OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO"

Transcrição

1 OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos

2 Linguagens de Programação Material elaborado por alunos do Curso de Ciência da Computação da Faculdade Pitágoras Unidade Raja Alterações: Prof. Carlos José

3 Linguagem de Programação Pascal Integrantes da Equipe: Felipe Vieira do Carmo Pereira Douglas Daniel Alves Ferreira Torres Vinícius Albert Pereira Vinícius Guimarães de Souza Rocha Daniel Santos Goularte Hilton Marcelo Alves dos Santos Matheus Valério Souto Monteiro

4 Pascal Origens e Características [01] A linguagem Pascal foi criada entre os anos de 1968 e 1971 pelo professor Niklaus Wirth. O objetivo de desenvolver a linguagem Pascal era o seu uso com fins educacionais. O Pascal tem esse nome em homenagem ao matemático francês Blaise Pascal. É baseada nas linguagens ALGOL e PL. Ao longo dos anos, a linguagem foi se tornando cada vez mais popular no meio acadêmico, tornando-se referência para o ensino introdutório à programação estruturada ao lado de linguagens como a linguagem C.

5 Pascal Origens e Características [02] O Pascal é uma linguagem compilada, simples, segura e com sintaxe bem expressiva. Mesmo sendo uma linguagem muito simples, ela foi e ainda continua sendo usada para o desenvolvimento de aplicações comerciais e científicas, tanto que parte do sistema operacional do computador Macintosh foi escrito originalmente em Pascal. Comercialmente, a linguagem foi sucedida pela criação da linguagem Pascal for Windows, e depois pela Object Pascal, atualmente utilizada nos IDEs Delphi, Kylix e Lazarus, que são programas que facilitam a programação, assim como o conhecido e utilizado DevC++.

6 Pascal Versões e Licenças Pelo fato de ser uma linguagem acadêmica e para utilização preferencialmente educacional, o Pascal nasceu como uma linguagem gratuita. Após a primeira versão da linguagem Pascal, muitas outras fora implementadas, com destaque para o Turbo Pascal, um produto comercial (licença paga) com um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) criado pela empresa Borland e o Microsoft Pascal. Atualmente o Turbo Pascal está livremente disponível para download na internet. A linguagem Pascal foi sucedida pela Delphi (versão comercial para o ambiente Windows), pela Kylix (com versões comerciais e gratuitas para o ambiente Linux) e a Lazarus (versão open source para o ambiente Linux).

7 Pascal Exemplo de Código Este é um programa em Pascal que executa um teste lógico, onde o usuário digita duas variáveis e o programa lê cada uma delas. Em seguida o programa informa qual variável é maior que a outra. program Teste; // Nome do programa var a,b:integer; // Declaração de Variáveis (a, b inteiros). begin // Início do programa. write ('Digite um número para A'); // Imprime na tela a mensagem ente aspas. readln (a); // Lê a entrada do usuário e salva o valor na variável a. write ('Digite o número para B'); // Imprime na tela a mensagem ente aspas. readln (b); // Lê a entrada do usuário e salva o valor na variável b. if (a > b) then // Se a variável a é maior que b então... writeln ('A é maior que B') // Imprime na tela que 'A é maior que B'. else // Se não... writeln ('B é maior que A'); // Imprime na tela que 'B é maior que A'. end. // Fim do programa.

8 Pascal Certificações e/ou Comunidades Como a linguagem Pascal é voltada principalmente para fins acadêmicos, não existem certificações oficiais. Existem as Certificações de Desenvolvedor Delphi, já que esta é a evolução do Pascal, que são oferecidas pela empresa Embarcadero, a qual detêm os direitos desta linguagem. São dois níveis de certificação, Certificação Delphi Developer que corresponde ao nível 1 (conhecimentos gerais e cerca de dois anos de experiência, com prova on-line) e a Certificação Delphi Master Developer que corresponde ao nível 2 (conhecimentos avançados e cerca de quatro anos de experiência em desenvolvimento, com prova presencial).

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação A representação de algoritmos em uma pseudo-linguagem mais próxima às pessoas é bastante útil principalmente quando o problema a ser tratado envolve

Leia mais

Laboratório de Programação (DPADF 0063)

Laboratório de Programação (DPADF 0063) Laboratório de Programação (DPADF 0063) Aula 1 Motivação e Introdução Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Aula 08 Programação em pascal Pascal Pascal

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Aula 2 Introdução Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Informática Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno O que

Leia mais

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://lab.ifto.edu.br/~mcampos

Leia mais

Introdução à Linguagem C/C++ Parte I

Introdução à Linguagem C/C++ Parte I Linguagem de Programação I Introdução à Linguagem C/C++ Parte I Professor Mestre Ricardo Alexandre Carmona SÃO PAULO - 2014 Introdução à Linguagem C/C++ - Parte I 1 - HISTÓRICO A Linguagem de Programação

Leia mais

APOSTILA DE ALGORITMOS PROFESSOR ANDRÉ LUIZ NASSERALA PIRES

APOSTILA DE ALGORITMOS PROFESSOR ANDRÉ LUIZ NASSERALA PIRES ALGORITMO Um Algoritmo é uma seqüência de instruções ordenadas de forma lógica para a resolução de uma determinada tarefa ou problema. Definimos Algoritmo como a seqüência de passos que visam atingir um

Leia mais

1) Digitar o código-fonte no editor do compilador Turbo Pascal para windows, exatamente como apresentado a seguir:

1) Digitar o código-fonte no editor do compilador Turbo Pascal para windows, exatamente como apresentado a seguir: Introdução à Informática 1 de 6 Data: 29/05/04 1) Digitar o código-fonte no editor do compilador Turbo Pascal para windows, exatamente como apresentado a seguir: program eq2grau; uses WinCrt, Strings;

Leia mais

Variáveis Compostas Heterogêneas. Variável Composta Heterogênea. Variável Composta Heterogênea

Variáveis Compostas Heterogêneas. Variável Composta Heterogênea. Variável Composta Heterogênea Variáveis Compostas Heterogêneas Variável Composta Heterogênea Conjunto de dados logicamente relacionados, mas de tipos diferentes. Também chamada de registro. Variável Composta Heterogênea 1 Declaração

Leia mais

Organização de Computadores Software

Organização de Computadores Software Organização de Computadores Software Professor Marcus Vinícius Midena Ramos Colegiado de Engenharia de Computação (74)3614.1936 marcus.ramos@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~marcus.ramos Objetivos: Entender

Leia mais

IB I M B - PC. 1982 ( C ( P C U U

IB I M B - PC. 1982 ( C ( P C U U Microinformática 1981 (CPU 80086 e 80088 8bits/16bits XT) O MS-DOS funciona em um protótipo do IBM- PC. 1982 (CPU 80286 16bits AT) Intel lança chip 286, com 134.000 transistores. Sai a planilha eletrônica

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA (ICET) CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO. O Paradigma da Orientação a Objeto

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA (ICET) CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO. O Paradigma da Orientação a Objeto UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA (ICET) CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO O Paradigma da Orientação a Objeto Apresentada em Cumprimento Parcial dos Requerimentos para

Leia mais

Aula Prática 1: Introdução ao Ambiente de Programação Dev-C++

Aula Prática 1: Introdução ao Ambiente de Programação Dev-C++ Aula Prática 1: Introdução ao Ambiente de Programação Dev-C++ 1. Introdução Em nossa primeira aula prática de programação em linguagem C iremos escrever e testar programas de computador básicos. Mas antes,

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Linguagens de Programação: Ambientes de desenvolvimento Engenharia da Computação Professor: Críston Pereira de Souza Web: www.univasf.edu.br/~criston.souza/algoritmos.html email:

Leia mais

1. Estrutura de seleção. Seleção: algumas etapas (passos) do algoritmo são executadas dependendo do resultado de uma condição

1. Estrutura de seleção. Seleção: algumas etapas (passos) do algoritmo são executadas dependendo do resultado de uma condição 1 Estrutura de seleção Seleção: algumas etapas (passos) do algoritmo são executadas dependendo do resultado de uma condição - Necessário quando mais de uma ação deve ser tomada se uma condição for satisfeita

Leia mais

Ruby. Simplicidade e produtividade

Ruby. Simplicidade e produtividade Ruby Simplicidade e produtividade Ruby é... Uma linguagem de tipagem dinâmica e forte, com gerenciamento de memória automático, open source com foco na simplicidade e na produtividade. Tem uma sintaxe

Leia mais

Os IDE s (Ambientes de Desenvolvimento Integrado) como ferramentas de trabalho em informática

Os IDE s (Ambientes de Desenvolvimento Integrado) como ferramentas de trabalho em informática Os IDE s (Ambientes de Desenvolvimento Integrado) como ferramentas de trabalho em informática Alexandro Klein dos Santos 1 1 Acadêmico(a) do Curso de Ciência da Computação Universidade Federal de Santa

Leia mais

ESTRUTURA DE DADOS -VARIÁVEIS COMPOSTAS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

ESTRUTURA DE DADOS -VARIÁVEIS COMPOSTAS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ESTRUTURA DE DADOS -VARIÁVEIS COMPOSTAS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO Variáveis compostas homogêneas Arrays Vetores Matrizes Variáveis compostas heterogêneas Registros

Leia mais

A Linguagem Pascal e o Ambiente de Programação Dev-Pascal. Introdução à Ciência da Computação I

A Linguagem Pascal e o Ambiente de Programação Dev-Pascal. Introdução à Ciência da Computação I A Linguagem Pascal e o Ambiente de Programação Dev-Pascal Introdução à Ciência da Computação I Março/2004 Introdução (1 de 3) Homenagem a Blaise Pascal, filósofo e matemático do século XVII. Desenvolvida

Leia mais

Capacidade de Armazenamento

Capacidade de Armazenamento Capacidade de Armazenamento Disquete 3½: 720 Kb ou 1.44 Mb Disco rígido: Zip disco De 20 Gb... 120 Mb Armazenamento e Organização Arquivo Tipos:.BAT.COM.EXE.TXT... Sistema de Computação HARDWARE X SOFTWARE

Leia mais

Linguagem de programação: Pascal

Linguagem de programação: Pascal Aula 04 Linguagem de programação: Pascal Prof. Tecgº Flávio Murilo 26/03/2013 1 Pascal Introdução Pascal é uma linguagem de programação estruturada, criada em 1970 pelo suíço Niklaus Wirth, dando este

Leia mais

Elementos básicos das linguagens de programação

Elementos básicos das linguagens de programação Elementos básicos das linguagens de programação Objetivos: Apresentar os últimos elementos básicos das linguagens de programação Elementos básicos já estudados Entrada (read, readln) Saída (write, writeln)

Leia mais

Computação Eletrônica

Computação Eletrônica Computação Eletrônica Introdução ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material da Disciplina Computação Eletrônica CIN/UFPE. Computador O que diferencia o computador de outras máquinas? Comportamento variável;

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Linguagens de Programação Material

Leia mais

II. LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO COM PASCAL

II. LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO COM PASCAL II. LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO COM PASCAL Leitura: Engenharia de Software - Roger S. Pressman Cap 16 - Linguagens de Programação e Codificação (exceto 16.2) Introdução à Programação com Pascal - Sérgio E. R.

Leia mais

Pratica JFlex. Prática criando o primeiro analisador léxico

Pratica JFlex. Prática criando o primeiro analisador léxico UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA CAMPUS DE SÃO MIGUEL DO OESTE CURSO: CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: COMPILADORES PROFESSOR: JOHNI DOUGLAS MARANGON Pratica JFlex JFlex é uma ferramenta que permite

Leia mais

Capítulo 8. CICLOS. Tabela 8.1 Programa8a.f90.

Capítulo 8. CICLOS. Tabela 8.1 Programa8a.f90. Capítulo 8. CICLOS OBJETIVOS DO CAPÍTULO Conceito de ciclo Comandos do FORTRAN: DO END DO, EXIT 8.1 programa8a.f90 Para inicializar as atividades deste capítulo, deve-se executar: 1) Para acessar o programa

Leia mais

IDE (Integrated Development Environment) / RAD (Rapid Application Development)

IDE (Integrated Development Environment) / RAD (Rapid Application Development) IDE (Integrated Development Environment) / RAD (Rapid Application Development) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Agosto de 2012 Prof. Edwar Saliba Júnior 1 Introdução

Leia mais

Software e Serviços MANUAL DE HOMOLOGAÇÃO WEB SERVICE X SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL

Software e Serviços MANUAL DE HOMOLOGAÇÃO WEB SERVICE X SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL MANUAL DE HOMOLOGAÇÃO WEB SERVICE X SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL CONSIDERAÇÕES INICIAIS Este manual tem como objetivo propiciar a integração do SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL junto as ADMINISTRADORAS

Leia mais

Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução. (procedimentos e funções)

Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução. (procedimentos e funções) Aulas anteriores... Formulação adequada do problema Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução Definição do algoritmo Método de decomposição hierárquica utilizando

Leia mais

SOFTWARE DE INVENTÁRIO DE SOFTWARE DE EQUIPAMENTOS DE REDE UTILIZANDO SESSION MESSAGE BLOCK

SOFTWARE DE INVENTÁRIO DE SOFTWARE DE EQUIPAMENTOS DE REDE UTILIZANDO SESSION MESSAGE BLOCK SOFTWARE DE INVENTÁRIO DE SOFTWARE DE EQUIPAMENTOS DE REDE UTILIZANDO SESSION MESSAGE BLOCK Josélio Kreuch Francisco Adell Péricas - Orientador ROTEIRO INTRODUÇÃ ÇÃO OBJETIVOS GERENCIAMENTO DE REDES REGISTRO

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

Curso Técnico em Redes

Curso Técnico em Redes Curso Técnico em Redes Prof. Airton Ribeiro - 2012 Histórico das Linguagens de Programação O que é? É um método padronizado para expressar instruções para um computador. É um conjunto de regras sintáticas

Leia mais

OS COMPUTADORES E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

OS COMPUTADORES E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS OS COMPUTADORES E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Etapas de desenvolvimento de um programa: Criação do programa-fonte (texto) Compilação desse programa (tradução para código executável) Execução do código produzido

Leia mais

Algumas notas sobre PASCAL

Algumas notas sobre PASCAL Algumas notas sobre PASCAL PARTE I Anjolina Grisi de Oliveira 1 Um programa em PASCAL Esse texto inclui algumas notas sobre a linguagem PASCAL. As diferenças existentes entre os diversos compiladores não

Leia mais

Estrutura de Dados. Introdução a Ponteiros. Prof. Gerson Borges Estrutura de Dados I 1

Estrutura de Dados. Introdução a Ponteiros. Prof. Gerson Borges Estrutura de Dados I 1 Estrutura de Dados Introdução a Ponteiros Prof. Gerson Borges Estrutura de Dados I 1 Sumário è Explicação da importância do planejamento de ensino; è Métodos e técnicas que iremos trabalhar durante o semestre;

Leia mais

Linguagem Pascal. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior

Linguagem Pascal. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior Linguagem Pascal Prof. Antonio Almeida de Barros Junior 1 Linguagem Pascal Criada para ser uma ferramenta educacional (Década de 70); Prof. Niklaus Wirth (Universidade de Zurique); Blaise Pascal (Matemático

Leia mais

1 INTRODUÇÃO 1.1 CONCEITO DE PARADIGMAS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PARADIGMAS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO

1 INTRODUÇÃO 1.1 CONCEITO DE PARADIGMAS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PARADIGMAS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO 1 INTRODUÇÃO 1.1 CONCEITO DE PARADIGMAS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Desde o seu surgimento, o manuseio da computação é baseado em linguagens de programação. Ela permite que sejam construídos aplicativos

Leia mais

Paradigmas de Programação

Paradigmas de Programação Paradigmas de Programação Aula I Apresentação Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Prof. Edilberto Silva / edilms.eti.br Professor EDILBERTO M. SILVA edilms@yahoo.com Bacharel em Ciência

Leia mais

Programação de Página WEB - PHP ROSEMARY FRANCISCO

Programação de Página WEB - PHP ROSEMARY FRANCISCO Edição nº1-2007 ROSEMARY FRANCISCO Programação de Página WEB.indd 1 27/8/2007 13:22:09 2 Programação para Internet Apresentação Este livro-texto contém a disciplina de Programação para Internet, cujo conteúdo

Leia mais

Capítulo 12. SUB-ROTINAS

Capítulo 12. SUB-ROTINAS Capítulo 12. SUB-ROTINAS OBJETIVOS DO CAPÍTULO Conceitos de: sub-rotina, programa-principal, projeto com diversos programas-fonte, passagem de argumentos Comandos do FORTRAN: PROGRAM, EXTERNAL, SUBROUTINE,

Leia mais

Algoritmos e Linguagem de Programação I

Algoritmos e Linguagem de Programação I Algoritmos e Linguagem de Programação I Roberto Ferreira roberto.ferreira@lapa.ifbaiano.edu.br 2014.1 Módulo I Aula 4 Introdução ao C Linguagem de Programação É um conjunto de regras sintáticas e semânticas

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II. Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II. Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe Na aula passada... Avaliamos o conceito de Integrated Development Environment (IDE); Aprendemos um pouco da evolução do

Leia mais

DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR

DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR Fortaleza - CE Introdução ao ambiente de desenvolvimento delphi e preparação da interface basíca O ambiente delphi foi criado pela Borland Software

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Objetivos Compreender os conceitos de lógica de programação e de algoritmos. Conhecer

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

Software Livre uma visão de futuro

Software Livre uma visão de futuro Software Livre uma visão de futuro Palestrante:Marcelo Ramos de Oliveira Júnior 16/03/2005 Apresentação - Quem sou eu? Marcelo Ramos de Oliveira Júnior: Pós-graduado em Ciência da Computação pela UFPE;

Leia mais

Manipulação de Arquivos em Pascal

Manipulação de Arquivos em Pascal Manipulação de Arquivos em Pascal Estrutura de Dados II Aula 03 UFS - DComp Adaptados a partir do material da Profa. Kenia Kodel Cox 1 Para implementar programa infantil para ordenação (alfabética) de

Leia mais

Programação de. Programa. Bibliografia. Páginas electrónicas de PM. Regras das aulas de laboratório. Métodos de Ensino - Aulas

Programação de. Programa. Bibliografia. Páginas electrónicas de PM. Regras das aulas de laboratório. Métodos de Ensino - Aulas Programa Programação de Microprocessadores 1º Ano 2º Semestre A arquitectura dos computadores A linguagem C 1 aula 7 aulas Talvez haja mais algum assunto a abordar nas aulas seguintes Mestrado Integrado

Leia mais

/ Métodos de Programação I Projecto 0

/ Métodos de Programação I Projecto 0 Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra / Métodos de Programação I Projecto 0 Cálculo do Instante de Chegada de um Voo Dado o instante de partida de um avião (horas, minutos, segundos), dado

Leia mais

Linguagem Pascal. Prof. Jonatas Bastos Site:

Linguagem Pascal. Prof. Jonatas Bastos   Site: Linguagem Pascal Prof. Jonatas Bastos Email: jonatasfbastos@gmail.com Site: http://jonatasfbastos.wordpress.com/ 1 Linguagem Pascal Foi desenvolvida pelo prof. Niklaus Wirth como uma linguagem simples

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Linguagens de Programação Material

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema para Administração de Condomínios MANUAL USUÁRIO. e-mail Enviar Boletos e Relatórios. ENG Sistemas - 1 -

Manual do Usuário. Sistema para Administração de Condomínios MANUAL USUÁRIO. e-mail Enviar Boletos e Relatórios. ENG Sistemas - 1 - Sistema para Administração de Condomínios MANUAL DO USUÁRIO e-mail Enviar Boletos e Relatórios ENG Sistemas - 1 - FUNCIONAMENTO DO MÓDULO...3 CONFIGURAR O MODO DE ENVIO DE E-MAIL NO SCON:...4 PADRÕES PARA

Leia mais

IIH Introdução à Informática e Hardware

IIH Introdução à Informática e Hardware INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - CAMPUS VOTUPORANGA Técnico em Manutenção e Suporte em Informática IIH Introdução à Informática e Hardware Aula: Linguagens de Programação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO. Realização:

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO. Realização: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO Realização: Fortaleza, Fevereiro/2010 Sumário 1. Introdução... 3 2. Conceitos Básicos... 3 3. Tipos

Leia mais

UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor.

UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES Fortaleza - CE Apresentação. O mais famoso tipo de arquitetura utilizada em redes de computadores

Leia mais

Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II

Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II Quantas vezes eu não lamentei por este componente não ter uma propriedade que guardasse uma lista paralela a lista que é mostrada em

Leia mais

Notas de Aula de Algoritmos e Programação de Computadores

Notas de Aula de Algoritmos e Programação de Computadores Notas de Aula de Algoritmos e Programação de Computadores FLÁVIO KEIDI MIYAZAWA com a colaboração de TOMASZ KOWALTOWSKI Instituto de Computação - UNICAMP Versão 2000.1 Estas notas de aula não devem ser

Leia mais

Introdução. Sumários. Objectivos da cadeira. História das linguagens de programação. Classificação das Linguagens de programação

Introdução. Sumários. Objectivos da cadeira. História das linguagens de programação. Classificação das Linguagens de programação Introdução Sumários Objectivos da cadeira História das linguagens de programação Classificação das Linguagens de programação Aplicação das linguagens de programação Noção de compiladores Software à usar

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

OBI2010 Caderno de Tarefas

OBI2010 Caderno de Tarefas OBI2010 Caderno de Tarefas Modalidade Programação Nível 1, Fase 1 27 de março de 2010 A PROVA TEM DURAÇÃO DE 4 HORAS Promoção: Patrocínio: Olimpíada Brasileira de Informática OBI2010 1 Instruções LEIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARUJÁ. Secretaria da Cultura e Turismo. Biblioteca Pública Municipal. Telecentro comunitário

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARUJÁ. Secretaria da Cultura e Turismo. Biblioteca Pública Municipal. Telecentro comunitário PREFEITURA MUNICIPAL DE ARUJÁ Secretaria da Cultura e Turismo Biblioteca Pública Municipal Telecentro comunitário Josilene dos Santos Silva Monitora Responsável Projeto Informática Nunca é Tarde 3ª Idade

Leia mais

- UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Curso: Informática / Ciência da Computação

- UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Curso: Informática / Ciência da Computação Programação 1I Prof. Osório Fila / Alocação Estática Pag.: 1 - UNIVERSIAE O VALE O RIO OS SINOS IÊNIAS EXATAS E TENOLÓGIAS urso: Informática / iência da omputação Programação II isciplina: Linguagem de

Leia mais

Linguagem de Programação Pascal - Introdução

Linguagem de Programação Pascal - Introdução Linguagem de Programação Pascal - Introdução História Pascal é uma linguagem de programação que recebeu o seu nome em homenagem ao matemático Blaise Pascal. A linguagem Pascal foi criada em 1970 pelo suíço

Leia mais

Paradigmas e Histórico de

Paradigmas e Histórico de Paradigmas e Histórico de Linguagens de Programação Linguagens de Programação Departamento de Computação Universidade Federal de Sergipe Influências sobre o projeto de linguagens Arquitetura do computador

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Aula 10 Arquivos Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Informática Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno Persistência

Leia mais

Introdução sobre Scilab

Introdução sobre Scilab Ivanovitch Medeiros Dantas da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação DCA0399 - Métodos Computacionais para Engenharia Civil Natal, 14 de

Leia mais

PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO

PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO APLICATIVO FUNDO CASA O Fundo Socioambiental CASA desenvolveu um Aplicativo (para Desktop - Windows) para Apresentação de Projetos. O Aplicativo Fundo CASA tem como objetivo facilitar o envio de Projetos

Leia mais

Introdução ao Processamento de Dados (IPD)

Introdução ao Processamento de Dados (IPD) Universidade Federal de Pelotas Instituto de Física e Matemática Departamento de Informática Introdução ao Processamento de Dados (IPD) Estrutura da Apresentação Conceitos Básicos Processamento de Dados

Leia mais

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes FAQ Erros, e dúvidas frequentes Sumário ERROS CONHECIDOS... 2 1. Botões da tela principal desabilitados... 2 2. Erro de cadastro... 3 3. Região Nordeste não encontrada no cadastro de obras;... 3 4. Célula

Leia mais

2. O AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO EM C

2. O AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO EM C 2. O AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO EM C Este capítulo trata de colocar a linguagem C para funcionar em um ambiente de programação, concentrando-se no compilador GNU Compiler Collection (gcc). Mas qualquer outro

Leia mais

Sistema de Migração de Dados ADRIANO GOMES DOS SANTOS

Sistema de Migração de Dados ADRIANO GOMES DOS SANTOS Sistema de Migração de Dados ADRIANO GOMES DOS SANTOS Uberlândia-MG, Dezembro/2000. Sistema de Migração de Dados ADRIANO GOMES DOS SANTOS Monografia apresentada ao Curso de Ciência da Computação do Centro

Leia mais

APLICATIVO PARA CÁLCULO DE MÉTRICA DE SOFTWARE EM CÓDIGO-FONTE PL/SQL

APLICATIVO PARA CÁLCULO DE MÉTRICA DE SOFTWARE EM CÓDIGO-FONTE PL/SQL APLICATIVO PARA CÁLCULO DE MÉTRICA DE SOFTWARE EM CÓDIGO-FONTE PL/SQL Karine Trevisani Cunha Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro Introdução Objetivos Motivação Fundamentação Teórica Desenvolvimento

Leia mais

Profª MSc. Heloína Alves Arnaldo

Profª MSc. Heloína Alves Arnaldo Profª MSc. Heloína Alves Arnaldo É a integração de componentes atuando como uma entidade, com o propósito de processar dados e produzir informações. Esses componentes são: Hardware: parte física ou material

Leia mais

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade Orientação a Objetos Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java Gil Eduardo de Andrade Conceitos: Orientação a Objeto Introdução Abordagem típica no desenvolvimento de sistemas complexos; Consiste

Leia mais

UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática

UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática Programação 1 Prof. Osório Aula 01 Pag.: 1 UNISINOS - UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS (C6/6) Curso: Informática PROGRAMAÇÃO I AULA 01 Disciplina: Linguagem

Leia mais

Capítulo 1. INTRODUÇÃO

Capítulo 1. INTRODUÇÃO Capítulo 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS DO CAPÍTULO Conceitos de: linguagem de programação, FORTRAN, projeto, programa-fonte, programa-objeto, programa-executável, compilação, comando Procedimentos básicos para

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 8. Introdução ao Linux Introdução a linguagem C

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 8. Introdução ao Linux Introdução a linguagem C CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 8 Introdução ao Linux Introdução a linguagem C Linux Linux é um termo utilizado para se referir a sistemas operacionais que utilizem o núcleo Linux. Existem muitas distribuições

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS TECNOLOGIAS

EVOLUÇÃO DAS TECNOLOGIAS A ERA DA COMPUTAÇÃO EVOLUÇÃO DAS TECNOLOGIAS Wagner de Oliveira Década de 40 1946: Konrad Zuze desenvolve a Plankalkul: a primeira linguagem de programação de alto nível, não foi usada. 1949: Aparece a

Leia mais

Para fazer a INSTALAÇÃO do Sistema ColREP, leia com atenção os Passos a seguir:

Para fazer a INSTALAÇÃO do Sistema ColREP, leia com atenção os Passos a seguir: ColREP Sistema Colore para Representantes Comerciais (INSTALAÇÃO). Pag. 1 Para fazer a INSTALAÇÃO do Sistema ColREP, leia com atenção os Passos a seguir: 1º Caso não esteja de posse od CD-Rom de instalação,

Leia mais

Ferramentas RAD e DELPHI

Ferramentas RAD e DELPHI Origem: http://my.opera.com/maicokrause/blog/ferramentas-rad-e-delphi Data: 17 Nov 2009 Autor: Maico Krause Ferramentas RAD e DELPHI Thursday, 16. July 2009, 14:27:40 Desenvolvimento, Delphi, Engenharia

Leia mais

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral

Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS P.R.R.H Manual de Utilização e-rh para Servidor em Geral (Módulo Recadastramento) 1 SUMÁRIO 1. SEÇÃO - INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1.1.

Leia mais

Paradigmas de Linguagens de Programação. Aspectos Preliminares

Paradigmas de Linguagens de Programação. Aspectos Preliminares Aspectos Preliminares Cristiano Lehrer Motivação (1/6) Aumento da capacidade de expressar idéias: Difícil conceituar estruturas quando não se pode descreve-las. Programadores são limitados pelas linguagens.

Leia mais

PLANO DE AULA. Ambiente Operacional Unix Profa. Morganna

PLANO DE AULA. Ambiente Operacional Unix Profa. Morganna PLANO DE AULA 1. Sistema operacional Unix 2. Sistema operacional Linux 3. Utilização dos sistemas operacionais 1 - Sistema Operacional UNIX História 1964 sistema operacional MULTICS (Multiplexed Information

Leia mais

Estrutura de Decisão - Case

Estrutura de Decisão - Case FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Estrutura de Decisão - Case Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br Definição Para a execução de um determinado comando CASE, somente

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA Basicamente, são formados por: Programas de controle (de equipamentos e de trabalhos). Programas utilitários.

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS

CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS INSTALAÇÃO DO SISTEMA E CONFIGURAÇÃO PARA USO EM REDE Versão 1.1 Instalação Programa Cartosoft 1 INICIANDO 1.1 Instalando o Programa Clique no programa InstaladorCartosoft.exe.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Aula Anterior. Decomposição algorítmica (continuação)

Aula Anterior. Decomposição algorítmica (continuação) Aula Anterior Decomposição algorítmica (continuação) Degenerescência da decomposição básica da solução em três etapas Método de decomposição modificado à entrada Associação de diferentes valores de entrada

Leia mais

1 Instalação. 2 Exemplos para Utilização do Componente

1 Instalação. 2 Exemplos para Utilização do Componente O CobreBemX é um componente COM ''não visual'' distribuído sob a forma de DLL, possuindo as seguintes funcionalidades: Impressão de Boletos Bancários em impressoras Laser ou Jato de Tinta para diverso

Leia mais

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Tipos de Software (Básico) Tipos de Software. Curso Conexão Noções de Informática

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Tipos de Software (Básico) Tipos de Software. Curso Conexão Noções de Informática Curso Conexão Noções de Informática Aula 2 Arquitetura de Computadores (Software) Agenda Introdução; Tipos de Software; Básico; Aplicativo; Livre; Proprietário. Pirataria de Software; Demos, Freewares

Leia mais

TOP SAÚDE SEPACO AUTOGESTÃO

TOP SAÚDE SEPACO AUTOGESTÃO TOP SAÚDE SEPACO AUTOGESTÃO Dezembro / 2014 Sumário 1. Apresentação e acesso ao sistema...3 2. Tela inicial do sistema...5 3. Autorização de Procedimento Via Prestador...6 3.1. Impressão Guia TISS...6

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL-CONTROCAR RESUMO

SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL-CONTROCAR RESUMO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL-CONTROCAR SOUZA, R. C. F. 1 VERONA, E. D. 2 RESUMO Este artigo mostra o desenvolvimento de um sistema computacional (CONTROCAR) voltado para gerenciamento de empresas que

Leia mais

PROG. DE COMPUTADORES II SI Arquivos

PROG. DE COMPUTADORES II SI Arquivos 1 PROG. DE COMPUTADORES II SI Arquivos Arquivos Permitem que gravemos nossas informações em dispositivos físicos Pendrive HD Estão organizados logicamente em registros Cada registro é similar a um campo

Leia mais

Computação Eletrônica

Computação Eletrônica Computação Eletrônica Pascal e compiladores O Computador Memória RAM Nota: Por causa de algumas animações, veja todos slides em tela cheia (pressione F5) Dispositivo de Entrada (teclado) Unidade de Processamento

Leia mais

cast poderia ser usado também para transformar um real (float) em inteiro. A sintaxe C (float)i pode ser substituída em C++ por float(i).

cast poderia ser usado também para transformar um real (float) em inteiro. A sintaxe C (float)i pode ser substituída em C++ por float(i). Cast (conversão) Um tipo de dado pode ser convertido momentaneamente em outro tipo com um cast. Em linguagem C a sintaxe usada é formada pelo tipo desejado entre parênteses precedendo a expressão a ser

Leia mais

UFSM Introdução ao Dev-C++ Profa. Patrícia Pitthan. Introdução ao Dev-C++

UFSM Introdução ao Dev-C++ Profa. Patrícia Pitthan. Introdução ao Dev-C++ Introdução ao Dev-C++ O Dev-C++ oferece um ambiente que integra um editor de textos a um compilador para linguagem C. O compilador usado pelo Dev-C++ é o gcc (Gnu C Compiler). 1) Primeiro programa Para

Leia mais