Relatório de rpg. RPG capitães de areia 15/05/2008. Maria Tereza P. Bethlem

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de rpg. RPG capitães de areia 15/05/2008. Maria Tereza P. Bethlem"

Transcrição

1 Relatório de rpg RPG capitães de areia 15/05/2008 Maria Tereza P. Bethlem

2 Relatório. Personagem: Fátima RPG: capitães de areia. Questões: CONCEITO : 1. O que é a minha personagem? Malandra de rua e pratica furtos. É uma personagem com características fixas, sem interiorização 2.Para quê serve a minha personagem? Para compor cenários da obra capitães de areia. Representa a menor abandonada e marginalizada na sociedade. Pode expressar os contrastes sócioculturais. A ladra no ambiente do trapiche com o bando em contraste com as farmácias que rouba no ambiente rico da faculdade de Medicina da Bahia, na época da ditadura de Getúlio Vargas 3.Por quê criei esta personagem? Para jogar uma RPG e ganhar pontos. É uma personagem fictícia que acumula pontos com suas características e habilidades e participa de aventuras com o bando de capitães da areia.

3 LEVANTAMENTO: 4. De onde surgiu esta idéia? De outros personagens do romance. De observação e imaginação. 5. A que outras idéias ela remete? À idéias de aventuras com o bando de marginais. São focalizados 2 temas de aventuras: trapiche e palacete/trapiche, onde a personagem coadjuvante contracena com protagonistas e antagonistas. Na primeira aventura, coloca-se ao lado de Almiro enfermo e sai com outros coadjuvantes para roubar medicamentos. Na segunda aventura, após o rouvbo de farmácias, é presa no palacete de Dr Alcebíades Menezes, de onde é mandada ao Orfanato N.S. da Piedade, por influência do Pe. José Pedro. 6. Quais as referências ao meu trabalho? Os assuntos relacionados ao meu trabalho são: literatura (romance), história do Brasil, sociologia, religião católica e candomblé, artes plásticas e medicina. A pesquisa foi feita em bibliografia e na INTERNET (referências no final do texto). 7. Concepção: Como irei realizar o meu trabalho? Como texto em suporte eletrônico (arquivo), com imagens da INTERNET da época do cenário (1935). Haverá também um desenho aquarelado da imagem da NPC com referência. O trabalho inicia-se com a folha de rosto e sumário das seções.

4 Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Depto. de artes e design Curso de especialização: O lugar do design na leitura TRABALHO FINAL : ESTRATÉGIA RPG. NPC Fátima p/ Capitães de areia Aluna : Maria Tereza P. Bethlem Matrícula: Data: 15 de maio de 2008

5 S U M Á R I O 1. Apresentação da NPC. (no arquivo apresentaçãodepersonagem.doc) 2. Conceito 3. Levantamento 4. Concepção 5. Motivação 6. Imagens da época do cenário ( nos arquivos hi3.jpg, mapa.gif e turma1930.jpg e foto17) 7. Referências bibliográficas. 8. Extra: desenho aquarelado em papel da imagem da NPC com referência em pasta.( a ser entregue em sala de aula)

6

7 Trabalho final: CONCEITO 1. O que é a minha personagem? É uma personagem de romance. É uma representação ou ilusão que vive situações dentro da narrativa. (MOISÉS,1973,p.222). É uma personagem adolescente, 15 anos à época do desenrolar do romance (1935). Capitães de areia, de Jorge Amado é o seu cenário. É uma malandra de rua e pratica furtos, integrando um bando de ladrões e sendo presa em reformatório devido à pouca idade. É uma personagem com características fixas, ou plana, estática reservando a surpresa para a ação da personagem e não para suas carasterísticas específicas. (MOISÉS, 1973, p. 230). Esta personagem depende do meio social que a determina. É marginalizada, teve que abandonar os estudos (completou o primário)com a morte do tio com quem morava. Embora continuando no trapiche, juntou-se ao bando de capitães de areia para furtar. Era a época da ditadura de Getúlio Vargas e providências eram tomadas para encerrá-la no reformatório de menores, tanto a ela como todo o bando. A influência de Pe. José Pedro levou-a ao orfanato N.S. da Piedade.

8 2. Para quê serve a minha personagem? Exerce a função de personagem estática. Ela participa da ação do romance e retrata superficialmente a condição de menor abandonada.. Depende do coletivo, do social para a formação de sua personalidade. Têm função de índice social (MOISÉS, 1973,p.232). Fátima é assim, um resultado de condições sociais dentro das leis de uma obra de arte que é o romance, que não são as reais, embora parecidas ou convincentes. Atua em cenas onde estão indicados os figurantes, participa de furtos e é presa. Linguagem vulgar, de pouca instrução e de convivência em meio marginal. 3. Porquê criei esta personagem? Para compor um cenário de um RPG e ganhar pontos. È uma personagem fictícia, e às suas características e habilidades são atribuídos pontos de acordo com o livro Incorporais {r}{p}{g}- Capitães de areia. È contada como NPC, ou coadjuvante auxiliar desempenhando uma função em furtos do bando. Esta personagem precisou ser criada para compor o tema e sua elaboração (PORTELLA, 1973,p.26. Há a utilidade da imaginação, dom inerente ao humano. Imaginação produtiva artista;imaginação reprodutiva homem comum Imaginação X percepção (PORTELLA, 1973,p.32).

9 LEVANTAMENTO 1.De onde surgiu esta idéia? De outros personagens do romance de Jorge Amado. E também da explicação em livro sobre como criar o seu personagem, atribuir-lhe características e pontos. A observação simples ou chamada fotográfica- alia-se à imaginação, que por si só não basta. È desejado um consórcio harmonioso entre memória, observação e a imaginação nesta ordem (MOISÈS, 1973, p. 234) A idéia para compor a personagem Fátima surgiu de observação de outros personagens do romance, com alguma imaginação. 2.A que outras idéias ela remete? A cenários do romance de Jorge Amado Capitães de areia mais especìficamente- - à aventura no Trapiche onde Fátima com NPC vai participar de um furto a farmácias colocando-se assim ao lado de Almiro com epidemia(incorporais RPG capitães de areia,2004, ca.ee.12). Vai ao furto com outros NPCs e é presa na 5. Sessão (Incorporais RPG capitães de areia, 2004,ca.ee.13) O estudante de medicina que é filho do dono da casa consegue prender o bando no quarto e chama a polícia. Fátima é enviada por influência do Pe. José Pedro ao orfanato N.S. da Piedade, onde adoece e morre.

10 Os assuntos relacionados ao trabalho são: literatura (romance): história do Brasil: sociologia: religião: católica e candomblé: artes plásticas, medicina. Criação de personagem: Objetivo geral: 2 temas: trapiche e palacete/trapiche. Os temas evidenciam uma sociologia de contrastes, inclusive religiosos. Objetivos específicos: A criação de uma NPC ou coadjuvante na marginália baiana de 1935, durante a ditadura de Getúlio Vargas. Os cenários incluem os 3 tipos de personagens: protagonistas, antagonistas e coadjuvantes. Circunstâncias: o ambiente é de contrastes sociais. Na Salvador dos anos 1930, com o trapiche, a Faculdade de Medicina, o reformatório, o orfanato e a Igreja MOTIVAÇÃO: A motivação é acompanhar a doisciplina estratégia RPG. Aprendi com este trabalho a criar um personagem com características próprias. A peronagem recebe a influ~encia DO MEIO, E É INSERIDA COMO COADFJUVANTE ENTRE OS PROTAGONISTAS Pedro Bala, Dora, Almiro. Após o furto da farmácia Fátima é levadoa para o orfanato, de onde planeja fugir e não consegue. Participar do processo de autoria aumentou muinha capacidade de lidar com a mídia e compreender uma conexão lúdica com uma obra acabada (romance). Compreendo que este trabalho tende a estimular a

11 leitura, com a continuação de personagens, estimulando a interatividade e a co-criação. A contribuição ao livro RPG em folhas soltas impressas (fichário) é um estímulo à escrita O termo jogo no contexto da RPG não se refere à doisputa mas à interação, ao próprio ato de representar um personagem (BETOCCHI & KLIMICK, C. 2007). REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BETOCCHI,E. & KLIMICK,C.. Um livro em jogo: narrativa interativa no estímulo à leitura.revista Design em foco:[salvador],2007. MOISÉS, Massaud, A criação literária: introdução à problemática da literatura.-6.ed.rev.-[são Paulo]: Melhoramentos,[1973]. PORTELLA, Eduardo.Teoria da comunicação literária.-rio de Janeiro: Tempo brasileiro, ( Biblioteca tempo universitário; 25).

O UNIVERSO DOS CAPITÃES DA AREIA

O UNIVERSO DOS CAPITÃES DA AREIA O UNIVERSO DOS CAPITÃES DA AREIA Aline Graça Pinto aline.grapi@hotmail.com Orientadora: Profª. Drª. Maria Luiza Guarnieri Atik - mlatik@mackenzie.br RESUMO O artigo visa a analisar os elementos narrativos

Leia mais

Morro da Favella. Fatos e lendas da primeira favela do Brasil

Morro da Favella. Fatos e lendas da primeira favela do Brasil Fatos e lendas da primeira favela do Brasil Fatos e lendas da primeira favela do Brasil FORMATO: Documentário: 1X 52 HD FULL 16:9 GENERO: Documentário em técnica mista: SINOPSE: Morro da Favella é um documentário

Leia mais

A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA. Ficha Autoras: Romance histórico. As autoras A vivência como professoras

A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA. Ficha Autoras: Romance histórico. As autoras A vivência como professoras A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA 1 As autoras A vivência como professoras foi a base de trabalho das autoras. Na sala de aula, puderam conviver com a realidade de leitura

Leia mais

A DESIGUALDADE SOCIAL À LUZ DOS ESPAÇOS EM CAPITÃES DA AREIA

A DESIGUALDADE SOCIAL À LUZ DOS ESPAÇOS EM CAPITÃES DA AREIA A DESIGUALDADE SOCIAL À LUZ DOS ESPAÇOS EM CAPITÃES DA AREIA Tatiana Celestino de Morais (UFS) Isabela Marília Santana (UFS) O presente trabalho propõe analisar a desigualdade social à luz dos espaços

Leia mais

Arcoverde: Páginas que Ninguém Leu 1. Aline de Souza Silva SIQUEIRA 2 Adriana Xavier Dória MATOS 3 Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE

Arcoverde: Páginas que Ninguém Leu 1. Aline de Souza Silva SIQUEIRA 2 Adriana Xavier Dória MATOS 3 Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE Arcoverde: Páginas que Ninguém Leu 1 Aline de Souza Silva SIQUEIRA 2 Adriana avier Dória MATOS 3 Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE RESUMO Este trabalho se propõe uma jornada Arcoverde adentro

Leia mais

Capitães da Areia retrata a infância difícil dos meninos de rua

Capitães da Areia retrata a infância difícil dos meninos de rua Nome: Nº: Turma: Português 3º ano Capitães da Areia Wilton Out/09 Capitães da Areia retrata a infância difícil dos meninos de rua O romance, que retrata o cotidiano de um grupo de meninos de rua, procura

Leia mais

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor,

Xixi na Cama. Cara Professora, Caro Professor, Xixi na Cama Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos mais um livro da coleção Revoluções: Xixi na Cama, do autor mineiro Drummond Amorim. Junto com a obra, estamos também

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

Sequência de atividades: Capitães da areia, 1 de Jorge Amado, e filme homônimo, de Cecília Amado

Sequência de atividades: Capitães da areia, 1 de Jorge Amado, e filme homônimo, de Cecília Amado Sequência de atividades: Capitães da areia, 1 de Jorge Amado, e filme homônimo, de Cecília Amado Norma S. Goldstein 2 A primeira meta é que os alunos leiam, analisem e interpretem o livro todo. O ideal

Leia mais

INDIVIDUAIS... Romances

INDIVIDUAIS... Romances AUTOR DADOS BIOGRÁFICOS BIBLIOGRAFIA Jorge Amado Nome completo: Jorge Amado de Faria Nascimento: 10 de agosto de 1912, Itabuna, BA Morte: 06 de agosto de 2001, Salvador, BA INDIVIDUAIS... Romances - O

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Conhecendo o Rosquinha. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Balinha e Dentinho encontram um cachorro perdido

Leia mais

1948 É forçado a novo exílio, desta vez em Paris. 1949 É expulso da França e passa a morar na Checoeslováquia. 1951 Recebe em Moscovo o Prémio

1948 É forçado a novo exílio, desta vez em Paris. 1949 É expulso da França e passa a morar na Checoeslováquia. 1951 Recebe em Moscovo o Prémio B I B L I O T E C A Vida e Obra 1902 João Amado de Faria instala-se em Ilhéus, na zona do cacau, e casa, anos mais tarde, com a baiana Eulália Leal. 1912 Em 10 de Agosto nasce Jorge Amado. 1913 O «coronel»

Leia mais

Onde: Museu da Cerâmica Udo Knoff, Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho

Onde: Museu da Cerâmica Udo Knoff, Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS FEIRA DE CORES E SABORES A mostra, contemplada pelo Fundo de Cultura da Bahia através do IPAC, tem a intenção de valorizar os patrimônios materiais e imateriais da Feira de São Joaquim

Leia mais

BARROCO O que foi? O barroco foi uma manifestação que caracterizava-se pelo movimento, dramatismo e exagero. Uma época de conflitos espirituais e religiosos, o estilo barroco traduz a tentativa angustiante

Leia mais

02ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP

02ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP 02ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP Unidade Territorial E Botafogo,, Laranjeiras, Urca e Glória (Clique no bairro para visualizar o relatório) a. Mídias em Geral ANÁLISE DE BOTAFOGO Ø Fonte:

Leia mais

O livro que falava com o vento e outros contos

O livro que falava com o vento e outros contos LER a partir dos 10 anos GUIA DE LEITURA MARIAALZIRACABRAL O livro que falava com o vento e outros contos JOSÉ JORGE LETRIA Ilustrações de Alain Corbel Apresentação da obra O Livro Que Falava com o Vento

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Crianças do Brasil Suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos elaborada por ANA CAROLINA CARVALHO livro de JOSÉ SANTOS ilustrações

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Sequência de Aulas de Língua Portuguesa Produção de uma Fotonovela 1. Nível de

Leia mais

A TRAGÉDIA NO ROMANCE AMOR DE PERDIÇÃO DE CAMILO CASTELO BRANCO

A TRAGÉDIA NO ROMANCE AMOR DE PERDIÇÃO DE CAMILO CASTELO BRANCO 1 INTRODUÇÃO A TRAGÉDIA NO ROMANCE AMOR DE PERDIÇÃO DE CAMILO CASTELO BRANCO Isis Santos Pinheiro 1 Márcio dos Santos 2 O gênero literário tragédia surgiu na Grécia no século V a. C., de forma dramática

Leia mais

Feito de Barro para uma Cultura Viva 1. Anderson Alves de MORAIS 2 Iraê Pereira MOTA 3 Faculdade do Vale do Ipojuca, Caruaru, PE.

Feito de Barro para uma Cultura Viva 1. Anderson Alves de MORAIS 2 Iraê Pereira MOTA 3 Faculdade do Vale do Ipojuca, Caruaru, PE. Feito de Barro para uma Cultura Viva 1 Anderson Alves de MORAIS 2 Iraê Pereira MOTA 3 Faculdade do Vale do Ipojuca, Caruaru, PE. RESUMO: Este paper tem como objetivo relatar o processo de produção de um

Leia mais

Verdade? 1. Geraldo Augusto Aquino Guimarães 2 Jefferson José Ribeiro de Moura 3 Faculdades Integradas Teresa D Ávila - Lorena, SP

Verdade? 1. Geraldo Augusto Aquino Guimarães 2 Jefferson José Ribeiro de Moura 3 Faculdades Integradas Teresa D Ávila - Lorena, SP Verdade? 1 Geraldo Augusto Aquino Guimarães 2 Jefferson José Ribeiro de Moura 3 Faculdades Integradas Teresa D Ávila - Lorena, SP RESUMO No trabalho apresentado aqui, tem-se um roteiro, um unitário com

Leia mais

Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011

Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011 Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011 Diferentemente do que se imagina, Dilma Rousseff não participou do maior roubo praticado por organizações de esquerda para financiar a luta armada contra a ditadura

Leia mais

EAD Impresso, ainda se usa? Porto Alegre, 05/2009.

EAD Impresso, ainda se usa? Porto Alegre, 05/2009. EAD Impresso, ainda se usa? Porto Alegre, 05/2009. Autor:Maria de Fátima Rodrigues de Lemos Senai-RS, mflemos@ senairs.org.br Autor:Fernando Ricardo Gambetta Schirmbeck. Senai-RS, fernando@ senairs.org.br

Leia mais

Para pensar o. livro de imagens. Para pensar o Livro de imagens

Para pensar o. livro de imagens. Para pensar o Livro de imagens Para pensar o livro de imagens ROTEIROS PARA LEITURA LITERÁRIA Ligia Cademartori Para pensar o Livro de imagens 1 1 Texto visual Há livros compostos predominantemente por imagens que, postas em relação,

Leia mais

MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS E SUAS ADAPTAÇÕES

MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS E SUAS ADAPTAÇÕES MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS E SUAS ADAPTAÇÕES Simone de Souza Burguês (PIBIC/CNPq-UEM), Mirian Hisae Yaegashi Zappone (Orientadora), e-mail: mirianzappone@gmail.com Universidade Estadual de Maringá/Departamento

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional Sequencia Didática destinada aos Anos Finais do Ensino

Leia mais

NADJA VLADI - Editora da revista Muito.

NADJA VLADI - Editora da revista Muito. NADJA VLADI - Editora da revista Muito. Jornalista, doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Faculdade de Comunicação da UFBA. Atualmente atua como editora-coordenadora da revista Muito do

Leia mais

TÍTULO: NARRATIVA VISUAL DESENVOLVIMENTO DE ILUSTRAÇÕES A PARTIR DE OBRA LITERÁRIA

TÍTULO: NARRATIVA VISUAL DESENVOLVIMENTO DE ILUSTRAÇÕES A PARTIR DE OBRA LITERÁRIA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: NARRATIVA VISUAL DESENVOLVIMENTO DE ILUSTRAÇÕES A PARTIR DE OBRA LITERÁRIA CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUC MINAS CENTRO DE MEMÓRIA E DE PESQUISA HISTÓRICA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUC MINAS CENTRO DE MEMÓRIA E DE PESQUISA HISTÓRICA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUC MINAS CENTRO DE MEMÓRIA E DE PESQUISA HISTÓRICA INVENTÁRIO SUMÁRIO FUNDO FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARIA DATAS LIMITE: 1943/1970

Leia mais

A escolinha do mar. Texto: Ruth Rocha Ilustrações: Adilson Farias. Elaboração Anna Flora

A escolinha do mar. Texto: Ruth Rocha Ilustrações: Adilson Farias. Elaboração Anna Flora A escolinha do mar Texto: Ruth Rocha Ilustrações: Adilson Farias Elaboração Anna Flora Brincadeira 1: A escolinha do mar Material necessário Para o aluno: 2 rolos de papel crepom azul (qualquer tom) 1

Leia mais

Cara Professora, Caro Professor,

Cara Professora, Caro Professor, A olhinhos menina de rasgados Cara Professora, Caro Professor, Estamos oferecendo a você e a seus alunos um belo livro de narrativa A menina de olhinhos rasgados, do premiado autor mineiro Vanderlei Timóteo.

Leia mais

Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA

Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA Os negros na formação do Brasil PROFESSORA: ADRIANA MOREIRA ESCRAVIDÃO ANTIGA A escravidão é um tipo de relação de trabalho que existia há muito tempo na história da humanidade. Na Antiguidade, o código

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

SHOPPING PÁTIO PAULISTA: CAMPANHA PÁSCOA 2015

SHOPPING PÁTIO PAULISTA: CAMPANHA PÁSCOA 2015 SHOPPING PÁTIO PAULISTA: CAMPANHA PÁSCOA 2015 INTRODUÇÃO A Páscoa: Uma tradicional festividade religiosa, celebrada por cristãos em todo o mundo. Ao longo dos anos, tornou-se tradição a troca de ovos de

Leia mais

Teatro O Santo e a Porca ( 1957)

Teatro O Santo e a Porca ( 1957) Modernismo Teatro O Santo e a Porca ( 1957) Biografia Ariano Suassuna (1927-2014) foi um escritor brasileiro. "O Auto da Compadecida", sua obra prima, foi adaptada para a televisão e para o cinema. Sua

Leia mais

SUPLEMENTO DE ATIVIDADES

SUPLEMENTO DE ATIVIDADES SUPLEMENTO DE ATIVIDADES NOME: N O : ESCOLA: SÉRIE: 1 Considerado um dos mais importantes escritores de todos os tempos, Edgar Allan Poe se inscreveu na história da literatura mundial com seu estilo inconfundível.

Leia mais

Palavras chave: Arte Contemporânea; Criatividade; Educação Especial.

Palavras chave: Arte Contemporânea; Criatividade; Educação Especial. EDUCAÇÃO ESPECIAL: UM PROJETO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO PIBID-UFRR Dayana Soares Araújo 1; Maria Nilda A. Lima 2 ; Josiney de Lima Laranjeira 3 1. Professora da UFRR, Coordenadora, PIBID UFRR. 2. Professora

Leia mais

Módulo Estratégia RPG: Trabalho Final

Módulo Estratégia RPG: Trabalho Final Pontifícia Universidade Católica Departamento de Artes & Design Curso de Especialização O Lugar do Design na Leitura Nome: Giselle Rodrigues Leal Matrícula: 072.997.007 Data: 19/05/08 Módulo Estratégia

Leia mais

Bibioteca??? Uma biblioteca pode fazer milagres! Tradução: José Feres Sabino. Projeto: leitura e produção de texto. Indicação: Fundamental 1

Bibioteca??? Uma biblioteca pode fazer milagres! Tradução: José Feres Sabino. Projeto: leitura e produção de texto. Indicação: Fundamental 1 Bibioteca??? Uma biblioteca pode fazer milagres! Texto de Lorenz Pauli e ilustrações de Kathrin Schärer Tradução: José Feres Sabino Projeto: leitura e produção de texto Indicação: Fundamental 1 Elaborado

Leia mais

O USO DA LINGUAGEM DO DESENHO NO CONTEXTO DOS MEIOS DIGITAIS UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO

O USO DA LINGUAGEM DO DESENHO NO CONTEXTO DOS MEIOS DIGITAIS UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO O USO DA LINGUAGEM DO DESENHO NO CONTEXTO DOS MEIOS DIGITAIS UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO Marly de Menezes Gonçalves, Doutoranda em Arquitetura pela FAU/USP FASM - Faculdade Santa Marcelina professora do

Leia mais

Educação pela mídia Telecongresso internacional realizado pelo SESI atrai mais de 14 mil participantes

Educação pela mídia Telecongresso internacional realizado pelo SESI atrai mais de 14 mil participantes INCLUSÃO Educação pela mídia Telecongresso internacional realizado pelo SESI atrai mais de 14 mil participantes Imagens de pessoas tentando entrar em um cinema de Cabul, no Afeganistão, em novembro de

Leia mais

CONSTRUINDO E ORGANIZANDO O ÁLBUM DE FAMÍLIA

CONSTRUINDO E ORGANIZANDO O ÁLBUM DE FAMÍLIA CONSTRUINDO E ORGANIZANDO O ÁLBUM DE FAMÍLIA Luciana Fávero UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução "Construir e organizar um álbum de fotografia para meus avós maternos, a fim de que o registro

Leia mais

Contação de Histórias

Contação de Histórias Contação de Histórias super simples - Quem, eu? - Sim, você! Finalmente, um sistema para Contação de Histórias que faz sentido e é factível, sem dor de cabeça e aborrecimento. Criado por Kendall Haven

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos 45

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos 45 Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos 45 A VOZ DOS EXCLUÍDOS: UMA ANÁLISE DA LINGUAGEM EM CAPITÃES DA AREIA Bárbara Cecília dos Santos Neves (UEFS) barbinhaneves@hotmail.com 1. Considerações

Leia mais

1 REGISTRO, Tânia Cristina. O arranjo de fotografias em unidades de informação: fundamentos teóricos e

1 REGISTRO, Tânia Cristina. O arranjo de fotografias em unidades de informação: fundamentos teóricos e Michelle Cartolano de Castro Ribeiro. Catolicismo e Espiritismo: potenciais de pesquisa a partir do Fundo José Pedro Miranda (Centro Universitário Barão de Mauá pós-graduando) O espaço de estudo usado

Leia mais

Representação Carga horária:?

Representação Carga horária:? DSG 1006 - Projeto Avançado Usos e Impactos Sócio Ambientais 2012.1 Supervisão: Nathalia Cavalcante Tópico Representação Carga horária:? Trabalhar questões relativas a processos, técnicas, ferramentas

Leia mais

INF 1771 Inteligência Artificial

INF 1771 Inteligência Artificial Edirlei Soares de Lima INF 1771 Inteligência Artificial Aula 24 Inteligência Artificial em Jogos Introdução Surgiu com a criação dos primeiros jogos (Pac-Man, Space Invaders...).

Leia mais

De volta para casa. Game Design Document. Versão: 2.0. Alessandra RA 1385789. Aline RA 1382286. Allan RA 1385006. Fabio RA 1385806.

De volta para casa. Game Design Document. Versão: 2.0. Alessandra RA 1385789. Aline RA 1382286. Allan RA 1385006. Fabio RA 1385806. De volta para casa Game Design Document Versão: 2.0 Professor Orientador: Esp. Marcelo Henrique dos Santos Autores: Alessandra RA 1385789 Aline RA 1382286 Allan RA 1385006 Fabio RA 1385806 Iris RA 1383599

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO 0 1 A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema

PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema de pesquisa, temos que traçar um caminho a seguir durante a investigação. Realizar um estudo mais planejado dos aspectos que

Leia mais

Neste portfolio reunimos algumas das imagens com informações sobre o desenvolvimento do Projeto RPG & Cultura, desde 2009, quando foi fundado.

Neste portfolio reunimos algumas das imagens com informações sobre o desenvolvimento do Projeto RPG & Cultura, desde 2009, quando foi fundado. Portfolio Apresentação Neste portfolio reunimos algumas das imagens com informações sobre o desenvolvimento do Projeto RPG & Cultura, desde 2009, quando foi fundado. O Projeto consiste, entre outras ações,

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

PROJETO DE DESIGN GRÁFICO PARA O LANÇAMENTO DO CD DA BANDA COPACABANA CLUB 1

PROJETO DE DESIGN GRÁFICO PARA O LANÇAMENTO DO CD DA BANDA COPACABANA CLUB 1 PROJETO DE DESIGN GRÁFICO PARA O LANÇAMENTO DO CD DA BANDA COPACABANA CLUB 1 Isabelle IMAY 2 Isabelle HUNDSDORFER 3 Paulo Negri FILHO 4 Centro Universitário Internacional Uninter, Curitiba, PR RESUMO Trabalho

Leia mais

DEMANDAS E EXPECTATIVAS DE INTERCÂMBIO PARA O FUTURO PRÓXIMO. Marisa Alves Lacerda Socióloga, Dr.ª em Demografia Relatora geral do Seminário

DEMANDAS E EXPECTATIVAS DE INTERCÂMBIO PARA O FUTURO PRÓXIMO. Marisa Alves Lacerda Socióloga, Dr.ª em Demografia Relatora geral do Seminário DEMANDAS E EXPECTATIVAS DE INTERCÂMBIO PARA O FUTURO PRÓXIMO Marisa Alves Lacerda Socióloga, Dr.ª em Demografia Relatora geral do Seminário OBJETIVOS DA EXPOSIÇÃO Retomar alguns dos principais pontos abordados

Leia mais

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Existem infinitas maneiras de organizar, produzir e finalizar uma obra audiovisual. Cada pessoa ou produtora trabalha da sua maneira a partir de diversos fatores:

Leia mais

Perfil dos jovens das Comunidades do Real Parque e Jardim Panorama

Perfil dos jovens das Comunidades do Real Parque e Jardim Panorama Perfil dos jovens das Comunidades do Real Parque e Jardim Panorama Objetivo da Pesquisa Coletar informações para diagnosticar a demanda dos jovens das Comunidades Real Parque e Jardim Panorama, quanto

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS DENOMINAÇÃO DO CARGO: AUXILIAR DE BIBLIOTECA NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: C DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Organizar, manter e disponibilizar os acervos bibliográficos para docentes, técnicos e alunos;

Leia mais

Projeto de livro, site e tablet. Aprovado pela Lei Rouanet em 03/01/2012 (Pronac: 1110715) Concepção: Editora Origem

Projeto de livro, site e tablet. Aprovado pela Lei Rouanet em 03/01/2012 (Pronac: 1110715) Concepção: Editora Origem Projeto de livro, site e tablet Aprovado pela Lei Rouanet em 03/01/2012 (Pronac: 1110715) Concepção: Editora Origem Conceito Como bem narram os livros de Jorge Amado, o sul da Bahia foi, no começo do século

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

ENTRE A MITOLOGIA E A REALIDADE: PERCY JACKSON E O LADRÃO DE RAIOS (2010) E SUA APLICABILIDADE EM SALA DE AULA INTRODUÇÃO

ENTRE A MITOLOGIA E A REALIDADE: PERCY JACKSON E O LADRÃO DE RAIOS (2010) E SUA APLICABILIDADE EM SALA DE AULA INTRODUÇÃO ENTRE A MITOLOGIA E A REALIDADE: PERCY JACKSON E O LADRÃO DE RAIOS (2010) E SUA APLICABILIDADE EM SALA DE AULA Michele Pires Batista Patrícia dos Santos Donda (Gdas CLCA-UENP/CJ) Luiz Antonio Xavier Dias

Leia mais

A DRAMATURGIA NO ATO TEATRAL

A DRAMATURGIA NO ATO TEATRAL A DRAMATURGIA NO ATO TEATRAL Calixto de Inhamuns A palavra dramaturgia, usando a pesquisa do mestre Alexandre Mate, nasce de drama (sentido conotativo de) ação e tourgia (sentido de trabalho, de tecimento),

Leia mais

CAPITÃES DE QUÊ? OS MENINOS DE JORGE AMADO NA LITERATURA E NO CINEMA

CAPITÃES DE QUÊ? OS MENINOS DE JORGE AMADO NA LITERATURA E NO CINEMA 1 CAPITÃES DE QUÊ? OS MENINOS DE JORGE AMADO NA LITERATURA E NO CINEMA Fernanda Verdasca Botton 1 RESUMO: Este trabalho tem como objetivo cotejar o romance Capitães da areia, escrito por Jorge Amado em

Leia mais

1. Nome da Prática inovadora: Projeto Paixão de Cristo de Glória de Dourados.

1. Nome da Prática inovadora: Projeto Paixão de Cristo de Glória de Dourados. 1. Nome da Prática inovadora: Projeto Paixão de Cristo de Glória de Dourados. 2. Caracterização da situação anterior: Glória de Dourados situada na região sul do Mato Grosso do Sul, surgiu a partir da

Leia mais

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR

FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ CURSO DE BACHARELADO EM CINEMA E VÍDEO Ano Acadêmico de 2008 MATRIZ CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR Carga Horária Semestral por Disciplina Disciplinas 1º semestre 2º semestre 3º semestre 4º semestre 5º semestre 6º semestre 7º semestre 8º semestre Total Obrigatórias Optativas Fundamentos

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Ideias e ações políticas? Mãos à obra! Você sabe precisar quando a infância termina para dar lugar à adolescência? Mudanças físicas

Leia mais

Apresentação das obras de Maximiliano Gutiez por Marcelo M. Martins bolsista CNPq Maximiliano Gutiez expõe, a partir do dia 21, na Galeria da

Apresentação das obras de Maximiliano Gutiez por Marcelo M. Martins bolsista CNPq Maximiliano Gutiez expõe, a partir do dia 21, na Galeria da 1 Apresentação das obras de Maximiliano Gutiez por Marcelo M. Martins bolsista CNPq Maximiliano Gutiez expõe, a partir do dia 21, na Galeria da Unicamp, algumas de suas obras. Aproveita o caro momento

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA

ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA Leia o texto abaixo para responder as questões 01 e 02. QUESTÃO 01 A frase Meu medo de cão

Leia mais

Livros Obrigatórios FUVEST/UNICAMP 2015 Capitães da Areia Jorge Amado

Livros Obrigatórios FUVEST/UNICAMP 2015 Capitães da Areia Jorge Amado Livros Obrigatórios FUVEST/UNICAMP 2015 Capitães da Areia Jorge Amado AUTOR Jorge Leal Amado de Faria (Itabuna, 10 de agosto de 1912 Salvador, 6 de agosto de 2001) foi um dos mais famosos e traduzidos

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

Umaapreciaçãodoartigo MárioGusmão.O santoguerreiro contraodragãodamaldade,dejefersonbacelar

Umaapreciaçãodoartigo MárioGusmão.O santoguerreiro contraodragãodamaldade,dejefersonbacelar Umaapreciaçãodoartigo MárioGusmão.O santoguerreiro contraodragãodamaldade,dejefersonbacelar SabrinaGledhil Este texto apresenta em linhas biográficas, sociológicas, psicológicas e até antropológicas a

Leia mais

19ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP

19ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP 19ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP Unidade Territorial E (Clique no bairro para visualizar o relatório) ANÁLISE DE COPACABANA a. Midias em Geral Ø Fonte: Polícia Civil Ø Prisão 01/07/2014 Prisão

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PESQUISA DIRIGIDA AOS JOVENS COM IDADE ENTRE 15 E 35 ANOS RELATÓRIO : 1º PESQUISA MISSA : 08:30 DATA : 09/04/2011 - Nº de Entrevistados : 16 1º QUESTÃO - IDADE Foi perguntado

Leia mais

CURSO de SERVIÇO SOCIAL NITERÓI - Gabarito

CURSO de SERVIÇO SOCIAL NITERÓI - Gabarito PROAC / COSEAC UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2008 e 1 o semestre letivo de 2009 CURSO de SERVIÇO SOCIAL NITERÓI - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este

Leia mais

50 - Por que 18 de outubro é o dia dos médicos?

50 - Por que 18 de outubro é o dia dos médicos? 50 - Por que 18 de outubro é o dia dos médicos? Joffre Marcondes de Rezende SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros REZENDE, JM. À sombra do plátano: crônicas de história da medicina [online]. São

Leia mais

Reconhecendo a importância de proteger o patrimônio cultural de ambos os países;

Reconhecendo a importância de proteger o patrimônio cultural de ambos os países; ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DO EQUADOR SOBRE BENS CULTURAIS ROUBADOS OU ILICITAMENTE EXPORTADOS O Governo da República Federativa do

Leia mais

Curso DOT Dias 07, 14 e 21/08/2013

Curso DOT Dias 07, 14 e 21/08/2013 Curso DOT Dias 07, 14 e 21/08/2013 Nosso grupo: Foto modificada pelo FOTOFLEX ANTES Foto modificada pelo FOTOFLEX DEPOIS Fotoflexer usando animações Fotoflexer Decorate>Bordes>Vignette/Matte Fotoflexer

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Especialização em Metodologia do Ensino Superior Imperatriz

Leia mais

WORKSHOP INSPIRATION COM MAURICIO ARIAS WORKSHOP INÉDITO NO BRASIL

WORKSHOP INSPIRATION COM MAURICIO ARIAS WORKSHOP INÉDITO NO BRASIL WORKSHOP INSPIRATION COM MAURICIO ARIAS WORKSHOP INÉDITO NO BRASIL MAURICIO ARIAS é nativo de Nicarágua, mas vive em São Francisco, Califórnia. Atua como um dos grandes nomes da equipe de Ben Chrisman.

Leia mais

ONG Projetos sociais meu sonho não tem fim Pesquisa - Sonhos, desejos e virtudes

ONG Projetos sociais meu sonho não tem fim Pesquisa - Sonhos, desejos e virtudes ONG Projetos sociais meu sonho não tem fim Pesquisa - Sumário Dedicatória Página 3 Introdução Página 4 Perfil do público pesquisado Página 5 Sonhos e desejos Página 8 Virtudes e pecados Página 10 Conclusões

Leia mais

LIDERANÇA EMPRESARIAL

LIDERANÇA EMPRESARIAL UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO HENRIQUE ZOLLNER ZARDI (Matrícula n 136664) LIDERANÇA EMPRESARIAL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2008 HENRIQUE ZOLLNER ZARDI LIDERANÇA EMPRESARIAL Trabalho

Leia mais

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

A TATUAGEM NO SUBMUNDO DO CRIME: UMA LINGUAGEM CODIFICADA

A TATUAGEM NO SUBMUNDO DO CRIME: UMA LINGUAGEM CODIFICADA A TATUAGEM NO SUBMUNDO DO CRIME: UMA LINGUAGEM CODIFICADA Thiago Leonardo Ribeiro (Bolsista PIBIC-FA / PG-CLCA-UENP/CJ) Vera Maria Ramos Pinto (CLCA-UENP/CJ) Grupo de Pesquisa Leitura e Ensino Introdução

Leia mais

Caro educador, um conjunto de critérios de seleção de obras literárias organizado pelo grupo de formadores do Projeto Entorno;

Caro educador, um conjunto de critérios de seleção de obras literárias organizado pelo grupo de formadores do Projeto Entorno; Caro educador, Nas páginas deste documento, você vai encontrar várias informações e materiais importantes para apoiar a realização dos projetos institucionais de leitura na sua escola: um conjunto de critérios

Leia mais

Mais informações e marcações Elisa Aragão servicoeducativo@zeroemcomportamento.org 213 160 057 www.zeroemcomportamento.org

Mais informações e marcações Elisa Aragão servicoeducativo@zeroemcomportamento.org 213 160 057 www.zeroemcomportamento.org Apresentamos de seguida várias sessões temáticas compostas por curtas-metragens de animação, às quais chamamos de Filminhos Infantis. Estas propostas são complementadas com uma oficina com uma duração

Leia mais

Criar é arte, desenhar faz parte

Criar é arte, desenhar faz parte Criar é arte, desenhar faz parte E.E. Adelaide Maria de Barros Sala 5 Sessão 1 Professor(es) Apresentador(es): Paula Peres dos Santos Cruz Realização: Foco Desenhos gráficos, técnicas diferenciadas, desenvolvimento

Leia mais

Pedagogia. No painel desta aula. Cotidiano escolar: problemas pedagógicos contemporâneos. Colocam-se, transversalmente, no cotidiano escolar...

Pedagogia. No painel desta aula. Cotidiano escolar: problemas pedagógicos contemporâneos. Colocam-se, transversalmente, no cotidiano escolar... Pedagogia Prof. Elizabete Cristina Costa Renders Cotidiano escolar: problemas pedagógicos contemporâneos Imagem 1 No painel desta aula Colocam-se, transversalmente, no cotidiano escolar... Complexidade

Leia mais

CAPELANIA HOSPITALAR EVANGÉLICA: ASPECTOS FORMATIVOS DO TRABALHO PEDAGÓGICO EM CONTEXTO DE DOENÇAS E ENFERMIDADES 1

CAPELANIA HOSPITALAR EVANGÉLICA: ASPECTOS FORMATIVOS DO TRABALHO PEDAGÓGICO EM CONTEXTO DE DOENÇAS E ENFERMIDADES 1 CAPELANIA HOSPITALAR EVANGÉLICA: ASPECTOS FORMATIVOS DO TRABALHO PEDAGÓGICO EM CONTEXTO DE DOENÇAS E ENFERMIDADES 1 Tamara Souza da Silva 2 Lenise Maria Ribeiro Ortega 3 Sessão temática: Educação e Trabalho

Leia mais

O EVENTO QUE VAI MEXER AINDA MAIS COM A SAÚDE DA CIDADE DE SÃO PAULO! Cultura na. virada da. Saúde

O EVENTO QUE VAI MEXER AINDA MAIS COM A SAÚDE DA CIDADE DE SÃO PAULO! Cultura na. virada da. Saúde O EVENTO QUE VAI MEXER AINDA MAIS COM A SAÚDE DA CIDADE DE SÃO PAULO! O projeto Virada da realizará ações culturais relacionadas com o tema saúde durante a semana da Virada da na cidade de São Paulo (semana

Leia mais

Figura 14 Barão de Viana Autor José Antonio da Cunha Couto Óleo sobre tela, 65 x 54 cm Museu de Arte da Bahia

Figura 14 Barão de Viana Autor José Antonio da Cunha Couto Óleo sobre tela, 65 x 54 cm Museu de Arte da Bahia 42 Couto foi possuidor de uma obra pictórica extensa, sendo o retratista que mais produziu em seu tempo, conhecido pelo colorido e pelas expressões fisionômicas dos seus retratos 12. Em Alves (1976, p.59),

Leia mais

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Aula Expositiva pelo IP.TV Dinâmica Local Interativa Interatividade via IP.TV e Chat público e privado Email e rede

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Curso de Jornalismo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Área 1 Jornalismo Especializado (1 vaga) Graduação Exigida: Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo Titulação mínima exigida:

Leia mais

"Reescrevo a história que negou existência de tantas lésbicas na África do Sul"

Reescrevo a história que negou existência de tantas lésbicas na África do Sul igay http://igay.ig.com.br/2015-03-08/conheca-o-trabalho-de-zanele-muholi.html "Reescrevo a história que negou existência de tantas lésbicas na África do Sul" Por Maria Carolina Gonçalves - ig São Paulo

Leia mais

A jornada do herói. A Jornada do Herói

A jornada do herói. A Jornada do Herói A Jornada do Herói Artigo de Albert Paul Dahoui Joseph Campbell lançou um livro chamado O herói de mil faces. A primeira publicação foi em 1949, sendo o resultado de um longo e minucioso trabalho que Campbell

Leia mais

Roteiro. Coordenador do curso Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto. Autor Professor Conteudista Rafael Moralez

Roteiro. Coordenador do curso Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto. Autor Professor Conteudista Rafael Moralez Roteiro 1 Coordenador do curso Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto Autor Professor Conteudista Rafael Moralez PACC Programa Anual de Capacitação Continuada Curso: Produção de Vídeo. de Massetto, F. I.,

Leia mais

86 I Poderes em Revista

86 I Poderes em Revista Fotos: Divulgação O milagre das Santas Casas 86 I Poderes em Revista Criança em atendimento: risco na qualidade do serviço Responsáveis por 51% da assistência prestada pelo SUS, instituições sofrem com

Leia mais

Contextualizando o enfoque CTSA, a partir da Fotonovela

Contextualizando o enfoque CTSA, a partir da Fotonovela Contextualizando o enfoque CTSA, a partir da Fotonovela Resumo: Este presente trabalho tem como intuito resgatar atividades já feitas em décadas anteriores, para elaboração de novos métodos didáticos em

Leia mais

Daniel fazia parte de uma grupo seleto de homens de Deus. Ele é citado pelo profeta Ezequiel e por Jesus.

Daniel fazia parte de uma grupo seleto de homens de Deus. Ele é citado pelo profeta Ezequiel e por Jesus. Profeta Daniel Daniel fazia parte de uma grupo seleto de homens de Deus. Ele é citado pelo profeta Ezequiel e por Jesus. O livro de Daniel liga-se ao livro do Apocalipse do Novo Testamento, ambos contêm

Leia mais

TÍTULO: ONG ANIMAIS TEM VOZ CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL

TÍTULO: ONG ANIMAIS TEM VOZ CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL TÍTULO: ONG ANIMAIS TEM VOZ CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE SANTA BÁRBARA AUTOR(ES): CARLOS VALÉRIO SANTOS, RAFAELA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca INAUGURAÇÃO DA «CASA DE CULTURA JORGE

Leia mais