tamanhos iguais, onde cada intervalo está associado à um grupo; Quantil: o intervalo associado a cada grupo é calculado de forma que o número de objetos em cada grupo seja aproximadamente o mesmo; Desvio padrão: os intervalos associados a cada grupo são calculados em incrementos e decrementos de 1, 0.5 ou 0.25 desvios padrão a partir da média dos dados presentes. Além disso, neste modo, o número de grupos não é definido pelo usuário. Isso depende dos valores dos objetos; Valor único: cada valor diferente de atributo é associado a um novo grupo. Os tipos de agrupamento Passos iguais, Quantil e Desvio padrão só podem ser aplicados a atributos numéricos. O agrupamento por Valor Único pode ser aplicado também a atributos do tipo texto. Neste exemplo, escolha o modo Passos Iguais.

21 19 1 Modo: Passos Iguais 2 Atributo: POP_TOTAL 3 Precisão: 1 4 Fatias: 5 5 Aplicar 6 Carregar barra de Cores: Amarelo Laranja Vermelho 7 OK Os valores dos intervalos de classes são atribuídos automaticamente pelo programa. Às vezes isso é bom, mas na maioria das vezes precisamos definir manualmente os valores para os intervalos. O mapa ficará como abaixo Isso não parece fazer muito sentido. Então definiremos manualmente os valores que queremos utilizar.

22 Volte à janela de Edição de Legendas. (botão direito sobre o Tema Municípios e clique em Editar Legenda) Definiremos as classes conforme abaixo: 20

23 21 Até agora nós editamos os valores que serão assumidos para a Legenda. Neste momento vamos inserir a Legenda na Tela de Visualização. (botão direito sobre o Tema Municípios e clique em Visibilidade das Representações) 1 2 A legenda, por default aparece no canto superior esquerdo da Tela de Visualização. Neste caso, vamos posicioná la na parte inferior esquerda da tela. Para movimentar, é necessário clicar no Botão de Edição de Tema. Depois que você clicar, ele ficará assim. Para mudar de lugar, passe o mouse sobre a legenda, então o mouse ficará assim, no formato de uma mão. Pode se então arrastá la para qualquer parte da Tela. Vamos posicioná la na canto inferior esquerdo da Tela. Ficará como abaixo:

24 22 O nome da legenda que aparece na legenda é o mesmo que aparece na Árvore de Vistas/Temas. Vamos mudar o item que aparece na legenda do mapa. Clicar com o botão direito do mouse sobre o símbolo amarelo que existe no Tema Municípios. No Menu que se abre, escolha Definir Alias. 1 Botão direito 2 Definir Alias 3 Escrever o nome que deseja 4 Pressione Enter Clique em desenhar e conseguirá visualizar a diferença. Você pode fazer mudanças no visual da Legenda (cores ou nomes), clicando com o botão direito sobre a legenda e escolhendo o que deseja fazer. Vamos inserir também os limites das Mesorregiões do Estado de São Paulo. Adicione o Plano de Informação Mesorregiões como um Tema à Vista Estado de São Paulo. Coloque o Tema Mesorregiões como o primeiro da lista de Temas. Depois modifique o visual, colocando Estilo Transparente, cor de linha Preto com largura tamanho 2. (como fazer? veja página 11)

25 Inserindo representação texto em um mapa. Pode ser que em um mapa seja necessário visualizar alguns atributos de forma textual. Em nosso exemplo, vamos adicionar os nomes das Mesorregiões ao mapa. Clique com o botão direito sobre o Tema Mesorregiões. Abre se um menu, escolha Representação Texto Abrirá uma janela, como abaixo 1 Escolher o atributo da tabela que quer que apareça no mapa 23 2 Clicar 3 Será criada uma nova tabela (internamente): dar nome 4 Executar Apareceram os nomes das Mesorregiões no mapa Você pode mudar os nomes de posição. Basta clicar no botão de Edição e posicionar onde quiser.

26 24 Modificando o texto da representação. Se quisermos modificar o visual do texto, como tipo de letra, ou o seu tamanho, ou mesmo a cor, ainda com o botão de Edição de Tema Ativado (deverá estar assim ), é só selecionar o texto que quiser modificar. Para isso, clique próximo do texto, arraste o mouse formando uma área envolta do texto. O texto ficará selecionado. Então clique com o botão direito sobre o texto selecionado. Só clique com o botão direito depois que o ponteiro do mouse se transformar em uma mão. Abre se um Menu (abaixo) Clicar em Visual do Texto. Abrirá uma janela, onde se pode escolher a fonte preferida. Se você quiser modificar a fonte de todos os textos, neste caso, os nomes de todas as mesorregiões, é só selecionar todos os textos, arrastando o mouse sobre a área de desenho. Em seguida os procedimentos são os mesmos. Botão direito quando tiver a mão... Se não quiser que aparecera mais os nomes, o procedimento é o seguinte. Botão direito sobre o nome do Tema Mesorregiões. No Menu escolher Visibilidade das Representações.

27 25 Abrirá a janela abaixo: 1 Desmarcar a caixa de opção Textos 2 Executar Se quiser que apareça novamente, é só abrir a janela novamente e marcar a caixa Textos e depois Executar.

28 26 Consulta por Atributo A possibilidade de visualizar instantaneamente em um mapa somente os objetos geográficos que tem um atributo em comum, é uma das grandes potencialidades de um Sistema de Informação Geográfica. Por exemplo; queremos visualizar somente os municípios que tem mais que 500 mil habitantes. Para fazer isso, vamos criar uma nova Vista, onde adicionaremos o Plano de Informação Municipios como um Tema. Crie uma nova Vista e dê o nome de Consultas Na Vista Consultas (clique sobre esta Vista), adicione o Plano de Informação Municipios como um Tema. De o nome de Municípios. A Árvore de Vistas/Temas deverá estar assim: Clique no botão desenhar Desenhou o mapa com os municípios de São Paulo, na cor vermelha (a cor default). Mude o visual do tema para uma cor Azul Claro. Obs.: para fazer uma consulta, não é necessário criar uma nova vista com novos temas. Fazemos desta forma neste momento para que não façamos confusão entre os Temas existentes, uma vez que estamos nos familiarizando com o software ainda.

29 27 Agora sim, faremos a consulta. Olhando a tabela de dados, vemos que existe uma coluna POP_TOTAL. Nesta coluna está contida a população no ano de 2006, para cada município do estado. A lógica é a seguinte: Quero que selecione todos os registros que na coluna POP_TOTAL tiverem valores maiores ou iguais a (500 mil). Não se esqueça que estamos trabalhando com a Vista chamada Consultas. Para não confundirmos, clique no sinal de menos ( ) ao lado da Vista Estado de São Paulo, para recolher os Temas existentes. Ficará assim. Clique com o botão direito do mouse sobre o Tema Municípios. No menu, escolha Consulta por Atributos. Abrirá esta janela Escolha o atributo POP_TOTAL Digitar o valor: Botão Nova Consulta

30 28 A consulta está feita. Para visualizar, feche a janela de consulta por atributo. Veja que alguns municípios foram selecionados, e seus atributos promovidos para as primeiras linhas da tabela de registros. Os municípios selecionados têm a mesma cor das linhas correspondentes na tabela. Agora, vamos selecionar todos os municípios com área maior ou igual a 1500 km2 (Mil e quinhentos quilômetros quadrados). Abra a janela de consulta por atributos (esqueceu? Veja página anterior). Na janela de consultas, você deve apagar o texto que aparece. Então faça a consulta. 1 Atributo: AREA_KM2 2 Operador >= 3 Digitar o valor: Botão Nova Consulta Ficou assim?

31 Agora vamos complicar um pouco mais. Selecionaremos os municípios com mais ou 200 mil habitantes que tiverem área igual ou menor que 1000 km2 (mil quilômetros quadrados). Neste caso utilizaremos o OPERADOR AND. Utilizando o operador AND a consulta atende a duas ou mais condições simultaneamente, de forma exclusiva. 29 Resultado abaixo ***** Para limpar uma consulta, clique com o botão direito sobre o Tema Consultado, vá em Remover Cores Objetos Consultados.

32 Porém, se quisermos selecionarmos os municípios que tenha população maior ou igual a 200 mil e os municípios com área menor ou igual a 1000 km2, utilizamos o OPERADOR OR. O operador OR não atua de forma exclusiva. 30 Veja o resultado. Limpe a Consulta.

33 31 E se quiser saber um determinado município? Será que é necessário procurar na tabela de dados para selecioná lo? Não. Basta seguir estes procedimentos. Supomos que queiramos saber onde está o município chamado Getulina. 1 Abra a janela de Consulta por Atributos 2 Atributo: NOME_MUNIC 3 Operador = 4 Marque a opção Valores do Atributo 5 Procure na caixa de combinação o nome do município: Getulina. 6 Botão Nova Consulta 7 Fechar Janela

34 32 Você também pode selecionar todos os municípios cujos nomes comecem com a letra A. 1 Abra a janela de Consulta por Atributos 2 Atributo: NOME_MUNIC 3 Operador LIKE 4 Digite a letra desejada, seguida do caractere % (entre apóstrofos) A%. 5 Botão Nova Consulta 6 Fechar Janela Abaixo, selecionados somente os municípios desejados.

35 Importando Tabela de Pontos Você foi fazer um trabalho de campo, e capturou com seu GPS as coordenadas geográficas dos seus pontos amostrais. É possível visualizar estes pontos no TerraView. O TerraView não oferece suporte para importação direta de seus pontos do GPS para o programa. É necessário que se organize uma tabela, pode ser no Excel, e posteriormente deve ser exportada num formato compatível com o TerraView: *.dbf (database format), *.csv (comma separated values), *.txt (texto com tabulação). A tabela deve conter uma coluna com as coordenadas X (Longitude), outra coluna com as coordenadas Y (Latitude), e outras colunas que são os atributos do seu ponto amostral. No nosso exemplo, utilizaremos uma tabela de dados organizada em Excel, exportada no formato *.csv. Trata se de uma tabela das sedes dos municípios paulistas. Contém as coordenadas das sedes em Graus Decimais (LATITUDE e LONGITUDE), o código IBGE (GEOCODIGO), o nome do município (Municipio), e a população (Total, de Mulheres e de Homens). 33 Vamos importar estes dados para o nosso Banco de Dados Geográfico. Arquivo Importar Tabela de Pontos

36 34 Guia Informaçãoes do layer Botão Arquivo Na janela abaixo, procure o local do o arquivo. C:\Curso_TerraView\Tabelas Escolha Arquivos do tipo ASCII

37 35 Clique sobre Sedes_Municipais.csv Botão Abrir Neste caso, o separador é ponto e vírgula Verificar o nome e o tipo das colunas! OK Clique na Guia Informações dos dados.

38 36 Vamos definir qual o tipo de dado que tem em cada coluna. Clique sobre o título da coluna LATITUDE. Esta coluna contém valores numéricos com casas decimais. Então o definiremos como Real (Ele apareceu como Texto). Em cada coluna deve se clicar em Aplicar Definiremos assim: Coluna Tipo LATITUDE Real LONGITUDE Real GEOCODIGO Texto Municipio Texto Pop_Total Inteiro Pop_Mulher Inteiro Pop_Homem Inteiro Você não se esqueceu de Aplicar em cada mudança que fizer para cada uma das colunas Volte para a Guia Informações do layer

39 37 Precisamos informar o tipo de Projeção e Datum utilizados. Botão Projeção Na janela que se abre (ela já lhe é familiar) defina: Projeção: LatLong Datum: SAD69 Agora vamos definir qual coluna contém as coordenadas X e Y. Não desejamos visualizar agora. Vamos adicionar o Plano de Informação como um Tema posteriormente.

40 38 Repare que na Árvore de Banco de Dados apareceu o Plano de Informação Sedes_Municipais Adicione o Plano de Informação Sedes_Municipais como um Tema à Vista Consulta. Dê o nome de Sedes Municipais. Depois de adicionar, arraste o Tema Sedes Municipais para a parte superior da Vista Consulta. Clique sobre ele até ele ficar selecionado. Como abaixo: Clique em desenhar para ver os pontos referentes às sedes municipais. Mude o visual dos pontos. Círculos Pretos tamanho 5

41 39 Consulta Espacial Na consulta espacial, podemos selecionar objetos em função de sua localização geográfica. Por exemplo: selecionar todos os municípios cortados pela Rodovia BR 116. Para fazer isso, adicione o Plano de Informação Rodovias à vista Consultas como um Tema. Dê o nome de Malha Viária. Mude o visual default da Malha Viária para cor Laranja, largura tamanho 2, Estilo Linha Sólida. Arraste o Tema Malha Viária para ficar sobre Sedes Municipais e Municípios. Selecione o Tema Malha Viária Nós queremos destacar os municípios que são cortados pela BR 116. Então, selecionamos primeiro a BR 116. Essa consulta deve ser por Atributos. Repare que na tabela da Malha Viária, existe uma coluna (NM_SIGLA) que têm a identificação de cada trecho.

42 40 Selecione, através de Consulta por Atributo, a BR 116. A Rodovia BR 116 ficou selecionada? Provavelmente na cor Amarela. Vamos mudar esta cor. Clique com o botão direito sobre o nome do Tema Malha Viária Visual Consultas

43 41 Clique em Desenhar. Agora, faremos a Consulta Espacial. Botão direito sobre o nome do Tema Malha Viária. Abre se a janela de Consulta Espacial

44 42 Marque a opção Tema Visível Escolha o Tema Municípios Deixe marcado somente a opção Consultados Nas Relações Topológicas, marque Sobrepõe Clique em Nova Consulta Feche a janela O mapa deve ter ficado assim: Limpe a Consulta (Remover Cores dos objetos Consultados do Tema Municípios) Importe o Arquivo Bacias.shp para o Banco SaoPaulo.

45 43 Botão. Buscar o Arquivo C:\Curso_TerraView\Vetoriais\Bacias.shp Projeção Projeção: LambertConformal Datum: SAD69 Longitude de Origem: 48.5 Latitude de origem: 0 Paralelo Padrão 1: Paralelo Padrão 2: Dê o nome de Bacias Não visualizar os dados depois da importação. Adicione o Plano de Informação como um Tema na Vista Consultas. Dê o nome de: Bacias. Mude o visual default do Tema Bacias para Cor Verde, com transparência de 60%. Linha cor Cinza, Tamanho 2, Estilo Linha Tracejada. Posicione o Tema Bacias acima de todos os outros temas da Vista Consultas. Desmarque a caixa Malha Viária Clique em Desenhar

46 44 Observe que na tabela das Bacias, existe uma coluna chamada Bacia, com o nome da respectiva Bacia Hidrográfica. Queremos saber quais as Sedes Municipais que estão dentro da Bacia do Rio Tietê. Etapas: 1 Consulte por atributo a Bacia Rio Tietê no Tema Bacias Os polígonos correspondentes a Bacia Rio Tietê estarão selecionado. Para selecionar as sedes municipais que estão dentro da área selecionada, siga os procedimentos. Botão direito sobre Bacias

47 45 Feche a janela de Consulta Espacial Vamos criar um Tema que tem apenas os pontos selecionados.

48 46 Botão direito sobre o nome do Tema Sedes Municipais. Abrirá a janela de Criação de Tema a Partir de Tema Dar o nome do Novo Tema: Sedes na Bacia do Tietê Selecionar Consultados Clicar em Executar Veja que o Tema Sedes Municipais foi desmarcado e surgiu na Árvore de Vistas/Temas o novo Tema.

49 Ligação de Tabelas Temos uma tabela externa, com dados sobre o PIB de cada município do estado. É possível importar esta tabela e conectá la ao Tema Visível e mapear os dados presentes nesta tabela externa. Para haver essa conexão é necessário que haja na tabela externa um atributo comum na tabela do Plano de Informação. No nosso caso, o atributo comum está na coluna GEOCODIGO. 47 No Banco de Dados SãoPaulo, crie uma Vista com o nome de Análise de PIB. Adicione à essa nova Vista, o Plano de Informação Municipios como um Tema Municípios.. Dê o nome de Recolhas as outras Vistas e mude o Visual default do Tema Municípios da Vista Análise de PIB. Importando a Tabela de dados Arquivo Importar Tabela

50 48 Escolher o Arquivo. Na janela Abrir Fonte da Tabela, em Arquivos do Tipo escolha Arquivos ASCII C:\Curso_TerraView\Tabelas.

51 49 Deverá definir quais os tipos de dados tem em cada coluna. As colunas GEOCODIGO, Municipio, R_Metro não precisa definir, já que elas são do tipo texto, que já vem definido por default. Mas as colunas Agro, Ind, Serv, Adm_Pub, Impostos, PIB devem ser definidos como tipo Real. Não se deve esquecer que a cada definição de cada coluna, deve se clicar em Aplicar. Clique na Guia Informações do layer No Campo Nome, verifique se está PIB_SP. Clique em Executar

52 50 Agora vamos conectar esta tabela importada ao Tema visível. Clique com o botão direito sobre o nome do Tema Municípios na Vista Análise de PIB. A janela de Ligação de Tabela Externa se abre. 1 Clique sobre o GEOCODIGO, mantenha pressionado e 2 Arraste até o GEOCODIGO_M Para Ligar a tabela externa à tabela do Tema Visível, deve se arrastar as coluna da Tabela Externa que tem os valores comuns à Tabela do Tema. A tabela de dados da Grade inferior está com todos os valores das duas tabelas.

53 51 Criação de Buffers Buffers são áreas criadas à partir de um ponto de referência até uma determinada distância; também chamada de Zonas Tampão, é uma importante técnica para se delimitar áreas de influência. Selecione a Vista Consultas Deixe marcado somente a Malha Viária e os Municípios. Vamos criar um Plano de Informação que delimite uma área de 50 km à partir da BR 116, de um lado e outro. Selecione a BR 116 ** Consulta por Atributos... Agora vamos criara o Buffer

54 52 com o botão direito sobre o nome da Vista Consultas Operações Geográficas Criação de Buffers Tema de Entrada: Malha Viária Consultados Número de objetos:(79) (automático) Distância: (50 mil metros) Nome do Plano de Saída: Buffer_BR116_50km Executar

55 53 Apareceu somente o Buffer. Os outros Temas foram desmarcados. Marque Municípios e Malha Viária. Mude o visual do Buffer_BR116_50km para Estilo Transparente, com linha tamanho 2 de cor preta.

56 54 Gerando Relatórios de Dados Em nosso Tema Municípios ligado com a Tabela de PIB, temos colunas sobre o total acumulado em cada setor da economia municipal no montante do PIB. Supomos que queiramos saber como é o desempenho do Setor Agropecuário em cada Mesorregião do Estado. Observe que existe também uma coluna chamada NOME_MESO. Procure na tabela de dados a coluna Agro. Clique sobre o rótulo da Coluna para selecioná la, e depois com o botão direito e escolha a opção Estatística... Abre a Janela de Estatística: Escolha em Sumário por: NOME_MESO Você pode salvar estes dados como um arquivo de texto, clicando no Botão Salvar... (não faremos isso)

AULA 2 Planos, Vistas e Temas

AULA 2 Planos, Vistas e Temas 2.1 AULA 2 Planos, Vistas e Temas Essa aula apresenta os conceitos de Plano de Informação, Vista e Tema e suas manipulações no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado na AULA 1. Abra o

Leia mais

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas 3.1 AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas Neste capítulo serão apresentadas algumas ferramentas de análise de dados com representação vetorial disponíveis no TerraView. Para isso será usado o banco de

Leia mais

AULA 1 Iniciando o uso do TerraView

AULA 1 Iniciando o uso do TerraView 1.1 AULA 1 Iniciando o uso do TerraView Essa aula apresenta a interface principal do TerraView e sua utilização básica. Todos os arquivos de dados mencionados nesse documento são disponibilizados junto

Leia mais

AULA 2 Planos, Vistas e Temas

AULA 2 Planos, Vistas e Temas 2.1 AULA 2 Planos, Vistas e Temas Essa aula apresenta os conceitos de Plano de Informação, Vista e Tema e suas manipulações no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado na AULA 1. Abra o

Leia mais

Importação de arquivos Raster e Vetorial no Terraview

Importação de arquivos Raster e Vetorial no Terraview MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Executiva Diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView

AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView 1.1 AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView Essa aula apresenta o software TerraView apresentando sua interface e sua utilização básica. Todos os arquivos de dados mencionados neste documento bem como o executável

Leia mais

AULA 4 Manipulando Tabelas

AULA 4 Manipulando Tabelas 4.1 AULA 4 Manipulando Tabelas Nessa aula serão apresentadas algumas funcionalidades relativas a manipulação de tabelas de atributos no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado nas Aulas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS Laboratório de Ensino, Pesquisa e Projetos em Análise Espacial TUTORIAL DE SPRING Alexandro Medeiros

Leia mais

Composição de Layout no Terraview

Composição de Layout no Terraview MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Executiva Diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas 3.1 AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas Nesse capítulo serão apresentadas algumas ferramentas de análise de dados com representação vetorial disponíveis no TerraView. Para isso será usado o banco de

Leia mais

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada 5.1 AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens Nessa aula serão apresentadas algumas funcionalidades do TerraView relativas à manipulação de dados matriciais. Como dados matriciais são entendidas

Leia mais

Associação de dados cartográficos e alfanuméricos no TerraView

Associação de dados cartográficos e alfanuméricos no TerraView MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Executiva Diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

MANUAL BÁSICO PARA O USO DO TRACKMAKER. I Organizar os arquivos para uso, baixar e instalar o programa.

MANUAL BÁSICO PARA O USO DO TRACKMAKER. I Organizar os arquivos para uso, baixar e instalar o programa. MANUAL BÁSICO PARA O USO DO TRACKMAKER I Organizar os arquivos para uso, baixar e instalar o programa. 1. Entrar na site www.gpstm.com/downloads.php?lang=port, clique no Download da versão GPS TrackMaker

Leia mais

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada 5.1 AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens Nessa aula serão apresentadas algumas funcionalidades do TerraView relativas a manipulação de dados matriciais. Como dados matriciais são entendidas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS Laboratório de Ensino, Pesquisa e Projetos em Análise Espacial TUTORIAL DE SPRING Alexandro Medeiros

Leia mais

TerraView. O TerraView está estruturado da seguinte forma: - Modelo de dados

TerraView. O TerraView está estruturado da seguinte forma: - Modelo de dados TerraView O TerraView é um aplicativo desenvolvido pelo DPI/INPE e construído sobre a biblioteca de geoprocessamento TerraLib, tendo como principais objetivos: - Apresentar à comunidade um fácil visualizador

Leia mais

AULA 6 - Operações Espaciais

AULA 6 - Operações Espaciais 6.1 AULA 6 - Operações Espaciais Essa aula descreve as operações espaciais disponíveis no TerraView. Antes de iniciar sua descrição é necessário importar alguns dados que serão usados nos exemplos. Exercício:

Leia mais

4 - Layout de Mapas no QGIS 2.0

4 - Layout de Mapas no QGIS 2.0 UPE Campus III Petrolina 4 - Layout de Mapas no QGIS 2.0 GT-Paisagem Prof. Dr. Lucas Costa de Souza Cavalcanti 1 INTRODUÇÃO Este tutorial ensina como elaborar o layout de mapas no QGIS 2.0. O layout é

Leia mais

QGIS 2.4 Estatísticas de Grupo Somatório de Áreas

QGIS 2.4 Estatísticas de Grupo Somatório de Áreas QGIS 2.4 Estatísticas de Grupo Somatório de Áreas Jorge Santos 2014 Conteúdo Sumário Capítulo 1... 3 Introdução... 3 1.1 Demanda... 3 1.2 O Complemento Group Stats...3 1.3 Instalação do Complemento Group

Leia mais

Objetivo: desenvolver um Plano de Bacia Hidrográfica

Objetivo: desenvolver um Plano de Bacia Hidrográfica Tutorial de Aplicações do geoprocessamento em Sistema de Informação Geográfica livre Elaborado por: ¹Loide Angelini Sobrinha; ²Leandro Guimarães Bais Martins; ³João Luiz Boccia Brandão ¹ ²Engenheiro(a)

Leia mais

Tutorial Mapa-Temático

Tutorial Mapa-Temático Tutorial Mapa-Temático O objetivo deste tutorial é apresentar o passo-a-passo da produção de mapas temáticos, uma das diversas utilidades do TerraView (software livre de geoprocessamento que adotamos por

Leia mais

MiniCurso 4 horas Introdução ao SPRING

MiniCurso 4 horas Introdução ao SPRING MiniCurso 4 horas Introdução ao SPRING Dr. Carlos A Felgueiras (carlos@dpi.inpe.br) Gerente de Desenvolvimento do SPRING DPI - Divisão de Processamento de Imagens INPE Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Leia mais

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002)

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002) Tutorial do Sistema GeoOffice Todos os direitos reservados (1999-2002) Sistema GeoOffice Sistema Topográfico Solution Softwares Tutorial Passo a Passo Conteúdo I Tabela de Conteúdos Foreword 0 Parte I

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

Aula 3 - Registro de Imagem

Aula 3 - Registro de Imagem 1. Registro de Imagens Aula 3 - Registro de Imagem Registro é uma transformação geométrica que relaciona as coordenadas da imagem (linha e coluna) com as coordenadas geográficas (latitude e longitude)

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA COORDENAÇÃO GERAL DE TECNOLIGIA DA INFORMAÇÃO CGTI I3GEO MÓDULO BÁSICO

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA COORDENAÇÃO GERAL DE TECNOLIGIA DA INFORMAÇÃO CGTI I3GEO MÓDULO BÁSICO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA COORDENAÇÃO GERAL DE TECNOLIGIA DA INFORMAÇÃO CGTI I3GEO MÓDULO BÁSICO Brasília Setembro de 2007 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 1.1. O QUE É I3GEO?...3 2. UTILIZANDO O I3GEO...4

Leia mais

QGIS 2.8 Rampa de Cores para Representação Topográfica do Modelo Digital de Elevação (MDE)

QGIS 2.8 Rampa de Cores para Representação Topográfica do Modelo Digital de Elevação (MDE) QGIS 2.8 Rampa de Cores para Representação Topográfica do Modelo Digital de Elevação (MDE) Jorge Santos 2015 QGIS 2.8: Novas Rampas de Cores Conteúdo Sumário Capítulo 1... 3 Download e Processos no MDE...

Leia mais

Universidade de São Paulo/Faculdade de Saúde Pública Curso de Saúde Pública Disciplina: HEP 147 Informática I. Aula Excel

Universidade de São Paulo/Faculdade de Saúde Pública Curso de Saúde Pública Disciplina: HEP 147 Informática I. Aula Excel Universidade de São Paulo/Faculdade de Saúde Pública Curso de Saúde Pública Disciplina: HEP 147 Informática I Aula Excel O que é o Excel? O Excel é um aplicativo Windows - uma planilha eletrônica - que

Leia mais

16 - SCARTA. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra na área de trabalho (Fig.1). Fig.1- Ícone do SCARTA

16 - SCARTA. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra na área de trabalho (Fig.1). Fig.1- Ícone do SCARTA 16 - SCARTA Módulo do SPRING que permite editar uma carta e gerar arquivo para impressão, permitindo a apresentação na forma de um documento cartográfico. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra

Leia mais

Microsoft Excel 2010

Microsoft Excel 2010 Microsoft Excel 2010 Feito por Gustavo Stor com base na apostila desenvolvida por Marcos Paulo Furlan para o capacitação promovido pelo PET. 1 2 O Excel é uma das melhores planilhas existentes no mercado.

Leia mais

4ª aba do cadastro: Mapa Orientações para upload de shapefiles

4ª aba do cadastro: Mapa Orientações para upload de shapefiles Conteúdo: 1. Como fazer upload de arquivos espaciais no SiCAR-SP? Formato dos arquivos Características do shapefile Sistema de Coordenadas requerido Como preparar o shapefile para o upload 2. O que fazer

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO E NAVEGAÇÃO

GUIA DE UTILIZAÇÃO E NAVEGAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO SPLAN Gerência de Informação em Saúde GIS GUIA DE UTILIZAÇÃO E NAVEGAÇÃO -1- SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE GOIÁS SECRETÁRIA Irani Ribeiro de Moura SUPERINTENDÊNCIA DE

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

3. FERRAMENTAS DE VISUALIZAÇÃO... 8 4. IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO... 12

3. FERRAMENTAS DE VISUALIZAÇÃO... 8 4. IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO... 12 1. O SOFTWARE TERRAVIEW... 4 2. BANCOS DE DADOS... 4 2.1 CRIANDO UM BANCO DE DADOS... 4 2.2 ABRINDO UM BANCO DE DADOS... 6 3. FERRAMENTAS DE VISUALIZAÇÃO... 8 3.1 SELEÇÃO DE OBJETOS... 9 4. IMPORTAÇÃO

Leia mais

QGIS 2.4 Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC)

QGIS 2.4 Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC) QGIS 2.4 Sistemas de Referência de Coordenadas (SRC) Jorge Santos 2014 Conteúdo Sumário Capítulo 1... 3 Introdução... 3 1.1 Referência Espacial... 3 1.2 Sistema de Referência de Coordenadas (SRC)...3 1.3

Leia mais

EXCEL: VISÃO GERAL 4

EXCEL: VISÃO GERAL 4 EXCEL: VISÃO GERAL 4 Conhecendo o Excel 4 Conhecendo a área de trabalho 5 Entrada na barra de Fórmulas 6 Iniciando o programa 6 Abrindo uma pasta de planilhas 6 Inserindo dados 6 Apagando o conteúdo de

Leia mais

Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos.

Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos. Fórmulas e Funções Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos. Operadores matemáticos O Excel usa algumas convenções

Leia mais

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1 EXCEL BÁSICO Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041 www.melissalima.com.br Página 1 Índice Introdução ao Excel... 3 Conceitos Básicos do Excel... 6

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 3 RESTAURAÇÃO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 3 RESTAURAÇÃO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 3 RESTAURAÇÃO DE IMAGENS Qualquer tipo de tratamento de imagens deve ser efetuado antes de seu registro, ou seja, com a imagem original. As imagens CBERS aparecem com aspecto

Leia mais

TRBOnet Standard. Manual de Operação

TRBOnet Standard. Manual de Operação TRBOnet Standard Manual de Operação Versão 1.8 NEOCOM Ltd ÍNDICE 1. TELA DE RÁDIO 3 1.1 COMANDOS AVANÇADOS 4 1.2 BARRA DE FERRAMENTAS 5 2. TELA DE LOCALIZAÇÃO GPS 6 2.1 MAPLIB 6 2.2 GOOGLE EARTH 7 2.3

Leia mais

Aula 3 - Registro de Imagem

Aula 3 - Registro de Imagem Aula 3 - Registro de Imagem 1. Registro de Imagens Registro é uma transformação geométrica que relaciona coordenadas da imagem (linha e coluna) com coordenadas geográficas (latitude e longitude) de um

Leia mais

Série ArcGIS Online I. Aprenda em 20. Módulo 4. Configure pop-ups. www.academiagis.com.br

Série ArcGIS Online I. Aprenda em 20. Módulo 4. Configure pop-ups. www.academiagis.com.br Série ArcGIS Online I Aprenda em 20 Módulo 4 Configure pop-ups Junho/2015 academiagis@img.com.br www.academiagis.com.br 1 Configure pop-ups No módulo 3, você trabalhou com várias propriedades diferentes

Leia mais

Criando Mapa de Declividade a partir de dados SRTM

Criando Mapa de Declividade a partir de dados SRTM Criando Mapa de Declividade a partir de dados SRTM SPRING 5.0 1 O objetivo deste tutorial é apresentar de forma simples e prática como construir, no Spring, mapa de declividade a partir de dados do SRTM.

Leia mais

1 - Crie um novo documento no ArcMap. Com o programa aberto, selecione o Dataframe Layers

1 - Crie um novo documento no ArcMap. Com o programa aberto, selecione o Dataframe Layers Conversão de Raster para Polígono usando o ArcMap Nos posts anteriores, conhecemos uma situação onde uma empresa solicita, além do produto esperado, imagens no canal alfa para geração de polígonos envolventes

Leia mais

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75 Módulo de Georreferenciamento Sistema Página 1/75 Para iniciar o Módulo de Georreferenciamento acesse, no AutoCAD a partir do Menu flutuante >Posição >Georreferenciamento >Módulo de Georreferenciamento.

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

Histórico das Revisões

Histórico das Revisões TerraSIG MANUAL DO USUÁRIO Dezembro/2007 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autor 17.12.2007 1.0 Confecção Cristhiane 20.12.2007 1.0 Confecção Cristhiane 20.12.2007 1.0 Integração Isabele 21.12.2007

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DA BAHIA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DA BAHIA CALC para Windows OpenOffice.org 3.0: Manual do usuário A sua Planilha de Cálculos SUMÁRIO Introdução...3 Apresentando o OpenOffice.org Calc 3.0...4 Iniciando o Calc 3.0...4 Componentes Básicos da janela

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

PTR 2355/2389 Princípios de Geoprocessamento. Atividade Prática: Laboratório SIG

PTR 2355/2389 Princípios de Geoprocessamento. Atividade Prática: Laboratório SIG PTR 2355/2389 Princípios de Geoprocessamento Atividade Prática: Laboratório SIG Docentes: Prof. Dr Claudio Luiz Marte Prof. Dr. José Alberto Quintanilha Elaboração Roteiro: Mariana Abrantes Giannotti Colaboração:

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

AULA 12 - Plugin WMS Cliente

AULA 12 - Plugin WMS Cliente AULA 12 - Plugin WMS Cliente Nessa aula será apresentado o plugin do TerraView chamado WMS Cliente que é uma das formas de acesso a fontes de dados externos ao banco de dados ao qual se está conectado,

Leia mais

MAPA - Orientações. Conteúdo desse documento:

MAPA - Orientações. Conteúdo desse documento: Conteúdo desse documento: 1. Como fazer upload de arquivos espaciais no CAR 1.a. Formato do arquivo 1.b. Características do shapefile 1.c. Sistema de coordenadas requerido 1.d. Como preparar o shapefile

Leia mais

Basicão de Estatística no EXCEL

Basicão de Estatística no EXCEL Basicão de Estatística no EXCEL Bertolo, Luiz A. Agosto 2008 2 I. Introdução II. Ferramentas III. Planilha de dados 3.1 Introdução 3.2 Formatação de células 3.3 Inserir ou excluir linhas e colunas 3.4

Leia mais

Tutorial Simplificado do OpenJUMP THIAGO GOMES

Tutorial Simplificado do OpenJUMP THIAGO GOMES 1 Tutorial Simplificado do OpenJUMP THIAGO GOMES 2 O OpenJUMP é um sistema de informação geográfica (SIG) de fácil visualização, manipulação e produção de arquivos no formato shapefile (.shp). Além de

Leia mais

AULA 10- Plugins Tema Shapefile e Tema Externo

AULA 10- Plugins Tema Shapefile e Tema Externo 10.1 AULA 10- Plugins Tema Shapefile e Tema Externo Nessa aula serão apresentados dois plugins do TerraView que permitem acesso a fontes de dados externos ao banco de dados ao qual se está conectado, como

Leia mais

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1.

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. 1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. Partes da tela do Excel... Barra de fórmulas... Barra de status...

Leia mais

Manual do Usuário BDGEx Versão: 2.3

Manual do Usuário BDGEx Versão: 2.3 Manual do Usuário BDGEx Versão: 2.3 Ministério da Defesa Exército Brasileiro Maio/2012 Sumário 1- Introdução...2 1.1- O que é o BDGEx?...2 1.2- Entrando no Sistema...2 1.3- Apresentando a Área de Trabalho

Leia mais

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado.

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. , ()! $ Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. Uma estratégia muito utilizada para organizar visualmente informações numéricas

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

O OpenOffice.org Impress

O OpenOffice.org Impress 1 O OpenOffice.org Impress O OpenOffice.org Impress é uma ferramenta excelente para a criação de apresentações multimídia realmente eficientes. Suas apresentações vão brilhar com figuras, efeitos especiais,

Leia mais

Clique no botão novo

Clique no botão novo Tutorial para uso do programa Edilim Criado pela profª Carina Turk de Almeida Correa 1- Abra o programa Edilim. Clique no botão novo, como mostrado abaixo: Clique no botão novo 2- Todos os arquivos a serem

Leia mais

Importação de Dados no Sphinx

Importação de Dados no Sphinx Importação de Dados no Sphinx A importação de dados refere-se à transferência de dados coletados em outro ambiente para dentro do software Sphinx. No software, encontre a opção Importar dados no estágio

Leia mais

Formatando trabalhos acadêmicos com Word2007

Formatando trabalhos acadêmicos com Word2007 IESAP INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Formatando trabalhos acadêmicos com Word2007 Prof. MARCOS MENDES Profa. MILENA MENDES MACAPÁ-AP 2008 Sumário O QUE É FORMATACÃO COMO CRIAR E SALVAR UM ARQUIVO

Leia mais

editor Writer, do BrOffice

editor Writer, do BrOffice editor Writer, do BrOffice Utilizar o editor Writer, do BrOffice, para editar textos e inserir tabelas; Conscientizar sobre o cuidado com os direitos autorais, citando sempre as fontes de onde foram retirados

Leia mais

Utilizando Kosmo 2.0.1 (SIG livre) para criar arquivos shapefile do tipo POLÍGONO

Utilizando Kosmo 2.0.1 (SIG livre) para criar arquivos shapefile do tipo POLÍGONO Utilizando Kosmo 2.0.1 (SIG livre) para criar arquivos shapefile do tipo POLÍGONO Objetivo: Criar arquivos shapefile do tipo Polígono, diretamente em um Sistema de Informações Geográficas (Kosmo 2.0.1),

Leia mais

Tutoriais Geoprocessamento QGIS Acessando Imagens Versão 1.1

Tutoriais Geoprocessamento QGIS Acessando Imagens Versão 1.1 Tutoriais Geoprocessamento QGIS Acessando Imagens Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 16/01/2014 1.0 Elaboração do documento Frederico dos Santos Soares 05/06/2014 1.1 Atualização

Leia mais

I Encontro Brasileiro de usuários QGIS

I Encontro Brasileiro de usuários QGIS I Encontro Brasileiro de usuários QGIS Uso do QGIS no Processamento Digital de Imagens de Sensoriamento Remoto Jorge Santos jorgepsantos@outlook.com www.processamentodigital.com.br Dicas, tutoriais e tudo

Leia mais

Sistema de Informações Geográficas Aplicado a Bacias Hidrográficas Aula 1. Frederico Damasceno Bortoloti

Sistema de Informações Geográficas Aplicado a Bacias Hidrográficas Aula 1. Frederico Damasceno Bortoloti Sistema de Informações Geográficas Aplicado a Bacias Hidrográficas Aula 1 Frederico Damasceno Bortoloti Agenda Revisão das funcionalidades do ArcGIS Criação de documentos de mapa Classificação de camadas

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Vetorização no Spring

Vetorização no Spring UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE CARTOGRAFIA Laboratório de Geoprocessamento Vetorização no Spring Grazielle Anjos Carvalho Beatriz Trindade Laender Belo Horizonte,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DOS OBSERVATÓRIOS DO TRABALHO

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DOS OBSERVATÓRIOS DO TRABALHO MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DOS OBSERVATÓRIOS DO TRABALHO Versão 1.0 SUMÁRIO Sumário... 2 Introdução... 4 1 Página Principal... 5 1.1 Informações... 6 1.1.1 Página Principal...

Leia mais

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica Em certa época, a planilha era um pedaço de papel que os contadores e planejadores de empresas utilizavam para colocar

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG)

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG) Corel Draw 12 Enviado por: Jair Marcolino Felix Corel Draw 12 O Corel Draw é um programa de design gráfico pertencente à Corel.O Corel Draw é um aplicativo de ilustração e layout de página que possibilita

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

BrOffice Impress. FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta. Frederico Möller

BrOffice Impress. FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta. Frederico Möller BrOffice Impress FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta Objetivos: Apresentar conceitos básicos sobre software livre e informática. Apresentar a interface do BrOffice

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instruções para Uso do Software VISIO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instruções para Uso do Software VISIO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Instruções para Uso do Software VISIO Fevereiro/2006 Instruções para uso do Visio... 03 Instruções para Uso do Software VISIO 2 Instruções para uso do Visio O Visio 2003...

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM LIBREOFFICE IMPRESS

CAPACITAÇÃO EM LIBREOFFICE IMPRESS CAPACITAÇÃO EM LIBREOFFICE IMPRESS Nelson Luiz Cesário FCAV/UNESP Câmpus de Jaboticabal O que é o Impress? O Impress é o aplicativo de criação e edição de apresentações da família LibreOffice. Você pode

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

O tratamento de informação através de planilha eletrônica, aplicada ao software Excel

O tratamento de informação através de planilha eletrônica, aplicada ao software Excel Instituto Federal Catarinense Campus Avançado Sombrio Educação Matemática e Tecnologias O tratamento de informação através de planilha eletrônica, aplicada ao software Excel Letícia Fontana Paulo Malu

Leia mais

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos O objetivo deste documento é orientar o usuário final na utilização das funcionalidades da ferramenta OLAP IBM Cognos, referente a licença de consumidor. Sumário 1 Query

Leia mais

Guia de Utilização do Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil

Guia de Utilização do Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO GERAL Guia de Utilização do Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil Base de Informações Para o Planejamento EDMAR AUGUSTO VIEIRA

Leia mais

Introdução ao GeoGebra

Introdução ao GeoGebra Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Introdução ao GeoGebra Prof. Dr. José Carlos de Souza Junior AGOSTO 2010 Sumário 1 Primeiros Passos com o GeoGebra 4 1.1 Conhecendo o Programa............................

Leia mais

Utilizando Bloco de Notas para transformar arquivos *.CSV em arquivos shapefile do tipo PONTO, LINHA E POLÍGONO no Kosmo 2.0.

Utilizando Bloco de Notas para transformar arquivos *.CSV em arquivos shapefile do tipo PONTO, LINHA E POLÍGONO no Kosmo 2.0. Utilizando Bloco de Notas para transformar arquivos *.CSV em arquivos shapefile do tipo PONTO, LINHA E POLÍGONO no Kosmo 2.0.1 (SIG livre) Objetivo: Criar arquivos *.CSV no Bloco de Notas para transformá-los

Leia mais

GUIA PRÁTICO GEORREFERENCIAMENTO

GUIA PRÁTICO GEORREFERENCIAMENTO GUIA PRÁTICO DataGeosis Versão 2.3 GEORREFERENCIAMENTO Paulo Augusto Ferreira Borges Engenheiro Agrimensor Treinamento e Suporte Técnico 1. Introdução Neste guia apresentam-se os passos necessários para

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações

Leia mais

Tutorial. Exportando mapas para KML. Versão 1.0 16/01/2009. Autores: Natalia Estevam, Vitor Pires Vencovsky

Tutorial. Exportando mapas para KML. Versão 1.0 16/01/2009. Autores: Natalia Estevam, Vitor Pires Vencovsky Tutorial Exportando mapas para KML Versão 1.0 16/01/2009 Autores: Natalia Estevam, Vitor Pires Vencovsky 1. Introdução O tutorial tem como objetivo fornecer informações básicas para exportar os mapas gerados

Leia mais

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone COMO USAR O MAPA COM INDICADORES DO GEOPORTAL DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE DA BAHIA? Este documento fornece um passo a passo explicativo e ilustrado das principais ferramentas do Mapa com Indicadores do GeoPortal

Leia mais

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS Este tutorial tem como objetivo instruir passo à passo como criar templates de peças, utilizar os novos recursos de cadastro de propriedade de peças e criação de legenda. 1-

Leia mais

Por que Geoprocessamento?

Por que Geoprocessamento? Um pouco sobre a NOSSA VISÃO Processamento Digital é um endereço da Web criado pelo geógrafo Jorge Santos com objetivo de compartilhar dicas sobre Geoprocessamento e Software Livre. A idéia surgiu no ano

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL

MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL MANUAL DE ACESSO AO ATLAS DIGITAL GEOAMBIENTAL Segunda versão: 29 de maio de 2015 Elaboração INSTITUTO PRISTINO institutopristino.org.br Apoio 1- SOBRE O MANUAL Este manual foi elaborado pela equipe técnica

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais